Você está na página 1de 54

INICIATIVA BRASILEIRA

DE NANOTECNOLOGIA

Outubro/2012
Tecnologias Disruptivas – Exemplo na iluminação

X X
Estimativa Anual dos EEUU/Investimento
Federal em Nanotecnologia P&D (2010)

~$2.1B
Indústria P&D 220,000
$B
Empregos
Custo de
Operação

~$1.8B* ~$110B
P&D NNI Produto Final

~$22B
* P&D cresceu 10 vezes
Imposto
nos últimos 12 anos
~$2.1B
P&D Empregos

Investimentos anuais do governo americano em P&D em nanotecnologia, em 2010.


LOA+ FNDCT

Nanotecnology MCTI
70

60

50
Milhões de reais

40

30

20

10

0
2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012

Ano
Priority : Thematic Programs
ICTs Biotechnology

Drug Research & Industry Nanotecnology and new materials

Chemical Industry Climate change

Strategic Minerals Biodiversity

Energy Housing and sanitation

Oil, gas and coal 2014 Football worldcup &


2016 Olympic Games
Capital goods Popularization of S, T & I and Science
education improvement
Defense Industrial Complex Productive inclusion and
Social technology
Aerospace Sea and Antarctic

Sustainable agribusiness Water resources

Nuclear
Nanociência e Nanotecnologia no Brasil

Redes cooperativas: 24

Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia que


desenvolvem Nanotecnologia: 16

Laboratórios Nacionais: 8
Pesquisadores > 2500
Estudantes (MsC +PhD) > 3000

Cerca de 1,9% da produção científica mundial (artigos)


LNNano

FEG-TEM
JEOL JEM-2101F

MSC -TEM Electron, STM, AFM Microscopies


JEOL JEM 2010 Microfabrication Lab.
CETENE – Nanotech Facility

CETENE: MCTI Research Institute devoted to regional


development
Open Facility for Academics & Industry (est. 2008)
- 230 registered Research Groups
- 32 Companies / 90 Technical Reports

1st Lab in Brazil to provide remote access electron


microscopy facility BEI C
u
SisNANO initiative Strategic Lab

A
l

polymer NPs dentinal tubules car break lamp Au/V2O5 catalyst antiretroviral plaster
Ministério da
Ciência, Tecnologia
e Inovação
Laboratório de Nanotecnologia para o Agronegócio (LNNA)
São Carlos/SP

Instrumentação Agropecuária
Áreas prioritárias:
• i) desenvolvimento de sensores e biossensores a partir de materiais
nanoestruturados para monitorar os processos de produção e aSão Carlos/SP
qualidade de
produtos de origem agropecuários (alimentos e óleos para biocombustíveis) e
monitorar a qualidade de água de fontes naturais e de resíduos das atividades
do agronegócio;

• ii) desenvolvimento de membranas de separação para vários processos


agroindustriais e embalagens inteligentes com controle da nanoestrutura para
aplicação na agroindústria e

• iii) novos usos de produtos ou sub-produtos agropecuários explorando a


nanotecnologia, e desenvolvimento de nanopartículas para liberação
controlada de nutrientes e pesticidas em solos e patógenos de interesse
agrícola.
Institutos Nacionais de Ciência
Tecnologia e Inovação NanoBioEstruturuas e Simulação
NanoBioMolecular (UFC)

Inovação Farmacêutica (UFPE)

Fotônica (UFPE)

Nanotecnologia para Marcadores


Integrados (UFPE)

Nanobiotecnologia do Centro-
Oeste e Norte (UnB)

Materiais Complexos Funcionais Nanomateriais de Carbono (UFMG)


(UNICAMP)
Nano-Biofarmacêutica (UFMG)
Sistemas Micro e Nanoeletrônicos –
NAMITEC (UNICAMP) Nanodispositivos Semicondutores
(PUC/RJ)
Fotônica para Comunicações Ópticas
(FOTONICOM) (UNICAMP) Ciências dos Materiais em
Nanotecnologia (UNESP)
Nanoestruturados (UFSC)
Eletrônica Orgânica (USP)
Engenharia de Superfícies (UFRGS)
Óptica e Fotônica (USP)
Network of labs and researchers working in carbon nanomaterials
www.nanocarbono.net
TEAM AND INSTITUTIONS

