Você está na página 1de 15

BASE TEÓRICA DA TERRA PLANA:

A Terra não é um planeta, é um PLANO circular. Outros "planetas" são na verdade estrelas
com rotas independentes. As bordas da Terra plana é a Antártida, e ela tem um limite definido
pelo Firmamento do Céu, tanto para cima, ao redor e pra baixo. O firmamento do Céu é uma
Cúpula, fixado sobre a Terra Plana circular. Não existe “espaço” além do Céu, nosso espaço é
limitado pelo Firmamento. A Terra é um plano de existência, o plano físico. A Terra existe
aproximadamente a apenas 6 ou 7 mil anos.
A Terra não é um disco flutuando no espaço porque o espaço não existe. Tudo que existe
e é observável está dentro do Firmamento. Acima do Firmamento tem água, como está escrito
na Bíblia, e por isso o céu é visto na cor azul. Acima das águas, no ponto mais alto e central do
Firmamento, está o Reino de Deus, o metafísico e sobrenatural.
O Sol é relativamente pequeno e próximo da terra, tem aproximadamente 30 km de
circunferência, assim como a Lua. Eles giram acima do plano de um trópico até o outro em
espiral, iluminando apenas a região onde passam por cima. Isso cria os dias, noites, as estações
do ano e os fusos horários. O eclipse solar é causado quando a Lua cruza a rota circular do Sol.
O motivo de vermos o “nascer e pôr” do Sol é devido à distância, perspectiva e pontos de
convergência no horizonte e nosso limite de visão. O Sol não some debaixo de uma curva do
globo, ele apenas fica distante de mais, a ponto de sumir sobre o horizonte plano, devido as
irregularidades do relevo da Terra plana.
Ao redor da Terra plana está o círculo da Antártida, o que seria as bordas do plano circular,
o que a Bíblia chama de “confins da Terra”. Está 360º em nossa volta. O círculo é protegido pelo
Tratado da Antártida que proíbe exploração independente. É permitido exploração apenas com
escolta e trajetos específicos para impedir o público de se aventurar até a “parede” do
Firmamento. Uma marinha "multi-nacional" faz a ronda do círculo para impedir entradas não
autorizadas. A borda do círculo no mar é uma imensa parede de gelo, há várias referências na
Bíblia afirmando que Deus estabeleceu “Fronteiras no mar” ou limites de até onde pode ir as
águas do mar. Não tem entradas ao nível do mar. Por isso também é impossível circunavegar de
norte a sul, apenas de leste ao oeste.
Como a bússola sempre irá apontar para o centro magnético da Terra (Norte),
circunavegar o plano é possível seguindo leste ou oeste sentido horário ou anti-horário acima
do plano.
Todo o Universo se resume na Terra, Sol, Lua, Estrelas e Firmamento do Céu. Nada além
disso existe.
A razão pela mentira sobre a Terra esférica e o universo infinito é para substituir Deus e
sua criação pela teoria evolucionista, dessa forma a ciência oculta a existência de Deus.

Vídeo com evidências e explicações práticas da Terra plana em menos de 10 minutos:

https://www.youtube.com/watch?v=LG45VSk6CZs
VERSÍCULOS BÍBLICOS QUE EVIDENCIAM A TERRA PLANA:
“E disse Deus: Haja entre as águas um firmamento que separe águas de águas. Então Deus
fez o firmamento e separou as águas que estavam embaixo do firmamento das que estavam
por cima. E assim foi. Ao firmamento Deus chamou CÉU, (...) E disse Deus: Ajuntem num só
lugar as águas que estão debaixo do céu, e apareça a parte seca.

(Gênesis 1: 6 a 9 – NVI) – No texto da criação, fica claro que existe água acima do céu
(firmamento), e este por sua vez faz a separação entre aguas de cima, e aguas de baixo. Fica
difícil entender e enxergar essa criação no contexto da terra esférica, porém em um plano fica
mais claro e plausível enxergar o firmamento como uma Cúpula acima da Terra plana.

“Ele se assenta no seu trono, acima da CÚPULA da terra, cujos habitantes são pequenos
como gafanhotos. Ele estende os céus como um forro, e os arma como uma TENDA para
neles habitar. ”

(Isaías 40:22 - NVI) – Essa versão mostra os céus (firmamento) como uma Cúpula (Domo).

