Você está na página 1de 20

PUB

Quinta-feira • 14 de março de 2019 • 1001 •1


14 março 2019
Ano 19
quinta-feira
 0.75 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

Coficab perde 8 milhões


Covilhã
Centro
hospitalar

de euros com “Brexit”


inicia
hospitalização
domiciliária
Projeto é alternativa ao inter-
namento convencional, propor-
cionando assistência médica e
de enfermagem aos doentes na
sua casa __________________ 8

Eleições
Distrito perde
eleitores e um
deputado
A Guarda tinha 153.223
eleitores a 31 de dezembro de
2018, menos 3.513 que no final
de 2017. Em consequência, o
círculo eleitoral da Guarda só A saída do Reino Unido da União Europeia continua incerta, mas
vai eleger três representantes as empresas já fizeram as contas ao impacto desta cisão. A Coficab
nas próximas legislativas. Quem
ganhará esse deputado perdido estima perder clientes e vendas, enquanto a Comissão Vitivinícola
será Lisboa ou o Porto _ _____ 4 Regional da Beira Interior receia a imposição de novas taxas e
condicionantes para entrar no mercado britânico Pág.5

Câmara da Guarda pode ajudar


a viabilizar fábrica de Famalicão
Executivo foi unânime, na segunda-feira, na «preocupação e apreensão» com o fecho da fábrica de confeções de Famalicão, mas os vereadores
do PS acusaram a maioria de «correr atrás do prejuízo» e de «priorizar as festas e os eventos» em vez de apoiar a economia do concelho. Já Ál-
varo Amaro revelou que a autarquia poderá apoiar transporte das trabalhadoras e pagar estudo de viabilidade para que a unidade reabra Pág.7

PUB

Guarda

IPSS recebem do Estado 11


milhões de euros por ano
Número foi revelado pelo ministro da Solidariedade Social, Vieira da Silva,
nas comemorações dos dez anos da Residência Sénior da Fundação João
Bento Raimundo ___________________________________________________________ 9

Líder de
PUB

ve n d a s
Ku b o t a
2018
Quintinha EN 18, Km 5 6300 – 020 Guarda • geral@maquiguarda.pt
Telef.: +351 271 200 080 • Fax: +351 271 200 082 • Peças: +351 271 200 081
2• • Quinta-feira • 14 de março de 2019

Cara
Entrevista
no  fio  da  navalha

a P e r f i l
cara

«Hoje podemos e
Daniel Pais
Vila Nova de Foz Côa Porta-voz do MAPA – Movimento Acadé-
mico de Proteção Ambiental

devemos escolher
Há muitos anos na rota dos patrimónios Idade: 25 anos
mundiais da Unesco, Vila Nova de Foz Côa
vai entrar também na lista do Património Naturalidade: Covilhã
Rupestre Europeu com o Museu do Côa e

qual o futuro que


o Parque Arqueológico. Um distintivo en- Profissão: Estudante de Doutoramento em
tregue pelo itinerário cultural do Concelho Economia na Universidade da Beira Interior
da Europa “Prehistoric Rock Art Trails” e Currículo: Licenciatura e mestrado em

queremos para o
que promete atrair cada vez mais turistas a Economia na UBI
este concelho.
Livro preferido: “Make Room! Make
Room!” (1966)

nosso planeta» Filme preferido: “The Age of Stupid” (2009)

Hobbies: Teatro

Cereja do Fundão P - Decorre esta sexta-feira a Greve


Climática Estudantil, em que consiste a
sentam graus de insustentabilidade eleva-
dos. No sector agrícola, a criação de impos-
A “Cereja do Fundão” está mais prote- iniciativa? tos e subsídios que promovam um consumo
gida a partir de agora com a classificação, a R - Esta iniciativa, inspirada pela jovem alimentar mais sustentável poderá ser uma
nível nacional, como produto de Indicação sueca Greta Thunberg, está associada ao dessas regulações. Ou até a implementação
Geográfica (IG). É uma boa notícia para os movimento estudantil internacional #Scho- de um sistema de etiquetagem, do género
produtores da Cova da Beira, que ganham olStrike4Climate e #FridaysForFuture, que do que já existe para os eletrodomésticos,
mais um argumento para valorizar ainda conta já com inúmeras greves em vários onde os alimentos são rotulados de acordo
mais um produto de ímpar qualidade e que países. Para além da Covilhã, em Portugal com a pegada ecológica para alertar o con-
nos últimos anos tem contribuído para gerar há 24 manifestações confirmadas de norte sumidor sobre os seus custos ambientais.
riqueza na região. a sul do continente e ilhas. É uma greve por Tal como os refrigerantes açucarados são
parte da comunidade estudantil, com início taxados consoante a quantidade de açú-
pelas 10h30 à entrada do polo principal car, os alimentos poderiam ser taxados e
da Universidade da Beira Interior e a subsidiados de acordo com a sua pegada
intenção de marcha pela via pública até ecológica. Esta e outras medidas foram
ao largo da Câmara Municipal. redigidas para serem levadas ao ministro
do Ambiente pelos organizadores da
P - Quais são os objetivos? Greve Climática Estudantil. Mas todos
Figueirense R - A Greve Climática Estudantil
quer consciencializar a comunidade em
nós, como consumidores, temos a res-
ponsabilidade de procurar e assumir
O Ginásio Figueirense tem via aberta relação ao impacto ambiental que cada opções mais sustentáveis e promover
para o título distrital da AF Guarda e só um gesto, por mais pequeno que pareça, tem uma maior sustentabilidade do planeta,
desastre impedirá a equipa orientada por no planeta. Em termos concretos, trata- para hoje e para amanhã. Desenvolver
Jorge Cardoso de se sagrar campeã. A seis se de protestar contra a inação do Governo hábitos sustentáveis deve ser um objetivo
jornadas do final do campeonato os figuei- face às alterações climáticas e exigir-lhe que permanente da sociedade. Mas claro que
renses têm um registo impressionante. São faça da resolução da crise climática atual uma se o Estado criar condições para facilitar
o melhor ataque com 56 golos e a melhor das prioridades a considerar na definição a escolha dos consumidores, melhor e
defesa da prova, com apenas 16 golos sofri- de políticas públicas. Além disso, tem como mais eficiente será esta mudança. Está
dos em vinte jornadas. E contam 13 pontos objetivo apelar à comunidade por uma maior nas mãos do indivíduo mudar o futuro
de vantagem sobre o Manteigas. consciencialização sobre os problemas asso- com recurso às suas ações, aparentemen-
ciados às mudanças climáticas. No fundo, é te pequenas, mas em conjunto com elevado
lutar por uma melhor justiça ambiental. estas questões existe, no entanto, não têm impacto. Citando o filme “Cloud Altas”: «O
sido ouvidas como gostaríamos que fos- indivíduo é apenas uma gota na infinidade
P - Esperam mobilizar não apenas a sem. Muitos já foram os alertas feitos por do oceano. No entanto, o que é o oceano
comunidade estudantil, mas chegar tam- instituições e alguns cientistas, mas pelos senão uma multitude de gotas».
bém à restante população covilhanense? vistos foi sempre deixado de fora da agenda.
R - A ideia principal é mobilizar o maior Na UBI vimos a oportunidade de construir P - Já têm pensadas mais iniciativas?
número de estudantes da UBI. No entanto as bases para um sistema melhor e mais R - Apesar de se encontrar numa fase
seria de todo o interesse envolver também sustentável. Em comparação com outras embrionária, o MAPA faz seis meses este
a comunidade covilhanense. As condições universidades internacionais, pretendemos mês e conta com várias propostas e inicia-
Sérgio Costa climáticas e os problemas que lhe estão
associados não dizem respeito apenas aos
lutar por uma instituição mais sustentável,
por um “green campus” onde as preocupa-
tivas que já foram enviadas à reitoria para
futuro debate e posterior implementação.
A Câmara da Guarda promoveu na jovens, mas sim a toda a população, apesar ções ambientais estão em cima da mesa Pretendemos atuar em várias áreas, nome-
semana passada uma campanha de dos jovens serem quem mais vai sentir as sempre que algo é decidido. Queremos que adamente na agricultura, com a criação de
sensibilização ambiental em padarias suas consequências no futuro próximo. a UBI seja um exemplo no que diz respeito hortas comunitárias e a plantação de árvo-
e pastelarias da cidade, com a entrega Achamos que é responsabilidade de toda a à sua consciência ambiental e também que res de fruto pela área ubiana. Os produtos
de sacos reutilizáveis aos consumidores comunidade agir para garantir um futuro seja reconhecida pelas suas iniciativas, que que daqui surgirão terão como destino as
para transporte de pão. Uma boa ideia e sustentável e próspero para a geração atual assumem sempre o objetivo de maximizar a cantinas da UBI e o consumo por parte da
um exemplo que as de mais autarquias e seguintes. Considerando o relatório de sua sustentabilidade e do meio que a rodeia. comunidade estudantil. Na área da recicla-
do país deveriam seguir, mas esta que Brundtland (1987), o conceito de desenvol- gem propomos a elaboração de ecopontos e
poderia ser uma ação positiva promovida vimento sustentável estará apenas assegu- P - Pedem ao Governo soluções para infraestruturas interativas para uma maior
pelo vereador do ambiente acabou por se rado se «as necessidades do presente forem a crise climática, quais consideram que consciência e eficácia na luta contra o lixo
revelar uma medida eleitoralista. Sérgio satisfeitas sem comprometer a habilidade deveriam ser as primeiras medidas? que não é devidamente alocado e recolhido.
de gerações futuras satisfazerem as suas R - Acima de tudo gostaríamos que o No que diz respeito ao consumo de água,
Costa poderia ter brilhado, mas com a
próprias necessidades». Hoje podemos e Governo interiorizasse que as mudanças uma das iniciativas é a implementação, por
decisão de apenas distribuir 15 sacos por
devemos escolher qual o futuro que que- climáticas e, consequentemente, os proble- toda a área ubiana, de bebedouros próprios
cada estabelecimento, a iniciativa revelou-
remos para o nosso planeta. mas que daí advêm são uma realidade, mais para beber e encher garrafas reutilizáveis.
se insuficiente e pouco estruturante, dando agora do que alguma vez fora. O Estado deve O objetivo é reduzir o consumo de água en-
a sensação que o vereador apenas quis P - Até aqui os jovens têm estado de intervir no sentido de regularizar os secto- garrafada e consequentemente o de plástico
aparecer. fora destas questões do clima, o que os res que apresentem pegadas ecológicas ele- porque uma universidade livre de plástico é
levou a criar o Movimento Académico de vadas e pouco eficientes, como a agricultura também um dos nossos objetivos de longo-
Proteção Ambiental (MAPA)? e os transportes, por exemplo. O Estado tem prazo. Estas são algumas das iniciativas que
R - Não diria que tenham estado de a possibilidade de promover práticas mais contamos iniciar neste semestre e haverá
fora, a consciência e preocupação sobre amigas do ambiente e diminuir as que apre- muitas mais no futuro.
repetição Quinta-feira • 14 de março de 2019 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

Greve Climática
1
Passou quase desapercebida, mas a declaração do
Presidente da República, na passada segunda-feira,
referindo que se os incêndios de 2017 se tivessem
repetido teria dissolvido a Assembleia da República, tem
enorme relevância. Foi o recordar o que o próprio disse,
e foi essencialmente um assumir, tardio de que tinha
de ter havido responsabilização de tudo o que correu
“mal” em 2017.
Em primeiro lugar, Marcelo Rebelo de Sousa devia
mesmo ter dissolvido a Assembleia da República, porque
morreram mais de cem pessoas e um terço do país
ardeu sem que ninguém assumisse a responsabilidade
política pela tragédia; depois, o governo esteve mal em
toda a linha, com o primeiro-ministro a descartar res-
ponsabilidades e a responsabilizar a população incapaz
de se defender da incúria de anos e do abandono a que
foi votada pelo Estado; depois, porque, como se viu na
postura de uma ministra que não só recusava demitir-
se, como enjeitou qualquer responsabilidade, quando
governar é decidir e é assumir responsabilidades; e
porque a hierarquia dos serviços de proteção civil,
comprovadamente, não era mais do que um amontoado
de tachistas dos partidos do arco do poder, “jobs for the
boys”, de gente incompetente, mal preparada e incapaz
de gerir as situações de risco – milhões de euros atira-

Neto de Moura e Ricardo


dos para as labaredas e uma gestão ruinosa dos meios
e negligente resposta ao fogo, à morte, ao maior crime
opinião ambiental sofrido pelo país. Em segundo lugar, porque o
António Ferreira
antonio.ferreira.adv@netvisao.pt
Araújo Pereira país tinha o direito e o dever de julgar, pelo voto, a gestão
e ação política na maior tragédia ocorrida em Portugal
A notícia da semana é que o desembargador Neto de Moura dir indemnizações pelos danos que lhe foram causados. É como neste século – a desresponsabilização, como sempre, é
vai processar todos os que o criticaram em público pelas suas se dissesse: têm todo o direito de me criticar, mas se as vossas a única sinopse que encontramos quando olhamos para
decisões em processos de violência doméstica. Vão ser visados críticas me causaram um dano, um prejuízo, deverão ressarcir trás: a culpa morreu solteira, mais uma vez.
políticos como Mariana Mortágua, humoristas como Ricardo esse prejuízo. O fundamento legal está no artº 484º do Código Independentemente dos méritos de António Costa
Araújo Pereira, e os processos contra eles têm como fundamento Civil: «Quem afirmar ou difundir um facto capaz de prejudicar o ou do governo nas ações posteriores (e tem havido,
«as ofensas à honra pessoal e profissional» do juiz. crédito ou o bom nome de qualquer pessoa, singular ou coletiva, finalmente, muitas medidas para evitar o flagelo dos in-
Haverá quem aqui se lembre da liberdade de expressão e responde pelos danos causados». Foi com base nesta norma cêndios, da limpeza à vigilância, passando pelo controlo
das inúmeras condenações do Estado Português no Tribunal Eu- que o Sporting Clube de Portugal conseguiu, há uma dúzia das queimadas, a origem da maioria dos fogos), não
ropeu dos Direitos do Homem (TEDH) por violação da liberdade de anos, a condenação de um jornal que tinha divulgado uma podemos esquecer o que ocorreu. Devemos relembrar
de expressão em muitas sentenças condenatórias, quando estão notícia verdadeira: o Sporting devia dinheiro ao Estado. Houve as vítimas. Devemos recordar o cheiro a terra queimada.
em causa crimes contra a honra. No confronto entre o direito muito alvoroço, mas a norma não distingue entre a verdade ou Devemos enaltecer a solidariedade do povo para com
à honra e a liberdade de expressão tem de prevalecer esta, e a falsidade dos factos: apenas exige que exista um dano. Assim, as vítimas (e lamentar a falta de celeridade para levar a
muito mais quando está em causa o direito à honra de políticos e desde que se prove o dano, poderá Ricardo Araújo Pereira ter ajuda a quem a precisou). E devemos, a cada primavera,
e pessoas públicas em geral. E os juízes? Bem, com os juízes de indemnizar o juiz. E uma vez que ao Ricardo Araújo Pereira denunciar o que falhou para evitar os habituais erros
não é bem assim. A necessidade de garantir a independência não lhe é coartado o direito a dizer o que pensa, o TEDH não no verão seguinte. E agora, que estamos no fim de um
dos tribunais, face ao poder político, ao chamado quarto poder, terá nada a ver com o caso. inverno atípico (cada vez mais secos e quentes) é tempo
aos populistas fáceis, traz uma necessidade de proteção superior O artigo 70º do Código Civil também protege o direito de olhar para o próximo verão e prevenir.
àquela de que beneficiam políticos, socialites e rostos muito à honra de qualquer indivíduo, mas desde que a ofensa de-

