Você está na página 1de 61

POWER

TRANSMISSION
INDUSTRIES

SEM RELUBRIFICAÇÃO

A EMPRESA
A PTI - Power Transmission Industries do Brasil iniciou suas atividades no Brasil em 1955 através da
Falk do Brasil, fabricando Redutores de Velocidade e Acoplamentos. A credibilidade da PTI no Brasil
foi adquirida desde sua fundação, sendo baseada numa sólida engenharia, utilizando maquinário de
última geração na fabricação dos equipamentos, agilidade e competência nos serviços de atendimento
ao cliente, atuando nos mais diversos segmentos de mercado.

SELEÇÃO DE ACOPLAMENTO PTI-


Obs.: Para seleção de acoplamento ECOTORK, vá para a pg. 34
Fator de Serviço: Determine o fator de serviço conforme página 04.
Mínimo Torque Requerido para o Acoplamento: Este torque deve ser calculado conforme
fórmula abaixo:
Mínimo Torque p/ o Acoplamento = F.S. (Fator de Serviço) x Torque Requerido.
Se somente a potência for conhecida então:

Fórmula c/ kW Fórmula c/ cv

Mínimo Torque = kW x 9550 x F.S. Mínimo Torque = cv x 7202 x F.S.


(Nm) rpm (Nm) rpm

Tamanho: Para seleção de tamanho, primeiro escolha o modelo, depois vá até a página do modelo do acoplamento
escolhido para a aplicação e escolha um tamanho que atenda em torque o mínino torque calculado no passo anterior.
Seleção Final: Confira a rotação (rpm), furo máximo, GAP e dimensões.

Os Fatores de Serviço são apenas uma orientação, baseada na experiência e na razão entre o torque do acoplamento
e as características do sistema. As características do sistema são melhor mensuradas com um medidor de torque.
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

05
ÍNDICE

Tabela - Fatores de serviço para acoplamentos PTI- ........ 04

Acoplamento STEELFLEX T-SÉRIE 1000.................................... 05


14
Acoplamento STEELFLEX F....................................................... 14

Acoplamentos de engrenagem série 1000/2000.................... 17

Acoplamento Elástico tipo WRAPFLEX...................................... 28


17

Acoplamento Elástico ECOTORK ............................................ 32

Protetor de Acoplamento ORANGE PEEL................................. 52

28
Acoplamentos Flexíveis Tipo RD .................................... 53

Questionário Consulta .......................................................... 59

Saiba como obter a garantia na graxa LTG, informações


sobre embalagens e benefícios para sua aplicação................ 60 32

52

53
03
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO

TABELA 1 - FATORES DE SERVIÇO PARA ACOPLAMENTOS PTI - +


Os fatores de serviço listados são típicos de operações normais de sistemas de transmissão de força.
Para aplicações com cargas de pico repetitivas, consultar a PTI - .

Listagem alfabética de aplicações Listagem alfabética por indústrias


Fator de serviço Fator de serviço Fator de serviço Fator de serviço
Aeradores .........................................2,0 Guindastes ou guinchos Açucareira Laminador a frio consultar o
Agitadores Guincho principal ...........................1,75 Desfibradores e Picadores........................2,0 fabricante
fabricante
Roscas, hélices ou pás...............................1,0 Caçamba .........................................1,75 Moendas acionadas por desbastador e descascador consultar o
Alimentadores Inclinação da lança ........................1,5 turbina e engrenagens externas fabricante
Correias, discos ou roscas ........................1,0 Deslocamento da ponte ou carro ............1,75 helicoidais .................................................1,5 fabricante
Alimentadores ............................................3,0
Alternativos ................................................2,5 Lavadoras e batedoras ......................2,0 Acionadas por motor
Laminador a quente
Bombas Máquinas de conformação (metais) elétrico ou pistão e engrenagens laminador ou desbastador,
Centrífugas Carro de banca de trefila, externas helicoidais ...................................2,0 de ligotes ou barras consultar o
Velocidade constante................................1,0 acionamento principal, Engrenagens externas de dentes fabricante
Variação freqüente de velocidade extrusoras, modeladoras retos qualquer que seja fabricante
Perfurador de tubos ........................................3,0
sob carga ...................................................1,25 e laminadoras ............................................2,0 o acionamento usado ...............................2,0
Papel
Desincrustadoras com acumulador..........1,25 Cortadoras .................................................1,0 Esteira alimentadora e niveladora ...........1,75
Batedor e despolpador.............................1,75
Engrenagens, rotativas ou palhetas.........1,25 Trefiladoras de arame Alimentícia/Bebidas Bobinadeiras ..............................................1,5
Alternativas (recíprocas) e aplainadoras...........................................1,75 Cozinhadores de cereais..........................1,25 Batedor de feltro .......................................2,0
1 cilindro simples ou dupla ação .........3,0 Bobinadeiras ou desbobinadeiras...........1,5 Misturadores de massa, trituradores........1,75 Branqueador, alvejador............................1,0
2 cilindros simples ação ........................2,0 Máquinas operatrizes Máquina de encher latas, garrafas .........1,0 Calandra e super calandra ......................1,75
2 cilindros dupla ação...........................1,75 Acionamento principal..............................1,5 Borracha Cortadoras .................................................2,0
3 ou mais cilindros.................................1,5 Acionamento auxiliar ................................1,0 Calandras...................................................2,0 Descascadoras ..........................................2,0
Classificadores ou Clarificadores1,0 Acionamento Transversal ..........................1,0 Extrusoras ...................................................1,75 Esticador de feltro .....................................1,25
Compressores Dobradeiras, puncionadoras, "Banbury" ...................................................2,5 "Fourdrinier" ...............................................1,75
Centrífugos .................................................1,0 pressas, cunhadoras..................................1,75 Moinhos aquecedores Lavadoras, espessadoras,
Rotativos, de lóbulos ou palhetas ............1,25 Misturadores (ver agitadores) 1 ou 2 em linha ......................................2,0 câmaras de estoque ..................................1,5
Rotativos, parafuso ....................................1,0 Concreto.....................................................1,75 3 ou mais em linha.................................1,75 Misturador de polpa .................................1,75
Alternativos (recíprocos) Muller..........................................................1,5 Moinhos misturadores , refinadores Picador........................................................2,5
Acoplados diretamente consultar o Moinhos de argamassa .....................1,75 ou laminadores Prensa, moinho de polpa..........................1,75
fabricante Moinhos 1 ou 2 em linha ......................................2,5 Revestidores................................................1,0
fabricante Secadoras, cilindros "Couch" ..................1,75
Sem volante de inércia consultar o Martelos .....................................................1,75 3 ou 4 em linha ......................................2,0
Processamento de agregados,
fabricante Rolos ou barras..........................................1,5 5 ou mais em linha.................................1,75
fabricante cimento, fornos de mineração.
Peneiras Dragas Britadores ...................................................2,5
*Com volante de inércia e engrenagem
Lavagem a água ou ar..............................1,0 Acionamento do desagregador...............2,0 Moinhos de rolos ou bolas
de redução entre compressor e motor
Puxador de vagão .............................1,5 Enrolador de cabos...................................1,75 com acionamento direto ou
1 cilindro simples ação ...................3,0
Secadores Bomba (carga uniforme)...........................1,5 no eixo de baixa rotação do
1 cilindro dupla ação......................3,0
Centrífugos .................................................1,0 Osciladores (guincho de manobra).........1,5 redutor com acionamento direto
2 cilindros simples ação..................3,0
Lóbulos ou palhetas...................................1,25 Madeira ou no eixo de baixa rotação do
2 cilindros dupla ação ....................3,0
Vibratórios ..................................................2,0 Transportador de retalhos ........................1,75 redutor com acionamento final de
3 cilindros simples ação..................3,0 engrenagens de dentes retos ...................2,0
Tambores rotativos.....................................1,75 Transportador de serragem ......................1,25
3 cilindros dupla ação ....................2,0 Engrenagens helicoidais ...........................1,75
Transportadores Transportadora de toras ...........................2,0
4 cilindros ou mais, simples ação ..1,75 Moinhos de martelos ................................1,75
Lamelas, correia, Serras de fita..............................................1,5
4 cilindros ou mais, dupla ação.....1,75 Secadores rotativos ...................................1,75
roscas, correntes, abas..............................1,0 Serra circular "Cut-Off" ............................1,75
Dinamômetros...................................1,0 Moinhos de tamboreamento ....................1,75
Canecas......................................................1,25 Serra Oscilante consultar
Eixo principal de acionamento o fabricante Refinarias
Desmoldador e reversor............................3,0
Aciona vários equipamentos ....................1,5 o fabricante Bombeamento de poços petrolíferos
Ventiladores Plainadora ..................................................1,75
Elevadores com torque máximo de 150%..................2,0
Centrífugos .................................................1,0 Laminação de Metais
Caçamba , descarga centrífuga ..............1,25 Resfriadores................................................1,25
Torre de resfriamento ................................2,0 Desempenadores.......................................2,0
Passageiros.................................não permitido Secadores ..................................................2,0
Ventilação forçada (início de linha) ........1,5 Bobinadeira a quente ...............................2,0 Filtroprensa de parafina............................1,5
Descarga por gravidade ..........................1,25
Ventilação forçada acionada Bobinadeira a frio .....................................1,5 Indústria têxtil
Extrusoras de plásticos.......................1,5
por motor hidráulico..................................1,0 Acionamento de fornos.............................2,0 Calandras e cardadeiras..........................1,5
Geradores
Recirculador de gases...............................1,5 Mesas de transferência Dosadores, lustradeiras,
Carga uniforme..........................................1,0
Tiragem forçada com controle com reversão ..........................................3,0 afelpadoras, lustradeiras,
Serviço de guincho
de vazão ou limpador de lâmina ............1,25 sem reversão...........................................1,5 Ensaboadoras ............................................1,25
ou estrada de ferro....................................1,5
Tiragem forçada sem controles ................2,0 Usinas de coque Enroladores, esticadores, e torcedores ...1,5
Solda...........................................................2,0
empurrador ............................................2,5 Máquina de acabamento de telas ..........1,5
abridor de portas ...................................2,0 Tambores de secagem, teares..................
puxador (redutor de movimento)..........3,0

+ Para acionamentos por motor a Para aplicações com cargas de pico, consultar a PTI - FALK.
explosão referir a tabela 2. Quando Se ocasionalmente acontecer transporte de passageiros, consultar a fábrica para uma seleção
motores elétricos, geradores, segura bem como dos acessórios para atender códigos de segurança.
compressores são equipados com
mancais de escorregamento,
use limitadores de movimento axial TABELA 2 - FATORES DE SERVIÇOS PARA MOTORES
nos acoplamentos, para proteger os Fatores de serviço para motores a explosão são os requeridos para aplicações onde a boa regulagem fornecida pelo volante, evita flutuações
mancais, estes acessórios devem ser
de torque dentro de ±20%. Para unidades onde a variação de torque excede este valor, ou a operação se encontra próxima a uma vibração
pedidos junto com o acoplamento.
*Se for necessário compensação no crítica ou torsional, um estudo de massas elásticas é necessário.
balanceamento por peso em local
NÚMERO DE CILINDROS 4 ou 5 6 ou mais
oposto, consultar a PTI - .
Fator de serviço da tabela 1 1,0 1,25 1,5 1,75 2,0 1,0 1,25 1,5 1,75 2,0
Fator de serviço do motor 2,0 2,25 2,5 2,75 3,0 1,5 1,75 2,0 2,25 2,5

Para usar a tabela 2, primeiro determine o fator de serviço da aplicação pela tabela1, e com esse valor, determinar o valor de fator de serviço a aplicar
para o MOTOR. Se este é maior que 2 devemos consultar o fabricante, pois a aplicação precisará de uma análise mais criteriosa.
04
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTOS
STEELFLEX T
SÉRIE 1000

As grades do acoplamento Steelflex T possuem


secção trapezoidal e são fabricadas em aço
ligado de alta resistência temperadas e
revenidas para dureza de molas. A superfície
é então jateada com micro esferas de aço com
grande precisão de operação denominada de
"Shot peenning" que comprimem as moléculas
da superfície por trabalho mecânico. Esta falha acelera o desgaste e fadiga das grades.
Quando a carga é aplicada na grade, O uso da graxa "LTG" garantirá a lubrificação necessária
as forças tendem a separar seus braços, nas grades "T" eliminando os ciclos de rotina de lubrificação.
mas na grade 1000T a carga precisa
primeiro vencer as forças de compressão Instalação Rápida
criadas pelo picotamento de precisão da A grades "T" são de simples camada e de extrema facilidade de encaixe nos rasgos do
superfície "Shot peening" e então submeter a cubo, muito mais rapidamente que a colocação da grade retangular. Nos tamanhos
grade a sua tensão limite. O efeito é um menores são utilizados o ajuste deslizante na montagem eixo/cubo para facilitar
AUMENTO drástico na CAPACIDADE, a operação. Finalmente a prática tampa bipartida é colocada com auxílio de ferramentas
fornecendo a reserva de resistência para standard.
longa vida, e permitindo portanto a seleção
de um acoplamento de menor tamanho físico, Facilidade de Manutenção
para um mesmo esforço. A grade "T" é o elemento de desgaste do acoplamento STEELFLEX sendo somente uma
Com o acoplamento 1000T a PTI - fração do custo do acoplamento completo. As grades "T" são facilmente acessíveis pela
oferece uma evidência positiva de liderança simples remoção da tampa bipartida e a remoção da grade obtida por uma chave de
no campo de projeto e desenvolvimento de fenda ou barra. Nos tamanhos menores a recolocação das grades "T" é simples por
acoplamentos flexíveis. A tecnologia avançada colocação direta nos rasgos sem a necessidade dos esforços adicionais (como um martelo),
é combinada com longos testes e toda a nossa nem mover equipamentos como acontece nos outros acoplamentos como os de engrenagem
experiência de campo nestes acoplamentos. e de elastômeros. A necessidade de mover parte do equipamento sempre gera maior custo
e requer tempo.
Períodos Estendidos na Manutenção
Podemos agora instalar o acoplamento e Versatilidade do Projeto
lubrificar com a avançada Graxa de Longa Os componentes da série 1000T são dimensionalmente intercambiáveis com os da série
Duração "LTG" da PTI - e esquecer as 10T. Nos tamanhos menores, dois tipos de tampa são disponíveis. Produtos para
rotinas periódicas de manutenção. A graxa aplicações complementares das normais são disponíveis tais como: acoplamento
"LTG" da PTI - foi desenvolvida com espaçador; com eixo pilotado; com polia ou disco de freio e o controlador de torque.
especialmente para uso em acoplamentos.
É altamente resistente a separação de óleo Disponibilidade
e dos agentes espessadores que ocorre A grande maioria dos acoplamentos e peças de reposição são encontradas em nossos
normalmente nas graxas. Graxas de uso Distribuidores e se necessário, encomendadas em regime URGENTE da fábrica.
geral sofrem separação pela ação das forças A disponibilidade normal é com furo bruto ou mínimo ou com furos usinados sob medida,
centrífugas existentes nos acoplamentos. a pedido do cliente.
05
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE ELÁSTICA TIPO T

A FUNÇÃO DE UM ACOPLAMENTO NÃO É SÓ DE LIGAR DOIS EIXOS, MAS


SIM DE PROTEGER OS DISPENDIOSOS EQUIPAMENTOS MOTORES

Proteção quanto ao
E MOVIDOS DO DESALINHAMENTO, CARGAS DE CHOQUES, VIBRAÇÕES
desalinhamento dos eixos E CARGAS AXIAIS.
A grade está livre para inclinar,
rodar e flutuar entre os dentes
dos cubos.
Generosa capacidade ao
desalinhamento é permitida sem
produzir cargas nocivas
de rolamento lateral como as
criadas por muitos dos
acoplamentos de elastômeros.

Paralelo
O movimento das grades "T"
nos rasgos acomoda o
desalinhamento paralelo e Choque e Vibração Reduzidos em 30% ou mais
ainda permite o pleno
funcionamento da ação
grade-rasgo em absorver
choques e vibrações.

Proteção contra cargas de choque, vibração e cargas axiais.


Flexibilidade torsional é a capacidade do acoplamento PTI - STEELFLEX "T" para defletir no sentido da
torsão, quando submetido a cargas normais, choque ou de natureza vibratória, permitindo uma acomodação
elástica com a variação das condições de carga.
Ele absorve a energia de impacto e a distribui sobre um incremento de tempo. Amortece as vibrações reduzindo
picos ou choques de carga em até 30%. Pode ser considerado como um amortecedor para movimento rotativos
Angular baseado na preditabilidade de resistência de grades de aço na flexibilidade torsional.
Submetido a desalinhamento
angular o projeto do conjunto
grade-rasgo permite o rolamento
e deslizamento sem afetar a Cargas leves
capacidade de transmissão
de potência pela grade.
A grade se apoia nos extremos dos dentes do acoplamento como mostrado,
o espaço entre pontos de contato deixam o restante da grade livre para flexionar
sob variações de carga.

Cargas normais
Conforme a carga aumenta, a distância entre os pontos de contato diminui, porém
Axial deixando ainda comprimento suficiente de grade para flexionar amortecendo
Folgas axiais extremas as cargas de choque.
em ambos os cubos (motor
e movido) permitem livre
movimento das grades
nos rasgos. A flutuação poderá
ser controlada se necessário, Cargas de choque
por meio de conjuntos auxiliares
de limitação de deslocamento O acoplamento é flexível dentro de sua capacidade projetada.
axial. Submetido a sobrecargas extremas, a grade assenta completamente no dente do
cubo e transmite diretamente toda a carga.

Você pode trabalhar sem a flexibilidade torsional, mas pode


arriscar a danificar equipamento caro e de difícil reposição ?
06
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE ELÁSTICA TIPO T

Tipos de Acoplamentos

T50 (só acoplamento)


T10
Tampa pilotada para
Tampa bipartida horizontal.
aplicação de transmissão por
Uso geral.
eixos flutuantes. Pode ser
Fácil acesso a grade.
usado no lugar de um
Mínimo tempo de reparo.
acoplamento de engrenagem,
Ideal para locais de
simples engrenagem para
dimensões reduzidas.
fornecer a característica de
Pino interno na tampa evita
resiliência torsional com baixo
giro na reversão.
custo operacional.

T20
Tampa bipartida vertical.
Uso geral.
Ideal para velocidades mais T50
altas. Forma de acoplamento pilotado duplo
com eixo flutuante para conectar
equipamentos a distâncias maiores.
Combina a resiliência dos elastômeros
com a forte capacidade de torque dos
acoplamentos de engrenagem.

T31 T70
Forma de espaçador, Forma de acoplamento para
desmontável. alta velocidade .
Próprio para uso em bombas. Acima da faixa dos T10 e
Permite espaço entre eixos T20 básicos.
para fácil manutenção de A forma é de tampa única
selos e rolamentos de com balanceamento dos
bombas. componentes.

T10 / G82
T35 Forma de espaçador para
Forma de semi espaçador altos torques.
quando não é necessário o Combinação de dois
T31. acoplamentos normais com
Mais econômico que o T31. peças de estoque.
Necessário remover a grade O eixo desmonta por
e tampa para reparo de selos remoção dos parafusos do
e rolamentos de bombas. G82 e da grade T10.
07
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE ELÁSTICA TIPO T

TIPO T10 - COM TAMPA BIPARTIDA HORIZONTAL


TAMANHOS DE 1020 T10 A 1260 T10 (dimensões em milímetros)

Corte das Tampas TAMPA

GRADE
CUBO
A
Tamanhos
1020 a 1140
S GAP
A C C
D

F A
Tamanhos
1150 a 1200

BUJÃO

J
F A
Tamanhos B
1210 a 1230

A
Tamanhos
1240 a 1260

Dimensões (mm)
Torque Rotação Furo Máximo Furo Peso do Peso da
TAMANHO Tamanho
Nominal Máxima mínimo acopl.sem graxa
(Nm) (rpm) (mm) graxa (kg) (kg) A B C D F J S Folga
Pol

1020T 52 4500 28 1.125 12,7 1,9 0,03 97,0 98,6 47,8 39,6 .......... 66,6 39,1 3,2 1020T
1030T 149 4500 35 1.375 12,7 2,6 0,04 105,7 98,6 47,8 49,3 .......... 68,3 39,1 3,2 1030T
1040T 249 4500 43 1.625 12,7 3,4 0,05 114,3 104,6 50,8 57,1 .......... 69,9 40,1 3,2 1040T
1050T 435 4500 50 1.875 12,7 5,4 0,07 135,1 124,0 60,5 66,6 .......... 79,2 44,7 3,2 1050T
1060T 684 4350 56 2.125 19,1 7,3 0,09 147,8 130,0 63,5 76,2 .......... 91,9 52,3 3,2 1060T

1070T 994 4125 67 2.500 19,1 10,5 0,11 158,8 155,4 76,2 87,4 .......... 95,3 53,9 3,2 1070T
1080T 2.050 3600 80 3.000 27 17,7 0,17 190,5 180,8 88,9 105 .......... 116 64,5 3,2 1080T
1090T 3.730 3600 95 3.500 27 25 0,25 211,1 200 98,6 124 .......... 122 71,6 3,2 1090T
1100T 6.280 2440 110 4.000 41 42 0,43 251,0 246 121 142 .......... 155 .......... 4,8 1100T
1110T 9.320 2250 120 4.500 41 55 0,51 269,7 259 127 160 .......... 162 .......... 4,8 1110T

1120T 13.700 2025 140 5.000 60 81 0,74 307,8 305 149 179 .......... 192 .......... 6,4 1120T
1130T 19.900 1800 170 6.000 60 120 0,91 345,9 330 162 217 .......... 195 .......... 6,4 1130T
1140T 28.600 1650 200 7.250 67 178 1,14 384,0 375 184 254 .......... 201 .......... 6,4 1140T
1150T 39.800 1500 215 8.000 108 234 2,0 453,1 372 183 270 390 271 .......... 6,4 1150T
1160T 55.900 1350 240 9.000 121 317 2,8 501,9 403 198 305 436 279 .......... 6,4 1160T

1170T 74.600 1225 280 10.000 133 448 3,5 566,9 438 216 356 487 304 .......... 6,4 1170T
1180T 103.000 1100 300 11.000 152 620 3,8 629,9 484 239 394 555 321 .......... 6,4 1180T
1190T 137.000 1050 335 12.000 152 776 4,4 675,6 525 259 437 608 325 .......... 6,4 1190T
1200T 186.000 900 360 13.000 178 1060 5,6 756,9 565 279 498 660 356 .......... 6,4 1200T
1210T 249.000 820 390 14.000 178 1425 10,5 844,6 622 305 533 750 432 .......... 12,7 1210T

1220T 336.000 730 420 15.000 203 1785 16,1 920,8 663 325 572 822 490 .......... 12,7 1220T
1230T 435.000 680 450 16.000 203 2270 24,1 1003,3 704 345 610 905 546 .......... 12,7 1230T
1240T 559.000 630 480 17.000 254 2955 33,8 1087,1 749 368 648 .......... 648 .......... 12,7 1240T
1250T 746.000 580 18.500 254 3835 50 1181,1 815 401 711 .......... 699 .......... 12,7 1250T
1260T 932.000 540 20.000 254 4685 67 1260,9 876 432 762 .......... 762 .......... 12,7 1260T

As dimensões são somente para referência e estão sujeitas a alteração sem aviso prévio a menos que Furos máximos são menores que os mostrados acima quando montados com interferência e parafuso sobre
constem em certificados dimensionais; Nos tamanhos 1020 a 1230T as tampas são de liga de alumínio chaveta; Consulte o folheto 427-105 para detalhes. Para os furos máximos acima dos tamanhos 1020T a 1090T
fundido, e de 1240T a 1260T são fabricados em aço. são fornecidos com ajuste leve e parafuso com trava sobre a chaveta. Nos tamanhos maiores o ajuste é de
O furo mínimo é o menor furo que é necessário para movimentação do acoplamento com furo bruto, e interferência sem parafuso de trava. Furos máximos com chaveta métrica conf. DIN 6885 e ISO/R773. Para
dependendo do tamanho será somente um furo de centragem cego. Nos furos mínimos os cubos não chavetas em polegadas, conf. ANSI B17.1 STD
são fornecidos com furo e rosca para parafuso trava. Para velocidade de aplicação acima das indicadas consultar a PTI -
Consultar a PTI

08
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE ELÁSTICA TIPO T

TIPO T31 - ACOPLAMENTO COM ESPAÇADOR


TAMANHOS DE 1020 T31 A 1140 T31 (dimensões em milímetros)

GRADE
TAMPA
GAP PARAFUSO
DA FLANGE

U U

S S
A E E
B B
F

DD
BE
entre pontas
de eixo

CUBO CUBO

BUJÃO
ESPAÇADOR ESPAÇADOR

Dimensões (mm)
Furo Máximo Peso
Torque Rotação Furo sem
TAMANHO Nominal Máxima
BE Parafusos de Flange
mínimo furo e Peso da
(Nm) (rpm)
Pol (mm) BE mín. graxa A B DD E F S U Folga Quant.
Diamêtro
(Kg) (kg) mínimo máximo
E Grau (pol)

1020T 52 3600 35 1.375 12,7 3,9 0,03 97,0 35,0 88,9 203 52,3 0,8 85,9 27,4 1,8 4,8 4.Gr8 0,250
1030T 149 3600 43 1.625 12,7 5,3 0,04 105,7 41,1 88,9 216 59,4 0,8 93,7 31,5 1,8 4,8 8.Gr8 0,250
1040T 249 3600 56 2.125 12,7 8,5 0,05 114,3 53,8 88,9 216 78,5 0,8 112,8 27,4 1,8 4,8 8.Gr8 0,250
1050T 435 3600 67 2.375 12,7 12,5 0,07 135,1 60,5 111,3 216 87,4 0,8 125,5 40,6 1,8 4,8 8.Gr8 0,312

1060T 684 3600 80 2.875 19,1 20,0 0,09 147,8 73,1 122,2 330 103,1 1,8 144,5 43,2 2,8 4,8 8.Gr8 0,375
1070T 994 3600 85 3.125 19,1 24,7 0,11 158,8 79,2 127,0 330 109,5 1,8 152,4 46,7 2,8 4,8 12.Gr8 0,375
1080T 2.050 3600 95 3.500 27,0 39,4 0,17 190,5 88,9 155,5 406 122,2 1,8 177,8 49,8 2,8 4,8 12.Gr8 0,500
1090T 3.730 3600 110 4.000 27,0 60,4 0,25 211,1 101,6 163,5 406 142,7 1,8 209,6 56,9 2,8 4,8 12.Gr5 0,625

1100T 6.280 2440 130 4.750 38,1 90,2 0,43 251,0 90,4 203,2 406 171,5 1,6 251,0 .......... 3,2 6,4 12.Gr5 0,750
1110T 9.320 2250 150 5.500 50,8 119 0,51 269,7 104,1 209,6 406 197,0 1,6 276,4 .......... 3,2 6,4 12.Gr5 0,750
1120T 13.700 2025 170 6.250 63,5 178 0,74 307,8 119,4 246,1 406 225,5 1,6 319,0 .......... 4,0 9,5 12.Gr5 0,875
1130T 19.900 1800 190 7.000 76,2 237 0,91 345,9 134,6 257,0 406 238,3 1,6 346,0 .......... 4,0 9,5 12.Gr5 1,000
1140T 28.600 1650 210 8.000 88,9 327 1,14 384,0 152,4 266,7 406 266,7 1,6 386,0 .......... 4,0 9,5 12.Gr5 1,125

As dimensões são somente para referência e estão sujeitas a alteração sem aviso prévio a menos que constem em certificados dimensionais.
Furos máximos são menores que os mostrados acima quando montados com interferência e parafuso sobre chaveta; Consulte o folheto 427-105 para detalhes. Para os furos máximos acima dos tamanhos de 1020T a 1090T
são fornecidos com ajuste leve e parafuso com trava sobre a chaveta. Nos tamanhos maiores o ajuste é de interferência sem parafuso de trava. Furos máximos com chaveta métrica conf. DIN 6885 e ISO/R773.
Para chavetas em polegadas, consultar a PTI - .
O furo mínimo é o menor furo que é necessário para movimentação do aclopamento com furo bruto, e dependendo do tamanho será somente um furo de centragem cego. Nos furos mínimos os cubos não são fornecidos com
furo e rosca para parafuso trava.
Para velocidade de aplicação acima das indicadas consultar a PTI - .