“Ele é o que está assentado sobre o CÍRCULO da terra, cujos moradores são para ele como
gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como TENDA, para
neles habitar; ”

(Isaías 40:22 - ACF) – Não foi dito “esfera da terra”, essa Versão mostra a Terra como um
círculo (Figura Plana). Também é apresentado o céu como uma tenda (barraca).

“Ele constrói suas câmaras altas, e firma a sua ABÓBADA sobre a terra; ele reúne as águas do
mar e as espalha sobre a superfície da terra. SENHOR é o seu nome. “

(Amós 9:6 - NVI) – Mais uma evidência dos céus como um Domo sobre a Terra plana. Uma
abóbada é uma cúpula, um hemisfério, perfeita para cobrir uma superfície circular plana tal
como a bandeja de uma pizza. O céu seria uma abóbada sobre a Terra plana, tal como uma
tampa hemisférica sobre um círculo plano. A ideia de tal abóbada, cúpula celeste, não faz o
menor sentido numa Terra esférica!

“Nuvens espessas o cobrem, e ele não pode nos ver, quando percorre a ABÓBADA dos céus.”

(Jó 22:14 – NVI) – Mais uma vez temos o céu representado como uma Redoma. Na versão ACF
diz “circuitos dos céus”. Circuito tem características circunferenciais e não esféricas.

“Ele estende os céus do Norte sobre o espaço vazio, suspende a Terra sobre o nada. ”

(Jó 26:7 – NVI) – Os “céus do Norte” seria o ponto mais alto da Redoma, estendido sobre o
espaço vazio encima da Terra plana.
“Marcou um LIMITE sobre a SUPERFÍCIE das águas em REDOR, até aos confins da luz e das
trevas. ”

(Jó 26:10 - ACF) – Em algumas traduções está escrito “Limite Circular”. Esse Limite que impede
o escoamento do mar, são as bordas da Terra plana, a Antártida (paredões de gelo).

“Pois os alicerces da Terra são do Senhor; sobre eles estabeleceu o mundo. “

(1 Samuel 2: 8 – NVI) – Alicerces = Fundação da Terra plana estabelecida por Deus. Esse
versículo não faz sentido no contexto da terra esférica.

“Quando Ele estabeleceu os céus, lá estava eu, quando traçou o HORIZONTE sobre a
superfície do abismo, quando colocou as nuvens em cima e estabeleceu as fontes do abismo,
quando determinou as FRONTEIRAS do mar para que as águas não violassem a sua ordem,
quando marcou os LIMITES dos alicerces da terra. “

(Provérbios 8:27, 28 e 29 - NVI) - Evidências das bordas da Terra plana como fronteiras do
mar. Em algumas traduções encontra-se a palavra Círculo no lugar de horizonte.

“Mas a sua voz ressoa por toda a Terra, e as suas palavras, até os confins do mundo. Nos
céus Ele armou uma TENDA para o Sol. (...) Sai de uma extremidade dos céus e faz o seu
trajeto até a outra; nada escapa ao seu calor. ”

(Salmos 19: 4 e 6 – NVI) – Na Nova Versão da Linguagem de Hoje fala que Deus armou no céu
uma barraca para o Sol. Fica claro e evidente que o Sol está dentro da Redoma, entre Céus e a
Terra plana, sendo assim o Sol não é tão grande como nos foi ensinado e não está a 150
milhões de Km como o mundo ensina.

Em Apocalipse 1:7 e também Mateus 24:30, fala que volta de Jesus será vista por todos os
povos, “e todo o olho o verá” de forma simultânea, ou seja, na Terra Plana é perfeitamente
possível toda a humanidade ver a volta de Cristo ao mesmo tempo, porém em uma terra
esférica seria impossível os povos do outro lado da terra ver.

