Abertura e movimentação de contas

A abertura de uma conta é um contrato entre o banco e o cliente. De acordo com a legislação cada banco pode estabelecer certas condições para a aceitação de um cliente. Poderá também recusar a abertura da conta caso o cliente esteja no CCF ou com o CPF cancelado na receita federal. Uma conta de acordo com o número de titulares pode ser individual quando o contrato de abertura de crédito é com apenas um titular ou conjunta quando o contrato é firmado com mais de um titular, não havendo limite máximo para o número de titulares. As contas podem ser abertas ou por pessoas físicas ou jurídicas. As contas abertas por pessoas físicas tanto podem ser individual como conjunta, mas as contas abertas por pessoas jurídicas só poderão ser individual, ou seja, não existe conta conjunta com pessoa jurídica. É permitida a transformação de uma conta individual em conta conjunta e vice versa, desde que mediante expressa concordância de todos os titulares. Os contratos de conta conjunta possuem cláusulas específicas para regular a forma de movimentação, denominadas de cláusulas de solidariedade. Quando o contrato expressar ³titulares solidários´ a conta será:  Solidária A solidária pode ser movimentada em conjunto ou pelos titulares isoladamente, realizando retiradas ou autorizando débitos. Quando no contrato expressar ³titulares não solidários´ a conta será:  Não solidária A conta só pode ser movimentada por todos os titulares presentes, na falta de um a conta só poderá ser movimentada com autorização judicial. Para esse tipo de conta não podem ser emitidos cartões magnéticos para movimentação em equipamentos de autoatendimento. As contas conjuntas poderão ser movimentadas por cheques. Se a conta conjunta for solidária qualquer um dos titulares poderá assinar que o cheque será descontado. Se a conta não for solidária todos os titulares deverão assinar para que o cheque seja descontado, caso falte uma assinatura o cheque não poderá ser descontado. Se no local da assinatura constar mais de um nome é porque a conta é conjunta, se tiver a expressão ³e/ou´ a conta será solidária e bastará uma assinatura, mas se tiver a expressão ³e´ a conta será não solidária e deverá conter a assinatura de todos os titulares. *É permitida a abertura de mais de uma conta individual ou conjunta no nome do mesmo titular.

Embora tenha custos para manutenção e movimentação. estatuto ou qualquer outro documento que comprove a constituição da empresa (neste apontarão as pessoas que poderão assinar pela abertura e movimentação da conta). Movimentação de contas correntes A movimentação de uma conta corrente se dá pelos depósitos realizados e os saques através de chegues resgatados. se não for comprovado a sua legalidade a renda será dita ³renda auferida´ e o fisco cobrará o imposto de renda em cima do valor. mas atualmente só se aceita a carteira de identidade).  Comprovante de rendimentos (contracheque. telefone.  CNPJ. O fisco exigirá do correntista a origem de tal dinheiro.  CPF.Vejamos alguns tipos de contas: Conta corrente Essa conta deverá ser aberta quando o cliente desejar movimentá-la livremente fazendo depósitos e saques quando lhe convier. ou ainda através de cartões magnéticos. telefone ou ainda contrato de locação). mensalidade escolar entre outras.  Os documentos (RG e CPF) dos sócios ou representantes da empresa. Abertura de uma conta corrente Para a abertura de uma conta corrente o cliente deve preencher a ficha-proposta e apresentar os originais com suas respectivas cópias dos seguintes documentos: Da pessoa física:  Carteira de identidade (que antes poderia ser substituída por carteira de trabalho ou outro. o cliente se beneficia pelo fato de não precisar portar dinheiro no bolso.) Da pessoa jurídica:  Contrato social. por utilizar cartão magnético e talões de chegues e por poder autorizar débitos automáticos de fatura de água. luz. *Vale lembrar que desde a queda do sigilo bancário o banco é obrigado a informar a receita federal os depósitos superiores a mil reais e os que superam os doze mil reais no mês. declaração de imposto de renda e etc. folha de pagamento. .  Registro na junta comercial. luz.  Comprovante de residência que deve ter sido emitido no máximo em sessenta dias (contas de água.

