Você está na página 1de 116

passatempos ganhe prémios com as suas fotografias

a
*

re º
vi
st
n
a
como fotografar...
1
4 4
retratos minutoS
de vídeos

Perfeitos
Guia detalhado para
oferta de cd

iluminação e poses criativas

ANÁLISES: Canon EoS 800D • fujifilm X100f • HaSSElblaD X1D-50C • tripé Três vídeo-TuTuriais
gitzo • tokina firin 20mm • 8 CâmaraS full-framE EDITAR: Quatro guiaS foTos dos leiTores
paSSo-a-paSSo • DiCaS DE ligHtroom FOTOGRAFAR: 7 projEtoS CriatiVoS Guia de Compras
Rua Dom Afonso IV, Loja 14 2735-223 Cacém

214 039 725 Segunda


a Sexta
das 10h - 13h
e das14h - 18h

www.hi-techwonder.com info@hi-techwonder.com

Canon EOS 6D Mark II Nikon D7500 DSLR Sigma 24-70mm f/2.8


DG OS HSM Art
NOVO NOVO
NOVO

A partir de: A partir de:

€2169,00 €1499,00 €1389,00


Tamron SP 24-70mm Samyang AF 35mm Tecpro Liteflex Multi-LED DJI Spark Quadcopter
f/2.8 Di VC USD G2 f/2.8 FE Sony E Panel Bicolor Drone

NOVO NOVO NOVO NOVO

€1299,00 €319,00 €449,00 €589,00

Agora Disponível!
GH5 +
12-60mm
€2589 Corpo: €1989

The heart & mind are the true lens


of the camera.
Agora com espelho para selfies
editorial

participe
nos passatempos
Bem-vindo à
edição de agosto
numa conversa com Knut
Koivisto, um fotógrafo
“Revelamos a
sueco especializado em
retratos, falávamos sobre a
base da fotografia
intimidade que se cria, ou
se deve criar, com a pessoa
de retrato e as
olhares que fotografamos. Falámos sobre a dicas e segredos
importância dessa relação e do respeito
esta é mais uma das secções mensais
em que pode participar e ganhar prémios mútuo que deve prevalecer entre ambos. dos profissionais.”
com as suas fotografias. O tema é livre, E para Knut está tudo nos olhos! E porque já
por isso, dê asas à sua criatividade e
surpreenda-nos! As regras de participação terá feito alguns milhares de retratos, Knut
estão no CD ou no nosso Facebook. acredita ter ganho a experiência, e
sensibilidade, suficientes para perceber quando
o modelo está ligado ao momento, aberto a
criar uma expressão que não sabia sequer ter,
ou a recriar uma outra que lhe seja
característica. E isso é absolutamente
fundamental para conseguir o retrato perfeito,
O que é também fundamental é conhecer as
bases deste tipo de fotografia. Por isso,
convido-o a ler o nosso tema de capa, onde lhe
edição digital
A revista OM
explicamos as bases essenciais por trás da F está dispon
em formato di ível
fotografia de retrato e lhe damos as dicas e gital para o se
ou smartpho u tablet
ne. Descarreg
missão segredos dos fotógrafos profissionais. a aplicação gr
atuita e tenh
ue
todos os meses lançamos um novo a sua revista a
desafio aos nossos leitores. Esteja atento preferida
na ponta dos
à temática e à data limite de envio de dedos,
imagens para este passatempo. Participe sempre!
já e ganhe prémios. Consulte as regras
de participação ou no nosso Facebook. Rogério Jardim
rogerio.jardim@goody.pt

o que desafio
prometemos?
Para os leitores Queremos
do mês
estreitar a relação com o leitor, apelando
à sua participação em várias secções
da revista. Envie-nos as suas sugestões crie um refletor
e fotos para fotografia.digital@goody.pt.
nem todos temos a capacidade de
Para todos Com uma linguagem comprar o que gostaríamos ou
simples e acessível, dirigimo-nos precisaríamos para conseguir “aquela”
fotografia. Por isso, há que ser engenhoso
a todos os amantes da fotografia
e “inventar” um pouco para conseguir
que procuram soluções práticas e claras, contornar o facto de não termos os
ideias e inspiração. Com muita paixão!

indePendente Somos cem


47 recursos de um fotógrafo profissional.
Neste desafio vamos fazer isso mesmo,
criar em casa o que seria caro comprar.
por cento independentes. Os fabricantes
dos produtos e serviços, bem como entre eM contacto connosco!
os anunciantes, não determinam a nossa

@
linha editorial ou as nossas opiniões.

Com rigor Esta publicação é criada


por profissionais com provas dadas
facebook por via
digital
* por
correio
nas áreas jornalismo e da fotografia.
E as opiniões expressas nos testes A sua revista de eleição está Use e abuse do nosso e-mail: Se prefere a via tradicional, pode
mundo.fotografia@goody.pt. continuar a comunicar connosco
a equipamentos são baseadas em bem representada na maior
Faça-nos chegar as suas opiniões enviando a sua correspondência
análises rigorosas e objetivas, sempre das redes sociais na Internet, e sugestões, coloque-nos as suas pelo correio para: Goody SA
tendo como base experiências no terreno. em www.facebook.com questões e envie-nos as suas – O Mundo da Fotografia, Ptc.
/omundodafotografia. melhores fotografias para os Bernardino Machado, Nº 11A,
Faça “Gosto” já hoje! passatempos Olhares e Missão... Lumiar, 1450-421 Lisboa.

agosto 2017 o Mundo da fotografia 3


AGOSTO
148

N E S TA E D I Ç Ã O
T O D O O I N C R Í V E L “ U N I V E R S O ” D A F O T O G R A F I A N U M A Ú N I C A R E V I S TA . . .

T E M A D E C A PA

RETRATOS
PERFEITOS
23 As bases
do retrato
e os segredos
por trás de uma
imagem perfeita.

8 76 60
HOTSHOTS ZOOM OUT IMAGENS AO PORMENOR
IMAGENS COM IMPACTO LEVON BISS IDEIAS CRIATIVAS
Pouco importa de onde vem uma fotografia Um fotógrafo que mesmo depois de se ter Analise connosco algumas imagens ao
ou o que capta. Importa sim o que nos faz consagrado na fotografia de desporto pormenor e aprenda os segredos por
sentir como fotógrafos e espetadores. conseguiu mudar e criar um projeto trás de fotografias impactantes, sejam
Inspire-se com estas imagens... totalmente diferente e fantástico. elas de paisagens, retratos ou macro.

4 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


ASSINE JÁ A OMF
AVANCE ATÉ À PÁG. 22! O MUNDO DA FOTOGRAFIA
Nº 148 n Agosto 2017 n Mensal n €4,99 (Cont.)

EDITOR

Outros temas na sua nova OMF


GOODY, S.A.
Sede Social, Edição, Redação e Publicidade:
Pct. Bernardino Machado, n.º 11A,
Lumiar – 1750-421 Lisboa
Tel.: 218 621 530 – Fax: 218 621 540

06 Observatório 56 Técnicas básicas – N.º Contribuinte: 505000555

As novidades mais relevantes Amplitude dinâmica CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO


António Nunes (Presidente), Alexandre Nunes,
do mês compiladas em duas páginas. Compreenda a sua importância e como a Fernando Vasconcelos, Nuno Catarino, Violante Assude
pode gerir na câmara e na edição.

08
ACCIONISTAS
Hotshots António Nunes (20%), Alexandre Nunes (20%),

60 Imagens ao pormenor
Fernando Vasconcelos (20%), Nuno Catarino (20%),
Contemple algumas das Violante Assude (20%)
melhores imagens que recebemos este mês Por vezes, uma análise cuidada
DIRETOR GERAL
e desafie-se também a enviar as suas. a uma imagem será a inspiração para António Nunes
outra. Aprenda e inspire-se. MARKETING E DISTRIBUIÇÃO

23 Retratos perfeitos
Fernando Vasconcelos
LICENSING
Um bom retrato merece toda a
64 Odemelhor da edição Nuno Catarino
DIRETOR FINANCEIRO
atenção e dedicação. Nós explicamos tudo imagem – nova série Alexandre Nunes
CONTABILIDADE
o que precisa saber para o conseguir. A acompanhar os quatro tutoriais deste Cláudia Pereira
mês, iniciamos uma nova série de guias. APOIO ADMINISTRATIVO
Tânia Rodrigues, Catarina Martins

84 Missão de julho:
Reflexos
DIRETOR
Rogério Jardim
(rogerio.jardim@goody.pt)
CONSULTORA TÉCNICA
Joana Clara

ESTATUTO EDITORIAL
Leia na íntegra em
www.goody.pt/pt/estatutos/omf

PUBLICIDADE
Carla Pinheiro
carla.pinheiro@goody.pt
Tel.: 218 621 546 | 939 103 233
Fátima Eiras
fatima.eiras@goody.pt
Tel.: 218 621 491 | 937 908 007

DIRETOR DE PRODUÇÃO
Paulo Oliveira
COORDENADOR PRODUÇÃO EXTERNA
António Galveia
DIRETORA DE ARTE

34 Olhares
Sofia Marques
ARTE DE CAPA
As melhores fotografias Vanda Martins, Rui Nave (imagem)
PAGINAÇÃO
enviadas pelos nossos leitores. Vanda Martins

44
CD-ROM – EDIÇÃO
Projetos fotográficos Rogério Jardim
CD-ROM – ARTE DE CAPA
Boas ideias para fotografar, mas Vanda Martins
não só. Este mês explicamos como pode
fazer, em casa, o seu próprio reflector. 114 No CD
Conheça todos os conteúdos extra.
PROGRAMAÇÃO E DESIGN
Paulo Santos
CD-ROM – PRODUÇÃO/EDIÇÃO DE VÍDEOS
Paulo Santos
COORDENADOR DE CIRCULAÇÃO
Carlos Nunes
SERVIÇO DE ASSINANTES E LEITORES

Equipamento fotográfico em teste


Gonçalo Galveia – Tel.: 21 862 15 43
E-mail: assinaturas@goody.pt
Site: www.assineagora.pt
DISTRIBUIÇÃO DE ASSINATURAS

94 Canon 800D
103 Tokina
106 Confronto: J. M. Toscano, LDA
Tel.: 214142909
Tecnologia recente Firin câmaras E-mail: geral@jmtoscano.com

a um preço acessível, em 20mm f/2 FE MF Full-Frame Site: www.jmtoscano.com


PRÉ-IMPRESSÃO E IMPRESSÃO
nova proposta da Canon. A primeira objetiva da Quer comprar uma Lidergraf
Rua do Galhano 15
Tokina para câmaras full-frame e não sabe qual? 4480-089 Vila do Conde

98 Fujifilm X100F
A nova compacta
topo de gama da Fujifilm
Sony sem espelho
vence e convence.
Nós damos uma ajuda! DISTRIBUIÇÃO
Distrinews II
TIRAGEM
9.000 ex.

104 Gitzo DEPÓSITO LEGAL


testada ao limite. N.º 226092/05
GT4533LS REGISTO NA E.R.C.

100 Hasselblad
N.º 124710
Systematic S4
X1D-50c Mais do que um tripé,
A Hasselblad X1D ajuda a que um evoluído sistema A Future plc é detentora do título Digital Camera.
Todos os artigos traduzidos e/ou adaptados são
a fasquia continue a subir. que pode durar uma vida. propriedade da mesma, estando a Goody, S.A.
autorizada a reproduzi-los em Portugal.

Por favor recicle esta revista


quando terminar de a utilizar
OBSERVATÓRIO
As mais recentes novidades fotográficas!
1

MAIS RÁPIDA A 6D Mark II


consegue um máximo de 6,5fps, 2
o mesmo que dizer mais duas PROCESSADOR O novo
imagens que a 6D. A bateria, essa, processador da Canon, Digic 7
deverá durar 1.200 disparos. tem a funcionalidade Preditive
AI Servo AF para seguir
assuntos em movimento.

3 5
GAMA ISO 4
ECRÃ LCD A primeira
A gama ISO para COMUNICAÇÃO reflex full-frame da
a 6D Mark II é de A EOS 6D Mark II Canon a incluir um
100 a 40.000. vem com Wi-Fi, ecrã tátil de ângulo
Bluetooth e GPS regulável.

REFLEX DE 26,2MP

UM SEIS MELHOR?
A Canon lança a sucessora da full-frame de entrada de gama, com destaque
para AF mais rápido e maior resolução
OI há cerca de cinco tenham obviamente ficado por aí. A 6D Mark II é ainda a primeira full-

F anos que a Canon


e a Nikon, com as
EOS 6D e D600,
O novo sistema de autofoco, por
exemplo, passou de 11 pontos AF da
câmara anterior, onde apenas o ponto
frame EOS a inclui estabilização de
cinco eixos para vídeo, e ainda a
primeira câmara da Canon a incluir
respectivamente, tornaram o central era do tipo cruzado, para 45 modo time-lapse e um intervalometro. O
mercado das full-frame acessíveis pontos tipo-cruzado, sendo que neste reverso da medalha é que não conta com
aos mortais mais comuns. Agora, caso o ponto central é duplo cruzado. O modo de vídeo 4K – a 6D Mark II faz Full
depois da Nikon ter lançado mais que também melhorou foi a focagem em HD a 60fps. Já no que a preços diz
algumas opções para o mercado, chegou modo Livre View, graças ao Dual Pixel respeito, a Mark II custa cerca de € 550
a vez da Canon fazer chegar a sucessora CMOS AF, com focagem constante, tanto mais que a 6D, ainda que se consiga
da 6D. Em grande destaque está em modo de fotografia como de vídeo; o opções mais compensadoras ao
naturalmente a escalada na resolução do novo ecrã LCD é táctil e de ângulo optarmos por um kit.
sensor, que sobe de 20,2MP para variável, o mesmo que dizer que www.canon.pt
26,2MP, ainda que as novidades não podemos usar o toque para focar. €2.169,99 (corpo) € 2.579,99

6 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


O B S E R VA T Ó R I O

24, 2MP PA R A PRINCIPI A N T ES

CANON 200D
ZOOM 18-400MM
A nova EOS 200D afirma ser a
reflex mais leve do mundo, com
TELE VENERÁVEL o AF mais rápido do mundo
A primeira ultra-teleobjetiva do mundo?
S coisas smartphones e que,

TAMRON afirma full-frame, e pesa pouco mais de A melhores


vêm em
muito provavelmente,
nunca tenha sequer

A ter a primeira
ultra-teleobjetiva
sob a forma de
700g. Tem ainda Vibration
Compensation (VC), construção
resistente à humidade e é
pacotes
mais pequenos, diz o
ditado. Por isso só
experimentado uma
reflex. Por isso mesmo
tem o Guided UI, uma
18-400mm f/3.5-6.3 Di II VC compatível com Tapln Console, da podemos ter grandes interface que explica os
HLD. Criada para reflex de Tamron, para futuras actualizações expectativas em relação efeitos provocados pelas
sensores APS-C, esta objectiva de firmware. Já está disponível à sucessora da 100D. A alterações de
consegue com o zoom no máximo para câmara Canon e Nikon, e vai EOS 200D vem com ecrã configurações da
uma perspectiva semelhante a uma custar € 799. de ângulo variável e com câmara. É ainda a
objectiva de 620mm numa reflex www.robisa.es/pt o Dual Pixel CMOS primeira reflex digital
Autofocus; o da Canon a vir com um
processador Digic 7; e modo selfie,
Wi-Fi e Bluetooth para devidamente
O B J E T I VA facilitar a partilha de acompanhado pela

SUBIR A FASQUIA imagens online através


da aplicação Canon
Camera Connect. A
suavização da pele e
desfoco de fundos.

Velocidade e qualidade de sobra 200D foi criada para


apelar a quem gosta de
fotografar com
STE mês a Tamron

E está em grande.
Anunciou também a
SP 24-70mm f/2.8 Di
A 200D tem uma
ocular ótica e um
ecrã LCD regulável.
VC USD G2. Em relação à sua
antecessora, uma objectiva zoom
de alta velocidade, que foi a
primeira 24-70mm f/2.8 para
full-frame com estabilização, a
nova versão G2 representa
também aqui uma evolução, neste
caso, de cinco stops. Conta
também com um revestimento
em fluorite no elemento frontal.
O preço é de € 1.599, e está
disponível para câmaras
Canon e Nikon.
www.robisa.es/pt

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 7


HOTSHOTS
A S M E L H O R E S F O T O G R A F I A S V I N D A S D O S Q U AT R O C A N T O S D O M U N D O
HOTSHOTS

SOBRE O PRÉMIO TAYLOR


WESSING PORTRAIT
O Taylor Wessing Photographic Portrait Prize
é o mais importante concurso de fotografia a
celebrar o melhor da fotografia contemporânea
de retrato. Nesta edição publicamos algumas
das melhores imagens da última edição,
www.npg.org.uk/photoprize

MARIA KELVIN MURRAY


Os clientes de Kelvin Murray, incluem a British Airways, The Times,
Eurostar e os Jogos Olípincos de Londres. Já foi seleccionado para
este prémio no passado, em 2005, 2008, 2009, 2011 e 2014.
À primeira vista vemos Maria, da Música no Coração, a tocar guitarra,
com as montanhas austríacas a comporem o fundo. Na verdade,
trata-se de uma cena pré-encenada a recriar o musical. Murray
fotografou uma atriz, que já havia sido contratada pelas parecenças
físicas com Julie Andrews, sob um cenário de fundo de uma pista de
esqui indoor, vestida com o vestuário típico.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 9


HHOOTTSSHHOOTTSS

SHIMI BEITAR ILLIT TILLY KOVI KONOWIECKI


Da série Bei Mir Bistu Shein [Para mim, tu és linda]; O trabalho de Kovi foi selecionado para ser incluído no projeto British Journal of Photography’s
Portrait of Britain. O retrato de Shimi, um violinista com uma banda eslava, foi fotografado em sua casa, em Israel, a sul de Jerusalém, nas
montanhas da Cisjordânia. As imagens vêm de um projeto em execução, Konowiecki, que se foca em retratos de famílias de judeus ortodoxos.

10 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


HHOOTTSSHHOOTTSS

JET, IRON MAN BOY SCOTT THOMAS


Em 2016, o trabalho de Cott Thomas foi selecionado para o &AD New Blood and the Brand New – exposições Vision, em Londres.
As cores vibrantes do fato do Homem de Ferro da criança contrastam com a paisagem nublosa. O corpo da criança parece
demasiado pequeno para o fato, com o seu suposto heroísmo a ser diminuído pela sua pequena estatura. Jet vive em Tipi Valley, uma
comunidade ecológica no sudoeste do País de Gales, cujos habitantes são conhecidos pelo estilo de vida alternativa, que choca com o
simbolismo trazido para a imagem pelo fato de um herói da Marvel, estabelecido na indústria cinematográfica de Hollywood.

ZAZIE CÉCILE BIRT


Antes de se concentrar em registar momentos familiares, Cécile Birt trabalhou em Berlim como escriturária e tradutora.
Esta foi a primeira vez que viu o seu trabalho ser publicado ou exibido. Cécile fotografou a sua filha à mesa, enquanto aprendia
a comer sozinha, para grande satisfação da mãe, em mais um momento importante da infância de Zazie. A testa franzida e a
expressão de concentração representam determinação e perseverança.

12 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


HHHOOOTTTSSSHHHOOOTTTSSS

MARTHA SIAN DAVEY


Sian Davey começou a fotografar a filha quando fez 16 anos. Envolvida nos retractos de grupo, Martha está
rodeada pelos amigos – um grupo de adolescente fotografados junto a um rio. Captadas ao longo de dois verões,
as imagens revelam vinhetas discretas, que ajudam a compor os retractos de Martha e do seu estilo de vida.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 13


HHOOTTSSHHOOTTSS

MACLEEN CAROL ALLEN-STOREY


As imagens de Allen-Storey foram seleccionadas para concursos e exposições, incluído o New York Photography
Festival, Press Photographer’s Year e o Taylor Wessing Photographic Portrait Prize em 2009, 2011 e 2013. A cargo
da Elton John Aids Foundation, esta série dedica-se às crianças isoladas pela a sua condição de portadoras de
HIV. Fotografada no Uganda, na pequena casa que partilha com a sua mãe, Madcleen deita-se no chão, abraçada
a uma boneca – uma prenda que muito estima.

SEYE, MIAH, ELIJAH AND ALEXANDER SARAH LEE


Os retractos de Sarah Lee têm sido publicados em revistas como a Guardian Weekend, Rolling Stone e Observer Food
Monthly, tendo também já sido expostos numa exposição em Londres. Já tinhas marcado presença nas edições 2014 e
2015 deste concurso. Os retratos de grupo de Lee resultam de um momento de serenidade. Passeava pelo parque Regent,
em Londres, num domingo soalheiro, quando viu uma família completamente absorvida pelas acções uns dos outros.

