Você está na página 1de 41

A 1ª Faculdade de São Paulo Especializada em Medicina Chinesa

Apostila

Acupuntura aplicada na
Ortopedia

Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC


Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa
Direção Geral: Dr. Reginaldo de Carvalho Silva Filho
www.ebramec.com.br
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Acupuntura aplicada na Ortopedia


Introdução
Apresentação

As queixas relacionadas com condições da ortopedia e traumatologia acabam sendo as principais na


grande maioria dos consultórios de Acupuntura. Isso faz com que o profissional esteja altamente preparado
para enfrentar estas condições e oferecer aos pacientes as melhore respostas possíveis.
Após realizarmos o diagnóstico e termos identificado as condições de plenitude ou de deficiência,
podemos traçar a estratégia de tratamento, que envolverá a seleção correta dos pontos de acupuntura mais
adequados para a ocasião. Além disso, devemos identificar quais as técnicas de manipulação das agulhas
são mais adequadas para o caso, dependendo de ser um estado de plenitude ou de deficiência.

Conceitos

O praticante de Medicina Chinesa deve conhecer e saber diferenciar três importantes conceitos para que
possa realizar um bom diagnóstico do paciente:

 症 zhèng Sinais ou sintomas


 证 zhèng Síndromes ou Padrões
 病 bìng Doença
Sintoma 症 zhèng
O Conceito de Zheng (Sintomas, 症 , zhèng) refere-se a qualquer tipo de manifestação ou indicativo ou
sinal de uma doença. Vale ressaltar que o conceito de Sintoma indica, de fato, qualquer sinal patológico
além do pulso. Via de regra, na grande maioria dos casos, um único sinal ou sintoma não é suficiente para
a determinação da natureza de uma doença.
Síndorme 症 zhèng
O conceito de Zheng (Síndrome, 证 , zhèng) aplicado na Medicina Chinesa implica no padrão da
manifestação de uma doença ou alteração patológica indicando sua natureza, sua localização ou ainda a sua
causa. Normalmente a Síndrome inclui alguns ou todos sintomas que se manifestam em um determinado
momento da doença.
Um grupo de sintomas ou sinais com relevância diagnóstica são a base para a determinação da Síndrome
que afeta o paciente em um determinado momento da evolução da doença.
Doença 病 bìng
O conceito de Bing (Doença, 病 , bìng), também identificado pelo caractere Ji (Doença, 疾 , jí), indica
qualquer condição de doença ou moléstia ou patologia para a Medicina Chinesa. Note-se que tanto o
ideograma de Bing como de Ji apresentam o mesmo radical, (疒 chuáng) que vem a ser o radical para cama,
local normalmente relacionado com a pessoa doente.

1
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Canais

Para a Medicina Chinesa como um todo e para a acupuntura em particular, o livro fluxo de Qi e Sangue
pelos Canais e Colaterais é de suma importância e perturbações neste fluxo podem causar diversa alterações
patológicas, sendo a dor uma das principais consequências possíveis e uma das principais queixas nas
alterações relacionadas com a ortopedia.

Dor
Ditados

通则不痛;不通则通。
tōng zé bù tòng; bù tōng zé tōng.
Livre fluxo leva a não ter dor; sem ter livre fluxo leva a dor.
Se houver dor, então isto é nada além do que falta de livre fluxo de Qi e Sangue dentro dos Canais e
Colaterais.

脉络中气血不和则痛。
mài luò zhōng qì xiě bù hé zé tòng.
Qi e Sangue sem harmonia dentro dos Vasos e Colaterais levam a dor.
Se há livre fluxo de Qi e Sangue dentro dos Canais e Vasos, então não haverá dor. Entretanto, se houver
dor, então isto é nada além do que falta de livre fluxo de Qi e Sangue dentro dos Canais e Colaterais.

寒胜则痛。
hán shèng zé tòng.
O Frio vitorioso leva a dor.
Pelo fato do Frio ser constritor, ele obstrui o livre fluxo dos Canais Vasos e na Medicina Chinesa a
definição de dor é falta de livre fluxo. Assim, o Frio vitorioso leva a dor.

血虚则络痛。
xiě xū zé luò tòng.
Deficiência do Sangue leva a dor dos Colaterais.
Como foi visto anteriormente, é dito que os Colaterais são cheios de Sangue. Se há uma deficiência do
Sangue dos Colaterais, então os Colaterais não podem realizar sua função. Sua função é de promover o
livre fluxo de Qi e Sangue. Pelo fato de haver uma falta de livre fluxo, há dor.

Canais
Ditados

经脉者,所以能决死生,处百病,调虚实,不可不通。
jīng mài zhě, suǒ yǐ néng jué sǐ shēng, chù bǎi bìng, diào xū shí, bù kě bù tōng.
Os Canais Vasos são os locais que permitem a determinação da vida e da morte, o controle das
centenas de doenças, a regulação do excesso e da deficiência, não podem não ter livre fluxo.
De acordo com este ditado, os Canais Vasos podem ser utilizados tanto para o diagnóstico como para o
tratamento. Eles permitem a determinação da vida e da morte, de modo que podem ser utilizados para o
diagnóstico. Entretanto, pelo fato de permitirem a regulação da deficiência e do excesso, eles podem ser
usados para o tratamento de doenças. Além disso, a declaração especifica que eles não podem ter seu livre
fluxo impedidos. Eles devem fluir livremente para que se tenha saúde.

2
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

经络所过,主治所及。
jīng luò suǒ guò, zhǔ zhì suǒ jí.
Os Canais e Colaterais controlam o tratamento das áreas por onde passam.
Este ditado, extremamente importante, diz que as doenças que se manifestam ao longo do trajeto de um
Canal ou Colateral pode ser tratada mediante a manipulação do fluxo de Qi e Sangue dentro deste Canal
ou Colateral.
É esta habilidade de tratar os Canais e Colaterais que faz com que a acupuntura seja efetiva. É também
isto que permite que a estimulação de um ponto de acupuntura possa tratar uma dor ou doença distante
do mesmo, ao passo que o ponto de acupuntura esteja no Canal que passa ou atravessa a área afetada.

经脉十二者,伏行分肉之间,深而不见。
jīng mài shí èr zhě, fú xíng fēn ròu zhī jiān, shēn ér bù jiàn.
Os 12 Canais Vasos movimentam-se profundamente entre as divisões da carne. São profundos e não
aparecem.
Como este ditado deixa claro, os 12 Canais Regulares são profundos, seguem dentro da musculatura e não
podem ser vistos.
Assim fica clara a importância de se palpar o paciente para buscar as alterações nos Canais.

Etiologia

As causas das patologias ortopédicas seguem o mesmo padrão de Etiologia da Medicina Chinesa, e de
maneira geral, classifica-se a os agentes patogênicos em três principais categorias:

 内因 nèi yīn Fatores Internos


 外因 wài yīn Fatores Externos
 不内外因 bù nèi wài yīn Fatores Nem Internos Nem Externos

Causas Externas – Exógenas


 Contração de Agentes Patogênicos

Vento

Sinais que surgem e desaparecem rapidamente, sinais migratórios em dores, movimentos anormais,
tremores, normalmente ataca a parte superior e pode carregar os demais Agentes Patogênicos.
 Perturba o livre fluxo de Qi e de Sangue (Xue);
 Afeta inicialmente o Qi e em seguida o Sangue (Xue).

Frio

Caracterizado por dores fixas e profundas, sensação de frio na região afetada, acompanhado de rigidez,
que piora com o frio e melhora com o calor.
 Retardo, Contração e Estagnação de Qi e de Sangue (Xue);
 “Congelamento” do Sangue (Xue).

3
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Umidade

Caracterizado por sensações de peso, dor difusa ou entorpecimento, presença de inchaço, normalmente
está presente em patologias persistentes.
 Retarda a circulação de Qi e de Sangue (Xue);
 Estagnação local.

Calor

Sinais e sintomas de calor, vermelhidão, como em um processo inflamatório. Normalmente é a resposta


do corpo e não uma invasão propriamente dita.
 Relacionado com patologias sistêmicas;
 Evolução dos demais agentes patogênicos, gerando Calor dentro do corpo.

Causas Internas – Endógenas

Deficiência de Qi e de Sangue (Xue)

Uma deficiência dos fatores Nutritivos (Ying) e Defensivos (Wei), respectivamente Sangue (Xue) e Qi,
faz com que o corpo perca sua capacidade de reparar as lesões ou impedir que estas aconteçam.

Disfunções dos Órgãos e Vísceras (Zang Fu)

Alteração em um ou outro Órgão (Zang) afeta a circulação adequada de Qi e de Sangue (Xue) em seus
Canais e Colaterais (Jing Luo) relacionados, principalmente nas relações de Natureza Yin e Yang.

Disfunções do Baço (Pi)

Deficiência do Qi ou do Yang do Baço (Pi) acarretam uma fraqueza no corpo, facilitando principalmente
a presença de Umidade.

Disfunções do Fígado (Gan)

Estagnação do Qi do Fígado (Gan) normalmente está combinada com ocasiões de tensão excessiva.
Vento do Fígado (Gan) está relacionada com uma vasta quantidade de alterações neurológicas. Deficiência
do Sangue (Xue) do Fígado (Gan) está presente em lesões por excesso de atividades.

Disfunções do Rim (Shen)

Deficiência do Rim (Shen) tende a levar a deficiência de outros Órgãos e Vísceras (Zang Fu).
Normalmente está presente em patologias crônicas ou tornando-as cada vez mais crônicas.

Deficiência localizada de Qi e/ou de Sangue (Xue)

Falta de aquecimento antes de atividade física; Fraqueza local como lesões ou micro lesões mal curadas;
Flacidez ou frouxidão músculo-ligamentar.

4
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Causas Nem Internas Nem Externas

Traumas

De modo geral podemos encarar trauma como: batida, facada, queda, contusão, torção, períodos
prolongados com má postura, ou excesso de atividade (LER, DORT, AMERT).

 Estagnação de Qi e de Sangue (Xue) pelo trauma;


 Estagnação de Qi e de Sangue (Xue) pela inflação;
 Fraqueza local permitindo Invasão Externa.

Estase de Sangue

O termo Estase de Sangue (Yu Xue) da Medicina Chinesa faz referência a uma situação onde o Sangue
(Xue) se apresenta estagnado no interior do corpo do paciente, incluindo aquele que extravasou os vasos
dentro do corpo ou ainda aquele que circula muito lentamente ou fica bloqueado nos Canais e Colaterais
(Jing Luo) em áreas ou em todo o corpo.
A Estase de Sangue (Yu Xue) é um produto de alterações patológicas no desenvolvimento de uma
doença, podendo ser também causa de novas alterações e sintomas. Um dos principais sintomas
relacionados com a Estase de Sangue (Yu Xue) é a dor, pelo fato da obstrução na livre circulação de Qi e
de Sangue (Xue) nos Canais e Colaterais (Jing Luo).
Doenças crônicas e persistentes também podem levar a uma formação gradual da Estase de Sangue (Yu
Xue), como resultado de uma incapacidade de um Qi, que já se apresenta enfraquecido pela doença crônica,
em promover a circulação de Sangue (Xue) ou bloqueio nos Colaterais (Luo).
A dor relacionada com a Estase de Sangue (Yu Xue) normalmente se apresenta como dor em pontada,
de localização fixa, caracterizada por agravamento com pressão (palpação), apresentando-se mais suave
durante o dia que de noite.

Teoria dos Canais


Palpação

É fundamental para a boa prática de avaliação de paciente com queixas ortopédicas, o conhecimento
exato da situação do local referido e para isso a Medicina Chinesa indica o uso de técnicas de palpação, em
pontos, Canais, áreas e no pulso.

