Você está na página 1de 13

Divisão dos períodos da história

A História começa quando o homem cria a escrita. Isso aconteceu mais ou menos há 4.000 anos
a.C.

Dessa data em diante, chamamos de Período Histórico ou História. Mas, para entender melhor
a História, costuma-se dividi-la em idades:

Idade Antiga
A Idade Antiga é o primeiro período da História. Para estudá-lo mais facilmente, ele é dividido em
Antiguidade Oriental e Antiguidade Ocidental ou Clássica.

A Antiguidade Oriental é marcada pelo aparecimento dos primeiros povos civilizados: egípcios,
mesopotâmicos, fenícios, hebreus.

Esses povos eram fortemente influenciados pelo meio físico-geográfico que habitavam. Em geral,
possuíam uma economia baseada na agricultura e na pecuária e utilizavam mão-de-obra escrava.

Os fenícios, que não possuíam condições favoráveis a uma economia agrária, acabaram por
desenvolver a navegação e o comércio.

O estudo da Antiguidade Ocidental refere-se a dois povos: os gregos e romanos. Essa fase é
marcada por grande desenvolvimento comercial, tendo o mar Mediterrâneo como principal rota de
comércio.

Idade Média
Neste período da História notamos grande diferença entre o Ocidente e o Oriente.

No Ocidente, destacamos quatro fatores básicos da vida medieval:

 o castelo, que era o centro da vida política e a habitação do senhor feudal;


 o exército, que demonstra a atividade principal da nobreza, que era a de guerrear;
 a Igreja, que cuidava de todos os aspectos espirituais da comunidade;
 e, finalmente, em primeiro plano, os trabalhadores rurais que sustentavam
economicamente a Europa na Idade Média. Eram chamados de servos.
No Oriente havia grandes impérios:

 Árabes: inicialmente dominaram a Península Arábica e, posteriormente, em busca de


terras férteis, conquistaram parte do território asiático, todo o norte da África e, na Europa,
a Península Ibérica.

Deles herdamos, além do nosso sistema de numeração, também várias palavras do nosso
vocabulário, tais como: álcool, álgebra, alface, etc.

 Império Bizantino: sua capital chamava-se Constantinopla, que hoje é a cidade de


Istambul. Sua situação geográfica favoreceu o desenvolvimento o comércio de produtos
orientais. Foi dominada pelos turcos em 1453.

Idade Moderna
Esta é uma idade de grande importância na história da humanidade, porque:

 os homens descobriram muitos lugares da Terra que nem pensavam existir. Foi a época
das Grandes Navegações;
 o comércio se desenvolveu muito.

Com o desenvolvimento o comércio, a classe social dos comerciantes chamada burguesia, se


fortaleceu.

Outro acontecimento importante da Idade Moderna foi o Renascimento, grande movimento de


pintores, escultores, filósofos e cientistas.

Nessa idade houve também uma divisão entre cristãos, surgindo, assim, oProtestantismo.

Os reis tornaram-se poderosos. Muitos abusaram do poder. Por causa disso, o povo de uma país
da Europa, a França, revoltou-se contra o rei. Esse movimento deu-se em 1789 e é chamado
de Revolução Francesa.

Idade Contemporânea
A Idade Contemporânea é a idade em que estamos vivendo. Começa com a Revolução Francesa
e vem até nossos dias.

Do ponto de vista econômico, apresenta grande desenvolvimento.

Foi a idade em que nasceu a indústria e com ela duas novas classes sociais:

 a classe industrial: os patrões;


 a classe operária: os empregados.

O comércio se desenvolveu demais no mundo todo. As cidades foram ficando cada vez maiores.
E os cientistas fizeram grandes descobertas.

Na Idade Contemporânea, a ambição dos países pelo domínio econômico acabou provocando
duas grades guerras mundiais:

 A Primeira Guerra Mundial (1914/1918), quase exclusivamente europeia;


 A Segunda Guerra Mundial (1939/1945), envolveu países de todos os continentes.

