Você está na página 1de 9

1. O problema económico resulta do facto de...

(A) ... todos os bens terem um custo de oportunidade.


(B) ... as necessidades serem limitadas e os recursos escassos.
(C) ... todos os bens serem suficientes para satisfazer as necessidades.
(D) ... as necessidades serem ilimitadas e os recursos escassos.
2. Os bens alimentares comprados por uma família destinam-se a um consumo...
(A) ... final e público.
(B) ... privado e intermédio.
(C) ... final e individual.
(D) ... privado e secundário.
3. Numa dada família, a despesa de consumo reparte-se pelas seguintes rubricas:

Rubricas Euros
Alimentação e bebidas 8 000
Vestuário e calçado 1 000
Transportes 3 000
Lazer 6 000
Outros bens e serviços 2 000
Para essa família, o coeficiente orçamental da rubrica «Vestuário e Calçado» é de...

(A) ... 1 000€.


(B) ... 5%.
(C) ... 0,2.
(D) ... 20%.
4. A redistribuição dos rendimentos é uma função que cabe ao agente económico...
(A) A. ... Famílias.
(B) B. ... Resto do Mundo.
(C) C. ... Empresas.
(D) D. ... Estado.

2. A família Lopes comprou madeira para queimar na lareira da sua habitação. A madeira
assim utilizada classifica-se como um bem de...
A. ... produção.
B. ... consumo final.
C. ... consumo intermédio.
D. ... investimento.
3. De acordo com a Lei de Engel, quanto maior for o rendimento das famílias,...
A. ... maior é a proporção do seu rendimento gasto em alimentação.
B. ... menor é a proporção do seu rendimento gasto em alimentação.
C. ... menores são os seus gastos em bens de consumo.
D. ... maiores são os seus gastos em bens de consumo.

1. De uma forma simplificada, pode afirmar-se que o objecto de estudo da Ciência


Económica é o problema...
A. ... da escolha num contexto de escassez de recursos.
B. ... do crescimento demográfico nos países em desenvolvimento.
C. ... da evolução tecnológica no contexto da mundialização.
D. ... do desequilíbrio ambiental nos países desenvolvidos.
.

1. Os recursos de que o Homem dispõe em cada momento revelam-se insuficientes para


satisfazer

todas as suas necessidades. Este facto designa-se por…

(A) escassez.

(B) custo de oportunidade.

(C) racionalidade.

(D) actividade económica.

2. De acordo com a Lei de Engel,…

(A) as famílias com maiores rendimentos gastam mais dinheiro em bens alimentares.

(B) as famílias com menores rendimentos gastam mais dinheiro em bens alimentares.

(C) a proporção das despesas em alimentação relativamente ao total das despesas de consumo
é superior nas famílias com menores rendimentos.

(D) a proporção das despesas em alimentação relativamente ao total das despesas de


consumo é superior nas famílias com maiores rendimentos.

1. A Economia é a ciência social que…

(A) tem por objecto o estudo de todas as actividades humanas.

(B) estabelece leis sem natureza científica.

(C) estuda a escolha no uso alternativo de recursos escassos.

(D) tem um objecto de estudo indefinido.

2. São factores económicos dos quais depende o consumo das famílias…

(A) o preço dos bens e o rendimento disponível das famílias.

(B) o rendimento disponível das famílias e a moda.

(C) a moda e a idade dos consumidores.

(D) a idade dos consumidores e o preço dos bens.

1. A Ciência Económica está intimamente relacionada com a questão da escassez, na medida


em que, se há
escassez, é necessário

(A) consumir bens.

(B) efetuar escolhas.

(C) utilizar recursos.

(D) realizar investimentos.

1. A actividade económica:

a) Engloba o conjunto de actividades realizadas pelos homens em sociedade, que tem por
objectivo a satisfação das necessidades humanas;

b) É todo o esforço desenvolvido pelo homem para obter bens e serviços para a
satisfação das suas necessidades;

c) Compreende as actividades de produção, distribuição, repartição e utilização dos


rendimentos;

d) Todas as alternativas são válidas.

2. Agentes económicos são:

a) Todos os indivíduos que, de uma forma ou de outra, participam na actividade


económica;

b) Todos os indivíduos e entidades com capacidade para intervir na actividade


económica;

c) Todos os indivíduos com quem estabelecemos relações;

d) São correctas a) e b).

3. As “Famílias” são definidas como agentes económicos:

a) Cuja função principal é produzir bens e serviços;

b) Que, enquanto consumidores, adquirem bens e serviços com vista a satisfação das
suas necessidades;

c) Que, enquanto proprietários de recursos produtivos, os fornecem aos produtores de


bens e serviços;

d) Cuja função principal é a de consumir bens e serviços para satisfazer as necessidades


colectivas.
4. O agente económico “Empresas”:

a) Dedica-se à produção de bens e serviços não comercializáveis;

b) Tem por objectivo último a produção de bens e serviços comercializáveis;

c) É responsável pelo pagamento de vencimentos aos particulares;

d) São falsas todas as alternativas anteriores.

5. A “Administração Pública” é o agente económico a quem compete:

a) Fornecer bens e serviços que assegurem a satisfação das necessidades colectivas;

b) Produzir bens e serviços para serem vendidos no mercado;

c) Fornecer os factores produtivos de que as empresas precisam para produzirem bens e


serviços;

d) Gerir e dinamizar a actividade económica.

II Parte

1. Lê o seguinte texto:

“Os empresários combinam os factores de produção, com vista à obtenção de bens e serviços
que satisfazem as necessidades humanas. É distribuído o valor gerado na produção pelos
intervenientes no processo produtivo, de acordo com a função que desempenham. É
necessário colocar os bens e serviços produzidos à disposição dos consumidores, nos locais
onde estes se encontram. Finalmente os bens e serviços são utilizados na satisfação das
necessidades”.

