Você está na página 1de 21

GERÊNCIA DE EXPORTAÇÃO

Exercício: GST0618_EX_A1_201404046399 Matrícula: 201404046399

Aluno(a): CANDACE DE ALMEIDA BRITO Data: 18/08/2015 11:25:03 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201404723969) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

As empresas exportadoras, em relação àquelas que vendem somente no mercado interno, normalmente,
apresentam melhor aproveitamento da capacidade instalada, incremento da produtividade, redução dos custos
operacionais, aprimoramento da qualidade, incorporação de novas tecnologias, aumento da rentabilidade com
reflexo no mercado interno. Quanto mais diversificados os mercados-alvo do produto de exportação, mais
diluídos se tornam os riscos. Estes são alguns dos benefícios do mercado externo, mas existem outros,
apresentados nas opções abaixo. Marque a única opção que se encontra FORA deste contexto:

Maior dependência da volatilidade do mercado interno


Desafio empresarial e fuga da sazonalidade
Incentivo fiscal e financiamento especial para a atividade-fim
Economia de escala promovida por grandes pedidos
Aprimoramento de métodos administrativos e organizacionais

2a Questão (Ref.: 201404226560) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Com referencia a exportação, Mercado é :

Mercado é o espaço demografico onde são comercializados os produtos objetos de uma importação.
Mercado é o espaço geográfico onde são comercializados os produtos objetos de uma exportação.
Mercado é o espaço geológico onde são transportados os produtos objetos de uma exportação.
Mercado é o país onde são comprados os produtos objetos de uma exportação.
Mercado é o espaço geográfico onde são transportados os produtos objetos de uma exportação.

3a Questão (Ref.: 201404734509) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Na arte de exportar, é mais fácil começar por mercados menores e em desenvolvimento. Deve ser avaliada, com
muita atenção, a política governamental do país, principalmente, no que diz respeito às barreiras não tarifárias e
ao grau de protecionismo. Sobre barreiras não tarifárias, podemos citar como exemplo:

Imposto Único, nos casos de países que o possuem


Taxa antidumping
Taxas em geral
Normas fitossanitárias
Imposto de importação
4a Questão (Ref.: 201404723952) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Com referência à exportação, podemos afirmar que Mercado é:

O espaço geológico onde são transportados os produtos objetos de uma exportação.


O espaço demográfico onde são comercializados os produtos objetos de uma importação.
O espaço geográfico onde são comercializados os produtos objetos de uma exportação.
O país onde são comprados os produtos objetos de uma exportação.
O espaço geográfico onde são transportados os produtos objetos de uma exportação.

5a Questão (Ref.: 201404723954) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A legislação local no país importador determinará aspectos administrativos e aduaneiros a serem cumpridos e,
muitos deles, de total desconhecimento do exportador brasileiro. Para facilitar os procedimentos documentais, o
exportador deve exigir do importador o documento conhecido como:

Certificado de Origem
Fatura Comercial
Fatura consular
Shipping Instructions
Packing List

6a Questão (Ref.: 201404723963) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O mercado de exportação necessita conhecer alguns aspectos importantes, referentes ao comportamento do


consumidor que influenciam no momento da negociação. Das opções mencionadas, assinale a única FORA deste
contexto.

Cultura/Classe Social
Legislação/Idioma
Idioma/Fisioculturismo
Poder Aquisitivo/Faixa Etária
Aspectos religiosos/Aspectos psicológicos
Exercício: GST0618_EX_A2_201404046399 Matrícula: 201404046399

Aluno(a): CANDACE DE ALMEIDA BRITO Data: 24/08/2015 17:42:02 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201404097498) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Muitos gerentes de exportação acham que o lucro da venda está na desvalorização do Real, pois a empresa
receberá mais reais em troca das divisas. Esse conceito está certo?

Nem certo ou errado, pois o lucro da venda deve estar em aumentar a margem sem levar em conta a
desvalorização do Real nem o processo produtivo.
Certo, a valorização do real favorece as exportações, portanto, aumenta o lucro das vendas externas.
Errado, o lucro da venda internacional não deve se basear na desvalorização do real e sim na
lucratividade do processo produtivo, aplicando tecnologia e economia de escala.
Certo, pois o Real desvalorizado gera mais reais ao exportador, pelos mesmas divisas da venda.
Certo, quanto mais o Real se desvaloriza, o exportador acaba tendo mais possibilidade de venda em
razão ao preço unitário competitivo, assim, a lucratitividade é maior.

2a Questão (Ref.: 201404100897) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

(ARF 2002.2) A literatura econômica afirma, com base em argumentos teóricos e empíricos, que o comércio
internacional confere importantes estímulos ao crescimento econômico. Entre os fatores que explicam o efeito
positivo do comércio sobre o crescimento destacam-se:

a crescente importância das exportações para o Produto Interno dos países; a importância das
importações para o aumento da competitividade; e o melhor aproveitamento de economias de escala
a crescente importância dos setores exportadores na formação do Produto Interno dos países; as
pressões em favor da estabilidade cambial e monetária que provêm do comércio; e o aumento da
demanda agregada sobre a renda.
os efeitos sobre o emprego e sobre a renda decorrentes do aumento da demanda agregada; e o estímulo
à obtenção de saldos comerciais positivos.
a melhor eficiência alocativa propiciada pelas trocas internacionais; a substituição de importações; e a
conseqüente geração de superávits comerciais.
a ampliação de mercados; os deslocamentos produtivos; e o equilíbrio das taxas de juros e dos preços
que o comércio induz.