Physicists
Chemists
• 54 faculty members
Biologists
Engineers

• 18 research Institutes
and 02 companies
Map with the institutions
localization

08 States of Brazil
Center of Technology in Nanotubes
Cronology
Project approved
Nanocosméticos
Edital FINEP Patent
2005 application Launching event
PROTOPROT
Agreement Process FPS 10 +++
Round meeting tables
Ufrgs--Biolab-Finep scaling-up

End of the
Funds avaliable First stage of experimental step Marketing
experimental work Prototypes

2005 2006 2007 2008 2009 2010


Registration UFRGS:
Planning and Patent ANVISA receipt of royalties
development of redaction
experimental
activities
Particle size

100 – 400 nm

Risk of systemic Lack of “nano effect”


absorption

240 nm
Concept of Nanophoton Technology

Nanocapsules

Buriti oil
Octocrilene
Polymeric wall Avobenzone
Redes em Nanotecnologia
Nanotecnologia Aplicada Ao Agronegócio Embrapa/CNPDia
NANOFOTOBIOTEC FURG
Redes de Nanoinstrumentação - Edital MCT/CNPq 17/2011
Nanotoxicologia ocupacional e ambiental FURG
Redes de Nanotoxicologia - Edital MCT/CNPq 17/2011
Redes de Nanotecnologia - Edital MCT/CNPq 74/2010 Terapêutica do câncer InCor/HCFMUSP

Toxicidade de nanopartículas em sistemas biológicos INMETRO


NanoPep - infecção hospitalar UCB-DF
Regeneração de pele UFMG
NANOFAR UFMG

Nanoespectroscopia optica UFMG


Nanoestruturas, Nanodispositivos e Aplic. de Semicondutores UFPE
NANOGLICOBIOTEC UFPR
Nanocompósitos para Aplicações Especiais UFRJ
Catalisadores Ambientais UFRN
Tratamento de água UFRN

Nanocompósitos Biodegradáveis UFSC


Magnetotransporte em Sistemas Organicos UFSC

Nanopartículas de interesse da indústria petrolífera e de tintas UFSC


Produtos alimentícios e agrícolas UFV
Nanotoxicologia aquática no Centro-Oeste UNB
Nanofármacos encapsulados utilizando CO 2 supercrítico e emulsões UNICAMP

Citotox. e Genotox. de produtos com potencial industrial UNICAMP

Fabricação de Novos Componentes, Sistemas e Instrumentos UNICAMP


Nanoencapsulção de fármacos UNIFAP

Nanomateriais Aplicados em Medicina e Agricultura USP


Mal de Parkinson USP/Rib.Preto
Distribuição territorial de redes cooperativas de pesquisa e
desenvolvimento em Nanotoxicologia

Rede de nanotoxicologia aquática do


Centro-Oeste Toxicidade de
nanopartículas em sistemas
Rede de nanotoxicologia de compostos biológicos: produção de
nanoestruturados: Citotoxicidade e material de referência, e
genotoxicidade de produtos com estudo das interações de
potencial industrial (CIGENANOTOX) nanopartículas com células
Rede cooperativa de pesquisas em e tecidos. (REDE NANOTOX)
nanotoxicologia aplicada a nanopartículas
de interesse da indústria petrolífera e de
tintas

Nanotoxicologia ocupacional e Avaliação da Toxicidade de Nanomateriais Aplicados


ambiental: subsídios científicos para em Medicina e Agricultura: Desenvolvimento de
estabelecer marcos regulatórios e Estudos in vivo, in vitro e em Modelos de Membrana
Demand for Nano projects – MCTI/CNPq -2012
339 proposals with a demand for R$101 million.