01 - Zonas cutâneas - Pi Bu
02 - Colaterais Luo superficiais - Fu Luo
Colaterais Luo pequenos ou neto - Sun Luo
Colaterais de Sangue - Xue Luo
03 - Canais Tendino-musculares - Jing Jin
04 - Colaterais Luo - Luo Mai
05 - Canais Principais - Jing Mai
06 - Colaterais Luo - Luo Mai
07 - Canais Extraordinários - Qi Jing Mai
08 - Ramificações internas
09 - Canais Distintos ou Divergentes - Jing Bie
10 - Órgãos e Vísceras - Zang Fu

5
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Wang Le Ting
Regras Clínicas

Dr. Wang Le Ting, também conhecido como o Mestre da Agulha de Ouro, amava profundamente
acupuntura e moxabustão e com o intuito de apresentar uma arte de cura perfeita e aliviar mais efetivamente
o sofrimento de muitas pessoas, ele lia e estudava persistentemente uma variedade de livros médicos.
Dr. Wang Le Ting estabeleceu o que ficou conhecido como as 5 regras clínicas para a boa prática e que
podem ajudar a nortear os profissionais da Acupuntura.

1. Os quatro exames devem ser detalhados o máximo possível, enquanto é essencial que a diferenciação
de síndromes e os métodos [de tratamento] correspondam;
2. Não negligencie um único aspecto quando escolher pontos ou agulhar;
3. A profundidade da inserção da agulha deve ter seu grau e o Qi deve ser obtido após agulhar;
4. Tonificação e Dispersão devem ser claramente diferenciadas;
5. Acupuntura e moxabustão, cada uma possui seus limites e capacidades e, portanto, devem auxiliar-
se mutuamente.

Seleção de Pontos
Introdução

A seleção dos pontos de acupuntura para o tratamento é uma das etapas mais importantes de todo o
processo de atendimento, visto que de nada adianta o acupunturista ter um bom conhecimento das teorias
de base da Medicina Chinesa, conhecer e aplicar os métodos de diagnóstico tradicionais, obter uma clara
ideia do padrão que afeta o paciente, se não sabe o que fazer para colocar toda esta informação em prática,
selecionando os pontos adequados para o caso.
Na prática da acupuntura há diferentes estilos e escolas de pensamentos, desde os mais tradicionais até
os mais modernos, passando por estilos diferentes como o japonês, o coreano, a acupuntura dos Cinco
Elementos de Worsley, acupuntura neuromuscular, dentre outras, que possuem métodos e pensamentos
próprios que levam a diferentes seleções de pontos para o tratamento.
De maneira geral, atualmente há uma busca por reduzir-se a quantidade de pontos selecionados para um
determinado paciente. Obviamente, que cada caso, cada paciente, cada situação, apresenta características
próprias que podem requerer mais ou menos pontos.
É fácil perceber que no início da prática clínica, após ou ainda durante a formação, grande parte dos
acupunturista tende a empregar uma grande quantidade de pontos de acupuntura, o que acaba por diluir o
estímulo de modo que o paciente pode até mesmo, melhorar mais lentamente. Vale lembrar aqui, que nem
sempre mais pontos resulta em mais efeitos.
A seguir é regras e métodos básicos de seleção de pontos e acupuntura, desde métodos com relação à
localização do ponto de acupuntura em relação ao local afetado do paciente, até métodos que levam em
consideração critérios diagnósticos, teorias da Medicina Chinesa, além de informações vindas da medicina
ocidental.

Local

Este método de seleção de pontos é um dos mais óbvios e simples, no entanto não é, necessariamente, o
melhor método, principalmente se aplicado de maneira exclusiva. A seleção de pontos locais faz referência
tanto aos pontos de acupuntura dos Canais, como os pontos extraordinários ou novos de acupuntura, e ainda
os pontos Ashi (阿是 āshì).

6
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

备急千金要方 bèi jí qiān jīn yào fāng de Sun Si Miao


有阿是之法,言人有病痛,即令捏其上,若里当其处,不问孔穴,即得便快成痛处,即云阿是。
灸刺皆验,故曰∶阿是穴也。
yǒu ā shì zhī fǎ ,yán rén yǒu bìngtòng ,jí lìng niē qí shàng ,ruò lǐ dāng qí chù ,bùwèn kǒngxuè ,jí
dé biàn kuài chéng tòngchǔ ,jí yún ā shì 。jiǔ cì jiē yàn ,gù yuē ∶ ā shì xué yě 。
Há o método dos pontos Ashi. A pessoa dizendo que tem uma doença dolorosa, imediatamente pinçar em
cima, como se fosse o local sem se preocupar se é um ponto.
Imediatamente adequado, rapidamente aliviado ou tornando-se dolorido, imediatamente diz-se Ah, sim.
Pode checar Acupuntura e Moxabustão em todos os casos.
Por isso chamam pontos Ashi.

Distal

Este método de seleção de pontos de acupuntura implica na utilização de pontos localizados de maneira
distante em relação à região do corpo do paciente com alteração. A seleção dos pontos distais de acupuntura
necessita que o praticante possua um bom conhecimento da teoria dos Canais e Colaterais (Jing Luo), com
destaque para uma profunda noção sobre os trajetos dos Canais e de suas ramificações.

Contralateral

Este método de seleção de pontos implica, basicamente, na escolha de pontos de acupuntura de um lado
do corpo para o tratamento de alterações do outro lado. Este método de seleção tem por base informações
clássicas apresentas no Huang Di Nei Jing e outros textos clássicos, com base em dois métodos de
agulhamento descritos como Ju Ci (agulhamento oposto) e Miao Ci (agulhamento contralateral), onde o
primeiro está mais relacionado com o estímulo dos Canais e o segundo com o estímulo dos Colaterais.

Cruzado

Este método de seleção de pontos de acupuntura é uma amplificação do método contralateral formando
o que praticantes denominam de agulhamento cruzado, tratando pontos no lado oposto e na região inferior
para patologias na região superior e pontos no lado oposto na região superior para patologias na região
inferior.

Método Cruzado
Apresentação

O tratamento por acupuntura através do Método Cruzado de Tratamento é indicado principalmente para
problemas ortopédicos e traumatológicos, principalmente em problemas em articulações onde está se
apresenta com uma ou mais destas condições, inflamação, edema, rigidez, limitação de movimentos ou dor.
Podemos dizer que este método apresenta resultados melhores em enfermidades agudas, sendo que
quando Dr. Zhou Yu Yan descreveu este método, ele recomendava que era para ser utilizado somente em
enfermidade em estágios agudos.
No entanto através de nossa experiência pude perceber que esta recomendação nada mais é que simples
precaução para preservar a técnica, pois já aplicamos em casos crônicos de dores nos joelhos, por exemplo,
onde obtivemos excelentes resultados com rápido alívio da dor e aumento da ADM (amplitude de
movimento).

7
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

O princípio para a seleção de pontos de acupuntura de tratamento através do Método Cruzado de


Tratamento é que em primeiro lugar devemos determina qual é a área do corpo correspondente àquela área
com problemas, dolorida, inchada, com limitação na ADM (amplitude de movimento) ou sensível.
Para que possamos determinar qual é esta área a ser tratada, temos uma regra básica, porém muitíssimo
eficaz:

 O Ombro corresponde ao Quadril;


 O Cotovelo corresponde ao Joelho;
 O Punho corresponde ao Tornozelo;
 A Palma da mão corresponde à Sola do pé;
 Os Dedos da mão correspondem aos Artelhos;
 O Quadril corresponde ao Ombro;
 O Joelho corresponde ao Cotovelo;
 O Tornozelo corresponde ao Punho;
 A Sola do pé corresponde à Palma da mão;
 Os Artelhos correspondem aos Dedos da mão.

A técnica de manipulação de agulha mais utilizada no Método Cruzado de Tratamento é aquele referente
à porque as indicações clínicas que mais se enquadram no Método são as condições em que podemos
evidenciar padrões onde a estagnação de Qi e Sangue (Xue) acabam por levar a uma obstrução no livre
fluxo dos Canais e Colaterais, deste modo os métodos de dispersão são escolhidos para uma ativação do
Sangue (Xue) e remoção das obstruções que impedem o livre fluxo através dos Canais e Colaterais.

San Zhen Liao Fa


三针疗法
O Método de Três Agulhas é uma forma de acupuntura que utiliza seleções e combinações de pontos de
acupuntura unicamente criadas para o tratamento de Síndromes, doenças e sintomas associados. Cada uma
das específicas combinações de pontos é composta de apenas três pontos de acupuntura, sejam bilaterais,
unilaterais ou uma mescla.

3 Agulhas da Estase de Sangue

F3 (Taichong)
Justificativa: Este é o ponto Fonte (Yuan) do Fígado (Gan), Órgão (Zang) responsável por manter o livre
fluxo pelo corpo, com destaque para o livre fluxo de Qi e de Sangue (Xue), sendo utilizado com o ponto a
seguir para a remoção de Estase de Sangue (Yu Xue).

VB34 (Yanglingquan)
Justificativa: Este ponto é empregado em conjunto com o anterior para remover Estase de Sangue (Yu Xue)

VC17 (Danzhong)
Justificativa: Este é o ponto de Influência (Hui) do Qi, sendo empregado para ativar a circulação do Qi e,
consequentemente, a circulação do Sangue (Xue).

8
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Funções tradicionais:
Movimentar o Qi para promover a circulação de Sangue (Xue);
Estimular o Qi do Fígado (Gan).

Manipulações das agulhas:


O ponto VC17 (Danzhong) deve ser agulhado de maneira oblíqua para baixo por 0,5-0,8 cun. O ponto F3
(Taichong) deve ser agulhado de maneira perpendicular com inserção de 0,5-0,8 cun. O ponto VB34
(Yanglingquan) deve ser agulhado de maneira oblíqua com inserção de 0,8-1 cun. As agulhas devem ser
manipuladas de maneira mais forte objetivando uma dispersão.

Mestre Tung
Apresentação

A Acupuntura do Mestre Tung é um sistema clássico de Acupuntura e neste sentido a sua base maior
recai sobre o entendimento detalhado das Teoria de Canais. O entendimento do trajeto, relações e conexões
dos Canais permite uma melhor abordagem clínica com o máximo de efeitos terapêuticos. Nas alterações
ortopédicas a importância da Teoria de Canais é ainda mais notória por conta das queixas relacionadas com
dores.

Diagnóstico e Estratégia de Tratamento

O mecanismo da doença deve ser cuidadosamente examinado de acordo com a natureza da mesma.
Caso haja, deve ser analisado; se não houver, também deve ser analisado.
Se há excesso, deve ser explorado; se há deficiência, também deve ser explorado.
A doença causada pela predominância de transtorno de um dos cinco Órgãos (Zang) deve ser identificada
primeiro. Sangue e Qi devem ser drenados e regulados de modo que fiquem equilibrados.

A aplicação combinada da Teoria de Canais com o sistema de correspondências do Mestre Tung permite
que os efeitos terapêuticos sejam ainda mais efetivos. Os Canais nos permitem uma abordagem que
seleciona o melhor ponto no sentido vertical. As Correspondências nos permitem uma abordagem que
seleciona o melhor ponto no sentido horizontal.

Exemplo: Dor Lombar


Na prática regular da acupuntura sistêmica é conhecida a indicação do ponto ID3 (Houxi) para o
tratamento de dores lombares. Assim como também é usual a combinação deste ponto com pontos locais
na região lombar para a complementação do estímulo. Esta forma de combinação é amplamente possível e
indicada nas práticas com microssistemas.

Perguntas

Por que utilizar ID3 (Houxi)?


Ba Mai Jiao Hui Xue.
Por que utilizar mais pontos?
Para especificar o estímulo.

9
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Queixas

Torcicolo, Cervicalgia, Hérnia de disco, Lombalgia, Síndrome do Túnel do Carpo, Tendinites, Epicondilites,
Bursite, Entorses, Escoliose.

Torcicolo
Apresentação

O torcicolo, também chamado torção cervical, é um distúrbio, na maioria das vezes agudo, do pescoço
caracterizado por uma distensão muscular repentina, que provoca reativamente uma contração dos
músculos e, consequentemente, uma rigidez, o que limita os movimentos da cabeça. Na pessoa com
torcicolo é comum que sua cabeça permaneça inclinada e voltada para um dos lados.
Segundo a Medicina Ocidental o torcicolo pode ser:

Torcicolo repentino: Aparece como resultado de um movimento brusco, de uma má postura do pescoço,
de um esforço ou de uma exposição ao frio na área cervical.
Torcicolo permanente: Durante o crescimento e quando não é corrigido a tempo por métodos
adequados, um torcicolo persistente pode provocar problemas de desenvolvimento bilateral desigual.
Torcicolo congênito: Ocorre em razão de algumas doenças ósseas hereditárias e, sobretudo, como
consequência de uma pressão lesiva sobre o pescoço dos bebês durante o parto.
Torcicolo espasmódico: É um sintoma de doenças degenerativas do sistema nervoso, como o mal de
Parkinson, embora sua causa última seja desconhecida.

