Você está na página 1de 12

Olimpíada do Conhecimento

Descritivo Técnico – Infraestrutura


Eletricidade Industrial
Sumário
1. Introdução .......................................................................... 3
2. Competência e escopo de trabalho ............................................ 3
3. Prova ................................................................................. 4
4. Avaliação ............................................................................ 5
5. Infraestrutura ...................................................................... 9

2
1. Introdução
A ocupação Eletricidade Industrial abrange também, além das instalações elétricas
industriais, componentes e sistemas de automação industrial. O desenvolvimento das
tecnologias de manufatura exige cada vez mais a integração entre os campos
industriais da eletricidade e a automação.
As exigências da ocupação incluem as aplicações básicas da eletricidade e automação
industriais, instalação de eletrodutos, cabos, dispositivos, instrumentos e dispositivos
automatizados. Elaboração de circuitos de controle, força e automação industrial.
Programação e instalação controladores lógicos programáveis e conversores de
freqüência. Solução de defeitos em lógicas a relés e programas lógicos.

2. Competência e escopo de
trabalho
 Montar um painel de controle com equipamentos necessários para controlar
uma planta industrial automatizada;
 Executar a instalação elétrica para uma planta industrial automatizada;
 Programar equipamentos e dispositivos programáveis para controlar e
supervisionar itens de uma planta industrial;
 Desenhar um circuito de controle a partir de especificações fornecidas;
 Identificar falhas em circuito com lógica a relé.
 Interpretar layouts e diagramas de instalações elétricas industriais
 Especificar e quantificar materiais, ferramentas e equipamentos necessários à
execução dos projetos;
 Programar etapas do serviço, definindo sequência de operações adequada e
cronograma de execução;
 Prever pontos críticos inerentes aos processos;
 Montar infraestrutura aparente de eletrodutos (pvc e metálico), canaletas,
eletrocalhas e perfilados para instalação de sistemas elétricos prediais;
 Montar um painel de controle com equipamentos necessários para controlar
uma planta industrial automatizada;
 Executar a instalação elétrica para uma planta industrial automatizada;
 Programar equipamentos e dispositivos programáveis para controlar e
supervisionar itens de uma planta industrial;

3
 Desenhar um circuito de controle a partir de especificações fornecidas;
 Identificar falhas em circuito com lógica a relé.
 Executar a verificação de conformidade da instalação conforme descrições da
norma de instalações elétricas vigentes;
 Executar testes de comissionamento conforme descrições da norma de
instalações elétricas vigentes;
 Executar testes de funcionamento dos circuitos automatizados;
 Alterar o modo de funcionamento de circuitos automatizados através da
adição de componentes e/ou instruções de parametrização e/ou
programação;
 Diagnosticar e corrigir defeitos em instalações elétricas através de medições
e/ou observações visuais;
 Aplicar procedimentos técnicos, normas técnicas, ambientais, de segurança,
de saúde e higiene no trabalho e padrões de qualidade adequados aos serviços
de instalação e automação elétrica industrial;
 Utilizar máquinas, equipamentos, ferramentas, instrumentos e materiais
referentes aos serviços de instalação e automação elétrica industrial;
 Utilizar recursos existentes de forma racional e econômica;
 Manter ambiente de trabalho limpo e organizado.

3. Prova
A prova consiste em desenvolver a montagem de infraestrutura de eletrodutos
(metálico e de pvc) e canaletas de pvc bem como a montagem de quadro de
comando para instalação de equipamentos, dispositivos de comando e controle de
sistemas automamatizados por controlador lógico programável, inversor de
frequência e soft-starter.
Após montagem da infraestrura e instalação dos sistemas elétricos, o competidor
deve ser capaz de demonstrar habilidades para realizar inspeção, teste e
comissionamento dos sistemas elétricos instalados, registrando os resultados obtidos.