Comprimentos normalizados de espaçadores para o mod. T31


(BE = Distância entre pontas de eixos)
Tamanho do acoplamento
Espaçador BE
1020T 1030T 1040T 1050T 1060T 1070T 1080T 1090T 1100T 1110T 1120T

100 X X X X
Comprimentos
Normalizados

140 X X X X X X
(mm)

180 X X X X X X X X

250 X X X X X X X

09
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE ELÁSTICA TIPO T

Capacidade de Recomendação para instalação (máx.) Valores para operação máx. Folga normal 10%

TAMANHO
desalinhamento Distância paralela P (mm) Dist. paralela P
Angular Angular
milímetros Tipos X-Y Tipos X-Y
Todos
Tipo
Tipo Tipo Tipo exceto
T10, T20 T31
(1/160) T10, T20 (1/40)
Desalinhamento dos acoplamentos T31, T35
T50 T70
T31, T35
T70 T31

Máxima vida e mínima manutenção para acoplamento e equipamento conectado, 1020T 0,15 ........... ........... 0,08 0,30 ........... 0,25 3 5
1030T 0,15 0,05 0,08 0,08 0,30 0,15 0,30 3 5
serão resultados de um bom alinhamento. A expectativa de vida do acoplamento .......... ..........
1040T 0,15 .......... 0,08 0,30 0,33 3 5
entre o alinhamento inicial e o máximo limite de operação é função da carga , 1050T 0,20 0,05 0,10 0,10 0,41 0,20 0,41 3 5
1060T 0,20 ......... ......... 0,13 0,41 ......... 0,46 3 5
velocidade e lubrificação . Para aplicações que requeiram grande desalinhamento,
consulte a PTI - . 1070T 0,20 0,05 0,10 0,13 0,41 0,20 0,51 3 5
Desalinhamento angular é a dimensão X menos Y. 1080T 0,20 0,05 0,10 0,15 0,41 0,20 0,61 3 5
1090T 0,20 0,08 0,10 0,18 0,41 0,20 0,71 3 5
Desalinhamento paralelo é a distância entre as linhas de centro dos cubos. 1100T 0,25 0,08 0,13 0,20 0,51 0,25 0,84 5 6
Valores podem ser combinados para qualquer aplicação. 1110T 0,25 0,08 0,13 0,23 0,51 0,25 0,91 5 6

1120T 0,28 0,08 0,08 0,25 0,56 0,28 1,02 6 10


1130T 0,28 0,10 0,15 0,30 0,56 0,28 1,19 6 10
Desalinhamento Desalinhamento Folga 1140T 0,28 0,10 0,15 0,33 0,56 0,28 1,35 6 10
1150T 0,30 0,10 0,15 0,41 0,61 0,30 1,57 6 10
Angular Paralelo 1160T 0,30 0,13 0,15 0,46 0,61 0,30 1,78 6 10

1170T 0,30 0,13 0,15 0,51 0,61 0,30 2,01 6 10


1180T 0,38 0,13 0,20 0,56 0,76 0,38 2,26 6 10
1190T 0,38 0,15 0,20 0,61 0,76 0,38 2,46 6 10
1200T 0,38 0,15 0,20 0,69 0,76 0,38 2,72 6 10
1210T 0,46 ......... ......... 0,74 0,91 ......... 3,00 13 .........

1220T 0,46 ......... ......... 0,81 0,91 ......... 3,28 13 .........


1230T 0,46 ......... ......... 0,89 0,97 ......... 3,61 13 .........
1240T 0,48 ......... ......... 0,97 0,97 ......... 3,91 13 .........
As distâncias limites de operação entre o tipo T50 com eixo flutuante é função de ¼ º e a 1250T 0,51 ......... ......... 1,07 1,02 ......... 4,29 13 .........
distância entre pontas de eixos.

Furos recomendados para cubos PTI- (mm)


Obs.: Para os acoplamentos de engrenagem a montagem deverá ser feita com interferência
Ajuste com Folga Ajuste com Interferência Ajuste com Folga Ajuste com Interferência
Diâmetro do Eixo Diâmetro do Eixo
Furo do Cubo Folga * Furo do Cubo Interferência Furo do Cubo Folga * Furo do Cubo Interferência
j6 F7 0,008 M6 – 0,023 >180 m6 F7 0,004 P7 0,125
MM
0,008/-0,003 0,016 / 0,034 0,037 – 0,015 / – 0,004 – 0,001 MM 0,046 / 0,017 0,050 / 0,096 0,079 – 0,079 / – 0,033 – 0,050
12 12,008 / 11,997 12,016 / 12,034 11,985 / 11,996 190 190,046 / 190,017 190,050 / 190,096 189,921 / 189,967
14 14,008 / 13,997 14,016 / 14,034 13,985 / 13,996 200 200,046 / 190,017 200,050 / 200,096 199,921 / 199,967
16 16,008 / 15,997 16,016 / 16,034 15,985 / 15,996
18 18,008 / 17,997 18,016 / 18,034 17,985 / 17,996 >200 m6 F7 R7 – 0,155
MM 0,046 / 0,017 0,050 / 0,096 – 0,109 /– 0,063 – 0,080
j6 F7 0,011 M6 – 0,026
MM 210 210,046 / 210,017 210,050 / 210,096 209,891 / 209,937
0,009 / – 0,004 0,020 / 0,041 0,045 – 0,017 / – 0,004 0,000
220 220,046 / 220,017 220,050 / 220,096 219,891 / 219,937
19 19,009 / 18,996 19,020 / 19,041 18,983 / 18,996 225 225,046 / 225,017 225,050 / 225,096 224,891 / 224,937
20 20,009 / 19,996 20,020 / 20,041 19,983 / 19,996
22 22,009 / 21,996 22,020 / 22,041 21,983 / 21,996 >225 m6 F7 R7 – 0,159
24 24,009 / 23,996 24,020 / 24,041 23,983 / 23,996 MM 0,046 / 0,017 0,050 / 0,096 – 0,113 / – 0,067 – 0,084
25 25,009 / 24,996 25,020 / 25,041 24,983 / 24,996 230 230,046 / 230,017 230,050 / 230,096 229,887 / 229,933
28 28,009 / 27,996 28,020 / 28,041 27,983 / 27,996 240 240,046 / 240,017 240,050 / 240,096 239,887 / 239,933
30 30,009 / 29,996 30,020 / 30,041 29,983 / 29,996 250 250,046 / 250,017 250,050 / 250,096 249,887 / 249,933
>30 k6 F7 0,007 K6 – 0,031
>250 m6 F7 0,004 R7 – 0,178
MM 0,018 / 0,002 0,025 / 0,050 0,048 – 0,013 / 0,003 0,001
MM 0,052 / 0,020 0,056 / 0,108 0,088 – 0,126 / – 0,074 – 0,094
32 32,018 / 32,000 32,025 / 32,050 31,987 / 32,003
260 260,052 / 260,020 260,056 / 260,108 259,874 / 259,926
35 35,018 / 35,002 35,025 / 35,050 34,987 / 35,003
270 270,052 / 270,020 270,056 / 270,108 269,874 / 269,926
38 38,018 / 38,002 38,025 / 38,050 37,987 / 38,003
280 280,052 / 280,020 280,056 / 280,108 279,874 / 279,926
40 40,018 / 40,002 40,025 / 40,050 39,987 / 40,003
42 42,018 / 42,002 42,025 / 42,050 41,987 / 42,003 >280 m6 F7 R7 – 0,182
45 45,018 / 45,002 45,025 / 45,050 44,987 / 45,003 MM 0,052 / 0,020 0,056 / 0,108 – 0,130 /– 0,078 – 0,098
48 48,018 / 48,002 48,025 / 48,050 47,987 / 48,003
50 50,018 / 50,002 50,025 / 50,050 49,987 / 50,003 290 290,052 / 290,020 290,056 / 290,108 289,870 / 289,922
300 300,052 / 300,020 300,056 / 300,108 299,870 / 299,922
>50 m6 F7 0,000 K7 – 0,051 310 310,052 / 310,020 310,056 / 310,108 309,870 / 309,922
MM 0,030 / 0,011 0,030 / 0,060 0,049 – 0,021 / 0,009 – 0,002 315 315,052 / 315,020 315,056 / 315,108 314,870 / 314,922
55 55,030 / 55,011 55,030 / 55,060 54,979 / 55,009 >315 m6 F7 0,005 R7 – 0,201
56 56,030 / 56,011 56,030 / 56,060 55,979 / 56,009 MM 0,057 / 0,021 0,062 / 0,119 0,098 – 0,144 / – 0,187 – 0,108
60 60,030 / 60,011 60,030 / 60,060 59,979 / 60,009
63 63,030 / 63,011 63,030 / 63,060 62,979 / 63,009 320 320,057 / 320,021 320,062 / 320,119 319,856 / 319,813
65 65,030 / 65,011 65,030 / 65,060 64,979 / 65,009 330 330,057 / 330,021 330,062 / 330,119 329,856 / 329,813
70 70,030 / 70,011 70,030 / 70,060 69,979 / 70,009 340 340,057 / 340,021 340,062 / 340,119 339,856 / 339,813
71 71,030 / 71,011 71,030 / 71,060 70,979 / 71,009 350 350,057 / 350,021 350,062 / 350,119 349,856 / 349,813
75 75,030 / 75,011 75,030 / 75,060 74,979 / 75,009 355 355,057 / 355,021 355,062 / 355,119 354,856 / 354,813
80 80,030 / 80,011 80,030 / 80,060 79,979 / 80,009 >355 m6 F7 R8 – 0,260
MM 0,057 / 0,021 0,062 / 0,119 – 0,203 / – 0,114 – 0,135
>80 m6 F7 0,001 M7 – 0,070
MM 0,035 / 0,013 0,036 / 0,071 0,058 – 0,035 / 0,000 – 0,013 360 360,057 / 360,021 360,062 / 360,119 359,797 / 359,886
370 370,057 / 370,021 370,062 / 370,119 369,797 / 369,886
85 85,035 / 85,013 85,036 / 85,074 84,965 / 85,000
380 380,057 / 380,021 380,062 / 380,119 379,797 / 379,886
90 90,035 / 90,013 90,036 / 90,071 89,965 / 90,000
390 390,057 / 390,021 390,062 / 390,119 389,797 / 389,886
95 95,035 / 95,013 95,036 / 95,071 94,965 / 95,000
400 400,057 / 400,021 400,062 / 400,119 399,797 / 399,886
100 100,035 / 100,013 100,036 / 100,071 99,965 / 100,000
>400 m6 F7 0,005 R8 – 0,286
>100 m6 F7 P7 – 0,094 MM 0,063 / 0,023 0,068 / 0,131 0,108 – 0,223 / – 0,126 – 0,149
MM 0,035 / 0,013 0,036 / 0,071 – 0,059 / – 0,024 – 0,037
410 410,063 / 410,023 410,068 / 410,131 409,777 / 409,874
110 110,035 / 110,013 110,036 / 110,071 109,941 / 109,976 420 420,063 / 420,023 420,068 / 420,131 419,777 / 419,874
120 120,035 / 120,013 120,036 / 120,071 119,941 / 119,976 430 430,063 / 430,023 430,068 / 430,131 429,777 / 429,874
>120 m6 440 440,063 / 440,023 440,068 / 440,131 439,777 / 439,874
F7 0,003 P7 – 0,108
MM 0,040 / 0,015 450 450,063 / 450,023 450,068 / 450,131 449,777 / 449,874
0,043 / 0,083 0,068 – 0,068 / – 0,028 – 0,043
>450 m6 F7 R8 – 0,292
125 125,040 / 125,015 125,043 / 125,083 124,932 / 124,972 MM 0,063 / 0,023 0,068 / 0,131 – 0,229 / – 0,132 – 0,155
130 130,040 / 130,015 130,043 / 130,083 129,932 / 129,972
140 140,040 / 140,015 140,043 / 140,083 139,932 / 139,972 460 460,063 / 460,023 460,068 / 460,131 459,771 / 459,868
150 150,040 / 150,015 150,043 / 150,083 149,932 / 149,972 470 470,063 / 470,023 470,068 / 470,131 469,771 / 469,868
160 160,040 / 160,015 160,043 / 160,083 159,932 / 159,972 480 480,063 / 480,023 480,068 / 480,131 479,771 / 479,868
170 170,040 / 170,015 170,043 / 170,083 169,932 / 169,972 490 490,063 / 490,023 490,068 / 490,131 489,771 / 489,868
180 180,040 / 180,015 180,043 / 180,083 179,932 / 179,972 500 500,063 / 500,023 500,068 / 500,131 499,771 / 499,868

10
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE ELÁSTICA TIPO T

COMPONENTES DOS ACOPLAMENTOS STEELFLEX TIPO T10

Marca na tampa NÚMEROS DE


deve estar para 7 IDENTIFICAÇÃO
cima no caso de
aplicações na 1. Anel de Neoprene (T10)
vertical 2. Tampa (T10)
1
3. Cubo (especificar
diâmetro do furo e rasgo
para chaveta)
2 4. Grade elástica
5. Guarnição (T10)
6. Parafuso e porca de
3
aperto da tampa (T10)
7. Bujão

Ao solicitar peças
6 sobressalentes, especificar
4
Tamanho e Tipo conforme
5 marcado na tampa do
acoplamento.

Introdução Graxa de longa vida (LTG)


Este manual é válido para acoplamentos PTI - Steelflex (de grade trapezoidal), Os acoplamentos Steelflex inicialmente lubrificados com a graxa PTI - LTG não
tamanhos 20 a 140 T10 e 1020 a 1140 T10. A menos que o contrário seja dito, as requerem outra lubrificação até quando houver uma parada para manutenção no
informações fornecidas para os tamanhos1020 a 1140 também se aplicam aos equipamento conectado.
tamanhos 20 a 140 respectivamente, isto é : 1020 = 20; 1100 = 100, etc. Esses
acoplamentos são desenhados para trabalhar na horizontal ou vertical sem
modificações. Contudo, para aplicações na vertical, a marca na tampa mostrada na Cuidado
figura acima, deve ficar para cima. O desempenho e a vida dos acoplamentos
dependem grandemente de sua instalação e manutenção. Siga cuidadosamente Consulte todos os códigos de segurança aplicáveis para proteção
as instruções desse manual para uma ótima performance e um funcionamento apropriadas de peças rotativas. Observe todas as regras de segurança ao
sem problemas.
instalar ou fazer serviços de manutenção nos acoplamentos. Durante a
Identificação montagem, vede o rasgo de chaveta de acoplamentos com lubrificação a
Todas as peças do acoplamento têm números de identificação como mostrado óleo.
acima. As peças 3 e 4 (cubos e grades), usadas nos acoplamentos T10 e T20 são
idênticas; todas as outras peças NÃO SÃO INTERCAMBIÁVEIS entre os modelos
T10 e T20. As peças do tamanho 20 são intercambiáveis com as do 1020 e assim
Especificações de Lubrificação
por diante, porém NÃO use grades laranja no lugar de grades azuis. No entanto, As seguintes especificações são para lubrificação anual dos acoplamentos
grades azuis podem ser utilizadas para substituir grades laranja. Ao solicitar peças PTI - , trabalhando em temperatura ambiente de 18º C a +66º C (0º a 150º F).
sobressalentes, especificar o tamanho e o tipo marcados na tampa. Tampas dos Para temperaturas fora dessa faixa, consultar a PTI - .
tamanhos 80 a 140 T10 foram fabricadas com duas e três nervuras; NÃO misture
essas duas metades de tampa.
* Ponto de gotejamento 149º C (300º F) ou acima.
Conexões para Lubrificação * Consistência NLGI No 2 com valor de penetração entre 250 e 30.
As tampas têm furação para lubrificação com roscas de 1 / 8" NPT. Utilize uma * Separação e Resistência Baixo valor de separação do óleo e alta
engraxadeira normal e uma conexão para lubrificação como mostrado no item 6 resistência à separação por centrifugação.
na página 12. * Componente Líquido Deve possuir excelentes propriedades lubrificantes
equivalentes ao dos óleos minerais de alta qualidade mais bem refinados.
Limitador de Flutuação
* Neutro Não deve corroer aço ou causar aumento de tamanho ou deterioração
Quando motores elétricos, geradores, compressores, motores e outros equipamentos do Neoprene.
são equipados com mancais de escorregamento ou rolamentos de rolos cilíndricos,
recomenda-se a colocação de limitadores de flutuação axial para proteger os * Puro Isento de materiais estranhos.
rolamentos. Os acoplamentos PTI - Steelflex podem ser facilmente modificados
para limitar a flutuação axial. Instalação
O acoplamento PTI - Steelflex requer apenas ferramentas simples para a sua
Lubrificação instalação. Chaves de boca, régua e calibre de lâminas. Os acoplamentos
Uma lubrificação adequada é essencial para o perfeito funcionamento do tamanhos 1020 a 1090 são geralmente fornecidos para ajustes com folga (sem
acoplamento. Utilize a tabela na página 12 para verificar a quantidade de interferência) e fixação por parafusos. Para modelos a partir do tamanho 1100, os
lubrificante requerida para os diferentes tamanhos. Recomenda-se que o acoplamentos são montados com interferência sem a utilização de parafusos para
acoplamento seja vistoriado uma vez por ano e que seja adicionado lubrificante se fixação. Para montagem com interferência, aqueça os cubos em banho de óleo até
necessário. Para condições de operações extremas ou anormais, verifique o uma temperatura máxima de 135º C (275º F). Veja na página 12 instruções
acoplamento mais freqüentemente. detalhadas para montagem.
11
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE ELÁSTICA TIPO T

INSTALAÇÃO DOS ACOPLAMENTOS PTI - STEELFLEX TIPO T10

1. Montagem dos cubos Limpe todas as partes de metal com 4. Colocação da grade Encha o GAP e as ranhuras com
e anéis de vedação solvente não inflamável. Cubra os graxa especificada antes de inserir a
anéis de vedação com uma fina grade. No caso de grades fornecidas
montar anel de camada de graxa e coloque-os nos em dois ou mais segmentos, instale-as
vedação primeiro eixos antes de montar os cubos. Para de modo que as pontas cortadas se
acoplamentos verticais, vede o rasgo estendam na mesma direção; isto irá
de chaveta para evitar vazamentos. assegurar que o contato da grade
Monte os cubos nos eixos de maneira com os pinos não rotativos das tampas
que a face de cada cubo fique rente à ocorra corretamente. Estenda
ponta do eixo. Apertar os parafusos ligeiramente a grade de modo que
de fixação quando existirem. Para passe sobre as ranhuras do cubo e
montagem de acoplamentos com assente-a com um martelo de fibra ou
interferência, vide procedimento na borracha.
página 11.

2. GAP e alinhamento Utilize um espaçador cuja espessura 5. Enchimento com graxa e Encha os espaços em torno da grade
angular seja igual ao GAP requerido entre as montagem das tampas com o máximo de graxa possível e retire
faces dos cubos especificada na o excesso de graxa acima da superfície
tabela abaixo. Inserir o espaçador da grade. Posicione os anéis de vedação
como mostrado na figura acima em assento nos cubos de maneira que fiquem
intervalos de 90º e medir a folga para alinhados com as ranhuras da tampa.
entre o espaçador e a face do cubo porca Posicione as guarnições sobre a flange
com um calibre de lâminas. A da metade inferior da tampa e monte as
diferença entre a medida mínima e a tampas de maneira que as marcas para
máxima não pode exceder o limite montagem fiquem do mesmo lado
angular especificado na tabela abaixo. (veja gravura acima). Se os eixos não
estiverem na horizontal ou o acoplamento
é para ser utilizado na vertical, monte as
tampas com as marcas para a montagem
e o pino de referência para cima ou do
lado mais alto. Apertar os parafusos e
3. Alinhamento paralelo Alinhe os eixos de modo que a régua marca para porcas da tampa com torque especificado
assente em esquadro (ou dentro dos montagem na tabela abaixo. (Observe que os
limites especificados na tabela abaixo) tamanhos 1020 a 1070 têm um sistema
em ambos os cubos como mostrado de autotravamento para as porcas).
na figura acima e repita essa operação
em intervalos de 90º. Confira com Pino de Referência
calibre. A folga não pode exceder o
limite paralelo especificado na tabela
abaixo. Aperte todos os parafusos de MONTAGEM
marca para VERTICAL
fixação e repita os procedimentos das
figuras 2 e 3. Realinhe o acoplamento montagem
se necessário.Obs.: Utilize um relógio
comparador para obter um CUIDADO: Certifique-se que os pontos de lubrificação foram
alinhamento com maior precisão. vedados com bujões antes de iniciar a operação da máquina.