2
reconhecíveis da televisão. Mesmo assim, um tribunal alemão corra de um ato ilícito, e é aqui que a porca torce o rabo. É Na próxima sexta-feira, um pouco por todo o mun-
considerou criminalmente atípico o ataque a um juiz, comparado ilícita a crítica, mesmo em termos desbragados? Não, está do os jovens vão sair à rua contra o conformismo,
«a um porco copulando com a justiça». Neto de Moura, dirão, protegido na Constituição o direito a essa crítica, no capítulo contra o aquecimento global e em defesa do pla-
não foi alvo de um ataque assim. Ninguém se aproximou sequer precisamente dos direitos fundamentais. No entanto, o artigo neta, da cidadania e da vida coletiva (mais de 70 países
desse nível de ofensa. 37º da Constituição, lá no fim, reconhece direitos a quem é associaram-se a esta “marcha” pelo futuro). Será uma
Em que ficamos? Neto de Moura tem ou não possibilidade alvo das críticas dos outros: «A todas as pessoas, singulares “greve climática”, iniciada pela jovem sueca Greta Thun-
de sucesso na ação que vai intentar? E, se a ganhar em Portu- ou coletivas, é assegurado, em condições de igualdade e berg, que quer envolver os adolescentes na defesa de
gal, não irá o TEDH, de novo, condenar o Estado Português? eficácia, o direito de resposta e de retificação, bem como o um futuro sustentável. Estranhamente, ou talvez não, em
E as decisões judiciais, são ou não publicamente criticáveis? direito a indemnização pelos danos sofridos». E lá estamos Portugal a mobilização aparentemente não está a conseguir
A resposta a estas perguntas é: “talvez sim”, “talvez não” e outra vez: podes dizer de mim o que quiseres, mas terás atrair as escolas – que é onde a educação ambiental deve
“depende”. Explico-me. de me indemnizar pelos danos sofridos. Isto, claro, se os ser promovida. A primeira Greve Climática Estudantil deverá
Antes de mais, Neto de Moura não vai apresentar queixas tribunais considerarem os danos dignos de tutela jurídica ter concentrações em 26 cidades (na região, infelizmente,
crime por ofensas à honra, vai intentar uma ação cível. Isto é, não e que houve desproporção entre os acórdãos criticados e que se saiba, apenas terá adesão na Covilhã e Fornos de
nega a liberdade de expressão de quem o criticou. Vai, antes, pe- o teor da própria crítica. Vai ser interessante seguir o caso. Algodres), mas é estranha a falta de mobilização escolar. E
mais estranha ainda é a falta de sensibilização em especial
PUB da comunidade educativa, dos professores aos encarre-
gados de educação. Entre nós, parece que o ambiente ou
as alterações climáticas continuam a ser matéria que diz
respeito aos outros quando devia ser um desiderato de
todos. «Vamos sair à rua», devia ser o apelo nas escolas
em defesa do clima, do ambiente e do futuro.
4• • Quinta-feira • 14 de março de 2019

Está confirmado: a Guarda


perde um deputado
na Assembleia da República
A perder população e eleitores, o círculo eleitoral da Guarda só vai eleger três representantes nas eleições
de outubro. Quem ganhará esse deputado perdido será Lisboa ou o Porto
DR
Luis Martins CNE justifica esta redução com os o distrito. «Faltam políticas pú-
últimos dados do recenseamento blicas ativas, fortes e radicais
eleitoral, referentes a 31 de de- para impedir essa situação»,
O INTERIOR já o tinha ante- zembro de 2018 e publicados a reclama o autarca, que acusa o
cipado em abril do ano passado e 1 de março pela Secretaria-Geral Estado central de se «alhear da
a Comissão Nacional de Eleições do Ministério da Administração desertificação do interior, cada
(CNE) confirmou-o na semana Interna. De acordo com estes vez menos representado no sis-
passada: o distrito da Guarda, tal elementos, as únicas regiões que tema eleitoral. Há vinte anos
como o de Viseu, vai eleger menos ganham eleitores face a agosto que ouvimos falar disto, mas
um deputado nas legislativas de 2015 são Lisboa, Porto, Faro nada acontece». Álvaro Amaro
de outubro. Dois mandatos que e Setúbal, mas, para já, apenas se defende a alteração do sistema
serão absorvidos pelos círculos perspetiva uma perda de repre- eleitoral, mas «não há coragem
de Lisboa e do Porto. sentatividade para os círculos da política para alterar este estado
Desde as eleições legislativas Guarda e de Viseu. de coisas», critica. «Estamos a
de 2002 que os territórios do «Com referência aos dados A Guarda tinha 153.223 eleitores a 31 de dezembro de 2018, menos 3.513 caminhar para uma situação
que no final de 2017
interior estão a perder represen- do recenseamento eleitoral re- limite de haver um ou dois de-
tatividade política na Assembleia centemente publicados, confir- rado entre os 60 e 55 dias ante- recenseamento que antecedeu as putados eleitos pela Guarda»,
da República. Em 17 anos, os dis- ma-se que os círculos da Guarda riores à eleição da Assembleia da autárquicas desse ano e divulgado avisa o autarca, que gostaria
tritos de Évora, de Portalegre, de e de Viseu elegeriam menos um República com base nos dados do em julho. Nessa altura, os dados de ver este assunto ser um dos
Bragança, de Castelo Branco, de deputado cada e que os círculos recenseamento eleitoral obtidos da base central do recenseamento temas centrais da campanha das
Santarém e de Coimbra perderam do Porto e de Lisboa elegeriam nessa data». No caso da Guarda, eleitoral revelavam que estavam próximas legislativas. «Tem que
seis deputados. A Guarda, que mais um deputado cada. Não se de acordo com o mapa publicado inscritos 158.844 cidadãos. haver mais vida para além do
atualmente elege quatro repre- registaria mais nenhuma altera- em “Diário da República”, havia Para Álvaro Amaro, presi- défice e das contas sob o risco
sentantes e já teve cinco deputa- ção relativamente a 2015», adian- 153.223 eleitores a 31 de dezem- dente da Câmara da Guarda, esta de uma boa parte do país não
dos no Parlamento, foi escapando tou a CNE ao JN, sublinhando que bro de 2018. No final de 2017 o redução do número de deputados estar devidamente representado
a essa tendência, mas já só terá «o número de deputados e a sua distrito da Guarda tinha 156.736 eleitos pelo círculo guardense é no Parlamento», augura Álvaro
três eleitos a partir de 2019. A distribuição por círculos será apu- eleitores, menos 2.108 que no «uma dupla penalização» para Amaro.

Governo e autarquias proibidas de anunciar


obras até às Europeias
Comissão Nacional de Eleições quer evitar que entidades públicas usem recursos públicos ao seu dispor para
divulgar informação que possa favorecer algumas candidaturas em detrimento de outras
Anunciar obras durante um outras. Saiba o que está proibido das tomadas – por exemplo, «mais tados. Se não houver gravidade, a de trânsito ou alterações nas con-
período de eleições de forma e o que é permitido. de 80 por cento do concelho com publicitação justifica-se sempre dições de funcionamento de ser-
a conquistar votos é proibido, saneamento” - ou mesmo a utili- que seja imprescindível para a viços públicos, por exemplo, bem
tanto para o Governo como para Proibido zação de linguagem adjetivada e fruição de um determinado servi- como os anúncios obrigatórios
as autarquias. É proibido o uso de imagens promotora de obras e iniciativa da ço ou bem. É o caso de campanhas pela lei de licenciamento de obras
No passado dia 7, a Comis- ou expressões que ultrapassem instituição (desde a beneficiação de promoção de saúde pública ou quando não extravasem o que é
são Nacional de Eleições (CNE) a mera necessidade de informa- de ruas à oferta de livros escola- de festas tradicionais. Do rol das determinado legalmente e desde
publicou uma nota que esclarece ção do público, designadamente res) está proibida. O Governo e as permissões fazem parte todos os que não sejam acompanhados
que, desde 26 de fevereiro, data as que são auto-elogiosas. Seja autarquias estão ainda impedidas anúncios sobre condicionamento de elementos autopromocionais.
de publicação do decreto-lei que pela utilização de fotografias de utilizar imagens positivas ou
convoca as eleições europeias,
todos os órgãos do Estado e da
dos titulares de cargos políticos,
seja o uso de expressões gené-
adjetivos favoráveis (como feliz,
trabalhador, saudável, amigo, sus-
Municípios contestam
Administração Pública ficaram ricas como “fazemos melhor” tentável) associados ao logótipo da
A Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP)
impedidos de divulgar publica- ou “promessa cumprida”. Vetado instituição ou à fotografia dos seus
considera «inadmissível a forma como se desvirtua a lei, ao
mente atos, programas, obras ou está também o anúncio de obras atuais titulares. Segundo o Tribunal
fazerem-se considerações como as que constam na nota infor-
serviços. Não é a primeira vez que futuras ou novos serviços a pres- Constitucional, citado pela CNE, são
mativa da Comissão Nacional de Eleições».
a CNE toma esta posição, contudo, tar às populações. Por exemplo: «associações discretas, contendo
A afirmação é do seu presidente Manuel Machado, para quem,
as anteriores nunca foram tão de- “Aqui vai nascer uma nova escola”. uma mensagem não explícita, mas
«levadas à letra», as considerações da CNE «seriam suscetíveis de
senvolvidas e incisivas quanto aos O mesmo acontece com as men- indutora de um estado de espírito
limitar o exercício das atribuições e competências e a atividade
critérios a aplicar. O objetivo desta sagens pró-ativas, de balanço de de recetividade e adesão».
informativa autárquica até outubro de 2019 [data das eleições
medida é evitar que entidades pú- medidas. A CNE dá alguns exem-
legislativas]». A posição da ANMP foi aprovada por unanimidade
blicas usem recursos públicos ao plos: “Continuam a decorrer a Permitido pelo conselho diretivo na terça-feira e vai ser transmitida ao Pre-
seu dispor para divulgar informa- bom ritmo as obras de instalação Todos os atos, obras ou ser-
sidente da República, ao primeiro-ministro, à procuradora-geral
ção que possa favorecer algumas de redes de saneamento básico”. É viços que tenham necessidade
da República e à provedora de Justiça.
candidaturas em detrimento de também proibido enunciar medi- pública grave podem ser publici-
Quinta-feira • 14 de março de 2019 • •5

Seia
Bloco de Esquerda reclama
reabertura do Tribunal
Coficab pode
O deputado do BE na As-
sembleia da República José
Manuel Pureza questionou o
que «afeta o acesso à justiça
por parte das pessoas que
deveriam recorrer a este Tri-
perder 8 milhões
de euros com o
Governo sobre o encerramento bunal», sublinha José Manuel
do tribunal de Seia, que está fe- Pureza, destacando também
chado desde 14 de dezembro do «o impacto» que a situação tem
ano passado devido um intenso nos processos que ali decor-
cheiro a queimado e a fumo no riam. Quanto aos motivos do

“Brexit”
interior. encerramento, o deputado do
Não estando ainda prevista BE garante que há relatos «de
uma data de reabertura, o depu- que foram problemas estrutu-
tado refere que «não se sabe, à rais do edifício, que se encontra
AR
data de hoje», quais os motivos degradado e a necessitar de
que provocaram estes factos». renovação», o que leva o grupo
O eleito acrescenta que parlamentar do BE a questionar
está também por confirmar «se o Governo se «reconhece os pro-
se tratou de problemas com a blemas e dificuldades logísticos
manutenção dos equipamen- do Tribunal de Seia, por um
tos de aquecimento» e lamenta lado, e se tem disponibilidade
que passados três meses «não para desenvolver as diligências
esteja prevista nenhuma data que se afigurem necessárias
para a reabertura» do Tribunal para a conclusão das obras,
de Seia. Um encerramento por outro».

Vinhos
Beira Interior promove-se
em feira alemã
A Comissão Vitivinícola Re- objetivo primordial aumen-
gional da Beira Interior (CVRBI) tar a percentagem de vinhos
volta a marcar presença na feira nos mercados de exportação,
PROWEIN 2019, que vai decor- cimentando desta forma a Atualmente, a Coficab exporta cerca de 8 milhões de euros para o Reino Unido
rer em Düsseldorf (Alemanha) aposta na internacionaliza- Luis Martins Vale de Estrela. «O “re-sourcing” «Não sabemos como será no
entre domingo e a próxima ção», adianta a instituição para outro fornecedor mais con- futuro, tal como com a proteção
terça-feira, com seis produtores. liderada por Rodolfo Queirós. veniente ao cliente, seja por uma das Denominações de Origem
Estão presentes a Adega A PROWEIN é dedicada ex- A saída do Reino Unido questão de preço ou qualquer e Indicações Geográficas», afir-
de Figueira de Castelo Rodri- clusivamente a profissionais da União Europeia outra, como o pagamento de mais ma o presidente da CVRBI, que
go, Adega do Fundão, Monte e «são esperados mais de 45 continua incerta, taxas, é outro risco que corremos acrescenta que o setor e os seus
Barbo, Quinta dos Termos, mil importadores de todo o mas as empresas já com o “Brexit”», acrescenta o res- representantes já fizeram chegar
Vinhos Almeida Garrett e Vi- mundo, representando mais fizeram as contas ao ponsável. Além destes cenários, estas preocupações ao Instituto
niparra/Quinta dos Currais. de 120 países», acrescenta a impacto desta cisão. A o administrador aponta mais um da Vinha e do Vinho. «Há ainda
Esta participação «tem por CVRBI em comunicado. Coficab estima perder problema, que afetará também a questão fiscal, relacionada com
clientes e vendas, a generalidade da economia e a entrada de produtos vínicos no
Fundão enquanto a Comissão que resultará do «abrandamento Reino Unido», acrescenta Rodolfo
Vitivinícola Regional geral do consumo devido à falta Queirós, que, no entanto, vê na
Cereja classificada como produto da Beira Interior receia
o imposição de novas
de confiança dos consumidores
causada por toda esta instabili-
eventual saída do Reino Unido
da UE uma oportunidade para
de “Indicação Geográfica” taxas e condicionantes dade política». fazer ações promocionais na-
A “Cereja do Fundão” foi
DR
para entrar no mercado A Comissão Vitivinícola Re- quele mercado, «através de um
classificada, a nível nacional,
britânico. gional da Beira Interior (CVRBI) projeto existente atualmente na
também está a acompanhar União Europeia para promoção
como produto de Indicação
Enquanto a confusão está «com expetativa» o desenrolar dos vinhos nos mercados tercei-
Geográfica (IG), certificação que
instalada sobre a saída ou não do dos acontecimentos, embora ros. Atualmente, as exportações
a organização de produtores e
Reino Unido da União Europeia o Reino Unido não seja atual- de vinho da Beira Interior têm
a autarquia local esperam que
(UE) a menos de quinze dias da mente um dos mercados mais como principais destinos o Brasil,
venha a contribuir para a valo-
data limite estabelecida, por cá as importantes. «Mas há questões, Estados Unidos, China, Angola,
rização da produção de cereja a cereja produzida na Cova da
empresas e os setores exportado- como as práticas enológicas e Polónia e França. «Mas uma das
desta região. Beira e é vista como uma «mais-
res já fizeram contas aos custos do métodos de análise aplicáveis preocupações da CVRBI é a di-
No despacho publicado no valia» para a valorização da
“Brexit” nos seus negócios. aos produtos vitivinícolas, que versificação de mercados, tendo o
“Diário da República” na sexta- marca “Cereja do Fundão”, con-
Na Coficab, que exportou são baseados nas resoluções da Reino Unido um potencial impor-
feira, a Secretaria de Estado das sidera José Pinto Castello Bran-
cerca de 200 milhões de euros Organização Internacional da tante», considera o responsável.
Florestas e do Desenvolvimento co, presidente da Cerfundão,
em 2018, admite-se que a saída Vinha e do Vinho (OIV). Como o Um estudo recente da Confe-
Rural determina que seja confe- organização de produtores que
do Reino Unido da UE pode afetar Reino Unido não integra aquela deração Empresaria de Portugal
rida, a nível nacional, proteção apresentou o pedido de registo
«de forma direta a empresa em organização, tudo aponta para (CIP) concluía que é elevado o
à denominação “Cereja do Fun- e que será a entidade gestora.
cerca de 8 milhões de euros na que, após o “Brexit”, as resolu- risco para as exportações das em-
dão” como Indicação Geográfica. A Câmara do Fundão tam-
faturação, cerca de 3,7 por cento ções da OIV e a regulamentação presas sediadas na Comunidade
«O uso desta denominação fica bém considera que este reco-
do total, que é o valor que expor- comunitária não sejam aplicá- das Beiras e Serra da Estrela, que
reservado aos produtos que nhecimento é «muito impor-
tamos atualmente para aquele veis ao Reino Unido e poderão operam sobretudo nos setores do
obedeçam às disposições cons- tante» e acredita que deverá
mercado», adianta João Cardoso dificultar a entrada de vinhos têxtil e vestuário, componentes e
tantes no respetivo caderno de desempenhar um papel relevan-
a O INTERIOR. O diretor-geral da no Reino Unido», refere Rodol- cablagens para automóveis, agro-
especificações depositado na te na estratégia que o município
multinacional de fios e cablagens fo Queirós. Outro impacto irá alimentar e turismo. No mesmo
Direção-Geral de Agricultura e tem desenvolvido nos últimos
acrescenta que a Coficab poderá verificar-se na rotulagem dos documento, a CIP recordava que
Desenvolvimento Rural (DGA- anos ao nível da valorização e
também perder clientes caso vinhos, que até agora tinha re- o Reino Unido é o quarto maior
DR)», acrescenta o despacho. promoção da marca “Cereja do
sejam aplicadas taxas de importa- gras comuns na UE e deixará de mercado das vendas portuguesas
A decisão destina-se a proteger Fundão”.
ção aos produtos produzidos em ter no pós “Brexit”. ao estrangeiro
6• • Quinta-feira • 14 de março de 2019

