Você está na página 1de 1103

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA – CNI

Robson Braga de Andrade


Presidente

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA – DIRET

Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti

Diretor de Educação e Tecnologia

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL – SENAI

Conselho Nacional
Robson Braga de Andrade

Presidente

SENAI – Departamento Nacional

Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti

Diretor - Geral

Gustavo Leal Sales Filho


Diretor de Operações
APRESENTAÇÃO

A organização da oferta formativa coerente com as mudanças no processo produtivo é um dos grandes desafios
enfrentados pelas instituições de formação profissional que preparam o trabalhador sob as perspectivas da
competência e polivalência, com o propósito de desenvolver suas capacidades para compreensão e aplicação
das bases gerais, técnicas, científicas e socioeconômicas de uma área de atuação.

O ITINERÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL elaborado nas diversas áreas da indústria,


para subsidiar as ações de formação profissional do SENAI, tem como objetivo o alinhamento e atualização do
desenho curricular com base em contextos reais do mundo do trabalho.

Nesse sentido, este documento apresenta o itinerário nacional da área Automotiva como resultado do trabalho
articulado nacionalmente por meio dos Comitês Técnicos Setoriais Nacionais, dos Comitês de Especialistas
Técnicos do SENAI e, também, dos Interlocutores da ação.

Embora apresente o itinerário formativo de áreas tecnológicas, não se constitui como um documento finalizado,
uma vez que dentre as ações nacionais está o permanente monitoramento dos Perfis Profissionais e Desenhos
Curriculares Nacionais no sentido de mantê-los aderentes às necessidades do mundo do trabalho e à
Metodologia SENAI de Educação Profissional.

Desta forma, entregamos aos regionais a versão 2019 atualizada e ampliada, enquanto instrumentalização para
atender de forma proativa ao desafio da organização da oferta formativa, tendo em vista o fortalecimento do
padrão nacional e das ações do Sistema SENAI.
LISTA DE OCUPAÇÕES

1. ELETRICISTA VEICULAR

2. OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

3. MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

4. MECÂNICO DE MOTORES CICLO DIESEL

5. MECÂNICO DE MOTOCICLETAS

6. FUNILEIRO AUTOMOTIVO

7. OPERADOR DE PROCESSOS CONSTRUTIVOS DE CARROCERIA VEICULAR

8. MONTADOR DE CONJUNTOS MECÂNICOS E ELETROELETRÔNICOS


VEICULARES

9. INSTALADOR DE SISTEMAS VEICULARES

10. OPERADOR DE PROCESSOS AUTOMATIZADOS E ROBOTIZADOS APLICADOS À


PRODUÇÃO VEICULAR

11. MECÂNICO DE VEÍCULOS PESADOS RODOVIÁRIOS

12. MECÂNICO DE FREIOS, SUSPENSÃO E DIREÇÃO DE VEÍCULOS PESADOS


RODOVIÁRIOS

13. MECÂNICO DE TRANSMISSÃO MECÂNICA E AUTOMATIZADA DE VEÍCULOS


PESADOS RODOVIÁRIOS

14. MECÂNICO DE FREIOS, SUSPENSÃO E DIREÇÃO DE VEÍCULOS LEVES

15. MECÂNICO DE TRANSMISSÃO MANUAL E AUTOMATIZADA DE VEÍCULOS LEVES

16. MECÂNICO DE MOTORES CICLO OTTO

17. PINTOR DE AUTOMÓVEIS

18. TÉCNICO EM MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA

19. TECNÓLOGO EM SISTEMAS AUTOMOTIVOS


MATRIZ DE REFERÊNCIA

O Itinerário Nacional de Educação Profissional da área de Automotiva contempla cursos de Formação Inicial e
Continuada, Qualificação Profissional, Educação Profissional Técnica de Nível Médio, Educação Profissional
Tecnológica de Graduação.

Os desenhos curriculares aqui apresentados representam uma base nacional comum para a oferta formativa dos
Departamentos Regionais, tendo em vista a atualização técnica e tecnológica de seus cursos e a manutenção do
padrão de qualidade educacional SENAI.

Embora nem todos os currículos tenham sido desenvolvidos a partir de um Perfil Profissional definido por um
Comitê Técnico Setorial -- estratégia prioritária da Metodologia SENAI de Educação Profissional -- todos foram
desenvolvidos a partir de pesquisas de mercado, estudos técnicos de tendência e prospecção, conhecimento
tácito da área e norteadores estratégicos e submetidos ao comitê de Especialistas técnicos do SENAI que
procederam a devida análise para que os regionais possam usufruir de um documento condizente com as
demandas da indústria nacional.

Os Departamentos Regionais poderão montar suas ofertas formativas utilizando o currículo de cada ocupação, na
íntegra, ou fazendo o acréscimo de até 20% à carga horária estabelecida. A medida fará com que todo curso
atenda a uma base nacional comum sem, contudo, comprometer as especificidades estaduais.

A seguir, a Matriz de Referência da área de Automotiva que apresenta os cursos com suas respectivas Unidades
Curriculares e cargas horárias, além de representar graficamente a composição de cada curso e servir para
orientação ao regional na composição de novas ofertas a partir do desmembramento do currículo aqui
apresentado.
COMUNICAÇÃO E
30
INFORMÁTICA
horas
APLICADA

FUNDAMENTOS DA
80
TECNOLOGIA
horas
AUTOMOTIVA

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE FREIOS,
90
SUSPENSÃO E
horas
DIREÇÃO DE
VEÍCULOS

PROCESSOS BÁSICOS
120
DE MANUTENÇÃO
horas
AUTOMOTIVA

CÁLCULO E ÁLGEBRA 120


LINEAR horas

COMUNICAÇÃO E
120
METODOLOGIA
horas
CIENTÍFICA

ELETROELETRÔNICA 120
AUTOMOTIVA horas

160
FÍSICA APLICADA
horas

FUNDAMENTOS DA 120
ADMINISTRAÇÃO horas

INFRAESTRUTURA DE
120
SERVIÇOS
horas
AUTOMOTIVOS

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS 160
ELETROELETRÔNICOS horas
AUTOMOTIVOS

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS
160
ESTRUTURAIS E NÃO
horas
BÁSICO ESTRUTURAIS
AUTOMOTIVOS

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS 240
MECÂNICOS horas
AUTOMOTIVOS

MATERIAIS 120
AUTOMOTIVOS horas

PROCESSOS
CONSTRUTIVOS DE
120
SISTEMAS
horas
MECÂNICOS
AUTOMOTIVOS

SISTEMAS
120
ELETRÔNICOS
horas
AUTOMOTIVOS

SISTEMAS
ESTRUTURAIS E NÃO 80
ESTRUTURAIS horas
AUTOMOTIVOS

FUNDAMENTOS DA
COMUNICAÇÃO E DA
INFORMÁTICA 20 20 20 20 20 20
APLICADOS À horas horas horas horas horas horas
MANUTENÇÃO
AUTOMOTIVA

FUNDAMENTOS DA
48 48 48 48 48 48
MANUTENÇÃO
horas horas horas horas horas horas
AUTOMOTIVA

FUNDAMENTOS DA
COMUNICAÇÃO E DA
INFORMÁTICA 20 20 20 20 20 20
APLICADOS À horas horas horas horas horas horas
MANUTENÇÃO
AUTOMOTIVA

FUNDAMENTOS DA
48 48 48 48 48 48
MANUTENÇÃO
horas horas horas horas horas horas
AUTOMOTIVA

FUNDAMENTOS DA
20 20 20 20 20
COMUNICAÇÃO E
horas horas horas horas horas
INFORMÁTICA

FUNDAMENTOS DA
100 100 100 100 100
TECNOLOGIA DE
horas horas horas horas horas
FABRICÃO VEICULAR

MANUTENÇÃO DE
180
MOTORES DE
horas
VEÍCULOS

INTRODUTÓRIO MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS 100
ELETROELETRÔNICOS horas
VEICULARES

TAPEÇARIA E
40
VIDRAÇARIA
horas
AUTOMOTIVA

MANUTENÇÃO
PREVENTIVA DE 72 72 72 72 72 72 72 72 72 72
VEÍCULOS horas horas horas horas horas horas horas horas horas horas
AUTOMOTORES

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS 48
ELETROELETRÔNICOS horas
DE MOTOCLICLETAS

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS 60
MECÂNICOS DE horas
MOTOCLICLETAS

PREPARAÇÃO DE
SUPERFÍCIES PARA 48
PINTURA horas
AUTOMOTIVA

PROCESSOS DE 48
PINTURA horas
ESPECÍFICO AUTOMOTIVA

PROCESSOS DE
TRATAMENTO DE 24
SUPERFÍCIES horas
AUTOMOTIVAS

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS
48
ESTRUTURAIS DE
horas
CARROCERIA
AUTOMOTIVA

MANUTENÇÃO DE
CONJUNTOS NÃO
48
ESTRUTURAIS DE
horas
CARROCERIA
AUTOMOTIVA

GESTÃO DA
QUALIDADE EM 80
PROCESSOS DE PÓS- horas
VENDA

GESTÃO DE
RECURSOS
160
FINANCEIROS EM
horas
PROCESSOS DE PÓS-
VENDA

GESTÃO DE
RECURSOS
120
HUMANOS EM
horas
PROCESSOS DE PÓS-
VENDA

GESTÃO DE
RECURSOS
120
MATERIAIS EM
horas
PROCESSOS DE PÓS-
VENDA

PROMOÇÃO DE
PRODUTOS E 80
PROCESSOS DE PÓS- horas
VENDA AUTOMOTIVO

PROCESSOS DE
FABRICAÇÃO DE
120 120
COMPONENTES
horas horas
ESPECÍFICO I ESTRUTURAIS
VEICULARES

DIAGNÓSTICOS
AVANÇADOS EM 120
SISTEMS horas
AUTOMOTIVOS

GESTÃO DE
SERVIÇOS DE 120
MANUTENÇÃO horas
VEICULAR

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE 80
TRANSMISSÃO DE horas
VEÍCULOS

MANUTENÇÃO DE 32 32 32
SISTEMAS DE CARGA horas horas horas
E PARTIDA

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE
60 60 60
SEGURANÇA,
horas horas horas
CONFORTO E
ENTRETENIMENTO

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE 32 32 32
SINALIZAÇÃO E horas horas horas
ILUMINAÇÃO
GESTÃO DE
120
NEGÓCIOS EM PÓS-
horas
VENDA AUTOMOTIVO

GESTÃO DE
PROCESSOS DE
80
MANUTENÇÃO DE
horas
SISTEMAS
AUTOMOTIVOS

GESTÃO DE
PROJETOS EM
200
PROCESSOS
horas
AUTOMOTIVOS DE
PÓS-VENDA

TÉCNICAS
AVANÇADAS DE
80
DIAGNÓSTICO EM
horas
SISTEMAS
AUTOMOTIVOS

VISTORIA E PERÍCIA
80
EM SISTEMAS
horas
AUTOMOTIVOS

MONTAGEM DE
60 60
CARROCERIA
horas horas
VEICULAR

PREPARAÇÃO DE
SUPERFÍCIES PARA 36 36
PINTURA horas horas
ESPECÍFICO II AUTOMOTIVA

FUNDAMENTOS DE
FUNILARIA E 110
PINTURA horas
AUTOMOTIVA

40
INSPEÇÃO VEICULAR
horas

METODOLOGIA DE 50
PROJETOS horas

PROJETO DE
INOVAÇÃO EM 90
MANUTENÇÃO horas
AUTOMOTIVA

VISTORIA DE 30
SINISTROS horas

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE FREIOS, 60 60
SUSPENSÃO E horas horas
DIREÇÃO DE
VEÍCULOS LEVES

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE FREIOS,
SUSPENSÃO E 80 80
DIREÇÃO DE horas horas
VEÍCULOS PESADOS
RODOVIÁRIOS

MONTAGEM DE
CONJUNTOS E
120 120
SISTEMAS
horas horas
MECÂNICOS E
ELETROELETRÔNICOS

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE
ESPECÍFICO III SISTEMAS DE 80 80
TRANSMISSÃO DE horas horas
VEÍCULOS PESADOS
RODOVIÁRIOS

MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE 60 60
TRANSMISSÃO DE horas horas
VEÍCULOS LEVES

INSTALAÇÃO DE
SISTEMAS 24 24
ELETROELETRÔNICOS horas horas
EM VEÍCULOS

INSTALAÇÃO DE
SISTEMAS 60 60
MECÂNICOS EM horas horas
ESPECÍFICO IV VEÍCULOS

MANUTENÇÃO DE
120 120
MOTORES CICLO
horas horas
DIESEL

MANUTENÇÃO DE
120 120
MOTORES CICLO
horas horas
OTTO

OPERAÇÃO DE
SISTEMAS
AUTOMATIZADOS E
ROBOTIZADOS 120 120
ESPECÍFICO V
APLICADOS A horas horas
PROCESSOS
CONSTRUTIVOS
VEICULARES
CH Total

ELETRICISTA VEICULAR Qualif icações


264
horas

OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR


660

Formação Inicial
horas

MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES


504
horas

MECÂNICO DE MOTORES CICLO DIESEL


260
horas

MECÂNICO DE MOTOCICLETAS
248
horas

FUNILEIRO AUTOMOTIVO
164
horas

OPERADOR DE PROCESSOS CONSTRUTIVOS DE CARROCERIA VEICULAR


336
horas

MONTADOR DE CONJUNTOS MECÂNICOS E ELETROELETRÔNICOS VEICULARES


240
horas

INSTALADOR DE SISTEMAS VEICULARES


204
horas

OPERADOR DE PROCESSOS AUTOMATIZADOS E ROBOTIZADOS APLICADOS À


240

PRODUÇÃO VEICULAR
horas

MECÂNICO DE VEÍCULOS PESADOS RODOVIÁRIOS


544
horas

MECÂNICO DE FREIOS, SUSPENSÃO E DIREÇÃO DE VEÍCULOS PESADOS


220

RODOVIÁRIOS
horas

MECÂNICO DE TRANSMISSÃO MECÂNICA E AUTOMATIZADA DE VEÍCULOS PESADOS


220

RODOVIÁRIOS
horas

MECÂNICO DE FREIOS, SUSPENSÃO E DIREÇÃO DE VEÍCULOS LEVES


200
horas

MECÂNICO DE TRANSMISSÃO MANUAL E AUTOMATIZADA DE VEÍCULOS LEVES


200
horas

MECÂNICO DE MOTORES CICLO OTTO


260
horas

PINTOR DE AUTOMÓVEIS
188
horas

TÉCNICO EM MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA


1280
horas

TECNÓLOGO EM SISTEMAS AUTOMOTIVOS


2880
horas
1. ELETRICISTA VEICULAR

1.1 Identificação da ocupação

Ocupação ELETRICISTA VEICULAR CBO 9531-15

EDUCAÇÃO
Formação Inicial e Continuada C.H MÍNIMA 264h
PROFISSIONAL

NÍVEL DA
2 EIXO TECNOLÓGICO Controle e Processos Industriais
QUALIFICAÇÃO

Manutenção e reparação de veículos automotores e


ÁREA SEGMENTO
Automotiva manutenção e reparação de motocicletas, peças e
TECNOLÓGICA TECNOLÓGICO
acessórios

Realizar a manutenção dos sistemas eletroeletrônicos de veículos, considerando as


COMPETÊNCIA
normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio
GERAL
ambiente

REQUISITOS Ensino fundamental completo


DE ACESSO Ter, no mínimo, 16anos completos

Relação das Unidades de Competência

Realizar a manutenção dos sistemas de carga e partida, considerando as


Unidade de Competência 4 normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e
de meio ambiente

Realizar a manutenção dos sistemas de sinalização e iluminação,


Unidade de Competência 5 considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de
saúde e segurança e de meio ambiente

Realizar a manutenção dos sistemas de segurança, conforto e entretenimento,


Unidade de Competência 6 considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de
saúde e segurança e de meio ambiente

2
Descrição das Unidades de Competência

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 4
Realizar a manutenção dos sistemas de carga e partida, considerando as normas, padrões e requisitos
técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Reorganizando o local de trabalho nas condições e padrão estabelecido


Encerrar o processo de Efetuando os registros relativos às manutenções realizadas
manutenção Efetuando a entrega técnica do veículo em conformidade com as
recomendações técnicas e padrão estabelecido

Utilizando as ferramentas e equipamentos indicados para o processo em


questão
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos e normas aplicáveis ao
Testar componentes e
processo
sistemas
Simulando o comportamento do sistema em questão com referência nas
informações prestadas pelo cliente
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Realizando a remoção dos componentes em conformidade com os requisitos


técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Selecionando o novo componente com referência nas suas especificações
técnicas, tipo e modelo do veículo e recomendações do fabricante
Realizando a montagem dos componentes em conformidade com os
Substituir componentes requisitos técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Ajustando o sistema com referência nas suas especificações técnicas, tipo e
modelo do veículo e recomendações do fabricante
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Utilizando os recursos materiais e tecnológicos requeridos pelo processo


Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos, tempos e normas aplicáveis
à reparação em questão
Reparar sistemas Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Considerando as informações fornecidas pelo cliente


Considerando as informações contidas na ordem de serviço
Realizando a proteção das estruturas internas e externas do veículo que não
Diagnosticar falhas nos são objeto de intervenção em conformidade com o padrão estabelecido
sistemas e seus Acessando os componentes e seus sistemas pelos métodos e meios
componentes tecnicamente indicados para o processo
3
Efetuando inspeções, simulações e testes de acordo com as características
do sistema e tecnologias indicadas para o diagnóstico em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 5
Realizar a manutenção dos sistemas de sinalização e iluminação, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Reorganizando o local de trabalho nas condições e padrão estabelecido


Encerrar o processo de Efetuando os registros relativos às manutenções realizadas
manutenção Efetuando a entrega técnica do veículo em conformidade com as
recomendações técnicas e padrão estabelecido

Utilizando as ferramentas e equipamentos indicados para o processo em


questão
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos e normas aplicáveis ao
Testar componentes e
processo
sistemas
Simulando o comportamento do sistema em questão com referência nas
informações prestadas pelo cliente
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Realizando a remoção dos componentes em conformidade com os requisitos


técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Selecionando o novo componente com referência nas suas especificações
Executar a substituição e a técnicas, tipo e modelo do veículo e recomendações do fabricante
instalação de Ajustando o sistema com referência nas suas especificações técnicas, tipo e
componentes modelo do veículo e recomendações do fabricante
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Utilizando os recursos materiais e tecnológicos requeridos pelo processo


Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos, tempos e normas aplicáveis
à reparação em questão
Reparar sistemas
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Considerando as informações fornecidas pelo cliente


Considerando as informações contidas na ordem de serviço
Realizando a proteção das estruturas internas e externas do veículo que não

4
Diagnosticar falhas nos são objeto de intervenção em conformidade com o padrão estabelecido
sistemas e seus Acessando os componentes e seus sistemas pelos métodos e meios
componentes tecnicamente indicados para o processo
Efetuando inspeções, simulações e testes de acordo com as características
do sistema e tecnologias indicadas para o diagnóstico em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 6
Realizar a manutenção dos sistemas de segurança, conforto e entretenimento, considerando as
normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Reorganizando o local de trabalho nas condições e padrão estabelecido


Encerrar o processo de Efetuando os registros relativos às manutenções realizadas
manutenção Efetuando a entrega técnica do veículo em conformidade com as
recomendações técnicas e padrão estabelecido

Utilizando as ferramentas e equipamentos indicados para o processo em


questão
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos e normas aplicáveis ao
Testar componentes e
processo
sistemas
Simulando o comportamento do sistema em questão com referência nas
informações prestadas pelo cliente
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Realizando a remoção dos componentes em conformidade com os requisitos


técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Selecionando o novo componente com referência nas suas especificações
técnicas, tipo e modelo do veículo e recomendações do fabricante
Executar a substituição e a Realizando a montagem dos componentes em conformidade com os
instalação de requisitos técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
componentes Ajustando o sistema com referência nas suas especificações técnicas, tipo e
modelo do veículo e recomendações do fabricante
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Utilizando os recursos materiais e tecnológicos requeridos pelo processo


Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos, tempos e normas aplicáveis
à reparação em questão
Reparar sistemas
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

5
Considerando as informações fornecidas pelo cliente
Considerando as informações contidas na ordem de serviço
Realizando a proteção das estruturas internas e externas do veículo que não
Diagnosticar falhas nos são objeto de intervenção em conformidade com o padrão estabelecido
sistemas e seus Acessando os componentes e seus sistemas pelos métodos e meios
componentes tecnicamente indicados para o processo
Efetuando inspeções, simulações e testes de acordo com as características
do sistema e tecnologias indicadas para o diagnóstico em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Contexto de Trabalho da Ocupação

Meios de Produção

Máquinas e Equipamentos

Bancadas de teste de sistemas de injeção diesel


Regloscópio
Prensas hidráulicas
Opacímetro
Máquinas para limpeza de injetores
Máquinas para lavagem de peças
Máquinas para desmontagem de pneus
Máquinas de elevação automotiva
Máquina de sangria de freios
Exaustores
Estação recicladora de ar condicionado automotivo
Equipamentos de recargas de bateria
Equipamentos de medição
Equipamentos de geometria
Equipamentos de diagnóstico
Equipamentos de balanceamento de rodas
Computadores e equipamentos de informática (micros, impressoras, scanner, etc
Compressores para linhas de ar comprimido
Analisadores de gás
Prensa hidráulica
Kit de teste de liquido de arrefecimento
Kit de teste de freios e suspensão pneumáticos
Equipamento de testes de Diesel e Arla 32
Computadores e equipamentos de informática (micros, impressoras, scanner, etc.)

Ferramentas e Instrumentos

Ferramentas manuais
Scanner Automotivo
Ferramentas especiais
Ferramentas e instrumentos elétricos
Instrumentos de medição, verificação e controle
Ferramentas pneumáticas e hidráulicas
Ferramentas de ajustagem

6
Materias de Utilização Habitual

Consumíveis para manutenção


Elementos de máquinas
Materiais para registros
Materiais para limpeza
Materiais para desenho
Material de limpeza

Equipamentos e ferramentas associados aos diversos processos de informática

Editores de texto e planilhas eletrônicas para geração de gráficos, tabelas e relatórios técnicos
Softwares gerenciadores de estoques
Software de treinamentos
Software de literatura técnica
Softwares de gestão da manutenção automotiva

Métodos e Técnicas de Trabalho

Boletins técnicos
Catálogos e Manuais
Código de defesa do consumidor
Ferramentas de gestão da manutenção
Ferramentas de gestão da qualidade e produtividade
Normas Regulamentadoras - NRs
Normas técnicas nacionais (ABNT, NBR) e internacionais (ISO, DIN e outras)
Normas técnicas nacionais (Normas de serviços e outras) e internacionais (ISO, DIN e outras
Procedimentos técnicos internos
Sistema de comunicação e informação
Técnicas de ajuste e regulagem mecânica
Técnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de logística
Técnicas de manutenção
Técnicas de manutenção
Técnicas de orçamento

Condições de Trabalho

Condições ambientais

Ambientes com cargas suspensas


Condições ergonômicas variáveis
Atividades repetitivas
Ambientes internos e externos, com vários postos de trabalho
Ambientes insalubres ou perigosos
Ambientes com iluminação e ventilação variados
Trabalho em áreas contaminantes
Trabalho em altura
7
Ambientes internos, com vários postos de trabalho

Turnos e horários

Trabalho caracteristicamente em turnos diurnos, com possibilidade de trabalho em turnos e jornadas extras
ou flexíveis

Riscos profissionais

Riscos físicos: Queda; Queimaduras; Choque elétrico; Ruído; Variações de temperatura; Vibrações;
Elementos cortantes e perfurantes (corte, amputações, esmagamentos, ...); radiações solares
Riscos químicos: Exposição a produtos químicos, vapores, gases e fumos metálicos
Riscos ergonômicos: Movimentos repetitivos; Posição ergonômica em relação à atividade a ser
desenvolvida, esforço físico excessivo
Riscos biológicos: Infecções externas (dermatites); Infecções internas; animais peçonhentos

Equipamentos de Segurança

EPCs (Equipamentos de Proteção Coletiva) de acordo com a atividade a ser executada e riscos presentes
no local de trabalho
Riscos ergonômicos: Movimentos repetitivos; Posição ergonômica em relação à atividade a ser
desenvolvida, esforço físico excessivo
EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) de acordo com a atividade a ser executada e indicações do
manual de serviços

Condições Gerais

Obs.: Para pessoas com deficiência, são observados os requisitos de acessibilidade descritos na NBR nº
9050, nos Conceitos do Desenho Universal, na Lei nº 13.146/2015 e na Legislação específica da Deficiência
em questão
Para pessoas com deficiência, são observados os requisitos de acessibilidade descritos na NBR nº 9050,
nos Conceitos do Desenho Universal, na Lei nº 13.146/2015 e na Legislação específica da Deficiência em
questão

Posições no Processo Produtivo

Contexto Profissional

A atividade do Mecânico de Veículos Leves é desenvolvida em empresas de diferentes portes, segmentos e


níveis tecnológicos, como: Montadoras automotivas; Concessionárias e revendas; Oficinas mecânicas;
Empresas de fabricação e comercialização de equipamentos, acessórios e peças para automóveis; Setor
de instalação de equipamentos, dispositivos e acessórios em veículos automotivos; Auto Center; Oficina de
retífica de motores; Home service
Situação de emprego: vínculo formal através da CLT, estatutário ou como pessoa jurídica, trabalhador
autônomo
A atividade do Mecânico de Manutenção em Veículos Pesados Rodoviários, de acordo com a NBR, é
desenvolvida em empresas de diferentes portes, segmentos e níveis tecnológicos, como: Montadoras de
Veículos Pesados; Concessionárias e revendas de Veículos Pesados; Oficinas mecânicas de Veículos
Pesados; Empresas de fabricação e comercialização de equipamentos, acessórios e peças para Veículos
Pesados; Setor de instalação de equipamentos, dispositivos e acessórios em Veículos Pesados; Posto de
Molas; Oficinas Especializadas em Sistemas de Injeção Diesel; Empresas Encarroçadoras (de ônibus e
caminhões); Retífica de Motores

8
Contexto Funcional e Tecnológico

Quando em empresas, o Mecânico de Manutenção em Veículos Pesados Rodoviários está em condição de


dependência hierárquica, com grau médio (co-autor) de responsabilidade e autonomia limitada no
desempenho de suas atividades
As atividades do profissional consistem, basicamente, em trabalhos de execução da manutenção mecânica
e eletroeletrônica de veículos leves. Realiza diagnósticos, executa planos de manutenção, substitui peças e
instala de equipamentos, dispositivos e acessórios mecânicos e elétricos/eletroeletrônicos em veículos
automotivos. Registra serviços de manutenção executados. Interpreta desenhos técnicos. Aplica técnicas de
medição e testes
As atividades do profissional consistem, basicamente, em trabalhos de execução da manutenção mecânica
e eletroeletrônica de veículos pesados rodoviários. Realiza diagnósticos, executa planos de manutenção e
instalação de equipamentos, dispositivos e acessórios mecânicos em veículos pesados rodoviários. Registra
serviços de manutenção executados. Interpreta desenhos técnicos. Aplica técnicas de medição e testes
Quando em empresas, o Mecânico de Veículos Leves está em condição de dependência hierárquica, com
grau médio (co-autor) de responsabilidade e autonomia limitada no desempenho de suas atividades

Possíveis Saídas para o Mercado de Trabalho

Mecânico de Freios, Suspensão e Direção


Mecânico de Motores
Mecânico de sistemas de Transmissão
Mecânico de Veículos Leves
Piloto de teste/Controlador de qualidade
Vendedor de Autopeças
Consultor de serviços
Eletricista Automotivo
Eletromecânico de Automóveis
Empreendedor Autônomo
Entregador técnico
Mecânico de Manutenção em Veículos Pesados Rodoviários
Mecânico de Motores Ciclo Diesel
Mecânico de Transmissão
Monitor de pós vendas/ top driver
Eletricista de Automóveis
Mecânico de Auto Center

Evoluções da Ocupação

Novas técnicas de controle de qualidade e inspeção poderão se difundir no setor, no Brasil, nos próximos 5 e
10 anos: Monitoramento do desempenho e da condição de veículos automotores; Sistemas de
rastreabilidade da manutenção; Programas para análise veicular à distância Procedimentos de autoteste
para verificação de falhas antes do início de uma viagem; Sistemas para autodiagnóstico do veículo
Mudanças nos fatores tecnológicos, organizacionais e econômicos: Inovações tecnológicas aplicadas ao
segmento automotivo, inclusive sistemas embarcados; Máquinas e equipamentos com tecnologia digital e
virtual; Novas tecnologias dos processos de fabricação; Novas tecnologias de acesso à informação; Uso de
novos materiais e insumos em geral; Exigências no atendimento às normas e regulamentações,
especialmente as de segurança e de meio ambiente; Novas ferramentas da qualidade e de gestão; Adesão

9
à produção com tecnologias limpas; Gestão de ativos aplicados à manutenção automotiva; Globalização do
mercado de trabalho; Aumento da concorrência; Terceirização de serviços; Mídias sociais
Mudanças nas atividades profissionais (Novas responsabilidades que o Mecânico de Veículos Leves poderá
assumir caso os fatores tecnológicos, organizacionais e econômicos se confirmem): Exercer, com visão
sistêmica, múltiplas funções, cumprindo os aspectos ambientais, sociais e de segurança.
Autodesenvolvimento e atualização tecnológica. Tomar decisões no âmbito de suas responsabilidades; Ter
postura proativa e resiliente; Utilizar softwares e aplicativos específicos ou direcionados aos processos de
manutenção automotiva. Integrar as novas tecnologias às rotinas de trabalho
Mudanças na Legislação: Normas Técnicas: NBR 14481:2008 – Diagnóstico e manutenção em motores ciclo
Otto; NBR 14482:2000 – Substituição de bateria de partida; NBR 14752:2001 – Bomba elétrica de
combustível – Ensaios de manutenção; NBR 14753:2001 – Válvula injetora – Ensaios de manutenção; NBR
14754:2001 – Sensor de oxigênio – Ensaios de manutenção; NBR 14755:2001 – Sensor de massa de ar –
Ensaios de manutenção; NBR 14778:2001 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em sistema
de freios; NBR 14779:2001 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em sistema de direção;
NBR 14780:2001 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em sistema de suspensão; NBR
14781:2001 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em sistema de exaustão; NBR 14828:2002
– Procedimento de segurança para manutenção em veículos equipados com bolsa inflável (air bag); NBR
14843:2002 – Regulador de pressão de combustível – Ensaio; NBR 14845:2002 – Motor de partida –
Ensaio; NBR 14846:2002 – Alternador e regulador de tensão – Ensaio; NBR 14889:2002 – Versão
Corrigida: 2003 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em regulagem de motores ciclo Diesel.
NBR 14040-1 a 12:1998 – Inspeção de segurança veicular de veículos leves e pesados
Mudanças na Legislação:Normas de segurança: OHSAS / ISO 18001: referente à Gestão de Saúde e
Segurança Ocupacional; NBR Brigada de Incêndio; NR 17: referente à ergonomia; NBR 5413: referente à
iluminação, NR 12 – Segurança na Operação de Máquinas e Equipamentos; NR 10 – Segurança em
Instalações e Serviços em Eletricidade; NR 11 - Segurança na Movimentação de Cargas; NR 20 – Líquidos e
Combustíveis Inflamáveis; NR 13 – Vasos de pressão e caldeiras; Resoluções do CONTRAN
Mudanças na Legislação:Normas de gestão: ISO 9001; ISO TS 16949 (Sistema de Gestão para Indústria
Automotiva); ISO 55000 (Gestão de Ativos
Mudanças na Legislação: Meio ambiente: ISO 14000; ISO 14001; Certificação OHSAS / ISO 18001; Lei dos
Resíduos Sólidos 12.305/2010. (Política Nacional dos Resíduos Sólidos); Resoluções do CONAMA
Mudanças na Legislação: Legislação Trabalhista (CLT): Legislação do aprendiz; Direitos e deveres
pertinentes à função; Fim da insalubridade; Contratação temporária; Terceirização de serviços
Mudanças na educação profissional: Atualização técnica permanente do corpo docente; Formação para a
competência; Atualizações relativas aos sistemas de gestão da qualidade, saúde, segurança e meio
ambiente; Organização e métodos de trabalho; Uso de softwares e aplicativos; Comunicação profissional,
oral e escrita; Desenvolvimento de qualidades pessoais (ética, atitudes e comportamento); Novas
tecnologias aplicadas à manutenção automotiva; Leitura técnica (Língua estrangeira); Uso de ambientes
virtuais de aprendizagem; Infraestrutura física em conformidade com as novas tecnologias; Realidade
aumentada; Gameficação. Currículos adequados às condições de aprendizagem dos alunos
Inovações Tecnológicas de produto que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos:
Equipamentos de Scanner; Sistemas de medição por ultrassom; Sistemas de medição óptica;
Monitoramento do desempenho e da condição de veículos automotores; Sistemas de rastreabilidade da
manutenção; Plásticos biodegradáveis; Células de baterias; Sistemas de injeção direta de combustível;
Novas tecnologias de motores sobrealimentados; Novas tecnologias de conectividades. (big data,
infotainment, etc.).; Novas tecnologias de multiplexagem; Novos sistemas de segurança (ex: Detector de
fadiga, detector de pedestres, controle de aproximação).; Veículos híbridos / elétrico; Novas tecnologias de
sistemas de transmissão. (Automática, automatizada, CVT, dupla embreagem, etc..).; Sistema de navegação
com racionalização de rotas. Componentes de controle eletrônico (ex: estabilidade, tração e etc.).
Tecnologias para conexão entre todos os acessórios de forma sistêmica; Sistema de pós-tratamento de
gases do escape. (linha Diesel). Sistema de sinalização de emergência em situações de pânico (ex:
diferenciação de níveis de frenagem)
10
Inovações tecnológicas de processo que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos: Realidade
virtual; Monitoramento do desempenho e da condição de componentes; Integração de sistemas automotivos;
Tecnologia de comunicação de dados sem fio; Sistemas para a otimização de eficiência energética;
Scanner de diagnostico com novas formas de comunicação (ex: via smartphone, tablet, nuvem) Sistemas
automatizados/informatizados para realização de diagnósticos; Recursos virtuais para realizar o
diagnóstico/manutenção; Interação com o condutor para manutenção preventiva periódica; Realidade
aumentada
Inovações Tecnológicas de gestão que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos: Processo de
logística reversa para produtos de agressão ao meio ambiente (resíduos de óleos e combustíveis, baterias,
embalagens, etc.); Processos compartilhados de logística e estoque (redes); Sistemas de informação
tecnológica em nuvem Sistemas para acompanhamento, via web pelo cliente, do processo de manutenção.
Sistemas informatizados para gerenciamento de oficinas, incluindo estoques de peças, com integração às
linhas de produção. Sistema personalizado no atendimento do cliente; Gestão da satisfação do colaborador
Atividades que tendem a perder importância Realizar Manutenções e diagnóstico no sistema de direção
manual e hidráulica; Realizar Manutenções e diagnóstico em bomba injetora
Atividades que tendem a manter a importância Realizar manutenções e diagnóstico em motores de
combustão interna e seus sistemas; Realizar manutenções e diagnóstico em sistemas eletrônicos; Realizar
manutenções e diagnóstico no sistema de freios sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e
diagnóstico no sistema de direção sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e diagnóstico no
sistema de transmissão sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e diagnóstico no sistema de
suspensão sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e diagnóstico em bomba injetora; Realizar
manutenções e diagnóstico no sistema elétrico do veículo; Realizar manutenções e diagnóstico periódica
conforme manual do veículo; Substituir correia do sistema de distribuição do motor
Atividades que tendem a ganhar importância Realizar Manutenções e diagnóstico do sistema de admissão
de ar; Realizar Manutenções e diagnóstico no sistema de freios com gerenciamento eletrônico; Realizar
Manutenções e diagnóstico no sistema de direção com gerenciamento eletrônico; Realizar Manutenções e
diagnóstico no sistema de transmissão com gerenciamento eletrônico; Realizar Manutenções e diagnóstico
no sistema de suspensão com gerenciamento eletrônico; Realizar Manutenções e diagnóstico em sistemas
de veículos híbridos e elétricos; Realizar Manutenções e diagnóstico nos sistemas eletroeletrônicos do veículo
Realizar Manutenções e diagnóstico em sistemas de gerenciamento eletrônico em veículos diesel; Realizar
Manutenções e diagnóstico em sistemas de conectividade e conforto; Realizar Manutenções e diagnóstico
em sistemas de auxílio a condução. Realizar Manutenções e diagnóstico em sistemas de segurança
Atividades novas (futuras) Realizar Manutenções e diagnóstico em veículos com alta tensão; Realizar
Manutenções e diagnóstico em sistemas de gerenciamento eletrônico diesel; Realizar Manutenções e
diagnóstico e instalação de sistema multimídia e de conectividade; Calibrar sensores do sistema de
segurança; Calibrar mecanismo de mudança e embreagem das transmissões automatizadas; Realizar
Manutenções e diagnóstico no sistema de injeção direta de combustível; Inspecionar e reparar veículos
híbridos; Realizar Manutenções e diagnósticos em veículos elétricos; Realizar Manutenções e diagnósticos
em direção com gerenciamento eletrônico
Novas técnicas de controle de qualidade e inspeção poderão se difundir no setor, no Brasil, nos próximos 5 e
10 anos: Monitoramento do desempenho e da condição de veículos automotores pesados; Sistemas de
rastreabilidade da manutenção; Programas para análise veicular à distância; Procedimentos de autoteste
para verificação de falhas antes do início de uma viagem; Sistemas para autodiagnóstico do veículo
NORMAS TÉCNICAS: NBR 14482:2000 – SUBSTITUIÇÃO DE BATERIA DE PARTIDA; NBR 14755:2001 –
SENSOR DE MASSA DE AR – ENSAIOS DE MANUTENÇÃO; NBR 14828:2002 – PROCEDIMENTO DE
SEGURANÇA PARA MANUTENÇÃO EM VEÍCULOS EQUIPADOS COM BOLSA INFLÁVEL (AIR BAG);
NBR 14889:2002 – VERSÃO CORRIGIDA: 2003 – INSPEÇÃO, DIAGNÓSTICO, REPARAÇÃO E/OU
SUBSTITUIÇÃO EM REGULAGEM DE MOTORES CICLO DIESEL
NORMAS DE SEGURANÇA: OHSAS / ISO 18001: REFERENTE À GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA
OCUPACIONAL; NBR BRIGADA DE INCÊNDIO; NR 17: REFERENTE À ERGONOMIA; NBR 5413:
REFERENTE À ILUMINAÇÃO, NR 12 – SEGURANÇA NA OPERAÇÃO DE MÁQUINAS E
11
EQUIPAMENTOS; NR 10 – SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE; NR 11 -
SEGURANÇA NA MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS; NR 20 – LÍQUIDOS E COMBUSTÍVEIS INFLAMÁVEIS;
NR 13 – VASOS DE PRESSÃO E CALDEIRAS; NR 35 – TRABALHO EM ALTURA; RESOLUÇÕES DO
CONTRAN
Normas de gestão: ISO 9001; ISO TS 16949 (Sistema de Gestão para Indústria Automotiva); ISO 55000
(Gestão de Ativos)
Mudanças nos fatores tecnológicos, organizacionais e econômicos: Inovações tecnológicas aplicadas ao
segmento automotivo, inclusive sistemas embarcados; Máquinas e equipamentos com tecnologia digital e
virtual; Novas tecnologias dos processos de fabricação; Novas tecnologias de acesso à informação; Uso de
novos materiais e insumos em geral; Exigências no atendimento às normas e regulamentações,
especialmente as de segurança e de meio ambiente; Novas ferramentas da qualidade e de gestão; Adesão
à produção com tecnologias limpas; Gestão de ativos aplicados à manutenção automotiva; Globalização do
mercado de trabalho; Aumento da concorrência; Terceirização de serviços
Mudanças nas atividades profissionais: Exercer, com visão sistêmica, múltiplas funções, cumprindo os
aspectos ambientais, sociais e de segurança. Autodesenvolvimento e atualização tecnológica. Tomar
decisões no âmbito de suas responsabilidades; Ter postura proativa e resiliente; Utilizar softwares e
aplicativos específicos ou direcionados aos processos de manutenção automotiva. Integrar as novas
tecnologias às rotinas de trabalho
Mudanças na educação profissional: Atualização técnica permanente do corpo docente; Formação para a
competência; Atualizações relativas aos sistemas de gestão da qualidade, saúde, segurança e meio
ambiente; Organização e métodos de trabalho; Uso de softwares e aplicativos; Comunicação profissional,
oral e escrita; Desenvolvimento de qualidades pessoais (ética, atitudes e comportamento); Novas
tecnologias aplicadas à manutenção automotiva; Leitura técnica (Língua estrangeira); Uso de ambientes
virtuais de aprendizagem; Infraestrutura física em conformidade com as novas tecnologias; Realidade
aumentada; Gameficação; Currículos adequados às condições de aprendizagem dos alunos
MEIO AMBIENTE: ISO 14000; ISO 14001; CERTIFICAÇÃO OHSAS / ISO 18001; LEI DOS RESÍDUOS
SÓLIDOS 12.305/2010. (POLÍTICA NACIONAL DOS RESÍDUOS SÓLIDOS); RESOLUÇÕES DO CONAMA
Legislação Trabalhista (CLT): Legislação do aprendiz; Direitos e deveres pertinentes à função; Fim da
insalubridade; Contratação temporária; Terceirização de serviços
Inovações Tecnológicas de produto que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos:
Equipamentos de Scanner; Sistemas de medição por ultrassom; Sistemas de medição óptica;
Monitoramento do desempenho e da condição de veículos automotores; Sistemas de rastreabilidade da
manutenção; Plásticos biodegradáveis; Células de baterias; Novas tecnologias de conectividades. (big data,
infotainment, etc.).; Novos sistemas de multiplexagem; Novos sistemas de segurança (ex: Detector de fadiga,
detector de pedestres, controle de aproximação).; Veículos híbridos / elétrico; Novas tecnologias de sistemas
de transmissão. (Automática, automatizada, ...).; Sistema de navegação com racionalização de rotas;
Componentes de controle eletrônico (ex: estabilidade, tração, ...);Tecnologias para conexão entre todos os
acessórios de forma sistêmica; Sistema de sinalização de emergência em situações de pânico (ex:
diferenciação de níveis de frenagem); Sistema de controle de emissões euro Vl; Dispositivos de assistência
à condução; Dispositivos de conforto e conveniência
Inovações tecnológicas de processo que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos: Realidade
virtual; Monitoramento do desempenho e da condição de componentes; Integração de sistemas automotivos;
Tecnologia de comunicação de dados sem fio; Sistemas para a otimização de eficiência energética;
Scanner de diagnostico com novas formas de comunicação (ex: via smartphone, tablet, nuvem); Sistemas
automatizados/informatizados para realização de diagnósticos; Recursos virtuais para realizar o
diagnóstico/manutenção; Interação com o condutor para manutenção preventiva periódica; Realidade
aumentada;
Inovações Tecnológicas de gestão que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos: Processo de
logística reversa para produtos de agressão ao meio ambiente (resíduos de óleos e combustíveis, baterias,
embalagens, etc.); Processos compartilhados de logística e estoque (redes); Sistemas de informação
tecnológica em nuvem; Sistemas para acompanhamento, via web pelo cliente, do processo de manutenção;
12
Sistemas informatizados para gerenciamento de oficinas, incluindo estoques de peças, com integração às
linhas de produção; Sistema personalizado no atendimento do cliente; Gestão da satisfação do colaborador
Atividades que tendem a perder importância: Realizar manutenções no sistema de direção mecânica;
Realizar manutenção em sistema de injeção convencional
Atividades que tendem a manter a importância: Realizar manutenções e diagnóstico em motores de
combustão interna e seus sistemas; Realizar manutenções e diagnóstico em sistemas eletrônicos; Realizar
manutenções e diagnóstico no sistema de freios sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e
diagnóstico no sistema de direção sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e diagnóstico no
sistema de transmissão sem gerenciamento eletrônico e seus periféricos (PTO); Realizar manutenções e
diagnóstico no sistema de suspensão sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e diagnóstico
em bomba injetora; Realizar manutenções e diagnóstico no sistema elétrico do veículo; Realizar manutenções
e diagnóstico periódica conforme manual do veículo; Realizar manutenções e diagnóstico do sistema de
distribuição do motor
Atividades que tendem a ganhar importância: Realizar Manutenções e diagnóstico do sistema de admissão
de ar; Realizar Manutenções e diagnóstico no sistema de freios com gerenciamento eletrônico; Realizar
Manutenções e diagnóstico no sistema de direção com gerenciamento eletrônico; Realizar Manutenções e
diagnóstico no sistema de transmissão com gerenciamento eletrônico; Realizar Manutenções e diagnóstico
no sistema de suspensão com gerenciamento eletrônico; Realizar Manutenções e diagnóstico em sistemas
de veículos híbridos e elétricos; Realizar Manutenções e diagnóstico no sistemas eletroeletrônicos do veículo;
Realizar Manutenções e diagnóstico em sistemas de gerenciamento eletrônico em veículos diesel; Realizar
Manutenções e diagnóstico em sistemas de conectividade e conforto; Realizar Manutenções e diagnóstico
em sistemas de auxílio a condução; Realizar Manutenções e diagnóstico em sistemas de segurança; Interagir
com o cliente tecnicamente
Atividades novas: Realizar manutenção em veículos com alta tensão; Realizar manutenção e instalação de
sistema multimídia, conectividade e telemetria; Calibrar sensores do sistema de segurança; Calibrar
mecanismo de mudança e embreagem das transmissões automatizadas; Inspecionar e reparar veículos
híbridos; Inspecionar veículos elétricos; Reparar veículos elétricos; Inspecionar direção com gerenciamento
eletrônico; Reparar direção com gerenciamento eletrônico

Formação Profissional Relacionada à Ocupação

Aperfeiçoamento em novas tecnologias


Aperfeiçoamento em transmissão automática
Aperfeiçoamento em transmissão automática e automatizada
Aperfeiçoamento em customização (de suspensão de veículos, motores, injeção programável, transmissão,
pintura personalizada
Aperfeiçoamento em customização (de suspensão de veículos, motores, injeção programável, transmissão,
pintura personalizada, ...)
Aperfeiçoamento em repintura automotiva
Aperfeiçoamento em soldagem automotiva
Aperfeiçoamento profissional em gestão
Aperfeiçoamento profissional em gestão
Bacharelado em engenharia de materiais
Bacharelado em engenharia de produção mecânica
Bacharelado em engenharia mecânica
Bacharelado em engenharia mecânica automotiva
Bacharelado em engenharia mecatrônica
Bacharelado em engenharia metalúrgica

13
Superior de Tecnologia em Sistemas Automotivos
Superior em tecnologia mecânica
Técnico em Manutenção Automotiva
Técnico em Manutenção de Máquinas Pesadas

Indicação de Conhecimentos Referentes ao Perfil Profissional

Conhecimentos
Características, funcionamento e
componentes do sistema de carga e
partida
Inter-relações e interdependência entre
UC4 : Realizar a manutenção dos sistemas de carga e partida, sistemas de carga e partida com
considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de outros sistemas do veículo
qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente Processos de manutenção de
sistemas de carga
Diagnóstico de anomalias em
sistemas de carga e partida
Processos de manutenção de
sistemas de partida

Conhecimentos
Processos de manutenção de
sistemas de iluminação
Inter-relações e interdependência entre
sistemas de sinalização e iluminação
UC5 : Realizar a manutenção dos sistemas de sinalização e com outros sistemas do veículo
iluminação, considerando as normas, padrões e requisitos Diagnóstico de anomalias em
técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente sistemas de sinalização e iluminação
Características, funcionamento e
componentes do sistema de
sinalização e iluminação
Processos de manutenção de
sistemas de sinalização

Conhecimentos
Diagnóstico de anomalias em
sistemas de segurança, conforto e
entretenimento
Inter-relações e interdependência entre
sistemas de segurança, conforto e
entretenimento com outros sistemas do
UC6 : Realizar a manutenção dos sistemas de segurança, conforto veículo
e entretenimento, considerando as normas, padrões e requisitos Processos de manutenção de
técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente sistemas de conforto
Processos de manutenção de

14
sistemas de segurança
Características, funcionamento e
componentes do sistema de
segurança, conforto e entretenimento
Processos de manutenção de
sistemas de entretenimento

15
1.2 Desenho curricular
Resumo da Organização Curricular

Carga Horária
Módulos Unidades Curriculares Carga Horária
do Módulo

FUNDAMENTOS DA MANUTENÇÃO
48 h
AUTOMOTIVA

BÁSICO 68 h
FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO E DA
INFORMÁTICA APLICADOS À MANUTENÇÃO 20 h
AUTOMOTIVA

MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE VEÍCULOS


INTRODUTÓRIO 72 h 72 h
AUTOMOTORES

MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO


32 h
E ILUMINAÇÃO

MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE SEGURANÇA,


ESPECÍFICO I 60 h 124 h
CONFORTO E ENTRETENIMENTO

MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE CARGA E


32 h
PARTIDA

TOTAL 264h

16
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: BÁSICO

Perfil Profissional: ELETRICISTA VEICULAR

Unidade Curricular: FUNDAMENTOS DA MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA

Carga Horária: 48h

Unidades de Competência:

Objetivo Geral: Fortalecer os fundamentos técnicos e científicos que dão sustentação ou que se apresentam
como pré-requisito para o desenvolvimento das competências técnicas específicas dos profissionais que
atuam nas diferentes demandas da manutenção automotiva

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Competência Padrão de Desempenho Capacidades Técnicas Conhecimentos

Capacidades Técnicas

Fundamentos Técnicos Científicos

Reconhecer materiais empregados em processos construtivos de sistemas automotivos,


suas características essenciais e comportamentos
Reconhecer tipos, características, aplicações genéricas e formas de uso de ferramentas,
equipamentos e instrumentos empregados em diferentes processos de manutenção
automotiva
Reconhecer diferentes tipos de elementos de máquinas empregados em sistemas
automotivos, suas características e funções
Reconhecer grandezas, unidades de medida e instrumentos de medição utilizados em
processos de manutenção automotiva (metrologia)
Interpretar os elementos básicos e essenciais que constituem os desenhos técnicos
utilizados em diferentes tipos de documentos da área automotiva
Reconhecer os fundamentos da matemática aplicáveis à manutenção automotiva,
considerando operações básicas, frações, razão, proporção, porcentagem, geometria,
potenciação e radiciação
Definir soluções a partir da análise crítica de situações diversas relacionadas à área
automotiva, considerando encadeamento lógico e fatos, fluxogramas e análise de causa
e efeito
Reconhecer as diferentes categorias de resíduos gerados em ambientes de reparação
automotiva, bem como os critérios para sua segregação e destinação
Reconhecer situações de risco e formas de proteção do trabalhador em ambientes
laborais
Reconhecer modelos de veículos a partir de seus códigos de identificação

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Sociais

17
Demonstrar espírito colaborativo em atividades coletivas
Reconhecer os pressupostos que fundamentam e orientam comportamentos éticos nas
relações interpessoais, assim como os impactos da falta de ética no trabalho em
equipe

Capacidades Organizativas

Integrar os princípios da qualidade às atividades sob a sua responsabilidade


Reconhecer situações de risco à saúde e segurança do trabalhador e as diferentes
formas de proteção a esses riscos
Aplicar os princípios de organização nas rotinas de trabalho e nos compromissos
pessoais

Capacidades Metodológicas

Reconhecer a iniciativa como característica fundamental e requisito de um bom


profissional

18
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Biblioteca
Laboratório de Informática
Ambientes Pedagógicos Laboratório de Metrologia
Laboratório Automotivo
Sala de aula

Instrumentos de metrologia
Ferramentas manuais de uso geral na manutenção automotiva: manuais,
Máquinas, Equipamentos, de elevação, de desmontagem e montagem de medição
Instrumentos e Ferramentas Bancada com morsa
Instrumentos de desenho
Kit multimídia

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9394/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

19
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: BÁSICO

Perfil Profissional: ELETRICISTA VEICULAR

Unidade Curricular: FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO E DA INFORMÁTICA APLICADOS À


MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA

Carga Horária: 20h

Unidades de Competência:

Objetivo Geral: Fortalecer os fundamentos técnicos e científicos relacionados à comunicação oral e escrita, à
interpretação e à informática, considerando a sua relevância para o desenvolvimento das competências
técnicas específicas dos profissionais que atuam nas diferentes demandas da manutenção automotiva

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Competência Padrão de Desempenho Capacidades Técnicas Conhecimentos

Capacidades Técnicas

Fundamentos Técnicos Científicos

Reconhecer os princípios, elementos e fatores que impactam a clareza e a objetividade


da comunicação oral
Interpretar terminologias, informações e referências contidas em diferentes tipos de
textos relacionados à área automotiva
Reconhecer os requisitos de uso dos softwares e aplicativos básicos dedicados ao
registro de informações e a pesquisas relacionadas a serviços de manutenção
automotiva
Reconhecer ferramentas básicas da qualidade, suas características e finalidades
Reconhecer os princípios da linguagem culta que impactam a clareza e a objetividade da
comunicação escrita
Reconhecer os princípios que orientam a realização de pesquisas bibliográficas, em
publicações eletrônicas e de campo

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Metodológicas

Reconhecer situações de risco à saúde e segurança do trabalhador e as diferentes


formas de proteção a esses riscos
Reconhecer a iniciativa como característica fundamental e requisito de um bom
profissional
Integrar os princípios da qualidade às atividades sob a sua responsabilidade

Capacidades Organizativas

Aplicar os princípios de organização do trabalho estabelecidos ao planejamento e ao


exercício de suas atividades profissionais
20
Demonstrar espírito colaborativo em atividades coletivas

Capacidades Sociais

Reconhecer os pressupostos que fundamentam e orientam comportamentos éticos nas


relações interpessoais, assim como os impactos da falta de ética no trabalho em
equipe

21
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Biblioteca
Ambientes Pedagógicos Sala de aula
laboratório de informática

Catálogos
Livros
Manuais
Material Didático
Revistas
Materiais de apoio pedagógico
Normas

Computadores
Máquinas, Equipamentos,
Softwares (sistema operacional, pacote Office, softwares específicos)
Instrumentos e Ferramentas
Projetor multimídia

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso.

