Você está na página 1de 38

INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

ÍNDICE

1. INTRODUÇÃO

1.1 Recebimento
1.2 Estocagem
1.3 Deslocamento
1.4 Instalação
1.5 Formas de alimentação recomendada

2. ACESSÓRIOS

2.1 Lavagem do material


2.2 Acionamento

3. OPERAÇÃO

3.1 Partida
3.2 Sentido de rotação
3.3 Modificações no corpo da peneira
3.4 Telas de peneiramento

4. MANUTENÇÃO

4.1 Cuidados Gerais


4.2 Corpo da peneira
4.3 Elementos de fixação
4.4 Mecanismo vibratório
4.5 Mudança de velocidade e amplitude
4.6 Sustentação da peneiras

5. MANUTENÇÃO CORRETIVA

5.1 Cuidados Gerais


5.2 Manuseio dos rolamentos
5.3 Aperto dos parafusos
5.4 Lubrificação
5.4.1 A graxa
5.4.2 A lubrificação do eixo cardãn
5.4.3 A Óleo
5.5 Mudança de velocidade e amplitude

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
-1-
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

6. ROTEIRO DE MANUTENÇÃO

6.1 Verificação e manutenção regulares


6.2 Rolamento
6.3 Peças de reposição
6.4 Recuperação de trincas
6.5 Serviço de solda ou corte na peneira
6.6 Molas de apoio
6.7 Elementos de tela e respectivas fixações

7. INFORMAÇÕES TÉCNICAS

7.1 Dados técnicos (PV4015-2D/3D)


7.2 Dados técnicos (PV50020-1D)
7.3 Dados técnicos (PV50020-2D/3D)
7.4 Dados técnicos (PV8’x20’-2D/3D)

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
-2-
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

1- INTRODUÇÃO

É com satisfação que a INDÚSTRIA MECÂNICA IRMÃO


CORGOZINHO procura pôr meio deste manual, fornecer de modo sucinto
mais objetivo,informações que julga serem importantes à instalação,
operação e manutenção destes equipamentos.

A observação destas instruções de operação é pré-requisito básico


para uma operação sem falhas e para o atendimento a eventuais
reivindicações dentro do prazo de garantia. Por isso, ler atentamente as
instruções de operação antes de colocar o equipamento em operação!
As pessoas responsáveis pela operação da máquina devem estar bem
informadas quanto a sua operação e concepção e devem saber quando e
como efetuar os ajustes necessários.

Portanto, deve-se ler cuidadosamente todo este manual, estudar e


compreender os desenhos ilustrativos antes de instalar ou operar o
equipamento. Adicionalmente, certifique-se que o(s) operador(es) da
máquina também tenha(m) consigo, cópia deste manual.

Este manual de instruções contém as informações necessárias para


permitir acompanhar e manter o seu equipamento em satisfatórias
condições de uso. Se você pretende obter a máxima disponibilidade e
vida útil da máquina, nossas instruções devem ser cuidadosamente
seguidas. Lubrificação inadequada ou negligência no reparo de defeitos
aparentemente insignificantes podem conduzir rapidamente a problemas
mais sérios resultando em onerosa perda de tempo.

Especialmente no caso de equipamento novo ou recém-instalado torna-se


particularmente importante que as instruções de operação e manutenção
sejam seguidas cuidadosamente, ambas para atender os termos de
garantia e assegurar que a máquina seja corretamente operada.

Em todos os contatos e correspondências trocadas com o fabricante,


deve ser mencionado o tipo, modelo e o número de série. Estes dados
podem ser encontrados na plaqueta de identificação do equipamento.

Leia-o todo antes de instalar ou usar o equipamento e mantenha-o


sempre à mão para caso necessite. No caso de alguma dúvida entre em
contato com a IMIC.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
-3-
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

1.1 Recebimento

Grande cuidado foi tomado na fabricação desta máquina. Ela foi


totalmente inspecionada e preparada para transporte antes de deixar a
fábrica , entretanto existe a possibilidade de ter sido danificada durante o
transporte.
Sugerimos que verifique cada item pelo menos visualmente ,
qualquer avalia ou falta deve ser-nos comunicada imediatamente . Isto
pode evitar controvérsias no caso de alguma anormalidade e facilitar uma
rápida solução.

1.2 Estocagem

As peneiras devem ser guardadas em local livre de umidade


excessiva.
Se o equipamento for armazenado ao tempo, sugere-se que sejam
cobertos com encerado adequado e que as telas sejam removidas da
peneira e guardadas em local protegido para evitar danos resultantes de
corrosão ou eventual queda de objetos sobre elas . Quando não for
possível remover as telas todo o cuidado possível deve ser tomado pelas
causas acima. Os seguintes cuidados devem ser tomados em relação
aos vibradores.

VIBRADORES LUBRIFICADOS POR IMERSÃO EM ÓLEO:

Estes vibradores deixam a fábrica sem óleo, no caso deste


equipamento ser guardado para trabalho a curto prazo deve-se adicionar
a quantidade de óleo especificada; já no caso deste equipamento ficar
guardado pôr período maior que 5 meses, colocar óleo inibidor de
corrosão.

VIBRADORES LUBRIFICADOS COM GRAXA:

Estes vibradores devem ser lubrificados assim que chegarem,


verificando se o rolamento e labirinto estão protegidos, isto consegue-se
completando graxa através dos graxeiros até que esta transborde pelos
labirintos (tomando o cuidado de se dar alguns giros no vibrador durante o
processo de lubrificação).
Toda a graxa em excesso deve ser removida dos rolamentos e
vedações antes de colocar o mecanismo em funcionamento a fim de se
evitar um super aquecimento dos rolamentos.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
-4-
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

1.3 Deslocamento

Deve-se tomar extremo cuidado ao mover a peneira de um local a


outro para evitar torção do corpo da peneira ou chapas laterais . Sugere-
se o uso de cabos de aço ao invés de correntes para erguer a peneira.
Deve-se encaixar um caibro de 10*10 cm entre as chapas laterais nas
extremidades de alimentação e descarga a fim de evitar torção das
chapas laterais. As peneiras devem ser erguidas pôr igual nas suas
quatro extremidades utilizando os furos de içamento existentes para
amarrar os cabos..

