Você está na página 1de 5

CURSO UNIPRÉ 118

QUÍMICA

ELETROQUÍMICA Voltagem da Pilha


Nas pilhas há uma diferença de potencial
Tratamos na eletroquímica de fenômenos que
(ddp) entre os dois eletrodos que fazem com que os
relacionam reações de oxirredução com corrente
elétrons fluam do ânodo em direção ao cátodo através
elétrica. Dentre essas relações duas montagens de
do circuito representado pelo fio externo. A ddp entre
dispositivos nos são mais interessantes.
os dois também chamada de força eletromotriz (fem)
ou ainda “ΔE” entre eletrodos é chamada de voltagem
da pilha e corresponde ao valor da força eletromotriz.
Pilhas ou Células Voltaicas
Essa grandeza é medida em volts (V) Se as
Denominamos pilhas montagens de concentrações iônicas são 1 mol/L e a temperatura é
dispositivos e circuitos em que reações químicas de 25°C, a voltagem da célula é chamada voltagem-
espontâneas são aproveitadas de modo a produzir um padrão e a convenção de notação é: E° (pilha) ou ΔE°.
fluxo ordenado de elétrons por um caminho pré-
Como referencial de mediada é adotado
determinado que se denomina corrente elétrica.
como sendo o eletrodo padrão de hidrogênio. A
Temos um dispositivo que utiliza a energia semirreação do eletrodo padrão de hidrogênio tem
liberada em uma reação de oxirredução espontânea como E° = 0.
para realizar trabalho elétrico. Um dos exemplos
Para medir o potencial padrão de um
clássicos dessa aplicação é a conhecida pilha de
eletrodo, monta-se uma pilha com o eletrodo que se
Daniell, dispositivo que se baseasse na seguinte
pretende medir e o eletrodo padrão de hidrogênio, e
reação de oxirredução típica:
então mede-se a ddp atribuindo-se ao eletrodo que
Zn(s) + Cu2+(aq) Zn2+(aq) + Cu°(s) não o de hidrogênio o correspondente valor de
potencial.
Cada uma das montagens do lado da pilhas
conectados por um circuito externo são chamados Com esse procedimento conhecemos os
eletrodos. Vários parâmetros podem ser definidos valores de potencial para uma série de eletrodos. No
para cada eletrodo: caso em que nos interessa o eletrodo de zinco (Zn)
possui potencial de - 0,76V, e o de cobre (Cu) + 0,34V.
O eletrodo no qual ocorre oxidação é
designado como Ânodo. É o Polo negativo (-). Com o Quanto maior o valor do potencial padrão de
passar do tempo a massa da placa metálica diminui e a redução do elemento, maior será sua pré-disposição a
concentração dos cátions em solução aumenta. sofrer redução, e por conseguinte o outro elemento
sofrerá oxidação. As semirreações que vão ocorrer nos
O eletrodo no qual ocorre redução é designado como
dois eletrodos em nosso caso serão as seguintes:
Cátodo. É o Polo positivo (+). Conforme o circuito
2+ - 0
funciona a massa da placa aumenta e a concentração Zn°(s) Zn (aq) + 2e E = 0,76 v
dos íons positivos em solução aumenta.
Cu2+(aq) + 2e- Cu°(s) E0 = 0,34 v
As semirreações que ocorrem na pilha de Daniell
Zn(s) + Cu2+(aq) Zn2+(aq) + Cu°(s)
podem ser descritas da seguinte forma:
2+ -
Ânodo/oxidação: Zn°(s) Zn (aq) + 2e
2+ - Observe que o valor do potencial do zinco
Cátodo/redução: Cu (aq) + 2e  Cu°(s)
teve o sinal invertido, pois fizemos a notação para a
semirreação de oxidação.
Reação Global: A ddp será o somatório dos valores de potencial das
semirreações, no caso em questão:
Zn(s) + Cu2+(aq) Zn2+(aq) + Cu°(s)
ΔE0 = (0,76 + 0,34)v  ΔE0 = 1,10 v

Notação formal da pilha


2+ 2+ Ou de modo mais genérico que não exige a montagem
Zn(s) /Zn (aq) || Cu (aq) /Cu°(s)
da fórmula global:
0 0 0
ΔE =E oxidante- E redutor
Obs.: o símbolo || representa ponte salina. A ponte
salina é montada junto ao dispositivo para garantir a
manutenção da neutralidade de cargas nas duas
soluções fazendo a pilha funcionar por mais tempo.