4
4. Avaliação
A avaliação irá comtemplar os conhecimentos técnicos requeridos pelo perfil
profissional do curso de Eletricista Industrial, incluindo também competências
sociais, organizativas e metodológicas, alinhada a Nova Sistemática de Avaliação.
Compreenderá 01(uma) avaliação técnica com 02 (duas) ou mais situações de
avaliação), valendo 90 pontos e 01(uma) social, organizativa e metodológica, valendo
10 pontos. As avaliações serão com base nas situações de interpretação de um
desafio proposto, semelhante a uma situação real de trabalho, observando as
características de interdisciplinaridade, desenvolvimento da aprendizagem, produto
e serviço.
Essas avaliações serão registradas em instrumentos próprios, e depois consolidadas
em instrumento síntese. Na avaliação do desempenho dos competidores será
utilizado o critério de pontos, numa escala de 0 a 100 pontos.
Esse modelo de avaliação será utilizado para as 3 (três) etapas da Olimpíada do
Conhecimento: Escolar, Regional e Estadual.

Interdisciplinaridade
Reúne conjunto de capacidades desenvolvidas ao longo do curso, através das
Unidades Curriculares e tem como princípio ampliar contextos e proporcionar diálogo
entre os conhecimentos elaborado e a compreensão da realidade do Perfil
Profissional desenvolvido. Essa característica se apresenta nos cursos da Firjan SENAI,
visando ampliar o aprendizado dos alunos e aproximando ele das especificidades de
sua ocupação. Serão requeridas pelos estudantes através de situações de avaliação
contextualizadas e que retratam situações reais da indústria. Nesse conjunto de
capacidades não se deve deixar de reforçar as capacidades críticas do perfil
profissional do curso avaliado.

Desenvolvimento da aprendizagem
Envolve aspectos relativos à mobilização de conhecimentos, habilidades e atitudes na
operacionalização de um processo produtivo, de acordo com o planejamento
executado para obtenção do resultado final pretendido. Esse aspecto é desenvolvido
ao longo do curso através das estratégias de ensino e situações de aprendizagem
propostas nos Planos de Ensino Referencial.

5
Produto e Serviço
Envolve os aspectos relativos a apresentação do resultado da solução da situação
proposta pela prova, com base no planejamento e no processo de execução adotado.
Esta etapa deve evidenciar aspectos relativos à conformidade do produto (bens ou
serviços), considerando as especificações fornecidas na situação proposta. Poderá
incorporar, de acordo com as especificidades de cada ocupação aspectos
dimensionais, funcionamento, acabamento, montagens, diagnóstico de defeito,
comissionamentos e testes.
O valor total dos critérios de avaliação será de 100 pontos no módulo do Projeto
Teste. A avaliação desta ocupação abrange de forma global, integrada e contínua as
capacidades sócio emocional e técnica.:
Etapas Percentuais
Capacidade sócio emocional 10%
Avaliação técnica 90%

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

 O competidor deverá manter seu ambiente de trabalho organizado e o piso livre


de materiais e equipamentos que prejudiquem a sua circulação e/ou que possam
causar quedas (tropeço).
 É obrigatório o uso de Óculos de Proteção, Calçado de Segurança, Capacete e
Protetor Auricular durante todo tempo de prova.
 Para realização de atividades com circuito energizado onde é possível contato com
pontos vivos (energizados), é obrigatório o uso de Luvas Isolantes com classe de
proteção compatível a rede elétrica de 220V - 60Hz.
 Por questões de segurança, não será permitido à utilização de serra elétrica de
disco (meia esquadria), ou semelhante, considerando que este não é um
equipamento imprescindível para realização das atividades e pode oferecer riscos,
mesmo que eventualmente.
 Os Competidores terão um tempo para familiarização com material, equipamento
e processos.
 Os competidores receberão a ficha de avaliação com critérios de pontuação antes
do início da competição para que possam estudá-las.

6
 Nenhum teste com tensão ou de comissionamento ocorrerá sem a presença de dois
avaliadores.
 Objetivando garantir a transparência e justiça, pilares da Olimpíada do
Conhecimento, a Coordenação Técnica providenciará que a elaboração dos
Projetos Testes das ocupações seja realizada por Especialistas. Tanto o Projeto
Teste quanto as fichas de avaliação serão de conhecimento da equipe de
Avaliadores somente no dia da Competição.

