Você está na página 1de 17

UNIP INTERATIVA

Projeto Integrado Multidisciplinar


Cursos Superiores de Tecnologias

IMPLEMENTAÇÃO DE UMA INFRAESTRUTURA DE REDE DECOMPUTADORES

UNIP INTERATIVA
2018
UNIP INTERATIVA
Projeto Integrado Multidisciplinar
Cursos Superiores de Tecnologias

IMPLEMENTAÇÃO DE UMA INFRAESTRUTURA DE REDE DECOMPUTADORES

Alunos: Anderson de Jesus Falheiros


Fábio Oliveira da Silva de Queiroz
Gean Marcos de Oliveira
João Marcos da Silva
RA: 1751293 - 1739369 – 1781862 - 1729009
Curso: Sup. Tec. em Redes de Computadores
Semestre: 2018/1

UNIP INTERATIVA
2018
RESUMO

A troca de informação de maneira fácil, prática e eficiente é o objetivo da humanidade


desde da antiguidade, buscando se comunicar das mais diversas formas. Nos dias atuais com a
tecnologia cada vez mais presente em nossas vidas se faz necessário o uso dessa mesma tecnologia
para realizar transmissão de informação através dos dispositivos informáticos como os celulares e
computadores. O fato é que sem esses equipamentos ficaria muito difícil uma troca de informações
de maneira eficiente e pensando nessa troca podemos citar as redes de computadores como um dos
meios mais utilizados para esse fim. As redes de computadores é a forma de interconectar
dispositivos informáticos para troca de informações de maneira rápida e eficiente através de redes
LAN, MAN e WAN que conectam desde de pequenas redes até grandes redes espalhadas pelo
mundo. Para que esta conexão possa ocorrer é necessária uma estruturação no cabeamento destas
redes que são compostas de equipamentos como roteadores, hubs, cabos entre outros como também
de suas respectivas configurações como endereço IP, máscara de rede e etc. É preciso também
seguir normas para a construção da rede que são determinadas por organizações especificas. O
presente trabalho busca elaborar uma infraestrutura de rede de computadores para uma biblioteca
pública visando garantir que o funcionamento deste órgão seja o mais eficiente possível, para que
esse projeto tenha sucesso buscamos no mercado os melhores equipamentos, as normas mais
recentes que regem a elaboração desta rede e as configurações que possam ser mais bem aplicadas.

Palavras-chaves: Rede. Computador. Internet. Servidor.


ABSTRACT

The exchange of information in an easy, practical and efficient way has been the goal of
humankind since antiquity, seeking to communicate in a wide variety of ways. Nowadays, with
technology increasingly present in our lives, it is necessary to use the same technology to transmit
information through computer devices such as cell phones and computers. The fact is that without
such equipment it would be very difficult to exchange information efficiently and thinking about
this exchange we can name computer networks as one of the most used means for this purpose.
Computer networks is the way to interconnect computing devices to exchange information quickly
and efficiently through LAN, MAN and WAN networks that connect from small networks to large
networks around the world. For this connection to occur, it is necessary to structure the cabling of
these networks, which are composed of equipment such as routers, hubs, cables, among others, as
well as their respective settings such as IP address, network mask and so on. It is also necessary to
follow rules for the construction of the network that are determined by specific organizations. The
present work seeks to elaborate a computer network infrastructure for a public library in order to
ensure that the functioning of this organ is as efficient as possible, so that this project succeeds in
searching the best equipment in the market, the most recent norms governing the elaboration of
this network settings and settings that may be best applied.

Keywords: Network. Computer. Internet. Server.


SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO........................................................................................................6
2 CONCEITO DA SALA DE INFORMÁTICA.......................................................7
2.1 Justificativa............................................................................................................7
3 PROJETO PIM IV...................................................................................................7
3.1 Modelo Sugerido....................................................................................................8
3.2 Disciplinas Abordadas...........................................................................................8
3.3 Arquitetura de Redes.............................................................................................9
3.4 Redes de dados e comunicação............................................................................10
4 TOPOLOGIA DA REDE........................................................................................11
5 EQUIPAMENTOS DE REDE................................................................................12
6 CABEAMENTO ESTRUTURADO.......................................................................13
7 O ENDEREÇAMENTO IP ....................................................................................13
7.1 Calculo de endereço IPv4.....................................................................................14
8 PLANTA BAIXA.....................................................................................................16
CONCLUSÃO.............................................................................................................17
REFERÊNCIAS..........................................................................................................18
6

