Você está na página 1de 5

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO,

CONTABILIDADE E ATUÁRIA - UNIVERSIDADE DE SÃO


PAULO

EAD 0678 – Desenvolvimento de Novos Negócios

Venture Capital: Redpoint EVentures

Aluno: Gabriel Guimarães Marini

9321940

Professor: Nuno Manoel Martins Dias Fouto

São Paulo

2019
Introdução

O presente trabalho tem, por objetivo, analisar o funcionamento de um fundo


de Venture Capital. Para isso, por simplicidade, será utilizada como exemplo a
Redpoint EVentures. Antes de desenvolver uma análise sobre o fundo, será
apresentado, telegraficamente, um panorama sobre o mercado nacional de
Venture Capital.

Visão geral do mercado brasileiro

Apesar de focado em polos urbanos como São Paulo, o mercado brasileiro de


Venture Capital está em franca expansão. Números do estudo InsideVC, de
agosto de 2019, mostram que os investimentos no ano de 2018, atingiram o
pico de R$ 6 bilhões, valor seis vezes maior que o resultado do ano anterior. O
Valor médio investido saltou de R$ 11 milhões em 2017 para R$ 50 milhões em
2018, ano em que 122 firmas receberam aportes do tipo.

Os mercados mais atraentes para os fundos de Venture Capital são,


atualmente, o de fintech e insurtechs, com 40 firmas aportadas, representando
16% do total, e o de transporte e mobilidade, com 29 empreendimentos,
representando, relativamente, 14% do agregado deste universo de 211
empresas.

Apesar do crescimento das taxas de investimento, cabe ressaltar que, em


termos de PIB, os resultados ainda são bastante baixos. No melhor ano da
série disponível no estudo publicado pela ABVCAP, os valores aportados em
2018 chegam a apenas 0,09% do PIB nacional. Em outras palavras, se houve
avanço, ainda há grandes desafios, sejam eles encontrados na demanda, com
poucos projetos realmente interessantes e preparados, sejam eles pelo lado da
oferta.
Redpoint EVentures

Com nomes experientes com experiência no Buscapé, como Romero


Rodrigues e Anderson Thees, a Redpoint EVentures tem dois parceiros no
Vale do Silício, a Redpoint e , igualmente, sem grandes sustos, a e.ventures.
Se a nominação do fundo não demonstra interesse por inovação e criatividade,
o histórico de investimentos da Redpoint nacional é inovadora até dizer chega.

Em 2018, realizou aportes de R$ 450 milhões à fintech Nubank, e, em 2019,


R$ 60 milhões à Minuto Seguros, R$ 4.2 milhões à Accountify, R$ 1,2 milhões
à Ribon, apenas citando investimentos sem apoio de outros fundos de Venture
Capital. Estão sob o guarda-chuva da Redpoint startups como Rappi,
Passeidireto e Gympass.

Se no site do fundo não há nenhuma guia que especifique muito o tipo de


estrutura buscada, há uma óbvia valorização de iniciativas que utilizam internet
e tecnologias para trabalhar respostas práticas a problemas reais, sendo as
gestões que receberam os aportes, ao menos aparentemente, compostas por
nomes experientes e com pedigree acadêmico.

Talvez, a definição mais clara da estratégia do fundo foi dada por Anderson
Thees, em entrevista à Época Negócios. Segundo o investidor, as variáveis
mais importantes são "(a) qualidade da equipe, tamanho do mercado para
justificar o investimento e qual o produto que está sendo criado ou problema
que está sendo resolvido". A aposta é, pois, pensada, ponderada em termos
gerenciais, e o risco do aporte é atrelado ao tamanho da demanda, seja ela
reprimida, seja ela roubada de ofertas de produtos e serviços menos
mecanizados e informatizados.

Conclusão

A Redpoint EVentures, com seus investimentos tanto em startups mais mais


sólidas quanto em apostas interessantes, é um exemplo bastante justo de um
grande nome do mercado nacional de Venture Capital. Com parceiros globais,
apesar do foco nacional, preocupado com a gestão humana, apesar do apetite
tecnológico, ela faz parte de um ecossistema complexo e em crescimento e
que, pouco a pouco, vai mudando a forma como os brasileiros utilizam serviços
por meio da tecnologia.
Fontes Consultadas

ABVCAP. InsideVC: Venture Capital in Brazil, Agosto de 2019.

ÉPOCA NEGÓCIOS. “O que interessa para a Redpoint eventures em uma


Startup”, 15 de Abril de 2018.

REDPOINT EVENTURES. Portfolio. Disponível em: <


https://rpev.com.br/#portfolio>. Acesso em 01 de Outubro de 2019.