“Eu estava deitado na cama e, de repente, tive uma visão. Nela vi uma árvore muito alta,
plantada no CENTRO da Terra. A árvore cresceu e cresceu até tocar o céu e era tão grande,
que podia ser vista de QUALQUER LUGAR DO MUNDO. “

(Daniel 4: 10 e 11 – NVLH) - Na Nova Versão da Linguagem de Hoje, mostra a visão de Daniel,


uma árvore plantada no CENTRO da Terra. Se a terra fosse esférica seria impossível determinar
um ponto central na superfície, porém em uma Terra circular plana, existe o ponto central. Na
visão também afirma que a árvore era tão grande que podia ser vista de qualquer lugar do
mundo, isso só é possível em um plano circular, caso a terra fosse esférica as pessoas do outro
lado do mundo não poderiam ver a árvore.
“Depois o Diabo levou Jesus para um monte muito alto, mostrou-lhe TODOS os reinos do
mundo e as suas grandezas. ”

(Mateus 4: 8 – NVLH) – Em uma terra esférica, seria impossível enxergar todos os reinos do
mundo na perspectiva de um monte alto, pois os reinos no polo oposto não seriam vistos.
Apenas na Terra plana essa passagem bíblica faz sentido.

“As nações marcharam por toda a SUPERFÍCIE da Terra e cercaram o acampamento dos
santos... ”

(Apocalipse 20:9 – NVI) – Historiadores bíblicos afirmam que na tradução original do Hebraico
no lugar da palavra “superfície” se encontra um termo similar à PLANO ou planície.

“No dia em que o Senhor entregou os amorreus aos israelitas, Josué exclamou ao Senhor, na
presença de Israel: “Sol, pare sobre Gibeom! E você ó Lua, pare sobre o vale de Aijalom! “ O
SOL PAROU, e a Lua se deteve, até a nação vingar-se dos seus inimigos, como está escrito no
livro de Jasar. O SOL PAROU NO MEO DO CÉU e por quase um dia inteiro não se pôs."

(Josué 10: 12 e 13 – NVI) – Esse versículo deixa claro e evidente que é o Sol que gira em
movimento circular sobre a Terra plana, e não a terra esférica gira em torno do sol como o
mundo ensina. Existem vários outros versículos comprovando que o sol gira e faz o seu trajeto
circular sobre a Terra, e nunca há menção na bíblia sobre a Terra girar, pois a mesma é plana e
permanece firme, imóvel.

Em ABSOLUTAMENTE NENHUMA passagem bíblica há qualquer referência ao fato de que a


Terra se mova, quer em torno do Sol ou que gire em torno de si mesma. Antes temos o
contrário:

SALMOS 96: 10
Dizei entre as nações: O Senhor reina; ele FIRMOU o mundo, de modo que não pode ser
abalado. Ele julgará os povos com retidão.

I CRÔNICAS 16: 30
Trema diante dele toda a terra; o mundo se acha FIRMADO, de modo que se não pode
abalar.

Salmos 104 :2, 3 e 5


“Envolto de luz como numa veste, Ele estende os Céus como um TENDA, e põe sobre as
águas dos céus as vigas dos seus aposentos. (...) Ele FIRMOU a Terra sobre os seus
fundamentos para que jamais se abale; “

“Pode ajudá-lo a estender os céus, duros como espelho de bronze? “

(Jó 37: 18 – NVI) – Aqui fala da impossibilidade de “atravessar” os céus. Deus fez o Firmamento
(Domo) duro e impenetrável como espelho de bronze.

Vídeo mostrando um foguete com câmera batendo no Domo do Firmamento:


https://www.youtube.com/watch?v=dQ8CycnHynY
A FARSA DA NASA E DA CIÊNCIA EVOLCUIONISTA:

O fato de que o Firmamento dos Céus é duro e impenetrável como está escrito na
bíblia, é prova de que o homem nunca foi ao “Espaço”, não se sabe da existência de
espaço exterior ao Firmamento, e se existir é desconhecido por nós. Em Gênesis está
escrito que há águas acima do firmamento e em Jó está escrito que ele é duro como
espelho de bronze.
A NASA é uma farsa criada pela Elite Global, eles querem ocultar a existência de
Deus e de sua criação. Não existe nenhuma filmagem nem foto real da Terra inteira, isso
porque graças a impossibilidade de atravessar o firmamento sólido do Céu, é impossível
atingir distância suficiente para registrar o tamanho e extensão total da Terra. O homem
NUNCA foi a Lua, foi tudo filmado e montado em um cenário na Área 51 dos EUA.
Inclusive há fotos supostamente “tiradas” da lua, onde a terra aparece em tamanhos
diferentes, prova da montagem mal feita por eles. TODAS as fotos da terra esférica
tiradas oficialmente pela NASA são FALSAS, montagens feitas em fotoshop.

Figura 1: Fotos oficiais da NASA em 2012 e 2013 feitas em fotoshop.

