Você está na página 1de 3

DISCIPLINA: CONTABILIDADE DE CUSTOS

AULA 1: TERMINOLOGIA CONTÁBIL BÁSICA APLICADA A CUSTOS


Referência: Eliseu Martins, Cap. 2

1. Terminologia contábil
Para se entender as questões básicas da contabilidade de custos e, em especial, da
contabilidade gerencial, faz-se necessário conhecer a sua terminologia básica.
São termos simples e fáceis de entender, e que auxiliam a compreender o tratamento dado
a todos os gastos dentro da empresa.
Assim, o termo mais genérico é “gasto”. Esse termo é utilizado até no nosso dia-a-dia,
quando adquirimos um produto ou contratamos um serviço.
Abaixo, seguem os conceitos de todos os termos utilizados, incluindo o próprio conceito
de gasto:
Gasto – sacrifício financeiro representado pela entrega de bens ou serviços. O gasto
ocorre toda vez que há a transferência da propriedade do bem para o comprador ou a prestação de serviço
ao cliente, podendo ser concomitante ou não com o pagamento pelo bem ou serviço.
O gasto se divide em ativado e não-ativado, caso ele faça parte ou não do ativo da
empresa.
Os gastos ativados são os custos e os investimentos.
Custos – são gastos relacionados a bens ou serviços utilizados na produção de outros bens
e serviços. Em outras palavras, são todos os gastos relativos à produção. Exemplo: salários do pessoal da
produção, aluguel da fábrica, energia da fábrica, combustível das máquinas da fábrica, matéria-prima
usada na produção, depreciação das máquinas da fábrica, manutenção dos equipamentos da fábrica,
seguros do prédio da fábrica.
Investimentos – são gastos relacionados a bens e serviços ativados em função da sua vida
útil. Exemplo: móveis e utensílios, imóveis, marcas e patentes, despesas pré-operacionais, máquinas e
equipamentos de fábrica, computadores, veículos, matéria-prima somente enquanto permanece no
almoxarifado.
Os gastos não-ativados são as despesas e as perdas.
Despesas – são gastos com bens e serviços não utilizados nas atividades produtivas e
visam à obtenção de receitas. Exemplos: despesas administrativas – salários com executivos, materiais de
expedientes, depreciação de computadores da administração; despesas de vendas – comissão de
vendedores; e despesas financeiras – juros pagos pelo financiamento.
Perda – são gastos não intencionais ou decorrentes da atividade normal de produção.
Exemplo: mercadoria estragada por enchente, por incêndio etc; greve; matéria-prima obsoleta. As perdas
normais de produção têm seu valor incorporado ao custo do produto acabado, já as perdas involuntárias
são tratadas como despesa do período.
Desembolso – é o pagamento resultante de um gasto. Se o pagamento for à vista, tem-se
um gasto e um desembolso, se o pagamento for a prazo, tem-se primeiramente um gasto e depois um
desembolso.

CUSTO
ATIVADO
GASTO INVESTIMENTO
DESPESA
NÃO-ATIVADO
PERDA

1 Prof. Sergio Ricardo


TESTE SEUS CONHECIMENTOS:
1. Classifique os gastos abaixo em investimento (I), custos ©, despesas (D), perdas (P) e
desembolso (Db)
1. Compra, à vista, de um computador _________
2. Compra, a prazo, de matéria-prima _________
3. Transferência de MP do almoxarifado para a produção _________
4. Pagamento de energia elétrica da fábrica _________
5. Gasto de mão-de-obra de vendas _________
6. Gasto de mão-de-obra de produção _________
7. Gastos com refeição do pessoal da fábrica _________
8. Depreciação de móveis e utensílios da área comercial _________
9. Depreciação de móveis e utensílios da área da produção _________
10. Danificação de matéria-prima em função de incêndio _________
11. ( ) Compra de matéria-prima, em uma metalúrgica
12. ( ) Consumo de energia elétrica, numa metalúrgica
13. ( ) Mão-de-obra
14. ( ) Consumo de combustível em veículos
15. ( ) Conta mensal de telefone
16. ( ) Aquisição de equipamentos
17. ( ) Depreciação do equipamento central, em uma empresa de telefonia
18. ( ) Tempo ocioso (remunerado)
19. ( ) Consumo de materiais diversos na Administração
20. ( ) Pessoal da Contabilidade (salário)
21. ( ) Honorário da Administração
22. ( ) Honorário do Diretor Técnico, em uma empresa de telefonia
23. ( ) Depreciação do prédio da Sede da Empresa
24. ( ) Deterioração do estoque de materiais por enchente
25. ( ) Tempo do pessoal em greve prolongada (remunerado)
26. ( ) Sucata no processo produtivo (desperdício no processo industrial)
27. ( ) Lote de material danificado acidentalmente em uma operação industrial
28. ( ) Gastos com desenvolvimento de novos produtos (P&D)
29. ( ) Gastos com treinamento e desenvolvimento de funcionários
30. ( ) Orelhões depredados, em uma empresa de telefonia

2. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):


a) Um exemplo de desembolso depois da ocorrência dos gastos seria o caso do consumo
de matérias-primas em junho, que foram compradas e pagas no mês anterior.
b) Em relação ao momento da contabilização dos gastos, os desembolsos podem ocorrer
antes (pagamento antecipado), no momento (pagamento a vista) ou depois da ocorrência dos gastos
(pagamento a prazo).
c) Despesas são os gastos relativos aos bens e serviços consumidos no processo de
geração de receitas e manutenção dos negócios da empresa. As despesas estão diretamente ou
indiretamente associadas à realização de receitas.
d) O desgaste – ou depreciação – de um bem do ativo imobilizado utilizado pelas áreas
administrativas ou comerciais deve ser contabilizado como custo da produção de bens ou serviços.
Respostas: nº 1. 1.Db, 2.I, 3.C, 4.C e Db, 5.D, 6.C, 7.C e Db, 8.D, 9.C, 10.P,11.I, 12.C ou
D, 13.C ou D, 14.D, 15.C ou D, 16.I, 17.C, 18.C, D ou P, 19.D, 20.D, 21.D,22.C,23.D,24.P,25.P,
26.C,27.P,28.D,29.D,30.C
nº 2. Alternativas B e C

3. Responda às perguntas abaixo:

2 Prof. Sergio Ricardo


1. O que você entende por custo de produção de bens e serviços? Quais são os principais gastos
necessários para a produção de um bem?
2. Quais são os principais fatores de custos em uma indústria?
3. Como os gastos de uma empresa podem ser classificados?
4. Conceitue desembolsos. Dê exemplo de um desembolso depois da ocorrência do gasto.
5. Conceitue despesas. Dê exemplo de uma despesa diretamente relacionada com a obtenção de
receitas com as vendas de produtos acabados.
6. Conceitue perdas e desperdícios. Dê pelo menos dois exemplos de cada.

4. Assinale a(s) alternativa(s) incorreta(s):


a) Apenas as empresas industriais devem-se preocupar com a apuração e controle de seus custos.
b) Para o dono da empresa ou acionistas, em geral, não há uma perfeita distinção entre o que seria
o custo de produção de bens e serviços e outros custos e despesas da empresa, como, por
exemplo, custo dos empréstimos bancários, custos das máquinas e equipamentos, custo das
mercadorias etc.
c) Entende-se por desembolsos as saídas de dinheiro do caixa ou das contas bancárias das
empresas, caracterizando-se pela entrega a ter-ceiros de parte dos numerários da empresa. Os
desembolsos ocorrem em razão do pagamento de compras efetuadas a vista ou de uma
obrigação assumida anteriormente.
d) As empresas prestadoras de serviços não necessitam de sistemas de contabilidade de custos
para seu gerenciamento.

5. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):


a) Um exemplo de desembolso depois da ocorrência dos gastos seria o caso do consumo de
matérias-primas em junho, que foram compradas e pagas no mês anterior.
b) Em relação ao momento da contabilização dos gastos, os desembolsos podem ocorrer antes
(pagamento antecipado), no momento (pagamento a vista) ou depois da ocorrência dos gastos
(pagamento a prazo).
c) Despesas são os gastos relativos aos bens e serviços consumidos no processo de geração de
receitas e manutenção dos negócios da empresa. As despesas estão diretamente ou
indiretamente associadas à realização de receitas.
d) O desgaste – ou depreciação – de um bem do ativo imobilizado utilizado pelas áreas
administrativas ou comerciais deve ser contabilizado como custo da produção de bens ou
serviços.

3 Prof. Sergio Ricardo