1.4 Instalação

Considerando que o princípio de funcionamento das Peneiras


Vibratórias de livre oscilação circular, se baseia no movimento relativo de
massas excêntricas em determinadas freqüências, as mesmas são providas
de um sistema de suspensão que minimiza a transmissão de esforços as
estruturas que a sustentam. Não obstante a utilização de molas helicoidais
ou coxins de borracha cuidadosamente dimensionados, tais equipamentos
exigem certos critérios a execução de seu local de instalação e itens
complementares como chutes calhas e bicas, tendo em vista que durante os
períodos de partida e parada, o movimento da Peneira aumenta
consideravelmente quando a freqüência do mecanismo coincide com a
freqüência natural das molas.

Mesmo considerando que em alguns casos as peneiras são providas


de freios de atrito que minimizam este movimento recomendamos que as
estruturas de apoio sejam dimensionadas para possuírem freqüência de
operação da Peneira, que as forças horizontais sejam equivalentes a 25%
das forças verticais e que a distância entre as partes móveis e fixas seja de
no mínimo 80 mm.

Recomendamos ainda prever espaço suficiente em torno da Peneira


para permitir o livre acesso de operadores e mecânicos aos pontos de
lubrificação, itens de acionamento como motor, correias, etc., bem como
facilidade de inspeção e substituição de telas, caixa de alimentação, bicas
de descarga e manutenção geral.

Durante a partida e a parada, o movimento aumentará quando a


freqüência do mecanismo coincidir com a freqüência natural das molas.
Conseqüentemente um mínimo de 80mm deverá ser deixado entre a peneira
e qualquer membro estacionário como chutes alimentadores, bicas , etc...
Este espaço livre , por razão de segurança é de responsabilidade do
operador, e isto deve constar no regulamento do setor.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
-5-
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

É recomendado que seja deixado espaço suficiente entre a lateral da


peneira e a bica ou correia sob a mesma, de modo a permitir o acesso de
um homem sob a peneira sem dificuldades.

Assegure-se que a estrutura de apoio seja suficientemente rígida, que


garanta a inclinação correta do equipamento e que os pontos
correspondentes em ambos os lados estejam nivelados. Utilize mangueira
plástica como nível e verifique nas extremidades da máquina e da estrutura
suporte. A superfície de assentamento da Peneira deve ser o mais nivelada
possível (em seus quatro quadrantes) uma vez que se faz importante a igual
distribuição das cargas de suspensão da Peneira, o que contribui para a
uniformidade do movimento vibratório ao longo da mesma, bem como
minimiza a ocorrência de esforços estruturais adicionais. Sua chumbação
deve ser rigidamente ancorada de forma a evitar o movimento relativo do
chassi em sua superfície de apoio, principalmente durante os períodos e
ressonância na partida e parada.

Remova as travessas de içamento e as travas de transporte (se o seu


modelo possuí-las) e guarde-as para movimentações futuras.

Não adicione bicas, chutes, defletores ou qualquer outro item ao corpo


vibrante.

Sentido de rotação do eixo do vibrador. Normalmente o sentido de


rotação é “a favor do fluxo”, conforme a figura. Apenas em casos muito
especiais, o sentido contrário “contra-fluxo” é recomendável e apresenta
alguma vantagem.

Peneiras horizontais necessitam que os eixos girem em sentidos


opostos. As peneiras horizontais podem apresentar diferentes
comportamentos para cada sentido escolhido. Deve ser adotado aquele que
apresentar melhores resultados.

1.5 Formas de alimentação recomendadas

Para que sua peneira possa trabalhar eficientemente é necessário que


o material a ser peneirado seja uniformemente distribuído pôr toda a largura
da peneira.

A velocidade do material ao entrar na peneira deverá ser mínima, para


evitar desgastes excessivos das telas.

As bicas de alimentação e de descarga devem ser dispostas de modo


a promover espaços suficientes para a remoção das telas.

Para maior durabilidade recomendamos a instalação de revestimento


(chapa metálica ou borracha parafusada) na caixa de alimentação.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
-6-
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

2 - ACESSÓRIOS

2.1 Lavagem do material

A distância entre os tubos de jato d’água e as telas depende do


tamanho do material alimentado. Os jatos devem cobrir toda a largura da
peneira.
Estes tubos são fixados pôr meio de grampos em “U”, presos a chapa
lateral.
Quaisquer furos feitos com maçarico no corpo da peneira são de
responsabilidade de quem os fizer. Se de toda forma, forem feitos furos com
maçarico, lime as rebarbas que possam causar rachaduras devido a
concentração de tensões

2.2 Acionamento

O motor, que é montado independentemente da peneira deve ser


instalado após a colocação da peneira na devida posição de operação.

O motor deve ser instalado em local limpo, e bem ventilado. Deve ser
acessível para inspeção e manutenção. No caso de acionamento através de
transmissões por correias V, eixo intermediário estacionário, polia movida e
eixo cardan deve ser montado em base deslizante para posterior
esticamento da correia e alinhamento com a peneira.

Assegure-se de que as proteções estejam instaladas sobre as partes


girantes.

Parta o equipamento. Verifique a não existência de ruídos estranhos e


que os rolamentos não apresentem aquecimento anormal.

Durante as primeiras 100 horas, os intervalos de relubrificação


indicados no roteiro de manutenção devem ser reduzidos em 50%. Verifique
o aperto de todos os parafusos e o esticamento das correias V quando
houver com maior freqüência do que a normal durante o período inicial de
operação.

Quando substituir as correias V, é recomendável sempre a utilização


de jogos completos e novos e preferencialmente do tipo conjugado (Power-
band) uma vez que o comprimento de correias individuais, mesmo novas,
varia bastante. No caso de danificar-se alguma correia, o conjunto todo deve
ser substituído para evitar sujeitar algumas a cargas maiores do que as
outras.

Antes de instalar um novo conjunto de correias, certifique-se de que as


polias estão isentas de defeitos e de que as correias não toquem o fundo
dos canais.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
-7-
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Quando efetuar o esticamento das correias, assegure-se de que o eixo


do motor e o eixo intermediário estejam paralelos e que as polias estejam
corretamente alinhadas.

Correias novas irão afrouxar-se relativamente mais depressa durante o


período inicial de operação e devem portanto ser ajustadas com maior
freqüência.

Verifique também o correto alinhamento do eixo cardan de


acionamento e o aperto e travamento dos parafusos que o fixam.

Correias devidamente tensionadas e protegidas contra respingos óleo


ou graxa e queda ou acúmulo de material.

Motor elétrico bem ventilado, livre de contaminação por pó, água e


corpos estranhos, com fácil acesso para inspeção e manutenção.