Medicina Chinesa

Esta condição é conhecida como 落枕 luò zhěn ou 项强 xiàng qiáng (literalmente Pescoço rígido) e está
associada com dor na região do pescoço, associada com a incapacidade de movimentar o pescoço
livremente.

Etiopatogenia

Debilidade Constitucional de Qi e/ou de Sangue (Xue);


Postura inadequada, principalmente ao dormir;
Invasão de Vento, Frio e/ou Umidade;
Traumatismo.

Princípios de Tratamento

Relaxar a musculatura do pescoço;


Ativar a circulação de Qi e Sangue (Xue);
Dispersar as estagnações;
Desobstruir o fluxo nos Canais e Colaterais Jing Luo);
Eliminar os Agentes Patogênicos.

10
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Tratamento Geral

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica:


Luozhen, VB39 (Xuanzhong), ID6 (Yanglao), VG14 (Dazhui).

Pontos Suplementares de Acupuntura Sistêmica


VB21 (Jianjing), VB20 (Fengchi), ID3 (Houxi).

77.01 (Zheng Jin) 正筋穴

Localização:
Encontrar o tendão calcâneo e medir 3.5 cun proximal a partir
da base do calcanhar.

Canal dos Cinco Órgãos (Zang) de Tung:


Vértebra, Cérebro.

Indicações:
Dor de torção vertebral, dor lombar (vértebras), dor nos
tendões do pescoço com incapacidade para virar, aumento no
osso craniano.

Técnicas de Agulhamento:
Inserção da agulha com profundidade de 5 a 8 fen (O ponto é
mais eficaz quando a agulha penetra através do tendão). A
Acupuntura é feita na posição sentada para pacientes fortes e
em uma posição supina para pacientes debilitados.

11
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

77.02 (Zheng Zong) 正宗穴

Localização:
Medir 2 cun proximal a partir do 77.01 (Zhen Jin) Restaurar
Tendão Um.

Canal dos Cinco Órgãos (Zang) de Tung:


Vértebra, Cérebro.

Indicações:
Dor de torção vertebral, dor lombar (vértebras), dor nos
tendões do pescoço com incapacidade para virar, aumento no
osso craniano.

Técnicas de Agulhamento:
Inserção da agulha com profundidade de 5 a 8 fen (O ponto é
mais eficaz quando a agulha penetra através do tendão). A
Acupuntura é feita na posição sentada para pacientes fortes e
em uma posição supina para pacientes debilitados.

77.03 (Zheng Shi) 正士穴

Localização:
Medir 2 cun proximal a partir do 77.02 (Zheng Zong)
Restaurar Tendão Dois.

Canal dos Cinco Órgãos (Zang) de Tung:


Pulmão, Vértebra.

Indicações:
Dor no ombro e parte superior das costas, dor lombar, ciática.

Técnicas de Agulhamento:
Inserir a agulha com 5 fen a 1 cun de profundidade.

12
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

San Zhen Liao Fa


3 Agulhas da Dor e Rigidez no Pescoço

Luozhen – extra
Justificativa: Ponto selecionado por suas ações e por experiência clínica. O nome deste ponto extra indica
diretamente a sua ação sobre as condições de dores no pescoço.

ID6 (Yanglao)
Justificativa: Ponto selecionado por suas ações e por experiência clínica. Este é o ponto Fenda (Xi), que
tem função de desobstruir e liberar estagnações, do Intestino Delgado (Xiao Chang), cujo trajeto passa pela
região lateral do pescoço.

VB34 (Yanglingquan)
Justificativa: Este é o ponto de Influência (Hui) dos tendões, possuindo grande ação sobre as afecções deste
tipo de tecido, muito envolvido nas afecções do pescoço.

Funções tradicionais:
Mobilizar o Qi e o Sangue (Xue);
Ativar os Colaterais (Luo Mai) da região;
Beneficiar os tendões.

Manipulações das agulhas:


O ponto VB34 (Yanglingquan) deve ser agulhado de maneira oblíqua com inserção de 0,8-1 cun. O
ponto ID6 (Yanglao) deve ser agulhado de forma oblíqua por 0,3-0,5 cun, seguido de manipulações em
rotação.
O ponto Luozhen deve ser agulhado de forma perpendicular 0,3-0,5 cun, seguido de rotações. Esta
combinação responde ainda melhor associado com movimentação ativa ou passiva da região do pescoço
em conjunto com a manipulação das agulhas.

Pesquisa

Pesquisa através do agulhamento do IG10 (Shousanli)


Chinese Acupuncture & Moxibustion, 1994

Método: com o paciente sentado com o cotovelo flexionado a 90°, inserir uma agulha superficialmente,
então pedir ao paciente que flexionar o ombro elevando o cotovelo e aprofundar a agulha até 1,5cun de
profundidade, estimular a agulha entre 2 e 5 minutos, pedir ao paciente que movimente o pescoço enquanto
a agulha é estimulada, e pedir que volte a posição inicial, para retirar a agulha, ou repetir o procedimento
caso a dor não tenha passado.
A pesquisa que foi realizada mediante a aplicação do ponto de acupuntura IG10 (Shousanli) para o
tratamento de 100 pessoas, obteve os seguintes resultados:

 92 casos foram curados;


 8 casos obtiveram grande melhora, restando apenas um pouco de dor.

13
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Cervicalgia
Cervicobraquialgia – Introdução

Dores na região cervical, podendo ser acompanhadas de irradiação em diversas regiões. Algumas
condições secundárias podem estar presentes, como artrites interfacetárias, artroses, hérnia de disco,
degeneração discal, formação de osteófitos, compressão medular.
Uma causa bastante comum para cervicalgias é a Síndrome do Chicote, normalmente relacionada com
acidentes automobilísticos.

Medicina Chinesa

Esta condição também pode ser descrita como dor nas vértebras cervicais ( 颈 椎 痛 jǐng zhuī tòng) e
implica na queixa principal de dor e desconforto na região posterior do pescoço, seja apenas localizada,
seja com irradiação.

Etiopatogenia

No início do acometimento destas alterações podemos encontrar os seguintes fatores causais:

 Frio
 Vento
 Umidade
 Traumas – Excesso de Atividades

Após a invasão dos agentes patogênicos diversos fenômenos podem ser desencadeados, iniciando por
alterações nas partes moles, podendo até mesmo atingir processos degenerativos, que fazem com que uma
dor inicialmente cervical, passe a ser cervicobraquial.

Diferenciação

Além do entendimento dos fatores patogênicos associados com a cervicalgia, é essencial que o
profissional realize a adequada Diferenciação de Canais, para identificar qual é o Canal afetado e então
direcionar o tratamento. Neste sentido, a cervicalgia pode ser definida pelos Canais e Colaterais (Jing Luo)
acometidos:

 Canais Tendino-musculares (Jing Jin);


 Colaterais Luo (Luo Mai);
 Canais Principais (Jing Mai);
 Canais Extraordinários (Qi Jing Mai);
 Canais Distintos (Jing Bie).

Diferenciação e Tratamento

Alteração nos Canais Tendino-musculares (Jing Jin)


Presença de dor cervical, normalmente com contraturas, e diversos pontos Ashi, além de pressão sobre
ID18 (Quanliao) e VB13 (Benshen).

14
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica:


Pontos Ashi, Pontos Jing – Fonte, ID18 (Quanliao) – 3 Canais Yang dos pés, VB13 (Benshen) – 3 Canais
Yang das mãos.

Alteração do Colateral (Luo Mai) do Du Mai


Invasão levando a plenitude, com dores fortes e contraturas musculares ao longo da coluna vertebral,
normalmente com irradiação de caudal para cranial.

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica:


VG1 (Quangqiang) ou B1 da Koryo Sooji Chim, VG16 (Fengfu), B10 (Tianzhu), VB20 (Fengchi), ID3
(Houxi), Pontos ao longo da musculatura.

Alterações do Yang Qiao Mai


Presença de diversas outras dores, recentes ou antigas, cansaço, sono não reparador, distúrbios emocionais,
depressão.

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica:


ID3 (Houxi), B62 (Shenmai), VG20 (Baihui), B2 (Zanzhu), ID6 (Yanglao).

Alteração do Yin Qiao Mai


Presença de alterações internas concomitantes ou anteriores às dores, sonolência, depressão e ansiedade,
desânimo.

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica:


P7 (Lieque), R6 (Zhaohai), C7 (Shenmen), R10 (Yingu), B2 (Zanzhu).

Alteração do Du Mai
Presença de dores que impossibilitam os movimentos de flexo-extensão do pescoço, com dor irradiada até
a região lombar, podendo acometer o Canal Principal da Vesícula Biliar (Dan) através do VG14 (Dazhui).

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica:


ID3 (Houxi), B62 (Shenmai), VG16 (Fengfu), B60 (Kunlun), VG14 (Dazhui).

Alteração nos Canais Principais (Jing Mai)


Tai Yang: dor escapular, tensão em paravertebrais, que pioram com estresse.
B10 (Tianzhu), B11 (Dashu), VB20 (Fengchi), VG16 (Fengfu), Luozhen, ID3 (Houxi), ID6 (Yanglao), ID7
(Zhizhong), B65 (Shugu).

Shao Yang: dor supra-clavicular e em trapézio, contratura e dificuldade em movimentos, podendo ter
cefaléia.
B10 (Tianzhu), VB20 (Fengchi), VG16 (Fengfu), Luozhen, TA3 (Zhongzhu), VB41 (Zulingi), VB34
(Yanglinquan), VB21 (Jianjing).

Alteração do Canal Distinto do Pericárdio (Xinbao)


Presença de distúrbios emocionais associados, ênfase em emoções reprimidas, com sensação de peso nos
ombros. Pode estar associada a precordialgia, opressão torácica.

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica:


VG20 (Baihui), TA16 (Tianyou), PC1 (Tianshi), PC6 (Neiguan), Luozhen.

15
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Tratamento Auricular

Principais Pontos de Acupuntura Auricular:


Pescoço, Vértebras cervicais, Rim, Hélice 4, Shemnen, Subcórtex.

Pontos Adicionais de Acupuntura Auricular:


Triplo Aquecedor, Vesícula Biliar, Bexiga, Intestino Delgado, Locais de parestesia.

Tratamento de Gua Sha

Regiões a serem estimuladas:


De VG16 (Fengfu) até VG12 (Shenzhu);
De VG20 (Fengchi) até VB21 (Jianjing);
De B10 (Tianzhu) até B11 (Dazhu);
ID11 (Tianzong) para baixo;
IG11 (Quchi) para baixo;
TA5 (Waiguan) e TA3 (Zhongzhu) para baixo;
De VB34 (Yanglinquan) até VB39 (Xuanzhong).

Pesquisa

Pesquisa sobre Eletroacupuntura e Tui Na


Journal of Traditional Chinese Medicine, 1997

278 casos de espondilopatia cervical foram estudados durante um período de 3 anos com tratamento de
Eletroacupuntura e Tui Na e um grupo controle com 158 casos foi tratado apenas com Tui Na.
Pontos para eletroacupuntura contínua, 50Hz:

VB20 (Fengchi) e IG15 (Jianyu);


IG11 (Quchi) e IG4 (Hegu);
Rou Fa-pressão com amassamento nos pontos Ashi;
An Fa-pressão sobre VB21 (Jianjing), VG16 (Fengfu) e VG14 (Dazhui);
An-Fa-pressão sobre o Canal Principal do Intestino Grosso (Da Chang Jing Mai), unindo os pontos de
acupuntura IG15 (Jianyu), IG11 (Quchi) e IG4 (Hegu).