Posto de Trabalho
Deverá ser disponibilizado 1 posto de trabalho para cada competidor em placa OSB
2440 X 1220 X 18 mm fixada em parede, conforme layout

7
8
5. Infraestrutura
Nº Máquinas Unid. Quant.
1. Não se aplica
Nº Mobiliário Unid. Quant.
1. Armário e/ou gaveteiro para guarda do material
2. Bancada de trabalho (1 para cada 2 competidores)
Nº Materiais em Geral Unid. Quant.
Posto de Trabalho
1 posto de trablaho para cada competidor em placa OSB 2440 X 1220
1. X 18 mm fixada em parede OU em formato M para escolas com posto
de trabalho no centro do laboratório

2. Folhas papel tamanho A 4


3. Grampeador de papel
4. Caneta esferográfica
5. Lixeira
Nº Material de Consumo Unid. Quant.
QUADRO DE COMANDO 800 X 600 X 250 COM FECHO, PORTA CEGA,
1. COR BEGE, CHAPA 18, PLACA DE MONTAGEM LARANJA , PONTO DE pç 1
TERRA NA PORTA, IP55
2. Conector unidut de alumínio de 3/ 4 DE ALUMINIO – ERP: 72953 pç 6
CANALETA PVC, RANHURADA (RECORTE ABERTO), CINZA, DIMENSOES:
3. pç 2
30MM X 80MM X 2000MM
4. TRILHO DIN 35MM, BICROMATIZADO, 2000MM pç 1
CANALETA PVC, FECHADA, COM TAMPA, CINZA, DIMENSOES: 80MM X
5. pç 2
50MM X 2000MM
6. Eletroduto PVC cinza de 3/ 4 classe A - ERP 47443 pç 2
7. Caixa condulete PVC cinza 3/ 4” com 5 entradas – ERP: 50456 PÇ 4
8. PÇ 1
9. Abraçadeira eletroduto PVC cinza 3/4 “ - ERP 4701 PÇ 10
- Conector unidut reto3/4” com rosca para condulete multiplo – ERP:
10. PÇ 6
69227
- Parafuso autoperfurante, ponta agulha, cabeça trombeta,
11. PÇ X
fosfotizado, fenda cruzada, 3,5 X 25 MM – ERP: 69227
- Parafuso autoperfurante, ponta agulha, cabeça trombeta,
12. PÇ X
fosfotizado, fenda cruzada, 3,5 X 25 MM – ERP: 69227
13. - BUCHA PARA ELETRODUTO 3/4“ – ERP: 006263 PÇ X
14. - ARRUELA PARA ELETRODUTO, 3/4", EM ALUMINIO – ERP: 05458 PÇ X
TOMADA INDUSTRIAL DE SOBREPOR NEGATIVA (MACHO), 4 PÓLOS
15. PÇ 1
3P+T 200/250V - 16A
PLUG INDUSTRIAL NEGATIVO TIPO FEMEA 4 PÓLOS 3P+T 200/2500V –
16. PÇ 1
16 A (ligar ao motor trifásico por meio de cabo PP)

