Você está na página 1de 2

Técnicas do enquadramento – regras

a) atitude clínica – consiste no manejo de um certo grau de dissociação instrumental quelhe


permita, por um lado, identificar-se com os acontecimentos ou pessoas, mas que,por outro
lado, lhe possibilite manter com eles uma certa distância que faça com quenão se veja
pessoalmente implicado nos acontecimentos que devem ser estudados eque seu papel
específico não seja abandonado.b) Estabelecimento de relações explicitas e claras (tempo,
honorários, dependênciaeconômica e independência profissional).c) Esclarecimento do caráter
da tarefa profissional a se realizar, eludindo (evitando)totalmente o ver-se comprometido com
exigências que não possam cumprir ou queestão fora da tarefa profissional.d) Realizar uma
tarefa de esclarecimento sobre o caráter da tarefa profissional em todosos grupos, secções
ou níveis nos quais se deseje agir, alcançando a aceitação explícitado profissional e da tarefa.

e) Não admitir imposições nem sugestões sobre um parcelamento da informação


(dosresultados).f) Segredo profissional e lealdade estritamente observados. Se o psicólogo está
obrigadoou comprometido a apresentar dito relatório a outros setores da instituição, deve
faze-losabendo antes de começar a trabalhar com um grupo ou com uma seção.g) Limitar os
contatos extraprofissionais ao mínimo ou, no possível, excluí-los totalmente.O manejo da
informação não é só um problema ético, mas sim, ao mesmo tempo, uminstrumento
técnico.h) Ser abstinente e não tomar partido profissionalmente por nenhum setor nem
posição dainstituição.i) Não transformar uma instituição em uma clínica de conduta.
Não dirige, não educa, nãodecide, não executa decisões; ajuda a compreender os problemas
que existem e ajudaa problematizar as
situações. j) Não deve assumir responsabilidades alheias.k) Não formar superestrutura
que desgostem ou se sobreponham com
as autoridades oulíderes.l) Não fomentar a dependência psicológica, mas ajudar a resolvê-
la.m) Controle dos traços da própria onipotência.n) Não tomar como índice de avaliação
da tarefa profissional o progresso da instituição emseus objetivos e sim o grau de
compreensão, de independência e de melhoramento dasrelações (o progresso nos objetivos
da psicologia institucional).o) Fazer compreender os fatores em jogo (tomada de
insight).p) Investigar as resistências, sem atacar de frente.q) Uma instituição é considerada
sadia quando está em condições de explicitar seusconflitos e possui os meios ou a
possibilidade de arbitrar medidas para sua resolução.r) Não aceitar prazos fixos para tarefas e
resultados, e sim somente para o caso de umrelatório diagnóstico. Não aceitar tampouco
exigências de soluções urgentes (que sãoevasões do

insight
Observação participante- trata se de uma observação cientifica e objetiva no sentido de que o
observador registra o que ocorre, os fenômenos que são externos e independentes dele, com
abstração ou exclusão total de suas impressões ,sensações ,sentimentos e todo estado
subjetivo

Entrevista de investigação – essa entrevista é uma técnica da pratica com a qual se pretende
diagnosticar , aplicar conhecimentos científicos que em si mesmos são provenientes de outras
fontes . A entrevista e´um campo de trabalho no qual se investiga a conduta e a
personalidader de seres humanos

Grupo na entrevita- entrevistador e entrevistado formam um grupo, na qual os integrantes


estão inter-relacionados na qual a conduta de ambos é interdependentes . diferencia-se dos
outros grupos pelo fato de que seus integrantes assume um papel . a inter relação ,o
condicionamento reciproco. Nesse processo a palavra tem um papel importante
atitude,timbre e tonalidade afetiva da voz

Transferência e contra transferência - transferência trata-se da atualização, na entrevista de


sentimentos atitudes e condutas inconsciente por parte do entrevistado que se estabeleceu
na relação inter pessoal com seu meio familiar. O entrevistado atribui papeis ao entrevistador
e comporta se em função deles,transfere situações e moldes para uma realidade presente ,
fornece aspectos irracionais ,imaturos de sua personalidade . É neles que o entrevistador
poderá descobrir aquilo que o entrevistado espera dele. Na contra transferência incluem
todos os dados que aparecem no entrevistadore como emergente no campo psicologicoque se
configura na entrevista, são as respostas do entrevistador as manifestações do entrevistado o
efeito que se tem sobre ele. A diferença é que na entrevista devem ser utilizados como
instrumentos técnicos de observação e compreensão. A interação transferência –contra
transferência pode tabem ser dada como uma atribuição de papeis por parte do entrevistado
e uma percepção deles por parte do entrevistador.

Ansiedade na entrevista-a ansiedade constitui um indicador do desenvolvimento de uma


entrevista e deve ser atentamente acompanhada pelo entrevistador tanto a que se produz
nele como a que aparce no entrevistado. Se o entrevistadoe e entrevistado defrontarem com
uma situação desconhecida ante a qual ainda não estabilizam linhas racionais adequadas e
essa situação não organizada implicar certa desorganização na personalidade de cada um tal
desorganização é a ansiedade. O entrevistador busca ajuda técnica quando se ve perturbado
por mecanismos defensivos diante da ansiedade. A ansiedade do entrevistador é um fator
muito difícil de manipular porque é o motoir do interesse na investigação .

Entrevistador – o instrumento de trabalho e´sua própria personalidade na relação inter


pessoal, o objeto de estudo é o outro ser humano. Que ao examinar a vida dos outros deve
fazer uma revisão da sua própria vida e de sua personalidader conflitos e frustações