DADOS PARA INSTALAÇÃO (medidas em milímetros) 6. Lubrificação periódica


Limites de alinhamento
Remova ambos os bujões e coloque um terminal de lubrificação. Lubrificar o
Torque de acoplamento até que a graxa saia pelo outro orifício.
Peso da
aperto/ Rotação
TAMANHO GAP graxa
Paralelo Angular paraf. (rpm)
(kg)
CUIDADO: Certifique-se que os bujões foram recolocados após a
(máx) (máx) (kgf x m) lubrificação
1020T 3,2 0,15 0,08 1,15 4500 0,03
1030T 3,2 0,15 0,08 1,15 4500 0,04 Desmontagem do Sempre que for necessário
1040T 3,2 0,15 0,08 1,15 4500 0,05 acoplamento e remoção desconectar o acoplamento, remova
1050T 3,2 0,20 0,10 2,30 4500 0,07 as tampas e a grade. Uma haste de
da grade
1060T 3,2 0,20 0,12 2,30 4350 0,09 ferro cilíndrica ou uma chave de
1070T 3,2 0,20 0,12 2,30 4125 0,11 fenda que se ajuste na dobra da
1080T 3,2 0,20 0,15 2,30 3600 0,17 grade é a única ferramenta necessária
1090T 3,2 0,20 0,18 2,30 3600 0,25 para a remoção da grade. Comece
1100T 4,8 0,25 0,20 3,00 2440 0,43 pela dobra final da grade
1110T 4,8 0,25 0,23 3,00 2250 0,50 introduzindo a haste cilíndrica ou
1120T 6,4 0,28 0,25 7,50 2025 0,73 chave de fenda como mostrado na
1130T 6,4 0,28 0,30 7,50 1800 0,91
1140T 6,4 0,28 0,33 7,50 1650 1,13
figura ao lado. Use os dentes do cubo
como apoio para retirar a grade
Consulte o catálogo para parafusos máximos e manual 427-108 para instruções de refuragem. gradual e radialmente. Proceda assim
Acomplamentos flexíveis são desenhados para absorver mudanças nas condições de operação. A expectativa de vida
entre o alinhamento inicial e os limites máximos de operação é uma função da carga, velocidade e lubrificação. Consulte alternando os lados até que a grade
a PTI - para aplicações que requeiram mais do que duas vezes os limites paralelos e quatro vezes os limites angulares saia das ranhuras.
mostrados na tabela acima.

12
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE ELÁSTICA TIPO T

EQUIVALÊNCIA DIRETA ENTRE ACOPLAMENTOS

COMO USAR A TABELA Equivalência Direta Para substituição de um acoplamento verifique:

DE EQUIVALÊNCIA
Acoplamentos Acoplamentos Acoplamentos Capacidade
Furo
Steelflex Steelflex Steelflex em
Máximo
F T10 T10 Torque
Para a equivalência direta de Acoplamento
PTI - Steelflex, tendo como base o
3F 1020T .......... .......... ..........
Acoplamento F (coluna 1), basta pegarmos o 4F 1030T 1020T OK VERIFICAR
equivalente ao lado da coluna 2, 5F 1040T 1030T OK VERIFICAR
6F 1040T 1030T OK VERIFICAR
(Acoplamento T) para obtermos uma
comparação. 7F 1060T 1050T, 1040T OK VERIFICAR
8F 1070T 1060T, 1050T OK VERIFICAR
9F 1080T 1070T, 1060T OK VERIFICAR
10F 1080T 1070T, 1060T OK VERIFICAR
Para uma seleção mais otimizada,
principalmente a nível de redução de custos 11F 1090T 1080T, 1070T OK VERIFICAR
12F 1100T 1090T, 1080T OK VERIFICAR
veja a coluna 3, sendo necessário checar o 13F 1100T 1090T, 1080T OK VERIFICAR
furo máximo do Acoplamento e a rotação de 14F 1110T 1100T, 1090T OK VERIFICAR

trabalho. 15F 1120T 1110T, 1100T OK VERIFICAR


16F 1130T 1120T, 1110T, 1100T OK VERIFICAR
17F 1130T 1120T, 1110T OK VERIFICAR
18F 1140T 1130T, 1120T OK VERIFICAR

TABELA COMPARATIVA DE DIMENSÕES

Acoplamentos PTI - Steelflex T10 Acoplamento PTI - Steelflex F

GAP
GAP C C
C C A
A

B
B

Dimensões (mm) Dimensões (mm)


Furo Torque Rotação Furo Rotação
TAMANHO (Nm) TAMANHO
Máximo Máxima GAP Máximo Máxima GAP
A B C A B C

1020T 28 52 4.500 97,0 98,6 47,8 3,2 3F 27 6.000 95 86 41 3,2


1030T 35 149 4.500 105,7 98,6 47,8 3,2 4F 33 6.000 103 111 54 3,2
1040T 43 249 4.500 114,3 104,6 50,8 3,2 5F 38 6.000 114 111 54 3,2
....... 6F
1050T 50 435 4.500 135,1 124,0 60,5 3,2 ....... 46 6.000 126 111 54 3,2
1060T 56 684 4.350 147,8 130,0 63,5 3,2 7F 56 6.000 142 111 54 3,2
1070T 67 994 4.125 158,8 155,4 76,2 3,2 8F 67 5.000 187 156 76 3,2
1080T 80 2.050 3.600 190,5 180,8 88,9 3,2 9F 71 4.500 199 168 83 3,2
....... 83 3.750 210
10F 195 95 4,8

1090T 95 3.730 3.600 211,1 200 98,6 3,2 11F 91 3.600 226 195 95 4,8
1100T 110 6.280 2.440 251,0 246 121 4,8 12F 98 3.600 246 202 98 4,8
....... 108 2.700 278
13F 202 98 4,8
1110T 120 9.320 2.250 269,7 259 121 4,8 14F 118 2.500 302 254 124 6,3
1120T 140 3.700 2.025 307,8 305 149 6,4 15F 127 2.400 349 260 127 6,3
1130T 170 19.900 1.800 345,9 330 162 6,4 16F 140 2.300 387 260 127 6,3
....... 17F 152 2.200 425 267 130 6,3
1140T 200 28.600 1.650 384,0 375 184 6,4 18F 178 2.100 476 286 140 6,3
1150T 215 39.800 1.500 453,1 372 183 6,4 190 203 1.800 546 387 191 6,3
1160T 240 55.900 1.350 501,9 403 198 6,4 200 222 1.800 632 451 222 6,3
....... 210 235 1.600 692 464 229 6,3
1170 280 74.600 1.225 566,9 438 216 6,4 220 254 1.500 743 464 229 6,3
....... 279 1.300 829 514 254 6,3
230

Furos máximos com chaveta métrica DIN 6885 e ISO/ R 773 em milimetros
13
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO
STEELFLEX F

FOLGA FOLGA
MÍNIMA MÍNIMA
REQUERIDA REQUERIDA
M M
PARA PARA
REMOÇÃO TAMPA REMOÇÃO
DAS GRADES GUARNIÇÃO GRADE DAS GRADES
ANEL DE
VEDAÇÃO

PARAFUSO
DE FIXAÇÃO
(3F ATÉ 11F)

CUBO
RASGO DE
GAP CHAVETA
C C

A F D

Os acoplamentos tipo F
são destinados à aplicações gerais.
A PTI - tem trabalhado
cuidadosamente na seleção de seus BUJÃO DE
LUBRIFICAÇÃO
distribuidores, que são preparados
para atender a entrega de H H

qualquer tamanho de acoplamento J J


standard, quando necessário. B

DIMENSÕES - Milímetros Peso


sem
TAMANHO Furo Furo GAP
furo
A B C D F H J M
Máximo Mínimo Min. Normal Max. (kg.)

3F 27 11 95 86 41 41 67 16 22 44 2 3 4 1,5
4F 32 11 105 111 54 48 73 16 29 57 2 3 5 2,2
5F 38 11 114 111 54 54 86 16 29 57 2 3 5 3,0
6F 46 11 127 111 54 67 98 16 29 57 2 3 5 3,7

7F 56 11 143 111 54 76 114 16 29 57 2 3 5 5,2


8F 67 16 181 156 76 92 133 16 38 76 2 3 6 10
9F 71 32 194 168 83 98 146 16 38 76 2 3 6 12
10F 83 38 210 195 95 114 162 16 48 95 2 5 10 18

11F 90 38 225 195 95 127 181 16 48 95 2 5 10 22


12F 98 51 248 202 98 137 232 19 51 95 2 5 10 28
13F 108 51 279 202 98 156 251 19 51 95 2 5 10 36
14F 117 64 302 254 124 171 257 22 64 121 2 6 13 54

15F 127 64 349 260 127 184 270 29 64 121 2 6 13 65


16F 140 64 387 260 127 210 295 29 64 121 2 6 13 80
17F 152 76 425 267 130 238 333 29 64 121 2 6 13 106
18F 178 76 476 286 140 273 371 32 64 121 2 6 13 136
190F 203 102 546 387 191 305 413 32 92 181 2 6 13 243

Tamanho de 3 até 8 têm furo de centro próximo ao furo mínimo.


Dimensão B é baseada no “GAP” normal.
Comprimento M é necessário para remoção em instalação da grade plástica. Tamanhos de 3 até 11 serão montados manualmente ou com pancadas leves com parafuso sobre chaveta a 90º, dependendo
do tamanho do furo. Tamanhos 12 e maiores serão montados por pressão sem parafuso a não ser que seja especificado. As dimensões são referência e estão sujeitas à mudanças sem notificação.

14
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE STEELFLEX TIPO F

Acoplamentos Padrão Tamanhos 200 até 300

CONSTRUÇÃO CONSTRUÇÃO Os grandes tamanhos de


200F - 210F 220F - 300F
acoplamentos F são
GUARNIÇÃO usados por todas as
M M
aplicações em geral e são
MEIA TAMPA disponíveis com faixa
GRADE INTERNA E EXTERNA acima de 900 hp por 100
ANEL DE VEDAÇÃO rpm e capacidade de
RASGO DE CHAVETA furação acima de 520,7
milímetros. Sendo assim, a
PTI - oferece grandes
Acoplamentos Steelflex
listados na tabela abaixo.
GAP
Consulte o representante
C C
A F D E PTI - mais próximo
BUJÃO DE LUBRIFICAÇÃO para obter informações
detalhadas.

CUBO

J J

DIMENSÃO - milímetros Peso


Rotação sem
TAMANHO GAP
Máxima Furo Furo furo
A B C D E F H J M
Máxima Mínimo (kg)
Min. Normal Max.

200F 1800 222 102 632 451 222 337 ......... 495 32 121 210 2 6 13 366
210F 1600 235 114 692 464 229 356 ......... 546 32 127 219 2 6 13 437
220F 1500 254 114 743 464 229 375 438 591 32 130 219 2 6 13 515
230F 1300 279 127 829 514 254 394 457 695 44 137 225 2 6 13 664
240F 1200 305 152 902 648 318 470 533 762 44 181 311 3 13 19 1198
250F 1000 343 165 1067 673 330 495 641 908 51 184 311 3 13 19 1605
375 311 552
260F 900 318 248 1191 673 330 489 699 1038 51 184 314 3 13 19 2068
248 178 413
406 343 597
270F 700 343 279 1387 673 330 521 870 1216 70 187 314 3 13 19 2650
279 191 445
445 368 622
280F 600 368 292 1492 699 343 540 940 1321 70 194 321 3 13 19 3098
292 203 432
483 406 699
290F 500 406 318 1670 749 368 597 1016 1473 79 219 346 3 13 19 4050
318 216 470
521 432 737
300F 400 432 330 1822 927 457 616 1143 1626 79 241 368 3 13 19 5468
330 229 495
Furos menores podem ser feitos se solicitados. / Dimensão B é baseada no GAP normal.
Comprimento M é necessário para remoção ou instalação de grade elástica. Tamanho 200 e maiores serão montados por pressão sem parafusos a não ser que seja especificado.
As dimensões são para referência e estão sujeitas à mudanças sem notificação.

15
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE GRADE STEELFLEX TIPO F

Instruções para instalação tamanhos de 3 a 230

1. Esquema de 2. Verificação do GAP e 3. Verificação do 4. Montagem da Grade 5. Lubrificação


Montagem para Alinhamento Angular Alinhamento Paralelo Elástica (vide Item 6) Intervalos de 6 meses no máx.
Vide tabela 1 e observação no Vide tabela 1. Não usar martelo de ferro. vide tabela 2.
Usinar Furos no Torno
rodapé da página. A graxa deve preencher todos
Vide tabela 1 para furos mín. e
os espaços internos.
máx. e tabela 3 para centragem
no torno.

Folga

Bujão
6. VISTA PARA IDENTIFICAÇÃO DOS (troque por engraxadeira quando lubrificar)
COMPONENTES Tampa
Tamanhos de 3 a 11 usa grade elástica de camada
simples; tamanhos de 12 a 230 usa grade elástica Grade
Elástica
de camada dupla.
Cubo
Aplique carga somente depois de
completamente montado o acoplamento.
Grade externa : gravada EX.
Grade interna : gravada IN. Anel de
Neoprene
A grade dos modelos menores é inteiriça; nos
modelos maiores compõe-se de várias partes e Guarnição
camadas.

TABELA 1 TABELA 2 TABELA 3


DIMENSÕES (mm) Fabricantes Lubrificantes Diâmetro Excentricidade/
Alinhar dentro Qtde. Qtde. do Furo Esquadro da
Grades GAP
Furo Furo de (mm) de de (mm) Face (mm)
TAM. Nº Graxa Parafusos PTI - FALK LTG
Min. Max. Nº
Max. X-Y P (Kg) (Un)
Camadas Segm. Por Mín. Normal
Camadas
Maxlub APG2
3F ......... 27 1 1 1,6 3,2 4,0 0,13 0,13 0,028 Até (Valor
4 BARDAHL Bardahl General DE (incluindo) Limite)
4F ......... 33 1 1 1,6 3,2 4,8 0,13 0,13 0,043 4 Purpose
5F ......... 38 1 1 1,6 3,2 4,8 0,13 0,13 0,057 6
6F ......... 46 1 1 1,6 3,2 4,8 0,13 0,13 0,085 6 Castrol LM Grease
CASTROL
7F ......... 56 1 2 1,6 3,2 4,8 0,13 0,13 0,085 6 Castrol EPL2 Grease
8F ......... 67 1 2 1,6 3,2 6,3 0,25 0,25 0,142 6 Beacon Ep2 .......... 152,4 0,025
9F ......... 71 1 2 1,6 3,2 6,3 0,25 0,25 0,170 6 ESSO Esso Multi Purpose
10F ......... 83 1 2 1,6 4,8 9,5 0,25 0,25 0,170 8 Grease
11F ......... 91 1 2 1,6 4,8 9,5 0,25 0,25 0,227 8
......... IPIRANGA Ipiflex 2
12F 98 2 2 1,6 4,8 9,5 0,30 0,30 0,284 8 152,4 304,8 0,051
......... Litolime Ep2
13F 108 2 2 1,6 4,8 9,5 0,30 0,30 0,341 8
14F 50,8 118 2 2 1,6 6,3 12,7 0,30 0,30 0,681 8 Mobilux EP2
15F 50,8 127 2 2 1,6 6,3 12,7 0,30 0,30 0,681 8 MOBIL OIL
Mobil Grease Hp222
16F 50,8 140 2 2 1,6 6,3 12,7 0,30 0,30 0,908 8
17F 50,8 152 2 2 1,6 6,3 12,7 0,30 0,30 1,249 12 PETROBRÁS Lubrax Indl. GMA 2 304,8 508,0 0,076
18F 101,1 178 2 3 1,6 6,3 12,7 0,30 0,30 1,476 12
190F 10,1 203 2 4 1,6 6,3 12,7 0,40 0,40 3,632 12 Alvania R2
200F 113,8 222 2 4 1,6 6,3 12,7 0,40 0,40 4,54 12 SHELL Alvania EP = Lf2
210F 113,8 235 2 4 1,6 6,3 12,7 0,40 0,40 5,902 16
220F 113,8 254 2 4 1,6 6,3 12,7 0,40 0,40 6,356 16 Multifak 2 508,0 1016,0 0,102
230F 126,5 279 2 6 1,6 6,3 12,7 0,40 0,40 7,718 16 TEXACO Multifak EP 2
Observação: Primeiro, verifique o GAP, que é a distância entre cubos; depois, verifique o alinhamento através da diferença entre a medida X e a medida Y.

16
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

LINHA DE
ACOPLAMENTOS
DE ENGRENAGEM
SERIE 1000/2000

Torsionalmente rígido, projeto de lubrificação que


oferece grande capacidade de torque,
versatilidade de aplicação e em aplicações que
existam grandes cargas ou diâmetros de eixos
superior a 100 mm e baixo custo inicial. Disponível
em 28 tamanhos e todos com os dentes abaulados Contatar a PTI - para informações sobre estes e outros modelos
nas três faces. Os acoplamentos de Engrenagem
PTI - oferecem grandes faixas de torque de acoplamentos de engrenagem.
(acima de 8.000.000 Nm) e grandes capacidades
de furação (até 1025mm).
Tipo G 52 Tipo GR
Acoplamento de simples Acoplamento com pino de
Tipo GC 02 e GC 05 engrenamento. cisalhamento.
Aspecto único. Pequena Primariamente usado com Para aplicações sujeitas a
tampa unindo os cubos, eixo flutuante ou três grandes impactos. Quando
sendo assim econômica e suportes no trem de o pino se quebra, os
compacta. Disponível em transmissão. Com uma equipamentos são
modelos com ou sem metade flexível e uma rígida fisicamente desconectados
eixo flutuante. aceita somente prevenindo assim que sejam
desalinhamento angular. danificados.

Tipo G/GF 32
Acoplamento com
espaçador. Para bombas Tipo GL Tipo G 70 e G 72
e compressores, Acoplamento com cubo Usados para aplicações
proporciona melhor deslizante. que requerem rápida
acomodação entre os Duplo e simples desconexão ou
equipamentos engrenamento para movimentação do
conectados. aplicações que requerem equipamento.
um movimento axial para
acomodar a dilatação
térmica do eixo ou ajuste do
Tipo G/GF 52 mesmo.
Acoplamento com eixo
flutuante.Usado quando
a distância entre os
equipamentos é grande
também para o Tipo G 62 / G 63 / Tipo G 82 / GV 82
acoplamento com G 66 Acoplamento rígido.
espaçador. Consiste em Acoplamento com polia ou Usado quando não há
dois acoplamentos de disco de freio. necessidade de
simples engrenamento Duplo ou simples acomodação de
conectados por um eixo, engrenamento para desalinhamento, tal com
que além disso podem aplicações com freio em misturadores verticais.
ser montados na vertical. guindastes, gruas e
transportadores.

Tipo G/GF 20
Acoplamento de duplo
engrenamento. Tipo GP Tipo G
DISCO DE
Projetado com duas ISOLAÇÃO Acoplamento com Acoplamento de
metades flexíveis para isolação. Duplo ou simples engrenagem grande.
acomodar engrenamento e rígido com Disponível em todos os tipos
desalinhamentos paralelo isolação são usados para para capacidades até
e angular, e além disso eliminar fluxo de corrente 8.185.000 Nm.
pode ser montado na elétrica de um eixo para o
vertical. outro.
17
PTI -
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE ENGRENAGEM TIPO G - SÉRIE 1000/2000

Mínimo comprimento necessário para alinhamento


Tipo G20 Grande
M M
Tampa Flangeada
Duplo Engrenamento
Dimensões - Milímetros

GAP
C C
D F A

N
BUJÃO

J J

Torque Nominal Dimensões - Milímetros


Furo Max.
Peso do Quant.
(Nm) (milhões) Rotação Para Furo
TAMANHO acopl. de
Maxima Chaveta Min.
s/ furo Graxa GAP
1000 2000 rpm Retangular (mm) A B C D F J M N
(kg) (kg)
series series (mm)

1080/2080G 0,170 0,234 1750 266 101,60 703 9,5 590,6 508,5 249,2 355,6 571,5 242,8 300,0 368,3 10
1090/2090G 0,226 0,315 1550 290 114,30 984 12,2 660,4 565,4 276,4 393,7 641,4 265,2 327,2 419,1 13
1100/2100G 0,310 0,443 1450 320 127,00 1302 15,0 711,2 622,3 304,8 444,5 698,5 293,6 355,6 469,9 13
1110/2110G 0,413 0,609 1330 373 139,70 1678 17,7 774,7 679,2 333,2 495,3 749,3 322,3 384,0 520,7 13

1120/2120G 0,555 0,777 1200 400 152,40 2114 20,9 838,2 717,8 352,6 546,1 825,5 341,4 403,4 571,5 13
1130/2130G 0,719 0,925 1075 440 165,10 2595 32,7 911,4 761,7 371,3 584,2 886,0 362,0 434,8 609,6 19
1140/2140G 0,911 1,140 920 460 177,80 3107 33,1 965,2 806,4 393,7 635,0 939,8 378,0 457,2 660,4 19
1150/2150G 1,100 1,350 770 490 190,50 3765 40,8 1028,7 857,2 419,1 685,8 1003,3 407,9 482,6 711,2 19

1160/2160G 1,310 1,640 650 525 254,00 4708 43,1 1111,2 908,0 441,3 736,6 1085,9 419,1 501,6 762,0 25
1180/2180G 1,660 2,140 480 600 285,75 6260 49,9 1219,2 939,8 457,2 838,2 1193,8 434,8 520,7 863,6 25
1200/2200G 2,140 2,850 370 660 317,50 8582 68,0 1358,9 1098,6 536,6 927,1 1308,1 514,4 635,0 965,2 25
1220/2220G 2,720 3,560 290 725 349,25 11685 107 1511,3 1193,8 584,2 1016,0 1473,2 565,2 685,8 1066,8 25

1240/2240G 3,470 4,480 270 810 381,00 14606 109 1632,0 1282,7 628,6 1130,3 1581,2 606,6 723,9 1168,4 25
1260/2260G 4,490 5,480 250 880 412,75 17799 122 1746,2 1371,6 673,1 1231,9 1695,4 647,7 774,7 1270,0 25
1280/2280G 5,840 6,760 230 950 444,50 21192 136 1866,9 1409,7 692,9 1333,5 1803,4 666,8 793,8 1371,6 25
1300/2300G 6,760 8,190 220 1025 476,25 24807 150 1974,8 1447,8 711,2 1435,1 1911,4 685,8 800,1 1473,2 25

Ver pag. 11 do manual 451-110 para informações gerais


e outras referências.
O diâmetro do cubo pode ser reduzido se o furo permitir. Limitação de Flutuação
Ver tabela 42, página 61 manual 451-110. e Dimensões do GAP DISC
Nota: Não há padronização para chavetas e rasgos de
chavetas métricos para furos maiores que 500 mm. (Milímetros)
Furos máximos para cubos flexíveis 1150G e maiores,
e cubos rígidos 1130G e maiores são baseados em uma GAP DISC *
Flutuação
relação entre o diâmetro do cubo e o diâmetro do furo de 1,4. TAMANHO B GAP
Ver então 457-130. Tamanhos de cubos flexíveis desde Espessura Diâmetro
1140G e cubos rígidos desde 1120G estão de acordo
com a tabela de engenharia. 1080/2080G 517,1 4,78 16 416 18
Ver tabela 35, página 58 do manual 451-110 1090/2090G 577,3 4,78 22 470 25
1100/2100G 634,2 4,78 22 521 25
1110/2110G 691,1 4,78 22 568 25

1120/2120G 729,7 4,78 22 622 25


1130/2130G 778,5 4,78 33 676 36
1140/2140G 822,2 4,78 33 727 36
1150/2150G 874,0 4,78 33 778 36

Se este valor exceder metade da flutuação do rotor ou for equivalente a especificação de fabricação,
contatar a PTI -
* material do GAP DISC: Neoprene, dureza 70 shore

19
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE ENGRENAGEM TIPO G - SÉRIE 1000

Tipo G52 Standard


Tampa Flangeada
Simples Engrenamento
Dimensões - Milímetros

Mínimo comprimento necessário para alinhamento

CUBO FLEXÍVEL CUBO RÍGIDO


E
C L A
GAP
F
D
F

BUJÃO
H H
Para tamanhos 1010G ao
1055G, o tipo G10, são J Q
fornecidos somente quando
especificado no pedido. GUARNIÇÃO
B

Furo Máximo Peso do Quant. Dimensões - Milímetros


Torque Rotação Furo acoplamento
TAM. Nominal Máx. de
Pol Mín. s/ furo - kg
(Nm) rpm graxa A B C D E F H J L M Q GAP
Cubo Cubo Cubo Cubo (mm)
Flexivel Rígido Flexivel Rígido G51 G52 (kg)

1010G 1139 8000 50 65 1.875 2.375 12,7 4,08 4,54 0,0227 115,9 86,6 42,9 68,6 2,5 83,8 14,0 38,9 39,6 51 42,2 4
1015G 2350 6500 65 80 2.375 2.938 19,0 8,16 9,07 0,0408 152,4 99,6 49,3 86,4 2,5 105,2 19,0 47,8 46,2 61 48,8 4
1020G 4270 5600 78 98 2.875 3.625 25,4 13,6 15,9 0,0680 177,8 124,5 62,0 105,2 2,5 126,5 19,0 59,4 58,4 76 61,0 4
1025G 7470 5000 98 118 3.625 4.375 31,8 24,9 27,2 0,118 212,9 155,4 77,0 130,6 2,5 154,9 21,8 71,6 73,7 91 76,2 5

1030G 12100 4400 111 140 4.125 5.125 38,1 38,6 43,1 0,181 239,8 183,9 91,2 152,4 2,5 180,3 21,8 83,8 87,9 107 90,4 5
1035G 18500 3900 134 163 4.875 5.875 50,8 61,2 68,0 0,272 279,4 214,1 106,4 177,8 2,5 211,3 28,4 97,5 102,1 130 104,6 6
1040G 30600 3600 160 196 5.750 7.250 63,5 90,7 99,8 0,467 317,5 242,8 120,6 209,6 4,1 245,4 28,4 111,3 115,3 145 119,4 7
1045G 42000 3200 183 216 6.750 8.125 76,2 129,3 136 0,557 346,0 273,1 134,9 235,0 4,1 274,1 28,4 122,9 130,6 165 134,6 8

1050G 56600 2900 200 235 7.375 9.000 88,9 181,4 195 0,907 388,9 309,1 153,2 254,0 5,1 305,8 38,1 140,7 147,3 183 152,4 9
1055G 74000 2650 220 266 8.250 10.000 101,6 251,7 263 1,13 425,4 349,5 168,1 279,4 5,1 334,3 38,1 158,0 172,7 203 177,8 9
1060G 90400 2450 244 290 9.125 11.000 114,3 …...... 324 1,70 457,2 385,1 188,2 304,8 6,6 366,0 25,4 169,2 186,4 229 193,0 10
1070G 135000 2150 289 340 10.875 13.000 127,0 .......... 508 2,27 527,0 453,6 220,7 355,6 8,4 424,9 28,4 195,6 220,2 267 228,6 13

Ver pag. 11 manual 451-110 para informações gerais e outras referências.