Approved funding: R$6 million (15 projects).


Demand for Nano projects – MCTI/CNPq -2012
339 proposals with a demand for R$101 million.

Approved funding: R$6 million (15 projects).

• Public resources for Nanotechnology in the U. S. : R$4,2 billion in


2012.
• The U. S. GDP is 7,2 x the Brazilian GDP.
• In order to have an investment similar to what is done in the U.
S. Brazil should put ~ R$ 600 million/year on the Nano initiative.
Interação com empresas

Distribuição de empresas
contempladas em
editais/chamadas públicas
com projetos em
nanotecnologia, por
unidade da federação
Companies (Nano)covered by economical subsidy
Industrial Paint/Varnishes;
Textile; 1,5% Biotechnology; 6,9%
Devices; 3,8% 1,5%
Quemistry/Petroche Cosmetics; 4,6%
mistry, 5,4%
Packages/Plastics;
Eco products; 3,8% 5,4%
Food; 1,5%
Agroindustry; 1,5%

Energy; 7,7%
Odontology; 6,2%
Engeenier; 4,6%
Nanocomposites/Ma
terials; 17,7% Pharmaceutics;
13,1%

Total: 130
companies
Health; 7,7%
Nano/Microelectroni
cs; 3,8% Environment/Remedi
ation; 3,1%
PATENT DEPOSITED IN BRAZIL (nano)
2004-2009

NO-RESIDENTS
74

RESIDENTS
119

: INPI..
patentes

46%
53% RESIDENTE
COOPERAÇÃO INTERNACIONAL
NÃO RESIDENTE

1%
Workshops promovidos pelo MCTI em 2011

Workshop for researchers and Workshop for researchers and


Industries – Florianópolis – 10/2011
Industries – São Bernardo do
Campo – 10/2011
Workshop dos INCT
DIA 10 DE ABRIL DE 2012
Local: Auditório Renato Archer, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

09h00 – ABERTURA.
09h15 – INCT EM MATERIAIS COMPLEXOS FUNCIONAIS.

10h00 – INCT DE CATALISE EM SISTEMAS MOLECULARES


E NANOESTRUTURADOS.

10h45 – INCT DE NANOMATERIAIS DE CARBONO.

11h30 – INCT DE CIENCIAS DOS MATERIAIS EM NANOTECNOLOGIA.

12h15 – INCT DE SISTEMAS MICRO E NANOELETRÔNICOS NAMITEC.


Workshop dos INCT
DIA 10 DE ABRIL DE 2012
Local: Auditório Renato Archer, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

14h00 – INCT DE NANO-BIOFARMACÊUTICA.

14h45 – INCT DE NANODISPOSITIVOS SEMICONDUTORES.


15h30 - INCT DE ENGENHARIA DE SUPERFÍCIES.

16h15 – INCT DE ÓPTICA E FOTÔNICA.

17h00 - INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ELETRÔNICA ORGÂNICA – INEO.

17h45 - INCT DE NANOBIOTECNOLOGIA


DO CENTRO-OESTE E NORTE.
Comitê Interministerial de Nanotecnologia (CINano)

Iniciativa Brasileira de Nanotecnologia (IBN)

Cooperação
Sociedade SisNANO
Internacional

Ciência Sem
Estratégicos Associados
Fronteiras
MCTI
MRE MMA

MTE MAPA

CIN
MS MD

MME MDIC
MEC

Aeroespacial Defesa Energia Saúde Meio ambiente Agronegócio


Comitê Interministerial de Nanotecnologia (CIN)

• Integração da gestão;

• Avaliação das atividades;

• Indicação das fontes de


financiamento/Integração orçamentária;

• Cooperação Internacional.
Estrutura de governança do SisNANO
CIN

MCTI

Áreas
CGNT contempladas:
Aeroespacial
Agronegócio
SisNANO Defesa
Energia
Meio
Ambiente
CCNano
Saúde

Laboratórios Laboratórios
estratégicos associados
Características gerais dos laboratórios
SisNANO