Como a História foi dividida nesses períodos?


É neste momento que vem a dúvida, como será que fizeram para dividir a História nesses
períodos? Os historiadores estudaram bastante todos esses tempos analisando qual seria o
período em que houve algum marco na história, eles analisam as experiências e mudanças que
ocorreram com o homem ao longo do tempo.
A Pré-história

Foto: Reprodução
A Pré-História, que foi onde tudo começou, vai do início dos primeiros seres humanos na
Terra até 400 anos antes de Cristo. Neste período o homem aprendeu a utilizar todos os benefícios
da natureza, a viver em comunidade, domesticar animais, cultivar as plantas, inventou
ferramentas, descobriu o fogo. Ainda neste período o homem começou a se comunicar por meio
de pinturas até chegar à escrita.
Este período da história é dividido em três partes: Paleolítico, também conhecido como Idade
da Pedra Lascada; Neolítico, também conhecido como Idade da Pedra Polida; e a Idade dos
Metais.
A Idade Antiga

Foto: Reprodução
A Idade Antiga, também conhecida como Antiguidade, vai de 4000 a.C. até 476 d.C.. Foi
neste período que a história começou de verdade. Houve a formação de várias civilizações como:
os sumérios, egípcios, gregos, romanos, mesopotâmicos, entre muitos outros. A formação dessas
civilizações ocorreu em áreas onde o solo era fértil, com o desenvolvimento da agricultura esses
povos deixaram as vidas nômades e passaram a surgir as civilizações.
A Idade Média

Foto: Reprodução
Este período teve início em 476, com a queda do Império Romano e foi até 1453, quando
Constantinopla é tomada pelos turcos otomanos. Na Europa Ocidental o foco foi a religião, o
cristianismo tomou conta do mundo com suas crenças. O feudalismo é um dos temas mais
estudados dessa época. A filosofia, literatura e outras artes tiveram mais espaço nesse período.
A Idade Moderna

Foto: Reprodução
Teve início em 1453 e término em 1789, essa época foi marcada pelo renascimento e
expansões marítimas. Muitas nações europeias começaram a ir à busca de novas terras para
exploração e dominação, principalmente na América e África. Com os estudos dessa época foi
possível um avanço tecnológico que ocasionou várias descobertas nessa época. O final desse
período foi marcado pela Revolução Francesa.
A Idade Contemporânea
Foto: Reprodução
Esse período teve início em 1789, quando a Revolução Francesa começou e vai até os dias
de hoje. Do início deste período até os dias atuais aconteceram muitas coisas, revoluções de
independência, evolução da tecnologia e armamentos, que ocasionaram em guerras mundiais.

Formação dos Antigos Povos.

Povos

Egeu ± 1200 a. C
Dica
O povo Egeu vivia nas cercanias do mar e também foi na mitologia grega um Deus,
Egeu era filho de Pandion II, pai de Teseu e rei de Atenas.
A primeira civilização a aparecer na Grécia foi a civilização minóica (ou minoana, ou mínia)
no Mar Egeu. Essa cultura tomou lugar aproximadamente entre 2600 a.C. e 1450 a.C.
Comparativamente a períodos mais recentes da história grega, pouco se sabe a respeito
dos minoanos, de quem até mesmo o nome é um termo moderno, provindo de Minos,
lendário rei de Creta. Aparentemente eram um povo pré-Indo-Europeu; sua língua,
conhecida como Eteocretense e desprovida de relação com o idioma grego, é
provavelmente o que se vê no sistema de escrita denominado Linear A, encontrado na ilha,
mas que ainda não se conseguiu decifrar.
....................Os minóicos eram um povo principalmente mercante, engajados no comércio
marítimo, isto é, eram de cultura talassocrática, características da vida religiosa minóica
incluem principalmente o simbolismo, a ausência de templos e a proeminência de
divindades femininas; apesar das causas da queda desse povo serem incertas, é sabido
que terminaram por serem invadidos pelos micênicos, um povo da Grécia continental.