1 INTRODUÇÃO

O trabalho a seguir é resultado de atividades realizadas no curso em Redes de


Computadores a fim de ter uma aproximação da teoria acadêmica com o que acontece na prática
profissional. O foco das discussões da equipe teve como base o aprendizado obtido em vídeo aula
e livro texto disponibilizados no site da instituição. Será apresentado nesse trabalho a
implementação de um projeto funcional de infraestrutura de redes de computadores em uma
instalação de uma biblioteca comunitária na periferia de uma grande cidade elaborado pela empresa
PIM IV que visa apresentar uma estrutura física e lógica com um melhor aproveitamento da
tecnologia atual buscando atender a necessidade de todos os setores da instituição contribuindo
para um melhor atendimento ao público assim como o bom desempenho dos colaboradores. Os
equipamentos serão interligados através de uma rede local de alta velocidade com cabeamento
estruturado projetada a partir das especificações e espaço físico determinado de acordo com a
estrutura existente e normas que regem a criação deste projeto. A Área destinada para o
desenvolvimento do projeto é uma sala com dimensão de 6 X 6 metros, totalizando 36 metros
quadrados que recebera 30 computadores doados pela iniciativa privada.
A escolha da melhor topologia para esta rede, a planta baixa do projeto assim como a
configuração de IP na versão 4 serão abordados no decorrer deste trabalho, o conceito dos modelos
OSI e TCP/IP também serão tratados e aplicados. Desta forma o projeto buscar a melhor elaboração
da rede onde a qualidade e alto desempenho são fundamentais para o sucesso do mesmo.
7

2 CONCEITO DA SALA DE INFORMÁTICA

GESTAO ESTRETÉGICA DE RECURSOS HUMANOS: Aplicar os


conceitos e as ferramentas relacionados às pessoas, assim como agir sobre
as relações que se estabelecem, dentro de uma organização, entre os
indivíduos e grupos/organizações e seus fatores determinantes.
Contextualizar o momento ao projeto PIM desenvolvido

Um modelo do organograma para a distribuição de cargos dentro da


empresa Challenge

2 RECURSOS HUMANOS

A gestão de pessoas também é conhecida como Administração de Recursos Humanos que


por sua vez é o maior e mais valioso patrimônio das organizações e sua gestão adequada tem sido
um desafio constante. Uma das características principais das organizações é estarem sempre em
construção e evolução para poderem desempenhar satisfatoriamente o papel de servirem à
sociedade da qual fazem parte. A gestão de pessoas deve ser estratégica buscando atender às
necessidades das empresas e de seus colaboradores. Uma organização é uma combinação de
esforços individuais que tem por finalidade realizar propósitos coletivos, segundo a definição feita
por Maximiano. A composição dessa organização não está limitada somente ao quadro de pessoas
e suas inter-relações como costumes, regras e crenças mas também ao ambiente onde ela está
estabelecida como sua estrutura física, moveis e tudo o que é necessário para que se possa gerir
pessoas.
Recursos Humanos estabelece linhas gerais de caráter técnico e operacional no tocante à
adequação e dinamização dos recursos humanos dentro empresa, enquanto a política de pessoal
busca gerar estímulo, porém, sempre com um caráter mais formal entre funcionário e empresa.
O crescimento e expansão de uma organização faz com que seja necessário recrutar e
buscar profissionais com condições de fornecer as respostas adequadas às suas necessidades.
Assim, a área de Recursos Humanos é responsável por esta tarefa através do recrutamento e seleção
de pessoal.
8

O recrutamento é uma ferramenta de divulgação que oferece oportunidades de trabalho


para pessoas que sejam qualificadas para os cargos oferecidos dentro ou fora da organização,
precisa ser bem planejado tendo como algumas características a quantidade de vagas oferecidas,
salários, cargos bem como o local para apresentação dos interessados.
A seleção por sua vez, tem como objetivo selecionar entre os recrutados aqueles que mais
se adequam ao perfil da vaga, levando em consideração o crescimento e competitividade que
poderá ser agregada a empresa junto ao mercado. Não apenas a qualificação do candidato é
suficiente para sua permanência na organização, mas é de fundamental importância seu
comportamento em ralação aos colegas de equipe e gestores.
Estas ferramentas são de fundamental importância para o crescimento e permanência de
uma organização em um mercado cada vez mais competitivo, o setor de recursos humanos deve
dominar e explorar da melhor maneira essas ferramentas.