Resultados Eletroacupuntura e Tui Na Tui Na

Curados 230 82,70% 96 61,00%

Grande melhora 40 14,40% 43 27,00%

Melhora 5 01,80% 13 08,00%

Sem efeito 3 01,10% 6 04,00%

Total 278 100% 158 100%

16
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Lombalgia
Lombociatalgia - Introdução

A região lombar é a parte da coluna que recebe a maior carga de peso corporal. Possui uma grande
amplitude de movimentos em todos os sentidos e, por esta razão, está sujeita a muitas doenças decorrentes
destas suas características mecânicas.
Lombalgia é a dor ou desconforto na região lombar, seja de causa nervosa ou muscular. Podendo, às
vezes, ser causada pelo estresse. Esta condição geralmente envolve a contratura ou espasmo dos músculos
ao longo da coluna que servem para sustentá-la.
Diversas são as possíveis causas com destaque para: Cifose dorsal, hiperlordose lombar, gravidez,
obesidade abdominal, má postura, lesões na medula e nas meninges, lesões nos órgãos torácicos,
abdominais ou pélvicos, fratura com compressão de um corpo vertebral, osteomielite, turberculose vertebral,
neoplasias, lesões nos discos intervertebrais e nas articulações, espondilite anquilosante, atividades físicas
vigorosas, levantamento de peso...
A Hérnia de Disco é uma lesão do disco intervertebral que produz um quadro compressivo das raízes
dos nervos espinhais ou simplesmente deslocamento do núcleo pulposo e dor, sendo mais comum nas
regiões cervical e lombar.
A Hérnia de Disco é causada pela herniação do núcleo pulposo, que passa através do anel fibroso, que
constitui a parte mais exterior do disco. Como a região mais fina do anel fibroso na parte póstero-lateral do
disco, este é o local mais propenso a ter o prolapso do núcleo, sendo também o local mais fácil para ocorrer
a compressão de raízes nervosas.
A principal manifestação da hérnia de disco é a dor bem no local onde houve o prolapso, além disso
podemos ter:

 Dor repentina, severa em pontada, nos casos agudos;


 Dor constante, com alívio ao descanso e piora ao esforço, nos casos crônicos;
 Dor irradiada para os membros inferiores;
 Parestesias nos membros inferiores;
 Pontos dolorosos na região lombar e/ou membros inferiores.

A região lombar é dominada pelo Canal Principal da Bexiga (Pang Guang) e pelo Vaso Extraordinário
Du Mai, além de um ramo interno do Canal Principal do Rim (Shen).

Ditados

腰为肾之府。
yāo wèi shèn zhī fǔ.
A lombar é a mansão do Rim.
Na Medicina Chinesa, a região lombar é intimamente associada com a localização anatômica do Rim, e
um dos principais sintomas da deficiência de tanto o Yang do Rim como do Yin do Rim é a dor e desconforto
na região lombar.

肝肾络虚腰痛不止。
gān shèn luò xū yāo tòng bù zhǐ.
Com deficiência nos Colaterais do Fígado e do Rim, a dor lombar não para.
A região lombar é a mansão do Rim, e o Fígado e o Rim compartilham uma fonte comum. Assim, se os
Colaterais do Fígado e do Rim estiverem deficientes, dor lombar pode resultar.

17
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

A coluna vertebral, segundo as teorias e os conceitos da Medicina Chinesa, é regida pelo Qi do Rim
(Shen), seguido pelo Qi do Fígado (Gan). A coluna vertebral é uma estrutura importante comandada pelo
Canal Extraordinário Vaso Governador (Du Mai), seguido diretamente pelo Canal Principal da Bexiga
(Pang Guang), além de um pseudo Canal formado pela união dos pontos de acupuntura Jiaji, inicialmente
descrito por Hua Tuo.

Etiopatogenia

As principais causas para as lombalgias são:


Trauma, Excesso de Atividade Física, Invasão de Agentes Patogênicos, Vento, Frio, Umidade, Deficiência
do Qi, Yin e Yang Rim (Shen).

Quando de origem traumática, temos que má posturas, ou atividades excessivas, por tempo prolongado
ou algum tipo de movimento repentino, levam a situações de Estagnação de Qi e Sangue (Xue). Quando da
Invasão dos Agentes Patogênicos, estes acabam por impedir, o livre fluxo de Qi e/ou de Sangue (Xue).
Quando da Deficiência do Rim (Shen), não há a devida nutrição das estruturas locais levando até mesmo a
algumas alterações anatômicas.

Diferenciação

A lombalgia aguda normalmente está relacionada com lesões nos Canais e Colaterais (Jing Luo) e uma
consequente Estagnação de Qi e de Sangue (Xue). A lombalgia crônica está relacionada com:

 Retenção de Umidade-Frio;
 Deficiência de Qi e Sangue (Xue), normalmente por excesso de atividade;
 Deficiência do Rim (Shen);
 Estagnação prolongada de Sangue (Xue).

Princípios de Tratamento

 Relaxar a musculatura lombar;


 Relaxar a musculatura cervical;
 Ativar a dor;
 Melhorar a nutrição da coluna;
 Ativar a circulação de Qi e de Sangue (Xue);
 Eliminar agentes patogênicos;
 Nutrir o Rim (Shen).

18
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Wang Le Ting
Combinações da Região Lombar

Dor lombar VB30, B40. Costas, B60.


Tensão e distensão lombar VG26, ID3
Dor por estagnação e estase de Qi e Sangue Sangrar B40 e B17
Dor por Vento, Frio, Umidade (crônica) Moxa VG2, 50 cones; agulhar VG4, B23
Dor lombar e perna ID4, E36, VB30, B40
Dor lombar e quadril, dificuldade de virar IG11, VB30, B40
Dor e rigidez lombar e costas, incapaz de olhar para cima B25, B26, B40
e para baixo
Dor lombar e coxa BA10, VB31, VB30, VB34
Dor lombar e costas VG4, B23, B18, B19, B28
Dor lombar e costas, urina turva 1. B23, B28, B40, B32
2. VC6, F13
Bi de Vento, Frio, Umidade durante dias B31-34, B40, B60

Abordagem do Nei Jing, Su Wen 41

足太阳脉令人腰痛, 引项脊尻背如重状, 刺其郄中太阳正经出血, 春无见血


zú tài yáng mài lìng rén yāo tòng, yǐn xiàng jǐ kāo bèi rú zhòng zhuàng, cì qí xì zhōng tài yáng zhèng jing
chū xuè, chūn wú jiàn xuè
Quando o vaso Tai Yang do Pé causa dor lombar na pessoa, a nuca, coluna, final da coluna e as costas
estarão como com um grande peso, agulhar para saída de sangue o centro da fissura [Xi Zhong nome
alternativo indicando o ponto B40 (Weizhong)] do Canal Regular do Tai Yang. Na primavera o sangue não
deve aparecer.

少阳令人腰痛, 如以针刺其皮中, 循循然不可以俛仰, 不可以顾, 刺少阳成骨之端出血, 成骨在膝外廉


之骨独起者, 夏无见血
shǎo yáng lìng rén yāo tòng, rú yǐ zhēn cì qí pí zhōng, xún xún rán bù kě yǐ miǎn yǎng, bù kě yǐ gù, cì shǎo
yáng chéng gǔ zhī duān chū xuè, chéng gǔ zài xī wài lián zhī gǔ dú qǐ zhě, xià wú jiàn xuè
Quando o Shao Yang causa dor lombar na pessoa, é como se uma agulha picasse dentro da pele,
continuando assim não conseguirá fazer reverência ou olhar para cima, não conseguirá olhar para trás,
agulhar para saída de sangue o Shao Yang na extremidade do osso [em referência ao VB34 (Yanglingquan)].
No verão o sangue não deve aparecer.

19
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

阳明令人腰痛, 不可以顾, 顾如有见者, 善悲, 刺阳明于胻前三痏, 上下和之出血, 秋无见血


yáng míng lìng rén yāo tòng, bù kě yǐ gù, gù rú yǒu jiàn zhě, shàn bēi, cì yáng míng yú héng qián sān wěi,
shàng xià hé zhī chū xuè, qiū wú jiàn xuè
Quando o Yang Ming causa dor lombar na pessoa, não se consegue olhar para trás, se olhar para trás
aparecerá ter algo estranho, tendência a ficar com tristeza, agulhar o Yang Ming na frente da parte superior
da tíbia por três contusões [em referência ao E36 (Zusanli)], para harmonizar o alto e o baixo promover a
saída de sangue. No outono o sangue não deve aparecer.

足少阴令人腰痛, 痛引脊内廉, 刺少阴于内踝上二痏, 春无见血, 出血太多, 不可复也


zú shǎo yīn lìng rén yāo tòng, tòng yǐn jǐ nèi lián, cì shǎo yīn yú nèi huái shàng èr wěi, chūn wú jiàn xuè,
chū xuè tài duō, bù kě fù yě
Quando o Shao Yin do pé causa dor lombar na pessoa, a dor dirige-se para a parte interna da coluna e da
coxa, agulhar para saída de sangue o Shao Yin na parte interna do tornozelo por duas contusões [em
referência ao R7 (Fuliu)]. Na primavera o sangue não deve aparecer. Se sair muito sangue, não poderá se
recuperar.

厥阴之脉, 令人腰痛, 腰中如张弓弩弦, 刺厥阴之脉, 在踵鱼腹之外, 循之累累然, 乃刺之, 其病令人善


言, 默默然不慧, 刺之三痏
jué yīn zhī mài, lìng rén yāo tòng, yāo zhōng rú zhāng gōng nǔ xián, cì jué yīn zhī mài, zài zhǒng yú fù zhī
wài, xún zhī lèi lèi rán, nǎi cì zhī, qí bìng lìng rén shàn yán, mò mò rán bù huì, cì zhī sān wěi
Quando o vaso do Jue Yin causa dor lombar na pessoa, dentro da lombar será como a tensão do arame de
um arco totalmente aberto, agulhar seu vaso Jue Yin no local entre o calcanhar e para fora da barriga do
peixe [em referência ao F5 (Ligou)], agulhar onde há numerosos pequenos vasos. A doença pode causar na
pessoa fala boa mas obscura sem clareza, agulhar por três contusões.

解脉令人腰痛, 痛引肩, 目䀮䀮然, 时遗溲, 刺解脉, 在膝筋肉分间郄外廉之横脉出血, 血变而止


jiě mài lìng rén yāo tòng, tòng yǐn jiān, mù máng máng rán, shí yí sōu, cì jiě mài, zài xī jīn ròu fēn jiān xì
wài lián zhī héng mài chū xuè, xuè biàn ér zhǐ
Quando o vaso Divergente causa dor lombar na pessoa, a dor dirige-se para o ombro, a visão fica embaçada,
incontinência urinária. Agulhar para saída de sangue o vaso Divergente, localizado no joelho, na linha
horizontal, entre o espaço da musculatura e tendões na parte externa da fissura [em referência ao B39
(Weiyang)]. Quando o sangue mudar, parar.

解脉令人腰痛如引带, 常如折腰状, 善恐, 刺解脉在郄中结络如黍米, 刺之血射以黑, 见赤血而已


jiě mài lìng rén yāo tòng rú yǐn dài, cháng rú zhé yāo zhuàng, shàn kǒng, cì jiě mài zài xì zhōng jiē luò rú
shǔ mǐ, cì zhī xuè shè yǐ hēi, jiàn chì xuè ér yǐ
Quando o vaso Divergente causa dor lombar na pessoa como um cinto puxando, as vezes como se a lombar
estivesse quebrada, tendência a ficar com medo. Agulhar no local do centro da fissura [Xi Zhong nome
alternativo indicando o ponto B40 (Weizhong)] no agrupamento de colaterais como um grão de milho.
Sangue preto sai ao agulhar de acordo, ao aparecer sangue vermelho então parar.

同阴之脉, 令人腰痛, 痛如小锤居其中, 怫然肿, 刺同阴之脉, 在外踝上绝骨之端, 为三痏


tóng yīn zhī mài, lìng rén yāo tòng, tòng rú xiǎo chuí jū qí zhōng, fú rán zhǒng, cì tóng yīn zhī mài, zài wài
huái shàng jué gǔ zhī duān, wèi sān wěi
Quando o vaso do Tong Yin (Yin idêntico em referência a um ramo da Vesícula Biliar) causa dor lombar
na pessoa, a dor é como um pequeno martelo residindo dentro, com inchaço abrupto. Agulhar o vaso Tong
Yin no local acima da parte lateral do tornozelo de modo regular na extinção do osso [Jue Gu nome
alternativo indicando o ponto VB39 (Xuanzhong], por três contusões.

