Você está na página 1de 68

SOBRE O AUTOR Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

José de Andrade Neto é Juiz


de Direito de Entrância Especial
no Estado de Mato Grosso do
Sul desde 2002. É Diretor de
Ensino da Escola Superior da
Magistratura de Mato Grosso do
Sul e Coordenador de Ensino a
Distância da Escola Judicial do
Tribunal de Justiça de Mato
Grosso do Sul. Mestre em
Garantismo e Direitos Fundamentais pela Universidade de

Girona,
(UNISUL)na Espanha; Pós-Graduado
e em Direito em Direito
Constitucional Processual
(PUC-RJ); autorCivil
de
inúmeros livros e artigos publicados em editoras e sites de
renome nacional. Atualmente é coordenador do Projeto
Audiências Online (www.audienciasonline.com.br) que tem
auxiliado mais de 30 mil acadêmicos e profissionais do direito a
ganharem experiência prática na Sala de Audiências.

i
APRESENTAÇÃO Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Ao longo de meus quase 15 anos de exercício da magistratura,


posso dizer que passei grande parte deles dentro de uma Sala
de Audiências.
No começo, devo confessar, tive enormes dificuldades, uma
vez que durante a minha formação como acadêmico de direito
nunca dei grande importância a esse ato processual. Eu
achava que para “me dar bem” no direito bastava saber
escrever, conhecer a lei, a jurisprudência e as melhores
doutrinas. Ledo engano!
Durante a faculdade nunca me importei em assistir audiências
e, quando assistia, mal prestava atenção no ato. O que eu
queria mesmo era a assinatura do Juiz pra poder apresentar ao
professor de “prática forense” e receber a minha nota. Como
não tive a oportunidade de estagiar em um escritório de
advocacia e nem com algum juiz, também não pude
acompanhar de perto advogados e magistrados fazendo
audiência durante a minha graduação. Eu não sabia que no
futuro isso iria me custar muito caro.
Logo em minha primeira audiência como Juiz de Direito passei
um dos maiores apuros de minha vida profissional. Na véspera
do ato, quando estudava o processo e me preparava, acabei
me dando conta que a audiência é o ponto central de um
processo e que naquele ato podem acontecer “mil coisas”
diferentes, inúmeros pedidos e impugnações, de todos os

ii
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
lados e gostos, e que eu deveria estar “pronto pra tudo”, que depende – apenas – da boa atuação do advogado, mas muito
teria que decidir ali, na hora, sem demonstrar insegurança ou de o cliente realmente possuir o direito que está sendo
desconhecimento. Confesso que foi uma noite longa e que defendido.
passei “em claro”, fazendo inúmeras anotações e previsões do
que poderia ocorrer no ato e de como eu deveria agir. Mas uma coisa é certa e eu posso te garantir. Ao longo de
meus quase 15 anos fazendo audiências semanalmente, já vi
Com muita dificuldade eu superei a minha primeira audiência e centenas de clientes sendo prejudicados, literalmente
todas as demais que foram surgindo ao longo de minha perdendo direitos, em razão da falta de experiência prática do
carreira. Porém, não tenho dúvida que a minha falta de profissional que lhe defendia, especialmente de experiência
experiência deve ter custado caro pra muita gente. Se em vez dentro de uma sala de audiências. Por isso, posso afirmar sem
de magistrado eu estivesse na posição de advogado, tenho medo de errar: o advogado que sabe peticionar, que sabe
certeza de que a minha inexperiência poderia ter custado a conquistar clientes, mas que não sabe como se portar e agir
minha carreira, ou melhor, o absoluto insucesso dela. dentro de uma sala de audiências, está fadado ao insucesso!
E como eu não desejo a ninguém a aflição pela qual passei, Por fim, deixo duas advertências.
tive a iniciativa de publicar esse breve escrito, o qual intitulei de
“20 dicas preciosas para você ter sucesso em qualquer A primeira é que as dicas não estão apresentadas seguindo
audiência judicial”. alguma ordem de importância ou alguma lógica acadêmica.
Tratei simplesmente de elencar 20 atitudes que, ao longo do
Cabe lembrar que quando falo em dicas que farão com que tempo, pude constatar serem comuns aos advogados de
você tenha “sucesso em qualquer audiência judicial” estou me sucesso, àqueles que mais vi terem êxito nas audiências das
referindo a conseguir participar corretamente do ato, a ter uma quais participei como Juiz de Direito nas esferas cível e
boa desenvoltura profissional, a saber o que fazer frente as criminal. Guardadas as devidas peculiaridades da legislação,
inúmeras situações que poderão surgir, a não passar vergonha não tenho dúvida de que muitas dicas também se aplicam às
na frente do seu cliente ou das demais pessoas presentes. audiências trabalhistas.
Que ninguém confunda “ter sucesso na audiência” com
“ganhar a causa”, “ter êxito na demanda”. Ganhar a causa não A segunda é que o presente trabalho não tem, nem de longe, a
pretensão de esgotar o assunto e tampouco de refletir um
iii
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
trabalho de caráter acadêmico. O texto traz breves anotações,
de coisas e assuntos que reputei importante. Não há dúvida de
que o assunto renderia, no mínimo, uma publicação com mais
de mil páginas.
Por fim, desejo que essas breves linhas sirvam como auxílio
em sua vida profissional e que Deus te acompanhe durante
toda a sua carreira.

O autor

iv
SUMÁRIO Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

DICA 01 - Leia e estude o processo. Se não tiver tempo, leia ao DICA 09 - Se você não tem muita experiência em audiências,
menos as peças principais e identifique os pontos procure assistir o máximo de audiências possível
controvertidos da lide Página 32
Página 08 DICA 10 - Quebre a tensão que normalmente existe em uma
DICA 02 - Estude o rol de testemunhas da parte contrária audiência
Página 11 Página 35
DICA 03 - Trate todos com respeito, sempre DICA 11 - Jamais instrua a testemunha sobre o que ela deve
Página 14 ou não dizer em audiência
DICA 04 - Esteja preparado para fazer as alegações finais orais Página 37
Página 17 DICA 12 - Jamais faça perguntas só por fazer
DICA 05 - Ajude a resolver o processo sem que seja Página 40
necessário o julgamento do mérito DICA 13 - Jamais mande para a audiência um advogado
Página 20 (colega) que não conhece o processo
DICA 06 - Vá para a audiência devidamente trajado (a) Página 43
Página 23 DICA 14 - Jamais critique em audiência uma decisão que tenha
DICA 07 - Para a prova de cada fato, arrole no máximo 3 sido prolatada no ato pelo juiz
testemunhas. Se a parte contrária arrolar mais do que 3 Página 45
testemunhas, exija o esclarecimento em audiência DICA 15 - Jamais “bata boca” com o juiz ou com o outro
Página 26 advogado em audiência
DICA 08 - Apresente a contradita sempre no momento Página 48
adequado DICA 16 - O que fazer se o advogado da outra parte fizer
Página 29 perguntas impertinentes?
Página 51

5
DICA 17 - O que fazer para conseguir adiar uma audiência
Página 54
DICA 18 - Nunca entre na sala de audiências sem ser chamado
Página 57
DICA 19 - Como modificar um rol de testemunha que já tenha
sido apresentado
Página 60
DICA 20 - Como aumentar as chances de conseguir fazer um
bom acordo em audiência: a técnica da concessão
Página 63

6
DICA
1
Leia e estude o processo. Se
não tiver tempo, leia ao

menos as peças
identifique principais e
os pontos
controvertidos da lide.
DICA 1 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Leia e estude o processo. Se não tiver não for possível, pela falta de tempo (você pode ter sido
tempo, leia ao menos as peças contratado às vésperas da audiência e não conseguir tempo
para fazer toda a leitura), leia, ao menos, as principais peças
principais e identifique os pontos que compõem o processo, identificando os pontos
controvertidos da lide. controvertidos da lide.