14 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


MARIA GRAZIA FABIO BONI
Fabio Boni é um fotógrafo autodidacta especializado
em fotografia social e retratos. O seu trabalho já foi
exibido em Itália em variadíssimas publicações, como
Musei Civici, Reggio Emilia e o Comune di Castelvetro,
Modena. Os retratos de Boni fazem parte de uma série
a cargo do Comité da Cruz Vermelha Italiana, que
representam os voluntários que dedicam o seu tempo
a ajudar os outros. Fotografada nas instalações local, no
norte de Itália, Maria Grazia posa frente a um fundo intenso
e vibrante, com o objectivo de passar a ideia de força e vigor.
HOTSHOTS

RICARDO MARQUES PORTUGAL O Piódão será uma das aldeias mais fotografadas de
Portugal, ainda assim, o Ricardo conseguiu com um ângulo alternativo criar uma imagem diferente.
Equipamento Canon EOS 7D a 18mm Exposição 1/160 seg. a f/5.6, ISO 100

16 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


HOTSHOTS

CARLA ROQUE VILA NOVA DE GAIA, PORTUGAL “Esta foto foi feita durante uma caminhada em
Setúbal, na Serra da Arrábida, em direcção ao Forte de S. Filipe. Este pequeno estava quieto, junto à estrada
e chamou a atenção pelo contraste da sua cor e das folhas onde decidiu descansar. A foto foi publicada pela
primeira vez no grupo do Facebook, Cantinho da Fotografia.”
Equipamento Nikon D7200 a 105mm Exposição 1/320 seg. a f/10, ISO 800

BENJAMIM NANDE PORTUGAL


O nosso leitor Benjamin Nande extrai serenidade e beleza num registo que foca aquela que será uma
das profissões mais duras de Portugal.
Equipamento Canon EOS 5D Mark III a 250mm Exposição 1/250 seg. a f/19, ISO 100

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 17


HOTSHOTS

ANTÓNIO COLELHO PORTUGAL, PASSATEMPO ASUS ZENFONE ZOOM S


“Numa perspetiva conceptual, a imagem criada a partir de 4 imagens distintas captadas em diferentes
situações de velocidade de disparo, pretende exatamente abordar a temática dos 4 elementos, fogo, terra,
ar e água. Todas as imagens foram captadas sobre vidro preto e fundo escuro de tecido opaco.
Equipamento Nikon D7100 a 50mm Exposição 1 seg. a f/3.5, ISO 100

JOÃO VITORINO PORTUGAL, PASSATEMPO ASUS ZENFONE ZOOM S


“A alimentação na vida animal, é sem dúvida um momento único de ser captado.”
Equipamento Nikon D3200 a 55mm Exposição 1/60 seg. a f/5.6, ISO 400

18 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


CAPTA O MOMENTO E GANHA UM
ASUS ZENFONE
ZOOM S
JUNTA A TUA
CRIATIVIDADE À TUA
VEIA FOTOGRÁFICA E
HABILITA-TE A GANHAR
UM FANTÁSTICO
ASUS ZENFONE
ZOOM S

COMO PARTICIPAR: Asus Zenfone


ENVIA A TUA FOTOGRAFIA PARA Zoom S
FOTOGRAFIA.DIGITAL@GOODY.PT
• Zoom total de 12x
ATÉ 6 DE AGOSTO, COM O ASSUNTO • Duas câmaras de 12MP
• Abertura: f/1.7
“QUERO GANHAR UM • Tecnologia SuperPixel
ASUS ZENFONE ZOOM S” • Gravação vídeo 4K

CONSULTA O REGULAMENTO EM: HTTPS://WWW.FACEBOOK.COM/OMUNDODAFOTOGRAFIA/


P
SOEC
R T IFOÓNL IHOE A D SUPPORT LINE IN HERE

RETRATO E
PHOTOSHOP
O jovem fotógrafo, Seanen Middleton, explica
porque gosta de captar o lado negro da vida

NOME: Seanen Middleton


LOCALIZAÇÃO: The Lake District, Reino Unido
ASSUNTO: Retrato/Photoshop
EQUIPAMENTO: Nikon D600, objetiva 35mm f/1.8, 50mm f/1.4,
tripé, disparador remoto
SITE: facebook.com/SeanenMiddletonPhotography

COM 24 anos, primeira reflex, Seanen poder dar


Seanen Middleton início à sua jornada fotográfica.
descreve o seu “Comecei a experimentar todo o
trabalho como tipo de estilos, o que me levou a
intimista, descobrir o auto-retrato. Este Equipamento Nikon D600 com objetiva 35mm f/1.8
Exposição 1/250 seg., a f/1.8, ISO 400
tenebroso, romântico e humano. tornou-se o meu nicho, porque Seanen says: “Foi um período em que tive sonhos terrivelmente intensos,
Tem um estilo emotiva, surreal e usava-me nas imagens para criar que é onde me inspirei para fazer esta imagem. A sensação de ser arrastado
até macabro, decidindo-se focar um diário visual dos meus para um local muito sombroio pelas nossas próprias mãos, pensamentos e
no lado negro da vida não numa pensamentos, sonhos e mentes, são conceitos que ilustro aqui.”
fotografia esbelta. “Há uma certa emoções. Fiz isto durante algusn
magia em conseguir olhar para anos, desenvolvendo um estilo
algo que seja considerado como que ainda é percetível no meu
sombrio, perdido ou assustador e trabalho atual.”
transformá-lo em arte,” refere. À medida que envelheceu,
“Acho que também tem efeitos confessa ter expandindo a sua
terapêuticos, conseguir extrair perceção do mundo. “Comecei a
criatividade a partir de algo mau, transcender os auto-retrato e a
de uma experiência traumática explorar outros territórios, ainda
ou do medo. Pega numa dor ou que continuasse a criar imagens
ansiedade para os transformar que fossem representativas da
em algo positivo e tangível. minha personalidade e da visão
Há uma grande auto-satisfação que queria expressão.” Seanen
em fazê-lo. interessa-se por ideias abstratas
Aos 15 anos, Seanen era um e filosóficas; estas imagens
adolescente conturbado. representam o mundo,
“Desesperava por uma forma sociedade, religião e metafísica.
artística de me expressão,” diz. “As minhas ideias passaram a ser
“Tentei a pintura, o desenho, menos sobre mim e mais sobre o
música… nada me tocou porquê da minha interpretação
realmente até que tropeçar no da realidade à minha volta.
Flickr. Ali estava todo o tipo de Quanto ao futuro, “Quer poder
fotógrafo incríveis, que criavam olhar para traz e dizer, ‘chiça,
todo o tipo de imagens surreais, estou orgulhoso do que fiz.’ Estou
© Seanen Middleton

sombrias e angustiantes. a virar-me lentamente para a Equipamento Nikon D600 com objetiva 35mm f/1.8
Soube de imediato que tinha cinematografia, algo em que me Exposição 1/4.000 seg., a f/1.8, ISO 320
“Esta imagem não teve grande planeamento – apenas uma linda paisagem de
que experimentar.” quero focar no futuro. Daqui por flores púrpuras prestes a receber uma enorme tempestade. Isto fez-me sentir
Graças ao seu pai, que poupou 10 anos espero ter feito o meu pequeno, e pensar sobre como a natureza é tão vasta e ponderosa, quando
para lhe poder oferecer a sua primeiro filme, mas veremos…” comparadas connosco, os animais.”

20 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


SUPPORT LINE IN HERE SECTION HEAD

Equipamento Nikon D600 com objetiva 50mm f/1.4


Exposição 1/1.600 seg., a f/2.2, ISO 320
“Tive a ideia de me expor a algo maior que nós… a algo que
pudesse ser simbolizador por uma figura divina. Se calhar
o conceito da verdade seja uma descrição melhor.
Ser exposto à verdade pode ser incrivelmente assustador,
ainda que tenha ao mesmo tempo uma certa
grandiosidade e até beleza.”

Equipamento Nikon D600 com objetiva 35mm f/1.8 Equipamento Nikon D600 com objetiva 35mm f/1.8
Exposição 1/1,000 seg., a f/1.8, ISO 400 Exposição 1/2,000 seg., a f/1.8, ISO 800
“Vivemos num mundo de mascarados, que tentam esconder o seu ‘eu’, para se “Um tema que uso que regularmente é a unidade que temos com a natureza, e em
poderem integrar na sociedade. Acho tudo isto muito deprimente. E esta peça como não somos uma entidade separada. É algo que, enquanto espécies, devemos
baseia-se nisso – o momento em que já não nos podemos esconder de nós, dos ser recordados quando nos deixamos apanhar pela vida do dia-a-dia.
nossos sentimentos, da tristeza por trás da máscara que usamos no dia-a-dia.” Decidi conjugar o homem e natureza nesta peça para reflectir essa ideia.”

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 21


agora também em versão digital!

Para ios e aNdroid


Agora também pode ler a revista em formato digital no seu equipamento
móvel iOS ou Android. Descarregue já a app gratuita, veja a versão de demonstração
e aproveite os descontos para assinaturas mensais (25%) e anuais 33%).

Descarregue a aplicação e a versão


de demonstração gratuitas!
Por aPe
Nas

desCa
r r eg U
també
e já!
m em
€ 3 ,95

agora
versão
digital
l
esPeCia
edição Carros
sUPer Uita
grat

oferta: edição esPeCial


sUPerCarros Descarregar na
Edição especial de colecionador.
Agarre-se bem e desfrute. Os carros mais rápidos do mundo. App Store
© djile / Shutterstock

COMO FOTOGRAFAR…

RETRATOS
PERFEITOS
Guia completo para iluminação criativa e poses perfeitas
PA R T E 1 PA R T E 2
A B A S E D O R E T R AT O FOTOGRAFIA DE ROSTO
PÁG IN A 24 PÁG IN A 30

www.digitalcameraworld.com AGOSTO 2017 O M


OCTOBER U N D O DDI G
2016 A I TF A
O LT OCGARMAEFRI A 23
PARTE 1

AS BASES
D O R E T R AT O
Equipamento e conselhos criativos

1 O QUE PRECISA
Objetivas e acessórios para fotografar pessoas

A D I S TÂ N C I A F O C A L C E R TA REFLETIR LUZ FLASHES EXTERNOS


As melhores distâncias são as que não Será bom investir num refletor, porque Um flash que possa ser usado fora da
distorcem elementos faciais. Numa permite refletir luz para o assunto, câmara e disparado à distância é uma
full-frame o ideal é estar entre 75 e 135mm controlar sombras e criar brilhos nos ótima adição para retratistas, uma vez
(ou 50-90mm numa APS-C). Pode usar olhos. Uma boa opção será um refletor que pode ser usado para criar luz
qualquer objetiva, mas objetivas rápidas de 80cm 5-em-1, já que permite trocar direcional em interiores e exteriores.
com boas aberturas são as melhores, por várias superfícies para criar diferentes Uma sombrinha com suporte para o flash
permitirem efeitos de sombras. tipos de efeitos. permite recriar uma iluminação suave.

2 P R E PA R A R A C Â M A R A
As definições certas para conseguir bons retratos

QUANDO fotograr com luz ambiente, convém


evitar retratos desfocados. Isto pode surgir de
oscilações da câmara ou movimentos do assunto, por isso,
precisamos de velocidade de obturação alta para garantir
que temos detalhe.
Uma boa regra será usar pelo menos 1/125 segundos.
Ative o modo Prioridade à Abertura, defina a abertura
para o f/ mínimo possível (f/3.5 na maioria das objetivas
de kit). Isto vai ajudar a desfocar o fundo. Componha a foto
e verifique a velocidade de obturação. Se estiver muito
baixa, aumente o ISO até chegar a 1/125 segundos.

24 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


COVER STORY

3 SER
FORMAL
Captar momentos
de cabeça e ombros
que resultam
© Amir Bajrich / Shutterstock

ESTES retratos mais formais


dizem “É assim que eu sou.”
São usados sobretudo como forma
de identificação, e estão despidos de
contexto fornecido pelo fundo ou
adereços. Uma foto foca-se apenas
na expressão da pessoa, e apesar de DICA ÚTIL
serem usadas de uma forma “séria”, RETRATO
não há regras sobre se a pessoa Os retratos tipo passe focam-se
deve estar a sorrir ou com um ar A PREPARAÇÃO... Iluminação simples na pessoa; o fundo não adiciona
sério. nada, por isso, aposte na
O contacto ocular também é simplicidade: tudo o que precisa
Para um retrato formal só precisa de uma fonte de luz. A luz
é de um fundo plano e limpo,
opcional, mas muitos optam por o suave de uma janela é boa e cria sombras interessantes. Se o
como uma parede.
fazer para criar uma ligação entre a modelo for iluminado a 45 graus, terá um lado da face iluminado e
pessoa e o espetador. o outro escurecido. Um refletor à sua frente ajuda a moldar a luz.
© ESB Professional / Shutterstock

© bikeriderlondon / Shutterstock

© Racorn / Shutterstock

CONTACTO OCULAR... OLHAR DISTANTE... SER EXPRESSIVO


Criar a ligação Momento de reflexão Mantenha a naturalidade
O contacto ocular entre o modelo e a Permitir que o modelo olhe para o lado Sério ou sorridente? Peça ao seu modelo
objetiva cria uma ligação com o espetador dá uma profundidade diferente a este expressões que se adequem ao propósito
que é difícil de quebrar. Quando escolhe o tipo de retrato, dando a impressão que o do retrato. Algumas pessoas são
seu ponto de focagem, coloque o ponto AF modelo está imerso nos seus próprios naturalmente sorridentes, outras
o mais perto possível dos olhos. pensamentos ou ações. preferem algo mais sério.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 25


DICA ÚTIL
RETRATO
© Claire Gillo

Quando planear um retrato em


contexto, pense em usar um
adereço simples ou item de
roupa que transmita
rapidamente o que o
sujeito faz.
4 R E T R AT O S E M C O N T E X T O
Revele a profissão ou hobby como parte do retrato

OS retratos em ambiente
de contextualização
podem ser vistos como um
modelo num ambiente
rural ou urbano; na
verdade, contam uma
história sobre a pessoa.
Um escritor, por exemplo, pode
ter como adereço uma caneta
ou um portátil, um ciclista
© James Paterson

pode aparecer num estúdio


© Claire Gillo

com uma bicicleta ao ombro,


© Jesse Wild

ou em frente à bicicleta na rua.


Pense na pose que quer
para o assunto e o ângulo em
que o vai fotografar. No
exemplo acima, escolhemos Usar um bom adereço História de fundo Captá-los em ação
um ângulo baixo para fazer
Seja o instrumento de um músico Se o seu modelo trabalha num Uma foto do seu modelo a
com que os bombeiros
ou o pincel de um pintor, usar um dado ambiente, mostrá-lo criará trabalhar no seu hobby
parecessem dominantes.
adereço do modelo a fotografar é uma ligação e adicionará estabelece cotexto, e é uma
Há muitas abordagens a forma mais fácil de criar profundidade ao objetivo do excelente abordagem para
possível neste tipo de retratos ambiente num retrato. Pode retrato. Mantenha a simplicidade retratos com ambiente. O seu
com ambiente. O elemento fotografá-lo em qualquer lado, durante a sessão, e use uma modelo vai gostar de fotografar e
chave é mostrar a profissão ou uma vez que será o adereço a abertura de f/8 para manter dos resultados, porque focam
passatempos em se revêm. criar o contexto que se pretende. algum do detalhe. aquilo que gosta de fazer.

26 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


RETRATOS PERFEITOS ZOOM IN

5 S E J A C R I AT I V O C O M O S R E T R AT O S
Apresente uma narrativa ou conceito que dê um significado à imagem além do assunto

A U S E A S O B J E T I VA S E R R A D A S
P E L A S R A Z Õ E S C E R TA S
Aproveite o poder das suas objetivas para criar algo novo
NO Ponto 1, indicámos que escolhesse mais extremo o efeito. Olhe para
distâncias focais que não baixo de um ângulo alto com uma

© Logoboom / Shutterstock
produzissem distorção no assunto grande angular, e pode compor
Mas quando um aspecto mais retratos impressionantes com contato
incomum é necessário, a única de olhos. O efeito não é embelezador
regra é que não há regras! no sentido tradicional, então é melhor
Uma grande angular próxima compartilhar as ideias com o modelo
do assunto irá exagerar as partes do à medida que a sessao avança, para
rosto mais próximas da objetiva, e que eles entendam o efeito que
quanto maior for a sua distância focal, deseja alcançar.

B DÊ ASAS AO SEU
PODER DE EDIÇÃO
Ocupe-se com o Photoshop para criar imagens surreais
RETRATOS criativos podem abranger No entanto, os melhores retratos criativos
todo o tipo de edições que mostram o raramente nascem na edição – são
assunto sob uma nova luz. Ao usar pensados ao pormenor com uma ideia em
técnicas de edição de imagem em conjunto mente. Se mudar o cenário do seu assunto,
com a câmara, dará vida à sua imaginação. assegure-se que a luz do novo cenário não
De fotografias de fantasia a imagens seja diferente, para que as sombras
surreais pode colocar o seu assunto em surjam na mesma direção em ambas as
Ben Brain

situações impossíveis, combinar vários imagens. Invista também no processo de


grandes-planos ou até fazer os seus modelos recorte, para que não se note defeitos nos
voar. Dê largas à sua imaginação… limites do seu assunto.

C U S E A L U Z PA R A
MELHORAR O AMBIENTE
Adicione tons de cor para criar retratos mais vibrantes e criativos
QUANDO eliminamos fronteiras, tem apenas um flash, use a luz do dia para
a criatividade pode vir de qualquer iluminar um lado do assunto, mas defina a
lado. Ao usar filtros coloridos de gel para sua câmara com um equilíbrio de brancos
flash, por exemplo, poderá criar um para interiores. Isto vai tornar a foto azul.
ambiente muito diferente. Se usar cores Depois, se usar no flash um gel vermelho ou
opostas em dois flashes, como vermelho/ laranja e colocá-lo no lado oposto do seu
ciano ou azul/amarelo, criará um forte assunto, criará um efeito de duas cores com
contraste de cor entre as duas fontes de luz, muito pouco equipamento. Qualquer
e se colocá-las de lados opostos do assunto, material translúcido funciona: sacos de
terá um resultado ainda mais intenso. Se plástico ou até embrulho de rebuçados.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 27


ZOOM IN RETRATOS PERFEITOS

6 R E T R AT O S L I F E S T Y L E
Fotografe pessoas que sentem a alegria de viver

SE uma foto da vida real falasse, diria, momento privado, e sugere que a pessoa não parte importante do arsenal da fotografia
“Isto é como eu sou realmente,” A está consciente da presença da câmara. de retratos. Essencialmente, oferece a
maioria destas fotografias é criada para dar a Este tipo de fotografia vem da moda, e é alguém a hipótese de ser um modelo de
impressão de momentos em que alguém foi usada em catálogos para mostrar roupa e moda; em fotografias de grupo, revelam
apanhado desprevenido, a celebrar a alegria produtos no seu ambiente ideal. Vende uma retratos íntimos de pessoas a interagir com
da vida. Muitos optam pela abordagem sem visão idealizada, ligada a um estilo de vida, outras pessoas e não propriamente a posar
contacto ocular: isto passa a ideia de e funciona tão bem que se tornaram numa para uma câmara.

© Ben Brain

© Ben Brain

A Escolher o local certo B Introduzir algum movimento

CENÁRIOS rurais como florestas, cenas costeiras ou CAPTAR um assunto em movimento ajuda a
paisagens urbanas podem criar um excelente fundo transmitir a sensação ‘apanhado desprevenido’.
para estas imagens, pelo que é convém procurar Com um assunto em movimento, o maior desafio é
bons locais na sua área de ação Tire fotos de sítios de conseguir uma imagem com detalhe, e o melhor modo
que gosta e descubra em que altura do dia funcionam melhor. de focagem é o AF contínuo (denominado por AI Servo,
Guarde-as numa pasta especial no seu computador ou disco nas câmaras reflex da Canon).
externo. Desta forma será fácil levar um modelo até esses Com este modo ativo, coloque o ponto de AF sobre a
locais quando as condições forem as ideais. face do assunto e mantenha-o aí, seguindo-o enquanto
Será bom levar um flash externo e um tripé para este tipo se move. Siga o assunto durante cerca de um segundo
de fotografia: isto para poder adicionar luz direcional caso o com o botão de disparo pressionado a metade, depois
sol não seja suficiente, ou esteja no sítio errado em relação dispare uma série de imagens a pelo menos 1/250
ao que pretende. Será também útil ter um refletor para segundos. Em dias claros, é fácil; mas em dias com
suavizar a luz ou refleti-la para onde desejar. menos luz será obrigado a aumentar o ISO.

28 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


Fazer fotografias
C autênticas

RETRATOS genuínos da
vida real são também fotos
documentais. Ao invés de
encenar poses forçadas, limite-se
a visitar o local que escolheu, e a
fotografar fluidamente, à procura
de um bom momento para
registar. Este estilo editorial
© Ben Brain

é ótimo para captar verdadeiros


retratos de família e amigos
sem parece forçado.
PARTE 2

F O T O G R A FA R
ROSTOS
Um guia essencial pelos
DICA ÚTIL
principais passos a dar RETRATO
É sempre boa ideia falar
com o modelo quando estamos
a fotografar para criar
empatia – faça elogios para
aumentar a confiança do
2 C A R TÃ O
S
EMPRE quis saber como roupas de cor seu modelo. Equilíbrio de brancos
fotografar rostos com aspeto neutra, e pedimos
profissional? Aqui, vamos falar ainda que não ESTE pequeno dispositivo é um
sobre várias técnicas de luz, dicas de incluísse logos grandes ou Lastolite Ezybalance Grey Card.
câmara e ideias para locais a padrões distrativos. As marcas e os Ajuda a ter o equilíbrio de brancos
experimentar. Primeiro, vamos logos podem ser muito distrativos certo e tons de pele neutros,
conhecer o nosso modelo, o Tom. neste tipo de fotografia e afastar as mesmo com várias luzes. Usar
Apesar de Tom ter alguma atenções do rosto. Da mesma forma, este cartão, ou um semelhante,
experiência de estar frente a uma quando fotografar alguém com torna-se fácil definir o equilíbrio
câmara, não é modelo profissional. óculos, pergunte sempre se têm um de brancos na câmara ou então
Posto isto, comece por fotografar par de óculos com lente antirreflexos já no Lightroom.
colegas, amigos e família para ganhar que possam usar, isto porque
confiança e experimentar diferentes convém evitar ao máximo reflexos
poses e ideias de iluminação. Por nos óculos.
vezes pode parecer mais fácil No que toca ao cabelo e
contratar um modelo profissional, maquilhagem, nem todos temos um
mas é possível conseguir grandes estilista à mão, portanto convém
imagens com pessoas do seu pedir aos modelos para trazer a sua
dia-a-dia – na verdade, são as que maquilhagem, mas nada que fuja ao
gostamos mais. que usam num dia normal. Também
será boa ideia pedir uma escova ou,
Preparar a sua sessão caso queira jogar pelo seguro, ter
Quando falámos com o nosso modelo uma na sua mala da câmara, até
sobre esta sessão de rosto, porque nunca sabemos quando
pedimos-lhe que trouxesse diferentes vamos precisar dela.

1 O Q U E T E R N A M A L A?
O essencial...
Para esta foto juntamos o
seguinte: uma Canon 5D Mark II
3 F-STOP!
com uma objetiva Canon 85mm Atenção à abertura
1.8 USM, um refletor Prateado/
Branco de 75cm Lastolite Trigrip, QUE f/ usar? No que toca a
um cartão cinzento Lastolite fotografias de rosto, normalmente
Ezybalance e uma pequena luz estamos próximos do modelo, pelo
LED, com um pequeno suporte. que não precisamos de profundidade
Num domingo à tarde, nublado, de campo. Apesar da nossa objetiva
decidimos levar o Tom para um de 85mm poder fazer f/1.8, uma
local perto de uma pequena abertura tão ampla pode criar vários
cidade, para demostrar algumas problemas. Para ter ambos os olhos
técnicas para fotografar rostos. focados, fotografamos com f/4; algo
abaixo disto pode deixar o olho mais
distante desfocado.

30 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


Parecer
Fundo interessado
Tente sempre ter Peça ao modelo para
um fundo simples se inclinar para si.
para conseguir uma Inclinar-se para trás
imagem limpa. pode fazer com que
pareça apático.

© Todas as imagens: Chris Bailey


Olho mais
próximo Vesturário
Foque sempre Tenha em conta
no olho mais a roupa do
próximo da modelo e tente
sua câmara. ter sempre
tons neutros.

4 DICAS ÚTEIS
Do fundo à roupa que usa...

www.digitalcameraworld.com SEPTEMBER 2015 D I G I TA L C A M E R A 31


ZOOM IN RETRATOS PERFEITOS

G U I A PA R A I L U M I N A R
U M R E T R AT O D E R O S T O
Não precisa de um monte de equipamento de estúdio para
ter resultados profissionais, como podemos ver aqui…

1 L U Z N AT U R A L 2 L U Z N AT U R A L 3 L U Z N AT U R A L ,
Para bons resultado, E REFLETOR REFLETOR
fotografe num dia nublado
Use um refletor para dar mais E LUZ LED
ESTAS imagem foram captadas num luz às trevas
dia nublado, para mostrar quão Adicione outra fonte de luz
difusa pode ser a luz. Estes dias ESTA imagem é igual à primeira,
nublados vão produzir luz de boa qualidade excetuando o refletor de 75cm que AO adicionar uma pequena
e retratos mais lisonjeiros. adicionamos por baixo do queixo do quantidade de luz através de uma luz
Apesar de o sol estar atrás das nuvens e Tom. Esta técnica cria a sensação de duas LED, podemos facilmente usá-la
a luz ser muito plana, há sempre um ângulo luzes exteriores, com o sol como primeira para esculpir um pouco mais a
melhor para colocar o modelo. Treine ao fonte de luz e o refletor a que preenche. O forma do rosto do modelo. Adicionar
colocar a sua mão à sua frente e a olhar refletor suaviza as sombras por baixo dos esta segunda luz vai iluminar o maxilar e
para a palma da mão. Movimente a mão olhos, nariz e queixo e cria a ilusão de o os dar à imagem um aspeto tridimensional, o
em forma de círculo e estude como a luz olhos serem maiores, graças ao segundo que destaca o modelo do fundo.
atinge a sua mão; verá de imediato onde a brilho que se cria nas suas pupilas. Pode usar a mesma técnica para
sua não terá sombras na palma da mão. Usar um refletor não é caro e é uma iluminar o cabelo colocando a luz LED
Este será o melhor ´sitio para posicionar o boa forma de “abrir” os olhos do modelo mesmo por trás do modelo, apontada para
seu modelo para ter a melhor luz. e fazer-lhe chegar ainda mais luz. Num a nuca e ombros. Uma lanterna LED ou um
Aqui, colocamos o modelo por baixo dia de sol, pode ser usado como difusor, flash externo conseguem produzir os
de um viaduto, o que nos dá mais isto porque os raios de sol podem criar mesmos resultados e nem são uma
controlo sobre a luz. sombras indesejadas. alternativa muito cara.