Suspeito de violação
S e violência doméstica
Sociedade detido na Covilhã
Crime terá ocorrido no contexto de uma relação de namoro,
Guarda na via pública, na localidade do Ferro
PJ promove ações
César Prata Ana Eugénia Inácio
AEI de sensibilização
orienta oficina em escolas
de instrumentos Não há memória da vio-
Um jovem de 23 anos foi
musicais populares detido no domingo, na Covilhã, lência doméstica ser, em Por-
O músico César Prata orien- por suspeita da autoria dos tugal, um tema tão presente
ta no sábado à tarde uma oficina crimes de violação, de violência no dia-a-dia dos cidadãos
de instrumentos musicais popu- doméstica e ofensas à integrida- como agora.
lares portugueses na sede do de física. O caso aconteceu na via Dos 27 inquéritos abertos
Calafrio, na Guarda, onde dará pública, na localidade do Ferro, por homicídio consumado em
também um concerto. e a vítima foi uma mulher de 20 janeiro e fevereiro deste ano,
Compositor, arranjador e anos, com quem o suspeito man- 14 tiveram como cenário ca-
intérprete, o multi-instrumen- tinha uma relação de namoro. sos de violência doméstica, de
tista é presença assídua na Segundo o coordenador de acordo com dados revelados
discografia de vários artistas, investigação criminal da Polícia pela PJ. Os suspeitos têm idades
fundou vários projetos musicais Judiciária da Guarda, Joaquim compreendidas entre os 21 e
e orienta oficinas de instrumen- Bidarra, o crime terá ocorrido 84 anos, o que indica que este
tos tradicionais, cultura popular na manhã de domingo, «depois crime «acontece também entre
e informática musical. No final de uma noite na discoteca». No casais jovens». É por isso que,
da tarde, César Prata sobe ao mesmo dia chegou à PJ «uma em conjunto com as escolas,
palco com “Canções de Todo o denúncia a partir de uma unida- a Polícia Judiciária da Guarda
Ano”, espetáculo que parte das de de saúde da região, a alertar está a promover «ações de
estações do ano para mergu- para a possibilidade de violação sensibilização, onde participam
lhar no cancioneiro tradicional a uma rapariga que estava na inspetores e coordenadores
português, cruzando a voz com unidade a receber tratamentos da PJ para alertar a população
instrumentos tradicionais como médicos de internamento», estudantil para os perigos que
a sanfona, a viola braguesa, o adianta o coordenador. Foi então «Nunca é de mais alertar para que as pessoas denunciem e recorram às corre, e para situações de vio-
cavaquinho e a gaita-de-foles. O que as autoridades se desloca- autoridades», afirma o coordenador da PJ da Guarda Joaquim Bidarra lência». Este é um crime «cada
concerto está agendado para as ram ao local e na sequência das posteriormente no local onde ainda conhecidas as medidas vez mais na ordem do dia» e
18 horas, na sede situada na an- diligências realizadas, percebe- terá ocorrido o crime e perante de coação. Embora o crime de por isso Joaquim Bidarra con-
tiga escola primária do Rio Diz. ram que o suspeito já tinha «um «todos os factos recolhidos» o violência doméstica não seja da sidera que «nunca é de mais
antecedente», uma vez que a individuo acabou por ser detido competência da PJ, neste caso relembrar e alertar para que as
UBI vítima já tinha efetuado outra já ao final do dia de domingo. No surge associado a uma queixa de pessoas denunciem e recorram
às autoridades o mais rápido
Escola certificada denúncia, onde se queixava de dia de fecho desta edição o sus- violação, pelo que coube a esta
possível para evitar desfechos
«atos violentos contra ela». peito aguardava ainda para ser força policial fazer a investiga-
de nadadores- Os inspetores estiveram presente a tribunal, não sendo ção e tomar conta da ocorrência. mais trágicos».
salvadores
profissionais Distinção
arranca dia 25
A Universidade da Beira
Interior (UBI) criou uma Escola
Escolas de Figueira e das Lameirinhas
de Formação de Nadadores-
Salvadores Profissionais, a pri- são “Amigas da Criança”
meira a funcionar no interior. O Agrupamento de Escolas
DR
desenvolvimento do gosto e do
A estrutura resulta de uma de Figueira de Castelo Rodrigo interesse pela aprendizagem,
parceria com a Associação de e a escola básica do primeiro mediante a participação em
Nadadores Salvadores do In- ciclo (EB1) das Lameirinhas, diversos ateliês. A atividade con-
terior e tem inscrições abertas na Guarda, foram distinguidas tribuiu também para a inclusão
para o primeiro curso, que com o selo “Escola Amiga da social dos alunos. O selo “Escola
começa este mês. A escola está Criança”, na primeira edição Amiga da Criança” distingue as
sediada no CFIUTE – Centro desta iniciativa da Confedera- escolas que concebem e con-
de Formação Interação UBI ção Nacional das Associações cretizem ideias extraordinárias
Tecido Empresarial e foi certi- de Pais (CONFAP), da LeYa e do para um desenvolvimento mais
ficada pelo Instituto de Socor- psicólogo Eduardo Sá. leitura e aumentar a velocidade alunos a relaxar, tornando-os feliz da criança no ambiente
ros a Náufragos (ISN). O curso O estabelecimento de ensi- e compreensão da leitura nos «mais calmos, mais atentos e escolar. A segunda fase da ini-
inicial, com a duração de 150 no de Figueira de Castelo Rodri- alunos do pré-escolar e primeiro emocionalmente mais equilibra- ciativa tem candidaturas abertas
horas, arranca a 25 de março go venceu em duas categorias ciclo. «Cada aluno levava um dos, potenciando os resultados até 5 de abril, nas seguintes
sob a direção técnica de Filipe com os projetos “O Livro que livro para a escola, que depois académicos». categorias: Alimentação, Saúde
Batista e destina-se a preparar Anda” (Envolvimento da Famí- circulava entre todos para ser Na Guarda, a escola das La- e Ambiente; Cidadania, e/ou
nadadores-salvadores nas suas lia e Comunidade Educativa) e lido em casa com a família», meirinhas, bairro da cidade mais inclusão; Digital; Envolvimento
diversas componentes para re- “Mentes sossegadas! Mindful- adiantam os promotores da alta, venceu com o projeto “Não família/comunidade; Espaços
alizar o salvamento de pessoas ness na educação” (Formação iniciativa. Já o segundo consis- falto!”, na categoria Formação Escolares; Segurança; e Ativi-
que se encontrem em perigo de Cívica). O primeiro teve como tia em pequenos exercícios na Cívica. Tratou-se de um incen- dades extracurriculares e/ou
morte por afogamento. objetivo promover o gosto pela sala de aula que ensinavam os tivo à assiduidade dos alunos e interdisciplinares.
Quinta-feira • 14 de março de 2019 • •7

Câmara da Guarda Partido Socialista

Pedro Marques veio


disposta a pagar à Guarda falar aos
militantes
estudo para LM

viabilizar Confama AR

Pedro Marques, cabeça de emprego e com contas certas,


lista do PS às Europeias de 26 é um modelo que resultou no
de maio, esteve na Guarda na nosso país e que queremos
terça-feira em ações de pré- agora fazer na Europa», decla-
campanha. rou. João Almeida Santos, an-
O candidato visitou a em- tigo presidente da Assembleia
Socialistas anunciaram intenção de visitar a PLIE e Álvaro Amaro disponibilizou-se para ser o seu “cicerone” presa Olano, o jardim de infân- Municipal da Guarda, e João
cia da Sé e contactou com asso- Amaro, presidente da Junta
Luis Martins mas que ainda sejam passíveis de «O problema desta fábrica é que
ciações locais, antes de jantar de Freguesia de Gouveia, são
serem recuperadas, negociar com só fazia casacos de homem, não
com os autarcas socialistas os mandatários distritais da
os credores um acordo que leve à tem marca própria e trabalhava à
do distrito. À noite participou candidatura, enquanto Ana
Executivo foi unânime sua revitalização. medida das encomendas», reco-
num plenário com militantes Cristina Cardoso, de Seia, será
na «preocupação e A intenção foi revelada pelo nheceu Álvaro Amaro, que disse ter
no café-concerto do TMG, onde a diretora de campanha. Os
apreensão» com o fecho presidente da autarquia na se- «expetativas muito baixas» quanto
defendeu a necessidade de mandatários da juventude são
da fábrica de confeções gunda-feira, no final da reunião do à reabertura da unidade.
«um novo contrato social» na Matilde Freitas, de Gouveia,
de Famalicão, mas executivo, onde Álvaro Amaro deu O fecho da Confama marcou a
União Europeia e a importân- e Alexandre Oliveira, de Vila
os vereadores do PS conta dos contactos mantidos com reunião da passada segunda-feira,
cia dos fundos comunitários Nova de Foz Côa. Recorde-se
acusaram a maioria os donos da empresa. «Estamos com os socialistas a considerarem
para a coesão territorial do que o líder da concelhia guar-
de «correr atrás do preocupados e reunimos na passa- que a Câmara «deve ir até ao fim
país. Pedro Marques disse dense Agostinho Gonçalves
prejuízo» e de «priorizar da sexta-feira com os empresários para segurar» aqueles postos de
ainda que quer replicar no Par- integra a lista socialista às
as festas e os eventos» para saber se há ou não hipóteses trabalho. «O setor têxtil está a sin-
lamento Europeu aquilo que o Europeias em lugar não elegí-
em vez de apoiar a para reabrir a fábrica. Disse-lhes grar noutros pontos do país, é pena
Governo de António Costa fez vel. O INTERIOR publicará na
economia do concelho. que poderão contar com tudo o que que isso não esteja a acontecer na
em Portugal: «Governamos próxima edição uma entrevista
Já Álvaro Amaro revelou estiver ao alcance da Câmara, que Guarda», declarou Eduardo Brito,
para as pessoas, criámos mais com Pedro Marques.
que a autarquia poderá poderá apoiar também no trans- enquanto Pedro Fonseca recorreu
apoiar transporte das porte das trabalhadoras», adiantou à imagem da banda do Titanic, que
trabalhadoras e pagar aos jornalistas o edil, acrescentan- continuou a tocar enquanto o barco Ambiente
estudo de viabilidade do que pediu aos vereadores do se afundava, para definir a atuação
para que a unidade PS que «falem no Governo sobre do município. «A maioria PSD deve Estudantes da Covilhã fazem
reabra. este caso». Pela sua parte, Álvaro deixar de priorizar as festas e os
Amaro vai abordar a AICEP porque eventos para apoiar as empresas e a greve pelo clima
A Câmara da Guarda está tem «rede de contactos» e também economia do concelho. Já fecharam
Um grupo de alunos da maior consciencialização para
disposta a pagar o estudo econó- alguns empresários do Norte que duas empresas desde o início do
Universidade da Beira Interior as problemáticas ambien-
mico para a Confama, fábrica de conhece. «Não percebo de confeção ano, isso deve fazer soar os alarmes
(UBI) promove esta sexta-feira tais no seio da comunidade
confeções de Famalicão da Serra e não tenho outros instrumentos na Câmara da Guarda. Mas não, nes-
a Greve Climática Estudantil. académica, propondo, conse-
que fechou no final de fevereiro dei- que não seja a persuasão dos ta matéria o município corre atrás
Os estudantes são chamados quentemente, soluções para
xando 70 pessoas no desemprego, investidores para virem para a do prejuízo», disse o vereador. De
a concentrar-se a parir das as mesmas», refere o MAPA
recorrer a um Processo Especial Guarda. Mas nem sempre a nossa resto, a oposição anunciou que vai
10h30 junto à entrada do polo em comunicado. O movimento
de Revitalização (PER) e retomar a persuasão obtém resultados», de- visitar a plataforma logística bre-
principal da UBI, seguindo convida também todas as esco-
laboração. Este recurso tem como clarou o autarca. Já os proprietários vemente para «avaliar no terreno
depois até à Câmara Municipal. las do concelho da Covilhã, e a
finalidade permitir às empresas em da Confama também ficaram de o que foi feito, o que foi aprovado
A ação inspira-se na toma- comunidade em geral, a parti-
situação economicamente difícil ou contactar antigos clientes e outras e está a ser concretizado», revelou
da de posição da jovem sueca cipar na ação para que «todos
em risco de insolvência iminente, empresas para garantir trabalho. Eduardo Brito, para quem «é tempo
Greta Thunberg, que exigiu juntos nos façamos ouvir pelos
de fazer um balanço exaustivo» da
aos governos soluções para a políticos e outros atores cha-
Exploração do café-concerto do TMG a concurso autarquia liderada pelo PSD.
Álvaro Amaro gostou de saber
crise climática e deu origem ve de mudança, e possamos
ao movimento estudantil in- encontrar respostas para uma
A Câmara da Guarda vai lançar um concurso público para dessa intenção dos socialistas e
ternacional #SchoolStrike4Cli- maior justiça climática». A Greve
concessionar a privados a exploração do bar do café-concerto do disponibilizou-se a ser o seu «“ci-
mate e #FridaysForFuture. Na Climática Estudantil é um movi-
TMG. A abertura do procedimento foi aprovada por maioria, com cerone”». «Desafio o PS a mostrar o
Covilhã, a iniciativa está a ser mento «internacional, pacífico,
a abstenção dos dois vereadores do PS. A renda base mensal é de que fez na PIE até 2013 para com-
organizada pelo Movimento não violento, determinado e
600 euros, mais IVA, e o futuro concessionário vai gerir comercial- parar com o que fizemos a partir de
Académico de Proteção Am- organizado, descentralizado e
mente o espaço durante dois anos, renováveis ou não. Já a Câmara 2014, que é 54 lotes vendidos, 22
biental (MAPA), formado por não-partidário que age em prol
continuará responsável pela programação cultural do café-concerto. empresas instaladas, 50 milhões de
estudantes de todos os cursos do planeta», lembra o MAPA.
«O município prescinde de um espaço de cultura, mas damos o be- euros de investimento e 567 postos
da universidade e que surgiu Está também agendado um
nefício da dúvida à maioria PSD por seguir esta opção», justificou de trabalho previstos e alguns deles
em outubro de 2018 com o protesto em Fornos de Algodres
Eduardo Brito. já criados», reagiu o presidente da
objetivo de promover «uma para a mesma hora.
autarquia.
8• • Quinta-feira • 14 de março de 2019

Centro Hospitalar Universitário da


Cova da Beira iniciou hospitalização
domiciliária
O Centro Hospitalar Uni-
AR
Projeto é alternativa ao internamento convencional, proporcionando
assistência médica e de enfermagem aos doentes na sua casa
de um cuidador no domicílio e as
versitário da Cova da Beira condições da casa, juntamente
(CHUCB) já iniciou o projeto de a condição clínica do utente e
hospitalização domiciliária, que as necessidades de tratamento
deverá abranger pelo menos são os aspetos analisados para
200 utentes até ao final do ano. que o doente seja abrangido.
Este programa consiste Quanto à tipologia das doenças,
num modelo de prestação de a hospitalização domiciliária
cuidados em casa, que é uma destina-se a patologias agudas
alternativa ao internamento ou doenças crónicas, cujo tra-
convencional, proporcionando tamento pode ser feito em casa
assistência médica e de enfer- se existir o acompanhamento de
magem aos doentes como se saúde adequado. Entre os casos
estivessem internados numa poderão estar, por exemplo, um
unidade de saúde. «Começámos doente que precisa de medica-
a 22 de fevereiro e já tratámos ção endovenosa ou um doente
seis doentes; três já tiveram crónico que terá de ajustar a
alta e três mantêm-se em inter- medicação sob vigilância mé-
namento. A nossa proposta é dica, entre outras situações em
termos até dez camas em simul- que o tratamento em casa não
tâneo e chegarmos pelo menos implique riscos para o utente.
aos 200 utentes até ao fim do «A grande vantagem é para
CHUCB espera ter pelo menos 200 utentes em hospitalização domiciliária
ano», adiantou o presidente o doente, por estar na sua pró-
do Conselho de Administração assegurado por uma equipa permanente entre utente e os especialidades hospitalares, pria casa e ser tratado na sua pró-
do CHUCB, João Casteleiro, na constituída por seis enfermeiros elementos da equipa. exatamente da mesma forma e pria casa. Esse é um dos grandes
conferência de imprensa de e quatro médicos de Medicina Além disso, em caso de ne- nas mesmas condições que um benefícios, o outro será o de se
apresentação do projeto na Interna e um assistente social, cessidade, o paciente tem acesso doente que esteja internado no contribuir para reduzir os riscos
passada sexta-feira. O médico sendo que o doente é visto aos exames complementares próprio hospital. O consenti- de infeções hospitalar», acrescen-
especificou que o serviço será todos os dias e há um contacto de diagnóstico ou às restantes mento do doente, a existência tou João Casteleiro.