Alinhados à política de C,T&I

Laboratórios Estratégicos Laboratórios federais instalados em UPs

Equipamentos: ≥ 50% do tempo a usuários externos

Laboratórios instalados em ICTs


Laboratórios Associados
Equipamentos: ≥ 15% do tempo a usuários externos
Comitê Interministerial de Nanotecnologia (CINano)

Iniciativa Brasileira de Nanotecnologia (IBN)

Cooperação
Sociedade SisNANO
Internacional

Ciência Sem
Estratégicos Associados
Fronteiras
Saúde Têxtil e Confecções
Meio ambiente
• Fármacos e • Funcionalidades
• Plásticos e Borrachas HPPC

Aeroespacial, Agronegócio, Defesa,


Energia
Complexo de P,D&I • Sensores e dispositivos
Áreas estratégicas
Curto e médio prazos

Iniciativa Brasileira de Nanotecnologia


2012 - 2015

Objetivos
Competitividade Recursos humanos
industrial

Adequação da Meio ambiente e


infraestrutura sociedade
Iniciativa Brasileira de Nanotecnologia
Áreas estratégicas alinhadas com a Estratégia Nacional de Ciência Tecnologia e Inovação e o
Plano Brasil Maior, com potencial para o desenvolvimento de produtos nanotecnológicos.
• Nanomateriais,
Aeroespacial • Sensores

• Nanomateriais,
Agronegócio • Sensores

• Nanomateriais,
Defesa • Sensores

• Nanocatalisadores, pontos e poços quânticos,


Energia nanocompósitos, nanomateriais

• Nanomateriais, Nanocompósitos,
Meio Ambiente • Sensores

• Nanopartículas inteligentes,
Saúde • Sensores
Nanomateriais a partir
IMPACTOS da biomassa (ex:
- Exemplos
nanocelulose) ,polímeros de alta performance e
Nanomateriais com novas funcionalidades, nanocatalisadores,
controle ambiental (água, ar, agrotóxicos), produtos
para defesa.

Diagnóstico e controle epidemiológico de doenças


Complexo da
negligenciadas e/ou tropicais, descentralização de
Saúde serviços de saúde (Laboratórios em um Chip).

Setores Sensores, Sistemas de defesa, segurança pública e industrial,


monitoramento ambiental, qualidade em
estratégicos nanodispositivos, processos/produtos, diagnóstico e monitoramento
(ENCTI e PBM)
nanosistemas. no complexo da saúde.

Geração, armazenamento e uso eficiente de energia


Energia (fotovoltaica, baterias, LED’s brancos para
iluminação).

Fotoproteção. Produtos HPPC impactam um grande


HPPC mercado consumidor (Brasil é o terceiro mercado
mundial).

Agregação de funcionalidades (Bactericida,


Textil e vestuário antichama, resistência mecânica, antiprojéteis,
barreira química) .
Objetivo Ações
Objetivo Ações
- Introduzir ferramentas e técnicas de nanotecnologia na indústria
visando à inovação e ao acesso a novos mercados
- Capacitar a indústria nacional com novas plataformas tecnológicas
- Propor marcos legais e instrumentos para garantir a segurança jurídica
Aumentar a e estimular investimentos
competitividade - Criar ambientes/mecanismos para a troca de conhecimentos na fase
industrial pré-competitiva do desenvolvimento de produtos e processos
- Financiar a produção de insumos estratégicos para viabilizar as
cadeias produtivas
- Financiar plantas-piloto para escalonamento de processos

- Criar competências para nanofabricação e produção de nanomateriais


Adequação da
- Acreditar laboratórios para caracterização e controle de qualidade de
infraestrutura
produtos nanotecnológicos
Objetivo Ações
Objetivo Ações
- Criar conhecimento de ponta em áreas estratégicas para o Brasil:
aeroespacial; agronegócio; defesa; energia; meio ambiente e saúde
Formar recursos - Manter atualizada a infraestrutura de pesquisa básica
humanos - Valorizar o desenvolvimento tecnológico na formação acadêmica
qualificados - Promover na academia habilidades necessárias à interação como o
ambiente empresarial para o desenvolvimento da nanotecnologia.
- Programas de formação de RH das empresas.