22
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: INTRODUTÓRIO

Perfil Profissional: ELETRICISTA VEICULAR

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE VEÍCULOS AUTOMOTORES

Carga Horária: 72h

Unidades de Competência:

Objetivo Geral: Iniciar o aluno na área de formação por intermédio desenvolvimento de fundamentos técnicos e
científicos que permitam a realização de atividades básicas de revisão e manutenção preventiva de veículos
automotores (veículos leves, pesados rodoviários e motocicletas), considerando sistemas mecânicos e
elétricos

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Competência Padrão de Desempenho Capacidades Técnicas Conhecimentos

Capacidades Técnicas

Fundamentos Técnicos Científicos

Campo de Responsabilidades: Reconhecer as responsabilidades técnicas por


problemas identificados em manutenções preventivas básicas, tendo em vista a
orientação do proprietário e/ou o encaminhamento do veículo para serviços
especializados de manutenção
Campo de Responsabilidades: Reconhecer os limites de responsabilidades dos
profissionais que realizam serviços básicos de revisão preventiva em veículos
automotores (leves, pesados e motocicletas)
Estrutura Geral de Veículos: Reconhecer as diferenças entre os sistemas mecânicos e
eletroeletrônicos constitutivos de veículos leves, pesados e motocicletas
Estrutura Geral de Veículos: Reconhecer diferentes tipos, modelos e características de
veículos automotores leves, pesados rodoviários e motocicletas
Plano de Manutenção: Interpretar planos de manutenção, manual de garantia,
procedimentos e check-list de revisões quanto ao roteiro de processo, requisitos e ações
a serem executadas nos serviços de manutenção preventiva básica de veículos
automotores
Fundamentos Mecânicos Automotivos: Reconhecer os fundamentos da física que se
aplicam ao funcionamento de sistemas mecânicos automotivos
Fundamentos de Eletricidade Automotiva: Reconhecer os fundamentos da física que se
aplicam ao funcionamento de sistemas eletroeletrônicos automotivos
Fundamentos de Eletricidade Automotiva: Interpretar esquemas elétricos básicos
aplicáveis a sistemas automotivos
Proteção de Veículos para a Manutenção: Reconhecer processos e procedimentos de
proteção de veículos antes da intervenção de manutenção
Fluidos e Lubrificantes: Reconhecer os requisitos técnicos e operacionais a serem
considerados na execução de serviços troca de fluidos e lubrificantes em diferentes
sistemas automotivos

23
Fluidos e Lubrificantes: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em
processos de substituição de fluidos e lubrificantes em veículos automotores
Fluidos e Lubrificantes: Classificar fluidos e lubrificantes empregados na manutenção
automotiva, considerando suas características, funções e tipo de sistemas do veículo a
que se destinam
Aditivos: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação e substituição de aditivos em veículos automotores
Aditivos: Reconhecer tipos, características, classificações, proporções de diluição e
procedimentos de troca de aditivos em líquidos de arrefecimento
Combustíveis: Classificar combustíveis com referência na sua composição química,
índice de diluição, índice de octano e cetano e suas finalidades
Filtros: Reconhecer os requisitos técnicos, procedimentos e cuidados a serem tomados
na substituição de filtros automotivos
Filtros: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação e substituição de filtros em veículos automotores
Filtros: Classificar filtros utilizados em diferentes sistemas automotivos, considerando
seus tipos, características e funções no regular funcionamento dos veículos automotores
Freios: Avaliar a integridade e as condições de funcionamento de componentes
constitutivos dos sistemas de freios automotivos
Freios: Reconhecer requisitos técnicos, procedimentos e tecnologias empregadas na
substituição e ajustes de componentes de sistemas de freios, considerando pastilhas,
lonas, sapatas e discos
Freios: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação e substituição de componentes de freios em veículos automotores
Freios: Reconhecer os diferentes sistemas de freios, suas características, componentes
e princípios de funcionamento
Sistemas Elétricos: Reconhecer procedimentos e tecnologias empregadas na
substituição de componentes de sistemas elétricos automotivos, considerando lâmpadas
e fusíveis
Sistemas Elétricos: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos
de verificação e substituição de lâmpadas e fusíveis em sistemas elétricos de veículos
automotores
Sistemas Elétricos: Identificar componentes de sistemas elétricos automotivos, suas
características, funções e requisitos de funcionamento
Limpador de para-brisa: Analisar a integridade e as condições de funcionalidade de
limpadores e lavadores de para-brisa
Indicadores de advertência de painel: Reconhecer tecnologias e procedimentos
empregados na reprogramação de indicadores de advertência relativos à manutenção
Indicadores de advertência de painel: Interpretar indicadores de advertência de painéis
automotivos, considerando os sistemas a eles associados e seus significados
Suspensão e Direção: Reconhecer tecnologias e requisitos técnicos a serem
considerados no reaperto de componentes de sistemas de suspensão e direção
Suspensão e Direção: Selecionar pneus com referência nas suas especificações
técnicas e requisitos do veículo
Suspensão e Direção: Analisar a integridade e as condições de calibração de pneus
com referência nas especificações técnicas e requisitos do veículo
Suspensão e Direção: Reconhecer tecnologias, requisitos técnicos e procedimentos de
remoção e instalação de rodas em veículos automotores
Suspensão e Direção: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em
processos de verificação e substituição de componentes de suspensão e direção em
veículos automotores
24
Suspensão e Direção: Identificar folgas em componentes de sistemas de suspensão e
direção, considerando as especificações técnicas e os respectivos parâmetros de
funcionamento
Transmissão: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação e substituição de componentes de transmissão em veículos automotores
Transmissão: Reconhecer procedimentos de ajuste preventivo de componentes de
transmissão de veículos
Motores: Identificar possíveis anomalias em motores com referência nas características
de funcionamento e estado dos mesmos, tendo em vista o encaminhamento a serviços
especializados de manutenção
Motores: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação, substituição e ajustes de velas em motores de veículos automotores
Motores: Reconhecer padrões e procedimentos de análise qualitativa, substituição e
ajuste de velas e válvulas em motores automotivos
Condições gerais de veículos: Analisar as condições gerais de veículos automotores,
considerando componentes de funilaria, pintura, tapeçaria, conforto, conveniência,
segurança
Registros: Reconhecer padrões, procedimentos e recursos empregados no registro de
informações e controles relativos a serviços de manutenção preventiva básica de veículos
automotores

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Aplicar os princípios de organização do trabalho estabelecidos no planejamento e no


exercício de suas atividades profissionais
Reconhecer o papel do trabalhador no atendimento dos princípios da qualidade e no
cumprimento das normas ambientais, de saúde e segurança

Capacidades Sociais

Reconhecer os diferentes comportamentos das pessoas nos grupos e equipes


Avaliar o próprio comportamento a partir de referenciais éticos, considerando
convenções sociais, códigos de conduta ou outros referenciais do comportamento ético
Analisar cenários, identificando a presença e/ou a ausência de atitudes éticas por parte
dos atores envolvidos

Capacidades Metodológicas

Avaliar cenários com vistas à tomada de decisões dentro do âmbito de suas


responsabilidades
Aplicar os princípios da Gestão da Qualidade nas suas rotinas de trabalho
Identificar, diante das necessidades do cliente, as melhores técnicas de atendimento às
suas necessidades

25
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Laboratório de Informática
Biblioteca
Ambientes Pedagógicos
Laboratório Automotivo
Sala de aula

Produtos para limpeza


Manuais e literaturas técnicas
Veículos
Capas de proteção
Material Didático
Insumos de proteção
EPIs
EPCs
Insumos para manutenção

Regloscópio
Ferramentas convencionais
Ferramentas especiais para serviços mecânicos e elétricos de
manutenção preventiva
Instrumentos de medição – mecânicas e elétricas
Kit multimídia
Densímetro para eletrólito de baterias
Equipamento de sangria de freios
Máquinas, Equipamentos, Scanner automotivo
Instrumentos e Ferramentas Equipamento para elevação de veículos
Equipamento para troca de óleo (diferentes sistemas)
Equipamento de teste de fluido de freio
Bancada com Morsa
Equipamento de sustentação de veículos
Refratômetro
Kit de provetas, densímetros e termômetros para teste de combustíveis
Lavadora de peças
Coletor de óleo

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

26
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO I

Perfil Profissional: ELETRICISTA VEICULAR

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO E ILUMINAÇÃO

Carga Horária: 32h

Unidades de Competência:

UC5 : Realizar a manutenção dos sistemas de sinalização e iluminação, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para
a execução de serviços de manutenção em sistemas de sinalização e iluminação, considerando diagnóstico,
reparação, substituição, instalação, teste e atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

5 .1 Encerrar 5.1 .1
- Interpretar os
o processo Reorganizando o 1. MANUTENÇÃO DE
procedimentos e normas que
de local de trabalho nas estabelecem as condições SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO
manutenção condições e padrão E ILUMINAÇÃO
para a reorganização do
estabelecido 1.1 Tipos e características
local de trabalho
dos sistemas de
sinalização e iluminação
1.1.1 Tipos de
5.1 .2 Efetuando os alimentação (12v e
- Reconhecer padrões,
registros relativos 24v)
processos, normas e
às manutenções 1.1.2 Tipos de
procedimentos adotados
realizadas sinais (sonoro,
pelas empresas para a
visual, ...)
realização de registros de
1.1.3 Tipos de
manutenções realizadas
iluminação
- Selecionar os dados e 1.2 Componentes:
informações relevantes que Lâmpadas, condutores,
informam sobre o LEDs, reatores, buzinas,
atendimento ao cliente, as faróis, sinaleiras
manutenções realizadas e 1.3 Funcionamento
termos da garantia 1.3.1 Do sistema de
sinalização
- Interpretar os 1.3.2 Do sistema de
procedimentos da empresa Iluminação
quanto aos requisitos a 1.3.3 Dos sistemas
serem considerados e de gerenciamento
atendidos no processo de de sinalização e
entrega técnica do veículo iluminação
1.3.4 Das redes de
comunicação

27
aplicadas a
sistemas de
sinalização e
5 .2 Testar 5.2 .1 Utilizando as
- Reconhecer as ferramentas iluminação
componentes ferramentas e e equipamentos específicos 1.4 Documentação
e sistemas equipamentos
empregados na realização técnica: catálogos,
indicados para o
de testes de componentes e manuais, tabela de tempo
processo em sistemas, suas padrão de serviços,
questão
características essenciais, boletins técnicos, normas,
funções, formas de uso e legislação
significado de medições 1.5 Segurança em
realizadas manutenção de sistemas
de sinalização e
iluminação
1.5.1 Riscos
5.2 .2 Seguindo os - Interpretar os manuais dos 1.5.2 EPIs e EPCs
requisitos técnicos,
fabricantes, as normas e 1.5.3
procedimentos e
demais referências técnicas Procedimentos e
normas aplicáveis que orientam a realização de normas
ao processo
testes nos sistemas 1.6 Segregação e
destinação de resíduos
gerados em processos de
manutenção de sistemas
5.2 .3 Simulando o - Analisar as características de sinalização e
comportamento do
de comportamento dos iluminação
sistema em questão
sistemas por ocasião dos 1.7 Diagnóstico de
com referência nas testes e simulações à luz das anomalias em sistemas
informações
informações prestadas pelo de sinalização e
prestadas pelo
cliente e referências técnicas iluminação
cliente pertinentes 1.7.1 Identificação
do veículo
1.7.2 Coleta de
dados
5.2 .4 Atendendo os
- Reconhecer os tipos, 1.7.3
requisitos de características e funções dos Procedimentos de
segurança
equipamentos de proteção diagnóstico:
indicados para o
coletiva empregados em fluxogramas de
processo processos de teste de diagnóstico,
componentes e sistemas inspeções, testes e
simulações, análise
- Interpretar os
de variáveis
procedimentos de segurança
1.7.4 Equipamentos,
quanto aos requisitos a
ferramentas e
serem observados no uso de
instrumentos de
ferramentas e equipamentos
diagnóstico em
empregados nas atividades
sistemas de
de teste de componentes e
sinalização e
sistemas
iluminação: tipos,
características,
funções, formas de
uso, conservação,
28
5 .3 Executar 5.3 .1 Realizando a - Selecionar as ferramentas calibração
a remoção dos (universais e especiais) para 1.7.5
substituição componentes em a remoção em questão com Procedimentos de
e a instalação conformidade com base nas indicações do diagnóstico no
de os requisitos respectivo manual sistema de
componentes técnicos, tempos e gerenciamento
procedimentos - Interpretar a literatura eletrônico
operacionais técnica e as normas 1.7.6
estabelecidos correspondentes quanto aos Procedimentos de
procedimentos de remoção e diagnóstico em
formas de uso das sistemas de redes
ferramentas a serem de comunicação
observados no processo aplicadas a
sistemas de
- Selecionar as ferramentas
sinalização e
(universais e especiais) para
iluminação
a montagem/instalação em
1.8 Reparação de
questão com base nas
Sistemas de sinalização e
indicações do respectivo
iluminação
manual
1.8.1 Equipamentos,
- Interpretar a literatura ferramentas e
técnica e as normas instrumentos de
correspondentes quanto aos reparação: tipos,
procedimentos de características,
montagem/instalação e funções, formas de
formas de uso das uso, conservação,
ferramentas a serem calibração
observados no processo 1.8.2 Materiais e
insumos para
reparação de
sistemas de
5.3 .2 Selecionando sinalização e
- Identificar, nos respectivos
o novo componente iluminação: tipos,
catálogos, as referências
com referência nas técnicas a serem características,
suas especificações consideradas na seleção dos aplicações,
técnicas, tipo e requisitos/condições
novos componentes dos
modelo do veículo e sistemas de uso
recomendações do 1.8.3 Processos e
fabricante operações de
reparação de
5.3 .3 Ajustando o sistemas de
- Interpretar o manual do
sistema com fabricante quanto aos sinalização e
referência nas suas requisitos a serem atendidos iluminação:
especificações desmontagem,
nos diferentes ajustes
técnicas, tipo e requeridos pelo sistema montagem e ajustes
modelo do veículo e 1.8.4 Tempo de
recomendações do - Reconhecer as reparo
fabricante características, funções, 1.8.5 Processos e
formas de uso e significado operações de
dos dados gerados pelos reparação no
instrumentos de medição e sistema de
29
equipamentos de gerenciamento
diagnóstico empregados nos eletrônico
diferentes processos de 1.8.6 Processos e
ajuste dos sistemas operações de
reparação em
sistemas de redes
de comunicação
5.3 .4 Atendendo os
- Reconhecer os tipos, aplicadas a
requisitos de
características e funções dos sistemas de
segurança equipamentos de proteção sinalização e
indicados para o
coletiva empregados em iluminação
processo
processos de substituição de 1.9 Substituição de
componentes Componentes de
Sistemas de sinalização e
- Interpretar os
iluminação
procedimentos de segurança
1.9.1 Ferramentas
quanto aos requisitos a
universais e
serem observados no uso de
especiais para
ferramentas e equipamentos
remoção, montagem
empregados nas atividades
e ajustes: tipos,
de substituição de
características,
componentes
aplicações, formas
- Selecionar os de uso, conservação
equipamentos de proteção 1.10 Controle de
individual de acordo com os qualidade pós-
riscos presentes nos manutenção do sistema
processos de substituição de de sinalização e
componentes iluminação
1.10.1 Simulações
de comportamento
dos sistemas:
equipamentos de
5.3 .5 Destinando
- Interpretar os requisitos das diagnose; teste de
os resíduos gerados
normas e procedimentos que eficiência
no processo em estabelecem as condições 1.11 Instalação de
conformidade com
para a destinação de componentes e
as normas e
resíduos gerados em acessórios dos sistemas
procedimentos processos de substituição de de sinalização e
estabelecidos
componentes iluminação
2. INTERFERÊNCIAS DOS
SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO
E ILUMINAÇÃO EM OUTROS
5 .4 Reparar 5.4 .1 Utilizando os - Identificar, no manual de SISTEMAS DO VEÍCULO
sistemas recursos materiais e
reparação, os materiais, 3. ENCERRAMENTO DE
tecnológicos
ferramentas, equipamentos e SERVIÇOS DE
requeridos pelo instrumentos a serem MANUTENÇÃO EM SISTEMAS
processo
utilizados na reparação do DE SINALIZAÇÃO E
respectivo sistema ILUMINAÇÃO
3.1 Reorganização de
- Interpretar os
locais de trabalho:
procedimentos que
Ferramentas da
30
estabelecem as condições Qualidade
de utilização dos recursos 3.2 Registros da
materiais e tecnológicos manutenção: registro de
serviços realizados;
registro de peças
5.4 .2 Seguindo os substituídas
- Interpretar as normas, os
requisitos técnicos, 3.3 Entrega técnica de
procedimentos técnicos, os
procedimentos, veículos: informações de
manuais dos fabricantes e o
tempos e normas serviços realizados,
Tempo de Reparo Padrão
aplicáveis à peças substituídas e
que estabelecem os
reparação em recomendações técnicas
requisitos para a execução
questão 4. ATITUDES E
dos serviços de reparação
COMPORTAMENTO ÉTICO NA
dos respectivos sistemas
MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA
4.1 Código de ética
profissional
5. VIRTUDES PROFISSIONAIS
5.4 .3 Atendendo os - Interpretar os
NA MANUTENÇÃO
requisitos de procedimentos de segurança
segurança AUTOMOTIVA - CONCEITOS E
quanto aos requisitos a VALOR
indicados para o
serem observados no uso de 5.1 Responsabilidade
processo ferramentas e equipamentos
5.2 Iniciativa
empregados nas atividades 5.3 Honestidade
de reparação 5.4 Sigilo
- Selecionar os 5.5 Prudência
5.6 Imparcialidade
equipamentos de proteção
6. A RELAÇÃO DO
individual de acordo com os
riscos presentes nos PROFISSIONAL COM O SEU
processos de reparação LÍDER
7. A RESILIÊNCIA NO
- Reconhecer os tipos, TRABALHO
características e funções dos 7.1 Como lidar com
equipamentos de proteção pressão, situações de
coletiva empregados em tensão e stress no
processos de reparação trabalho
8. TRABALHO EM EQUIPE
- Selecionar os
8.1 Autonomia e limites no
equipamentos de proteção
trabalho em equipe
individual de acordo com os
riscos presentes nos
processos de teste de
componentes e sistemas

5.4 .4 Destinando
- Interpretar os requisitos das
os resíduos gerados
normas e procedimentos que
no processo em estabelecem as condições
conformidade com para a destinação de
as normas e
resíduos gerados em
procedimentos processos de reparação

31
estabelecidos

5 .5 5.5 .1 Considerando
- Interpretar as informações
Diagnosticar as informações
fornecidas pelo cliente
falhas nos fornecidas pelo quanto às possíveis
sistemas e cliente
anomalias apresentadas
seus
pelo veículo e que possam
componentes levar a um diagnóstico

5.5 .2 Considerando
- Interpretar as informações
as informações contidas na ordem de serviço
contidas na ordem
quanto às características da
de serviço
anomalia apresentada pelo
veículo

5.5 .3 Realizando a
- Identificar, nos
proteção das procedimentos da empresa,
estruturas internas e
os requisitos a serem
externas do veículo
considerados e atendidos na
que não são objeto proteção do veículo antes do
de intervenção em
início do processo de
conformidade com o
diagnóstico
padrão
estabelecido

5.5 .4 Acessando os
- Interpretar os manuais
componentes e
técnicos quanto às ações a
seus sistemas pelos serem executadas, meios a
métodos e meios
serem utilizados e requisitos
tecnicamente
técnicos a serem atendidos
indicados para o nos procedimentos de
processo
acesso a componentes dos
sistemas

- Selecionar os
equipamentos, instrumentos
e ferramentas indicados para
o acesso aos componentes
do sistema em questão,
considerando suas
características e funções

32
5.5 .5 Efetuando - Interpretar os
inspeções, procedimentos, normas e
simulações e testes demais referências técnicas
de acordo com as a serem considerados na
características do inspeção, simulação e teste
sistema e dos sistemas
tecnologias
indicadas para o - Reconhecer os princípios
diagnóstico em de funcionamento dos
questão sistemas e as
especificidades técnicas
(parâmetros, valores de
referência, ...) a serem
observadas na análise
diagnóstica dos mesmos

- Definir, quando for o caso,


fluxogramas para a
realização de inspeções,
simulações e testes dos
sistemas

- Avaliar as grandezas e
padrões funcionais
encontrados nas inspeções,
simulações e testes à luz das
especificações do manual do
fabricante

- Reconhecer os tipos,
características, aplicações e
formas de uso dos
equipamentos, instrumentos
e ferramentas dedicados à
realização de inspeções,
simulações e testes dos
sistemas

5.5 .6 Atendendo os
- Reconhecer os tipos,
requisitos de características e funções dos
segurança
equipamentos de proteção
indicados para o
coletiva empregados em
processo processos de diagnóstico

- Selecionar os
equipamentos de proteção
individual de acordo com os
riscos presentes nos
processos de diagnóstico

- Interpretar os

33
procedimentos de segurança
quanto aos requisitos a
serem observados no uso de
ferramentas e equipamentos
empregados nas atividades
de diagnóstico

Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais
estabelecidas
Aplicar os princípios, normas e procedimentos técnicos, de
saúde, segurança e meio ambiente às atividades sob a sua
responsabilidade

Capacidades Sociais

Reconhecer o seu papel como integrante de equipe nos


diferentes processos de trabalho, considerando seus pares e os
demais níveis hierárquicos
Apresentar postura ética

Capacidades Metodológicas

Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da


organização, considerando os impactos das suas atividades nos
resultados dos produtos e serviços da empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na
própria formação

34
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Laboratório de Automotiva
Sala de aula
Ambientes Pedagógicos
Biblioteca
Laboratório de informática

EPCs
Insumos para manutenção
Material Didático Produtos para limpeza
Manuais e literaturas técnicas
EPIs

Ferramentas especiais para sistemas de sinalização e iluminação


Instrumentos de medição – mecânicos e elétricos
Kit para reparo de chicotes e conectores elétricos
Kit multimídia
Kit didático de iluminação e sinalização
Scanner automotivo
Máquinas, Equipamentos,
Elevador de veículos
Instrumentos e Ferramentas
Regloscópio
Bancada com fonte de alimentação
Macaco Jacaré
Cavaletes de sustentação
Década resistiva
Ferramentas convencionais

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

35
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO I

Perfil Profissional: ELETRICISTA VEICULAR

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE SEGURANÇA, CONFORTO E ENTRETENIMENTO

Carga Horária: 60h

Unidades de Competência:

UC6 : Realizar a manutenção dos sistemas de segurança, conforto e entretenimento, considerando as normas,
padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Proporcionar o desenvolvimento das capacidades técnicas, sociais, metodológicas e


organizativas para realizar a manutenção e instalação de componentes dos sistemas de segurança, conforto e
entretenimento, considerando diagnóstico, reparação, substituição de componentes, testes e atividades
correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

6 .1 Encerrar 6.1 .1 - Interpretar os


o processo Reorganizando o 1. MANUTENÇÃO DO
procedimentos e normas que
de local de trabalho nas estabelecem as condições SISTEMA DE SEGURANÇA
manutenção condições e padrão para a reorganização do 1.1 Definições, tipos,
estabelecido características, funções e
local de trabalho
importância dos sistemas
de segurança
1.2 Componentes dos
6.1 .2 Efetuando os sistemas
- Selecionar os dados e
registros relativos 1.2.1 Air-bag
informações relevantes que
às manutenções 1.2.2 Cintos de
informam sobre o
realizadas segurança
atendimento ao cliente, as
1.2.3 Limpadores
manutenções realizadas e
de para-brisa
termos da garantia
1.2.4 Sensor de
- Reconhecer padrões, chuva
processos, normas e 1.3 Funcionamento
procedimentos adotados 1.3.1 Dos sistemas
pelas empresas para a de segurança
realização de registros de 1.3.2 Do sistema de
manutenções realizadas gerenciamento
eletrônico
1.3.3 Das redes
comunicação
aplicadas a
6.1 .3 Efetuando a sistemas de
- Interpretar os
entrega técnica do segurança
procedimentos da empresa
veículo em 1.4 Documentação
quanto aos requisitos a
conformidade com técnica: catálogos,
serem considerados e
36
as recomendações atendidos no processo de manuais, tabela de tempo
técnicas e padrão entrega técnica do veículo padrão de serviços,
estabelecido boletins técnicos, normas
1.5 Segurança em
manutenção de sistema
6 .2 Testar 6.2 .1 Utilizando as de segurança
- Reconhecer as ferramentas
componentes ferramentas e e equipamentos específicos 1.5.1 Riscos
e sistemas equipamentos empregados na realização 1.5.2 EPIs e EPCs
indicados para o 1.5.3
de testes de componentes e
processo em sistemas, suas Procedimentos e
questão características essenciais, normas
funções, formas de uso e 1.6 Segregação e
significado de medições destinação de resíduos
realizadas gerados em processos de
manutenção de sistema
de segurança
1.7 Diagnóstico de
6.2 .2 Seguindo os - Interpretar os manuais dos anomalias em sistema de
requisitos técnicos, fabricantes, as normas e segurança
procedimentos e 1.7.1 Identificação
demais referências técnicas
normas aplicáveis que orientam a realização de do veículo
ao processo testes nos sistemas 1.7.2 Coleta de
dados
1.7.3
Procedimentos de
6.2 .3 Simulando o - Analisar as características diagnóstico:
comportamento do de comportamento dos fluxogramas de
sistema em questão diagnóstico,
sistemas por ocasião dos
com referência nas testes e simulações à luz das inspeções, testes e
informações informações prestadas pelo simulações, análise
prestadas pelo de variáveis
cliente e referências técnicas
cliente 1.7.4 Equipamentos,
pertinentes
ferramentas e
instrumentos de
diagnóstico em
6.2 .4 Atendendo os
- Interpretar os sistema de
requisitos de procedimentos de segurança segurança: tipos,
segurança
quanto aos requisitos a características,
indicados para o
serem observados no uso de funções, formas de
processo ferramentas e equipamentos uso, conservação,
empregados nas atividades calibração
de teste de componentes e 1.8 Reparação de
sistemas Sistema de Segurança
1.8.1 Equipamentos,
- Selecionar os
ferramentas e
equipamentos de proteção
instrumentos de
individual de acordo com os
reparação: tipos,
riscos presentes nos
características,
processos de teste de
funções, formas de
componentes e sistemas
uso, conservação,
- Reconhecer os tipos, calibração
37
características e funções dos 1.8.2 Materiais e
equipamentos de proteção insumos para
coletiva empregados em reparação de
processos de teste de sistemas de
componentes e sistemas segurança: tipos,
características,
aplicações,
requisitos/condições
6 .3 Executar 6.3 .1 Realizando a - Interpretar a literatura de uso
a remoção dos 1.8.3 Processos e
técnica e as normas
substituição componentes em correspondentes quanto aos operações de
e a instalação conformidade com procedimentos de remoção e reparação de
de os requisitos sistemas de
formas de uso das
componentes técnicos, tempos e ferramentas a serem segurança:
procedimentos observados no processo desmontagem,
operacionais montagem e ajustes
estabelecidos - Selecionar as ferramentas 1.8.4 Tempo de
(universais e especiais) para reparo
a remoção em questão com 1.9 Substituição de
base nas indicações do Componentes de Sistema
respectivo manual de Segurança
1.9.1 Ferramentas
universais e
especiais para
6.3 .2 Selecionando
- Identificar, nos respectivos remoção, montagem
o novo componente
catálogos, as referências e ajustes: tipos,
com referência nas técnicas a serem características,
suas especificações
consideradas na seleção dos aplicações, formas
técnicas, tipo e
novos componentes dos de uso, conservação
modelo do veículo e sistemas 1.10 Controle de
recomendações do
qualidade pós-
fabricante
manutenção do sistema
de segurança
6.3 .3 Realizando a
- Interpretar a literatura 1.10.1 Simulações
montagem dos técnica e as normas de comportamento
componentes em
correspondentes quanto aos do sistema:
conformidade com
procedimentos de equipamentos de
os requisitos montagem/instalação e diagnose; teste de
técnicos, tempos e
formas de uso das eficiência
procedimentos
ferramentas a serem 2. MANUTENÇÃO DE
operacionais observados no processo SISTEMAS DE CONFORTO
estabelecidos
2.1 Definições, tipos,
- Selecionar as ferramentas
características, funções e
(universais e especiais) para
importância dos sistemas
a montagem/instalação em
de conforto
questão com base nas
2.2 Componentes dos
indicações do respectivo
sistemas
manual
2.2.1 Ar-
condicionado
2.2.2 Travas
6.3 .4 Ajustando o elétricas
38
sistema com - Reconhecer as 2.2.3 Vidros
referência nas suas características, funções, elétricos
especificações formas de uso e significado 2.2.4 Sistema de
técnicas, tipo e dos dados gerados pelos alarme
modelo do veículo e instrumentos de medição e 2.2.5 Retrovisores
recomendações do equipamentos de elétricos
fabricante diagnóstico empregados nos 2.2.6 Sensor de
diferentes processos de estacionamento
ajuste dos sistemas 2.3 Funcionamento
2.3.1 Dos sistemas
- Interpretar o manual do de conforto
fabricante quanto aos 2.3.2 Do sistema de
requisitos a serem atendidos gerenciamento
nos diferentes ajustes eletrônico
requeridos pelos sistemas 2.3.3 Das redes
comunicação
aplicadas a
6.3 .5 Atendendo os - Selecionar os sistemas de
requisitos de conforto
equipamentos de proteção
segurança individual de acordo com os 2.4 Documentação
indicados para o riscos presentes nos técnica: catálogos,
processo manuais, tabela de tempo
processos de substituição de
componentes padrão de serviços,
boletins técnicos, normas
- Interpretar os 2.5 Segurança em
procedimentos de segurança manutenção de sistema
quanto aos requisitos a de conforto
serem observados no uso de 2.5.1 Riscos
ferramentas e equipamentos 2.5.2 EPIs e EPCs
empregados nas atividades 2.5.3
de substituição de Procedimentos e
componentes normas
2.6 Segregação e
- Reconhecer os tipos,
destinação de resíduos
características e funções dos
gerados em processos de
equipamentos de proteção
manutenção de sistema
coletiva empregados em
de conforto
processos de substituição de
2.7 Diagnóstico de
componentes
anomalias em sistema de
conforto
2.7.1 Identificação
6.3 .6 Destinando do veículo
- Interpretar os requisitos das
os resíduos gerados normas e procedimentos que 2.7.2 Coleta de
no processo em dados
estabelecem as condições
conformidade com 2.7.3
para a destinação de
as normas e Procedimentos de
resíduos gerados em
procedimentos diagnóstico:
processos de substituição de
estabelecidos fluxogramas de
componentes
diagnóstico,
inspeções, testes e
simulações, análise
39
6 .4 Reparar 6.4 .1 Utilizando os - Interpretar os de variáveis
2.7.4 Equipamentos,
sistemas recursos materiais e procedimentos que
estabelecem as condições ferramentas e
tecnológicos
requeridos pelo de utilização dos recursos instrumentos de
materiais e tecnológicos diagnóstico em
processo
sistema de conforto:
- Identificar, no manual de tipos,
reparação, os materiais, características,
ferramentas, equipamentos e funções, formas de
instrumentos a serem uso, conservação,
utilizados na reparação do calibração
respectivo sistema 2.8 Reparação de
Sistema de Conforto
2.8.1 Equipamentos,
ferramentas e
instrumentos de
reparação: tipos,
6.4 .2 Seguindo os - Interpretar as normas, os características,
requisitos técnicos,
procedimentos técnicos, os funções, formas de
procedimentos, manuais dos fabricantes e o uso, conservação,
tempos e normas Tempo de Reparo Padrão calibração
aplicáveis à
que estabelecem os 2.8.2 Materiais e
reparação em
requisitos para a execução insumos para
questão dos serviços de reparação reparação de
dos respectivos sistemas sistemas de
conforto: tipos,
características,
aplicações,
6.4 .3 Atendendo os - Reconhecer os tipos, requisitos/condições
requisitos de
características e funções dos de uso
segurança
equipamentos de proteção 2.8.3 Processos e
indicados para o coletiva empregados em operações de
processo
processos de reparação reparação de
sistemas de
- Interpretar os
conforto:
procedimentos de segurança
desmontagem,
quanto aos requisitos a
montagem e ajustes
serem observados no uso de
2.8.4 Tempo de
ferramentas e equipamentos
reparo
empregados nas atividades
2.9 Substituição de
de reparação
Componentes de Sistema
- Selecionar os de Conforto
equipamentos de proteção 2.9.1 Ferramentas
individual de acordo com os universais e
riscos presentes nos especiais para
processos de reparação remoção, montagem
e ajustes: tipos,
características,
aplicações, formas
de uso, conservação
6.4 .4 Destinando - Interpretar os requisitos das 2.10 Controle de
40
os resíduos gerados normas e procedimentos que qualidade pós-
no processo em estabelecem as condições manutenção do sistema
conformidade com para a destinação de de conforto
as normas e resíduos gerados em 2.10.1 Simulações
procedimentos processos de reparação de comportamento
estabelecidos do sistema:
equipamentos de
diagnose; teste de
6 .5 6.5 .1 Considerando
- Interpretar as informações eficiência
Diagnosticar as informações
fornecidas pelo cliente 2.11 Instalação de
falhas nos fornecidas pelo quanto às possíveis componentes e
sistemas e cliente
anomalias apresentadas acessórios do sistema de
seus
pelo veículo e que possam conforto
componentes levar a um diagnóstico 3. MANUTENÇÃO DO
SISTEMA DE
ENTRETENIMENTO
3.1 Definições, tipos,
6.5 .2 Considerando
- Interpretar as informações características, funções e
as informações contidas na ordem de serviço importância dos sistemas
contidas na ordem
quanto às características da de entretenimento
de serviço
anomalia apresentada pelo 3.2 Componentes dos
veículo sistemas
3.2.1 Sistema de
sonorização
3.2.2 Reprodutores
6.5 .3 Realizando a
- Identificar, nos de mídia
proteção das procedimentos da empresa, 3.2.3 Central
estruturas internas e
os requisitos a serem Multimídia
externas do veículo
considerados e atendidos na 3.3 Funcionamento
que não são objeto proteção do veículo antes do 3.3.1 Dos sistemas
de intervenção em
início do processo de de entretenimento
conformidade com o
diagnóstico 3.3.2 Do sistema de
padrão
gerenciamento
estabelecido
eletrônico
3.3.3 Das redes
6.5 .4 Acessando os
- Selecionar os comunicação
componentes e
equipamentos, instrumentos aplicadas a
seus sistemas pelos e ferramentas indicados para
sistemas de
métodos e meios
o acesso aos componentes entretenimento
tecnicamente
do sistema em questão, 3.4 Documentação
indicados para o considerando suas técnica: catálogos,
processo
características e funções manuais, tabela de tempo
padrão de serviços,
- Interpretar os manuais
boletins técnicos, normas,
técnicos quanto às ações a
legislação
serem executadas, meios a
3.5 Segurança em
serem utilizados e requisitos
manutenção de sistema
técnicos a serem atendidos
de entretenimento
nos procedimentos de
3.5.1 Riscos
acesso a componentes dos
3.5.2 EPIs e EPCs
sistemas
3.5.3
41
Procedimentos e
normas
3.6 Segregação e
6.5 .5 Efetuando
- Avaliar as grandezas e destinação de resíduos
inspeções, padrões funcionais gerados em processos de
simulações e testes
encontrados nas inspeções, manutenção de sistema
de acordo com as
simulações e testes à luz das de entretenimento
características do especificações do manual do 3.7 Diagnóstico de
sistema e
fabricante anomalias em sistema de
tecnologias
entretenimento
indicadas para o - Definir, quando for o caso, 3.7.1 Identificação
diagnóstico em fluxogramas para a
do veículo
questão realização de inspeções,
3.7.2 Coleta de
simulações e testes dos dados
sistemas
3.7.3
- Reconhecer os tipos, Procedimentos de
diagnóstico:
características, aplicações e
fluxogramas de
formas de uso dos
equipamentos, instrumentos diagnóstico,
inspeções, testes e
e ferramentas dedicados à
simulações, análise
realização de inspeções,
simulações e testes dos de variáveis
3.7.4 Equipamentos,
sistemas
ferramentas e
- Interpretar os instrumentos de
procedimentos, normas e diagnóstico em
demais referências técnicas sistema de
a serem considerados na segurança: tipos,
inspeção, simulação e teste características,
dos sistemas funções, formas de
uso, conservação,
- Reconhecer os princípios
calibração
de funcionamento dos 3.8 Reparação de
sistemas e as
Sistema de
especificidades técnicas
Entretenimento
(parâmetros, valores de 3.8.1 Equipamentos,
referência, ...) a serem
ferramentas e
observadas na análise
instrumentos de
diagnóstica dos mesmos reparação: tipos,
características,
funções, formas de
uso, conservação,
calibração
6.5 .6 Atendendo os 3.8.2 Materiais e
- Reconhecer os tipos,
requisitos de insumos para
características e funções dos
segurança reparação de
equipamentos de proteção
indicados para o sistemas de
coletiva empregados em
processo entretenimento:
processos de diagnóstico
tipos,
- Selecionar os características,
equipamentos de proteção aplicações,
42
individual de acordo com os requisitos/condições
riscos presentes nos de uso
processos de diagnóstico 3.8.3 Processos e
operações de
- Interpretar os reparação de
procedimentos de segurança sistemas de
quanto aos requisitos a entretenimento:
serem observados no uso de desmontagem,
ferramentas e equipamentos montagem e ajustes
empregados nas atividades 3.8.4 Tempo de
de diagnóstico reparo
3.9 Substituição de
Componentes de Sistema
de Entretenimento
Fundamentos Técnicos Científicos
3.9.1 Ferramentas
universais e
especiais para
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas remoção, montagem
e ajustes: tipos,
Capacidades Sociais características,
aplicações, formas
Apresentar postura ética
de uso, conservação
Reconhecer o seu papel como gestor de equipes e processos
3.10 Controle de
de trabalho, considerando seus pares e os demais níveis
qualidade pós-
hierárquicos
manutenção do sistema
Capacidades Metodológicas de entretenimento
3.10.1 Simulações
Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da de comportamento
organização, considerando os impactos das suas atividades nos do sistema:
resultados dos produtos e serviços da empresa equipamentos de
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento diagnose; teste de
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no eficiência
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na 3.11 Instalação de
própria formação componentes e
Demonstrar profissionalismo no exercício de suas acessórios do sistema de
responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais entretenimento
estabelecidas 4. INTER-RELAÇÕES E
Aplicar os princípios, as normas e os procedimentos de saúde, INTERDEPENDÊNCIAS
segurança e meio ambiente às atividades sob a sua ENTRE SISTEMAS DE
responsabilidade SEGURANÇA, CONFORTO E
ENTRETENIMENTO
4.1 Redes de
comunicação
relacionadas aos
sistemas de segurança,
conforto e entretenimento
4.2 Interferências dos
sistemas segurança,
conforto e entretenimento
em outros sistemas do
veículo
43
5. ENCERRAMENTO DE
SERVIÇOS DE
MANUTENÇÃO
5.1 Reorganização de
locais de trabalho:
Ferramentas da
Qualidade
5.2 Registros da
manutenção: registro de
serviços realizados;
registro de peças
substituídas
5.3 Entrega técnica de
veículos: informações de
serviços realizados,
peças substituídas e
recomendações técnicas
6. TRABALHO E
PROFISSIONALISMO
6.1 Administração do
tempo
6.2 Administração de
recursos disponíveis
6.3 Importância da
assertividade no trabalho
7. DESENVOLVIMENTO
PROFISSIONAL
7.1 Planejamento
Profissional: ascensão
profissional, formação
profissional, investimento
educacional

44
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Sala de aula
Biblioteca
Ambientes Pedagógicos
Laboratório de Informática
Laboratório de Automotiva

Produtos para limpeza


EPCs
Insumos para manutenção
Material Didático
EPIs
Insumos para instalação
Literatura técnica, normas e manuais

Instrumentos de medição – mecânicos e elétricos


Medidor de pressão sonora RTA
Kit para reparo de chicotes e conectores elétricos
Kit multimídia
Ferramentas convencionais
Scanner automotivo
Elevador de veículos
Máquinas, Equipamentos,
Bancada com Morsa
Instrumentos e Ferramentas
Macaco Jacaré
Cavaletes de sustentação
Carregador de baterias
Década resistiva
Estação recicladora de ar-condicionado
Ferramentas especiais para sistemas de segurança, conforto e
entretenimento