Salvo especificação contrária, as Peneiras são montadas com o seu


acionamento pelo lado direito (visto pelo sentido do fluxo), entretanto a
mudança do lado de acionamento pode ser requisitada a IMIC.

3 - OPERAÇÃO

3.1 Partida

Quando todos os procedimentos e recomendações anteriores tiverem


sido atendidos, a Peneiras estará apta a entrar em operação.

Antes de qualquer tentativa, porém, verifique os seguintes itens:

Se todos os chumbadores e fixadores da Peneira e acessórios estão


devidamente apertados.
Se o mecanismo está devidamente lubrificado e as vedações de
labirinto cheias de graxa. As peneiras deixam a fábrica sem lubrificação, o
usuário então deve completar o nível de lubrificante especificado antes de
rodar o equipamento .
Se foram obedecidos os procedimentos de instalação elétrica, com
sistemas adequados de partida e proteção de sobrecargas compatíveis com
as características de placa do motor.
Se existe um espaço livre mínimo de 80 mm entre a Peneira e
quaisquer elementos estacionários.
Se as correias de acionamento estão devidamente tensionadas e
alinhadas.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
-8-
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

3.2 Sentido de rotação

Cada equipamento vibratório IMIC é fornecido para operar com máxima


eficiência sob dadas condições de operação. Caso estas condições se
modifiquem em outras aplicações, pode ser necessário, a alteração de
freqüência e amplitude de vibração da Peneira, para que se mantenha sua
alta capacidade e eficiência.

A alteração da freqüência é obtida pela alteração de rotação, e a


amplitude é facilmente ajustada através do acréscimo ou retirada de
contrapesos adicionais parafusados ao contrapeso principal.

Atenção, apesar de serem estes procedimentos muito simples, não


recomendamos alteração de qualquer destas duas características de
operação, sem nosso conhecimento prévio, caso contrário, sérios danos
estruturais poderão ocorrer, sob total responsabilidade de quem as efetuar.

Normalmente as Peneiras tem sua rotação estabelecida no sentido do


fluxo do material, que imprime maior velocidade ao mesmo sobre a tela,
resultando em maior capacidade. Sob certas condições de operação, onde
se deseja reter o material por mais tempo sobre a tela a fim de se aumentar
eficiência de peneiramento, pode-se inverter o sentido de rotação para
regime de contrafluxo, em detrimento a capacidade.

As peneiras IMIC, geralmente trabalham com rotação em regime de


fluxo .A rotação em regime de contra-fluxo diminui a velocidade do material
sobre o deck, resultando em menor capacidade, porém em maior eficiência.

Alem disso, o regime de contra-fluxo aumenta a tendência das


partículas de dimensões menores obstruírem as telas. Por este motivo,
peneiras com este regime operam com maior inclinação.

Quando em operação, as Peneiras proporcionam um movimento


circular de amplitude variável entre 4 a 10 mm conforme a aplicação. Ao
iniciar o funcionamento, verifique a regularidade de oscilação nos quatro
cantos da chapa lateral, atrás e na frente em cima e em baixo. As medidas
efetuadas poderão ser comparadas entre si.

Nas primeiras horas de operação, verifique a elevação gradual e


estabilização da temperatura dos rolamentos do mecanismo, que não deve
exceder a 60º acima da temperatura ambiente, e reaperte todos os
parafusos de fixação dos quadros de apoio e em especial, do mecanismo
vibratório.
3.3 Modificação no corpo da peneira

A localização do vibrador depende do centro de gravidade da peneira inviabilizando


qualquer modificação que influencie o mesmo .ex.(fixação de tremonha na peneira,bicas de
descarga , etc.)

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
-9-
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

3.4 Telas de peneiramento

A tensão das telas deve ser mantida uniforme para evitar sua
trepidação e manter o contato entre as mesmas e as guarnições de borracha
sobre as barras longitudinais de sustentação. No início da operação da
Peneira e ao instalar telas novas, verifique e retensione as mesmas a cada
quatro horas de operação até que sua total distensão seja alcançada.

Caso sejam instaladas telas de grande abertura, e diâmetro fio acima


de 5/8”, recomendamos a fixação adicional das mesmas ao quadro
utilizando ganchos em “U”.

O funcionamento da Peneira com insuficiência de tensionamento da


tela, pode provocar a quebra da mesma, bem como prejudicar o contato do
material com a superfície de peneiramento e conseqüente perda de
eficiência.

As Peneiras IMIC podem ser fornecidas, dependendo do tipo de


peneiramento a ser utilizado, com sistemas diferentes de fixação.

Para telas de arame de aço trançado convencional com abertura entre


3 mm(1/8”) e 100 mm (4”) e diâmetros de fio entre 1,4 mm e 12 mm, são
utilizados guardas laterais.

Para grandes aberturas de malha, ou quando o material sendo


peneirado tem forma lamelar, com tendência a se entalar nas telas de fio
trançado, podem ser fornecidas chapas perfuradas, de aço comum, de alto
carbono ou inox, com furos redondos, quadrados, retangulares longitudinais
ou transversais, sendo fixados por placas por cunhas aplicáveis também
para malhas em placas fundidas de aço manganês para serviço pesado ou
quadros de malhas em poliuretano. A tabela abaixo foi elaborada como
recomendação para a faixa segura de operação das Peneiras.

Em casos especiais, favor consultar-nos.

PENEIRAS VIBRATÓRIAS INCLINADAS


APLICAÇÕES
MALHAS RECOMENDADAS TAMANHO MAXIMO AREA DO
PENEIRA TELA TELA PLACA PARA PARA DECK
MINIMA MAXIMA MAXIMA TELA PLACA (m2)
25010 30mesh 2 1/2" 6" 2,5
30012 30mesh 4" 6" 8" 12" 3,6
40015 30 mesh 4" 6" 8" 12" 6
50020 1/8" 4" 6" 8" 12" 10
8'x20' 1/8" 4" 6" 8" 12" 14,4

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 10 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

4 - MANUTENÇÃO

Inspeções constantes e sistemáticas de sua Peneira resultarão em


menos reparos, menos tempo perdido, e menores custos de manutenção.
Devido a diversidade de condições de operação, indicamos abaixo um
esquema básico de manutenção, que deverá ser seguido e adaptado
conforme condições específicas. Sugere-se manter um registro de todas as
revisões e reparos pelos quais as Peneiras tenha passado. Uma das
melhores regras a seguir para a manutenção é o registro de horas de
operação, de forma que após certo período de funcionamento a Peneira seja
submetida a uma inspeção geral.