Em um processo civil, posso dizer que as principais peças são


a petição inicial, a contestação e a decisão saneadora. Já no
Por mais básica que possa parecer essa dica, infelizmente ela
processo penal, é importante fazer a leitura, ao menos, da
é uma das que mais vejo ser desprezada.
denúncia, da decisão de recebimento da denúncia, das peças
Por inúmeras vezes fiz audiências com profissionais que da defesa e dos depoimentos prestados na polícia.
sequer haviam lido o processo e vi, flagrantemente, direitos de
clientes sendo prejudicados por isso. Feita a leitura de todo o processo ou ao menos das peças
principais, identifique os pontos controvertidos da lide , ou
Infelizmente não é todo profissional que trata com zelo a seja, aquelas circunstâncias de fato onde a afirmação da parte
confiança que nele é depositada. E isso vale não só para autora é diferente da afirmação feita pela parte ré. Por
advogados e procuradores, mas também para magistrados, exemplo: o autor fala que o acidente de trânsito aconteceu
promotores, etc. Mas o grande problema quando a falta de zelo porque o réu passou com seu veículo pelo “sinal vermelho”. Já
advém de um advogado é que o sucesso do direito perseguido o réu, em sua contestação, afirma que passou pelo cruzamento
por seu cliente depende muito da boa desenvoltura do quando o sinal estava “verde”. Eis o ponto controvertido da
profissional do direito por ele contratado. E se esse profissional lide: descobrir, de fato, qual era a cor do “sinal de trânsito”
sequer faz a leitura do processo antes de participar da quando o réu passou pelo cruzamento.
audiência, as chances de sucesso chegam perto do zero.
Mas porque é importante definir os pontos controvertidos da
Por isso é deveras importante que você, sempre, antes de uma lide? Porque é sobre eles e tão somente sobre eles que o juiz e
audiência judicial, seja ela de tentativa de conciliação ou de os advogados poderão fazer perguntas às partes e
instrução, faça a leitura atenta de todo o processo. E se isso testemunhas na audiência. Se não há divergência sobre o sinal

8
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
estar verde ou vermelho no momento de um acidente, porque o
juiz irá perguntar para uma testemunha se ela viu a cor do
sinal? Como regra, somente serão objeto de prova em uma
audiência as questões de fato que forem controvertidas.
Então, fica a dica:

Faça uma boa leitura do processo e identifique


perfeitamente todos os pontos controvertidos da
lide. Com isso, você aumentará significativamente
suas chances de sucesso.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 9
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
2
Estude o rol de testemunhas
da parte contrária.
DICA 2 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Estude o rol de testemunhas da parte Atualmente, como as pessoas costumam “revelar a vida” nas
contrária. redes sociais, não vai ser nada difícil para você encontrar fotos
no Facebook ou em outros aplicativos, onde a parte contrária
apareça em festas ou comemorações com a pessoa que ela
arrolou para ser ouvida como sua “testemunha”. Essas fotos
podem ser as provas que você precisa para demonstrar ao juiz
que a pessoa arrolada pela parte contrária não pode ser ouvida
Em uma audiência de instrução, além de poder colher o como testemunha, visto que possui amizade íntima com a
depoimento da parte contrária, você poderá fazer ouvir as suas parte e, por isso, grande interesse em que ela saia vencedora
testemunhas e também poderá inquirir as testemunhas na causa. Se você apresentar a comprovação ao juiz, terá
arroladas pela parte contrária. grandes chances de ter seu pedido acolhido e conseguirá

Acontece que, muitas vezes, a parte contrária acaba arrolando praticamente neutralizar,
pessoa arrolada tirar o efeito, do depoimento da
pela parte contrária.
para serem ouvidas como “testemunhas” pessoas que
possuem uma ligação íntima de amizade com a parte, ou seja, Eu me recordo de uma audiência em que vi o advogado ter
pessoas que, nos termos da lei (art. 447, § 3º do CPC), devem pleno êxito aplicando exatamente essa técnica. Era um caso
ser consideradas como “suspeitas” e não podem ser ouvidas envolvendo um acidente de trânsito. O autor alegava que o
como testemunhas, mas como meras “informantes do juízo”. acidente havia acontecido porque o réu havia passado pelo
cruzamento quando o sinal estava vermelho para ela. Já o réu,
E a alegação de suspeição da testemunha arrolada pela parte em contestação, dizia que havia passado quando o sinal
contrária deve ser feita por você, no momento da oitiva, estava verde. Em audiência, o autor não apresentou
quando o juiz começa a fazer a qualificação da pessoa que testemunhas. Já o réu arrolou apenas uma pessoa que queria
será ouvida. fazer ouvir como testemunha. Porém, muito astuto, o advogado
Por isso, é muito importante que, antes da audiência, você faça do autor tratou de alegar a contradita e provar que o réu e a
um estudo aprofundado do rol de testemunhas apresentado pessoa que ele queria fazer ouvir eram amigos íntimos, pois
pela parte contrária. postavam, quase que diariamente, fotos de festas e baladas

11
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
onde estavam sempre juntos, bebendo e comemorando. A
contradita acabou sendo acolhida e a pessoa arrolada pelo réu
foi ouvida como mero informante do juízo, ou seja, sem prestar
o compromisso de dizer a verdade. No final da instrução,
restou evidente que era o autor quem dizia a verdade. Mas se
não fosse o bom desempenho do advogado do requerente,
talvez ele não teria obtido o êxito na ação.
Então, fica a dica:

Antes de uma audiência, estude sempre o rol de


testemunhas da parte contrária e, se possível, leve
provas de eventual suspeição.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 12
IMPORTANTE:este canal é dedicado APENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
3
Trate todos com respeito,
sempre!
DICA 3 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Trate todos com respeito, sempre! Quando mantemos a calma, conseguimos raciocinar e expor
com inteligência os nossos argumentos. Já quando perdemos
a calma, além de demonstrarmos falta de controle emocional,
corremos o risco de não enxergarmos bons argumentos para a
defesa do nosso ponto de vista e até mesmo de
embaralharmos o nosso raciocínio.

Já tive a oportunidade de presenciar um advogado dar


Muito mais do que jurídica, aqui está uma dica de cunho ético:
verdadeira aula de controle emocional em audiência. Enquanto
trate todos com respeito, sempre, inclusive a parte contrária e
o patrono de uma das partes parecia estar fora de controle, a
seu advogado. Nunca perca a paciência ou exploda durante
medida em que via sua tese sendo desmontada pela
uma audiência, ainda que alguém não lhe trate com o respeito
testemunha que estava sendo ouvida e, ao mesmo tempo,
que você espera. procurava ser ofensivo e desrespeitoso ao advogado da parte
Mesmo que o Juiz indefira todos os seus pedidos e perguntas, contrária, este, falando com voz mansa e calma, parecia estar
ainda que a parte contrária se manifeste de certa forma te em uma meditação budista. Em momento algum perdeu sua
afrontando, te desrespeitando, nunca perca a calma. Peça para paciência e prosseguiu por todo o ato rebatendo, uma a uma e
consignar em ata todos os acontecimentos e, depois, se for o com muita elegância, as ofensas que eram praticadas pela
caso, você poderá tomar as providências que entender parte contrária.
cabíveis junto ao Conselho de Ética da OAB ou mesmo à
Confesso que o cliente do advogado ofensor deve ter ficado
Corregedoria de Justiça, se o autor das ofensas for o
com muita vontade de trocar de advogado naquela hora. E não
magistrado. Neste último caso, se o juiz ofensor se negar a
tenho dúvida de que o advogado que agiu com calma soube
consignar seus pedidos na ata, informe-o que você irá começar
explorar muito melhor a prova que estava sendo produzida,
a gravar a audiência, conforme lhe faculta o Código de
uma vez que não deixou sua mente ser povoada pela raiva e
Processo Civil (art. 367, § 6º). A sua gravação será a prova do
pelo ódio, que costumeiramente cega qualquer um.
desrespeito às suas prerrogativas. Mas o mais importante:
nunca perca a calma.

14
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
Digo sem medo de errar: o controle emocional é uma das
principais características de um bom profissional.
Então, fica a dica:

Trate todos com respeito, sempre, inclusive a parte


contrária e seu advogado. Nunca perca a paciência
ou exploda durante uma audiência.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 15
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
4
Esteja preparado para fazer
as alegações finais orais.
DICA 4 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Esteja preparado para fazer as Não há nada mais vergonhoso para um advogado do que, na
alegações finais orais. frente do cliente, não saber se manifestar. Isso transmite total
insegurança e pode te levar ao fracasso profissional.
As alegações finais não devem ser mera repetição da petição
inicial ou da contestação. Nessa manifestação o advogado
deve tratar expressamente sobre a prova que foi produzida
naquela audiência. Deve focar em dizer se o os depoimentos
Segundo o Código de Processo Civil, após a produção das
colhidos no ato confirmaram ou não as teses antes alegadas.
provas em audiência, as partes poderão apresentar suas
alegações finais de forma oral. Não é o momento adequado para fazer a defesa de tese
jurídica. Isso já deve ter sido feito na petição inicial ou mesmo
As alegações orais só podem ser substituídas por memoriais
escritos quando a causa for complexa ou quando houver um na contestação.
negócio processual feito entre as partes nesse sentido. Mas Por exemplo. O caso trata de um acidente entre veículos e o
em regra, esteja preparado para se manifestar oralmente em autor alega que o réu causou o acidente por não ter respeitado
audiência. a preferência de passagem que era dada à via em que ele
transitava. Dizia, em síntese, que ele estava transitando por
No processo penal, a regra também é a apresentação das
uma avenida e que o réu transitava por uma via secundária e,
alegações finais de forma oral.
por isso, deveria lhe dar preferência de passagem. Após
Se for preciso, ensaie antes aquilo que você pretende falar, ao realizada a oitiva das testemunhas, o advogado deverá
menos os pontos chaves. Se você possui grandes dificuldades destinar suas alegações orais para explorar o que foi dito pelas
para falar em público, já leve algo pronto que você possa, ao pessoas ouvidas - se elas confirmaram ou não que o réu
menos, ler para o escrevente. desrespeitou a preferência de passagem do autor.
Não é o lugar de se discutir a tese jurídica de que quem está
em via secundária deve ou não dar preferência àqueles que

