Você está na página 1de 6

1

ACONSELHAMENTO PASTORAL AULA IV

Quais as qualidades que mais importante que o conselheiro precisa


desenvolver espiritual?

Tm 2.15 – Apresentar a Deus como obreiro aprovado que não que se


envergonha e maneja bem a palavra da verdade.

- Quem trabalha no ministério deve se preocupar em preparar se.


- Não deve ficar esperando que ai instrução venha do se líder, ele deve buscar.

1.O conselheiro espiritual deve ser disciplinado.(pag94

* Disciplina interior – é o preparo espiritual na meditação, oração, jejum e


Estudos.
* Disciplina exterior – Simplicidade, isolamento, submissão e serviço.
* Disciplina coletiva – Confissão, adoração, orientação e celebração.

Ser serio nos seus hábitos Santos, que leve a ter um relacionamento
transformador pelo Espirito Santo.
É Muito comum as pessoas não procurar o pastor para conselho por causa de
sus hábitos. O Espirito Santo deve ser o governante de nossas ações.

- O conselheiro deve desenvolver domínio próprio.


- Conhecer técnicas e deve estar disposto a dedicar tempo ao ministério de
Aconselhamento.

2. Deve aplicar-se a ler e estudar tudo o que se relaciona sobre a psicologia


humana.(pag 95)

A psicologia humana pode nos ajudar muito no aconselhamento.


- Ler livros, frenquentar seminário, etc.
- Estudar sobre ciência de comportamentos, aproveitando o que se alinhe com as
escrituras.
Consulte: http://pbjaimebergamim.webnode.com.br - fale conosco: jaimebergamim@bol.com.br
2

Devolver dobrado (ver no manual de estudo).

Acima de tudo está po exame cuidadoso das escrituras.

3.Conselheiro deve ser um pessoa espiritual (Pag 96)

Associação de uma pessoa espiritual:

a. Vida Espiritua (Estilo de Vida que vive na fé);


b. Competência técnicas (conhecimento secular);
c. Compaixão e oração (amor e intimidade com Deus).

4. O conselheiro espiritual de estrar preocupado na produção do fruto do


Espirito não somente no aconselhamento, mas também em si próprio.

Todo aconselho deve levar o aconselhado a ser influenciado pelo Espirito Santo,
e isso acontece se o conselheiro também estiver sob a influência do Espirito
Santo também.

O conselheiro (pastor) cheio do Espirito Santo experimenta um amor pelas coisas


que Deus ama, e ódio pelas coisas que Deus odeia. Assim ele transmite o que
sente para o aconselhado.

O Espirito Santos não pode se entristecer pelo nosso comportamento egoísta, pois
assim anulara o efeito do conselho, e todo trabalho do conselheiro torna sem
valor.

O conselheiro deve ser o canal do Espirito Santo na vida do aconselhado.

Portanto se o coração do conselheiro for reto, e o desejo de ministrar estiver


presente, o resultado será o conselho piedoso no poder do Espirito Santo.

5. O Conselheiro deve ser sociável.

Ninguém vai solicitar conselho para alguém que nunca pegou em sua mão.
É necessário que o conselheiro (pastor) se mostre amigo e interessado pelo
problema das pessoas.

Principal característica de uma pessoa sociável:

a. Capacidade para ouvir


b. Ouvir com calma e sem presa
Consulte: http://pbjaimebergamim.webnode.com.br - fale conosco: jaimebergamim@bol.com.br
3

Veja a recomendação de Tiago 1.19

O gabinete pastoral quase sempre é o local que a pessoa desabafa e fala


interminável.

6. O conselheiro deve conhecer o poder transformador do amor de Cristo em


sua própria vida e na dos outros.( Pag 99)

O que faz de um conselheiro a empatia pelo seu aconselhado.


- Ele entende o desejo do aconselhado;
- Seus problemas
- Suas frustações
- Escuta atentamente, e tenta ver as coisas segundo a perspectiva do mesmo, ou
seja se coloca no lugar do aconselhado.

Seu exemplo:
O exemplo do conselheiro deve falar mais alto que suas palavras.
- Como aconselhar se um bom marido, se ele não é.
- Se um bom pai, se ele não exemplo de bom pai.
- Ele realmente precisar se transformado pelo Espirito Santo de Deus.

7. Ter sensibilidade (Pag 100)

Entende bem a si mesmo para depois entender os outros.