- Propor a criação de uma estrutura de coordenação, avaliação,


Proteger o meio
monitoramento dos impactos da nanotecnologia no meio ambiente e
ambiente e o seres
nos seres humanos.
humanos
Setores selecionados com potencial de inovação a curto/médio prazo
Motivador Área Estratégica Plano Brasil Maior Setores Objetivo
Economia Meio Ambiente Sistemas produtivos Plásticos e borrachas Desenvolver novos materiais a
verde intensivos em trabalho (e nanocompósitos) partir da biomassa

Social Saúde Grande capacidade de Fármacos Aplicar nanotecnologia no


transformação da estrutura diagnóstico e tratamento de
produtiva doenças negligenciadas e/ou
tropicais

Social Saúde Sistemas Produtivos HPPC Aplicar nanotecnologia à


intensivos em trabalho fotoproteção

Estratégico Aeroespacial Grande capacidade de Sensores e Aumentar de eficiência e


Agronegócio, transformação da estrutura dispositivos qualidade em
Saúde, produtiva processos/produtos e integração
Meio Ambiente, de funcionalidades
Defesa,
Energia

Déficit na - Sistemas Produtivos Têxtil e Confecções Agregar funcionalidades para


balança intensivos em trabalho desenvolver novos mercados
comercial
Instituição Proposta Atuação

Nanolitografia
Nanofabricação de Microscopias eletrônicas de
Centro Brasileiro de Laboratório Multiusuário de
materiais e varredura e transmissão
Pesquisas Físicas (CBPF) Nanociências e Nanotecnologia
nanodispositivos
Fotolitografia

Espectroscopia de massas
Laboratório de Radiofármacos
Centro Brasileiro de Nanobiomateriais e associados a Análise química e estrutural
Pesquisas Físicas (CBPF) Nanorradiofármacos Aplicados à nanopartículas e Microscopia
Medicina nanoestruturas
Laboratório de qumica/bioquimica

Microscopia Eletrônica
Microscopia de força atômica
Laboratório Nacional de Microfabricação
Facilidades Multiusuário do Nanomateriais e
Nanotecnologia Processamento de Metais
LNNano Sensores
(LNNano)
Laboratórios de materiais
nanoestruturados
Caracterização de filmes finos

Microscopias Eletrônicas
Centro de Tecnologias Analisadores de tamanho de
Laboratório Multiusuário de partículas
Estratégicas do Nordeste Nanobiotecnologia
Nanotecnologia do CETENE
(CETENE) Espectroscopia óptica
Espectroscopia de massas
Instituição Proposta Atuação
Caracterização morfológica e
Centro de Caracterização estrutural por técnicas de
Instituto Nacional de Caracterização de microscopia eletrônica
em Nanotecnologia para
Tecnologia (INT) Nanomateriais
Materiais e Catálise Caracterização química por XPS,
EDS, WDS

Produção de moléculas bioativas


Fabricação e Caracterização de
Sistemas nanoestruturados MEMS e biosensores
Instituto de Pesquisas
Núcleo de Biomanufatura por diferentes rotas de Desenvolvimento de Sistemas
Tecnológicas (IPT)
produção. Nanoestruturados
Metrologia dimensional e
geométrica
Caracterização de Materiais por
Catálise, cerâmicas, tribologia e microscopia
Instituto Nacional de eletroquímica, nanoestruturas Espectroscopia óptica
Laboratório Estratégico
Pesquisas Espaciais semicondutoras, fimes de
em Nanotecnologia Raios X
(INPE) diamante e DLC, celulas
solares de silicio poroso. Tratamento de superfícies
Análise química por XPS
Processamento via fotolitografia
Centro de Tecnologia da Encapsulamento
Laboratório Aberto de
Informação Renato Micro e Nanofabricação Dispositivos tipo "Surface Acustic
Micro e Nanofabricação
Archer (CTI) Wave"
Eletrônica Orgânica
Distribuição territorial de redes cooperativas de pesquisa e
desenvolvimento em Nanotoxicologia