17. TOMADA INDUSTRIAL DE SOBREPOR NEGATIVA (MACHO), 5 PÓLOS PC 1


3P+N+T 200/250V - 16A
18. PLUG INDUSTRIAL NEGATIVO TIPO FEMEA 5 PÓLOS 3P+N+T PÇ 1

9
200/2500V – 16 A (ligar no ponto de alimentação por meio de cabo
PP)
INTERRUPTOR DIFERENCIAL RESIDUAL, CLASSE AC, 4 POLOS, 25A,
19. PÇ 1
SENSIBILIDADE DE 30MA
20. DISJUNTOR TERMOMAGNETICO, CURVA C, 3 POLOS, 16A PÇ 2
21. DISJUNTOR TERMOMAGNETICO, CURVA C, 2 POLOS, 6A PÇ 1
22. PROTETOR DE SURTO DPS175 VAC-5KA FASE PÇ 3
23. PROTETOR DE SURTO DPS175 VAC-5KA NEUTRO PÇ 1
BORNE CONECTOR DE PASSAGEM, COM SISTEMA DE CONEXAO POR
24. MOLA (PUSH-IN), PASSO 5MM, PARA CABOS ATE 2,5MM2, BEGE, PÇ 50
MONTAGEM EM TRILHO DIN
BORNE CONECTOR DE PASSAGEM, COM SISTEMA DE CONEXAO POR
25. MOLA (PUSH-IN), PASSO 5MM, PARA CABOS ATE 2,5MM2, AZUL, PÇ 5
MONTAGEM EM TRILHO DIN
BORNE CONECTOR DE PASSAGEM, COM SISTEMA DE CONEXAO POR
26. MOLA (PUSH-IN), PASSO 5MM, PARA CABOS ATE 2,5MM2, VERDE E PÇ 5
AMARELO, MONTAGEM EM TRILHO DIN
POSTE FINAL PARA BORNEIRA DE CONECTORES DE PASSAGEM,
27. PÇ 2
MONTAGEM EM TRILHO DIN 35MM
PLACA SEPARADORA PARA BORNE DE PASSAGEM PARA CABOS DE
28. PÇ 4
0,5MM² A 4MM², MONTAGEM EM TRILHO DIN, 26A, 750V, BEGE
BASE DE FIXACAO AUTOADESIVA PARA ABRACADEIRA DE NYLON,
29. PÇ 10
DIMENSOES APROX. 18,5 X 18,5MM, INCOLOR
ANILHA NUMERICA, DE ENCAIXE, PARA CONDUTOR DE 1MM2, DE 0 A 9,
30. kit 1
KIT COM 50 PECAS DE CADA ALGARISMO
ANILHA NUMERICA, DE ENCAIXE, PARA CONDUTOR DE 2,5MM2, DE 0 A
31. kit 1
9, KIT COM 50 PECAS DE CADA ALGARISMO
32. CABO DE COBRE 2,5MM2, VERMELHO, PRETO OU BRANCO M 50
33. CABO DE COBRE 2,5MM2, VERDE M 15
34. CABO DE COBRE 2,5MM2, AZUL M 15
35. CABO DE COBRE 1MM2, PRETO , BRANCO OU VERMELHO M 50
36. CABO DE COBRE 1,5MM2, AZUL M 25
37. CABO DE COBRE 1,5MM2, VERDE M 25
38. TERMINAL PARA CABO 2,5MM2 PÇ 100
39. TERMINAL PARA CABO 1,0MM2 PÇ 100
40. ABRACADEIRA DE NYLON PÇ 15
BOTAO DE COMANDO PULSADOR FACEADO, PLASTICO, VERDE, 22MM,
41. PÇ 2
IP40, 2 BLOCO DE CONTATO 1NA + 1NF
BOTAO DE COMANDO PULSADOR FACEADO, PLASTICO, VERMELHO,
42. PÇ 2
22MM, IP40, 2 BLOCOS DE CONTATOS DUPLO 1NA +1 NF
BOTAO DE COMANDO PULSADOR FACEADO, PLASTICO, PRETO, 22MM,
43. PÇ 2
IP40, 2 BLOCOS DE CONTATOS DUPLO 1NA + 1NF
BOTAO DE COMANDO PULSADOR FACEADO, PLASTICO, AMARELO,
44. PÇ 2
22MM, IP40, 2 BLOCOS DE CONTATOS DUPLO 1NA + 1NF
BOTAO DE COMANDO PULSADOR FACEADO, PLASTICO, AZUL, 22MM,
45. PÇ 2
IP40, 2 BLOCOS DE CONTATOS DUPLO 1NA + 1NF
BOTAO DE COMANDO FACEADO, BRANCO, 22MM, IP40, 2 BLOCOS DE
46. PÇ 2
CONTATOS DUPLO 1NA + 1NF
BOTÃO DE EMERGÊNCIA DO TIPO COGUMELO, PLÁSTICO, VERMELHO,
47. PÇ 1
22MM, 1NA + 1 NF
48. CHAVE COMUTADORA DE COMANDO, KNOB CURTO, 3 POSIÇÕES FIXAS PC 1

