Você está na página 1de 1

AS BANDEIRAS DE PORTUGAL

Após a Revolução de 5 de Outubro de 1910, a bandeira nacional teria que ser alterada.
Surgiram assim diversas propostas, até finalmente ser escolhido o actual pavilhão
nacional.

Este proposta era anónima, embora seme- A sugestão de Duarte Alves G. Leal
lhante à de Delfim Guimarães e Roque continua a ter as cores da bandeira
Gameiro, podendo ter sido também da sua monárquica, com um losando sobreposto a
autoria. Neste caso, os símbolos surgem encarnado e verde, tendo a esfera armilar e
lateralmente e não centrados. o escudo de armas ao centro.

Esta proposta surge de alguém cujo nome Guerra Junqueiro, famoso escritor, propôs
é desconhecido, sabendo-se apenas as monter as cores da monarquia, substituin-
suas iniciais: J. A. E. S. do a coroa sobre o escudo de armas por
uma esfera armilar e duas estrelas encar-
nadas e duas verdes.

Tantas foram as propostas em 1910, que FInalmente foi proposta a actual bandeira,
nos jornais chegou a surgir uma polémica que reuniu um consenso alargado, tendo
sobre o assunbto, tendo até sido sugerida sido tornada oficial a 19 de Junho de 1911,
esta para conciliar todas as propostas, num decreto publicado no Diário do
embora fosse entendida como piada. Governo nº 141, do mesmo ano.