2.1 Aplicação de Pessoas

No cenário moderno onde a tecnologia está cada vez mais presente no nosso dia a dia, é
fundamental o entendimento de que as pessoas que fazem parte de uma organização necessitam ser
devidamente orientada em relação às suas atividades para um bom desenvolvimento tanto da
empresa quanto do funcionário. Levando em conta que uma organização está sempre em evolução
com mudanças físicas e funcionais, que mexem diretamente com o indivíduo e, consequentemente,
com a estrutura, estratégias e cultura da sua empresa, o funcionário precisa entender de forma clara
e objetiva a situação na qual se encontra e para onde deve conduzir suas atividades e esforços. A
missão e visão de uma empresa deve ser entendida por todos os seus colaboradores buscando
alcançar as metas estabelecidas pela organização.
A capacitação desses colaborados é essencial para o crescimento da empresa e é de
responsabilidade da mesma oferecer cursos e treinamentos específicos e gerais, porém, por outro
lado, é importante motivar cada um de seus integrantes com recompensas como salários, folgas,
viagens. Estes estímulos produz uma reação positiva e melhora o ambiente de trabalho gerando
uma maior produtividade em suas atividades e consequentemente maior competitividade e
destaque da organização no mercado.
9

3 CARGOS

Cargo é o conjunto de atribuições e responsabilidades cometidas ou conferidas a um


indivíduo dentro de uma organização e possui grau de hierarquia determinado pela sua posição,
contem em sua nomenclatura o título do cargo, missão, limite de autoridade e seus superiores a
quem deve se reportar. Cada cargo precisa ser ocupado por pessoas capacitadas e que possam gerir
e responder de forma satisfatória as expectativas esperadas tanto internamente como externamente
dentro da instituição da qual faz parte. O exercer de atividades em determinado cargo é que
denominamos função, que por sua vez pode ser definitiva ou temporária, depende da necessidade
do presente momento. O setor de recursos humanos tem como uma de suas características o gerir
desses cargos através de entrevistas e observações que buscam manter as pessoas que os ocupa
motivados ou preencher os vagas que estão abertas com pessoas que possam exercer suas
atividades.

3.1 Grupo de trabalho

Podemos definir grupo como um conjunto de pessoas que compartilham visões


semelhantes do mundo como suas crenças e valores pessoais. Essas pessoas possuem identidade e
podem ser consideradas como sendo um mesmo organismo que se interagem entre si buscando o
convívio mútuo tendo um mesmo objetivo, o que podemos denominar como sendo uma equipe,
nesse caso uma equipe de trabalho. Uma equipe tem o mesmo foco onde cada um dos membros
usa suas habilidades e se esforça no cumprimento de sua tarefa de acordo com o objetivo maior.
Os componentes de uma equipe têm grande clareza de divisão de responsabilidade pelo
cumprimento das atribuições que os levaram à consecução dos objetivos comuns.
Temos algumas características que influenciam diretamente no desenvolvimento de uma
equipe como o foco onde cada um deve saber qual o objetivo a se alcançar, regras com os padrões
de comportamento e respeito, ritmo de trabalho que é exercido e padrões de linguagem são algumas
de suas características. Toda organização deseja ter uma equipe que alcance todas as suas metas e
seja sempre eficiente em questão de bons resultados, que consiga através de seu quadro de
colaboradores os melhores resultados, chamamos de equipe ideal a que conseguem tais objetivos.
10