3a Questão (Ref.: 201404691217) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O produto "tipo exportação" é:

um produto que possui divergências visando a sua melhor adequação ao mercado que irá atingir.
um produto que sofreu modificações visando a sua melhor adequação ao mercado que irá atingir.
um serviço que sofreu modificações visando a sua melhor adequação ao mercado.
um produto que visa a sua melhor adequação ao mercado que não irá atingir.
um produto que sofreu modificações visando a sua melhor adequação ao mercado interno.

4a Questão (Ref.: 201404229666) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A qualidade do produto no mercado interno, mas especialmente no mercado internacional, é um item


importantíssimo perante a concorrência. Com esta visão, o exportador deverá criar um grupo de trabalho
atuante dentro de um programa técnico-administrativo com objetivos definidos. Marque a única opção errada:

Apresentar produtos que não possuam certificação ISO ou não atendam às exigências do importador.
Inspeção do fornecedor para garantir a excelência do produto final.
Contato técnico com os importadores para obter as informações necessárias ao sucesso da operação.
Conscientização interna da importância da qualidade do produto
Inspeção da matéria-prima garantindo a qualidade do produto exigida pelo importador.

5a Questão (Ref.: 201404229665) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A importação tem um papel importante em alguns segmentos da indústria, principalmente, nos países em
desenvolvimento. Neste contexto, assinale a única opção correta que demonstra um superávit quando as
importações são fomentadas.

O fomento das exportações e o declínio das importações revelam em curto prazo uma situação
deficitária da Balança Comercial.
Maior custo, menor quantidade e melhor qualidade dos produtos brasileiros promovem um natural
aumento das importações.
O incremento das importações e o declínio das exportações revela, em curto prazo, uma situação
superavitária da Balança Comercial.
As exportações igualam as diferentes tecnologias produzindo mais por menos.
O parque industrial com mais tecnologia importada revela um menor custo de produção e mais
quantidade em oferta.

6a Questão (Ref.: 201404229561) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A exportação de produtos primários tem uma demanda menos sensível à variação de preços, tendo em vista a
sua essencialidade e a limitação natural da oferta. Ao contrário, os produtos industrializados sofrem
acentuadamente os efeitos de variações no preço, devido, entre outras causas, à forte competição empresarial.
Dessa forma, uma valorização cambial, como a que o real atravessa, causaria que efeito nas exportações
brasileiras?

Redução das exportações de produtos primários e redução das exportações de produtos


manufaturados.
Manutenção das exportações de produtos primários e uma forte redução das exportações de produtos
manufaturados.
Redução das exportações de produtos primários e aumento das exportações de produtos
manufaturados.
Aumento das exportações de produtos primários e uma pequena redução das exportações de
produtos manufaturados.
Aumento das exportações de produtos primários e aumento das exportações de produtos
manufaturados.

Exercício: GST0618_EX_A3_201404046399 Matrícula: 201404046399

Aluno(a): CANDACE DE ALMEIDA BRITO Data: 24/08/2015 18:03:44 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201404136305) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Uma eventual desvalorização do real frente ao dólar americano ou Euro, prejudica ou favorece o preço das
exportações?

Desfavorece, pois o preço internacional ficará automáticamente mais caro.


Favorece, pois o preço internacional ficará automáticamente mais barato.
Favorece, pois resultará em mais reais para o exportador em troca da moeda estrangeira.
Desfavorece, pois o preço internacional ficará mais caro.
A variação da taxa cambial não influi na formação do preço internacional, portanto nem favorece ou
desfavorece.

2a Questão (Ref.: 201404101017) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

(ACE 1997) Em um pagamento internacional efetuado por meio de carta de crédito

o exportador, por meio de um banco, envia crédito ao importador


o beneficiário transfere o crédito diretamente ao importador
o banco emitente compromete se em efetuar o pagamento ao exportador, no exterior
o exportador compromete se em contratar câmbio junto ao banco emitente
os bancos liquidam operações cambiais

3a Questão (Ref.: 201404097520) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Existe envio de amostras ao importador com valor comercial?

Obrigatoriamente deve ser gratuita, a palavra amostra diz isso e o importador não deve pagar pela
remessa.
Existe amostra sem valor comercial e com cobertura cambial, pois a mercadoria, de custo alto, embora
não tenha valor comercial, deve ser paga pelo importador ou, também, pode haver amostra sem valor
comercial e cambial, mais é uma opção do exportador, nada que seja obrigatório.
Desde que o exportador qiueira abrir mercado naquele país, existe a remessa de amostra de forma
gratuita.
Não existe, pois a amostra deve ser gratis para o importador.
Existe somente com valor comercial, sem valor cambial, pois deve ser enviada gratuitamente.
4a Questão (Ref.: 201404101031) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

(AFTN 1996) Cobrança é a modalidade de pagamento que se processa através da:

Remessa antecipada do pagamento pelo importador ao exportador por via bancária


Imediata execução do pagamento por ocasião da celebração do contrato comercial
Assinatura de termo de compromisso entre as partes, definindo o prazo para contratação do câmbio
Contratação da operação cambial para imediata liquidação
Remessa ao exterior e por via bancária de documentos referentes à exportação para cobrança através do
banco na praça do importador

5a Questão (Ref.: 201404229672) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O mercado internacional adota algumas modalidades de pagamento, como por exemplo, a cobrança
documentária que pode ser à vista ou a prazo. Nesta modalidade, o exportador remete a mercadoria para,
posteriormente, receber seu pagamento (divisas). Marque a única opção que não se insere no contexto desta
modalidade de pagamento:

Os documentos são enviados pelo exportador para um banco no país do importador.