32 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


Q U AT R O T I P O S D E F O T O G R A F I A D E R O S T O

© Todas as imagens: Chris Bailey


INSTITUCIONAL ATOR
Esta imagem foi Iluminada com um refletor Beauty Dish de 21”, Esta imagem foi captada em frente a um fundo simples, com uma
colocado à esquerda do rosto. Quisemos que a luz contornasse a mistura de luz natural, um flash e uma luz LED. Quisemos criar
face, do mais claro para o mais escuro, para criar um ar mais intenso. ambiente nesta imagem com luz cinematográfica.

BELEZA MODA / EDITORIAL


Esta imagem foi feita com um refletor Beauty Dish de 21”, que cria Esta imagem também foi fotografada com um refletor Beauty Dish
uma fonte de luz limpa e equilibrada, e um refletor para preencher de 21”, colocado a cerca de um metro acima. As sombras que cria
as sombras por baixo dos olhos, nariz e queixo. por cima dos olhos e por baixo do queixo esculpam a face.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 33


LEITORES OLHARES

OLHARES AGOSTO

Demore o olhar nos melhores registos fotográficos


enviados pelos leitores da OMF e encontre
inspiração para dar asas à sua veia mais criativa.

MENSALMENTE os leitores da revista


O Mundo da Fotografia são contemplados
com apelativos prémios em resposta aos
desafios que lançamos em cada edição.
No passatempo Olhares deste mês,
o leitor Mário Gomes foi eleito 1º classificado
e receberá uma assinatura de um ano da
revista O Mundo da Fotografia (€ 59,88).
Já o leitor Ricardo Gomes, 2º classificado,
será premiado com uma assinatura
semestral da OMF (€ 29,94).

PARTICIPE
TAMBÉM
E GANHE
PRÉMIOS!

PRÉMIOS
1º A S S I N A T U R A
1 ANO OMF
2º A S S I N A T U R A
SEMESTRAL
1 MÁRIO GOMES
Envie as suas fotos para ‘fotografia.digital@goody.pt’. DIA DE TEMPORAL
Equipamento Canon EOS 40D a 50 mm
Regras de participação no CD que encontra na pág. 114. Abertura f/18 Exposição 1/200 seg.
Sensibilidade ISO 100

34 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


OLHARES LEITORES

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 35


LEITORES OLHARES

2 3 4
RICARDO GOMES MARIA PINTO CRISTOVÃO RUIVO
FIELDS OF GOLD NAS ASAS DO VENTO PAPOILAS

Equipamento Canon EOS 1000D a 50mm Equipamento Nikon D90 a 450mm Equipamento Canon EOS 70D a 10mm
Abertura f/10 Exposição 1/80 seg. Abertura f/9 Exposição 1/640 seg. Abertura f/10 Exposição 2 seg.
Sensibilidade ISO 100 Sensibilidade ISO 400 Sensibilidade ISO 100

36 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


OLHARES LEITORES

3
4

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 37


LEITORES OLHARES

38 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


OLHARES LEITORES

5
7
MANUEL ADREGA
A MINHA NATUREZA
Equipamento Canon EOS 80D
Abertura f/10 Exposição 1/100 seg.
Sensibilidade ISO 400

6
JOÃO AMARO
SARGASSUM
Equipamento Nikon D90 a 13mm
Abertura f/25 Exposição 10 seg.
Sensibilidade ISO 100

7
PAULO PINTO
HOMENAGEM
Equipamento Canon EOS 7D a 100mm
Abertura f/2.8 Exposição 1/125 seg.
Sensibilidade ISO 100

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 39


LEITORES OLHARES

40 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


OLHARES LEITORES

8 9

LUÍS GONÇALVES TONY CORREIA


ATÉ AMANHÃ A CADA CAMINHO, A CADA
CURVA, SÓ UMA CERTEZA
Equipamento Nikon D750 a 85mm Equipamento Canon EOS 100D a 70mm
Abertura f/9 Exposição 1/1600 seg. Abertura f/11 Exposição 1/125 seg.
Sensibilidade ISO 100 Sensibilidade ISO 100

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 41


LEITORES OLHARES

10

10
FERNANDO COELHO
O ENCANTO DO
PRETO-E-BRANCO

Equipamento Nikon D 3100 a 14 mm


Abertura f/7.1 Exposição 1/4 seg.
Sensibilidade ISO 400

PARTICIPE, ENVIE-NOS
AS SUAS FOTOGRAFIAS!
Participe já no passatempo Olhares da edição de maio da revista
OMF! Utilize o e-mail ‘fotografia.digital@goody.pt’ e siga as
PRÉMIOS
regras de participação que encontra no CD da revista. 1º A S S I N A T U R A
1 ANO OMF
Habilite-se a ganhar uma assinatura anual (€ 59,88) ou
semestral (€ 29,94) da O Mundo da Fotografia. Serão premiados 2º A S S I N A T U R A
o 1º e 2º classificados deste passatempo, respetivamente. SEMESTRAL

42 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


f O t O g r a fa r

f O t O g r a fa r
diCaS E truQuES EfiCaZES E tÉCniCaS PrÁtiCaS, CriatiVaS E PrOfiSSiOnaiS. EStÁ PrEParadO?

44 56 60

projetos fotográficos técnicas básicas imagens ao pormenor


7 desafios a pensar em si saiba tudo sobre... técnicas práticas
Este mês lançamos mais uma série de ...Amplitude dinâmica e aprenda como Este mês analisamos algumas fotografias
desafios a que deve responder. Conte pode aumentar consideravelmente de vida-selvagem que, ainda que complexas
também com trabalhos manuais em a gama de brilho nas suas imagens de conseguir, ajudam a perceber notões
projetos “faça você mesmo”. mais complicadas de fotografar. básica para conseguir bons registos.

agosto 2017 O MundO da fOtOgrafia 43


PROJETOS
FOTOGRÁFICOS
Ideias que, quem sabe, podem
resultar no seu próximo
projeto...

LAIRE Droppert tendo nascido Gravity:


C diz que sempre
se interessou
Flower Power.
Esta imagem foi
PROJETO 1
pelos elementos fotografada na Holanda.

Capte as flores
naturais. “A gravidade é “Tentei captar as flores
um assunto interessante durante o seu período
e, em conjunto com a luz florido,” diz Claire,
e vento, altera o “captando o momento

voadoras
comportamento dos simulando que estão a
elementos.” ser cortadas. A minha
Depois do seu projeto intenção era criar a
Gravity: Sand Creatures, imagem numa só
A artista e fotógrafa concetual holandesa, onde captou areia fotografia, mas acabei
esvoaçar pelo ar, Claire por compor com
Claire Droppert, partilha o processo por decidiu explorar um várias fotos.”
trás da criação desta cativante imagem pouco mais o conceito, www.claireonline.nl

44 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


Claire Droppert
Tratar as flores
com carinho
• Claire diz: “Fotografar as
flores fez-me prestar mais
atenção ao meu assunto e
aos detalhe que escondia.
As pétalas, em especial,
são muito propensas a
riscos e danos, causados
sobretudo pelo tempo.
Pelo que quando as
comecei a usar, foi
importante tratá-las com
muito cuidado.
Atirá-las ao ar
também lança pequenas
partículas de terra
ou areia do chão, que
se colam às pétalas. Isto
pode afetar a fotografia,
pelo que é importante
escolher flores limpas
para conseguir uma
boa imagem.”

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 45


PROJETOS
FOTOGRÁFICOS

© Ben Brain

Á muito com que se divertir outras, num sítio com contentores


H a fotografar abstratos –
especialmente se se libertar
velhos. A pintura desgastada e o metal
enferrujado criaram um assunto perfeito.
das ideias tradicionais do que uma O truque é descontextualizar objetos,
PROJETO 2 fotografia deve ser e começar a fazer para se poder concentrar nas formas e
experiências com cores, textura e cores. Neste exemplo, aproximamo-nos
formas. Rapidamente vai descobrir muito e “limitamo-nos” a uma área
Experimente! novas formas de criar imagens coloridas
e divertidas. E o melhor de tudo é que
quadrada. Organizar as imagens em
grelha, como temos aqui, é uma boa

Arte abstrata
não tem de se limitar a fotografar nas forma de mostrar a imagem final.
“horas mágicas”. Na verdade, a Vale também a pena manter estas
agressividade da luz do meio dia até imagens no arquivo de texturas.
Descubra um novo mundo pode ajudar no seu trabalho. Podemos depois incorporá-las em
Também não precisa de ir a locais fotografias de outros projetos – como
de possibilidade criativas mais exóticos. Todas estas imagens adicionar texturas em retratos, é uma
a fotografar tralha velha foram feitas a poucas metros umas das boa utilização a dar.

46 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


ASO deseje levar a sua
PROJETO 3 C fotografia de retrato ao próximo
nível, mas não tem dinheiro

Faça você para investir, não se assuste: alguns dos


acessórios de que precisa podem ser reflete para criar uma bonita

mesmo
feitos em casa! Neste tutorial mostramos luz para iluminar o nosso modelo. É mais
como criar um refletor Beauty Dish, com suave que um flash, mas mais intensa que
pratos de papel, papel de alumínio, um uma caixa de luz. A luz é refletida por um

crie um lápis, um alfinete, um par de tesouras


e alguns palitos…
disco que espalha a luz de uma forma mais
equilibrada com a ajuda do prato.

refletor Este tipo de refletor basicamente é um


disco redondo com uma fonte de luz, que a
Para este refletor, usámos como
fonte de luz um flash externo.

Passo 1 Passo 2
Coloque o prato ao contrário e use um Pegue num segundo prato e corte ao centro. Pode
lápis para marcar a área do flash. Recorte a deixar fora o resto do prato. Este círculo vai colocar-se frente ao
área marcada. Corte por dentro das marcas flash, por isso, certifique-se que é grande o suficiente para
para que o flash caiba à justa; vá cortando e experimentando cobrir toda a superfície do flash. Forre este círculo com papel de
se o flash encaixa com alguma pressão. alumínio, de forma a que um lado fique totalmente plano.

Passo 3 Passo 4
Com um alfinete, faça dois pequenos orifícios em dois lados Por fim, coloque os palitos nos orifícios que criou no disco
opostos do círculo, de forma a que caiba um palito. Faça o prateado Certifique-se que o lado plano do papel de alumínio
mesmo no outro prato, nos lados da cabeça do flash. Pode ser está virado para o flash. Pode usar fita-cola ou Bostik para
complicado ter tudo alinhado, por isso, tenha paciência. Enfie prender melhor os palitos. E pronto, já está preparado para
os palitos pelo prato principal para que fiquem salientes. começar a fazer retratos fantásticos com o seu novo refletor.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 47


PROJETOS
FOTOGRÁFICOS

NOVO PROJETO 4
DESAFIO
FOTOGRÁFICO
MENSAL Projetos rápidos
Retratásticos!
Experimente um destes projetos baseados em retratos, em menos de cinco minutos

Olha-me nos olhos!


ESTE projeto é rápido e simples, exige
apenas cinco minutos, mas cria imagens
fantásticas. Se já fez fotografia macro de
olhos, sabe como pode ser divertido – mas
pode ir ainda um pouco mais longe se incluir o
reflexo de um local ou monumento. Não só
estará a criar uma imagem visualmente mais
impactante, como se escolher um monumento
que tenha um significado especial para o seu
modelo, estará a criar algo que será bem mais
pessoal e intimo, já para não falar que será
bem mais interessante.
O truque é escolher um cenário com uma

© Paul Grogan
forma muito distinta, de preferência sobre um
céu brilhante, de forma a ter maior contraste
no reflexo que procura.

© Claire Gillo
© Claire Gillo

Faça um retrato perturbador Seja quadrado

QUANDO fazemos um retrato, normalmente optamos por uma É FÁCIL trabalhar imagens em 3x2, até porque é a
obturação rápida, para manter o assunto focado e com detalhe. proporção standard da sua câmara. Graças às modas
No entanto, o que acontece quando aumentamos a velocidade de criadas pela fotografia mobile e, consequentemente, às redes
obturação e o modelo se move durante a exposição? Criamos um sociais como o Instagram, a proporção de 1x1 tornou-se muito
efeito inquietante, que vai provocar emoções perturbadoras. popular. Da próxima vez que estiver a trabalhar as suas
Para potenciar o efeito, converta a imagem para preto-e-branco. imagens no processo de edição, veja como a sua imagem
Mas, ao invés de o fazer no computador, mude o formato de ficheiro se transforma quando muda o seu formato para quadrado.
com que fotografa para JPEG e use a opção monocromática. Vai ver que terá algumas surpresas bem agradáveis.

48 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


PROJETOS
FOTOGRÁFICOS

PROJETO 5

Seja criativo!
Crie a paisagem
Use farinha e açucar (e um pouco de Photoshop)
para criar cenários montanhosos
ÃO consegue sair de ângulo leve, para que crie uma
N casa para fotografar
no final de semana?
sensação de escala e
profundidade. Precisará montar
Construa a sua própria paisagem a sua câmera num tripé e
- ou uma fakescape, como selecionar uma configuração de
gostamos de chamar! Criámos abertura estreita. Será também
as nossas montanhas usando necessário fazer alguns disparos
farinha, açúcar e Photoshop. em diferentes pontos de foco
É muito divertido e o resultado para manter a cena detalhada.
final muito criativo. Fornecemos algumas imagens no
Quando se trata de organizar disco, como nuvens prontas para
a sua paisagem, é melhor colocar uma viagem à lua recortada.
as suas montanhas à base de Pratique em nossas imagens
farinha numa bandeja: é muito para entender os conceitos
mais fácil de limpar! Também básicos, então fique criativo e
ajuda a captar as formas num crie o seu próprio cenário.

Passo 1
Cole papel vegetal numa janela. Verta num tabuleiro
alguma farinha, em forma de montanha, e salpique-a
com açúcar, para criar uma textura diferente. Monte
a sua câmara num tripé com uma abertura de f/16.
Faças duas imagens: uma com o foco no primeiro
plano, outra focada no fundo.

50 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


PASSOS
2 A 6 NA
PÁGINA
SEGUINTE

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 51


PROJETOS
FOTOGRÁFICOS

PROJETO 6

Passo 2
Abra os ficheiros Raw no ACR e
clique Select All para editar as
imagens em grupo. Aumentarmos
Exposure (+1.90), Contrast (+32),
Highlights (+19), Shadows (-8),
Whites (+17), Blacks (-48) e Clarity
(+44). Clique Open Images.
Arraste a imagem número 1
para cima da 2. Adicione uma
camada de mascara, e pinte
de preto a montanha atrás
para revelar detalhe.

Passo 3 Passo 4
Use a ferramenta Crop para recortar a imagem, depois Ctrl/ Adicione uma camada de ajustes de Curves. Clique a dois
Cmd+Alt+Shift+E para criar uma nova camada. Pode usar a terços da linha para criar um ponto e arraste o canto superior
ferramenta Clone para corrigir falhas. Convertemos a imagem direito para baixo. A meio, entre o ponto que criou e a parte
para mono com uma camada de ajuste Black & White. inferior, arrasta a linha para baixo para escurecer as sombras.

Passo 5 Passo 6
Abra a imagem lua.psd, que descarregou. Com a ferramenta Abra a imagem neoveiro.psd e arraste-a
Move arraste a lua para o seu documento de trabalho. para o seu documento de trabalho.
Posicione a lua no céu. Se a quiser maior, use Ctrl/Cmd+T Adicione uma camada de máscaras e use
para a redimensionar. Adicione uma nova camada e, com um um pincel a preto com 50% de opacidade para
pincel de 30 pixéis, use a cor branca para criar estrelas no pintar áreas que queira remover. Junte as camadas e use as
céu. Vá ajustando a opacidade e dimensão do pincel ferramentas Dodge e Burn com Exposure (a cerca de 10%)
(não vá além dos 40 pixéis). para trabalhar as altas-luzes e sombras.

52 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


© Claire Gillo
al
Imagem origin

Imagem final

ORQUE por que seria sempre uma


P vezes pode ser imagem muito insípida.
complicado ver o “Esta foto faz parte de uma
PROJETO 7 potencial de uma imagem, série de fotos de cactos que
dadas as muitas fiz durante as férias. Adorei
possibilidades do processo as formas da planta. Quando

Projeto Photoshop de edição. Da próxima vez


que fotografar algo que lhe
voltei a casa com as
imagens, senti-me

Cacto rotativo
parece mediano, pense nos desiludida ao achá-las muito
efeitos alternativos que pode insípidas e sem qualquer
aplicar para a transformar profundidade!
numa obra de arte! “Foi aí que me surgiu na
Transforme imagens banais de plantas Quando Claire Gillo cabeça ideia de a ver a rodar,
em verdadeiras obras de arte fotografou este cato, pensou altura em que criei este efeito.”

Passo 1 Passo 2 Passo 3


Abra a imagem inicial e converta-a para mono com Duplique a camada do fundo e reduza a opacidade Duplique a camada como fez
uma camada de ajuste Blank and White. Para para 30%. Vá a Edit > Transform > Rotate e rode a anteriormente, mas desta vez 20 graus no
aumentar o contraste colocamos -43 em Green. imagens 20 graus no sentido do ponteiro do sentido contrário do relógio. Repita este
Depois, adicione uma camada de ajuste de Curves relógio. Repita este passo seis vezes, sempre a processo três ou mais vezes, até ficar satisfeito.
e faça uma curva em S para melhorar o contraste. duplicar a camada que rodou. Ajuste a camada Curves a gosto.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 53


PROJETOS
FOTOGRÁFICOS
NOVO
DESAFIO
FOTOGRÁFICO
MENSAL
PROJETO 8

Desafio pro
Personalizar!
O galardoado fotógrafo documental, Kevin
Faingnaert, coloca-lhe um desafio que o vai prender…
EVIN DIZ: “Descobri que estes projetos só funcionam se ser tão longo ou tão curto quando
K uma das melhores formas forem divertidos. desejar. Pode durar uma semana,
para melhorar a minha Sempre que inicia um projeto ou pode alongar-se durante meio
fotografia foi participar num pessoal, há uma série de coisas a ano. Para o meu projeto das Ilhas
projeto pessoal, onde sou forçado a ter em conta. Escolher o tema do Faroé, passei um mês nas ilhas, mas
pensar fora da caixa e a fotografar seu projeto é algo muito pessoal. noutro projeto precisei de um ano,
algo que seja novo para mim. Deve ser algo que lhe diga alguma por que trabalhava nesse projeto
Um projeto pessoal é uma boa coisa, ou que o deixe estasiado. uma vez por mês.
forma de um fotógrafo mostrar a Não escolha um tema baseado no Comece devagar e vá aumentando
sua paixão por algo. Pode ser que os outros podem pensar. O a sua zona de conforto. O meu
também uma boa forma de desafiar meu último projeto pessoal foi primeiro jogo foi simplesmente
os seus limites e aprender coisas sobre a Ilhas Faroé, simplesmente fotografar pessoas que viviam na
novas. Os projetos pessoais podem porque as adoro. minha rua. Gosta de paisagens?
dar a conhecer novos sítios e ajudar Dedique algum tempo ao projeto, Comece por fotografar a sua cidade,
a criar impacto. A maioria destes crie um deadline e respeite-o. vila ou aldeia antes de decidir apanhar
projetos é divertida – na verdade, Dependendo da sua dedicação pode um avião e ir para o estrangeiro.

Biografia
Kevin
Faingnaert
• Kevin Faingnaert vive e
trabalha em Gent, na
Bélgica.

• Tem um curso superior


em sociologia.

• Considera-se um
fotógrafo documental
social, com foco em
comunidades que saíram
da sua cultura natural..

• Em 2016 teminou Føroyar,


uma série sobre a vida
nas remotas Ilhas Faroé,
que deu lugar à
publicação de um livro.

54 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


PRO’S CHALLENGE PROJECT ZONE

PARTILHE
O SEU
PROJETO
mundo.
fotografia@
goody.pt
(assunto:
Projetos)

© Kevin Faingnaert

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 55


TÉCNICAS
BÁSICAS
SAIBA COMO MANTER AS SUAS IMAGENS DEFINIDAS.

ESTE MÊS: AMPLITUDE DINÂMICA


Aprenda a captar maior amplitude de brilho nas suas fotografias
© Marcus Hawkins

ESTE mês vamos falar e impressões fotográficas – também têm a EM CIMA No nascer e pôr do sol, os níveis de

N de amplitude dinâmica,
um tema que já abordámos
no passado, mas que volta
sua amplitude dinâmica. A câmara dá o
ponto de partida para tudo, mas a sua
amplitude dinâmica tipicamente é menor
contraste são extremos, não retendo detalhe tanto
nas áreas mais escuras como nas mais claras.

a merecer destaque, e em maior que da cena que fotografamos. detalhe nas áreas mais claras ou mais
detalhe, nesta edição. As paisagens são uma boa forma de escuras – ou em ambas.
A amplitude dinâmica é uma forma de testar a amplitude de uma câmara, dado Há duas formas para resolver isto:
descrever a gama de diferentes níveis de terem grandes níveis de contraste – como ou comprimir a gama dinâmica da cena,
brilho numa cena, das sombras mais por exemplo um céu que tenha mais brilho de forma a que caiba na gama dinâmica
escuras à luz mais brilhante. Os que um primeiro plano. Perante uma cena da câmara, ou aumentar a gama dinâmica
dispositivos que captam e criam imagem com uma grande amplitude dinâmica, o da fotografia final conjugando exposições
– câmaras digitais, ercrãs de computador mais provável é que a câmara perca algum e técnicas HDR. >

56 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


AMPLITUDE DINÂMICA F O T O G R A FA R

Amplitude
em ação 1
AS câmaras digitais podem captar
uma grande variedade de níveis de 1
brilho, mas há um limite. Quando a
diferença entre as partes mais
escura e mais clara da imagem – a
amplitude dinâmica – é tão grande
que não consegue uma exposição
que capte detalhe em ambas as
2
áreas, então terá de ceder ou tomar
medidas para resolver o problema,
seja na câmara ou na edição.
2
E nem têm de ser grandes
medidas, uma vez que pode chegar
usar um ficheiro Raw para
3
conseguir extrair detalhe que 3
julgava perdido. Se é este o seu
objetivo, então a melhor opção será EXPOSIÇÃO PARA SOMBRAS EXPOSIÇÃO PARA ALTAS-LUZES
expor nas altas-luzes para depois
editar as sombras; em paisagens,
1 1
isso significa reduzir a exposição GAMA FIXA DETALHE NAS ALTAS-LUZES
da câmara de forma a captar mais As câmaras têm gamas dinâmicas fixas, com Expor de forma a ter detalhe no céu escurece o
detalhe nas áreas mais importantes algumas a ter maior amplitude que outras. cenário, o que ilustra bem o problema.
do céu, e depois dar algum brilho 2
DIFERENÇA DE EXPOSIÇÃO 2
CEDÊNCIAS?
às áreas mais escuras na edição. Aqui, a diferença de exposição entre o céu brilhante Expor num meio-tom: terá mais brilho na imagem,
Como vê nesta página, isto poderá e o cenário em baixo é muito grande. mas menos detalhe nas altas-luzes e nas sombras.
levar ao aumento de ruído, mas 3 3
DETALHE NAS SOMBRAS CORRIGIR!
ainda assim é preferível a recuperar
A câmara deu maior destaque ao detalhe do Para gerir a amplitude dinâmica, use um filtro
altas-luzes que rebentaram. primeiro plano, o que fez rebentar o céu. graduado ou faça várias exposições e conjugue-as.

