Você está na página 1de 2

A Centralidade da Palavra: Ela nos santifica

João 17. 14-21

INTRODUÇÃO:

O capítulo 17 de João é conhecido como “A Oração Sacerdotal de Jesus”. Ele intercede por seus
discípulos e, logo depois, é preso e crucificado. Nessa oração Jesus enfatiza, no trecho lido, junto ao pai, a
santificação e consagração de vida mediante a verdade. Verso 17: “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a
verdade.”. Jesus ressalta A Centralidade da Palavra. Somente ela é a verdade neste mundo de inverdades.
Jesus é a própria verdade para combater o falso evangelho, por muitos divulgado.

Essa santificação desejada por Jesus para o seu povo, através de uma ardente oração, tem sua raiz na
Palavra. É o poder da Palavra de Deus, na vida do cristão, que produz o desenvolvimento espiritual.

A santificação é um processo que tem início no dia da conversão. Deus nos resgata das trevas do
pecado para uma nova dimensão. A dimensão do Reino da luz. De uma velha vida, para uma novidade de
vida, pois tudo se faz novo. É o que conhecemos como crescimento espiritual. É a “metanoia”, a mudança de
mente. É uma “metamorfose”. Passamos a ser uma nova criatura em Jesus Cristo.

Fomos transportados por esse poder arrebatador de Jesus Cristo, diretamente para o Reino da luz, com
um propósito estabelecido e único: “para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus imaculados
no meio de uma geração corrupta e perversa, entre a qual resplandeceis como luminares no mundo.” (Fil. 2.
15). A nossa mente deve ser a mente de Cristo. Os nossos valores passam ser os valores de Cristo Jesus em
nós. É a “metanoia” em ação, até a volta de Cristo. Somos agora, luzeiros no mundo. O significado do termo
“Santificação” tem dois aspectos: “separação” e “dedicação”; é separar-se “de” alguma coisa e “para” alguém
ou algum objetivo.

Uma boa figura bíblica para o tema encontra-se na história de Israel. O propósito de Deus para o seu
povo não era apenas libertá-lo do Egito, mas transformá-lo em “nação santa”

(Êx. 19. 6). Para tanto, Deus deu para eles a Lei para santificá-los. Alguns mandamentos tinham o claro
objetivo de evitar o pecado (separação). Outros indicavam o que os israelitas deviam fazer (dedicação).

São os aspectos “negativos” e “positivos”, segundo o escritor e pastor Anísio Andrade, da santificação,
que podem ser resumidos nas palavras do profeta Isaías: “Cessai de fazer o mal; aprendei a fazer o bem.”
(Isaías 1. 16 b, 17 a).

Isto posto, entendemos que o cristão não deve ser conhecido apenas por aquilo que parou de fazer,
mas pelo que faz para Deus em favor do próximo. A santificação é, ao mesmo tempo, distanciar-se do pecado
e aproximar-se de Deus. É fugir do pecado e ter atitudes de consagração ao Senhor. Entendemos assim
haver alguns aspectos fundamentais.

A Centralidade da Palavra: Ela nos santifica

I – A Santificação tem origem no Poder da Palavra

. É a Palavra de Deus que nos purifica e santifica. “Vós já estais limpos pela Palavra que vos tenho
falado.” (João 15. 3).
. É a presença da Palavra de Deus em nós que nos levará a produzir frutos da santificação. João 15. 5
“Eu sou a videira: vós sois as varas. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem
mim nada podeis fazer.”. (João 15. 5).

. É a prática da Palavra de Deus que manifesta o poder da santificação. “Se vós permanecerdes em
mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito.” (João 15. 7).

A Centralidade da Palavra: Ela nos santifica

II – A Santificação toca o coração de Deus

. Para que manifeste as suas maravilhas. Como crentes, como Igreja do Senhor Jesus Cristo, somos
incentivados pela sua Palavra, a nos santificar. O temor da Palavra é o princípio da sabedoria. É o caminho, a
estrada da santificação. É essa disposição em resplandecer a glória de Deus, manifestando o seu poder em
nós, pela santificação, que agrada o coração de Deus.

. Quando nos santificamos, é como quando tomamos banho, podemos por uma roupa limpa, agora
podemos receber aquilo que sonhamos! Josué 3. 5 “... santificai-vos, porque amanhã o Senhor fará
maravilhas no meio de vós.”. O Jordão estava entre o povo e a terra prometida. A santificação manifestou o
poder de Deus e maravilhosamente o rio se abriu diante do povo de Deus. A terra prometida foi alcançada
pela santificação do povo.

. Amado (a) irmão (ã), qual é o rio que você precisa que seja aberto, para você alcançar a sua terra
prometida? A santificação é a condição para tocar o coração de Deus, e, as suas maravilhas serem
manifestadas na sua vida.

A Centralidade da Palavra: Ela nos santifica

III – A Santificação é uma necessidade permanente

. Ao começarmos a vida cristã, nosso alvo é servir Jesus para sempre.

. A santificação começa junto com essa decisão. Na peregrinação do povo de Israel, quando foi tirado
da escravidão egípcia, o Senhor foi manifestando, através de Moisés, a sua Palavra orientadora. Deus
explicou a necessidade da pureza na vida deles, quando deu ao povo essa lei: “Eu sou o Senhor, que vos
faço subir da terra do Egito, para que eu seja vosso Deus; portanto, vós sereis santos, porque eu sou santo.”
(Levítico 11. 44-45).

. Esse é o nosso padrão de santidade, é o próprio Deus. Os homens, somos falhos não servimos para
padrão de santificação. Somente Deus tem o verdadeiro padrão de santidade para sua e minha vida, através
de toda a Bíblia.

CONCLUSÃO:

A Centralidade da Palavra em nossa vida nos conduzirá no caminho da santificação. Ela tem origem no
poder da Palavra, ela arrebata o coração de Deus, e ela nos conduz permanentemente no caminho da
santificação. Santificação é o caminho da vitória no Reino de Deus. Amém.

Interesses relacionados