3.2 Liderança

Dentro de uma equipe é preciso a presença de um líder que por sua vez cabe encontrar
soluções de melhoria contínua, inovação, criatividade e deve fazer a diferença, assumindo a ação
junto à sua equipe como um líder educador, com atuação democrática, exercendo sua liderança de
forma compartilhada em todos os níveis organizacionais. Deve possuir habilidades de como
planejar, organizar, dirigir e controlar sua equipe, é preciso ter uma tomada de decisão rápida e
consciente que promova a competitividade com o mínimo de conflitos que podem causar sérios
danos aos resultados que se esperam alcançar. Um líder se difere de um chefe pela sua postura
dentro de sua equipe, que busca sempre motivar os que estão ao seu redor de forma respeitosa, com
bom humor e seriedade. Uma pessoa sem essas características pode acarretar grandes prejuízos
para uma organização, sendo de suma importância o acompanhamento e treinamento de seus
líderes.
Existe diversas formas de liderança como autocrática onde líder toma suas próprias
decisões, a liderança democrática onde há participação dos seus membros nas decisões, liderança
liberal onde há mais liberdade nas decisões.
As empresas tem cada vez mais investindo alto nesse profissional que pode mudar a
realidade de uma organização, um líder bem capacitado e motivado gera ótimo resultado tanto
financeiro quanto faz com que o ambiente de trabalho seja agradável e homogêneo.
11

4 ORGANOGRAMA

As empresas se estabelecem e caracterizam num organograma, que é um quadro


geométrico representativo da sua organização, estrutura e das Inter‑relações das unidades
constitutivas. Esse recurso é também utilizado para ilustrar a composição de um departamento.

Figura 5 – Organograma

P re s id ê n c ia

D ire to ria

A d m in is tra ç ã o R e c u rso s H u m a n o s C o m e rc ia l

R e c ru ta m e n to C o m p ra
J u ríd ic o
/S e le ç ã o / Ve n d a

F in a n c e iro T re in a m e n to M a rk e tin g

M a n u te n ç ã o / D e p a rta m e n to C a p ta ç ã o d e
P o rta ria / S e g u ra n ç a d e p esso al n o v o s c lie n te s

Fonte: Arquivo pessoal


12

7 O ENDEREÇAMENTO IP

Cada vez mais temos dispositivos interligados por meio de redes de computadores
transferindo arquivos dos mais diversos tipos e para que isso possa ocorrer é necessário que a
comunicação entre estes dispositivos seja garantida de forma eficiente e livre de conflitos na rede,
buscando esse objetivo temos o papel importante do protocolo IPv4. Esse protocolo foi
especificado e alterado nas RFCs 791, 950, 919, 922, 1349 e 2474. É de responsabilidade da
camada 3 do modelo OSI o endereçamento IP dentro da rede. O endereço IPv4 é formado por 32
bits divididos em quatro octetos (cada octeto é um conjunto formado por 8 bits).
O Endereço do gateway na rede receberá endereço IPv4 classe B 128.0.0.0 com máscara
de rede 255.255.0.0. A matriz, situada em São Paulo conta com 200 hosts e será aplicada a
sequência de IPv4 com início em 128.1.0.0 considerando 8% para margem de crescimento.
A filial de Belo Horizonte receberá a sequência de IPv4 na ordem de 128.2.0.0 com
máscara de 255.255.0.0. A filial de Curitiba receberá a sequência de IPv4 na ordem de 128.3.0.0
com máscara de 255.255.0.0. A filial de Florianópolis receberá a sequência de IPv4 na ordem de
128.4.0.0 e máscara de 255.255.0.0. A filial do Distrito Federal receberá a sequência de IPv4 na
ordem de 128.5.0.0 e máscara de 255.255.0.0. A filial do Rio de Janeiro receberá a sequência de
IPv4 na ordem de 128.6.0.0 e máscara de 255.255.0.0. A filial no exterior em Detroit EUA receberá
a sequência de IPv4 na ordem de 128.7.0.0 e máscara de 255.255.0.0.
A empresa Challenge está em constante expansão no mercado e foi considerado um
crescimento aproximado de 8% em três anos, visando este crescimento foi considerado uma
margem maior na distribuição dos endereços IPv4 dentro da organização.
13

7.1 Calculo de endereço IPv4

Para a elaboração do endereçamento IPv4 precisamos fazer o cálculo de ip para descobrir


quantos computadores podem ser ligados neste segmento assim como a máscara de rede. Para
realizar essa tarefa é necessária uma conversão dos valores decimais para binário.
Vamos usar o seguinte ip para fazer nosso cálculo 192.168.0.10/24, A representação do
número 24 após uma barra indica que este endereço faz parte de uma classe C, em que os 24 bits
mais relevantes (24 bits ligados) correspondem diretamente ao endereçamento da rede e os bits
restantes (preenchidos com zeros). Representam os hosts pertencentes a esta rede, então teremos
uma máscara em notação binaria: 1 1 1 1 1 1 1 1 . 1 1 1 1 1 1 1 1 . 1 1 1 1 1 1 1 1 . 0 0 0 0 0 0 0 0