Na foto, EUA e México aparecem com tamanhos diferentes, prova clara e evidente
da farsa.
A Terra NÃO é um “planeta”. A Terra é um PLANO. Se procurar na Bíblia não existe
a palavra planeta. Existe apenas UMA menção na bíblia onde se encontra o termo
“planetas”, porém na tradução original do Hebraico esse termo se refere a Estrelas.
Existe a estrela Vênus, a estrela Júpiter, estrela Marte, etc. O que o mundo e a
ciência diz ser outros planetas, na verdade são estrelas orbitando no Firmamento. Todo
Universo criado por Deus se resume na Terra plana, No firmamento acima da Terra, no
Sol e Lua para iluminar dia e noite, e as estrelas. Nada além disso é real.
http://www.afraudedoseculo.com.br/ -> (prova da FALSA ida a Lua).
Figura 2: Rotas de voos colocam em dúvida a terra esférica.

Outra prova está nas rotas aéreas, no mapa (planificado) terra esférica elas não fazem o
menor sentido e parecem percorrer o caminho mais longo desnecessariamente. Num voo de
São Paulo pra Johannesburg, os aviões passam no Senegal para abastecer, o que não faz o menor
sentido e parece ser desperdício de tempo e combustível passar por uma rota mais longe. Porém
no mapa da terra plana a rota já faz total sentido e apresenta ser quase uma linha reta.

Vídeo das rotas de voos: https://www.youtube.com/watch?v=XB_mikcP410

Figura 3: Terra Plana e o Símbolo da ONU.

O símbolo da ONU é uma prova de que a Elite Global sabe da verdade sobre o verdadeiro
formato da terra e tenta ocultar o mesmo para destruir as evidências da existência de Deus. No
símbolo as folhas de oliveira representam a tentativa de “esconder” as bordas da Terra plana.
Figura 4: Imagens da Terra plana e o Domo do Firmamento do Céu.

Figura 5: Mapa da Terra plana e o verdadeiro Norte e Sul.


Figura 6: Sol, pequeno e próximo a Terra.

As figuras acima e abaixo mostram imagens feitas por filmagens de balões soltados com uma
câmera, alcançando mais de 20 km de altura. Essas filmagens estão disponíveis em diversos
vídeos no youtube. Fica claro que o Sol é muito menor do que o mundo diz ser, e está
relativamente próximo a Terra, prova disso é o seu reflexo no mar, além disso a essa altura já
era para ser visto a “curvatura” da terra esférica, porem a única coisa que vemos é um horizonte
plano.

Figura 7: Sol Relativamente próximo a Terra e seu reflexo no mar.

Vídeos dos balões:

https://www.youtube.com/watch?v=ADuagKyDICk

https://www.youtube.com/watch?v=WmmHaGcZ2Tc
Figura 8: Nuvens na frente e atrás do Sol provam sua proximidade.

Figura 9: Nuvens na frente e atrás da Lua provam sua proximidade.

Tanto o Sol quanto a Lua não estão distantes da Terra como o mundo e a ciência afirma,
os mesmos estão dentro da “Atmosfera” (Firmamento) terrestre, e orbitam circularmente. A
prova está nas imagens acima onde mostram que estão na mesma altura das nuvens. Diversas
vezes conseguimos ver o sol “se esconder” entre as nuvens durante o dia, e anoite a Lua iluminar
apenas algumas nuvens próximas e outras não, evidências claras de suas proximidades em
relação a Terra.
Figura 10: Raios solares através das nuvens.

Se observarmos os raios solares, quando atravessam por fendas das nuvens, se


calcularmos a trajetória e ângulo dos raios, podemos ter uma noção da origem do Sol e sua
proximidade da Terra. Se o Sol realmente estivesse a 150 milhões de km como dizem estar,
veríamos esses raios solares totalmente paralelos um ao outro.

Figura 11: Maior altitude que o homem já alcançou (41 km).

A foto acima mostra a altitude mais alta alcançada pelo homem, no ano de 2014, em um
salto de paraquedas da “Estratosfera”, a exatamente 26 milhas da Terra (41 km), pelo
Engenheiro da Google Alan Eustace, que saltou de uma cápsula suspensa por um balão de gás
hélio, quebrando o antigo recorde do australiano Felix Baumgartner, que saltou a 39 km em
2012. Porém o fato principal é que, mesmo a essa altura máxima alcançada pelo homem, ainda
não é visível a curvatura da Terra, tudo que vemos é um horizonte plano. Em muitos casos eles
usam o efeito olho de peixe nas câmeras para criar uma falsa curvatura da terra, como mostra
a próxima imagem.

