Você está na página 1de 4

NOME DO PROFESSOR: Páblia Silva Laranjeira

O sujeito e seu lugar no mundo (paisagem)

PAISAGEM
Paisagem, para a Geografia, significa duas coisas: tudo aquilo que os sentidos humanos
(tato, audição, olfato, visão) podem captar. Tudo aquilo que sua visão consegue
enxergar é uma paisagem, tudo aquilo que sua audição escuta é uma paisagem.
Portanto, tudo que o ser humano consegue sentir é uma paisagem.
Por exemplo, se você fechar os olhos nesse momento poderá ainda sentir que à sua
frente tem um computador, do lado tem algumas paredes e, se prestar mais atenção
ainda, poderá ouvir que lá fora passam carros. Você não vê, mas sente a paisagem.
Por ser a paisagem tudo aquilo que está ao alcance de nossa percepção, ela sempre vai
ser uma herança, ou seja, ela também vai fazer parte de nossa memória, sendo uma
espécie de memória do passado. Pergunte a seus pais ou avós como era a paisagem de
sua cidade quando eles eram crianças e qual é a paisagem de hoje, se existe alguma
diferença.

Diferentes concepções de paisagem na Geografia

Para Alexander Von Humboldt (1769 – 1859), importante geógrafo alemão do século


XIX, a paisagem seria reveladora do processo de formação e de transformação da
natureza. Além disso, a paisagem evidenciaria o caráter orgânico da natureza, onde
todos os elementos se mantêm em constante relação uns com os outros, inclusive com o
ser humano. A noção de paisagem de Humbodlt foi influenciada pelo movimento
romântico por meio da filosofia de Schelling e Schiller e, especialmente, pelas reflexões
de Goethe sobre a natureza e estética.
A ideia de paisagem associada à forma de apreender a totalidade do particular foi
relevante na Geografia Tradicional Alemã, inclusive no pensamento de Carl Ritter
(1779 – 1859). Outro geógrafo relevante para a definição do conceito de paisagem do
geógrafo norte-americano Carl Sauer (1889 – 1915). Com influência do geógrafo
alemão Otto Schlüter, Sauer desenvolveu o conceito de paisagem cultural. Para Sauer, o
processo de formação das paisagens se dá por meio da ação da cultura sobre a paisagem
natural, transformando-a.

UNESCO A Paisagem cultural de Sauer influenciou a definição oficial adotada


pela UNESCO em 1992, que passou a reconhecer a paisagem como elemento específico
do patrimônio cultural da humanidade. As paisagens tombadas pela UNESCO
representam processos históricos, tradições e fazem parte do folclore de diferentes
povos. Pensando nisso, em diversos países do mundo foram tomadas medidas de
proteção da paisagem como elemento relevante da memória e da identidade cultural
regional.

Paisagem Cultural e Paisagem Natural

A paisagem é um conceito que se refere a tudo o que podemos perceber utilizando os


nossos cinco sentidos (tato, visão, olfato, paladar e audição). Portanto, todo o ambiente
terrestre pode ser considerado como uma paisagem: o caos do centro de uma grande
cidade, o espaço de uma fazenda ou a área de um bosque. Em razão da abrangência
desse termo, comumente ele é dividido em dois tipos principais: as paisagens
naturais e as paisagens culturais. As paisagens naturais são as expressões dos
elementos da natureza que não se modificaram ou que foram pouco alterados pelo ser
humano, como o espaço de uma floresta virgem ou o topo de uma montanha. Em
algumas definições, esse conceito também abrange regiões naturais consideradas
inóspitas, ou seja, que não apresentam condições para a manutenção da vida do homem,
como uma área de um deserto.
As paisagens culturais – também chamadas de paisagens antrópicas – são as
expressões das atividades humanas. Elas constroem-se a partir da utilização e
transformação dos elementos da natureza pelas atividades realizadas pelo homem.
Portanto, todas as edificações artificialmente construídas, bem como as intervenções
não naturais sobre o espaço constituem paisagens culturais, como o espaço de uma
cidade ou um campo de produção agrícola. É interessante perceber que, muitas vezes,
esses tipos não se segregam, podendo se sobrepor no espaço. Assim, podem haver
elementos naturais em paisagens culturais e vice-versa. Quando elementos da natureza
são conservados no espaço de uma construção, por exemplo, temos a ocorrência desse
tipo de situação. Ao contrário do que muitos imaginam, a paisagem é uma categoria
extremamente dinâmica. Ela, além de se portar como uma expressão das práticas
humanas ou das ações da natureza, é capaz de narrar, através de suas manifestações
aparentes ou ocultas, a história daquele espaço. É comum encontrarmos, nas
manifestações de mundo, elementos referentes ao passado, recente ou remoto. Portanto,
a principal característica da paisagem é, sem dúvida, o fato de ela agregar, em si, a
sobreposição e confluência das ações do presente e do passado, que muitas vezes
convivem lado a lado.
Atividade

1.Observe a imagem abaixo e responda:

a. Que elementos naturais e culturais podem ser identificados numa paisagem?

b. Quais as características da paisagem mais lhe despertaram a atenção?

c. Como podemos definir uma paisagem?

2.Leia a música abaixo com bastante atenção e responda:

Paisagem na janela

Da janela lateral do quarto de dormir


Vejo uma igreja, um sinal de glória
Vejo um muro branco e num vôo um pássaro
Vejo uma grade e um velho sinal

Mensageiro natural de coisas naturais


Quando eu falava dessas cores mórbidas
Quando eu falava desses homens sórdidos
Quando eu falava desse temporal

Você não quer acreditar, mas isso é tão normal


Você não quer acreditar, e eu apenas era

Cavaleiro marginal banhado em ribeirão


Cavaleiro negro que viveu mistérios
Cavaleiro e senhor de casa e árvores
Sem querer descanso, nem dominical

Cavaleiro marginal lavado em ribeirão


Conheci as torres e os cemitérios
Conheci os homens e os seus velórios
Quando olhava da janela lateral
Do quarto de dormir

Você não quer acreditar, mas isso é tão normal


Você não quer acreditar, mas isso é tão normal
Um cavaleiro marginal, banhado em ribeirão
Você não quer acreditar…

Composição: Fernando Brant / Lô Borges

a) Que elementos predominam nesta paisagem (naturais e culturais)?


b) É possível identificar elementos invisíveis existentes neste lugar? Quais?

c) Como essa paisagem foi descrita?