10
I-O-II, 22MM, 1NA + 1NF
CHAVE SECCIONADORA COMPACTA ROTATIVA TRIPOLAR 25A, IP 65,
49. FIXACAO POR TOPO, MANOPLA ROTATIVA VERMELHA, BLOQUEIO POR PÇ 1
CADEADO, CONFORME NR12
SENSOR DE PROXIMIDADE CAPACITIVO, DISTANCIA SENSORA DE 10MM,
PNP, 10 A 30VDC, 12MM DE DIAMETRO, 4 FIOS, CONTATO 1NA/1NF,
50. PÇ 3
LED INDICADOR TRASEIRO, MONTAGEM EMBUTIDA, CONECTOR DE
ACOPLAMENTO M12 C/ 2M
MINI VENTILADOR PARA QUADRO DE COMANDO,127/220V, 120 X
51. PÇ 1
120MM, COM GRELHA, FILTRO E GRADE DE PROTECAO
52. SINALEIRO LED VERDE, 22MM PÇ 2
53. SINALEIRO LED AMARELO, 22MM PÇ 2
54. SINALEIRO LED VERMELHO, 22MM PÇ 2
55. SINALEIRO LED BRANCO, 22MM PÇ 2
56. SINALEIRO LED AZUL, 22MM PÇ 2
MINICONTATOR DE POTENCIA, CATEGORIA AC3, 9A, 220V, CONTATO
AUXILIAR 1NA, BOBINA 24DC OU 220VAC (dependendo do relé
57. pç 3
programável utilizado)

MINICONTATOR AUXILIAR, CONTATOS


AUXILIARES 2NA + 2NF, BOBINA 24DC OU 220VAC (dependendo do
58. pç 2
relé programável utilizado)

BLOCO DE CONTATOS ADITIVO DE CONTATOS


59. AUXILIARES 2NA + 2NF, ACOPLAMENTO FRONTAL EM MINICONTATOR pç 2
4
60. RELE DE INTERFACE PÇ
RELÉ DE SOBRECARGA CLASSE 10, AJUSTE 4 A 6,3ª, PARA MONTAGEM
61. DIRETA EM MINICONTATOR, TECLA MULTIFUNÇÃO PROGRAMÁVEL PÇ 1
HAND (H), AUTO (A)
Equipamentos (uso individual)
1. Motor trifásico de 1CV/220V pç 2
2. CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL pç 1
3. INVERSOR DE FREQUÊNCIA pç 1
4. SOFT-STARTER pç 1
5. Fonte para controlador lógico programável pç 1
Instrumentos (uso individual)
1. Megômetro pç 1
2. Multímetro pç 1
3. VOLT-AMPERÍMETRO DIGITAL TIPO ALICATE pç 1
Ferramentas (uso individual)
1. PARAFUSADEIRA
2. FURADEIRA
3. SERRA TICO TICO
4. SOPRADOR TERMICO
5. ALICATE CRIMPADOR PARA TERMINAIS
6. ALICATE UNIVERSAL
7. ALICATE MEIA CANA RETO
8. ALICATE DE CORTE DIAGONAL
9. CURVADOR DE ELETRODUTO METÁLICO DE 3/ 4”
10. MOLA PARA CURVAR ELETRODUTO DE PVC 3/ 4”
11. TARRAXA RAPIDA PARA TUBO PVC 3/4"

11
12. JOGO DE CHAVE DE FENDAS
13. CHAVE CANHÃO OU SOQUETE PARA PARAFUSO ELETROCALHA
14. EXTENÇÃO ELÉTRICA 5M
15. TORNO ENCANADOR PORTATIL Nº 2 OU MORSA P/ TUBOS
16. TRENA DE ACO, MILIMETRADA, COMPRIMENTO 3M
17. NIVEL DE BOLHA, DE ALUMINIO, MAGNETICO, PROFISSIONAL, 3 BOLHAS
18. SERRA COPO DE 22 MM COM SUPORTE
19. ESQUADRO DE METAL DE 12”
20. ESCALA DE AÇO INOX 300MM
21. ARCO DE SERRA FIXO, 12"
22. CORTADOR DE TUBO PVC
23. TESOURA MANUAL P/CHAPA
24. LAPIS DE MARCENEIRO
EPI
1. CAPACETE DE SEGURANÇA
2. ÓCULOS DE SEGURANÇA
3. PROTETOR AURICULAR
4. BOTA DE SEGURANÇA
5. LUVA DE ISOLANTE DE BORRACHA
6. LUVA DE VAQUETA PARA COBERTURA DE LUVA DE BORRACHA
7. LUVA DE ALGODÃO TRICOTADA PIGMENTADA
Instalações necessárias ao desenvolvimento das atividades Sim Não
PONTO DE SUPRIMENTO DE ENERGIA 3F+N+T – # 2,5MM2 PARA ALIMENTAÇÃO
DO POSTO DE TRABALHO

12