Este intervalo em horas de operação pode ser muito variado, conforme


a severidade de operação a que está submetida a Peneira.

Equipamentos novos devem ser inspecionados em intervalos de tempo


relativamente curtos. Este período pode ser aumentado gradativamente até
que se atinja um limite de tempo adequado, que deverá ser obedecido para
inspeções subseqüentes.

4.1 Cuidados Gerais

Ao efetuar reparos em Peneiras Vibratórias as seguintes precauções


devem ser tomadas:

Quando forem removidas peças que tenham superfícies usinadas de


precisão todo cuidado deve ser tomado para que estas não se danifiquem.

Ao remover peças com superfícies sem revestimentos ou usinagem


que possam se enferrujar, estas devem ser protegidas com óleo ou verniz
anti-ferrugem caso tenham que permanecer por mais de 10(dez) horas fora
da máquina.

Ao substituir os rolamentos, aconselha-se a remoção dos dois


alojamentos de rolamento do corpo da Peneira, de modo a permitir uma
limpeza completa do tubo e do eixo, a fim de eliminar eventuais
contaminantes que poderiam causar danos aos rolamentos.

Recomenda-se substituir os dois rolamentos mesmo que somente um


deles esteja danificado.

Os parafusos do corpo e mecanismo devem ser apertados com torque


adequado ao seu diâmetro, conforme tabela para qualidade ASTM A-325 ou
SAE Grau 5 ou DIN 8.8 .

Ao instalar telas novas, é necessário que os perfis de proteção de


borracha estejam em contato com o quadro, suporte e a tela.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 11 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

4.2 Corpo da peneira

As seguintes verificações devem ser efetuadas regularmente:

Verifique eventuais interferências entre o corpo da Peneira e elementos


estacionários como bicas ou estruturas de apoio, devido ao acúmulo de
material ou espaço insuficiente para operação.

Verifique as telas quanto a tensão ou quebra de fios.

Sob funcionamento, verifique a existência de parafusos ou peças


soltas. Pare a Peneira antes de efetuar qualquer reparo, para evitar
acidentes.

Verifique o corpo da Peneira quanto a desgaste, rachaduras ou quebra.


Conserte ou substitua as peças danificadas, caso necessário: Verifique
guarnições de apoio da tela quanto a desgaste. Guarnições gastas reduzem
a curvatura do deck, antecipando a fadiga da tela.

4.3 Elementos de fixação

Ao operar sua Peneira Vibratória, é de muita importância que os


parafusos estejam sempre bem apertados, particularmente os parafusos de
fixação do mecanismo. Verifique o aperto de todos os parafusos após
algumas horas de operação.

Durante a primeira semana, verifique os parafusos diariamente e após,


periodicamente.

4.4 Mecanismo vibratório

Verifique o seguinte:

Em mecanismo lubrificado a óleo, verifique o nível, a ocorrência de


vazamento ou contaminação do óleo.
Verifique se a temperatura de funcionamento do mecanismo não é
excessiva. Sua temperatura deverá se situar em torno de 40º a 50º acima da
temperatura ambiente.
Verifique as correias de acionamento quanto a sua tensão, desgaste ou
ruptura. Substitua-as em jogos para manter seu esticamento uniforme.
Verifique ambas polias quanto a fixação, desgaste e alinhamento.
Verifique a fixação do motor na base articulada.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 12 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

4.5 Mudança de velocidade e amplitude

O equipamento é entregue com a rotação e amplitude ajustados para


valores adequados. Se for necessário alterar estes valores, recomenda-se
contactar o fabricante antes. Mesmo pequenas alterações na rotação ou na
amplitude podem causar grandes mudanças na vida dos rolamentos e no
desempenho do equipamento.

Em princípio, para não se alterar a vida calculada dos rolamentos, a


rotação da máquina deve ser reduzida quando a amplitude é aumentada. O
inverso também se aplica, isto é, a rotação pode ser elevada quando se
reduz a amplitude.

Mudanças de amplitude são efetuadas da seguinte maneira: remova as


conexões do acionamento e as proteções externas; siga exatamente os
esquemas orientativos para a configuração de contrapesos desejada; nunca
utilize rotações superiores àquelas indicadas como limite; assegure-se de
que a mesma configuração seja adotada em todos os vibradores de uma
mesma máquina e veta também a seção de vibradores.

Após a execução de qualquer ajuste, verifique se o movimento é igual


em ambos os lados de cada extremidade.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 13 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Existem somente sete (7) diferentes arranjos de contrapesos seguros e


corretos para ajuste de amplitude e eles são como ilustrados nas figuras.

Nunca opere o equipamento em qualquer outro arranjo e certifique-se


sempre de que ambos MUITO
os IMPORTANTE
lados do equipamento tenham os seus
vibradores exatamente com a mesma configuração.

Se esta instrução não for seguida, certamente ocorrerão danos


vultuosos com todo o equipamento.

Após cada operação de manutenção, verifique a igualdade de


configuração dos vibradores e assegure-se de que tudo esteja de acordo
com estas instruções

4.6 Sustentação da peneira

Verifique o seguinte:

Inspecione as molas quanto a ruptura ou eventual de material em torno


das mesmas.

Verifique a compressão das molas quanto a carregamento uniforme.


Compressão desigual das molas pode causar movimento desordenado e
esforços adicionais à Peneira.

5 MANUTENÇÃO CORRETIVA.

5.1 Cuidados gerais

Ao efetuar reparos em Peneiras Vibratórias as seguintes precauções


devem ser tomadas:

Quando forem removidas peças que tenham superfícies usinadas de


precisão todo cuidado deve ser tomado para que estas não se danifiquem.
Ao remover peças com superfícies sem revestimentos ou usinagem
que possam se enferrujar, estas devem ser protegidas com óleo ou verniz
anti-ferrugem caso tenham que permanecer por mais de 10(dez) horas fora
da máquina.
Ao substituir os rolamentos, aconselha-se a remoção dos dois
alojamentos de rolamento do corpo da Peneira, de modo a permitir uma
limpeza completa do tubo e do eixo, a fim de eliminar eventuais
contaminantes que poderiam causar danos aos rolamentos.
Recomenda-se substituir os dois rolamentos mesmo que somente um
deles esteja danificado.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 14 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

5.2 Manuseio dos rolamentos

Todos os mecanismos vibratórios são equipados originalmente com


rolamentos auto compensadores de rolos de alta capacidade, especialmente
desenvolvidos para aplicações em equipamentos vibratórios, são estes
designados com os seguintes sufixos:

• SKF – CJA W33 A 15


• FAG – ASMA C3 F 80 sendo especialmente recomendada sua
utilização em eventuais substituições.