1.1. Partindo do texto, identifica as diferentes fases da actividade económica.

1.2. Justifica a complementaridade das diferentes fases da actividade económica.

2. Falamos em agentes económicos quando agrupamos um conjunto de sujeitos que


desempenham a mesma função principal.
2.1. Completa a tabela abaixo indicando o significado das letras A a D:

Agentes Económicos Função principal

Resto do Mundo A

B Produção de bens e serviços comercializáveis

Administração pública C

D Consumo

2.2. “Todos nós somos consumidores”. Justifica.

2.3. Representa num circuito económico, os fluxos económicos reais entre Empresas e
Famílias.

2.4. Representa num circuito económico, os fluxos económicos monetários entre Empresas
e Famílias.

3. Na análise da produção é comum utilizar-se a classificação de Colin Clark que


distinguiu três sectores: primário, secundário e terciário.

3.1. Explicite três das actividades abrangidas por cada um dos sectores.

3.2. Inventa dados referentes à repartição sectorial do PIB em dois países, de modo que se
possa concluir que o país A é mais desenvolvido que o B.

Repartição do PIB por sectores de actividade nos países A e B

Sector I Sector II Sector III

País A

País B
4. Supõe um país somente com 3 empresas, que durante o ano realizou apenas as
seguintes operações:

- Empresa 1 - Produtora artesanal de laranjas, que as cultiva com os seus próprios recursos,
tendo-as vendido à unidade produtiva de compotas (Empresa 2) por 500 €;

- Empresa 2 – Transformadora das laranjas em compota, a qual vendeu por 1.500 € a um


supermercado;

- Empresa 3 – O supermercado vendeu aos consumidores finais a compota por 2.150 €.

4.1. Se fizermos a soma 500 € + 1.500 € + 2.150 € obtemos um valor superior ao PIB da
economia. Justifica porquê explicitando o problema da múltipla contagem.

4.2. Calcula o valor do PIB pelo método dos valores acrescentados.

4.3. Calcula o valor do PIB tomando-o igual ao consumo final (método dos produtos finais).

5. O gráfico abaixo ilustra a evolução das taxas de actividade por géneros, na sociedade
portuguesa, de 1974 a 2009:

5.1. Explicita o conceito de população activa.

5.2. Explicita os conceitos:

a) Taxa de actividade masculina;

b) Taxa de actividade feminina.


5.3. Interpreta o andamento das curvas evidenciado pelo gráfico referindo os factores
económicos, sociais, culturais e políticos que explicam o fenómeno.

6. A escolaridade é um factor determinante do emprego. Observa a evolução percentual


da população desempregada por nível de escolaridade completo:

6.1. Interpreta a reduzida proporção de desempregados entre os que não têm “nenhuma”
escolaridade.

6.2. Interpreta o elevado volume de desempregados com escolaridade “básica”.

6.3. Interpreta o menor volume de desempregados do ensino “superior” relativamente aos


do ensino “Secundário e pós secundário”.

7. Considera a estrutura das despesas de consumo em Portugal, de 1995 a 2006:


7.1. Identifica as três rubricas mais pesadas no orçamento dos portugueses de 1995 a
2006.

7.2. “O quadro acima retrata o padrão de consumo de um português médio, ignorando a


forma como o rendimento se encontra distribuído, factores culturais e outros”.

7.2.1. Define padrões de consumo.

7.2.2. Explicita a Lei de Engel.

6. A lei de Engel estabelece que à medida que aumenta o rendimento familiar:

A) A proporção gasta em todas as rubricas aumenta; □

B) O valor da despesa aumenta em todas as rubricas; □


C) Aumenta a percentagem da despesa afecta a gastos diversos; □

D) Reduz-se a percentagem da despesa afecta a gastos diversos. □

2. Conhece-se o rendimento total em Euros/mês – 800, 2.000, 4.000 e 8.000 - e os


coeficientes orçamentais de quatro famílias, mas já não se sabe que rendimento corresponde
a cada família.

Utilize a lei de Engel para determinar que rendimento corresponde e cada família e complete a
tabela.

Despesa (em €) FX Coeficiente orçamental FX Despesa (em €) FY


Coeficiente orçamental FY Despesa (em €) FW Coeficiente orçamental FW
Despesa (em €) FZ Coeficiente orçamental FZ

Alimentação 15% 24% 36% 50%

Vest & calçado 9% 9% 9% 16%

Despesa casa 15% 19% 19% 20%

Comunicações 26% 20% 14% 10%

Gastos diversos 35% 28% 22% 4%

Total 100% 100% 100% 100%

1.1-A Empresa “ NoNo, Lda” que produz sabonetes , pertence ao agente


económico…a)Famílias b)Empresas não Financeirasc)Instituições Financeirasd)Resto do
Mundo1.2 – O principal objectivo da acção do Estado é:a)Recolher impostos para o pagamento
de infra-estruturas sociais. b)Disponibilizar serviços de natureza individual que contribuam
para o bem estar da população.c)Atribuir subsídios ás famílias com rendimentos a baixo do
rendimento médio do Pais.d)Disponibilizar á população serviços colectivos que contribuam
para melhorar o bem estar dasociedade.1.3 – O agente económico Resto do Mundo possibilita
as diferentes Países…a)Aumentar o bem estar das populações. b)Reduzir as importações de
produtos primários.c)Aumentar as importações de têxteisd) Reduzir as exportações de
produtos agrícola