20
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

阳维之脉, 令人腰痛, 痛上怫然肿, 刺阳维之脉, 脉与太阳合腨下间, 去地一尺所


yáng wéi zhī mài, lìng rén yāo tòng, tòng shàng fú rán zhǒng, cì yáng wéi zhī mài, mài yǔ tài yáng hé chuǎn
xià jiān, qù dì yī chǐ suǒ
Quando o vaso do Yang Wei causa dor lombar na pessoa, dor ascendente com inchaço abrupto. Agulhar o
vaso do Yang Wei, onde este vaso se une ao Tai Yang abaixo na divisão da perna, localizado 1 chi da terra
[em referência ao B57 (Chengshan)].

衡络之脉, 令人腰痛, 不可以俛仰, 仰则恐仆, 得之举重伤腰, 衡络绝, 恶血归之, 刺之在郄阳筋之间,


上郄数寸, 衡居为二痏出血
héng luò zhī mài, lìng rén yāo tòng, bù kě yǐ miǎn yǎng, yǎng zé kǒng pū, dé zhī jǔ zhòng shāng yāo, héng
luò jué, è xuè guī zhī, cì zhī zài xì yáng jīn zhī jiān, shàng xì shù cùn, héng jū wèi èr wěi chū xuè
Quando o vaso do Colateral transversal [em referência ao Vaso da Cintura (Dai Mai)] causa dor lombar na
pessoa, não se consegue fazer reverência ou olhar para cima, olhar para cima fará com que tenha medo de
desabar, obtido por carregar peso lesando a lombar, o Colateral transversal fica totalmente bloqueado e o
sangue prejudicial retorna. Agulhar no local da fissura Yang [em referência ao B39 (Weiyang)] entre os
tendões e alguns cun acima da fissura [em referência ao B37 (Yinmen)], residindo transversalmente, sair
sangue por duas contusões.

会阴之脉, 令人腰痛, 痛上漯漯然汗出, 汗干令人欲饮, 饮已欲走, 刺直阳之脉上三痏, 在蹻上郄下五


寸横居, 视其盛者出血
huì yīn zhī mài, lìng rén yāo tòng, tòng shàng tà tà rán hàn chū, hàn gān lìng rén yù yǐn, yǐn yǐ yù zǒu, cì
zhí yáng zhī mài shàng sān wěi, zài qiāo shàng xì xià wǔ cùn héng jū, shì qí shèng zhě chū xuè
Quando o vaso Hui Yin [em referência ao VC1 (Huiyin)] causa dor lombar na pessoa, com a dor há saída
de transpiração como um rio, quando a transpiração seca causa desejo de beber líquidos na pessoa, e ao
beber desejo de caminhar. Agulhar o vaso reto Yang por até três contusões, no local acima do Qiao, 5 cun
abaixo da fissura, inspecionar onde estiver abundante e sangrar.

飞阳之脉, 令人腰痛, 痛上怫怫然, 甚则悲以恐, 刺飞阳之脉, 在内踝上五寸, 少阴之前, 与阴维之会


fēi yáng zhī mài, lìng rén yāo tòng, tòng shàng fú fú rán, shén zé bēi yǐ kǒng, cì fēi yáng zhī mài, zài nèi
huái shàng wǔ cùn, shǎo yīn zhī qián, yǔ yīn wéi zhī huì
Quando o vaso Fei Yang [em referência ao B58 (Feiyang)] causa dor lombar na pessoa, com a dor há
ansiedade, sendo mais severa há tristeza e medo. Agulhar o vaso Fei Yang no local 5 cun acima da parte
interna do tornozelo, na frente do Shao Yin, local de encontro com o Yin Wei [em referência ao R9
(Zhubin)].

昌阳之脉, 令人腰痛, 痛引膺, 目䀮䀮然, 甚则反折, 舌卷不能言, 刺内筋为二痏, 在内踝上大筋前, 太


阴后, 上踝二寸所
chāng yáng zhī mài, lìng rén yāo tòng, tòng yǐn yīng, mù máng máng rán, shén zé fǎn zhé, shé juàn bù néng
yán, cì nèi jīn wèi èr wěi, zài nèi huái shàng dà jīn qián, tài yīn hòu, shàng huái èr cùn suǒ
Quando o vaso do Chang Yang [nome alternativo indicando o ponto R7 (Fuliu)] causa dor lombar na pessoa,
a dor dirigi-se ao peito, a visão fica embaçada, em casos severos ficará contrariamente dobrado, a língua
enrolada não conseguirá falar. Agulhar na parte interna dos tendões por duas contusões, no local acima da
parte interna do tornozelo na frente do grande tendão [em referência ao R7 (Fuliu)], posterior ao Tai Yin,
2 cun acima do tornozelo.

21
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

散脉, 令人腰痛而热, 热甚生烦, 腰下如有横木居其中, 甚则遗溲, 刺散脉, 在膝前骨肉分间, 络外廉束


脉, 为三痏
sàn mài, lìng rén yāo tòng ér rè, rè shén shēng fán, yāo xià rú yǒu héng mù jū qí zhōng, shén zé yí sōu, cì
sàn mài, zài xī qián gǔ ròu fēn jiān, luò wài lián shù mài, wèi sān wěi
Quando vaso Disperso causa dor lombar na pessoa e febre, a febre severa irá gerar inquietação, abaixo da
lombar estará como que com uma madeira residindo dentro na transversal, se for severa seguirá a
incontinência urinária. Agulhar o vaso Disperso, na frente do joelho no espaço entre a musculatura e o osso,
na parte lateral onde há uma rede de vasos, por três contusões.

肉里之脉, 令人腰痛, 不可以咳, 咳则筋缩急, 刺肉里之脉为二痏, 在太阳之外, 少阳绝骨之后


ròu lǐ zhī mài, lìng rén yāo tòng, bù kě yǐ ké, ké zé jīn suō jí, cì ròu lǐ zhī mài wèi èr wěi, zài tài yáng zhī
wài, shǎo yáng jué gǔ zhī hòu
Quando o vaso do Rou Li causa dor lombar na pessoa, não se consegue tossir, ao tossir há contração dos
tendões. Agulhar o vaso do Rou Li por duas contusões, para fora do Tai Yang, atrás do Jue Gu [nome
alternativo indicando o ponto VB39 (Xuanzhong] do Shao Yang [em referência ao VB38 (Yangfu)].

腰痛侠脊而痛至头, 几几然, 目䀮䀮欲僵仆, 刺足太阳郄中出血


yāo tòng xiá jǐ ér tòng zhì tóu, jǐ jǐ rán, mù máng máng yù jiāng pū, cì zú tài yáng xì zhōng chū xuè
Dor lombar que ocorre dos lados da coluna e a dor chega até a cabeça, sensação de tensão e desconforto,
visão embaçada, tendência a rigidez e queda. Agulhar para sair sangue no centro da fissura [Xi Zhong nome
alternativo indicando o ponto B40 (Weizhong)] do Tai Yang do pé.

腰痛上寒, 刺足太阳阳明, 上热, 刺足厥阴, 不可以俛仰, 刺足少阳, 中热而喘, 刺足少阴, 刺郄中出血


yāo tòng shàng hán, cì zú tài yáng yáng míng, shàng rè, cì zú jué yīn, bù kě yǐ miǎn yǎng, cì zú shǎo yáng,
zhōng rè ér chuǎn, cì zú shǎo yīn, cì xì zhōng chū xuè
Dor lombar com frio, agulhar Tai Yang e Yang Ming do pé. Dor lombar com calor, agulhar Jue Yin do pé.
Se não consegue fazer reverência e olhar para cima, agulhar o Shao Yang do pé. Calor interno e respiração
asmática, agulhar o Shao Yin do pé, agulhar para sair sangue o centro da fissura [Xi Zhong nome alternativo
indicando o ponto B40 (Weizhong)].
腰痛上寒, 不可顾, 刺足阳明, 上热, 刺足太阴, 中热而喘, 刺足少阴, 大便难, 刺足少阴, 少腹满, 刺足
厥阴, 如折, 不可以俛仰, 不可举, 刺足太阳, 引脊内廉, 刺足少阴
yāo tòng shàng hán, bù kě gù, cì zú yáng míng, shàng rè, cì zú tài yīn, zhōng rè ér chuǎn, cì zú shǎo yīn, dà
biàn nán, cì zú shǎo yīn, shǎo fù mǎn, cì zú jué yīn, rú zhé, bù kě yǐ miǎn yǎng, bù kě jǔ, cì zú tài yáng, yǐn
jǐ nèi lián, cì zú shǎo yīn
Dor lombar com frio, não se consegue olhar para trás, agulhar o Yang Ming do pé; com calor, agulhar o
Tai Yin do pé; calor interno e respiração asmática, agulhar o Shao Yin do pé; grande dificuldade para
defecar, agulhar o Shao Yin do pé; plenitude no abdome inferior, agulhar o Jue Yin do pé; como se quebrado,
não conseguindo fazer reverência ou olhar para cima, não conseguindo levantar objetos, agulhar o Tai Yang
do pé; dirigindo-se para dentro da coluna, agulhar o Shao Yin do pé.

腰痛引少腹控䏚, 不可以仰, 刺腰尻交者, 两髁胂上, 以月生死为痏数, 发针立已, 左取右, 右取左


yāo tòng yǐn shǎo fù kòng chǎo, bù kě yǐ yǎng, cì yāo kāo jiāo zhě, liǎng kē shèn shàng, yǐ yuè shēng sǐ wèi
wěi shù, fā zhēn lì yǐ, zuǒ qǔ yòu, yòu qǔ zuǒ
Dor lombar que dirigi-se para o abdome inferior e região das costelas falsas, não conseguindo olhar para
cima, agulhar a intersecção lombar do final da coluna, acima de ambos os quadris, a regra de nascimento e
morte da lua indica o número de contusões, elimina-se após o agulhamento, à esquerda escolher a direita,
à direita escolher a esquerda.
Zhong Kong, ponto extra 3 cun para baixo e para o lado de B23 (Shenshu).

22
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

San Zhen Liao Fa


3 Agulhas da Lombar

B23 (Shenshu)
Justificativa: Este ponto é o Shu dorsal (Bei Shu) do Rim (Shen) que governa, reside na região lombar.

B25 (Dachangshu)
Justificativa: Este ponto é o Shu dorsal (Bei Shu) do Intestino Grosso (Da Chang). Ao agulhar este ponto
as funções regulares desta Víscera (Fu) podem ser resgatadas, destacando a manutenção do metabolismo
da água, limpando o acúmulo de Umidade da região.

B40 (Weizhong)
Justificativa: De acordo com a teoria dos pontos de comando, este é o ponto de comando da região lombar,
de modo que para qualquer alteração relacionada com esta região do corpo pode-se ser empregado este
ponto.

Funções tradicionais:

 Desobstruir os Canais e Colaterais (Jing Luo) ;


 Remover a Estase de Sangue (Xue);
 Tonificar o Rim (Shen) e
 Fortalecer a região lombar;
 Resolver a Umidade na região lombar.

Manipulações das agulhas

A prática indica que estes pontos podem ser estimulados com acupuntura associada a moxabustão, com
manipulações em rotações e pistonagem. Em casos agudos, o ponto B40 (Weizhong) responde à sangria,
principalmente se combinada com movimentação da região afetada. Em casos crônicos é indicada a
combinação com estímulos de moxabustão na região lombar.

3 Agulhas do Ciático

Zuogudian – Extra
Localização: Na região glútea, próximo do ponto VB30 (Huantiao) que fica na junção do terço lateral e os
dois terços mediais de uma linha conectando a proeminência do trocanter maior com o hiato sacral. Este
ponto está a 3cun da linha média no nível do trocanter e deve ser identificado com o paciente em decúbito
ventral.
Justificativa: Este ponto possui grande influência sobre todo o membro inferior, com grande ação sobre o
quadril e nervo ciático.

B40 (Weizhong)
Justificativa: De acordo com a teoria dos pontos de comando, este é o ponto de comando da região lombar.