Para a manipulação dos mesmos, devem ser tomadas as seguintes


precauções:

Trabalhe em local o mais limpo possível, com as mãos e ferramentas


limpas.
Use panos limpos para eliminar quaisquer corpos ou contaminações
durante o trabalho. “Não use estopas”.
Não abra nem retire os rolamentos de sua embalagem original antes de
estar em condições de instala-los.
Lave o rolamento usado com querosene limpo ou outro produto
adequado. Em seguida, mergulhe em óleo leve e re-lubrifique.

5.3 Aperto dos parafusos

Ao operar uma peneira vibratória é muito importante que os parafusos


estejam sempre bem apertados, particularmente os parafusos do vibrador.
Verifique todos os parafusos depois de algumas horas de trabalho, depois
diariamente e depois periodicamente.

É recomendada a utilização de parafusos DIN 8.8 (SAE GR 5), como a


mínima classe aceitável em termos de resistência, podendo-se usar até DIN
12.9 (SAE GR 8), com porcas e duas arruelas planas por parafuso, de
classe equivalente.

Os parafusos DIN 8.8 devem ser torqueados com os seguintes valores:

Diâmetro
(mm) 2 4 6 8 0 2 4 0 6
Torque
(Kg.m) ,5 2,8 9,3 8,0 8,5 2,0 5,0 30 29

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 15 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

5.4 Lubrificação

5.4.1 A graxa

Uma lubrificação correta empregando-se um lubrificante adequado é


essencial para a obtenção da vida útil calculada para os rolamentos.

Use sempre uma graxa de acordo com os requerimentos contidos no


roteiro de manutenção. Se for utilizado um lubrificante de tipo ou qualidade
inadequados, existe o risco de formação de pontos duros, podendo provocar
danos aos rolamentos e entupimento de canais de passagem de graxa.
Nunca misture graxas de tipos ou marcas diferentes.

Antes de efetuar a lubrificação, limpe cuidadosamente o ponto a ser


lubrificado e o bico da engraxadeira, pois a graxa injetada pode transportar
contaminantes aos rolamentos.

A estocagem dos lubrificantes e dos equipamentos de lubrificação deve


ser protegida de pó, água e outras substâncias prejudiciais à graxa. Nunca
use lubrificantes contaminados.

Adicionalmente a função de lubrificação, e graxa tem também a função


de vedação, prevenindo a entrada de pó e outras substâncias nocivas nos
rolamentos. Se o equipamento for operar em condições de extrema poeira
ambiente, os intervalos de lubrificação dados no roteiro de manutenção
devem ser reduzidos e a quantidade de graxa utilizada em cada vez deve
também ser reduzida.

Para evitar dificuldades na partida, especialmente sob temperaturas


baixas, opere o equipamento até atingir a temperatura de regime antes de
efetuar a lubrificação. Opere novamente por mais um pouco após a
lubrificação para a distribuição adequada nos rolamentos e labirintos, antes
que estes esfriem. Nunca preencha completamente os rolamentos com
graxa.

Existe um ponto individual de adição de graxa para cada vibrador. Veja


na seção de vibradores, as características das graxas.

O eixo cardan de acionamento, o qual conecta o vibrador à


motorização deve ser lubrificado nos mesmos intervalos que os vibradores.

Logo após a partida do equipamento recém-lubrificado a temperatura


nos mancais costuma elevar-se um pouco acima do normal. Se o aumento
for moderado e a temperatura retornar ao normal após pouco tempo,
nenhum dano ocasionará aos rolamentos.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 16 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Os intervalos de lubrificação, quantidades e recomendações estão no


Roteiro de Manutenção.

A primeira troca deverá ser realizada após 50 horas de operação.

O ponto de lubrificação é a graxeira localizada próxima ao mancal.

Parte da graxa injetada passa através dos rolamentos e preenche o


sistema de vedação. Quando o equipamento sai de fábrica ele está
adequadamente lubrificado para operação imediata. Em caso de
armazenagem do equipamento veja a seção “Medidas Preventivas para
Longos Períodos Fora de Uso”.

Com o equipamento em operação é recomendável que se lubrifique o


vibrador a cada 100 h de operação, injetando-se a quantidade de graxa
abaixo especificada, em cada mancal. Nas substituições de rolamentos,
desmonte o vibrador, lave seus componentes com um solvente adequado e
inspecione-os detalhadamente. Limpe o tubo espaçador internamente.
Quando montar os rolamentos, preencha com graxa o espaço existente
entre os rolamentos e entre os rolos e após montar o vibrador, injete a
quantidade abaixo recomendada e manualmente gire o eixo de modo a
distribuí-la uniformemente no mancal.

QUANTIDADE DE GRAXA RECOMENDADA


Para lubrificação regular e na montagem
PV25010 PV40015 PV50020
PD30014 PV30012 PV7’x16’ PV8’x20’

50 g 60 g 70 g 100 g

Requisitos para a graxa:

A graxa utilizada deve atender aos seguintes requisitos mínimos:

Produzida a partir de óleo mineral, engrossada com sabão à base de lítio,


mecanicamente estável e com valor NLGI entre 2 e 3.
Viscosidade do óleo básico de 15,5 mm²/s, (cst) à 9º C.
Teste Timken = 45 lb
A graxa deve permitir preenchimento completo dos rolamentos.
A graxa deve lubrificar eficientemente em toda a faixa de rotações.
A graxa deve ser aprovada pelo fabricante dos rolamentos.
Faixa de temperatura de trabalho = 0º C a 150º C.
Deve permitir condensação como proteção à corrosão.
Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.
Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 17 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Alternativas:

SHELL ALVANIA EP 2 PETROBRAS GHA 2EP INDUSTRIAL


ESSO BEACON EP2 ATLANTIC LITHOLINE EP2
MOBIL MOBILPLEX 48 IPIRANGA ISAFLEX EP2

TEXACO MARFAK PETRONASA PETROFAX EP 2


CASTROL EPL 2

Para temperaturas baixas (acima de –30º C).