Link do vídeo sobre essa matéria: https://www.youtube.com/watch?v=dpU2jHsDu-c


Figura 12: Salto de Felix Baumgartner em 2012 (39 km de altura).

Na foto fica claro que usaram uma distorção com efeito olho de peixe, para criar uma falsa
curvatura da Terra, evidencia disso é a barra que segura as câmeras está distorcida e curvada
irregularmente, na foto da esquerda podemos ver a imagem real, filtrada com efeito reverso ao
olho de peixe, fica visivelmente regular e real a barra linear e o horizonte plano.
Figura 13: O dia que a NASA "falhou".

George Bush Pai foi visitar um dos centros de comando Sede da NASA em um de seus
aniversários, e por descuido, deixaram aparecer em um dos telões, o “astronauta” Tim Peake
na frente de um fundo “Green Screen”, usados para criar imagens falsas no fundo de uma
filmagem. A figura a seguir mostra a montagem feita por eles onde Tim Peake aparece
manipulando uma bolha de água, que supostamente levita no interior da “nave”.

Figura 14: Montagem feita para simular a falsa gravidade zero no espaço.

Confira o vídeo onde comprova a FRAUDE das imagens montadas que foram ao ar em rede
nacional: https://www.youtube.com/watch?v=AkkLO4oEQS4
Em janeiro de 2016, a CNN publicou em seu site oficial, uma matéria sobre a bomba
nuclear da Coreia do Norte, no final da matéria apresentam um mapa onde mostra o “raio de
alcance” de lançamento do míssil, a partir da Coréia do Norte, porém há algo estranho no
perímetro de alcance, confira na imagem a seguir:

Figura 15: Perímetro de alcance da ogiva nuclear da Coréia do Norte.

Normalmente um raio de alcance a partir de um ponto central, nesse caso a Coréia do


Norte, tende a ser um perímetro circular, com a mesma distância entre o centro e todas as
bordas, o que não faz o menor sentido no alcance apresentado pela matéria da CNN.
Porém se pegarmos esse mesmo perímetro e transcreve-lo no mapa da Terra plana, o
resultado é o seguinte:

Figura 16: Perímetro circular do alcance da bomba nuclear da Coréia do Norte.

Isso prova que eles usaram o mapa da Terra plana para realizar a marcação do alcance da
Bomba, e depois transferiram o perímetro para o modelo “mapa mundi” derivado do globo.

Link da matéria oficial e vídeo sobre a comparação:


http://edition.cnn.com/2016/01/06/asia/north-korea-hydrogen-bomb-test/index.html
https://www.youtube.com/watch?v=4hVn71_nWt8
BORDAS DA TERRA, CIRCUNAVEGAÇÃO E TRATADO DA ANTÁRTIDA
Segundo a teoria da terra esférica, a Antártida é um continente de gelo que cobre a parte
inferior da esfera terrestre, a partir de 78 graus sul e latitude 90 graus, e portanto, não mais de
12 mil milhas de circunferência (19.312 km).
Porém os primeiros exploradores, como Capitão James Cook, em sua expedição de
circunavegação da Antártida, em 1772, levou cerca de 3 anos para completar a circunferência,
totalizando 60 mil milhas (cerca de 90 mil km), mais de 7 vezes o comprimento da circunferência
do suposto “polo sul”. James Cook navegou com sua equipe por mais de 90 mil km ao longo da
costa da Antártida, e não viu nada além de um muro enorme de gelo, sem nenhuma entrada.
Na tradução de uma das passagens em seu diário de navegação, Capitão Cook escreveu:
“O gelo estendeu-se de Leste a Oeste, muito além do alcance da nossa vista. Na verdade, em
minha opinião, esse gelo se estende muito para o polo, ou talvez se junta a um terreno que foi
corrigido desde a criação. ”
Em 05 de outubro de 1839, outro explorador, James Clark Ross, iniciou uma série de
viagens na Antártida, com duração de 4 anos e 5 meses. Ross e sua tripulação navegaram em
dois navios de militares de guerra, fortemente blindados, e ainda assim perderam muitos
homens com furacões e colisões com Icebergs, tudo a procura de uma “entrada” nos paredões
de gelo do Sul.
No primeiro contato com a barreira de gelo, o Capitão Ross escreveu sobre o muro, “que
se estendia desde o seu ponto extremo oriental, tanto quanto o olho podia discernir ao Leste.
Ele apresentava uma aparência extraordinária, aumentando gradualmente a altura a medida
que aproximávamos dele, provando ser um penhasco perpendicular de gelo, entre 150 e 200
pés de altura acima do nível do mar, perfeitamente plano e nivelada no topo, sem quaisquer
fissuras. ”
Esses fatos deixam claro que a Antártida não é uma pequena ilha de gelo, e sim a
circunferência dos “confins da Terra” como afirma a Bíblia, a Fronteira de limite do Mar
estabelecido por Deus. São paredões de gelo com 30 a 60 metros de altura, ao redor da Terra
em circunferência de 360º.