Rede de nanotoxicologia aquática do


Centro-Oeste Toxicidade de
nanopartículas em sistemas
Rede de nanotoxicologia de compostos biológicos: produção de
nanoestruturados: Citotoxicidade e material de referência,
genotoxicidade de produtos com potencial desenvolvimento de
industrial (CIGENANOTOX) métodos normalizados para
Rede cooperativa de pesquisas em caracterização físico-química
nanotoxicologia aplicada a nanopartículas e estudo das interações de
de interesse da indústria petrolífera e de nanopartículas com células
tintas e tecidos. (REDE NANOTOX)

Nanotoxicologia ocupacional e ambiental: Avaliação da Toxicidade de Nanomateriais Aplicados


subsídios científicos para estabelecer em Medicina e Agricultura: Desenvolvimento de
marcos regulatórios e avaliação de riscos Estudos in vivo, in vitro e em Modelos de Membrana
Chamada MCTI/CNPq N º 17/2011 – Apoio à criação de redes cooperativas de
pesquisa e desenvolvimento em Nanotoxicologia
Beneficiário Instituição Nome da Rede Objetivos

Investigar os riscos ambientais e impactos aos organismos


aquáticos, das interferências promovidas pelo uso de diferentes
nanopartículas (NPs) em diferentes áreas como na medicina e na
Cesar Koppe Rede de nanotoxicologia
UNB agricultura, por meio do estudo das NP de ferro recobertas com
Grisolia aquática do Centro-Oeste
DMSA, bem como NP magnéticas (NPMs) com finalidades
terapêuticas, e o uso de pesticidas nanoestruturados na
agricultura.

Nanotoxicologia
ocupacional e ambiental:
Gerar conhecimento científico com ações de aplicação imediata
José María subsídios científicos para
FURG para um uso criterioso dos nanomateriais que estão já sendo
Monserrat estabelecer marcos
utilizados em processos nanotecnológicos.
regulatórios e avaliação de
riscos

Toxicidade de
nanopartículas em
sistemas biológicos:
produção de material de
Produção e caracterização de nanopartículas (NPs) e o estudo de
referência,
suas interações com células e tecidos, enfocando nos aspectos
desenvolvimento de
Jose Mauro toxicológicos que possam alterar a morfologia, o metabolismo e a
INMETRO métodos normalizados
Granjeiro viabilidade celular. Objetivo final: seleção, definição, normalização
para caracterização físico-
e divulgação de métodos de análise e de ensaios de
química e estudo das
nanotoxicidade.
interações de
nanopartículas com células
e tecidos. Acrônimo: REDE
NANOTOX
Chamada MCTI/CNPq N º 17/2011 – Apoio à criação de redes cooperativas de
pesquisa e desenvolvimento em Nanotoxicologia
Beneficiário Instituição Nome da Rede Objetivos

Estudo in vitro, ex-vivo e in vivo dos efeitos toxicológicos de


Rede de nanotoxicologia nanoestruturas com grande potencial de aplicação industrial
de compostos (nanotubos de carbono e inorgânicos, óxido de grafeno,
nanoestruturados: nanopartículas de prata e nanopartículas poliméricas e lipídicas
Nelson Eduardo
UNICAMP Citotoxicidade e sólidas). Geração de nanoestruturas purificadas e caracterizadas
Duran Caballero
genotoxicidade de que possibilitem a avaliação da cito e genotoxicidade destes
produtos com potencial materiais em diferentes condições. Estudo da ecotoxicidade destes
industrial (CIGENANOTOX) materiais que é extremamente relevante uma vez que os produtos
e/ou efluentes contendo os mesmos irão atingir o meio ambiente.