Por isso o banco oferta. Encerramentos de contas correntes Os contratos ou fichas-proposta de abertura de conta deverão conter informações para o encerramento de contas. ou seja. O crédito rotativo diferente do crédito da conta especial é garantido por duplicatas a vencer. pois quando se cobre o saldo devedor ele se recompõe ficando a disposição do cliente novamente. taxas.Tipos de contas correntes De um modo geral as contas correntes podem ser classificadas em: y Conta corrente comum Quando não são autorizados a fazer débitos ou saques acima do saldo em conta. as empresas o crédito rotativo. Esse tipo de conta pode ser firmado entre o banco e o seu cliente no momento da abertura da conta ou posteriormente através de um contrato específico chamado Contrato de abertura de crédito em conta corrente. De um modo geral devem-se tomar os seguintes procedimentos:  Comunicação prévia por escrito seja por atitude do banco ou do cliente.  Cancelar os débitos automáticos. O correntista pagará encargos financeiros (juros e impostos: IOF). as quais ficam vinculadas a operação e à medida que vão sendo pagas os créditos se renovam. exclusivamente.  O cliente deve pedir o extrato e conferir se há algo de errado nas movimentações feitas. cheques pré-datados emitidos. y Conta corrente especial Quando são autorizados débitos ou saques além da provisão de fundos na cont até a certo limite estabelecido em contrato.  Manutenção de saldo suficiente em conta para liquidação de compromissos assumidos com o Banco ou decorrentes de disposições legais (impostos. mas apenas quando utilizar o crédito especial e os juros só incidiram em cima do saldo devedor. y Crédito rotativo A conta corrente especial é um exemplo de crédito rotativo. não pode existir saldo devedor.  Devolução ao banco das folhas de cheques em seu poder ou declaração por escrito de sua inutilização.). que podem não ser cobertos pelos créditos disponibilizados pelo cheque especial. etc. As empresas precisam de créditos suplementares para atender suas necessidades. .

O encerramento da conta não eximirá seu titular das obrigações legais decorrentes da sustação. O banco deverá informar os motivos de devolução dos cheques apresentados dentro do prazo de prescrição.  Essa conta não é movimentável por cheques.  A abertura dessa conta é feita pela empresa ou fonte pagadora. Conta-salário É um tipo especial de conta de depósito à vista. A tarifa de manutenção da conta é negociada e cobrada da empresa ou órgão pagador do salário/vencimento. nas agências do banco e nos equipamentos de auto-atendimento internos e externos. revogação ou cancelamento de cheques. para movimentá-los em outro banco. O instrumento contratual de abertura da conta-salário é firmado entre o banco e a instituição/empresa pagadora. cabendo a ela toda a responsabilidade de identificação do favorecido/beneficiário. exclusivamente para pagar-lhe salários e/ou vencimentos.  A conta-salário só recebe créditos da empresa ou fonte pagadora não recebendo depósitos realizados por terceiros ou mesmo pelo beneficiário e não pode ser utilizada para débitos automáticos. . O cliente (empregado/funcionário/beneficiário) é isento de tarifa de manutenção da conta-salário. mensal e gratuito. Os saques em conta-salário ficam restritos a cinco. mesmo quando ocorrer após o encerramento da conta. Exigir do banco o protocolo das devoluções e encerramento da conta (muito importante o cliente exigir tais protocolos).  O cliente também pode optar por transferir integralmente seus recursos por meio de um único DOC/TED. consultas em auto-atendimentos a duas e dois extratos no mês sem cobrança de tarifas. aberta pela empresa/fonte pagadora em nome de um favorecido/beneficiário. mas apenas por cartão magnético.

mas neste tipo de conta não será exigido o comprovante de rendimentos. de liquidez garantida e ainda possibilita a movimentação de pequenos valores. para complementar os juros pagos na poupança e é calculado a partir da SELIC e da média das taxas de CDB. ou seja. de 30 dias. pré-fixado. CPF. comprovante de residência.  70% na faixa habitacional. Caixas Econômicas Federais. Para pessoas jurídicas os rendimentos serão creditados em sua caderneta trimestralmente com as mesmas taxas de juros que a da pessoa física. A grande vantagem oferecida pelo fisco aos poupadores é que estes podem sacar total ou parcialmente seus recursos acrescidos de seus rendimentos a qualquer momento que lhe convier e estão completamente isentos de imposto de renda. pois é um investimento de baixo risco.5% ao mês ou 6% ao ano. Associações de poupança e empréstimo. enquanto que a conta pertencente à pessoa jurídica paga o imposto de renda a conta pertencente à pessoa física está isenta. 30 e 31 seus rendimentos serão creditados no dia 01. Os recursos oriundos das cadernetas de poupança devem ser aplicados.Caderneta de poupança Para a abertura da conta poupança será exigido os mesmos documentos que na abertura de conta corrente. de acordo com as regras preestabelecidas pelo Banco Central do Brasil:  30% na faixa habitacional (15% em depósito compulsório e 15% em disponibilidades financeiras e operações de faixa livre). Se o poupador fizer depósitos nos dias 29. A caderneta de poupança é a aplicação financeira mais popular do país. pois esta conta não é movimentada por cheques e como o próprio nome já explica o objetivo é poupar. carteira de identidade. mas seus rendimentos também são considerados pequenos. mas somente as pessoas físicas. Bancos múltiplos com carteiras imobiliárias. Podem operar com cadernetas de poupança: 1234Sociedades de Créditos Imobiliários ± SCI. Além desta diferença a caderneta de poupança para pessoas físicas e jurídicas possui outra. . composto por uma taxa referencial (TR) acrescida de juros de no mínimo 0. O que é a TR? Índice criado pelo governo. que pode ser do dia 01 ao dia 28 de cada mês. pelos bancos. Os rendimentos das cadernetas de poupança pertencentes às pessoas físicas são creditados mensalmente no aniversário da conta. A caderneta de poupança pode ser adquirida tanto por pessoas físicas quanto por pessoas jurídicas.