Figura 5 – Representação de valores dos bits

Fonte: Vídeo aula arquitetura de rede - Uni II

Essa figura representa o valor de cada bit da esquerda para a direita de cada octeto dos
números binários. Então para o ip 192.168.0.10 temos a seguinte numeração binaria:

192 168 0 10
11000000|10101000|00000000|00001010
14

Primeiro, para calcular o endereço da rede faça o AND BOOLEANO entre a máscara e o
endereço IP. Lembrando que vamos calcular somente até os 24 bits da máscara, o restante será
preenchido com zeros.

192 168 0 10
11000000|10101000|00000000|00001010
255 255 255 0
11111111|11111111|11111111|- - - - - - - -
11111111|11111111|11111111|00000000
192 168 0 0

Transferindo para decimal encontramos o endereço de rede que é o número 192.168.0.0.


Precisamos achar ainda o número de broadcast, para isso vamos realizar o cálculo entre o ip e a
máscara. Porém para o broadcast após os 24 bits limite da máscara o restante será preenchido de
forma diferente do endereço de rede, agora será completada com números uns.

192 168 0 10
11000000|10101000|00000000|00001010
255 255 255 0
11111111|11111111|11111111|11111111
192 168 0 255

O nosso endereço de broadcast é 192.168.0.255.


Para finalizar o cálculo do IPv4 é preciso verificar quantos hosts são suportados nesse
segmento e para isto vamos usar uma formula simples: 2n – 2 = hosts, em que n e a quantidade de
zeros da máscara, então teremos: 28– 2 = 254 hosts.
Em resumo do endereçamento de IPv4 do nosso cenário temos: Endereço de rede
192.168.0.0, máscara de rede 255.255.255.0, broadcast 192.168.0.255 e o endereço dos hosts de
192.168.0.1 até 192.168.0.254 onde podemos conectar no máximo de 254 computadores nesta
rede.
15

8 PLANTA BAIXA

Figura 6 - Planta baixa disposição dos computadores e rack de parede.

Fonte: Arquivo Pessoal


16

CONCLUSÃO

Concluímos que o projeto apresentado irá atender à necessidade de uma sala de


informática dentro de uma biblioteca comunitária. O projeto leva em conta a era que vivemos (era
digital). Os usuários terão suas necessidades de pesquisa e aprendizado atendidas de forma plena,
pois o projeto além de ser desenvolvido por alunos do curso “Rede de Computadores” da
Universidade Paulista, insere os usuários ao mundo informatizado. Os alunos valeram-se do
aprendizado do curso para desenvolver este projeto.
As disciplinas abordadas foram:
1. Redes de dados e comunicação, onde os alunos aprenderam sobre os equipamentos e
tecnologias necessária para a comunicação de dados;
2. Arquitetura de redes, onde foi ensinado como desenvolver projetos de redes para diversos
ambientes, tendo em vista as tecnologias mais recentes;
3. Cabeamento estruturado, matéria necessária para a escolha dos equipamentos, cabos e
distribuição de tomadas na área de trabalho.

O projeto tornou-se realidade porque ouve esforço dos alunos e incentivos dos professores
da UNIP.
17

REFERÊNCIAS

TIPOS DE REDES WAN, LAN, MAN. Disponível em: <


https://marrciohenrique.wordpress.com/2014/03/22/tipos-de-redes-wan-lan-man>. Acesso em: 02
Nov. 2017

RELAÇÃO MODELO OSI E TCP/IP. Disponível em: <


http://www.teleco.com.br/tutoriais/tutorialmplseb1/pagina_2.asp >. Acesso em: 02 Nov. 2017

CERVO, Amado L; BERVIAN, Pedro A; DA SILVA, Roberto. Metodologia científica. 6 Ed.


Disponível em:
<http://unip.bv3.digitalpages.com.br/users/publications/9788576050476/pages/_1>. Acesso em:
20 Out. 2017.

PALMEIRA, Antônio. Redes de dados e comunicação. Local: São Paulo. Sol. 2017.

PALMEIRA, Antônio. Cabeamento Estruturado. Local: São Paulo. Sol. 2017.

PEREIRA, Ataíde. Arquitetura de Redes. Local: São Paulo. Sol. 2017