Figura 17: Antártida, paredões de gelo, bordas da Terra, Fronteira do mar.

Vídeos com fotos e filmagens dos paredões de gelo da Antártida (Borda da Terra):
https://www.youtube.com/watch?v=RayPOi4FJuA
https://www.youtube.com/watch?v=Eur1dRaOR2Y
https://www.youtube.com/watch?v=fmK3aNVAMn0

Para evitar a “descoberta” das bordas da Terra por civis, em 01 de dezembro de 1959
foi assinado o Tratado da Antártida, inicialmente envolvido por 12 países membros da elite
global. Nesse tratado fica permitindo a liberdade de exploração científica do “continente”, em
regime de cooperação internacional apenas pelos países envolvidos no esquema. E os exércitos
dos mesmos fazem uma guarda em período integral, impedindo voos e navegações não
autorizadas.
Figura 18: Enciclopédia Americana de 1958 comprova a existência do Domo celestial!

O Volume II da Enciclopédia Americana de 1958, edição anterior ao Tratado da Antártida,


afirma que foi comprovado em voos de exploração, que há um Domo com aproximadamente 4
km de altura (nas bordas ele é mais baixo), com cerca de 80º ao Sul e 90º ao Leste.
Obviamente essa Enciclopédia foi publicada por uma Editora que não faz parte do
esquema Global “evolucionista” e defensores da terra esférica. E após esse “descuido” que eles
deixaram passar, exatamente um ano depois foi assinado o TRATADO DA ANTÁRTIDA, em 1959,
que nos dias de hoje já envolve mais de 50 países, que “guardam”, bloqueiam e impedem
qualquer tipo de expedição e exploração naval ou aérea de qualquer pessoa que não faça parte
do sistema global. Eles sabem a verdade, porém a escondem de nós.

Vídeo sobre a Enciclopédia: https://www.youtube.com/watch?v=A65yUsm6OpY

Segundo pesquisas, nas geleiras da Antártida há muito cobre, zinco, ouro, e até
diamantes, porém a maior riqueza é o Domo Celeste na borda da Terra, o Firmamento criado
por Deus. No qual o mundo tenta esconder de nós, através do Tratado da Antártida, para ocultar
a existência de Deus, e destruir as evidências de sua criação.

Na Bíblia não existe absolutamente NENHUMA menção ou referência que possa


evidenciar a possibilidade de a terra ser esférica, e muito menos dela girar em torno do Sol.
Porém há dezenas de versículos que deixam claro o verdadeiro formato plano e fixo da Terra, e
o formato de Cúpula do Firmamento do Céu, e o movimento circular do Sol sobre a Terra.

Existe uma sociedade denominada Sociedade Terra Plana, mais conhecido como Terra
Planistas, composta por mais de 1 milhão de pessoas, nem todos são cristãos, mas todos
defendem esse argumento com total e absoluta certeza e convicção. Aqui foram reunidas
apenas algumas poucas evidências, porém pesquisando estudando a fundo esse tema, existem
centenas de vídeos, matérias, documentários, manuscritos e fotos com provas que deixam
confirmado o verdadeiro formato plano circular da Terra.

Finalizo esse estudo com uma única afirmação:

A Ciência que afirma que a Terra é esférica, é a MESMA Ciência que afirma que Deus NÂO existe!

Interesses relacionados