Helenos (gregos) ± 1450 a. C


Dica
Inicialmente os helenos eram chamados de gregos, nome pelo qual os romanos
designavam esses helenos, habitantes da Hélade que ficou posteriormene conhecida como
Grécia, a Hélade tinha várias pólis (cidades - estados) independentes; cada um tinha suas
leis, mas todos apresentavam as mesmas tradições culturais. Podiam estar sempre em
guerra, mas quando se organizavam para os jogos olímpicos,o comportamento geralmente
era fraterno.

Indo-europeu
Dica
Viviam principalmente na Europa central e oriental, a partir do começo do século VI
eles se dispersaram para habitar a maior parte da Europa central e oriental e os Bálcãs.
Muitos se estabeleceram depois na Sibéria e na Ásia Central ou emigraram para outras
partes do mundo; mais da metade do território europeu é habitado por comunidades eslavo-
falantes.

Romanos ± 750 a. C
Dica
O Império Romano foi a fase da história da Roma Antiga caracterizada por uma forma
autocrática de governo, o Império Romano sucedeu a República Romana que durou quase
500 anos (509 a.C. – 27 a.C.) e tinha sido enfraquecida pelo conflito entre Caio Mário e Sulla
e pela guerra civil de Júlio César contra Pompeu.
Muitas datas são comumente propostas para marcar a transição da República ao Império,
incluindo a data da indicação de Júlio César como ditador perpétuo (44 a.C.), a vitória de
seu herdeiro Otaviano na Batalha de Áccio (2 de setembro de 31 a.C.), ou a data em que o
senado romano outorgou a Otaviano o título honorífico Augusto (16 de janeiro de 27 a.C.).
....................Também a data do fim do Império Romano é atribuída por alguns ao ano 395,
com a morte de Teodósio I, após a qual o império foi dividido em partes ocidentais e partes
orientais, a parte ocidental terminou por convenção em 476, o Império Romano do Oriente
perdurou até a queda de Constantinopla pelos turcos otomanos em 1453. O Império
Romano tornou-se designação utilizada por convenção para se referir ao Estado romano
nos séculos que se seguiram à reorganização política efetuada pelo primeiro imperador
César Augusto; embora Roma possuísse colónias e províncias antes desta data, o estado
pré-Augusto é conhecido como República Romana.

► Os indús e os chineses são civilizações ininterruptas até hoje.


► Ano Domni: houve a expansão européia e o expansionismo
► 1ª Forma de Elemento: trabalha a inteligência
► 2ª Forma de Elemento: trabalha o governo
► 3ª Forma de Elemento: trabalha a moralidade
► A Religião originou-se do mito, elemento primordial as crenças de um povo. Todas as
culturas se questionam sobre o significado da bíblia, afinal o pensamento sagrado é laico.
► Questão aristotélica: a causa divina, o princípio motor, o trabalho encima da questão da
fé.

CIVILIZAÇÃO JUDÁICA

Descendeu diretamente de Abraão, considerado o gestor das três correntes


pentecostais, além de ser um símbolo de patriarca.
► A bíblia é um livro mágico e nele encontramos romance, guerras, brutalidades, histerias,
esperanças, poemas, amor, generosidade. É uma literatura fantástica, porém não se pode
crer em tudo o que esta escrito nela. É um dos mais importantes documentos históricos
utilizado pelos historiadores.
►A CIDADE DAS TRÊS RELIGIÕES - Jerusalém.

Cristãos → Pentecostais
Judeus→ judaísmo: Muro das Lamentações
Árabes → islamismo: Cúpula Dourada (anjo falou com Maomé)
É o espaço mágico mais importante do planeta.

