Você está na página 1de 5

QA Questão de Aula

Escola Data Nome


N.º Turma Professor Classificação

Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével azul ou preta. Pode utilizar régua, esquadro, transferidor e máquina de
calcular.

Não é permitido o uso de corretor. Em caso de engano, deve riscar, de forma inequívoca, aquilo que pretende que não seja
classificado.

Escreva de forma legível a numeração dos itens, bem como as respetivas respostas. As respostas ilegíveis ou que não possam
ser identificadas são classificadas com zero pontos.

Para cada item, apresente apenas uma resposta. Se escrever mais do que uma resposta a um mesmo item, apenas é
classificada a resposta apresentada em primeiro lugar.

Para responder aos itens de escolha múltipla, escreva, na folha de respostas:


• o número do item;
• a letra identificativa da única opção válida.

Nos itens de resposta aberta de cálculo, apresente todas as etapas de resolução, explicitando todos os cálculos efetuados e
apresentando todas as justificações e/ou conclusões solicitadas.
As cotações dos itens encontram-se no final do enunciado.
A questão de aula termina com a palavra FIM.

GRUPO I

1. Uma partícula material move-se de acordo com as seguintes equações paramétricas:

 x  2 t
  SI
 y  4 t  2
2

Testes
1.1. Das opções seguintes, selecione a que corresponde à trajetória descrita pela partícula naquele
referencial.

(A) Retilínea

(B) Parabólica X

(C) Helicoidal

(D) Curvilínea e de raio constante

Opção (B).
A equação da trajetória obtém-se eliminando o parâmetro t das equações paramétricas. Assim:

 x
t 
 x  2t  2     
  2   SI
y  4t  2  y  4  x   2 y  x  2
2 2

  
2 .

Eu e a Física 12
A equação cartesiana da trajetória é dada pela função quadrática y  x  2 , pelo que a
2

trajetória é parabólica.

1.2. Ao fim do primeiro segundo de movimento, qual das seguintes opções está correta, a propósito
da grandeza física velocidade média?
  
vm   2 ex  4 ey (m s 1 )
(A) X
  
v   2 ex  6 ey  (m s 1 )
(B) m

v  2,8 m s 1
(C) m

v  6,0 m s 1
(D) m
Opção (A).
t   0 ; 1 s
r =2 t ex   4t 2  2  ey
  
 
r0 =2 ey  m 
  
r 1 =2 ex  6 ey  m 
  
 r  r1  r0
 vm  2 ex  4 ey  m s1 
  
vm   vm 
tt 
 1
vm  4,5m s

1.3. Determine as expressões cartesianas dos vetores velocidade e aceleração.



 dr
vm 
dt
  
v =2 ex  8 t ey  SI

 dv
a
dt
a  8 ey  m s 2 
 

1.4. Considerando o instante t  1,0 s , determine o ângulo que a aceleração faz com a direção tangente à
trajetória.

O ângulo que a aceleração faz com a direção tangente é igual ao ângulo que a aceleração faz com a
velocidade. Assim, sendo  o referido ângulo, recorrendo à definição de produto escalar, temos que:

   a .v
a . v  a v cos  cos    
a v

No referido instante, obtém-se:



 dr
v
dt
v1 =2 ex  8 ey  m s 1  ; v1  2 17 m s 1
   

a  8 ey  m s 2  ; a  8 m s 2
  

a . v1  8 ey .  2 ex  8 ey   a . v1  64
    

Eu e a Física 12
Temos, finalmente:

a . v1 64  4 
cos     cos     cos 1      14
a v1 8  2 17  17 

GRUPO II

1. Numa aula laboratorial os alunos pretendiam estudar, para um lançamento horizontal de uma certa
altura, a relação entre o alcance do projétil e a sua velocidade inicial. Para simular esta situação
utilizaram uma calha polida, que terminava num troço horizontal, situado a uma altura
y 0  90,00 cm
em relação ao solo, e uma esfera de diâmetro d  6,5 mm . A esfera, imediatamente
antes de iniciar o voo para o solo, passava numa célula fotoelétrica ligada a um digitímetro. Com os
valores medidos nos vários ensaios foi efetuado o gráfico seguinte.

1.1. Apresente, no Sistema Internacional de Unidades, o diâmetro da esfera, indicando o resultado


com a incerteza absoluta de leitura, sabendo que a craveira usada era digital.

d   6,5  10 3  1  10 4  m

1.2. Selecione a opção que completa corretamente a frase:


“Nesta atividade laboratorial foi necessário medir o tempo de passagem da esfera na célula
fotoelétrica e a velocidade de lançamento. As medições destas duas grandezas são…
(A)… diretas (C) … direta e indireta, respetivamente. X
(B)… indiretas (D) …. indireta e direta, respetivamente.
Opção (C).

1.3. Calcule o tempo de voo teórico.

2 y0 2  0,90
ttvoo   voo   t voo  0,43 s
g 9,8

1.4. Selecione a opção correspondente ao tempo de voo da esfera, obtido por via experimental.
Eu e a Física 12
(A) 0,11 s (C) 0,05 s

(B) 0,45 s X (D) 0,10 s


Opção (B).

1
1.5.Para um valor de velocidade de lançamento de 3,5 m s , determine o valor previsto para
o alcance.

xmáx  0,4478  3,5  0,1082  xmáx  1,5 m

1
Para um valor de velocidade de lançamento de 3,5 m s , o alcance previsto é 1,5 m .

GRUPO III

1. De uma altura de 3,0 m, hA , é lançado um bloco de 1,0 kg que desliza num plano inclinado, que faz 37°
com a horizontal, com uma velocidade de módulo 2,0 m s –1, paralelamente à superfície.
O bloco para no instante em que atinge o ponto B, a uma altura hB , sendo a energia mecânica nesse
instante igual a 10 J.

1.1. Relativamente ao movimento de descida do bloco até parar, selecione a opção correta.

(A) Em  0

(B) Em  0
Em  WP
(C)

(D) Em  0 X
Opção (D).

Sendo, neste caso Em  Em (B)  Em (A) , como a energia mecânica ao chegar ao ponto B é inferior à
energia mecânica no ponto A, visto a energia cinética ser nula e a altura ser inferior à inicial, conclui-

-se que Em  0 .

1.2. Determine a que altura, hB , o bloco parou.


Em (B) 10
Em (B)  mg hB  hB   hB   hB  1,0 m
mg 1,0  10 .

1.3. Determine o deslocamento efetuado pelo bloco até parar.


Atendendo à figura, temos:

Eu e a Física 12
hA 3,0 h 1,0
sin37   AC   AC  5,0 m sin37  B  BC   BC  1,7 m
AC sin37  ; BC sin37 

Assim, o deslocamento efetuado pelo bloco até parar, x , será:

x  AC  BC  x  5,0  1,7  x  3,3 m

1.4. Determine o valor do coeficiente de atrito cinético.


1 1
WFa  Em  Fa x  mg hB  mg hA  mv A2   c mg cos x  m  g hB  g hA   mv A2
2 2

0,5v A2  g  hB  hA  0,5  2,02  10   1,0  3,0 


 c g cos x  0,5 vA2  g  hB  hA   c   c 
g cos  x 10  cos37 3,3

c  0,83

FIM

GRUPO I GRUPO II GRUPO III Total


(pontos)

1.1. 1.2. 1.3. 1.4. 1.1. 1.2. 1.3. 1.4. 1.5. 1.1. 1.2. 1.3. 1.4.

12 12 20 20 12 12 12 12 20 12 18 18 20 200

Eu e a Física 12