Além da poupança popularmente praticada. sendo a mais comum o financiamento de imóveis. Caderneta de Poupança Rural ± Caderneta Verde Parece com a caderneta de poupança livre. diferindo-se dessa pelo fato de que seus recursos captados são basicamente direcionados para financiamento de operações rurais e não em crédito imobiliário. 18 ou 24 meses. Carência inicial de seis meses para saque. existem outros tipos de poupança: Caderneta de Poupança Programada O poupador assume o compromisso de efetuar depósitos programados a cada 12. Progressividade nos rendimentos. Rendimento retroativo. . o banco pode cobrar até 30% do saldo da conta como manutenção até a conta ser zerada. Depósito múltiplo de 10.  Com Correção e juros. Cadernetas de Poupança Vinculada Aquela que o dinheiro poupado está vinculado a alguma finalidade específica. O poupador se beneficia com um seguro de vida que servirá para garantir a efetivação dos depósitos restantes do contrato após sua morte. A poupança vinculada é objeto de contratação em que serão fixados:  Os valores dos depósitos. a menos que o saldo da conta seja igual ou inferior a vinte reais e esteja com no mínimo seis meses sem movimentação. neste caso.  Isenção do IOF e IR. Rendimentos creditados trimestrais. Proibido saques parcelados. se houver mudança de taxa.  Prazo mínimo de 36 meses. Rendimentos creditados trimestralmente.  Condições de financiamento. Caderneta de Poupança de Rendimentos Crescentes       Realização de depósito único. Características:     Progressividade nos rendimentos.Não é cobrada taxa para manutenção (pelo menos não é para ser cobrada).  A forma de correção e sua periodicidade.

Há prazo para resgatar o que foi depositado. Prêmio: É o valor pago pelo investidor pelo título. É o proprietário do título. cada instituição poderá se basear em sorteios próprios.Título de capitalização Simplificadamente. Termos relacionados a título de capitalização Capital nominal: É o valor que o cliente vai resgatar no final do contrato. Carência: É o prazo para o resgate do investimento que varia de seis a vinte e quatro meses. . bancos comerciais e na caixa econômica federal. Carregamento: É a despesa e o lucro do banco. que pode ser aberta em bancos múltiplos com carteira comercial. mensalmente e etc. Sorteios: Podem ocorrer semanalmente. Provisão para sorteios: É a parcela paga pelo investidor para o acúmulo do prêmio. mas muitos bancos nem possuem mais esta carência. ou seja. o cliente faz depósitos uma parte do que ele deposita vai para os sorteios. outra parte para as despesas e o lucro do banco e a maior parte do que ele havia depositado vai obter rendimentos. È um contrato que o cliente tem que honrar até o fim. Funciona da seguinte maneira. este pagamento pode ser de uma só vez (plano único) ou mensal (plano mensal). em qualquer banco. título de capitalização se resume no esquema: Título de capitalização = Poupança + Loteria. Subscritor: É a pessoa que subscreve a proposta para aquisição do título de capitalização. Esse tipo de investimento é interessante para quem gosta de jogar. mas este tipo de investimento está em desvantagem em relação aos outros. Provisão matemática: É o que realmente se destina a conta e vai render. no entanto muitos bancos estão reduzindo ou até eliminando estes prazos que variavam de seis meses a 24 meses. por cliente pessoa física que não tenha em seu nome outra modalidade. Conta simplificada É uma conta corrente ou popança individual. com a garantia de que se não ganhar terá parte do que investiu recuperado. de meio ano a dois anos. Observação: Parar de pagar pode significar a perda de todo o valor já investido. Titular: É o próprio subscritor ou um terceiro indicado por ele.