O banco portador dos documentos exige o pagamento por parte do importador.
Após o pagamento, o banco devolve os documentos da operação ao exportador.
O importador concretiza a operação mediante o envio de um pedido.
O exportador embarca a mercadoria, respeitando as condições pactuadas com o comprador

6a Questão (Ref.: 201404101054) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A modalidade de pagamento internacional que envolve operação garantida por um ou mais bancos que,
mediante autorização de um cliente ou por ato próprio, assume(m) responsabilidade pelo pagamento de uma
mercadoria exportada, se atendidas condições estipuladas pelas partes, é denominada:

cobrança a prazo
carta de crédito
remessa antecipada
cobrança a vista
remessa sem saque
Exercício: GST0618_EX_A4_201404046399 Matrícula: 201404046399

Aluno(a): CANDACE DE ALMEIDA BRITO Data: 15/09/2015 10:23:19 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201404100911) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

(AFTN 1998) O seguro de crédito à exportação é instrumento de política comercial que visa:

garantir o exportador contra o risco de não pagamento pelo importador ou a não transferência de divisas
conceder créditos para o importador, garantindo ao exportador a realização da venda
garantir ao exportador o ressarcimento de valores referentes a operações comerciais não concretizadas
por circunstâncias políticas
indenizar o exportador por destruição ou avaria da mercadoria durante o embarque, quando não
relacionada a acontecimentos catastróficos e a acontecimentos políticos
garantir ao importador a cobertura contra avaria e danos que a mercadoria possa sofrer após embarcada

2a Questão (Ref.: 201404101011) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

(AFTN 1998) Em sua modalidade de financiamento, o Programa de Incentivo às Exportações (PROEX), é


concedido

pelo Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao exportador e importador de bens e


serviços brasileiros com recursos do Tesouro Nacional
diretamente ao exportador e ao importador de bens e serviços brasileiros e realizado pelo Banco do
Brasil, com recursos do Tesouro Nacional
às instituições financeiras ou de crédito, para repasse ao exportador, com recursos da Agência Especial
de Financiamento Industrial (FINAME)
ao importador de bens e serviços brasileiros, através de estabelecimentos de crédito ou financeiros no
País ou no exterior, com recursos do Banco do Brasil
pelo Banco do Brasil, diretamente ao exportador, com recursos próprios

3a Questão (Ref.: 201404101063) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A modalidade de financiamento de exportações que consiste da antecipação de recursos em moeda nacional ao


exportador para aplicação no processo produtivo de uma mercadoria a ser exportada e/ou para cobertura de
custos relativos à preparação do embarque da mesma denomina-se:

Adiantamento sobre Cambiais Entregues (ACE)


Carta de Crédito de Exportação
Adiantamento sobre Contrato de Câmbio (ACC)
Cobrança de Exportação
Cartas de Garantia

4a Questão (Ref.: 201404691243) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O Proger Exportaçâo financia o exportador que quiser :

participar de feiras nacionais com o objetivo de promover o produto brasileiro.


importar produtos internacionais com o objetivo de promover e desenvolver o produto brasileiro no
exterior.
participar de testes e demonstrações internacionais com o objetivo de promover o produto importado no
exterior.
administrar feiras internacionais com o objetivo de absorver o produto brasileiro no exterior.
participar de feiras internacionais com o objetivo de promover o produto brasileiro no exterior.

5a Questão (Ref.: 201404691236) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Para que tenhamos uma balança comercial superavitária, devemos :

liberar as importações e incentivar indiscriminadamente as exportações.


exercer barreiras indiscriminadamente às importações e incentivar criteriosamente as exportações.
exercer barreiras criteriosamente às importações e incentivar indiscriminadamente as exportações.
liberar indiscriminadamente as importações e incentivar criteriosamente as exportações.
exercer barreiras tributárias às importações e incentivar indiscriminadamente as exportações

6a Questão (Ref.: 201404229676) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O empresário brasileiro, culturalmente, não se prepara para o investimento, não se autofinancia, não poupa,
necessita da capitação de recursos para seus investimentos, o que leva os bancos a aumentarem o seu spread
(LOPEZ; GAMA, 2007, p. 282-283). Assim sendo, o governo brasileiro, oferece algumas ferramentas de crédito
ao exportador. Neste contexto, assinale a única opção errada:

Adiantamento de cambiais Entregues ¿ ACE


Adiantamento sobre Contratos de Câmbio ¿ ACC
Financiamento à Importação - FINIMP
Programa de Financiamento às Exportações de Bens e Serviços ¿ Proex
Proger Exportação
Exercício: GST0618_EX_A5_201404046399 Matrícula: 201404046399

Aluno(a): CANDACE DE ALMEIDA BRITO Data: 15/09/2015 11:13:45 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201404723947) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Quanto à gerência de exportação, quais são as três principais fases do processo que a constituem?

A Fase da Receita Federal, a fase do Terminal Alfandegado e a Fase do Bacen


A Fase do Licenciamento, a Fase da Preparação da Carga e a Fase do Desembaraço.
A Fase do Despacho, a Fase da Presença de Carga e a Fase do Embarque
A Fase Comercial, a Fase Administrativa e a Fase Fiscal/Aduaneira de Exportação
A Fase do RE, a Fase do DDE e a Fase do CE

2a Questão (Ref.: 201404255396) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Qual é o conceito de uma operação de REEXPORTAÇÃO?

Reexportar significa destruir a carga abandonada no recinto aduaneiro.


Reexportar significa vender mercadoria estrangeira no mercado interno.
Reexportar significa alugar mercadoria importada no mercado interno
Reexportar significa devolver mercadoria estrangeira que entrou anteriormente como importação
definitiva.
Reexportar significa devolver mercadoria estrangeira que entrou anteriormente em caráter temporário.