17
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
estão transitando pela via preferencial. Isso já deve ter sido
bem sustentado na contestação e na peça inicial.
Então, fica a dica:

Esteja sempre preparado para fazer as alegações


finais orais.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 18
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
5
Ajude a resolver o processo
sem que seja necessário o

julgamento do mérito.
DICA 5 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Ajude a resolver o processo sem que ocorre efetivamente a pacificação social, que é o objetivo maior
seja necessário o julgamento do de todo o sistema de justiça.

mérito. Inúmeras vezes já presenciei partes que entraram para a sala


de audiência querendo “se matar”, sem conseguir sequer
manter um diálogo pacífico e respeitoso. Porém, com o auxílio
de excelentes advogados, já consegui que essas partes
firmassem acordos que resultaram não apenas no fim do
Quando se trata de um processo da área cível, converse
processo, mas também no resgate de uma amizade, de uma
sempre com seu cliente, antecipadamente, sobre a
relação comercial que havia ficado estremecida, enfim, na
possibilidade de realizar um acordo. Ainda que ele se ache
verdadeira pacificação social. E posso dizer que sempre
“cheio de direito” e, a princípio, mostre-se intransigente em
quando isso acontece, eu e os advogados saímos do ato com
relação a realizar um acordo, insista. Diga a ele que o simples o verdadeiro sentimento do dever cumprido. Muito mais do que
tramitar da demanda, com desgaste de tempo e de paciência,
se uma sentença tivesse sido proferida.
gerará prejuízo a todos, inclusive a ele.
Já no processo criminal, antes de ir para uma audiência,
Todo juiz gosta de ver quando uma parte se esforça para
verifique se seu cliente não possui direito a algum benefício,
resolver o processo amigavelmente.
como a suspensão condicional do processo, por exemplo. Em
Se o cliente não quiser fazer qualquer abatimento de valor, por caso positivo, alegue isso ao juiz antes de começar a oitiva das
exemplo, leve uma proposta que envolva a forma de testemunhas. Com esse ato, você pode evitar que ocorra uma
pagamento. Mas leve uma proposta. E seja proativo em demorada instrução processual, fazendo com que todos
mostrar a sua disposição em resolver o processo. ganhem tempo. O ideal é que você alegue a existência de
algum benefício antes mesmo da audiência, por meio de
Como juiz de direito posso afirmar que todo magistrado aprecia petição, para que, se for o caso, possa dar tempo de haver o
o advogado que colabora com a realização de um acordo. Não cancelamento da audiência, uma vez que a instrução não será
porque será um processo a menos para ele julgar (é claro que mais necessária.
isso não pode ser desprezado), mas porque com o acordo
20
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
Quando o magistrado consegue vislumbrar no profissional que
trabalha com ele um perfil de colaborador, de pessoa que se
preocupa com as demais, que trabalha com o objetivo comum
de pacificar a sociedade, e não apenas de “ganhar causas” e
clientes, pode apostar que esse profissional ganha grande
admiração e respeito em todo o ambiente forense.
Então, fica a dica:

Ajude a resolver o processo sem que seja


necessário o julgamento do mérito.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 21
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
6
Vá para a audiência
devidamente trajado (a).
DICA 6 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Vá para a audiência devidamente Vez ou outra ouvimos notícia de que determinado juiz proibiu
trajado (a). um advogado de adentrar na sala de audiências porque o
mesmo não estava portando a vestimenta adequada,
especialmente por faltar a gravata. Como juiz de direito devo
confessar que nunca dei muita importância a isso, ao detalhe
de o profissional estar ou não de gravata. Desde que a roupa
não seja extravagante demais ou totalmente inadequada
Eu não sei se você sabe, mas pode ser que em seu Estado o (imagine um advogado chegar no fórum para fazer uma
Código de Organização e Divisão Judiciária estabeleça qual é audiência trajando bermuda, chinelo e camiseta regata?!), eu
a roupa que os advogados devem usar para participar de uma realizo o ato sem problemas. Penso que, também da parte do
audiência. Se existir esse regramento em sua área de atuação, juiz, deve haver muito bom sendo e tolerância. As vezes o

é bom que você o conheça e siga. advogado está não


mesmo porque sem deu
gravata
tempopordeum simples
passar em esquecimento
casa pra pegarou o
É claro que, como tudo na vida, o profissional deve ter muito acessório. Penso que isso é absolutamente irrelevante, frente à
bom senso na hora de escolher a roupa que irá usar para importância do ato que será realizado.
participar de uma audiência. No caso do homem, as leis
existentes costumam direcionar para o uso do terno e da Mas uma coisa é certa. Se existir um regramento na lei que se
gravata. Já para as mulheres, algumas leis recomendam saia e aplica em sua região, você deve procurar segui-lo. Não
blazer. Mas o que vale, sempre, é a boa medida das coisas. adiantar taxar o juiz de intolerante se o mesmo está apenas
Nada de roupa muito extravagante ou chamativa. cumprindo a lei ao exigir que o advogado se apresente de
terno e gravata para a audiência. O errado é sempre quem não
Na audiência, o centro das atenções deve ser a prova a ser cumpre a lei e não aquele que exige o seu cumprimento.
produzida e não a cor do terno ou da gravata do advogado ou
do juiz; e não o cumprimento da saia ou o tamanho do decote A propósito, se acontecer de você chegar para fazer uma
da advogada. audiência e achar que sua roupa não está adequada (porque
falta a gravata, por exemplo), peça para falar reservadamente
com o juiz antes do ato começar e explique a ele o imprevisto
23
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
que aconteceu e que te impediu de providenciar a roupa
adequada. Tenho certeza que se se tratar de uma pessoa de
bom senso, o juiz irá relevar a questão e o ato acontecerá
normalmente.
Então, fica a dica:

Vá para a audiência devidamente trajado.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 24
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
7
Para a prova de cada fato, arrole
no máximo 3 testemunhas. Se a

parte
que 3contrária arrolarexija
testemunhas, maiso do
esclarecimento em audiência.
DICA 7 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Para a prova de cada fato, arrole no Para provar suas alegações, o autor arrola 7 testemunhas.
máximo 3 testemunhas. Se a parte Porém, não esclarece qual testemunha irá provar cada um dos
2 fatos a serem provados.
contrária arrolar mais do que 3
testemunhas, exija o esclarecimento Como já vimos, o CPC autoriza que sejam ouvidas até 3
testemunhas para a prova de cada fato. Então, no início da
em audiência. audiência, você, como advogado da parte contrária, deverá
requerer ao juiz que exija da parte contrária que esclareça qual
Uma questão muito importante, mas que na prática acaba
testemunha arrolada se destina a fazer prova de qual fato
sendo negligenciada por muitos, é que o Código de Processo
controvertido.
Civil estabelece que a parte pode arrolar no máximo 3
testemunhas para a prova de cada fato (art. 357, § 6º). Se o patrono da parte contrária não estiver preparado para
Consequentemente, muitos advogados esquecem de uma tanto, certamente não saberá escolher qual testemunha
escolher e qual deverá excluir.
alegação muito importante que podem fazer em audiência e
que pode conseguir acabar com a estratégia da parte contrária. Consequentemente, poderá acabar excluindo uma testemunha
Explico. relevante e prejudicando sua estratégia de atuação. E cabe
ressaltar que neste momento o advogado não poderá
Imagine uma ação em que o autor cobre do réu uma
conversar com as testemunhas para saber o que cada uma
indenização por danos materiais causados em um acidente de
sabe sobre os fatos da lide.
trânsito. Após apresentada a contestação, restam dois fatos a
serem provados: o primeiro é a culpa do réu pelo Assim, com essa dica simples você pode ficar duplamente
acontecimento do acidente; o segundo é o dano material preparado. Primeiro para ir para uma audiência, sempre,
alegado pelo autor. Ele afirma ter gasto R$ 20.000,00 para sabendo qual fato cada testemunha irá depor, pois se você for
consertar o seu veículo. indagado a respeito pelo juiz, saberá a resposta a dar. E,
segundo, para pegar de surpresa a parte contrária cujo patrono
se mostre negligente em relação a este ponto.