Test-drive

Tecnologia e conforto em destaque


no Mercedes Classe B Já chegou a nova geração
do Mercedes-Benz Classe B e
O INTERIOR já o testou. Com
uma vertente mais desportiva
e aparência mais dinâmica,
este modelo suaviza um pouco
a forma de monovolume e mais
parece um Classe A insuflado.
No Classe B a marca alemã
subiu mais um nível no con-
forto, oferecendo mais espaço
interior, e na fiabilidade, mas
também na tecnologia coloca-
da à disposição do condutor. acomodar até 1.540 litros com
E o destaque vai para o painel o banco traseiro rebatido. A
de instrumentos, que pode Mercedes aposta também no
ter dois ecrãs de 7 polegadas sistema “Easy-Pack” de série
(17,78 cm) de série, um ecrã na porta da bagageira, o que
de 7 polegadas e outro de permite abrir ou fechar de
10,25 polegadas (26 cm) e a forma automática, mediante
versão Widescreen, com dois o pressionar de um botão ou
ecrãs de 10,25 polegadas ao norma Euro 6d, que será obri- através de um movimento
comprimento do tablier, bas- gatória para novos modelos com pé, em combinação com o
tante mais estilizado. Já os apenas a 1 de janeiro de 2020. sistema Hands-Free Access de
motores são mais eficientes e O INTERIOR conduziu o B 180 acesso mãos-livres (opcional).
limpos. Graças ao sistema de d, a motorização mais comer- O novo Mercedes Classe B
pós-tratamento dos gases de cializada em Portugal, cujo chegou ao mercado português
escape com um catalisador SCR motor tem uma potência de em fevereiro e está a ser comer-
adicional colocado sob o piso, 116 CV capaz de corresponder cializado no distrito da Guarda
o Classe B é o primeiro modelo a qualquer exigência. pela Finiclasse. O preço base do
compacto da Mercedes-Benz a Destaque também para a modelo experimentado por O
ter homologação conforme a espaçosa bagageira, que pode INTERIOR é de 35.750 euros.
Quinta-feira • 14 de março de 2019 • •9

Setor social da Guarda


Federação das Associações Juvenis
defende Pousada da Juventude

Guarda recebe A Federação das Associações


Juvenis do Distrito da Guarda (FA-
JDG) considera que não se deve
Rebelo «garantias de que a área da
Juventude não vai uma vez mais ser
penalizada com o encerramento

anualmente 11
«desvirtuar a missão» para a qual a definitivo da Pousada, bem como
Pousada da Juventude da cidade foi com a mais que certa deslocaliza-
criada e já solicitou uma audiência ção, extinção e desvalorização dos
ao secretário de Estado da Juven- serviços de Juventude que são de
tude e do Desporto por causa da enorme importância no apoio aos

milhões de euros
sua transformação em residência jovens e associações juvenis do
de estudantes do IPG. distrito».
«A concretizar-se a sua re- Para a FAJDG, a existência
conversão, deve manter, de forma de respostas de alojamento para

do Estado
intransigente, parte significativa estudantes na cidade mais alta
dos seus pressupostos para servir é «importante e indispensável»,
a mobilidade e turismo juvenil e mas perante «os dados apresen-
deve manter-se na rede nacional tados facilmente se constata que a
de Pousadas de Juventude, gerida reconversão da atual Pousada da
pela Movijovem», defende a estru- Juventude em residência não iria
Vieira da Silva participou no décimo aniversário da Residência tura presidida por António Bico, resolver definitivamente o pro-
Sénior da Fundação João Bento Raimundo, que inaugurou em 2009 reforçando que estas são duas blema». A Federação defende, por
condições que «em circunstância isso, «uma solução estruturante,
LM
alguma devem ser comprometidas que permita a existência de boas
ou descuradas». A FAJDG recorda condições de alojamento e o cres-
que tem exigido, desde 2012, a cimento sustentável do número
reabertura da Pousada guardense, de alunos do Instituto Politécnico
pelo que vai pedir a João Paulo da Guarda (IPG)».

Fundão
Raptores de menor por dívida do
namorado aguardam julgamento
em liberdade
A GNR deteve na segunda- tuado o referido pagamento iriam
feira, no Fundão, dois homens e exercer violência sobre a menor».
duas mulheres, com idades com- De imediato, a GNR mobilizou os
preendidas entre os 20 e 35 anos, meios necessários para detetar a
pelo crime de rapto por causa, viatura em que seguiam os rapto-
alegadamente, de uma dívida de 45 res, o que veio a acontecer cerca das
euros num negócio de droga. 11h30, na EN18, entre o Fundão e
Segundo fonte policial, «pelas a Covilhã, tendo a patrulha inter-
10 horas, no centro da cidade do cetado os suspeitos, que se faziam
Fundão, uma menor de 17 anos acompanhar da vítima.
foi forçada, por quatro indivíduos, Detidos em flagrante, os qua-
«Temos que trabalhar para prolongar a vida autónoma dos seniores, reforçando o apoio domiciliário»,
disse o ministro da Segurança Social
a entrar numa viatura contra a sua tro indivíduos foram presentes
vontade, alegadamente devido nessa tarde ao Tribunal do Fundão,
Luis Martins que o país enfrenta «o desafio boradores e tem 500 beneficiá- a uma dívida contraída pelo seu que os mandou para casa aguardar
do envelhecimento» que obri- rios. Já Carlos Chaves Monteiro, namorado». A situação terá sido julgamento em liberdade sujeitos a
gará as instituições e o Estado a vice-presidente da Câmara da denunciada à GNR pelo namorado termo de identidade e residência. A
O ministro do Trabalho, da reorganizar as suas respostas. Guarda, considerou que a Fun- da vítima, que informou que «os operação mobilizou elementos dos
Solidariedade e da Segurança «Temos que trabalhar para dação João Bento Raimundo é a suspeitos exigiram o pagamento Destacamentos Territoriais da GNR
Social regressou no sábado à prolongar a vida autónoma dos «demonstração de um serviço de uma dívida em troca da sua do Fundão e da Covilhã, bem como
Residência Sénior da Fundação seniores, reforçando o apoio relevante pela comunidade» e libertação e que caso não fosse efe- do Destacamento de Intervenção.
João Bento Raimundo dez anos domiciliário por equipas que se revelou que a autarquia deverá
depois de ter inaugurado o possam deslocar às suas casas, aprovar este ano o Regulamento
equipamento. reservando as residências e os Municipal de Apoio às IPSS, que
Bloco de Esquerda
Vieira da Silva participou lares para última resposta», prevê subsídios para as várias Guardense Bárbara Xavier na lista
no décimo aniversário desta exemplificou Vieira da Silva. instituições que operam no
valência e destacou «o papel e Por sua vez, Marília Rai- concelho. às Europeias
o dinamismo» do setor social e mundo, presidente do Conselho «A economia social é deter- A independente Bárbara Xa- Portugueses e começou a traba-
a sua importância na economia de Administração da Fundação, minante para a criação de postos vier representa os distritos da lhar para a REDE de Jovens para
local, revelando que no concelho afirmou que «a economia social de trabalho e fundamental para Guarda e Viseu na lista do Bloco de a Igualdade, no âmbito do projeto
da Guarda ele emprega cerca de é feita de pessoas, com pesso- fixar pessoas no concelho», Esquerda (BE) às Europeias, que é “Viseu Jovem pela Igualdade” e
1.500 trabalhadores e há 150 as e para pessoas» e lembrou afirmou o autarca, que alertou liderada pela atual eurodeputada “Common Ground”. Atualmente
valências com acordos de coo- que avançou com o projeto da o ministro para o facto de nesta Marisa Matias. faz parte da direção daquela or-
peração com a Segurança Social. residência sénior «a expensas região os custos energéticos Natural da cidade mais alta, a ganização. «Ativista dos direitos
Estas parcerias asseguraram próprias», uma aposta que se serem «insuportáveis» para a candidata estudou na Secundária humanos, feminismo e educação,
uma transferência anual de 11 revelou «oportuna e certeira». maioria dos idosos. À margem Afonso de Albuquerque, licenciou- Bárbara Xavier enquadra-se numa
milhões de euros, «principal- O equipamento viu a sua ca- da cerimónia, o ministro disse se em Psicologia na Faculdade de candidatura às Europeias que se
mente para pagar salários dos pacidade aumentar de 39 para que a substituição de Jacinto Psicologia e Ciências da Educação compromete com a liberdade e
funcionários das IPSS», disse 50 utentes no último ano, mas Dias, cuja segunda comissão de da Universidade de Coimbra, onde igualdade, com o desenvolvimento
o governante, que sublinhou a responsável desafiou a Se- serviço na direção da Segurança concluiu o mestrado integrado na económico e a transição energética,
a importância da «lógica de gurança Social a celebrar mais Social da Guarda termina este área de Psicologia da Educação, com o Estado social e os direitos
cooperação» entre o Estado, as acordos de cooperação para ano, é «uma questão que ainda Desenvolvimento e Aconselhamen- do trabalho, com a democracia em
IPSS e o poder local. O ministro acolher beneficiários «mais não está na minha agenda, nem to. Realizou o estágio curricular todas as suas dimensões», sublinha
elogiou o trabalho da Fundação carenciados». Atualmente, a tem que estar porque há regras no Centro Educativo dos Olivais, a estrutura coordenadora distrital
João Bento Raimundo e alertou instituição emprega 100 cola- a cumprir». ingressou na Ordem dos Psicólogos da Guarda do BE.
10 • • Quinta-feira • 14 de março de 2019

PUB
Vila Nova de Foz Côa

Museu e parque arqueológico são


Património Rupestre Europeu AR

O Museu do Côa e o Parque Côa Parque e os parques argelinos atividade assinala a entrada do
Arqueológico recebem esta quin- de l’Ahaggar e do Tassili n’Ajjer, Museu do Côa na Rede Nacional
ta-feira o distintivo de Património geridos pelo Ministério da Cultura de Centros Ciência Viva. O festi-
Rupestre Europeu, pelo itinerário da Argélia. A fechar uma tarde val decorre na Praça do Muni-
cultural do Conselho da Europa recheada serão inauguradas as cípio, com oficinas, bancas com
“Prehistoric Rock Art Trails”. exposições “Cantabria Rupestre”, experiências e conversas com
A sessão integra o programa da responsabilidade do Gobierno cientistas dinamizadas por Cen-
de uma cimeira internacional, no da Cantabria; “Tributo às Gravu- tros Ciência Viva e instituições
âmbito da qual será apresentado ras do Vale do Côa – 1995-2019”, científicas», adianta a Fundação
o protocolo de colaboração em comissariada por Ana Mesquita; e Côa Parque. A iniciativa contará
matéria de património arqueo- a retrospetiva de Cruzeiro Seixas, também com a participação de
lógico rupestre no Sudoeste da comissariada por Alexandra produtores locais. Na sexta-
Europa e o projeto “Paleoarte”, Silvano. Já no fim de semana a feira, o ministro da Ciência,
a desenvolver com a Junta de Ciência Viva, a Fundação Côa Tecnologia e Ensino Superior,
Castilla y León. Está ainda pre- Parque e a Câmara de Vila Nova Manuel Heitor, anunciará a cria-
vista a assinatura do convénio de Foz Côa promovem o Festival ção do Vale do Coa International
www.facebook.com/ointerior de cooperação entre a Fundação Ciência Viva do Vale do Côa. A Research Award.

PUB PUB
Quinta-feira • 14 de março de 2019 • • 11

PUB Mêda

Centro de Saúde tem dois novos médicos DR


Dois novos clínicos de Medicina Geral
e Familiar iniciaram funções este mês no
Centro de Saúde da Mêda, juntando-se aos
dois médicos que prestam cuidados aos
4.658 utentes do concelho.
A chegada dos dois especialistas foi
recebida com «enorme satisfação» pela
autarquia local. «Os dois jovens médicos,
Bruno Morrão e Marta Martins, vêm
preencher a lacuna de efetivos clínicos
Largo de S. Vicente, nº 1 e 2 com o qual o Centro de Saúde se debatia
e que transtornava de sobremaneira o
6300-600 Guarda
bom funcionamento dos serviços médicos
Telf.: 271 211 454 deste concelho», considera a autarquia
em comunicado. Segundo o município interior. «O município de Mêda vê assim os de Saúde», conclui a edilidade. Já a Unidade
presidido por Anselmo Sousa (PS), os dois esforços encetados, quer com o Ministério Local de Saúde (ULS) da Guarda adiantou
clínicos, um deles natural do concelho, da Saúde quer com a Secretaria de Estado que os ambos assinaram contratos por
Figueira de Castelo fixaram-se na cidade ao abrigo do progra- da Valorização do Interior, resultarem na tempo indeterminado e «passam a fazer
Rodrigo ma de incentivo à fixação de médicos no colocação de dois médicos no nosso Centro parte do quadro de efetivos da instituição».
Adega vai enviar garrafa
de vinho para o espaço Seia
AR
Câmara volta a comparticipar compra de medicamentos a idosos e pensionistas
A Câmara de Seia tem a decorrer um tos adquiridos na área do concelho de Seia, seados nos seis meses anteriores à data do
novo período de candidaturas para apoiar prescritos em receita médica e comparti- requerimento.
idosos e pensionistas na compra de me- cipados pelo Serviço Nacional de Saúde, Os beneficiários também devem ter
dicamentos, ao abrigo de um programa recorda a autarquia. Desde a sua criação o um rendimento mensal “per capita” do
municipal implementado desde 2015. Programa Municipal de Comparticipação agregado familiar que não ultrapasse
Este ano há cinco mil euros para apoiar em Despesas com Medicamentos já apoiou o valor fixado no Indexante dos Apoios
«até um limite de 50 beneficiários», sendo «mais de uma centena de seniores». Podem Sociais (435,76 euros), que não usufruam
que o apoio se concretizará sob a forma de candidatar-se idosos com mais de 66 anos de quaisquer outros apoios nesta área e
Uma garrafa com vinho de Figuei-
reembolso de despesas em 50 por cento, na e pensionistas por invalidez que residam não tenham dívidas para com a Câmara
ra de Castelo Rodrigo será este ano
parte que cabe ao utente, nos medicamen- no município há um ano e estejam recen- Municipal.
enviada para o espaço no âmbito de
um projeto que envolve a Câmara e a
Adega Cooperativa local. Belmonte
A iniciativa foi sugerida pelo
arquiteto guardense António Saraiva Desenhos da vida para ver em Caria
e será apadrinhada pelo cientista A Casa da Torre, em Caria, acolhe até a investigação, a seleção e recolha das Associação Luzlinar, promotora desta
Carvalho Rodrigues. Segundo Paulo 20 de maio a exposição “Desenhos da memórias das pessoas seniores. O obje- atividade no âmbito do “Projeto Pontes”.
Langrouva, autarca figueirense, a ideia Vida - Caria, 2018”, que apresenta uma tivo é promover sessões de desenho para A exposição foi inaugurada no domingo,
surge no âmbito das comemorações seleção de desenhos realizados pelos estimular nos participantes «a ativação dia em que foi exibido o documentário
dos 500 anos da circum-navegação utentes do Centro de Assistência Social da memória de uma geração que nunca realizado por Ana Rodrigues ao longo
de Fernão de Magalhães. «Estamos a da vila. se exprimiu através do desenho, tornan- das sessões. A mostra é promovida pelo
preparar uma rotulagem própria e a As sessões foram orientadas pelos do presente um património imaterial “Projeto Pontes”, Câmara de Belmonte e
acondicionar a garrafa com o vinho artistas Pedro Januário e Flávio Delgado esquecido e que através do desenho se EMPDS - Empresa Municipal de Belmon-
para que possa chegar em devidas e integram um projeto que compreende expõe na sua autenticidade», refere a te. A entrada é livre.
condições ao espaço», adiantou o edil,
PUB
referindo que a iniciativa será para
concretizar este ano, estando Carva-
lho Rodrigues a contactar as estações
orbitais russa, europeia e americana
para a organização decidir por qual
optar. O vinho escolhido para ir para o
espaço será, «em princípio», um tinto
da Adega figueirense e terá o rótulo de
“Sabores da Terra”.

Restaurante
PUB

Alameda

Take Away • Diárias


Alameda de Santo André • Telf.: 271 237 432
12 • • Quinta-feira • 14 de março de 2019

Soalheira Fornos de Algodres


Duo assalta Junta e leva dinheiro
das reformas Última feira do queijo da região
acontece no fim de semana
Dois homens assaltaram a instalações para pagar reformas
Junta de Freguesia da Soalhei- e fugiu do local a pé. A GNR está
ra, no concelho do Fundão, e a investigar o caso. Para Hélder DR
escaparam com 190 euros em Salvado, presidente da Junta
dinheiro. da Soalheira, o caso deve servir
O roubo aconteceu na tar- para que a GNR e as Juntas de
de de sexta-feira, quando os Freguesia reforcem a segurança
dois indivíduos encapuzados e destes edifícios. «Se a moda pega,
sem armas entraram na sede podemos estar sujeitos a graves
da autarquia, onde também prejuízos e a uma enorme inse-
funciona o posto de Correios, e gurança, pelo menos nos dias de
ameaçaram a única funcionária pagamento das reformas, como
ao serviço, que ficou em estado era o caso na sexta-feira», disse o
de choque. A dupla apoderou- autarca. O montante roubado foi
se do dinheiro existente nas reposto na segunda-feira.