3a Questão (Ref.: 201404691222) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A Pessoa Física somente poderá exportar mercadorias :

em qualidades que não revelem prática de comércio, excetuando-se: I ¿ agricultor ou pecuarista cujo
imóvel rural esteja cadastrado no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); II
¿ artesão, artista ou assemelhado registrado como profissional autônomo
em quantidades que não revelem prática de comércio e desde que não se configure habitualidade,
excetuando-se: I ¿ agricultor ou pecuarista cujo imóvel rural esteja cadastrado no Instituto Nacional de
Colonização e Reforma Agrária (Incra); II ¿ artesão, artista ou assemelhado registrado como profissional
autônomo.
em quantidades que não revelem prática de comércio e desde que se configure habitualidade,
excetuando-se: I ¿ pescador cujo imóvel rural esteja cadastrado no Instituto Nacional de Colonização e
Reforma Agrária (Incra); II ¿ ourives, contador ou assemelhado registrado como profissional autônomo.
em quantidades que revelem prática de comércio e desde que configure habitualidade, excetuando-se: I
¿ agricultor ou pecuarista cujo imóvel rural esteja cadastrado no Instituto Nacional de Colonização e
Reforma Agrária (Incra); II ¿ artesão, artista ou assemelhado registrado como profissional autônomo.
em quantidades que revelem prática de comércio e desde que não se configure habitualidade,
excetuando-se: I ¿ apicultor; II ¿ artesão, artista ou assemelhado registrado como profissional
autônomo.

4a Questão (Ref.: 201404098858) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Um grupo de empresarios decide abrir uma comercial Exportadora e ficam sabendo que é necessário ter o Radar
aprovado pela Receita Federal. Como funciona este procedimento?

Não existe Radar aduaneiro para abertura de uma comercial importadora.


Somente existe o Radar Comercial, promovido pelo MDIC
O Radar aduaneiro ocorre depois do registro da D.I. no Siscomex, para verificar se o importador recolhou
os impostos de importação corretamente.
O Radar aduaneiro é a investigação da capacidade da empresa, para atuar no mercado internacional,
com identificação dos sócios.
O Radar aduaneiro identifica a capacidade financeira dos exportadores estrangeiros, que pretendem
fazer negócios com empresas importadoras brasileiras.

5a Questão (Ref.: 201404097524) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Desejando facilitar a venda, o gerente de exportação ofertou a venda sob a modalidade de consignação. Existe
risco financeiro nesta modalidade de exportação?

O risco financeiro é do importador que pode não conseguir vender a mercado no país dele.
Não existe risco financeiro, pois a venda em consignação sai obrigatoriamente com cobertura cambial.
O risco financeiro é da transportadora, pois se a mercadoria não for vendida, deve arcar com as despesas
do frete de retorno.
O risco financeiro é do exportador, pois em consignação significa que o importador envia as divisas
depois que vendeu a mercadoria no país de destino.
Somente existe venda em consignação no mercado interno, no caso da exportação essa modalidade não
é prevista no Siscomex.

6a Questão (Ref.: 201404226541) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Com referencia a Fase Administrativa da Gerencia da Exportação, podemos dizer:


A Fase Comercial torna imprescindivel a busca do melhor tratamento administrativo para as exportações,
bem como a classificação fiscal adequada ao produto a ser comprado
A Fase Fiscal investiga a viabilidade da venda internacional, na busca do melhor tratamento
administrativo para as importações, bem como a classificação fiscal adequada ao produto a ser vendido
A Fase Administrativa não investiga a viabilidade da compra internacional, tornando imprescindivel a
busca do melhor tratamento administrativo para as importações
A Fase Administrativa, torna imprescindivel a busca do melhor tratamento administrativo para as
importações, adequada ao produto a ser vendido
A Fase Administrativa investiga a viabilidade da venda internacional, tornando imprescindivel a busca do
melhor tratamento administrativo para as exportações, bem como a classificação fiscal adequada ao
produto a ser vendido

Exercício: GST0618_EX_A6_201404046399 Matrícula: 201404046399

Aluno(a): CANDACE DE ALMEIDA BRITO Data: 06/10/2015 10:26:15 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201404255306) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O exportador brasileiro, ao elaborar o preço internacional de venda em moeda estrangeira conversível, deve
retirar os impostos internos IPI - ICMS - PIS - COFINS da planilha, pois este tributos não devem ser recolhidos
quando a empresa exporta seus produtos. Este procedimento tributário é correto?

É correto em parte, pois o exportador brasileiro somente aproveita o incentivo do ICMS, sendo que os
tributos federais IPI - PIS e COFINS devem ser recolhidos normalmente, seja venda interna ou externa.
É correto em parte, pois o único incentivo tributário vigente é a não-incidência do PIS e COFINS
Não é correto do ponto de vista tributário, pois ao emitir a Nota Fiscal de Exportação, a empresa deve
formalizar a obrigação tributária, seja uma venda interna ou externa.
É correto, as isenções do IPI, do PIS, do COFINS e a não incidência do ICMS são incentivos tributários à
exportação para que o preço brasileiro ganhe mais competitividade no mercado internacional, pois
nenhum país "exporta impostos".
É correto em parte, pois o único incentivo tributário vigente na exportação brasileira é a Imunidade do
IPI.

2a Questão (Ref.: 201404097425) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Como funciona a atividade comercial da exportação indireta?

Ë uma venda do fabricante exportador ao importador, com a participação obrigatória do agente


comercial.
Somente existe venda indireta no mercado interno. Na exportação, sao todas vendas diretas ao
importador.
O fabricante exporta ao importador, com ou sem agente comercial, porém sem intermediarios tipo
trading ou comercial exportadora.
Não existe venda indireta, pois seja do fabricante ou da ECE, são todas vendas diretas ao importador
O fabricante vende a mercadoria a uma empresa comercial exportador - ECE como venda interna com
fins de exportação, e a ECE exporta diretamente ao importador estrangeiro, podendo existir agente
comerciais.