26
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
Então, fica a dica:

Para a prova de cada fato, arrole no máximo 3


testemunhas. Se a parte contrária arrolar mais do
que 3 testemunhas, exija o esclarecimento em
audiência.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 27
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
8
Apresente a contradita
sempre no momento

adequado.
DICA 8 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Apresente a contradita sempre no E é aqui que entra a dica que quero te dar. Cuidado para não
momento adequado. deixar passar o momento adequado de suscitar a contradita.
Não seja tímido ou tenha receio de interromper o juiz no
momento em que ele esteja qualificando a pretensa
testemunha.

O ideal é que, após o juiz perguntar o nome da pessoa que


será ouvida, você, como advogado, peça a palavra ao
Como você sabe, o Código de Processo Civil estabelece que
magistrado e informe que pretende “contraditar” a testemunha.
podem depor como testemunha todas as pessoas, exceto as
Certamente, neste momento o juiz te dará a palavra para que
incapazes, as impedidas e as suspeitas.
você sustente suas alegações. É muito importante que você
O art. 447 do CPC, em seus parágrafos 1º, 2º e 3º, estabelece não deixe esse momento passar, pois caso contrário deixará
quem deve ser considerado incapaz, impedido ou suspeito “precluir” o direito de suscitar a contradita.
para ser ouvida como testemunha. Vale a pena dar uma
A propósito, neste ponto me lembro de um caso muito
olhada.
ilustrativo. Em uma audiência que realizei há algum tempo, fiz
Mas aqui a questão é a seguinte: e se o advogado da parte a qualificação de uma testemunha e a parte contrária ouviu a
contrária arrolar como testemunha uma pessoa que você sabe qualificação e não apresentou qualquer contradita.
que possui amizade íntima com a parte que a arrolou? Em que Consequentemente, a pessoa prestou o compromisso de dizer
momento você deve alegar a suspeição ao juízo? a verdade e começou a ser ouvida por mim. Eu fiz todas as
perguntas que achava pertinente e passei a palavra ao patrono
A contradita, que é o ato de alegar a incapacidade, o que havia arrolado, o qual também fez as perguntas que
impedimento ou a suspeição de uma testemunha, deve ser pretendia. No momento em que eu passei a palavra à
apresentada antes do início do depoimento, exatamente no advogada da parte contrária àquela que havia arrolado a
momento em que o juiz começa a fazer a qualificação da testemunha, a patrona informou que gostaria de apresentar a
pessoa que será ouvida. contradita. Porém, infelizmente, o prazo para tanto já havia
sido ultrapassado, a testemunha já havia sido compromissada
29
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
e nada mais podia ser feito a respeito. No momento, eu
esclareci a advogada que a contradita deveria ter sido
apresentada no momento da qualificação, ao passo em que ela
me disse que assim não teria agido porque teria ficado
“constrangida” em me interromper. Ora, se tem uma coisa que
não pode fazer parte da conduta de um advogado é a timidez.
Um bom causídico deve saber a hora de se manifestar e deve
fazê-lo sem constrangimento ou receio. Caso contrário, corre o
risco de ver o direito passar e de prejudicar sensivelmente o
seu cliente. E foi o que aconteceu no caso mencionado. A parte
podia até ter boas razões para contraditar a testemunha.
Talvez a contradita fosse até acolhida. Mas como a advogada
teve “receio”, “vergonha” de interromper o juiz, não houve
sequer a apresentação da contradição.

E um último detalhe cabe ser anotado: sempre que você for


apresentar uma contradita, leve prova de suas alegações. Se
for alegar simplesmente por alegar, sem conseguir provar, é
melhor que não faça alegação alguma, pois tal somente servirá
para tomar tempo dos envolvidos, inclusive o seu. Eu nunca vi
ser acolhida uma contradita desacompanhada de provas.

Então, de todo o exposto, fica a dica:

Procure apresentar a contradita no momento


adequado, para não deixar precluir tal direito.
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 30
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA Se você não tem muita
experiência em audiências,

procure assistir
audiências o máximo de
possível.
DICA 9 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Se você não tem muita experiência em para extrair o máximo de ensinamento possível. Aí, quando for
audiências, procure assistir o máximo a sua vez de atuar, certamente saberá como agir.

de audiências possível. Mas se você não quiser pedir o auxílio de algum amigo para ir
assistir audiência ou mesmo se não dispõe de tempo para ir ao
fórum com tal objetivo, hoje existe a possibilidade de você
assistir audiências reais sem sair de casa ou do escritório e
sem pedir pra ninguém.
Se você é um pouco inexperiente em audiências, procure
assistir o máximo de audiências que você puder, para que Em agosto de 2016, criei o Projeto Audiências Online, onde eu
possa perder o medo, entender como o ato funciona, onde as disponibilizo na internet, no endereço audienciasonline.com.br,
partes sentam, qual é o comportamento do juiz, etc. É normal audiências cíveis, criminais e trabalhistas, além de júri popular
ficar nevoso quando fazemos uma coisa pela primeira vez, mas real, para que estudantes e profissionais possam assistir e
quando treinamos bastante, ajudamos a diminuir a tensão, o aprender. E o que é melhor: eu também disponibilizo nesse
medo do desconhecido, pois já não será mais tão projeto as principais peças do processo, para que você possa
desconhecido assim. assistir a audiência já sabendo do que se trata, para que possa
identificar os pontos controvertidos da lide e verificar, quando
Uma coisa eu posso te garantir: você irá melhorar um pouco
for assistir ao vídeo da audiência, se foram realizadas as
mais a cada audiência que assistir ou participar. Assim
perguntas certas ou se você agiria diferente se fosse o
aconteceu comigo e acontece até os dias atuais. Cada
advogado participante do ato.
audiência que eu assisto ou presido, sempre aprendo uma
coisa nova. Então, se você não tem experiência e precisa treinar o ato da
audiência, agora acabaram as desculpas. Final de semana, ao
Então, para ganhar experiência e aprender mais e mais, peça a
invés de assistir os seriados da Netflix, passe uma tarde
um colega para acompanhá-lo em uma audiência. Fique atento
assistindo e aprendendo com as audiências online. Não tenha
a cada passo, a cada acontecimento. Aproveite que a
dúvida que isso fará grande diferença em seu futuro
audiência não é sua, que você não vai precisar se manifestar,
profissional.

32
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
Fica, portanto, a dica:

Se você é um pouco inexperiente em audiências,


procure assistir o máximo de audiências que puder.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 33
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
10
Quebre a tensão que
normalmente existe em

uma audiência.
DICA 10 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Quebre a tensão que normalmente ato. Não há nada melhor do que trabalhar em um ambiente
existe em uma audiência. descontraído e leve.

Fale sobre acontecimentos recentes, do cotidiano. E evite falar


sobre direito e principalmente sobre outros processos.
Ninguém gosta de falar de trabalho nos intervalos que possui
no trabalho.
Como a audiência é um ato que coloca frente a frente pessoas Uma outra dica que te dou é que você evite de falar
com interesses normalmente opostos, autor e réu, requerente e diretamente com a parte contrária. Fale apenas com o
requerido, é muito comum que o clima seja um tanto quanto advogado dela. Isso é sinal de respeito ao profissional que está
carregado, um tanto quanto tenso. do outro lado. Se você agir com o respeito devido, certamente
Uma dica que te dou, para que você possa se dar bem em sua será sempre respeitado.
profissão e ter bastante sucesso, é que você procure sempre Então, fica a dica:
quebrar a tensão que costuma dominar o ambiente de uma
sala de audiências. Quebre a tensão que normalmente existe em uma
Antes do ato começar, puxe assunto com o advogado da parte audiência, falando sobre assuntos agradáveis.
contrária. Não se esqueça nunca que os advogados são
instrumentos para a defesa dos interesses dos clientes. Os
clientes passam, mas os advogados ficam. Você vai encontrar
o advogado da parte contrária mais vezes. Então, o trato com
ele deve ser sempre cordial e não de inimizade e disputa
ferrenha.