► José era sábio, bonito, inteligente e sabia interpretar os sonhos. Ele é


considerado o primeiro homem a fazer a Reforma Agrária pela socialização das riquezas do
faraó contra a fome, pois ao terminar os alimentos e o dinheiro, começou a ser utilizado as
riquezas e bens do faraó.

O sonho é a representação da realidade.

► A bíblia da Pastoral foi criada no Concílio Vaticano II em 1968 e sua proposta


era renovar o Vaticano contra a posição do Vaticano tradicional.
Teologia da Salvação: foi baseada na trilogia de S. Agostinho: Adão, Eva e a maçã → tudo
leva as atitudes cristãs para o preparo do cristão perante o juízo final, tudo muda, mas não
de forma absoluta. Existem duas vertentes sobre a criação da história do mundo:

►A criação pela matéria: negação do espírito, o realismo.


Big Bang é a teoria científica que defende o surgimento do universo a partir de um
estado extremamente denso e quente há cerca de 13,7 bilhões de anos, ela baseia-se em
diversas observações que indicam que o universo está em expansão baseado na teoria da
Relatividade Geral, dentre as quais a mais tradicional e importante é a relação entre os
redshifts e distâncias de objetos longínquos, conhecida como Lei de Hubble, e na aplicação
do princípio cosmológico. Em um sentido mais estrito, o termo "Big Bang" designa a fase
densa e quente pela qual passou o universo, essa fase marcante do início da expansão foi
comparada a uma explosão.

► A criação do divino, vai além da matéria, é a cristandade, a


mitologia.
No início, Deus criou o céu e a terra.
Ao Primeiro dia, separou as luzes das trevas.
Ao Segundo dia, criou o firmamento dando-lhe o nome de céu.
Ao Terceiro dia, fez a terra germinar e criou as plantas e os seus frutos.
Ao Quarto dia, colocou no céu o sol, a lua e as estrelas.
Ao Quinto dia, povoou as águas de peixes e os céus de pássaros.
Ao Sexto dia, povoou a terra de animais de todas as espécies e criou o homem à sua
imagem e semelhança.
Ao Sétimo dia, descansou.
Reza a Bíblia, que assim surge o Universo, pela mão de Deus.

► A filosofia existe para ser questionada, afinal cada momento de nossa vida
é ponderável e único, vivemos numa sociedade constante de “inconstância” a respeito das
coisas ao nosso redor, pois “tudo o que é sólido se desmancha no ar”.
► O homem não aprende nada com a história, pois se aprendesse, não faria todas as
guerras: Iraque X EUA X Afeganistão X URSS X Alemanha X França X Inglaterra, vivemos
numa época do militarismo, e esse pensamento de quartel é diferente, pois predomina o
confronto. Segundo Tobias Barreto, o direito internacional fala pela boca do canhão.

CIVILIZAÇÃO PERSA
►Os persas contribuíram para o mundo com a dualidade, as indagações,
foi o primeiro povo a marcar seus territórios, alem de serem os precursores do monoteísmo,
da idéia entre o bem e o mal, idéia usada pelo cristianismo através de S. Agostinho, onde
construiu a filosofia em que dizia que tudo o que temos que temer a Deus e evitar o mal,
através da percepção católica marcante.

CIVILIZAÇÃO EGÍPCIA

► Junto com a civilização mesopotâmica, foi a que mais transmitiu


conhecimento nas matemáticas, e seu papel nas representações em física, e no ideário do
mundo abstrato, é considerada como uma das primeiras grandes civilizações da
Humanidade e manteve durante a sua existência uma continuidade nas suas formas
políticas, artísticas, literárias e religiosas, explicável em parte devido aos condicionalismos
geográficos, embora as influências culturais e contatos com os estrangeiros tenham sido
também uma realidade.

► O LIVRO DOS MORTOS - E. A. Wallis Budge

Fala da cultura, de documentos (até mais que os gregos), os egípcios deixam uma
herança cultural enorme para a humanidade: vestuários, alimentação, as leis. A arte egípcia
era usada como forma de comunicação.