Latitude de
exposição
Mudar a exposição numa paisagem
torna-a mais clara ou mais escura e
condensa o histograma mais para a
direita ou mais para a esquerda, mas
não expande a amplitude dinâmica.
Se o histograma estiver comprimido
num dos lados do gráfico então,
aumentar ou diminuir a exposição,
moverá o histograma ao longo do
gráfico, potencialmente
recuperando para a amplitude
dinâmica da câmara informação que
tinha sido deixada de fora.
Note que isto só se aplica se existir
suficiente latitude de exposição. Um
histograma estreito tem muita, o que
vai possibilitar fazer grandes ajustes PICO CENTRAL A falta de PICO LATERAL Quando o DOIS PICOS A amplitude
de exposição, sem perda de detalhes, altas-luzes e sombras extremas histograma se encosta à direita, dinâmica aqui supera a da câmara
ainda que as paisagens geralmente significa que esta cena de baixo reduzir a exposição ou usar um filtro – não há latitude de exposição. A
tenham mais contraste, com céus contraste cabe na amplitude dinâmica ND grad pode ajudar a recuperar melhor opção pode passar por
brilhantes e primeiros-planos escuros. da câmara, tendo boa latitude. detalhe nas altas-luzes. conjugar várias exposições.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 57


F O T O G R A FA R AMPLITUDE DINÂMICA

T R A B A L H A R C O M F I LT R O S
Use filtros ND Grad para captar toda a gama numa só foto

Posicionar o filtro DICA


Use um sistema quadrado PRO
Evite tornar o céu
de filtro para ajustar a mais escuro que o
posição da transição. primeiro plano, isto
porque vai perder
realismo e chamar
à atenção para
o filtro.

ANTES - SEM GRAD

PODE reduzir a intensidade


do brilho no céu e equilibrar a
exposição com a parte mais escura
da paisagem, através de filtros
de densidade neutra. O truque
é expor na zona mais escura
(como em cima), e depois
escolher o filtro que consiga
trazer a exposição do céu para
a gama dinâmica da sua câmara.
Não é preciso fazer cálculos
complexos: comece com um
filtro de dois ou três stops, faça
CORRETO INCORRETO
uma imagem de teste e analise o
histograma. Se o lado direito do NO PONTO Defina uma abertura pequena e MUITO BAIXO Se a transição do escuro para o
histograma estiver no limite do use a previsualização de profundidade de campo claro estiver muito baixa, poderá abranger o topo
gráfico, use um filtro mais forte. da câmara para perceber onde colocar a transição. das montanhas e torna-las mais escuras.

Uma técnica clássica é usar filtros repartimos a exposição, fotografando


graduados para encolher a amplitude uma imagem com o céu na exposição As paisagens são
dinâmica da cena paisagística. Estes certa, e repetir o processo com o primeiro
filtros têm uma metade mais clara, plano, para depois conjugar as melhores
um bom teste por
e outra mais escura, e ao colocarmos partes de uma e outra imagem na edição. incluirem geralmente
a parte escura sobre o céu brilhante, Pode ser suficiente usar apenas um
colocamos o nível de exposição ficheiro Raw em duas edições diferentes,
um céu brilhante
próximo do que temos na paisagem. uma para as áreas escuras, outra para as e um primeiro
(Ver em cima.) claras, e misturar depois as duas. Em
E se estes filtros são essenciais situações com contraste muito alto, pode plano escuro
para fotografar com filme, não são precisar de fotografar uma sequência de
tão necessários na fotografia digital: imagens e criar uma imagem HDR.

58 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


AMPLITUDE DINÂMICA F O T O G R A FA R

SOLUÇÕES DIGITAIS
Usar Raw pode ajudar a recuperar mais detalhe
que o indicado pelo histograma da câmara… ANTES

O RAW consegue ter uma maior Por exemplo, se estiver a editar um


amplitude dinâmica que o JPEG, ficheiro Raw no Lightroom ou no
sendo que tanto o histograma como Camera Raw, pode aplicar no céu um
a imagem que vemos na câmara são filtro graduado digital, use o controlo de
baseados na versão JPEG da Shadows para revelar detalhe nas áreas
imagem. Um ficheiro Raw tem mais escuras e ajuste Whites e Highlights
informação nas áreas mais claras e para recuperar detalhes nas nuvens e PASSO 1 Altas-luzes extremas
escuras, o que significa que poderá em outras áreas em risco de sobre- Este ficheiro Raw mostra que as áreas claras da
recuperar detalhe que pareça perdido exposição. Pode ainda ajustar a imagem foram empurradas para a direita e
quando analisamos no ecrã da câmara luminosidade de cores individuais, “cortada” pelo limite do gráfico. Trata-se de uma
a imagem que fotografamos. como escurecer os azuis do céu. cena de grande contraste.

DEPOIS

PASSO 4 A imagem final


Depois de mais ajustes na imagem, o
PASSO 2 Filtro digital PASSO 3 Pintar histograma fica mais saudável – tal como a
No ACR, pode arrastar o filtro graduado pelo Se há partes da cena que caem sob o filtro, imagem. Não sinta que deve comprimir todo
céu, com controlo sobre a sua posição, brilho selecione o pincel ‘-‘, no topo do painel o histograma para a gama tonal do gráfico: as
e tons, através dos comandos Exposure, Graduated Filter e pinte as áreas afetadas altas-luzes na água podem continuar a
Highlights, Whites e Dehaze. para remover o efeito. parecer extremas, por exemplo.

DICA PRO: O RAW NÃO


GARANTE A SALVAÇÃO…
APESAR de ser possível extrair maior quantidade de
detalhes de ficheiros Raw, convém tentar conseguir
uma boa exposição na câmara. Se as áreas claras
estiverem muito sobrexpostas, elas não conterão detalhes,
e tentar resgatá-las no software deixá-las-ão baças e sem
detalhe. Se você tentar iluminar áreas que foram muito Altas-luzes Áreas claras demasiado Sombras Dar brilho a áreas muito
subexpostas, pode simplesmente revelar mais ruído. sobre-expostas perdem todo o detalhe. escuras vai revelar ruído na imagem.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 59


IO O R
M
FU E S

NA
E M N
NC N
QU R E
S O G
TO P A
FO AO IM

LEVANTAR VOO
NOME: Jamie Hall
LOCALIZAÇÃO: Suffolk, Reino Unido
EQUIPAMENTO: Canon EOS-1D X com
objetiva EF 17-40mm f/4L
USM a 24mm, disparador
Canon LC-5 e pufe
EXPOSIÇÃO: 1/6.400 seg. a f/6.3, ISO 2.000
SITE: www.jamiehall
photography.co.uk

Horizontes abertos
Os retratos de aves geralmente são feitos com
teleobjetivas, mas a composição com uma
grande-angular torna a imagem dinâmica e
única. A distância focal de 24mm foi escolhida
com critério. “Senti que algo mais amplo
tornaria as aves minúsculas,” diz Jamie.

3 0 15 8 4 2 3 20 64 0 0
1 60 0 0
80
SE

12 5

12

ISO
160
C 2

5 00 250

6.3
0

1/
2000
SE C 5 SE C

6400 f
8 00
00 0

40 0
01

00 200
8 00 0 4 0 00 2 1 00 50

Hora de parar
Ao optar por uma velocidade de 1/6.400 seg.,
Jamie congelou o movimento da ave. “Usei
ISO 2.000, o que me deu uma velocidade
de 1/6.400 a f/6.3,” diz. “Senti que tinha
profundidade de campo e velocidade
suficiente para congelar qualquer ação.”

60 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


WHY
IMAGENS
SHOTS
AOWORK
PORMENOR F O T O G R A FA R

Planear ao detalhe
A planificação e paciência
de Jamie é o que estás por
trás de imagens como esta.
Colocou uma pequena minhoca
a cerca 30cm, à frente da câmara,
e pré-focou este ponto.
“Conseguir ter a ave ao centro
e tão simétrica foi bem mais do
que estava à espera,” confessa.
© Jamie Hall

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 61


F O T O G R A FA R IMAGENS AO PORMENOR

COR
SEDUTORA
NOME: Joni
Niemelä
Palete de cores
LOCALIZAÇÃO: Filândia As cores desta imagem
são sedutoras e atraem
EQUIPAMENTO: Pentax K-3
o espetador. “Houve uma
com
intenção de criar tons
objetiva
vivos de púrpura durante
fixa
o processo de edição,”
invertida
refere Joni. “Esta é
SMC
uma característica de
Pentax-M
Otherworldly Blues, a série a
50mm
que pertence esta imagem.
f/1.4 em
tubos de
extensão
EXPOSIÇÃO: 1/50 seg.
a f/5.6,
ISO 100
SITE: www.
joniniemela.
com

Espaço para
respirar
A composição é intensa e
usa o espaço em redor para
isolar a planta carnívora. Muito foco
“O assunto está isolado, Para ter uma abertura de
graças a uma objetiva de f/5.6 a esta distância e
grande zoom, que cria este manter todo o assunto
fundo muito suave,” diz Joni. focado, Joni captou
“Centra-se na abertura das 26 exposições a diferentes
glândulas, e mostra ainda pontos de foco e
o caule peludo da planta. conjugou-as na edição
Há uma linha vermelha que para ter maior
liga o canto superior profundidade de campo.
esquerdo ao canto inferior Para fazer isto, Joni
direito e que conduz a teve de ter a câmara
© Joni Niemelä

atenção do espetador montada num tripé.


por toda a imagem.”

62 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


e d i ta r

tutuRIaIs
em víDeo
no CD

64 Transforme uma paisagem


banal em algo especial

O M e l h O r da
ediçãO de iMageM
Revolucione as suas imagens com a ajuda destes guias passo-a-passo.

68 70 72

Retratos profundos Dar movimento GIF mágicos


Este mês ensinamos-lhe como Algumas dicas para criar Use o Photoshop para criar GIF
pode dar maior profundidade movimento e desfoque nas verdadeiramente mágicos, que vão
e intensidade aos seus retratos. suas imagens no Photoshop. ser sensação nas redes sociais.

agosto 2017 O MundO da fOtOgrafia 63


E D I TA R MASTERCLASS - PHOTOSHOP

N
SÉ OV
CONTROLE A RI A
E

EXPOSIÇÃO COMO
UM PROFISSIONAL SIGA O
TUTORIAL
COMPLETO
E EM VÍDEO
NO CD
Descubra como pode melhorar o contraste em
diferentes áreas de uma imagem com a ajuda do
Curves e tornar algo banal numa imagem impactante

SOFTWARE Photoshop CC SITE www.adobe.com


PRATIQUE Utilize as imagens na pasta ‘Editar’ do seu CD

F
OTOGRAFAR uma boa
paisagem faz-nos sentir bem
S
TE

no momento. Olhamos para o


AN

DE
ecrã e esboçamos um sorriso,

PO
confiantes de que conseguimos

IS
captar a imagem que queríamos.
E aconteça o que acontecer depois,
sentimos que temos algo especial
para levar para casa.
Infelizmente, por vezes o que
acontece, e são vezes demais, é que a
imagem que julgávamos perfeita não se
revela tão boa assim no ecrã do
computador. Neste exemplo, o primeiro
plano está escuro, e a composição
também podia estar melhor. Ao fundo,
temos um carro que causa distração e
que faz com que a montanha pareça
mais pequena. Mais em cima, o céu está
pálido, a precisar de se tornar mais
dramático para melhorar a imagem.
No geral, falta-lhe também contraste
e temperatura, para tornar a imagem
mais atraente.
Todas estas questões podem ser
resolvidas. E, com a exceção numa pequena
transformação na composição e na
remoção do carro, pode tudo ser
conseguido recorrendo apenas ao comando
Curves, do Photoshop.
Existem fotógrafos que evitam o Curves:
à primeira vista pode parecer complexo.
Todavia, vamos conseguir usar este
comando para melhorar a paisagem,
ajustando o contraste e cores, basicamente
em qualquer área. Use a imagem que lhe
fornecemos no CD, e depois experimente
estas técnicas nas suas imagens – vai
surpreender-se com as diferenças.

64 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


MASTERCLASS - PHOTOSHOP E D I TA R

Uma curva em S cria

DI T IL
1

CA
Ú
contraste com Raw
Aperfeiçoe as imagens

Uma forma popular de ganhar


contraste é usar uma curva em
S. Isto permite criar uma curva
que escurece os meios-tons
mais baixos e que dá brilho aos
meios-tons mais elevados.
Crie um Adjustment Layer
de Curve e clique no centro da
diagonal para criar um ponto
âncora, com o qual pode
ajustar o brilho geral dos
meios tons. Depois, clique a
cerca de um quarto da linha
AUMENTAR IMERSÃO para criar um segundo ponto,
Abra a imagem que está no CD no Photoshop. Antes de e arraste a curva ligeiramente
equilibrar a exposição, procure primeiro pela imagem para baixo para escurecer os
em forma. Para isso, selecione a ferramenta Rectangular meios-tons mais baixos. Por
Marquee e desenhe um retângulo sobre todo o terço fim, faça um novo ponto a três
inferior da imagem. Já com a seleção feita, pressione quartos da linha e suba-o
Ctrl/Cmd+J para copiar a seleção para uma nova ligeiramente para adicionar brilho
camada. Abras o painel de camadas (Window > Layers) aos meios-tons elevados. Mantenha
para ver esta nova camada no topo da lista. a curva em S pouco pronunciada.
2

DEFINIR PONTOS BRANCO E PRETO


TRANSFORMAR O PRIMEIRO PLANO Está na hora de dar equilíbrio à exposição da imagem,
Pressione Ctrl/Cmd+T para ativa ro modo Free definindo os pontos mais escuros e mais claros. Clique
Transform. Com o Ctrl/Cmd presisonandos, no ícone Adjustment Layer e escolha Curves: verá uma
arraste o canto inferior direito para abrir o riacho linha diagonal sobre uma grelha. O preto é o ponto
até ao canto da imagem. Faça o mesmo no canto colocado no canto inferior esquerdo, e o branco no topo
esquerdo e depois liberte a Tecla Ctrl/Cmd para direito. Para ter uma gama de tons completa, não pode ter
arrastar para baixo o lado inferior. Assegure-se de lacunas em ambos os lados do gráfico. Se tiver algum
que não mexe nos cantos e lado superiores da imagem: espaço, arraste o ponto de pretos até aos tons mais
convém que aqui a imagem não sofra qualquer escuros do gráfico. Repita o processo com o ponto branco,
transformação. Pressione no Enter para confirmar. arrastando-o para a direita até aos tons mais claros.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 65


E D I TA R MASTERCLASS - PHOTOSHOP

Definir os pontos

DI Ú T I
4

CA L
branco e preto!

L
Torne Curves fácil

As ferramentas conta-gotas
de Curves podem ser usadas
para definir os pontos preto
e branco. Na janela Curves,
escolha o conta-gotas preto
e clique no ponto da imagem
que quer que seja preto.
Agora, escolha o conta-
-gotas branco e clique
também no ponto da
SELECIONAR O RIACHO imagem que quer a branco.
Para equilibrar a exposição geral, o A não ser que escolha um
primeiro plano deve ter mais ponto neutro, isto afetará
brilho. Para o fazer, use a ferramenta Lasso para também as cores, por isso,
selecionar esta área do riacho, que está mais escura. Feita use o conta-gotas cinzento
a seleção, clique em Select And Mask na barra de opções, num tom preto, branco ou
no topo do ecrã, depois escolha a opção Overlay para que cinzento para equilibrar.
possa ver os limite efetivos da seleção. Aumente o valor de Os resultados podem ser
Feather até que os limites da transição fiquem bem mais dramáticos, mas é fácil
suaves. (Nós usamos 120px nesta área.) Isto ajuda a que anual se correr mal
esta área se aproxime mais do resto da imagem em – pressione no ícone
termos de exposição. Finalize, clicando em OK. Reset to Adjustment
Defaults, na parte inferior.
6
5

EQUILIBRAR A EXPOSIÇÃO REMOVER DISTRAÇÕES


Clique no ícone Adjustment Para apagar o carro da cena, crie uma nova camada
Layer e escolha Curves. Na (Ctrl/Cmd+Alt+Shift+N) e selecione a ferramenta Clone
palete, clique perto do centro da Stamp. Nas opções da ferramenta, escolha All Layers,
linha e arraste-a para cima para junto a Sample. Use Ctrl/Cmd+Mais para ampliar o carro,
criar um pequeno arco. Isto não depois com o Alt pressionado, clique numa área limpa,
interfere nos pontos branco e preto, mas dá brilho aos perto do carro, para definir o ponto fonte. Larque o Alt e
meios-tons. Ajuste Curves de forma a que o primeiro pinte sobre o carro. Ajuste o tamanho do pincel com os
plano se equilibre com o resto da cena. Use a parêntesis retos e tente usar vários pontos para evitar
ferramenta Lasso para criar uma seleção em torno do criar padrões visíveis. Assim que pintar o carro com pixéis
rochedo. Clique em Select And Mask e coloque 60 em clonados das redondezas, ative e desative a visualização
Feather, depois crie uma camada de ajuste Curves e da nova camada para perceber se o trabalho está bem
adicione um pouco de brilho a esta seleção. feito e se tem algo a corrigir.

66 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


MASTERCLASS - PHOTOSHOP E D I TA R

8
7

ESCURECER E ENRIQUECER O CÉU AQUECER A IMAGEM


Para criar um céu mais dramático, é preciso contraste e A imagem está melhor, mas ainda
cor, sendo que, novamente, será Curves a resolver o precisa de mais algum equilíbrio. Para
problema! Volte à visualização de ecrã inteiro (Ctrl/ “aquecer” a imagem vamos novamente
Cmd+0). Com a ferramenta Lasso, desenhe uma seleção a Curves. Crie uma nova camada de
em torno do céu. Use um Feather de 200px, em Select ajuste Curves. Clique agora onde diz
And Mask. Clique em OK, depois crie uma nova camada RGB e selecione o canal Red. Arrasta
de ajuste Curves, tal como fez para o primeiro plano e diagonal um pouco para cima para ter mais tons de
para o rochedo. Desta vez, ao invés de fazer subir a linha vermelho. Mas como também precisa de amarelo, escolha
diagonal para adicionar brilho, vamos arrastar para baixo, agora o canal Blue. Como o amarelo é a cor oposta do
para criar a forma de um ligeiro arco invertido. Isto azul, será necessário arrastar para baixo a diagonal até
diminuirá o brilho dos meios-tons na área selecionada, chegar a um tom mais quente e agradável. Volte a ativar e
com o céu a ficar mais escuro e saturado.. desativar a camada para ver as diferenças do que fez.

ADICIONAR UMA VINHETA


9

Para ajudar a focar a atenção do espetador no


que realmente importa, crie uma seleção oval
na imagem com a ferramenta Lasso. Use o
Select And Mask com um valor em Feather
elevado, e clique em OK. Neste momento, é o
interior da seleção que está ativo, mas como
queremos ativar o exterior, vá a Select > Inverse
(ou use o atalho Ctrl/Cmd+Shift+I). Crie nova
cama de ajustes Curves, e arraste a diagonal
para baixo para escurecer
ligeiramente os cantos
da imagem.
Terminada a imagem,
vá a File > Save e grave a
imagem no formato
Photoshop (PSD). Isto
preservará as camadas
que criou, para que, caso
deseje, possa voltar mais
tarde a fazer alguma
alteração aos ajustes em
Curves. Bastará um duplo
clique sobre a camada
para ativar as
propriedades dessa
camada e fazer os ajustes
que desejar...

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 67


E D I TA R EDIÇÃO EM LIGHTROOM

CRIE UM RETRATO
DRAMÁTICO MASCULINO SIGA O
TUTORIAL
COMPLETO

NO LIGHTROOM
E EM VÍDEO
NO CD

As ferramentas de edição do Lightroom ajudam


a dar drama e personalidade aos seus retratos
masculinos – use estas ténicas nas suas imagens
SOFTWARE Lightroom CC/6 SITE www.adobe.com
PRATIQUE Utilize as imagens na pasta ‘Editar’ do seu CD

1
DE
PO
IS
S
TE
AN

CONVERTER
PARA MONO
A intenção para
esta foto é que seja a
preto e branco. Pode usar
o painel B&W ou, em
alternativa, diminuir a
saturação para -100, e
aumentar o contraste a
gosto (+22, neste caso).
2

ESCONDER
A ROUPA

Q UANDO os fotógrafos
editam um retrato
feminino, costumam dar
retoques para aumentar a
truques na edição em Lightroom
para tornar uma imagem bem
iluminada em algo
verdadeiramente cativante.
Para criar um
busto digital, há
que esconder a
roupa. Carregue
suavidade. Algo menos comum Sean McCormack é no M, para o
em retratos masculinos, onde o responsável por um projeto Graduated Filter
destaque vai para a chamado Hirsute, focado nos (ou clique no
personalidade. Aqui trocamos as pelos faciais dos homens. Este quarto ícone, por
bochechas rosadas e suaves por é o processo que usou para dar baixo do histograma). Defina Exposure para -4 e desenhe
linhas de sorriso, cicatrizes e um fio condutor às imagens, o filtro paralelo à barba. Clique com o botão direito no pin e
rugas. A luz é importante – leia a neste caso, numa imagem do escolha Duplicate para aumentar o efeito.
Dica Útil – mas existem alguns ator Sean T O’Meallaigh.

68 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


EDIÇÃO EM LIGHTROOM E D I TA R
3

4
MELHORAR O TOM DA PELE DESTACAR O DETALHE
Para recuperar algum tom na pele, coloque -14 em Para potenciar o detalhe, eleve o controlo de Clarity
Highlights. Isto ajuda a dar textura à pele, e assegura que para 81. Pode parecer um valor muito alto, mas
poderá suportar os efeitos que está prestes a aplicar. 6 funciona muito bem em retratos masculinos.
5

RECORTAR A IMAGEM
GRÃO CINEMATOGRÁFICO A imagem tem muito espaço vazio,
Torne a foto um pouco mais rude com Grain. Os controlos por isso, pressione R para ativar a
estão no painel Effects. Esta imagem permite fazer muita ferramenta Crop. No menu Aspect, escolha 4x5/8x10.
coisa, por isso, mesmo +50 parece bem. Pressione Q e Isto criará um recorte típico de uma imagem criada por
use o pincel para remover pontos ou áreas distrativas. uma reflex. Posicione o recorte e finalize!