Se o juiz der abertura, puxe assunto com ele também. Faça


com o mesmo com o Promotor de Justiça, se ele participar do
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 35
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
11
Jamais instrua a testemunha
sobre o que ela deve ou não

dizer em audiência.
DICA 11 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Jamais instrua a testemunha sobre o resultado do processo né?! Fora que, a partir daquele dia,
que ela deve ou não dizer em passei a inquirir com o dobro de atenção e rigor todas as
testemunhas que aquele advogado trazia para ser ouvida,
audiência. mesmo em outros processos.
Lembro-me, também, de um caso muito curioso, onde apliquei
uma velha técnica que é utilizada pelos juízes para descobrir
se uma testemunha está falando a verdade ou se está
Se tem um vacilo que eu recomendo que você NUNCA cometa
contando coisas que alguém a mandou contar. Uma parte
é esse: jamais instrua a sua testemunha sobre o que ela deve
arrolou uma testemunha que, quando foi ouvida, sabia os
ou não dizer ao juiz, quando for prestar depoimento. Por mais
mínimos detalhes de um acidente de trânsito no qual o autor da
talentosa que seja, a testemunha não conseguirá sustentar
ação havia se envolvido. Tudo o que eu perguntava ela sabia:
uma mentira na frente do juiz. E o que é pior, são grandes as a data do acidente, a cor dos carros, o que estava escrito no
chances de ela revelar ao magistrado que foi instruída pelo
chão da rua, quantas placas de trânsito havia no local, quantas
advogado a contar a mentira. Eu já vi esse filme acontecer
árvores havia no entorno, qual era o nome da loja da esquina,
dezenas e dezenas de vezes.
tudo, literalmente tudo. No mesmo momento eu perguntei se a
Como advogado, você deve conversar com as testemunhas testemunha tinha filhos. Ela disse que sim, que tinha 3 filhos.
indicadas pelo seu cliente. Porém, essa conversa deve ter o Então, indaguei a ela qual era a data de nascimento de cada
objetivo apenas de você descobrir se o que ela realmente sabe filho. Sem nem esconder sua cara de espanto pela pergunta, a
interessa ou não ao processo. Você jamais deve orientá-la a testemunha disse que não se recordava. Ora, ela se recordava
dizer ou a não dizer alguma coisa. dos mínimos detalhes de um acidente ocorrido com um amigo,
mas não se recordava da data do nascimento dos filhos?
Eu me recordo de uma audiência em que, no meio do Existem pessoas que são observadoras e que possuem boa
depoimento, fiz uma pergunta à testemunha e ela, sem memória. Porém, existem aquelas que são apenas bem
titubear, virou-se para o advogado e perguntou: “O que é que instruídas e que sabem repetir uma história. Essas, garanto
eu devo responder mesmo doutor?” Não preciso nem dizer o que facilmente são detectadas em um depoimento.

37
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
Quanto à oitiva de testemunhas, uma outra coisa muito
importante: jamais arrole como testemunha alguém que não
sabe nada sobre os pontos controvertidos da lide ou sobre os
litigantes, se for uma testemunha de referência, muito usada no
processo penal, por exemplo. Isso chateia demais o juiz e só
serve para atrasar o processo. Por isso é importante que você
converse antes com a testemunha, nem que seja por telefone.
Se você identificar que ela não irá trazer qualquer informação
útil ao processo, não a arrole. E se já tiver arrolado, desista do
seu depoimento.

Já tive oportunidade de condenar uma parte por litigância de


má-fé, uma vez que ela apresentou em juízo 5 testemunhas
para serem ouvidas. Porém, nenhuma delas sabia algo a
respeito do que estava sendo discutido no processo e sequer
conheciam os litigantes.
Então, fica a dica:

Jamais instrua a sua testemunha sobre o que ela


deve ou não dizer ao juiz, quando for prestar
depoimento.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 38
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
12
Jamais faça perguntas só por
fazer.
DICA 12 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Jamais faça perguntas só por fazer. forma espontânea, com naturalidade. Porém, fique muito
atento para ver se a pergunta que você iria fazer, e que levou
por escrito, acabou não sendo feita antes, pelo juiz ou pela
outra parte.
Existe uma prática muito comum em audiências, porém que
deve ser evitada. Alguns advogados, vendo que a testemunha
deu alguma resposta contrária àquilo que ele gostaria de ouvir,
Se tem uma coisa que eu te recomendo fortemente é isso:
acabam perguntando, posteriormente, se a testemunha
jamais faça perguntas “só por fazer”, ou seja, só para mostrar
“confirma” ter disso tal coisa. Ora, se a testemunha já disse e já
para as partes ou para o seu cliente que você está
está constando no termo ou na gravação da audiência, qual é o
trabalhando, que está perguntando. Pergunte apenas e tão
objetivo de perguntar se ela “confirma” o que falou? Em 15
somente se for necessário, se realmente ainda existir alguma anos fazendo audiências, eu nunca ouvi uma testemunha
questão que precisa ser esclarecida.
falando que “não confirmava” o que tinha acabado de dizer, há
Se o juiz ou a outra parte já fizeram as perguntas que lhe minutos ou segundos atrás. O que você pode – e deve – fazer
interessavam e que esclareciam os pontos controvertidos da é apontar eventual contradição no depoimento da testemunha
lide, não há necessidade de repetir as perguntas apenas para ou entre o depoimento e outra prova constante do processo. Aí
“mostrar serviço” ao cliente. Se você fizer isso, correrá o risco sim, apontando a contradição, você pode perguntar se ela
de ter suas perguntas indeferidas, pois já foram respondidas, realmente reafirma o que disse, uma vez que existem outros
dando ao cliente a impressão de que é desatento. elementos apontando em sentido contrário.

Caso você não se sinta seguro, por faltar-lhe experiência, não Fique sempre atendo a este ponto importante. O zelo com que
há problema algum em você levar por escrito as perguntas que você trata a colheita da prova testemunhal diz muito sobre
pretende fazer. Porém, evite repeti-las como um robô. Isso você, sobre o quão zeloso é o trabalho que você desenvolve
demonstrará certo desconhecimento da causa. Não custa nada como profissional. Afinal, é na audiência, é na oitiva de
entender o que está acontecendo e fazer as perguntas de testemunha que muitas causas são resolvidas, que o destino
da grande maioria das demandas é travado.
40
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
Então, fica a dica:

Jamais faça perguntas “só por fazer”. Pergunte


apenas aquilo que ainda não foi esclarecido ou que
é pertinente para a descoberta da verdade.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 41
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
13
Jamais mande para a
audiência um advogado

(colega)
processo.que não conhece o
DICA 13 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Jamais mande para a audiência um ele ir para o ato sem conhecer o processo. Isso pode fazer com
advogado (colega) que não conhece o que o seu cliente, mesmo tendo razão, perca a demanda.

processo. Eu já presencie, centenas de vezes, advogados chegarem para


a audiência com o cliente e, na hora de fazerem perguntas,
dizerem expressamente que não vão perguntar nada porque
não conhecem o processo, porque só estão lá a pedido de um
colega, “dono do processo”, que não pôde comparecer ao ato.
Na correria do dia a dia, pode ser que você não consiga
Ora, se for para o colega não estudar o processo e ainda
participar de uma audiência de um processo que está sob sua
declarar em audiência que desconhece o que está se
responsabilidade. E é claro que você não vai deixar seu cliente
passando, talvez seja melhor que você deixe o cliente ir
ir sozinho para uma audiência. Você terá, no mínimo, que pedir
sozinho para o ato, pois com isso economizará o valor da
a redesignação do ato ou contratar um outro colega advogado diligência que terá que pagar ao colega ou não ficará devendo
para ir em seu lugar.
a ele um favor.
A dica que te dou é a seguinte: se você não puder ir em uma
Você precisa se atentar, definitivamente, para o fato de que a
audiência por um motivo ou outro, é melhor postular a
audiência é o ponto principal de um processo onde existam
redesignação do ato, ainda que vá demorar muito para ser
questões fáticas a serem esclarecidas. É o momento em que o
marcada outra audiência, do que substabelecer em cima da
touro encontra com o toureiro. Ou seja, um cochilo qualquer
hora, para um colega que não sabe de nada, que não conhece
pode ser fatal.
o processo.
Então, fica a dica:
Mas se não houver possibilidade de haver a redesignação,
exija do colega para quem você substabeleceu que ele estude
o processo. Se for o caso, faça uma breve reunião com ele por jamais mande para a audiência um advogado
skype, por telefone, por qualquer outro meio. Mas não deixe (colega) que não conhece o processo.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 43
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
14
Jamais critique em audiência
uma decisão que tenha sido

prolatada no ato pelo juiz.