Manteigas
Parque cívico e ambiental de Sameiro
concluído DR

Feira decorre no mercado municipal


O ciclo das feiras do queijo wcooking” e as visitas guiadas a a cultura e as tradições locais».
Serra da Estrela termina este queijarias tradicionais (em Vila Esta quinta-feira (20 horas)
Está concluída mais uma como um tanque/lavadouro e fim de semana em Fornos de Ruiva e Fuinhas). No domingo realiza-se no Centro Cultural
obra proposta na última edição estendal, e zonas de lazer, com Algodres. terá lugar o IV concurso de ovinos Dr. António Menano uma sessão
do Orçamento Participativo de churrasqueira, mesas de me- Os pastores, as queijarias “Serra da Estrela” de Fornos de técnica subordinada à temática
Manteigas. renda, pérgulas, baloiço infantil tradicionais e os produtores de Algodres, cujos prémios serão da valorização do território. Par-
Trata-se do Parque Cívico e e varandim sobre o ribeiro. A queijo DOP do concelho estão entregues pelas 14 horas. ticipam o presidente da autar-
Ambiental de Sameiro. Situado obra, adjudicada à empresa em destaque no mercado mu- A feira pretende «mostrar quia, Manuel Fonseca; Adosinda
na margem direita do Ribeiro Scopbel, teve um custo global nicipal, onde haverá também e manter viva a autenticidade e Almeida Henriques (Direção
do Vale de Sameiro, junto à de 23.730,69 euros. Brevemente produtores locais de azeite, en- a genuinidade da produção do Regional de Agricultura e Pescas
Fonte São João Batista, o novo serão construídas as instalações chidos, mel, doçaria e de produ- queijo Serra da Estrela, a séti- do Centro - Coimbra), Rosa Cos-
espaço integra zonas funcionais, sanitárias de apoio. tos com urtiga. O certame conta ma maravilha da gastronomia ta (Confraria da Urtiga); Bruno
ainda com artesanato, música e nacional», adianta o município Costa (Município de Fornos de
folclore, uma mostra de cão Serra fornense, que com a sua orga- Algodres); e o secretário de Es-
Floresta da Estrela e de ovelhas autócto- nização espera contribuir para tado da Defesa do Consumidor
nes, bem como as incontornáveis «fomentar e valorizar os pro- João Torres. A feira do queijo é
Brigada de sapadores da CIMBSE provas de queijo, sessões de “sho- dutos endógenos, os recursos, inaugurada no sábado (9 horas).
inicia funções
A brigada de sapadores de limpeza de faixas da rede Agricultura
florestais da Comunidade Inter- nacional, trabalharão sempre
municipal das Beiras e Serra da
Estrela (CIMBSE) vai começar a
em conjunto. A CIMBSE recebeu
no final de 2018 três viaturas des- Estatuto da Agricultura Familiar
já pode ser requerido
trabalhar este mês. tinadas à operacionalização deste
Constituída por 15 ele- serviço. Os elementos da brigada
mentos, repartidos por três de sapadores florestais terão «a
equipas que ficarão sediadas responsabilidade na instalação e O reconhecimento do Estatu- dos requisitos de rendimento agricultores do país.
nos concelhos de Belmonte, manutenção da rede primária de to da Agricultura Familiar já pode coletável inferior a 25 mil euros «A agricultura familiar repre-
Pinhel e Gouveia, esta brigada defesa da floresta contra incên- ser pedido por formulário eletró- e de montante de apoio de ajudas senta mais de 240 mil explorações
vai atuar nos 15 municípios da dios, nas ações de consolidação e nico enviado à Direção-Geral de da Política Agrícola Comum (PAC) agrícolas, ou seja, 94 por cento
Comunidade Intermunicipal pós-fogo, bem como nas ações de Agricultura e Desenvolvimento inferiores a cinco mil euros. do total das explorações, abran-
e, na época de combate aos estabilização de emergência», Rural (DGADR), que tem 20 dias O diploma define que a gendo 54 por cento da superfície
incêndios e durante os serviços adiantou a CIMBSE. para decidir. DGADR «procede ao controlo, agrícola utilizada e mais de 80
A criação deste estatuto, que administrativo ou in loco», da por cento do trabalho total agrí-
dá aos agricultores acesso prio- manutenção dos requisitos de cola», afirmou na altura a tutela.
Fornos de Algodres
ritário a fundos comunitários e atribuição do estatuto, e que Este estatuto permite também
Antigo seminário à venda por 2 milhões a regimes fiscal e de Segurança são obrigações do seu titular aceder a um regime simplificado
de euros Social mais favoráveis, foi publi-
cada em agosto do ano passado,
comunicar «no prazo de 10 dias
úteis, qualquer alteração dos
em matéria de licenciamento, de
contratação pública para forne-
O edifício e a quinta do seminaristas após 72 anos de
mas a atribuição do título e a sua requisitos» a essa direção-geral. cimento de proximidade de bens
antigo Seminário Menor de serviço. Hoje em dia, a Diocese
manutenção ficou adiada para Em agosto de 2018, quando foi agroalimentares, acesso a linhas
Fornos de Algodres, que per- apenas aproveita os terrenos
posterior regulamentação, que foi publicado o diploma que criou de crédito ou apoios específicos
tence à Diocese de Viseu, está agrícolas envolventes para a
concretizada na passada quinta- o estatuto da agricultura fami- de formação. Para receberem o
à venda na Internet por cerca produção de maçã. A proprie-
feira por portaria publicada em liar, o Ministério da Agricultura título, os responsáveis agrícolas
de dois milhões de euros. dade, também conhecida por
“Diário da República” para entrar estimou que os beneficiários têm de ter mais de 18 anos e ser
Com 20 quartos, várias Seminário de S. José, tem 650
em vigor no dia seguinte. A reno- deste novo regime seriam cerca titulares de uma exploração agrí-
salas de aula, casas de banho mil metros quadrados e está à
vação do título é feita anualmente de 100 mil agricultores e produ- cola familiar em prédios rústicos
e uma capela, o espaço fechou venda numa imobiliária, noti-
mediante a submissão eletrónica tores agroflorestais, correspon- ou mistos e que utilize pelo menos
portas em 2006 por falta de ciou a Rádio Renascença.
dos documentos comprovativos dentes a 40 por cento do total dos metade de mão-de-obra familiar.
Quinta-feira • 14 de março de 2019 • • 13

TMG Música
Concerto de Benjamin Clementine
esgotado Rui Massena estreia-se
sábado no TMG
O concerto de Benjamin noite com Benjamin Clementine e
Clementine no TMG, a 6 de ju- o seu quinteto de cordas parisien-
nho, está esgotado. Os bilhetes se” que o músico inglês vai fazer
para os 600 lugares do grande em Portugal no mês de junho, DR

auditório do Teatro Municipal com sete concertos. Do repertó-


da Guarda foram postos à venda rio constam temas do álbum de
na quarta-feira e “voaram” em estreia “At Least For Now”, que
menos de 24 horas. lhe valeu o Mercury Prize, e do
O espetáculo faz parte da seu último trabalho, “I Tell A Fly”,
minidigressão acústica “Uma também aclamado pela crítica.

Covilhã
Industrial é nome de festival de artes
O Industrial – Covilhã Art do evento será simbolicamente
Fest é apresentado no sábado, assinalado com a pintura ao vivo
na Casa com História (junto aos de Helénio Mendes, jovem pintor
Bombeiros Voluntários). e estudante da UBI, e com a ins-
A iniciativa é promo- talação sonora, visual e interativa
vida pelo projeto online “VER com as MÃOS e OUVIR com
Sound&Vision, dos covilha- os OLHOS”, da covilhanense Ana
nenses Gonçalo Galvão e João Rita de Albuquerque, artista têxtil,
Rocha, e vai proporcionar con- investigadora, especialista em
certos, exposições de pintura fibras e “maker” no VOLUMEA- O maestro, compositor e pia- “New Age”, o resultado confirma pelas mais variadas influências.
e escultura, conferências, bem telier. A sessão termina com um nista Rui Massena atua no TMG no a criatividade e a apetência pelo Produzido por Rui Massena e
como palestras e tertúlias sobre recital de poesia musicada pelo sábado (21h30) com a sua band experimentalismo musical de um por Mário Barreiros, “III” tem sete
arquitetura, cinema e literatura duo Museum Museum (Marta para apresentar “III”, o novo trab- compositor que a crítica coloca ao novos temas instrumentais com-
de março a maio. O arranque Banza e Miguel Reis). alho editado em novembro último nível de nomes como Philip Glass, postos pelo próprio e foi gravado
e que fundo eletrónica e música Michael Nyman ou Wim Mertens. no Porto e Berlim, onde contou com
Gouveia acústica e clássica. Divulgador incansável da música a colaboração do produtor Tobias
Trata-se de uma das maiores erudita, premiado internaciona- Lehman, vencedor de dois Grammy
Best Youth atuam sábado no Teatro Cine figuras atuais da música portu- lmente, maestro convidado da e veterano da editora Deutsche
Os Best Youth sobem ao lhes abriram os palcos dos prin- guesa e também um dos mais Sinfónica de Roma – mas também Grammophon. Em Nova Iorque o
palco do Teatro Cine de Gouveia cipais festivais portugueses. Em profícuos e abrangentes composi- músico de enorme sucesso popu- disco foi masterizado pelo engen-
no sábado (21h30) no âmbito 2012 o duo surpreendeu tudo e tores nacionais. A Rui Massena lar, com dois álbuns que chegaram heiro vencedor de um Grammy, Joe
da digressão de apresentação do todos com o EP de estreia, “Win- Band nasceu de uma plataforma ao primeiro lugar dos tops, Rui Laporta. Será a primeira vez que
segundo álbum, “Cherry Domino”. terlies”, e três anos depois editou de experimentação entre a músi- Massena não faz distinções entre Rui Massena se apresenta ao vivo
Oriundo do Porto, o grupo o seu primeiro disco, intitulado ca clássica e a eletrónica de van- géneros musicais. O seu último ál- na Guarda, onde vai interpretar os
é formado por Ed Rocha Gonçal- “Highway Moon”, também ele guarda, tendo o piano como guia. bum é a prova da singularidade de temas mais recentes e músicas
ves (sintetizadores, programa- muito elogiado pela crítica. O Apelidado de “Neo-Clássico” ou uma obra em constante mutação dos seus dois primeiros álbuns.
ções, guitarra e voz) e Catarina álbum foi considerado o melhor
Salinas (voz) e pratica uma so- disco de música portuguesa de
noridade indie, rock eletrónico 2015 pelos leitores da revista Exposição
e “dream-pop”. São deles temas Blitz e pela equipa do programa
com “Hang Out”, “Black Eyes”,
“Nice Face”, “In the Shade” (com
“Autores Fora D’Horas”. Os Best
Youth foram ainda classificados
Cruzeiro Seixas no Museu do Côa
Moulinex) ou “Mirror Ball”, e pela BBC e pela revista francesa O Museu do Côa (MC), em entre as quais a Fundação expoentes do surrealismo.
mais recentemente “Nightfalls” de música “Les Inrockuptibles” Vila Nova de Foz Côa, acolhe Calouste Gulbenkian, a Funda- «Esta é a obra maior do artista
e “Part of the Noise”, que têm como «uma das mais importan- a partir desta quinta-feira a ção Cupertino de Miranda, o que o Museu do Côa pretende
feito furor nas rádios nacionais e tes novas bandas portuguesas». exposição “Cruzeiro Seixas: nos Museu Vista Alegre, a Galeria materializar, estabelecendo
Labirintos que Inventei”, comis- Perve, Galeria São Mamede e a um diálogo, dentro do pos-
sariada por Alexandra Silvano. Galeria António Prates. Autor sível retrospetivo e abrangente,
Covilhã Patentes até 30 de junho, de um vasto trabalho no campo de vários momentos da sua
Ciclo de Teatro Universitário começa a mostra reúne peças prove- do desenho, da pintura, escul- criação, desafiando o público
esta quinta-feira nientes de diversas entidades
amplamente reconhecidas,
tura, objetos, mas também da
poesia, Cruzeiro Seixas é hoje
a embarcar numa viagem de
descoberta e de sonho», adi-
Começa esta quinta-feira, cuparse”, da Maricastanaña
nacional e internacionalmente, considerado um dos máximos anta a Fundação Côa Parque.
na Covilhã, a 23ª edição do - Aula de Teatro da Universi-
Ciclo de Teatro Universitário dade de Vigo, e no seguinte a
organizado em parceria pelo Madrid Arte 4 - Estúdios de Música
TeatrUBI – Grupo de Teatro da Atores atua com “La Muestra
Universidade da Beira Interior e
pela ASTA - Associação de Teatro
Final”. Para 20 de março está
agendada a criação “Isto é um Budda Power Blues e Voro Garcia
e Outras Artes.
Até dia 23, o mais antigo
festival do género em Portugal
Cachimbo”, pela Fc-Acto da
Faculdade de Ciências da Uni-
versidade de Lisboa. Um dia
no Seia Jazz & Blues
A Big Band da Escola Profis- uma das melhores bandas de projeto “Elas e o Jazz”. O festival
tem em cartaz dez peças apre- depois será a vez de “Um nome sional da Serra da Estrela abre, blues do país. O concerto será gra- termina dia 24 com o trompetista
sentadas por sete grupos portu- provisório”, pelo Noster - Gru- na segunda-feira, a 15ª edição vado para editar o primeiro disco Voro Garcia, considerado uma das
gueses e espanhóis, sempre no po de Teatro da Universidade do Festival de Jazz & Blues de ao vivo do trio bracarense, inte- referências do jazz espanhol, que
auditório das sessões solenes Católica Portuguesa e a 22 de Seia, que termina dia 24 no Ci- grado na digressão “Fifteen Long será acompanhado por José Pedro
da UBI. “Cântico Negro”, uma março sobe ao palco “Garnatia”, neteatro da Casa Municipal da Years Tour”. No dia seguinte (15 Coelho (saxofone tenor), Jeff Da-
produção das duas compan- do Grupo de Teatro e Dança da Cultura de Seia. horas) é a vez do trio formado por vis (vibrafone), Demian Cabaud
hias anfitriãs, é a primeira Universidade de Granada. O fes- Os concertos didáticos da Ernesto Rodrigues (violino), Fred (contrabaixo) e João Pereira
proposta em cena, repetindo tival termina com “A Mulher que formação da EPSE nas escolas do Lonberg-Holm (contrabaixo) e (bateria). O Seia Jazz & Blues é
na sexta e no sábado. No dia Tiña Medo e Marchou Vivir ao concelho prosseguem na terça e Rodrigo Pinheiro (piano) subir organizado pelo município em
18 será apresentada a peça Carrefour”, do Grupo de Teatro quarta-feira, estando agendado ao palco, seguindo-se à noite a parceria com a EPSE, o Conser-
“Implosiones, drogas, pasma da Universidade de Santiago de para dia 22 o espetáculo dos atuação de Joana Machado, Marta vatório de Música de Seia e a Casa
Y otras cosas de las que preo- Compostela. Budda Power Blues, considerados Hugon e Mariana Norton, com o Municipal da Cultura.
14 • • Quinta-feira • 14 de março de 2019 Publicidade

Prof. Doutor
PUB
Médico
Diogo Cabrita
Cirurgião geral L. Taborda Barata
tratamento de varizes
e suas complicações, Imunoalergologista
pequenas cirurgias,
hérnias, hidrocelos,
vesícula Litiásica.
Asma e Doenças Alérgicas
Marcações : (Clínica
Cembi) Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
Tel: 275334876
Telef.: 271213445
Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
Protocolo com a Médis Tel: 271211905

UNIDADE DE OTORRINOLARINGOLOGIA
DA BEIRA INTERIOR
Alameda Pêro da Covilhã,
29, r/c Esq – COVILHÃ
Contacte-nos! Telf: 275 324 236 www.uobi.pt
Tel: 271212153 2ª a 6ª feira 10-13h e 14-19h
Tlm: 964246413 Consultas de Otorrinolaringologia
(Ouvidos, Nariz e Garganta)
- Dra. Rafaela Teles Consultas todos os dias

Dr. José João


Atendimento URGENTE
Dra Assunção Vaz Patto
- Prof. Dr. Rui Cerejeira
Consultas de Pneumologia/Doenças Alérgicas
- Dr. Nuno Sousa

Garcia Pires
Terapia da Fala/Voz

Especialista pelos Hospitais da Universidade de Coimbra


Neurologista - Terap. Ana Rita Fonseca
Fisioterapia Respiratória / Reabilitação Vestibular
- Terap. Tânia Churro
EXAMES: Audiograma; Timpanograma; Reflexos
Consultas de Neurologia

ORTOPEDIA
Estapédicos; Estudo do Sono; Provas funcionais
Exames: Electromiografia respiratórias; Testes Cutâneos de Alergia
e Potenciais Evocados
Consultas: CLIFIG – Clínica Fisiátrica da Guarda
CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
Rua Pedro Álvares Cabral, Edíficio Gulbenkian
Edifício Gulbenkian, s/n
Telef.: 271 231 397 6300-745 Guarda

Prof. Celso Pereira ADVOGADOS


Imuno-Alergologia António Ferreira, Paula Camilo
(Doenças Alérgicas) & Associados
Sociedade de Advogados, RL
Ass Graduado HU Coimbra /
Fac Medicina UC Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765
e_mails:
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com

ADVOGADOS
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda
Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
(ao lado da loja MANGO)
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96
Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 6300-663 Guarda Vitor Nascimento
Bárbara Brigas
António Gil Advogado
Empresa de transportes admite:
COMERCIAL
Tel. / Fax 271 238 344 Procuramos profissional com o seguinte perfil:
Telefone: 271 086 518
R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda • Fluente na língua francesa (imprescindível); e_mails:
• Conhecimentos de língua inglesa;
antonio.gil-5388C@adv.oa.pt • Informática na ótica do utilizador; vitor.nascimento-5874c@adv.oa.pt
• Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais barbarabrigas-4041c@adv.oa.pt
Vende-se no setor de transportes;
Oferecemos:
Rua do Encontro, nº 9 - 3º • 6300-704 Guarda
Quinta com Casa, cerca de 12 ha • Formação;
à beira do rio Mondego, perto das rotundas • Disponibilização de computador portátil;
da A25 e IP2 • Lageosa do Mondego • Trabalho a partir de casa;
Contactos: 966473371 • 271926638 Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA

Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins • Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda •
Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Ana Eugénia Inácio. • Conselho Editorial: António Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José Carlos Alexandre, Diogo Cabrita e Maurício Vieira.
Colunistas e Colaboradores: Acácio Pereira, Albino Bárbara, Ângela Guerra, António Costa, António Ferreira, António Godinho, Cláudia Quelhas, David Santiago, Diogo Cabrita, Eduardo Lourenço, Fernando Pereira, Fidélia Pissarra, Frederico Lucas, Hélder Sequeira, Honorato Robalo, João Canavilhas, Joana C. Pereira,
Joana Dente, João Mendes Rosa, João Morgado, João Santiago Correia, Joaquim Igreja, Jorge Noutel, José Carlos Alexandre, José Carlos Breia Lopes, José Pires Manso, Júlio Sarmento, Melanie Alves, Miguel Castelo Branco, Miguel Moreira, Miguel Sousa Tavares, Norberto Gonçalves, Nuno Jerónimo, Telma Madaleno e
Víctor Afonso. Desporto: António Silva, Arlindo Marques, Cristina Sofia, Daniel Soares, José Luís Costa, Miguel Machado e Rui Geraldes. • Cartoon: Maurício Vieira. • Paginação: Jorge Coragem • Projeto Gráfico: Maurício Vieira. • Departamento Comercial: Natalina Martins • Impressão:
FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua Adriano Lucas – 3020-265 Coimbra • Telefone 239 499 922 • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.pt • Sede, Redação e Publicidade: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda N.I.P.C. – P-504847422. • Nº de registo na ERC: 123436 • Depósito
Legal:146398/00 • Tiragem desta edição: 7.200 exemplares • Periodicidade: Semanário • Edição Internet: O Interior • Propriedade: JORINTERIOR - Jornal • O Interior, Ldª. Detentores de mais de 10% do capital da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de Almeida e Luís Baptista-Martins.
Estatuto Editorial: https://www.ointerior.pt/ficha-tecnica/ • Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt • publicidade@ointerior.pt

Classificados
Imobiliário Vende-se/Arrenda-se/Diversos Emprego Diversos
Férias. Praia da Oura - Albu- Sta Cruz, Guarda: 5,69 ha - Cul- Procuro trabalho como Explicações Bio/Geo, ensino Banda Mega Star - Grandes Se tem problemas com o divórcio,
feira. T2. A 200 metros da praia. tura - Água - Lameiro - Pastagem. limpezas, passar a ferro, con- personalizado - 1 ou 2 alunos (max). Músicas - João Marques Almeida. nós apoiamos-te. Acolher. Con-
Telef.289367024 Vendo. Tlm. 964278087 domínios, umas horas na res- Prof. com 20 anos de experiência. Tlm. 914889442/919546447 (24h) tacto: 919568551
tauração, cuidar de idosos ou Guarda-Gare. T. 914617113
Vende-se Casa c/ terreno, água Arrendamento parcial, crianças, etc. Contacto móvel: Executam-se trabalhos de con- Cavalheiro reformado com
e árvores de fruto. Mizarela. Bons Apartamento Mobilado na Guar- 969497622 Oferece-se Senhora desem- strução civil, pinturas, aplicação boa situação e casa própria,
acessos. Tlm. 965199646 da-Gare. Tlm.: 968362728 pregada cuida de senhora idosa de pladur, azulejos/mosaicos, en- assunto muito sério, procura
Senhora precisa urgente de tra- e trabalhos domésticos. Zona da tre outros. Contacto: 960136446 senhora ate aos 70 anos. Informa
Vende-se Apart. Duplex c/ cobe- Trespassa-se loja de roupa balho na Guarda. Tlm. 912216331 Guarda ou Covilhã. Tlm. 911996779 telemóvel 911017067
rtura, 4 quartos, 3 WC, terraço, de criança, no centro da cidade Senhora procura cavalheiro,
garagem, 230m2, acab. de luxo. (Guarda). Tel: 967871449 Precisa-se Funcionário(a) para Cavalheiro solteiro, reformado, dos 50 aos 50 anos. Assunto Cavalheiro viúvo, com boa
Centro de Viseu. Telm. 910491439 Atendimento e Distribuição. sem filhos, deseja encontrar compa- sério. Tlm.: 965210062 situação, procura senhora até aos
Tel. 934272248 nheira dos 50 aos 55 anos. Escrever 65 anos. Assunto sério e respeito.
para Luís Duarte Rato, Travessa das Informa tlm: 916497810
Moitinhas nº8, 6200-684 Teixoso
Quinta-feira • 14 de março de 2019 • • 15

Sp. Covilhã é equipa


Ficha de Jogo
Árbitro: André Narciso (AF Setúbal)
Árbitros assistentes: António Godinho
e Ricardo Luz

sensação na segunda volta E. Dr. Jorge Sampaio,


Vila Nova de Gaia
Oliveirense.................. 1
Kadu, Alemão (Oliveira, 82’), Manuel
Serranos venceram Oliveirense no domingo e alcançaram a marca de nove jogos sem perder na IIª Liga Godinho, Mathaus, Ricardo Tavares,
DR Filipe Gonçalves, Paraíba, João
O Sp. Covilhã continua continuou disputado até ao Graça, Sérgio Ribeiro (Bouldini, 69’),
sem perder desde janeiro e final do primeiro tempo e Mica, Agdon e Fati (Diogo Valente, 59’)
no domingo somou mais uma após passe de Diego Medeiros, Treinador: Pedro Miguel
importante vitória ao derrotar teve nos pés o terceiro golo
a Oliveirense por 2-1 na 25ª dos visitantes, mas o remate
Sp. Covilhã................. 2
São Bento, Tiago Moreira, Rafael
jornada da IIª Liga. foi parar às mãos de Kadu. O Vieira, Jaime, Soares, Gilberto, Guil-
Motivada e mais forte com encontro perdeu qualidade e herme, Mica (Semedo, 83’), Adriano,
os reforços de Inverno, a eq- intensidade no segundo tempo, Kukula (Deivison, 68’) e Diego Me-
uipa orientada por Filó está com os serranos a defenderem deiros (Bonani, 78’)
decidida a fazer esquecer a a vantagem e a Oliveirense Treinador: Filó
péssima primeira volta do tentar chegar ao empate, mas Golos: Jaime (19’), Diego Medeiros
campeonato, que passou quase com muitas dificuldades para (33’) e Agdon (36’)
sempre no fundo da tabela, e criar perigo.
ocupa agora o nono lugar da Os únicos lances dignos Ação disciplinar: Cartão amarelo para
geral, com 34 pontos, os mes- de registo da segunda parte Paraíba (43’), Ricardo Tavares (62’),
Alemão (71’), Soares (72’) e Bouldini
mos que o Mafra e Penafiel. surgiram já nos descontos, (72’).
No domingo, os covilhanenses num remate de Ricardo Ta-
alcançaram a marca de nove vares de longe, e depois num na presidência do clube. Luís
jogos sem derrotas e surgiram cabeceamento de Bouldini Veiga continua a presidir à
dominadores, tendo inaugu- que colocou Vítor São Bento mesa da Assembleia Geral e
rado o marcador aos 19’ na à prova. Este domingo, a in- o Conselho Fiscal é liderado
sequência de um pontapé de vencibilidade do Sp. Covilhã por Carlos Mineiro Costa. Os
canto. Diego Medeiros desviou é posta à prova na receção objetivos do dirigente são
Sp. Covilhã dominou no primeiro tempo e defendeu a vantagem na segunda parte
ao primeiro poste para defesa ao Famalicão, segundo clas- «manter a estabilidade finan-
de Kadu e, na confusão, Jaime de rematar. o guardião oliveirense. Os sificado a dez pontos do líder ceira» do Covilhã», concluir a
apareceu no sítio certo para Como quem não marca so- locais reduziram três minutos Paços de Ferreira. Entretanto, remodelação do Estádio Santos
marcar. A Oliveirense reagiu fre, foi o Covilhã que aumentou depois, com Agdon a desviar José Mendes foi reeleito na Pinto e iniciar a construção da
e podia ter reduzido pouco a vantagem aos 33’, numa boa certeiro um cruzamento ras- quinta-feira, por unanimi- Academia, mas também «ten-
depois numa perda de bola de jogada de Adriano pela direita, teiro de João Graça. O jogo dade, para um sexto mandato tar chegar à I Liga».
Guilherme, mas o avançado Ag- com o esférico a sobrar para Publicidade
don escorregou no momento Diego Medeiros que “fuzilou” PUB

Marcha
Andreia Sousa terceira no Nacional
de 20 quilómetros DR

Andreia Sousa (CA Seia) sagrou-se este ano campeão de


fechou o pódio feminino do 35 e 50 quilómetros e em pista
Campeonato Nacional de 20 coberta, também revalidou o
quilómetros em marcha atlé- título nos 20 quilómetros com a
tica, realizado no sábado em marca de 1h25m56s. Rui Coelho
Ourém. (CA Seia) foi sexto classificado
A atleta sub-23 (na foto) com o tempo de 1h35m01s,
completou a distância em seguido do colega de equipa
1h47m56s numa prova ganha Cristiano António, sétimo com
destacadamente por Ana Ca- o tempo de 1h36m25s. De resto,
becinha (Pechão), que revali- a formação senense sagrou-se
dou o título com o tempo de campeã nacional graças ao
1h35m43s. A segunda classifi- 11º lugar de Amaro Antunes
cada foi a sportinguista Vitória (1h46m13s), enquanto Luís
Oliveira, que cortou a meta em Bidarra foi 14º (1h59m50s). O
1h44m53s. Em masculinos, João percurso suscitou muitas críti-
Vieira (Sporting), que já tem cas e levou a várias desistências,
mais de 50 títulos nacionais e sobretudo na prova feminina.
16 • • Quinta-feira • 14 de março de 2019 Publicidade

Corta-mato
Juvenil João Pais foi o melhor
Rua do Campo, 5 – 1º Dto - 6300-672 Guarda
Rua do Campo,
Telefone: 5 – 1º Dto --6300-672
271211730 Guarda
967543140
Lic. Nº 2890 – AMI
Lic. Nº 2890 – AMI
www.predialdaguarda.pt nos campeonatos nacionais
Telefone: 271211730 - 964126775 Os Nacionais de corta mato longo não correram de feição
VENDE
www.predialdaguarda.pt
Assembleia Geral aos atletas do distrito, cujo melhor representante foi o juvenil
ID:1220 V3 Guarda Vivenda isolada, no centro de aldeia, arrumos….. ..27.000€ Convocatória
ID:1141 Quinta Guarda C/ projecto p/ reconstrução de uma casa……. .34.000€
João Pais, do CA Seia.
ID:1250 T3 Centro Cozinha c/ marquise,sala, quarto c/roupeiro,2wc´s. .39.000€ Secção de Viticultura e Olivicultura O jovem terminou na sétima posição na corrida do
ID:0999 Escritório Guarda Centro Com 34m² , 2 salas,1 wc…….. …...40.000€
D:1003 T2 Guarda Bem localizado,1 wc, sala e um grande terraço……45.000€ escalão, de 5 quilómetros, que cumpriu em 18m07s, mais
Nos termos do disposto no n.º 2 do Art.º 23º dos Estatutos da Cooperativa de
2
ID:0159 Quinta GuardaC/ 8500m ,bons acessos,c/electricidade, água .45.000€
Viticultores e Olivicultores de Freixo de Numão, CRL, tenho a honra de convocar 52 segundos que o novo campeão nacional, Rúben Pires
ID:1158BT4 Centro Bem localizado, necessitar obras de remodelação..52.000€
ID:1231 T3 Guarda Lareira e despensa na cozinha, 2 wc´s, sótão…….53.900€ V.ª Ex.ª, para uma reunião ordinária da Assembleia-Geral, a realizar no dia 31 (UD Várzea). Em seniores femininos a razia foi total, já que
ID:1235 V2 Centro Sala e coz. comum,2 quartos, anexos, logradouro.. 55.000€ de março de 2019, pelas 13 horas, na sede social desta cooperativa, com a Djamila Tavares (ACD Senhora Desterro) foi a melhor no
ID:1158 T4 Centro Todo remodelado, 2 wc´s, lavandaria, 4quartos.… ..80.000€
2
seguinte ordem de trabalhos: 38º lugar, completando os 8 quilómetros da prova com o
ID:1237 Lote Com 480 m ,p/ construção de uma moradia isolada ……..85.000€
ID:0971 T3 Centro Remodelado, roupeiros, sótão, lugar de garagem….95.000€
I tempo de 35m27s, mais 6m24s que a vencedora Dulce Félix.
ID:0829 T3 Duplex Com lareira, 3quartos, 2wc´s, lugar de garagem… ..95.000€
ID:1176B T3 Guarda Lareira na coz. janelas duplas, sótão, garagem....95.000€ Apreciação, discussão e votação do balanço, relatório de contas e parecer do A benfiquista conquistou o sétimo título nacional de corta-
ID:1253 T3 Guarda Coz. mobilada, recuperador de calor, 2wc, sótão… 95.000€ Conselho Fiscal, referente ao exercício do ano 2018. mato. Nos masculinos, Daniel Gregório (CA Seia) foi oitavo
2
ID:1105 Casas Rústicas Em pedra c/ 710m de terreno envolvente….100.000€
ID:1246 T2 Centro Completamente mobilado e equipado, wc, sótão…110.000€ II da corrida ganha pelo sportinguista Rui Teixeira. O senense
ID:1000 V4 Isolada C/4 quartos, 2 wc´s, adega, garagem, quintal…...115.000€ Informação aos associados da obrigatoriedade da formação para condução cumpriu os dez quilómetros em 33m19s e cortou a meta 53
ID:1239 T3 Guarda Aquec. central a lenha e a gás, sótão, garagem …125.000€
ID:0956B V4 Guarda C/4 quartos, sótão habitável, garagem, quintal. ..150.000€
de tratores agrícolas e utilização de alfaias e bem como seguro de colheitas. segundos depois do campeão nacional, que revalidou o título
ID:0000 V5 Guarda Coz. c/ lavandaria, garagem,sótão,logradouro… ..150.000€
III na distância. Os campeonatos decorreram no Parque da Bela
ID:0220 Vivenda Isolada Dividida em três fracções T2, logradouro…. 160.000€
ID:0837 V4 Guarda C/ 2 pisos para habitação independentes, sótão...165.000€ Outros assuntos de interesse Vista, em Lisboa.
ID:1236 V5 Guarda Sala e coz. comum c/ lareira,garagem p/2 carros. 185.000€
ID:1233 V4 Guarda C/4 quartos, escritório, sótão, garagem, quintal …200.000€ Freixo de Numão, 8 de março de 2019
ID:1230 V4 Guarda Painéis solares,3wc´s, garagem,sótão,logradouro240.000€
ID:0000 Prédio Com 10 fracções, apartamentos, lojas, garagens…….475.000€ Esgrima
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral

ID:0972C
ARRENDA
Escritório Guarda Centro Com 30m² e óptimas vistas………….150€ Nota: Os documentos contabilísticos encontram-se à disposição de
Ana Campos vence na Copa
ID:1074B Armazém/ Garagem Todo amplo, bons acessos…………. ……...150€
IID:1050 Loja Guarda Espaço amplo, 2 wc´s, e um armazém………… …...220€
IID:0972B Loja Guarda Com 2 salas, recepção,2 wc´s, bem localizada.. ....225€
qualquer associado que os queira consultar no escritório, dentro do prazo
legal estabelecido nos estatutos da Cooperativa. de Andaluzia DR

ID:0653 Escritório Centro Todo remodelado, sala ampla c/varanda,1 wc. .275€
ID:1005B T3 Guarda Coz. c/marquise, 3 quartos,2 wc´s, sótão e garagem. 330€
NB – Se à hora marcada não estiverem presentes a maioria dos cooperantes
2
IID:1240C Loja Guarda Loja para comércio c/ 163 m , 2 wc´s, 2 salas …...350€ a reunião terá lugar no mesmo local e dia, uma hora mais tarde com qualquer
IID:1069 Loja Guarda Licença p/ comércio, 2 pisos, escritório,4 wc´s…. ....400€ número de Associados, conforme Art.º 26, Alínea 2.
IID:0851B Loja Centro Com boa localização, cave para arrumos, 1 wc.…...500€ O Interior, nº 1001 de 14/02/2019