IPIRANGA BG 1116 SHELL RETINAX A ESSO UNIREX N2

5.4.2 A Lubrificação dos eixos cardans.

Injete a mesma graxa utilizada nos vibradores, nas graxeiras


localizadas nas cruzetas e nas buchas estriadas, a cada 100 horas de
operação.

Alguns eixos cardan requerem a lubrificação manual da parte estriada


(não possuem graxeira na bucha).

5.4.3 – A óleo

As unidades vibratórias lubrificadas a óleo deixam a fábrica apenas


com resíduo do óleo utilizado durante o teste, portanto serão fornecidos sem
óleo.

Ao se lubrificar o mecanismo antes da partida inicial, recomenda-se


drenagem do óleo residual, para então proceder ao carregamento do óleo
novo.

INTERVALO DE LUBRIFICAÇÃO E QUANTIDADE.

A primeira troca de óleo deverá ser efetuada após as 50 horas de


operações iniciais. As trocas subseqüentes deverão ser efetuadas a cada
300 horas de operação ou quando o óleo se apresentar contaminado por
corpos estranhos.
Recomendamos que a troca de óleo deverá ser sempre efetuada ao
final da operação, quando o óleo estiver quente.

Obs: Deve-se tomar o máximo cuidado para retirar toda a poeira e


impurezas em torno dos bujões e respiros antes de remove-los.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 18 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Abaixo relacionamos a capacidade aproximada de óleo lubrificante:

PENEIRA / MODELO CAPACIDADE DE ÓLEO

PV 5020 18 LITROS
PV 8’x20’

ÓLEO LUBRIFICANTE RECOMENDADO.

O óleo lubrificante deve obedecer as seguintes especificações para


engrenagens, de alta qualidade e para extrema pressão:

*Alta estabilidade contra oxidação.


*Mínima tendência a formação de espuma.
*Índice de viscosidade ISSO (SAE 90 ).

Como óleos lubrificantes recomendados, podemos citar:

ESSO SPARTAN EP 150


TEXACO MEROPA 150
SHEL OMALA 150
ATLANTIC PENNANT EP 150
MOBIL OIL MOBILGER 629
CASTROL ILO SP 150
PETROBRAS EGP 150 PS
IPIRANGA SP 150

OBSERVAÇÃO: Tanto para mecanismos lubrificados a óleo quanto a


graxa, a temperatura de operação não deverá exceder de 50º C acima da
temperatura ambiente após as 150 primeiras horas de funcionamento. Nas
primeiras 150 horas de operação, a diferença entre a temperatura do óleo
lubrificante e a temperatura ambiente não deverá ser maior que 60º C.

6 ROTEIRO DE MANUTENÇÃO.

A seguir estão apresentadas algumas orientações que devem ser


seguidas como rotina de manutenção. Para informações mais detalhadas ou
para ajustes ou reparos não contidos neste roteiro, verifique as instruções do
manual. Leia estas instruções cuidadosamente.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 19 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Frequência Procedimento Observações


(Horas)

Verifique ruídos estranhos Se o movimento for normal, verifique a ali-


quando em operação mentação e a amplitude
Diariamente
Verifique a temperatura dos A temperatura nos mancais não deve ultrapas-
mancais sar a temperatura ambiente acrescida de 60º

Verifique que os componentes Após troca dos elementos da tela, efetue rea-
das telas estejam devidamente perto com maior frequência
50 fixados

Verifique se a peneirapode mo- Remova todo material que tenha se acumulado


ver-se livremente próximo e sob a peneira
Mantenha a máquina "aquecida" para evitar di-
ficuldade de partida (em clima muito frio)
Lubrifique os rolamentos dos
vibradores e o eixo cardan de Opere a a máquina por alguns minutos para pos-
acionamento sibilitar a distribuição de graxa nos rolamentos e
50 labirintos
Durante as primeiras 100 ho-
ras, lubrifique os vibradores a Em situações de muito pó, reduza os intervalos
cada 50 horas entre lubrificações e reduza também a quantida-
de de graxa adicionada

Limpe cuidadosamente os bicos de graxa

Siga as recomendações quanto a graxa

Não misture tipos diferentes de graxa


Operação Normal
100 Não utilize lubrificantes contaminados
Lubrifique os rolamentos dos
Não encha de graxa completamente os
vibradores e o eixo cardan
rolamentos

Verifique aperto dos parafusos


dos vibradores, proteções e Reaperte após cada ajuste ou manutenção
outros
200
Inspecione as correias V (e sin- Verifique quanto ao desgaste, esticamento e
cronizadora se houver) alinhamento. Sempre reinstale as proteções

Importante

Não adicione bicas, laterais ou Entre em contato com o fabricante para qualquer
qualquer detalhe extra ao cor- informação adicional, sobre instalações de com-
po da peneira ponentes extras

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 20 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

6.1 Verificação e manutenção regulares

Verifique os seguintes itens enquanto o equipamento estiver operando.

Certifique-se de que o material é alimentado uniformemente e se


possível por toda a largura. O material deve cair sobre a parte revestida da
alimentação e não diretamente sobre a tela, para evitar desgaste
desnecessário. Isto é particularmente importante quando se une com
aberturas muito pequenas.

Verifique o movimento da peneira utilizando os cartões de registro de


amplitude e verifique a ocorrência de velocidade crítica.

Devido a possibilidade de ocorrência de danos no transporte, na


montagem ou devido
ao desgaste natural, a peneira deve ser inspecionada contra a
operação na velocidade
crítica quando instalada, como segue:

Fixe firmemente quatro cartões medindo aproximadamente 80 x 140


mm cada, nas quatro extremidades do equipamento, utilizando fita adesiva.
Localize os cartões exatamente nas mesmas posições, nas extremidades de
alimentação e de descarga, em ambos os lados. Após fixados, trace uma
linha horizontal no topo de cada um deles de modo que o ângulo exato do
movimento possa ser determinado.

Utilize algum apoio que permita segurar um lápis ou caneta


esferográfica de maneira firme na mesma altura de cada cartão e bem
próximo à eles. Apóie o suporte no piso, verticalmente em relação ao cartão
de modo que o lápis ou caneta fixado rigidamente à este possa apenas tocar
o cartão. Este procedimento não é possível de ser efetuado corretamente
com a mão livre, sem o auxílio do apoio.

Com a peneira operando na rotação plena e com o lápis ou caneta a


90º em relação ao cartão, toque momentaneamente o cartão numa série de
pontos. Assegure-se de que o lápis ou caneta esteja firmemente seguro para
prevenir movimentos secundários no registro.