DICA 14 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Jamais critique em audiência uma entendimentos em sentidos opostos, não se podendo, sequer,
decisão que tenha sido prolatada no falar em erro ou acerto.

ato pelo juiz. Caso o erro cometido pelo juiz, na decisão, seja um erro muito
evidente (disse que você não juntou determinada prova, mas a
prova está no processo, por exemplo), peça licença ao juiz,
respeitosamente, para argumentar em sentido contrário ao que
ele decidiu, simplesmente expondo seu argumento. E diga-lhe
Se você estiver participando de uma audiência e o juiz decidir
que o faz apenas a título de informação, mas que respeita a
alguma questão de forma diversa daquela que você gostaria,
decisão que foi proferida.
não há necessidade alguma de você esbravejar contra o juiz,
de se alterar, de se exaltar ou criticar o que foi decidido. Se a Não há necessidade de dizer ao juiz “vou recorrer”. Isso é uma
decisão não lhe agradou, simplesmente recorra. decisão que lhe cabe e que não interfere em nada na decisão
já tomada pelo juiz. Em regra, juiz algum tem medo de recurso.
Posso dizer com toda sinceridade que atitudes extremas de
Ao contrário, está acostumado com isso, faz parte de sua
reclamação ou de rispidez contra uma decisão não aumentam
rotina de trabalho. Então não lhe acrescenta nada a informação
em nada a chance de o juiz modificar a decisão que não lhe
de que a parte irá recorrer. Isso demonstra apenas um certo
agradou. Ao contrário, a sua exaltação, a sua crítica falada em
despreparo emocional do advogado.
audiência pode apenas fazer com que o juiz fique com uma má
impressão a seu respeito. Imagine que o juiz, por encontrar um defeito em sua petição
inicial, resolva, na audiência, criticar o seu trabalho, na frente
Ter decisões indeferidas é acontecimento normal em um
do seu cliente. Se há algum equívoco na peça inicial, deve o
processo e existe a via recursal para se corrigir equívocos ou
juiz, respeitosamente, apontar aquilo que deve ser emendado e
abusos. Todas as pessoas erram e ninguém se sente
corrigido. E pronto. Assim, da mesma forma deve agir o
agradável quando é acusado de ter errado. Ainda mais quando
advogado. Se entender que o magistrado se equivocou em
se trata de questão jurídica, que muitas vezes possui diversos
uma decisão, especialmente naquelas que são proferidas em
audiência, deve se limitar a recorrer para mudar o que foi

45
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
decidido. Não há necessidade de apontar oralmente, na frente
de todos, que há um erro e que você irá recorrer. Pode apostar
que essa dica, muito mais comportamental do que jurídica,
pode valer ouro para a sua imagem profissional.
Então, fica a dica:

Se você estiver participando de uma audiência e o


juiz decidir alguma questão de forma diversa
daquela que você gostaria, não há necessidade
alguma de você esbravejar contra o juiz, de se

alterar, de se exaltar ou criticar o que foi decidido.


Limite-se a recorrer.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 46
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
15
Jamais “bata boca” com
o juiz ou com o outro

advogado em audiência.
DICA 15 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Jamais “bata boca” com o juiz ou com participado de algum episódio negativo com ele, no início da
o outro advogado em audiência. audiência informe que você irá gravar o ato. Tal prerrogativa é
expressamente prevista no Código de Processo Civil.
O mais importante é que você deve demonstrar ao seu cliente
que tem controle emocional e que sabe o que fazer para coibir
eventuais abusos do magistrado.
Essa dica eu trago com todo respeito e sinceridade. Ainda que Não há nada mais feio para a classe jurídica do que uma
o magistrado esteja sendo desrespeitoso ou esteja indeferindo disputa de ego em sala de audiência. O cliente, que
todas as suas perguntas, mantenha a calma e seja respeitoso. geralmente não está acostumado com o ambiente forense,
Existem mecanismos para a punição do juiz e para reforma de acaba saindo com uma péssima impressão do nosso sistema
suas decisões. Apenas peça para consignar tudo em ata e de Justiça.
depois tome as providências cabíveis. E o mesmo vale ao
patrono da parte contrária. Se ele não te tratar com respeito, Eu me recordo, certa vez, de uma audiência muito tensa da
não se rebaixe ao mesmo nível. qual participei como juiz, onde os advogados ficavam o tempo
todo se “alfinetando”, apresentando provocações mútuas.
É claro que é dever do julgador e do advogado tratar com o Chegaram ao ponto de elevar o tom da voz um com o outro e
mais absoluto respeito e urbanidade todas as partes e eu tive que intervir. Dava pra ver a cara de “susto” das partes.
profissionais que estiverem participando da audiência. Porém, Certamente pensando que a atitude de seu advogado poderia
se por qualquer motivo isso não acontecer em audiência em acabar levando a um resultado negativo a ela no processo. No
que você estiver participando, não há necessidade de você final da audiência, uma das partes virou para mim e disse:
cometer o mesmo erro, caindo em uma provocação e também “ainda bem que é o senhor que vai decidir essa causa, porque
sendo desrespeitoso. a forma calma como o senhor conduziu a audiência ainda me
faz ter esperança de que possa ser realizada a Justiça”.
Se o magistrado já tiver algum histórico de faltar com o
respeito a algum advogado ou se você mesmo já tiver

48
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
Eu conto essa história não em razão do elogio que acabei
recebendo da parte, mas para deixar evidente que a nossa
conduta dentro da sala de audiência é responsável até mesmo
por formar a noção de Justiça que as pessoas têm, por
deixa-las mais ou menos confiantes em nosso sistema de
realização da Justiça.
Então, fica a dica:

Jamais “bata boca” com o juiz ou com o outro


advogado em audiência.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 49
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
16
O que fazer se o advogado
da outra parte fizer perguntas

impertinentes?
DICA 16 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

O que fazer se o advogado da outra para uma testemunha, sobre algum outro fato, correrá o risco
parte fizer perguntas impertinentes? de ser indeferida por ser impertinente.

Então, podemos afirmar que são impertinentes aquelas


perguntas que não buscam descobrir resposta sobre o ponto
controvertido do processo. Por isso reputo muito importante (e
já te dei essa dica mais acima) que, antes de ir para uma
audiência de instrução, seja ela cível ou criminal, você
Como você sabe, a audiência se destina à colheita da prova
identifique detalhadamente todos os pontos controvertidos da
oral. Seja através da oitiva pessoal dos litigantes, da oitiva de
lide. Primeiro para que não corra o risco de fazer perguntas
testemunhas ou mesmo arguição de peritos, o ato da audiência
impertinentes. E, segundo, para poder pleitear ao juiz que
existe para que se tente descobrir a verdade de algum ou de
indefira eventual pergunta feita pela parte contrária e que não
alguns fatos. Mas de que fatos? Apenas e tão somente diga respeito ao ponto de controvérsia da demanda.
daqueles fatos que forem controvertidos. Ou seja, fatos que
são afirmados por uma parte, porém negados ou infirmados Então, respondendo a pergunta contida no tópico desta dica,
pela outra. se no decorrer da instrução a parte contrária começa a fazer
perguntas para uma testemunha ou mesmo para uma parte,
Gosto de usar o exemplo do acidente de trânsito. Em uma
em depoimento pessoal, que não guardem relação com os
petição inicial, o autor fala que o acidente de trânsito aconteceu
pontos controvertidos da lide, você deve, de imediato, pleitear
porque o réu passou com seu veículo pelo “sinal vermelho”. Já
a palavra ao juiz, alegando que tem uma “questão de ordem”, e
o réu, em sua contestação, afirma que passou pelo cruzamento
deve pugnar que o magistrado indefira a formulação da
quando o sinal estava “verde”.
pergunta, por estar a mesma afastada do ponto controvertido
Eis o ponto controvertido da lide: descobrir, de fato, qual era a do processo.
cor do “sinal de trânsito” quando o réu passou pelo
Mostre ao magistrado a impertinência da pergunta e porquê
cruzamento. Se no processo houver apenas esse ponto
ela não guarda relação com o ponto controvertido. Não tenho
controvertido, qualquer pergunta que seja feita em audiência,

51
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
dúvida de que, com uma boa demonstração, seu pedido será
acolhido e a pergunta será indeferida.
Então, fica a dica:

Capriche no estudo dos pontos controvertidos do


processo e peça o indeferimento das perguntas
que forem formuladas pela parte contrária e que se
revelarem impertinentes. Essa simples ação pode
te levar a um grande sucesso na audiência.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 52
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
17
O que fazer para conseguir
adiar uma audiência.
DICA 17 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

O que fazer para conseguir adiar uma Neste caso, não há necessidade de comprovação do motivo.
audiência. Basta uma petição com a assinatura do patrono de todas as
partes e o juiz irá adiar a audiência.
A segunda hipótese de adiamento é quando não pode
comparecer em audiência, por motivo justificado, qualquer
pessoa que do ato deva necessariamente participar. Mas o que
é motivo justificado? E quem é que deve, necessariamente,
O Código de Processo Civil estabelece que a audiência, seja
participar do ato?
ela de tentativa de conciliação ou de instrução, pode ser adiada
em apenas três situações. Por motivo justificado deve-se entender um motivo de saúde,
por exemplo, ou qualquer outro motivo que fuja ao controle da
A primeira hipótese de adiamento da audiência é por
convenção das partes. Assim, se por qualquer motivo particular parte ou do advogado. Por exemplo, se você foi intimado para
duas audiências, em processos distintos, que acontecerão no
você não puder comparecer na audiência e pretende pleitear a
mesmo dia e na mesma hora, perante juízos distintos, você
sua redesignação, recomendo que entre em contato com o
tem um motivo justificado para pleitear o adiamento de uma
advogado da parte contrária e que formulem pedido de
delas. E recomendo que pugne pelo adiamento daquela que foi
adiamento em conjunto. Nessa hora, mesmo estando em polos
marcada por último. Demonstre ao juízo que, antes de receber
diferentes, mesmo sendo adversários naquele processo, é
a intimação para a audiência que ele designou, você já havia
interessante que haja um pouco de coleguismo por parte dos
sido intimado para uma outra, que acontecerá no mesmo dia e
advogados. Não custa nada a um advogado atender a uma
horário. Certamente você terá êxito em seu pleito.
solicitação de um colega. No futuro, os polos podem se inverter
e aquele que hoje nega um pedido de adiamento pode vir a Quer um conselho? Se o seu pedido de adiamento da
precisar da mesma coisa. audiência é por um motivo particular (uma viagem que você
marcou, por exemplo), não peça o adiamento da audiência. Se
a viagem parece a você uma “motivo justo” para o adiamento,
dificilmente o juiz e a parte contrária acharão o mesmo.