Iluminar o retrato
DI T IL
CA
Ú

Tudo o que precisa é de um par de cortinas

A imagem do ator foi captada em estúdio, com modelo com a


iluminação profissional. AInda assim, é possível face virada
recriar esta iluminação em casa, usando um diretamente
quarto relativamente escuro, com janela um par para a luz, para
de cortinas. Abras as cortinas o suficiente para depois dar um passo para o lado (em direção a
deixar entrar uma brecha de luz em direção à si) – apenas o suficiente para criar uma sombra
face do seu modelo. Apague ou tape qualquer na bochecha. Mais fácil do que seria de pensar,
outra fonte de luz. Primeiro, coloque o seu como pode ver na fotografia a cores.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 69


E D I TA R ESCOLA DE FERRAMENTAS

FILTROS BLUR DO
PHOTOSHOP QUE
FAZEM A DIFERENÇA
Saiba como criar todo o tipo de efeitos de
arrastamento e profundidade de campo com
esta panóplia de poderosos filtros do Photoshop
SOFTWARE Photoshop CC SITE www.adobe.com
PRATIQUE Utilize as imagens na pasta ‘Editar’ do seu CD

ANTES

PASSO-A-PASSO
RECRIAR ARRASTAMENTO
Recrie o efeito de arrastamento provocado
DEPOIS
por baixas velocidades de obturação

SELECIONAR O CARRO DESFOCAR O FUNDO


1 Presisone Ctrl/Cmd+J duas vezes para criar duas cópias
da camada. Selecione a ferramenta Quick Selection e
Selecione a camada do meio, vá a Filter >
2 Blur Gallery > Path Blur. Desenhe uma linha
pinte sobre o carro para o selecionar, depois clique no ícone Add na direção do movimento do carro; use os controlos Speed e
Mask no painel de camada para converter para uma camada de Tapper para controlar o ‘blur’. Clique OK e pressione Ctrl/Cmd+D
máscara. Clique com o Ctrl/Cmd na camada para carregar a para desseleccionar. Clique na camada de cima e vá a Filter > Blur
seleção, depois vá a Select > Invert para inverter a seleção. Gallery > Spin Blur. Crie dois pins circulares para cobrir as rodas.

70 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


ESCOLA DE FERRAMENTAS E D I TA R

ANATOMIA PHOTOSHOP

BARRA DE OPÇÕES
O controlo Focus permite-lhe
controlar quanto da nitidez
central é preservada quando
usa os filtros Tilt-Shift ou Iris.
Ativar High-Quality dá-lhe
uma melhor previsualização, FIELD BLUR
mas é mais demorado. ANTES DEPOIS
IRIS BLUR O Field Blur permite simular a
O Selection Bleed funciona difusão de nitidez. Distribui
Permite criar uma área circular de transição de desfoque para nitidez,
quando aplica um filtro Blur vários pontos de intensidade
pelo que é bom para focar as atenções num ponto, desfocando as
a uma seleção ativa. Age de desfoque através de pins.
distrações em seu redor. A par de Tilt-Shift, o detalhe mantém-se ao
sobre as áreas exteriores ao A intensidade do desfoque
centro, uma área de transição e uma outra totalmente desfocada.
criar o desfoque. Por fim, pode ser ajustada no painel à
Arraste os manípulos para mudar o tamanho e forma de cada porção
Save Mask To Channel cria direita, ou passando o rato
(arraste os pontos com o Alt para tornar a área de transição assimétrica).
um ‘alpha channel’ da sobre o pin. Portanto, pode
área desfocada. usar dois pins para criar
transição gradual, um com
desfoque zero, outro com
desfoque. Desta forma a
SPIN E PATH suavização da cena acontece
O Spin Blur permite criar de forma gradual.
desfoque circular, como se
um objeto estive a rodar.
O Path Blur permite
direcionar o desfoque ao
longo de uma linha reta ou
curva, ajustando os pontos
inicial, médio e final. Pode ser
definido para Basic e Rear
Sync Flash. Taper permite TILT-SHIFT
afunilar o desfoque, Este filtro cria um desfoque
enquanto o End Point Speed gradual em torno de um
muda a quantidade de plano central de foco, pelo
desfoque no final da linha. que é bom para criar o efeito
NOISE E EFFECTS de miniaturização (ver em
O problema em desfocar partes de uma imagem para simular baixo). Arraste as linhas
profundidade de campo é a de podermos acabar por desfocar para mudar a amplitude das
o ruído criado na câmara. Os controlos de Noise permitem adicionar áreas com nitidez ou
ruído de volta às áreas desfocadas, o que cria um resultado mais desfoque, e use os pontos
natural. A caixa Effects permite-lhe mudar os aspetos dos destaques para alterar o ângulo – use o
desfocados – o bokeh – para os filtros Field, Iris e Tilt-shift. Shift para ter ângulos retos).

Efeito de miniaturização
DI T IL
CA
Ú

Use o Tilt-Shift para criar um mundo miniatura

6 7
O efeito de desfoque que transição de desfoque em
adicionamos faz com que tudo cima e em baixo [3] e as áreas 5
se pareça miniatura; isto desfocadas [4]. Use o pin para
funciona melhor numa cena ajustar a intensidade. 1
captada de cima. Duplique a A seguir, melhores os tons.
camada de fundo [1] com o Adicione uma camada de
Ctrl/Cmd+J. Clique com o Levels [5] (Layer > New
botão direito e escolha Adjustment Layer), mas não
2
Convert To Smart Object, mude as configurações, mude
depois vá a FIlter > Blur antes o Belnd Modee [6] para
Gallery > Tilt-Shift. Posicione Overlay para melhorar a 3
a área [2] com nitidez sobre o saturação e contraste. Se for
fundo, depois arraste as linhas demais, ajuste a opacidade 4
para definir a área de [7] da camada para o reduzir.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 71


E D I TA R CRIATIVIDADE

CRIE IMAGENS SIGA O

SURREAIS COM UMA TUTORIAL


COMPLETO
E EM VÍDEO

PONTA DE MOVIMENTO
NO CD

Os GIFs estão a dominar a Internet – saiba como pode


criar a sua foto em movimento com a ajuda do Photoshop
SOFTWARE Photoshop CC SITE www.adobe.com
PRATIQUE Utilize as imagens na pasta ‘Editar’ do seu CD
S
TE
AN

DE
PO
IS
os
vídeo de 14 segund

VEJA O
TUTURIAL EM
VÍDEO NO
GIF de 77 imagens estáticas SEU CD

C
APTAR vídeo para criar uma sempre divertidas e surpreendentemente velocidade de obturação está a 1/50 seg.,
imagem, sobretudo estática, fáceis de editar no Photoshop. ou menos, para obter suavidade.
parece paradoxal, mas é Se quiser experimentar fazer O melhor vídeo para trabalhar é o que
necessário para criar cinemagrafia. cinemagrafia, grave cerca de 10 segundos incluir um elemento natural estático em
Estas imagens “mágicas” albergam uma de vídeo. Monte a sua câmara num tripe destaque, mas também algum
pequena área em movimento repetitivo e para a manter fixa e utilize uma exposição movimento. Incluímos este vídeo no
são apresentadas no formato GIF. São manual. Assegure-se apenas que a CD para nos poder acompanhar.

72 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


CRIATIVIDADE E D I TA R
1

2
IMPORTAR O VÍDEO SELECIONAR O VÍDEO
Abra o Photoshop e Procure pelo vídeo por um segmento
pressione Ctrl/Cmd+O com perto de três segundos, onde
para poder abrir o seu não existam alterações de luz ou
ficheiro vídeo. Assim outras inconsistências. (No vídeo da
que abrir o vídeo, deverá surgir uma Timeline – se não cascata há uma parte em que surge
aparecer, ative-a no menu Window. Clique na roda dentada à salpicos de água na objetiva.) Procure um ponto onde
esquerda do painel e ative a opção Loop Playback, depois o vídeo esteja perfeito; depois arraste os lados esquerdos
amplie até que o segmento de vídeo preencha a Timeline. e direito para o encurtar.
4
3

DUPLICAR O VIDEO GROUP


No painel de camadas, clique CRIAR A TRANSIÇÃO PERFEITA
na pasta Video Group 1 e Arraste para a esquerda o lado
pressione Ctrl/Cmd+J para o esquerdo do vídeo copiado de forma
duplicar. Clique no novo segmento de vídeo e arraste o início a que cubra cerca de um segundo do segmento de baixo.
para o alinhar com o final do vídeo original, por baixo. Isto Agora arraste o lado direito até ficar alinhado com o final
vai fazer com que o vídeo copiado termine precisamente no do vídeo de baixo. Isto fará com que crie uma transição
mesmo fotograma em que começa o vídeo original. Super perfeita, para conseguir ter um loop sem falhas, sem que
criativo, não concorda? Vamos então continuar... se note a transição entre início e fim.

Trabalhar com movimento constante


DI T IL
CA
Ú

Alguns vídeos precisam de mais alguma edição

Alguns vídeos, como a queda de água, não E é aqui que o inicio do vídeo pode ser
têm fim ou início. Mas noutros casos pode tornado igual ao final, ao cortar o vídeo no
haver movimentos que podem ser momento certo. Para este tipo de vídeo
conjugados para criar um loop sem falhas. pode omitir os passos 3 a 5.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 73


E D I TA R CRIATIVIDADE

6
5

ADICIONAR A IMAGEM ESTÁTICA CRIAR UMA TRANSIÇÃO PERFEITA


Procure por um bom fotograma no Com a máscara ativa, pinte a preto a área
segmento de vídeo. No painel de camadas, onde quere revelar movimento. Case se
clique na pasta cópia do Video Group 1, no engane, pinte branco a área a corrigir. Mova o cursor
topo das camadas. Pressione Ctrl/Cmd+ para o início do vídeo copiado, clique na pequena seta
Shift+Alt+E para criar uma imagem estática, depois clique no junto à cópia do Video Group 1 e escolha Opacity. Reduza
ícone Layer Mask. Arraste a imagem para a TImeline, e a opacidade para 0%, mova o cursor para o final do
ajuste-a de forma a ter a mesma duração do vídeo. 8 segmento da imagem, e aumente a opacidade para 100%.
7

ADICIONAR CAMADAS DE AJUSTE


O melhor de fazer cinemagrafia no GRAVAR EM GIF
Photoshop é que podemos fazer ajustes à Pressione Ctrl/Cmd+Shift+Alt+S para abrir o menu Save
imagem. Clique no ícone Create New Fill Or For Web. Por baixo de Preset, escolha da lista a opção GIF.
Adjustment Layer (o círculo metade branco, metade Por baixo há mais dois menus; assegure-se que o primeiro
preto na parte inferior do painel de camada) e escolha está definido para Adaptive e o Segundo para Diffusion.
Hue/Saturation. Clique em Master e escolha Yellows. Coloque 700px em With e, antes de gravar, certifique-se
Coloque +25 em Saturation para aperfeiçoar os verdes. que tem Forever no campo Looping Options.

Fazer ajustes
DI T IL

O Photoshop é uma poderosa controlar a saturação, entre outras


CA
Ú

num GIF ferramenta de edição de vídeo e


imagem. Uma das vantagens de usar o
coisas… Até podemos usar diferentes
ferramentas para remover ou corrigir
Photoshop para criar GIF é que determinadas partes da imagem.
Com Adjustment Layers podemos usar todo o tipo de Temos praticamente o mesmo nível de
pode aplicar todo o género Adjustment Layers; por exemplo, controlo que temos numa imagem
de efeitos criativos. podemos ajustar o brilho e contraste, estática, por isso, aproveite ao
converter para preto-e-branco, ou máximo para melhorar a sua imagem.

74 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


ZOOM OUT LEVON BLISS

LE VON
BISS
Já fez publicidade e retratos, mas o último projeto de
Levon Biss são fotografias extremamente detalhadas
de insetos. Nesta entrevista conta-nos como foi…

Q
uando lhe mordeu o viajar com a minha namorada
bicho da fotografia? durante um ano.
Toda a minha família é Quando voltei, consegui um lugar
artística, e ao início num curso de fotografia no Kent
queria ser ilustrador. Institute of Art & Design, em
Interessei-me pela Maidstone, Inglaterra. O curso tinha
fotografia quando uma vertente mais artística, e menos
comecei a pedir emprestada ao meu pai prática. Entre os 36 alunos da minha
a Olympuns OM-10 e Olympus Trip, turma, creio que sou o único que
tinha eu 14 ou 15 anos. Depois da conseguiu tornar-se fotógrafo
escola, fui para a faculdade de arte e fiz profissional a tempo inteiro.
um curso. Simultaneamente, brinquei
com a fotografia e percebi que podia ser Como começou a sua carreira?
tão criativo numa fotografia como Depois da universidade, trabalhei
numa ilustração. Pelo que aos poucos e num armazém durante um ano, mas
poucos comecei a trabalhar cada vez não pus a fotografia de parte. Tive um
mais com a câmara. rasgo de sorte quando consegui
emprego como fotógrafo júnior na
Depois disso tirou algum RPM, uma agência de marketing.
curso de fotografia? Sem isso não estaria a fazer o que
Candidatei-me a vários cursos de faço atualmente.
fotografia, em várias universidades. O meu chefe chamava-se Lee
E como todas me recusaram, fui Farrant, e era alguém importante na >

Página à direita
Escaravelho Helictopleurus splendidicollis
este nativo de Madagáscar será provavelmente
o escaravelho mais bonito do mundo.

76 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


>

MARCH 2017 D I G I TA L C A M E R A 77
LEVON BISS
Fotógrafo comercial,
de retratos e arte

NASCEU em 1975 e
estudou fotografia no
Kent Institute of Art &
Design. Depois disso
especializou-se em
fotografia de desporto,
e teve clients como a
Umbro e a Adidas.

EM 2006 fez o seu


primeiro grande
projeto, One Love, que
documentou o futebol
jogado em 28 países
diferentes. Em 2014,
começou a fotografor
insetos para o projeto
Microsculpture, que
demorou 30 meses
a concluir.

LEVON já foi publicado


em várias revistas,
incluíndo a Time,
National Geographic
e Sports Illustrated.
Já venceu o prémio
Fellowship of the
Royal Photographic
Society, em 2016.

> área da fotografia de desporto. Ele tornar-se algo limitada, e as marcas não
estendeu-me a mão, deu-me uma câmara querem simplesmente divergir de uma
e basicamente disse “vamos a isso”. estética visual que para eles está testada-e-
Era uma questão de sobreviver, mas -aprovada. Por isso, apesar de ser bom, a
trabalhei muito e aos 20 e poucos anos, certa altura quis fazer algo diferente.
estava a fazer fotografia para campanhas Decidi documentar o jogo de futebol
de publicidade internacionais. Na altura, pelo seu todo, de jogadores profissionais
o nosso maior cliente era a Umbro, e era como David Beckham a miúdos a jogar na
fantástico ter acesso a jogadores de rua. Lancei a ideia à Umbro, que acabou
futebol de renome mundial; e isso por querer fazer o trabalho, o que me
levou-me a outros trabalhos para a permitiu viajar durante um ano, e
Adidas e outras marcas desportivas. fotografar em 28 países. Chamava-se One
Love. Foi o meu primeiro grande projeto, e
Gostou do trabalho? esta experiência deu-me a confiança de ser
Sim, sempre me interessei por desporto, capaz de pensar numa ideia e conduzi-la
e se fotografarmos algo de que gostarmos até à sua execução e conclusão.
a imagens serão naturalmente boas. Nota-se
nas imagens que não é apenas trabalho. Depois fez fotografia documental e
Foi então que enveredei pelo desporto. editorial. Sente-se satisfeito por ter
No entanto, este tipo de fotografia pode deixado o desporto?

78 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


Se me tivesse deixado ficar pelo desporto, Em cima, à esq. estúdio para fotografar algo tão pequeno.
provavelmente teria feito mais Louva-a-deus, Esse era o desafio.
Mantis Metallyticus
campanhas e ganho mais dinheiro, mas
splendidus
provavelmente estaria também Esta espécie da Como se nasceu o Microsculpture?
aborrecido. Prefiro estar feliz, que infeliz Malásia com cores Comecei a fotografar todos os insetos que
e cheio de dinheiro. metalizadas são encontrava, especialmente moscas e
Podia feito uma carreira num só tipo espetaculares e escaravelhos. Depois entrei em contacto
pouco usuais num
de fotografia, mas queria exercitar o meu louva-a-deus.
com o Museu de História Natural da
cérebro um pouco mais – que é a razão Universidade de Oxford, que tinha a
por que nasceu Microsculpture. Em cima segunda maior coleção britânica de
Vespa Oleira, insetos. Reuni com o curador do
Eumeninae sp
Porquê fotografar insetos? Departamento de Etimologia, o Dr
Uma boa porção
Há já algum tempo que fazia fotografia das asas desta vespa
macro, mas em 2014 o meu filho apanhou está coberta por
um escaravelho no jardim. Estávamos a pequenos pelos,
observá-lo com um microscópio para que provavelmente
crianças, e fique surpreendido ao ver o
terão uma qualquer
função aerodinâmica “Se fotografarmos algo de
quão bonito era a vê-lo tão de perto.
Comecei a pensar que podia usar a
sobre a asa.
que gostarmos as imagens
minha experiência em iluminação de serão naturalmente boas”

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 79


QUESTIONÁRIO
RÁPIDO

Interessava-se pela
natureza durante a
infância?
Sim, mas não diria que
seria um hobby. Adoro a
natureza e adoro viver
no campo, mas é um
entusiasmo mais
relacionado com a
fotografia da natureza.
Gosto de ver como a
natureza evoluiu e
o que produziu.
Above > James Hogan. Ele adorou as imagens; minha fotografia; e se houvesse algum
Escaravelho, ele viu que a ideia tinha potencial e elemento particular que tivesse uma
É difícil para um
Coprophanaeus
concedeu-me acesso a toda a coleção fotógrafo profissional importância científica, podia destacá-lo
lancifer
Este é um do museu. mudar de género? durante a sessão fotográfica.
escaravelho enorme Creio que fica mais
que pode ser Como decidiu que espécies captar? fácil com a ideia. Demorou muito a encontrar o
encontrado na bacia Fazia um resumo ao James – um Tenho agora mais espécime perfeito?
da Amazónia. história e maior
resumo de fotógrafo – a explicar que O James olhava para a coleção e, por
liberdade. Com um bom
Ao centro procurava insetos com um aspeto entre as centenas de espécies disponíveis,
portfolio, torna-se mais
Branch-Backed interessante. Queria espécimes que fácil alterar entre dava-me as que se encontram em
Treehopper tivessem um elemento particular na sua melhores condições para fotografar.
géneros de fotografia.
Cladonota sp
estrutura, que apelasse à fotografia e me Muitos dos insetos da coleção pareciam
A bizarra extensão
do tórax dá a este desse algo com que trabalhar. Qual foi o inseto mais estar em boas condições ao olho nu, mas
insecto uma Sempre que ia ao museu recolher interessante de quando usamos uma ampliação tão
aparência muito insetos para fotografar, sentávamo-nos e fotografar? grande, nota-se toda e qualquer pequena
estranha. falávamos sobre o que tinham de tão O percevejo que mancha. Pelo que tivemos de fazer
especial. Eu depois traduzia isso para a fotografei foi capturado muitas exclusões.
na Austrália por Charles
Darwin, em 1839. Foi
Como foi o processo de fotografar?
espantoso pensar que
este pequeno inseto foi Dependendo do tamanho dos insectos,
encontrado no outro usei diferentes objectivas
lado do mundo por um microscópicas. E dependendo da
histórico como Darwin. complexidade de cada inseto, captei até
“No final acabava sempre Pergunto-me o que ele 30 imagens de diferentes partes de
teria feito destas cada um. Por exemplo, a imagem da
por fotografar uma quantidade fotografias. Vespa-cuco foi criada a partir de 30
de imagens ridícula” seções, isto porque tudo tinha a sua

80 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


própria configuração de iluminação.
De forma a ficar o melhor possível, tive
de planear como iluminava as asas, os
olhos e antenas dos insectos. Não podia
usar iluminações diferentes, isto
porque quando conjugasse as imagens
durante a fase de edição, estas não
podiam revelar diferenças entre si.

Quantas imagens captou por inseto?


Como estava a fotografar com
ampliações elevadas, a profundidade de
campo era muito reduzida. Por isso, tive
de fazer várias imagens com diferentes
pontos de foco. Use um dispositivo da
Cognisys, o StackShot, programado para
focar entre os pontos mias distantes e
próximo, com a câmara a progredir 10
mícrones entre cada imagem. No final
acabava sempre por fotografar uma
quantidade de imagens verdadeiramente
ridícula – entre 8 a 10 mil, dependendo
do tamanho do inseto. Por norma
trabalhava em três imagens ao mesmo
tempo, sendo que cada uma demorava
duas a quatro semanas a finalizar.
Qual foi o tamanho de impressão dias numa selva, na Bolívia, a Página anterior
escolhido para estas imagens? fotografar em filme para um Escaravelho
Carabus (Coptolabrus) elysii
Temos duas exposições em digressão documentário sobre a natureza.
As cores incandescentes e a
pela Europa; numa das exposições, Se há três anos alguém me sua estrutura fazem deste
as impressões têm três metros de dissesse que 80% do meu trabalho escaravelho dum dos insectos
largura, na outra, vão até aos oito seria fotografar objecto com menos mais atraentes do reino.
metros. Têm tanto detalhe que de 5mm de comprimento, não
Em cima
mesmo quando as vemos a 15 cm de acreditaria. Isto só prova que se Escaravelho
distância a nitidez é gigante. É um fizermos algo que mais ninguém Sternotomis sp
prazer ver as pessoas nas exposições faz, essa mesma coisa torna-se O segredo dos padrões
verem cada detalhe ao pormenor e a única, e deixamos de estar a lutar espectaculares deste
escaravelho são revelado
valorizar este trabalho. contra o resto do mundo pela
com a ampliação – um
O KIT FOTOGRÁFICO mesma fatia de bolo. revestimento de pigmentos
O projeto Microsculpture DE LEVON www.levonbiss.net minúsculos que fazem lembrar
mudou a sua carreira? “A minha câmara borboletas e traças.
Sim, tenho recebido imensos principal é a Nikon
pedidos de trabalho que surgiram D800E. Dependendo do
do que fiz em Microsculpture. Estou tamanho do assunto, A exposição Microsculpture está
usei várias objetivas
a fazer um projecto sobre bactérias em digressão pela Europa. Vá ao
microscópicas no
e um outro sobre plâncton e larvas. projeto Microsculpture
site microsculpture.net para
Há não há muito tempo passei 25 Por vezes acoplava-as a mais detalhe. Em outubro
uma objetiva fixa, mas chega a versão em livro.
usei sobretudo tubos de
“Se fizermos algo que extensão. Em relação à
mais ninguém faz, luz, usei vários tipos de
iluminação, incluindo
isso torna-se único, alguns refletores que eu
próprio fiz. Para as
e deixamos de estar a muitas fotos com pontos
lutar contra o resto de focagem diferentes,
usei um sistema de
do mundo pela mesma carris macro, Cognisys
StackShot.”
fatia de bolo”

82 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


LEITORES MISSÃO - REFLEXOS

MISSÃO AGOSTO
1 PEDRO PETIZ
AS LINHAS DE CALATRAVA

Equipamento Canon EOS 1200D 0 a 50mm


Fique a conhecer as melhores imagens que os leitores Abertura f/8
da OMF enviaram este mês para o passatempo Exposição 1/200 seg.
Sensibilidade ISO 200
Missão. Inspire-se com o impacto destas fotografias!

MENSALMENTE os leitores da revista


O Mundo da Fotografia são contemplados
com apelativos prémios em resposta aos
desafios que lançamos em cada edição.
No passatempo Missão deste mês, o leitor
Pedro Petiz foi eleito 1ª classificado e receberá
uma assinatura anual da revista
O Mundo da Fotografia (€ 59,88).
Já o leitor João Amaro, 2º classificado,
será premiado com uma assinatura
semestral da OMF (€ 29,94).

PARTICIPE
TAMBÉM
E GANHE
PRÉMIOS!

PRÉMIOS
1º A S S I N A T U R A
1 ANO OMF
2º A S S I N A T U R A
SEMESTRAL

Envie as suas fotos para ‘fotografia.digital@goody.pt’.


Regras de participação no CD que encontra na pág. 114.

84 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


MISSÃO - REFLEXOS LEITORES

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 85


LEITORES MISSÃO - REFLEXOS

2 3 4
JOÃO AMARO INÊS ROSEIRO RAUL SANTOS
SIMETRIA ESPELHADA REFLEXO REFLEXOS DE UMA NOITE DE CHUVA

Equipamento Nikon D800 a 27mm Equipamento Nikon D5100 Equipamento Nikon D7200 a 11mm
Abertura f/7.1 Abertura f/9 Abertura f/18
Exposição 1/15 seg. Exposição 1/100 seg. Exposição 1/125 seg.
Sensibilidade ISO 2000 Sensibilidade ISO 400 Sensibilidade ISO 100

86 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


MISSÃO - REFLEXOS LEITORES

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 87


LEITORES MISSÃO - REFLEXOS

5 6 7
JOÃO ALMEIDA JORGE ROSA PAULO PINTO
O AMOR É UM CONFLITO AMANHECER NA RIA “SEM TÍTULO”

Equipamento Canon 7D a 105mm


Equipamento Canon EOS 5D MKII a 17mm Equipamento Canon EOS 70D a 24mm
Abertura f/7.1
Abertura f/4 Abertura f/11
Exposição 1/160 seg.
Exposição 1/250 seg. Exposição 0,7 seg.
Sensibilidade ISO 100
Sensibilidade ISO 100 Sensibilidade ISO 50

88 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


MISSÃO - REFLEXOS LEITORES

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 89


LEITORES MISSÃO - REFLEXOS

8
JOSÉ LESSA
“SEM TÍTULO”

Equipamento Nikon D90 a 18mm


Abertura f/11
Exposição 13 seg.
Sensibilidade ISO 200

90 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


MISSÃO - REFLEXOS LEITORES

NUNO ANDRADE 10

CORES URBANAS

Equipamento Nikon D3000 70D a 50mm


Abertura f/7.1
Exposição 1/400 seg.
Sensibilidade ISO 400

10

CARINA MAURÍCIO
ESPELHO QUE O TEMPO
DEGRADOU

Equipamento Canon EOS 60D a 60mm


Abertura f/7.1
Exposição 1/200 seg.
Sensibilidade ISO 125

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 91


leitores Missão - seteMbro 2017

missão outubro
temA: desPorto/ação dAtA limite de envio: 16 de agosto

Prémios cedidos pela Rodolfo Biber S.A. www.robisa.es/pt/

envie AS SUAS
FotogrAFiAS*
para o e-mail
mundo.fotografia@goody.pt
com o assunto
missão desporto/ação
e habilite-se a ganhar
estes prémio.

Prémio

Suporte Cotton Carrier: Próxima


Arnés Sport missão
suporte para câmara pensado ao pormenor macro
para fotógrafos mais exigentes, que procuram Válida a partir
facilidade e rapidez de utilização da sua de 15 de setembro
câmara no terreno. (PVP: € 99)

*Envie também a declaração de participação, que pode encontrar no CD da sua revista.


92 o mundo da fotografia Agosto 2017
em análise o mais recente equipamento fotográfico levado ao limite...

e ainda...
104
GiTzo GT4533ls
sysTemaTic s4
Mais do que um tripé, um
evoluído sistema de tripé
94 98 que pode durar uma vida.

canon eos 800d FujiFilm X100F


Tecnologia recente a um preço acessível, A nova compacta topo de gama
em mais uma proposta da Canon. da Fujifilm testada ao limite.

100 103 106


Hasselblad X1d-50c Tokina Firin 20mm F/2 Fe mF conFronTo: câmaras Full-Frame
A Hasselblad X1D ajuda a que a fasquia A primeira objetiva da Tokina para Quer comprar uma full-frame e não sabe qual
continua a subir nas médio-formato. câmaras Sony sem espelho convence. escolher. Aqui deixamos uma ajuda preciosa.

análises em que pode confiar pontuações explicadas


A revista O Mundo da Fotografia de especialista, para podermos Cada um dos testes apresenta
é criada por uma equipa de jornalistas ressalvar os pontos positivos uma classificação geral entre Esqueça...
especializados em fotografia, o que e notar os menos bem conseguidos. uma e cinco estrelas, sendo
significa que pode confiar em tudo Os nossos testes no terreno colocam que essa mesma classificação Abaixo da média.
o que lê nas páginas desta publicação os equipamentos em ação no terreno pode surgir também no âmbito
e assim poder comparar de forma ou em estúdio, para recolha de dados de critérios específicos. A revista
Bom para o preço.
segura os diferentes equipamentos científicos e bases para podermos O Mundo da Fotografia é 100%
fotográficos que surgem nesta secção. fazer comparações e chegarmos independente e os artigos de
Acreditamos que o melhor modo assim às nossas conclusões finais. análise baseiam-se em processos Muito bom em geral.
de testar um produto é utilizá-lo como E uma série de testes controlados e opiniões genuínos e imparciais.
é suposto ele ser utilizado por quem submetem cada câmara e objetiva O nosso código de conduta Um produto excecional
o adquire, mas sob uma perspetiva a análises exaustivas. Vire a página! nos testes é rigoroso e exigente. e de topo. Compre!

confie nos nossos selos! Para ajudá-lo na escolha dos seus próximos equipamentos fotográficos,
os nossos certificados assinalam as melhores opções que surgem em teste.

Este selo é atribuído a um acessório, seja Pode não ser o modelo de topo na categoria Este selo está reservado para os
uma objetiva ou um flash externo, por em que se enquadram, mas o preço é convidativo produtos fora de série. Se pode
o
r ad
l ho .
mea r a ..
exemplo sempre que este seja tido como vaglor
ur
o e está adequado face ao desempenho om
end comprá-los, não hesite, estão
p se r ec
o ideal para uma determinada marca. demonstrado. Um valor seguro, sem dúvida! entre as melhores opções!

agosto 2017 o mundo da fotografia 93


EM ANÁLISE CANON EOS 800D

4
RE F L E X w w w.canon . p t

Canon EOS 800D


€ 899
A nova câmara de entrada de gama da Canon traz
acessibilidade e a última tecnologia da marca

ESPECIFICAÇÕES CANON 1

Sensor 24,2MP, APS-C Dual Pixel


CMOS AF (22,3 x 14,9mm)
A recentemente
lançou duas
câmaras. Além da
A 800D chega com
uma objetiva de kit resposta de apenas 0,03 seg., e afirma
ser a câmara APS-C de objetivas
Conversão de comprimento focal na EF-S 18-55mm f/4-5.6
objetiva 1,6x
EOS 800D, há uma mais evoluída IS STM, mas pode intermutáveis com autofoco no
Memória 1x SD/SDHC/SDXC; EOS 77D, que testaremos numa optar por uma mair, sensor mais rápida a focar. Ainda
UHS-I compatible próxima edição. Ambas usam o como a 18-135 IS STM. assim, a capacidade de resposta do
Ócular Pentaespelho ótico, sensor APS-C Dual Pixel CMOS autofoco no mundo real vai depender
95% cobertura AF e têm a mesma taxa de 2 das condições e da objetiva utilizada.
Resolução de vídeo máxima disparo contínuo e gama de ISO. O sistema de autofoco também
Full HD 1920 x 1080 O ecrã traseiro é tátil e
Mas onde a 77D dá mais controlos foi melhorado, passando de um
Gama de ISO 100-25.600 totalmente articulável.
a entusiastas mais dedicados, a sistema AF de 19 da 750D para um
(51.200 expandido) 800D simplifica para ser mais AF de 45 pontos na 80D. A 800D
Autofoco 45, todos tipo-cruzado
amiga dos principiantes. 3 pode ter sido criada para iniciante,
Taxa de disparo máxima 6fps
Ecrã Tátil de 3” e ângulo regulável,
À primeira vista, a 800D pode A ocular usa um mas equipa-se com alguma da
1.040k pontos não parecer muito diferente da design de penta última tecnologia da Canon.
Velocidade de obturação 30-1/4.000 EOS 750D; ambas as câmaras espelho ao invés Isto inclui o processador Digic 7,
seg., Bulb têm sensores APS-C de 24MP do mais dispendioso uma gama ISO superior (até ISO
Pedo 532 gramas (apenas corpo com e têm um aspeto muito pentaprisma. 25.600 sem expansão), uma
bateria e cartão de memória) semelhante. No entanto, têm taxa máxima de disparo de 6ps
Dimensões 131 x 100 x 76mm (corpo) também grandes diferenças. 4 e um buffer para 27 ficheiros
Fonte de energia Bateria de iões de lítio Primeiro, há o sensor. Este é o Raw – ou tantos JPEG quanto
A EOS 800D tem
sensor de 24MP Dual Pixel apenas um comando o seu cartão permitir.
CMOS A Fusano na EOS 80D, Há ainda uma melhoria na
Onde a 77D dá mais não o sensor inferior Hybrid
de controlo no topo
gravação de vídeo: a 800D não
da pega. Se quiser
controlos aos mais CMOS AF III da 750D. Isto comandos gémeos oferece vídeo 4K, mas capta vídeo
dedicados, a 800D deverá permitir um autofoco terá de optar pela
EOS 77D.
Full HD a 60/50fps para câmara
melhorado em Live View, seja a lenta a metade da velocidade. Seria
simplifica para ser mais fotografar ou a filmar – a Canon de esperar que estas melhorias
amiga dos principiantes anuncia uma capacidade de afetassem a autonomia da bateria,

94 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


mas a 800D gere melhor a energia
que a sua antecessora, e permite até
600 disparos com uma só carga. São
mais 160 disparos que na 750D com a
mesma bateria LP-E17.
Além de tudo isto, vem com uma
nova e mais rápida objetiva de kit, a
EF-S 18-5mm5, f/4-5.6 IS STM.
Ficamos impressionados quando a
experimentamos pela primeira vez
aquando da sua apresentação –
apesar de não estar disponível para
esta análise, que foi feita com a EF-S
18-55 f/3.5-5.6 IS II.
A EOS 800D apresenta, de facto,
algumas melhorias convincentes
sobre a antecessora, mas enfrenta
concorrência séria de outras marcas.
A Nikon D5600 é igualmente amiga
da simplicidade e é mais barata; a
Pentax K-70 é robusta e versátil; a
Fujifilm X-T20 é brilhante e pouco
mais cara; e ainda temos a Alpha
6000 com algumas promoções.
Todas estas câmaras vêm com
sensores de 24MP.

Construção e manuseamento
Tecnicamente, a 800D é
impressionante, mas na prática, o
preço acaba por desiludir um pouco.
Ao bom estilo EOS, o corpo está
bem conseguido e é confortável,
com poucas arestas aguçadas, ainda
que os acabamentos pareçam de
plástico barato.
A ocular, por seu lado, parece usar
também um “pentaespelho” barato,
ao invés do clássico pentaprisma. No
entanto, de ocular no olho, será difícil
notar as diferenças.
Um dos destaques da 800D é a 1 2 3
nova interface guiada da Canon, que
usa gráficos informativos para
Amplitude dinâmica Processamento de detalhe Precisão de exposição
No laboratório, a amplitude O sensor Dual CMOS AF de A exposição é muito sensível
explicar os diferentes efeitos das dinâmica é boa, mas notamos 24MP pode captar altos níveis em relação à posição do ponto
configurações da câmara. Por nos testes que se perde detalhe de detalhe, mesmo com uma AF, especialmente em assuntos
exemplo, quando estamos no modo nas altas luzes, mesmo em Raw. 18-55mm IS II mais antiga. de grande contraste.
Tv (Prioridade ao Obturador), o ecrã
mostra uma escala de velocidades,
das mais lentas, à direita, às mais
rápidas à direita; à medida que
rodamos o controlador, surge uma As rivais...
legenda que indica em que situações
a velocidade atual pode ser usada. Eis as câmaras
Esta interface é apelativa e que competem
informativa, e, se desejar, pode ser Canon EOS 750D Fujifilm X-T20 Nikon D5600
com a Canon
desativada para dar lugar a um € 609 € 899 € 929
sistema de menus mais convencional.
EOS 800D... Com a mesma Com o kit 16-50mm, A D5600 não tem
Este ecrã tátil, de ângulo resolução da a X-T20 custa um o AF híbrido do Live
regulável, funciona muito bem. Canon EOS 800D, pouco mais que a View, mas é
mas tecnologia um 800D. Não é bem pequena e versátil.
Dá-nos a flexibilidade para fotografar
pouco mais antiga, para iniciantes, e A nova objetiva AF-P
em todo o tipo de ângulos – o a Canon oferece algum de kit é rápida e tem
desempenho do Live View da 800D 750D é proposta potencial aos mais excelente qualidade
é bom e fiável – e é praticamente tentadora (e barata). dedicados. de imagem.
perfeito, ou quase. Análise: Edição 144 Análise: Edição 146 Análise: Edição 147
O Sistema de control de um só
comando pode ser irritante para

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 95


ERRO DE COR

Canon EOS 800D -2,2

Canon EOS 750D 6,2

Fujifilm X-T20 4,7


RESULTADOS
MAIS PERTO
DO ZERO SÃO
Nikon D5600 -1,4 MELHORES

-5 0 5 10 15 20

O erro de cor é pequeno, mas na Nikon


D5600 é ainda mais pequeno. Ambas as
câmaras criam cores relativamente neutras.

RELAÇÃO SINAL-RUÍDO RAW

Decibéis
AS PONTUAÇÕES MAIS ALTAS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.

A EOS 800D produz ligeiramente mais


ruído que a EOS 750D e muito menos
que a D5600. Mas a X-T20 consegue
As cores da 800D são naturais resultados melhores na gama ISO.
e atraentes, mas evite a opção
automática Picture Style.
AMPLITUDE DINÂMICA RAW

Valor de exposição
fotógrafos mais experientes, mas a 800D Isto é mais notório em cenas de grande
tem uma grande variedade de botões para contraste, como um pôr do sol, em que a
ajustar todo o tipo de configurações, desde câmara tenta expor o primeiro plano
o ISO ao modo fotográfico, seleção de para criar uma silhueta, dependendo de
pontos AF e Picture Style. onde estiver o ponto AF. Os fotógrafos
As ligações por Wi-Fi e Bluetooth são mais experientes rapidamente vão
fáceis de estabelecer e usar através da encontrar uma forma de lidar com isto, AS PONTUAÇÕES MAIS ALTAS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.

aplicação Canon Camera Connect. Mas, mas os menos experientes poderão


para controlar a câmara, precisa de acabar por se interrogar porque não
A 800D é aqui particularmente boa. Os seus
ligação Wi-Fi, e se estiver a usar um conseguem repetir a exposição, uma vez ficheiros JPEG podem estragar altas luzes,
dispositivo iOS significa ter ligar que a cena não mudou. mas com ficheiros Raw (convertidos para
manualmente à rede Wi-Fi da câmara Já o equilíbrio de brancos TIFF), revela a suas verdadeiras capacidades.
sempre que a usar, uma vez que os automático mostrou-se competente;
sistema operativa da Apple não deixámo-lo em Auto durante o teste.
A NOSSA OPINIÃO...
permite que uma ligação Bluetooth Claro que se usarmos Raw, podemos
lance uma ligação Wi-Fi depois fazer correções. Não há muito a criticar na 800D. É responsiva
automaticamente. (A Nikon tem Os JPEG na câmara são definidos e e versátil, e a qualidade de imagem é boa.
o mesmo problema no seu sistema coloridos, mas é preciso ter atenção a Fisicamente, é menos impressionante.
SnapBridge.) brancos que rebentam, isto porque o É pequena e leve, mas um tanto plástica.
sistema de medição Evaluative é muito O preço deixa-a num sítio complicado – se
Desempenho sensível em relação à posição do ponto quiser uma câmara para principiantes, não
O autofoco da 800D é rápido e fiável, de autofoco. Mesmo assim, os ficheiros tem de gastar tanto, mas se quer gastar mais,
há melhores alternativas a ter em conta.
tanto via ocular, que usa 45 pontos de Raw mostraram boa amplitude
deteção por fase, como em Live View, que dinâmica, podendo ser abertos
usa o sistema Dual Pixel CMOS AF. diretamente pelas últimas versões do VEREDICTO
Provou ser eficaz e positiva, mesmo com Camera Raw e Lightroom.
objetivas de kit STM mais antigas. A qualidade de imagem no ISO CARACTERÍSTICAS
Os resultados do sistema de exposição 25.600 (máximo) reduz-se CONSTRUÇÃO
da 800D são mais variáveis. Coloca substancialmente, como se esperaria,
grande ênfase na área por baixo do ponto mas se precisa daquela imagem a todo o DESEMPENHO
de autofoco ativo: isto significa que custo, os resultados até são aceitáveis.
mesmo um ligeiro reenquadramento Na verdade, pode fotografar com tão QUAL./PREÇO
da sua imagem pode criar grandes pouca luz que o AF da câmara luta para
CLASS. FINAL
alterações na exposição. encontrar algo a que se focar.

96 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


UMA VIAGEM PELA HISTÓRIA DO UNIVERSO E DA VIDA

JÁ NAS
BANCAS

O SER HUMANO COMO SE C O MO SA B E M O S


A I N DA E S TÁ FORMOU O QUE EXISTE
E M E VO LU Ç ÃO ? SISTEMA SOLAR? M AT É R I A N E G R A ?

R E S P O S TA A E S TAS E A MU I TAS M A I S Q U E S T Õ E S .
EM ANÁLISE FUJIFILM X100F

1
2
3

4
C O M PA C TA w w w. f u j i f i l m . e u /p t

Fujifilm X100F
€ 1.399
A nova compacta topo de gama da Fujifilm tem
uma ocular híbrida e controlos tradicionais

ESPECIFICAÇÕES X100F é a mais 1


versão eletrónica é menos precisa,

Sensor Sensor APS-C X-Trans


CMOS III de 24,3MP
A recente câmara
da linha de
compactas
Esta manete faz
alternar a ocular
mas permite-nos ver além da frame,
o que pode ajudar na composição. E
aqui não temos qualquer atraso ou
Objetiva Fujifilm X entre modo ótico e
premium da Fujifilm. Em eletrónico. A EFV ajuda
blackout ao carregar no obturador.
Memória SD/SDHC/SDXC destaque temos controlos Os controlos de abertura e
Ocular Híbrido ótica/eletrónica na hora de fazer a
tradicionais para a composição, mas o velocidade da objetiva são simples e
Resolução de vídeo máx. Full HD
(1.920 x 1.080) a 60, 50, 30, 25 ou 24p
exposição, incluindo anel na OVF é bem mais nítido. eficazes, apesar do joystick clicável
Gama ISO 200-12.800, objetiva para a abertura e para o polegar na traseira ser algo
expandido 100-51.200 um comando rotativo para a duro de controlar, sendo fácil clicá-lo
2
Autofoco AF híbrido 91/325-pontos velocidade no topo. Podemos sem querer e cancelar o ajuste que
fase/contraste depois elevar e virar este controlo A objetiva fixa 23mm queríamos fazer.
Taxa de disparo máx. 8fps para mudar o ISO. f/2 Fujinon equivale
aos 35mm numa
Ecrã 3’’ fixo, 1.040k-pontos LCD A X100F usa o novo sensor Desempenho
Velocidade de obturação 1/4.000 full-frame.
APS-C X-Trans, da Fujifilm, de A qualidade de imagem é excelente,
a 30 seg., Bulb 24MP, 8MP acima do modelo a par dos modos Film Simulation –
Peso 469g (com bateria
anterior, um motor X-Processor 3 incluído o novo modo Acros, a
e cartão de memória)
mais rápido; e o mais recente O ecrã traseiro preto-e-branco. Os modos de
Dimensõess 127 x 75 x 52mm
Fonte de energia Bateria iões lítio sistema AF de deteção por fase/ respeita o conceito de expansão de amplitude dinâmica
NP-W126S, 270/390 disparos contraste da marca, visto simplicidade da são também bons, especialmente
também na X-T2 e na X-T20. câmara e não é de para reter detalhe com altas-luzes.
ângulo regulável. Já a objetiva 23mm f/2 não é tão
Construção e manuseamento impressionante. Tem nitidez e
A X100F tem uma ocular híbrida 4 poucos erros de aberração em
ótica/eletrónica única. Com um controlador de
aberturas mais comuns, ainda
Alternamos entre EVF e OVF via velocidade no topo e um que se tenha mostrado algo turva a
A qualidade de imagem uma pequena manete na frente anel de abertura na f/2. O AF também não é
da câmara. A variante ótica objetiva, comporta-se especialmente rápido. A objetiva
é excelente, a par dos lembra-nos a nitidez que uma como uma câmara de acaba por ser o problema, com um
modos Film Simulation visão direta nos pode dar. Já a rolo de 35mm. AF algo lento e ruidoso.

98 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


EM ANÁLISE
ERRO DE COR

FUJIFILM X100F 1,8

LEICA Q -2,6

PANASONIC LX100 8,8 RESULTADOS


MAIS PERTO
DO ZERO SÃO
SONY RX1R Mk II 3,2 MELHORES

-5 0 5 10 15 20

A X100 consegue as cores mais neutras e


precisas por entre os modelos com que a
comparamos – a Leica Q, Panasonic LX100
e a Sony RX1R Mark II.

RELAÇÃO SINAL-RUÍDO RAW

Decibéis
AS PONTUAÇÕES MAIS ALTAS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.

Em termos de ruído, o sensor de dimensões


APS-C devia deixar a X100F em desvantagem
face à Leica Q e à RX1R II, mas acaba por ter
dos melhores valores do grupo.

AMPLITUDE DINÂMICA RAW

Valor de exposição

AS PONTUAÇÕES MAIS ALTAS SÃO MELHORES.


OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.