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

45
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO I

Perfil Profissional: ELETRICISTA VEICULAR

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE CARGA E PARTIDA

Carga Horária: 32h

Unidades de Competência:

UC4 : Realizar a manutenção dos sistemas de carga e partida, considerando as normas, padrões e requisitos
técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Proporcionar o desenvolvimento das capacidades técnicas, sociais, metodológicas e


organizativas para realizar a manutenção do sistema de carga e partida em veículos, considerando diagnóstico,
reparação, substituição de componentes, testes e atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

4 .1 Encerrar 4.1 .1
- Interpretar os
o processo Reorganizando o 1. MANUTENÇÃO DO
procedimentos e normas
de local de trabalho nas SISTEMA DE CARGA
que estabelecem as
manutenção condições e padrão 1.1 Características do
condições para a
estabelecido sistema de carga
reorganização do local de
1.2 Componentes:
trabalho
alternadores, baterias,
correias de acionamento,
reguladores de tensão,
4.1 .2 Efetuando os centrais de
- Reconhecer padrões,
registros relativos às gerenciamento
processos, normas e
manutenções 1.3 Funcionamento do
procedimentos adotados
realizadas sistema de carga
pelas empresas para a
1.4 Documentação
realização de registros de
técnica: catálogos,
manutenções realizadas
manuais, tabela de tempo
- Selecionar os dados e padrão de serviços,
informações relevantes que boletins técnicos, normas
informam sobre o 1.5 Segurança em
atendimento ao cliente, as manutenção de sistema
manutenções realizadas e de carga
termos da garantia 1.5.1 Riscos
1.5.2 EPIs e EPCs
1.5.3
Procedimentos e
normas
4.1 .3 Efetuando a 1.6 Segregação e
- Interpretar os
entrega técnica do destinação de resíduos
procedimentos da empresa
veículo em gerados em processos de
quanto aos requisitos a
conformidade com manutenção de sistema
serem considerados e
46
as recomendações atendidos no processo de de carga
técnicas e padrão entrega técnica do veículo 1.7 Diagnóstico de
estabelecido anomalias em sistema de
carga
1.7.1 Identificação
4 .2 Testar 4.2 .1 Utilizando as do veículo
- Reconhecer as
componentes ferramentas e 1.7.2 Coleta de
ferramentas e equipamentos
e sistemas equipamentos específicos empregados na dados
indicados para o realização de testes de 1.7.3
processo em componentes e sistemas, Procedimentos de
questão suas características diagnóstico:
essenciais, funções, formas fluxogramas de
de uso e significado de diagnóstico,
medições realizadas inspeções, testes e
simulações, análise
de variáveis
1.7.4 Equipamentos,
4.2 .2 Seguindo os ferramentas e
- Interpretar os manuais dos
requisitos técnicos, fabricantes, as normas e instrumentos de
procedimentos e demais referências técnicas diagnóstico em
normas aplicáveis ao que orientam a realização sistema de carga:
processo de testes nos sistemas tipos,
características,
funções, formas de
uso, conservação,
4.2 .3 Simulando o - Analisar as características calibração
comportamento do de comportamento dos 1.8 Reparação de
sistema em questão sistemas por ocasião dos Sistema de Carga
com referência nas 1.8.1 Equipamentos,
testes e simulações à luz
informações das informações prestadas ferramentas e
prestadas pelo pelo cliente e referências instrumentos de
cliente técnicas pertinentes reparação: tipos,
características,
funções, formas de
uso, conservação,
4.2 .4 Atendendo os - Interpretar os calibração
requisitos de procedimentos de 1.8.2 Materiais e
segurança indicados segurança quanto aos insumos para
para o processo
requisitos a serem reparação de
observados no uso de sistemas de carga:
ferramentas e equipamentos tipos,
empregados nas atividades características,
de teste de componentes e aplicações,
sistemas requisitos/condições
de uso
- Selecionar os
1.8.3 Processos e
equipamentos de proteção
operações de
individual de acordo com os
reparação de
riscos presentes nos
sistemas de carga:
processos de teste de
desmontagem,
componentes e sistemas
montagem e ajustes
47
- Reconhecer os tipos, 1.8.4 Tempo de
características e funções reparo
dos equipamentos de 1.9 Substituição de
proteção coletiva Componentes de Sistema
empregados em processos de Carga
de teste de componentes e 1.9.1 Ferramentas
sistemas universais e
especiais para
remoção, montagem
e ajustes: tipos,
4 .3 Substituir 4.3 .1 Realizando a - Selecionar as ferramentas características,
componentes remoção dos (universais e especiais) aplicações, formas
componentes em para a remoção em questão de uso, conservação
conformidade com 1.10 Controle de
com base nas indicações do
os requisitos respectivo manual qualidade pós-
técnicos, tempos e manutenção do sistema
procedimentos - Interpretar a literatura de carga
operacionais técnica e as normas 1.10.1 Simulações
estabelecidos correspondentes quanto aos de comportamento
procedimentos de remoção do sistema:
e formas de uso das equipamentos de
ferramentas a serem diagnose; teste de
observados no processo eficiência
2. MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE PARTIDA
2.1 Características do
sistema de partida
2.2 Componentes:
4.3 .2 Selecionando - Identificar, nos respectivos motores de partida,
o novo componente
catálogos, as referências baterias, comutadores e
com referência nas
técnicas a serem cilindros de ignição,
suas especificações consideradas na seleção centrais de
técnicas, tipo e dos novos componentes dos gerenciamento
modelo do veículo e sistemas 2.3 Funcionamento
recomendações do
2.4 Documentação
fabricante
técnica: catálogos,
manuais, tabela de tempo
4.3 .3 Realizando a - Selecionar as ferramentas padrão de serviços,
montagem dos (universais e especiais) boletins técnicos, normas
componentes em para a montagem em 2.5 Segurança em
conformidade com
questão com base nas manutenção de sistema
os requisitos
indicações do respectivo de partida
técnicos, tempos e manual 2.5.1 Riscos
procedimentos 2.5.2 EPIs e EPCs
operacionais - Interpretar a literatura 2.5.3
estabelecidos técnica e as normas Procedimentos e
correspondentes quanto aos normas
procedimentos de
2.6 Segregação e
montagem e formas de uso destinação de resíduos
das ferramentas a serem gerados em processos de
observados no processo manutenção de sistema
48
de carga
2.7 Diagnóstico de
anomalias em sistema de
4.3 .4 Ajustando o - Reconhecer as partida
sistema com características, funções, 2.7.1 Identificação
referência nas suas
formas de uso e significado do veículo
especificações
dos dados gerados pelos 2.7.2 Coleta de
técnicas, tipo e instrumentos de medição e dados
modelo do veículo e equipamentos de 2.7.3
recomendações do diagnóstico empregados Procedimentos de
fabricante nos diferentes processos de diagnóstico:
ajuste dos sistemas fluxogramas de
diagnóstico,
- Interpretar o manual do
inspeções, testes e
fabricante quanto aos
simulações, análise
requisitos a serem
de variáveis
atendidos nos diferentes
2.7.4 Equipamentos,
ajustes requeridos pelos
ferramentas e
sistemas
instrumentos de
diagnóstico em
sistema de carga:
4.3 .5 Atendendo os tipos,
- Reconhecer os tipos,
requisitos de características,
características e funções
segurança indicados funções, formas de
dos equipamentos de
para o processo uso, conservação,
proteção coletiva
calibração
empregados em processos
2.8 Reparação de
de substituição de
Sistema de Partida
componentes
2.8.1 Equipamentos,
- Interpretar os ferramentas e
procedimentos de instrumentos de
segurança quanto aos reparação: tipos,
requisitos a serem características,
observados no uso de funções, formas de
ferramentas e equipamentos uso, conservação,
empregados nas atividades calibração
de substituição de 2.8.2 Materiais e
componentes insumos para
reparação de
- Selecionar os sistemas de partida:
equipamentos de proteção tipos,
individual de acordo com os características,
riscos presentes nos aplicações,
processos de substituição requisitos/condições
de componentes de uso
2.8.3 Processos e
operações de
reparação de
4.3 .6 Destinando os - Interpretar os requisitos sistemas de partida:
resíduos gerados no das normas e desmontagem,
processo em procedimentos que montagem e ajustes
49
conformidade com estabelecem as condições 2.8.4 Tempo de
as normas e para a destinação de reparo
procedimentos resíduos gerados em 2.9 Substituição de
estabelecidos processos de substituição Componentes de Sistema
de componentes de Partida
2.9.1 Ferramentas
universais e
especiais para
remoção, montagem
e ajustes: tipos,
4 .4 Reparar 4.4 .1 Utilizando os características,
- Identificar, no manual de
sistemas recursos materiais e aplicações, formas
reparação, os materiais,
tecnológicos ferramentas, equipamentos de uso, conservação
requeridos pelo e instrumentos a serem 2.10 Controle de
processo utilizados na reparação do qualidade pós-
respectivo sistema manutenção do sistema
de partida
- Interpretar os 2.10.1 Simulações
procedimentos que de comportamento
estabelecem as condições do sistema:
de utilização dos recursos equipamentos de
materiais e tecnológicos diagnose; teste de
eficiência
2.11 Inter-relações e
interdependências entre
4.4 .2 Seguindo os
- Interpretar as normas, os sistemas de carga e
requisitos técnicos,
procedimentos técnicos, os partida
procedimentos, manuais dos fabricantes e o 3. INTER-RELAÇÕES E
tempos e normas Tempo de Reparo Padrão INTERDEPENDÊNCIAS
aplicáveis à que estabelecem os ENTRE SISTEMAS DE
reparação em requisitos para a execução CARGA E PARTIDA
questão dos serviços de reparação 3.1 Redes de
dos respectivos sistemas comunicação
relacionadas aos
sistemas de carga e
partida
4.4 .3 Atendendo os - Selecionar os 3.2 Interferências dos
requisitos de sistemas de carga e
equipamentos de proteção
segurança indicados individual de acordo com os partida em outros
para o processo riscos presentes nos sistemas do veículo
processos de reparação 4. ENCERRAMENTO DE
SERVIÇOS DE
- Interpretar os MANUTENÇÃO EM SISTEMAS
procedimentos de DE CARGA E PARTIDA
segurança quanto aos 4.1 Reorganização de
requisitos a serem locais de trabalho:
observados no uso de Ferramentas da
ferramentas e equipamentos Qualidade
empregados nas atividades 4.2 Registros da
de reparação manutenção: registro de
serviços realizados;
50
- Reconhecer os tipos, registro de peças
características e funções substituídas
dos equipamentos de 4.3 Entrega técnica de
proteção coletiva veículos: informações de
empregados em processos serviços realizados,
de reparação peças substituídas e
recomendações técnicas
5. NORMAS TÉCNICAS
APLICADAS À MANUTENÇÃO
4.4 .4 Destinando os AUTOMOTIVA
- Interpretar os requisitos
resíduos gerados no 6. SEGURANÇA NO
das normas e
processo em TRABALHO
procedimentos que
conformidade com 6.1 Procedimentos de
estabelecem as condições
as normas e segurança no trabalho
para a destinação de
procedimentos 6.2 Normas de Segurança
resíduos gerados em
estabelecidos do Trabalho
processos de reparação
(Regulamentadoras)
7. MEIO AMBIENTE
7.1 Normas ambientais
4 .5 4.5 .1 Considerando aplicáveis à manutenção
- Interpretar as informações
Diagnosticar as informações automotiva
fornecidas pelo cliente
falhas nos fornecidas pelo 8. VISÃO SISTÊMICA
quanto às possíveis
sistemas e cliente 8.1 A percepção da
anomalias apresentadas
seus importância do seu
pelo veículo e que possam
componentes trabalho no contexto e nos
levar a um diagnóstico
resultados da empresa

4.5 .2 Considerando - Interpretar as informações


as informações contidas na ordem de
contidas na ordem
serviço quanto às
de serviço
características da anomalia
apresentada pelo veículo

4.5 .3 Realizando a
- Identificar, nos
proteção das procedimentos da empresa,
estruturas internas e os requisitos a serem
externas do veículo considerados e atendidos
que não são objeto na proteção do veículo antes
de intervenção em do início do processo de
conformidade com o
diagnóstico
padrão estabelecido

4.5 .4 Acessando os - Selecionar os


componentes e seus equipamentos, instrumentos
51
sistemas pelos e ferramentas indicados
métodos e meios para o acesso aos
tecnicamente componentes do sistema
indicados para o em questão, considerando
processo suas características e
funções

- Interpretar os manuais
técnicos quanto às ações a
serem executadas, meios a
serem utilizados e requisitos
técnicos a serem atendidos
nos procedimentos de
acesso a componentes dos
sistemas

4.5 .5 Efetuando - Interpretar os


inspeções, procedimentos, normas e
simulações e testes demais referências técnicas
de acordo com as a serem considerados na
características do
inspeção, simulação e teste
sistema e
dos sistemas
tecnologias
indicadas para o - Avaliar as grandezas e
diagnóstico em padrões funcionais
questão encontrados nas inspeções,
simulações e testes à luz
das especificações do
manual do fabricante

- Reconhecer os tipos,
características, aplicações e
formas de uso dos
equipamentos, instrumentos
e ferramentas dedicados à
realização de inspeções,
simulações e testes dos
sistemas

- Definir, quando for o caso,


fluxogramas para a
realização de inspeções,
simulações e testes dos
sistemas

- Reconhecer os princípios
de funcionamento dos
sistemas e as
especificidades técnicas
(parâmetros, valores de

52
referência, ...) a serem
observadas na análise
diagnóstica dos mesmos

4.5 .6 Atendendo os - Selecionar os


requisitos de equipamentos de proteção
segurança indicados individual de acordo com os
para o processo
riscos presentes nos
processos de diagnóstico

- Reconhecer os tipos,
características e funções
dos equipamentos de
proteção coletiva
empregados em processos
de diagnóstico

- Interpretar os
procedimentos de
segurança quanto aos
requisitos a serem
observados no uso de
ferramentas e equipamentos
empregados nas atividades
de diagnóstico

Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais
estabelecidas
Aplicar os princípios, as normas e os procedimentos de saúde,
segurança e meio ambiente nas atividades sob a sua
responsabilidade

Capacidades Sociais

Apresentar postura ética


Reconhecer o seu papel como gestor de equipes e processos
de trabalho, considerando seus pares e os demais níveis
hierárquicos

Capacidades Metodológicas

53
Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da
organização, considerando os impactos das suas atividades nos
resultados dos produtos e serviços da empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na
própria formação

54
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Sala de aula
Biblioteca
Ambientes Pedagógicos
Laboratório de Informática
Laboratório Automotivo

EPCs
Insumos para manutenção
Insumos para instalação
Material Didático
Produtos para limpeza
Literatura técnica, normas e manuais
EPIs

Década resistiva
Densímetro para eletrólito de baterias
Ferramentas convencionais
Ferramentas especiais para sistema de carga e partida
Instrumentos de medição – mecânicos e elétricos
Kit multimídia
Teste de induzido
Máquinas, Equipamentos, Máquina para teste de alternador
Instrumentos e Ferramentas Equipamento para teste do sistema de carga e partida
Scanner automotivo
Elevador de veículos
Prensa hidráulica para rolamento
Bancada com Morsa
Macaco Jacaré
Cavaletes de sustentação
Carregador de baterias

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

INFORMAÇÕES SOBRE A VERSÃO DA OCUPAÇÃO

Data de Validação 17/07/2018

Data de Validade 31/12/2022

Local Brasilia

55
56
2. OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

2.1 Identificação da ocupação

OPERADOR DE PRODUÇÃO
Ocupação CBO 7255
VEICULAR

EDUCAÇÃO
Formação Inicial e Continuada C.H MÍNIMA 660h
PROFISSIONAL

NÍVEL DA EIXO Controle e Processos


2
QUALIFICAÇÃO TECNOLÓGICO Industriais

ÁREA SEGMENTO Fabricação de automóveis, camionetas e utilitários e


Automotiva
TECNOLÓGICA TECNOLÓGICO Fabricação de caminhões e ônibus

Fabricar componentes estruturais, de chapeamento e de pré-montagem, montar conjuntos e


COMPETÊNCIA operar sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos construtivos de
GERAL peças, componentes e conjuntos de veículos, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

REQUISITOS Ter concluído o Ensino Fundamental


DE ACESSO Ter, no mínimo, 18 anos

Relação das Unidades de Competência

Fabricar componentes estruturais, de chapeamento e de pré-montagem de


Unidade de Competência 1 veículos, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade,
saúde e segurança e de meio ambiente

Montar conjuntos estruturais e não estruturais de veículos, considerando as


Unidade de Competência 2 normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de
meio ambiente

Executar os processos construtivos de conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos


Unidade de Competência 3 de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de
qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Integrar conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos a veículos, considerando as


Unidade de Competência 4 normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de
meio ambiente

Operar sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos


construtivos de peças, componentes e conjuntos de veículos, considerando as
Unidade de Competência 5
normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de
meio ambiente

57
Descrição das Unidades de Competência

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 1
Fabricar componentes estruturais, de chapeamento e de pré-montagem de veículos, considerando as
normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de Competência Padrões de Desempenho

Considerando as informações e orientações da instrução de


trabalho
Considerando as informações do desenho técnico quanto aos
elementos de união a serem utilizados
Organizando os componentes a serem montados com base
nas indicações do desenho e do roteiro de processo
Realizando a montagem dos conjuntos e subconjuntos com
Unir elementos e subconjuntos de base na sequência, requisitos e tecnologias estabelecidas
componentes para o processo
Realizando o controle de qualidade da operação com base
nas especificações dos desenhos, normas técnicas e
procedimentos da empresa
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o
processo
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança
e de meio ambiente aplicáveis à atividade

Considerando as informações e orientações da ordem de


produção/instrução de trabalho
Considerando as informações do desenho técnico
Utilizando a matéria-prima indicada para o processo em
questão
Preparando as máquinas, equipamentos e ferramentas em
conformidade com a instrução de trabalho e/ou procedimentos
operacionais
Operando as máquinas e equipamentos em conformidade
com as suas características, aplicações e procedimentos de
Executar operações básicas de corte, operação
furação, dobra, conformação e ajustagem Considerando o melhor aproveitamento de insumos e matéria-
de componentes prima
Realizando o controle de qualidade da operação com base
nas especificações do desenho e plano de controle
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança
e de meio ambiente aplicáveis à atividade
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o
processo
Realizando a manutenção autônoma das máquinas e
equipamentos em conformidade com os procedimentos da
empresa

58
UNIDADE DE COMPETÊNCIA 2
Montar conjuntos estruturais e não estruturais de veículos, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente
Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Considerando as informações e orientações da ficha de montagem e normas do


fabricante
Considerando as informações do desenho técnico quanto ao posicionamento dos
componentes a ser considerado na operação
Considerando as informações do procedimento operacional quanto à sequência
de instalação a ser observada
Organizando, com base no procedimento operacional, as ferramentas, as peças e
os elementos de fixação a serem utilizados no processo
Instalar
Fixando as chapas/painéis com base nas indicações do desenho técnico e
chapeamento/painéis
procedimento operacional
Verificando a necessidade de ajustes nos componentes durante o processo de
instalação
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o processo
Conferindo a adequação da instalação com base nas especificações do
desenho, normas técnicas e procedimentos operacionais
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e de meio
ambiente aplicáveis à atividade

Considerando as informações e orientações da ficha de montagem e normas dos


fabricantes
Considerando as informações do desenho técnico quanto aos elementos dos
conjuntos a serem instalados
Considerando as informações do procedimento operacional quanto à sequência
de instalação a ser observada
Instalar subconjuntos
Organizando as ferramentas e os elementos dos sistemas a serem instalados
estruturais e não
com base nas indicações do desenho e do procedimento operacional
estruturais
Seguindo os procedimentos de instalação indicados para o processo
Realizando o controle de qualidade da operação com base nas especificações
dos desenhos, normas técnicas e procedimentos da empresa
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o processo
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e de meio
ambiente aplicáveis à atividade

Considerando as informações e orientações do procedimento operacional


padrão
Lixando as superfícies em conformidade com o padrão estabelecido
Aplicando bases e complementos com referência nas características das
Preparar as imperfeições apresentadas pela superfície e requisitos qualitativos estabelecidos
superfícies para a pela empresa
pintura Realizando análise visual e o controle de qualidade do processo
Isolando as partes a serem protegidas em conformidade com o procedimento
operacional
59
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e de meio
ambiente aplicáveis à atividade

Considerando o tipo, as características e as finalidades ou funções da estrutura a


ser montada
Considerando as informações e orientações da instrução de trabalho
Considerando as informações do desenho técnico quanto aos elementos de
união a serem utilizados
Organizando os componentes a serem montados com base nas indicações do
desenho e do roteiro de processo
Unir os componentes
Considerando as informações da instrução de trabalho quanto à sequência de
para a formação da
montagem a ser observada
estrutura
Realizando a montagem dos componentes com base na sequência, requisitos e
tecnologias estabelecidas para o processo
Realizando o controle de qualidade da operação com base nas especificações
dos desenhos, normas técnicas e procedimentos da empresa
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o processo
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e de meio
ambiente aplicáveis à atividade

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 3
Executar os processos construtivos de conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos de veículos,
considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio
ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Considerando o tipo e as características dos conjuntos e/ou sistemas a serem


montados
Considerando as informações e orientações da ficha de montagem, padrões da
empresa e requisitos de fornecedores de componentes
Considerando as informações do desenho técnico quanto aos elementos do
conjunto a serem montados
Montar conjuntos e Considerando as informações do procedimento operacional / folha de processo
sistemas quanto à sequência de montagem a ser observada
eletroeletrônicos Organizando as ferramentas e os elementos dos conjuntos a serem montados
com base nas indicações do desenho e do procedimento operacional
Realizando o controle de qualidade da montagem com base nas especificações
do desenho, normas técnicas e procedimentos da empresa
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o processo
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e de meio
ambiente aplicáveis à atividade

Considerando o tipo e as características dos conjuntos e/ou sistemas a serem


montados
Considerando as informações e orientações da ficha de montagem, padrões da
60
empresa e requisitos de fornecedores de componentes
Considerando as informações do desenho técnico quanto aos elementos do
conjunto a serem montados
Considerando as informações do procedimento operacional / folha de processo
Montar conjuntos e
quanto à sequência de montagem a ser observada
sistemas mecânicos
Organizando as ferramentas e os elementos dos conjuntos a serem montados
com base nas indicações do desenho e do procedimento operacional
Realizando o controle de qualidade da montagem com base nas especificações
do desenho, normas técnicas e procedimentos da empresa
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o processo
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e de meio
ambiente aplicáveis à atividade

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 4
Integrar conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos a veículos, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de Competência Padrões de Desempenho

Considerando as informações e orientações da ficha de instalação


e normas do fabricante
Considerando as informações do desenho técnico quanto aos
elementos do sistema a serem instalados
Considerando as informações do procedimento operacional quanto
à sequência de instalação a ser observada
Instalar sistemas hidráulicos, Organizando as ferramentas e os elementos dos sistemas a serem
pneumáticos, eletropneumáticos e instalados com base nas indicações do desenho e do procedimento
eletrohidráulicos operacional
Realizando o controle de qualidade da instalação com base nas
especificações do desenho, normas técnicas e procedimentos da
empresa
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o processo
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e de
meio ambiente aplicáveis à atividade

Considerando as informações e orientações da ficha de instalação


e normas do fabricante
Considerando as informações do desenho técnico quanto aos
elementos do sistema a serem instalados
Considerando as informações do procedimento operacional quanto
à sequência de instalação a ser observada
Organizando as ferramentas e os elementos dos sistemas a serem
Instalar sistemas eletroeletrônicos instalados com base nas indicações do desenho e do procedimento
operacional
Realizando o controle de qualidade da instalação com base nas
especificações do desenho, normas técnicas e procedimentos da
empresa
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o processo
61
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e de
meio ambiente aplicáveis à atividade

Considerando as informações e orientações da ficha de instalação


e normas do fabricante
Considerando as informações do desenho técnico quanto aos
elementos do sistema a serem instalados
Considerando as informações do procedimento operacional / folha
de processo quanto à sequência de montagem a ser observada
Organizando as ferramentas e os elementos dos sistemas a serem
Instalar sistemas mecânicos instalados com base nas indicações do desenho e do procedimento
operacional
Realizando o controle de qualidade da instalação com base nas
especificações do desenho, normas técnicas e procedimentos da
empresa
Respeitando os padrões de tempo estabelecidos para o processo
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e de
meio ambiente aplicáveis à atividade

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 5
Operar sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos construtivos de peças,
componentes e conjuntos de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de
qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de Competência Padrões de Desempenho

Considerando as especificações do plano de controle, desenho e


tolerâncias admitidas para o processo
Atendendo os critérios de amostragem estabelecidos pela
Realizar o controle quantitativo e
empresa
dimensional das peças, componentes
Utilizando os equipamentos e instrumentos apropriados para o
e conjuntos
processo em questão
Realizando o apontamento de produção de acordo com os
requisitos estabelecidos na ordem de produção

Observando a existência de ruídos, interferências ou outras


anomalias no funcionamento da máquina e na execução do
processo
Verificando a conformidade dos parâmetros e referências com a
preparação realizada
Monitorar as condições de Monitorando as condições de segurança operacional dos
funcionamento das máquinas equipamentos e posto de trabalho
Verificando a existência de alarmes na execução do processo,
considerando sua origem e significado
Realizando as intervenções requeridas no processo,
considerando o seu nível de autonomia

62
Considerando o tipo e os requisitos de funcionamento da
máquina a ser preparada
Considerando as indicações da instrução de trabalho e do
desenho
Ajustando os parâmetros da máquina com referência nas
indicações da instrução de trabalho
Verificando a existência de eventuais anomalias no
funcionamento da máquina
Referenciando as máquinas com base nas indicações da
Preparar as máquinas e a estação de
instrução de trabalho e desenho
trabalho
Fixando os gabaritos na máquina, quando for o caso, com base
nas referências da instrução de trabalho
Alinhando, quando for o caso, as peças nos gabaritos em
conformidade com as suas características e indicações da
instrução de trabalho
Atendendo as normas e procedimentos de saúde e segurança e
de meio ambiente aplicáveis à atividade
Realizando a manutenção autônoma das máquinas em
conformidade com os procedimentos da empresa

63
Competências de Gestão

Apresentar postura proativa, atitudes empreendedores e responsabilidade profissional, atualizando-se


continuamente e adaptando-se, com criatividade, às mudanças tecnológicas, organizativas, profissionais e
socioculturais que impactam as suas atividades.
Apresentar, no planejamento e desenvolvimento das atividades profissionais, uma postura atenção,
disciplina, organização, comprometimento, precisão e zelo
Atuar em equipes multidisciplinares de trabalho, comunicando-se profissionalmente, interagindo e
cooperando com os integrantes dos diferentes níveis hierárquicos da empresa
Atuar profissionalmente, respeitando os princípios e procedimentos técnicos e de qualidade, de higiene,
saúde e segurança e de meio ambiente
Desenvolver o trabalho em conformidade com as diretrizes e os procedimentos da empresa, assegurando a
qualidade técnica de produtos e serviços.
Ser ético na conduta pessoal e profissional.
Ser resiliente
Tomar decisões no planejamento e na resolução de problemas relacionados às atividades sob sua
responsabilidade

Contexto de Trabalho da Ocupação

Meios de Produção

Máquinas e Equipamentos

Máquina de corte
Máquina de medição tridimensional
Máquinas de eletro erosão a fio
Serras mecânicas e pneumáticas: horizontal, vertical, circular e tico-tico
Serras manuais e CNC
Bancadas de teste: equipamento para controle de qualidade
Parafusadeiras elétricas e pneumáticas
Prensas
Rebitadeiras: manuais e pneumáticas
Curvadora de tubos e perfis manuais e CNC
Brochadeira
Dispositivos de montagem concebidos de maneira ergonômica, segura e eficiente
Dobradeiras: manual e CNC
Tornos CNC
Empilhadeiras elétricas e GLP
Equipamentos automatizados de corte, conformação e movimentação
Equipamentos de movimentação de cargas
Equipamentos de pintura
Equipamentos de soldagem
Esmerilhadeiras angulares e orbitais: pneumáticas, elétricas
Calandra manual
Carrinho de movimentação de ferramentas
Centros de Usinagem CNC
Coletor de dados
Compressores para linhas de ar comprimido
Computadores e equipamentos de informática (micros, impressoras, scanner, etc.)
64
Furadeiras manuais: elétricas e pneumáticas
Furadeiras mecânicas: bancada, radial, de coluna
Gabaritos
Grampeadeiras: manuais e pneumáticas
Guilhotinas: mecânica e CNC
Transpaleteiras, rebocadores elétricos e pontes rolantes
Maçarico de corte, aquecimento e soldagem
Manipuladores pneumáticos – peso zero

Ferramentas e Instrumentos

Scanner Automotivo
Dispositivo de tele carregamento de sistemas eletrônicos
Ferramentas de ajustagem
Ferramentas de corte e desbaste; Acessórios
Ferramentas e instrumentos elétrico
Ferramentas especiais
Ferramentas manuais
Ferramentas pneumáticas e hidráulicas
Instrumentos de medição, verificação e controle

Materias de Utilização Habitual

Materiais para limpeza


Materiais para desenho
Consumíveis para produção
Materiais para registros

Equipamentos e ferramentas associados aos diversos processos de informática

Software de PCP
Softwares de modelagem; (Interpretação e implementação)
Editores de texto e planilhas eletrônicas para geração de gráficos, tabelas e relatórios técnicos

Métodos e Técnicas de Trabalho

Apontamento de ordem de produção


Células de manufatura
Controle de torque eletrônico para itens críticos
Ferramentas da Qualidade
Manutenção produtiva (checklist)
Normas ambientais, de saúde e segurança
Ordem de produção
Processos de fabricação em máquinas automatizadas (Máquinas-Ferramenta CNC)
Processos de fabricação em máquinas convencionais
Processos de produção em linha
Produção mais limpa: redução, aproveitamento e destino dos resíduos
Roteiro de fabricação (GAMA)
Sistema de comunicação e informação
Sistema de set up rápido

65
Sistemas automatizados e manuais
Sistemas Integrados de Gestão
Sistemas Integrados de Produção
Trabalho orientado por Normas Técnicas e procedimentos operacionais padrão

Condições de Trabalho

Condições ambientais

Trabalho com metas de produção


Ambientes com iluminação, ventilação e temperatura variados
Ambientes fechados, com vários postos de trabalho
Ambientes insalubres ou perigosos
Atividades repetitivas
Condições ergonômicas variáveis
Ambiente com cargas suspensas

Turnos e horários

Turnos e horários variados

Riscos profissionais

Riscos físicos: Queda; Queimaduras; Choque elétrico; Ruído; Variações de temperatura; Vibrações;
Elementos cortantes e perfurantes (corte, amputações, esmagamentos, ...); radiações solares
Riscos biológicos: Infecções externas (dermatites); Infecções internas; bactérias, vírus
Riscos ergonômicos: Movimentos repetitivos; Posição ergonômica em relação à atividade a ser
desenvolvida
Riscos químicos: Exposição a produtos químicos, vapores, gases, fumos metálicos, poeiras, materiais
tóxicos, óleos, graxas, combustíveis

Equipamentos de Segurança

EPCs (Equipamentos de Proteção Coletiva) de acordo com a atividade a ser executada e riscos presentes
no local de trabalho
EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) de acordo com a atividade a ser executada e indicações do
manual de serviços

Condições Gerais

Obs.: Para pessoas com deficiência, são observados os requisitos de acessibilidade descritos na NBR nº
9050, nos Conceitos do Desenho Universal, na Lei nº 13.146/2015 e na Legislação específica da Deficiência
em questão

Posições no Processo Produtivo

Contexto Profissional

O Montador de Veículos Automotores poderá atuar com ou sem vínculo empregatício em empresas do setor
automotivo (produção, reforma e assistência técnica)
A atividade do Operador de Produção Veicular é desenvolvida em empresas de diferentes portes,
66
segmentos e níveis tecnológicos, como: Montadoras automotivas; Fábricas de Veículos Artesanais;
Montadoras de ônibus; Montadoras de Caminhões; Fabricantes de Autopeças; Sistemistas; Empresas de
fabricação e comercialização de acessórios e peças para veículos; Setor de instalação de equipamentos,
dispositivos e acessórios em veículos

Contexto Funcional e Tecnológico

O trabalhador, quando com vínculo empregatício, desenvolve atividades de complexidade média a alta, em
condição de dependência hierárquica, com supervisão direta, tendo baixo grau de autonomia
As atividades do profissional consistem basicamente em trabalhos de execução, que envolvem utilização de
máquinas, equipamentos, ferramentas, materiais e diferentes técnicas de trabalho

Possíveis Saídas para o Mercado de Trabalho

Auxiliar de Manutenção Mecânica


Auxiliar de produção
Auxiliar de Qualidade
Desenhista
Montador de Veículos Automotores (instalação de sistemas elétricos, mecânicos, estruturais, pneumáticos e
eletropneumáticos)
Operador Básico de Máquinas a CNC
Preparador de superfície para pintura e aplicador de anticorrosivos
Preparador e Operador de Máquinas de Conformação e Corte
Soldador (sem qualificação normativa)
Assistência Técnica
Assistente de engenharia
Assistente de logística

Evoluções da Ocupação

Inovações Tecnológicas de gestão que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos: Processos
compartilhados de logística e estoque (redes); Sistemas de informação tecnológica em nuvem Sistema
personalizado no atendimento do cliente; Gestão da satisfação do colaborador Sistemas para consulta do
“status” da fabricação do veículo via WEB (Controle de pedidos dos clientes); Sistemas de Simulação e
Ambientes virtuais de produção
Inovações tecnológicas de processo que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos: Realidade
virtual; Integração de sistemas automotivos; Tecnologia de comunicação de dados sem fio; Sistemas para a
otimização de eficiência energética; Substituição do processo de soldagem semi-automatizado pelo
automatizado; Desenvolvimento da cultura Lean Manufacturing; Micropintura para reparos; Reparo pela
técnica de martelinho de ouro; Ampliação do processo de soldagem por solda ponto; Pintura por imersão;
Pintura e coat; Ampliação do uso de Pintura Eletrostática Zincagem; Dispositivo de pre-set e set-up rápido;
Sistema de união por Crimpagem. Ampliação da utilização de softwares CAD; Atualização de softwares
CAD e CNC; Ampliação da robotização dos processos de produção; Novas formas de comunicação para
envio de programas para as máquinas CNC; Ampliação do emprego de sistemas automatizados na
produção; Novos sistemas de controle da produtividade. Novos sistemas de controle da qualidade da
soldagem. Simuladores de Soldagem
Inovações Tecnológicas de produto que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos: Sistemas de
medição por ultrassom; Sistemas de medição óptica; Plásticos biodegradáveis; Novas tecnologias
eletroeletrônicas para segurança, eficiência energética e conectividades. Tecnologias para conexão entre os

67
meios de produção de forma sistêmica; Tecnologia de eletrificação veicular com baterias de tração
Legislação Trabalhista (CLT): Legislação do aprendiz; Direitos e deveres pertinentes à função; Fim da
insalubridade; Contratação temporária; Terceirização de serviços
Mudanças na educação profissional: Atualização técnica permanente do corpo docente; Formação para a
competência; Atualizações relativas aos sistemas de gestão da qualidade, saúde, segurança e meio
ambiente; Organização e métodos de trabalho; Uso de softwares e aplicativos; Comunicação profissional,
oral e escrita; Desenvolvimento de qualidades pessoais (ética, atitudes e comportamento); Novas
tecnologias aplicadas à produção automotiva; Leitura técnica (Língua inglesa); Uso de ambientes virtuais de
aprendizagem; Infraestrutura física em conformidade com as novas tecnologias; Atendimento a clientes
internos e externos. Trabalho em equipe; Relações interpessoais; Responsabilidades com foco em
resultados; Noções de custos e eficiência produtiva; Simuladores educacionais
Mudanças na Legislação: Meio ambiente: ISO 14000; ISO 14001; Certificação OHSAS / ISO 18001; Lei dos
Resíduos Sólidos 12.305/2010. (Política Nacional dos Resíduos Sólidos); Resoluções do CONAMA
Mudanças nas atividades profissionais (Novas responsabilidades que Operador de Produção Veicular
poderá assumir caso os fatores tecnológicos, organizacionais e econômicos se confirmem): Exercer, com
visão sistêmica, múltiplas funções, cumprindo os aspectos ambientais, sociais e de segurança.
Autodesenvolvimento e atualização tecnológica. Tomar decisões no âmbito de suas responsabilidades; Ter
postura proativa, resiliente e flexível; Utilizar softwares e aplicativos específicos ou direcionados aos
processos de produção automotiva. Integrar as novas tecnologias às rotinas de trabalho; Interagir com
máquinas e equipamentos manuais, automatizados e sistema de alta tecnologia
Mudanças nos fatores tecnológicos, organizacionais e econômicos: Inovações tecnológicas aplicadas ao
segmento automotivo; Máquinas e equipamentos com tecnologia digital e virtual; Novas tecnologias dos
processos de fabricação; Novas tecnologias de acesso à informação; Uso de novos materiais e insumos em
geral; Exigências no atendimento às normas e regulamentações, especialmente as de segurança e de meio
ambiente; Novas ferramentas da qualidade e de gestão; Adesão à produção com tecnologias limpas; Gestão
de ativos aplicados à manutenção automotiva; Globalização do mercado de trabalho; Aumento da
concorrência; Terceirização de serviços; Integração de sistemas e troca de dados (internet das coisas,
indústria 4.0, big data, computação em nuvem...) Aplicação de novos conceitos de eficiência energética;
Novas exigências legais nas relações de trabalho; Sistemas flexíveis de Manufatura (FMS, ....); Processos de
recebimento, armazenagem, Picking (montagem de pedidos)
Normas de gestão: ISO 9001; ISO TS 16949 (Sistema de Gestão para Indústria Automotiva); ISO 55000
(Gestão de Ativos)
Normas de segurança: OHSAS / ISO 18001: referente à Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional; NBR
Brigada de Incêndio; NR 17: referente à ergonomia; NBR 5413: referente à iluminação, NR 12 – Segurança
na Operação de Máquinas e Equipamentos; NR 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade;
NR 11 - Segurança na Movimentação de Cargas; NR 20 – Líquidos e Combustíveis Inflamáveis; NR 13 –
Vasos de pressão e caldeiras; NR 35 – Trabalho em altura; Resoluções do CONTRAN
Normas Técnicas: Normas relacionadas à produção/fabricação; Normas relacionadas à montagem de
veículos
Novas técnicas de controle de qualidade e inspeção poderão se difundir no setor, no Brasil, nos próximos 5 e
10 anos: Sistemas de rastreabilidade da produção; Sistemas para autodiagnóstico do veículo; Medição de
Rugosidade sem contato; Medição com instrumentos digitais acoplados ao computador; Medição com
contato e sem contato; Medição da camada de pintura estrutural; Monitoramento de Processo; Controle de
qualidade por métodos de visão inteligente; Novos sistemas de monitoramento na operação

Formação Profissional Relacionada à Ocupação

Eletricista de veículos
Engenharias (mecânica, metalúrgica, elétrica, produção, ....)

68
Inspetor da qualidade (soldagem, montagem, dimensional, líquidos penetrantes(LP),...)
Mecânico de manutenção
Mecânico de Usinagem
Pintor e polidor
Programador de produção
Programador, Preparador e Operador de Máquinas
Soldador (Qualificação)
Superior em Design de Produto
Superiores em Gestão (Qualidade, Produção, ...)
Técnico em automação
Técnico em eletrotécnica
Técnico em Manutenção Automotiva
Técnico em manutenção de máquinas industriais
Técnico em manutenção de máquinas pesadas
Técnico em Soldagem

Indicação de Conhecimentos Referentes ao Perfil Profissional

UC1 : Fabricar Conhecimentos


componentes Elementos de Máquinas
estruturais, de Ferramentas da produção veicular
chapeamento e Metrologia aplicada à produção veicular
de pré- Desenho Técnico Mecânico (interpretação) aplicado à produção veicular
montagem de Organização de Ambientes de Trabalho em produção veicular
veículos, Meio Ambiente em produção veicular
considerando Fundamentos da Física aplicados à produção veicular
as normas, Etapas e Processos da Produção Veicular
padrões e Processos de Fabricação Mecânica Aplicados à Produção Veicular: corte; furação;
requisitos dobra; ajustagem; uniões permanentes e não permanentes
técnicos, de Lubrificantes
qualidade, Manutenção aplicada à produção veicular
saúde e Fundamentos Matemáticos (aplicados)
segurança e de Materiais de Fabricação Mecânica
meio ambiente Saúde e Segurança em produção veicular

UC2 : Montar
conjuntos
estruturais e não
estruturais de
veículos,
Conhecimentos
considerando
União de componentes estruturais e não estruturais
as normas,
Instalação de subconjuntos
padrões e
Instalação de chapeamento/painéis
requisitos
Preparação de superfície para pintura automotiva
técnicos, de
qualidade,

69
saúde e
segurança e de
meio ambiente

UC3 : Executar
os processos
construtivos de Conhecimentos
conjuntos Tipos, características, componentes e funcionamento dos sistemas mecânicos e
mecânicos e eletroeletrônicos
eletroeletrônicos Operacionalização dos processos construtivos de conjuntos e sistemas mecânicos e
de veículos, eletroeletrônicos
considerando Documentação técnica
as normas, Segurança em processos construtivos de conjuntos e sistemas mecânicos e
padrões e eletroeletrônicos
requisitos Controle de qualidade em processos de construção e montagem de conjuntos e sistemas
técnicos, de mecânicos e eletroeletrônicos
qualidade, Segregação e destinação de resíduos gerados em processos construtivos de conjuntos e
saúde e sistemas mecânicos e eletroeletrônicos
segurança e de
meio ambiente

Conhecimentos
Instalação de Sistemas Eletroeletrônicos: Sistemas de Produção; Plano de Processo;
Procedimento de Instalação; Organização de ferramentas e área de trabalho; Controle de
Qualidade; Documentação Técnica Relativa à Segurança, Saúde, Ergonomia e Meio
Ambiente em Processos de Instalação de Componentes
Instalação de sistemas mecânicos em veículos: Tipos, características, funcionamento e
pontos de fixação dos componentes e ou sistemas mecânicos veiculares; Documentação
técnica: plano de processo, folha de trabalho, desenhos técnicos, matriz de
rastreabilidade, normas, ...; Segurança em processos de instalação de sistemas
UC4 : Integrar mecânicos em veículos; Segregação e destinação de resíduos gerados em processos de
conjuntos integração de sistemas mecânicos em veículos; Operacionalização dos processos de
mecânicos e integração de sistemas mecânicos em veículos
eletroeletrônicos Controle de qualidade em processos de instalação de sistemas hidráulicos,
a veículos, eletrohidráulicos, pneumáticos e eletropneumáticos em veículos
considerando Instalação de sistemas hidráulicos, eletrohidráulicos, pneumáticos e eletropneumáticos em
as normas, veículos: Princípios físicos aplicados a hidráulicos; Princípios físicos aplicados a
padrões e pneumática; Tipos, características dos componentes e sistemas hidráulicos,
requisitos eletrohidráulicos, pneumáticos e eletropneumáticos em veículos; Documentação técnica:
técnicos, de plano de processo, folha de trabalho, desenhos técnicos, matriz de rastreabilidade,
qualidade, normas, ... Segurança em processos de instalação de sistemas hidráulicos,
saúde e eletrohidráulicos, pneumáticos e eletropneumáticos em veículos; Segregação e
segurança e de destinação de resíduos gerados em processos de instalação de sistemas hidráulicos,
meio ambiente eletrohidráulicos, pneumáticos e eletropneumáticos em veículos; Operacionalização dos
processos de instalação de sistemas hidráulicos, eletrohidráulicos, pneumáticos e
eletropneumáticos em veículos; Registros referentes à instalação de componentes e
sistemas hidráulicos, eletrohidráulicos, pneumáticos e eletropneumáticos; Equipamentos,
ferramentas e instrumentos de medição empregados em processos de instalação de
sistemas hidráulicos, eletrohidráulicos, pneumáticos e eletropneumáticos em veículos;
Materiais e insumos para processos de instalação de sistemas hidráulicos,

70
eletrohidráulicos, pneumáticos e eletropneumáticos em veículos; Interpretação de desenho
técnico aplicado à instalação de sistemas hidráulicos, eletrohidráulicos, pneumáticos e
eletropneumáticos em veículos

UC5 : Operar
sistemas
automatizados e
robotizados
aplicados a
processos Conhecimentos
construtivos de Documentação técnica aplicável a processos automatizados e robotizados
peças, Normas e procedimentos de saúde, segurança e meio ambiente aplicados à operação de
componentes e sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos construtivos veiculares
conjuntos de Robôs Industriais
veículos, Sistemas de produção
considerando Sistemas automatizados e robotizados
as normas, Controle de Qualidade
padrões e Processos de Conformação automatizados
requisitos Processos de corte automatizados
técnicos, de
qualidade,
saúde e
segurança e de
meio ambiente

Identificação das Ocupações Intermediárias

OCUPAÇÃO Operador de Processos Construtivos de Carroceria Veicular

CBO

Competência Geral:

Fabricar componentes estruturais, de chapeamento e de pré-montagem e montar conjuntos estruturais e não


estruturais de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e
segurança e de meio ambiente

Unidades de Competência que agrupa:

U.C.1:

Fabricar componentes estruturais, de chapeamento e de pré-montagem de veículos, considerando as


normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

71
U.C.2:

Montar conjuntos estruturais e não estruturais de veículos, considerando as normas, padrões e


requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

OCUPAÇÃO Montador de Conjuntos Mecânicos e Eletroeletrônicos Veiculares

CBO

Competência Geral:

Executar os processos construtivos de conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos de veículos, considerando as


normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Unidades de Competência que agrupa:

U.C.3:

Executar os processos construtivos de conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos de veículos,


considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio
ambiente

OCUPAÇÃO Instalador de Sistemas Veiculares

CBO

Competência Geral:

Integrar conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos a veículos, considerando as normas, padrões e requisitos


técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Unidades de Competência que agrupa:

U.C.4:

Integrar conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos a veículos, considerando as normas, padrões e


requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

OCUPAÇÃO Operador de Processos Automatizados e Robotizados Aplicados à Produção Veicular

72
CBO

Competência Geral:

Operar sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos construtivos de peças, componentes e


conjuntos de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e
segurança e de meio ambiente

Unidades de Competência que agrupa:

U.C.5:

Operar sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos construtivos de peças,


componentes e conjuntos de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de
qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

73
2.2 Desenho curricular
Resumo da Organização Curricular

Carga Horária
Módulos Unidades Curriculares Carga Horária
do Módulo

FUNDAMENTOS DA TECNOLOGIA DE
100 h
FABRICÃO VEICULAR
INTRODUTÓRIO 120 h
FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO E
20 h
INFORMÁTICA