54
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
Necessariamente, deve participar do ato o advogado da parte,
a testemunha por ela arrolada e a própria parte, quando
intimada para prestar depoimento pessoal. Assim, se a parte
não foi intimada para prestar depoimento pessoal e, por motivo
justificado, não pode comparecer ao ato (está internada em um
hospital, por exemplo), não configura motivo para adiamento
do ato, uma vez que a presença da parte na audiência não é
imprescindível, visto que ela estará representada por seu
advogado.

Por fim, a audiência pode ser adiada por atraso injustificado de


seu início em tempo superior a 30 (trinta) minutos do horário
marcado. Assim, se você foi intimado para uma audiência as
14 horas e acaba sendo chamado para adentrar à sala as
14:31 e o magistrado não tem justificativa alguma para o
atraso, é possível que você pugne o adiamento do ato. Se bem
que, na prática, acho difícil essa situação se consumar, uma
vez que o adiamento, por “culpa” do juiz, só serviria para trazer
ainda mais prejuízo às partes. Porém, existe essa opção na
legislação.
Então, fica a dica:

Se precisar pleitear o adiamento de uma audiência,


observe as hipóteses legais em que isso é possível e
sempre apresente prova que justifique seu pedido.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 55
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
18
Nunca entre na sala de
audiências sem ser

chamado.
DICA 18 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Nunca entre na sala de audiências sem O pregão é o ato em que o servidor da justiça faz a chamada
ser chamado. oral das pessoas que deverão entrar na sala de audiências. Na
prática, o escrevente ou o oficial de justiça do juízo vai até a
sala de espera, a antessala da sala de audiências e chama
pelo nome as partes e seus advogados.

Então, se você não foi chamado para a audiência, se ainda não


ocorreu o pregão, nunca abra a porta da sala de audiências e
Essa dica parece óbvia né, uma vez que, por razão básica de
muito menos entre na sala. Pode ser que você atrapalhe um
educação e respeito, ninguém deve adentrar em um lugar
ato que esteja acontecendo, uma gravação de um depoimento
antes de ser convidado. Porém, vejo essa sugestão deixar de
ou mesmo que interrompa as partes em uma tratativa de
ser seguida quase que diariamente e recomendo que você não
acordo, quebrando o raciocínio ou diálogo.
faça o mesmo.
Geralmente, o que vejo acontecer é o seguinte: a parte possui
Como você sabe, toda audiência tem horário designado para
uma audiência marcada, por exemplo, para as 14:00. Todavia,
acontecer. E muito provavelmente, no fórum de sua cidade
ela chega na antessala as 14:10 e lá não vê ninguém. Com
deve haver um local reservado às pessoas que aguardam
medo de o ato já ter começado sem a sua presença, a parte ou
serem chamadas para a audiência. Pode ser uma antessala,
mesmo o advogado, sem serem chamados, tratam de abrir a
um corredor, seja lá o que for. É bom que você conheça esse
porta da sala de audiência, atrapalhando a audiência anterior,
local e, se ainda não conhecer, busque informações. Dirija-se
que ainda não havia sido encerrada.
até o cartório e pergunte: onde é o local que devo aguardar
para ser chamado para uma audiência? Certamente alguém Para evitar que isso aconteça com você, dou-lhe duas dicas. A
vai te indicar. primeira é que você sempre chegue para uma audiência antes
do horário marcado. De preferência uns 15 minutos antes.
Uma vez encontrada a sala de espera, é lá que você deverá
Assim terá a certeza que o ato não terá começado e não
aguardar até que seja chamado, até que seja realizado o
precisará abrir a porta da sala de audiências sem ser chamado.
“pregão”.
A segunda é que, caso você chegue atrasado, não vá direto

57
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
para a sala de audiências. Se não tiver nenhum servidor na
porta da sala, para quem você possa perguntar se a sua
audiência já começou, dirija-se imediatamente ao cartório para
buscar informações. Peça a um servidor do cartório que
verifique se a audiência que está acontecendo já é a sua ou se
ainda é um ato anterior. Diga-lhe que você não quer atrapalhar
o ato e que por isso precisa da ajuda do serventuário. Além de
se mostrar uma pessoa educada, você conseguirá descobrir se
já é a sua vez de entrar na audiência ou se ainda deve
aguardar, sem que com isso atrapalhe qualquer pessoa.

Então, fica a dica:

Nunca entre na sala de audiências sem ser


chamado.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 58
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
1
Como modificar um rol de
testemunha que já tenha sido

apresentado.
DICA 19 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Como modificar um rol de testemunha produzir a prova testemunhal. E se a testemunha era a sua
que já tenha sido apresentado. única prova, você já imagina qual será o resultado do processo
né?!
Pois bem, uma vez apresentado o rol de testemunha, quando é
possível haver modificação? E se for o caso de modificação,
como você deve agir?
Uma das coisas que mais vejo acontecer na prática é o Só é possível mudar o rol de testemunhas que você
advogado deixar precluir o direito de produzir prova apresentou inicialmente, em três situações: a primeira é no
testemunhal, por não apresentar o rol de testemunhas no caso de a testemunha morrer; a segunda é no caso de a
momento adequado, ou mesmo por pleitear a substituição de testemunha estar doente e, por isso, não ter condições de
uma testemunha de forma equivocada. prestar depoimento; e, a terceira, é na hipótese de a
testemunha haver mudado de residência ou de local de
O Código de Processo Civil estabelece que, ao designar a data
trabalho, impedindo que você a encontre para intimar para o
para a audiência de instrução, o juiz deverá fixar prazo comum,
ato.
não superior a 15 dias, para que as partes apresentem o rol de
testemunhas. Veja, o prazo não é de 15 dias. Ele “pode” ser de Observe, porém, que para conseguir modificar o rol
até 15 dias. Então, a primeira coisa que você deve observar é apresentado, você deverá PROVAR ao juiz que aconteceu uma
qual foi o prazo efetivamente estabelecido pelo juiz, no seu das situações acima descritas. Não basta simplesmente alegar.
processo, para que seja apresentado o rol de testemunhas. Se
o juiz estabeleceu que o prazo é de 5 dias, é nesses 5 dias que Então, se a sua testemunha faleceu, apresente ao juízo cópia
você deverá apresentar o seu rol. Esse é o primeiro grande da certidão de óbito, já com o nome da testemunha que irá
erro que sempre vejo ser cometido. As pessoas pensam que o substituir.
prazo sempre será de 15 dias e deixam de observar se no Se sua testemunha está doente, apresente cópia do atestado
despacho não foi assinalado um prazo diferente. médico que informe que a pessoa está impedida de prestar
Consequentemente, acabam perdendo o prazo e o direito de

60
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
depoimento. No mesmo ato, pugne a substituição e apresente
o nome e a qualificação da nova testemunha.
Por fim, se você não conseguiu encontrar a sua testemunha,
para intimá-la para a audiência, apresente comprovação desse
fato. Pode ser o Aviso de Recebimento (AR) dos correios, com
a anotação de que a carta de intimação não foi entregue em
razão da mudança de endereço, assim como qualquer outro
meio idôneo a demonstrar a impossibilidade de intimar a
pessoa que se mudou.