CONVOCATÓRIA
IRMANDADE DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA Ana Campos (Penta Clube da Covilhã) venceu no fim de
DE FORNOS DE ALGODRES semana o a prova de sabre em absolutos femininos da IV Copa
NIPC: 506 583 058
SEDE SOCIAL: Rua Drº. Fernando Menano, Fornos de Algodres de Esgrima de Andaluzia, disputada em Utrera (Espanha).
A atleta obteve mais dois pódios, um segundo lugar em
No uso dos poderes que me são conferidos pelo disposto no nº 2 alínea c) do Artº M20 e o primeiro em M14. O Penta Clube participou ainda
22 º do COMPROMISSO DA IRMANDADE DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA
com Rafael Mascarenhas, que teve uma boa prestação, mas
DE FORNOS DE ALGODRES, convoco uma Assembleia Geral Ordinária para o
dia 29 de Março de 2019 às 19:30 horas no, Centro Cultural Drº . António Menano, não alcançou lugares de pódio. Também no fim de semana,
com a seguinte Ordem de Trabalhos: Nicolas Matias, atirador internacional do PCC, competiu no
PUB fim de semana numa prova da Taça do Mundo. O esgrimista
1. PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA
2. APRECIAÇÃO, DISCUSSÃO E APROVAÇÃO DO RELATÓRIO E CONTAS DE
terminou num modesto 157º lugar na arma de sabre, entre
2018, ASSIM COMO PARECER DO ORGÃO DE FISCALIZAÇÃO. 212 participantes, tendo falhado o acesso aos quadros eli-
3. OUTROS ASSUNTOS DE INTERESSE E INFORMAÇÕES GERAIS PARA minatórios Q128 após obter duas vitórias e quatro derrotas.
A IRMANDADE DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE FORNOS DE
ALGODRES.
BTT
Se à hora agendada não se encontrar reunido o quórum imposto pelo nºl do Art.º
24º do Compromisso da Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, Prova inédita de navegação na Guarda
correspondente à maioria dos Irmãos Inscritos a Assembleia reunir-se-á, no
mesmo local, 30 (Trinta) minutos após a hora da primeira convocação, com Os Clubes de Ciclismo e de Montanhismo da Guarda
qualquer número de presenças, nº 2 do Art. 24º . do citado Compromisso. organizam no sábado a prova de BTT - Estrela 1056, que
Os documentos em análise estarão disponíveis para todos os irmãos, nos terá partida e meta no parque urbano do Rio Diz, na cidade
Serviços Administrativos da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de
Fornos de Algodres a partir do dia do 25 de Março de 2019, podendo para o mais alta.
efeito serem solicitados. A organização prevê a participação de cerca de 400
ciclistas que poderão optar por percursos de 30, 50 ou 80
Filipe Pinto Fornos de Algodres, 11 de Março, 2019 quilómetros, com características e dificuldades distintas,
Fotojornalista
O Presidente da Assembleia Geral que devem completar seguindo o GPS. A atividade não é uma
competição e não será cronometrada. Realizado com o apoio
Rua Combatentes da Grande Guerra, nº41 • 6200-076 COVILHÃ do município, o BTT- Estrela 1056 integra o circuito nacional
(António Manuel Pina Fonseca)
Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950 de eventos BTT com navegação GPS e autonomia total NGPS
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com O Interior, nº 1001 de 14/02/2019 a realizar este ano.

Cupão de Anúncios Classificados


Envie o seu anúncio classificado para Jornal O Interior, Rua da Corredoura, 80 R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Condições gerais dos classificados
Localização Identificação
do anúncio
1. Preencha o cupão com texto em maiúsculas,
deixando um espaço entre cada palavra. Nome: __________________________________________________________________
Grátis

2. O preço é acrescido de IVA à taxa legal em vigor. Imobiliário


*

3. É obrigatório o envio do número de contribuinte (NIF).


4. A identificação é um campo de preenchimento
Vende-se Aluga-se Morada: ________________________________________________________________
obrigatório. A falta de elementos pode implicar a não Trespassa-se Diversos
publicação do anúncio.
5. A “O Interior” reserva-se o direito de rejeitar a
Emprego Código Postal: ________ - _____ Localidade: ___________________________
Euros
2,50

publicidade que não esteja de acordo com a sua Oferece-se Precisa-se


orientação editorial.
6. A recepção de anúncios para cada edição Veículos Contribuinte nº: _________________ Contacto: ______________________
termina 72 horas antes da data da publicação. Vende-se Procura-se
7. Não se aceitam cópias, faxes ou emails deste cupão. Assinatura ________________________________ Data ___/___/______
Euros
4,00

Diversos
* Grátis até à 2ª publicação, a partir
da qual acresce um custo de 2 euros. Para esclarecimentos pode contactar-nos através do telefone 271212153 ou para ointerior@ointerior.pt

Modo de Pagamento: O recibo ser-lhe-á enviado posteriormente


Transferência Bancária (forma mais rápida e vantajosa) Transferência Avulsa Transfira o valor em questão para o NIB indicado e junte
Autorização de pagamento: Exmos Senhores, por crédito na conta abaixo indicada, queiram proceder,
até nova comunicação aos pagamentos das subscrições que vos forem apresentadas pelo Jornal O Interior. IBAN: PT50 001000002256785000177 a este cupão o talão comprovativo da transferência.

Banco _____________ Balcão _____________ NIB _________________________ Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________
Nome do Titular _______________________________________________________ Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Numerário
Quinta-feira • 14 de março de 2019 • • 17

Futebol distrital Ciclismo


Figueirense caminha para o título David Rodrigues 23º na Clássica
da Primavera
O Figueirense obteve este receção ao Vilanovenses (9º) por joga-se a 21ª jornada com os jogos
David Rodrigues foi 23º na seleção no seio do pelotão, mas
domingo uma vitória suada (5-3) 2-1. Os serranos estão agora a 13 Figueirense-Sabugal, Celoricense-
XXIIIª Clássica da Primavera, não evitou uma chegada em
na Guarda, frente ao Vila Cortês pontos do primeiro lugar. Quem Manteigas, Aguiar da Beira-Tranco-
com 147,2 quilómetros cor- grupo, o que já não sucedia
do Mondego (7º), e continua a não aproveitou este deslize foi o so, Almeida-Vila Cortês Mondego,
ridos no domingo no concelho nesta prova desde 2015.
caminho do título distrital da AF Aguiar da Beira, terceiro com 39 Soito-Gouveia, Vilanovenses-Vilar
da Póvoa de Varzim. O segundo classificado
Guarda. pontos, que também perdeu 2-1 Formoso e São Romão-Fornos de
O ciclista da RP-Boavista foi Rafael Silva (Efapel) e o
A equipa de Figueira de Cas- no Sabugal (13º). Algodres. Faltam seis jornadas para
cortou a meta integrado num terceiro Luís Gomes (Rádio
telo Rodrigo lidera o campe- Com esta vitória a formação o final do campeonato.
pequeno grupo que terminou Popular-Boavista). O pelotão
onato com 55 pontos, fruto de raiana deixou o último lugar, Na IIª Divisão o campeonato
a oito segundos do vencedor, nacional volta à estrada este
18 vitórias, um empate e uma agora ocupado pelo Estrela de regressa com as partidas Foz Côa-
César Martingil (Sporting-Ta- domingo, na corrida interna-
derrota. A equipa treinada por Almeida (14º), que na 20ª jornada Pala, ADC Castelos-Nespereira,
vira). O percurso seletivo, com cional Clássica da Arrábida,
Jorge Cardoso conta ainda com perdeu 6-0 na visita ao Gouveia Guarda-Vila Franca e Paços da
sete subidas ao Monte S. Félix segunda prova da Taça de
um registo impressionante, já que (5º). No dérbi raiano, o Sp. Vilar Serra-Freixo Numão. Folgará o
e passagem em troços de em- Portugal Jogos Santa Casa, que
marcou 56 golos e sofreu apenas Formoso (11º) recebeu e venceu o Casal de Cinza. O Vila Franca das
pedrado, proporcionou alguma vai ligar Palmela a Sesimbra.
16 sofridos em vinte jornadas. Soito (12º) por 1-0, enquanto o Sp. Naves lidera com 26 pontos, mas
No domingo, os figueirenses Celoricense (4º) foi empatar 2-2 a a luta pelo primeiro lugar está ao
ficaram ainda mais inalcançáveis Fornos de Algodres (8º) e o Tran- rubro, pois o Foz Côa está a um Ténis
após a surpreendente derrota do coso (6º) venceu 2-0 na receção ponto e o terceiro classificado, o
Manteigas (2º classificado) na ao São Romão (10). Este domingo Freixo de Numão, está a três. Circuito Distrital Amador começa
em Celorico da Beira
Futsal Estão abertas as inscrições podem inscrever-se até às 11
para a primeira prova do Cir- horas da sexta-feira anterior à
Guarda 2000 vence taça feminina
DR
cuito Distrital de Ténis Amador
(CDTA) do distrito da Guarda.
prova em www.tenisguarda.blo-
gspot.pt ou pelo 961 815 942.
ense no desempate por grandes A quarta edição da compe- Na época transata sagraram-se
penalidades. O jogo disputou-se tição arranca este sábado em campeões distritais Anabela
no pavilhão de Casal de Cinza, Celorico da Beira, com organi- Santos (Ponte do Abade) em
freguesia do concelho da Guarda, zação conjunta do município e master 35 anos femininos; Du-
e foi muito disputado, tendo-se do CDTA. O torneio decorre nos arte Vaz (Guarda) em sub-19;
registado uma igualdade 4-4 no campos do estádio municipal e João Santos (Valhelhas) em mas-
final do tempo regulamentar. Na destina-se a tenistas de ambos ter 30; Cláudio Figueiral (São
“lotaria” dos penáltis, o Guarda os sexos, federados ou não, e de Pedro do Sul) em elite; e Paulo
2000 foi mais assertivo e mar- todas as idades. Os interessados Sousa (Sabugal) em master 40.
cou por três vezes, enquanto as
celoricenses concretizaram duas
grandes penalidades. A equipa
Trail
A equipa feminina do Guar- época passada. guardense orientada por Marco Guardenses postos à prova em Folgosinho
DR
da 2000 conquistou no sábado à As guardenses venceram a Santos já se tinha sagrado campeã
noite mais um troféu distrital e Taça de Futsal da AF Guarda ao distrital em fevereiro, alcançando
voltou a repetir a dobradinha da derrotar na final o Sp. Celoric- o terceiro título consecutivo.

Karate
Rui Jerónimo vence no Portugal Shoto Open DR
Realizou-se no sábado, na
Arruda dos Vinhos, a primeira
edição do Portugal Shoto Open,
uma competição reservada ao
karate shotokan.
Rui Jerónimo, da Academia
Egitaniense de Karate Shotokan
(AEKS), venceu a prova de kata
Pedro Santos e Paulo Gon- de 30 quilómetros, e o curto, de
veteranos, enquanto o jovem
çalves foram os melhores clas- 17. No primeiro, Pedro Santos
Gonçalo Guerra foi segundo em
sificados do Clube de Monta- foi nono da geral e primeiro do
kata iniciados. Diogo Grilo, do Nú-
nhismo da Guarda na primeira escalão M45. Paulo Gonçalves
cleo Karate Shotokan de Pinhel,
edição dos Trilhos dos Galhar- terminou o segundo percurso
terminou na quinta posição do
dos, realizado em Folgosinho no sexto lugar da geral, tendo
seu escalão, tendo ficado a uma
(Gouveia) no passado dia 3. ganho em M45. Na véspera,
décima da fase final. O torneio
O CMG alinhou com cerca André Barros, também do CMG,
reuniu quase três centenas de
de 20 atletas nas duas moda- foi 25º no trail longo dos Trilhos
karatecas em representação de
lidades da prova, o trail longo, de Mértola (Beja).
clubes de vários pontos do país.

Cupão de Assinatura
Identificação: Nacional_ ____ Semestral.....(16€) Anual.. (30e)
Nome: _________________________________________________________________________________________________________
Estrangeiro_ Semestral.....(18€) Anual.. (35e)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.
18 • • Quinta-feira • 14 de março de 2019

crónica
Regiões, promessas,
Júlio Sarmento *
POLÍTICA
Jorge Noutel
crónicaPOLÍTICA estratégias e aviões
A hipocrisia
Este jornal em que escrevo chegou às 1.000 edições! Numa filho do novo rico que fez vida faustosa enquanto durou o dinheiro
altura em que saúdo tal longevidade e reitero os meus votos de que o pai lhe foi dando, ou como o filho daquele homem sábio e
continuidade na divulgação da região, não posso deixar de me referir simples, que singrou na vida sem pedir nada a ninguém?

no poder a quem anda sempre com a região na boca.


Álvaro Amaro escrevia que, e cito, «(…) destaco inevitavel-
Como nem Álvaro Amaro tem resposta para este tipo de pergun-
tas, vem agora com aquela velhinha conversa da descentralização.
mente o progresso e uma mudança que fazem da Guarda de hoje Isso mesmo, descentralização! Foi precisa uma vida de navegação
O mar sempre foi maldição para uma cidade ambiciosa que se posiciona num eixo de afirmação da pelos meandros da política, deixando um rasto de coisas efêmeras
a montanha. A epopeia dos Descobri- sua capitalidade». Ou seja, para Álvaro Amaro a Guarda de «hoje» é e de dívidas nem tanto, para que Álvaro Amaro descobrisse final-
mentos iniciou o processo histórico da diferente da Guarda de ontem. A questão que se nos coloca é perce- mente as virtudes da milagrosa panaceia em que se transformou
litoralização da economia portuguesa. bermos se essa diferença existe mesmo ou em que medida reside. agora tal conceito.
Foi épico e marcou o rumo da história, Podemos recorrer a vários critérios. Será pelo maior número de Quando um ditador está em dificuldades, costuma dizer-se que
da política, da economia e da demogra- rotundas? Será pelas estátuas e estatuetas, de duvidosa qualidade a melhor solução é inventar uma guerra. As guerras são patrióticas
fia em Portugal. e oportunidade artísticas? Será pelas festas e festarolas? Terá sido e galvanizantes, unem o que está desunido e põem de pé aquilo que
Daqui partiram os homens que a abertura de uma ou outra empresa, sempre com um reduzido já rasteja. Como não é ditador quem quer, mas sim quem pode,
aplainaram a madeira, que construíram número de postos de trabalho? Ou, pelo contrário, deveremos e Álvaro Amaro sempre pôde menos do que aquilo que queria, a
as caravelas, que ergueram as velas, contabilizar antes aquelas que encerram? Ou a perda progressiva Guarda não corre o risco de entrar em guerra. Pelo menos uma em
partindo, zarpando, para nunca mais de população e de juventude, devoradas pela emigração forçada e que o sangue corra pelas valetas. Vai daí, faz-se uma guerrinha ao
regressar. Que séculos antes tinham pelo inverno demográfico? Que, segundo notícias recentemente centralismo, descobrindo-se as benesses da, e cito novamente,
trabalhado o ferro, afiado a lâmina e publicadas, poderão determinar a perda de um deputado para o «aproximação das decisões aos cidadãos», «promoção da coesão
erguido a espada, para defender com a distrito. Ou o cada vez maior atraso relativo para outras geografias, territorial», «reforço da solidariedade inter-regional», «melhoria da
vida as fronteiras de Portugal. como é o caso da Covilhã, que subiu há uns meses atrás ao pódio do qualidade dos serviços prestados às populações», «racionalização
O interior ficou sempre órfão dos ensino superior com a atribuição do estatuto de “Centro Académico dos recursos disponíveis» e outras tretas do mesmo quilate.
seus filhos, transformado num cemité- Clínico”, enquanto a Guarda ficou a ver navios? A experiência já me ensinou que acabaremos a ser brindados
rio de saudades, de sonhos desfeitos Para dirimir este dilema sobre a metodologia destinada a com novas taxas e taxinhas, tudo para o senhor Álvaro Amaro poder
e de projetos adiados. Um êxodo que perceber se Álvaro Amaro fala ou não verdade, há uma pergunta usar a Guarda como trampolim para voos mais altos. Perante isto, a
sangrou o interior, num processo contí- muito simples que qualquer cidadão pode e deve fazer: onde estão minha natureza divide-se. Sou contra esta demagogia e populismo
nuo, que tem séculos, de desertificação as verdadeiras obras ou realizações estruturantes da Guarda? Sim, políticos que nos custam os olhos da cara e as mágoas do corpo.
humana e recessão da economia. as tais que foram anunciadas e nunca concretizadas, e que poderiam Mas ao mesmo tempo sinto-me tentado a fazer um acordo com
Lisboa foi capital do reino, capital ter tornado – aí sim - a Guarda numa cidade ambiciosa. o diabo só para não ter de aturar tanto circo. Por mim, se Álvaro
do império e é hoje sede de um poder Se esta pergunta não for suficiente, há uma ainda mais simples: Amaro quer mesmo ir para Bruxelas, até se consegue um peditório
centralista, egoísta, acéfalo, precon- quando Álvaro Amaro for embora, como ficará a Guarda? Como o nacional que lhe pague o bilhete! Só de ida, naturalmente.
ceituoso, sem consciência histórica,
ignorante em matéria de ordenamento,
descrente das potencialidades do inte-
rior. Vive bem, longe das nossas preo-
cupações, que só revisita, em véspera
de eleições, quando olha com evidente mitocôndrias e quasares
desagrado a outra face do país.
opinião
A atividade científica
A problemática do interior nunca
fez parte dos programas de Governo, António Costa
antoniomanuelcosta@gmail.com
dos acordos interpartidários, das
questões de regime, das prioridades Existe um grande número de definições das ciências, descritivo e começa a enunciar leis explicativas que podem
da política nacional. Para o interior usa- podendo distinguir-se três níveis. Num primeiro nível, muito ser verificadas de uma maneira experimental atingiu uma
se geralmente o anúncio, que serve a geral, as ciências designam conjuntos organizados de co- certa maturidade.
propaganda e o responso que cauciona nhecimentos relativos a certas categorias de enunciados de Chegada a uma fase de desenvolvimento relativamente
a boa fé das intenções. observações ou de fenómeno. Trata-se nesta altura de ciências avançada, a ciência pode nessa altura predizer determinados
Deste modo, a ilusão criada, assim biológicas, de ciências sociais, de ciências políticas, de ciência acontecimentos e fenómenos. Uma excelente maneira de ve-
artificialmente, não é mais do que a físicas, de ciências da educação, etc. rificar o valor de uma lei científica consiste em utilizá-la para
hipocrisia com que o poder de Lisboa No segundo nível as ciências designam, além do que pro- formular uma predição. A predição da descoberta do planeta
nos trata e que nós aceitamos muito cede, um método racional e rigoroso que permite alcançar de- Neptuno ou a predição do desvio da luz de uma estrela pelo
agradecidos, hábito que nos ficou da terminados saberes a respeito de enunciados de observações Sol são exemplos célebres.
2ª República. O recente episódio acerca e de fenómenos. Este método atribui um papel de primeiro Associamos muitas vezes as ciências a uma atividade
da putativa intenção de abolição de plano à experimentação. de especialista, que decorre em laboratório. Acontece-nos a
portagens é paradigmático da suprema Num terceiro nível, o mais pertinente quando se trata de todos, contudo, como o Sr. João, em “O Burguês Fidalgo”,
hipocrisia de quem propôs, de quem ciências físicas, biológicas, da Terra e do Espaço, as ciências que fazia prosa sem o saber, encontrar respostas para as
votou e de quem fingiu votar. designam o método experimental e os saberes que esse mé- nossas perguntas de uma maneira científica. Fazer variar
O recente anúncio de que Lisboa todo permite adquirir, nos domínios do universo material e do alternadamente as quantidades de água, de luz e de adubo
e Porto vão “roubar” deputados aos universo vivo. Esta última linha de pensamento compreende dadas a uma planta doente até ela ficar com melhor aspeto,
distritos do interior é um exemplo dois aspetos: o método e os saberes. O método corresponde a ou modificar a quantidade de açúcar ou de manteiga de uma
acrescido da hipocrisia do argumento um conjunto de ações: procurar semelhanças, observar, emitir receita de bolo até que o sabor nos satisfaça, são exemplos
da política centralizadora que temos, hipóteses, resolver problemas. Os saberes são o resultado da de experimentação controlada.
que é a causa da consequência que aplicação deste método: os enunciados de observações, os É preciso admitir, contudo, que as ciências exigem um
nos penaliza. conceitos, as leis, as teorias e os modelos. esforço intelectual especial. Além do facto que recorrem a
Somos vítimas de uma lógica de Todas as ciências apresentam determinadas caracterís- um linguagem científica simbólica e matemática, as ciên-
políticas tipo pescadinha de rabo na boca: ticas comuns. As ciências procuram primeiro descrever com cias implicam muitas vezes uma profunda modificação das
porque não temos aquilo que nos fidelidade, de uma maneira sistemática, corpos, organismos maneiras de encarar o mundo. Qualquer pessoa que estude
falta, vai continuar a faltar-nos aquilo ou fenómenos. Durante o seu desenvolvimento qualquer ci- as ciências deve questionar as suas conceções habituais e
que não temos. E nesta lógica de irra- ência conhece geralmente uma primeira fase durante a qual reconstruir, pouco a pouco, conceitos mais abstratos e mais
cionalidade vamos morrendo cada dia a descrição ocupa um lugar preponderante. Nos séculos XVI complexos. Por exemplo, se deixarmos cair ao mesmo tempo
que passa. e XVII, por exemplo, a botânica e a biologia consistiam, so- uma grande rocha e uma pequena rocha elas chegam ao chão
bretudo, em descrever e classificar as plantas e os animais. ao mesmo tempo.
* Antigo presidente da Câmara de As ciências pretendem em seguida explicar ao esta- Além disso, alguns objetos muito pesados flutuam, en-
Trancoso e presidente da mesa da belecer leis gerais a partir dos fenómenos observados. quanto outros, muito leves, vão ao fundo. A observação de
Assembleia Distrital do PSD da Essas leis são verificadas por experiências controladas. fenómenos com estes pode conduzir a pôr em questão certas
Guarda Uma ciência que relega para segundo plano o seu papel conceções.
Quinta-feira • 14 de março de 2019 • • 19