20
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE ENGRENAGEM TIPO G - SÉRIE 1000/2000

Tipo G52 Grande


Tampa Flangeada
Simples Engrenamento
Dimensões - Milímetros
Importante: quando os acoplamentos são montados em um eixo flutuante, não exceder
a rotação máxima do conjunto e usar um GAP DISC em cada acoplamento.

Mínimo comprimento necessário para alinhamento

GAP
C L

CUBO FLEXÍVEL CUBO RÍGIDO


A F D

N
BUJÃO

J E

Furo Máx.
Torque Dimensões - Milímetros
para Chaveta Peso do
Nominal (Nm) Furo Quant.
Rot. Retangular Acopl.
TAMANHO (millions) De
Máx. (mm) Mín. sem
(mm) Graxa
rpm Furo
(kg) A B C D E F J K* L M N GAP
1000 2000 Cubo Cubo (kg)
series series Flexível Rígido

1080/2080G 0,170 0,234 1750 266 340 101,60 699 5 590,6 511,0 249,4 355,6 7,9 571,5 242,8 450,8 248,9 300,0 368,3 13
1090/2090G 0,226 0,315 1550 290 380 114,30 984 6 660,4 566,4 276,4 393,7 7,9 641,4 265,2 508,0 275,8 327,2 419,1 14
1100/2100G 0,310 0,443 1450 320 400 127,00 1252 8 711,2 625,3 304,8 444,5 9,7 698,5 293,6 530,4 304,8 355,6 469,9 16
1110/2110G 0,413 0,609 1330 373 440 139,70 1637 9 774,7 682,2 333,2 495,3 9,7 749,3 322,3 584,2 333,2 384,0 520,7 16

1120/2120G 0,555 0,777 1200 400 483 152,40 2077 11 838,2 720,6 352,6 546,1 9,7 825,5 341,4 647,7 352,3 403,4 571,5 16
1130/2130G 0,719 0,925 1075 440 500 165,10 2572 17 911,4 761,7 371,3 584,2 9,7 886,0 362,0 708,2 371,3 434,8 609,6 19
1140/2140G 0,911 1,140 920 460 535 177,80 3062 17 965,2 805,9 393,7 635,0 9,7 939,8 378,0 749,3 393,7 457,2 660,4 19
1150/2150G 1,100 1,350 770 490 580 190,50 3751 21 1028,7 857,2 419,1 685,8 9,7 1003,3 407,9 812,8 419,1 482,6 711,2 19

1160/2160G 1,310 1,640 650 525 630 254,00 4631 22 1111,2 908,3 441,3 736,6 12,7 1085,8 419,1 886,0 441,5 501,6 762,0 25
1180/2180G 1,660 2,140 480 600 710 285,75 6069 25 1219,2 939,8 457,2 838,2 12,7 1193,8 434,8 993,6 457,2 520,7 863,6 25
1200/2200G 2,140 2,850 370 660 780 317,50 8482 34 1358,9 1098,6 536,6 927,1 12,7 1308,1 514,4 1095,2 536,4 635,0 965,2 25
1220/2220G 2,720 3,560 290 725 890 349,25 11680 54 1511,3 1196,8 584,2 1016,0 15,7 1473,2 565,2 1244,6 584,2 685,8 1066,8 28

1240/2240G 3,470 4,480 270 810 940 381,00 14388 57 1632,0 1285,7 628,6 1130,3 15,7 1581,2 606,6 1314,7 628,6 723,9 1168,4 28
1260/2260G 4,490 5,480 250 880 1015 412,75 17722 61 1746,2 1374,6 673,1 1231,9 15,7 1695,5 647,7 1422,4 673,1 774,7 1270,0 28
1280/2280G 5,840 6,760 230 950 1090 444,50 21110 70 1866,9 1412,2 691,6 1333,5 15,7 1803,4 666,8 1530,6 691,9 793,8 1371,6 28
1300/2300G 6,760 8,190 220 1025 1170 476,25 24712 77 1974,8 1450,8 711,2 1435,1 15,7 1911,4 685,8 1638,3 711,2 800,1 1473,2 28

Ver pag. 11 manual 451-110 para informações gerais e outras referências.


O diâmetro do cubo pode ser reduzido se o furo permitir. Ver tabela 42, página 61 manual 451-110.
* Dimensão K pode estar em bruto dependendo do tamanho do acoplamento e o furo.*
Nota: Não há padronização para chavetas e rasgos de chavetas métricos para furos maiores que 500 mm.
Furos máximos para cubos flexíveis 1150G e maiores, e cubos rígidos 1130G e maiores são baseados em uma relação entre o diâmetro do cubo e o diâmetro do furo de 1.4.
Ver então 457-130. Tamanhos de cubos flexíveis desde 1140G e cubos rígidos desde 1120G estão de acordo com a tabela de engenharia. Ver tabela 35, página 58 do manual 451-110

21
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE ENGRENAGEM TIPO G - SÉRIE 1000

Tipo G52
Com eixo flutuante
Dimensões - Milímetros
Uma montagem com eixo flutuante consiste de dois acoplamentos de Cubos Rígidos no Eixo Flutuante (FRRF)
simples engrenamento, modelo G52, 2 GAP DISC e um eixo flutuante. Quando os cubos rígidos estão no eixo flutuante, espaçamento de eixos
Um conjunto de eixo flutuante elimina a necessidade de mancais de apoio menores podem ser acomodados, desde que o retorno da tampa não seja
ao longo do eixo flutuante porque o eixo é suportado pelos próprios necessário. Como os cubos flexíveis estão na extremidade, as pontas de
acoplamentos G52. articulação estão mais abertas, promovendo uma maior capacidade de
desalinhamento.
Cubos Flexíveis no Eixo Flutuante (RFFR) Seleção de Eixo Flutuante
A montagem com cubos flexíveis no eixo flutuante significa maior Acoplamento tipo G52 / GV52 podem ser usados com eixo flutuante
facilidade na troca dos acoplamentos em caso de falha e a maior tanto na horizontal quanto na vertical. Para aplicações na vertical utilizar o
capacidade de furação dos cubos rígidos permitem a utilização de tipo GV. Selecionar o acoplamento como segue:
acoplamentos menores.
1. Utilizar o método Standard para o tamanho do acoplamento
2. Na tabela abaixo selecione o diâmetro do eixo que tenha o torque
igual ou maior que o calculado na seleção.
3. Cheque o máximo BE do diâmetro de eixo selecionado e rotação de
2000 trabalho na tabela abaixo. Verifique no gráfico ao lado e determine
ROTAÇÃO DE OPERAÇÃO - RPM

Balanceamento de se o eixo necessita de balanceamento.


eixo requerido 4. Se o comprimento do eixo flutuante da aplicação for maior que o BE
1500 listado, selecionar o eixo maior ou o próximo tamanho de
acoplamento. Consultar a PTI - caso necessite de maiores
rotações ou comprimentos que o listado abaixo.
1000

Balanceamento NOTA: para aplicações de acoplamentos


500
não necessário maiores, consultar a PTI -

250 500 750 1000 1250 1500 1750 2000


Distância entre pontas de eixo - mm

Eixo Flutuante - mm

Torque 2 Máximo BE (mm) para vários RPM’s*


TAMANHO Peso WR
nominal SB SD
Kg por Kgm 2
(Nm) (mm) (mm) 540
mm por mm 1750 1430 1170 870 720 580
ou menos

493 38,1 39,7 0,00964 0,00000196 1371 1524 1676 1955 2159 2387 2463
1010G
1139 47,6 50,8 0,0159 0,00000518 1549 1727 1905 2209 2438 2717 2794
1169 50,8 54,0 0,0179 0,00000657 1600 1778 1955 2286 2514 2794 2870
1015G
2349 60,3 76,2 0,0248 0,0000126 1752 1930 2133 2463 2717 3022 3124
2282 63,5 66,7 0,0273 0,0000152 1778 1981 2184 2540 2794 3098 3200
1020G
4271 73,0 95,2 0,0557 0,0000259 1905 2108 2336 2717 2971 3327 3429
4463 79,4 82,6 0,0420 0,0000357 1981 2209 2438 2819 3098 3454 3556
1025G
7474 92,1 95,2 0,0559 0,0000634 2133 2362 2616 3022 3237 3708 3835
8508 98,4 101,6 0,0636 0,0000820 2209 2438 2692 3124 3454 3835 3962
1030G
12101 104,8 127,0 0,0718 0,000104 2260 2514 2794 3225 3556 3962 4064
13333 114,3 120,6 0,0896 0,000163 2413 2667 2946 3403 3759 4191 4292
1035G
18508 123,8 146,0 0,993 0,000200 2463 2717 3022 3505 3860 4292 4419
24327 139,7 146,0 0,131 0,000350 2641 2921 3251 3759 4140 4597 4749
1040G
30609 146,0 165,1 0,143 0,000415 2692 2997 3302 3835 4216 4699 4851
31581 152,4 165,1 0,168 0,000572 2819 3124 3454 3987 4394 4902 5029
1045G
41999 171,5 203,2 0,254 0,00131 3124 3454 3810 4445 4876 5435 5588
37886 161,9 165,1 0,168 0,000572 2819 3124 3454 3987 4394 4902 5029
1050G
56597 187,3 203,2 0,254 0,00131 3124 3454 3810 4445 4876 5435 5588
37886 161,9 165,1 0,168 0,000572 2819 3124 3454 3987 4394 4902 5029
1055G
74031 200,0 203,2 0,254 0,00131 3124 3454 3810 4445 4876 5435 5588
71410 200,0 203,2 0,254 0,00131 3124 3454 3810 4445 4876 5435 5588
1060G
90404 215,9 217,4 0,291 0,00172 3225 3581 3962 4597 5054 5613 5791
71410 200,0 203,2 0,254 0,00131 3124 3454 3810 4445 4876 5435 5588
1070G
135250 241,3 242,8 0,363 0,00268 3403 3784 4191 4851 5334 5943 6121
* Use interpolação para rotações intermediárias. Máximo BE é baseado em 70% da velocidade crítica. Consultar a PTI - para rotações maiores.
Máximo furo para BE reduzido é o maior diâmetro de eixo para montagem com GAP menor que a medida BE sem que a chaveta
interfira no elemento flexível.

22
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE ENGRENAGEM TIPO G - SÉRIE 1000

Dados de Engenharia - Tampa Flangeada e Detalhes de Cubo Rígido

Parafusos Expostos ou Embutidos (mm) Embutidos Expostos

PARAFUSOS EXPOSTOS E EMBUTIDOS A


TAMANHO Parafuso Parafuso
E S X B.C. N O B.C.
H H +0.000 H Qtde. X Ø Qtde x Ø
0.254 0.254 0.250 (mm) (mm) (mm) (mm)
-0.102 (Pol) (Pol)

1010G 115,87 2,54 14,0 77,72 80,77 95,25 6 X 0,250 11,7 6,35 95,25 6 X 0,250
A 1015G 152,40 2,54 19,0 96,77 99,57 122,22 8 X 0,375 14,7 6,35 122,22 8 X 0,375
X
DIA. 1020G 177,80 2,54 19,0 117,86 121,92 147,62 10 X 0,375 14,7 6,35 149,23 6 X 0,500
DIA.
S 1025G 212,73 2,54 19,0 144,78 148,84 177,80 10 X 0,500 19,8 8,13 180,98 6 X 0,625
DIA.
B.C. B.C.
1030G 239,73 2,54 21,8 169,16 173,22 203,20 12 X 0,500 19,8 8,13 206,38 8 X 0,625
DIA. E E DIA.
1035G 279,40 2,54 28,4 195,33 199,64 235,74 12 X 0,625 24,6 10,16 241,30 8 X 0,750
1040G 317,50 4,06 28,4 230,12 234,95 269,88 14 X 0,625 24,6 10,16 279,40 8 X 0,750
N 1045G 346,08 4,06 28,4 255,52 260,35 298,45 14 X 0,625 24,6 10,16 304,80 10 X 0,750

O 1050G 388,95 5,08 38,1 280,92 290,07 334,98 14 X 0,750 29,5 14,22 342,90 8 X 0,875
FURO DO PARAFUSO
1055G 425,45 5,08 38,1 307,09 315,47 366,73 16 X 0,750 29,5 14,22 368,30 14 X 0,875
1060G 457,20 6,60 25,4 337,31 353,57 .......... .......... ......... .......... 400,05 14 X 0,875
TAMPA FLANGEADA CUBO RÍGIDO 1070G 527,05 8,38 25,4 388,62 404,88 .......... .......... ......... .......... 463,55 16 X 1.000

Dados de Engenharia - Tampa Flangeada Grande


Parafusos J
Parafusos K
Qtde x Ø
Qtde x Ø
TAMANHO A B C E DD F G H x T
H x
Comp(in.)
Comprimento
(Por Flange)

1080/2080G 590,6 527,05 441,33 7,9 6,4 571,5 527,05 31,8 16 X 0,875x3.25 16 X 1.125x4.125 441,27
1090/2090G 660,4 590,55 495,30 7,9 6,4 641,4 590,55 38,1 18 X 1.000x3.50 18 X 1.250x4.75 495,25
1100/2100G 711,2 641,35 546,10 9,7 7,9 698,5 641,35 44,4 18 X 1.000x3.50 18 X 1.250x5.25 546,05
F T A 1110/2110G 774,7 698,50 596,90 9,7 7,9 749,3 698,50 50,8 18 X 1.000x3.50 18 X 1.500x6.00 596,85
B C G 825,5
1120/2120G 838,2 762,00 654,05 9,7 7,9 762,00 53,8 18 X 1.125x3.50 18 X 1.500x6.25 654,00
1130/2130G 911,4 822,33 708,03 9,7 7,9 886,0 822,33 53,8 18 X 1.250x4.50 18 X 1.500x6.25 707,97
1140/2140G 965,2 876,30 758,83 9,7 7,9 939,8 876,30 53,8 18 X 1.250x4.50 18 X 1.750x6.50 758,77
DD E
1150/2150G 1028,7 933,45 815,98 9,7 7,9 1003,3 933,45 53,8 20 X 1.250x4.50 20 X 1.750x6.50 815,92

1160/2160G 1111,2 1009,65 863,60 12,7 9,7 1085,9 1009,65 57,2 20 X 1.250x4.50 20 X 2.000x7.00 863,50
1180/2180G 1219,2 1117,60 984,25 12,7 9,7 1193,8 1117,60 57,2 22 X 1.250x4.50 22 X 2.000x7.00 984,15
PARAFUSO K FLANGE 1200/2200G 1358,9 1231,90 1085,85 12,7 9,7 1308,1 1231,90 63,5 22 X 1.500x5.00 22 X 2.250x7.75 1085,75
PARAFUSO J 1220/2220G 1511,3 1384,30 1212,85 15,7 12,7 1473,2 1384,30 63,5 24 X 1.500x5.00 24 X 2.250x7.75 1212,75
CENTRAL

TAMPA MACHO TAMPA FÊMEA 1240/2240G 1632,0 1479,55 1289,05 15,7 12,7 1581,2 1479,55 76,2 22 X 1.500x5.00 22 X 2.750x9.75 1288,95
1260/2260G 1746,2 1593,85 1390,65 15,7 12,7 1695,5 1593,85 76,2 24 X 1.500x5.00 24 X 2.750x9.75 1390,55
1280/2280G 1866,9 1701,80 1492,25 15,7 12,7 1803,4 1701,80 82,6 22 X 1.500x5.00 22 X 3.00x10.50 1492,15

Tipo G - Variação de GAP - mm


Acoplamentos com duplo engrenamento GAP do acoplamento
P P
C C C C C L P ZG Duplo Engrenamento Simples Engrenamento
TAMANHO
Std Std Max Max
ZG ZG Std Fig 1 Fig 2 Fig 3 Std Fig 4 Fig 5
Cortado Cortado
GAP GAP GAP
Um cubo reverso Dois cubos reversos 1010G 42,9 39,6 101,6 18,5 3 7 10 40 4 8 23
Cubo Longo Cortado
1015G 49,3 46,2 114,3 25,4 3 16 29 54 4 17 29
Figura 1 Figura 2 Figura 3 1020G 62,0 58,4 130,0 29,5 3 15 27 62 4 16 33
1025G 77,0 73,7 149,4 36,3 5 19 34 77 5 19 41
Acoplamentos com simples engrenamento
1030G 91,2 87,9 165,1 44,4 5 25 45 94 5 25 49
L P L 1035G 106,4 102,1 184,2 54,1 6 34 61 115 6 33 60
C
1040G 120,4 115,3 203,2 63,8 6 43 61 134 7 44 71
1045G 134,9 130,6 244,3 70,4 8 47 86 149 8 47 78

ZG 1050G 153,2 147,3 295,1 81,8 8 55 102 172 9 56 91


GAP Cortado GAP 1055G 168,1 172,7 298,4 95,8 8 71 134 199 9 72 105
Cubo Flex Reverso 1060G 188,2 186,4 304,8 102,1 8 68 127 212 10 70 112
Cubo Flex Longo Cortado 1070G 220,7 220,2 309,9 120,1 10 80 150 250 13 83 133
Figura 4 Figura 5

23
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE ENGRENAGEM TIPO G - SÉRIE 1000

INSTRUÇÕES PARA INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO - tam. de 1010 a 1070


Acoplamentos de Engrenagem - Duplo Engrenamento

VERTICAL
HORIZONTAL Tipos GV10 e 20
tipos G10 e 20 2
1 20

Obs.: Sujeito a alterações sem aviso prévio


4 3

21

22
23
1
5

20
3
20. Cubo Dentado GV (Especificar
2 furo e rasgo da chaveta)
6 21. Disco Central
1. Anel de Vedação 4. Guarnição 22. Botão de Enconsto
2. Tampa Dentada 5. Bujão 23. Disco de Encosto
3. Cubo de Engrenagem 6. Parafuso, porca, Peças 1,2,3,4,5,6 mostradas à
(Especificar furo e rasgo da chaveta) arruela de pressão esquerda fazem parte do acoplamento

Introdução Lubrificação
Este manual aplica-se a acoplamentos "standard" tipos G10 e GV10 com parafusos embutidos Uma lubrificação adequada é essencial para o perfeito funcionamento dos acoplamentos de
e G20 e GV20 com parafusos expostos. Sua condição de funcionamento e vida depende muito engrenagem. Em casos de choques fortes, freqüente movimento axial, grande variação de
de sua instalação e manutenção. Seguir cuidadosamente as seguintes instruções do manual, velocidade ou grande variação de temperatura, submeter à aplicação de lubrificante
para uma ótima condição de funcionamento e livre de problemas quando em serviço. recomendado pela PTI - . Durante montagem vedar rasgos de chaveta, quando houver
lubrificação com óleos de acoplamentos.
Identificação Para serviço normal usar graxa NLGI #1 exceto quando rotação de acoplamento for menor
Todas as peças do acoplamento têm números de identificação. Sempre especificar o número que o mínimo especificado na tabela abaixo. Para estas baixas rotações usar graxa NLGI # 0.
gravado no cubo e tampa dentada. Isto é importantíssimo quando da encomenda de parafusos Quando um ou mais acoplamentos de um setor requererem a aplicação de graxa NLGI # 0, a
e tampas dentadas. mesma graxa poderá ser aplicada em todos acoplamentos desde que a rotação limite máxima
Parafusos usados nas tampas G20 e GV20 são maiores do que os usados nas tampas G10 e da tabela 1 (e a nota de rodapé) não seja ultrapassada.
GV10. Também, notar que os cubos flexíveis GV têm furos rebaixados para receber o disco de Ver o manual de serviço 428-010 para uma lista de graxas NLGI #1 e # 0 para um intervalo
encosto. de temperatura ambiente
de -34ºC a +93ºC (-30ºF a +200ºF).
Aplicação
Acoplamentos tipo G são recomendados para aplicação somente horizontal. Usar tipo GV Manutenção
para aplicações verticais.
Lubrificar os acoplamentos no mínimo de 6 em 6 meses. Quando estiverem expostos à
Balanceamento Dinâmico umidade, grandes variações de temperatura, rápidas reversões ou choques de grande inércia
Os acoplamentos balanceados dinamicamente possuem marcas de referência e precisam ser ou excessivo desalinhamento, lubrificar mais amiúde.
montados com justa posição destas marcas. Utilizar um relógio comparador no alinhamento
destes acoplamentos. Limitador de Deslocamento Axial
Relógio Comparador Quando é requerido o limitador de deslocamento axial ou quando motores de mancais de
bucha são usados, consultar página 18 deste catálogo.
Para melhores resultados, sempre usar o relógio comparador. Montar o relógio comparador
num cubo e fazer leitura para desvios de verificação no diâmetro externo do outro cubo. A
diferença entre mínimo e máximo desvio dividido por dois não pode exceder os valores da
tabela 1. Para a verificação angular, tomar leituras na outra face do outro cubo. A diferença
angular entre mínimo e máximo não pode exceder aos valores da tabela 1.

TABELA 01 DADOS DE INSTALAÇÃO


TAMANHO 1010 1015 1020 1025 1030 1035 1040 1045 1050 1055 1060 1070
G 3 3 3 5 5 6 6 8 8 8 8 10
GAP (Separação de Cubo) - mm
GV 11 11 11 14 14 18 22 25 25 25 29 35
Limites de alinhamento Paralelo Máx. 0,05 0,07 0,8 0,10 0,13 0,15 0,18 0,20 0,23 0,26 0,28 0,33
para instalação - mm * Angular Máx. 0,15 0,19 0,23 0,28 0,33 0,39 0,46 0,51 0,55 0,61 0,66 0,78
Limites de alinhamento Paralelo Máx. 0,66 0,86 1,02 1,27 1,52 1,83 2,13 2,39 2,72 3,12 3,35 3,94
para operação Angular Máx. 1,80 2,26 2,74 3,43 3,99 4,65 5,49 6,15 6,65 7,32 7,98 9,32
Intervalo de velocidade do Mínimo 1030 700 550 460 380 330 290 250 230 210 190 160
acoplamento com graxa NLGI#1-rpm *
ou LTG Máximo 8000 6500 5600 5000 4400 3900 3600 3200 2900 2650 2450 2150
Furo máximo - mm (2 chavetas rebaixadas) 50 65 78 98 111 134 160 183 200 220 244 289
G 0,041 0,073 0,11 0,23 0,36 0,54 0,91 1 1,8 2,2 3,2 4,4
Graxa - Kg
GV 0,082 0,136 0,227 0,408 0,635 0,998 1,45 2 2,86 3,63 4,81 7,08

Parafuso da luva (Flange central) G e GV 10 12 42 42 102 102 203 203 203 339 339 .......... ..........
Aperto com Torque - Nm G e GV 20 12 42 102 203 203 339 339 339 339 339 339 339
* Alinhar os cubos dentro dos limites especificados acima. Quando ultrapassado os limites especificados fica reduzida a vida do acoplamento e a velocidade máxima estabelecida
Para acoplamentos com graxa NLGI#0 o intervalo de rotação será desde zero até o máximo mostrado na tabela 1 da graxa NLGI#1 exceto para os seguintes: tamanhos 10, 7000; tamanho 15, 6000; tamanho 20, 5000;
tamanho 25, 4750 e tamanho 30, 4500 rpm.