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO DE
ESPECÍFICO I 120 h 120 h
COMPONENTES ESTRUTURAIS VEICULARES

PREPARAÇÃO DE SUPERFÍCIES PARA


36 h
PINTURA AUTOMOTIVA
ESPECÍFICO II 96 h

MONTAGEM DE CARROCERIA VEICULAR 60 h

MONTAGEM DE CONJUNTOS E SISTEMAS


ESPECÍFICO III 120 h 120 h
MECÂNICOS E ELETROELETRÔNICOS

INSTALAÇÃO DE SISTEMAS MECÂNICOS EM


60 h
VEÍCULOS
ESPECÍFICO IV 84 h
INSTALAÇÃO DE SISTEMAS
24 h
ELETROELETRÔNICOS EM VEÍCULOS

OPERAÇÃO DE SISTEMAS AUTOMATIZADOS E


ESPECÍFICO V ROBOTIZADOS APLICADOS A PROCESSOS 120 h 120 h
CONSTRUTIVOS VEICULARES

TOTAL 660h

74
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: INTRODUTÓRIO

Perfil Profissional: OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

Unidade Curricular: FUNDAMENTOS DA TECNOLOGIA DE FABRICÃO VEICULAR

Carga Horária: 100h

Unidades de Competência:

UC5 : Operar sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos construtivos de peças,


componentes e conjuntos de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade,
saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Fortalecer os fundamentos técnicos e científicos que dão sustentação ou que se apresentam
como pré-requisito para o desenvolvimento das competências técnicas específicas dos profissionais que atuam
nas diferentes demandas da fabricação veicular

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Conhecimentos


Competência Desempenho Técnicas

Capacidades Técnicas 1. METROLOGIA APLICADA À PRODUÇÃO


VEICULAR
1.1 Conceito, histórico e aplicação
Fundamentos Técnicos Científicos
1.2 Recomendações gerais da
metrologia
Reconhecer lubrificantes, suas características 1.3 Unidades de medidas e conversões
básicas e suas finalidades 1.4 Tipos, características, aplicações e
Reconhecer elementos de vedação e suas conservação dos instrumentos de
finalidades medição
Identificar situações de risco em ambientes fabris, 1.4.1 Régua graduada
assim como as diferentes formas de proteção do 1.4.2 Esquadro
trabalhador 1.4.3 Gabarito de verificação de
Reconhecer os princípios de preservação ambiental raio, de rosca, de folga
aplicáveis a contextos de trabalho 1.4.4 Paquímetro
Reconhecer as unidades de medida do sistema 1.4.5 Traçador de altura
métrico e sistema inglês, assim como as suas 1.4.6 Mesa de desempeno
formas de conversão 1.4.7 Micrômetro externo
Reconhecer os principais instrumentos de medição 1.4.8 Micrômetro Interno
empregados nos processos de fabricação 1.4.9 Relógio comparador
mecânica, assim como a sua forma de uso 1.4.10 Relógio apalpador
Reconhecer os fundamentos da matemática 1.4.11 Goniômetro
aplicáveis à produção veicular, considerando 1.4.12 Trena
operações básicas, frações, razão, proporção, 1.4.13 Nível
porcentagem, geometria, potenciação e radiciação 2. FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS
Reconhecer os princípios da organização do APLICADOS
trabalho em processos de fabricação veicular 2.1 Números inteiros
Reconhecer os elementos básicos de desenho 2.2 Números decimais
técnico 2.3 Medida de comprimento

75
Reconhecer as principais matérias-primas 2.4 Medida de tempo
utilizadas em processos construtivos veiculares 2.5 Ângulos
Reconhecer diferentes tipos de elementos de 2.6 Polígonos
máquinas empregados em sistemas automotivos, 2.6.1 Perímetro
suas características e funções 2.6.2 Área
Reconhecer os conceitos de manutenção 2.6.3 Volume
preventiva, preditiva, corretiva e autônoma 2.7 Frações
Reconhecer os princípios da física aplicáveis à 2.7.1 Conceito
montagem de conjuntos e/ou sistemas mecânicos 2.7.2 Tipos de frações: Fração
Reconhecer os princípios da hidráulica e própria; Fração imprópria; Fração
pneumática aplicáveis a processos de fabricação aparente; Frações equivalentes
mecânica (simplificar frações); Frações
Reconhecer tipos, características, aplicações e decimais; Adição e multiplicação
formas de uso de ferramentas, equipamentos e de frações
instrumentos empregadas em diferentes processos 2.8 Razões e Proporções
de produção veicular 2.8.1 Razão: Conceito; Tipos
Reconhecer processos básicos de fabricação (inversas, equivalentes, irredutível,
mecânica, suas características, finalidades e modos ...); Propriedades
de execução 2.8.2 Proporção: Conceito; Tipos
Reconhecer os principais processos produtivos que (múltipla, contínua, terceira
caracterizam a produção veicular em suas proporcional, quarta proporcional,
diferentes etapas, suas características essenciais e grandezas diretamente
importância proporcionais, grandezas
Reconhecer a aplicação das operações de furação inversamente proporcionais
e de ajustagem nas diferentes etapas e processos 2.9 Regra de três simples
de produção veicular 3. ORGANIZAÇÃO DE AMBIENTES DE
TRABALHO EM PRODUÇÃO VEICULAR
3.1 Ambiente de trabalho: características,
Capacidades Sociais, Organizativas e
organização, leiaute, normas e
Metodológicas
procedimentos
3.2 Processos produtivos
Capacidades Sociais
3.3 Organização e cuidados no
Demonstrar espírito colaborativo em atividades manuseio de materiais, instrumentos e
coletivas ferramentas
Reconhecer os pressupostos que fundamentam e 3.4 Planejamento do próprio trabalho
orientam comportamentos éticos nas relações 4. SAÚDE E SEGURANÇA EM PRODUÇÃO
interpessoais, assim como os impactos da falta VEICULAR
de ética no trabalho em equipe 4.1 Acidentes no trabalho: tipos,
características e prevenção
Capacidades Organizativas 4.2 Ato inseguro
4.3 Condição insegura
Integrar os princípios da qualidade às atividades
4.4 EPIs e EPCs
sob a sua responsabilidade
4.5 Agentes agressores à saúde
Reconhecer situações de risco à saúde e
4.6 Riscos elétricos: tipos, identificação
segurança do trabalhador e as diferentes formas
de riscos, situações inadequadas,
de proteção a esses riscos
formas de proteção
Aplicar os princípios de organização nas rotinas
4.7 Sinalização de segurança
de trabalho e nos compromissos pessoais
4.8 Primeiros socorros: tipos, papéis e
Capacidades Metodológicas responsabilidades, encaminhamentos o
que o trabalhador pode/deve ou não
Reconhecer a iniciativa como característica fazer
76
fundamental e requisito de um bom profissional 4.9 Ergonomia
5. MEIO AMBIENTE EM PRODUÇÃO
VEICULAR
5.1 Resíduos: tipos, segregação,
descarte/destinação
5.2 Impactos ambientais
6. DESENHO TÉCNICO MECÂNICO
(INTERPRETAÇÃO) APLICADO À
PRODUÇÃO VEICULAR
6.1 Introdução ao Desenho Mecânico
6.2 Instrumentos
6.3 Linhas
6.4 Perspectivas
6.5 Projeções de sólidos em 1º diedro
6.6 Vistas essenciais
6.7 Supressão de vistas
6.8 Cotagem: Representação das cotas
6.9 Escalas
6.10 Representação em corte
6.10.1 Hachuras
6.10.2 Tipos de corte
6.10.3 Linhas de corte
6.10.4 Corte total
6.11 Tolerância dimensional
6.12 Tolerância de forma e posição
6.13 Desenho de conjuntos
6.14 Estados de superfície
6.15 Vista simplificada
6.16 Vista explodida
6.17 Simbologia de solda
6.18 Representação de elementos de
máquinas
7. MATERIAIS DE FABRICAÇÃO MECÂNICA
7.1 Metais Ferrosos e não ferrosos
7.1.1 Conceitos
7.1.2 Obtenção
7.1.3 Características, propriedades
e aplicações
7.1.4 Formas comerciais
7.2 Não Metais
7.2.1 Sintéticos características,
propriedades e aplicações
7.2.2 Naturais características,
propriedades e aplicações
7.3 Tecnologias de tratamentos térmicos
e termoquímicos - Conceitos
7.3.1 Têmpera
7.3.2 Revenimento
7.3.3 Cementação
7.3.4 Nitretação
7.3.5 Recozimento
77
8. ELEMENTOS DE MÁQUINAS: TIPOS,
CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES
8.1 Elementos de Fixação
8.1.1 Parafusos e porcas (tipos de
parafusos e porcas, tipos de rosca,
perfil do filete, sentido de direção,
nomenclatura da rosca, tabelas de
roscas
8.1.2 Rebites
8.1.3 Arruelas
8.1.4 Grampos
8.1.5 Pinos
8.1.6 Contrapinos ou Cupilhas
8.1.7 Anéis Elásticos
8.2 Elementos de Apoio
8.2.1 Mancais: Deslizamento e
Rolamento
8.2.2 Guias
8.3 Elementos de transmissão
8.3.1 Polias e correias
8.3.2 Engrenagens
8.3.3 Rodas de Atrito
8.3.4 Correntes e rodas dentadas
8.3.5 Cames
8.3.6 Acoplamentos
8.3.7 Cabos
8.3.8 Eixos e Árvores
8.3.9 Roscas para transmissão de
movimento
8.3.10 Chavetas
8.4 Elementos de Vedação
8.4.1 Vedantes Químicos
8.4.2 Juntas
8.4.3 Gaxetas
8.4.4 Selos Mecânicos
8.4.5 Anéis de Vedação
8.4.6 Retentores
8.5 Elementos Elásticos
8.5.1 Molas Helicoidais
8.5.2 Molas Planas
9. LUBRIFICANTES: TIPOS,
CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES
9.1 Fluidos: fluido refrigerante, fluido de
corte
9.2 Óleos
9.3 Graxas
10. MANUTENÇÃO APLICADA À
PRODUÇÃO VEICULAR
10.1 Tipos e conceitos
10.1.1 Preventiva
10.1.2 Corretiva
78
10.1.3 Preditiva
10.1.4 TPM
10.1.5 Autônoma
11. FUNDAMENTOS DA FÍSICA APLICADOS
À PRODUÇÃO VEICULAR
11.1 Grandezas físicas aplicáveis à
mecânica
11.1.1 Temperatura
11.1.2 Pressão
11.1.3 Comprimento
11.1.4 Massa
11.1.5 Volume
11.1.6 Área
11.1.7 Velocidade
11.1.8 Força
11.1.9 Dimensões de componentes
11.1.10 Potência
11.1.11 Tempo
11.2 Conversão de unidades
11.3 Torque
11.4 Dilatação térmica
12. FERRAMENTAS DA PRODUÇÃO
VEICULAR
12.1 Ferramentas manuais: tipos,
características, aplicações, técnicas e
recomendações de uso, cuidados e
conservação
13. PROCESSOS BÁSICOS DE
FABRICAÇÃO MECÂNICA APLICADOS À
PRODUÇÃO VEICULAR
13.1 Furação
13.1.1 Tipos, características e
aplicações de furadeiras
13.1.2 Ferramentas para furação
13.1.3 Fixação de peças e
ferramentas
13.1.4 Acessórios
13.1.5 Operações de furação
13.1.6 Parâmetros de corte
13.1.7 Afiação de brocas
13.2 Ajustagem Manual
13.2.1 Tipos, características e
aplicações (lima, morsa, serras
manuais, mecânicas), ferramentas
de marcação, ferramentas de
traçagem, tintas para traçagem
13.2.2 Operações de ajustagem
13.2.3 Abertura e reparo de roscas
internas e externas
14. ETAPAS E PROCESSOS DA
PRODUÇÃO VEICULAR - INTRODUÇÃO
79
14.1 Produção de peças e componentes
14.1.1 Corte, dobra, furação,
ajustagem e união permanente e
não permanente
14.2 Montagem de conjuntos e sistemas
mecânicos e eletroeletrônicos
14.3 Instalação de componentes e
sistemas veiculares
14.4 Sistemas automatizados e
robotizados aplicados a processos de
produção veicular
15. CONCEITOS DE ORGANIZAÇÃO E
DISCIPLINA NAS ROTINAS E
COMPROMISSOS
15.1 Organização do tempo
15.2 Organização de compromisso
15.3 Organização de atividades
16. ORGANIZAÇÃO DE AMBIENTES DE
TRABALHO
16.1 Princípios de organização
16.2 Organização de ferramentas e
instrumentos: formas, importância
16.3 Organização do espaço de trabalho
17. SEGURANÇA NO TRABALHO
17.1 Acidentes de trabalho: conceitos,
tipos e características
17.2 Agentes agressores à saúde: riscos
físicos, químicos e biológicos
17.3 Equipamentos de proteção
individual e coletiva: tipos e funções
17.4 Mapa de riscos - Finalidades
17.5 Inspeções de segurança
17.6 Sinalizações de segurança
17.7 Prevenção e combate a incêndio:
Conceito e importância de PPCI
17.8 CIPA
18. QUALIDADE
18.1 Conceito
18.2 Aplicação
18.3 Eficiência
18.4 Eficácia
18.5 Melhoria Contínua
19. APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS DA
QUALIDADE NA RESOLUÇÃO DE
PROBLEMAS E NA TOMADA DE DECISÕES
19.1 Ciclo PDCA
19.2 Brainstorming
19.3 5S
19.4 Ishikawa

80
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Equipamentos Bancadas para ajustagem

Sala de aula
Ambientes Pedagógicos Laboratório de Fabricação Mecânica
Laboratório de Metrologia

Projetor multimídia, Computadores


Rebitadeira Manual
Máquinas, Equipamentos,
Guilhotina; Furadeira de coluna
Instrumentos e Ferramentas
Serra horizontal
Moto esmeril

Instrumentos para medições elétricas


Instrumentos
Instrumentos de medição para fabricação mecânica

Ferramentas manuais para marcação


Equipamentos, Ferramentas e Traçagem
Instrumentos Corte e ajustagem
Ferramentas convencionais

Produtos para limpeza


Normas Técnicas e de Segurança
Manuais de Fabricantes
Catálogos
Recursos didáticos
Revistas
Livros
Materiais de consumo
EPIs e EPCs

Serão asseguradas as condições de acessibilidade, reconhecendo a


especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, Lei nº
13.146/2015, o Decreto nº 3298/2009, a LDB nº 9394/96 e a legislação
Observações/recomendações específica em vigência da deficiência em questão, quando for o caso.
Portanto, no planejamento e na prática docente, deverão ser indicadas as
condições e os pré-requisitos para o desenvolvimento das capacidades
que envolvam risco, asseguradas as adequações de grande e pequeno
porte

81
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: INTRODUTÓRIO

Perfil Profissional: OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

Unidade Curricular: FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA

Carga Horária: 20h

Unidades de Competência:

UC5 : Operar sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos construtivos de peças,


componentes e conjuntos de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade,
saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Fortalecer os fundamentos técnicos e científicos da comunicação oral e escrita e do uso dos
recursos computacionais como forma de potencializar as condições do aluno para o posterior desenvolvimento
das capacidades técnicas específicas que caracterizam a ocupação

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Conhecimentos


Competência Desempenho Técnicas

Capacidades Técnicas 1. COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA


1.1 Elementos de comunicação
1.1.1 Emissor
Fundamentos Técnicos Científicos
1.1.2 Mensagem
1.1.3 Receptor
Reconhecer ferramentas básicas da qualidade, suas 1.1.4 Canal
características e finalidades 1.2 Leitura e Interpretação de texto:
Reconhecer os princípios da linguagem culta que informativos - jornalísticos e técnicos
impactam a clareza e a objetividade da comunicação 1.3 Estrutura de frases e parágrafos
oral e escrita 1.4 Produção textual: resumo, relatórios
Interpretar terminologias, informações e referências 1.5 Gramática aplicada ao texto
contidas em diferentes tipos de textos relacionados à 1.6 Técnicas de argumentação na
produção veicular comunicação oral
Diferenciar documentos técnicos utilizados em 1.7 Vocabulário técnico - Terminologias
ambientes industriais de produção veicular da língua nacional e de língua
Aplicar os princípios e recursos da informática estrangeira
básica na elaboração de textos e planilhas 2. DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA
eletrônicas e na realização de consultas e pesquisas 2.1 Documentos técnicos da produção
veicular: tipos, características e
finalidades
Capacidades Sociais, Organizativas e
2.2 Responsabilidades dos usuários
Metodológicas
3. SISTEMA OPERACIONAL
3.1 Fundamentos e funções
Capacidades Sociais
3.2 Editor de textos
Demonstrar espírito colaborativo em atividades 3.3 Planilhas eletrônicas
coletivas 3.4 Editor de apresentações
Reconhecer os pressupostos que fundamentam e 3.5 Internet: Normas de uso;
orientam comportamentos éticos nas relações Navegadores; Sites de busca;

82
interpessoais, assim como os impactos da falta de Download e gravação de arquivos;
ética no trabalho em equipe Correio eletrônico; Direitos autorais -
citação de fontes de consulta
Capacidades Organizativas 4. PESQUISA
Integrar os princípios da qualidade às atividades 4.1 Tipos de pesquisa - noções
sob a sua responsabilidade 4.1.1 Bibliográfica
Reconhecer situações de risco à saúde e 4.1.2 Pesquisa em publicações
eletrônicas
segurança do trabalhador e as diferentes formas
4.1.3 Pesquisa de campo
de proteção a esses riscos
Aplicar os princípios de organização nas rotinas de 4.2 Citações
trabalho e nos compromissos pessoais 4.3 Bibliografias confiáveis e não
confiáveis
Capacidades Metodológicas 5. PRINCÍPIOS DE ORGANIZAÇÃO E
FERRAMENTAS DA QUALIDADE -
Reconhecer a iniciativa como característica NOÇÕES
fundamental e requisito de um bom profissional 5.1 5S
5.2 PDCA
5.3 MASP
5.4 Fluxograma
5.5 Histograma
5.6 Brainstorming
6. ÉTICA
6.1 Código de conduta
6.2 Respeito às individualidades
pessoais
6.3 Ética nas relações interpessoais
6.4 Ética no desenvolvimento de
atividades do cotidiano
7. HABILIDADES BÁSICAS DO
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL
7.1 Respeito
7.2 Cordialidade
7.3 Disciplina
7.4 Empatia
7.5 Responsabilidade
7.6 Comunicação
7.7 Cooperação
8. TRABALHO EM EQUIPE
8.1 conceito de grupo e equipe
8.2 O desafio do trabalho em equipe
8.3 O relacionamento com os colegas
de equipe
8.4 Responsabilidades individuais e
coletivas no trabalho em equipe
8.5 A importância da cooperação no
trabalho em equipe
8.6 Compromisso com objetivos e
metas
9. INICIATIVA
9.1 Conceito
9.2 Importância, valor
83
9.3 Formas de demonstrar iniciativa
9.4 Consequências favoráveis e
desfavoráveis

84
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Sala de aula
Ambientes Pedagógicos Biblioteca
Laboratório de Informática

Normas
Modelos de plano de processo e folha de trabalho
Revistas
Recursos didáticos Livros
Internet
Catálogos
Manuais

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9394/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

85
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO I

Perfil Profissional: OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

Unidade Curricular: PROCESSOS DE FABRICAÇÃO DE COMPONENTES ESTRUTURAIS VEICULARES

Carga Horária: 120h

Unidades de Competência:

UC1 : Fabricar componentes estruturais, de chapeamento e de pré-montagem de veículos, considerando as


normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para
realização dos processos de fabricação de componentes estruturais de veículos e implementos, considerando
corte, furação, dobra, ajustagem e união

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

1 .1 Unir 1.1 .1 Considerando - Identificar, no plano de


elementos e as informações e 1. CORTE
processo, as operações a
subconjuntos orientações da 1.1 Plano de
serem executadas, assim como
de instrução de trabalho Processo para Corte
o processo, os dispositivos e as
componentes 1.1.1
ferramentas a serem utilizadas
Informações
na união dos elementos e
contidas
subconjuntos dos componentes
1.1.2 Pontos
- Reconhecer, com base nas críticos para o
indicações do plano de processo
processo, os pontos críticos 1.2 Procedimento de
inerentes ao processo de união Operação para Corte
a ser executado 1.2.1 Etapas
(plano de
processo)
1.2.2
1.1 .2 Considerando - Identificar, na documentação Interpretação de
as informações do técnica, os insumos a serem desenho
desenho técnico utilizados no processo técnico
quanto aos 1.2.3
elementos de união - Interpretar as simbologias do Dispositivos
a serem utilizados desenho técnico quanto às 1.2.4
especificidades do processo de Ferramentas
união a ser utilizado 1.2.5
Especificações
- Identificar, no desenho técnico,
técnicas
a descrição dos conjuntos
1.2.6 Materiais
(peças ou estruturas metálicas)
1.2.7 Tempo
a serem unidas
necessário para
- Interpretar as especificações a execução da

86
técnicas contidas na legenda do operação
desenho (denominação, código, 1.3 Matéria-Prima
diedro, escala, aplicação, para Operações de
quantidade e peso) das peças a Corte
serem unidas 1.3.1 Impactos
da matéria
prima na
seleção de
1.1 .3 Organizando ferramentas e
- Avaliar a adequação
os componentes a equipamentos
qualitativa e quantitativa de
serem montados de corte
elementos, conjuntos e recursos
com base nas 1.4 Máquinas,
necessários à montagem, bem
indicações do Equipamentos e
como da organização dos
desenho e do roteiro Ferramentas de
mesmos no posto de trabalho
de processo Corte
(conferência final)
1.4.1 Tipos
- Definir a melhor forma de 1.5 Máquinas,
disposição dos componentes e Equipamentos e
elementos de fixação no posto Ferramentas de
de trabalho, tendo em vista a Corte
sua integridade e a melhor 1.5.1 Tipos
forma de 1.5.2
manuseio/manipulação Características
1.5.3
- Definir a melhor forma de Aplicações
disposição e organização das 1.5.4
ferramentas, instrumentos, Funcionamento
máquinas, dispositivos e 1.5.5 Operação
gabaritos no posto de trabalho, de máquinas,
tendo em vista a sua integridade equipamentos e
e a melhor forma de ferramentas de
manuseio/manipulação corte
1.6 Procedimento de
Abastecimento e
1.1 .4 Realizando a - Reconhecer os requisitos e Retiradas das Peças
montagem dos procedimentos técnicos a em Operações de
conjuntos e serem considerados na Corte
subconjuntos com 1.6.1
montagem dos elementos e
base na sequência, subconjuntos de componentes Posicionamento
requisitos e (sequência de aperto, torque, das peças
tecnologias cuidados com os acabamentos, 1.6.2
estabelecidas para o aplicação de vedantes e Seqüência das
processo lubrificantes ações
1.6.3 Retirada
- Reconhecer as tecnologias e das peças
suas aplicações nos processos 1.6.4
de montagem dos elementos e Procedimentos
subconjuntos de componentes de segurança
1.7 Preparação de
- Interpretar o procedimento
Máquinas e
operacional quanto à sequência Equipamentos de
87
lógica (sequência de eventos) a Corte
ser considerada na união dos 1.7.1 Impacto
elementos e subconjuntos de da matéria-
componentes prima na
preparação
1.7.2

1.1 .5 Realizando o Regulagem de


- Avaliar, com base nas parâmetros
controle de especificações do desenho,
qualidade da 1.7.3 Instalação
normas e requisitos de acessórios
operação com base estabelecidos pela empresa, a 1.8 Acessórios para
nas especificações qualidade dos componentes e
dos desenhos, Operações de Corte
conjuntos a serem unidos, 1.8.1 Tipos
normas técnicas e
considerando dimensional, 1.8.2
procedimentos da forma e acabamento
empresa Características

- Reconhecer os procedimentos 1.8.3


de teste aplicáveis à avaliação Aplicações
1.8.4
qualitativa dos diferentes tipos
de elementos e subconjuntos de Dispositivos de
componentes veiculares Fixação (tipos,
características
e alinhamento)
1.9 Aproveitamento
1.1 .6 Respeitando de Matéria Prima em
- Interpretar as indicações da
os padrões de Operações de Corte
folha de processo quanto aos
tempo estabelecidos 1.9.1
padrões de tempo a serem
para o processo Otimização de
considerados e atendidos nas
aproveitamento
diferentes etapas dos
de material
processos de montagem de
1.10 Documentação
elementos e subconjuntos de
Técnica Relativa à
componentes
Segurança, Saúde
Ergonomia e Meio
Ambiente em
1.1 .7 Atendendo as Operações de Corte
- Interpretar os procedimentos
normas e 1.10.1 Normas
de segurança aplicáveis às
procedimentos de e
operações de máquinas e
saúde e segurança e Procedimentos
equipamentos empregados na
de meio ambiente de saúde,
união de componentes e
aplicáveis à segurança e
conjuntos
atividade ergonomia
- Reconhecer o melhor 1.10.2 Normas
posicionamento do operador e
em relação à máquina ou Procedimentos
equipamento empregado na relativos ao
união de componentes e meio ambiente
conjuntos como requisito de 1.10.3
segurança e de ergonomia Segregação e
descarte de
- Interpretar os procedimentos resíduos
aplicáveis à segregação e 1.11 Controle de
88
destinação de resíduos gerados Qualidade em
nos processos de união de Operações de Corte
componentes e conjuntos 1.11.1 Controle
visual da
matéria prima
1.11.2 Controle
1 .2 Executar 1.2 .1 Considerando - Reconhecer, com base nas dimensional da
operações as informações e indicações do plano de matéria prima
básicas de orientações da
processo, os pontos críticos 1.11.3
corte, furação, ordem de inerentes ao processo a ser Procedimento
dobra, produção/instrução executado (posicionamento da de qualidade
conformação de trabalho peça, condições de fixação) 1.11.4
e ajustagem
Instrumentos de
de - Identificar, no plano de
medição
componentes processo, as operações a
utilizados nos
serem executadas, assim como
processos
os dispositivos, ferramentas e
1.11.5
materiais a serem utilizados nos
Registros
processos (corte, furação,
relativos ao
dobra, conformação e
processo
ajustagem)
1.11.6 Índice de
retrabalho
1.12 Manutenção
Autônoma e
Produtiva de
Máquinas de Corte
1.2 .2 Considerando - Interpretar as simbologias do 1.12.1
as informações do desenho técnico quanto às Procedimentos
desenho técnico especificidades dimensionais, de limpeza
de posição, de grau/ângulo de 1.12.2
tolerância e forma a serem Procedimentos
considerados no processo a ser de lubrificação
executado 1.12.3 Análise
das condições
- Interpretar as especificações gerais de
técnicas contidas na legenda do funcionamento
desenho (denominação, código, 2. FURAÇÃO
diedro, escala, aplicação, 2.1 Plano de
quantidade e peso) dos Processo para
componentes a serem Furação
fabricados 2.1.1
Informações
contidas
2.1.2 Pontos
1.2 .3 Utilizando a - Analisar a compatibilidade das críticos para o
matéria-prima especificações técnicas dos processo
indicada para o componentes descritas no plano 2.2 Procedimento de
processo em de processo e/ou desenho com Operação para
questão as características da matéria- Furação
prima recebida 2.2.1 Etapas
(plano de
89
processo)
2.2.2 Desenho
1.2 .4 Preparando as - Reconhecer as características
técnico
máquinas, operacionais e finalidades de 2.2.3
equipamentos e cada tipo de máquina, Dispositivos
ferramentas em
ferramenta e equipamento 2.2.4
conformidade com a empregado em processos
Ferramentas
instrução de trabalho fabricação de peças, tendo em
2.2.5
e/ou procedimentos vista a preparação dos mesmos Especificações
operacionais
técnicas
- Interpretar as indicações do
2.2.6 Materiais
roteiro de processo quanto ao
2.2.7 Tempo
setup da máquina,
necessário para
considerando fixação/troca de
a execução da
ferramentas, dispositivos e
operação
preset
2.3 Matéria Prima
- Reconhecer os diferentes para Operações de
dispositivos e elementos de Furação
fixação utilizados nas máquinas, 2.3.1 Impactos
suas características, finalidades da matéria
e formas de uso prima na
seleção de
ferramentas e
equipamentos
de corte
2.4 Máquinas,
1.2 .5 Operando as Equipamentos e
- Interpretar os procedimentos
máquinas e Ferramentas de
operacionais quanto à retirada
equipamentos em Furação
de peças das máquinas
conformidade com 2.4.1 Tipos
as suas - Interpretar os procedimentos 2.4.2
características, operacionais quanto ao Características
aplicações e abastecimento das máquinas, 2.4.3
procedimentos de fixação da peça e o Aplicações
operação acionamento das mesmas 2.4.4
Funcionamento
- Analisar a sequência dos 2.4.5 Operação
processos, considerando sua de máquinas
adequação com os parâmetros equipamentos e
estabelecidos e características ferramentas de
da peça a ser produzida, tendo furação
em vista a realização de 2.5 Procedimento de
intervenções, sempre que Abastecimento e
necessário Retiradas das Peças
em Operações de
- Reconhecer o funcionamento
Furação
das máquinas (de corte,
2.5.1
furação, dobra, conformação e
Posicionamento
ajustagem), seus comandos e
das peças
diferentes operações por elas
2.5.2
executadas
Seqüência das
90
ações
2.5.3 Retirada
1.2 .6 Considerando das peças
- Interpretar as indicações do
o melhor 2.5.4
desenho e/ou plano de
aproveitamento de Procedimentos
processo quanto ao melhor
insumos e matéria- de segurança
aproveitamento dos insumos e
prima 2.6 Preparação de
da matéria-prima (chapa, tubo,
Máquinas e
perfil,...)
Equipamentos de
Furação
2.6.1 Impacto
1.2 .7 Realizando o da matéria-
- Avaliar o resultado das
controle de prima na
operações executadas com
qualidade da preparação
base nas especificações do
operação com base 2.6.2
desenho e requisitos
nas especificações Regulagem de
estabelecidos pela empresa
do desenho e plano parâmetros
(rebarbas, falhas, trincas,...)
de controle 2.6.3
- Reconhecer os sistemas e Instalações de
processos de registro utilizados acessórios;
pela empresa, tendo em vista a 2.7 Acessórios para
documentação dos dados e Operações de
resultados da avaliação Furação
qualitativa do processo 2.7.1 Tipos
executado 2.7.2
Características
- Correlacionar o dimensional e 2.7.3
as características de Aplicações
acabamento das peças com as 2.7.4
especificações do desenho ou Dispositivos de
da amostra Fixação (tipos,
características
e alinhamento)
2.8 Aproveitamento
1.2 .8 Atendendo as - Interpretar as normas e os de Matéria Prima em
normas e procedimentos de segurança Operações de
procedimentos de
aplicáveis às operações em Furação
saúde e segurança e máquinas e equipamentos 2.8.1
de meio ambiente
Otimização de
aplicáveis à - Interpretar os procedimentos
aproveitamento
atividade aplicáveis à segregação e
de material
destinação de resíduos gerados
2.9 Documentação
nos processos de fabricação
Técnica Relativa à
- Reconhecer o melhor Segurança, Saúde
posicionamento do operador Ergonomia e Meio
em relação à máquina e à Ambiente em
movimentação de peças como Operações de
requisito de segurança e de Furação
ergonomia 2.9.1 Normas e
Procedimentos
de saúde,
91
segurança e
ergonomia
1.2 .9 Respeitando - Interpretar as indicações da 2.9.2 Normas e
os padrões de folha de processo quanto aos Procedimentos
tempo estabelecidos padrões de tempo a serem relativos ao
para o processo considerados e atendidos nas meio ambiente
diferentes etapas dos 2.9.3
processos de produção Segregação e
descarte de
resíduos
2.9.4 Normas e
1.2 .10 Realizando a
- Interpretar os procedimentos Procedimentos
manutenção que estabelecem as condições relativos ao
autônoma das para a realização da meio ambiente
máquinas e manutenção autônoma (limpeza, 2.9.5 Normas e
equipamentos em lubrificação, ajustes, ...) em Procedimentos
conformidade com máquinas e equipamentos relativos ao
os procedimentos da
meio ambiente
empresa - Identificar sintomas que
2.10 Controle de
indiquem a necessidade de
Qualidade em
manutenções corretivas nas
Operações de
máquinas e equipamentos
Furação
2.10.1 Controle
visual da
Fundamentos Técnicos Científicos matéria prima
2.10.2 Controle
dimensional da
matéria prima
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas
2.10.3
Procedimento
Capacidades Organizativas de qualidade
2.10.4
Aplicar os princípios de organização do trabalho estabelecidos no Instrumentos de
planejamento e no exercício de suas atividades profissionais medição
Reconhecer o papel do trabalhador no atendimento dos princípios da utilizados nos
qualidade e no cumprimento das normas ambientais, de saúde e processos
segurança 2.10.5
Registros
Capacidades Sociais
relativos ao
Reconhecer os diferentes comportamentos das pessoas nos grupos processo
e equipes 2.10.6 Índice de
Avaliar o próprio comportamento a partir de referenciais éticos, retrabalho
considerando convenções sociais, códigos de conduta ou outros 2.11 Manutenção
referenciais do comportamento ético Autônoma e
Analisar cenários, identificando a presença e/ou a ausência de Produtiva de
atitudes éticas por parte dos atores envolvidos Máquinas de Furação
2.11.1
Capacidades Metodológicas Procedimentos
de limpeza
Avaliar cenários com vistas à tomada de decisões dentro do âmbito
2.11.2
de suas responsabilidades
Procedimentos
92
Aplicar os princípios da Gestão da Qualidade nas suas rotinas de de lubrificação
trabalho 2.11.3 Análise e
Identificar, diante das necessidades do cliente, as melhores técnicas substituição de
de atendimento às suas necessidades componentes e
acessórios
3. DOBRA
3.1 Plano de
Processo para Dobra
3.1.1
Informações
contidas
3.1.2 Pontos
críticos para o
processo
3.2 Procedimento de
Operação para
Dobra
3.2.1 Etapas
(plano de
processo)
3.2.2 Desenho
técnico
3.2.3
Dispositivos
3.2.4
Ferramentas
3.2.5
Especificações
técnicas
3.2.6 Materiais
3.2.7 Tempo
necessário para
a execução da
operação
3.3 Etapas (plano de
processo)
3.4 Matéria Prima
para Operações de
Dobra
3.4.1 Impactos
da matéria
prima na
seleção de
ferramentas e
equipamentos
de corte
3.5 Máquinas,
Equipamentos e
Ferramentas de
Dobra
3.5.1 Tipos
93
3.5.2
Características
3.5.3
Aplicações
3.5.4
Funcionamento
3.5.5 Operação
de máquinas
equipamentos e
ferramentas de
furação
3.6 Procedimento de
Abastecimento e
Retiradas das Peças
em Operações de
Dobra
3.6.1
Posicionamento
das peças
3.6.2
Seqüência das
ações
3.6.3 Retirada
das peças
3.6.4
Procedimentos
de segurança
3.7 Preparação de
Máquinas e
Equipamentos de
Dobra
3.7.1 Impacto
da matéria-
prima na
preparação
3.7.2
Regulagem de
parâmetros
3.7.3
Instalações de
acessórios
3.8 Acessórios para
Operações de Dobra
3.8.1 Tipos
3.8.2
Características
3.8.3
Aplicações
3.8.4
Dispositivos de
Fixação (tipos,
94
características
e alinhamento)
3.9 Aproveitamento
de Matéria Prima em
Operações de Dobra
3.9.1
Otimização de
aproveitamento
de material
3.10 Documentação
técnica relativa à
Segurança, Saúde
Ergonomia e Meio
Ambiente em
Operações de Dobra
3.10.1 Normas
e
Procedimentos
de saúde,
segurança e
ergonomia
3.10.2 Normas
e
Procedimentos
relativos ao
meio ambiente
3.10.3
Segregação e
descarte de
resíduos
3.11 Controle de
Qualidade em
Operações de Dobra
3.11.1 Controle
visual da
matéria prima
3.11.2 Controle
dimensional da
matéria prima
3.11.3
Procedimento
de qualidade
3.11.4
Instrumentos de
medição
utilizados nos
processos
3.11.5
Registros
relativos ao
processo
95
3.11.6 Índice de
retrabalho
3.12 Controle de
Qualidade em
Operações de Dobra
3.13 Manutenção
Autônoma e
Produtiva de
Máquinas de Dobra
3.13.1
Procedimentos
de limpeza
3.13.2
Procedimentos
de lubrificação
3.13.3 Análise e
substituição de
componentes e
acessórios
4. AJUSTAGEM
4.1 Plano de
Processo para
Ajustagem
4.1.1
Informações
contidas
4.1.2 Pontos
críticos para o
processo
4.2 Procedimento de
Operação para
Ajustagem
4.2.1 Etapas
(plano de
processo)
4.2.2 Desenho
técnico
4.2.3
Dispositivos
4.2.4
Ferramentas
4.2.5
Especificações
técnicas
4.2.6 Materiais
4.2.7 Tempo
necessário para
a execução da
operação
4.3 Matéria Prima
para Operações de
96
Ajustagem
4.3.1 Impactos
da matéria
prima na
seleção de
ferramentas e
equipamentos
de corte
4.4 Máquinas,
Equipamentos e
Ferramentas de
Ajustagem
4.4.1 Tipos
4.4.2
Características
4.4.3
Aplicações
4.4.4
Funcionamento
4.4.5 Operação
de máquinas
equipamentos e
ferramentas de
furação
4.5 Procedimento de
Abastecimento e
Retiradas das Peças
em Operações de
Ajustagem
4.5.1
Posicionamento
das peças
4.5.2
Seqüência das
ações
4.5.3 Retirada
das peças
4.5.4
Procedimentos
de segurança
4.6 Preparação de
Máquinas e
Equipamentos de
Ajustagem
4.6.1 Impacto
da matéria-
prima na
preparação
4.6.2
Regulagem de
parâmetros
97
4.6.3
Instalações de
acessórios
4.7 Acessórios para
Operações de
Ajustagem
4.7.1 Tipos
4.7.2
Características
4.7.3
Aplicações
4.7.4
Dispositivos de
Fixação (tipos,
características
e alinhamento)
4.8 Aproveitamento
de Matéria Prima em
Operações de
Ajustagem
4.8.1
Otimização de
aproveitamento
de material
4.9 Documentação
Técnica Relativa à
Segurança, Saúde
Ergonomia e Meio
Ambiente em
Operações de
Ajustagem
4.9.1 Normas e
Procedimentos
de saúde,
segurança e
ergonomia
4.9.2 Normas e
Procedimentos
relativos ao
meio ambiente
4.9.3
Segregação e
descarte de
resíduos
4.10 Controle de
Qualidade em
Operações de
Conformação
4.10.1 Controle
visual da
matéria prima
98
4.10.2 Controle
dimensional da
matéria prima
4.10.3
Procedimento
de qualidade
4.10.4
Instrumentos de
medição
utilizados nos
processos
4.10.5
Registros
relativos ao
processo
4.10.6 Índice de
retrabalho
4.11 Manutenção
Autônoma e
Produtiva de
Máquinas e
Equipamentos de
Ajustagem
4.11.1
Procedimentos
de limpeza
4.11.2
Procedimentos
de lubrificação
4.11.3 Análise e
substituição de
componentes e
acessórios
5. UNIÃO DE PEÇAS E
COMPONENTES
5.1 Tipos,
Características e
Funções de
Elementos de União
de Peças e
Componentes
5.1.1
Processos de
União
Permanente de
Peças e
Componentes:
Soldagem:
Eletrodo
Revestido,
MIG/MAG, TIG,
99
a ponto, oxi-
acetileno, ...
Rebitagem;
Colagem
5.1.2
Processos de
União não
Permanente
(Móvel) de
Peças e
Componentes:
Elementos de
fixação, funções
e
características
5.2 Documentos
Técnicos Aplicáveis à
União de
Componentes
5.2.1 Tipos,
características
e aplicações:
Instrução de
Execução e
Inspeção de
Soldagem –
IEIS;
Especificação
do
Procedimento
de Soldagem –
EPS
5.2.2 Normas
para Rebitagem
5.2.3 Normas
para Colagem
5.2.4 Manuais
dos fabricantes
dos
componentes
5.2.5
Especificação
de consumíveis
5.2.6 Normas e
documentos
internos
relativos ao
processo
5.3 Procedimentos
Operacionais para
União de Peças e
100
Componentes (Plano
de Processo)
5.3.1 Etapas
5.3.2
Finalidades
5.3.3 Estrutura
5.3.4
Informações
contidas
5.3.5 Identificar
pontos críticos
5.3.6 Desenho
técnico
5.3.7 Tempo
necessário para
a execução da
operação
5.4 Máquinas e
Ferramentas de
União de Peças e
Componentes
5.4.1 União
Permanente:
Tipos
(Máquinas de
Solda,
Rebitadeiras e
Aplicadores de
Cola);
Características;
Aplicações;
Operação;
Cuidados e
conservação
5.4.2 União Não
Permanente
(Móvel): Tipos
(Manuais,
Elétricas e
Pneumáticas);
Características;
Aplicações;
Operação;
Cuidados e
conservação
5.5 Dispositivos e
gabaritos de
Montagem Para
União de Peças e
Componentes
5.5.1 Tipos
101
5.5.2
Características
5.5.3
Aplicações
5.5.4 Formas
de
Posicionamento
e Fixação
5.5.5 Formas
de Extração
dos
Dispositivos
5.5.6 Cuidados
e conservação
5.6 Montagem de
Peças e
Componentes
5.6.1
Adequações de
ambientes de
trabalho para
facilitar a
montagem
5.6.2 Técnicas
de
armazenamento
e
movimentação
de peças,
componentes e
conjuntos
5.6.3 Técnicas
de montagem
de peças,
componentes e
conjuntos
5.6.4 Manuseio
correto dos
componentes,
máquinas,
equipamentos,
ferramentas e
elementos de
fixação
5.6.5 Uso de
torquímetro,
quando
necessário
5.6.6 Elementos
de Lubrificação:
Tipos;
102
Características;
Aplicações;
Montagem;
Cuidados e
conservação
5.6.7 5.6.2.
Elementos de
Vedação:
Tipos;
Características;
Aplicações;
Montagem;
Cuidados e
conservação
5.7 Controle de
Qualidade em
Processos de União
de Peças e
Componentes
5.7.1 Controle
visual
5.7.2 Controle
dimensional
(padrões,
procedimentos,
instrumentos de
medição e
controle)
5.8 Documentação
Técnica Relativa à
Segurança, Saúde,
Ergonomia e Meio
Ambiente em
Operações de União
de Componentes
5.8.1 Normas e
Procedimentos
de saúde,
segurança e
ergonomia
5.8.2 Normas e
Procedimentos
relativos ao
meio ambiente
5.8.3
Segregação e
descarte de
resíduos
6. ÉTICA
6.1 Cidadania
6.2 Comportamento
103
social
6.3 Direitos e
deveres individuais e
coletivas
6.4 Valores pessoais
e universais
6.5 O impacto da falta
de ética ao país:
pirataria, impostos
7. COMPORTAMENTO E
EQUIPES DE TRABALHO
7.1 O papel das
normas de
convivência em
grupos sociais
7.2 A influência do
ambiente de trabalho
no comportamento
7.3 Fatores de
satisfação e
insatisfação no
trabalho
7.4 A influência das
características de
personalidade nas
relações
interpessoais e no
desenvolvimento das
atividades típicas da
área ocupacional
8. ORGANIZAÇÃO
EMPRESARIAL
8.1 Estruturas
hierárquicas
8.2 Sistemas
administrativos
8.3 Sistemas de
controle de atividades
9. CLIENTE
9.1 Clientes internos
e externos
9.2 Cuidados no
atendimento
9.3 Impactos da
qualidade no
atendimento
9.4 Expectativas do
cliente
9.5 Fidelização de
clientes
9.6 Excelência no
104
atendimento
10. CONFLITOS NAS
EQUIPES DE TRABALHO
10.1 Tipos
10.2 Características
10.3 Fatores internos
e externos geradores
de conflitos
10.4 Impactos dos
conflitos nos
resultados dos
trabalhos em equipe
11. QUALIDADE
AMBIENTAL
11.1 Prevenção à
poluição ambiental
11.2 Descarte de
resíduos
11.3 Reciclagem de
resíduos
11.4 Uso racional de
Recursos e Energias
12. SEGURANÇA NO
TRABALHO
12.1 Comportamento
seguro
13. QUALIDADE DE VIDA
NO TRABALHO
14. QUALIDADE DE VIDA
NO TRABALHO
15. QUALIDADE DE VIDA
NO TRABALHO
15.1 Cuidados com a
saúde
15.2 Administração
de stress
15.3 O impacto do
uso de drogas lícitas
e ilícitas na saúde e
no trabalho
16. SISTEMA DE GESTÃO
QUALIDADE
16.1 ISO9001:
aspectos centrais
17. SISTEMA DE GESTÃO
AMBIENTAL
17.1 ISO14000:
aspectos centrais
18. ANÁLISE DE
CENÁRIOS
18.1 Ferramentas de
105
análise de cenários e
solução de
problemas
18.2 Definição de
prioridades
18.3 Tomada de
decisões:
responsabilidades e
impactos

106
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Laboratório de Fabricação Mecânica


Sala de aula
Ambientes Pedagógicos Biblioteca
Laboratório de Informática
Laboratório de Soldagem

Equipamentos de furação
Equipamentos de dobra
Equipamentos de desbaste
Ferramentas e Instrumentos
Ferramentas convencionais
Ferramentas de ajustagem
Ferramentas para rebitagem
Máquinas, Equipamentos,
Ferramentas para colagem
Instrumentos e Ferramentas
Kit multimídia
Instrumentos de medição mecânicas
Máquinas e equipamentos
Dispositivos e gabaritos de fixação de peças
Máquina de soldagem (conforme característica do segmento a ser
atendido)
Equipamentos de corte

EPIs e EPCs
Insumos para processos produtivos
Recursos didáticos Produtos para limpeza
Manuais, normas e literatura técnica
Conjuntos e componentes para processos de fabricação e montagem

Serão asseguradas as condições de acessibilidade, reconhecendo a


especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, Lei nº
13.146/2015, o Decreto nº 3298/2009, a LDB nº 9394/96 e a legislação
Observações/recomendações específica em vigência da deficiência em questão, quando for o caso.
Portanto, no planejamento e na prática docente, deverão ser indicadas as
condições e os pré-requisitos para o desenvolvimento das capacidades
que envolvam risco, asseguradas as adequações de grande e pequeno
porte

107
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO II

Perfil Profissional: OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

Unidade Curricular: PREPARAÇÃO DE SUPERFÍCIES PARA PINTURA AUTOMOTIVA

Carga Horária: 36h

Unidades de Competência:

UC2 : Montar conjuntos estruturais e não estruturais de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos
técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para
a execução de serviços de preparação de superfície para pintura automotiva, considerando ajuste de superfície,
isolamento de componentes, aplicação de complementos para pintura e atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

2 .3 Preparar 2.3 .1 - Interpretar o procedimento


as Considerando as 1. PREPARAÇÃO DE
operacional padrão quanto às
superfícies informações e SUPERFÍCIE PARA PINTURA
condições das superfícies e
para a orientações do AUTOMOTIVA
aos requisitos técnicos a
pintura procedimento 1.1 Tipos, características
serem considerados e
operacional padrão e requisitos das
atendidos na preparação das
superfícies, dos
superfícies metálicas e não
processos, produtos e
metálicas para a pintura
operações de preparação
- Definir as soluções de para pintura automotiva
tratamento de não 1.1.1 De superfícies
conformidades identificadas (metal, polímero,
na análise das superfícies com fibra, ...)
referência nos padrões e 1.1.2 Do processo
procedimentos da empresa de lixamento (úmido
e seco)
1.1.3 De produtos
de preparação
2.3 .2 Lixando as - Reconhecer os recursos (Massa plástica,
superfícies em tecnológicos empregados no massa poliéster,
conformidade com lixamento de superfícies, suas Primer, Wash
o padrão características, finalidades e Primer, ...)
estabelecido formas de uso 1.2 Insumos do processo:
lixas, material de correção
- Selecionar os recursos de superfície (massa
tecnológicos de acordo com plástica, massa poliéster,
as características da ...), base para pintura
superfície e resultados finais (primer, wash Pimer, ...),
esperados controle de lixamento
1.3 Etapas do processo

108
de preparação de
superfície para pintura
automotiva
1.3.1 Isolamento de
2.3 .3 Aplicando - Selecionar as bases e componentes:
bases e complementos de acordo com formas, técnicas,
complementos com as características, finalidades
recursos
referência nas e dimensão das imperfeições tecnológicos
características das encontradas nas superfícies e
1.3.2 Sequência de
imperfeições
requisitos da empresa lixamento
apresentadas pela
1.3.3 Correção de
superfície e - Reconhecer os recursos
superfície, se
requisitos tecnológicos empregados na
necessário
qualitativos aplicação de bases e
1.3.4 Aplicação de
estabelecidos pela complementos em superfícies,
produtos de
empresa suas características,
correção de
finalidades e formas de uso
superfícies, se
necessário
1.3.5 Preparação da
2.3 .4 Realizando base preenchimento
- Avaliar a qualidade do
análise visual e o de superfície
acabamento com referência
controle de (primer)
nos requisitos estabelecidos
qualidade do 1.3.6 Aplicação de
pela empresa
processo produtos base para
pintura
1.4 Documentação
2.3 .5 Isolando as técnica: catálogos,
- Reconhecer as técnicas e/o
partes a serem informações do
processos de aplicação dos
protegidas em fabricante, rótulos e
elementos isolantes nas peças
conformidade com etiquetas, manuais, tabela
a serem pintadas
o procedimento de tempo padrão de
operacional - Identificar, na instrução de serviços, boletins
trabalho, as peças ou suas técnicos, normas
partes que requerem 1.5 Segurança na
isolamento, assim como os preparação de superfícies
elementos indicados para a para pintura automotiva
realização dos respectivos 1.5.1 Riscos
isolamentos/mascaramentos 1.5.2 EPIs e EPCs
(fitas, tampões, plásticos) 1.5.3
Procedimentos e
normas
1.6 Segregação de
insumos utilizados e
resíduos gerados no
2.3 .6 Atendendo processo de preparação
- Interpretar os procedimentos de superfície para pintura
as normas e
aplicáveis à segregação e automotiva
procedimentos de destinação de resíduos
saúde e segurança 1.6.1 Destinar de
gerados nos processos
e de meio forma correta os
preparação de superfícies resíduos gerados no
ambiente
processo
aplicáveis à - Identificar situações de risco
109
atividade presentes nos processos de 1.6.2 Armazenar de
preparação de superfícies forma correta e
para a pintura, assim como as segura os insumos
formas de proteção a serem 1.6.3 Cálculos
adotadas pelo trabalhador quantitativos de
consumo de insumo
em relação a área a
ser preparada
Fundamentos Técnicos Científicos 1.7 Diagnóstico de
anomalias no processo de
preparação de superfície
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas de pintura automotiva
1.7.1 Identificação
Capacidades Organizativas do material
1.7.2 Coleta de
Demonstrar profissionalismo no exercício de suas dados
responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais 1.7.3
estabelecidas Procedimentos de
Aplicar os princípios, normas e procedimentos técnicos, de diagnóstico:
saúde, segurança e meio ambiente às atividades sob a sua fluxogramas de
responsabilidade diagnóstico,
inspeções, testes e
Capacidades Sociais
simulações, análise
Reconhecer o seu papel como integrante de equipe nos de variáveis
diferentes processos de trabalho, considerando seus pares e os 1.7.4 Equipamentos,
demais níveis hierárquicos ferramentas e
Apresentar postura ética instrumentos de
diagnóstico para
Capacidades Metodológicas preparação de
superfície para
Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da
pintura automotiva:
organização, considerando os impactos das suas atividades nos
tipos,
resultados dos produtos e serviços da empresa
características,
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento
funções, formas de
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no
uso, conservação,
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na
calibração
própria formação
1.8 Reparação de
pequenos
desníveis/deformações
em superfície para pintura
automotiva
1.8.1 Equipamentos,
ferramentas e
instrumentos de
reparação: tipos,
características,
funções, formas de
uso, conservação,
calibração
1.8.2 Materiais e
insumos para
110
reparação de
preparação de
superfície: tipos,
características,
aplicações,
requisitos/condições
de uso
1.8.3 Tempo de
reparo
1.9 Controle de qualidade
pós- preparação de
superfície para pintura
automotiva
1.9.1 Controle de
lixamento de
superfície
1.9.2 Controle de
qualidade da
aplicação de base
para superfície
1.9.3 Controle de
qualidade do
acabamento da
preparação
2. ATITUDES E
COMPORTAMENTO ÉTICO NA
MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA
2.1 Código de ética
profissional
3. VIRTUDES PROFISSIONAIS
NA MANUTENÇÃO
AUTOMOTIVA - CONCEITOS E
VALOR
3.1 Responsabilidade
3.2 Iniciativa
3.3 Honestidade
3.4 Sigilo
3.5 Prudência
3.6 Imparcialidade
4. A RELAÇÃO DO
PROFISSIONAL COM O SEU
LÍDER
5. A RESILIÊNCIA NO
TRABALHO
5.1 como lidar com
pressão, situações de
tensão e stress no
trabalho
6. TRABALHO EM EQUIPE
6.1 Autonomia e limites no
trabalho em equipe
111
7. DESENVOLVIMENTO
PROFISSIONAL
7.1 Planejamento
Profissional: ascensão
profissional, formação
profissional, investimento
educacional
8. VISÃO SISTÊMICA
8.1 A percepção da
importância do seu
trabalho no contexto e nos
resultados da empresa

112
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Biblioteca
Laboratório de Informática
Ambientes Pedagógicos
Laboratório automotivo
Sala de aula

Bancada
Macaco Jacaré
Cavaletes de sustentação
Suporte de bobina de papel de isolamento
Pistola para pintura
Painel de secagem
Máquinas, Equipamentos,
Ferramentas convencionais
Instrumentos e Ferramentas
Ferramentas especiais para preparação de superfície para pintura
Kit multimídia
Instrumentos de medição para superfície
Máquinas e equipamentos
Unidade de lixamento
Suporte para peças automotiva (chapas, capô, porta, para-lama, ...)