Ser sensível é reconhecer as suas próprias fraquezas para não se precipitado.
- Se não entender bem a si mesmo, nunca entenderá os outros.

8. Deve ser uma pessoa séria (pag 100)

Nunca meter o nariz onde não compete.


Cuidados com os casos insignificantes
Cuidado com os assuntos sem importância, pois poderá se machucar.
Esperem que as pessoas busquem ajuda, e nunca vá só porque alguém diz que ele
tem que ir.

Consulte: http://pbjaimebergamim.webnode.com.br - fale conosco: jaimebergamim@bol.com.br


4

II PARTE

9. Deve ser extremamente escrupuloso quanto ao sexo oposto.(pag 104)

Vejam os dados do manual de estudo com respeito a pastores que tiveram


experiência sexual extra conjugal (pag 104).

O Conselheiro deve ter cuido para não se envolver com a vida sentimento do
sexo oposto.

Cuidado para que a aconselhada não induza ao pecado, talvez seja esse o objetivo
de ir buscar o conselho.

Feche as brechas onde o inimigo que entrar.

Em primeiro lugar – Entrega se a seu cônjuge para fortalecer o seu casamento.


É difícil alguém satisfeito se entregar a tal tentação.
Pureza, fidelidade e sinceridade moral deve fazer parte da
vida do conselheiro.

Em segundo lugar – Manter seu devocional diário de oração estudo da palavra


de Deus.

Em Terceiro Lugar – Ter pessoa de sua extrema confiança para presta conta (Tg
5.16).

Em quarto lugar – Evitar contato físico com o sexo oposto, pois desperta
tendência sexual.

Em quinto lugar – Conselheiro que foram molestados sexualmente no passado,


tende a passar sua raiva e ódio para o aconselhado.

Cuidado com pergunta desnecessária (pag 107 letra c).


Não entre na intimidade que não te pertence; o curiosidade gera desejo e pode
levar a ação.

Não compartilhai de sua próprio vida sexual, evite a extremo.

Cuidado para que suas perguntas não se transformem em exploração sexual.


Além de pecado é crime.

Consulte: http://pbjaimebergamim.webnode.com.br - fale conosco: jaimebergamim@bol.com.br


5

d. Abuso de autoridade – Isso aca te inserindo no problema do outro.

e. Cuidado redobrado com quem já foi vitima de abuso sexual.


Elas são muito sensíveis, e podem facilmente cederem a apelos do conselheiro.
Cuidado para não tirar aproveito disso. Não aproveite a carência ou ausência
de algo na vida de tal pessoa, pois o prejuízo será maior.

f. Quando já foi tentado, encaminhe a outro.


Fuja da aparência do mal. Aqui temos dois tipo de tentação:
1. Pelo próprio aconselhado
2. Quando o próprio conselheiro se sente tentado por motivos sensuais.

g. Cuidado com apego exagerado

Muito aconselhado se apega demais ao conselheiro por causa da lisonja, elogio


em excesso ou afeto desnecessário. Cuidado com a transferência.

Cuidado com o convite tipo assim: preciso falar em particular contigo, quem sabe
podemos almoçar juntos, ou tomar o café da tarde no barzinho. O conselheiro
pode terminar o aconselhamento em um motel.

h. Tenha sempre um plano de fuga para os questionamentos (pag 110)

Planeje ma reflexão breve sobre o assunto que será abordado e os possíveis


questionamentos .

i. Relacionamento improprio e interpretação erronia

Cuidados com adolescentes e criança de ambos os sexo, nunca ficar sozinho, ou


passar muito tempo, embora que se tenha a melhor intenção, mas poder despertar
fofoca e gera escândalo.

Veja os escândalos de alguns lideres considerado evangélico provocaram, se são


inocente ou não, certo é que a mídia anunciou e criticou.

A boa ética nesse sentido é de grande importância para o conselheiro. Que o


Espirito Santo nos ajude a sermos sábios e nos desviarmos do mal.

CONCLUSÃO:

Consulte: http://pbjaimebergamim.webnode.com.br - fale conosco: jaimebergamim@bol.com.br


6

Nessa aula abordamos as qualidades mais importantes de conselheiro. Que Deus


nos ajude a sermos uteis e saibamos usar o dom que Deus nos deu para o
crescimento de sua obra .

Consulte: http://pbjaimebergamim.webnode.com.br - fale conosco: jaimebergamim@bol.com.br