Então, fica a dica:

Se você precisar modificar um rol de testemunha


que foi inicialmente apresentado, observe as
hipóteses previstas em lei (art. 451, I, II e III do
CPC) e apresente comprovação da necessidade
de substituição da testemunha.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 61
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
DICA
20
Como aumentar as chances
de conseguir fazer um bom

acordo emconcessão.
técnica da audiência: a
DICA 20 Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

Como aumentar as chances de um acordo. Veja até onde ele está disposto a chegar. Explique
conseguir fazer um bom acordo em que fazer acordo enseja realizar alguma concessão, que ele
terá que abrir mão de alguma coisa, de algum pedido. Não
audiência: a técnica da concessão. adianta o cliente se dizer disposto a fazer acordo, mas não
abrir mão de nada.

Se você puder chegar para a audiência já com alguma


proposta de acordo, melhor ainda. Mas se isso não for
Primeiramente, uma coisa deve ser dita: todos devem se
possível, que você ao menos tenha conversado com o seu
esforçar para que seja obtido acordo em um processo. Todos
cliente e quebrado nele o ânimo de litigar, explicando a
mesmo: as partes, os advogados, o juiz, o ministério público,
importância de se realizar um acordo e todos os benefícios que
enfim, todos que participem do processo devem empreender o
o acordo lhe trará.
máximo de esforço para que as partes entrem em acordo e
coloquem fim à demanda. Para te ajudar, posso elencar aqui vários bons motivos para
que você consiga convencer o seu cliente a pensar com
E isso deve ser feito, não para evitar que seja prolatada
carinho na hipótese de realizar um acordo:
sentença, para diminuir o trabalho do juiz, mas porque apenas
através do acordo é possível conseguir resgatar a paz social. • o acordo colocará fim ao processo (ninguém fica tranquilo
Somente quando as partes entram em composição é que se quando tem um processo pendente de julgamento);
consegue, verdadeiramente, resolver o conflito que há entre
elas. E é essa a razão de existir do Poder Judiciário. • o acordo evitará que ele tenha novos gastos (com custas,
com deslocamento, com hora perdida, com honorários de
E aqui quero te dar algumas dicas sobre como você pode perito, de assistente técnico, de advogado, etc);
aumentar significativamente as chances de conseguir realizar
um bom acordo. • o acordo evitará novas idas ao fórum;

Primeiro recomendo que você sempre converse com seu • o acordo acabará com a tensão de poder ter um julgamento
cliente, antes da audiência, sobre a possibilidade de fazerem desfavorável; e

63
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
• o acordo fará com que ele volte a ficar em paz com a parte mentalmente ela acaba se sentindo obrigada a também fazer a
contrária. você uma concessão. Você já deve ter percebido isso no seu
dia a dia.
Havendo a disposição de seu cliente para a realização de um
acordo, recomendo que você trace a seguinte estratégia: Se você, na fila de um banco, permite que alguém passe em
coloque no papel três tipos de acordos que seu cliente sua frente (você fez uma concessão), a pessoa que você
concordaria em fazer. No primeiro você coloca o cenário em permitiu avançar na fila acaba se sentindo mentalmente
que ele levaria muita vantagem e ficaria muito feliz em fazer; o obrigada a retribuir a sua generosidade. Se ela tiver qualquer
segundo com uma vantagem razoável, mas que ainda assim o oportunidade de te beneficiar, ela irá fazê-lo imediatamente.
deixaria feliz; e o terceiro com um cenário em que seu cliente
levaria pouca vantagem, mas, ainda assim, aceitaria realizar a A técnica da concessão, atualmente, é muita usada por
composição. Por exemplo: o pedido apresentado pelo seu pessoas que pedem dinheiro em sinais de trânsito. Não sei se
você já passou por essa situação: a pessoa, em vez de pedir o
cliente na petição inicial é que o réu seja condenado ao seu dinheiro simplesmente, ela te dá alguma coisa, um
pagamento de uma indenização de R$ 100.000,00 (cem mil
reais). Então, você deverá elaborar três cenários de acordo: no pequeno livro, um brinde qualquer, e, depois de ter te
primeiro, seu cliente aceitaria receber o R$ 100.000,00 (cem presenteado, “sugere” que você a ajude com a quantia em
mil reais) em 10 parcelas mensais; no segundo, seu cliente dinheiro que você quiser. Bingo! Nessa hora você já caiu na
aceitaria receber como pagamento apenas o valor de R$ armadilha mental e se sente obrigado a “devolver a gentileza”
80.000,00 (oitenta mil reais), de forma parcelada; e, num que a pessoa acabou de te fazer.
terceiro cenário, o menos favorável a ele, aceitaria receber R$ E a técnica da concessão é uma das mais eficientes para ser
50.000,00 (cinquenta mil reais) para dar quitação a tudo e usada em uma audiência de conciliação.
encerrar o processo.
Como eu te disse, você deve preparar três propostas de
Existe um gatilho mental que disparamos nas pessoas todas as acordo diferentes. Na hora da audiência, quando começarem
vezes que usamos determinadas técnicas e mecanismos de as tratativas de acordo, você irá dizer que seu cliente está
persuasão. Um desses gatilhos é o da “concessão”. Em breve muito disposto a fazer um acordo e irá apresentar aquela
síntese, toda vez que você faz uma concessão a uma pessoa, proposta que seria para ele a mais vantajosa. No exemplo
64
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado
citado, vai dizer que ele aceita receber R$ 100.000,00 (cem mil isso é feito para se tentar negociar em audiência e acabar
reais), de forma parcelada. Ao fazer isso, você vai disparar na fechando acordo por uma valor infinitamente menor. Porém,
outra parte o gatilho mental da concessão. Ela se sentirá não é a forma adequada de se utilizar a técnica da concessão.
imediatamente obrigada a fazer-lhe também uma concessão,
posto que acabou de receber uma de você. Pode ser que ela Então, fica a dica:
não aceite a sua proposta, mas mentalmente ela se verá
obrigada a fazer uma contraproposta semelhante, não muito Utilize a técnica da concessão para potencializar
distante daquilo que você apresentou, uma vez que você já as chances de conseguir fazer um bom acordo.
deu os parâmetros da negociação. E se a contraproposta
apresentada for igual ou parecida àqueles outros dois cenários
de acordo que você já havia combinado com o seu cliente
(receber como pagamento apenas o valor de R$ 80.000,00, de
forma parcelada; ou receber R$ 50.000,00 para dar quitação a
tudo), pronto, o acordo terá sido realizado e você terá
conseguido satisfazer o seu cliente.
Mas uma coisa muito importante deve ser observada. A técnica
da concessão não funciona se você exagerar muito na sua
proposta, no seu pedido. Se isso acontecer, em vez de a
pessoa se sentir obrigada a lhe fazer uma concessão, ela
acabará ficando com raiva, por se sentir explorada, e sua
tentativa de acordo fracassará. É o que costuma acontecer em
ações trabalhistas. Infelizmente, alguns profissionais do direito,
mesmo sabendo que a parte/empregado não é credora de um
grande valor, acabam pugnando, na petição inicial, que o
empregador seja condenado a pagar um valor astronômico,
muito além do que ela mesma sabe ser devido. E geralmente
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
Receba dicas por WhatsApp enviando mensagem para(67) 99922-8288 com seu nome e se é estudante ou profissional do direito. 65
IMPORTANTE:este canal é dedicadoAPENAS para o envio de informações e não haverá resposta de questionamentos e dúvidas.
Clique Aqui e Baixe o E-book Atualizado

CONCLUSÃO processual que existe por trás desse ato, melhores e maiores
sacadas você encontrará para conseguir atingir o seu objetivo
maior, que certamente é o de ser um profissional de absoluto
sucesso.
Conte comigo para o que precisar.

Um grande abraço.
Chegamos ao final de nossas breves linhas. Porém, como tive
a oportunidade de dizer na apresentação, nossa caminhada
está apenas começando. Se você realmente pretende José de Andrade Neto
conhecer a fundo todos os mistérios que permeiam uma sala
de audiência, se você, de fato, quer ter absoluto sucesso nas
causas que patrocina, sugiro que continue seu
aprofundamento.
Aprender a fazer audiência e, principalmente, a ganhar uma
causa em audiência, dependem de duas coisas: treino e
estudo.
Quanto mais audiências você fizer ou quanto mais audiências
você assistir, mais prática irá adquirir, mais natural lhe serão os
acontecimentos. Consequentemente, de forma mais natural
você vai saber agir e sair de qualquer tipo de situação. Então,
treine constantemente.

E quanto mais você estudar todas as formas de audiências,


todos os ritos processuais existentes, toda a sistemática
66
WhatsApp

Quer receber outras dicas, informações relevantes e


material de qualidade sobre audiência judicial pelo seu
WhatsApp?

Envie uma mensagem para o número (67) 99922-8288


informando seu nome e se é estudante ou
profissional do direito.
IMPORTANTE: este canal é dedicado APENAS para o
envio de informações. Através dele o Dr. José de
Andrade Neto não poderá esclarecer dúvidas ou
responder questões.

67