Você está na página 1de 5

ESCOLA MUNICIPAL ZÉLIA DUARTE PASSOS

Natureza da Atividade: Avaliação DE RECUPERAÇÃO de


português
Professor: Ana Magna 7º Ano – Turma ----------- Valor: 28,0
Nome: ______________________ 4º Bim. Data: / / 2017 Nota:___

GENTE É BICHO E BICHO É GENTE

Querido Diário, não tenho mais dúvida de que este mundo está virado
ao avesso! Fui ontem à cidade com minha mãe e você não faz ideia do que eu
vi. Uma coisa horrível, horripilante, escabrosa, assustadora, triste, estranha,
diferente, desumana... E eu fiquei chateada.
Eu vi um homem, um ser humano, igual a nós, remexendo na lata de
lixo. E sabe o que ele estava procurando? Ele buscava, no lixo, restos de
alimento. Ele procurava comida!
Querido Diário, como pode isso? Alguém revirando uma lata cheia de
coisas imundas e retirar dela algo para comer? Pois foi assim mesmo, do
jeitinho que estou contando. Ele colocou num saco de plástico enorme um
montão de comida que um restaurante havia jogado fora. Aarghh!!! Devia estar
horrível!
Mas o homem parecia bastante satisfeito por ter encontrado aqueles
restos. Na mesma hora, querido Diário, olhei assustadíssima para a mamãe.
Ela compreendeu o meu assombro.
Virei para ela e perguntei: “Mãe, aquele homem vai comer aquilo?”
Mamãe fez um “sim” com a cabeça e, em seguida, continuou: “Viu, entende por
que eu fico brava quando você reclama da comida?”.
É verdade! Muitas vezes, eu me recuso a comer chuchu, quiabo,
abobrinha e moranga. E larguei no prato, duas vezes, um montão de repolho,
que eu odeio! Puxa vida! Eu me senti muito envergonhada!
Vendo aquela cena, ainda me lembrei do Pó, nosso cachorro. Nem ele
come uma comida igual àquela que o homem buscou do lixo. Engraçado,
querido Diário, o nosso cão vive bem melhor do que aquele homem. Tem
alguma coisa errada nessa história, você não acha?
Como pode um ser humano comer comida do lixo e o meu cachorro
comer comida limpinha? Como pode, querido Diário, bicho tratado como gente
e gente vivendo como bicho? Naquela noite eu rezei, pedindo que Deus
conserte logo este mundo. Ele nunca falha. E jamais deixa de atender os meus
pedidos. Só assim eu consegui adormecer um pouquinho mais feliz. (Pedro
Antônio Oliveira. “Gente é bicho e bicho é gente”. Diário da Tarde. Belo
Horizonte. Acesso em: 16 out. 1999.)

1) Após a leitura do texto, pode-se concluir que o título indica que: (1,0)
a) gente e bicho são seres diferentes.
b) gente é superior a bicho.
c) bicho e gente são animais racionais.
d) bicho é superior a gente.
e) bicho e gente se confundem.
.
2) Em “Eu vi um homem, um ser humano, igual a nós, remexendo na
lata de lixo”, as palavras em destaque têm, respectivamente, valor semântico
de: (1,0)
a) lugar / definição.
b) lugar / matéria
c) lugar / lugar
d) definição / lugar.
e) matéria / matéria.

3) Em “Uma coisa horrível, horripilante...”, nesse segmento do texto o termo


“horripilante” é mais intenso que “horrível”. Assinale a alternativa em que o
segundo termo expressa mais intensidade que o primeiro(2,0)

a) iluminado / claro. d) brasileiro /


estrangeiro.
b) antigo / velho.
e) rico / milionário.
c) imundo / sujo.

4) Em 1 – “Ele colocou num saco de plástico enorme


um montão de comida que um restaurante havia jogado
fora”.(2,0)

2 – “Aarghh!!! Devia estar horrível!”.

Estabelece-se entre os dois trechos acima relações de


sentido de

a) fato / finalidade. d) fato / opinião.

b) fato / causa. e) causa /


consequência.
c) fato / oposição.

5) Observe a sequência de fatos abaixo. Em


seguida, numere-os de acordo com a sequência
cronológica em que são narrados no texto.(2,0)
( ) A narradora reza, pedindo a intervenção de
Deus.
( ) Um homem sente-se satisfeito por
encontrar o que comer no lixo.
( ) A narradora vê um ser humano buscando o
que comer no lixo.
( ) A narradora se envergonha por presenciar
um homem na humilhante situação de procurar comida
no lixo.
( ) A narradora conclui que um animal
doméstico tem uma vida bem melhor que a do homem
que busca alimento no lixo.
É correta a sequência:
a) 2 _ 3_ 1 _ 4 _5
b) 1 – 3 – 2 - 4 – 5
c) 4 – 2 – 3 – 1 – 5
d) 5 – 3 – 2 – 1 – 4
e) 5 – 2 – 1 – 3 – 4

6) O texto “Gente é bicho e bicho é gente”, pode ser


considerado

(2,0)

a) uma informação c) um elogio à caridade


sobre a realidade das humana.
ruas.
d) uma reflexão sobre a
b) um protesto contra a vida.
falta de educação.
e) uma crítica às
autoridades

7) Em certo trecho, a narradora se diz muito


envergonhada? Do que ela se envergonha? (2,0)

8)Relacione as orações ao tipo de verbo com


que foram organizadas. (2,0)

( )Eu me .1- intransitivo


lembrei de você. 2- Transitivo
( )Dei a carta a direto
João. 3- Transitivo
( )A árvore dá indireto
frutos. 4-- Transitivo
( )Os cães direto e indireto
latiam.

9 )Observe os sublinhados e escreva se é objeto


direto ou objeto indireto: (2,0)
1. O poeta dedicou uns versos à sua mãe.
2. Ofereceste ao público um espetáculo de valor.
3. Escrevi uma carta à minha tia..
6. Proporcionaste uma agradável surpresa a teu avô.

10)Em “Damos muito agasalhos para as crianças


pobres” o que está grifado é:(2,0)

( )objeto direto ( )sujeito

( )adjunto adnominal ( )núcleo do objeto


indireto direto

11) Baseado nas orações abaixo complete a


afirmação(2,0)

Pedro chegou. As crianças dormem. Um avião caiu.

Os verbos em destaque são ______________ porque


não necessitam de outras palavras para completar o
seu sentido.

12) NAS FRASES ABAIXO, INDIQUE O QUE SE


PEDE : (0,5 cada-4,0)

Durante o jantar, o pai e a mãe conversaram com


os filhos.

a)Sujeito: ______________________________

b)Núcleo do sujeito: ______________________

c)Predicado: __________________________

d)Núcleo do predicado: ___________________

e)VERBO ---------------------------------: _______________

f) Objeto indireto:----------------------------------------------------

13)Em “Ele procurava comida..”,comida, è: (2,0)

a-( ) objeto indireto b-( ) objeto direto

14) Na oração” Fui ontem à cidade com minha mãe...”


(2,0)
a-( ) objeto direto b-( ) objeto indireto

BOA PROVA. FELIZ NATAL!!