118
www.cursounipre.com.br atendimento@unipre.com.br Preparatório para Concursos Militares
ESFCEX-ESPCEx-EsSA-CHQAO-AFA-EPCAr-EEAER-EFOMM-CN-EM-Outros
(21) 4101-1013
CURSO UNIPRÉ 119
QUÍMICA

Montagem de um dispositivo típico de pilha de 2. O esquema adiante representa uma célula


Daniell voltaica com eletrodos de alumínio e cobalto.

Observe a seguir as semirreações e seus potenciais


padrão de redução:
Al+3 + 3e- → Al (E0 = - 1,66V)
Espontaneidade das reações
+2 0
Co + 2e- → Co (E = -0,28V)
A espontaneidade de uma reação pode ser
medida em termos do valor da “ddp” do circuito de
modo bem simplificado tendo os seguintes critérios I. No caso de a célula estar em funcionamento,
em mente: pode-se afirmar que: A força eletromotriz (F.E.M)
da cédula será 1,38 volts.
Se
II. O agente redutor da célula será o Al.
ΔE0> 0 teremos uma reação espontânea.
III. O agente oxidante da cédula será o Co.
ΔE0< 0 teremos uma reação não-espontânea.
IV. O fluxo de elétrons na cédula se dará do eletrodo
de alumínio para o cobalto.
V. A solução de Co(NO3)2 se concentrará.
EXERCÍCIOS
ELETROQUÍMICA Assinale a opção que indica apenas as afirmativas
corretas:

1. A partir da equação eletroquímica representada a) I e III.


abaixo e dos dados informados, calcule o valor da ddp b) II e III.
resultante.
c) IV e V.
Dados: d) I, II,III e IV.
2+ 2+
Zn(s)| Zn (0,024 M)||Zn (2,4 M) | Zn(s) e) II, IV e V.
Catodo: Zn2+ (2,4 M) + 2e- Zn (s)
Anodo: Zn(s)  Zn2+ (0,024 M) + 2e- 3. O funcionamento de uma pilha de combustível é
baseado nas semirreações a seguir, cada uma delas
Reação global: representada com o respectivo potencial padrão de
2+ 2+
Zn (2,4 M)  Zn (0,024 M), ∆Eº = 0 V redução, E0:

a) + 0,0296 V 2H2O(l) + 2e- → H2(g) + 2OH-(aq) E0 = -0,828 V

b) + 0,0592 V
½ O2(g) + H2O(l) + 2e- → 2OH-(aq) E0 = 0,401V
c) 0,0 V
d) - 0,0592 V Levando-se em conta estas informações, afirma-se:
e) - 2,96 V I. A reação global da pilha de combustível é:
H2(g) + ½ O2(g) → H2O(l).
II. O hidrogênio sofre oxidação no processo.