EPIs
EPCs
Insumos para manutenção
Recursos didáticos Peças e componentes para a execução da preparação (chapas, portas,
capô, ...)
Produtos para limpeza
Manuais, normas e literaturas técnicas

Serão asseguradas as condições de acessibilidade, reconhecendo a


especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, Lei nº
13.146/2015, o Decreto nº 3298/2009, a LDB nº 9394/96 e a legislação
Observações/recomendações específica em vigência da deficiência em questão, quando for o caso.
Portanto, no planejamento e na prática docente, deverão ser indicadas as
condições e os pré-requisitos para o desenvolvimento das capacidades
que envolvam risco, asseguradas as adequações de grande e pequeno
porte

113
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO II

Perfil Profissional: OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

Unidade Curricular: MONTAGEM DE CARROCERIA VEICULAR

Carga Horária: 60h

Unidades de Competência:

UC2 : Montar conjuntos estruturais e não estruturais de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos
técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para
a execução de serviços de montagem de carroceria veicular, considerando união de componentes, instalação
de subconjuntos estruturais e não estruturais, chapeamentos, painéis e realização de atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Conhecimentos


Competência Desempenho Técnicas

2 .1 Instalar 2.1 .1 - Identificar, na ficha de


chapeamento/painéis Considerando 1. UNIÃO DE COMPONENTES
montagem, a descrição
as informações ESTRUTURAIS E NÃO
das peças e
e orientações ESTRUTURAIS
componentes, bem
da ficha de 1.1 Tipos e características
como os elementos de
montagem e de sistemas estruturais e
fixação, acessórios,
normas do não estruturais de
máquinas, ferramentas
fabricante carroceria automotiva:
e dispositivos
chassi, monobloco, portas,
requeridos para a
capôs, chapas
instalação de
1.2 Componentes:
chapeamento
Longarina, colunas, painel
corta-fogo, vidros
estruturais: materiais,
2.1 .2 espessura e dureza de
- Interpretar os
Considerando chapas, célula de
desenhos técnicos
as informações sobrevivência, Portas,
quanto ao
do desenho capôs, para-lamas,
posicionamento das
técnico quanto envolventes de para-
chapas/painéis nos
ao choques, vidros não
conjuntos
posicionamento estruturais, painéis internos
dos 1.3 Funções de conjuntos e
componentes a componentes estruturais e
ser não estruturais de
considerado na carroceria veicular
operação 1.4 Documentação técnica:
plano de processo, folha de
2.1 .3 processo, plano de controle,
- Interpretar o
Considerando tabela de tempo padrão de
procedimento
as informações serviços, normas
operacional quanto à
114
do sequência de 1.5 Segurança em
procedimento instalação a ser manutenção de conjuntos e
operacional observada no processo componentes estruturais e
quanto à não estruturais de
sequência de carroceria veicular
instalação a ser 1.5.1 Riscos
observada 1.5.2 EPIs e EPCs
1.5.3 Procedimentos e
2.1 .4 - Definir a melhor forma normas
Organizando, de disposição das 1.6 Segregação e
com base no
chapas/painéis, destinação de resíduos
procedimento elementos de fixação, gerados em processos de
operacional, as ferramentas, máquinas montagem de conjuntos e
ferramentas, as e dispositivos no posto componentes estruturais e
peças e os de trabalho com base não estruturais de
elementos de na sequência de carroceria veicular
fixação a serem instalação indicada no
1.7 Interpretação de
utilizados no procedimento desenho técnico aplicado à
processo operacional, tendo em união de elementos e
vista a sua integridade subconjuntos estruturais e
e a melhor forma de não estruturais
manuseio/manipulação 1.7.1 Simbologias
1.7.2 Elementos
- Avaliar a adequação
1.7.3 Tolerâncias
qualitativa e
1.7.4 Torques
quantitativa de
1.8 União de conjuntos
elementos e recursos
estruturais e não estruturais
necessários à
1.8.1 Permanentes:
instalação das
tipos, características e
chapas/painéis, bem
aplicações
como da organização
1.8.2 Não
das mesmas no posto
permanentes: tipos,
de trabalho
características e
(conferência final)
aplicações
1.9 Tecnologias aplicadas à
união permanente e não
2.1 .5 Fixando permanente de elementos e
- Reconhecer as
as conjuntos estruturais e não
tecnologias, suas
chapas/painéis estruturais
características e
com base nas 1.9.1 Dispositivos de
aplicações nos
indicações do Fixação
processos de
desenho 1.9.2 Dispositivos de
instalação de
técnico e Movimentação
chapas/painéis
procedimento 1.9.3 Máquinas
operacional - Interpretar os 1.9.4 Equipamentos:
procedimentos tipos, características,
técnicos a serem funções, formas de
considerados na uso, conservação,
instalação das calibração
chapas/painéis 1.9.5 Ferramentas
1.9.6 Instrumentos
115
- Interpretar a ficha de 1.10 Preparação da união
montagem quanto à de elementos e
sequência lógica subconjuntos estruturais e
(sequência de eventos) não estruturais
a ser considerada na 1.10.1 Etapas
fixação das 1.10.2 Processos
chapas/painéis 1.10.3 Operações de
preparação
1.10.4 Organização
de componentes para
2.1 .6 - Reconhecer as a montagem
Verificando a características, 1.10.5 Alinhamento de
necessidade
finalidades e formas de conjuntos e
de ajustes nos uso de cada tipo de subconjuntos
componentes máquina, ferramenta, 1.10.6 Preparação do
durante o equipamentos e posto de trabalho
processo de acessórios 1.10.7 Disposição dos
instalação empregados em ajuste elementos
de chapas 1.10.8 Avaliação
qualitativa de
- Correlacionar as
elementos de união
características
1.10.9 Disposição e
dimensionais e de
organização de
forma da chapa/painel
ferramentas,
com as especificações
instrumentos,
técnicas do projeto e
máquinas,
contexto do veículo,
dispositivos,
tendo em vista a
lubrificantes, no posto
realização de ajustes,
de trabalho
se necessário
1.11 Operações de
montagem e União de
conjuntos e subconjuntos
2.1 .7 1.11.1 Por soldagem
- Interpretar as
Respeitando os (MIG/MAG, TIG, solda
indicações da folha de
padrões de ponto, PPU...)
processo quanto aos
tempo Sequência de
padrões de tempo a
estabelecidos eventos; Controle de
serem considerados e
para o qualidade
atendidos nas
processo 1.11.2 Por parafuso:
diferentes etapas dos
Sequência de
processos de
eventos; Controle de
instalação de
Torque; Controle de
chapas/painéis
qualidade
1.11.3 Por rebite:
Sequência de
2.1 .8 eventos; Controle de
- Avaliar visualmente e
Conferindo a qualidade
dimensionalmente o 1.11.4 Aplicação de
adequação da resultado da instalação vedantes
instalação com realizada com base
base nas 1.11.5 Aplicação de
nas especificações do lubrificantes
116
especificações desenho e requisitos 1.11.6 Assentamento
do desenho, estabelecidos pela de rolamentos
normas empresa 1.12 Controle de qualidade
técnicas e pós-montagem de conjuntos
- Aplicar, caso
procedimentos e componentes estruturais e
operacionais necessário, os
não estruturais de
procedimentos de
carroceria veicular
correção de
1.12.1 Controle visual
imperfeições no
1.12.2 Controle
chapeamento/painéis
dimensional (com
gabaritos, torquímetro,
...)
2.1 .9 1.13 Encerramento do
- Interpretar os
Atendendo as processo de montagem de
procedimentos
normas e conjuntos e componentes
aplicáveis à
procedimentos estruturais e não estruturais
segregação e
de saúde e de carroceria automotiva
destinação de resíduos
segurança e de 1.13.1 Reorganização
gerados nos processos
meio ambiente de locais de trabalho:
de instalação e ajuste
aplicáveis à Ferramentas da
de chapas/painéis
atividade Qualidade
- Interpretar os 1.13.2 Registros e
procedimentos de encaminhamento de
segurança aplicáveis à não conformidade de
instalação e ajuste de montagem em
chapas/painéis componentes e
conjuntos estruturais e
- Reconhecer o melhor não estruturais de
posicionamento do carroceira veicular.
instalador em relação à (Seguindo padrões da
chapa/painel a ser empresa)
instalado ou ajustado 1.13.3
como requisito de Encaminhamento para
segurança e de próxima etapa
ergonomia 2. INSTALAÇÃO DE
SUBCONJUNTOS
2.1 Subconjuntos
2.1.1 Conceitos de
2 .2 Instalar 2.2 .1 - Identificar, na ficha de subconjuntos
subconjuntos Considerando montagem, a descrição 2.1.2 Tipos,
estruturais e não as informações dos subconjuntos características e
estruturais e orientações
estruturais e não funções de
da ficha de estruturais a serem subconjuntos
montagem e instalados 2.1.3 Componentes
normas dos
dos subconjuntos
fabricantes - Identificar, na ficha de
2.2 Requisitos da Instalação
montagem, os
de subconjuntos
elementos de fixação e
2.2.1 Características
acessórios requeridos
das estruturas dos
para a instalação
subconjuntos
- Identificar, na ficha de 2.2.2 Folha de
117
montagem, as processo: Informações
máquinas, ferramentas contidas (Peças e
e dispositivos componentes dos
requeridos para a subconjuntos,
instalação Elementos de fixação
e isolantes, Máquinas,
ferramentas,
equipamentos e
dispositivos de
instalação de
2.2 .2 subconjuntos)
- Interpretar o desenho 2.3 Interpretação de
Considerando técnico, suas
as informações desenho técnico para
simbologias e
do desenho instalação de subconjuntos
legendas quanto aos 2.3.1 Simbologias
técnico quanto componentes dos 2.3.2 Desenho de
aos elementos sistemas a serem
dos conjuntos a componentes
instalados e dos 2.3.3 Esquemas de
serem
elementos de união e montagem (desenho
instalados processos a serem de conjuntos)
utilizados
2.4 Sequência de instalação
de subconjuntos
2.4.1 Sequência de
eventos
2.2 .3 - Interpretar as 2.5 Organização de
Considerando indicações da folha de ferramentas e componentes
as informações processo quanto à dos subconjuntos no posto
do sequência de de trabalho
procedimento
instalação a ser 2.5.1 Disposição de
operacional observada componentes no posto
quanto à
de trabalho
sequência de
2.5.2 Disposição dos
instalação a ser
elementos dos
observada
sistemas, elementos
2.2 .4 de vedação e
- Avaliar a adequação
Organizando as elementos de fixação
qualitativa e
ferramentas e 2.5.3 Disposição e
quantitativa de
os elementos organização das
elementos e recursos
dos sistemas a necessários à máquinas,
serem ferramentas e
instalação dos
instalados com dispositivos
revestimentos, bem
base nas 2.5.4 Disposição e
como da organização
indicações do organização das
dos mesmos no posto
desenho e do máquinas,
de trabalho
procedimento ferramentas e
(conferência final)
operacional dispositivos
- Identificar, na 2.5.5 Conferência final
documentação técnica, da organização
os insumos a serem 2.6 Operações de
utilizados no processo Instalação de subconjuntos
2.6.1 Emprego de
118
- Definir a melhor forma técnicas e tecnologias
de disposição dos de instalação
componentes, dos 2.6.2 Dispositivos de
elementos de isolação fixação
e de fixação, 2.6.3 Elementos de
ferramentas, máquinas, vedação
e dispositivos no posto 2.6.4 Montagem dos
de trabalho com base subconjuntos
na sequência de 2.6.5 Cuidados com
instalação indicada no acabamentos
procedimento 2.6.6 Manutenção
operacional, tendo em autônoma das
vista a sua integridade máquinas e
e a melhor forma de equipamentos
manuseio/manipulação 2.7 Controle de Qualidade
2.7.1 Controle visual
(instalação,
conferência de
elementos)
2.8 Normas e
2.2 .5 Seguindo procedimentos de saúde,
- Interpretar a folha de
os segurança e meio ambiente
processos quanto às
procedimentos aplicados à instalação de
etapas, processos a
de instalação subconjuntos
serem utilizados e
indicados para 2.8.1 De saúde e
demais requisitos a
o processo segurança
serem atendidos na
(ergonomia,
instalação dos
procedimentos, EPIs,
componentes e
EPCs,
conjuntos estruturais e
posicionamento do
não estruturais
montador)
2.8.2 De meio
ambiente (segregação
2.2 .6 e descarte de
- Aplicar, caso
Realizando o resíduos)
necessário, os
controle de 3. INSTALAÇÃO DE
procedimentos de
qualidade da CHAPEAMENTO/PAINÉIS
correção de
operação com 3.1 Chapeamento/painéis
imperfeições na
base nas 3.1.1 Conceitos de
instalação dos
especificações chapeamentos/painéis
conjuntos estruturais e
dos desenhos, 3.1.2 Tipos,
não estruturais
normas características e
técnicas e - Avaliar visualmente e funções de
procedimentos dimensionalmente o chapeamentos/painéis
da empresa resultado da instalação 3.2 Requisitos de Instalação
dos conjuntos de chapeamento
estruturais e não 3.2.1 Característica da
estruturais com base estrutura de
nas especificações do chapeamentos/painéis
desenho e requisitos 3.2.2 Folha de
estabelecidos pela processo: Informações
119
empresa contidas (Peças e
componentes dos
chapeamento,
Elementos de fixação
2.2 .7 e isolantes, Máquinas,
- Interpretar as
Respeitando os indicações da folha de ferramentas,
padrões de equipamentos e
processo quanto aos
tempo dispositivos de
padrões de tempo a
estabelecidos instalação de
serem considerados e
para o chapeamento)
atendidos nas
processo 3.3 Interpretação de
diferentes etapas dos
desenho técnico para
processos de
instalação de chapeamento
instalação de
3.3.1 Simbologias
elementos e conjuntos
3.3.2 Desenho de
estruturais e não
componentes
estruturais
3.3.3 Esquemas de
montagem (desenho
de conjuntos)
2.2 .8 3.4 Sequência de instalação
- Reconhecer o melhor
Atendendo as de chapeamento
posicionamento do
normas e 3.4.1 Sequência de
instalador em relação
procedimentos eventos
ao componente ou
de saúde e 3.5 Organização de
conjunto a ser instalado
segurança e de ferramentas e componentes
como requisito de
meio ambiente de chapeamento no posto
segurança e de
aplicáveis à de trabalho
ergonomia
atividade 3.5.1 Disposição de
- Interpretar os componentes no posto
procedimentos de de trabalho
segurança aplicáveis à 3.5.2 Disposição de
instalação e ajustes componentes no posto
de trabalho
- Interpretar os 3.5.3 Disposição dos
procedimentos elementos dos
aplicáveis à sistemas, elementos
segregação e de vedação e
destinação de resíduos elementos de fixação
gerados nos processos 3.5.4 Disposição e
de instalação de organização das
componentes e máquinas,
conjuntos estruturais e ferramentas e
não estruturais dispositivos
3.5.5 Conferência final
da organização
3.6 Operações de
2 .4 Unir os 2.4 .1 - Reconhecer os instalação de chapeamento
componentes para a Considerando diferentes tipos, 3.6.1 Emprego de
formação da o tipo, as características e técnicas e tecnologias
estrutura características
funções dos conjuntos de instalação
e as finalidades estruturais e não
3.6.2 Dispositivos de
120
ou funções da estruturais que fixação
estrutura a ser constituem os 3.6.3 Elementos de
montada diferentes tipos de vedação
veículos 3.6.4 Montagem das
chapas
3.6.5 Cuidados com
acabamentos
2.4 .2 - Reconhecer, com 3.6.6 Manutenção
Considerando base nas indicações autônoma das
as informações da folha de processos, máquinas e
e orientações
os pontos críticos equipamentos
da instrução de inerentes ao processo 3.7 Controle de Qualidade
trabalho de união a ser 3.7.1 Controle visual
executado (instalação,
conferência de
- Interpretar a folha de
elementos)
processos quanto às
3.8 Controle visual
etapas, processos e
(instalação, conferência de
procedimentos a serem
elementos)
considerados na
3.9 Normas e
preparação e na união
procedimentos de saúde,
dos elementos e
segurança e meio ambiente
subconjuntos
aplicados à instalação de
estruturais e não
chapeamento
estruturais a serem
3.9.1 De saúde e
montados
segurança
- Identificar, na folha de (ergonomia,
processos, os procedimentos, EPIs,
diferentes EPCs,
componentes a serem posicionamento do
utilizados na formação montador)
dos conjuntos 3.9.2 De meio
estruturais e não ambiente (segregação
estruturais de veículos e descarte de
resíduos)
4. NORMAS TÉCNICAS
APLICADAS À MANUTENÇÃO
AUTOMOTIVA
2.4 .3 - Identificar, na 5. SEGURANÇA NO TRABALHO
Considerando documentação técnica, 5.1 Procedimentos de
as informações os insumos a serem segurança no trabalho
do desenho
utilizados no processo 5.2 Normas de Segurança
técnico quanto
do Trabalho
aos elementos - Interpretar o desenho
(Regulamentadoras)
de união a técnico, suas
6. MEIO AMBIENTE
serem simbologias e
6.1 Normas ambientais
utilizados legendas quanto aos
aplicáveis à manutenção
tipos e características
automotiva
técnicas dos elementos
7. TRABALHO E
de união e processos a
PROFISSIONALISMO
serem utilizados
7.1 Administração do tempo
121
7.2 Administração de
recursos disponíveis
2.4 .4 7.3 Importância da
- Avaliar a adequação
Organizando os qualitativa e assertividade no trabalho
componentes a
quantitativa de
serem elementos, conjuntos e
montados com recursos necessários à
base nas montagem, bem como
indicações do da organização dos
desenho e do mesmos no posto de
roteiro de trabalho (conferência
processo
final)

- Identificar, no
procedimento
operacional, o
encaminhamento a ser
dado a elementos e
recursos tecnológicos
não conformes

- Definir, com base nas


indicações do desenho
e roteiro de processo,
a melhor forma de
disposição e
organização dos
elementos a serem
montados, das
ferramentas,
instrumentos,
máquinas, dispositivos,
lubrificantes, ... no
posto de trabalho,
tendo em vista a sua
integridade e a melhor
forma de
manuseio/manipulação

2.4 .5 - Interpretar a instrução


Considerando de trabalho quanto à
as informações sequência de eventos a
da instrução de ser observada na
trabalho quanto montagem dos
à sequência de elementos e
montagem a
subconjuntos
ser observada estruturais e não
estruturais

122
2.4 .6 - Reconhecer os
Realizando a recursos tecnológicos e
montagem dos suas aplicações nos
componentes
processos de
com base na montagem de
sequência, elementos e
requisitos e subconjuntos
tecnologias estruturais e não
estabelecidas estruturais
para o
processo - Identificar, no desenho
técnico, ordem de
produção e descritivo
do produto, os pontos
críticos presentes no
processo de montagem
a ser executado,
especialmente quanto
ao posicionamento das
peças e subconjuntos a
serem montados

- Reconhecer a função
dos equipamentos de
movimentação de
cargas (talhas, pontes,
empilhadeiras, ...) na
movimentação de
elementos e
subconjuntos
estruturais nos
processos de
montagem

2.4 .7 - Avaliar, pelo uso de


Realizando o equipamento
controle de específico, a
qualidade da adequação do torque
operação com de parafusos, porcas,
base nas assentamento de
especificações
rolamentos,
dos desenhos, alinhamento de
normas componentes
técnicas e
procedimentos - Avaliar visualmente o
da empresa resultado da montagem
realizada com base
nas especificações

123
estabelecidas na
documentação interna
da empresa

2.4 .8 - Interpretar as
Respeitando os indicações da folha de
padrões de processo quanto aos
tempo padrões de tempo a
estabelecidos serem considerados e
para o atendidos nas
processo diferentes etapas dos
processos de união de
elementos e conjuntos
estruturais e não
estruturais

2.4 .9 - Interpretar os
Atendendo as procedimentos
normas e
aplicáveis à
procedimentos segregação e
de saúde e destinação de resíduos
segurança e de gerados nos processos
meio ambiente de união de elementos
aplicáveis à e subconjuntos
atividade estruturais e não
estruturais

- Reconhecer o melhor
posicionamento do
operador em relação à
peça ou subconjunto a
ser unido como
requisito de segurança
e de ergonomia

- Interpretar os
procedimentos de
segurança aplicáveis a
cada etapa e processo
de união de elementos
e subconjuntos
estruturais e não
estruturais

124
Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais
estabelecidas
Aplicar os princípios, normas e procedimentos técnicos, de
saúde, segurança e meio ambiente às atividades sob a sua
responsabilidade

Capacidades Sociais

Reconhecer o seu papel como integrante de equipe nos


diferentes processos de trabalho, considerando seus pares e
os demais níveis hierárquicos
Apresentar postura ética

Capacidades Metodológicas

Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da


organização, considerando os impactos das suas atividades
nos resultados dos produtos e serviços da empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças
no mercado de trabalho e as necessidades de investimento na
própria formação

125
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Laboratório automotivo
Laboratório de soldagem
Ambientes Pedagógicos Sala de aula
Biblioteca
Laboratório de Informática

Escova de aço para soldagem


Esmerilhadeira angular
Debímetro de bocal
Parafusadeiras
Rebitadeiras
Prensa hidráulica manual
Trenas
Bancadas com morsas
Kit multimídia
Máquinas, Equipamentos, Ferramentas pneumáticas e/ou elétricas para furo, corte, dobra e
Instrumentos e Ferramentas desbaste
Ferramentas especiais para união de componentes
Ferramentas para vidraçaria (colagem e marcação de número de chassi)
Ferramentas convencionais
Instrumentos de medição – mecânicas
Máquinas e equipamentos
Máquina de soldagem. (conforme características do segmento a ser
atendido)
Canetas marcadoras industriais
Cálibre de solda

Insumos para os processos produtivos


Materiais para Montagem de carroceria
Recursos didáticos Manuais, normas e literaturas técnicas
EPIs e EPCs
Conjuntos e componentes para processos de construção e montagem

Serão asseguradas as condições de acessibilidade, reconhecendo a


especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, Lei nº
13.146/2015, o Decreto nº 3298/2009, a LDB nº 9394/96 e a legislação
Observações/recomendações específica em vigência da deficiência em questão, quando for o caso.
Portanto, no planejamento e na prática docente, deverão ser indicadas as
condições e os pré-requisitos para o desenvolvimento das capacidades
que envolvam risco, asseguradas as adequações de grande e pequeno
porte

126
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO III

Perfil Profissional: OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

Unidade Curricular: MONTAGEM DE CONJUNTOS E SISTEMAS MECÂNICOS E ELETROELETRÔNICOS

Carga Horária: 120h

Unidades de Competência:

UC3 : Executar os processos construtivos de conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos de veículos,


considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Propiciar o desenvolvimento de capacidades técnicas sociais, organizativas e metodológicas


relativas a processos de montagem de conjuntos e sistemas mecânicos e eletroeletrônicos

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Conhecimentos


Competência Desempenho Técnicas

3 .1 Montar 3.1 .1 - Reconhecer os


conjuntos e Considerando 1. PROCESSOS CONSTRUTIVOS DE
diferentes tipos,
sistemas o tipo e as CONJUNTOS E SISTEMAS
características e
eletroeletrônicos características MECÂNICOS E
funções dos conjuntos
dos conjuntos ELETROELETRÔNICOS
e/ou sistemas
e/ou sistemas 1.1 Tipos, características,
eletroeletrônicos que
a serem componentes e funcionamento
integram os diferentes
montados dos sistemas mecânicos e
tipos de veículos
eletroeletrônicos
- Identificar, na folha de 1.1.1 De suspensão
processos, os 1.1.2 De direção
diferentes componentes 1.1.3 De freios
a serem utilizados na 1.1.4 De transmissão
formação dos conjuntos 1.1.5 De motores de
e/ou sistemas combustão interna de ciclo
eletroeletrônicos Otto e Diesel
1.1.6 De carga e partida
1.1.7 De sinalização e
iluminação
3.1 .2 1.1.8 De segurança,
- Identificar, na instrução
Considerando de trabalho, as conforto, conveniência e
as máquinas, ferramentas, entretenimento
informações e equipamentos, 1.1.9 De gerenciamento
orientações da instrumentos e eletrônico
ficha de dispositivos requeridos 1.2 Documentação técnica: folha
montagem, para a montagem do de processo, instrução de
padrões da trabalho, desenhos técnicos,
conjunto e/ou sistema
empresa e eletroeletrônico em matriz de rastreabilidade, normas
requisitos de questão 1.3 Segurança em processos
fornecedores construtivos de conjuntos e
de - Identificar, no sistemas mecânicos e

127
componentes descritivo do produto, eletroeletrônicos
os componentes 1.3.1 Riscos
mecânicos, elementos 1.3.2 EPIs e EPCs
de fixação, lubrificantes 1.3.3 Procedimentos e
e vedantes a serem normas
utilizados na montagem 1.4 Segregação e destinação de
dos conjuntos e/ou resíduos gerados em processos
sistemas construtivos de conjuntos e
eletroeletrônicos sistemas mecânicos e
eletroeletrônicos
1.5 Operacionalização dos
processos construtivos de
conjuntos e sistemas mecânicos
e eletroeletrônicos
3.1 .3 - Interpretar o desenho 1.5.1 1.5.1 Construção,
Considerando técnico do produto e do montagem e ajustes de
as sistema eletroeletrônico conjuntos e sistemas
informações
quanto às simbologias, mecânicos e
do desenho tolerâncias, ajustes, eletroeletrônicos:
técnico quanto formas e posições a 1.6 Operacionalização dos
aos elementos serem considerados na processos construtivos de
do conjunto a montagem conjuntos e sistemas mecânicos
serem
e eletroeletrônicos
montados
1.6.1 Construção,
montagem e ajustes de
3.1 .4 - Interpretar o conjuntos e sistemas
Considerando procedimento mecânicos e
as
operacional / folha de eletroeletrônicos:Sequência
informações processo quanto à de eventos; Técnica de
do sequência de montagem; Alinhamento de
procedimento montagem a ser componentes e conjuntos
operacional / observada mecânicos e
folha de
eletroeletrônicos; Torque;
processo
Assentamento de
quanto à
rolamentos; Cuidados com
sequência de
acabamentos; Aplicação
montagem a
de vedantes; Aplicação de
ser observada
lubrificantes; Processos de
união de componentes
3.1 .5 - Avaliar a adequação (fixação mecânica,
Organizando
qualitativa e quantitativa colagem, soldagem
as ferramentas de elementos, conjuntos
estanho-chumbo...)
e os elementos e recursos necessários
Crimpagem e montagem
dos conjuntos à montagem dos de condutores e conectores
a serem sistemas elétricos; Ajustes em
montados com eletroeletrônicos, bem sistemas mecânicos e
base nas como da organização eletroeletrônicos
indicações do
dos mesmos no posto 1.6.2 Construção,
desenho e do de trabalho (conferência montagem e ajustes de
procedimento final) conjuntos e sistemas
operacional
mecânicos e
128
- Identificar, no eletroeletrônicos:
procedimento Sequência de eventos;
operacional, o Técnica de montagem;
encaminhamento a ser Alinhamento de
dado a elementos e componentes e conjuntos
recursos tecnológicos mecânicos e
não conforme eletroeletrônicos; Torque;
Assentamento de
- Definir, com base nas rolamentos; Cuidados com
indicações do desenho acabamentos; Aplicação
e roteiro de processo, a de vedantes; Aplicação de
melhor forma de lubrificantes; Processos de
disposição e união de componentes
organização dos (fixação mecânica,
componentes a serem colagem, soldagem
montados, das estanho-chumbo...);
ferramentas, Crimpagem e montagem
instrumentos, máquinas, de condutores e conectores
dispositivos, elétricos; Ajustes em
lubrificantes, ... no posto sistemas mecânicos e
de trabalho, tendo em eletroeletrônicos
vista a sua integridade 1.6.3 Registros das etapas
e a melhor forma de do processo produtivo:
manuseio/manipulação registro de serviços
realizados; registro de
- Interpretar a instrução
componentes e sistemas
de trabalho / folha de
mecânicos e
processo quanto à
eletroeletrônicos
sequência de eventos a
construídos, registro do
ser observada na
tempo de processo
montagem dos
1.6.4 Equipamentos,
sistemas
ferramentas e instrumentos
eletroeletrônicos
de medição empregados
em processos de
construção e montagem de
3.1 .6 - Avaliar, pelo uso de conjuntos e sistemas
Realizando o equipamento mecânicos e
controle de específico, a eletroeletrônicos: tipos,
qualidade da adequação do torque características, funções,
montagem
de parafusos, porcas, formas de uso,
com base nas conectores, chicotes,
conservação, calibração,
especificações terminais
segurança na operação
do desenho,
1.6.5 Materiais e insumos
normas - Reconhecer os testes
para processos de
técnicas e funcionais empregados
construção e montagem de
procedimentos para a avaliação
conjuntos e sistemas
da empresa qualitativa dos conjuntos
mecânicos e
eletroeletrônicos
eletroeletrônicos: tipos,
montados, suas
características, aplicações,
características, funções
requisitos/condições de
e modos de execução
uso
129
- Avaliar visualmente o 1.6.6 Interpretação de
resultado da montagem desenho técnico aplicado à
realizada com base nas união de conjuntos e
especificações sistemas mecânicos e
estabelecidas na eletroeletrônicos:
documentação interna Simbologias; Elementos;
da empresa Tolerâncias; Torques
2. CONTROLE DE QUALIDADE EM
PROCESSOS DE CONSTRUÇÃO E
MONTAGEM DE CONJUNTOS E
3.1 .7 - Interpretar as SISTEMAS MECÂNICOS E
Respeitando indicações da folha de ELETROELETRÔNICOS
os padrões de
processo quanto aos 2.1 Conceitos de ferramentas de
tempo padrões de tempo a controle da qualidade aplicadas
estabelecidos serem considerados e à linhas de produção
para o atendidos nas 2.1.1 Melhoria contínua
processo diferentes etapas dos (PDCA, Kaizen...)
processos de 2.1.2 Produção enxuta
montagem de conjuntos (Toyotismo, Just-in-time...)
e/ou sistemas 2.1.3 Minimização de falha
eletroeletrônicos humana (Poka Yoke...)
2.1.4 Conceito e tipos
leiaute de fábrica (linear,
funcional, celular,
3.1 .8 posicional...)
- Reconhecer o melhor
Atendendo as 2.2 Inspeção de qualidade
posicionamento do
normas e aplicada a linhas de produção
montador em relação
procedimentos 2.2.1 Inspeção visual
ao sistema
de saúde e 2.2.2 Inspeção dimensional
eletroeletrônico a ser
segurança e 2.2.3 Simulações de
montado como requisito
de meio comportamento dos
de segurança e de
ambiente sistemas mecânicos e
ergonomia
aplicáveis à eletroeletrônicos:
atividade - Interpretar os equipamentos de diagnose;
procedimentos de teste de eficiência,
segurança aplicáveis a conferência de elementos,
cada etapa e processo pressurização
de montagem de 2.2.4 Registro do controle
conjuntos e/ou sistemas de qualidade (plano de
eletroeletrônicos controle, análise de não
conformidade e
- Interpretar os encaminhamento de
procedimentos anomalias)
aplicáveis à 3. ATITUDES E COMPORTAMENTO
segregação e ÉTICO NA MANUTENÇÃO
destinação de resíduos AUTOMOTIVA
gerados nos processos 3.1 Código de ética profissional
de montagem de 4. VIRTUDES PROFISSIONAIS NA
conjuntos e/ou sistemas MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA -
eletroeletrônicos CONCEITOS E VALOR
4.1 Responsabilidade
130
4.2 Iniciativa
4.3 Honestidade
3 .2 Montar 3.2 .1 - Reconhecer os 4.4 Sigilo
conjuntos e Considerando diferentes tipos, 4.5 Prudência
sistemas o tipo e as características e 4.6 Imparcialidade
mecânicos características funções dos conjuntos 5. A RELAÇÃO DO PROFISSIONAL
dos conjuntos
e/ou sistemas COM O SEU LÍDER
e/ou sistemas mecânicos que 5.1 A resiliência no trabalho
a serem integram os diferentes 5.1.1 como lidar com
montados tipos de veículos pressão, situações de
tensão e stress no trabalh
- Identificar, na folha de
5.2 Trabalho em equipe
processos, os
5.2.1 autonomia e limites
diferentes componentes
no trabalho em equipe
a serem utilizados na
6. DESENVOLVIMENTO
formação dos conjuntos
PROFISSIONAL
e/ou sistemas
6.1 Planejamento Profissional:
mecânicos
ascensão profissional, formação
profissional, investimento
educacional
7. VISÃO SISTÊMICA
7.1 A percepção da importância
do seu trabalho no contexto e nos
3.2 .2
- Identificar, no resultados da empresa
Considerando descritivo do produto, 8. NORMAS TÉCNICAS APLICADAS
as os componentes À MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA
informações e mecânicos, elementos 8.1 Segurança no Trabalho
orientações da de fixação, lubrificantes 8.1.1 Procedimentos de
ficha de e vedantes a serem segurança no trabalho
montagem, utilizados na montagem 8.1.2 Normas de
padrões da
dos conjuntos e/ou Segurança do Trabalho
empresa e sistemas mecânicos (Regulamentadoras)
requisitos de
8.2 Meio ambiente
fornecedores - Identificar, na instrução
8.2.1 Normas ambientais
de de trabalho, as
aplicáveis à manutenção
componentes máquinas, ferramentas,
automotiva
equipamentos,
8.3 Trabalho e profissionalismo
instrumentos e
8.3.1 Administração do
dispositivos requeridos
tempo
para a montagem do
8.3.2 Administração de
conjunto e/ou sistema
recursos disponíveis
mecânico em questão
8.3.3 Importância da
assertividade no trabalho

3.2 .3
- Interpretar o desenho
Considerando técnico do produto e do
as sistema mecânico
informações quanto às simbologias,
do desenho tolerâncias, ajustes,
técnico quanto

131
aos elementos formas e posições a
do conjunto a serem considerados na
serem montagem
montados

3.2 .4 - Interpretar o
Considerando
procedimento
as operacional / folha de
informações processo quanto à
do sequência de
procedimento montagem a ser
operacional / observada
folha de
processo
quanto à
sequência de
montagem a
ser observada

3.2 .5
- Avaliar a adequação
Organizando qualitativa e quantitativa
as ferramentas de elementos, conjuntos
e os elementos e recursos necessários
dos conjuntos à montagem dos
a serem sistemas mecânicos,
montados com bem como da
base nas organização dos
indicações do mesmos no posto de
desenho e do trabalho (conferência
procedimento final)
operacional
- Identificar, no
procedimento
operacional, o
encaminhamento a ser
dado a elementos e
recursos tecnológicos
não conformes

- Interpretar a instrução
de trabalho / folha de
processo quanto à
sequência de eventos a
ser observada na
montagem dos
sistemas mecânicos

- Definir, com base nas


indicações do desenho
e roteiro de processo, a
melhor forma de
disposição e

132
organização dos
componentes a serem
montados, das
ferramentas,
instrumentos, máquinas,
dispositivos,
lubrificantes, ... no posto
de trabalho, tendo em
vista a sua integridade
e a melhor forma de
manuseio/manipulação

3.2 .6 - Reconhecer os testes


Realizando o funcionais empregados
controle de para a avaliação
qualidade da qualitativa dos conjuntos
montagem
mecânicos montados,
com base nas suas características,
especificações funções e modos de
do desenho, execução
normas
técnicas e - Avaliar visualmente o
procedimentos resultado da montagem
da empresa realizada com base nas
especificações
estabelecidas na
documentação interna
da empresa

- Avaliar, pelo uso de


equipamento
específico, a
adequação do torque
de parafusos, porcas,
assentamento de
rolamentos, alinhamento
de correias, polias,
correntes, eixos.

