Você está na página 1de 9

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ

CAMPUS URUÇUÍ

PROFESSOR: FRANCISCO JUNIOR

DISCIPLINA: FISIOLOGIA VEGETAL

BLOCO 3 TURMA INTEGRAL

ACADÊNMICO(a) CARLA DE SOUSA SILVA 1037979

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

URUÇUÍ-PI 16.05.19

1
SUMÁRIO

RESUMO................................................................................................................................... 3
REVISÃO DE LITERATURA ................................................................................................ 4
Célula Vegetal – Características .......................................................................................... 6
Célula Vegetal Esquema Representativo da Célula Vegetal ............................................. 6
Célula Vegetal Esquema Representativo dos Plasmodesmos ........................................... 6
As células vegetais se distinguem das animais devidas às seguintes características ....... 6
CONCLUSÃO........................................................................................................................... 8
REFERECIAS BIBLIOGRAFICAS ...................................................................................... 9

2
RESUMO
A célula é a unidade básica de vida. As células vegetais (ao contrário de células
animais) são cercadas por uma parede celular espessa rígida.

As células vegetais são células eucarióticas ou células com membrana núcleo


ligadas.

Geralmente, as células vegetais são maiores do que as células de animais e são na


sua maioria semelhantes em tamanho e são retangulares ou em forma de cubo.

Uma célula vegetal também contém estruturas que não são encontradas em uma
célula animal. Algumas delas incluem uma parede celular, um grande vacúolo, e plastídios.
Os plastos, tais como os cloroplastos, auxiliam no armazenamento e recolhimento de
substâncias necessárias para a planta.

As células animal e vegetal são células eucariontes que se assemelham em vários


aspectos morfológicos como a estrutura molecular da membrana plasmática e de várias
organelas, e são semelhantes em mecanismos moleculares como a replicação do DNA, a
transcrição em RNA, a síntese proteica e a transformação de energia via mitocôndrias.

3
REVISÃO DE LITERATURA

A parede celular, que é composta principalmente de celulose, determina a


estrutura da célula, a textura dos tecidos vegetais dando resistência as plantas. O vacúolo é
uma organela que possui uma membrana (tonoplasto), preenchidos com um suco celular,
solução aquosa contento vários sais, açúcares, pigmentos, armazenam metabólitos e quebram
e reciclam macromoléculas. É uma organela que pode ocupar a maior parte do volume da
célula.

Os plastídios são envolvidos por uma dupla membrana e são classificados de


acordo com o pigmento: os cloroplastos (clorofila), cromoplastos (carotenoides) e os
leucoplastos (sem pigmento). Os cloroplastos são organelas responsáveis pela realização da
fotossíntese.

Ao contrário das células animais, que utilizam o glicogênio como reserva


energéticas, as células vegetais armazenam amido. E na comunicação entre as células, nos
vegetais é feita através de conexões chamadas plasmodesmas, e nas células animais, as
junções comunicantes são responsáveis por esse papel.

A célula vegetal é uma unidade orgânica, separada do meio ambiente por uma
membrana denominada membrana plasmática, membrana citoplasmática ou plasmalema.

Nessa célula existe uma estrutura de revestimento, externa ao plasmalema,


chamada parede celular ou membrana celulósica.

Essa membrana representa um invólucro muito resistente da célula, dando-lhe


proteção e sustentação mecânica.

Nas células eucarióticas o conteúdo interno à membrana plasmática é dividido em


duas partes: citoplasma e núcleo. Nas células procarióticas (bactérias e algas azuis), o núcleo
não aparece individualmente, ficando o material genético disperso no citoplasma, uma vez
que não existe a carioteca.

O hialoplasma ou citoplasma fundamental é um colóide gelatinoso que contém no


seu interior as organelas ou organóides citoplasmáticos.

As principais são: Plastos ou plastídeos: São organelas exclusivas de células


vegetais, capazes de realizar várias funções. As mais importantes são os cloroplastos, dotados
4
de clorofila e relacionados coma importante função de fotossíntese Mitocôndrias:
Corpúsculos que realizam a respiração, processo que libera energia dentro da célula. Retículo
endoplasmático: Representa um conjunto de canalículos delimitados por membranas, que
permitem uma rápida circulação de nutrientes no interior da célula Dictiossomos:
Representam o complexo de Golgi difuso de uma célula vegetal; têm função de secretar várias
substâncias, entre os quais os materiais que formam a parede celular Ribossomos:
Corpúsculos relacionados com a síntese de proteínas

São túbulos constituídos por proteínas, componentes das fibras do fuso da divisão
celular e do fragmoplasto. Estão relacionados com a formação da parede celular. A destruição
desses microtúbulos acarreta anormalidades na formação e desenvolvimento da parede celular

São estruturas freqüentes nas células vegetais. Nas células jovens, os vacúolos são
pequenos e numerosos. A medida que a célula vai crescendo, os vacúolos se fundem. Assim,
na célula adulta é comum a presença de um único e volumoso vacúolo, que ocupa,
geralmente, uma posição central, deslocando o núcleo para a parte periférica da célula. Os
vacúolos são verdadeiras bolsas delimitadas externamente por uma membrana lipoprotéicas
denominadas tonoplasto. No interior do vacúolo encontra-se o suco Vacuolar, isto é, uma
solução aquosa que pode conter açucarares, óleos, sais, pigmentos e outras substâncias.
Apresentam a função de armazenamento de sais e outras substâncias, e regulação osmótica.

