Você está na página 1de 6

Universidade Federal da Paraíba

Centro de Tecnologia
Departamento de Engenharia de Produção
Engenharia Econômica 1

Resumo das páginas 29 até 36

Prof.: Múcio Antonio Sobreira Souto

Giorgio de Lima Locatelli - 20180124914

João Pessoa, 12 de dezembro de 2018.


Valor Presente (VP) e o Valor Futuro (VF)

A partir do cálculo do VP, é possível fazer uma comparação entre valores


diferentes (entradas e saídas de caixa) em prazos diferentes, tendo
hoje como a mesma base de tempo.

Com o valor presente, pode-se calcular quanto vale hoje um fluxo de caixa que ocorrerá
em uma data futura. Para que se possa calcular o valor presente, é preciso ter uma taxa
de juros de desconto.

O valor presente, a taxa de desconto, o valor do fluxo de caixa no futuro


e o prazo a decorrer entre hoje e o momento da realização do fluxo de
caixa, são todas variáveis inter-relacionadas.

O valor presente é dado pela fórmula abaixo:

Onde,

VP= valor presente

VF= valor do fluxo de caixa no futuro

i= Taxa de desconto

n= prazo

Já o valor futuro é o valor de um fluxo em uma data futura. Levando em


conta a taxa de desconto, o prazo, e o valor presente. O processo
portanto, para obtenção do valor futuro é o inverso daquele que se obtém o valor
presente de um fluxo.
Segue abaixo a fórmula:

VF = VP.(1+i)n

Onde,

VF= Valor futuro

VP= Valor presente

i= Taxa de desconto

n= prazo
No livro entre as páginas 29 e 36 temos 3 tipos de exemplos para ilustrar os diferentes
tipos de situações, sendo eles:

 Valor Futuro F dado o Valor Uniforme U


 Valor Uniforme U dado o Valor Futuro F
 Valor Uniforme U dado o Valor Presente P

Qual o Valor Futuro F dado o Valor Uniforme U?

Esse exemplo diz a respeito: Nos instantes finais deste ano e nos instantes finais dos
próximos anos, pretendo aplicar em cada ano a importância de $ 20.000,00 a uma taxa
de juros de 12% a.a. Pergunta-se: 3.1 Quanto dinheiro terei por ocasião da décima
aplicação, instantes após tal aplicação? 3.2 Quanto dinheiro terei no instante final do
décimo período, isto é, no instante 10, considerando que a última aplicação foi no
instante 9, tendo esta aplicação também rendido juros, pelo menos, por 1 período e não
havendo aplicação no instante 10?

Neste caso teremos as 10 aplicações, mas apenas 9 delas irão render juros.

Dessa forma, podemos expressar cada período da seguinte maneira:

n U

1 U (1+ i)n-1

2 U (1+ i)n-2

...

n-1 U (1+ i)n-(n-1)  U (1+ i)1

n U (1+ i)n-n  U (1+ i)0 = U

O valor desejado F será obtido pela soma de todos os valores de U:

F = U (1+ i)n-1 + U (1+ i)n-2 + ... + U (1+ i)1 + U multiplicando por – (1 + i)

– (1 + i) F = – U (1+ i)n – U (1+ i)n-1 – ... – U (1+ i)2 – U (1 + i)

Ao somar as duas ultimas equações, obtemos:

F – (1 + i) F = – U (1+ i)n + U

– iF = – U [(1+ i)n – 1]  iF = U [(1+ i)n – 1]

Logo,
F = U [(1+ i)n – 1] / i

Cálculo: F = U [(1+ i)n – 1] / i = 20.000 [(1+ 0,12)10 -1] / 0,12 = 350.974

Podemos também fazer o uso das tabelas em que:

[(1+ i)n – 1] / i = F/U = (F/U, i, n)

Aplicando na fórmula obtemos:

F = U x F/U = U (F/U, i, n)

Cálculo: F = U x (F/U, 12%, 10) = (20.000 x 17,5487) = 350.974,70

Neste caso temos 9 aplicações rendendo juros.

Com a fórmula anterior já deduzida podemos adapta-la para este problema apenas
subtraindo uma parcela U.