119
www.cursounipre.com.br atendimento@unipre.com.br Preparatório para Concursos Militares
ESFCEX-ESPCEx-EsSA-CHQAO-AFA-EPCAr-EEAER-EFOMM-CN-EM-Outros
(21) 4101-1013
CURSO UNIPRÉ 120
QUÍMICA

III. A diferença de potencial desta pilha de Fe2+ + 2 e- Fe E0 = - 0,44 V


combustível, em condição padrão, é igual a
1,229V.
Estão corretas as afirmações:
a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e II, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.
Considerando esta pilha e os dados abaixo,
indique a afirmativa correta.
4. Considere as semirreações e os respectivos
potenciais padrão de eletrodo constantes da a) A placa de ferro perde massa, isto é, sofre
tabela e a pilha a seguir: “corrosão”.
b) A diferença de potencial registrada pelo voltímetro
é de 1,22 V (volts).
c) O eletrodo de alumínio é o cátodo.
d) O potencial padrão de oxidação do alumínio é
menor que o potencial padrão de oxidação do
ferro.
e) À medida que a reação ocorre, os cátions K+ da
ponte salina se dirigem para o béquer que contém
a solução de Al2(SO4)3.

Assinale a alternativa correta: 6. Espcex – 2016 - A energia liberada em uma reação


de oxidorredução espontânea pode ser usada para
realizar trabalho elétrico. O dispositivo químico
a) Na ponte salina os elétrons migram do eletrodo de montado, pautado nesse conceito, é chamado de
prata para o eletrodo de chumbo célula voltaica, célula galvânica ou pilha. Uma pilha
envolvendo alumínio e cobre pode ser montada
b) O eletrodo de prata é o ânodo
utilizando como eletrodos metais e soluções das
c) A diferença de potencial da célula é 0,54V respectivas espécies. As semirreações de redução
d)
+
A equação global da pilha é: Pb + 2Ag → Pb + 2Ag
+2 dessas espécies é mostrada a seguir:

e) O polo negativo da pilha é o eletrodo de prata Semirreações de Redução


Alumínio: A  3  (a q )  3 e   A   Ered  1,66V

5. Considere o esquema a seguir, que representa uma Cobre: C u 2  (a q)  2 e   C u E red  0,34V


pilha, no qual foi colocado um voltímetro e uma ponte
salina contendo uma solução saturada de cloreto de Considerando todos os materiais necessários para a
potássio. No Béquer 1, correspondente ao eletrodo montagem de uma pilha de alumínio e cobre, nas
de alumínio, está imersa uma placa de alumínio em condições-padrão (25 C e 1atm) ideais (desprezando-
uma solução aquosa de sulfato de alumínio (1 mol.L-1)
se qualquer efeito dissipativo) e as de redução
e no Béquer 2, correspondente ao eletrodo de ferro,
fornecidas, a força eletromotriz (fem ) dessa pilha
está imersa uma placa de ferro em uma solução
-1
aquosa de sulfato de ferro (1 mol.L ). Os dois metais, montada e o agente redutor, respectivamente são:
de dimensões idênticas, estão unidos por um fio a) 2,10 V e o cobre.
metálico.
b) 2,00 V e o alumínio.
Dados:
Potenciais padrão de redução (E
0 c) 1,34 V e o cobre.
red) a 1 atm e
25ºC: d) 1,32 V e o alumínio.
Al3+ + 3 e- Al E0 = - 1,66 V
e) 1,00 V e o cobre.

120
www.cursounipre.com.br atendimento@unipre.com.br Preparatório para Concursos Militares
ESFCEX-ESPCEx-EsSA-CHQAO-AFA-EPCAr-EEAER-EFOMM-CN-EM-Outros
(21) 4101-1013
CURSO UNIPRÉ 121
QUÍMICA