Preencha cada um dos quatro cartões, anotando em cada um onde


estava localizado. Anote o número de série do equipamento, o local de
operação e quem efetuou a traçagem.

Se o perfil ou forma de movimento registrados nos dois lados da


extremidade de alimentação não são praticamente idênticos entre si e o
mesmo ocorre com os da extremidade de descarga, é indicação de que uma
Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.
Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 21 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

condição de velocidade crítica originou-se devido ao dano de transporte, ou


de instalação ou devido ao desgaste da peneira. Uma condição de
velocidade crítica geralmente ocorre se a amplitude da peneira verificada em
duas extremidades diagonalmente opostas é sensivelmente menor do que
na outra diagonal.

Quando uma condição destas ocorre, o corpo da peneira normalmente


apresenta também um pequeno movimento lateral. Conseqüentemente
torna-se difícil registrar o movimento completo da amplitude, com o lápis ou
caneta ortogonais aos cartões. A alternativa nestes casos é apoiar a segurar
e caneta ou lápis na posição inclinada em relação ao papel de modo a
acompanhar o movimento lateral.

Se ocorrer uma velocidade crítica, verifique seguinte:

a.Compressão das molas de apoio. As molas da extremidade de


alimentação devem estar igualmente comprimidas. O mesmo deve ocorrer
na extremidade de descarga.

b.Telas e respectivos elementos de fixação devem ser bem instalados


e apertados.

c.Se a tela apresentar entupimento e acúmulo de material, promova a


limpeza remoção desta.

d.Cabos de suspensão, quanto a movimento exagerado. Ajuste os


estabilizadores se necessário.

e.Aperto adequado de todos os parafusos.

Após a verificação de todos estes pontos, efetue um segundo teste


registrando nos mesmos cartões e envie todos os quatro cartões para o
fabricante, juntamente com todos os dados referentes. É importante que isto
seja efetuado rapidamente porque a operação continuada da peneira na
condição de velocidade crítica pode causar danos vultuosos.

Se as figuras registradas nos cartões da extremidade de alimentação


forem praticamente idênticas e o mesmo ocorrer com os da extremidade de
descarga, a peneira está com o comportamento correto e conforme é
esperado.

Efetue esta inspeção regularmente e guarde os cartões para


comparação. Este procedimento é fácil, barato e é a melhor maneira de
verificar a saúde da peneira.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 22 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

6.2 Rolamento

Cuidados com rolamento:


a) Trabalhe com ferramentas e mãos limpas
b) Use panos limpos, não use estopas
c) Guarde os rolamentos em embalagens originais e só abra na hora
de montar
d) Não gire o rolamento com ar comprimido
e) Limpe o rolamento usado com querosene limpo e relubrifique

IMPORTANTE.

A vida útil dos rolamentos está relacionada diretamente à manutenção


e aos cuidados dispensados pelo usuário.

Quando substituir rolamentos nos vibradores, é importantíssimo que


sejam adquiridos com a folga radial adequada.

Quando fornecidos, os equipamentos vibratórios são equipados com


rolamentos selecionados de modo que quando instalados eles apresentem a
folga correta para as condições de operação em questão.

Folga inadequada pode conduzir ao superaquecimento e danificar o


rolamento. Portanto é recomendável que na substituição dos rolamentos a
aquisição seja junto ao fabricante do equipamento.

A condição básica para o sucesso numa substituição de rolamentos é a


de que a máxima limpeza possível e extremo cuidado, sejam observados
durante a execução desta tarefa.

6.3 Peças de reposição

Sempre que necessitar de peças de reposição para seu equipamento


IMIC, forneça os seguintes dados:

- Modelo, tamanho e número de série da Peneira.


- Número de catálogo da peça.
- Quantidade necessária.
- Instruções quanto ao despacho e transporte.

Para maior comodidade e segurança e recomendável ter em estoque :

• 2 jogos de telas
• 1 jogo de molas
• 1 Cardan 1113x500mm

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 23 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

6.4 Recuperação de trinas

No caso de aparecimento de uma rachadura devido ao desgaste ou


fadiga, é comum recorrer-se à solda para economizar tempo e perda de
produção, neste caso deve-se seguir os seguintes procedimentos:
a) Localize a extremidade da trinca e fure com broca de 1/4”, para
evitar que a trinca propague.
b) Desbaste completamente a trinca com lixadeira de ponta redonda.
c) Pré-aquecer a cerca de 80°, especialmente na rachadura.
d) Solde com eletrodo o 3mm AWS E 7010 , desbaste a outra face da
trinca e solde-a de modo a obter penetração total .
e) Esmerilhar o fluxo de solda.

Se possível evite efetuar soldas no corpo vibrante pois podem resultar


em perigosas concentrações de tensões e possível surgimento de trincas.
Se a soldagem for inevitável, é importante que seja efetuada de maneira
correta. O caminho mais seguro é consultar-nos, e para tanto estamos à
disposição para aconselhar.

É importantíssimo que fixe o negativo adequadamente, na peça a ser


soldada. A corrente elétrica não pode passar pelo rolamento.

S e a corrente passar pelo rolamento, os danos podem ser tão sérios


que exigirão sua substituição.

NOTA; Nunca corte furos no corpo vibrante pois este procedimento


carrega consigo o risco de formação de trincas.

6.5 Serviço de solda ou corte na peneira

No caso de aparecimento de qualquer rachadura no quadro ou corpo


da Peneira devido a desgaste fadiga, recomendamos a substituição da peça
danificada. A título de emergência no sentido, as seguintes recomendações
devem ser observadas na aplicação da solda:

Faça um furo de broca diâmetro aproximado de ¼” em cada uma das


extremidades da rachadura, para evitar que esta se propague.

Utilizando um disco de desbaste ou esmerilhadeira, execute um


chanfro em forma de “V” em toda extensão da trinca, por um lado até meia
espessura da chapa.

Pré aqueça a região a ser soldada, a 80º C .

Solde com eletrodo 3,0 mm AWSE 7018 para evitar rachaduras e


crateras de gás. Desbaste o outro lado da rachadura e solde-a de modo a
obter completa penetração da solda, se possível. (Use eletrodo AWSE 6010
para solda vertical e sobre-cabeça).
Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.
Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 24 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Desbaste a rachadura em chanfro, pelo lado oposto, até alcançar a raiz


da solda recém executada. Mantenha o aquecimento e execute a solda
anteriormente cuidando para que o trabalho executado se resfrie o mais
lentamente possível.