B60 (Kunlun)
Justificativa: Ação distal e experiência clínica.

23
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Funções tradicionais:

 Desobstruir os Canais e ativar os Colaterais dos membros inferiores;


 Aliviar a dor e melhora a condição da perna;
 Remover Vento Fio Umidade dos membros inferiores;
 Ativar o fluxo de Qi e Sangue (Xue) na região.

Manipulações das agulhas

O Zuogudian, descoberto pelo Dr. Jin, é um dos mais profundos no corpo, variando entre 2-3 cun de
profundidade, com manipulação em pistonagem forte, com propagação descendente do De Qi, visando
também o estímulo do nervo ciático, de acordo com o Dr. Jin. Nos casos agudos, o B40 (Weizhong)
responde bem à sangria, principalmente se combinada com movimentação da região afetada. Para efeitos
mais fortes e rápidos, pode ser aplicado estímulo elétrico com frequência alta entre 50 e 100Hz.

Tratamento Geral

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


Ling Gu, ID3 (Houxi), VC6 (Qihai), Yaotongxue.

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


Aguda: VG26 (Renzhong), B2 (Zanzhu), Yintang, P6 (Kongzui)
Crônica: R3 (Taixi), R7 (Fuliu), R10 (Yingu), VG20 (Baihui), B23 (Shenshu), VG4 (Mingmen).
Huatuojiaji

Tratamento Auricular

Principais Pontos de Acupuntura Auricular:


Lombar, Shenmen, Relaxamento Muscular, Rim.

Pontos Adicionais de Acupuntura Auricular:


Fígado, Baço.

Irradiação: Estômago, Vesícula Biliar, Bexiga.

Pesquisa

Pesquisa sobre uso do B10 (Tianzhu)


Guangxi Journal of Traditional Chinese Medicine, 1986

Observação dos resultados do tratamento de 300 pacientes com distensão da musculatura lombar.
Metodologia: agulhar com o paciente sentado e com a cabeça ligeiramente inclinada para frente, manter as
agulhas inseridas por 20 a 30 minutos e pedir ao paciente que realize movimentos com a região lombar
enquanto as agulhas ficam retidas no local.
O tratamento foi realizado diariamente durante 8 dias.
Resultados: dos 300 pacientes tratados com este método, 152 foram considerados curados, 47
apresentaram uma grande melhora, 73 casos apresentaram certo alívio nas dores e 28 pacientes não
obtiveram efeito terapêutico.

24
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Pesquisa sobre Hérnia de Disco


Revista Paulista de Acupuntura volume 2, n° 1 e 2, 1996

Pontos Principais
Huatuojiaji, B60 (Kunlun), VG2 (Yaoshu), R2 (Rangu), VG4 (Mingmen), R3 (Taixi), VB30 (Huantiao),
ID3 (Houxi), B54 (Weizhong) Yintang.

Pontos Adicionais por Canal

Bexiga Vesícula Biliar Estômago


ID2 (Qiangu) TA2 (Yemen) IG2 (Erjian)
ID3 (Houxi) TA3 (Zhongzhu) IG3 (Sanjian)
B65 (Shugu) VB41 (Linqi) E43 (Xiangu)
B66 (Tonggu) VB43 (Xiaxi) E44 (Neiting)

Parâmetros Grupo Melhorados Inalterados Piorados

I 100,0 0,0 0,0


Dor
II 100,0 0,0 0,0

I 100,0 0,0 0,0


Andar
II 100,0 0,0 0,0

I 100,0 0,0 0,0


Correr
II 87,0 13,0 0,0

I 100,0 0,0 0,0


TEPR*
II 78,3 21,7 0,0
*Teste de elevação da perna retificada

22 pacientes com hérnia de disco intervertebral da região lombar, que realizaram uma média de 24,8
aplicações de acupuntura, foram estudados. Para o controle estes pacientes foram submetidos a exames de
tomografias computadorizadas antes e após a realização das aplicações de acupuntura. Uma análise
científica comparando as situações pré e pós tratamento mostrou uma diferença marcante, evidenciando
uma redução significante em 100% dos casos, em relação ao tamanho das hérnias.

Escoliose
Apresentação

A escoliose é a enfermidade mais frequente de toda a coluna vertebral, sendo localizada com uma maior
incidência na coluna torácica. A escoliose idiopática não apresenta uma única causa, sendo considerada
multifatorial, porém alguns fatores têm sido considerados:

25
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

 Genéticos;
 Neuromusculares;
 Bioquímicos;
 Sistema Nervoso Central.

A escoliose idiopática possui uma grande relação com o crescimento da pessoa, de modo que a curvatura
escoliótica pode aumentar rapidamente durante o chamado estirão de crescimento, cujo início seria por
volta dos 12 anos. Normalmente ocorre um desequilíbrio muscular onde fraqueza paravertebral pode estar
presente ou ainda uma combinação de fraqueza de um lado e tensão excessiva do outro.

Curvatura

Etiopatogenia

Os principais fatores envolvidos da escoliose são:

 Trauma;
 Deficiência interna de Qi e Sangue (Xue);
 Deficiência do Qi do Rim (Shen);
 Deficiência no Canal Extraordinário Du Mai;
 Deficiência da Essência (Jing) do Rim (Shen).

Tratamento Geral

Diferenciar os lados da Curvatura


Tonificação no lado da coluna que se encontra mais flácido (lado da convexidade). Agulhamento no sentido
das fibras musculares ↓ e/ou moxa e/ou ventosa intermitente.
Dispersão no lado da coluna que se encontra mais tenso (lado da concavidade). Agulhamento cruzando as
fibras musculares → e/ou ventosa fixa ou deslizante.

26
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Além dos procedimentos anteriores, recomenda-se:


B23 (Shenshu), R3 (Taixi), R7 (Fuliu), VC17 (Danzhong), B57 (Chengshan), B60 (Kunlun), ID3 (Houxi),
B62 (Shenmai).

Lesões Articulares
Apresentação

Um grande grupo de queixas da ortopedia recai sobre as articulações dos membros, seja por uso
excessivo, trauma ou outros fatores que levam a comprometimento na movimentação, dor, inchaço,
alteração de sensibilidade, dentre outras queixas. Dentre as queixas articulares serão destacadas: Bursites,
Tendinites, Tenossinovites e Epicondilites.
Na Medicina Chinesa, as lesões articulares estão de modo geral estão relacionadas com:
 Traumatismos;
 Invasão de Agentes Patogênicos;
 Vento;
 Frio;
 Umidade;
 Patologias crônicas;
 Estagnação do Qi do Fígado (Gan);
 Deficiência de Qi e Sangue (Xue).

Diferenciação

A Diferenciação de Síndromes se dá de maneira mais importante de acordo com o Canal Principal (Jing
Mai) que passa pela região mais dolorida, ou por onde se irradia a dor do paciente. Além disso, de acordo
com a etiologia de cada caso, podemos diferenciar os agentes causais e assim traçar um tratamento mais
completo. Lembrando que na fase aguda é possível a presença de Calor.

Tratamento

De acordo com a Medicina Chinesa o mais importante no tratamento das condições articulares é
identificar o local exato da queixa para que se possa determinar o Canal ou Canais afetados, ao mesmo
tempo que é possível buscar pelos fatores causais para um tratamento ainda mais amplo.
Quando as dores relacionadas com as lesões articulares estiverem associadas a sinais de alterações
emocionais, recomenda-se a utilização dos Canais Distintos. Além da atenção a estes Canais, o profissional
deve estar atento a possíveis Síndromes como Plenitude do Yang do Fígado (Gan) e do Coração (Xin) e/ou
Pericárdio (Xin Bao).

Tendinite e Tenossinovite
Apresentação

Devemos entender tendinite como sendo um processo inflamatório que atinge um ou mais tendões. Onde
há rupturas microscópicas no tendão. Caso estes processos se tornem crônicos, passando a serem
degenerativos, normalmente são chamados de tendinoses. Enquanto que a tenossinovite vem a ser um
processo inflamatório que já extrapolou o âmbito dos tendões e atingiu a membrana sinovial.

27
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Uma das principais causas para as condições das tendinites e das tenossinovites vem a ser o uso
excessivo e repetitivo dos respectivos tendões. Principalmente quando os movimentos realizados, são feitos
de maneira errada ou além do fisiológico. Sendo classificadas dentre as famosas LER (lesões por esforço
repetitivo), DORT (doenças osteo-articulares relacionadas com o trabalho) ou AMERT (afecções músculo-
tendíneas relacionadas com o trabalho).
A sintomatologia varia de acordo com a região acometida, porém de modo geral temos:

 Dor crônica com períodos de agudização;


 Dor que piora com os movimentos, inicialmente após longo uso, por fim a qualquer uso;
 Possivelmente, inchaço, entorpecimento, sensação de peso e cansaço;
 Formação de pontos gatilho nos músculos afetados.

Normalmente os praticantes adeptos das técnicas de reabilitação ocidentais tendem a recomendar os


seguintes procedimentos:

 Gelo;
 Repouso;
 Imobilização;
 Melhora na postura;
 Correção dos movimentos prejudiciais.

Etiopatogenia

Para a Medicina Chinesa os Tendões e os Músculos fazem parte do Jin e são regidos pelo Fígado (Gan),
porém o conceito de Jin é muito mais amplo, englobando estruturas como as fáscias, as bainhas sinoviais,
cápsulas articulares, dentre outras estruturas relacionadas com os movimentos.
Normalmente temos que após os esforços repetitivos ocorre uma condição de Deficiência localizada de
Qi e Sangue (Xue), que facilitam a invasão e retenção dos Agentes Patogênicos, que podem se transformar
em Calor, onde teremos os sinais inflamatórios, ou levar a uma Estagnação de Qi e Sangue (Xue), que é
bastante característico.
Uma outra situação é quando algumas das etapas mencionadas são eliminadas quando de um trauma
direto, onde a Estagnação de Qi e Sangue (Xue) aparece mais rápido.
Outra situação é o envolvimento dos diversos fatores emocionais como desânimo, falta de interesse,
insegurança, irritabilidade, desconfiança, frustração, insatisfação, etc, que são características dos Órgãos
(Zang) que normalmente ficam alterados no interior predispondo a Estagnação de Qi e Sangue (Xue).

Diferenciação

A forma mais eficaz de realizar a Diferenciação de Síndromes para estas alterações é de acordo com os
Canais e Colaterais (Jing Luo) afetados ou por onde os sinais se irradiam. Além disso, é de grande valia
conhecer se o paciente já apresenta predisposição constitucional, como Deficiências Interiores, ou se este
executa alguma atividade que o predispõe a estes tipos de lesões.

Tratamento Geral com Acupuntura Cutânea

Martelar moderadamente ambos os lados da coluna vertebral e de maneira mais forte nos locais afetados
e em seguida massagear o local após os estímulos.

Pontos de Acupuntura Sistêmica


VB34 (Yanglinquan), VB37 (Guangming), F3 (Taichong), B18 (Ganshu), B19 (Danshu).

28
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Bursite
Apresentação

As "bursas" têm como função proteger os tecidos moles das proeminências ósseas adjacentes, auxiliando
na lubrificação das estruturas articulares. Inflamação da bursa, espécie de bolsa localizada entre as
articulações cuja função é preencher os espaços vazios.
As bursites representam manifestações clínicas em locais diversos, que tem como características comum,
dor localizada e disfunção. As causas mais frequentes de bursites são as traumáticas e designada segundo
a estrutura anatômica que compromete.
Além dos traumas, diretos ou indiretos, e os esforços repetitivos, as bursites também podem estar
associadas a outras condições clínicas, como doenças metabólicas do tipo da gota e pseudogota, doenças
inflamatórias do tecido conectivo, como a artrite reumatóide, e processos infecciosos localizados.

Etiopatogenia

Na Medicina Chinesa, as bursites são encaradas como sendo ocasionadas por situações de Estagnação
de Qi e de Sangue (Xue) no exterior, normalmente sendo acompanhada de Deficiência de Qi e Sangue (Xue)
no interior.

Tratamento Auricular Geral

Principais Pontos de Acupuntura Auricular


Shenmen, Subcórtex, Relaxamento Muscular, Fígado, Rim.