Se houver bloqueio novamente a conta será encerrada ou se transformará em outro tipo de conta. . não exigindo comprovante de residência. Observação: A conta simplificada não pode apresentar saldo ou soma de créditos superiores a mil reais no mês. Caso no momento da abertura o cliente não possa apresentar a identidade e o CPF no momento bastará o NIS (Número de Inscrição Social) e terá o cliente um prazo de seis meses para a apresentação dos documentos. Exemplos de contas simplificadas são a conta ³caixa fácil´ da caixa econômica federal e a conta ³banco postal´ do Bradesco. mas o cliente fará declaração de endereço a punho.Os documentos necessários são o CPF e a identidade. quatro extratos e quatro depósitos por mês. Caso o cliente exceda esse limite duas vezes em um ano. caso ultrapasse esses limites pagará tarifas cobradas pelo banco. Movimentação da conta simplificada É movimentada através de cartão magnético. o banco bloqueará a movimentação da conta e verificará a ocorrência se as justificativas forem aceitas a conta será desbloqueada. O cliente é isento de tarifa para realizar até quatro saques. meio eletrônico ou cheques avulsos sendo vedado para este tipo de conta o uso de talonários de cheques.

na forma de imposto de renda. Os administradores aplicam os recursos dos investidores e dividem com eles os rendimentos auferidos nas transações. Nessas operações incidem tributos. Ingresso de recursos na conta de investimentos Transferência de conta corrente para conta de investimentos Se a conta for de pessoas físicas deve haver pelo menos um titular em comum entre as contas. sobre apenas os rendimentos adquiridos na operação. Ao aplicar seus recursos em determinado fundo o cliente passa a ter uma cota. para que estes adquiram e negociem papéis em seu nome. Depósito em chegue . Portanto. mas essa formalidade deve ser dispensada no caso de aberturas de contas de investimentos para os clientes que já tenham outros tipos de contas no mesmo banco ou da mesma aglomeração. podendo ser maior ou menor de acordo com a carteira do fundo. Para abrir várias opções para os clientes. os bancos criam modalidades de fundos: fundo de ações. Se a conta for de pessoas jurídicas ambas deve ter a mesma titularidade. temos uma conta investimento quando um investidor (cliente) passa seus recursos para administradores (bancos). O resgate de aplicações pode ser feito direto da conta de investimento. Esses papéis formam a carteira do fundo. com no máximo dois titulares. Também é cobrado o IOF do investidor caso ele realize o resgate até o 29º dia após a aplicação. Transferência de uma conta de investimento para outra conta de investimento Pessoa física: devem ter idêntica titularidade. demandando assim muito de seu tempo é normal que ele deposite seus recursos nas mãos de outros que passam a administrar seus investimentos. Os bancos devem observar as condições e os procedimentos para a abertura e manutenção de contas correntes. Para fazer aplicações em qualquer fundo o banco é obrigado pela legislação a deixar bem claro ao cliente os riscos da operação. fundo cambial e etc. Pessoa jurídica: devem ter idêntica titularidade. ser um cotista de tal fundo de investimento.Conta investimento ou fundo mútuo de investimento Como seria muito difícil um investidor ficar acompanhando as altas e baixas dos vários documentos negociados em bolsas de valores. ou seja. Podemos deduzir de cara que contas investimentos não renderão o mesmo nos bancos e são operações de alto risco para os investidores.

TED. Resgates.Deve ser cruzado e intransferível. Pagamentos de contas. Saída de recursos da conta de investimento Transferência para conta corrente Pessoa física: Deve haver pelo menos um titular comum entre as contas. . Compra de ações. Pessoa jurídica: As contas devem ter idêntica titularidade. Observação: não é permitido depósitos em espécies. Depósitos em dinheiro. Depósitos em cheques emitidos por terceiros. Transferências entre contas do banco. de emissão do titular da conta de investimento. Movimentações não permitidas na conta investimento y y y y y y Saques. Extratos e saldos. Pessoa jurídica: Devem ter idêntica titularidade. Depósito de chegues emitido pelo próprio titular. Movimentações permitidas na conta investimentos y y y y y y y Aplicações. com no máximo dois titulares. Créditos de salários. Transferência para conta de investimentos Pessoa física: as contas devem ter idêntica titularidade. Depósitos de cheques TB.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful