Você está na página 1de 4

TESTE – Cálculo combinatório.

Probabilidades

ANO LETIVO: ________ / ________ ANO DE ESCOLARIDADE: 12.º Ano DATA: ______ / ______ / ______

NOME: _____________________________________________________________________________________ N.º: ________ TURMA: ________

Cotações Grupo I
Este grupo é constituído por itens de escolha múltipla.
Para cada item, seleciona a opção correta.

[10] 1. Quantos números ímpares de cinco algarismos se podem escrever, utilizando os algarismos
do número 67090 ?

(A) 12 (B) 24 (C) 36 (D) 48

[10] 2. Num frigorífico, dispomos de 20 cavidades para guardar ovos, dispostas em duas filas
de 10 cavidades cada. Temos meia dúzia de ovos de codorniz, idênticos, e meia dúzia de
ovos de galinha, também idênticos.
De quantas formas podemos guardar os ovos, um por cavidade, se quisermos que os
ovos de codorniz fiquem juntos, na mesma fila?

(A) 10 ×14 𝐶6 (B) 5 ×14 𝐶6 (C) 10 ×10 𝐶6 (D) 10


𝐶6 ×10 𝐶6

[10] 3. Seja (𝐸 , 𝒫 (𝐸) , 𝑃) um espaço de probabilidades e 𝐴, 𝐵 ∈ 𝒫(𝐸) , acontecimentos incompatíveis,


Com 𝑃(𝐵) =  0,3 e 𝑃(𝐴 ∪ 𝐵) = 0,7 . Então, o valor de 𝑃(𝐴) é:
(A) 0,61 (B) 0,60 (C) 0,40 (D) 0,21

[10] n
4. Considera todos os elementos da linha do triângulo de Pascal das combinações 𝐶𝑝 .
Qual é o valor de log 4 (∑𝑛𝑝=0 n
𝐶𝑝 ) ?
𝑛 𝑛
(A) 2 log 4 𝑛 (B) 4 log 4 𝑛 (C) (D)
2 4

[10] 5. Um saco tem 7 bolas verdes e 3 bolas amarelas.


Tiram-se, ao acaso, sucessivamente e sem reposição, duas bolas desse saco.

Qual é a probabilidade de a segunda bola ser verde, sabendo que a primeira bola retirada
é amarela?
3
(A)
10
× 79  (B)
7
10
× 39  (C)
7
10
(D)
7
9

1
www.raizeditora.pt
NOVO ÍPSILON 12 – Carlos Andrade • Paula Pinto • Pereira Pedro Pimenta
© Raiz Editora, 2017 • Todos os direitos reservados.
Cotações

Grupo II
Este grupo é constituído por itens de construção. Nas respostas aos itens deste grupo,
apresenta o teu raciocínio de forma clara, indicando todos os cálculos que efetuares e
todas as justificações necessárias.

[20] 6. Seja (𝐸 , 𝒫 (𝐸) , 𝑃) um espaço de probabilidades e 𝐴 , 𝐵 ∈ 𝒫 (𝐸) dois acontecimentos possíveis.
Utilizando a fórmula da probabilidade condicionada e as propriedades das operações
com conjuntos, prova que:

𝑃 ((𝐵 ∩ 𝐴) |𝐴) = 𝑃(𝐵|𝐴)

7. Uma caixa contém bolas, indistinguíveis ao tato, numeradas de 1 a 20 . As bolas numeradas


de 1 a 10 têm cor verde, e as bolas numeradas de 11 a 20 têm cor amarela.
Considera a experiência aleatória que consiste em retirar, sucessivamente, duas bolas
da caixa, não repondo a primeira bola retirada, e em registar a cor das bolas retiradas.

[15] 7.1 Determina a probabilidade de as duas bolas retiradas da caixa terem cores diferentes.
Apresenta o resultado na forma de fração irredutível.

[20] 7.2 Na mesma experiência aleatória, considera os acontecimentos:


𝐴 ∶ «A 1.ª bola retirada é verde.»
𝐵 ∶ «A 2.ª bola retirada é amarela.»
𝐶 ∶ «O número da 2.ª bola retirada é par.»
5
O valor da probabilidade condicionada 𝑃((𝐵 ∩ 𝐶)|𝐴) é .
19

Num pequeno texto, sem utilizar a fórmula da probabilidade condicionada, explica o


valor dado, começando por interpretar o significado de 𝑃((𝐵 ∩ 𝐶)|𝐴) , no contexto da
situação, e fazendo referência:
– à Regra de Laplace;
– ao número de casos possíveis;
– ao número de casos favoráveis.

[15] 8. Numa determinada população bovina, a percentagem de vacas é 45% . Sabe-se que 2%
das vacas são portadoras de uma certa doença. A incidência da doença nos bois é 1% .

Escolhe-se ao acaso um elemento da população.


Determina a probabilidade de ser um boi, sabendo que é portador da doença.
Apresenta o resultado em percentagem, arredondado às unidades.

2
www.raizeditora.pt
NOVO ÍPSILON 12 – Carlos Andrade • Paula Pinto • Pereira Pedro Pimenta
© Raiz Editora, 2017 • Todos os direitos reservados.
Cotações

9. Um baralho de cartas é constituído por cinquenta e duas cartas em que:


• existem quatro naipes: copas, ouros, espadas e paus;
• cada naipe tem treze cartas, das quais uma é um Ás e uma é um Rei;
• as copas e os ouros são encarnados; as espadas e os paus são pretos.

[10] 9.1 Tiram-se, ao acaso, sucessivamente e sem reposição, três cartas do baralho.
Determina a probabilidade, em percentagem, arredonda às centésimas, de serem
tirados dois Reis e o Ás de ouros.

[10] 9.2 Tiram-se, ao acaso, simultaneamente, três cartas do baralho.


Determina a probabilidade de se tirarem duas cartas encarnadas.
Apresenta o resultado na forma de dízima, arredondado às milésimas.

[15] 9.3 Usam-se quaisquer cinco cartas do baralho para se disporem sequencialmente.
Quantas sequências diferentes podemos formar que tenham pelo menos dois Reis?
Apresenta uma expressão matemática que seja resposta ao problema. Não calcules
o seu valor.

[15] 10. Na figura ao lado estão representadas as


ruas, paralelas e perpendiculares, da baixa
de uma cidade.
Supõe que para nos deslocarmos do ponto 𝐴
ao ponto 𝐶 , nos deslocamos sempre para a
direita ou para cima, percorrendo aleatoriamente
um dos caminhos mais curtos.
Qual é a probabilidade de passarmos pelo
Ponto 𝐵 ?
Apresenta o resultado na forma de fração irredutível.

2 16
[20] 11. Mostra que o polinómio reduzido correspondente a (𝑥 + √𝑥) não tem termo independente.

n
[10] 12. Prova que 𝐶𝑝 = n 𝐶𝑛−𝑝 (𝑛 , 𝑝 ∈ ℕ0 , 𝑝 ≤ 𝑛) .

FIM

3
www.raizeditora.pt
NOVO ÍPSILON 12 – Carlos Andrade • Paula Pinto • Pereira Pedro Pimenta
© Raiz Editora, 2017 • Todos os direitos reservados.
SOLUÇÕES

1. A

2. A

3. C

4. C

5. D

7.
10
7.1
19

7.2 𝑃 ( (𝐵 ∩ 𝐶) |𝐴) significa a probabilidade de a 2.ª bola retirada ser amarela e par, sabendo que a 1.ª bola foi
verde. Se a 1.ª bola retirada foi verde, temos, então, agora, um total de 19 bolas na caixa (n.° de casos
possíveis) das quais 5 (as bolas 12 , 14 , 16 , 18 e 20 ) são pares e amarelas (n.° de casos favoráveis).
Então, pela regra de Laplace, sendo a probabilidade o quociente entre o número de casos favoráveis e o
5
número de casos possíveis, obtém-se .
19

8. 38%

9.

9.1 0,03%

9.2 0,382

52
9.3 𝐴5 −48 𝐴5 −4 𝐶1 ×5 𝐴1 ×48 𝐴4

4 𝐶 ×5 𝐶 5
2 4
10. 9𝐶 =
6 14

𝑝
16 2 16−𝑝 𝑝 15 16−p 𝑥2 15
3𝑝−32
11. 𝐶𝑝 ( ) (√𝑥) = 𝐶𝑝 × 2 × = 𝐶𝑝 × 215−p × 𝑥 2 .
𝑥 𝑥 16−𝑝

3𝑝 − 32 = 0 é impossível em ℕ0 .

4
www.raizeditora.pt
NOVO ÍPSILON 12 – Carlos Andrade • Paula Pinto • Pereira Pedro Pimenta
© Raiz Editora, 2017 • Todos os direitos reservados.