3a Questão (Ref.: 201404101075) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)


Acordos Comerciais Preferenciais são

acordos nos quais Estados uniformizam o tratamento a ser dispensado às importações oriundas de
terceiros países.
acordos celebrados entre empresas com o objetivo de negociarem conjuntamente frente aos governos
melhores condições de acesso a mercados.
acordos em que os Estados-parte concedem-se mutuamente descontos nas tarifas de importação e
outras facilidades de acesso a mercados.
acordos celebrados entre empresas estabelecendo alianças comerciais com as quais procuram deslocar
competidores.
acordos nos quais os Estados promovem conjuntamente o rebaixamento de tarifas aplicadas às
importações oriundas de terceiros países.

4a Questão (Ref.: 201404255349) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A ONU em 1970 criou um programa denominado Sistema Geral de Preferencias - SGP que atesta a origem da
mercadoria de um país em desenvolvimento exportando para um país desenvolvido e o documento provatporio
é o Certificado de Origem FORM-A. Qual é vantagem do importador de um país desenvolvido dentro do SGP?

O importador de país desenvolvido somente tem vantagens comerciais oferecidas pelo exportador.
O importador de país desenvolvido terá vantagens tributárias, pois haverá redução parcial ou total dos
impostos de importação.
O importador de país desenvolvido terá vantagens aduaneiras, pois terá facilidade no país de destino
para fazer a nacionalização da carga.
O importador de pais desenvolvido somente tem vantagens financeiras e bancárias.
O importador de país desenvolvido terá somente vantagens logísticas, pois terá redução parcial ou
total do frete e seguro internacional.

5a Questão (Ref.: 201404100888) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

(AFRF 2000) "É sabido que todo processo de desenvolvimento econômico exige volume apreciável de divisas
para financiar a importação de bens de equipamento. Os países subdesenvolvidos dependem, para suas receitas
de divisas, da exportação de produtos primários, cujo mercado vem declinando cada vez mais nos países
industriais. Em outubro de 1970, foi instituído pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e
Desenvolvimento (UNCTAD) o Sistema Geral de Preferências, conhecido por SGP". Acerca do Sistema Geral de
Preferências (SGP) e do Sistema Global de Preferências Comerciais (SGPC), pode-se afirmar que:

A principal diferença entre o GATT e o SGPC é que, enquanto o GATT utiliza o princípio da nação mais
favorecida, o SGPC utiliza o sistema de acordos preferenciais dentro do sistema.
O SGPC defende uma eliminação de tarifas entre PEDs.
O SGP constitui um conjunto de regras gerais adotadas universalmente para estimular as exportações
de bens dos PEDs, supervisionadas pela CEPAL.
O sistema foi incorporado ao GATT nos anos 70, com a cláusula de habilitação (Enabling Clause após a
Rodada Tóquio).
A principal vantagem do SGP é a isenção das tarifas de importação.

6a Questão (Ref.: 201404100891) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

(AFTN 1996) O Sistema Geral de Preferência (SGP) foi criado no seio da Conferência das Nações Unidas para o
Comércio e Desenvolvimento - UNCTAD, com o objetivo de fomentar o comércio internacional, especialmente
em benefício dos países em desenvolvimento, que há muito, vinham observando dificuldades cada vez maiores
para sustentar seus programas de desenvolvimento e industrialização, face ao declínio da importância relativa
dos bens primários tradicionais no comércio internacional. A principal característica do Sistema Geral de
Preferência é a (o):

Estabelecimento de padrões menos rígidos para concessão de subsídios à exportação por parte dos
governos dos países em desenvolvimento;
Importação, pelos países industrializados de produtos manufaturados e serviços preferencialmente
produzidos nos países em desenvolvimento;
Eliminação total ou parcial, pelos países industrializados, de tarifas que incidem sobre produtos
originários de países em desenvolvimento, sem exigência de reciprocidade.
Estabelecimento de quotas preferenciais aos países em desenvolvimento;
Abertura de linhas especiais de crédito à exportação originária dos países em desenvolvimento;

Exercício: GST0618_EX_A7_201404046399 Matrícula: 201404046399

Aluno(a): CANDACE DE ALMEIDA BRITO Data: 17/11/2015 09:35:47 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201404255348) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A Organização Mundial de Comércio - OMC estabelece que os acordos firmados entre blocos econômicos ou
países devem estabelecer vantagens tributárias para determinadas mercadorias. O documento comprovatório de
que a mercadoria está favorecida pelo acordo é o certificado de origem. Este documento atesta o que?

Atesta que a mercadoria foi produzida no país de origem, sem verificar os índices de nacionalização.
Atesta tanto a origem como a procedência da mercadoria, no país de destino, observando os índices
de nacionalização.
Atesta a procedência da mercadoria e não a origem, pois a mercadoria pode ser reexportada.
Atesta que a mercadoria foi produzida no país de origem, dentro dos índices de nacionalização
exigidos.
Atesta que a matéria-prima e componentes da mercadoria produzida, são de origem estrangeira,
acima dos índices de nacionalização.

2a Questão (Ref.: 201404753211) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O Seguro de Crédito às Exportações é contratado pelo exportador brasileiro para cobertura de riscos que
incluem:

Danos sofridos durante permanência e manipulação em recinto alfandegário.


Acidentes e danos sofridos durante o transporte da mercadoria.
Circunstâncias imprevisíveis, como desastres naturais
Situações que comprometem a capacidade de pagamento da negociação pelo importador.
Atrasos decorrentes de dificuldades no processamento da documentação necessária às operações.

3a Questão (Ref.: 201404734511) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)


Todo o processo de exportação exige a emissão de documentos, alguns dos quais se encontram nas opções
apresentadas. Sinalize a única opção correta.

DSE é o sinônimo de DDE, usado nas mesmas situações.