Avaliação da Toxicidade de
Nanomateriais Aplicados Desenvolver, funcionalizar e caracterizar nanomateriais. Verificar os
em Medicina e Agricultura: efeitos de toxicidade in vitro de nanopartículas. Investigar o
Valtencir
USP Desenvolvimento de mecanismo de interação dos nanomateriais com modelos de
Zucolotto
Estudos in vivo, in vitro e membranas em nível molecular. Realização de estudo in vivo.
em Modelos de Determinação da toxicidade de nanomateriais em células vegetais.
Membrana

Rede cooperativa de
pesquisas em
Estudar a toxicidade de nanopartículas de interesse da indústria
William Gerson nanotoxicologia aplicada a
UFSC petrolífera e tintas, voltado para o risco ecológico e risco
Matias nanopartículas de
ocupacional
interesse da indústria
petrolífera e de tintas
Comitê Interministerial de Nanotecnologia (CINano)

Iniciativa Brasileira de Nanotecnologia (IBN)

Cooperação
Sociedade SisNANO
Internacional

Ciência Sem
Estratégicos Associados
Fronteiras
SisNANO – Características
Laboratórios Estratégicos Laboratórios Associados

São laboratórios federais que


Laboratórios que integram vários
integram vários conjuntos de sistemas
conjuntos de sistemas e
Característica e equipamentos para atuação em
equipamentos para atuação na área
estrutural nanociência e nanotecnologia e têm a
ou laboratórios altamente
característica de serem “Facilidades
especializados.
Abertas”.

Localizados nas Universidades e


Laboratórios instalados em Unidades
Localização Institutos de Pesquisa e/ou
de Pesquisa.
Desenvolvimento
Disponibilização
Fração mínima de 15% do tempo dos
de equipamentos Fração igual ou superior a 50% do
equipamentos durante o horário de
a usuários tempo de máquinas.
atividades
externos
SisNANO – 50 propostas

Áreas contempladas:
SisNANO
Aeroespacial
Agronegócio
Defesa
Energia
Estratégicos Associados Meio Ambiente
Saúde

Apoio ao desenvolvimento industrial de produtos e processos


nanotecnológicos.

Expansão e consolidação de infraestrutura “no estado da arte”


para PD&I em nanotecnologias.
Objetivos Apoio à cooperações internacionais em nanotecnologia.

Formação e capacitação de recursos humanos.

Apoio à disseminação da nanotecnologia na sociedade.


Laboratório de Referência

LNNANO
Infraestrutura Estratégias
Atual: Laboratórios 1. Criação e
4. Micro e
de: produção de 2. Ampliar 3. Ampliar 5. Facilidades de
nanofabricação
materiais caracterização parceria com caráter
- microscopia; e de sensores e
nanoestruturados de materiais. empresas multiusuário
- microfabricação dispositivos
– Economia verde:

Em implantação: - Metais - P,D&I incremental


Laboratórios de... e radical ambiental;
- Biomassa_abundante
- Processamento industrial; saúde
...caracterização e e barato
de humana, animal e
processamento de Insumos_gargalo na vegetal
metais; metais_Petrobras,
inovação Mahle, Tenaris...
...materiais verdes
nanoestruturados; e - Materiais
poliméricos e
...micro e híbridos
nanofabricação.
Panorama atual das Cooperações Internacionais
China: Criação em Julho de 2011 do Centro Brasil-China de Nanotecnologia.
O Centro terá sede em Campinas, junto ao LNLS, com um recurso de R$ 2,5
milhões/ano

Canadá: Prioridade para projetos em Nanoenergia.


Workshop Dec/05/2012

Projeto para criação de um Centro de Excelência


em Campinas. Recurso provenientes do FOCEM
(Fundo para a Convergência Estrutural e
Fortalecimento Institucional do Mercosul).

Centro Brasileiro Argentino de Nanotecnologia.

Chamadas públicas
(R$950.000,00) para projetos
de P&D&I
Cuba México
Binational Nanotechnology
Center
Brasil-China
Muhammad Yunus,
Nobel da Paz