1 2 3
Em amplitude dinâmica, a X100F não rivaliza
Controlo de ruído Objetiva de 23mm Abertura máxima f/2 com a full-frame Sony RX1R Mark II, mas fica
Mesmo a ISO 1.250, numa cena A objetiva da X100F equivale a Quase dois stops mais rápida
muito perto – na verdade, todas estas
com pouca luz e sem tripé na uma objetiva de 35mm numa que uma objetiva de kit normal,
câmaras saem-se muito bem.
câmara, a X100F apresenta bom full frame, com uma perspetiva a X100F conseguiu uma boa
detalhe e pouco ruído. semi grande-angular. velocidade de 1/60 seg.
A NOSSA OPINIÃO...
Em amplitude dinâmica, fica muito perto da
full-frame Sony RX1R Mark II. Fácil de usar,
apesar do joystick traseiro. A objetiva 23mm
As rivais... f/2 podia ser melhor com aberturas amplas,
assim como o autofoco. Soberba qualidade
Eis as câmaras de imagem, a ocular é fantástica, e os
que competem controlos de velocidade e abertura
com a Fujifilm convidam-nos a fazer reajustes constantes.
Leica Q Panasonic LX100 Sony RX1R II
X100F... € 4.290 € 645 € 3.695
Cara para uma Controlos para A RX1R mete no VEREDICTO
câmara, mas uma velocidade e bolso o melhor
pechincha para uma abertura, tal como sensor full-frame
CARACTERÍSTICAS
Leica full-frame. A Q é a X100F, mas com da Sony. A
CONSTRUÇÃO
linda, mesmo que não objetiva de zoom. qualidade de
tenhamos objetivas Um sensor MQT de imagem é soberba,
DESEMPENHO
intermutáveis 12MP deixam as rivais mas por um preço
como a M. à sua frente. ao nível da Leica. QUAL./PREÇO

CLASS. FINAL

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 99


EM ANÁLISE HASSELBLAD X1D-50C
3

2
1

CSC w w w.has s el bl ad .com

Hasselblad X1D-50c 4

€ 9.715 (corpo)
Descubra se a qualidade de imagem desta nova
médio-formato sem espelho o deixa deliciado

ESPECIFICAÇÕES HASSELBLAD é 1

Sensor Sensor médio-formato CMOS


de 50MP (43,8 x 32,9mm)
A conhecida pelas
suas câmaras
profissionais de
A X1D usa uma gama
de objetivas, XCD com de recorte pouco normal de 0,82x,
pelos que a objetiva 45mm f3.5 XCD,
Conversão do comprimento focal na autofoco, criada para
objetiva 0,82x
médio formato – e por preços esta câmara. que nos foi cedida para teste, equivale
Memória Dois slots para cartões SD elevados – mas a X1D é algo às 37mm das full-frame.
Ocular XGA, 2.600k pontos totalmente novo. O facto de não O design e o aspeto geral da X1D é
2
Resolução de vídeo máx. Full HD ter espelho significa que é bem igualmente diferente. Esta é uma
1.920 x 1.080 mais pequena que a médio- O ecrã traseiro usa câmara contemporânea, constituída
Gama ISO 100-25.600 formato comum, mas bem maior ícone grandes e por alumínio de grande qualidade
Autofoco Contraste AF, 35-pontos simples, de forma a
que um modelo full-frame. E se para criar num corpo robusto. Atrás
Taxa de disparo máx. 1.7-2.3fps ter uma usabilidade
está longe de ser barata, a verdade intuitiva e fácil de
tem um moderno ecrã tátil,
Ecrã TFT tátil de 3”, 920k pontos é que o preço está ao alcance da igualmente minimalista.
Velocidade de obturação 60-1/2.000 controlar.
maioria dos profissionais ou de A Hasselblad lançou uma série de
seg., Bulb, T
Peso 725 gramas (corpo com
entusiastas mais abastados. objetivas XCD com autofoco (apesar
3
bateria e cartão de memória) Quando falamos de médio- do encaixe H permitir adaptadores
Dimensões 150 x 98 x 71mm -formato, falamos de exigência de A X1D tem uma ocular óticos) para a X1D. Cada objetiva tem
Fonte de energia Bateria iões lítio qualidade. A 50 milhões de pixéis, eletrónica; a resolução um obturador de lâminas integral – a
(fornecida) a X1D parece não ter vantagens de 2,6 milhões de X1D não usa obturador de plano focal.
específicas sobre os 50MP da pontos garante uma Isto significa menos vibração, e
imagem nítida.
Canon EOS 5DS – mas não é tudo sincronização de flash até à velocidade
números. O sensor maior significa máxima de 1/2.000 segundos.
fotopontos maiores, o que cria 4 Testámos a câmara com as
O sensor maior menos ruído e maior amplitude
dinâmica – a Hasselblad fala de
O sistema de controlo objetivas 45mm f3.5 XCD e 90mm
f3.2 XCD; há ainda a 30mm f3.5
é agradavelmente
significa fotopontos até 14 stops. simples. O seletor de XCD. Os preços variam entre €
maiores, o que cria O sensor maior cria também um modo tem uma mola 2.335 e € 4.170 e estão a grande
‘estilo’ diferente, com menor que gere a seleção e distância das melhores objetivas
menos ruído e maior profundidade de campo a qualquer bloqueio. fixas para full-frame.
amplitude dinâmica distância focal. A X1D tem um fator A X1D é uma câmara de Raw. Os

100 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


1 2 3

Exposição Detalhe Objetivas XCD


O Sistema de medição da X1D foi criado para Como se esperaria de um sensor de alta resolução, Para garantir a melhor qualidade que a X1D
reter detalhe em altas-luzes, mas a boa amplitude a X1D é capaz de captar um elevado nível de consegue produzir, a Hasselbrad lançou também
dinâmica permite recuperar também sombras. detalhe, mesmo no ISO máximo, 25.600. a linha de objetivas XCD.

JPEG que gera têm um quarto do de brancos são acedidos através aprendizagem. Começamos por
tamanho e foram criados para partilha de dois botões, no topo do corpo. pensar que não tinha sequer
rápida, não para utilização profissional. Existe ainda à frente um botão velocidade de obturação acima de
Como tal, para a edição usamos o de previsualização de profundidade um segundo no modo manual. Mas,
Phocus, software da própria de campo. Atrás há um botão para ao rodarmos o seletor, varia entre um
Hasselblad, ou outros programas bloquear a exposição e um botão segundo até exposições B e T, para
como o Camera Raw. AF-D para ativar o autofoco, que valores maiores. No modo Prioridade
pode ser também iniciado ao Obturador, a velocidade segue a
Construção e manuseamento pressionando ligeiramente sequência normal, com as
A X1D pode ser pequena, mas não o obturador. configurações B e T no final.
deixa de ser uma câmara robusta. Há ao início há uma curva de Já a bateria é igualmente >
Apesar de o corpo ser leve, com menos
de um quilo, as objetivas são grandes.
Os controlos são muito bons. Não
existem muitos, mas tem tudo o que As rivais…
precisamos. O seletor de modos tem
um comportamento interessante: para Eis câmaras
o bloquear, mantemo-lo pressionando que competem
Canon EOS 5DS Pentax 645Z Fujifilm GFX 50S
até sentir o bloqueio. E para mudar o com a € 3.869 € 7.990 € 6.990
modo, voltamos a pressionar para Hasselblad X1D A mistura de Adoramos a Pentax A grande
desbloquear a mola. É uma ideia resolução, com 645Z pelo seu estilo concorrente da X1D,
interessante, apesar de o seletor poder tamanho e reflex no a GFX é melhor em
se calhar ser um pouco maior. acessibilidade manuseamento quase todos os
A interface com ecrã tátil é simples mantém-se e controlos, mas índices, mas apenas
e responsiva, provando proporcionar imbatível, por os preços por uma margem
uma navegação rápida e quase enquanto, mas mantiveram-se altos realmente muito
sempre intuitiva. Na verdade, acaba também precisa das e a X1D é uma curta.
mesmo por ser mais intuitiva e melhores objetivas. grande rival. Análise: edição 147
responsiva que a média.
Os modos de foco, ISO e equilíbrio

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 101


ERRO DE COR

Hasselblad X1D 15,1

Canon EOS 5DS 2,3

Fujifilm GFX 50S 9,8 RESULTADOS


MAIS PERTO
DO ZERO SÃO
Pentax 645Z -5,2 MELHORES

-5 0 5 10 15 20

A X1D não se sai muito bem no teste de


cores no laboratório, mas no mundo real
as imagens são boas e permitem edição
a gosto com os ficheiros Raw.

As médio-formato podem
RELAÇÃO SINAL-RUÍDO RAW
criar um grande-plano 50
fantástico e muito suave,
graças à profundidade 40
de campo reduzida.

Decibéis
30

20

interessante. Para começar, não há porta 10


AS PONTUAÇÕES MAIS ALTAS SÃO MELHORES.
de acesso à bateria. Ao invés, a base da OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.
0
base da bateria fica à superfície da base da 100 400 1.600 6.400 25.600

câmara. Quando libertamos o bloqueio da Surpreendentemente, as diferenças são


bateria, esta ressalta ligeiramente – sendo poucas a ISO baixo, mas a sensibilidades
depois necessário pressioná-la para a mais elevadas as câmaras de médio-formato
libertar por completo. saem em clara vantagem.
Isto pode parecer uma daquelas
alterações “só porque sim”, mas AMPLITUDE DINÂMICA RAW
segue o estilo da X1D – menos
14
peças, menos confusão.

Valor de exposição
12

Desempenho
10
A X1D não tem a velocidade de outras
câmaras reflex ou sem espelho, mas é Sem estabilização no corpo ou nas objetivas, há 8
desembaraçada. Demora alguns segundos que ser muito estável a fotografar ou usar um
a ligar-se, mas a capacidade de resposta tripé para garantir a melhor qualidade possível. 6
AS PONTUAÇÕES MAIS ALTAS SÃO MELHORES.

do autofoco não é nada má. Com pouca 4


OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.

luz, por vezes demora a focar ou falha confiança para usar aberturas mais 10 400 1.600 6.400 25.600

mesmo o foco, mas não é pior que algumas amplas – o contraste e nitidez O sensor maior das câmaras de médio-
das primeiras reflex ou o modo Live View mantiveram-se a bons níveis, mesmo na formato conseguem uma amplitude dinâmica
de uma Nikon, por exemplo. abertura máxima, algo que ajuda a superior em 1EV em relação à EOS 5DS..
Não é propriamente uma câmara descrever a pouca profundidade de campo
para fotografar da cintura, centra-se que temos de um sensor grande.
sim na fotografia mais ponderada. Tanto corpo como objetivas
A NOSSA OPINIÃO...
Permite fotografar depressa, mas dispensaram sistemas de estabilização,
quando mais a apressar, maior a pelo que se estiver sem tripé, convém A X1D deve ter uma utilização mais
probabilidade de se sentir frustrado – e manter a velocidade acima do mínimo ponderada que uma full-frame, mas em
mais se arrisca a perder parte da recomendável. contrapartida tem uma qualidade de
imagem espantosa. O desenho simples
qualidade de que esta câmara é capaz. O sistema de exposição parece
e moderno é complementado por controlos
Esta Hasselblad impressiona não só gostar de preservar altas-luzes, que
eficientes e por objetivas igualmente
pela elevada resolução, como pela é o ideal para uma camara deste tipo. impressionantes. A Hasselblad X1D ajuda
nitidez e precisão de cada pixel. A marca O equilíbrio de brancos automático a que a fasquia continua a subir.
diz que as objetivas XCD estão teve bom desempenhos nos nossos
otimizadas para conseguir os melhores testes, e apesar de no laboratório a VEREDICTO
resultados do seu sensor; algo que cor não ser o seu grande forte, no
confirmamos com as objetivas que mundo real criou bons resultados, CARACTERÍSTICAS
testámos. O sensor sem anti-aliasing da ainda que algo pouco saturados. CONSTRUÇÃO
X1D criou algum moiré nos gráficos de A questão aqui é que a X1D foi criada
resolução, nas na vida real, a elevada para imagens Raw, pelo que será na edição DESEMPENHO
nitidez manteve-se até aos cantos. que vamos as definições de exposição e
A objetivas são obviamente cor. A X1D conseguiu resultados QUAL./PREÇO
importantes. Depois de testarmos várias fantásticos, mas exige um pouco mais de
aberturas nas 45mm e 90mm, sentimos atenção que a maioria das câmaras. CLASS. FINAL

102 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


tokina FiRin 20mm F/2 FE mF em análise

3
especificações
2 Compatível com full-frame Sim
Distância focal
20mm full-frame, 30mm APS-C
Estabilizador de imagem Não
Distância de focagem mínima 0,28m
Fator de ampliação máxima 0,1x
Reajuste de focagem manual N/D
Interruptor de limite de focagem Não
Focagem interna Sim
Tamanho de filtro 62mm
Lâminas da iris 9
Selagem Não
Dimensões (D x C) 69 x 82mm
Peso 490 gramas

nitidez

2.500

2.000

Centro
1.500
1
1.000

500
mais elevado é melhor
o b j e t i va g r a n d e - a n g u l a r w w w. t o k i n a l e n s . c o m 0
f/2.8 f/4 f/5.6 f/8 f/11 f/16

tokina firin 20mm 2.500

2.000

Borda
f/2 fe mf (sob consulta)
1.500

1.000

500
mais elevado é melhor
0

A primeira objetiva da Tokina para Sony sem espelho f/2.8 f/4 f/5.6

Em aberturas amplas, a nitidez aos cantos


f/8 f/11 f/16

revelou bons resultados em grande-plano,


mas melhores a distâncias maiores.
S grandes- intempérie e falta-lhe a construção

A
1
-angulares fixas em metal de uma Loxia, mas
Em modo normal, o franjamento mais baixo é melhor
manuais parecem consegue transmitir a sensação de
estar em robustez. Tal como a Loxia, há um anel de abertura
permite um controlo f/2.8 0.13 f/8 0.17 f/16 0.22
ascendência. Há muito a dizer controlo por fases para definir a
sobre o diafragma É virtualmente impossível detetar
sobre a facilidade de definir a abertura quando estamos a fazer por fases de um franjamento de cor no mundo real.
distância hiperfocal, ou usar o vídeo, mas prova ter sempre uma terço de f-stop.
foco à zona na fotografia de rua gestão simples e fácil.
ou paisagística – tanto, que já O anel de foco tem uma distorção mais baixo é melhor
2
dedicamos algumas páginas em rotação de 150 graus, e transmite
edições passadas para o explicar. uma sensação de grande O anel de controlo +0,25
Esta nova objetiva da Sony é uma precisão. Complementado por e respetivo botão
aposta em câmara sem espelho da uma previsualização com zoom de bloqueio, é mais -2,0 -1,0 0 1,0 2,0

Sony, como a série Alpha 7, e é em câmaras Sony, permite um fácil de usar que a A ínfima quantidade de distorção de
concorrente Loxia, barril tende a tornar-se indetetável.
compatível com full-frame. O nome foco manual muito exato. As
da Zeiss.
Firin tem origem numa palavra marcas de distância estão em
Irlandesa, que significa verdade, paralelo com as escalas de f/ em a nossa opinião...
ou “ser verdadeiro para alguém ou todo o intervalo f/2-f/22. 3
No geral, a qualidade de imagem da Firin é
para alguma coisa”. O anel de foco tem soberba, e está muito próxima da Zeiss Loxia
Desempenho uma escala de (mais cara), apesar da Firin ter menos
Construção e manuseamento Existem dois elementos esféricos distância que combina vinhetagem em aberturas muito amplas.
Não será uma objetiva barata, mas moldados com precisão e três com marcas de
a Firin compete com a objetiva elementos SD (Super-low profundidade de Verdicto
manual Zeiss Loxia 21mm f/2.8, Dispersion), o que cria uma nitidez campo para os f/
que podem comprar por cerca de e contraste fantásticos. Outros entre f/2 e f/22. características
€ 1.500. Apesar da classificação da destaques incluem franjamento e construção
sua abertura rápida, a Tokina é distorção de valores muito
compacta e leve para uma residuais, enquanto o efeito de desempenho
grande-angular deste tipo, e, fantasma e reflexos mantêm-se
também, uma boa dupla para as muito controlados devido ao qual./preço
câmaras Sony da série A7. múltiplo revestimento existente
class. final
Não tem selagem contra a em todos os elementos óticos.

agosto 2017 o mundo da fotografia 103


EM ANÁLISE GITZO GT4533LS SYSTEMATIC SERIES 4

SIS T E M A DE T RIPÉ w w w.g i t zo.com

Gitzo GT4533LS O sistema Gitzo


Systematic Não está a comprar só um tripe: está a
comprar um sistema configurável

Series 4 1

Escolha uma série


Os tripés Systematic
4

Apoios
Conseguem boa fixação,
€ 1.000 (aprox.) existem em três series (3,
4 e 5). A série do meio,
sem estragar malas ou
alças. O mecanismo
oferece um compromisso
A linha Systematic representa os tripés entre peso e robustez.
G-Lock Ultra da Gitzo
pode ser bloqueado
mais caros da Gitzo. Mas o que recebemos 2
e desbloqueado com
uma ação.
em troca do investimento? Vale a pena? Comprimento dos 5
segmentos
Os segmentos têm três Pés
comprimentos; standard, Os novos modelos têm
longo e extralongo. Com uma base plana sob uma
ESPECIFICAÇÕES Construção e manuseamento segmentos mais longos articulação esférica para
Não temos uma coluna central. Se não precisará de tantos que se possa adaptar a
Construção CarbonExact
comprar o tripé, enrosca a cabeça segmentos para ter uma vários ângulo. Podem ser
Segmentos Três
(também comprada à parte) boa altura de trabalho, trocados por pés de
Diâmetro de perna 29, 32.9, 37mm
Bloqueios de pernas Bloqueio de pressão diretamente no topo do tripé. Apesar mas o tripé será maior borracha (incluídos) ou
de parecer, isto não é uma limitação, quando fechado. espigões opcionais.
Ângulos de pernas 23, 53, 86 graus
Cumprimento fechado 69cm isto porque os tripés Systematic
Altura máxima 156cm costumam ser altos o suficiente para 3 6
Altura mínima 11cm dispensarem coluna central, além de Número de
Capacidade máxima 25kg
Base amovível
que montar a cabeça diretamente no segmentos A base do tripé pode ser
Peso 2,31kg tripé resulta em maior estabilidade. Os tripés da série 4 podem substituída por uma
Coluna central Opcional Se, mesmo assim decidir ter ter três, quatro ou cinco. cabeça ou por uma coluna
Cabeça Não fornecida
coluna central, pode acoplar a Rapid Escolhemos a combinação central. As séries 3 e 4 são
(3/8”, de rosca)
Center Colum ou a Geared Column. de comprimento e número do mesmo tamanho, mas
Para isso temos de retirar a base do de segmentos para a a base da série 5 é maior,
tripé, que é removível (basta altura de trabalho, pelo que esteja atento.
desbloquear o grampo e um tamanho fechado e
velocidade de operação
A GITZO é conhecida por criar dispositivo de segurança), e depois
pretendidos.
alguns dos melhores tripés do substituí-la então pela coluna
mercado, e também os mais central que pretendemos montar.
caros – e no topo estão os A Rapid move-se rápida
novos tripés da linha suavemente para cima e para baixo e pouco habitual de movimento para
Systematic. Então, o que faz com bloqueia-se com segurança. A uma cabeça de bola,
que um conjunto de pernas (e Geared é mais complicada de particularmente em fotos verticais.
apenas as pernas) valha perto de mil montar – a seção da manivela tem de Ao início exige alguma dedicação,
euros, e como pode um tripé ser ser manobrada cuidadosamente mas prova ser muito versátil.
parte de um “sistema”? para a encaixar – mas compensa 2
Existem nada mais nada menos que com uma operação suave e precisa. Desempenho
12 tripés Systematic, divididos em três Por fim, há que decidir que cabeça As três cabeças impressionam de
séries. Em cada série há mais opções, usar. Tem encaixe standard, pelo formas diferentes, com controlos
que variam entre o comprimento de que pode usar a cabeça que desejar; suaves e esta´veis. E esta qualidade
pernas e quantidade de segmentos. mas já que chegou até aqui, faz estende-se aos próprios tripés 4

Isto significa que pode escolher e criar sentido continuar com a Gitzo. Systematic. Estamos habituados
um compromisso entre altura Testámos três: a G2272M, de baixo a um certo grau de “mola” e
máxima, comprimento fechado, perfil; a GH3750 com cabeça de bola flexibilidade, mas com as
rigidez e velocidade de montagem, lateral; e a GH3382QD com cabeça pernas do GT4533LS, estas
Escolhemos o GT4533LS, da de bola central. normas são ultrapassadas de
Series 4, quem tem uma altura Todas as três criaram uma forma notável.
máxima de 156cm e apenas três movimentos suaves e boa O tripé GT4533LS é alto o
segmentos. Fechado é relativamente estabilidade, mas a GH6750, além de suficiente para não precisar de
grande, com 69cm, mas é fácil de ser a mais antiga foi também a mais coluna central, e baixo o suficiente,
montar e muito robusto. interessante. Oferece uma variedade na abertura de pernas máxima, para

104 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


G2272M Low GH3750 Off-Centre GH3382QD Centre
Profile Head Ball Head Ball Head
€ 275 € 299 € 429
Estas são apenas O design pouco usual Esta cabeça foi criada em
algumas das cabeças exige habituação, mas grande escala, com um
Gitzo disponíveis. Esta proporciona movimentos eixo de pan separado e
cabeça de baixo perfil a que não estamos um controlo de fricção.
tem uma operação suave habituados, É fácil e rápido reajustar
e uma pega robusta especialmente em os controlos para
6
quando acoplamos as fotografias em que a reequilibrar o preso
manetes de bloqueio. câmara está na vertical. da câmara.

GS3513S Rapid Centre Column GS3313GS Geared Column


€ 240 (aprox.) € 400 (aprox.)
As colunas Systematic são mais caras. Esta coluna é montada ao estilo e
Esta é fácil de montar e usar, pelo que simplicidade da versão Rapid Center
será uma opção sempre muito útil, Column, no entanto, oferece mais
especialmente se precisar de a remover opções de operação e a confiança
para fotos mais baixas. oferecida pela elevada robustez.

GSLVLS Levelling Base


€ 300 (aprox.)
Pode trocar a base do tripé por esta
base de nivelação (via adaptador
GS3321V75) e criar uma base
nivelável para a cabeça que estiver
a usar – perfeito para fotografias
panorâmicas e pannig.

deixar a sua câmara apenas A NOSSA OPINIÃO...


a alguns centímetros do chão
(sem coluna central a atrapalhar). Não é preciso muito tempo para perceber a
Nesta configuração a solidez é razão pela qual os tripés e acessórios Gitzo
Systematic são tão caros. Em troca
realmente muito elevada.
recebemos uma combinação vencedora de
Todos sabemos que os tripés Gitzo
robustez e facilidade de utilização, e podem
são caros: para ter um GT4533LS, a durar uma vida. É pena não ter uma coluna
coluna Rapid Centre e a cabeça de horizontal, já o preço será sempre um
bola lateral, por exemplo, investimos obstáculo, ainda que depois de os
cerca de € 1.500. Pode parecer muito experimentar seja difícil largá-los.
para um tripé – mas isto não é um
tripé qualquer, e a engenharia é VERDICTO
tanta que o mais provável é que
5
só tenha de comprar um. CARACTERÍSTICAS
Se faz muitas expedições CONSTRUÇÃO
fotográficas, pode ficar melhor
servido com o Gitzo Mountainner, MANUSEAMENTO
mais pequeno e mais leve ou com o
Explorer; mas para trabalho de QUAL./PREÇO
3 interiores e exteriores mais exigente,
CLASS. FINAL
a gama Systematic é perfeita.

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 105


CÂMARAS
FULL-FRAME
Está na hora de passar ao degrau
seguinte e adquirir uma câmara
full-frame. Aqui ficam as melhores…

Á muito que as reflex fisicamente maiores e, logo, que


H full-frame são a
escolha de fotógrafos
captem mais luz. Algo que ajuda
a ter imagens com menor ruído,
à procura da melhor qualidade mesmo a valores de ISO mais
de imagem e desempenho, elevados. Paralelamente, os
sem ter de investir fortunas fabricantes podem ainda dotar
numa médio-formato. Hoje, a os sensores com maior
variedade é maior e os preços resolução, para conseguir mais
mais pequenos. e melhor detalhe e texturas.
Em comparação com As full-frame permitem ainda
sensores APS-C ou até melhores efeitos de
menores, os sensores full-frame profundidade de campo, para
permitem que os píxeis sejam retratos ou natureza morta.