Pontos Adicionais de Acupuntura Auricular


Ombro: Ombro; Intestino Grosso.
Cotovelo: Cotovelo; Pulmão Triplo Aquecedor.
Joelho: Joelho; Estômago.

Epicondilite
Apresentação

A epicondilite lateral, também conhecida por cotovelo de tenista, é uma doença que causa dor na face
lateral ou externa do cotovelo e antebraço, causada por uma inflamação no tendão. Esta dor usualmente
piora com a preensão ou levantamento de objetos em certas posições. Pode haver edema na região.
A epicondilite lateral normalmente é provocada por rupturas ou estiramentos dos pontos de inserção dos
músculos extensores do carpo no cotovelo, ocasionando processo inflamatório local que atinge tendões,
fáscias musculares, músculos e tecidos sinoviais.
Além dos famosos movimentos executados pelos praticantes do tênis, atividades comuns como martelar
objetos, também podem forçar as origens dos tendões dos músculos extensores do carpo, e levar ao quadro
de epicondilite lateral.
A epicondilite medial, muito conhecida por cotovelo de golfista, é a inflamação dos músculos flexores
do carpo na borda medial do cotovelo. Sendo de uma incidência bem menos frequente que a epicondilite
lateral. Pode ocorrer, por exemplo, em descascadores de fios elétricos, além dos praticantes de golf.
Apesar de algumas vezes a epicondilite aparecer sem uma causa aparente, na maioria das vezes está
associada a atividade de esforço. Os tendões dos músculos envolvidos são os responsáveis pela flexão do

29
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

punho e dedos que se originam na região lateral do cotovelo. Os tendões destes músculos, submetidos a
esforço mecânico, sofrem problemas vasculares e inflamatórios que causam a dor.

Etiopatogenia

Na Medicina Chinesa, a epicondilite lateral está relacionada com uma Estagnação de Qi e Sangue (Xue)
no Canal Principal do Intestino Grosso (Da Chang). Esta Estagnação normalmente é causada por uma
instalação de Vento Frio ou de Calor, decorrente uma Deficiência local ocasionada pelos esforços
repetitivos ou traumas diretos.
Na Medicina Chinesa, a epicondilite medial está relacionada com uma Estagnação de Qi e Sangue (Xue)
no Canal Principal do Coração (Xin). Esta Estagnação normalmente é causada por uma disfunção do Yang
do Coração (Xin) que passa a atacar diretamente o Pulmão (Fei), que comanda o cotovelo.

Tratamento Auricular Geral

Principais Pontos de Acupuntura Auricular


Shenmen, Subcórtex, Cotovelo (anterior e posterior), Antebraço, Fígado, Pulmão.

Pontos Adicionais de Acupuntura Auricular


Lateral: Intestino Grosso.
Medial: Coração.
Agudo: Ápice da orelha, Hélix 2.

Ombro
Apresentação

30
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

O ombro, segundo a Medicina Chinesa, é regido principalmente pelo Fígado (Gan) e pelo Rim (Shen).
O ombro é uma estrutura por onde passam diversos Canais e Colaterais (Jing Luo), que podem estar
alterados ocasionado dores na articulação.

Canais e Colaterais

Canais Tendino-Musculares: Bexiga (Pang Guang); Intestino Grosso (Da Chang); Intestino Delgado
(Xiao Chang); Triplo Aquecedor (San Jiao); Pulmão (Fei).
Canais Principais: Intestino Grosso (Da Chang); Intestino Delgado (Xiao Chang); Triplo Aquecedor
(San Jiao); Pulmão (Fei); Pericárdio (Xin Bao).
Canais Distintos: Pericárdio (Xin Bao) e Triplo Aquecedor (San Jiao); Intestino Delgado (Xiao Chang)
e Coração (Xin); Intestino Grosso (Da Chang) e Pulmão (Fei).
Canais Extraordinários: Yang Qiao Mai; Yin Qiao Mai; Yang Wei Mai

Mesmo possuindo uma grande quantidade de Canais e Colaterais (Jing Luo) que passam pela região, a
bursite subacromial é uma característica da denominada Síndrome do Canal Principal do Intestino Grosso
(Da Chang) e Síndrome do Canal Principal do Pulmão (Fei). Os dois possuem uma relação de Interior e
Exterior. Porém a maior ênfase é dada para o primeiro.

San Zhen Liao Fa


3 Agulhas do Ombro

IG15 (Jianyu)
Justificativa: Ação local e experiência clínica. Além de ser um ponto amplamente descrito em textos
clássicos como sendo o principal para afecções do ombro.

Jianqian – extra
Localização: Na região do ombro, no mesmo nível que o IG15 (Jianyu), 2 cun anterior a este ponto.
Justificativa: Ação local e experiência clínica.

Jianhou – extra
Localização: Na região do ombro, no mesmo nível que o IG15 (Jianyu), 2 cun posterior a este ponto.
Justificativa: Ação local e experiência clínica.

Funções tradicionais:
Dispersar os Canais e Colaterais (Jing Luo);
Aliviar as dores, por ativação do fluxo local de Qi e Sangue (Xue);
Resolver Estagnações;
Eliminar Vento, Frio e Umidade do ombro.

Manipulações das agulhas:


A agulha deve ser inserida de maneira perpendicular no IG15 (Jianyu) direcionada para o centro da
articulação do ombro, por cerca de 2-3cm. As outras duas agulhas devem ser inseridas com suas pontas
direcionadas para a ponta da primeira agulha. A aplicação de moxabustão e/ou de ventosa também é
indicada para um aumento, melhora, dos efeitos terapêuticos, em conjunto ou logo após a aplicação das
agulhas.

31
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Tratamento

O ponto principal é o IG15 (Jianyu), onde é recomendada a inserção até a obtenção do De Qi, para em
seguida retirar parcialmente a agulha e reinseri-la com sua ponta direcionada para a região anterior e
posterior.

Métodos Adicionais de Acupuntura Sistêmica

E38 (Tiaokou)B57 (Chengshan)


IG7 (Wenliu) – ponto Xi
Tratamento Contralateral ou Oposto, com ventosa local
E30 (Qichong) – Método de Tratamento Cruzado
E37 (Shangjuxu) – ponto Xia He
IG4 (Hegu) e IG11 (Quchi) – para potencializar
IG1 (Shangyang), IG6 (Pianli) e IG20 (Yingxiang) – Técnica Gen Jie (Raiz-Nó)

Tendinite do Supraespinhoso

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


IG16 (Jugu), IG15 (Jianyu), IG4 (Hegu), IG11 (Quchi), VB34 (Yanglinquan).

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


E38 (Tiaokou) → B57 (Chengshan)

Tendinite da Cabeça Longa do Bíceps

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


Jianneiling, P5 (Chize), P9 (Taiyuan), VB34 (Yanglinquan).

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


BA9 (Yinlinquan), BA6 (Sanyinjiao).

Tratamento

Quando a dor restringe movimentos


Pulmão (Fei) – flexão e rotação interna
Intestino Grosso (Da Chang) – abdução
Intestino Delgado (Xiao Chang) – extensão e rotação interna
Triplo Aquecedor (San Jiao) – extensão e rotação interna
Pericárdio (Xin Bao) – adução

32
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Cotovelo
Apresentação

O cotovelo, segundo a Medicina Chinesa, é regido principalmente pelo Pulmão (Fei). O cotovelo é uma
estrutura por onde passam diversos Canais e Colaterais (Jing Luo), que podem estar alterados ocasionado
dores na articulação.

Canais e Colaterais

Canais Tendino-Musculares: Intestino Grosso (Da Chang); Intestino Delgado (Xiao Chang); Triplo
Aquecedor (San Jiao); Pulmão (Fei); Coração (Xin); Pericárdio (Xin Bao).
Canais Principais: Intestino Grosso (Da Chang); Intestino Delgado (Xiao Chang); Triplo Aquecedor
(San Jiao); Pulmão (Fei); Coração (Xin); Pericárdio (Xin Bao).
Canais Distintos: Pericárdio (Xin Bao) e Triplo Aquecedor (San Jiao); Intestino Delgado (Xiao Chang)
e Coração (Xin); Intestino Grosso (Da Chang) e Pulmão (Fei).

Mesmo possuindo uma grande quantidade de Canais e Colaterais (Jing Luo) que passam pelo cotovelo,
a bursite subolecraniana é uma característica das alterações no Canal Principal do Triplo Aquecedor (San
Jiao), porém devemos sempre estar atentos a condições de Deficiência do Pulmão (Fei), já que este comanda
o cotovelo.
Já no caso da análise para tratamento das epicondilites, é possível notar que a região lateral do cotovelo
tem uma influência maior do Canal Principal do Intestino Grosso (Da Chang), enquanto que a região medial
tem uma influência maior do Canal Principal do Coração (Xin).

Epicondilite Lateral

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


IG10 (Shousanli), IG11 (Quchi), P5 (Chize), VB34 (Yanglinquan), IG7 (Wenliu), P9 (Taiyuan).

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


Pontos Ashi: Sangria ou agulhamento em 3 direções;
Método de Tratamento Cruzado: E35 (Dubi);
Casos agudos: pontos contralaterais.

Epicondilite Medial

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


C3 (Shaohai), ID8 (Xiaohai), P5 (Chize), C6 (Yinxi), ID6 (Yanglao), P9 (Taiyuan).

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


Pontos Ashi: Sangria ou agulhamento em 3 direções;
Método de Tratamento Cruzado: R10 (Yingu);
Casos agudos: pontos contralaterais.

Bursite

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


TA10 (Tianjing), IG10 (Shousanli), IG11 (Quchi), TA7 (Huizong), TA5 (Waiguan), P5 (Chize).

33
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


Fortalecer o Qi do Pulmão (Fei): P9 (Taiyuan);
Método de Tratamento Cruzado: VB34 (Yanglinquan);
Circular o Shao Yang: TA3 (Zhongzhu) e VB41 (Zulinqi).

Joelho

Apresentação

O joelho, segundo a Medicina Chinesa, é regido principalmente pelo Fígado (Gan). O joelho é uma
estrutura por onde passam diversos Canais e Colaterais (Jing Luo), que podem estar alterados ocasionado
dores na articulação.

Canais e Colaterais

Canais Tendino-Musculares: Estômago (Wei); Bexiga (Pang Guang); Vesícula Biliar (Dan); Baço (Pi);
Rim (Shen); Fígado (Gan).
Canais Principais: Estômago (Wei); Bexiga (Pang Guang); Vesícula Biliar (Dan); Baço (Pi); Rim
(Shen); Fígado (Gan).
Canais Distintos: Estômago (Wei) e Baço (Pi); Bexiga (Pang Guang) e Rim (Shen); Vesícula Biliar
(Dan) e Fígado (Gan).
Canais Extraordinários: Yang Qiao Mai; Yin Qiao Mai; Yang Wei Mai; Yin Wei Mai.

Mesmo possuindo uma grande quantidade de Canais e Colaterais (Jing Luo) que passam pelo joelho, a
bursite pré-patelar é uma característica das alterações no Canal Principal do Estômago (Wei), porém
devemos sempre estar atentos a condições de Deficiência do Fígado (Gan) e do Rim (Shen), já que estes
comandam direta e indiretamente os joelhos.

San Zhen Liao Fa


3 Agulhas do Joelho

Xiyan – extra
Justificativa: Ação local e experiência clínica. Este par de pontos extras apresenta um ótimo efeito
terapêutico para a grande maioria de alterações do joelho, principalmente aquelas relacionadas com dores.

34
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

E34 (Liangqiu)
Justificativa: Ação local e experiência clínica. Ponto Fenda (Xi) do Canal Principal do Estômago (Wei),
remove estagnações e alivia dores, possuindo também efeitos de relaxamento e fortalecimento dos
músculos e tendões do joelho.

BA10 (Xuehai)
Justificativa: Ação local e experiência clínica. Ponto que possui uma grande influência sobre o Sangue
(Xue), como o seu próprio nome indica, Mar de Sangue, ativando a circulação de Sangue (Xue) e
removendo possíveis estagnações, culminando com o alívio de dores.