3.2 .7 - Interpretar as
Respeitando indicações da folha de
os padrões de processo quanto aos
tempo padrões de tempo a
estabelecidos
serem considerados e
para o atendidos nas
processo diferentes etapas dos
processos de
133
montagem de conjuntos
e/ou sistemas
mecânicos

3.2 .8
- Reconhecer o melhor
Atendendo as posicionamento do
normas e montador em relação
procedimentos ao sistema mecânico a
de saúde e ser montado como
segurança e requisito de segurança
de meio e de ergonomi
ambiente
aplicáveis à - Interpretar os
atividade procedimentos
aplicáveis à
segregação e
destinação de resíduos
gerados nos processos
de montagem de
conjuntos e/ou sistemas
mecânicos

- Interpretar os
procedimentos de
segurança aplicáveis a
cada etapa e processo
de montagem de
conjuntos e/ou sistemas
mecânicos

Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes
institucionais estabelecidas
Aplicar os princípios, normas e procedimentos técnicos,
de saúde, segurança e meio ambiente às atividades sob
a sua responsabilidade

Capacidades Sociais

Reconhecer o seu papel como integrante de equipe nos


diferentes processos de trabalho, considerando seus

134
pares e os demais níveis hierárquicos
Apresentar postura ética

Capacidades Metodológicas

Situar o papel e a importância do seu trabalho no


contexto da organização, considerando os impactos das
suas atividades nos resultados dos produtos e serviços
da empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e
desenvolvimento profissional, considerando o próprio
potencial, as mudanças no mercado de trabalho e as
necessidades de investimento na própria formação

135
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Sala de aula; Biblioteca; Laboratório de Informática; Laboratório de


Ambientes Pedagógicos
Montagem de Conjuntos e Sistemas Mecânicos

Máquinas e equipamentos: Equipamentos para testes mecânicos;


Equipamentos para testes eletroeletrônicos; Equipamento para
abastecimento de lubrificantes e fluidos em sistemas veiculares; Prensa
hidráulica; Bancada com Morsa; Cavaletes de sustentação; Linha
pneumática; Suporte para sustentação de conjunto e sistemas veiculares;
Torquímetros; Estação de solda estanho-chumbo; Alicates para
Máquinas, Equipamentos,
decapagem e crimpagem de conectores diversos; Rebitadeiras;
Instrumentos e Ferramentas
Ferramentas e Instrumentos: Ferramentas convencionais; Ferramentas
pneumáticas e/ou elétricas para torque, furo, corte, dobra e desbaste;
Ferramentas especiais para processos de montagem e ajuste
compatíveis com conjuntos e componentes mecânicos empregados;
Instrumentos de medição – mecânicos e elétricos
Kit multimídia

EPIs; EPCs; Insumos para processos produtivos; Conjuntos de


Materiais componentes mecânicos e eletroeletrônicos para processo de construção
e montagem; Produtos para limpeza; Manuais, normas e literatura técnica

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9394/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

136
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO IV

Perfil Profissional: OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

Unidade Curricular: INSTALAÇÃO DE SISTEMAS MECÂNICOS EM VEÍCULOS

Carga Horária: 60h

Unidades de Competência:

UC4 : Integrar conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos a veículos, considerando as normas, padrões e


requisitos técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Propiciar o desenvolvimento de capacidades técnicas sociais, organizativas e metodológicas


relativas a processos de instalação de sistemas mecânicos, hidráulicos, pneumáticos, eletropneumáticos e
eletrohidráulicos em veículos

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

4 .2 Instalar 4.2 .1 - Interpretar as normas e


sistemas Considerando 1. INSTALAÇÃO DE
recomendações do fabricante
eletroeletrônicos as informações SISTEMAS
e procedimentos da empresa
e orientações ELETROELETRÔNICOS
quanto aos requisitos a serem
da ficha de 1.1 Sistemas de
atendidos na instalação do
instalação e Produção
sistema eletroeletrônico em
normas do 1.1.1 Layouts
questão
fabricante industriais
- Identificar, na folha de 1.1.2 Logística
trabalho, os componentes (aplicada à estação
eletroeletrônicos, elementos de trabalho)
de fixação, lubrificantes, 1.1.3 Célula de
vedantes, máquinas, manufatura
ferramentas, equipamentos, 1.1.4 Sistema
instrumentos e dispositivos a flexível de
serem utilizados na instalação manufatura
do sistema eletroeletrônico 1.2 Plano de Processo
em questão 1.2.1 Informações
contidas
1.2.2 Pontos críticos
para o processo
4.2 .2 - Interpretar o desenho técnico 1.3 Procedimento de
Considerando do produto e do sistema Instalação
as informações eletroeletrônico quanto às 1.3.1 Referências
do desenho simbologias, tolerâncias, da folha de trabalho
técnico quanto ajustes, formas e posições a quanto a opcionais
aos elementos serem considerados na e versões de
do sistema a instalação acabamentos
serem internos a serem
instalados instalados

137
- Interpretar o folha de 1.3.2 Insumos e
processo quanto à sequência ferramentas
de instalação a ser observada necessárias a
instalação
4.2 .3 - Interpretar o folha de 1.3.3 Seqüência de
Considerando processo quanto à sequência instalação dos
as informações de instalação a ser observada componentes
do
eletroeletrônicos e
procedimento
de tapeçaria
operacional
1.3.4 Desenho
quanto à
técnico aplicado à
sequência de
instalação
instalação a ser
(interpretação)
observada
1.3.5 Padrões de
4.2 .4 tempo
- Interpretar a folha de
Organizando as 1.3.6 Avaliação
processo quanto à seqüência
ferramentas e qualitativa e a
de eventos a ser observada
os elementos quantitativa de
na instalação dos sistemas
dos sistemas a elementos a serem
eletroeletrônicos
serem instalados
instalados com - Definir, com base nas 1.4 Organização de
base nas indicações do desenho e ferramentas e área de
indicações do plano de processo, a melhor trabalho
desenho e do forma de disposição e 1.4.1 Insumos para
procedimento organização dos a montagem
operacional componentes e/ou sistemas 1.4.2
eletroeletrônicos a serem Documentação
instalados, das ferramentas, relativa à
instrumentos, dispositivos, organização de
lubrificantes, ...no posto de ferramentas e
trabalho, tendo em vista a sua componentes a
integridade e a melhor forma serem instalados
de manuseio/manipulação 1.5 Controle de
Qualidade
- Identificar, no procedimento 1.5.1 Normas do
operacional, o fabricante
encaminhamento a ser dado a 1.5.2 Visual
elementos e recursos 1.5.3 Teste de
tecnológicos não conformes acionamento
1.5.4 Testes
- Avaliar a adequação
funcionais
qualitativa e quantitativa de
1.5.5
elementos, conjuntos e
Encaminhamento
recursos necessários à
de peças não
instalação dos sistemas
conformes
eletroeletrônicos, bem como
1.5.6 Máquinas e
da organização dos mesmos
ferramentas
no posto de trabalho
(calibração quando
(conferência final)
necessário)
1.5.7 Registros de
montagem
138
(carimbo,
4.2 .5 - Reconhecer os testes assinatura, etiqueta
Realizando o
funcionais empregados para a 1.6 Documentação
controle de avaliação qualitativa dos Técnica Relativa à
qualidade da sistemas eletroeletrônicos Segurança, Saúde,
instalação com instalados, suas Ergonomia e Meio
base nas características, funções e Ambiente em Processos
especificações modos de execução
de Instalação de
do desenho,
Componentes
normas técnicas - Avaliar visualmente o
1.6.1 Normas e
e resultado da instalação
Procedimentos de
procedimentos realizada com base nas
saúde e segurança
da empresa especificações estabelecidas
e ergonomia
na documentação interna da
1.6.2 Normas e
empresa
Procedimentos
- Avaliar, pelo acionamento e, relativos ao meio
quando for o caso, com ambiente
referência nas normas, pelo 1.6.3 Segregação e
uso de equipamento descarte de
específico, a adequação do resíduos
torque de parafusos e porcas, 2. NORMAS TÉCNICAS
assim como a adequação do APLICADAS À MANUTENÇÃO
encaixe de conectores, AUTOMOTIVA.
chicotes, terminais 2.1 Segurança no
Trabalho
2.1.1
Procedimentos de
segurança no
4.2 .6 - Interpretar as indicações
Respeitando os trabalho
plano de processo quanto aos 2.1.2 Normas de
padrões de
padrões de tempo a serem Segurança do
tempo considerados e atendidos nas
estabelecidos Trabalho
diferentes etapas dos
para o processo processos de instalação de (Regulamentadoras)
2.2 Meio ambiente
conjuntos e/ou sistemas 2.2.1 Normas
eletroeletrônicos ambientais
aplicáveis à
manutenção
automotiva
4.2 .7 - Reconhecer o melhor 2.3 Trabalho e
Atendendo as posicionamento do operador profissionalismo
normas e em relação ao sistema 2.3.1 Administração
procedimentos
eletroeletrônico a ser do tempo
de saúde e instalado como requisito de 2.3.2 Administração
segurança e de segurança e de ergonomia de recursos
meio ambiente
disponíveis
aplicáveis à - Interpretar os procedimentos
2.3.3 Importância da
atividade aplicáveis à segregação e
assertividade no
destinação de resíduos
trabalho

139
gerados nos processos de
instalação de sistemas
eletroeletrônicos

- Interpretar os procedimentos
de segurança aplicáveis a
cada etapa e processo de
instalação de sistemas
eletroeletrônicos
Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais
estabelecidas
Aplicar os princípios, normas e procedimentos técnicos, de
saúde, segurança e meio ambiente às atividades sob a sua
responsabilidade

Capacidades Sociais

Reconhecer o seu papel como integrante de equipe nos


diferentes processos de trabalho, considerando seus pares e os
demais níveis hierárquicos
Apresentar postura ética

Capacidades Metodológicas

Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da


organização, considerando os impactos das suas atividades nos
resultados dos produtos e serviços da empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na
própria formação

140
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Sala de aula; Biblioteca; Laboratório de Informática; Laboratório de


Ambientes Pedagógicos
Montagem de Conjuntos e Sistemas Mecânicos

Dispositivos e gabaritos de fixação, elevação e transporte de peças


Máquinas, Equipamentos, Ferramentas convencionais (consultar como ficarão nos outros módulos)
Instrumentos e Ferramentas Ferramentas de instalação pneumáticas e/ou elétricas
Kit multimídia

EPIs; EPCs; Insumos para processos produtivos; Conjuntos de


Materiais componentes mecânicos e eletroeletrônicos para processo de construção
e montagem; Produtos para limpeza; Manuais, normas e literatura técnica

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9394/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

141
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO IV

Perfil Profissional: OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

Unidade Curricular: INSTALAÇÃO DE SISTEMAS ELETROELETRÔNICOS EM VEÍCULOS

Carga Horária: 24h

Unidades de Competência:

UC4 : Integrar conjuntos mecânicos e eletroeletrônicos a veículos, considerando as normas, padrões e requisitos
técnicos, de qualidade, saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para a
execução de instalação de sistemas eletroeletrônicos em veículos

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Conhecimentos


Competência Desempenho Técnicas

4 .1 Instalar 4.1 .1 - Identificar, na


sistemas Considerando 1. INSTALAÇÃO DE SISTEMAS
instrução de trabalho,
hidráulicos, as MECÂNICOS EM VEÍCULOS
as peças e
pneumáticos, informações e 1.1 Tipos, características,
componentes de
eletropneumáticos orientações da funcionamento e pontos de fixação
sistemas hidráulicos,
e eletrohidráulicos ficha de dos componentes e ou sistemas
pneumáticos,
instalação e mecânicos veiculares
eletropneumáticos e
normas do 1.1.1 De suspensão
eletrohidráulicos a
fabricante 1.1.2 De direção
serem instalados
1.1.3 De freios
- Identificar, na 1.1.4 De transmissão
instrução de trabalho, 1.1.5 De motores de
as máquinas, combustão interna de ciclo Otto
ferramentas, e Diesel
equipamentos, 1.2 Documentação técnica: plano de
instrumentos e processo, folha de trabalho,
dispositivos desenhos técnicos, matriz de
requeridos para a rastreabilidade, normas
instalação dos 1.3 Segurança em processos de
sistemas hidráulicos, instalação de sistemas mecânicos
pneumáticos, em veículos
eletropneumáticos e 1.3.1 Riscos
eletrohidráulicos 1.3.2 EPIs e EPCs
1.3.3 PROCEDIMENTOS E
- Identificar, na NORMAS
instrução de trabalho, 1.4 Segregação e destinação de
os elementos de resíduos gerados em processos de
fixação a serem integração de sistemas mecânicos
utilizados na instalação em veículos
dos sistemas 1.5 Operacionalização dos
hidráulicos, processos de integração de

142
pneumáticos, sistemas mecânicos em veículos
eletropneumáticos e 1.5.1 Instalação e ajustes de
eletrohidráulicos componentes e sistemas
mecânicos em veículos:
Sequência de eventos; Técnica
de montagem; Alinhamento de
componentes e conjuntos
4.1 .2 - Interpretar o desenho mecânicos; Torque; Cuidados
Considerando
técnico do produto e com acabamentos; Aplicação
as dos sistemas de vedantes; Aplicação de
informações hidráulicos, lubrificantes; Processos de
do desenho pneumáticos, união de componentes (fixação
técnico quanto eletropneumáticos e mecânica e colagem); Ajustes
aos elementos
eletrohidráulicos em sistemas mecânicos
do sistema a quanto às simbologias, veiculares; Abastecimento dos
serem tolerâncias, ajustes e sistemas mecânicos com
instalados posição a serem lubrificantes e fluidos
considerados na 1.5.2 Registros das etapas do
instalação processo produtivo: registro de
serviços realizados; registro de
componentes e sistemas
mecânicos instalados em
4.1 .3 - Interpretar o veículos, registro do tempo de
Considerando procedimento processo
as operacional / folha de 1.5.3 Equipamentos,
informações
processo quanto à ferramentas e instrumentos de
do sequência de medição empregados em
procedimento instalação a ser processos de integração de
operacional observada sistemas mecânicos em
quanto à
veículos: tipos, características,
sequência de
funções, formas de uso,
instalação a
conservação, calibração,
ser observada
segurança na operação
4.1 .4 1.5.4 Materiais e insumos para
- Identificar, no
Organizando processos de integração de
procedimento
as ferramentas operacional, o sistemas mecânicos em
e os elementos encaminhamento a ser veículos: tipos, características,
dos sistemas a aplicações,
dado a elementos e
serem requisitos/condições de uso
recursos tecnológicos
instalados com não conformes 1.5.5 Interpretação de desenho
base nas técnico aplicado à integração
indicações do - Interpretar a instrução de sistemas mecânicos em
desenho e do de trabalho quanto à veículos: Simbologias;
procedimento sequência de eventos Elementos; Tolerâncias;
operacional a ser observada na Torques
instalação dos 2. INSTALAÇÃO DE SISTEMAS
sistemas hidráulicos, HIDRÁULICOS, ELETROHIDRÁULICOS,
pneumáticos, PNEUMÁTICOS E
eletropneumáticos e ELETROPNEUMÁTICOS EM VEÍCULOS
eletrohidráulicos 2.1 Princípios físicos aplicados a
hidráulicos
143
- Definir, com base nas 2.1.1 Grandezas físicas
indicações do aplicadas à hidráulica
desenho e roteiro de 2.1.2 2.1.2
processo, a melhor Comandos/atuadores
forma de disposição e hidráulicos: Eletrohidráulica:
organização dos Conceito; Funcionamento
sistemas hidráulicos, 2.2 Princípios físicos aplicados a
pneumáticos, pneumática
eletropneumáticos e 2.2.1 Grandezas físicas
eletrohidráulicos a aplicadas à pneumática
serem instalados, das 2.2.2 Produção do ar
ferramentas, comprimido
instrumentos, 2.2.3 Preparação do ar
máquinas, comprimido
dispositivos, 2.2.4 Comandos/atuadores
lubrificantes, ... no pneumáticos:Eletropneumática:
posto de trabalho, Conceito; Funcionamento
tendo em vista a sua 2.2.5 Tipos, características dos
integridade e a melhor componentes e sistemas
forma de hidráulicos, eletrohidráulicos,
manuseio/manipulação pneumáticos e
eletropneumáticos em veículos:
- Avaliar a adequação Hidráulico; Eletrohidráulico;
qualitativa e Pneumático; Eletropneunático
quantitativa de
2.3 Documentação técnica: plano de
elementos, conjuntos e processo, folha de trabalho,
recursos necessários desenhos técnicos, matriz de
à montagem dos rastreabilidade, normas
sistemas hidráulicos, 2.3.1 Segurança em processos
pneumáticos, de instalação de sistemas
eletropneumáticos e hidráulicos, eletrohidráulicos,
eletrohidráulicos, bem
pneumáticos e
como da organização eletropneumáticos em veículos:
dos mesmos no posto Riscos; EPIs e EPCs;
de trabalho Procedimentos e normas
(conferência final) 2.4 Segregação e destinação de
resíduos gerados em processos de
instalação de sistemas hidráulicos,
4.1 .5 eletrohidráulicos, pneumáticos e
- Avaliar visualmente o
Realizando o eletropneumáticos em veículos
resultado da instalação
controle de 2.4.1 Operacionalização dos
realizada com base
qualidade da processos de instalação de
nas especificações
instalação com estabelecidas na sistemas hidráulicos,
base nas eletrohidráulicos, pneumáticos
documentação interna
especificações da empresa e eletropneumáticos em
do desenho, veículos: Instalação e ajustes
normas - Avaliar, pelo de componentes e sistemas
técnicas e acionamento e, hidráulicos, eletrohidráulicos,
procedimentos quando for o caso, pneumáticos e
da empresa pelo uso de eletropneumáticos em veículos
equipamento 2.4.2 Sequência de eventos;
144
específico, o Técnica de instalação;
funcionamento dos Alinhamento de componentes e
sistemas hidráulicos, conjuntos mecânicos,
pneumáticos, eletroeletrônicos, hidráulicos,
eletropneumáticos e eletrohidráulicos, pneumáticos
eletrohidráulicos e eletropneumáticos; Torque;
instalados Cuidados com acabamentos;
Aplicação de vedantes;
Aplicação de lubrificantes;
Processos de união de
4.1 .6 - Interpretar as componentes (fixação
Respeitando indicações da folha de mecânica e colagem);
os padrões de Crimpagem e montagem de
processo quanto aos
tempo padrões de tempo a condutores e conectores
estabelecidos serem considerados e elétricos; Ajustes em sistemas
para o atendidos nas hidráulicos, eletrohidráulicos,
processo diferentes etapas dos pneumáticos e
processos de eletropneumáticos em veículos;
instalação de Abastecimento dos sistemas
conjuntos e/ou hidráulicos, eletrohidráulicos,
sistemas hidráulicos, pneumáticos e
pneumáticos, eletropneumáticos com
eletropneumáticos e lubrificantes e fluidos
eletrohidráulicos 2.4.3 Registros referentes à
instalação de componentes e
sistemas hidráulicos,
eletrohidráulicos, pneumáticos
e eletropneumáticos
2.4.4 Equipamentos,
4.1 .7 ferramentas e instrumentos de
- Interpretar os
Atendendo as medição empregados em
procedimentos de
normas e processos de instalação de
segurança aplicáveis a
procedimentos sistemas hidráulicos,
cada etapa e processo
de saúde e eletrohidráulicos, pneumáticos
de instalação de
segurança e e eletropneumáticos em
sistemas hidráulicos,
de meio veículos: tipos, características,
pneumáticos,
ambiente funções, formas de uso,
eletropneumáticos e
aplicáveis à conservação, calibração,
eletrohidráulicos
atividade segurança na operação
- Interpretar os 2.4.5 Materiais e insumos para
procedimentos processos de instalação de
aplicáveis à sistemas hidráulicos,
segregação e eletrohidráulicos, pneumáticos
destinação de e eletropneumáticos em
resíduos gerados nos veículos: tipos, características,
processos de aplicações,
instalação de sistemas requisitos/condições de uso
hidráulicos, 2.4.6 Interpretação de desenho
pneumáticos, técnico aplicado à instalação
eletropneumáticos e de sistemas hidráulicos,
eletrohidráulicos eletrohidráulicos, pneumáticos
145
e eletropneumáticos em
- Reconhecer o melhor veículos: Simbologias;
posicionamento do Elementos; Tolerâncias;
operador em relação Torques
ao sistema hidráulico, 3. CONTROLE DE QUALIDADE EM
pneumático, PROCESSOS DE INSTALAÇÃO DE
eletropneumático e SISTEMAS HIDRÁULICOS,
eletrohidráulico a ser ELETROHIDRÁULICOS, PNEUMÁTICOS
instalado como E ELETROPNEUMÁTICOS EM
requisito de segurança VEÍCULOS
e de ergonomia 3.1 Conceitos de ferramentas de
controle da qualidade aplicadas a
linhas de produção: Melhoria
contínua (PDCA, Kaizen...);
4 .3 Instalar 4.3 .1 - Interpretar as normas Produção enxuta (Toyotismo, Just-in-
sistemas Considerando e recomendações do time...); Minimização de falha
mecânicos as fabricante e humana (Poka Yoke...)
informações e
procedimentos da 3.2 Inspeção de qualidade aplicada
orientações da empresa quanto aos a linhas de produção: Inspeção
ficha de requisitos a serem visual; Inspeção; imensional
instalação e atendidos na 3.3 Simulações de comportamento
normas do instalação do sistema dos sistemas mecânicos,
fabricante mecânico em questão hidráulicos, eletrohidráulicos,
pneumáticos e eletropneumáticos
- Identificar, no
integrados a veículos: equipamentos
descritivo do produto e
de diagnose; teste de eficiência,
folha de processo, os
conferência de elementos,
componentes
pressurização
mecânicos, elementos
3.4 Registro do controle de
de fixação,
qualidade (plano de controle, análise
lubrificantes, vedantes,
de não conformidade e
máquinas,
encaminhamento de anomalias)
ferramentas,
4. ATITUDES E COMPORTAMENTO
equipamentos,
ÉTICO NA MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA.
instrumentos e
4.1 Código de ética profissional
dispositivos a serem
5. VIRTUDES PROFISSIONAIS NA
utilizados na instalação
MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA -
do sistema mecânico
CONCEITOS E VALOR
em questão
5.1 Responsabilidade
5.2 INICIATIVA
5.3 HONESTIDADE

4.3 .2 5.4 SIGILO


- Interpretar o desenho 5.5 PRUDÊNCIA
Considerando técnico do produto e 5.6 IMPARCIALIDADE
as do sistema mecânico
informações 6. A RELAÇÃO DO PROFISSIONAL COM
quanto às simbologias, O SEU LÍDER
do desenho tolerâncias, ajustes,
técnico quanto 6.1 A resiliência no trabalho
formas e posições a 6.1.1 como lidar com pressão,
aos elementos serem considerados situações de tensão e stress
do sistema a na instalação
serem no trabalho
6.2 Trabalho em equipe
146
instalados 6.2.1 autonomia e limites no
trabalho em equipe
4.3 .3 - Interpretar o 6.3 Desenvolvimento profissional
Considerando procedimento 6.3.1 Planejamento
as operacional / folha de Profissional: ascensão
informações profissional, formação
processo quanto à
do sequência de profissional, investimento
procedimento instalação a ser educacional
operacional / observada 6.4 Visão Sistêmica
folha de 6.4.1 A percepção da
processo importância do seu trabalho no
quanto à contexto e nos resultados da
sequência de empresa.
montagem a
ser observada

4.3 .4 - Definir, com base nas


Organizando indicações do
as ferramentas
desenho e roteiro de
e os elementos processo, a melhor
dos sistemas a forma de disposição e
serem organização dos
instalados com componentes e/ou
base nas sistemas mecânicos a
indicações do serem instalados, das
desenho e do
ferramentas,
procedimento instrumentos,
operacional máquinas,
dispositivos,
lubrificantes, ... no
posto de trabalho,
tendo em vista a sua
integridade e a melhor
forma de
manuseio/manipulação

- Interpretar a instrução
de trabalho quanto à
sequência de eventos
a ser observada na
instalação dos
sistemas mecânicos

- Identificar, no
procedimento
operacional, o
encaminhamento a ser
dado a elementos e
recursos tecnológicos
não conformes

- Avaliar a adequação
147
qualitativa e
quantitativa de
elementos, conjuntos e
recursos necessários
à instalação dos
sistemas mecânicos,
bem como da
organização dos
mesmos no posto de
trabalho (conferência
final)

4.3 .5 - Avaliar, pelo


Realizando o
acionamento e,
controle de quando for o caso,
qualidade da pelo uso de
instalação com equipamento
base nas específico, a
especificações adequação do torque
do desenho, de parafusos, porcas,
normas
assentamento de
técnicas e rolamentos,
procedimentos alinhamento de
da empresa correias, polias,
correntes, eixos

- Avaliar visualmente o
resultado da instalação
realizada com base
nas especificações
estabelecidas na
documentação interna
da empresa

- Reconhecer os testes
funcionais
empregados na
avaliação qualitativa
de conjuntos
mecânicos instalados,
suas características,
funções e modos de
execução

4.3 .6 - Interpretar as

148
Respeitando indicações da folha de
os padrões de processo quanto aos
tempo padrões de tempo a
estabelecidos serem considerados e
para o atendidos nas
processo diferentes etapas dos
processos de
instalação de
conjuntos e/ou
sistemas mecânicos

4.3 .7 - Interpretar os
Atendendo as
procedimentos de
normas e segurança aplicáveis a
procedimentos cada etapa e processo
de saúde e de instalação de
segurança e sistemas mecânicos
de meio
ambiente - Interpretar os
aplicáveis à procedimentos
atividade aplicáveis à
segregação e
destinação de
resíduos gerados nos
processos de
instalação de sistemas
mecânicos

- Reconhecer o melhor
posicionamento do
operador em relação
ao sistema mecânico
a ser instalado como
requisito de segurança
e de ergonomia

Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes
institucionais estabelecidas
Aplicar os princípios, normas e procedimentos técnicos,
de saúde, segurança e meio ambiente às atividades sob a

149
sua responsabilidade;

Capacidades Sociais

Reconhecer o seu papel como integrante de equipe nos


diferentes processos de trabalho, considerando seus
pares e os demais níveis hierárquicos
Apresentar postura ética

Capacidades Metodológicas

Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto


da organização, considerando os impactos das suas
atividades nos resultados dos produtos e serviços da
empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e
desenvolvimento profissional, considerando o próprio
potencial, as mudanças no mercado de trabalho e as
necessidades de investimento na própria formação

150
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Sala de aula; Biblioteca; Laboratório de Informática; Laboratório de


Ambientes Pedagógicos
Montagem de Conjuntos e Sistemas Mecânicos

Máquinas e equipamentos :Equipamentos para testes mecânicos;


Equipamento para abastecimento de lubrificantes e fluidos em sistemas
veiculares; Prensa hidráulica; Bancada com Morsa; Cavaletes de
sustentação; Linha pneumática; Suporte para sustentação de conjunto e
sistemas veiculares; Rebitadeiras; Kit didático de pneumática; Kit
Máquinas, Equipamentos, didático de hidráulica
Instrumentos e Ferramentas Ferramentas e Instrumentos: Ferramentas convencionais; Ferramentas
pneumáticas e/ou elétricas para torque, furo, corte, dobra e desbaste;
Ferramentas especiais para processos de instalação e ajuste
compatíveis com componentes e sistemas mecânicos empregados;
Instrumentos de medição – mecânicos e elétricos
Kit multimídia

EPIs; EPCs; Insumos para processos produtivos; Conjuntos de


Materiais componentes mecânicos e eletroeletrônicos para processo de construção
e montagem; Produtos para limpeza; Manuais, normas e literatura técnica

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9394/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

151
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO V

Perfil Profissional: OPERADOR DE PRODUÇÃO VEICULAR

Unidade Curricular: OPERAÇÃO DE SISTEMAS AUTOMATIZADOS E ROBOTIZADOS APLICADOS A


PROCESSOS CONSTRUTIVOS VEICULARES

Carga Horária: 120h

Unidades de Competência:

UC5 : Operar sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos construtivos de peças,


componentes e conjuntos de veículos, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade,
saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para
operação de sistemas automatizados e robotizados aplicados a processos construtivos veiculares,
considerando a preparação de máquinas e estação de trabalho, monitoramento das condições de
funcionamento das máquinas, controle quantitativo e dimensional das peças, componentes e conjuntos e
realização de atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

5 .1 Realizar o 5.1 .1 - Avaliar a adequação


controle Considerando as dimensional e de forma das 1. SISTEMAS DE
quantitativo e especificações do peças produzidas com base nas PRODUÇÃO
dimensional plano de controle, 1.1 Tipos e
especificações do plano de
das peças, desenho e características dos
controle (metodologia de
componentes tolerâncias sistemas de produção
controle), desenho e tolerâncias
e conjuntos admitidas para o 1.2 Leiautes industriais
admitidas
processo 1.3 Logística aplicada
- Classificar as peças e 1.4 Células de
resultados com referência nos manufatura
padrões estabelecidos 1.5 Sistema Flexível de
Manufatura
- Correlacionar o quantitativo da 2. SISTEMAS
produção efetiva com as AUTOMATIZADOS E
especificações do plano de ROBOTIZADOS
processo 2.1 Histórico e
evolução dos sistemas
automatizados e
robotizados
5.1 .2 Atendendo - Interpretar os critérios de 2.2 Introdução aos
os critérios de amostragem estabelecidos pela Sistemas
amostragem empresa para a avaliação automatizados e
estabelecidos qualitativa das peças de robotizados
pela empresa
amostragem 2.3 Leis da robótica
3. PROCESSOS DE
- Identificar as possíveis
CORTE AUTOMATIZADOS
imperfeições nas ferramentas,
152
matéria-prima e/ou peça de 3.1 Oxicorte
amostragem que possam 3.2 Corte com Plasma
comprometer a produção 3.3 Corte com Laser
3.4 Corte em guilhotina
- Avaliar as características CNC
dimensionais, geométricas, as 3.5 Alinhamento de
tolerâncias de forma e posição peças em gabaritos
admitidas na peça padrão 4. PROCESSOS DE
produzida com base nas
CONFORMAÇÃO
especificações da instrução de AUTOMATIZADOS
trabalho e desenho técnico 4.1 Dobra
4.2 Curvamento
4.3 Estampo
4.4 Alinhamento de
5.1 .3 Utilizando - Interpretar os procedimentos da peças em gabaritos
os equipamentos empresa e recomendações do 5. ROBÔS INDUSTRIAIS
e instrumentos
fabricante quanto à utilização dos 5.1 Componentes dos
apropriados para instrumentos de medição sistemas Robotizados
o processo em
5.1.1 Tipos
questão - Selecionar os equipamentos e
5.1.2 Definições
instrumentos em conformidade
5.1.3 Aplicações
com a medição a ser realizada,
5.2 Características e
especificações dos
aplicações dos Robôs
procedimentos e orientações da
Industriais
empresa
5.2.1
Manipulação
5.2.2 Soldagem
5.1 .4 Realizando 5.2.3 Pintura
- Identificar, no plano de
o apontamento de 5.2.4 Aplicação
processo e/ou procedimentos da
produção de de adesivos
empresa, os quantitativos, a
acordo com os 5.3 Classificação dos
periodicidade e demais
requisitos Robôs Industriais
requisitos a serem considerados
estabelecidos na 5.3.1 Quanto ao
no apontamento da produção
ordem de sistema de
produção controle
5.3.2 Quanto ao
tipo de
5 .2 Monitorar 5.2 .1 Observando mobilidade
- Definir, com base nos critérios
as condições a existência de da empresa, o encaminhamento 5.3.3 Quanto à
de ruídos, das anomalias, considerando estrutura
funcionamento interferências ou suas origens, significados e cinemática
das máquinas outras anomalias complexidades 5.3.4 Quanto à
no funcionamento geometria
da máquina e na - Interpretar sinais anômalos 5.3.5 Quanto à
execução do observados no funcionamento aplicação
processo das máquinas automatizadas e 5.3.6 Quanto ao
robotizadas, considerando suas princípio de
características, origens e acionamento
significados 5.3.7 Quanto à
fixação de
- Identificar, com base nas
gabaritos
153
especificações do fabricante, as 5.4 Sistemas de
condições de funcionamento das Coordenadas
máquinas automatizadas e 5.5 Princípios
robotizadas Programação de
robôs (para inserção
de programas e
5.2 .2 Verificando operação de
- Avaliar as condições de
a conformidade máquinas)
desempenho e de produtividade
dos parâmetros e 5.5.1 Comandos
das máquinas com base nos
referências com a de operação
parâmetros estabelecidos na
preparação 5.5.2 Linguagens
preparação e nas indicações do
realizada de programação
fabricante
5.5.3 Métodos
- Avaliar os resultados obtidos de Programação
nos processos executados com 5.5.4
base nos parâmetros e Programação
referências estabelecidos na on-line
programação das máquinas 5.5.5
Programação
off-line
5.5.6
5.2 .3 - Selecionar os equipamentos de Programação
Monitorando as segurança com referência nos por
condições de riscos presentes no contexto de aprendizagem –
segurança execução das suas atividades point-to-poin
operacional dos profissionais 5.5.7
equipamentos e Programação via
posto de trabalho - Interpretar os procedimentos de teach-pendant
segurança quanto aos requisitos 5.6 Alarmes
a serem considerados e 5.6.1 Tipos de
atendidos no uso dos alarmes
equipamentos de segurança 5.6.2
Características
- Reconhecer as condições de
5.6.3 Definições
segurança a serem observadas
5.6.4 Resolução
no âmbito do seu contexto de
5.7 Alinhamento de
atuação
peças em gabaritos
6. DOCUMENTAÇÃO
TÉCNICA APLICÁVEL A
PROCESSOS
5.2 .4 Verificando - Interpretar os códigos dos AUTOMATIZADOS E
a existência de alarmes e/ou sinais sonoros que ROBOTIZADOS
alarmes na sinalizam a existência de 6.1 Instruções de
execução do eventuais anomalias no trabalho
processo, 6.1.1 Operações
funcionamento das máquinas
considerando sua automatizadas e robotizadas a serem
origem e executadas
significado pelas máquinas
6.1.2
5.2 .5 Realizando Dispositivos,
- Reconhecer os procedimentos
as intervenções técnicos e operacionais a serem ferramentas e
154
requeridas no atendidos nas situações de acessórios a
processo, intervenção serem utilizados
considerando o no processo
seu nível de - Definir, de acordo com o seu 6.1.3 Pontos
autonomia nível de autonomia, críticos
características e complexidades 6.1.4 Ajuste dos
das anomalias, as intervenções parâmetros
e/ou encaminhamentos a serem relativos ao
realizados processo em
questão
6.2 Plano de processo
6.3 EPS
5 .3 Preparar 5.3 .1 - Reconhecer diferentes tipos de (Especificação do
as máquinas e Considerando o máquinas e equipamentos Processo de
a estação de tipo e os automatizados e robotizados Soldagem)
trabalho requisitos de empregados em processos 6.4 Desenho técnico
funcionamento da construtivos de peças, 6.4.1 Simbologia
máquina a ser componentes e conjuntos de 6.4.2 Legenda
preparada veículos, suas principais 6.4.3 Tolerâncias
características, requisitos de dimensionais
funcionamento 6.4.4 Sentido de
fabricação
(posicionamento
da chapa na
5.3 .2 máquina)
- Reconhecer, com base nas
Considerando as 6.5 Pontos críticos
indicações da instrução de
indicações da 6.6 Manutenção
trabalho, os pontos críticos
instrução de Autônoma e Produtiva
inerentes ao processo a ser
trabalho e do de sistemas
executado
desenho Automatizado e
- Identificar, na instrução de Robotizado de
trabalho, as operações a serem máquinas
executadas pelas máquinas, 6.6.1
assim como os dispositivos, Procedimento de
ferramentas e acessórios a limpeza
serem utilizados no processo 6.6.2
Procedimento de
- Interpretar as legendas e as lubrificação
simbologias contidas no 6.6.3 Análise de
desenho quanto às condições gerais
especificidades técnicas a de
serem considerados na funcionamento
preparação da máquina 6.6.4
Encaminhamento
em caso de
anomalias
5.3 .3 Ajustando - Identificar, na instrução de 7. CONTROLE DE
os parâmetros da trabalho, os QUALIDADE
máquina com requisitos/referências técnicas a 7.1 Controle visual
referência nas
(instalação,
indicações da
conferência de
155
instrução de serem consideradas no ajuste elementos)
trabalho dos parâmetros relativos ao 7.2 Controle
processo em questão quantitativo das peças,
componentes e
- Reconhecer os procedimentos conjuntos
técnicos e operacionais 7.3 Controle
requeridos para a realização de dimensional das
ajustes de programas em peças, componentes e
máquinas automatizadas e conjuntos
robotizadas 7.4 Amostragem

- Identificar os pontos de 7.5 Registro de


referência, comandos e controle de produção e
da qualidade
coordenadas dos programas
como requisito para o ajuste dos 8. NORMAS E
parâmetros PROCEDIMENTOS DE
SAÚDE, SEGURANÇA E
- Reconhecer os comandos e MEIO AMBIENTE
coordenadas da linguagem APLICADOS À
utilizada na programação das OPERAÇÃO DE
máquinas automatizadas e/ou SISTEMAS
robotizadas AUTOMATIZADOS E
ROBOTIZADOS
APLICADOS A
5.3 .4 Verificando PROCESSOS
- Interpretar, por ocasião da
a existência de CONSTRUTIVOS
realização dos testes de
eventuais VEICULARES
funcionamento, os códigos dos
anomalias no 8.1 De saúde e
alarmes que sinalizam a
funcionamento da segurança (ergonomia,
existência de eventuais
máquina procedimentos, EPIs,
anomalias no funcionamento das
EPCs, ...)
máquinas (no programa,
8.2 De meio ambiente
mecânicos, eletroeletrônicos,
(segregação e
hidráulicos, pneumáticos, ...)
destinação de
- Avaliar visualmente ou por resíduos)
instrumento específico, conforme 9. ATITUDES E
o caso, a precisão das ações COMPORTAMENTO ÉTICO
previstas e executadas pela NA MANUTENÇÃO
máquina AUTOMOTIVA
9.1 Atitudes e
- Reconhecer, em cada comportamento ético
processo, os diferentes tipos de na manutenção
testes que integram a etapa de automotiva
preparação das máquinas, suas 10. VIRTUDES
características e finalidades PROFISSIONAIS NA
MANUTENÇÃO
AUTOMOTIVA -
CONCEITOS E VALOR
5.3 .5 - Definir o ponto zero peça com 10.1
Referenciando as
base nas características do Responsabilidade
máquinas com processo e/ou nas 10.2 Iniciativa
base nas 10.3 Honestidade
156
indicações da especificações técnicas da peça 10.4 Sigilo
instrução de a ser produzida ou movimento a 10.5 Prudência
trabalho e ser executado pela máquina 10.6 Imparcialidade
desenho 11. A RELAÇÃO DO
- Reconhecer as referências
PROFISSIONAL COM O
(ponto zero máquina)
SEU LÍDER
estabelecidas pelo fabricante
12. A RESILIÊNCIA NO
- Definir as referências das TRABALHO
coordenadas a serem 12.1 Como lidar com
executadas pela máquina com pressão, situações de
base nas características e tensão e stress no
especificidades técnicas dos trabalho
processos, das peças e/ou 13. TRABALHO EM
movimentos esperados EQUIPE
13.1 Autonomia e
limites no trabalho em
5.3 .6 Fixando os equipe
- Interpretar a instrução de
gabaritos na trabalho quanto aos requisitos 14. DESENVOLVIMENTO
máquina, quando técnicos a serem atendidos no PROFISSIONAL
for o caso, com processo de fixação dos 14.1 Planejamento
base nas gabaritos Profissional: ascensão
referências da profissional, formação
instrução de - Identificar as especificações profissional,
trabalho técnicas do equipamento (robô), investimento
considerando suas condições de educacional
alcance, como requisito para a 15. VISÃO SISTÊMICA
fixação de gabaritos 15.1 A percepção da
importância do seu
- Reconhecer os diferentes
trabalho no contexto e
processos, tecnologias e formas
nos resultados da
de fixação de gabaritos em
empresa.
máquinas
16. NORMAS TÉCNICAS
APLICADAS À
MANUTENÇÃO
5.3 .7 Alinhando, AUTOMOTIVA
- Interpretar as especificações
quando for o caso, 17. SEGURANÇA NO
técnicas contidas na instrução de
as peças nos TRABALHO
trabalho quanto aos requisitos a
gabaritos em 17.1 Procedimentos
serem atendidos no alinhamento
conformidade de segurança no
das peças nos gabaritos
com as suas trabalho
características e - Analisar a compatibilidade das 17.2 Normas de
indicações da características dimensionais, de Segurança do
instrução de forma e de posição das peças Trabalho
trabalho com as características dos (Regulamentadoras)
gabaritos 18. MEIO AMBIENTE
18.1 Normas
- Identificar a existência de ambientais aplicáveis
obstáculos, impurezas ou à manutenção
imperfeições que impactam o automotiva
alinhamento das peças nos 19. TRABALHO E
gabaritos PROFISSIONALISMO
157
19.1 Administração do
tempo
19.2 Administração de
recursos disponíveis
5.3 .8 Atendendo - Interpretar os procedimentos 19.3 Importância da
as normas e aplicáveis à segregação e assertividade no
procedimentos de trabalho
destinação de resíduos gerados
saúde e na preparação de máquinas
segurança e de automatizadas e/ou robotizadas
meio ambiente
aplicáveis à - Reconhecer o melhor
atividade posicionamento do operador em
relação às máquinas e
equipamentos como requisito de
segurança e de ergonomia

- Interpretar os procedimentos e
normas de segurança aplicáveis
às operações de máquinas
automatizadas e/ou robotizadas

5.3 .9 Realizando - Avaliar a necessidade de


a manutenção substituição de componentes e
autônoma das acessórios das máquinas
máquinas em
automatizadas e robotizadas
conformidade
com os - Interpretar os procedimentos
procedimentos da aplicáveis à limpeza de
empresa máquinas automatizadas e
robotizadas, tendo em vista o
atendimento dos padrões
estabelecidos pela empresa e/ou
fabricante

- Reconhecer os procedimentos
técnicos aplicáveis à substituição
e/ou reposição de consumíveis
em robôs

Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais

158
estabelecidas
Aplicar os princípios, normas e procedimentos técnicos, de saúde,
segurança e meio ambiente às atividades sob a sua
responsabilidade

Capacidades Sociais

Apresentar postura ética


Reconhecer o seu papel como integrante de equipe nos diferentes
processos de trabalho, considerando seus pares e os demais níveis
hierá

Capacidades Metodológicas

Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da


organização, considerando os impactos das suas atividades nos
resultados dos produtos e serviços da empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na própria
formação

159
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Biblioteca
Laboratório de Informática
Ambientes Pedagógicos
Laboratório de sistemas automatizados (robótica, automação, CNC, ...)
Sala de aula

Ferramentas e Instrumentos
Ferramentas convencionais
Ferramentas de ajustagem
Instrumentos de medição mecânicas
Máquinas, Equipamentos, Kit multimídia
Instrumentos e Ferramentas Instrumentos de medição elétrica
Máquinas e equipamentos automatizados e robotizados (para corte,
dobra, curvamento, solda, manipulação, pintura, aplicação de adesivo, ...)
Dispositivos e gabaritos de fixação de peças
Equipamentos de corte

EPIs e EPCs
Insumos para processos produtivos
Recursos didáticos Produtos para limpeza
Manuais, normas e literatura técnica
Conjuntos e componentes para processos construtivos veiculares

Serão asseguradas as condições de acessibilidade, reconhecendo a


especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, Lei nº
13.146/2015, o Decreto nº 3298/2009, a LDB nº 9394/96 e a legislação
Observações/recomendações específica em vigência da deficiência em questão, quando for o caso.
Portanto, no planejamento e na prática docente, deverão ser indicadas as
condições e os pré-requisitos para o desenvolvimento das capacidades
que envolvam risco, asseguradas as adequações de grande e pequeno
porte

INFORMAÇÕES SOBRE A VERSÃO DA OCUPAÇÃO

Data de Validação 17/07/2018

Data de Validade 31/12/2022

Local Brasilia

160
3. MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

3.1 Identificação da ocupação

MECÂNICO DE VEÍCULOS
Ocupação CBO 9144-05
LEVES

EDUCAÇÃO
Formação Inicial e Continuada C.H MÍNIMA 504h
PROFISSIONAL

NÍVEL DA
2 EIXO TECNOLÓGICO Controle e Processos Industriais
QUALIFICAÇÃO

Manutenção e reparação de veículos automotores e


ÁREA SEGMENTO
Automotiva manutenção e reparação de motocicletas, peças e
TECNOLÓGICA TECNOLÓGICO
acessórios

Realizar a manutenção dos sistemas mecânicos e eletroeletrônicos de veículos leves,


COMPETÊNCIA
considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e
GERAL
segurança e de meio ambiente

REQUISITOS Escolaridade mínima: Ensino fundamental completo


DE ACESSO Ter, no mínimo, 16. anos completos

Relação das Unidades de Competência

Realizar a manutenção dos sistemas de freios, suspensão e direção,


Unidade de Competência 1 considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de
saúde e segurança e de meio ambiente

Realizar a manutenção dos sistemas de transmissão manual e automatizada de


Unidade de Competência 2 veículos leves, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de
qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Realizar a manutenção de motores ciclo Otto e seus sistemas, considerando as


Unidade de Competência 3 normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e
de meio ambiente

Realizar a manutenção dos sistemas de carga e partida, considerando as


Unidade de Competência 4 normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e
de meio ambiente

Realizar a manutenção dos sistemas de sinalização e iluminação,


Unidade de Competência 5 considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de
saúde e segurança e de meio ambiente

Realizar a manutenção dos sistemas de segurança, conforto e entretenimento,


Unidade de Competência 6 considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de
saúde e segurança e de meio ambiente

161
Descrição das Unidades de Competência

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 1
Realizar a manutenção dos sistemas de freios, suspensão e direção, considerando as normas, padrões
e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Reorganizando o local de trabalho nas condições e padrão estabelecido


Encerrar o processo de Efetuando os registros relativos às manutenções realizadas
manutenção Efetuando a entrega técnica do veículo em conformidade com as
recomendações técnicas e padrão estabelecido

Utilizando as ferramentas e equipamentos indicados para o processo em


questão
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos e normas aplicáveis ao
Testar componentes e
processo
sistemas
Simulando o comportamento do sistema em questão com referência nas
informações prestadas pelo cliente
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Realizando a remoção dos componentes em conformidade com os requisitos


técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Selecionando o novo componente com referência nas suas especificações
técnicas, tipo e modelo do veículo e recomendações do fabricante
Realizando a montagem dos componentes em conformidade com os
Substituir componentes requisitos técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Ajustando o sistema com referência nas suas especificações técnicas, tipo e
modelo do veículo e recomendações do fabricante
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Utilizando os recursos materiais e tecnológicos requeridos pelo processo


Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos, tempos e normas aplicáveis
à reparação em questão
Reparar sistemas Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Considerando as informações fornecidas pelo cliente


Considerando as informações contidas na ordem de serviço
Realizando a proteção das estruturas internas e externas do veículo que não
Diagnosticar falhas nos são objeto de intervenção em conformidade com o padrão estabelecido
sistemas e seus Acessando os componentes e seus sistemas pelos métodos e meios
componentes tecnicamente indicados para o processo
162
Efetuando inspeções, simulações e testes de acordo com as características
do sistema e tecnologias indicadas para o diagnóstico em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 2
Realizar a manutenção dos sistemas de transmissão manual e automatizada de veículos leves,
considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio
ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Reorganizando o local de trabalho nas condições e padrão estabelecido


Encerrar o processo de Efetuando os registros relativos às manutenções realizadas
manutenção Efetuando a entrega técnica do veículo em conformidade com as
recomendações técnicas e padrão estabelecido

Utilizando as ferramentas e equipamentos indicados para o processo em


questão
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos e normas aplicáveis ao
Testar componentes e
processo
sistemas
Simulando o comportamento do sistema em questão com referência nas
informações prestadas pelo cliente
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Realizando a remoção dos componentes em conformidade com os requisitos


técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Selecionando o novo componente com referência nas suas especificações
técnicas, tipo e modelo do veículo e recomendações do fabricante
Realizando a montagem dos componentes em conformidade com os
Substituir componentes requisitos técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Ajustando o sistema com referência nas suas especificações técnicas, tipo e
modelo do veículo e recomendações do fabricante
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Utilizando os recursos materiais e tecnológicos requeridos pelo processo


Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos, tempos e normas aplicáveis
à reparação em questão
Reparar sistemas
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

163
Considerando as informações fornecidas pelo cliente
Considerando as informações contidas na ordem de serviço
Diagnosticar falhas nos Realizando a proteção das estruturas internas e externas do veículo que não

sistemas e seus são objeto de intervenção em conformidade com o padrão estabelecido


componentes Acessando os componentes e seus sistemas pelos métodos e meios
tecnicamente indicados para o processo
Efetuando inspeções, simulações e testes de acordo com as características
do sistema e tecnologias indicadas para o diagnóstico em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 3
Realizar a manutenção de motores ciclo Otto e seus sistemas, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Reorganizando o local de trabalho nas condições e padrão estabelecido


Encerrar o processo de Efetuando os registros relativos às manutenções realizadas
manutenção Efetuando a entrega técnica do veículo em conformidade com as
recomendações técnicas e padrão estabelecido

Utilizando as ferramentas e equipamentos indicados para o processo em


questão
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos e normas aplicáveis ao
Testar componentes e
processo
sistemas
Simulando o comportamento do sistema em questão com referência nas
informações prestadas pelo cliente
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Realizando a remoção dos componentes em conformidade com os requisitos


técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Selecionando o novo componente com referência nas suas especificações
técnicas, tipo e modelo do veículo e recomendações do fabricante
Realizando a montagem dos componentes em conformidade com os
Substituir componentes requisitos técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Ajustando o sistema com referência nas suas especificações técnicas, tipo e
modelo do veículo e recomendações do fabricante
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Utilizando os recursos materiais e tecnológicos requeridos pelo processo


Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos, tempos e normas aplicáveis
Reparar sistemas à reparação em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

164
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Considerando as informações fornecidas pelo cliente


Considerando as informações contidas na ordem de serviço
Realizando a proteção das estruturas internas e externas do veículo que não
Diagnosticar falhas nos são objeto de intervenção em conformidade com o padrão estabelecido
sistemas e seus Acessando os componentes e seus sistemas pelos métodos e meios
componentes tecnicamente indicados para o processo
Efetuando inspeções, simulações e testes de acordo com as características
do sistema e tecnologias indicadas para o diagnóstico em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 4
Realizar a manutenção dos sistemas de carga e partida, considerando as normas, padrões e requisitos
técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Reorganizando o local de trabalho nas condições e padrão estabelecido


Encerrar o processo de Efetuando os registros relativos às manutenções realizadas
manutenção Efetuando a entrega técnica do veículo em conformidade com as
recomendações técnicas e padrão estabelecido

Utilizando as ferramentas e equipamentos indicados para o processo em


questão
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos e normas aplicáveis ao
Testar componentes e
processo
sistemas
Simulando o comportamento do sistema em questão com referência nas
informações prestadas pelo cliente
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Realizando a remoção dos componentes em conformidade com os requisitos


técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Selecionando o novo componente com referência nas suas especificações
técnicas, tipo e modelo do veículo e recomendações do fabricante
Realizando a montagem dos componentes em conformidade com os
Substituir componentes requisitos técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Ajustando o sistema com referência nas suas especificações técnicas, tipo e
modelo do veículo e recomendações do fabricante
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Utilizando os recursos materiais e tecnológicos requeridos pelo processo

165
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos, tempos e normas aplicáveis
Reparar sistemas à reparação em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Considerando as informações fornecidas pelo cliente


Considerando as informações contidas na ordem de serviço
Realizando a proteção das estruturas internas e externas do veículo que não
Diagnosticar falhas nos são objeto de intervenção em conformidade com o padrão estabelecido
sistemas e seus Acessando os componentes e seus sistemas pelos métodos e meios
componentes tecnicamente indicados para o processo
Efetuando inspeções, simulações e testes de acordo com as características
do sistema e tecnologias indicadas para o diagnóstico em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 5
Realizar a manutenção dos sistemas de sinalização e iluminação, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Reorganizando o local de trabalho nas condições e padrão estabelecido