► Vale dos Reis Vale das


Rainhas: O Vale dos Reis, ou Wadi el-Muluk é um grande vale montanhoso no Egito
onde, por um período de aproximadamente 500 anos foram construídos tumbas para os
Faraós e nobres importantes do Antigo Egito (entre a XVIII e a XX dinastias).

Necrópole ► a necrópole possuía 10.000 sarcófagos, todos com inscrições em hieróglifos


e suas devidas leituras.

► O Mundo bíblico dos patriarcas ao êxodo: 2000 – 1200 a. C


► O império babilônico: 612 – 538 a. C
► O império assírio: 826 – 612 a. C

A Suméria é considerada a civilização mais antiga da humanidade, localizava-se na


parte sul da Mesopotâmia (apesar disto os proto-sumérios surgiram no Norte da
Mesopotamia, no atual Curdistão, tal como não eram originalmente semitas, mas sim
invadidos por eles via sul proto-árabe), apropriadamente posicionada em terrenos
conhecidos por sua fertilidade, entre os rios Tigre e Eufrates.

Movimento
do Crescente Fértil (patriarca do Nilo): O Crescente Fértil é uma região do Oriente Médio
compreendendo os atuais Israel, Cisjordânia e Líbano bem como partes da Jordânia, da
Síria, do Iraque, do Egito e do sudeste da Turquia, o formato dessa região faz referência ao
fato de o arco formado pelas diferentes zonas assemelhar-se a uma Lua crescente.
Região de Canaã -onde o patriarca Abraão teria escutado a voz de Deus, e o
povo hebreu seria o povo escolhido, corresponde a atual area do Estado de Israel,
Cisjordânia, Jordânia ocidental, sul da Síria e sul do Líbano.

CIVILIZAÇÃO ASSÍRIA

► Abrangia a Babilônia (sul do atual Iraque) e a


cidade mais importante da época foi Ur, na Caldéia, este povo era muito citado no livro
bíblico Deuteronômio – livro da lei judaica, o quinto livro do Pentateuco:

Pentateuco Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronómio


Livros Históricos Josué, Juízes, Rute, I Samuel, II Samuel, I Reis, II Reis, I Crônicas, II
Crônicas, Esdras, Neemias, Tobias, Judite, Ester, I Macabeus, II Macabeus.

Livros Poéticos e Sapienciais Jó (ou Job), Salmos, Provérbios, Eclesiastes (Coélet,)


Cânticos dos Cânticos, Sabedoria, Eclesiástico (Sirácida).

Livros Proféticos Isaías, Jeremias, Lamentações, Baruc, Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel,
Amós, Obadias (ou Abdias), Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque (ou Habacuc), Sofonias,
Ageu, Zacarias, Malaquias.

► A bíblia busca o poder, revoltas (macabeus) e avança


no pensamento dos direitos sociais, sua leitura é feita de forma mágica e política. A bíblia
católica vinha da tradução grega e se baseava na cultura helênica, projeto grego que
misturava vÁrias partes e localidades do mundo antigo. A força da resistência era
justamente esse sentimento religioso que os unia.

Os índios – Primeiros habitantes do Brasil


 O início. Na época em que os portugueses chegaram ao Brasil estima-se que existiam
cerca de 5 milhões de índios no território brasileiro, e 100 milhões em todo o continente Sul
americano. ...
 A cultura indígena. A cultura raiz foi se perdendo ao ser ter contato com o povo branco. ...
 O pajé e o cacique.

Os indígenas que habitavam o Brasil em 1500viviam da caça, da pesca e da agricultura de


milho, amendoim, feijão, abóbora, bata-doce e principalmente mandioca. Esta agricultura era
praticada de forma bem rudimentar, pois utilizavam a técnica da coivara (derrubada de mata e
queimada para limpar o solo para o plantio).