24
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE ENGRENAGEM TIPO G - SÉRIE 1000/2000

INSTALAÇÃO DE ACOPLAMENTO HORIZONTAL TIPO G

Nota: Superfície mais Sempre medir com


larga do lado da a mesma profundidade.
1. Cuidado extremidade do eixo

Limpar todas as peças. Esquentar


os cubos num banho de óleo ou
num forno no máximo a 135ºC
(257ºF). Não repousar os dentes
da engrenagem no fundo do
recipiente ou aplicar chama
diretamente nos dentes da
mesma. Usar um lubrificante que
tenha as especificações da
página 23. Preencher com graxa
os dentes da tampa e untar
levemente com graxa os
vedadores antes da montagem. 2. Montagem das Tampas, Vedadores e Cubos 3."GAP" e Alinhamento Angular
Para os melhores resultados, usar Colocar as tampas com os anéis de vedação sobre Usar uma barra espaçadora que meça em espessura a
um relógio comparador. Ver os eixos antes de montar os cubos. Montar os cubos em folga especificada na tabela 1. Inserir a barra, como
página 23. Usar o relógio seus respectivos eixos, como mostrado acima, de modo mostra acima, mantendo a mesma profundidade com
comparador para acoplamentos que a face de cada cubo fique rente com a extremidade intervalos de 90º e medir o vão livre entre barra e face do
balanceados dinamicamente e de seu eixo. Posicionar o equipamento em alinhamento cubo com calibre de lâminas. A diferença entre as mínima
montar as peças mantendo as aproximado com a folga próxima da especificada na e máxima medidas não pode exceder ao limite angular
marcas de referência alinhadas. tabela 1. especificado na tabela 1.

4. Alinhamento Paralelo 5. Inserir Guarnição e Unir Tampas 6.Lubrificação


Alinhar até que a régua assente em Inserir guarnição entre as tampas. Posicionar as tampas Para acoplamento tipo G, encher com graxa
esquadro (ou dentro dos limites com orifícios de lubrificação a 90º e juntá-las. Usar recomendada até que um excesso transborde num outro
especificados na tabela 1) sobre parafusos, porcas e arruelas de pressão, fornecidos com o orifício, então inserir o bujão. Continuar procedendo assim
ambos os cubos como mostra acima acoplamento. até que todos os bujões tenham sido colocados. Para
e também a intervalos de 90º. IMPORTANTE: Apertar parafusos da tampa e porcas com acoplamentos tipo GV, preencher ambas as tampas,
Verificar com calibrador de lâminas. torque especificado na tabela nº1. inferior e superior, como descrito acima. Além disso,
O vão livre não pode exceder ao ventilar a tampa superior pela inserção de uma lâmina
desvio limite especificado na tabela 1. padrão entre o vedador e cubo. Encher até que um
Apertar todos os parafusos fortemente excesso saia pela lâmina. Verificar se todos os bujões
e repetir as etapas 3 e 4. Realinhar o foram colocados após lubrificação.
acoplamento se necessário. Engraxar
os dentes do cubo.
INSTALAÇÃO DE ACOPLAMENTO VERTICAL TIPO GV

Nota: Superfície mais Disco de encosto Inserir disco central com


larga do lado da botão de encosto
Para baixo
extremidade do eixo

Bombear graxa dentro


das tampas superior
e inferior

A. Montar Tampas Dentadas, Vedadores B. Instalar Disco de Encosto no Cubo Inferior C. Colocar Disco Central com Botão de Encosto
e Cubos para Baixo
Rever a etapa 1 acima. Colocar as Colocar, batendo levemente, o disco de encosto no Colocar o disco central com o BOTÃO PARA BAIXO.
tampas dentadas com anéis de rebaixo até que se assente e se fixe no lugar. Posicionar o Centrar o disco no rebaixo da tampa inferior.
vedação nos eixos, antes de montar equipamento. Rever etapas 3 e 4 acima. IMPORTANTE: Encher com a graxa os dentes do cubo
os cubos. Instalar os cubos nos seus IMPORTANTE: Quando o acoplamento estiver alinhado, superior e então completar a montagem através das etapas
respectivos eixos, como mostrado encher a tampa inferior com graxa e posicionar a tampa e 5 e 6 acima.
acima, de forma que a superfície do guarnição.
rebaixo fique rente à extremidade
do eixo.
25
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE ENGRENAGEM TIPO G - SÉRIE 1000/2000

Instruções para Instalação e Manutenção - Tam. de 1080 a 1300

16 15 14 13 2 6 7 8

1. Anel de vedação
2. Tampa
5 3. Cubo Flexível G
(especificar furo e rasgo de chaveta)
4. Guarnição
5. Bujão
6. Parafuso da tampa

14 15 16
1 5 12 3

7. Arruela de pressão da tampa


8. Porca da tampa
12. Tampa final
13. Guarnição do disco terminal
14. Porca do disco terminal
15. Arruela de pressão do disco terminal
16. Parafuso do disco terminal
4 2 5 13 3 12 5 1

Introdução: Este manual aplica-se para acoplamentos "standard" tipo G20 com parafusos expostos. Sua condição de funcionamento e vida depende muito de sua
instalação e manutenção. Seguir cuidadosamente as seguintes instruções do manual para uma ótima condição de trabalho e sem problemas de manutenção.
Identificação: Todos os acoplamentos são identificados através do número constante no cubo e tampa. Sempre especificar o número do cubo ou tampa quando solicitar
qualquer peça sobressalente.
Aplicação: Acoplamentos tipo G são recomendados para aplicação horizontal. Consultar a PTI - para acoplamentos verticais.
Balanceamento Dinâmico: Os acoplamentos balanceados dinamicamente possuem marcas de referência e precisam ser montados com justaposição destas marcas.
Utilizar um relógio comparador no alinhamento destes acoplamentos.
Relógio Comparador: Para melhores resultados, sempre usar o relógio comparador. A diferença entre as mínima e máxima leituras (dividida por dois) não pode exceder
os valores da tabela1. Montar o relógio comparador num cubo e fazer leituras para verificação dos desvios de diâmetro externo do outro cubo; para a verificação angular,
fazer leituras em qualquer face do outro cubo.
Lubrificação: Uma lubrificação adequada é essencial para o perfeito funcionamento do acoplamento. Não usar engraxadeira. Consultar a PTI - para uso de óleo e
outros lubrificantes fluidos. Usar somente graxas NLGI #1 com as seguintes especificações e lubrificar de 6 em 6 meses.

NÃO DEVE CORROER O AÇO RESISTÊNCIA À CENTRIFUGAÇÃO ...............................................… ALTA


NÃO DEVE INTUMESCER OU DETERIORAR NEOPRENE OU BUNA N. SEPARAÇÃO DO ÓLEO ................................................................… BAIXO
PENETRAÇÃO A 25ºC (77ºF) ...................................................... 310-340 CARGA MÍNIMA TIMKEN O.K. ........................................ 13,6kg (30lbs.)
PONTO DE GOTEJAMENTO ............................ 150ºC (300ºF) ou acima TEXTURA .............................................................................. suave ou fibrosa

Ver pág. 16 para vários lubrificantes adequados com as especificações acima. Quando a temperatura ambiente estiver fora de intervalo 34ºC a +93ºC (-30ºF a +200ºF)
consultar a PTI - .
Manutenção: Verificar a lubrificação de 6 em 6 meses e completar quando houver falta de lubrificante. É necessário mais freqüentes inspeções e lubrificação quando
houver excessivo desalinhamento, temperaturas ambientes altas, e ou freqüentes, reversões rápidas.
TABELA 01 DADOS DE INSTALAÇÃO
1080 1090 1100 1110 1120 1130 1140 1150 1160 1180 1200 1220 1240 1260 1280 1300
TAMANHO
2080 2090 2100 2110 2120 2130 2140 2150 2160 2180 2200 2220 2240 2260 2280 2300
GAP (Separação de Cubo) - mm 10 13 13 13 13 19 19 19 25 25 25 25 25 25 25 25

Limites de alinhamento Paralelo Máx. 0,4 0,4 0,4 0,5 0,5 0,6 0,6 0,6 0,7 0,7 0,8 0,9 1 1 1 1
para instalação - mm * Angular Máx. 0,8 0,9 1 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 1,6 1,8 2 2,2 2,5 2,7 2,9 3,1

Limites de alinhamento Paralelo Máx. 4,83 5,49 6,15 6,81 7,49 7,98 8,64 9,32 9,65 10,97 12,14 13,31 14,78 16,13 17,45 18,80
para operação - mm * Angular Máx. 2,46 2,64 2,97 3,30 3,51 3,61 3,81 4,17 4,22 4,37 5,28 5,87 6,40 6,93 7,14 7,37

Intervalo de velocidade do Mínimo 140 120 110 100 94 88 82 76 72 64 58 52 48 44 40 38


acopl. com graxa NLG#1-rpm * ou LTG Máximo 1750 1550 1450 1330 1200 1075 920 770 650 480 370 290 270 250 230 220
Furo máximo - mm (2 chavetas rebaixadas) 266 290 320 373 400 440 460 490 525 600 660 725 810 880 950 1025
Graxa - Kg 9,53 12,2 15 17,7 20,9 32,7 33,1 40,8 43,1 49,9 68 107 109 122 136 150
Parafuso da luva (Flange central)
1003 1424 1424 2495 2495 2495 2685 2685 4176 4176 5885 5885 11186 11186 14778 14778
Aperto com Torque - Nm

Rosca do Parafuso de extração (rosca - UNC) 1-8 1.25-7 1.5-6 1.5-6 1.5-6 1.5-6 1.5-6 1.5-6 1.5-6 1.5-6 2-4.5 2-4.5 2-4.5 2-4.5 2-4.5 2-4.5

* Alinhar os cubos dentro dos limites especificados acima. Quando ultrapassado os limites especificados fica reduzida a vida do acoplamento e a velocidade máxima estabelecida
* Para acoplamentos com graxa NGLI#0 o intervalo de rotação será desde zero até o máximo mostrado na tabela 01 da graxa NLGI#1.

26
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO DE ENGRENAGEM TIPO G - SÉRIE 1000/2000

Instalação de Acoplamento Horizontal Tipo G20 Grande

1. Atenção
Limpar todas as peças. Esquentar os cubos num banho de óleo ou numa estufa no máximo a 135ºC (275ºF). Não repousar os dentes da engrenagem no fundo
do recipiente ou aplicar a chama diretamente nos dentes do cubo. Usar um lubrificante que tenha as especificações da página 1. Preencher com graxa os dentes
da tampa e juntar levemente com graxa a vedação antes da montagem. Para melhor alinhamento, usar um relógio comparador. Ver página 1. Usar um relógio
comparador para alinhamento de acoplamentos balanceados dinamicamente e montar as peças mantendo as marcas de referência alinhadas.

Nota: furos de sacador


nesta face
2. Montagem das Partes do Acoplamento
Colocar os discos terminais com anéis de vedação nos eixos antes dos cubos. Montar os cubos em
seus respectivos eixos de forma que a face da cada cubo fique rente com a extremidade de seu eixo.
Então montar as luvas flangeadas com as guarnições do disco terminal. Posicionar o equipamento em
alinhamento aproximado com folga próxima da especificada na tabela.

3.Folga e Alinhamento Angular


Usar uma barra espaçadora que meça em espessura a folga especificada na tabela 1. Inserir a
barra, como mostra cima, mantendo a mesma profundidade com intervalos de 90º e medir
o vão livre entre barra e face do cubo com calibrador de lâminas. A diferença entre as mínimas e
máxima medidas não pode exceder ao limite angular especificado na tabela 1.

Sempre
4. Alinhamento Paralelo medir com a mesma
profundidade
Alinhar até que a régua assente em esquadro (ou dentro dos limites especificados na tabela 1) sobre
ambos os cubos como mostra acima e também a intervalos de 90º. Verificar com calibrador de
lâminas. O vão livre não pode exceder ao desvio limite especificado na tabela 1. Apertar todos os
parafusos fortemente e repetir as etapas 3 e 4. Realinhar o acoplamento se necessário. Engraxar os
dentes do cubo.

5. Inserir Guarnição e Unir Tampas


Inserir guarnição entre as flanges. Posicionar luvas flangeadas com orifícios de lubrificação
defasados de 90º e então, cuidadosamente, juntar as tampas registradas. Usar só parafusos
fornecidos com o acoplamento.
IMPORTANTE: Apertar parafusos da flange central com torque especificado na tabela 1. Parafusar
os discos terminais com as guarnições nas luvas. Posicionar o disco terminal de forma que os orifícios
de lubrificação deste fiquem defasados de 90º em relação aos da luva adjacente.

6. Lubrificação
Bombear graxa recomendada no acoplamento até que um excesso extravase num orifício de
lubrificação e então tapar este orifício. Continuar este procedimento até que o lubrificante
tenha transbordado em todos os orifícios e cada orifício tenha sido tapado. Inserir todos os tampões
antes de colocar em funcionamento.

7. Limitador de Deslocamento Axial


Quando é requerido o limitador de deslocamento axial ou quando motores de mancais de bucha são
usados, consultar página 19 deste catálogo.
27
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO
ELÁSTICO TIPO
WRAPFLEX

Características Gerais
• Acoplamento;
• Isento de lubrificação;
• Torsionalmente flexível;
• Disponível em 12 tamanhos;
• Torque até 15.000 Nm;
• Furos até 186 mm;
• Manutenção simples (substituição do elemento
elástico sem afastamento dos cubos);
• E o mais interessante:
THREE YEAR

THREE
HEAVY DUTY WARRANTY

Características dos elementos do conjunto


Elemento Flexível Resistentes ao tempo, tampa
Cubos Parafusos da Tampa
em poliuretano de nylon "high-grade”

Isento de lubrificação, reduz custos de manutenção. Encaixe entre o diâmetro interno Fabricados em aço carbono Dois parafusos em aço inox
Elemento com perfil de garras otimizado (patente em da tampa e o diâmetro externo para máxima resistência. posicionados a 180º - Previne
registro) Aumento de flexibilidade para rápida e fácil do elemento permite a Dentes do cubo usinados com o movimento relativo entre a
montagem. Melhoria do contato dente a dente. montagem em qualquer perfil especial (patente em tampa e o elemento flexível,
Fácil remoção do elemento flexível não necessita da direção. registro) para reduzir os efeitos sendo um meio de retenção
remoção dos cubos significa que não precisa de Opcional em tampa de aço do desalinhamento e melhor positiva entre os componentes.
realinhamento, com redução do tempo de parada. carbono com proteção epoxy superfície de contato dos
Elemento em poliuretano com excelente resistência química anti-corrosiva para aplicações dentes, resultando numa vida
e ao desgaste, temperaturas até 95 ºC (200 ºF) para uma severas. mais longa do elemento.
vida mais longa.

28
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO TIPO WRAPFLEX

PARAFUSOS
DA TAMPA
A 180º GAP H TAMPA

ELEMENTO
CUBO

Z Z
S S
C BE C
A F
AA D

* Para aplicações com F.S. 2,0 ou maior, consultar a PTI.

Tipo R10 - Dimensões \ Milímetros


Dimensões (milímetros)

Peso do Parafusos
acoplamento A AA J das tampas
TAM. Torque Rot. Furo Furo Furo sem furo (kg)
Nom. Máx. Máx. Máx. S
(Pol.) B BE C D F H Z GAP
(Nm) (rpm) BE
Tampa Tampa Tampa Tampa Tampa Tampa Tampa Tampa
(mm) reduz. Tam. Allen
Nylon Aço Nylon Aço Nylon Aço Nylon Aço
(mm)

2R 11 4500 22,00 - 0.875 0,365 0,402 48,8 49,0 51,8 52,1 56,5 16,5 20,0 - 38,9 - 14 14 9,7 7,5 1,50 M3 M2
3R 34 4500 28,00 - 1.125 0,767 0,823 61,0 61,0 64,0 64,0 68,5 18,5 25,0 - 50,9 - 16 16 12,2 8,5 1,50 M3 M2
4R 56 4500 35,00 - 1.375 1,17 1,26 70,5 71,0 74,7 75,2 79,5 19,5 30,0 - 57,9 - 17 17 14,7 9,0 1,50 M4 M2,5
5R 62 4500 38,00 30 1.625 1,34 1,48 76,5 76,5 80,5 80,4 72,0 20,0 26,0 60,0 64 15,0 23,0 23,0 15,9 9,0 2,00 M4 M2.5
10R 130 4500 48,00 37 1.875 2,48 2,70 90,5 90,5 94,5 94,4 92,0 24,0 34,0 72,0 76 19,0 28,0 28,0 22,2 11,0 2,00 M4 M2.5
20R 320 4500 60,00 49 2.375 5,62 6,07 126,0 124,0 132,1 130,1 122,0 32,0 45,0 92,0 102 25,0 37,1 37,1 25,4 15,0 2,00 M6 M4

30R 520 4500 65,00 54 2.875 9,37 10,0 146,5 143,0 152,6 149,1 152,0 36,0 58,0 105,0 118 29,0 42,0 42,0 31,8 17,0 2,00 M6 M4
40R 1030 3600 85,00 67 3.375 17,1 18,1 182,4 177,0 190,0 185,0 181,0 47,0 67,0 130,0 150 34,0 54,5 54,5 41,3 21,0 5,00 M8 M5
50R 2500 3000 105,00 91 4.125 35,7 37,6 231,0 224,0 239,0 232,0 215,0 61,0 77,0 178,0 190 46,0 69,5 69,5 44,5 28,0 5,00 M8 M5

60R 4000 2500 135,00 131 5.250 ......... 66,2 ......... 267,0 ........ 278,0 275,4 75,4 100,0 209,6 228 60,2 67,0 67,0 .......... 35,2 5,00 M10 M6
70R 8000 2100 160,00 155 6.125 ......... 111 ......... 310,0 ........ 321,0 324,4 84,4 120,0 250,8 270 69,7 75,0 75,0 .......... 39,7 5,00 M10 M6
80R 15000 1800 190,00 184 7.250 ......... 165 ......... 370,0 ........ 381,0 376,8 96,8 140,0 270,0 328 83,4 85,0 85,0 .......... 45,4 6,00 M10 M6

O elemento opera normalmente em temperaturas entre -40ºC e 95ºC. Dimensões são somente para referência e sujeitas a mudanças sem notificação a menos que certificado.
5R - 50R são normalmente montados com chaveta, 02 parafusos (um sobre e outro a 90º em relação a chaveta) e ajuste deslizante. 60R-80R são normalmente montados com interferência, chaveta e sem parafusos.
Parafusos da tampa são em aço inoxidável conforme ISO 7380. Dois parafusos por acoplamento.
5R-50R a tampa em nylon é normal e a de aço pintada é opcional. 60R-80R a tampa de aço pintada é normal.
Max. BE reduzido significa quando o eixo for montado penetrando no espaço mostrado pela cota “Z“.
O número de partidas deve ser limitado a 10 por hora para a condição de furo máx., a não ser que seja utilizado cabo longo.

29
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO TIPO WRAPFLEX

C C
PARAFUSOS DA GAP TAMPA
TAMPA A 180º
ELEMENTO
FLEXÍVEL

Z Z
RM RM
S S
AA A DD FF

B BE B

ENTRE
PONTAS
DE EIXO

CUBO DO EIXO CUBO DO CUBO DO CUBO DO EIXO


ESPAÇADOR ESPAÇADOR

Tipo R31 - Dimensões


NOTA: Distância Entre Eixos (BE) = 2(C) + 2(Z) + GAP - 2 (RM)
Dimensões do Espaçador (milímetros)

Peso do
Parafusos Parafusos
acoplamento BE A AA
TAM. das tampas das flanges
sem furo (kg)
Torque Rot. Furo Furo T
Nom. Máx. Máx. Máx. Por B DD FF RM S Z GAP Cubo
(Nm) (rpm) Min Qtde. do
(Pol.) BE Tampa Tampa Tampa Tampa
BE Min. Máx. Tam. Allen Tam. Por Eixo
adicion. Nylon Aço Nylon Aço
(kg) Flange
(kg/mm)

5R 62 4500 35,00 1,375 3,63 0,014 80,9 235 76,5 76,5 80,5 80,4 34,9 52,4 86 1,27 27,4 9,0 2,00 M4 M2.5 M6 4 1020T
10R 130 4500 43,00 1,625 4,99 0,015 88,9 254 90,5 90,5 94,5 94,4 41,3 59,5 94 1,27 31,5 11,0 2,00 M4 M2.5 M6 8 1030T
20R 320 4500 56,00 2,125 9,53 0,027 88,9 254 126,0 124 132 130 54,0 78,6 113 1,27 27,4 15,0 2,00 M6 M4 M6 8 1040T

30R 520 4500 67,00 2,375 14,1 0,034 111 254 146,5 143 153 149 60,3 87,3 126 1,27 40,6 17,0 2,00 M6 M4 M8 8 1050T
40R 1030 3600 85,00 3,125 25,9 0,040 127 311 182,0 177 190 185 79,4 109,5 153 1,27 46,7 21,0 5,00 M8 M5 M10 12 1070T
50R 2500 3000 95,00 3,500 45,4 0,059 165 311 231,0 224 239 232 88,9 122,2 178 1,27 49,8 28,0 5,00 M8 M5 M12 12 1080T
60R 4000 2500 110,00 4,000 72,6 0,082 200 311 .......... 267 .......... 278 101,6 142,9 210 1,27 .......... 35,2 5,00 M10 M6 M16 12 1090T
70R 8000 2100 130,00 4,750 102 0,117 224 373 .......... 310 .......... 321 90,4 171,4 251 1,52 .......... 39,7 5,00 M10 M6 M20 12 1100T

70R 8000 2100 150,00 5,500 120 0,117 224 373 .......... 310 .......... 321 104,1 196,8 276 1,52 .......... 39,7 5,00 M10 M6 M20 12 1110T
80R 15000 1800 170,00 6,250 188 0,144 250 424 .......... 370 .......... 381 119,4 225,4 320 2,39 .......... 45,4 6,00 M10 M6 M24 12 1120T
80R 15000 1800 190,00 7,000 230 0,240 256 424 .......... 370 .......... 381 134,6 238,1 347 2,39 .......... 45,4 6,00 M10 M6 M27 12 1130T

O elemento opera normalmente em temperaturas entre -40ºC e 95ºC. Dimensões são somente para referência e
sujeitas a mudanças sem notificação a menos que certificado.
Parafuso da flange são com cabeça sextavada conforme ISO GRAU 10.9 para tamanhos 5R-50R e
ISO GRAU 8.8 para tamanho 60R.
Tipo R31 - Tabela de
5R - 50R a tampa em nylon é normal e a de aço pintada é opcional. 60R - 80R a tampa de aço Espaçadores Standard
pintada é normal.
Máximo furo para chaveta quadrada, contatar PTI - . Furos maiores, com chaveta retangular, estão
disponíveis. Tamanhos de 5R-50R são normalmente montados com parafusos sobre a chaveta. Tamanho 60R Comprimento (distância entre eixos)
normalmente com interferência com chaveta, mas sem parafuso. Para interferência com parafusos sobre a
chaveta, consultar manual de instruções 427-105.
Parafusos da tampa são em aço inoxídável conforme ISO 7380. Dois parafusos por acoplamento. TAM.
100 mm 140 mm 180 mm 250 mm

5R X .......... .......... ..........


10R X X .......... ..........
20R X X .......... ..........

30R .......... X X ..........


40R .......... X X ..........
50R .......... .......... X ..........
60R .......... ......... .......... ..........
70R .......... .......... .......... X
80R .......... ........... ........... X
X = Em estoque. Outros comprimentos contatar a PTI -
30
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO WRAPFLEX - INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO

Manutenção Preventiva e Troca de Elemento.

Uma inspeção visual periódica deve ser realizada com o equipamento parado e sem 2. Checar o alinhamento antes de reinstalar ou trocar o elemento. Desgaste prematuro do
desmontar. Sem remover a tampa, cheque o elemento por desgaste ou rupturas na lateral elemento é geralmente indicação de desalinhamento. Se o alinhamento não estiver dentro
do elemento bem debaixo da tampa. Se existir desgaste ou fraturas, siga o seguinte dos limites especificados na tabela 1, realinhe de acordo com as instruções.
procedimento:
1. Remova a tampa e o elemento e inspecione seu desgaste. Troque o elemento se o 3. Cheque o torque de todos os parafusos. Se não for possível uma inspeção visual
desgaste exceder 10% da espessura do dente ou se as rupturas tiverem as seguintes periódica, o usuário deve considerar uma desmontagem e inspeção anual ou dependendo
características: da necessidade para evitar uma quebra inesperada ou parada de máquina.
a) Uma ou mais rupturas estiverem ao longo do diâmetro externo do elemento,
como se a rachadura ou separação estivesse eminente.
b) Uma ou mais rupturas estender ao longo de toda espessura do dente.