Encerrar o processo de Efetuando os registros relativos às manutenções realizadas
manutenção Efetuando a entrega técnica do veículo em conformidade com as
recomendações técnicas e padrão estabelecido

Utilizando as ferramentas e equipamentos indicados para o processo em


questão
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos e normas aplicáveis ao
Testar componentes e
processo
sistemas
Simulando o comportamento do sistema em questão com referência nas
informações prestadas pelo cliente
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Realizando a remoção dos componentes em conformidade com os requisitos


técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Selecionando o novo componente com referência nas suas especificações
Executar a substituição e a técnicas, tipo e modelo do veículo e recomendações do fabricante
instalação de Ajustando o sistema com referência nas suas especificações técnicas, tipo e
componentes modelo do veículo e recomendações do fabricante
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

166
Utilizando os recursos materiais e tecnológicos requeridos pelo processo
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos, tempos e normas aplicáveis
à reparação em questão
Reparar sistemas Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Considerando as informações fornecidas pelo cliente


Considerando as informações contidas na ordem de serviço
Realizando a proteção das estruturas internas e externas do veículo que não
Diagnosticar falhas nos são objeto de intervenção em conformidade com o padrão estabelecido
sistemas e seus Acessando os componentes e seus sistemas pelos métodos e meios
componentes tecnicamente indicados para o processo
Efetuando inspeções, simulações e testes de acordo com as características
do sistema e tecnologias indicadas para o diagnóstico em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

UNIDADE DE COMPETÊNCIA 6
Realizar a manutenção dos sistemas de segurança, conforto e entretenimento, considerando as
normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Elementos de
Padrões de Desempenho
Competência

Reorganizando o local de trabalho nas condições e padrão estabelecido


Encerrar o processo de Efetuando os registros relativos às manutenções realizadas
manutenção Efetuando a entrega técnica do veículo em conformidade com as
recomendações técnicas e padrão estabelecido

Utilizando as ferramentas e equipamentos indicados para o processo em


questão
Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos e normas aplicáveis ao
Testar componentes e
processo
sistemas
Simulando o comportamento do sistema em questão com referência nas
informações prestadas pelo cliente
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

Realizando a remoção dos componentes em conformidade com os requisitos


técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
Selecionando o novo componente com referência nas suas especificações
técnicas, tipo e modelo do veículo e recomendações do fabricante
Executar a substituição e a Realizando a montagem dos componentes em conformidade com os
instalação de requisitos técnicos, tempos e procedimentos operacionais estabelecidos
componentes Ajustando o sistema com referência nas suas especificações técnicas, tipo e
modelo do veículo e recomendações do fabricante

167
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Utilizando os recursos materiais e tecnológicos requeridos pelo processo


Seguindo os requisitos técnicos, procedimentos, tempos e normas aplicáveis
à reparação em questão
Reparar sistemas
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo
Destinando os resíduos gerados no processo em conformidade com as
normas e procedimentos estabelecidos

Considerando as informações fornecidas pelo cliente


Considerando as informações contidas na ordem de serviço
Realizando a proteção das estruturas internas e externas do veículo que não
Diagnosticar falhas nos são objeto de intervenção em conformidade com o padrão estabelecido
sistemas e seus Acessando os componentes e seus sistemas pelos métodos e meios
componentes tecnicamente indicados para o processo
Efetuando inspeções, simulações e testes de acordo com as características
do sistema e tecnologias indicadas para o diagnóstico em questão
Atendendo os requisitos de segurança indicados para o processo

168
Competências de Gestão

Apresentar postura proativa e responsável, atualizando-se continuamente e adaptando-se, com criatividade e


senso crítico, às mudanças tecnológicas, organizativas, profissionais e socioculturais que impactam as suas
atividades
Apresentar, no planejamento e desenvolvimento das atividades profissionais, uma postura de atenção,
disciplina, organização, comprometimento, precisão e zelo
Atuar em equipes multidisciplinares de trabalho, comunicando-se profissionalmente, interagindo e
cooperando com os integrantes dos diferentes níveis hierárquicos da empresa
Atuar profissionalmente, respeitando os princípios e procedimentos técnicos e de qualidade, de higiene,
saúde e segurança e de meio ambiente
Desenvolver o trabalho em conformidade com as diretrizes e procedimentos da empresa, assegurando a
qualidade técnica de produtos e serviços
Ser ético na conduta pessoal e profissional
Ser resiliente
Tomar decisões no planejamento e na resolução de problemas relacionados às atividades sob sua
responsabilidade

Contexto de Trabalho da Ocupação

Meios de Produção

Máquinas e Equipamentos

Opacímetro
Máquina de sangria de freios
Máquinas de elevação automotiva
Máquinas para desmontagem de pneus
Máquinas para lavagem de peças
Máquinas para limpeza de injetores
Equipamentos de balanceamento de rodas
Equipamentos de diagnóstico
Equipamentos de geometria
Equipamentos de medição
Equipamentos de recargas de bateria
Estação recicladora de ar condicionado automotivo
Exaustores
Compressores para linhas de ar comprimido
Computadores e equipamentos de informática (micros, impressoras, scanner, etc
Regloscópio
Prensas hidráulicas
Analisadores de gás

Ferramentas e Instrumentos

Ferramentas pneumáticas e hidráulicas


Ferramentas de ajustagem
Ferramentas e instrumentos elétricos
Ferramentas especiais
Ferramentas manuais

169
Instrumentos de medição, verificação e controle
Scanner Automotivo

Materias de Utilização Habitual

Materiais para limpeza


Materiais para registros
Elementos de máquinas
Consumíveis para manutenção
Materiais para desenho

Equipamentos e ferramentas associados aos diversos processos de informática

Softwares gerenciadores de estoques


Software de literatura técnica
Software de treinamentos
Editores de texto e planilhas eletrônicas para geração de gráficos, tabelas e relatórios técnicos
Softwares de gestão da manutenção automotiva

Métodos e Técnicas de Trabalho

Boletins técnicos
Catálogos e Manuais
Código de defesa do consumidor
Ferramentas de gestão da manutenção
Ferramentas de gestão da qualidade e produtividade
Normas Regulamentadoras - NRs
Normas técnicas nacionais (Normas de serviços e outras) e internacionais (ISO, DIN e outras
Procedimentos técnicos internos
Sistema de comunicação e informação
Técnicas de ajuste e regulagem mecânica
Técnicas de atendimento ao cliente
Técnicas de logística
Técnicas de manutenção
Técnicas de orçamento

Condições de Trabalho

Condições ambientais

Ambientes com cargas suspensas


Ambientes com iluminação e ventilação variados
Ambientes insalubres ou perigosos
Ambientes internos e externos, com vários postos de trabalho
Atividades repetitivas
Condições ergonômicas variáveis

Turnos e horários

170
Trabalho caracteristicamente em turnos diurnos, com possibilidade de trabalho em turnos e jornadas extras
ou flexíveis

Riscos profissionais

Riscos ergonômicos: Movimentos repetitivos; Posição ergonômica em relação à atividade a ser


desenvolvida, esforço físico excessivo
Riscos biológicos: Infecções externas (dermatites); Infecções internas; animais peçonhentos
Riscos físicos: Queda; Queimaduras; Choque elétrico; Ruído; Variações de temperatura; Vibrações;
Elementos cortantes e perfurantes (corte, amputações, esmagamentos, ...); radiações solares
Riscos químicos: Exposição a produtos químicos, vapores, gases e fumos metálicos

Equipamentos de Segurança

EPCs (Equipamentos de Proteção Coletiva) de acordo com a atividade a ser executada e riscos presentes
no local de trabalho
Riscos ergonômicos: Movimentos repetitivos; Posição ergonômica em relação à atividade a ser
desenvolvida, esforço físico excessivo

Condições Gerais

Para pessoas com deficiência, são observados os requisitos de acessibilidade descritos na NBR nº 9050,
nos Conceitos do Desenho Universal, na Lei nº 13.146/2015 e na Legislação específica da Deficiência em
questão

Posições no Processo Produtivo

Contexto Profissional

Situação de emprego: vínculo formal através da CLT, estatutário ou como pessoa jurídica, trabalhador
autônomo
A atividade do Mecânico de Veículos Leves é desenvolvida em empresas de diferentes portes, segmentos e
níveis tecnológicos, como: Montadoras automotivas; Concessionárias e revendas; Oficinas mecânicas;
Empresas de fabricação e comercialização de equipamentos, acessórios e peças para automóveis; Setor
de instalação de equipamentos, dispositivos e acessórios em veículos automotivos; Auto Center; Oficina de
retífica de motores; Home service

Contexto Funcional e Tecnológico

As atividades do profissional consistem, basicamente, em trabalhos de execução da manutenção mecânica


e eletroeletrônica de veículos leves. Realiza diagnósticos, executa planos de manutenção, substitui peças e
instala de equipamentos, dispositivos e acessórios mecânicos e elétricos/eletroeletrônicos em veículos
automotivos. Registra serviços de manutenção executados. Interpreta desenhos técnicos. Aplica técnicas de
medição e testes
Quando em empresas, o Mecânico de Veículos Leves está em condição de dependência hierárquica, com
grau médio (co-autor) de responsabilidade e autonomia limitada no desempenho de suas atividades

Possíveis Saídas para o Mercado de Trabalho

Empreendedor Autônomo
Entregador técnico
Mecânico de Auto Center
Mecânico de Freios, Suspensão e Direção
171
Mecânico de Motores
Mecânico de sistemas de Transmissão
Mecânico de Veículos Leves
Piloto de teste/Controlador de qualidade
Vendedor de Autopeças
Consultor de serviços
Eletricista de Automóveis
Eletromecânico de Automóveis

Evoluções da Ocupação

Atividades novas (futuras) Realizar Manutenções e diagnóstico em veículos com alta tensão; Realizar
Manutenções e diagnóstico em sistemas de gerenciamento eletrônico diesel; Realizar Manutenções e
diagnóstico e instalação de sistema multimídia e de conectividade; Calibrar sensores do sistema de
segurança; Calibrar mecanismo de mudança e embreagem das transmissões automatizadas; Realizar
Manutenções e diagnóstico no sistema de injeção direta de combustível; Inspecionar e reparar veículos
híbridos; Realizar Manutenções e diagnósticos em veículos elétricos; Realizar Manutenções e diagnósticos
em direção com gerenciamento eletrônico
Atividades que tendem a ganhar importância Realizar Manutenções e diagnóstico do sistema de admissão
de ar; Realizar Manutenções e diagnóstico no sistema de freios com gerenciamento eletrônico; Realizar
Manutenções e diagnóstico no sistema de direção com gerenciamento eletrônico; Realizar Manutenções e
diagnóstico no sistema de transmissão com gerenciamento eletrônico; Realizar Manutenções e diagnóstico
no sistema de suspensão com gerenciamento eletrônico; Realizar Manutenções e diagnóstico em sistemas
de veículos híbridos e elétricos; Realizar Manutenções e diagnóstico nos sistemas eletroeletrônicos do veículo
Realizar Manutenções e diagnóstico em sistemas de gerenciamento eletrônico em veículos diesel; Realizar
Manutenções e diagnóstico em sistemas de conectividade e conforto; Realizar Manutenções e diagnóstico
em sistemas de auxílio a condução. Realizar Manutenções e diagnóstico em sistemas de segurança
Atividades que tendem a manter a importância Realizar manutenções e diagnóstico em motores de
combustão interna e seus sistemas; Realizar manutenções e diagnóstico em sistemas eletrônicos; Realizar
manutenções e diagnóstico no sistema de freios sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e
diagnóstico no sistema de direção sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e diagnóstico no
sistema de transmissão sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e diagnóstico no sistema de
suspensão sem gerenciamento eletrônico; Realizar manutenções e diagnóstico em bomba injetora; Realizar
manutenções e diagnóstico no sistema elétrico do veículo; Realizar manutenções e diagnóstico periódica
conforme manual do veículo; Substituir correia do sistema de distribuição do motor
Atividades que tendem a perder importância Realizar Manutenções e diagnóstico no sistema de direção
manual e hidráulica; Realizar Manutenções e diagnóstico em bomba injetora
Inovações Tecnológicas de gestão que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos: Processo de
logística reversa para produtos de agressão ao meio ambiente (resíduos de óleos e combustíveis, baterias,
embalagens, etc.); Processos compartilhados de logística e estoque (redes); Sistemas de informação
tecnológica em nuvem Sistemas para acompanhamento, via web pelo cliente, do processo de manutenção.
Sistemas informatizados para gerenciamento de oficinas, incluindo estoques de peças, com integração às
linhas de produção. Sistema personalizado no atendimento do cliente; Gestão da satisfação do colaborador
Inovações tecnológicas de processo que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos: Realidade
virtual; Monitoramento do desempenho e da condição de componentes; Integração de sistemas automotivos;
Tecnologia de comunicação de dados sem fio; Sistemas para a otimização de eficiência energética;
Scanner de diagnostico com novas formas de comunicação (ex: via smartphone, tablet, nuvem) Sistemas
automatizados/informatizados para realização de diagnósticos; Recursos virtuais para realizar o

172
diagnóstico/manutenção; Interação com o condutor para manutenção preventiva periódica; Realidade
aumentada
Inovações Tecnológicas de produto que poderão se difundir no Brasil nos próximos 5 e 10 anos:
Equipamentos de Scanner; Sistemas de medição por ultrassom; Sistemas de medição óptica;
Monitoramento do desempenho e da condição de veículos automotores; Sistemas de rastreabilidade da
manutenção; Plásticos biodegradáveis; Células de baterias; Sistemas de injeção direta de combustível;
Novas tecnologias de motores sobrealimentados; Novas tecnologias de conectividades. (big data,
infotainment, etc.).; Novas tecnologias de multiplexagem; Novos sistemas de segurança (ex: Detector de
fadiga, detector de pedestres, controle de aproximação).; Veículos híbridos / elétrico; Novas tecnologias de
sistemas de transmissão. (Automática, automatizada, CVT, dupla embreagem, etc..).; Sistema de navegação
com racionalização de rotas. Componentes de controle eletrônico (ex: estabilidade, tração e etc.).
Tecnologias para conexão entre todos os acessórios de forma sistêmica; Sistema de pós-tratamento de
gases do escape. (linha Diesel). Sistema de sinalização de emergência em situações de pânico (ex:
diferenciação de níveis de frenagem)
Mudanças na educação profissional: Atualização técnica permanente do corpo docente; Formação para a
competência; Atualizações relativas aos sistemas de gestão da qualidade, saúde, segurança e meio
ambiente; Organização e métodos de trabalho; Uso de softwares e aplicativos; Comunicação profissional,
oral e escrita; Desenvolvimento de qualidades pessoais (ética, atitudes e comportamento); Novas
tecnologias aplicadas à manutenção automotiva; Leitura técnica (Língua estrangeira); Uso de ambientes
virtuais de aprendizagem; Infraestrutura física em conformidade com as novas tecnologias; Realidade
aumentada; Gameficação. Currículos adequados às condições de aprendizagem dos alunos
Mudanças na Legislação: Legislação Trabalhista (CLT): Legislação do aprendiz; Direitos e deveres
pertinentes à função; Fim da insalubridade; Contratação temporária; Terceirização de serviços
Mudanças na Legislação: Meio ambiente: ISO 14000; ISO 14001; Certificação OHSAS / ISO 18001; Lei dos
Resíduos Sólidos 12.305/2010. (Política Nacional dos Resíduos Sólidos); Resoluções do CONAMA
Mudanças na Legislação:Normas de gestão: ISO 9001; ISO TS 16949 (Sistema de Gestão para Indústria
Automotiva); ISO 55000 (Gestão de Ativos
Mudanças na Legislação:Normas de segurança: OHSAS / ISO 18001: referente à Gestão de Saúde e
Segurança Ocupacional; NBR Brigada de Incêndio; NR 17: referente à ergonomia; NBR 5413: referente à
iluminação, NR 12 – Segurança na Operação de Máquinas e Equipamentos; NR 10 – Segurança em
Instalações e Serviços em Eletricidade; NR 11 - Segurança na Movimentação de Cargas; NR 20 – Líquidos e
Combustíveis Inflamáveis; NR 13 – Vasos de pressão e caldeiras; Resoluções do CONTRAN
Mudanças na Legislação: Normas Técnicas: NBR 14481:2008 – Diagnóstico e manutenção em motores ciclo
Otto; NBR 14482:2000 – Substituição de bateria de partida; NBR 14752:2001 – Bomba elétrica de
combustível – Ensaios de manutenção; NBR 14753:2001 – Válvula injetora – Ensaios de manutenção; NBR
14754:2001 – Sensor de oxigênio – Ensaios de manutenção; NBR 14755:2001 – Sensor de massa de ar –
Ensaios de manutenção; NBR 14778:2001 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em sistema
de freios; NBR 14779:2001 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em sistema de direção;
NBR 14780:2001 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em sistema de suspensão; NBR
14781:2001 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em sistema de exaustão; NBR 14828:2002
– Procedimento de segurança para manutenção em veículos equipados com bolsa inflável (air bag); NBR
14843:2002 – Regulador de pressão de combustível – Ensaio; NBR 14845:2002 – Motor de partida –
Ensaio; NBR 14846:2002 – Alternador e regulador de tensão – Ensaio; NBR 14889:2002 – Versão
Corrigida: 2003 – Inspeção, diagnóstico, reparação e/ou substituição em regulagem de motores ciclo Diesel.
NBR 14040-1 a 12:1998 – Inspeção de segurança veicular de veículos leves e pesados
Mudanças nas atividades profissionais (Novas responsabilidades que o Mecânico de Veículos Leves poderá
assumir caso os fatores tecnológicos, organizacionais e econômicos se confirmem): Exercer, com visão
sistêmica, múltiplas funções, cumprindo os aspectos ambientais, sociais e de segurança.
Autodesenvolvimento e atualização tecnológica. Tomar decisões no âmbito de suas responsabilidades; Ter
postura proativa e resiliente; Utilizar softwares e aplicativos específicos ou direcionados aos processos de
manutenção automotiva. Integrar as novas tecnologias às rotinas de trabalho
173
Mudanças nos fatores tecnológicos, organizacionais e econômicos: Inovações tecnológicas aplicadas ao
segmento automotivo, inclusive sistemas embarcados; Máquinas e equipamentos com tecnologia digital e
virtual; Novas tecnologias dos processos de fabricação; Novas tecnologias de acesso à informação; Uso de
novos materiais e insumos em geral; Exigências no atendimento às normas e regulamentações,
especialmente as de segurança e de meio ambiente; Novas ferramentas da qualidade e de gestão; Adesão
à produção com tecnologias limpas; Gestão de ativos aplicados à manutenção automotiva; Globalização do
mercado de trabalho; Aumento da concorrência; Terceirização de serviços; Mídias sociais
Novas técnicas de controle de qualidade e inspeção poderão se difundir no setor, no Brasil, nos próximos 5 e
10 anos: Monitoramento do desempenho e da condição de veículos automotores; Sistemas de
rastreabilidade da manutenção; Programas para análise veicular à distância Procedimentos de autoteste
para verificação de falhas antes do início de uma viagem; Sistemas para autodiagnóstico do veículo

Formação Profissional Relacionada à Ocupação

Aperfeiçoamento em novas tecnologias


Aperfeiçoamento em transmissão automática
Aperfeiçoamento em customização (de suspensão de veículos, motores, injeção programável, transmissão,
pintura personalizada
Aperfeiçoamento em repintura automotiva
Aperfeiçoamento em soldagem automotiva
Aperfeiçoamento profissional em gestão
Bacharelado em engenharia de materiais
Bacharelado em engenharia de produção mecânica
Bacharelado em engenharia mecânica
Bacharelado em engenharia mecânica automotiva
Bacharelado em engenharia mecatrônica
Bacharelado em engenharia metalúrgica
Superior de Tecnologia em Sistemas Automotivos
Superior em tecnologia mecânica
Técnico em Manutenção Automotiva

Indicação de Conhecimentos Referentes ao Perfil Profissional

Conhecimentos
Diagnóstico de anomalias em
sistemas de freios, suspensão e
direção de veículos pesados
rodoviários
Desenho Técnico Aplicado
Processos de Manutenção de
Sistemas de Freios de veículos
pesados rodoviários
Ferramentas de qualidade aplicadas
a diagnóstico
Saúde, Segurança e Meio Ambiente
174
UC1 : Realizar a manutenção dos sistemas de freios, suspensão e Materiais de Construção Automotiva
direção, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de Processos de Manutenção de
qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente Sistemas de Direção de veículos
pesados rodoviários
Elementos de Máquinas
Ferramentas, Equipamentos e
Instrumentos empregados na
manutenção automotiva
Metrologia
Matemática Aplicada
Processos de Manutenção de
Sistemas de Suspensão de veículos
pesados rodoviários

Conhecimentos
Metrologia
Interferências do sistema de
transmissão de veículos pesados
rodoviários com outros sistemas do
veículo
Materiais de Construção Automotiva
Saúde, Segurança e Meio Ambiente
Desenho Técnico Aplicado
UC2 : Realizar a manutenção dos sistemas de transmissão manual e Ferramentas, Equipamentos e
automatizada de veículos leves, considerando as normas, padrões e Instrumentos empregados na
requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio manutenção automotiva
ambiente Diagnóstico de anomalias em
sistemas de transmissão de veículos
pesados rodoviários
Elementos de Máquinas
Matemática Aplicada
Processos de Manutenção de
Sistemas de Transmissão de
veículos pesados rodoviários
Ferramentas de qualidade aplicadas
a diagnóstico

Conhecimentos
Processos de manutenção de
motores ciclo Otto e seus sistemas
Diagnóstico de anomalias em
motores ciclo Otto e seus sistemas
Ferramentas, Equipamentos e
Instrumentos empregados na
manutenção automotiva
UC3 : Realizar a manutenção de motores ciclo Otto e seus sistemas,
Elementos de Máquinas
considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de
Ferramentas de qualidade aplicadas
qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente
a diagnóstico

175
Funcionamento de motores ciclo
Otto
Matemática Aplicada
Materiais de Construção Automotiv
Metrologia
Saúde, Segurança e Meio Ambiente
Desenho Técnico Aplicado

Conhecimentos
Características, funcionamento e
componentes do sistema de carga e
partida
Inter-relações e interdependência
entre sistemas de carga e partida
UC4 : Realizar a manutenção dos sistemas de carga e partida,
com outros sistemas do veículo
considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de
Processos de manutenção de
qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente
sistemas de carga
Diagnóstico de anomalias em
sistemas de carga e partida
Processos de manutenção de
sistemas de partida

Conhecimentos
Processos de manutenção de
sistemas de iluminação
Inter-relações e interdependência
entre sistemas de sinalização e
iluminação com outros sistemas do
UC5 : Realizar a manutenção dos sistemas de sinalização e veículo
iluminação, considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, Diagnóstico de anomalias em
de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente sistemas de sinalização e
iluminação
Características, funcionamento e
componentes do sistema de
sinalização e iluminação
Processos de manutenção de
sistemas de sinalização

Conhecimentos
Diagnóstico de anomalias em
sistemas de segurança, conforto e
entretenimento
Inter-relações e interdependência
entre sistemas de segurança,
conforto e entretenimento com outros
sistemas do veículo
Processos de manutenção de

176
UC6 : Realizar a manutenção dos sistemas de segurança, conforto e sistemas de conforto
entretenimento, considerando as normas, padrões e requisitos Processos de manutenção de
técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente sistemas de segurança
Características, funcionamento e
componentes do sistema de
segurança, conforto e entretenimento
Processos de manutenção de
sistemas de entretenimento

Identificação das Ocupações Intermediárias

OCUPAÇÃO Eletricista Veicular

CBO 953115

Competência Geral:

Realizar a manutenção dos sistemas eletroeletrônicos de veículos, considerando as normas, padrões e


requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

OCUPAÇÃO Mecânico de Freios, Suspensão e Direção

CBO 914405

Competência Geral:

Realizar a manutenção dos sistemas de freios, suspensão e direção, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Unidades de Competência que agrupa:

U.C.1:

Realizar a manutenção dos sistemas de freios, suspensão e direção, considerando as normas,


padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

OCUPAÇÃO Mecânico de Transmissão Manual e Automatizada de Veículos Leves

CBO 914405

Competência Geral:
177
Realizar a manutenção dos sistemas de transmissão manual e automatizada de veículos leves, considerando
as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Unidades de Competência que agrupa:

U.C.2:

Realizar a manutenção dos sistemas de transmissão manual e automatizada de veículos leves,


considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de
meio ambiente

OCUPAÇÃO Mecânico de Motores Ciclo Otto

CBO 914405

Competência Geral:

Realizar a manutenção de motores ciclo Otto e seus sistemas, considerando as normas, padrões e requisitos
técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

178
3.2 Desenho curricular
Resumo da Organização Curricular

Carga Horária
Módulos Unidades Curriculares Carga Horária
do Módulo

FUNDAMENTOS DA MANUTENÇÃO
48 h
AUTOMOTIVA

BÁSICO 68 h
FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO E DA
INFORMÁTICA APLICADOS À MANUTENÇÃO 20 h
AUTOMOTIVA

MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE VEÍCULOS


INTRODUTÓRIO 72 h 72 h
AUTOMOTORES

MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO


32 h
E ILUMINAÇÃO

MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE SEGURANÇA,


ESPECÍFICO I 60 h 124 h
CONFORTO E ENTRETENIMENTO

MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE CARGA E


32 h
PARTIDA

MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE FREIOS,


ESPECÍFICO II 60 h 60 h
SUSPENSÃO E DIREÇÃO DE VEÍCULOS LEVES

MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE
ESPECÍFICO III 60 h 60 h
TRANSMISSÃO DE VEÍCULOS LEVES

ESPECÍFICO IV MANUTENÇÃO DE MOTORES CICLO OTTO 120 h 120 h

TOTAL 504h

179
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: BÁSICO

Perfil Profissional: MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

Unidade Curricular: FUNDAMENTOS DA MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA

Carga Horária: 48h

Unidades de Competência:

Objetivo Geral: Fortalecer os fundamentos técnicos e científicos que dão sustentação ou que se apresentam
como pré-requisito para o desenvolvimento das competências técnicas específicas dos profissionais que
atuam nas diferentes demandas da manutenção automotiva

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Competência Padrão de Desempenho Capacidades Técnicas Conhecimentos

Capacidades Técnicas

Fundamentos Técnicos Científicos

Reconhecer materiais empregados em processos construtivos de sistemas automotivos,


suas características essenciais e comportamentos
Reconhecer tipos, características, aplicações genéricas e formas de uso de ferramentas,
equipamentos e instrumentos empregados em diferentes processos de manutenção
automotiva
Reconhecer diferentes tipos de elementos de máquinas empregados em sistemas
automotivos, suas características e funções
Reconhecer grandezas, unidades de medida e instrumentos de medição utilizados em
processos de manutenção automotiva (metrologia)
Interpretar os elementos básicos e essenciais que constituem os desenhos técnicos
utilizados em diferentes tipos de documentos da área automotiva
Reconhecer os fundamentos da matemática aplicáveis à manutenção automotiva,
considerando operações básicas, frações, razão, proporção, porcentagem, geometria,
potenciação e radiciação
Definir soluções a partir da análise crítica de situações diversas relacionadas à área
automotiva, considerando encadeamento lógico e fatos, fluxogramas e análise de causa
e efeito
Reconhecer as diferentes categorias de resíduos gerados em ambientes de reparação
automotiva, bem como os critérios para sua segregação e destinação
Reconhecer situações de risco e formas de proteção do trabalhador em ambientes
laborais
Reconhecer modelos de veículos a partir de seus códigos de identificação

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Sociais

180
Demonstrar espírito colaborativo em atividades coletivas
Reconhecer os pressupostos que fundamentam e orientam comportamentos éticos nas
relações interpessoais, assim como os impactos da falta de ética no trabalho em
equipe

Capacidades Organizativas

Integrar os princípios da qualidade às atividades sob a sua responsabilidade


Reconhecer situações de risco à saúde e segurança do trabalhador e as diferentes
formas de proteção a esses riscos
Aplicar os princípios de organização nas rotinas de trabalho e nos compromissos
pessoais

Capacidades Metodológicas

Reconhecer a iniciativa como característica fundamental e requisito de um bom


profissional

181
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Biblioteca
Laboratório de Informática
Ambientes Pedagógicos Laboratório de Metrologia
Laboratório Automotivo
Sala de aula

Instrumentos de metrologia
Ferramentas manuais de uso geral na manutenção automotiva: manuais,
Máquinas, Equipamentos, de elevação, de desmontagem e montagem de medição
Instrumentos e Ferramentas Bancada com morsa
Instrumentos de desenho
Kit multimídia

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9394/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

182
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: BÁSICO

Perfil Profissional: MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

Unidade Curricular: FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO E DA INFORMÁTICA APLICADOS À


MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA

Carga Horária: 20h

Unidades de Competência:

Objetivo Geral: Fortalecer os fundamentos técnicos e científicos relacionados à comunicação oral e escrita, à
interpretação e à informática, considerando a sua relevância para o desenvolvimento das competências
técnicas específicas dos profissionais que atuam nas diferentes demandas da manutenção automotiva

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Competência Padrão de Desempenho Capacidades Técnicas Conhecimentos

Capacidades Técnicas

Fundamentos Técnicos Científicos

Reconhecer os princípios, elementos e fatores que impactam a clareza e a objetividade


da comunicação oral
Interpretar terminologias, informações e referências contidas em diferentes tipos de
textos relacionados à área automotiva
Reconhecer os requisitos de uso dos softwares e aplicativos básicos dedicados ao
registro de informações e a pesquisas relacionadas a serviços de manutenção
automotiva
Reconhecer ferramentas básicas da qualidade, suas características e finalidades
Reconhecer os princípios da linguagem culta que impactam a clareza e a objetividade da
comunicação escrita
Reconhecer os princípios que orientam a realização de pesquisas bibliográficas, em
publicações eletrônicas e de campo

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Metodológicas

Reconhecer situações de risco à saúde e segurança do trabalhador e as diferentes


formas de proteção a esses riscos
Reconhecer a iniciativa como característica fundamental e requisito de um bom
profissional
Integrar os princípios da qualidade às atividades sob a sua responsabilidade

Capacidades Organizativas

Aplicar os princípios de organização do trabalho estabelecidos ao planejamento e ao


exercício de suas atividades profissionais
183
Demonstrar espírito colaborativo em atividades coletivas

Capacidades Sociais

Reconhecer os pressupostos que fundamentam e orientam comportamentos éticos nas


relações interpessoais, assim como os impactos da falta de ética no trabalho em
equipe

184
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Biblioteca
Ambientes Pedagógicos Sala de aula
laboratório de informática

Catálogos
Livros
Manuais
Material Didático
Revistas
Materiais de apoio pedagógico
Normas

Computadores
Máquinas, Equipamentos,
Softwares (sistema operacional, pacote Office, softwares específicos)
Instrumentos e Ferramentas
Projetor multimídia

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso.

185
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: INTRODUTÓRIO

Perfil Profissional: MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE VEÍCULOS AUTOMOTORES

Carga Horária: 72h

Unidades de Competência:

Objetivo Geral: Iniciar o aluno na área de formação por intermédio desenvolvimento de fundamentos técnicos e
científicos que permitam a realização de atividades básicas de revisão e manutenção preventiva de veículos
automotores (veículos leves, pesados rodoviários e motocicletas), considerando sistemas mecânicos e
elétricos

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Competência Padrão de Desempenho Capacidades Técnicas Conhecimentos

Capacidades Técnicas

Fundamentos Técnicos Científicos

Campo de Responsabilidades: Reconhecer as responsabilidades técnicas por


problemas identificados em manutenções preventivas básicas, tendo em vista a
orientação do proprietário e/ou o encaminhamento do veículo para serviços
especializados de manutenção
Campo de Responsabilidades: Reconhecer os limites de responsabilidades dos
profissionais que realizam serviços básicos de revisão preventiva em veículos
automotores (leves, pesados e motocicletas)
Estrutura Geral de Veículos: Reconhecer as diferenças entre os sistemas mecânicos e
eletroeletrônicos constitutivos de veículos leves, pesados e motocicletas
Estrutura Geral de Veículos: Reconhecer diferentes tipos, modelos e características de
veículos automotores leves, pesados rodoviários e motocicletas
Plano de Manutenção: Interpretar planos de manutenção, manual de garantia,
procedimentos e check-list de revisões quanto ao roteiro de processo, requisitos e ações
a serem executadas nos serviços de manutenção preventiva básica de veículos
automotores
Fundamentos Mecânicos Automotivos: Reconhecer os fundamentos da física que se
aplicam ao funcionamento de sistemas mecânicos automotivos
Fundamentos de Eletricidade Automotiva: Reconhecer os fundamentos da física que se
aplicam ao funcionamento de sistemas eletroeletrônicos automotivos
Fundamentos de Eletricidade Automotiva: Interpretar esquemas elétricos básicos
aplicáveis a sistemas automotivos
Proteção de Veículos para a Manutenção: Reconhecer processos e procedimentos de
proteção de veículos antes da intervenção de manutenção
Fluidos e Lubrificantes: Reconhecer os requisitos técnicos e operacionais a serem
considerados na execução de serviços troca de fluidos e lubrificantes em diferentes
sistemas automotivos

186
Fluidos e Lubrificantes: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em
processos de substituição de fluidos e lubrificantes em veículos automotores
Fluidos e Lubrificantes: Classificar fluidos e lubrificantes empregados na manutenção
automotiva, considerando suas características, funções e tipo de sistemas do veículo a
que se destinam
Aditivos: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação e substituição de aditivos em veículos automotores
Aditivos: Reconhecer tipos, características, classificações, proporções de diluição e
procedimentos de troca de aditivos em líquidos de arrefecimento
Combustíveis: Classificar combustíveis com referência na sua composição química,
índice de diluição, índice de octano e cetano e suas finalidades
Filtros: Reconhecer os requisitos técnicos, procedimentos e cuidados a serem tomados
na substituição de filtros automotivos
Filtros: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação e substituição de filtros em veículos automotores
Filtros: Classificar filtros utilizados em diferentes sistemas automotivos, considerando
seus tipos, características e funções no regular funcionamento dos veículos automotores
Freios: Avaliar a integridade e as condições de funcionamento de componentes
constitutivos dos sistemas de freios automotivos
Freios: Reconhecer requisitos técnicos, procedimentos e tecnologias empregadas na
substituição e ajustes de componentes de sistemas de freios, considerando pastilhas,
lonas, sapatas e discos
Freios: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação e substituição de componentes de freios em veículos automotores
Freios: Reconhecer os diferentes sistemas de freios, suas características, componentes
e princípios de funcionamento
Sistemas Elétricos: Reconhecer procedimentos e tecnologias empregadas na
substituição de componentes de sistemas elétricos automotivos, considerando lâmpadas
e fusíveis
Sistemas Elétricos: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos
de verificação e substituição de lâmpadas e fusíveis em sistemas elétricos de veículos
automotores
Sistemas Elétricos: Identificar componentes de sistemas elétricos automotivos, suas
características, funções e requisitos de funcionamento
Limpador de para-brisa: Analisar a integridade e as condições de funcionalidade de
limpadores e lavadores de para-brisa
Indicadores de advertência de painel: Reconhecer tecnologias e procedimentos
empregados na reprogramação de indicadores de advertência relativos à manutenção
Indicadores de advertência de painel: Interpretar indicadores de advertência de painéis
automotivos, considerando os sistemas a eles associados e seus significados
Suspensão e Direção: Reconhecer tecnologias e requisitos técnicos a serem
considerados no reaperto de componentes de sistemas de suspensão e direção
Suspensão e Direção: Selecionar pneus com referência nas suas especificações
técnicas e requisitos do veículo
Suspensão e Direção: Analisar a integridade e as condições de calibração de pneus
com referência nas especificações técnicas e requisitos do veículo
Suspensão e Direção: Reconhecer tecnologias, requisitos técnicos e procedimentos de
remoção e instalação de rodas em veículos automotores
Suspensão e Direção: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em
processos de verificação e substituição de componentes de suspensão e direção em
veículos automotores
187
Suspensão e Direção: Identificar folgas em componentes de sistemas de suspensão e
direção, considerando as especificações técnicas e os respectivos parâmetros de
funcionamento
Transmissão: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação e substituição de componentes de transmissão em veículos automotores
Transmissão: Reconhecer procedimentos de ajuste preventivo de componentes de
transmissão de veículos
Motores: Identificar possíveis anomalias em motores com referência nas características
de funcionamento e estado dos mesmos, tendo em vista o encaminhamento a serviços
especializados de manutenção
Motores: Identificar riscos à segurança e ambientais presentes em processos de
verificação, substituição e ajustes de velas em motores de veículos automotores
Motores: Reconhecer padrões e procedimentos de análise qualitativa, substituição e
ajuste de velas e válvulas em motores automotivos
Condições gerais de veículos: Analisar as condições gerais de veículos automotores,
considerando componentes de funilaria, pintura, tapeçaria, conforto, conveniência,
segurança
Registros: Reconhecer padrões, procedimentos e recursos empregados no registro de
informações e controles relativos a serviços de manutenção preventiva básica de veículos
automotores

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Aplicar os princípios de organização do trabalho estabelecidos no planejamento e no


exercício de suas atividades profissionais
Reconhecer o papel do trabalhador no atendimento dos princípios da qualidade e no
cumprimento das normas ambientais, de saúde e segurança

Capacidades Sociais

Reconhecer os diferentes comportamentos das pessoas nos grupos e equipes


Avaliar o próprio comportamento a partir de referenciais éticos, considerando
convenções sociais, códigos de conduta ou outros referenciais do comportamento ético
Analisar cenários, identificando a presença e/ou a ausência de atitudes éticas por parte
dos atores envolvidos

Capacidades Metodológicas

Avaliar cenários com vistas à tomada de decisões dentro do âmbito de suas


responsabilidades
Aplicar os princípios da Gestão da Qualidade nas suas rotinas de trabalho
Identificar, diante das necessidades do cliente, as melhores técnicas de atendimento às
suas necessidades

188
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Laboratório de Informática
Biblioteca
Ambientes Pedagógicos
Laboratório Automotivo
Sala de aula

Produtos para limpeza


Manuais e literaturas técnicas
Veículos
Capas de proteção
Material Didático
Insumos de proteção
EPIs
EPCs
Insumos para manutenção

Regloscópio
Ferramentas convencionais
Ferramentas especiais para serviços mecânicos e elétricos de
manutenção preventiva
Instrumentos de medição – mecânicas e elétricas
Kit multimídia
Densímetro para eletrólito de baterias
Equipamento de sangria de freios
Máquinas, Equipamentos, Scanner automotivo
Instrumentos e Ferramentas Equipamento para elevação de veículos
Equipamento para troca de óleo (diferentes sistemas)
Equipamento de teste de fluido de freio
Bancada com Morsa
Equipamento de sustentação de veículos
Refratômetro
Kit de provetas, densímetros e termômetros para teste de combustíveis
Lavadora de peças
Coletor de óleo

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

189
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO I

Perfil Profissional: MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO E ILUMINAÇÃO

Carga Horária: 32h

Unidades de Competência:

UC5 : Realizar a manutenção dos sistemas de sinalização e iluminação, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para
a execução de serviços de manutenção em sistemas de sinalização e iluminação, considerando diagnóstico,
reparação, substituição, instalação, teste e atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

5 .1 Encerrar 5.1 .1
- Interpretar os
o processo Reorganizando o 1. MANUTENÇÃO DE
procedimentos e normas que
de local de trabalho nas estabelecem as condições SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO
manutenção condições e padrão para a reorganização do E ILUMINAÇÃO
estabelecido 1.1 Tipos e características
local de trabalho
dos sistemas de
sinalização e iluminação
1.1.1 Tipos de
5.1 .2 Efetuando os alimentação (12v e
- Reconhecer padrões,
registros relativos 24v)
processos, normas e
às manutenções 1.1.2 Tipos de
procedimentos adotados
realizadas sinais (sonoro,
pelas empresas para a
visual, ...)
realização de registros de
1.1.3 Tipos de
manutenções realizadas
iluminação
- Selecionar os dados e 1.2 Componentes:
informações relevantes que Lâmpadas, condutores,
informam sobre o LEDs, reatores, buzinas,
atendimento ao cliente, as faróis, sinaleiras
manutenções realizadas e 1.3 Funcionamento
termos da garantia 1.3.1 Do sistema de
sinalização
- Interpretar os 1.3.2 Do sistema de
procedimentos da empresa Iluminação
quanto aos requisitos a 1.3.3 Dos sistemas
serem considerados e de gerenciamento
atendidos no processo de de sinalização e
entrega técnica do veículo iluminação
1.3.4 Das redes de
comunicação

190
aplicadas a
sistemas de
sinalização e
5 .2 Testar 5.2 .1 Utilizando as
- Reconhecer as ferramentas iluminação
componentes ferramentas e
e equipamentos específicos 1.4 Documentação
e sistemas equipamentos empregados na realização técnica: catálogos,
indicados para o
de testes de componentes e manuais, tabela de tempo
processo em
sistemas, suas padrão de serviços,
questão características essenciais, boletins técnicos, normas,
funções, formas de uso e legislação
significado de medições 1.5 Segurança em
realizadas manutenção de sistemas
de sinalização e
iluminação
1.5.1 Riscos
5.2 .2 Seguindo os - Interpretar os manuais dos 1.5.2 EPIs e EPCs
requisitos técnicos,
fabricantes, as normas e 1.5.3
procedimentos e
demais referências técnicas Procedimentos e
normas aplicáveis que orientam a realização de normas
ao processo testes nos sistemas 1.6 Segregação e
destinação de resíduos
gerados em processos de
manutenção de sistemas
5.2 .3 Simulando o
- Analisar as características de sinalização e
comportamento do
de comportamento dos iluminação
sistema em questão sistemas por ocasião dos 1.7 Diagnóstico de
com referência nas
testes e simulações à luz das anomalias em sistemas
informações
informações prestadas pelo de sinalização e
prestadas pelo cliente e referências técnicas iluminação
cliente pertinentes 1.7.1 Identificação
do veículo
1.7.2 Coleta de
dados
5.2 .4 Atendendo os
- Reconhecer os tipos, 1.7.3
requisitos de
características e funções dos Procedimentos de
segurança equipamentos de proteção diagnóstico:
indicados para o coletiva empregados em fluxogramas de
processo
processos de teste de diagnóstico,
componentes e sistemas inspeções, testes e
simulações, análise
- Interpretar os
de variáveis
procedimentos de segurança
1.7.4 Equipamentos,
quanto aos requisitos a
ferramentas e
serem observados no uso de
instrumentos de
ferramentas e equipamentos
diagnóstico em
empregados nas atividades
sistemas de
de teste de componentes e
sinalização e
sistemas
iluminação: tipos,
características,
funções, formas de
uso, conservação,
191
5 .3 Executar 5.3 .1 Realizando a - Selecionar as ferramentas calibração
a remoção dos (universais e especiais) para 1.7.5
substituição componentes em a remoção em questão com Procedimentos de
e a instalação conformidade com base nas indicações do diagnóstico no
de os requisitos respectivo manual sistema de
componentes técnicos, tempos e gerenciamento
procedimentos - Interpretar a literatura eletrônico
operacionais técnica e as normas 1.7.6
estabelecidos correspondentes quanto aos Procedimentos de
procedimentos de remoção e diagnóstico em
formas de uso das sistemas de redes
ferramentas a serem de comunicação
observados no processo aplicadas a
sistemas de
- Selecionar as ferramentas
sinalização e
(universais e especiais) para
iluminação
a montagem/instalação em
1.8 Reparação de
questão com base nas
Sistemas de sinalização e
indicações do respectivo
iluminação
manual
1.8.1 Equipamentos,
- Interpretar a literatura ferramentas e
técnica e as normas instrumentos de
correspondentes quanto aos reparação: tipos,
procedimentos de características,
montagem/instalação e funções, formas de
formas de uso das uso, conservação,
ferramentas a serem calibração
observados no processo 1.8.2 Materiais e
insumos para
reparação de
sistemas de
5.3 .2 Selecionando - Identificar, nos respectivos sinalização e
o novo componente iluminação: tipos,
catálogos, as referências
com referência nas características,
técnicas a serem
suas especificações consideradas na seleção dos aplicações,
técnicas, tipo e novos componentes dos requisitos/condições
modelo do veículo e de uso
sistemas
recomendações do 1.8.3 Processos e
fabricante operações de
reparação de
5.3 .3 Ajustando o sistemas de
- Interpretar o manual do
sistema com fabricante quanto aos sinalização e
referência nas suas iluminação:
requisitos a serem atendidos
especificações desmontagem,
nos diferentes ajustes
técnicas, tipo e requeridos pelo sistema montagem e ajustes
modelo do veículo e 1.8.4 Tempo de
recomendações do - Reconhecer as reparo
fabricante características, funções, 1.8.5 Processos e
formas de uso e significado operações de
dos dados gerados pelos reparação no
instrumentos de medição e sistema de
192
equipamentos de gerenciamento
diagnóstico empregados nos eletrônico
diferentes processos de 1.8.6 Processos e
ajuste dos sistemas operações de
reparação em
sistemas de redes
de comunicação
5.3 .4 Atendendo os
- Reconhecer os tipos, aplicadas a
requisitos de características e funções dos sistemas de
segurança equipamentos de proteção sinalização e
indicados para o
coletiva empregados em iluminação
processo
processos de substituição de 1.9 Substituição de
componentes Componentes de
Sistemas de sinalização e
- Interpretar os
iluminação
procedimentos de segurança
1.9.1 Ferramentas
quanto aos requisitos a
universais e
serem observados no uso de
especiais para
ferramentas e equipamentos
remoção, montagem
empregados nas atividades
e ajustes: tipos,
de substituição de
características,
componentes
aplicações, formas
- Selecionar os de uso, conservação
equipamentos de proteção 1.10 Controle de
individual de acordo com os qualidade pós-
riscos presentes nos manutenção do sistema
processos de substituição de de sinalização e
componentes iluminação
1.10.1 Simulações
de comportamento
dos sistemas:
equipamentos de
5.3 .5 Destinando - Interpretar os requisitos das diagnose; teste de
os resíduos gerados normas e procedimentos que
eficiência
no processo em
estabelecem as condições 1.11 Instalação de
conformidade com
para a destinação de componentes e
as normas e resíduos gerados em acessórios dos sistemas
procedimentos
processos de substituição de de sinalização e
estabelecidos
componentes iluminação
2. INTERFERÊNCIAS DOS
SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO
E ILUMINAÇÃO EM OUTROS
5 .4 Reparar 5.4 .1 Utilizando os
- Identificar, no manual de SISTEMAS DO VEÍCULO
sistemas recursos materiais e reparação, os materiais,
3. ENCERRAMENTO DE
tecnológicos
ferramentas, equipamentos e SERVIÇOS DE
requeridos pelo
instrumentos a serem MANUTENÇÃO EM SISTEMAS
processo utilizados na reparação do DE SINALIZAÇÃO E
respectivo sistema ILUMINAÇÃO
3.1 Reorganização de
- Interpretar os
locais de trabalho:
procedimentos que
Ferramentas da
193
estabelecem as condições Qualidade
de utilização dos recursos 3.2 Registros da
materiais e tecnológicos manutenção: registro de
serviços realizados;
registro de peças
5.4 .2 Seguindo os substituídas
- Interpretar as normas, os
requisitos técnicos, 3.3 Entrega técnica de
procedimentos técnicos, os
procedimentos, veículos: informações de
manuais dos fabricantes e o
tempos e normas serviços realizados,
Tempo de Reparo Padrão
aplicáveis à peças substituídas e
que estabelecem os
reparação em recomendações técnicas
requisitos para a execução
questão 4. ATITUDES E
dos serviços de reparação
COMPORTAMENTO ÉTICO NA
dos respectivos sistemas
MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA
4.1 Código de ética
profissional
5. VIRTUDES PROFISSIONAIS
5.4 .3 Atendendo os - Interpretar os
requisitos de NA MANUTENÇÃO
procedimentos de segurança
segurança AUTOMOTIVA - CONCEITOS E
quanto aos requisitos a VALOR
indicados para o serem observados no uso de
5.1 Responsabilidade
processo ferramentas e equipamentos
5.2 Iniciativa
empregados nas atividades 5.3 Honestidade
de reparação 5.4 Sigilo
- Selecionar os 5.5 Prudência
equipamentos de proteção 5.6 Imparcialidade
6. A RELAÇÃO DO
individual de acordo com os
PROFISSIONAL COM O SEU
riscos presentes nos
processos de reparação LÍDER
7. A RESILIÊNCIA NO
- Reconhecer os tipos, TRABALHO
características e funções dos 7.1 Como lidar com
equipamentos de proteção pressão, situações de
coletiva empregados em tensão e stress no
processos de reparação trabalho
8. TRABALHO EM EQUIPE
- Selecionar os 8.1 Autonomia e limites no
equipamentos de proteção trabalho em equipe
individual de acordo com os
riscos presentes nos
processos de teste de
componentes e sistemas