7. Espcex – 2015 -Uma pilha de zinco e prata pode ser Baseando-se nos dados fornecidos, são feitas as
montada com eletrodos de zinco e prata e seguintes afirmações:
representada, segundo a União Internacional de
I. O melhor agente redutor apresentado na tabela é a
Química Pura e Aplicada (IUPAC), pela notação:
prata;
Zn(s) / Zn2(aq) 1 mol  L1 / / Ag(aq) 1 mol  L1 / Ag(s).
II. A reação Zn2 aq  Cu0 s  Zn0 s  Cu2 aq não
As equações que representam as reações de cada é espontânea;
espécie e os respectivos potenciais padrão de redução
III. Pode-se estocar, por tempo indeterminado, uma
(25°C e 1 atm) são apresentadas a seguir.
solução de nitrato de níquel II, em um recipiente
revestido de zinco, sem danificá-lo, pois não
Zn2(aq)  2e  Zn(s) E  0,76 V haverá reação entre a solução estocada e o
revestimento de zinco do recipiente;
Ag(aq)  1e  Ag(s) E  0,80 V
IV. A força eletromotriz de uma pilha eletroquímica
Com base nas informações apresentadas são feitas as formada por chumbo e magnésio é 2,24 V;
afirmativas abaixo. V. Uma pilha eletroquímica montada com eletrodos de
I. No eletrodo de zinco ocorre o processo químico de cobre e prata possui a equação global:
oxidação. 2 Ag aq  Cu0 s  2 Ag0 s  Cu2 aq.
II. O cátodo da pilha será o eletrodo de prata.
III. Ocorre o desgaste da placa de zinco devido ao
processo químico de redução do zinco. Das afirmações acima, estão corretas apenas:

IV. O sentido espontâneo do processo será a) I e II


2 
Zn  2 A g  Z n  2 A g b) I, II e IV
V. Entre os eletrodos de zinco e prata existe uma c) III e V
diferença de potencial padrão de 1,56 V .
d) II, IV e V
Estão corretas apenas as afirmativas e) I, III e V
a) I e III.
b) II, III e IV. 9. (Espcex (Aman) 2013) Duas cubas eletrolíticas
c) I, II e V. distintas, uma contendo eletrodos de níquel (Ni) e
solução aquosa de NiSO4 e outra contendo eletrodos
d) III, IV e V.
de prata (Ag) e solução aquosa de AgNO3, estão
e) IV e V. ligadas em série, conforme mostra a figura a seguir.

8. (Espcex (Aman) 2013) Considere as com os seus


respectivos potenciais-padrão de redução dados nesta
tabela:

Esse conjunto de cubas em série é ligado a uma


bateria durante um certo intervalo de tempo, sendo
observado um incremento de 54 g de massa de prata
em um dos eletrodos de prata. Desse modo, o

121
www.cursounipre.com.br atendimento@unipre.com.br Preparatório para Concursos Militares
ESFCEX-ESPCEx-EsSA-CHQAO-AFA-EPCAr-EEAER-EFOMM-CN-EM-Outros
(21) 4101-1013
CURSO UNIPRÉ 122
QUÍMICA

incremento da massa de níquel em um dos eletrodos


de níquel é de
Dados: Constante de Faraday = 96500 Coulombs/mol
de elétrons; Massa molar do níquel = 59 g/mol; Massa
molar da prata = 108 g/mol.
a) 59,32 g
b) 36,25 g
c) 14,75 g
d) 13,89 g
e) 12,45 g

10. (Espcex (Aman) 2012) Em uma eletrólise ígnea do


cloreto de sódio, uma corrente elétrica, de
intensidade igual a 5 ampères, atravessa uma cuba
eletrolítica, com o auxílio de dois eletrodos inertes,
durante 1930 segundos.
O volume do gás cloro, em litros, medido nas CNTP, e
a massa de sódio, em gramas, obtidos nessa eletrólise,
são, respectivamente:
DADOS:
Massa Molar C Na
 g  m ol  1  35,5 23
Volume Molar nas CNTP = 2 2, 7 1 L  m o l  1

1 Faraday(F) = 96500 Coulombs(C)


a) 2,4155 L e 3,5 g
b) 1,1355 L e 2,3 g
c) 2,3455 L e 4,5 g
d) 3,5614 L e 3,5 g
e) 4,5558 L e 4,8 g

122
www.cursounipre.com.br atendimento@unipre.com.br Preparatório para Concursos Militares
ESFCEX-ESPCEx-EsSA-CHQAO-AFA-EPCAr-EEAER-EFOMM-CN-EM-Outros
(21) 4101-1013