Funções tradicionais:
Ativar a circulação de Qi e Sangue (Xue);
Remover estagnações localizadas;
Desobstruir os Canais e Colaterais (Jing Luo) da região do joelho;
Aliviar o inchaço e dores do joelho;
Relaxar e fortalecer os músculos e tendões ao redor do joelho.

Manipulações das agulhas:


As agulhas devem ser inseridas nos pontos BA10 (Xuehai) e E34 (Liangqiu) direcionadas para o joelho,
por cerca de 1cun. As agulhas do par de pontos Xiyan devem ser inseridas ligeiramente inclinadas com
suas pontas direcionadas para o centro do joelho, que deve estar em semi-flexão para que a profundidade
desejada seja atingida, cerca de 0,8-1,2cun.

Tendinite Patelar

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


Xixia, Xiyan, Heding, VB34 (Yanglinquan).

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


E34 (Lianqiu), IG11 (Quchi).

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


E34 (Liangqiu) BA10 (Xuehai)
E36 (Zusanli) BA9 (Yinlingquan)

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica;


Pontos extra: Xixia; Xiyan; Heding;
Método de Tratamento Cruzado: IG11 (Quchi);
Tratamento contralateral: mesmos principais pontos.

35
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Punho

Apresentação

O Punho é uma estrutura por onde passam diversos Canais e Colaterais (Jing Luo), que podem estar
alterados ocasionado dores na articulação e em suas proximidades.

Canais e Colaterais

Canais Tendino-Musculares: Intestino Grosso (Da Chang); Intestino Delgado (Xiao Chang); Triplo
Aquecedor (San Jiao); Pulmão (Fei); Coração (Xin); Pericárdio (Xin Bao).
Canais Principais: Intestino Grosso (Da Chang); Intestino Delgado (Xiao Chang); Triplo Aquecedor
(San Jiao); Pulmão (Fei); Coração (Xin); Pericárdio (Xin Bao).
Canais Distintos: Pericárdio (Xin Bao) e Triplo Aquecedor (San Jiao); Intestino Delgado (Xiao Chang)
e Coração (Xin); Intestino Grosso (Da Chang) e Pulmão (Fei).

Mesmo possuindo uma grande quantidade de Canais e Colaterais (Jing Luo) que passam pelo punho, a
síndrome do tunel do carpo é uma característica das alterações no Canal Principal do Pericárdio (Xin Bao).
Enquanto que tendinites podem afetar outros Canais também, como o Canal Principal do Intestino Grosso
(Da Chang) quando de uma tenossinovite estenosante de Quervain.

Tenossinovite Estenosante de Quervain

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


P7 (Lieque), IG4 (Hegu), Ashi, P8 (Jingqu), IG5 (Yangxi), P6 (Kongzui).

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


IG11 (Quchi), IG10 (Shousanli).

Síndrome do Túnel do Carpo

O túnel do Carpo localiza-se logo abaixo do Palmar longo sendo delimitado por quatro proeminências
ósseas: Proximalmente pelo Pisiforme e Tubérculo do Escafóide e distalmente pelo Hâmulo do Hamato e

36
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

pelo tubérculo do Trapézio. Este túnel conduz o nervo Mediano e os tendões flexores dos dedos desde o
antebraço até a mão.

A Síndrome do Túnel do Carpo é a patologia caracterizada pela ocorrência de uma compressão do nervo
mediano que poderá provocar restrição tanto das funções motoras, quanto sensitivas ao longo de toda a
distribuição do nervo pela mão.
Características:

 Dor na face anterior, ventral do punho;


 Dor irradiada para os dedos;
 Parestesia na face palmar da mão e dos dedos;
 Parestesia e dor podendo atingir face anterior do antebraço.

Na Medicina Chinesa está condição se enquadra nas denominadas Síndrome Bi, mais especificamente
Bi dos Tendões. É possível observar que há uma relação íntima entre o túnel do carpo e o Canal Principal
do Pericárdio (Xin Bao Jing Mai), assim como o Canal Tendino-Mucular do Pericárdio (Xin Bao Jing Jin).

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica:


PC7 (Daling), PC6 (Neiguan), Shangbaxie, TA5 (Waiguan).

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


Parestesia e dor na mão: IG4 (Hegu), PC8 (Laogong);
Parestesia e dor no antebraço:TA6 (Zhigou), IG10 (Shousanli), IG11 (Quchi), Bizhong;
B62 (Shenmai) – Síndrome Yang Qiao Mai;
R6 (Zhaohai) – Síndrome Yin Qiao Mai.

Acupuntura Cutânea:

Trabalhar sobre uma área quadrada de aproximadamente 1-1,5cun de lado ou entre a região dos pontos
PC6 (Neiguan) e PC7 (Daling). Realizar movimentos de batidas até que a região se apresente com congestão
sanguínea. Técnica bastante eficaz para a redução do processo inflamatório e edema durante os estágios
iniciais da Síndrome.

Diferenciar
Síndrome do Pronador Redondo
Ocorre pela compressão do nervo mediano abaixo da prega do cotovelo. Essa compressão pode
acontecer entre os dois ramos musculares do músculo pronador redondo, ou da fáscia do bíceps, ou na
arcada dos flexores dos dedos.

37
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Bônus – Entorse
Apresentação

Os entorses são lesões ligamentares provocadas por forças que causam uma distensão de algumas ou de
todas as fibras do ligamento de um músculo além do seu limite de elasticidade, resultando certo grau de
ruptura das fibras e/ou de suas inserções ósseas.

Graduação

Grau 1 – Entorse leve: há a ruptura de apenas algumas fibras, a integridade do ligamento é preservada
e a articulação permanece estável.
Normalmente não há qualquer diferença com a articulação não lesada, porém o tratamento é indicado
para evitar lesões recidivantes.

Grau 2 – Entorse moderado: há a ruptura de um certo número de fibras que compromete a capacidade
funcional do ligamento, porém a estabilidade ainda é preservada.
Na comparação com a articulação não lesada, podemos perceber um certo excesso de mobilidade,
podendo até mesmo ter algum desconforto durante os movimentos.

Grau 3 – Entorse grave: há a ruptura completa das fibras do ligamento, seja na inserção óssea, seja em
sua própria estrutura, ficam evidentes os sinais de instabilidade articular.
Em alguns casos além da mobilidade excessiva, podemos encontrar deslocamento das superfícies
articulares, seja uma luxação, seja uma sub-luxação.

A grande maioria dos casos de entorse ocorre nos tornozelos, locais que sustentam o peso de todo o
corpo e qualquer movimento em falso, como pisar em uma pedra ou em uma fenda, ou simplesmente pisar
de maneira errada no solo, pode levar a um entorse. Falando dos tornozelos os entorses podem ser
basicamente de dois tipos: Inversão e Eversão.

Etiopatogenia

Os fatores envolvidos nos entorses são:


Trauma;
Deficiência de Qi e Sangue (Xue);
Deficiência do Qi do Fígado (Gan).

Em primeiro lugar devemos determinar o local mais sensível, para identificar qual ou quais os Canais
que passam pela região. Normalmente os Canais e Colaterais (Jing Luo) afetados na Inversão são os de
Natureza Yang e na Eversão os de Natureza Yin. Porém normalmente encontramos um desequilíbrio entre
Fígado (Gan) e Vesícula Biliar (Dan).

Tratamento

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


Ashi (local, oposto e cruzado), VB34 (Yanglinquan), F3 (Taichong), VB40 (Qiuxu).

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


Inversão: VB39 (Xuanzhong), B60 (Kunlun)
Eversão: BA6 (Sanyinjiao), R3 (Taixi)

38
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Pontos Principais do Método de Tratamento Cruzado


TA4 (Yangchi), IG5 (Yangxi), PC7 (Daling), P9 (Taiyuan).

Pontos Adicionais do Método de Tratamento Cruzado


TA5 (Waiguan), IG6 (Pianli), PC6 (Neiguan), P7 (Lieque).

Tratamento Auricular

Principais Pontos de Acupuntura Auricular


Shenmen, Subcórtex, Tornozelo, Fígado.

Pontos Adicionais de Acupuntura Auricular


Inversão: Estômago, Vesícula biliar;
Eversão: Baço;
Agudo: Ápice da orelha.

Esporão Calcâneo
Definição – Segundo a Medicina Ocidental

O esporão calcâneo é uma hipertrofia do tecido ósseo no local da inserção da fáscia plantar no tubérculo
interno do calcâneo.

Etiologia – Segundo a Medicina Ocidental

A hiperosteose calcânea está associada a um aumento na tensão exercida pela fáscia plantar cuja inserção
passa a exercer um estresse aumentado, ainda mais nos casos de pronação exagerada do pé.

Sintomatologia – Segundo a Medicina Ocidental

Para a confirmação da presença do esporão calcâneo normalmente é pedido um exame radiográfico.


Porém alguns sinais como fortes dores no calcanhar ao ficar em pé pela manhã, dor esta que pode passar,
porém tende a voltar após cerca de 3 horas.

Introdução – Segundo a Medicina Chinesa

O pé, segundo a Medicina Chinesa, é regido principalmente pelo Qi do Rim (Shen). O pé é uma estrutura
por onde passam diversos Canais e Colaterais (Jing Luo), porém os Canais do Rim (Shen) e da Bexiga
(Pang Guang) são os mais importantes para o calcanhar.

Etiologia – Segundo a Medicina Chinesa

Os fatores envolvidos no esporão calcâneo são:


Trauma;
Esforço repetitivo;
Estagnação de Qi e sangue (Xue);
Deficiência interna de Qi e Sangue (Xue);
Deficiência do Qi do Rim (Shen).

39
Faculdade de Tecnologia EBRAMEC
EBRAMEC – Escola Brasileira de Medicina Chinesa
巴西中医学院

Patogenia – Segundo a Medicina Chinesa

Normalmente o paciente apresenta uma Deficiência de Rim (Shen), o que leva a alterações nos Canais
da Bexiga (Pang Guang) e do próprio Rim (Shen), levando a uma Deficiência local de Qi e Sangue (Xue),
que somando-se com os esforços excessivos, acarretam uma situação de Estagnação de Qi e Sangue (Xue).

Tratamento – Segundo a Medicina Chinesa

Principais Pontos de Acupuntura Sistêmica


B57 (Chengshan), B60 (Kunlun), R3 (Taixi), Ashi.

Pontos Adicionais de Acupuntura Sistêmica


Deficiência do Rim (Shen): R6 (Zhaohai);
Dor severa: B61 (Pushen);
Dor crônica: E7 (Xiaguan).

Tratamento por Acupuntura Auricular – Segundo a Medicina Chinesa

Principais Pontos de Acupuntura Auricular


Rim, Fígado, Calcanhar, Tornozelo, Shenmen, Subcórtex.

115 casos de calcanhar dolorido tratados por Moxabustão indireta com gengibre.
Hubei Journal of Traditional Chinese Medicine, 1986

Pontos: Ashi.
Método: cortar fatias (3-5mm) de gengibre seco, fazer diversos furos, posicionar no ponto, colocar um
cone médio de moxa e acendê-lo. Deixar queimar até sentir calor forte, em seguida esfregar o gengibre
sobre o local. Tratar uma a duas vezes ao dia.
Resultados: 102 casos foram curados e 8 casos melhoraram em 1 semana e 5 casos melhoraram, porém
desistiram.

Tratamento por Koryo Sooji Chim - Segundo a Medicina Chinesa

A título de curiosidade gostaria de mencionar o bom resultado obtido por alunos meus em um
ambulatório específico de Koryo Sooji Chim, onde trataram um paciente com esporão calcâneo
diagnosticado através de radiografia e obtiveram tanto a melhora nas dores como na imagem radiográfica.
Os pontos principais foram: I39 e J1 bilateralmente além dos pontos de tonificação dos respectivos Ki Mek.

15 casos de fortes dores no calcâneo tratados com Acupuntura Sistêmica


Chinese Acupuncture & moxibustion, 1993

Pontos: E7 (Xiaguan).
Método: inserir bilateralmente é manipular as agulhas até a obtenção do De Qi, visando até mesmo
sensação de calor nos calcanhares. Manter as agulhas por 30 minutos.
Resultados: 9 casos foram curados e 6 casos apresentaram grande melhora.
Taxa de efetividade total: 100%.

40