Tabela 1 - Alinhamento, Instalação & Limites de Operação


Limites de Instalação Dimensões (milímetros) Limites de Operação
Distância entre
pontas de eixo BE*

Velocidade
GAP Normal GAP Normal

Permitida
TAM. Paralelo P Angular X - Y + Paralelo P Angular X - Y +
_ 10%* _ 10%*

Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. Máx. Máx.
mm Polegada mm Polegada mm Polegada
mm polegada Graus mm polegada mm polegada Graus mm polegada

5R 20,0 0,77 0,5 .020 .25 0,28 .011 2,0 .062 1,0 .04 1,00 1,12 .044 2,0 .062 4500
10R 24,0 0,93 1,0 .040 .25 0,33 .013 2,0 .062 2,0 .08 1,00 1,33 .052 2,0 .062 4500
20R 32,0 1,24 1,0 .040 .25 0,45 .018 2,0 .062 2,0 .08 1,00 1,78 .070 2,0 .062 4500
30R 36,0 1,40 1,0 .040 .25 0,51 .020 2,0 .062 2,0 .08 1,00 2,06 .081 2,0 .062 4500
40R 47,0 1,84 1,5 .060 .25 0,65 .026 5,0 .188 3,0 .12 1,00 2,62 .103 5,0 .188 3600
50R 61,0 2,39 1,5 .060 .25 0,83 .033 5,0 .188 3,0 .12 1,00 3,32 .131 5,0 .188 3000
60R 75,4 2,96 1,5 .060 .25 0,99 .039 5,0 .188 3,0 .12 1,00 3,98 .157 5,0 .188 2500
70R 84,4 3,31 1,5 .060 .25 1,18 .046 5,0 .188 3,0 .12 1,00 4,71 .186 5,0 .188 2100
80R 96,8 3,82 1,5 .060 .25 1,43 .056 6,0 .250 3,0 .12 1,00 5,73 .225 6,0 .250 1800

Desalinhamento angular é dimensão "X" menos "Y". Desalinhamento paralelo é distância " P" entre as linhas de centro dos cubos.
* Tolerância da medida BE é 10% do GAP normal da tabela. A medida BE pode ser menor que a tabelada desde que as pontas dos eixos não ultrapassem o GAP e as chavetas não se estendam para a parte dos dentes.
Puncione a chaveta no local para montagem com interferência sem o parafuso trava. Não recomenda-se montagem dos cubos em balanço.

Tabela 2 - Parafusos & Torques de Aperto Modelo R10


Parafusos do Cubo R10** Parafusos da Tampa***

Tamanho Cubo STD Cubo em Aço Inox Tamanho Torque de Aperto


TAM. Tamanho Tamanho
da Cabeça da Cabeça
do Parafuso do Parafuso
do Parafuso (Nm) (lb. pol.) (Nm) (lb. pol.) do Parafuso (Nm) (lb. pol.)

5R M8 M4 12 110 7 60 M4 M2.5 1 10
10R M10 M5 25 220 12 110 M4 M2.5 1 10
20R M10 M5 25 220 12 110 M6 M4 5 45
30R M12 M6 50 440 25 220 M6 M4 5 45
40R M12 M6 50 440 25 220 M8 M5 10 90
50R M16 M8 100 880 50 440 M8 M5 10 90
60R NA NA NA NA NA NA M10 M6 15 135
70R NA NA NA NA NA NA M10 M6 15 135
80R NA NA NA NA NA NA M10 M6 15 135

Tabela 3 - Parafusos & Torques de Aperto Modelo R31


Parafuso do Cubo do Eixo R31 / R35 R31 / R35 Parafuso da flange
TAM.
Tamanho
Tamanho Torque de Aperto Torque de Aperto
do Cubo Tamanho Tamanho
da Cabeça
R31 / R35 do Parafuso do Parafuso
do Parafuso (Nm) (lb. pol.) (Nm) (lb. pol.)

5R 1020T 1/4" 1/8" 8 70 M6 15 130


10R 1030T 1/4" 1/8" 8 70 M6 15 130
20R 1040T 3/8" 3/16" 25 220 M6 15 130
30R 1050T 3/8" 3/16" 25 220 M8 35 310
40R 1070T 3/8" 3/16" 25 220 M10 68 600
50R 1080T 3/8" 3/16" 25 220 M12 125 1100
60R 1090T NA NA NA NA M16 200 1800

** Dois parafusos (um sobre rasgo de chaveta e outro a 90º) para cubos STD, tamanho 5R a 50R.
*** Parafusos da tampa devem sempre ser apertados contra tampa. Se for necessário aplicar torques maiores que o recomendado, faça-o somente até o parafuso apoiar na tampa. Não exceda o torque de aperto.
NA = Não Aplicável. Os tamanhos 60R a 80R são montados com interferência nos cubos com chaveta e sem parafuso.

31
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO
ELÁSTICO
ECOTORK

Informações Gerais
O ECOTORK® foi totalmente desenvolvido pela PTI
com as mais avançadas técnicas de projeto
auxiliado por computador (projeto em 3D) e
otimizado de forma a obter-se a melhor relação
capacidade por peso do mercado
É um acoplamento torsionalmente flexível, o que
permite a absorção de choques e vibrações
provenientes das máquinas acionadas e
acionadoras. Per mit e ainda compensar
desalinhamentos angulares, radiais e axiais. Pelo
fato de não necessitar ser lubrificado, é um
acoplamento “ecologicamente correto”.
Desenvolvido de forma a obter-se o menor número
de componentes diferentes para a composição das
três formas construtivas, o que permite uma redução
de custos relacionados a estoques de fabricação
e/ou manutenção.
O torque é transmitido através da compressão dos
elementos elásticos, que podem trabalhar em
temperaturas variando de -30°C até 85°C.
Os elementos elásticos conferem ao conjunto uma
característica de mola progressiva que efetivamente
agem contra os efeitos nocivos das vibrações
rotacionais.
Materiais: Os elementos elásticos são fabricados
em poliuretano na cor vermelha, que identifica sua
dureza e permitem, também, a isolação elétrica
entre as máquinas acopladas.
Os cubos e porta elementos foram desenvolvidos de
forma a obter-se o melhor desempenho para a sua
geometria. São fabricados em ferro fundido
nodular, que confere uma alta resistência ao
conjunto.
Manutenção: A sua manutenção é fácil e a troca
dos elementos elásticos se dá como demonstrado na
figura ao lado. O anel pode ser desmontado para
qualquer um dos lados, retirando-se apenas 3
parafusos dos 6 que o fixam. Desta forma, os
elementos elásticos podem ser facilmente removidos
sem a necessidade de deslocamento de qualquer
uma das máquinas acopladas. Dependendo da
forma construtiva, pode-se desacoplar as máquinas
sem a necessidade de deslocamento de qualquer
uma delas.

Projetos Especiais: Formas construtivas especiais


podem ser possíveis. Nosso departamento de
engenharia está apto para estudar necessidades
específicas.
32
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

2. Designação
A designação dos acoplamentos ECOTORK® é feita da seguinte forma:

TT F 25
Variações
- Básico
CA - Carga Axial
DF - Disco de Freio
EF - Eixo Flutuante
EP - Espaçador
PC - Pino de Cisalhamento
PL - Polia de Freio
Tamanho: 22,...,120
Forma construtiva
C - Compacto
M - Misto
F - Flangeado

Designação da linha ECOTORK®

3. Formas Construtivas Básicas


A linha de acoplamentos ECOTORK® é fabricada em três formas construtivas básicas, cujas peças são intercambiáveis entre
si. As formas construtivas disponíveis atendem uma gama variada de aplicações, podendo ainda ser combinada
com outros acessórios, vide Formas Construtivas Adicionais.
TTC

O cubo e porta elementos em peça única e com comprimento total menor.

Solução mista onde metade do acoplamento utiliza a forma flangeada e


TTM

metade a forma compacta. Apresenta a facilidade de desacoplamento das


máquinas sem extração do porta elementos.

O porta elementos é flangeado ao cubo. Esta forma permite


TTF

desacoplamento das máquinas, através da extração do conjunto porta


elementos, sem a necessidade de deslocamento de qualquer uma delas.

33
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

3.1. Formas Construtivas Adicionais


A linha de acoplamentos ECOTORK® foi ampliada e suas novas formas construtivas atendem uma gama maior
de aplicações, oferecendo grande versatilidade em aplicações onde exista a necessidade de torque elevado
e acoplamentos não lubrificados, mantendo as mesmas facilidades dos acoplamentos básicos.
TTM-CA

Acoplamento derivado da forma TTM, com sistema de apoio por rótula. Usado na posição
vertical ou horizontal, este acoplamento foi desenvolvido para suportar altas
cargas axiais permitindo o desalinhamento angular e paralelo dos equipamentos.
A troca dos elementos elásticos é feita sem a remoção das máquinas acopladas.
TTM-DF

Acoplamento misto derivado da forma TTM, com disco de freio integrado.


Apresenta a facilidade de desacoplamento das máquinas sem extração do porta
elementos e do disco de freio.
A troca dos elementos elásticos é feita sem a remoção das máquinas acopladas.
TTM-EF

Composto por dois acoplamentos TTM conectados por um eixo flutuante apoiado
sobre rótulas. Usado na posição horizontal, sua função é acoplar equipamentos onde
o afastamento entre as pontas de eixo é elevado.
A troca dos elementos elásticos e do conjunto central (eixo + acoplamento TTC) é
feita sem a remoção das máquinas acopladas.
TTM-EP

Acoplamento misto derivado da forma TTM, com espaçador tubular integrado.


Apresenta a facilidade de remoção do espaçador e o desacoplamento das máquinas,
sem o afastamento das mesmas. Usado na posição horizontal, sua função é acoplar
equipamentos onde o afastamento entre as pontas de eixo é moderado.
A troca dos elementos elásticos é feita sem a remoção das máquinas acopladas.

Acoplamento misto derivado da forma TTM-EP, ao qual pode ser adicionado um outro
TTF-EP

espaçador para aumentar a capacidade de afastamento dos equipamentos.


Apresenta a mesma facilidade de remoção do espaçador e o desacoplamento das
máquinas. Também usado na posição horizontal.
A troca dos elementos elásticos é feita sem a remoção das máquinas acopladas.

Acoplamento misto derivado da forma TTM, com sistema de controle de torque por
TTM-PC

pinos de cisalhamento. Usado em aplicações sujeitas a grandes impactos. Quando o


pino se quebra, os equipamentos são fisicamente desconectados prevenindo assim
que sejam danificados.
A troca dos elementos elásticos e a substituição dos pinos é feita sem a remoção das
máquinas acopladas.
TTM-PL

Solução mista derivada do acoplamento TTM, com polia de freio integrado. Permite a
troca dos elementos elásticos sem a remoção da polia e sem o deslocamento das
máquinas acopladas.

34
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

4.1 Seleção do tamanho


A seleção do acoplamento é feita baseada no torque máximo
que pode ocorrer na aplicação.

Fórmulas

Torque Torque Máximo


PN T K máx > T x S x S x S x S
T N = 9550 x N Z 0 A T

PN = Potência [kW] TKmax = Torque máximo


TN = Torque [Nm] SA = Fator de aplicação (Serviço) conforme tabela 3 [-]
n = Rotação do acoplamento [min-1] S2 = Fator de temperatura de trabalho conforme tabela 2 [-]
SZ = Fator de freqüência de partida conforme tabela 4 [-]
ST = Fator para tempo de trabalho conforme tabela 1 [-]

4.2 Tabelas

Tabela 1 Tabela 2
Fator de funcionamento Fator de temperatura
Funcionamento ST Temperatura de S0
(horas/dia) (-) trabalho (ºC) (-)

<8 1,00 -20 < S0 < + 75 1,00


8 à 16 1,07 +75 < S0 < + 85 1,20

> 16 1,10 +85 < S0 < + 90 Sob Consulta

Tabela 4
Tabela 3 Fator de freqüência de partida
Fator de serviço Número de ciclos SZ
(1/h) (-)
SA
Máquina acionadora < 60 1,00
U M H
Motor Elétrico ou Turbina 1,4 1,7 2,2 60 à 120 1,20

Motor de Combustão com 4-6 cilindros 1,75 2 2,5 120 à 240 1,35

Motor de Combustão com 1-3 cilindros 2,1 2,7 3,1 < 240 1,50

U - Carga Uniforme
M - Carga com choque médio
H - Cargas com choques elevados

35
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

4.3 Símbolos de Classificação de Carga Conforme Aplicação

BOMBAS H Prensas de aspiração MÁQUINAS PARA TRABALHAR METAIS


U Bombas centrífugas (líquidos leves) H Prensas úmidas M Acionamentos principais de máquinas - operatrizes
M Bombas centrífugas (líquidos viscosos) H Picadores U Acionamentos auxiliares de
H Bombas de êmbolo mergulhador máquinas - operatrizes
H Bombas de pistão INDÚSTRIAS DE PLÁSTICOS U Engrenagens intermediárias,
H Bombas de pressão M Calandras linhas de eixos
M Extrusoras H Prensas
COMPRESSORES M Misturadores H Prensas de forjas
H Compressores de pistão M Trituradoras M Máquinas de dobrar chapas
M Turbocompressores
INDÚSTRIA QUÍMICA H Máquinas de endireitar chapas
ESCAVADEIRAS U Agitadores (químicos leves) H Máquina de estampar
M Bombas de sucção M Agitadores (líquidos viscosos) H Máquina de plainar
H Cabeçote de corte (ou desintegradores) U Centrífugas (leves) H Martelos
M Dispositivos de giro M Centrífugas (pesadas) M Tesouras
H Escavadeira de correntes com caçambas M Misturadores PEDRAS, TERRA
M Guinchos de manobra M Tambores de resfriamento H Britadores
H Mecanismos de translação (esteiras) M Tambores secadores H Fornos rotativos
M Mecanismo de translação (trilhos)
H Moinhos de bolas
H Rodas de pás (ou caçambas) INDÚSTRIA TÊXTIL
H Moinhos de martelos
M Embobinadoras
EXTRAÇÃO DE PETRÓLEO H Moinhos de percussão
M Esfarrapadeiras
M Bombas de oleodutos H Moinhos tubulares
M Máquina de estampar e tingir
H Instalações “ROTARY” para perfuração H Prensas para tijolos ou cerâmica
M Tambores de curtir
GERADORES, CONVERSORES M Teares PONTES ROLANTES (GUINDASTES)
H Conversores de freqüência U Mecanismos de levantamento
LAMINADORES M Mecanismos para movimento giratório
H Geradores
M Arrastadores de correntes M Mecanismos para movimento basculante
H Geradores para solda
H Descarepadoras U Mecanismo de retração
INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA M Dispositivos para o ajuste de cilindros H Mecanismo de translação
U Engarrafadoras M Dispositivos para virar chapas
M Desfibrador de cana M Embobinadoras (fita e arame) SISTEMAS TRANSPORTADORES
M Picador de cana H Empurradores de lingotes M Correias transportadoras (mat. a granel)
M Moendas de cana de açúcar H Instalações de lingotamento contínuo H Correias transportadoras (mat. em volumes)
H Moinhos H Laminadores de chapas finas M Correias transportadoras com caçambas
M Cristalizador H Laminadores de chapas grossas U Elevadores de caçambas para farinha
U Máquinas de embalar H Laminadores desbastadores de lingotes e placas M Elevadores de caçambas para pedra britada
M Esteira alimentadora H Laminadores a frio M Elevadores de cargas
M Máquinas cortadoras M Leitos de resfriamento M Elevadores de passageiros
M Máquinas endireitadoras a rolos H Elevadores inclinados
INDÚSTRIA DE BORRACHA M Esteiras de placas
H Máquinas de soldar tubos
H Maceradoras M Guinchos (ou sarilhos) de elevação
M Máquinas de trefilar
M Calandras H Máquinas de extração
H Mecanismos de deslocamento
H Extrusoras M Transportadores circulares
H Tesouras para chapas
H Laminadores M Transportadores de correia articulada
H Tesouras de despontar
M Misturadores M Transportadores de correia de aço
M Tesouras de rebordar
INDÚSTRIA MADEIREIRA H Tesouras para tarugos M Transportador de correias com caçambas
U Máquinas de lavar madeira H Transportadores de lingotes M Transportadores de correntes
M Plainas mecânicas M Transportadores (mesas) de rolos (leves) M Transportadores de rosca sem fim
H Serrarias mecânicas H Transportadores (mesas) de rolos (pesados)
TRATAMENTO DE ÁGUA
H Tambores de descascar M Transportadores transversais
M Parafusos de Arquimedes
INDÚSTRIA DE PAPEL MÁQUINA PARA CONSTRUÇÃO M Sistemas rotativos de aeração
H Calandras M Elevadores de carga VENTILADORES
H Cilindros alisadores (polidores) M Máquinas para construções rodoviárias U Axiais e radiais
H Cilindros de aspiração M Misturadores de concreto M De êmbolo giratório
H Cilindros secadores M Para torres de resfriamento
H Cortadores de folhas MÁQUINAS PARA LAVANDERIAS
M Máquina de lavar M Por aspiração
H Desfibradores (digestores) U Turboventiladores
H Descascadeiras M Secadoras rotativas

36
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

4.4 Exemplo de seleção


Dados de aplicação

Montado entre:
Motor Elétrico
Bomba de Pistão
Potência efetiva - Peff = 440 kW
Rotação - neff = 1.170 min-1
Freqüência de partida - f = 12 por hora
Temperatura de trabalho 0 = 80 °C
Duração diária de trabalho = 24 horas

T N = 9550 x 440 = 3.591,5 Nm


1.170

Fator de Partida Sz = 1,0 Fator de temperatura S0 = 1,2

Fator de Aplicação SA = 2,2 (H) Fator de Tempo de Trabalho ST = 1,1

Forma construtiva

TTM T Kmáx > 3.591,5 x 1,0 x 1,2 x 2,2 x 1,1 = 10.429,7 Nm

TTM-25
T Kmáx = 12.800 Nm
ECOTORK J = 0,232 Kgm 2
TTM-25 N -1
= 3.054 min
P = 49 kg

De acordo com a tabela 6


EXEMPLO DE PEDIDO:
TTM-25
Lado 1: Furo 80 H7 com chaveta conforme DIN 6885/1
Lado 2: Furo 90 H7 com chaveta conforme DIN 6885/1
Nota: observar sempre o furo máximo permitido no cubo do acoplamento

37
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5. Dados Técnicos TTC

Tabela 5

Dimensões (2) Momento


Torque Rotação Peso
de Inércia
TAM. TK máx d 1 máx (4) d máx (1) d min D1 D2 D3 L L1 L2 L3 S R (Kg) J 2
(min -1) 1
(Nm) (pol) (Kg m )

22 8.800 3408 3,6250 100 50 224 145 238 240 115 76 10 111 M6 29 0,105
25 12.800 3054 3,9375 110 55 250 160 264 270 130 82 10 122 M6 38 0,171
28 17.800 2726 4,5000 125 65 280 185 295 310 150 102 10 140 M10 57 0,305
32 25.900 2423 5,0000 140 70 315 205 335 330 160 106 10 160 M10 74 0,523
36 37.200 2150 6,0625 170 85 355 250 376 370 180 117 10 188 M10 108 0,931
40 55.700 1908 6,5000 180 100 400 270 421 390 190 119 10 197 M10 155 1,889
45 77.700 1696 7,5000 210 110 450 310 477 410 200 127 10 240 M10 200 2,889
50 110.800 1527 8,0625 230 120 500 335 528 484 235 155 14 240 M10 269 4,735
56 151.900 1363 9,2500 270 140 560 405 589 484 235 151 14 294 M12 381 8,560
63 197.300 1212 11,0000 315 160 630 460 660 524 255 161 14 345 M16 535 15,233
71 304.700 1075 12,1875 350 170 710 515 752 644 315 217 14 396 M24 785 26,726
80 424.000 954 14,3750 410 200 800 600 843 694 340 238 14 450 M24 1090 46,409
90 589.500 848 17,5000 500 240 900 740 955 704 345 222 14 545 M30 1542 91,960
100 850.000 763 18,7500 560 280 1000 750 1050 758 372 244 14 618 M30 2179 185,150
120 1.300.000 636 21,8750 650 320 1200 900 1260 812 398 256 16 750 M30 3418 425,230
Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1


2) Peso considerando o furo médio
3) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5.1 Dados Técnicos TTM L

L2 L3

R(z=2)

R(z=2)
Ød3
BE

Ød4
L1 S L1
ØD3

ØD1

ØD2

ØD1

Tabela 6

Dimensões (2) Momento


Torque Rotação Peso
de Inércia
TAM. TK máx (4)
d 1 máx d 1 máx (1) d min D1 D2 D3 L L1 L2 L3 S BE d3 d4 R (Kg) J 2
(Nm) (mim -1 ) 1
(pol) (Kg m )

22 8.800 3408 3,6250 100 50 224 145 238 281 115 97 76 10 51 111 120 M6 36 0,136
25 12.800 3054 3,9375 110 55 250 160 264 315 130 107 82 10 55 122 135 M6 49 0,232
28 17.800 2726 4,5000 125 65 280 185 295 359 150 126 102 10 59 140 150 M10 72 0,404
32 25.900 2423 5,0000 140 70 315 205 335 385 160 136 106 10 65 160 170 M10 95 0,688
36 37.200 2150 6,0625 170 85 355 250 376 429 180 151 117 10 69 188 210 M10 138 1,252
40 55.700 1908 6,5000 180 100 400 270 421 462 190 161 119 10 82 197 230 M10 195 2,425
45 77.700 1696 7,5000 210 110 450 310 477 484 200 171 127 10 84 240 260 M10 254 3,758
50 110.800 1527 8,0625 230 120 500 335 528 559 235 200 155 14 89 240 280 M10 340 6,265
56 151.900 1363 9,2500 270 140 560 405 589 568 235 200 151 14 98 294 335 M12 478 11,122
63 197.300 1212 11,0000 315 160 630 460 660 622 255 219 161 14 112 345 386 M16 666 19,534
71 304.700 1075 12,1875 350 170 710 515 752 736 315 269 217 14 106 396 430 M24 978 34,938
80 424.000 954 14,3750 410 200 800 600 843 790 340 294 238 14 110 450 505 M24 1339 60,003
90 589.500 848 17,5000 500 240 900 740 955 810 345 288 222 14 120 545 620 M30 1945 119,925
100 850.000 763 18,7500 560 280 1000 750 1050 878 372 314 244 14 134 618 685 M30 3240 306,606
120 1.300.000 636 21,8750 650 320 1200 900 1260 945 398 339 256 16 149 750 775 M30 5040 690,138
Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1


Tabela 6.1
2) Peso considerando o furo médio
3) Parafusos conforme DIN 912 classe de resistência 12.9
4) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1 Fixação do flange
TAM. (3)
M M A
(Nm)

22 15 M12 35 130
25 15 M16 40 330
28 18 M16 45 330
32 18 M18 45 460
36 18 M20 50 640
40 15 M24 55 1.110
45 18 M24 55 1.110
50 18 M24 60 1.110
56 18 M27 65 1.640
63 18 M27 70 1.640
71 24 M27 80 1.640
80 24 M30 80 2.230
90 32 M30 90 2.230
100 27 M33 100 3.040
120 24 M36 100 3.880

Quantidade de parafusos total


(3)
M Tamanho do parafuso
Comprimento do parafuso
M A Torque de aperto

39
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5.2 Dados Técnicos TTF

Tabela 7

Dimensões (2) Momento


Torque Rotação Peso
de Inércia
TAM. TK máx (4)
d 1 máx d 1 máx (1) d min D1 D2 D3 L L1 L2 S BE H d4 R (Kg) J 2
(Nm) (min -1) 1
(pol) (Kg m )

22 8.800 3408 3,6250 100 50 224 145 238 322 115 97 10 92 98 120 M6 43 0,167
25 12.800 3054 3,9375 110 55 250 160 264 360 130 107 10 100 106 135 M6 59 0,293
28 17.800 2726 4,5000 125 65 280 185 295 408 150 126 10 108 116 150 M10 85 0,503
32 25.900 2423 5,0000 140 70 315 205 335 440 160 136 10 120 128 170 M10 112 0,854
36 37.200 2150 6,0625 170 85 355 250 376 488 180 151 10 128 136 210 M10 166 1,574
40 55.700 1908 6,5000 180 100 400 270 421 534 190 161 10 154 162 230 M10 232 2,961
45 77.700 1696 7,5000 210 110 450 310 477 558 200 171 10 158 166 260 M10 301 4,627
50 110.800 1527 8,0625 230 120 500 335 528 634 235 200 14 164 174 280 M10 405 7,795
56 151.900 1363 9,2500 270 140 560 405 589 652 235 200 14 182 192 335 M12 567 13,684
63 197.300 1212 11,0000 315 160 630 460 660 720 255 219 14 210 222 386 M16 787 23,836
71 304.700 1075 12,1875 350 170 710 515 752 828 315 269 14 198 210 430 M24 1152 43,150
80 424.000 954 14,3750 410 200 800 600 843 886 340 294 14 206 218 505 M24 1569 73,597
90 589.500 848 17,5000 500 240 900 740 955 916 345 288 14 226 240 620 M30 2320 147,891
100 850.000 763 18,7500 560 280 1000 750 1050 998 372 314 14 254 270 685 M30 3544 330,594
120 1.300.000 636 21,8750 650 320 1200 900 1260 1078 398 339 16 282 300 775 M30 5535 745,193

Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1


Tabela 7.1
2) Peso considerando o furo médio
3) Parafusos conforme DIN 912 classe de resistência 12.9
4) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1 Fixação do flange
TAM. (3)
M M A
(Nm)

22 30 M12 35 130
25 30 M16 40 330
28 36 M16 45 330
32 36 M18 45 460
36 36 M20 50 640
40 30 M24 55 1.110
45 36 M24 55 1.110
50 36 M24 60 1.110
56 36 M27 65 1.640
63 36 M27 70 1.640
71 48 M27 80 1.640
80 48 M30 80 2.230
90 64 M30 90 2.230
100 54 M33 100 3.040
120 48 M36 100 3.880

