Você está na página 1de 6

Lista recuperação –Medidas e sensores

1. Calcular o valor médio e valor eficaz, usando a definição matemática, dos


seguintes sinais:

A)
A
T/2
T
-0,2A

Vmedio=0,4A
A1=0,6A
RMS=sqrt(0,36A2+0,16A2)=Araiz(0,52)=0,721A
RMS=0,721A

B)
1,2A

0,2A

T/2 T

Vmedio=0,8A
A1=0,6A
RMS=sqrt(0,36A2+0,64A2)=Araiz(1)= A
RMS=A

C) A

T/2
T

-A
RMS=A/raiz(3)=0,577A
Vmedio=0V

D) +2,5A

+0,5A

T/2 T
RMS=1,6A V
Vmedio=1,5A V

2) Um aluno desenvolveu um sistema para medir o volume de resíduos sólidos que passam por
um duto após um determinado período de tempo. Para isso ele utilizou 4 sensores ópticos da
seguinte forma ilustrada na figura a seguir. Cada sensor fica espaçado do outro por 5 cm, e os
sensores da extremidades ficam afastados da parede do duto de 2,5 cm. Os sensores medem a
distância dos resíduos a cada 0,1 s. Da face do sensor até a base do duto a distância é de 50 cm.
A velocidade que os resíduos escoam pelo duto é de 1 m/s com uma incerteza de 0,5%. O volume
é calculado como sendo a soma das áreas de resíduos (A1-A4) multiplicado pela velocidade e
intervalo de tempo de medição. Se a incerteza de medida dos sensores é de 1 mm, calcule a
incerteza de volume para 1 segundo de escoamento.

A2
A3 A4
A1

Vista de frente do duto

A1=(5cm)d1, A2=(5cm)d1, A3=(5cm)d1, A4=(5cm)d1

V(0,1s)=(A1+A2+A3+A4)(1m/s)(0,1)

V(1s)=10(V(0,1s))

3) Para a questão a seguir, indique dois tipos diferentes de sensores que podem ser
utilizados para resolução dos problemas apresentados, baseados nos princípios de
transdução estudados, as vantagens e desvantagens de cada um, e eleja a melhor opção.

Uma indústria realiza o envase de água em garrafas de 300 ml, 500 ml e 1 litro. Precisa-
se confirmar que as garrafas estão com a quantidade certa de água, para retirar da linha
de produção, aquelas que não estão dentro da tolerância esperada.
4) A resistência elétrica de um fio de cobre em função da temperatura é dada por:

Em que R0=8 Ω ±2% (na temperatura T0), α=0,0004 ºC-1 ±5%, T0=20±2ºC e T=40±2ºC

Determine o valor da resistência na temperatura de 40ºC e seu respectivo erro/incerteza.

5) A deformação ε máxima na extremidade de uma barra retangular da figura a seguir, de


comprimento L=1000±2 mm, espessura a=20±1 mm e largura b= 200±2 mm, quando
submetida à flexão devido a atuação de uma força F=1000 N±2%, em sua extremidade,
pode ser obtida pela seguinte expressão:

Onde E=2100 N/mm2±10% (Módulo de Young), e

Obtenha a deformação e o erro/incerteza da deformação

Resposta: ε=12 mm±0,24 mm ou 12 mm±2% (resolução completa consulte o livro do Fialho)


6) Considere o amplificador de instrumentação da Figura a seguir com uma tensão de modo
comum de +5 V contínua e um sinal diferencial do tipo senoidal com 10 mV de pico. Seja
2R1=1 kΩ, R2=0,5 MΩ e R3=R4=10 kΩ. Obtenha as tensões em todos os nós do circuito:

7) O circuito integrado INA125 é um amplificador de instrumentação que utiliza uma topologia


diferente de circuito para implementar o amplificador de instrumentação. Seja o circuito do
INA125 mostrado a seguir, determine o ganho diferencial, Vo/Vid, onde Vid=VIN+ - VIN- . Considere
RG=30 kΩ.

Resp:VO / (VIN+ -VIN-)=6

1. Calcule o valor médio e valor eficaz do sinal:


Resp: = 0,675 , = 66,67.10

9) Compare o funcionamento do fototransistor e fotodiodo falando sobre o princípio de


funcionamento de cada um deles, a linearidade da resposta e sobre a velocidade de resposta em
relação a variação de luminosidade.
10) Explique o princípio de funcionamento do sensor LVDT na medição de deslocamento.

11) Uma ponte de Wheatstone é usada para medir a variação de resistência de um sensor de
temperatura. Considerando que o instrumento que mede a tensão Vo só indica leituras a partir
de 20mV qual será a mínima variação de resistência que esse circuito consegue medir?. Dados
R1 = R2 = R3 = R4=100 Ω e Vin=10V. O que se pode fazer no circuito para reduzir pela metade
o valor dessa variação de resistência mínima que pode ser detectada?

ar
Sol: 0,8Ω Dobrar o valor de vin, ou usar dois sensores
12) Numa caldeira industrial é necessário um sistema de medição que converta a temperatura
de 50 a 80°C numa tensão, Vout, de 0 a 2 V. Se a temperatura ultrapassar o valor de 100°C uma
saída de alarme deve apresentar uma tensão positiva para acender um LED. Para isso você tem
disponível um RTD com a seguinte especificação: R@50°C=180 Ω e α=0,005/°C e PD=0 mW.
Considerando o circuito a seguir para realizar esse problema, determine os valores necessários
para R1, R2 e R3.
R1=104,67 kΩ
R2=569,7 Ω
R3=180 Ω