F = U [(1+ i)n – 1] / i – U = U [(1+ i)n – 1] / i – 1

Logo,

F = U [(1+ i)n – (1– i)] / i

Cálculo: F = U [(1+ i)n – (1– i)] / i = 20.000 [(1+ 0,12)10 – (1– 0,12)] / 0,12 =

= 20.000 x 16,549 = 330.980

Utilizando as tabelas, temos:

[(1+ i)n – 1] / i = F/U = (F/U, i, n)

Aplicando na fórmula

F = U x [F/U – 1] = U [(F/U, i, n) – 1]

Cálculo: F = 20.000 x [(F/U, 12%, 10) – 1] = 20.000 x (17,549 – 1) = 330.974

Qual o Valor Uniforme U dado o Valor Futuro F?

Esse exemplo diz a respeito: Quanto deverei aplicar anualmente durante 7 períodos
anuais, a uma taxa de 8% a.a., para obter no fim do sétimo período a quantia de $
200.000,00?

Para resolvê-lo levando em consideração que este problema é o inverso do anterior,


podemos descrever a fórmula como:
U = F [i /(1+ i)n – 1]

Cálculo: U = F [i /(1+ i)n – 1] = 200.000 [0,08 / (1+ 0,08)7 – 1] = 22.400

Usando a tabela

i /(1+ i)n – 1 = U/F = U/F, i, n

Aplicando na fórmula temos:

U = F x U/F = F (U/F, i, n)

U = F (U/F, 8%, 7) = 200.000 x 0,11207 = 22.414

Qual o Valor Uniforme U dado o Valor Presente P?

Esse exemplo diz a respeito: Desejo aplicar agora $ 300.000,00 por 3 anos a uma
taxa de juros igual a 20% a.a. Com quanto poderei contar nos instantes finais de cada
um desses 3 períodos anuais?

Em problemas anteriores vimos que F = P(1 + i)n. Neste caso ao fazermos a substituição
do valor de F na fórmula do problema 4, obtemos:

U = F [i /(1+ i)n – 1] = P(1 + i)n x [i /(1+ i)n – 1] = P [i(1 + i)n /(1+ i)n – 1]

U = P [i(1 + i)n /(1+ i)n – 1]

Cálculo: U = P [i(1 + i)n /(1+ i)n – 1] = 300.000 [0,20 (1 + 0,20)3 /(1+ 0,20)3 – 1] = 142.500,00

Utilizando as tabelas

Temos que,

[i(1 + i)n /(1+ i)n – 1] = U/P = U/P, i, n

Logo,

U = P x U/P = P (U/P, i, n)

Cálculo: U = P (U/P, 20%, 3 anos) = 300.000 x 0,47473 = 142.419.

Qual o Valor Presente P dado o Valor Uniforme U?

Problema 6. Quanto deverei aplicar agora, a uma taxa de juros de 15% a.a., para
poder obter receitas nos próximos 7 anos iguais a anuidades de $ 100.000,00?

Levando em consideração que este problema é o inverso do anterior, podemos


descrever a fórmula como:
P = U [(1+ i)n – 1/ i(1 + i)n]

Cálculo: P = U [(1+ i)n – 1/ i(1 + i)n] = 100.000 [(1+ 0,15)7 – 1/ 0,15(1 + 0,15)7] = 416.000.

Com o uso de tabelas

Temos que,

[(1+ i)n – 1/ i(1 + i)n] = P/ U = P/ U, i, n

Logo,

P = U x P/ U = U (P/ U, i, n)

Cálculo: P = U (P/ U, 15%, 7) = 100.000 x 4,1604 = 416.040

Fonte de Referências:

INVESTEDUCAR. Como calcular o Valor Presente (VP) e o Valor Futuro (VF). Disponível
em: < https://www.investeducar.com.br/como-calcular-o-valor-presente-vp-e-o-valor-
futuro-vf/> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

Hirschfeld, Henrique. Engenharia econômica e análise de custos: aplicações práticas


para economistas, engenheiros, analistas de investimentos e administradores /
Henrique Hirschfeld. – 7. Ed.- São Paulo: Atlas, 2000.