Quantidade de parafusos total


(3)
M Tamanho do parafuso
Comprimento do parafuso
M A Torque de aperto

40
POWER POWER
TRANSMISSION TRANSMISSION
INDUSTRIES INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5.3 Dados Técnicos TTM-CA

CARGA AXIAL
Tabela 8

Dimensões (2) Momento


Torque Rotação Peso
C (5) de Inércia
TAM. TK máx 0 máx
d 1 máx (4) d 1 máx (1) d min D1 D2 D3 L L1 L2 L3 L4 S BE d4 R (kN) (Kg) J 2
(Nm) (min -1) 1
(pol) (Kg m )

22 8.800 3408 3,6250 100 50 224 145 238 281 115 97 76 110 10 56 120 M6 41 38 0,139
25 12.800 3054 3,9375 110 55 250 160 264 315 130 107 82 125 10 60 135 M6 51 52 0,237
28 17.800 2726 4,5000 125 65 280 185 295 359 150 126 102 145 10 64 150 M10 78 76 0,413
32 25.900 2423 5,0000 140 70 315 205 335 385 160 136 106 155 10 70 170 M10 107 101 0,703
36 37.200 2150 6,0625 170 85 355 250 376 429 180 151 117 175 10 74 210 M10 151 147 1,283
40 55.700 1908 6,5000 180 100 400 270 421 462 190 161 119 184 10 88 230 M10 193 208 2,472
45 77.700 1696 7,5000 210 110 450 310 477 484 200 171 127 194 10 90 260 M10 249 271 3,850
50 110.800 1527 8,0625 230 120 500 335 528 559 235 200 155 229 14 95 280 M10 308 364 6,408
56 151.900 1363 9,2500 270 140 560 405 589 568 235 200 151 229 14 104 335 M12 420 509 11,384
63 197.300 1212 11,0000 315 160 630 460 660 622 255 219 161 249 14 118 386 M16 525 708 20,018
71 304.700 1075 12,1875 350 170 710 515 752 736 315 269 217 307 14 114 430 M24 641 1035 35,785
80 424.000 954 14,3750 410 200 800 600 843 790 340 294 238 330 14 120 505 M24 826 1426 61,772
90 589.500 848 17,5000 500 240 900 740 955 810 345 288 222 335 14 130 620 M30 1000 2069 123,461
Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.
A carga axial pode ser aplicada em qualquer lado do acoplamento. Os valores de carga axial máx. somente são válidos quando, os eixos estão totalmente apoiados nas placas centrais.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1


2) Peso considerando o furo médio
3) Parafusos conforme DIN 912 classe de resistência 12.9
4) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1
5) Carga estática máxima permitida

Tabela 8.1 Tabela 8.2

Fixação do flange Desalinhamento


TAM. (3) TAM.
M MA Y máx Z máx
(Nm) (mm) (mm)

22 30 M12 35 130 22 0,4 1,0


Y

25 15 M12 35 130 25 0,4 1,0


28 18 M16 45 330 28 0,4 1,0
32 18 M18 45 460 32 0,4 1,0
36 18 M20 50 640 36 0,4 1,0
40 15 M24 55 1.110 40 0,4 1,2
45 18 M24 55 1.110 45 0,4 1,2
50 18 M24 60 1.110 50 0,4 1,2
56 18 M27 65 1.640 56 0,5 1,2
63 18 M27 70 1.640 63 0,5 1,4
71 24 M27 80 1.640 71 0,5 1,4
80 24 M30 80 2.230 80 0,5 1,4 Z
90 32 M30 90 2.230 90 0,5 1,4

Quantidade de parafusos total


(3)
M Tamanho do parafuso
Comprimento do parafuso
M A Torque de aperto
41
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5.4 Dados Técnicos TTM-DF

Tabela 9

Dimensões (2) Momento


Torque Rotação Peso
de Inércia
TAM. TK máx d 1 máx (4) d 1 máx (1) d min D1 D2 D3 D4
(5)
L L1 L2 L3 L4 (5) (5)
L5 S BE d3 d4 R (Kg) J 2
(Nm) (min -1) 1
(pol) (Kg m )

22 8.800 3408 3,6250 100 50 224 145 238 545 311 115 97 76 112 30 10 81 111 120 M6 88 2,165
25 12.800 3054 3,9375 110 55 250 160 264 570 345 130 107 82 127 30 10 85 122 135 M6 105 2,652
28 17.800 2726 4,5000 125 65 280 185 295 600 389 150 126 102 146 30 10 89 140 150 M10 134 3,374
32 25.900 2423 5,0000 140 70 315 205 335 635 415 160 136 106 156 30 10 95 160 170 M10 164 4,406
36 37.200 2150 6,0625 170 85 355 250 376 675 459 180 151 117 176 30 10 99 188 210 M10 215 5,992
40 55.700 1908 6,5000 180 100 400 270 421 720 492 190 161 119 186 30 10 112 197 230 M10 282 8,545
45 77.700 1696 7,5000 210 110 450 310 477 770 514 200 171 127 196 30 10 114 240 260 M10 352 11,849
50 110.800 1527 8,0625 230 120 500 335 528 820 589 235 200 155 230 30 14 119 240 280 M10 451 16,515
56 151.900 1363 9,2500 270 140 560 405 589 880 598 235 200 151 230 30 14 128 294 335 M12 604 24,652
63 197.300 1212 11,0000 315 160 630 460 660 950 664 255 219 161 249 42 14 154 345 386 M16 869 45,204
71 304.700 1075 12,1875 350 170 710 515 752 1210 778 315 269 217 309 42 14 148 396 430 M24 1318 103,168
80 424.000 954 14,3750 410 200 800 600 843 1300 832 340 294 238 334 42 14 152 450 505 M24 1725 150,483
90 589.500 848 17,5000 500 240 900 740 955 1400 852 345 288 222 338 42 14 162 545 620 M30 2377 240,495
Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1


2) Peso e Momento de Inércia considerando o furo médio dos cubos e o diâmetro mínimo do disco de freio
3) Parafusos conforme DIN 912 classe de resistência 12.9
4) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1
5) Outras dimensões do disco e o seu posicionamento podem ser fornecidos sob consulta.

Tabela 9.1

Fixação do flange
TAM. (3)
M M A
(Nm)

22 15 M12 65 130
25 15 M16 70 330
28 18 M16 75 330
32 18 M18 75 460
36 18 M20 80 640
40 15 M24 85 1.110
45 18 M24 85 1.110
50 18 M24 90 1.110
56 18 M27 95 1.640
63 18 M27 110 1.640
71 24 M27 120 1.640
80 24 M30 120 2.230
90 32 M30 130 2.230

Quantidade de parafusos total


(3)
M Tamanho do parafuso
Comprimento do parafuso
M A Torque de aperto

42
POWER POWER
TRANSMISSION TRANSMISSION
INDUSTRIES INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5.5 Dados Técnicos TTM - EF

Tabela 10

Dimensões
TAM.
d 1 máx (4) d 1 máx (1) d min D1 D2 D3 L L1 L2 L3 S d3 d4 R BE
1
(pol) (mim)

22 3,6250 100 50 224 145 238 281 115 97 76 10 111 120 M6 380
25 3,9375 110 55 250 160 264 315 130 107 82 10 122 135 M6 420
28 4,5000 125 65 280 185 295 359 150 126 102 10 140 150 M10 470
32 5,0000 140 70 315 205 335 385 160 136 106 10 160 170 M10 510
36 6,0625 170 85 355 250 376 429 180 151 117 10 188 210 M10 560
40 6,5000 180 100 400 270 421 462 190 161 119 10 197 230 M10 620
45 7,5000 210 110 450 310 477 484 200 171 127 10 240 260 M10 650
50 8,0625 230 120 500 335 528 559 235 200 155 14 240 280 M10 730

Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1


2) Peso considerando o furo médio e a medida BE mín
3) Parafusos conforme DIN 912 classe de resistência 12.9
4) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1
5) Peso adicional do eixo flutuante por [mm]
6) Momento de inércia considerando o furo médio e a medida BE mín
7) Momento de inércia adicional do eixo flutuante por [mm]

Tabela 10.1

Fixação do flange
TAM. (3)
M M A
(Nm)

22 30 M12 35 130
25 30 M16 40 330
28 36 M16 45 330
32 36 M18 45 460
36 36 M20 50 640
40 30 M24 55 1.110
45 36 M24 55 1.110
50 36 M24 60 1.110

Quantidade de parafusos total


(3)
M Tamanho do parafuso
Comprimento do parafuso
M A Torque de aperto
43
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

ECOTORK® com eixo flutuante


A montagem com eixo flutuante consiste em dois acoplamentos TTM, duas rótulas e um eixo flutuante.
Este conjunto elimina a necessidade de mancais de apoio ao longo do eixo flutuante porque o eixo é
suportado pelas rótulas radiais e pelo próprio acoplamento TTM.

Seleção do eixo flutuante

O acoplamento TTM-EF pode ser


selecionado conforme abaixo:
1. Utilizar o método Standard
para o tamanho do acoplamento
ROTAÇÃO DE OPERAÇÃO - RPM

2. Na tabela abaixo selecione o 2000


diâmetro do eixo que tenha o Balanceamento de
torque igual ou maior
eixo requerido
que o calculado na seleção.
3. Cheque o máximo BE do 1500
diâmetro de eixo selecionado e a
rotação de trabalho na tabela
abaixo. Verifique no gráfico ao 1000
lado e determine se o eixo
necessita de balanceamento.
4. Se o comprimento do eixo Balanceamento
500
flutuante da aplicação for maior não necessário
que o BE listado, selecionar o eixo
maior ou o próximo tamanho de
acoplamento.
Consultar a PTI caso necessite de 250 500 750 1000 1250 1500 1750 2000
maiores rotações ou
comprimentos maiores que o Distância entre pontas de eixo - mm
listado abaixo.

Nota: Para aplicações que


necessitem de acoplamentos
maiores, consultar a PTI.

Tabela 10.2

Máximo BE para vários rpm´s (2) (2) Momento Momento


Torque Peso Peso de Inércia
(6)
de Inércia
(7)

TAM. TK máx D4 P1 P2
1750 1430 1170 870 720 580 <540 J1 J1
2 2
(Nm) (mm) (Kg) (Kg) (Kg m ) (Kg m )

6.100 100 2161 2383 2626 3034 3327 3698 3830 87 0,062 0,290 0,00008
22
8.800 115 2289 2527 2788 3224 3539 3937 4078 91 0,082 0,301 0,00013
9.100 115 2317 2555 2816 3253 3568 3966 4107 118 0,082 0,497 0,00013
25
12.800 135 2476 2733 3016 3489 3830 4262 4415 124 0,112 0,521 0,00026
12.700 135 2513 2771 3053 3527 3868 4299 4452 175 0,112 0,876 0,00026
28
17.800 150 2623 2894 3192 3691 4050 4505 4666 182 0,139 0,911 0,00039
18.500 155 2686 2962 3265 3772 4137 4599 4763 236 0,148 1,514 0,00044
32
25.900 175 2823 3116 3438 3977 4365 4856 5030 244 0,189 1,578 0,00072
26.600 175 2878 3172 3494 4033 4421 4912 5086 344 0,189 2,763 0,00072
36
37.200 195 3005 3314 3654 4223 4633 5151 5335 357 0,234 2,883 0,00111
39.800 200 3066 3379 3723 4299 4714 5239 5426 482 0,247 5,299 0,00123
40
55.700 225 3215 3547 3912 4523 4963 5520 5717 499 0,312 5,514 0,00198
55.500 225 3255 3587 3952 4563 5003 5560 5758 626 0,312 8,244 0,00198
45
77.700 250 3395 3745 4130 4774 5238 5825 6033 656 0,385 8,632 0,00301
79.000 255 3456 3810 4199 4849 5318 5910 6121 854 0,401 13,924 0,00326
50
110.800 290 3639 4016 4430 5124 5624 6256 6480 889 0,519 14,657 0,00545

Use interpolação para rotações intermediárias. Máximo BE é baseado em 70% da velocidade crítica, consultar a PTI para rotações maiores.
Onde não indicado, considerar unidades em min -1.

44
POWER POWER
TRANSMISSION TRANSMISSION
INDUSTRIES INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5.6 Dados Técnicos TTM - EP

Tabela 11

Dimensões (2) (2) Momento Momento


Torque Rotação Peso Peso (6) (7)
de Inércia de Inércia
TAM. TK máx d 1 máx (4) d máx (1) d min D BE P1 P2 J1 J1
1 1 1 D2 D3 D4 L(6) L1 L2 L3 L 4min S d3 d4 R (Kg) (Kg) 2 2
(Nm) (min -1) (pol) (min) (máx) (Kg m ) (Kg m )
22 8.800 3408 3,6250 100 50 224 145 238 152 415 115 97 76 87 10 185 428 111 120 M6 47 0,041 0,209 0,00020
25 12.800 3054 3,9375 110 55 250 160 264 162 490 130 107 82 119 10 230 432 122 135 M6 67 0,054 0,361 0,00030
28 17.800 2726 4,5000 125 65 280 185 295 187 540 150 126 102 120 10 240 555 140 150 M10 97 0,075 0,629 0,00054
32 25.900 2423 5,0000 140 70 315 205 335 214 570 160 136 106 122 10 250 586 160 170 M10 125 0,087 1,039 0,00084
36 37.200 2150 6,0625 170 85 355 250 376 253 625 180 151 117 126 10 265 665 188 210 M10 180 0,125 1,895 0,00169
40 55.700 1908 6,5000 180 100 400 270 421 266 685 190 161 119 144 10 305 728 197 230 M10 256 0,149 3,508 0,00218
45 77.700 1696 7,5000 210 110 450 310 477 316 720 200 171 127 157 10 320 900 240 260 M10 329 0,179 5,525 0,00383
50 110.800 1527 8,0625 230 120 500 335 528 348 800 235 200 155 157 14 330 934 240 280 M10 438 0,221 9,087 0,00570
56 151.900 1363 9,2500 270 140 560 405 589 398 820 235 200 151 160 14 350 1093 294 335 M12 604 0,272 15,805 0,00928
63 197.300 1212 11,0000 315 160 630 460 660 450 870 255 219 161 151 14 360 1306 345 386 M16 826 0,330 27,142 0,01449
71 304.700 1075 12,1875 350 170 710 515 752 550 1000 315 269 217 157 14 370 1800 396 430 M24 1197 0,480 49,295 0,03162
80 424.000 954 14,3750 410 200 800 600 843 600 1130 340 294 238 230 14 450 1854 450 505 M24 1665 0,578 85,904 0,04524
90 589.500 848 17,5000 500 240 900 740 955 700 1180 345 288 222 250 14 490 2413 545 620 M30 2406 0,802 168,369 0,08516
Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1


2) Peso considerando o furo médio e a medida BE mín
3) Parafusos conforme DIN 912 classe de resistência 12.9
4) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1
5) Peso adicional do espaçador por [mm]
6) Comprimento total considerando o BE mín.
7) Momento de inércia considerando o furo médio e a medida BE mín
8) Momento de inércia adicional do espaçador por [mm]

Tabela 11.1 Tabela 11.2

Fixação do flange Espaçadores Padronizados


TAM. (3) TAM.
M MA Medida-BE
(Nm) (mm)

22 30 M12 35 130 22 200 250 300 350 400


25 30 M16 40 330 25 250 300 350 400 430
28 36 M16 45 330 28 250 300 400 500 550
32 36 M18 45 460 32 250 350 450 500 580
36 36 M20 50 640 36 300 400 500 600 650
40 30 M24 55 1.110 40 350 450 550 650 700
45 36 M24 55 1.110 45 400 500 600 750 850
50 36 M24 60 1.110 50 500 650 750 800 900
56 36 M27 65 1.640 56 550 650 800 900 1.000
63 36 M27 70 1.640 63 600 700 800 950 1.200
71 48 M27 80 1.640 71 650 750 850 1.000 1.500
80 48 M30 80 2.230 80 700 900 1.200 1.400 1.600
90 64 M30 90 2.230 90 750 1.000 1.300 1.600 1.800

Quantidade de parafusos total Outras dimensões consultar a PTI


(3)
M Tamanho do parafuso
Comprimento do parafuso
M A Torque de aperto
45
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5.7. Dados Técnicos TTF-EP

Tabela 12

Dimensões (2) (2) Momento Momento


Torque Rotação Peso Peso (6) (7)
de Inércia de Inércia
TAM. TK máx d 1 máx (4) d 1 máx (1) d min BE P1 P2 J1 J1
1 D1 D2 D3 D4 L(6) L1 L2 L 4min S d4 R (Kg) (Kg) 2 2
(Nm) (min -1) (pol) (min) (máx) (Kg m ) (Kg m )
22 8.800 3408 3,6250 100 50 224 145 238 152 456 115 97 87 10 226 846 120 M6 54 0,041 0,240 0,00020
25 12.800 3054 3,9375 110 55 250 160 264 162 535 130 107 119 10 275 854 135 M6 77 0,054 0,422 0,00030
28 17.800 2726 4,5000 125 65 280 185 295 187 589 150 126 120 10 289 1100 150 M10 110 0,075 0,728 0,00054
32 25.900 2423 5,0000 140 70 315 205 335 214 625 160 136 122 10 305 1162 170 M10 142 0,087 1,204 0,00084
36 37.200 2150 6,0625 170 85 355 250 376 253 684 180 151 126 10 324 1320 210 M10 208 0,125 2,217 0,00169
40 55.700 1908 6,5000 180 100 400 270 421 266 757 190 161 144 10 377 1446 230 M10 293 0,149 4,044 0,00218
45 77.700 1696 7,5000 210 110 450 310 477 316 794 200 171 157 10 394 1790 260 M10 376 0,179 6,394 0,00383
50 110.800 1527 8,0625 230 120 500 335 528 348 875 235 200 157 14 405 1854 280 M10 503 0,221 10,617 0,00570
56 151.900 1363 9,2500 270 140 560 405 589 398 904 235 200 160 14 424 2172 335 M12 693 0,272 18,367 0,00928
63 197.300 1212 11,0000 315 160 630 460 660 450 968 255 219 151 14 458 2598 386 M16 948 0,330 31,444 0,01449
71 304.700 1075 12,1875 350 170 710 515 752 550 1092 315 269 157 14 462 3586 430 M24 1371 0,480 57,507 0,03162
80 424.000 954 14,3750 410 200 800 600 843 600 1226 340 294 230 14 546 3694 505 M24 1895 0,578 99,498 0,04524
90 589.500 848 17,5000 500 240 900 740 955 700 1286 345 288 250 14 596 4812 620 M30 2781 0,802 196,334 0,08516
Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1


2) Peso considerando o furo médio e a medida BE mín 6) Comprimento total considerando o BE mín.
3) Parafusos conforme DIN 912 classe de resistência 12.9 7) Momento de inércia considerando o furo médio e a medida BE mín
4) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1 8) Momento de inércia adicional do espaçador por [mm]
5) Peso adicional do espaçador por [mm] 9) Medida BE máx. considerando sempre 2 [dois] espaçadores

Tabela 12.1 Tabela 12.2

Fixação do flange Espaçadores Padronizados


TAM. (3) TAM.
M MA Medida-BE
1 2 (Nm) (mm)

22 45 60 M12 35 130 22 390 490 590 690 790


25 45 60 M16 40 330 25 490 590 690 790 850
28 54 72 M16 45 330 28 490 590 790 990 1.090
32 54 72 M18 45 460 32 490 690 890 990 1.150
36 54 72 M20 50 640 36 590 790 990 1.190 1.290
40 45 60 M24 55 1.110 40 690 890 1.090 1.290 1.390
45 54 72 M24 55 1.110 45 790 990 1.190 1.490 1.690
50 54 72 M24 60 1.110 50 986 1.286 1.486 1.586 1.786
56 54 72 M27 65 1.640 56 1.086 1.286 1.586 1.786 1.986
63 54 72 M27 70 1.640 63 1.186 1.386 1.586 1.886 2.386
71 72 96 M27 80 1.640 71 1.286 1.486 1.686 1.986 2.986
80 72 96 M30 80 2.230 80 1.386 1.786 2.386 2.786 3.186
90 96 128 M30 90 2.230 90 1.486 1.986 2.586 3.186 3.586

1 Quantidade total de parafusos usando 1[um] espaçador Outras dimensões consultar a PTI
2 Quantidade total de parafusos usando 2 [dois] espaçadores
(3)
M Tamanho dos parafusos
I f Comprimento dos parafusos
M A Torque de aperto
46
POWER POWER
TRANSMISSION TRANSMISSION
INDUSTRIES INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5.8 Dados Técnicos TTM - PC

Tabela 13

Dimensões (2) Momento


Torque Rotação Peso
de Inércia
TAM. TK máx
D1 D2 D3 D4
(5)
D5 D6 L L1 L3 L4
(5)
L5 S BE d3 R (Kg) J 2
(Nm) (min -1) (Kg m )

22 8.800 3408 224 145 238 172 230 162 315 115 76 10 80 10 85 111 M6 47 0,229
25 12.800 3054 250 160 264 185 260 172 385 130 82 20 114 10 125 122 M6 64 0,286
28 17.800 2726 280 185 295 212 290 196 410 150 102 22 113 10 110 140 M10 90 0,640
32 25.900 2423 315 205 335 245 331 231 435 160 106 25 120 10 115 160 M10 120 1,137
36 37.200 2150 355 250 376 270 370 265 480 180 117 27 118 10 120 188 M10 177 2,189
40 55.700 1908 400 270 421 312 416 281 524 190 119 32 134 10 144 197 M10 246 3,860
45 77.700 1696 450 310 477 365 470 325 537 200 127 32 135 10 137 240 M10 315 6,075
50 110.800 1527 500 335 528 400 520 376 585 235 155 35 137 14 115 240 M10 424 10,260
56 151.900 1363 560 405 589 460 580 434 600 235 151 35 140 14 130 294 M12 567 16,830
63 197.300 1212 630 460 660 495 656 492 660 255 161 52 151 14 150 345 M16 806 30,964
71 304.700 1075 710 515 752 578 740 572 770 315 217 52 197 14 140 396 M24 1185 56,660
80 424.000 954 800 600 843 670 830 634 840 340 238 52 235 14 160 450 M24 1562 90,671
90 589.500 848 900 740 955 780 940 732 870 345 222 52 239 14 180 545 M30 2134 159,946
Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.
Ao solicitar este tipo de acoplamento, sempre informar o torque máximo de atuação.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1


2) Peso considerando o furo médio 4) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1
3) Parafusos conforme DIN 912 classe de resistência 12.9 5) Estas dimensões devem ser verificadas para garantir o espaço mínimo de montagem.

Tabela 13.1 Tabela 13.2

Fixação do flange Furações Permitidas


TAM. TAM.
M
(3)
MA d 1 máx (4) d 1 máx (1)
d1 min d 2 máx (4) d 2 máx (1) d2 min
(Nm) (pol) (pol)
22 15 M12 35 130 22 3,6250 100 50 2,7500 75 50
25 15 M16 40 330 25 3,9375 110 55 2,8750 80 55
28 18 M16 45 330 28 4,5000 125 65 3,2500 90 65
32 18 M18 45 460 32 5,0000 140 70 3,9375 110 70
36 18 M20 50 640 36 6,0625 170 85 4,5000 125 85
40 15 M24 55 1.110 40 6,5000 180 100 5,0000 140 100
45 18 M24 55 1.110 45 7,5000 210 110 5,7500 165 110
50 18 M24 60 1.110 50 8,0625 230 120 6,8750 195 120
56 18 M27 65 1.640 56 9,2500 270 140 8,0000 225 140
63 18 M27 70 1.640 63 11,0000 315 160 9,0000 250 160
71 24 M27 80 1.640 71 12,1875 350 170 10,7500 300 170
80 24 M30 80 2.230 80 14,3750 410 200 11,6250 335 200
90 32 M30 90 2.230 90 17,5000 500 240 13,8750 395 240

Quantidade de parafusos total Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.


(3)
M Tamanho do parafuso
Comprimento do parafuso
M A Torque de aperto
47
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

5.9 Dados Técnicos TTM-PL

Tabela 14

Torque Rotação Dimensões


TAM. TK máx (4) (1)
d 1 máx d 1 máx d1 min D1 D2 D3 L L1 L2 L3 S BE d3 d4 R
(Nm) (min -1) (pol)

22 8.800 3408 3,6250 100 50 224 145 238 301 115 97 76 10 71 111 120 M6
25 12.800 3054 3,9375 110 55 250 160 264 340 130 107 82 10 80 122 135 M6
28 17.800 2726 4,5000 125 65 280 185 295 385 150 126 102 10 85 140 150 M10
32 25.900 2423 5,0000 140 70 315 205 335 415 160 136 106 10 95 160 170 M10
36 37.200 2150 6,0625 170 85 355 250 376 460 180 151 117 10 100 188 210 M10
40 55.700 1908 6,5000 180 100 400 270 421 497 190 161 119 10 117 197 230 M10
45 77.700 1696 7,5000 210 110 450 310 477 520 200 171 127 10 120 240 260 M10
50 110.800 1527 8,0625 230 120 500 335 528 600 235 200 155 14 130 240 280 M10
Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.