Dê acabamento de forma a evitar transições bruscas, quinas vivas e


protuberâncias.

Ao utilizar solda elétrica, assegure-se de que o fio terra permaneça


ligado em pontos que não causem a passagem de corrente pelos
rolamentos.

Nunca execute cortes ou furos na Peneira utilizando maçarico, o que


certamente submete a peça a concentração de tensões indesejáveis.

Quaisquer cortes ou furos, se de todo necessário, deverão ser


executados com broca, serra ou disco de corte (método a frio), cuidando
para que sejam arredondados quaisquer cantos vivos e transições bruscas.

Considerando que a uniformidade do movimento vibratório é função da


localização do mecanismo vibratório com relação ao corpo da Peneira, é
totalmente desaconselhável a soldagem de peças complementares a
Peneira, sob responsabilidade e risco de quem as fizer, de prejudicar a
operação e vida útil do equipamento.

6.6 Molas de apoio

O conjunto de molas de apoio é concebido para permitir a substituição


das molas sem a necessidade de elevar muito o equipamento. Para a
substituição, proceder como segue:

Remova os parafusos que fixam os pratos de mola superior e inferior.

Com o auxílio de um macaco hidráulico ou outro dispositivo de


levantamento de carga eleve a parte em questão até que as molas fiquem
sem carga (+- 40 mm). Neste instante, as molas e os respectivos pratos
guias podem ser movidos lateralmente e retirados.

Certifique-se que a(s) mola(s) nova(s) seja(m) de dimensões corretas e


iguais às da(s) substituída(s). Verifique o diâmetro do fio.

Instale o novo conjunto de molas na seqüência inversa. É


recomendável que se troque molas sempre aos pares, isto é, a mola que
apresentar problema e a sua irmã gêmea do outro lado do equipamento.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 25 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Quando o equipamento estiver novamente apoiado nas molas verifique


a altura nas mesmas, em ambos os lados. Para que a operação se processe
corretamente é necessário que as alturas sejam iguais. As alturas das molas
na alimentação podem ser diferentes das da descarga.

Freios de atrito são fornecidos como componentes standard em quase


todas as máquinas vibrantes e podem ser opcionais em alguns casos. São
elementos que reduzem o movimento amplificado de partida e parada.

6.7 Elementos de tela e respectivas fixações

As peneiras podem ser equipadas com telas de arame de aço, chapas


perfuradas, borracha ou poliuretano. Para aplicações especiais podem ser
utilizados ainda outros tipos.

Para peneiramento de materiais muito finos e difíceis é aconselhável o


uso de telas de arame com o menor diâmetro de fio possível.

Para peneiramento de material graúdo, recomenda-se telas em


borracha ou chapas no deck superior. Estes elementos são disponíveis com
furos quadrados ou arredondados.

Existem vários elementos e maneiras de fixação de telas disponíveis,


dependendo do tipo de tela adotada, cada um com suas características
especificadas.

Verifique em intervalos regulares que os elementos de telas estejam


adequadamente tensionadoss/fixados, particularmente enquanto forem
novos. Caso contrário poderão ficar batendo o que reduza a sua vida útil e o
próprio desempenho.

Quando tensionar elementos de tela, tensione em etapas, alternando os


lados.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 26 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

7 – INFORMAÇÕES TÉCNICAS

7.1 DADOS TÉCNICOS ( PVI 40015-2D/3D )

Peneira vibratória de 2 e 3 decks.


Inclinação de trabalho 18°
Potência nominal de trabalho 01 motor de 20 CV VIII Polos
Rotação nominal de trabalho 800 RPM
Rotação de ressonância 200 RPM
Faixa de amplitude 2.5 @ 5mm
Amplitude na parada 35mm

7.2 DADOS TÉCNICOS ( PVI 50020-1D )

Peneira vibratória de 1 decks.


Inclinação de trabalho 18°
Potência nominal de trabalho 01 motor de 25 CV VIII Polos
Rotação nominal de trabalho 800 RPM
Rotação de ressonância 200 RPM
Faixa de amplitude 2.5 @ 5mm
Amplitude na parada 35mm

7.3 DADOS TÉCNICOS ( PVI 50020-2D/3D )

Peneira vibratória de 2 e 3 decks.


Inclinação de trabalho 18°
Potência nominal de trabalho 01 motor de 30 CV VIII Polos
Rotação nominal de trabalho 800 RPM
Rotação de ressonância 200 RPM
Faixa de amplitude 2.5 @ 5mm
Amplitude na parada 35mm

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 27 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

7.4 DADOS TÉCNICOS ( PVI 8’x20’-2D/3D )

Peneira vibratória de 2 e 3 decks.


Inclinação de trabalho 18°
Potência nominal de trabalho 01 motor de 50 CV VIII Polos
Rotação nominal de trabalho 800 RPM
Rotação de ressonância 200 RPM
Faixa de amplitude 2.5 @ 5mm
Amplitude na parada 40mm

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 28 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

DES. CERTIFICADO

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611 Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 29 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

DES. CERTIFICADO

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611 Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 30 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

DES. CERTIFICADO

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611 Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 31 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

DES. CERTIFICADO

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611 Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 32 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611 Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 33 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611 Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 34 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611 Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 35 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611 Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 36 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611 Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 37 -
INDUSTRIA MECÂNICA IRMÃOS CORGOZINHO LTDA.

TERMO DE GARANTIA

Os equipamentos de fabricação IMIC são garantidos contra defeito de


fabricação e qualidade de matéria prima empregada, por um período de 12
meses a contar da data de início de operação do equipamento ou 18 meses
após a entrega do equipamento em nossa fábrica, prevalecendo o que
ocorrer primeiro.

O equipamento será garantido quanto a:

- Ser novo e de boa qualidade.


- Ser isento de erro ou defeito de projeto, fabricação ou matéria
prima.
- A IMIC, se desobrigará desta garantia caso o comprador não
cumpra com os seguintes requisitos:

- Respeitar e seguir as condições de operação e manutenção do


equipamento.
- Utilizar durante o período de garantia exclusivamente peças de
desgaste e reposições genuínas da IMIC.
- Cumprir as condições de pagamento.

Industria Mecânica Irmãos Corgozinho Ltda.


Rua Rio Branco – 214 – Bairro Água Branca –Tel: (31) 3393 – 1153 – Fax(31) 3393–1611
Cep: 32371- 490 - Contagem – MG –
- 38 -