Você está na página 1de 4
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Departamento de Físico-Química Físico-Química I – Turma 2 a s e 4

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Departamento de Físico-Química Físico-Química I – Turma 2 as e 4 as – manhã – Prof. Raphael Cruz

GASES IDEAIS E REAIS

Exercício 1:

Trezentos gramas de metano estão confinados em um reservatório de trezentos litros de capacidade. Mediante a abertura de uma válvula o gás escapa para a atmosfera até sua pressão igualar- se à pressão externa. Determinar: a) a pressão inicial do metano; b) a massa de metano que ao final restará no reservatório. Admitir a temperatura constante e igual a 38 o C. Tomar a pressão atmosférica igual a 1,01 bar. Resp.: a) 1,61 bar; b) 188 g.

Exercício 2:

Um cilindro provido de um pistão contém um gás sob as seguintes condições: p = 1 bar, V = 10

litros e T = 300 K. a) Qual será o volume ocupado pelo gás se ele expandir-se isotermicamente até ter a pressão reduzida à metade? b) Qual será a temperatura final se, a partir do estado inicial, o gás resfriar- se, a volume constante, até ter sua pressão reduzida à metade do valor inicial? c) Quais serão a temperatura e o volume finais se o gás expandir-se isotermicamente, desde o estado inicial, até a pressão de 0,75 bar e, a seguir, resfriar-se a volume constante até a pressão de 0,5 bar? d) Quais serão a temperatura e o volume finais se o gás, a partir do estado inicial, sofrer um resfriamento isocórico até

0,75 bar, seguido de uma expansão isotérmica até 0,5 bar? Representar os processos c e d no plano pV.

Resp.: a) 20 L; b) 150 K; c) 200K e 13,3 L; d) 225 K e 15 L.

Exercício 3:

9,1 litros de monóxido de carbono (medidos em CNTP) são introduzidos em um recipiente de volume constante e igual a 100 litros. Neste mesmo recipiente colocam-se 26,6 litros de hidrogênio (medidos a 25 o C e 1 bar). A mistura, assim obtida, é mantida a 27 o C. A que pressão estará submetida? Qual será sua massa específica? Resp.: 0,368 bar e 0,135 kg/m 3 .

Exercício 4:

Determinar a massa específica do ar atmosférico seco e do ar atmosférico saturado de vapor de

água, a 25 o C e sob pressão de 1,01 bar. A pressão de vapor da água nesta temperatura é igual a 23,8

mm Hg e a composição do ar atmosférico seco e isento de dióxido de carbono é 78,1% de nitrogênio, 21,0% de oxigênio e 0,9% de argônio. Resp.: 1,17 kg/m 3 .

Exercício 5:

A composição de uma mistura de gases ideais, em percentagem ponderal, é a seguinte: 5% de hidrogênio, 10% de dióxido de carbono, 30% de nitrogênio e 55% de monóxido de carbono. Determinar a composição da mistura em fração molar e percentagem volumar. Calcular a pressão a que estão submetidas 5 g desta mistura, encerradas num recipiente de 7 litros, na temperatura de 25 o C.

Resp.: 1,01 bar. Exercício 6: Massa de 12,76 g de pentacloreto de fósforo é introduzida

Resp.: 1,01 bar.

Exercício 6:

Massa de 12,76 g de pentacloreto de fósforo é introduzida em recipiente de 3,5 litros de capacidade. Sabendo que o aquecimento do sistema levará à dissociação do PCl 5 , determinar o grau de dissociação, a partir das seguintes informações: a) a 200 o C observa-se que a pressão no recipiente, após atingir valor constante, mantém-se igual a 753,5 mm Hg; b) a 250 o C a pressão estabiliza-se em 102l,5 mm Hg. Resp.: a) 0,452 e b) 0,787.

Exercício 7:

A 500 K e sob pressão de l bar a dissociação do cloreto de nitrosila, 2NOCl(g) = 2NO(g) + Cl 2 (g), resulta em mistura gasosa de massa específica igual a 1,302 kg/m 3 . Determinar o grau de dissociação do cloreto de nitrosila, nesta temperatura. Resp.: 0,45.

Exercício 8:

As constantes de van der Waals para dois gases a e b são dadas na tabela abaixo.

 

Gás

a / Pa m 6 .mol -2

b / 10 -6 m 3 /mol

CO 2

0,21400

42,9

H

2

0,02574

26,6

Responda, justificando:

a) Qual dos gases possui moléculas maiores? b) Qual dos gases se liquefaz mais facilmente? c) Qual o tipo de forças que predominam no comportamento do gás a 100 K e baixas pressões? d) Que relações devem satisfazer as temperaturas e pressões dos dois gases para que eles ocupem o mesmo estado correspondente? Resp.: a) CO 2 ; b) CO 2 ; c) atrativas; atrativas; d) T CO2 /T H2 = 5 e P CO2 /P H2 = 3.

Exercício 9:

As coordenadas críticas do etano e do acetileno são dadas na tabela abaixo. Sabe-se que os dois gases, sob mesmas condições de T e p, estão igualmente afastados da idealidade, e que o volume molar do etano é 1,33 L/mol. Determine o volume molar do acetileno.

Gás

T c (K)

P c (bar)

V c (cm 3 /mol)

Etano

305,4

48,2

148

Acetileno

308,3

60,6

113

Resp.: 1,29 L/mol.