Espaço
Público do Leitor
O Direito à minha
opinião
Nuno Amaral Jerónimo
extremo.acidental@gmail.com
Observatório de Ornitorrincos
indignação
Parece que temos tão poucos direitos, que vou pelo menos
Assim tipo género
aproveitar este. A semana passada, depois do meu retorno às minhas palavras de apreço na última edição deste
Todos nós sabemos que há corrupção no nosso país e que a páginas de O INTERIOR, milhares de pessoas saíram jornal. Esta teoria talvez faça mais sentido, uma vez
culpa morre sempre solteira! Mas agora este escândalo de Pedrogão à rua em todo o país, mesmo em todo o mundo, em que provavelmente haverá mais dias num ano do
Grande ultrapassou os limites! Felizmente não há só corruptos neste marchas silenciosas e outras bem sonoras de protesto que leitores dos meus textos.
país à beira-mar plantado. Também sabemos que somos um povo contra a discriminação sofrida pelas mulheres nas Na sexta-feira passada o mundo comemorou o
solidário, sempre prontos a cooperar na ajuda de alguma tragédia, linhas do meu artigo. Dia Internacional da Mulher, uma data que brevemente
como foi agora neste caso, dispostos a dar às vezes o que temos e “Por direitos iguais”, li em alguns cartazes, só será um anacronismo discriminatório para todos os
até o que não temos! Mas como não podemos dar diretamente às porque eu terminei o texto informando o leitor que ia outros géneros, com excepção evidente para os ho-
pessoas atingidas, entregamos às instituições, acreditando que estas procurar uma mulher que era concubina de um rei, mens cisgénero heterossexuais, que nunca poderão
cumprem a missão que lhes está destinada. Mas infelizmente algumas e com quem ele acabou por casar. Numa só frase, atingir a redenção da sua condição de masculinidade
aproveitam-se da desgraça alheia em proveito próprio. ofendi as feministas que abominam a poligamia, os tóxica.
Talvez seja eu ingénua, utopista ou demasiado crédula. Porque progressistas que são contra o casamento, os mora- Há muitos anos, Miguel Esteves Cardoso escreveu
só acredito nestas maldades, quando vejo provas como as que vi na listas que detestam o adultério e os medricas que se uma crónica onde brincava com a forma portuguesa de
reportagem da TVI, tanto contra à Câmara Municipal, e agora contra escabeleiram perante o Islão. usar a palavra género. «Dentro do género, isto é bom».
à Cruz Vermelha – instituição que eu acreditava ser idónea e séria. Também os membros do Governo, no dia em que Se alguma coisa mudou neste país nestes trinta anos
O município gastou o dinheiro dos contribuintes e benfeitores, o número 1.000 de O INTERIOR chegou às bancas, an- não foram os políticos. Mas a utilização da palavra
reconstruiu casas há muito devolutas, que nem foram queimadas e daram vestidos de luto, o que demonstra má vontade “género”, com certeza. Primeiro, hoje é muito mais
deixou as verdadeiras vítimas a viver em condições desumanas. Parece contra o jornalismo e as regiões de baixa densidade. arriscado fazer uma gracinha que envolva o vocábulo
que depois da primeira reportagem essas obras pararam. Mas também Ouço vozes sábias que me esclarecem – e género. Segundo, a versão hiper-contemporânea da
não avançaram com as outras. Agora é a Cruz Vermelha que deixa informo o leitor que não ouço tais vozes dentro da frase de Miguel Esteves Cardoso é “fora do género,
apodrecer os donativos quantas vezes dados com sacrifício, e que minha cabeça, já que não padeço de loucura, essas isto é muito bom”.
nunca chegaram a quem deles precisava. A igreja católica, e não só, vozes são de duendes que vivem dentro da minha
fez os peditórios a que ninguém ficou indiferente. Os móveis e outros almofada – que a razão para tanta comiseração era * O autor prefere teimosamente continuar a
objetos ficaram a apodrecer nos armazéns com a conivência da Cruz a comemoração de um dia e não a publicação das escrever como lhe ensinaram
Vermelha. E o dinheiro angariado? Segundo diz a reportagem não foi
entregue a quem dele precisava!
E agora Senhores Governantes, em quem podemos acreditar? opinião

Bolachinhas fit
Ainda anão há muito tempo que foi a Cáritas Portuguesa que também
deu escândalo e até hoje nada foi esclarecido. Por favor esclareçam-nos
melhor, agora neste caso, se não será muito difícil o povo acreditar DR

em qualquer instituição que precise de angariar fundos para os que Joana Dente*
realmente precisam.

Carminda Escaleira Rodrigues, Guarda

www.ointerior.pt

PUB

São as minhas bolachas saudáveis favoritas 3- Fazem-se pequenas bolas, que se colocam em
e quem já provou diz que as faço muito bem. Vou cima de um tabuleiro forrado com papel vegetal, e,
CONVOCATÓRIA deixar-vos a receita. com a ajuda de um garfo, espalmam-se, até adquirirem
O que precisam? o formato de uma bolacha redonda;
Convoco todos os Senhores Associados, nos termos da alínea a) do artigo 34º e número 1 do artigo
150g de flocos de aveia 4- Leva-se o tabuleiro ao forno, pré-aquecido a
38º dos Estatutos, para a reunião da Assembleia Geral Ordinária desta Associação Humanitária
dos Bombeiros Voluntários Pinhelenses, pelas 20.30 horas dia 29 de Março de 2019, a ter lugar 2 bananas médias maduras 180 graus, e aguarda-se cerca de 20 minutos até as
na sede social, sita no Largo Capitão Azevedo, cidade de Pinhel, com a seguinte 1 colher de sopa de chia em grão bolachas cozerem.
1 colher de sopa de sultanas
ORDEM DE TRABALHOS
1 colher de café de canela O resultado é delicioso e livre de culpas!
Ponto primeiro: Análise, discussão e votação da acta da última Assembleia; Como se fazem? Bom apetite.
Ponto segundo: Apresentação, discussão e votação do relatório de conta de gerência do ano de 1- Esmagam-se as bananas até ficarem em papa;
2018 e tomada de conhecimento do parecer do Conselho Fiscal; 2- Misturam-se os restantes ingredientes e * @pitangaboss
Ponto terceiro: outros assuntos de interesse para a colectividade.
envolve-se tudo muito bem; Jurista/ Makeup Artist/ Fashion Stylist
Notas:
1) Nos termos do art. 39º, nº1 dos Estatutos, se à hora marcada não se encontrarem presentes
50% dos associados, a mesma começará 30 minutos depois com qualquer número.
2) Os documentos em discussão estão disponíveis, para consulta, na secretaria, dentro do
horário normal, nos oito dias anteriores à data da reunião. (art. 37º, nº2, aI. c)

Pinhel, 13.Março.2019

Participe no espaço do leitor. Diga de sua justiça.


Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto C • 6300-825 Guarda
ointerior@ointerior.pt
O Interior, nº 1001 de 14/02/2019
opinião
20 • • Quinta-feira • 14 de março de 2019

rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda


bilhete postal
Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt
publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt
Algumas mentiras do SNS/Privada dcabrita@iol.pt
Diogo Cabrita
Pinhel
O serviço nacional de saúde sofreu um enorme deve milhões de euros a IPSS como Mealhada,
Cavacas candidatadas às desinvestimento devido à sua gestão perdulária,
sem vigilância, sem exigência das chefias, na maior
a Clínicas como Sophia, CUF, Luz Saúde. Deve
há mais de 17 meses o que devia pagar em três.

“Sete Maravilhas Doces mediocridade de apoio aos amigos e benefício dos


compadres. Tudo está errado e as críticas baseiam-se
em verdades construídas e em mentiras bem urdidas.
O conjunto de regras que o Estado exige aos
privados é animalesca sobretudo se comparada
à exigência sobre si próprio. Todos estes dados
de Portugal” Vamos ver algumas: 1- o controle biométrico como
mecanismo de eficiência e de controle da produti-
são a realidade e não as verdades falsas de alguns
ideológicos defensores do SNS. É verdade que há
O município de Pinhel anun- reinado de Dom José I», quando vidade. Nada mais errado. O melhor caminho para casos (mínimos) em que a privada aceita riscos
ciou que candidatou as tradicio- a localidade «se tornou sede de a qualidade é ter um bom chefe que está presente, de um contrato leonino para o Estado e depois
nais cavacas às “Sete Maravilhas Diocese e foi elevada à categoria que trabalha, ensina, cumpre seu horário e exige se vê de mão estendida a pedir que o Estado
Doces de Portugal”, na categoria cidade (1770)». A autarquia tarefas com fins estruturados. Num cenário desses salve as dificuldades, os doentes que saíram do
de doce regional. Segundo a refere que conta «com todos» a biometria é um empecilho para uma boa gestão. carril e correm risco de vida. E então? Se fosse a
autarquia, as cavacas de Pinhel para eleger as tradicionais cava- O que importa é a tarefa e o objetivo não a presença tua mãe que espera há dois anos, que tem multi
«são um doce conventual, criado cas como uma das “Sete Maravil- saloia e despropositada. 2- os centros de responsa- medicação para multipatologia e só conseguiu
pelas freiras Clarissas durante o has Doces de Portugal”. bilidade integrada (famosos cri) são outra invenção resolver a reconstrução do trânsito na clínica?
de gestão que conduz a salários diferentes onde Que bom que existia clínica e que bom que lhe
PUB haveria trabalho igual. A discrepância de salários por salvaram a vida. Azar que tenha corrido mal. Mas
se pertencer ou não a CRI é um desmotivador dos este detalhe está previsto como vantagem para o
que não participam e cumprem com zelo e lealdade Estado que exporta os piores doentes, colocados
as suas funções. Querem premiar? Premio para com critérios duvidosos e não vigiados, que decide
todos, pelos objetivos e pela qualidade. Construir a seu benefício com a má fé de que os outros são
grupos de amigos onde se criam patologias como bandidos e ele, o mal gerido, o “malware”, o vírus
benesses e não como função da coisa pública é como é a coisa boa. Pior é ter diretores do SNS que são
dar bombons a metade da turma e deixar a outra a diretores fora contrariando a lei. Hoje quem faz
roer as unhas no intervalo. Todos os que executam as listas de espera dos hospitais não pode operar
com dignidade as suas funções são já beneficiados esses doentes nos adicionais das clínicas, sendo
por um estatuto de funcionário público que lhes dá exigido que venham outros médicos de outros
vantagem sobre muitos outros. 3- O Estado contrata hospitais. Pode produzir mais em horas extra dentro
aos privados tarefas colocando baixos valores para de muros. Tudo se baseia em erros de inspeção,
aquilo que faz mais caro. É falso que pague mais erros de exigência, erros de avaliação, perpetuação
para os privados. Paga mal e paga tarde. O Hos- de tontos que não produzem, que não gerem, que
pital da Universidade de Coimbra como exemplo, não estruturam e mandam mal.

PUB

14 A 17 DE M A R Ç O
OFERTA S E XCLUSIVA S E LIMITADA S

V I AT U R A S N O V A S V I AT U R A S U S A D A S APÓS VENDA

VA NTAGEM CLIENT E PREÇOS PACK RE V IS ÃO


ATÉ
5.500€ ÚNICOS 119€
MARQUE A SUA VISITA EM 4 8HOR A S.PEUGEOT.PT

Ofertas válidas para Clientes particulares, para negócios fechados até 17/03/2019. Exemplo para Gama 308 limitado ao stock existente e não acumulável com outras ofertas. Pack Revisão 119€, válido para
viaturas Peugeot matriculadas pela primeira vez até 31/03/2014 (mais de 5 anos de circulação), inclui as verificações sistemáticas do plano de manutenção, o diagnóstico eletrónico, a substituição do óleo e filtro,
a mão-de-obra e o IVA, utilizando o lubrificante recomendado para cada motorização. Não estão incluídas operações complementares. Visual não contratual.

Consumo combinado WLTP: 4,2 a 7,2 l/100 km. Emissões de CO2 WLTP: 109 a 163 g/km.

GUARDA (junto à Conficab) CASTELO BRANCO (Zona Industrial)


CONCESSIONÁRIO PEUGEOT CONCESSIONÁRIO PEUGEOT
EN 18-1, km 2.2 Parque Industrial, Rua A, Lote 4Q- 4B
6300-230 Vale de Estela | Guarda 6000-997 Castelo Branco
TEL: 271 205 300 TEL: 272 349 160