RE tem validade superior a 90 dias
RV é o Registro de vendas para importação de commodities
CE é o comprovante de importação emitido pelo importador ou seu representante legal em função
própria no Siscomex.
RC é o Registro de operação de crédito, para casos de autorização de pagamentos com prazos
superiores a 360 dias

4a Questão (Ref.: 201404734510) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Para que uma exportação aconteça, alguns players estão direta ou indiretamente envolvidos. Dentre as opções
fornecidas, qual dos players NÃO está DIRETAMENTE envolvido no processo de exportação:

Agente de Carga
Marinha do Brasil
Exportador
Receita Federal
Despachante aduaneiro

5a Questão (Ref.: 201404229679) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O Registro de Exportação (RE) é o documento administrativo que dá início à exportação no Siscomex. É


caracterizado como: (assinale a púnica opção correta)

Conjunto de informações de natureza estritamente comercial e financeira que caracteriza a operação de


exportação de uma mercadoria.
Conjunto de informações de natureza estritamente financeira e cambial que caracteriza a operação de
importação de uma mercadoria e define o seu enquadramento.
Conjunto de informações de natureza comercial, financeira, cambial e fiscal que caracteriza a operação
de exportação de uma mercadoria e define o seu enquadramento.
Conjunto de informações de natureza estritamente comercial e financeira que caracteriza a operação de
importação de uma mercadoria.
Conjunto de informações de natureza estritamente financeira e cambial que caracteriza a operação de
exportação de uma mercadoria.

6a Questão (Ref.: 201404100844) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

RELACIONE A SEQÜÊNCIA DOS DOCUMENTOS RELATIVOS A UMA EXPORTAÇÃO NORMAL DE PRODUTO COTADO
EM BOLSA INTERNACIONAL DE COMMODITIES COM PRAZO DE PAGAMENTO ACIMA DE 180 DIAS.
FATURA PRO-FORMA; CONTRATO DE CÃMBIO (SE O PGTO FOR ANTECIPADO); CARTA DE CRÉDITO (SE
HOUVER); RC ( FINANCIADA); RV ( COMMODITIES); DDE; BL; FATURA COMERCIAL; PACKING LIST;
CERTIFICADO DE ORIGEM; CE.
FATURA PRO-FORMA; CONTRATO DE CÃMBIO (SE O PGTO FOR ANTECIPADO); CARTA DE CRÉDITO (SE
HOUVER); RC ( FINANCIADA); RV ( COMMODITIES); RE; NOTA FISCAL; CONHECIMENTO DE EMBARQUE;
DDE; FATURA COMERCIAL; PACKING LIST; CERTIFICADO DE ORIGEM; CE.
FATURA PRO-FORMA; CONTRATO DE CÃMBIO (SE O PGTO FOR ANTECIPADO); CARTA DE CRÉDITO (SE
HOUVER); RC ( FINANCIADA); RV ( COMMODITIES); RE; BL; FATURA COMERCIAL; PACKING LIST;
CERTIFICADO DE ORIGEM; CE.
RC ( FINANCIADA); RV ( COMMODITIES); RE; NOTA FISCAL; DDE
FATURA PRO-FORMA; CONTRATO DE CÃMBIO (SE O PGTO FOR ANTECIPADO); CARTA DE CRÉDITO (SE
HOUVER); RV ( COMMODITIES); RE; NOTA FISCAL; AWB; DDE; BL; FATURA COMERCIAL; PACKING LIST;
CERTIFICADO DE ORIGEM; CE.

1a Questão (Ref.: 201404691245) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A mercadoria a ser devolvida ao exterior poderá ser dispensada do despacho de exportação :

antes de submetida ao trânsito aduaneiro de importação, conforme disposto em ato editado pela
Secretaria da Receita Federal do Brasil.
antes de submetida a despacho de importação, conforme disposto em ato editado pela Secretaria da
Receita Federal do Brasil.
antes de ser consumida, conforme disposto em ato editado pela Secretaria da Receita Federal do Brasil.
após o desembaraço e antes de submetida a despacho temporário de importação, conforme disposto em
ato editado pela Secretaria da Receita Federal do Brasil.
após registro da DI e antes de submetida ao despacho de importação, conforme disposto em ato editado
pela Secretaria da Receita Federal do Brasil.

2a Questão (Ref.: 201404691246) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Art. 582. Será dispensada de despacho de exportação a saída, do País, observado o disposto no art. 547
(Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, Artigo 27, promulgada pelo Decreto n. 56.435, de 1965, e
Convenção de Viena sobre Relações Consulares, Artigo 35, promulgada pelo Decreto n. 61.078, de 1967).

de veiculo automotor usado.


de mercadoria importada a titulo temporário.
de mala diplomática ou consular.
de bagagem desacompanhada de viajante ao exterior.
de mercadoria proveniente de transito aduaneiro

3a Questão (Ref.: 201404767413) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)


O Despacho Aduaneiro é o procedimento fiscal mediante o qual se processa o desembaraço da mercadoria para
o exterior, seja ela exportada a título definitivo ou não, segundo o Regulamento Aduaneiro. Ele se inicia no
momento em que o exportador, já com o seu RE efetivado, registra no Siscomex: (Marque a única opção
correta)

Declaração de Autorização de Trânsito (DAT)


Declaração de Despacho de Importação (DDI)
Declaração de Desembaraço Aduaneiro (DDA)
Declaração de Presença de Carga (DPC)
Declaração de Despacho de Exportação (DDE)

4a Questão (Ref.: 201404226544) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Com referencia a Fase Fiscal e Aduaneira da Gerencia da Exportação, podemos dizer:

A Fase Fiscal e Aduaneira estuda a operação do despacho aduaneiro de importação com suas melhores
praticas e não a aplicação dos incentivos tributários
A Fase Comercial estuda a operação do despacho aduaneiro de importação com suas melhores praticas
A Fase Fiscal e Aduaneira estuda a operação do despacho aduaneiro de exportação com suas melhores
praticas e incentivos tributários
A Fase Tributária estuda a operação do despacho aduaneiro de exportação e incentivos tributários
A Fase Administrativa estuda a operação do despacho aduaneiro de importação com suas melhores
praticas e incentivos tributários

5a Questão (Ref.: 201404691244) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Despacho aduaneiro é :

o procedimento comercial mediante o qual se processa a consolidação da mercadoria no exterior, seja ela
exportada a título definitivo ou não.
o procedimento operacional mediante o qual se processa o desmembramento da mercadoria no exterior,
exportada a título definitivo.
o procedimento fiscal mediante o qual se processa o desembaraço da mercadoria no exterior, seja ela
exportada a título definitivo ou não.
o procedimento cambial mediante o qual se processa o pagamento da mercadoria no exterior, seja ela
exportada a título definitivo ou não.
o procedimento comercial mediante o qual se processa o desembaraço da mercadoria, exportada a título
temporário.

6a Questão (Ref.: 201404728920) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)


O regulamento aduaneiro define que o despacho de exportação "é o procedimento mediante o qual é verificada
a exatidão dos dados declarados pelo exportador em relação à mercadoria, aos documentos apresentados e à
legislação específica, com vistas a seu desembaraço aduaneiro e a sua saída para o exterior." Realizado o
registro da declaração de exportação no SISCOMEX e confirmada a presença da carga em recinto de
conferência, é determinado o tratamento administrativo, através da seleção de canais. Das opções
apresentadas, selecione a única CORRETA:

Canal Vermelho: Exame documental e verificação física da carga.


Canal Amarelo (laranja): Recebe todos os documentos e automaticamente libera a mercadoria
Linha Azul: A mercadoria não passa pela alfândega, a empresa goza de um sistema expresso para
liberação da mercadoria
Canal Verde: Recebe a mercadoria
Canal Cinza: Canal especial que controla a valoração aduaneira do produto.

Exercício: GST0618_EX_A9_201404046399 Matrícula: 201404046399

Aluno(a): CANDACE DE ALMEIDA BRITO Data: 17/11/2015 10:22:56 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201404104567) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O Drawback é um incentivo fiscal que, na modalidade restituição, consiste na importação de mercadorias:

Com a restituição dos impostos pagos no mercado interno para mercadorias efetivamente exportadas
Com isenção do pagamento do Imposto de Importação (II), para a exportação do produto final em um
prazo total de até dois ou cinco anos, conforme o caso.
Com pagamento dos tributos e taxas de importação para posterior exportação do produto final e
restituição dos impostos pagos
Com pagamento dos tributos e taxas de importação para posterior exportação do produto final e
restituição das taxas portuárias pagas
Com suspensão do pagamento do Imposto de Importação (II) e IPI, para a exportação do produto final
em um prazo total de até dois ou cinco anos, conforme o caso.

2a Questão (Ref.: 201404104570) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O não pagamento do IPI e do ICMS ocorre nas operações de:

Exportação, somente
Exportação e de importação sob alguns regimes aduaneiros especiais
Importação e exportação, no regime comum
Exportação, importação e regimes aduaneiros atípicos
Exportação e importação sob todos os regimes aduaneiros suspensivos
3a Questão (Ref.: 201404723975) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A indústria do petróleo é considerada uma das mais importantes na economia de qualquer país. Não podia ser
diferente no Brasil. Assim sendo, o Governo instituiu um Regime especial que atende, especificamente, à
reposição de estoque de petróleo e seus derivados. Assinale a única resposta correta:

Recom
Drawback
Admissão Temporária
Exportação Com Saída Ficta
Repex

4a Questão (Ref.: 201404723990) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Uma empresa brasileira de moda íntima resolveu enviar seus produtos para um representante no exterior. Como
se tratava de um teste, ela escolheu um tipo especial de exportação de forma que não tivesse problemas com
os tributos quando trouxesse os produtos de volta, caso não fossem vendidos. Assinale qual o tipo de
exportação escolhido pela empresa:

Exportação em Consignação
Exportação Temporária
Exportação Temporária para Aperfeiçoamento Passivo
Exportação com Cobertura cambial
Exportação com Saída Ficta

5a Questão (Ref.: 201404723985) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Uma empresa estrangeira enviou seus técnicos ao Brasil com os equipamentos necessários à prestação de
assistência técnica a bens importados, ainda em garantia, pelo seu cliente em São Paulo. Assinale o tipo de
importação que deve ser feita para dar entrada dos referidos equipamentos e reexportá-los sem qualquer
problema com a legislação aduaneira brasileira:

Importação por Conta e Ordem


Admissão temporária
Importação em Consignação
Exportação temporária
Exportação com Saída Ficta
6a Questão (Ref.: 201404104353) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

O Drawback é um incentivo fiscal que, na modalidade suspensão, consiste na importação de mercadorias:

Com suspensão do pagamento do Imposto de Importação (II), para a exportação do produto final em um
prazo total de até dois ou cinco anos, conforme o caso.
Com suspensão do pagamento dos tributos e taxas de importação e das demais despesas portuárias,
para a exportação do produto final em um prazo total de até dois ou cinco anos, conforme o caso.
Com suspensão do pagamento dos tributos e taxas de importação, para a exportação do produto final em
um prazo total de até dois ou cinco anos, conforme o caso.
Com suspensão do pagamento dos tributos e taxas de importação, para recomposição dos estoques de
mercadorias anteriormente exportadas.
Com suspensão do pagamento do Imposto de Importação (II) e IPI, para a exportação do produto final
em um prazo total de até dois ou cinco anos, conforme o caso.