Exercício 10:

Qual o volume ocupado por 300 g de dióxido de enxofre, a 200 o C, sob pressão de 30 bar? Utilizar a equação de van der Waals, sabendo que as constantes a e b do dióxido de enxofre valem, respectivamente: 0,678 J.m 3 /mol 2 e 5,64x10 -5 m 3 /mol. Resp.: 5,48 L.

Exercício 11: Um mol de um gás está submetido à pressão de 40 bar, a

Exercício 11:

Um mol de um gás está submetido à pressão de 40 bar, a 25 o C. Determinar o volume molar ocupado pelo gás, utilizando a equação dos gases perfeitos e a equação de van der Waals, nos seguintes casos: 1) o gás é o neônio [a = 0,0213 J.m 3 /(mol) 2 e b = 1,7x10 -5 m 3 /mol]; 2) o gás é o metano [a =

0,228 J.m 3 (mol) 2 e b = 4,3x10 -5 m 3 /mol]; 3) o gás é o amoníaco [a = 0,421 J.m 3 /(mol) 2 e b = 3,7x10 -5

m 3 /mol].

Resp.: 1) 0,628 L/mol; 2) 0,560 L/mol; 3) 0,375 L/mol.

Exercício 12:

Seis quilogramas de vapor d'água estão sob pressão de 396 bar, a 387 o C. Qual o volume ocupado pela massa de água, calculado pela equação de Redlich-Kwong, nestas condições? Resp.: 15,5 L.

Exercício 13:

O volume molar do etano, sob pressão de l4,6 bar e na temperatura de 8 o C, vale 1,33 litro.

Qual será o volume molar do acetileno quando apresentar o mesmo desvio da idealidade? Usar o

método do fator de compressibilidade. Resp.: 1,07 L/mol.

Exercício 14:

A pressão exercida por 5,7 moles de metano em um recipiente de 712,5 cm 3 de volume, a 50

o C, tem o valor, medido experimentalmente, de 187 bar. Qual seria o valor da pressão calculada por: a) equação dos gases perfeitos; b) equação de van der Waals; c) equação de Redlich-Kwong e d) método do fator de compressibilidade? Resp.: a) 215 bar; b) 180 bar; c) 189 bar; d) 190,5 bar.

Exercício 15:

Em um recipiente de 10 litros de capacidade está comprimida, a 50 bar e 60 o C, uma certa massa de dióxido de carbono. O recipiente está ligado através de uma válvula a um outro vaso, completamente vazio, com volume de 10 litros. Qual será a pressão nos dois frascos quando a válvula for aberta e o CO 2 enchendo completamente os vasos, ficar em equilíbrio na temperatura de 60 o C? Resp.: 28,1 bar.

Exercício 16:

O fator de compressibilidade de um gás, a 20 o C e para valores da pressão de até 85 bar, é

expresso por: z = 1 - 6,25x10 -3 p + 2,87x10 -5 p 2 , com p em bar. 5,7 moles do gás, ocupando o volume de 1,117 litro, expandem-se isotérmicamente a 20 o C, até triplicar o volume que ocupam. Determinar o valor da pressão a que o gás está submetido no início e ao término da expansão. Resp.: 83,3 bar e 33,6 bar.

Exercício 17:

Uma mistura de 3 kg de etano, 2 kg de propano e 4 kg de butano é comprimida até 35 bar, a 160 o C. Estimar o volume ocupado pela mistura, utilizando o método do fator de compressibilidade. Resp.: 0,185 m 3 .

Exercício 18: Dez moles de mistura de propano e butano ocupam o volume de 9,67

Exercício 18:

Dez moles de mistura de propano e butano ocupam o volume de 9,67 litros, sob pressão de 30 bar e na temperatura de 450 K. Determinar o volume ocupado pela mistura quando a pressão for igual

a 60 bar e a temperatura 550 K. Resp.: 6,17x10 -3 m 3 .

Exercício 19:

A pressão de equilíbrio da dissociação do cloreto de amônio, NH 4 Cl(s) = NH 3 (g) + HCl(g), a 315 o C, é igual a 21 bar. Em um recipiente de 8 litros de capacidade, previamente esvaziado, colocam-se 113,34 g de cloreto de amônio, aquece-se o sistema e se o mantém a 315 o C. Após a dissociação do NH 4 Cl, quando o equilíbrio for atingido, que quantidade das três substâncias participantes da reação estarão contidas no frasco? Resp.: 0,373 mol de NH 4 Cl, 1,746 mol de ácido clorídrico e 1,746 mol de amônia.

Exercício 20:

Uma mistura gasosa, constituída de 15 moles de amoníaco e 3 moles de nitrogênio, está submetida à pressão de 40 bar, a 150 o C. Estimar o volume da mistura, usando: a) a equação de van der

Waals; b) o método do fator de compressibilidade. Constantes de van der Waals: para o amoníaco: a = 0,421 J.m 3 /(mol) 2 , b = 3,71x10 -5 m 3 /mol; para o nitrogênio: a = 0,140 J.m 3 (mol) 2 , b = 3,91x10 -5

m 3 /mol.

Resp.: a) 14,4 x10 -3 m 3 ; b) 14,3x10 -3 m 3 . Obs.: Sugere-se também determinar o fator de compressibilidade, utilizando as variáveis pseudo- críticas e, com ele, o volume da mistura. Os resultados que então se obtêm são: z = 0,917 e V = 14,4x10 -3 m 3