1) Furo máximo conforme chaveta DIN 6885/1 4) Furo máximo conforme chaveta ANSI B17.1
2) Peso e Momento de Inércia considerando o furo médio dos cubos e o diâmetro mínimo da polia DIN 5) Outras dimensões da polia e o seu posicionamento podem ser fornecidos sob consulta
3) Parafusos conforme DIN 912 classe de resistência 12.9 6) Peso e Momento de Inércia considerando o furo médio dos cubos e o diâmetro mínimo da polia AISE

Tabela 14.1 EXEMPLO DE MONTAGEM


ECOTORK COM POLIA DE FREIO
Fixação do flange
TAM. (3)
M M A
(Nm)

22 15 M12 55 130
25 15 M16 65 330
28 18 M16 70 330
32 18 M18 75 460
36 18 M20 80 640
40 15 M24 90 1.110
45 18 M24 90 1.110
50 18 M24 100 1.110
Quantidade de parafusos total
(3)
M Tamanho do parafuso
Comprimento do parafuso Tabela 14.2
M A Torque de aperto Dimensões da Polia (5) Momento de Momento de
Peso(2) Peso(6) Inercia(2) Inercia(6)
TAMANHO D4 L4 L5 J J
D4min
DIN [mm] AISE[pol] DIN AISE DIN AISE (Kg) (Kg) (Kg m2) (Kg m2)
22 280 315 13 93 79 118 146 61 67 0,594 0,779
25 310 400 16 97 86 150 172 98 104 1,665 1,922
28 350 400 16 122 111 150 172 121 127 1,846 2,103
32 395 500 19 116 110 190 222 186 191 4,918 4,933
36 430 500 19 137 121 190 222 229 233 5,496 5,506
40 490 630 23 133 123 236 286 366 369 15,052 13,814
45 560 630 23 144 129 236 286 432 436 17,084 15,803
50 610 710 30 169 135 265 362 588 682 29,632 44,515

Onde não indicado, considerar unidades em milímetros.


48
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

6. Informações Complementares

Na instalação devem ser observados os máximos desvios permitidos conforme tabela abaixo.
Maiores informações sobre a instalação e manutenção podem ser obtidos em nosso manual de
instalação e manutenção que acompanha o acoplamento.

Refuragens
Para as tolerâncias dos furos ver tabela 15 Observar sempre a furação máxima
permitida para cada tamanho de acoplamento

Segurança
Partes rotativas devem ser protegidas de forma apropriada e de acordo com a regulamentação
específica do país onde o acoplamento deverá ser instalado.

Fixação do Acoplamento
A capacidade de furo dos acoplamentos são para chavetas conforme DIN 6885/1 (ver tabela 16)
e parafusos de fixação conforme DIN 913.

Balanceamento
Para velocidades periféricas superiores à 30 m/s, recomendamos um balanceamento de qualidade
G6.3 e deve ser pedido separadamente.

Tabela 15
Seleção de ajustes ISO
Diâmetro
Tipo Tolerância do eixo Tolerância do Furo
Acima Até

50
Tolerância do eixo de acordo
com DIN 748/1 H7
50 m6

50 K7
Sistema padrão 50 M7
Todos N7

49
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

Tabela 16

Chavetas Paralelas
Diâmetro Largura Altura Profundidade do Profundidade do
rasgo no eixo rasgo no cubo
Desenho b h
Acima Até 1 d + t2

8 10 3 3 1,8 d + 1,4
Chaveta e rasgo 10 12 4 4 2,5 d + 1,8
de acordo com 12 17 5 5 3 d + 2,3
DIN 6885/1
17 22 6 6 3,5 d + 2,8
22 30 8 7 4 d + 3,3
30 38 10 8 5 d + 3,3

38 44 12 8 5 d + 3,3
44 50 14 9 5,5 d + 3,8
50 58 16 10 6 d + 4,3
d + t2

58 65 18 11 7 d + 4,4
65 75 20 12 7,5 d + 4,9
75 85 22 14 9 d + 5,4

b 85 95 25 14 9 d + 5,4
95 110 28 16 10 d + 6,4
110 130 32 18 11 d + 7,4
h
t1

130 150 36 20 12 d + 5,4


150 170 40 22 13 d + 6,4
170 200 45 25 15 d + 7,4
d

200 230 50 28 17 d + 11,4


230 260 56 32 20 d + 12,4
260 290 63 32 20 d + 12,4

290 330 70 36 22 d + 14,4


330 380 80 40 25 d + 15,4
380 440 90 45 28 d + 17,4
440 500 100 50 31 d + 19,4

50
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTO ELÁSTICO ECOTORK

7. Instalação
Tolerâncias de alinhamento
Na instalação devem ser observados os máximos desvios permitidos conforme tabela abaixo.
O ECOTORK® compensa desalinhamentos entre as máquinas conectadas. Os desalinhamentos devem
ser mantidos no mínimo possível, pois desta forma pode-se prolongar a vida útil dos elementos elásticos.

h+-X
Tabela 17
Desalinhamentos
TAM.
X Y Z

22 0,5 0,4 1,0


25 0,5 0,4 1,0
28 0,5 0,4 1,0
32 0,5 0,4 1,0
36 0,5 0,4 1,0
40 0,6 0,4 1,2
45 0,6 0,4 1,2
50 0,6 0,4 1,2
56 0,6 0,5 1,2
63 0,7 0,5 1,4
71 0,7 0,5 1,4
36 80 0,7 0,5 1,4
90 0,7 0,5 1,4
100 0,9 0,7 1,8
120 0,9 0,7 1,8

Tabela 18
Y

Elementos ECOTORK®
TAM.
Qtde Ø Compr.

22 10 36 46
25 10 42 52
28 12 42 52
32 12 49 60
36 12 56 66
40 10 70 84
45 12 70 84
50 12 74 106
56 12 86 110
63 12 96 114
71 16 88 123
36 80 16 98 143
90 16 114 142
100 18 114 142
120 24 114 142

51
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

PROTETORES DE
ACOPLAMENTOS
ORANGE PEEL

Informações Gerais
ORANGE PEEL® é o novo e exclusivo protetor de
acoplamentos desenvolvido pela PTI- para
garantir a segurança total em sua linha de
produção. Ele envolve todo o acoplamento entre o
motor e o redutor, reduzindo drasticamente os riscos
de acidentes de trabalho.

Seu exclusivo sistema Trim & Fit permite a rápida e


fácil instalação, economizando um tempo precioso
de engenharia que seria gasto no desenvolvimento
de uma solução customizada. Em menos de uma
hora você consegue fazer os ajustes necessários
para o encaixe da peça na sua máquina.

Dobradiça na parte superior Os protetotes de acoplamentos ORANGE PEEL® são


mais seguros pois foram desenvolvidos seguindo
rigorosas normas de segurança, conforme as
certificações OSHAS, ASME e ASMI. Nenhuma
solução existente no mercado pode lhe oferecer
tanta segurança!

A manutenção é outro fator que gera grande


economia, pois um sistema de dobradiças facilita a
abertura da capa protetora, possibitando a rápida
lubrificação, inspeção e manutenção do
equipamento.

Dobradiça na parte inferior Fundação ou Esqueça as soluções improvisadas e coloque a


segurança em primeiro lugar, com os protetores de
Placa Base
acoplamentos ORANGE PEEL® da PTI - .

Para maiores informações de tamanhos e modelos


consulte a PTI.

52
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTOS
FLEXÍVEIS
TIPO RD

DADOS TÉCNICOS

CUBO NORMAL (CN) CUBO INTEGRAL (CI) CUBO INVERTIDO CUBOS INTEGRAIS

Toque Nominal - Nm Rotação Máxima Momento de Momento de Aço - SAE 1020


Modelo Massa com cubo Massa com cubo
Inércia (CN) Inércia (CI) ØI máx.
Convencional Linha ‘R’ Normal (rpm) CE (rpm) normal kg* integral kg* min. Ø C máx.
kgm2* kgm2*

RD 25 45 56 5000 .... 0,000483 0,000715 0,515 0,815 10 24 32


RD 35 90 112 4000 5000 0,001928 0,00277 1,189 1,845 10 32 45
RD 50 340 425 3600 5000 0,00682 0,01017 2,58 4,77 20 46 60
RD 70 940 1175 3250 4000 0,0298 0,0468 7,03 10,72 25 65 90
RD 90 1700 2125 2000 3600 0,111 0,1503 13,66 19,79 30 85 100
RD 105 2500 3125 2000 3600 0,1585 0,225 20,7 28,7 40 100 130
RD 140/100 6800 8500 1400 2500 0,483 0,841 35 65,9 75 100 170
RD140/140 6800 8500 1400 2500 0,568 0,89 47,2 71,1 75 140 170
RD 200/90 20150 25180 1000 1500 2,66 3,74 68,3 122 70 90 240
RD 200/140 20150 25180 1000 1500 2,74 4,22 80 146,5 110 140 240
RD 200/200 20150 25180 1000 1500 9 13,87 112,6 177,2 130 200 240
* Refere-se a meio acoplamento

Modelo e Desalinhamento Toque de ajuste* dos


Dimensões E D G GAP Máx.* B F B1 A J Distância máximo (mm) parafusos em kgm
em ‘mm’ ‘G’ Axial Radial 1° ajuste 2° ajuste

RD 25 74 36 30 55 80 25 62 95 66 30 0,5 0,25 0,5 0,5


RD 35 96 49 40 75 110 35 85 125 86 40 0,75 0,4 0,75 1,25
RD 50 127 70 50 100 150 50 111,5 165 120 50 1,25 0,5 1,25 2
RD 70 169 99 65 135 205 70 149,5 220 150 65 1,5 0,8 2 2,5
RD 90 218 116 90 170 250 80 188 300 180 90 2 1,25 5 6
RD 105 235 144 90 190 290 100 210 335 200 90 2 1,25 5 6
RD 140/100 288,5 150 120 220 320 100 242,5 405 265 120 3 2 6 7
RD 140/140 288,5 195 120 250 380 130 272,5 405 265 120 3 2 6 7
RD 200/90 436 150 185 285 385 100 313 550 380 185 4 3 10 15
RD 200/140 436 195 185 315 445 130 343 550 380 185 4 3 10 15
RD 200/200 436 276 185 365 545 180 393 550 380 185 4 3 10 15
* Se a distância entre as pontas de eixos for superior a esta medida, deve-se utilizar um espaçador 53
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTOS FLEXÍVEIS TIPO RD

MODELOS DE ACOPLAMENTOS PTI

Cubo Invertido (CINV)


Opção de montagem do cubo normal. Verificar medida B1 na tabela 2.

Disco de Freio (DF)


Informar no pedido as medidas de largura ( l ) e diâmetro ( d ) do disco.

Com Espaçador (ES)


O espaçador pode ser utilizado em todas as versões, já que facilita a desmontagem,
como no caso das bombas “back-pull-out”.
No pedido indicar distância entre os eixos ( L ).

Cubo com Carretel (CC)


Também usado quando se faz a montagem diretamente sobre o volante do motor. Para
trocar a banda elástica não se deve desmontar o carretel do volante do motor, devido ao
acesso que te aos parafusos de fixação da banda.

Encaixe externo.
No pedido indicar o tipo de encaixe e suas dimensões (furos).

Cubo Axial (AX)


Para ser aplicada naquelas máquinas e equipamentos, onde por suas características de
contrução, não se toleram deslocamentos axiais. Também utilizado onde a montagem só
pode ser feita axialmente, ou onde seja necessário eliminar esforços axiais.

Modelo Ø Max. Modelo Ø Max.

RD-25 23 RD-140/100 118


RD-35 30 RD-140/140 118
RD-50 42 RD-200/90 180
RD-70 60 RD-200/140 180
RD-90 67 RD-200/200 180
RD-105 76

54
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTOS FLEXÍVEIS TIPO RD

MODELOS DE ACOPLAMENTOS PTI

Limitador de Torque (LT)


Para quando se deseja evitar sobrecarga na transmissão, aconselhamos utilizar acoplamentos
com limitador de torque.
No pedido indicar o RPM máximo de trabalho.

Tambor de Freio (TF)


Informar no pedido as medidas de largura ( l ) e diâmetro ( d ) do tambor de freio.

Eixo Flutuante (EF)


Todas as versões do acoplamento podem ser fornecidas com eixo flutuante.
No pedido indicar a distância entre pontas de eixo ( L ).

Com Bloqueio de Segurança (BS)


Aplicado onde a transmissão deve continuar existindo independentemente de sobrecargas ou
da eventual ruptura do centro elástico.

Cubo com Flange (CF)


É utilizado na montagem de motores à explosão, e em casos onde exista pouco espaço entre
o volante do motor e a máquina acionada. Para a troca da banda elástica deve-se separar o
motor ou a máquina.

Encaixe interno.
Fabricado segundo especificações do cliente.

55
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTOS FLEXÍVEIS TIPO RD

FATORES DE SERVIÇO (FS)


APLICAÇÕES GERAIS

AGITADORES GUINCHO, GUINDASTES E PONTES Plainas de Chapa 1,50 PETRÓLEO


Líq. - Baixa Viscosidade 1,25 Deslocamento da Ponte 2,00? Prensas Estampagem 2,00 Chillers 1,25
Líquidos e sólidos 1,50 Guindaste Principal 2,50 Rosqueadeiras 2,50 Equip. Bombeio Petróleo 2,00
Líq. - Densidade Variável 1,75
Floculadores 1,50 IMPRESSORAS, PRENSAS 1,50 OUTRAS MÁQUINAS: REDUTORES
Acionamento Principal 1,50 Entrada 1,50
BOMBAS INDÚSTRIAS ALIMENTÍCIAS E BEBIDAS Acionamento Secundário 1,25 Saída 2,00
Centrífugas Normais 1,25 Cortadores 1,75
Alta densidade ou Sobrecarga 1,50 Cozedores 1,25 MISTURADORES SIDERÚRGICAS
Recíprocas:Duplo Efeito 2,50 Envasadoras 1,25 Concreto 2,00 Bobinas e Desbobinadores 1,75
Simples Efeito: 1 ou 2 cil. 2,50 Engarrafadoras 1,25 Tambor 1,50 Formadores de Espiras 1,75
3 ou mais cilindros 200 Misturador de Massa 1,75 Mesas de Rolos
Rotativas - Engrenagem,palhetas, lóbulos 1,50 Moedor de Carne 2,00 MOINHOS DE MARTELOS 2,00 Com Reversão 2,50
Trituradores 2,50 Sem Reversão 2,00
BRITADORES MOINHOS ROTATIVOS Alimentadora 3,00
Pedra ou Minério 2,75 INDÚSTRIA DE BORRACHA Bolas 2,50 Slitters 2,00
Calandras 2,00 Fornos de Cimento 2,50 Trefilas 2,50
COMPRESSORES Conformadores de Pneus 2,50 Fornos Rotativos 2,50
Alternativos (acima 4 cil.) 3,00 Misturadores - Banbury 2,50 Secadores e Resfriadores 2,00 SOPRADORES
Centrífugos 1,50 Moinhos 2,50 Tamporeamento 2,00 Centrífugos 1,50
Rotativos 1,50 Lóbulos 1,50
INDÚSTRIAS TÊXTIL OLARIAS E CERÂMICAS Hélices 1,50
DRAGAS Acabamentos de tecidos 1,50 Máquinas de trabalhar argila 1,75
Bombas 1,75 Afelpadoras 1,25 Prensa de tijolos 2,00 TRANSPORTADORES
Empilhador 1,75 Bobinadores 1,50 Moinhos de Rolo 2,00 Serviço Pesado ou Alimentação não uniforme
Enrolador de Cabos 1,75 Calandras 1,75 Aéreos 1,50
Guincho de Manobras 1,75 Cardas 1,50 PAPEL CELULOSE Caçamba 1,50
Peneiras 1,75 Ensaboadoras 1,25 Batedores e Desfribiladores 1,75 Cintas 1,25
Lavadoras de Roupas 2,00 Batedores de Feltro 2,00 Correias 2,00
ELEVADORES Máquinas de Fiar 1,50 Bob. e Desbobinadoras 1,50 Correntes 1,50
Caçamba 1,75 Máquinas de Tingir 1,25 Branqueadores 1,25 Discos 1,50
Carga e Passageiros consulte-nos Perchas 1,25 Calandras 2,00 Parafuso 1,50
Ramas 1,50 Cortadores 2,00 Fornos 1,50
EXTRUSORAS, PLÁSTICO 1,50 Secadoras 1,50 Couch - Acionamto. Tela 1,75 Recíprocos 2,50
Tambores de Secagem 1,75 Cilindros 1,75 Vibratórios 2,50
EFLUENTES Teares 1,50 Descascadores 2,25
Coletores de Sedimento 1,25 Esticadores de Feltro 1,25 USINAS DE AÇÚCAR
Desidratados 1,25 MADEIREIRAS, SERRARIAS Jordans - Refinadores 2,00 Esteiras 1,75
Dosadores 1,25 Descascadores - Tambor 2,00 Lavadores 2,00 Mesa Inclinada 1,75
Filtros de Vácuo 1,25 Máquinas para Madeira 1,25 Linhas de Eixos 1,50 Moendas 2,00
Misturadores 1,25 Mesa de Seleção 1,50 Picadores 3,00
Ralos de Barra 1,25 Plainas 1,75 Prensas 2,00 VENTILADORES
Retenção de Espuma 1,25 Serras - Avanço da Tora 2,00 Transportadores de Toras 2,00 Centrífugos 1,50
Refinadores 1,25 Transportadores de Tábua 1,75 Torres de Resfriamento 2,00
Transportadores de Toras 2,00 PENEIRAS Tiragem Forçada 1,50
GERADORES Trimmer 1,75 Lavagem a Ar 1,25 Tiragem Induzida 2,00
Carga Uniforme 1,25 Rotativas 1,75 Exaustor de Caldeira 2,00
De Soldagem 2,00 MÁQUINAS, FERRAMENTA Vibratórias 2,50
Calandras 2,00

Para motores à explosão com quatro ou mais cilindros, adicionar 1,0 ao fator de serviço encontrado.

56
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTOS FLEXÍVEIS TIPO RD

PRATICIDADE E EFICIÊNCIA PARA AS MAIS DIVERSAS APLICAÇÕES

MONTAGEM E AJUSTE DA BANDA ELÁSTICA

Correto Incorreto

Como primeiro passo de montagem, deve-se alinhar e deixar entre


os cubos a distância “G”, indicada na tabela 2.
*Para ajuste com torquimetro, utilizar os valores da tabela 2.
*Para ajuste dos cubos cheios, usar somente o torquimetro. Primeiro ajuste manal:
em cruz, apertar até que a arruela de pressão
Observações importantes: fique plana.
O excessivo aperto de parafusos* pode provocar uma redução considerável da
vida útil da banda elástica, e também pode ocasionar sua ruptura ou corte lateral Segundo ajuste:
por estrangulamento. em forma circular, apertar o parafuso mais
Recomenda-se controlar o ajuste dos parafusos, logo após 24h de funcionamento. uma volta e meia.

57
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTOS FLEXÍVEIS TIPO RD

VANTAGENS DOS ACOPLAMENTOS FLEXÍVEIS TIPO RD

Absorve desalinhamentos Fácil Montagem e Reposição


50% das causas de quebras dos rolamentos se A troca da banda elástica é rápida e simples. Não
deve a desalinhamentos, como também sucede é necessário deslocar os equipamentos para a
com os outros componentes das máquinas (selos, troca da banda. Diminuindo consideravelmente o
engrenagens) que geralmente não conseguem tempo da máquina parada.
absorver as flexões dos eixos. Nosso acoplamento,
por ser flexível, absorve estes desalinhamentos,
permitindo, um aumento significativo da vida útil
destes componentes.

Amortece vibrações e choques


A absorção de vibrações e choques proporciona
uma maior vida útil ao equipamento. Sabe-se que
Redução de ruídos a média de vibrações transmitida de um lado ao
Através do isolamento das vibrações, entre outro do sistema de transmissão é ao redor de
máquina e motor, se reduzem sensivelmente as 70%. A banda elástica tem uma grande
emissões de ruídos no local de trabalho, capacidade de minimizar estas vibrações.
colaborando assim com o meio ambiente.

Sem lubrificação
Balanceamento, simetria e Por suas características construtivas, seus
segurança componentes não requerem lubrificações.
Por ser um acoplamento com formas simétricas Diminuindo assim os custos de manutenção.
(sem corte na banda elástica) diminui ao mínimo o
desbalanceamento existente em qualquer
montagem. Garantindo assim balanceamento e
segurança.

Atua como fusível


Numa eventual sobrecarga provocada pelo
travamento da máquina, se produz excessivo
Isolamento de corrente de fuga torque, no qual incindirá diretamente no
Garante uma perfeita isolação elétrica entre os acoplamento.
eixos, evitando, com isso, uma importante causa de O mesmo por ser de borracha romperá,
colapso de rolamentos. interrompendo a transmissão, protegendo assim os
componentes da máquina e do motor.

Norma DIN e AGMA


Os acoplamentos PTI são projetados em
conformidade com a Norma DIN 740-1 (Power Garantia
transmission engineering; flexible shaft couplings, A PTI oferece dois anos de garantia a partir da
technical delivery conditions) e DIN 740-2 (Power data de fabricação.
transmission engineering; flexible shaft coupling,
parameters and design principles). As principais
aplicações do produto estão em conformidade
com a Norma AGMA922:A96 (load Classification
and service Factors for Flexible Couplings).

58
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

QUESTIONÁRIO CONSULTA

TELEFAX: (11) 5611-9439

Data
Empresa
Endereço
Contato Tel.
E-mail Fax

Modelo de Acoplamentos: Tipo de acoplamentos:

Ecotork Wrapflex Com Espaçador BE =

Grade (T) Grade (F) Polia/Disco ØxLarg.

Engrenagem (G)

Acionado por: Motor Elétrico Motor a Comb. Outros

Máquina Acionada Fator Serviço


Potência nominal Rotação
Potência efetiva Temp. °C

Lado Motor Ø eixo motor: Lado Movido Ø eixo movido:


Chaveta Largura (b) Chaveta Largura (b)
Altura Altura

Ciclo Contínuo Intermitente

Característica Carregamento Único sentido Reversão

Sem choque Choque Leve Choque pesado

Baixa Vibração Média Vibração Alta Vibração

Classe de Balanceamento
Peso KgM2
Dureza

Desalinhamento
Angular Paralelo
Axial

Dados do Concorrente
Marca
Modelo e Tamanho
Furo &
Preço

Obs.

59
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

ACOPLAMENTOS ESPECIAIS

A PTI - desenvolve projetos especiais de


acordo com a aplicação de cada cliente.
Contamos hoje com um setor de Engenharia
de Aplicação, que visa facilitar a
comunicação com o usuário e desenvolver
novos produtos para aplicações específicas.
Para consultas, utilize o formulário constante
no verso desta folha.

1150GR20

70R63

1025GC02-S com
banho de níquel

1050GL20-S
Ecotork com Autogard
POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

GRAXA DE LONGA DURAÇÃO - LTG

Saiba Como Obter a Garantia na Graxa LTG:


* Compre um acoplamento PTI- novo e inicialmente lubrifique-o
com graxa LTG como recomenda o manual de serviço;
* Verifique se o acoplamento estará operando conforme os limites de
temperatura ambiente permitidos;
* Instale e alinhe o acoplamento como exige o manual de instalação. Ponto de Gota
Ponto de Fulgor
E veja o que acontece !!! Inibidores de Oxidação e Corrosão
Separa

ACOPLAMENTO
PTI-FALK
SEM RELUBRIFICAÇÃO
+ 5 anos 3 anos

Benefícios para a sua aplicação:


* Aumento da vida útil do acoplamento;
= * Aumento significativo no intervalo de relubrificação;
* Redução nos custos de manutenção;
* Redução no tempo de parada de máquina;
* Qualidade superior de lubrificação.
Obs.: A graxa é fornecida até o tamanho 1090T

POWER
TRANSMISSION
INDUSTRIES

EXIJA PEÇAS ORIGINAIS

VOCÊ QUER O MÁXIMO


DE QUALIDADE, CONFIABILIDADE E
DESEMPENHO NO SEU
EQUIPAMENTO?

VOCÊ QUER A CERTEZA DE OBTER


UMA MANUTENÇÃO SEGURA
E COM O MAIOR APOIO TÉCNICO
POSSÍVEL?
Os produtos PTI- são
embalados conforme modelos acima.
Recuse qualquer produto que não
SÓ QUEM FABRICA O EQUIPAMENTO
POWER
TRANSMISSION
esteja de acordo com estes padrões
É QUEM PODE LHE GARANTIR
INDUSTRIES

e não aceite produtos com as


O MELHOR SUPORTE NA HORA QUE embalagens violadas.
VOCÊ MAIS PRECISAR!