Exercício: GST0618_EX_A10_201404046399 Matrícula: 201404046399

Aluno(a): CANDACE DE ALMEIDA BRITO Data: 17/11/2015 10:40:30 (Finalizada)

1a Questão (Ref.: 201404691227) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A "engenharia de preços" terá como fatores indispensáveis :

os custos, os preços da concorrência no mercado externo e, principalmente, o poder do negociador da


empresa.
os custos internos no país importador, o comportamento dos preços da concorrência no mercado interno
e, principalmente, o poder de percepção do negociador da empresa.
os custos indiretos no país exportador, o comportamento dos custos da concorrência no mercado interno
e, principalmente, o poder de percepção do negociador da empresa.
os custos internos no país importador, o comportamento dos preços da concorrência no mercado interno
e, principalmente, o poder do negociador da empresa.
os custos internos no país exportador, o comportamento dos preços da concorrência no mercado externo
e, principalmente, o poder de percepção do negociador da empresa.

2a Questão (Ref.: 201404255524) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Alguns importadores exigem que a documentação de exportação, principalmente a Fatura Comercial, deve ser
encaminhada ao consulado, para que seja oposto um visto consular, procedimento necessário para que seja
feito o desembaraço da carga no país de destino. O custo consular do visto pode ser repassado ao importador?

Toda despesa logística e documental ocorrida antes do embarque sempre é por mconta do exportador e
não do importador, portanto, não pode ser repassada ao comprador.
Na formação da planilha de preço internacional, o exportador inclui as despesas consulares, portanto
quem acaba pagando é o importador.
Despesas consulares são por conta de quem as solicita, seja pessoa física ou empresa, assim, neste
caso, serão por conta do exportador e não podem ser repassadas ao comprador.
Sempre as despesas internas são por conta de quem vende e não de quem compra, assim, não podem
ser repassadas ao comprador.
Trata-se de uma exigência do país do importador, mais está ocorrendo no país de origem, portanto,
essa despesa consular é por conta do vendedor.

3a Questão (Ref.: 201404255520) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Em algumas formas de venda, de acordo os Incoterms, o exportador deverá providenciar o seguro interno do
local onde a mercadoria se encontra até o local de embarque, que poderá ser marítimo, aéreo ou fronteira. O
custo do seguro interno (prêmio), pode ser cobrado do importador?

Cada um paga suas despesas em seu país, portanto, esse seguro interno é por conta do exportador.
Sim, na planilha de formação do preço internacional, esse custo do seguro interno pode ser repassado
ao importador, via preço.
Não, esse trecho interno é por conta e risco do exportador, assim, o seguro interno cobre o exportador
e não o importador.
Se a mercadoria está a caminho do local de embarque, qualquer custo, seja frete ou seguro interno é
por conta do exportador, conforme estabelecem as siglas dos Incoterms.
Não, o seguro interno antes do embarque é problema do vendedor.

4a Questão (Ref.: 201404255527) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Na planilha de formação do preço internacional, o exportador deverá transformar o preço em Reais para dólar
americano ou Euro, utilizando a taxa de câmbio vigente. Numa vertente de desvalorização cambial do Real, a
pergunta é: A desvalorização da moeda brasileira favorece ou prejudica as exportações?

Nessa vertente de desvalorização do real frente ao dólar americano, o preço de exportação fica
favorecido, pois ficará mais barato no mercado externo.
Tanto faz para o exportador brasileiro, pois o faturamento é em dólar americano e não em Reais.
Para o exportador é indiferente a desvalorização do Real, pois o exportador recebe moeda estrangeira
(divisas) e não Reais.
Com a desvalorização do Real, quem se prejudica é o banco que fez o contrato de câmbio, pois deverá
desembolsar mais reais pelos mesmos dólares faturados pelo exportador.
Prejudica, pois o preço final da planilha ficará mais caro no mercado externo.

5a Questão (Ref.: 201404255523) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

Muitos importadores, sabendo que o banco examina documentos e não mercadorias e não tendo confiança
comercial, exigem que o exportador contrate uma empresa especializada em inspeção das mercadorias e emita
um Certificado de Inspeção declarando que o que foi inspecionado é exatamente o que foi embarcado. O custo
da inspeção pode ser repassado ao importador?

Ambos, exportadores e importadores, estão dispostos a que a venda ocorra em perfeitas condições,
portanto o custo dessa inspeção será repassado à seguradora internacional.
Se a rede bancária trabalha com documentos e não com mercadorias, para efetuarem o pagamento das
divisas, deverão de se certificar que a mercadoria está em perfeita ordem, assim, o custo da inspeção
deverá ser por conta dos bancos intervenientes na operação.
Embora o importador tenha exigido a inspeção da carga, a mesma está ocorrendo antes do embarque,
portanto esse custo é por conta do exportador.
Se foi o importador que exige a inspeção da carga, pode ser repassado dentro da planilha de formação
do preço internacional.
A responsabilidade desse custo da inspeção da carga é por conta da transportadora internacional, pois é
responsável pela carga que está transportando rumo ao país de destino.

6a Questão (Ref.: 201404691233) Fórum de Dúvidas (0) Saiba (0)

A formação do preço de exportação foi desenvolvida considerando diversos aspectos. Neste contexto em que
fase deve ser enquadrada a Análise de custos (mão de obra, material, gastos diretos e indiretos, gastos gerais e
administrativos, custos e distribuição, promoção e comercialização em geral, etc.)? Marque a única opção
correta.

Fases para a determinação da Consignação


Considerações Sobre as Cotações
Considerações Sobre as Cotizações
Fases para a determinação do Produto de Venda
Fases para cotações de produtos.