As células vegetais são, normalmente, uninucleadas, mas existem estruturas


polinucleadas (cenocíticas).

O núcleo está separado do citoplasma pela membrana nuclear ou carioteca.


Internamente à membrana encontra-se a matriz conhecida por suco nuclear, carioplasma ou
nucleoplasma, dentro do qual encontramos os cromossomos e o nucléolo.

Os cromossomos são filamentos que contêm o material genético (DNA).

O nucléolo é um corpúsculo rico em RNA. Trata-se de um corpúsculo esponjoso e


desprovido de membranas, que se encontra em contato direto com o suco nuclea

A célula vegetal pode ser diferenciada da célula animal porque possui parede
celular ou membrana celulósica e plastos ou plastídios.

Os plastos costumam ser divididos em: Proplastos, Cloroplastos, Cromoplastos,


Leucoplastos e Vacúolos.
5
São estruturas freqüentes nas células vegetais adultas, em número de um ou mais,
que geralmente ocupam posição central, deslocando o citoplasma e o núcleo para a parte
periférica da célula.

Têm como função acumular substâncias de reserva e regular a pressão osmótica


da célula.

Célula Vegetal – Características


As células vegetais possuem grande parte das características observadas nas
células animais, mas se diferenciam por possuírem uma forma mais definida geometricamente
e algumas outras particularidades que vamos ver ao longo dessa investigação.

Célula Vegetal Esquema Representativo da Célula Vegetal


As células vegetais são revestidas pela mesma membrana plasmática encontrada
nas células animais. Externamente a ela, porém, encontra-se outra membrana, mais espessa e
rígida, chamada parede celular, membrana celulósica ou ainda, parede esquelética.

A parede celular possui pequenas descontinuidades que colocam uma célula em


contato com as que a cercam. São verdadeiros túneis que atravessam a parede celular e
recebem o nome de plasmodesmos.

Célula Vegetal Esquema Representativo dos Plasmodesmos


No citoplasma chama atenção a presença de regiões limitadas por membranas
denominadas vacúolos. Em geral, as células vegetais adultas possuem um único e grande
vacúolo, que ocupa cerca de 95% da área celular. Sua função é armazenar água e outras
substâncias.

Estruturas típicas das células vegetais são também os plastos. Trata-se de


orgânulos que podem armazenar substâncias ou conter pigmentos. dentre eles, destacam-se os
cloroplastos, que possuem pigmento verde (clorofila) e são responsáveis pela fotossíntese.

O núcleo das células vegetais geralmente encontra-se deslocado para a periferia


celular. Sua estrutura é idêntica ao núcleo das células animais.

As células vegetais se distinguem das animais devidas às seguintes características


Parede celular Conecções celulares (plasmodesmos) Vacúolos, plastos Reserva
energética.

6
O citoplasma das células vegetais contém, além dos plastos e vacúolos, as mesmas
organelas da célula animal. Aparentemente tanto o retículo endoplasmático liso quanto o
granular e os ribossomos exercem funções semelhantes nas células animais e vegetais.

Em alguns pontos das fibrilas elememtares as moléculas de celulose estão


dispostas de maneira desordenada, em outros elas se dispõe ordenadamente, formando as
micelas de estrutura cristalina.

Entre as fibrilas, microfibrilas e fibrilas elementares, ocorrem outros componentes


da parede celular como a hemicelulose, lignina, etc. Quando não há a presença destas outras
substâncias, ocorrem microcapilares que transportam água e outros solutos, o que confere à
parede celular uma grande permeabilidade à água.

7
CONCLUSÃO

Conclui se que as células embora seja de grande variedade de formas vegetais, seja
elas produzidas pele crescimento e desenvolvimento (existem cerca de 285 mil espécies
diferentes), todas elas estão associadas a três simples eventos ao nível celular.
O primeiro é a Divisão celular, no qual uma célula madura se divide em duas células
filhas que, em muitos casos são diferente uma da outra. O segundo evento é a Expansão
celular, no qual uma ou ambas células filhas aumentam de volume. O terceiro evento é a
Diferenciação celular, no qual a célula tendo alcançado o seu volume final, torna-se
especializada para executar uma determinada função. As diferentes maneiras pelas quais as
células se dividem, crescem e se especializam, e produzem as diferentes espécies vegetais e os
diferentes tipos de tecido e órgão na planta.

8
REFERECIAS BIBLIOGRAFICAS
www.ufmt.br/www.aultimaarcadenoe.com.br/www.biologianarede.bio.br/www.maristas.org.b
r