EM CONFRONTO
1 Canon EOS 6D € 1.909
2 Canon EOS 5DS € 3.869
3 Canon EOS 5D Mark IV € 4.199
4 Nikon D750 € 2.199
5 Nikon D810 € 3.150
6 Pentax K-1 € 1.999
© Ben Brain

7 Sony Alpha 7R II € 2.990


8 Sony Alpha 99 II € 3.595
EM CONFRONTO - CÂMARAS FULL-FRAME EM ANÁLISE

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 107


EM ANÁLISE CÂMARAS - FULL-FRAME

Canon EOS 6D Canon EOS 5DS


€ 1.909 € 3.869
Continua a dar provas do seu valor A vencedora dos megapixéis

OM quase cinco OM um sensor de


C C
SHARPNESS
PRECISÃO DEHIGHER
CORIS BETTER SHARPNESS
PRECISÃO DEHIGHER
CORIS BETTER
anos, a 6D é uma 50,6MP, no que toca à
veterana no mercado 6.3 contagem de 2.3

das full-frame. A favor, é das -10 -5 0 5 10 15 20 megapixéis, a 5DS é a melhor -10 -5 0 5 10 15 20


mais baratas em confronto, dá VALORES PERTO DE ZERO SÃO MELHORES do confronto. Isto, claro,
As cores são precisas e vibrantes, e
acesso a toda a gama de objetivas As cores tendem a ser mais quentes e aparte da 5DS R, que ligeiramente mais frias que noutras Canons.
próximas do que vemos na 5D Mk IV.
EF da marca, e conta com Wi-Fi essencialmente é a mesma
e GPS embutido, ainda que RELAÇÃO SINAL-RUÍDO câmara sem o efeito anti-aliasing RELAÇÃO SINAL-RUÍDO
contribuam para mais 50 do seu filtro passa-baixo, criado 50

rapidamente esgotar a bateria. 40 para reter maior detalhe fino. Nos 40

Todavia, a 6D tem uma nossos testes, quase não houve


Decibéis

Decibéis

30 30

resolução algo baixa, 20,2MP, e 20


diferenças entre ambas, o que faz 20

um sistema AF com apenas 11 10


da 5DS uma melhor opção. 10
pontos, com apenas um do tipo Por fora e em termos de
cruzado, ao centro. É também a 100 400 1.600 6.400 25.,600 manuseamento, a 5DS é 100 400 1.600 6.400 25.600

única câmara em teste cuja ocular Como se pode ver pelos resultados, o virtualmente idêntica à 5D Mk III, A ISO elevado, está entre as piores em
desempenho a ISO elevados é excelente. teste, sendo a pior da Canon.
não tem cobertura total sobre a o que não é algo mau. No entanto, a
imagem que vamos captar. AMPLITUDE DINÂMICA Canon redesenhou o novo corpo AMPLITUDE DINÂMICA
14 para o tornar mais robusto e leve, 14
Valor de exposição

Valor de exposição

Desempenho 12
com uma unidade de obturação 12

A resolução modesta faz dupla com 10


que reduz as vibrações, para ajudar 10

o processador Digic 5+ para 8


a evitar a degradação das 8
conseguir imagens com pouco capacidades da câmara.
6 6
ruído, num considerável intervalo VALORES MAIS ALTOS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS
VALORES MAIS ALTOS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS

de sensibilidade. As cores são 100 400 1.600 6.400 25.600 Desempenho 100 400 1.600 6.400 25.600

Boa amplitude dinâmica é outro ponto a Bom, mas não fantástico, beneficia do
naturais, e o equilíbrio de brancos favor de um sensor com esta resolução.
Para captar detalhe e textura, a autoaperfeiçoamento de luz.
e sistema de medição revelam-se 5DS é simplesmente épica.
consistentes e fiáveis. VEREDICTO Algumas das objetivas EF da VEREDICTO
No geral, tem bom CARACTERÍSTICAS Canon não foram sequer aprovadas CARACTERÍSTICAS
desempenho, ainda que o para utilização com esta câmara,
CONSTRUÇÃO CONSTRUÇÃO
máximo de 4,5fps seja um pouco por não serem boas o suficiente e
modesto. Feitas as contas, a DESEMPENHO não lhe fazerem justiça. Por outro DESEMPENHO
full-frame acessível da Canon QUAL./PREÇO
lado, revela algum ruído a ISO QUAL./PREÇO
produz bons resultados, que elevados, com o máximo da gama
serão melhores na nova Mark II. CLASS FINAL ISO normal a ficar-se pelos 6.400. CLASS FINAL

108 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


CÂMARAS - FULL-FRAME EM ANÁLISE

O
AD
ND
O ME
R EC

VAG LOR O
E UR
S

Canon EOS 5D Mark IV Nikon D750


€ 4.199 € 2.199
A jovem e rápida reflex da Canon Uma grande Nikon a baixo preço

OMPROMISSO pode UITO se falou da


O M
SHARPNESS
PRECISÃO DEHIGHER
CORIS BETTER SHARPNESS
PRECISÃO DEHIGHER
CORIS BETTER
ser bom. A 5D Mk IV tem resolução conseguida
um grande equilíbrio 5.1 pela D810 – mas, -0.9

entre resolução, poder e -10 -5 0 5 10 15 20 como é costume, vem com -10 -5 0 5 10 15 20


desempenho, em termos de VALORES PERTO DE ZERO SÃO MELHORES concessões noutras áreas. De VALORES PERTO DE ZERO SÃO MELHORES

amplitude dinâmica e ruído Não é tão precisa quando a 5DS, mas as um ponto de vista geral, a D750 Tal como a D840, a D750 está mais próxima
imagens são agradavelmente mais quentes. da perfeição que outras câmaras em teste.
reduzido. O sensor de 30,4MP tornou-se na nossa reflex digital
pode parecer baixo, quando RELAÇÃO SINAL-RUÍDO favorita da Nikon. Em termos de RELAÇÃO SINAL-RUÍDO
comparado com algumas câmaras 50 resolução está muito à frente da 50

em teste, mas convém ter em conta 40 Canon 6D, com 24,MP; vem 40

que a topo de gama da Canon, a 1D equipada com o processador


Decibéis

Decibéis

30 30

X II tem um sensor de apenas 20


Expeed 4; e tem dois slots para 20

20,2MP, tal como a 6D. 10


cartões, assim como um ecrã de 10
O sensor de nova geração da ângulo regulável. Ambas as
5D Mk IV permite o ajuste de 100 400 1.600 6.400 25.600 câmaras incluem Wi-FI. 100 400 1.600 6.400 25.600

bokeh via Dual Pixel Raw e Tal como na 6D as imagens quase não têm Ao contrário de muitas reflex A par da 6D, a D750 consegue imagens
ruído, com excelente captação de detalhe. limpas a definições elevadas de ISO.
redução de efeitos fantasma, atuais da Nikon, a D750 inclui um
assim como AF rápido em Live AMPLITUDE DINÂMICA filtro ótico passa-baixo, para AMPLITUDE DINÂMICA
View. O sistema de medição e o 14 evitar padrão moiré e cores 14
Valor de exposição

Valor de exposição

módulo AF de 61 pontos foram 12


falsas. A qualidade de construção 12

atualizados da 5D Mk III, com 10


parece mais sólida que na Canon 10

todos os pontos AF a suportar 8


6D, e a ocular cobre 100% do 8
combinações teleconversores frame, sem ter de invadir os
6 6
de objetivas f/8. A selagem VALORES MAIS ALTOS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS limites da imagem. VALORES MAIS ALTOS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS

contra intempéries foi 100 400 1.600 6.400 25.600 100 400 1.600 6.400 25.600

A 5D Mk IV consegue os melhores resultados No laboratório, fica atrás de várias câmaras,


melhorado, o novo ecrã tátil no laboratório das câmaras em confronto.
Desempenho mas o Active D-Lightning é um bónus.
facilita a navegação e inclui A ISO elevado revela tão pouco
Wi-Fi, NFC e GPS. VEREDICTO ruído quanto a 6D, mas o Sistema VEREDICTO
CARACTERÍSTICAS AF de 51 pontos da D750 está CARACTERÍSTICAS
Desempenho muito à frente, com uma taxa de
CONSTRUÇÃO CONSTRUÇÃO
O sistema AF é brilhante para fazer disparos contínuos de 6,5fps. A
imagens ou vídeo 4K UHD através DESEMPENHO qualidade de imagem é sumptuosa DESEMPENHO
do Live View. As imagens a ISO QUAL./PREÇO
em todos os aspetos e, QUAL./PREÇO
elevados têm mais detalhe que na considerando o preço, o
6D, e a mesma ausência de ruído. CLASS FINAL desempenho geral é espetacular. CLASS FINAL

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 109


EM ANÁLISE CÂMARAS - FULL-FRAME

VAGLOR O
UR
SE

Nikon D810 Pentax K-1


€ 3.150 € 1.999
Uma Nikon articulada e artilhada Apetrechada mas um pouco cara

UCESSORA da D800, S fãs da Pentax há


S O
SHARPNESS
PRECISÃO DEHIGHER
CORIS BETTER SHARPNESS
PRECISÃO DEHIGHER
CORIS BETTER
a D810 é a câmara da muito que esperavam
Nikon para quem 0.9 por uma câmara 2.4

procura uma resolução -10 -5 0 5 10 15 20 full-frame da marca, e a K-1 -10 -5 0 5 10 15 20


elevada. No entanto, apesar do VALORES PERTO DE ZERO SÃO MELHORES soube corresponder. Apesar de VALORES PERTO DE ZERO SÃO MELHORES

seu sensor de 36,3MP já ter A precisão de cor é boa e consistente, graças um preço razoavelmente alto, o As cores são precisas e bem saturadas,
ao bom equilíbrio de brancos automático. mas o equilíbrio de brancos pode variar.
parecido muito desejado, a verdade corpo robusto e bem selado está
é que hoje em dia já é mais ou RELAÇÃO SINAL-RUÍDO equipado com uma série de RELAÇÃO SINAL-RUÍDO
menos uma norma. 50 funcionalidades e controlos. Iguala 50

Classificada pela Nikon como 40 a resolução da Nikon D810; 40

profissional, a D810 conta com a acrescenta um ecrã articulado –


Decibéis

Decibéis

30 30

configuração de controlos 20
que, ao contrário do ecrã da D750, 20

professional da marca, com botões 10


pode ser regulável na vertical e 10
para várias configurações, sem horizontal; e inclui GPS e Wi-Fi.
seletor de modos. Tal como a D750, 100 400 1.600 6.400 25.600 Ao contrário das câmaras da 100 400 1.600 6.400 25.600

conta com o processamento do A ISO elevado revela ruído, especialmente Canon e Nikon, a Pentax conta com As imagens podem parecer ruidosas a ISO
comparada com o que vimos na D750. elevado, tal como nas imagens da 5DS.
Expeed 4, um sistema AF de 51 estabilização de imagem no sensor,
pontos e dois slots para cartões de AMPLITUDE DINÂMICA que funciona com qualquer AMPLITUDE DINÂMICA
memória, para CompactFlash e 14 objetiva, sobre um sistema de 14
Valor de exposição

Valor de exposição

SD/HC/XC. No entanto, é mais 12


cinco eixos, semelhante às câmaras 12

lenta, ao fazer 5fps; mesmo sendo a 10


da Sony em teste. O sistema 10

D810 maior e mais pesada que a 8


permite ainda melhoramentos 8
D750, falta-lhe o Wi-Fi e o ecrã de Pixel Shift Resolution, baseado
6 6
ângulo regulável. VALORES MAIS ALTOS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.
no movimento do sensor entre VALORES MAIS ALTOS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.

100 400 1.600 6.400 25.600 quatro disparos rápidos. 100 400 1.600 6.400 25.600

Bom, sem ser fantástico, a amplititude A amplitude dinâmica da K-1 é


Desempenho dinâmica da D810 é semelhante à da 5DS. particularmente forte a ISO baixo e médios.
A D810 consegue captar mais Desempenho
detalhe que a D750, com a VEREDICTO A qualidade de imagem é muito VEREDICTO
reprodução de cor a ser igualmente CARACTERÍSTICAS boa, mas, apesar da enorme gama CARACTERÍSTICAS
precisa. No entanto, revela mais ISO, o ruído a ISO elevado é
CONSTRUÇÃO CONSTRUÇÃO
ruído a ISO elevado, tal como a semelhante ao que vemos na Canon
Canon 5DS. O sistema AF é preciso DESEMPENHO 5DS e Nikon D810. O AF é preciso, DESEMPENHO
e capaz de seguir assuntos em QUAL./PREÇO
mas não consegue acompanhar as QUAL./PREÇO
movimento, com um generoso câmaras da Canon e Nikon nos
buffer de memória. CLASS FINAL assuntos em movimento. CLASS FINAL

110 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


CÂMARAS - FULL-FRAME EM ANÁLISE

Sony Alpha 7R II Sony Alpha 99 II


€ 2.990 € 3.595
A full-frame de bolso da Sony Maior é realmente melhor

SÉRIE Alpha 7 de A7R II é realmente


A A
SHARPNESS
PRECISÃO DEHIGHER
CORIS BETTER SHARPNESS
PRECISÃO DEHIGHER
CORIS BETTER
câmara compactas mais portátil – mas a
da Sony põe em causa 3.6 maior dimensão da 1.1

as maravilhas dos espelhos, -10 -5 0 5 10 15 20 A99 II oferece um -10 -5 0 5 10 15 20


permitindo uma construção VALORES PERTO DE ZERO SÃO MELHORES manuseamento mais seguro, VALORES PERTO DE ZERO SÃO MELHORES

mais compacta, em torno de Tem boa precisão de cor, apesar dos tons de mostrando-se mais O equilíbrio de brancos automático é mais
pele parecerem algo clínicos. consistente e preciso que na A7R II
um sensor full-frame. equilibrada com a maioria
As edições Mark II acrescentam RELAÇÃO SINAL-RUÍDO objetivas full-frame. E por RELAÇÃO SINAL-RUÍDO
estabilização de imagem de cinco 50 falar nisso, tal como a última 50

eixos, mas existem vários 40 câmara SLT (Single Lens 40

modelos disponíveis, a A7R II Translucent) da Sony, usa


Decibéis

Decibéis

30 30

destaca-se com a resolução do seu 20


objetivas A, e não E. O que não é 20

sensor de 42,4MP. 10
particularmente bom, dado as 10
Outros destaques incluem um últimas evoluções de objetivas
sistema AF híbrido de deteção por 100 400 1.600 6.400 25.600 Sony decorrerem na linha E. 100 400 1.600 6.400 25.600

fase/contraste com nada mais O sensor de resolução elevada cria imagens Há um sistema AF híbrido, mas, Apesar da elevada resolução, o ruído é
claras e livres de ruído a ISO elevado. muito bem controlado a ISO elevado.
nada menos que 399 pontos de ao contrário da A7R II, inclui
deteção por fase no sensor. A AMPLITUDE DINÂMICA deteção por fase, tanto no sensor AMPLITUDE DINÂMICA
ocular eletrónica OLED de 14 (399 pontos) como no módulo AF 14
Valor de exposição

Valor de exposição

2,36MP recria a exposição e 12


(79 pontos). Mais uma vez, há 12

equilíbrio de brancos – algo que 10


estabilização de imagem de cinco 10

não é possível numa ocular ótica. 8


sensores, uma ocular eletrónica 8
E, a par da nova A99 II e Canon 5D OLED de 2,36MP e um ecrã de
6 6
MIV, a A7R II conta com VALORES MAIS ALTOS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.
ângulo regulável, tanto na vertical, VALORES MAIS ALTOS SÃO MELHORES.
OS RESULTADOS RAW USAM IMAGENS CONVERTIDAS PARA TIFF.

funcionalidades embutidas de 100 400 1,600 6,400 25,600 como na horizontal. 100 400 1.600 6.400 25.600

A Sony A7R II consegue resultados Há detalhe de sobra em sombras e em altas


Wi-Fi e NFC. semelhantes à Canon 5DS e à Nikon D810. luzes, em imagens de grande contraste.
Desempenho
Desempenho VEREDICTO Considerando o design com um VEREDICTO
As objetivas E de alto desempenho CARACTERÍSTICAS espelho fixo, a A99 II consegue CARACTERÍSTICAS
da Sony herdam a qualidade de uns impressionantes 12fps, em
CONSTRUÇÃO CONSTRUÇÃO
imagem da A7R II, mas alguns dos disparo contínuo, acompanhado
controlos revelam-se pouco DESEMPENHO de autofoco e medição. Mostra-se DESEMPENHO
intuitivos. O sistema AF costuma QUAL./PREÇO
mais competente a seguir assuntos QUAL./PREÇO
ser rápido, mas por vezes revela em movimento do que a A7R II,
alguma hesitação. CLASS FINAL e hesita menos no AF. CLASS FINAL

AGOSTO 2017 O MUNDO DA FOTOGRAFIA 111


EM ANÁLISE CÂMARAS - FULL-FRAME

O Verdicto

Canon toma a coroa full-frame


A EOS 5D Mk IV consegue ter o melhor desempenho

ARA fazer fotografia muito Para quem quer mais resolução, e ter
P variada, que inclua a ação de
cenas desportivas ou vida
detalhe em imagens de paisagens,
arquitetura ou macro, ganha novamente a
selvagem, ou que vá de casamentos a Canon, com a 5DS, A nova Sony A99 II
retratos com pouca luz, a Canon 5D segue muito próxima, e será melhor opção mais leve torna-a uma boa opção para
Mk IV é atualmente a câmara a caso pretenda maior velocidade continua. viagem, ainda que o manuseamento não
comprar. Tem sistemas de autofoco e Entretanto, as muitas funcionalidades da seja perfeito e as objetivas full-frame criem
medição excecionais, e produz uma Pentax K-1 são ótimas, enquanto a idade da desequilíbrio. O seu manuseamento e
qualidade de imagem fabulosa, mesmo em Nikon D810 se começa a fazer notar. desempenho geral é ultrapassado pelo A99
condições difíceis. No entanto, é cara; para No que a megapíxeis diz respeito, a Sony II, mais nova e de encaixe A.
um conjunto de funcionalidades A7R II iguala ou bate toda a concorrência, Por fim, a Canon 6D é a mais barata do
semelhantes e melhor preço, a Nikon aparte da Canon 5DS. Todavia, apesar de grupo, mas também a mais velha, daí estar
D750 será uma boa opção. ser relativamente pequena, a construção a chegar a 6D Mark II.

ESPECIFICAÇÕES
E VEREDICTOS Canon EOS 5D
Canon EOS 6D Canon EOS 5DS Nikon D750 Nikon D810 Pentax K-1 Sony Alpha 7R II Sony Alpha 99 II
Mark IV

Site www.canon.pt www.canon.pt www.canon.pt www.nikon.pt www.nikon.pt ricoh-imaging.pt www.sony.pt www.sony.pt

Preço € 1.909 € 3.869 € 4.199 € 2.199 € 3.150 € 1.999 € 2.990 € 3.595


(apenas corpo)

Sensor 20,2MP CMOS 50,6MP CMOS 30,4MP CMOS 24MP CMOS 36,3MP CMOS 36,4MP CMOS 42,4MP CMOS 42,4MP CMOS

Processador Digic 5+ 2 x Digic 6 Digic 6+ Expeed 4 Expeed 4 Prime IV Bionz X Bionz X

Filtro Sim Sim Sim Sim Não Não Não Não


passa-baixo

Encaixe objetiva Canon EF Canon EF Canon EF Nikon F Nikon F Pentax K Sony E Sony A

Ocular Pentaprisma, Pentaprisma, Pentaprisma, Pentaprisma, Pentaprisma, Pentaprisma, OLED 2,36k, OLED 2,36k,
0,71x, 97% 0,71x, 100% 0,71x, 100% 0,7x, 100% 0,7x, 100% 0,7x, 100% 0,78x, 100% 0,78x, 100%

Gama de ISO ISO 100-25.600 ISO 100-6.400 ISO 100-32.000 ISO 100-12.800 ISO 64-12.800 ISO 100-204.800 ISO 100-25.600 ISO 100-25.600
(expandido) (50-102.400) (50-12.800) (50-102.400) (50-51.200) (32-51.200) (50-102.400) (50-102.400)

Pontos 11 (1 tipo cruzado) 61 (41 tipo 61 (41 tipo 51 (15 tipo 51 (15 tipo cruzado) 33 (25 tipo 399 (híbrido) 79/399 (híbrido)
autofoco cruzado) cruzado) cruzado) cruzado)

Velocidade
30-1/4.000, Bulb 30-1/8.000, Bulb 30-1/8.000, Bulb 30-1/4.000, Bulb 30-1/8.000, Bulb 30-1/8.000, Bulb 30-1/8.000, Bulb 30-1/8.000, Bulb
Obturador

Estabilidade Não Não Não Não Não Sim (5 eixos) Sim (5 eixos) Sim (5 eixos)
embutida

Taxa de disparo 4,5fps 5,0fps 7,0fps 6,5fps 5,0fps 4,4fps 5,0fps 12,0fps
máximo (7,0fps crop) (6,5fps crop)

Capacidade 17 disparos 14 disparos 21 disparos 15-33 disparos 23-58 disparos 17 disparos 9-23 disparos 25-54 disparos
buffer (Raw)

Vídeo - resolução
1080p 1080p 4K UHD 1080p 1080p 1080p 4K UHD 4K UHD
máxima

Ecrã LCD 3,0”, 1.040k, fixo 3,2”, 1.040k, fixo 3,2”, 1.620k, fixo, 3,2”, 1.229k, 3,2”, 1.229k, fixo 3,2”, 1.037k, pivô 3,0”, 1.229k, 3,0”, 1.229k, pivô
tátil regulável regulável

Memória SD/SDHC/SDXC CF, SD/SDHC/ CF, SD/SDHC/ 2 SD/SDHC/SDXC CF, SD/SDHC/ 2 SD/SDHC/SDXC MS, SD/SDHC/ MS, 2 SD/SDHC/
UHS-I SDXC UHS-I SDXC UHS-I UHS-I SDXC UHS-I UHS-I SDXC UHS-I SDXC UHS-I

Sem fios Wi-Fi, GPS Nenhum Wi-Fi, NFC, GPS Wi-Fi Nenhum Wi-Fi, GPS Wi-Fi, NFC Wi-Fi, NFC

Corpo 145 x 111 x 71mm, 152 x 116 x 76mm, 151 x 116 x 76mm, 141 x 113 x 78mm, 146 x 123 x 82mm, 137 x 110 x 86mm, 127 x 96 x 60mm, 143 x 104 x 76mm,
(L x A x P) 755g 845g 890g 840g 980g 1,010g 625g 849g

Autonomia 1.090 disparos 700 disparos 900 disparos 1.230 disparos 1.200 disparos 760 disparos 290 disparos 390 disparos
(Cipa)

CARACTERÍSTICAS

CONSTRUÇÃO

DESEMPENHO

QUAL./PREÇO

CLASS. FINAL

112 O MUNDO DA FOTOGRAFIA AGOSTO 2017


SECTION HEAD Support line in here
148

no cd
tudo o que pode encontrar no cd que acompanha a revista

vÍdeos do mÊs
o meLhor da ediÇÃo

e
D
pO
de imagem

. ãO
parte 1

te n
os meLhores guias

en e
m ta
passo-a-passo

D is
a v
r re
Clique aqui

a
pa Da
1 melhorar paisagens para descarregar

se e
os conteúdos

O t
2 iD an
criar retratos dramáticos do CD
n gr
v e te

3 como fazer giff mágicos


D
r in
s e te
r
pa
é
D
C
O

participe nos
passatempos

passatempos: missão e olhares


As melhores fotos enviAdAs pelos leitores.

concorra aos nossos passatempos


mensais, que pretendem potenciar
o seu olhar artístico. habilite-se
a ganhar tentadores prémios e a ver
Guia de compras
as suas imagens em destaque na omf! Um útil conselheiro com As Análises em pdf
qUe vAmos pUblicAndo Ao longo dos meses.

114 o mundo d
daa ff o
o tt ooggrr aaffiiaa novembro 2015
agosto 2017 novembro 2015 o mundo da fotografia 114