5.4 .4 Destinando - Interpretar os requisitos das


os resíduos gerados
normas e procedimentos que
no processo em
estabelecem as condições
conformidade com para a destinação de
as normas e
resíduos gerados em
procedimentos
processos de reparação

194
estabelecidos

5 .5 5.5 .1 Considerando
- Interpretar as informações
Diagnosticar as informações
fornecidas pelo cliente
falhas nos fornecidas pelo quanto às possíveis
sistemas e cliente
anomalias apresentadas
seus
pelo veículo e que possam
componentes levar a um diagnóstico

5.5 .2 Considerando - Interpretar as informações


as informações
contidas na ordem de serviço
contidas na ordem
quanto às características da
de serviço anomalia apresentada pelo
veículo

5.5 .3 Realizando a
- Identificar, nos
proteção das
procedimentos da empresa,
estruturas internas e os requisitos a serem
externas do veículo
considerados e atendidos na
que não são objeto
proteção do veículo antes do
de intervenção em início do processo de
conformidade com o diagnóstico
padrão
estabelecido

5.5 .4 Acessando os
- Interpretar os manuais
componentes e
técnicos quanto às ações a
seus sistemas pelos serem executadas, meios a
métodos e meios
serem utilizados e requisitos
tecnicamente
técnicos a serem atendidos
indicados para o nos procedimentos de
processo acesso a componentes dos
sistemas

- Selecionar os
equipamentos, instrumentos
e ferramentas indicados para
o acesso aos componentes
do sistema em questão,
considerando suas
características e funções

195
5.5 .5 Efetuando - Interpretar os
inspeções, procedimentos, normas e
simulações e testes demais referências técnicas
de acordo com as a serem considerados na
características do inspeção, simulação e teste
sistema e dos sistemas
tecnologias
indicadas para o - Reconhecer os princípios
diagnóstico em de funcionamento dos
questão sistemas e as
especificidades técnicas
(parâmetros, valores de
referência, ...) a serem
observadas na análise
diagnóstica dos mesmos

- Definir, quando for o caso,


fluxogramas para a
realização de inspeções,
simulações e testes dos
sistemas

- Avaliar as grandezas e
padrões funcionais
encontrados nas inspeções,
simulações e testes à luz das
especificações do manual do
fabricante

- Reconhecer os tipos,
características, aplicações e
formas de uso dos
equipamentos, instrumentos
e ferramentas dedicados à
realização de inspeções,
simulações e testes dos
sistemas

5.5 .6 Atendendo os - Reconhecer os tipos,


requisitos de características e funções dos
segurança
equipamentos de proteção
indicados para o
coletiva empregados em
processo processos de diagnóstico

- Selecionar os
equipamentos de proteção
individual de acordo com os
riscos presentes nos
processos de diagnóstico

- Interpretar os

196
procedimentos de segurança
quanto aos requisitos a
serem observados no uso de
ferramentas e equipamentos
empregados nas atividades
de diagnóstico

Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais
estabelecidas
Aplicar os princípios, normas e procedimentos técnicos, de
saúde, segurança e meio ambiente às atividades sob a sua
responsabilidade

Capacidades Sociais

Reconhecer o seu papel como integrante de equipe nos


diferentes processos de trabalho, considerando seus pares e os
demais níveis hierárquicos
Apresentar postura ética

Capacidades Metodológicas

Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da


organização, considerando os impactos das suas atividades nos
resultados dos produtos e serviços da empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na
própria formação

197
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Laboratório de Automotiva
Sala de aula
Ambientes Pedagógicos
Biblioteca
Laboratório de informática

EPCs
Insumos para manutenção
Material Didático Produtos para limpeza
Manuais e literaturas técnicas
EPIs

Ferramentas especiais para sistemas de sinalização e iluminação


Instrumentos de medição – mecânicos e elétricos
Kit para reparo de chicotes e conectores elétricos
Kit multimídia
Kit didático de iluminação e sinalização
Scanner automotivo
Máquinas, Equipamentos,
Elevador de veículos
Instrumentos e Ferramentas
Regloscópio
Bancada com fonte de alimentação
Macaco Jacaré
Cavaletes de sustentação
Década resistiva
Ferramentas convencionais

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

198
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO I

Perfil Profissional: MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE SEGURANÇA, CONFORTO E ENTRETENIMENTO

Carga Horária: 60h

Unidades de Competência:

UC6 : Realizar a manutenção dos sistemas de segurança, conforto e entretenimento, considerando as normas,
padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Proporcionar o desenvolvimento das capacidades técnicas, sociais, metodológicas e


organizativas para realizar a manutenção e instalação de componentes dos sistemas de segurança, conforto e
entretenimento, considerando diagnóstico, reparação, substituição de componentes, testes e atividades
correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

6 .1 Encerrar 6.1 .1
- Interpretar os
o processo Reorganizando o 1. MANUTENÇÃO DO
procedimentos e normas que
de local de trabalho nas estabelecem as condições SISTEMA DE SEGURANÇA
manutenção condições e padrão para a reorganização do 1.1 Definições, tipos,
estabelecido características, funções e
local de trabalho
importância dos sistemas
de segurança
1.2 Componentes dos
6.1 .2 Efetuando os sistemas
- Selecionar os dados e
registros relativos 1.2.1 Air-bag
informações relevantes que
às manutenções 1.2.2 Cintos de
informam sobre o
realizadas segurança
atendimento ao cliente, as
1.2.3 Limpadores
manutenções realizadas e
de para-brisa
termos da garantia
1.2.4 Sensor de
- Reconhecer padrões, chuva
processos, normas e 1.3 Funcionamento
procedimentos adotados 1.3.1 Dos sistemas
pelas empresas para a de segurança
realização de registros de 1.3.2 Do sistema de
manutenções realizadas gerenciamento
eletrônico
1.3.3 Das redes
comunicação
aplicadas a
6.1 .3 Efetuando a sistemas de
- Interpretar os
entrega técnica do segurança
procedimentos da empresa
veículo em 1.4 Documentação
quanto aos requisitos a
conformidade com técnica: catálogos,
serem considerados e
199
as recomendações atendidos no processo de manuais, tabela de tempo
técnicas e padrão entrega técnica do veículo padrão de serviços,
estabelecido boletins técnicos, normas
1.5 Segurança em
manutenção de sistema
6 .2 Testar 6.2 .1 Utilizando as - Reconhecer as ferramentas de segurança
componentes ferramentas e 1.5.1 Riscos
e equipamentos específicos
e sistemas equipamentos 1.5.2 EPIs e EPCs
empregados na realização
indicados para o de testes de componentes e 1.5.3
processo em Procedimentos e
sistemas, suas
questão normas
características essenciais,
funções, formas de uso e 1.6 Segregação e
significado de medições destinação de resíduos
realizadas gerados em processos de
manutenção de sistema
de segurança
1.7 Diagnóstico de
6.2 .2 Seguindo os anomalias em sistema de
- Interpretar os manuais dos
requisitos técnicos, fabricantes, as normas e segurança
procedimentos e 1.7.1 Identificação
demais referências técnicas
normas aplicáveis do veículo
que orientam a realização de
ao processo testes nos sistemas 1.7.2 Coleta de
dados
1.7.3
Procedimentos de
6.2 .3 Simulando o - Analisar as características diagnóstico:
comportamento do fluxogramas de
de comportamento dos
sistema em questão diagnóstico,
sistemas por ocasião dos
com referência nas testes e simulações à luz das inspeções, testes e
informações simulações, análise
informações prestadas pelo
prestadas pelo de variáveis
cliente e referências técnicas
cliente pertinentes 1.7.4 Equipamentos,
ferramentas e
instrumentos de
diagnóstico em
6.2 .4 Atendendo os
- Interpretar os sistema de
requisitos de procedimentos de segurança segurança: tipos,
segurança quanto aos requisitos a características,
indicados para o
serem observados no uso de funções, formas de
processo
ferramentas e equipamentos uso, conservação,
empregados nas atividades calibração
de teste de componentes e 1.8 Reparação de
sistemas Sistema de Segurança
1.8.1 Equipamentos,
- Selecionar os
ferramentas e
equipamentos de proteção
instrumentos de
individual de acordo com os
reparação: tipos,
riscos presentes nos
características,
processos de teste de
funções, formas de
componentes e sistemas
uso, conservação,
- Reconhecer os tipos, calibração
200
características e funções dos 1.8.2 Materiais e
equipamentos de proteção insumos para
coletiva empregados em reparação de
processos de teste de sistemas de
componentes e sistemas segurança: tipos,
características,
aplicações,
requisitos/condições
6 .3 Executar 6.3 .1 Realizando a - Interpretar a literatura de uso
a remoção dos 1.8.3 Processos e
técnica e as normas
substituição componentes em operações de
correspondentes quanto aos
e a instalação conformidade com procedimentos de remoção e reparação de
de os requisitos formas de uso das sistemas de
componentes técnicos, tempos e segurança:
ferramentas a serem
procedimentos desmontagem,
observados no processo
operacionais montagem e ajustes
estabelecidos - Selecionar as ferramentas 1.8.4 Tempo de
(universais e especiais) para reparo
a remoção em questão com 1.9 Substituição de
base nas indicações do Componentes de Sistema
respectivo manual de Segurança
1.9.1 Ferramentas
universais e
especiais para
6.3 .2 Selecionando
- Identificar, nos respectivos remoção, montagem
o novo componente
catálogos, as referências e ajustes: tipos,
com referência nas técnicas a serem características,
suas especificações consideradas na seleção dos
aplicações, formas
técnicas, tipo e
novos componentes dos de uso, conservação
modelo do veículo e
sistemas 1.10 Controle de
recomendações do
qualidade pós-
fabricante
manutenção do sistema
de segurança
6.3 .3 Realizando a - Interpretar a literatura 1.10.1 Simulações
montagem dos
técnica e as normas de comportamento
componentes em
correspondentes quanto aos do sistema:
conformidade com procedimentos de equipamentos de
os requisitos montagem/instalação e diagnose; teste de
técnicos, tempos e
formas de uso das eficiência
procedimentos
ferramentas a serem 2. MANUTENÇÃO DE
operacionais observados no processo SISTEMAS DE CONFORTO
estabelecidos
2.1 Definições, tipos,
- Selecionar as ferramentas
características, funções e
(universais e especiais) para
importância dos sistemas
a montagem/instalação em
de conforto
questão com base nas
2.2 Componentes dos
indicações do respectivo
sistemas
manual
2.2.1 Ar-
condicionado
2.2.2 Travas
6.3 .4 Ajustando o elétricas
201
sistema com - Reconhecer as 2.2.3 Vidros
referência nas suas características, funções, elétricos
especificações formas de uso e significado 2.2.4 Sistema de
técnicas, tipo e dos dados gerados pelos alarme
modelo do veículo e instrumentos de medição e 2.2.5 Retrovisores
recomendações do equipamentos de elétricos
fabricante diagnóstico empregados nos 2.2.6 Sensor de
diferentes processos de estacionamento
ajuste dos sistemas 2.3 Funcionamento
2.3.1 Dos sistemas
- Interpretar o manual do de conforto
fabricante quanto aos 2.3.2 Do sistema de
requisitos a serem atendidos gerenciamento
nos diferentes ajustes eletrônico
requeridos pelos sistemas 2.3.3 Das redes
comunicação
aplicadas a
6.3 .5 Atendendo os sistemas de
- Selecionar os
requisitos de equipamentos de proteção conforto
segurança 2.4 Documentação
individual de acordo com os
indicados para o técnica: catálogos,
riscos presentes nos
processo processos de substituição de manuais, tabela de tempo
componentes padrão de serviços,
boletins técnicos, normas
- Interpretar os 2.5 Segurança em
procedimentos de segurança manutenção de sistema
quanto aos requisitos a de conforto
serem observados no uso de 2.5.1 Riscos
ferramentas e equipamentos 2.5.2 EPIs e EPCs
empregados nas atividades 2.5.3
de substituição de Procedimentos e
componentes normas
2.6 Segregação e
- Reconhecer os tipos,
destinação de resíduos
características e funções dos
gerados em processos de
equipamentos de proteção
manutenção de sistema
coletiva empregados em
de conforto
processos de substituição de
2.7 Diagnóstico de
componentes
anomalias em sistema de
conforto
2.7.1 Identificação
6.3 .6 Destinando do veículo
- Interpretar os requisitos das
os resíduos gerados 2.7.2 Coleta de
normas e procedimentos que
no processo em dados
estabelecem as condições
conformidade com 2.7.3
para a destinação de
as normas e Procedimentos de
resíduos gerados em
procedimentos diagnóstico:
processos de substituição de
estabelecidos fluxogramas de
componentes
diagnóstico,
inspeções, testes e
simulações, análise
202
- Interpretar os de variáveis
6 .4 Reparar 6.4 .1 Utilizando os
sistemas recursos materiais e procedimentos que 2.7.4 Equipamentos,
tecnológicos estabelecem as condições ferramentas e
de utilização dos recursos instrumentos de
requeridos pelo
materiais e tecnológicos diagnóstico em
processo
sistema de conforto:
- Identificar, no manual de tipos,
reparação, os materiais, características,
ferramentas, equipamentos e funções, formas de
instrumentos a serem uso, conservação,
utilizados na reparação do calibração
respectivo sistema 2.8 Reparação de
Sistema de Conforto
2.8.1 Equipamentos,
ferramentas e
instrumentos de
reparação: tipos,
6.4 .2 Seguindo os - Interpretar as normas, os características,
requisitos técnicos,
procedimentos técnicos, os funções, formas de
procedimentos,
manuais dos fabricantes e o uso, conservação,
tempos e normas Tempo de Reparo Padrão calibração
aplicáveis à que estabelecem os 2.8.2 Materiais e
reparação em
requisitos para a execução insumos para
questão
dos serviços de reparação reparação de
dos respectivos sistemas sistemas de
conforto: tipos,
características,
aplicações,
6.4 .3 Atendendo os
- Reconhecer os tipos, requisitos/condições
requisitos de
características e funções dos de uso
segurança equipamentos de proteção 2.8.3 Processos e
indicados para o coletiva empregados em operações de
processo
processos de reparação reparação de
sistemas de
- Interpretar os
conforto:
procedimentos de segurança
desmontagem,
quanto aos requisitos a
montagem e ajustes
serem observados no uso de
2.8.4 Tempo de
ferramentas e equipamentos
reparo
empregados nas atividades
2.9 Substituição de
de reparação
Componentes de Sistema
- Selecionar os de Conforto
equipamentos de proteção 2.9.1 Ferramentas
individual de acordo com os universais e
riscos presentes nos especiais para
processos de reparação remoção, montagem
e ajustes: tipos,
características,
aplicações, formas
de uso, conservação
6.4 .4 Destinando
- Interpretar os requisitos das 2.10 Controle de
203
os resíduos gerados normas e procedimentos que qualidade pós-
no processo em estabelecem as condições manutenção do sistema
conformidade com para a destinação de de conforto
as normas e resíduos gerados em 2.10.1 Simulações
procedimentos processos de reparação de comportamento
estabelecidos do sistema:
equipamentos de
diagnose; teste de
6 .5 6.5 .1 Considerando - Interpretar as informações
eficiência
Diagnosticar as informações
fornecidas pelo cliente 2.11 Instalação de
falhas nos fornecidas pelo
quanto às possíveis componentes e
sistemas e cliente anomalias apresentadas acessórios do sistema de
seus pelo veículo e que possam conforto
componentes
levar a um diagnóstico 3. MANUTENÇÃO DO
SISTEMA DE
ENTRETENIMENTO
3.1 Definições, tipos,
6.5 .2 Considerando
- Interpretar as informações características, funções e
as informações contidas na ordem de serviço importância dos sistemas
contidas na ordem
quanto às características da de entretenimento
de serviço
anomalia apresentada pelo 3.2 Componentes dos
veículo sistemas
3.2.1 Sistema de
sonorização
3.2.2 Reprodutores
6.5 .3 Realizando a - Identificar, nos de mídia
proteção das
procedimentos da empresa, 3.2.3 Central
estruturas internas e
os requisitos a serem Multimídia
externas do veículo considerados e atendidos na 3.3 Funcionamento
que não são objeto
proteção do veículo antes do 3.3.1 Dos sistemas
de intervenção em
início do processo de de entretenimento
conformidade com o diagnóstico
3.3.2 Do sistema de
padrão
gerenciamento
estabelecido
eletrônico
3.3.3 Das redes
6.5 .4 Acessando os - Selecionar os
comunicação
componentes e
equipamentos, instrumentos aplicadas a
seus sistemas pelos
e ferramentas indicados para sistemas de
métodos e meios o acesso aos componentes entretenimento
tecnicamente do sistema em questão, 3.4 Documentação
indicados para o
considerando suas técnica: catálogos,
processo
características e funções manuais, tabela de tempo
padrão de serviços,
- Interpretar os manuais
boletins técnicos, normas,
técnicos quanto às ações a
legislação
serem executadas, meios a
3.5 Segurança em
serem utilizados e requisitos
manutenção de sistema
técnicos a serem atendidos
de entretenimento
nos procedimentos de
3.5.1 Riscos
acesso a componentes dos
3.5.2 EPIs e EPCs
sistemas
3.5.3
204
Procedimentos e
normas
3.6 Segregação e
6.5 .5 Efetuando
- Avaliar as grandezas e destinação de resíduos
inspeções, padrões funcionais gerados em processos de
simulações e testes
encontrados nas inspeções, manutenção de sistema
de acordo com as
simulações e testes à luz das de entretenimento
características do especificações do manual do 3.7 Diagnóstico de
sistema e fabricante anomalias em sistema de
tecnologias
entretenimento
indicadas para o - Definir, quando for o caso,
3.7.1 Identificação
diagnóstico em fluxogramas para a do veículo
questão realização de inspeções,
3.7.2 Coleta de
simulações e testes dos
dados
sistemas 3.7.3
Procedimentos de
- Reconhecer os tipos,
características, aplicações e diagnóstico:
formas de uso dos fluxogramas de
diagnóstico,
equipamentos, instrumentos
inspeções, testes e
e ferramentas dedicados à
realização de inspeções, simulações, análise
de variáveis
simulações e testes dos
3.7.4 Equipamentos,
sistemas
ferramentas e
- Interpretar os instrumentos de
procedimentos, normas e diagnóstico em
demais referências técnicas sistema de
a serem considerados na segurança: tipos,
inspeção, simulação e teste características,
dos sistemas funções, formas de
uso, conservação,
- Reconhecer os princípios calibração
de funcionamento dos 3.8 Reparação de
sistemas e as
Sistema de
especificidades técnicas
Entretenimento
(parâmetros, valores de 3.8.1 Equipamentos,
referência, ...) a serem
ferramentas e
observadas na análise
instrumentos de
diagnóstica dos mesmos reparação: tipos,
características,
funções, formas de
uso, conservação,
calibração
6.5 .6 Atendendo os 3.8.2 Materiais e
- Reconhecer os tipos,
requisitos de insumos para
características e funções dos
segurança reparação de
equipamentos de proteção
indicados para o sistemas de
coletiva empregados em
processo entretenimento:
processos de diagnóstico
tipos,
- Selecionar os características,
equipamentos de proteção aplicações,
205
individual de acordo com os requisitos/condições
riscos presentes nos de uso
processos de diagnóstico 3.8.3 Processos e
operações de
- Interpretar os reparação de
procedimentos de segurança sistemas de
quanto aos requisitos a entretenimento:
serem observados no uso de desmontagem,
ferramentas e equipamentos montagem e ajustes
empregados nas atividades 3.8.4 Tempo de
de diagnóstico reparo
3.9 Substituição de
Componentes de Sistema
de Entretenimento
Fundamentos Técnicos Científicos
3.9.1 Ferramentas
universais e
especiais para
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas remoção, montagem
e ajustes: tipos,
Capacidades Sociais características,
aplicações, formas
Apresentar postura ética
de uso, conservação
Reconhecer o seu papel como gestor de equipes e processos
3.10 Controle de
de trabalho, considerando seus pares e os demais níveis
qualidade pós-
hierárquicos
manutenção do sistema
Capacidades Metodológicas de entretenimento
3.10.1 Simulações
Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da de comportamento
organização, considerando os impactos das suas atividades nos do sistema:
resultados dos produtos e serviços da empresa equipamentos de
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento diagnose; teste de
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no eficiência
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na 3.11 Instalação de
própria formação componentes e
Demonstrar profissionalismo no exercício de suas acessórios do sistema de
responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais entretenimento
estabelecidas 4. INTER-RELAÇÕES E
Aplicar os princípios, as normas e os procedimentos de saúde, INTERDEPENDÊNCIAS
segurança e meio ambiente às atividades sob a sua ENTRE SISTEMAS DE
responsabilidade SEGURANÇA, CONFORTO E
ENTRETENIMENTO
4.1 Redes de
comunicação
relacionadas aos
sistemas de segurança,
conforto e entretenimento
4.2 Interferências dos
sistemas segurança,
conforto e entretenimento
em outros sistemas do
veículo
206
5. ENCERRAMENTO DE
SERVIÇOS DE
MANUTENÇÃO
5.1 Reorganização de
locais de trabalho:
Ferramentas da
Qualidade
5.2 Registros da
manutenção: registro de
serviços realizados;
registro de peças
substituídas
5.3 Entrega técnica de
veículos: informações de
serviços realizados,
peças substituídas e
recomendações técnicas
6. TRABALHO E
PROFISSIONALISMO
6.1 Administração do
tempo
6.2 Administração de
recursos disponíveis
6.3 Importância da
assertividade no trabalho
7. DESENVOLVIMENTO
PROFISSIONAL
7.1 Planejamento
Profissional: ascensão
profissional, formação
profissional, investimento
educacional

207
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Sala de aula
Biblioteca
Ambientes Pedagógicos
Laboratório de Informática
Laboratório de Automotiva

Produtos para limpeza


EPCs
Insumos para manutenção
Material Didático
EPIs
Insumos para instalação
Literatura técnica, normas e manuais

Instrumentos de medição – mecânicos e elétricos


Medidor de pressão sonora RTA
Kit para reparo de chicotes e conectores elétricos
Kit multimídia
Ferramentas convencionais
Scanner automotivo
Elevador de veículos
Máquinas, Equipamentos,
Bancada com Morsa
Instrumentos e Ferramentas
Macaco Jacaré
Cavaletes de sustentação
Carregador de baterias
Década resistiva
Estação recicladora de ar-condicionado
Ferramentas especiais para sistemas de segurança, conforto e
entretenimento

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

208
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO I

Perfil Profissional: MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE CARGA E PARTIDA

Carga Horária: 32h

Unidades de Competência:

UC4 : Realizar a manutenção dos sistemas de carga e partida, considerando as normas, padrões e requisitos
técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Proporcionar o desenvolvimento das capacidades técnicas, sociais, metodológicas e


organizativas para realizar a manutenção do sistema de carga e partida em veículos, considerando diagnóstico,
reparação, substituição de componentes, testes e atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

4 .1 Encerrar 4.1 .1
- Interpretar os
o processo Reorganizando o 1. MANUTENÇÃO DO
procedimentos e normas
de local de trabalho nas SISTEMA DE CARGA
que estabelecem as
manutenção condições e padrão 1.1 Características do
condições para a
estabelecido sistema de carga
reorganização do local de
1.2 Componentes:
trabalho
alternadores, baterias,
correias de acionamento,
reguladores de tensão,
4.1 .2 Efetuando os centrais de
- Reconhecer padrões,
registros relativos às gerenciamento
processos, normas e
manutenções 1.3 Funcionamento do
procedimentos adotados
realizadas sistema de carga
pelas empresas para a
1.4 Documentação
realização de registros de
técnica: catálogos,
manutenções realizadas
manuais, tabela de tempo
- Selecionar os dados e padrão de serviços,
informações relevantes que boletins técnicos, normas
informam sobre o 1.5 Segurança em
atendimento ao cliente, as manutenção de sistema
manutenções realizadas e de carga
termos da garantia 1.5.1 Riscos
1.5.2 EPIs e EPCs
1.5.3
Procedimentos e
normas
4.1 .3 Efetuando a 1.6 Segregação e
- Interpretar os
entrega técnica do destinação de resíduos
procedimentos da empresa
veículo em gerados em processos de
quanto aos requisitos a
conformidade com manutenção de sistema
serem considerados e
209
as recomendações atendidos no processo de de carga
técnicas e padrão entrega técnica do veículo 1.7 Diagnóstico de
estabelecido anomalias em sistema de
carga
1.7.1 Identificação
4 .2 Testar 4.2 .1 Utilizando as do veículo
- Reconhecer as
componentes ferramentas e ferramentas e equipamentos 1.7.2 Coleta de
e sistemas equipamentos dados
específicos empregados na
indicados para o 1.7.3
realização de testes de
processo em componentes e sistemas, Procedimentos de
questão suas características diagnóstico:
essenciais, funções, formas fluxogramas de
de uso e significado de diagnóstico,
medições realizadas inspeções, testes e
simulações, análise
de variáveis
1.7.4 Equipamentos,
4.2 .2 Seguindo os ferramentas e
- Interpretar os manuais dos
requisitos técnicos, instrumentos de
fabricantes, as normas e
procedimentos e demais referências técnicas diagnóstico em
normas aplicáveis ao que orientam a realização sistema de carga:
processo tipos,
de testes nos sistemas
características,
funções, formas de
uso, conservação,
4.2 .3 Simulando o calibração
- Analisar as características
comportamento do de comportamento dos 1.8 Reparação de
sistema em questão sistemas por ocasião dos Sistema de Carga
com referência nas 1.8.1 Equipamentos,
testes e simulações à luz
informações ferramentas e
das informações prestadas
prestadas pelo pelo cliente e referências instrumentos de
cliente reparação: tipos,
técnicas pertinentes
características,
funções, formas de
uso, conservação,
4.2 .4 Atendendo os - Interpretar os calibração
requisitos de
procedimentos de 1.8.2 Materiais e
segurança indicados
segurança quanto aos insumos para
para o processo requisitos a serem reparação de
observados no uso de sistemas de carga:
ferramentas e equipamentos tipos,
empregados nas atividades características,
de teste de componentes e aplicações,
sistemas requisitos/condições
de uso
- Selecionar os
1.8.3 Processos e
equipamentos de proteção
operações de
individual de acordo com os
reparação de
riscos presentes nos
sistemas de carga:
processos de teste de
desmontagem,
componentes e sistemas
montagem e ajustes
210
- Reconhecer os tipos, 1.8.4 Tempo de
características e funções reparo
dos equipamentos de 1.9 Substituição de
proteção coletiva Componentes de Sistema
empregados em processos de Carga
de teste de componentes e 1.9.1 Ferramentas
sistemas universais e
especiais para
remoção, montagem
e ajustes: tipos,
4 .3 Substituir 4.3 .1 Realizando a - Selecionar as ferramentas características,
componentes remoção dos aplicações, formas
(universais e especiais)
componentes em de uso, conservação
para a remoção em questão
conformidade com com base nas indicações do 1.10 Controle de
os requisitos qualidade pós-
respectivo manual
técnicos, tempos e manutenção do sistema
procedimentos - Interpretar a literatura de carga
operacionais técnica e as normas 1.10.1 Simulações
estabelecidos correspondentes quanto aos de comportamento
procedimentos de remoção do sistema:
e formas de uso das equipamentos de
ferramentas a serem diagnose; teste de
observados no processo eficiência
2. MANUTENÇÃO DE
SISTEMAS DE PARTIDA
2.1 Características do
sistema de partida
2.2 Componentes:
4.3 .2 Selecionando - Identificar, nos respectivos motores de partida,
o novo componente
catálogos, as referências baterias, comutadores e
com referência nas
técnicas a serem cilindros de ignição,
suas especificações consideradas na seleção centrais de
técnicas, tipo e
dos novos componentes dos gerenciamento
modelo do veículo e
sistemas 2.3 Funcionamento
recomendações do
2.4 Documentação
fabricante
técnica: catálogos,
manuais, tabela de tempo
4.3 .3 Realizando a - Selecionar as ferramentas padrão de serviços,
montagem dos (universais e especiais) boletins técnicos, normas
componentes em
para a montagem em 2.5 Segurança em
conformidade com
questão com base nas manutenção de sistema
os requisitos indicações do respectivo de partida
técnicos, tempos e
manual 2.5.1 Riscos
procedimentos
2.5.2 EPIs e EPCs
operacionais - Interpretar a literatura 2.5.3
estabelecidos técnica e as normas Procedimentos e
correspondentes quanto aos
normas
procedimentos de
2.6 Segregação e
montagem e formas de uso destinação de resíduos
das ferramentas a serem
gerados em processos de
observados no processo
manutenção de sistema
211
de carga
2.7 Diagnóstico de
anomalias em sistema de
4.3 .4 Ajustando o
- Reconhecer as partida
sistema com
características, funções, 2.7.1 Identificação
referência nas suas formas de uso e significado do veículo
especificações
dos dados gerados pelos 2.7.2 Coleta de
técnicas, tipo e
instrumentos de medição e dados
modelo do veículo e equipamentos de 2.7.3
recomendações do diagnóstico empregados Procedimentos de
fabricante
nos diferentes processos de diagnóstico:
ajuste dos sistemas fluxogramas de
diagnóstico,
- Interpretar o manual do
inspeções, testes e
fabricante quanto aos
simulações, análise
requisitos a serem
de variáveis
atendidos nos diferentes
2.7.4 Equipamentos,
ajustes requeridos pelos
ferramentas e
sistemas
instrumentos de
diagnóstico em
sistema de carga:
4.3 .5 Atendendo os tipos,
- Reconhecer os tipos,
requisitos de características,
características e funções
segurança indicados funções, formas de
dos equipamentos de
para o processo uso, conservação,
proteção coletiva
calibração
empregados em processos
2.8 Reparação de
de substituição de
Sistema de Partida
componentes
2.8.1 Equipamentos,
- Interpretar os ferramentas e
procedimentos de instrumentos de
segurança quanto aos reparação: tipos,
requisitos a serem características,
observados no uso de funções, formas de
ferramentas e equipamentos uso, conservação,
empregados nas atividades calibração
de substituição de 2.8.2 Materiais e
componentes insumos para
reparação de
- Selecionar os sistemas de partida:
equipamentos de proteção tipos,
individual de acordo com os características,
riscos presentes nos aplicações,
processos de substituição requisitos/condições
de componentes de uso
2.8.3 Processos e
operações de
reparação de
4.3 .6 Destinando os
- Interpretar os requisitos sistemas de partida:
resíduos gerados no das normas e desmontagem,
processo em procedimentos que montagem e ajustes
212
conformidade com estabelecem as condições 2.8.4 Tempo de
as normas e para a destinação de reparo
procedimentos resíduos gerados em 2.9 Substituição de
estabelecidos processos de substituição Componentes de Sistema
de componentes de Partida
2.9.1 Ferramentas
universais e
especiais para
remoção, montagem
e ajustes: tipos,
4 .4 Reparar 4.4 .1 Utilizando os - Identificar, no manual de características,
sistemas recursos materiais e aplicações, formas
reparação, os materiais,
tecnológicos de uso, conservação
ferramentas, equipamentos
requeridos pelo e instrumentos a serem 2.10 Controle de
processo utilizados na reparação do qualidade pós-
respectivo sistema manutenção do sistema
de partida
- Interpretar os 2.10.1 Simulações
procedimentos que de comportamento
estabelecem as condições do sistema:
de utilização dos recursos equipamentos de
materiais e tecnológicos diagnose; teste de
eficiência
2.11 Inter-relações e
interdependências entre
4.4 .2 Seguindo os - Interpretar as normas, os sistemas de carga e
requisitos técnicos,
procedimentos técnicos, os partida
procedimentos,
manuais dos fabricantes e o 3. INTER-RELAÇÕES E
tempos e normas Tempo de Reparo Padrão INTERDEPENDÊNCIAS
aplicáveis à que estabelecem os ENTRE SISTEMAS DE
reparação em
requisitos para a execução CARGA E PARTIDA
questão
dos serviços de reparação 3.1 Redes de
dos respectivos sistemas comunicação
relacionadas aos
sistemas de carga e
partida
4.4 .3 Atendendo os - Selecionar os 3.2 Interferências dos
requisitos de sistemas de carga e
equipamentos de proteção
segurança indicados individual de acordo com os partida em outros
para o processo riscos presentes nos sistemas do veículo
processos de reparação 4. ENCERRAMENTO DE
SERVIÇOS DE
- Interpretar os MANUTENÇÃO EM SISTEMAS
procedimentos de DE CARGA E PARTIDA
segurança quanto aos 4.1 Reorganização de
requisitos a serem locais de trabalho:
observados no uso de Ferramentas da
ferramentas e equipamentos Qualidade
empregados nas atividades 4.2 Registros da
de reparação manutenção: registro de
serviços realizados;
213
- Reconhecer os tipos, registro de peças
características e funções substituídas
dos equipamentos de 4.3 Entrega técnica de
proteção coletiva veículos: informações de
empregados em processos serviços realizados,
de reparação peças substituídas e
recomendações técnicas
5. NORMAS TÉCNICAS
APLICADAS À MANUTENÇÃO
4.4 .4 Destinando os AUTOMOTIVA
- Interpretar os requisitos
resíduos gerados no 6. SEGURANÇA NO
das normas e
processo em TRABALHO
procedimentos que
conformidade com 6.1 Procedimentos de
estabelecem as condições
as normas e segurança no trabalho
para a destinação de
procedimentos 6.2 Normas de Segurança
resíduos gerados em
estabelecidos do Trabalho
processos de reparação
(Regulamentadoras)
7. MEIO AMBIENTE
7.1 Normas ambientais
4 .5 4.5 .1 Considerando aplicáveis à manutenção
- Interpretar as informações
Diagnosticar as informações automotiva
fornecidas pelo cliente
falhas nos fornecidas pelo 8. VISÃO SISTÊMICA
quanto às possíveis
sistemas e cliente 8.1 A percepção da
anomalias apresentadas
seus importância do seu
pelo veículo e que possam
componentes trabalho no contexto e nos
levar a um diagnóstico
resultados da empresa

4.5 .2 Considerando
- Interpretar as informações
as informações
contidas na ordem de
contidas na ordem serviço quanto às
de serviço
características da anomalia
apresentada pelo veículo

4.5 .3 Realizando a
- Identificar, nos
proteção das procedimentos da empresa,
estruturas internas e
os requisitos a serem
externas do veículo
considerados e atendidos
que não são objeto na proteção do veículo antes
de intervenção em do início do processo de
conformidade com o
diagnóstico
padrão estabelecido

4.5 .4 Acessando os - Selecionar os


componentes e seus equipamentos, instrumentos
214
sistemas pelos e ferramentas indicados
métodos e meios para o acesso aos
tecnicamente componentes do sistema
indicados para o em questão, considerando
processo suas características e
funções

- Interpretar os manuais
técnicos quanto às ações a
serem executadas, meios a
serem utilizados e requisitos
técnicos a serem atendidos
nos procedimentos de
acesso a componentes dos
sistemas

4.5 .5 Efetuando
- Interpretar os
inspeções,
procedimentos, normas e
simulações e testes demais referências técnicas
de acordo com as a serem considerados na
características do
inspeção, simulação e teste
sistema e
dos sistemas
tecnologias
indicadas para o - Avaliar as grandezas e
diagnóstico em padrões funcionais
questão encontrados nas inspeções,
simulações e testes à luz
das especificações do
manual do fabricante

- Reconhecer os tipos,
características, aplicações e
formas de uso dos
equipamentos, instrumentos
e ferramentas dedicados à
realização de inspeções,
simulações e testes dos
sistemas

- Definir, quando for o caso,


fluxogramas para a
realização de inspeções,
simulações e testes dos
sistemas

- Reconhecer os princípios
de funcionamento dos
sistemas e as
especificidades técnicas
(parâmetros, valores de

215
referência, ...) a serem
observadas na análise
diagnóstica dos mesmos

4.5 .6 Atendendo os - Selecionar os


requisitos de equipamentos de proteção
segurança indicados
individual de acordo com os
para o processo
riscos presentes nos
processos de diagnóstico

- Reconhecer os tipos,
características e funções
dos equipamentos de
proteção coletiva
empregados em processos
de diagnóstico

- Interpretar os
procedimentos de
segurança quanto aos
requisitos a serem
observados no uso de
ferramentas e equipamentos
empregados nas atividades
de diagnóstico

Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais
estabelecidas
Aplicar os princípios, as normas e os procedimentos de saúde,
segurança e meio ambiente nas atividades sob a sua
responsabilidade

Capacidades Sociais

Apresentar postura ética


Reconhecer o seu papel como gestor de equipes e processos
de trabalho, considerando seus pares e os demais níveis
hierárquicos

Capacidades Metodológicas

216
Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da
organização, considerando os impactos das suas atividades nos
resultados dos produtos e serviços da empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na
própria formação

217
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Sala de aula
Biblioteca
Ambientes Pedagógicos
Laboratório de Informática
Laboratório Automotivo

EPCs
Insumos para manutenção
Insumos para instalação
Material Didático
Produtos para limpeza
Literatura técnica, normas e manuais
EPIs

Década resistiva
Densímetro para eletrólito de baterias
Ferramentas convencionais
Ferramentas especiais para sistema de carga e partida
Instrumentos de medição – mecânicos e elétricos
Kit multimídia
Teste de induzido
Máquinas, Equipamentos, Máquina para teste de alternador
Instrumentos e Ferramentas Equipamento para teste do sistema de carga e partida
Scanner automotivo
Elevador de veículos
Prensa hidráulica para rolamento
Bancada com Morsa
Macaco Jacaré
Cavaletes de sustentação
Carregador de baterias

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9304/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

218
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO II

Perfil Profissional: MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE FREIOS, SUSPENSÃO E DIREÇÃO DE VEÍCULOS


LEVES

Carga Horária: 60h

Unidades de Competência:

UC1 : Realizar a manutenção dos sistemas de freios, suspensão e direção, considerando as normas, padrões
e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para
a execução de serviços de manutenção em sistemas de freios, suspensão e direção de veículos leves,
considerando diagnóstico, reparação, substituição, teste e atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

1 .1 Encerrar 1.1 .1
- Interpretar os
o processo Reorganizando o 1. NORMAS TÉCNICAS
procedimentos e normas
de local de trabalho nas APLICADAS À MANUTENÇÃO
que estabelecem as
manutenção condições e padrão AUTOMOTIVA
condições para a
estabelecido 2. ENCERRAMENTO DE
reorganização do local de
SERVIÇOS DE
trabalho
MANUTENÇÃO
2.1 Reorganização de
locais de trabalho:
1.1 .2 Efetuando os Ferramentas da
- Selecionar os dados e
registros relativos às Qualidade
informações relevantes que
manutenções 2.2 Registros da
informam sobre o
realizadas manutenção: registro de
atendimento ao cliente, as
serviços realizados;
manutenções realizadas e
registro de peças
termos da garantia
substituídas
- Reconhecer padrões, 2.3 Entrega técnica de
processos, normas e veículos: informações de
procedimentos adotados serviços realizados,
pelas empresas para a peças substituídas e
realização de registros de recomendações técnicas
manutenções realizadas 3. ATITUDES E
COMPORTAMENTO ÉTICO NA
MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA
3.1 Código de ética
1.1 .3 Efetuando a profissional
- Interpretar os
entrega técnica do 4. VIRTUDES PROFISSIONAIS
procedimentos da empresa
veículo em NA MANUTENÇÃO
quanto aos requisitos a
conformidade com AUTOMOTIVA - CONCEITOS E
serem considerados e
219
as recomendações atendidos no processo de VALOR
técnicas e padrão entrega técnica do veículo 4.1 Responsabilidade
estabelecido 4.2 Iniciativa
4.3 Honestidade
4.4 Sigilo
1 .2 Testar 1.2 .1 Utilizando as 4.5 Prudência
- Reconhecer as
componentes ferramentas e 4.6 Imparcialidade
ferramentas e equipamentos
e sistemas equipamentos específicos empregados na 5. A RELAÇÃO DO
indicados para o realização de testes de PROFISSIONAL COM O SEU
processo em LÍDER
componentes e sistemas,
questão 6. A RESILIÊNCIA NO
suas características
essenciais, funções, formas TRABALHO
de uso e significado de 6.1 Como lidar com
medições realizadas pressão, situações de
tensão e stress no
trabalho
7. MANUTENÇÃO DE
1.2 .2 Seguindo os SISTEMAS DE SUSPENSÃO
- Interpretar os manuais dos
requisitos técnicos, fabricantes, as normas e 7.1 Tipos e características
procedimentos e dos sistemas de
demais referências técnicas
normas aplicáveis ao suspensão: dependentes,
que orientam a realização
processo de testes nos sistemas semi independentes e
independentes
7.2 Componentes:
amortecedores, molas,
1.2 .3 Simulando o - Analisar as características articulações, eixos, rodas,
comportamento do cubos de rodas, buchas
de comportamento dos
sistema em questão 7.3 Funcionamento
sistemas por ocasião dos
com referência nas testes e simulações à luz 7.4 Documentação
informações técnica: catálogos,
das informações prestadas
prestadas pelo manuais, tabela de tempo
pelo cliente e referências
cliente técnicas pertinentes padrão de serviços,
boletins técnicos, normas
7.5 Segurança em
manutenção de sistemas
de suspensão
7.5.1 Riscos
1.2 .4 Atendendo os 7.5.2 EPIs e EPCs
- Interpretar os
requisitos de 7.5.3
procedimentos de
segurança indicados Procedimentos e
segurança quanto aos
para o processo normas
requisitos a serem
7.6 Segregação e
observados no uso de
destinação de resíduos
ferramentas e equipamentos
gerados em processos de
empregados nas atividades
manutenção de sistemas
de teste de componentes e
de suspensão
sistemas
7.7 Diagnóstico de
- Selecionar os anomalias em sistemas
equipamentos de proteção de suspensão
individual de acordo com os 7.7.1 Identificação
riscos presentes nos do veículo
220
processos de teste de 7.7.2 Coleta de
componentes e sistemas dados
7.7.3
- Reconhecer os tipos,
Procedimentos de
características e funções
diagnóstico:
dos equipamentos de
fluxogramas de
proteção coletiva
diagnóstico,
empregados em processos
inspeções, testes e
de teste de componentes e
simulações, análise
sistemas
de variáveis
7.7.4 Equipamentos,
ferramentas e
1 .3 Substituir 1.3 .1 Selecionando instrumentos de
- Identificar, nos respectivos
componentes o novo componente diagnóstico em
catálogos, as referências
com referência nas sistemas de
técnicas a serem
suas especificações suspensão: tipos,
consideradas na seleção
técnicas, tipo e características,
dos novos componentes dos
modelo do veículo e funções, formas de
sistemas
recomendações do uso, conservação,
fabricante calibração
7.8 Reparação de
1.3 .2 Realizando a Sistemas de Suspensão
- Interpretar a literatura 7.8.1 Equipamentos,
montagem dos técnica e as normas
ferramentas e
componentes em correspondentes quanto aos
conformidade com instrumentos de
procedimentos de reparação: tipos,
os requisitos
montagem e formas de uso características,
técnicos, tempos e das ferramentas a serem
procedimentos funções, formas de
observados no processo
operacionais uso, conservação,
calibração
estabelecidos - Selecionar as ferramentas
7.8.2 Materiais e
(universais e especiais)
para a remoção em questão insumos para
reparação de
com base nas indicações do
sistemas de
respectivo manual
suspensão: tipos,
- Selecionar as ferramentas características,
(universais e especiais) aplicações,
para a montagem em requisitos/condições
questão com base nas de uso
indicações do respectivo 7.8.3 Processos e
manual operações de
reparação de
- Interpretar a literatura sistemas de
técnica e as normas suspensão:
correspondentes quanto aos
desmontagem,
procedimentos de remoção
montagem e ajustes
e formas de uso das 7.8.4 Tempo de
ferramentas a serem
reparo
observados no processo
7.9 Substituição de
Componentes de
Sistemas de Suspensão
221
- Reconhecer as 7.9.1 Ferramentas
1.3 .3 Ajustando o
características, funções, universais e
sistema com
formas de uso e significado especiais para
referência nas suas
dos dados gerados pelos remoção, montagem
especificações
instrumentos de medição e e ajustes: tipos,
técnicas, tipo e
equipamentos de características,
modelo do veículo e
diagnóstico empregados aplicações, formas
recomendações do
nos diferentes processos de de uso, conservação
fabricante
ajuste dos sistemas 7.10 Controle de
qualidade pós-
- Interpretar o manual do manutenção do sistema
fabricante quanto aos de suspensão
requisitos a serem 7.10.1 Simulações
atendidos nos diferentes de comportamento
ajustes requeridos pelo dos sistemas:
sistema equipamentos de
diagnose; teste de
- Interpretar o manual do
rua
fabricante quanto aos
8. MANUTENÇÃO DE
requisitos a serem
SISTEMAS DE FREIOS
atendidos nos processos de
8.1 Tipos e características
alinhamento, balanceamento
dos sistemas de freios:
e geometria
disco e tambor
8.2 Componentes: disco,
pinça de freio, tambor,
guarnições, cilindro
1.3 .4 Atendendo os mestre, cilindro de roda,
- Reconhecer os tipos,
requisitos de válvulas, tubulações
características e funções
segurança indicados dos equipamentos de 8.3 Funcionamento
para o processo proteção coletiva 8.3.1 Sistema de
empregados em processos freios
de substituição de 8.3.2 Sistemas de
componentes gerenciamento de
freios
- Interpretar os 8.3.3 Redes de
procedimentos de comunicação
segurança quanto aos aplicadas a
requisitos a serem sistemas de freios
observados no uso de 8.4 Documentação
ferramentas e equipamentos técnica: catálogos,
empregados nas atividades manuais, tabela de tempo
de substituição de padrão de serviços,
componentes boletins técnicos, normas
8.5 Segurança em
- Selecionar os
manutenção de sistemas
equipamentos de proteção
de freios
individual de acordo com os
8.5.1 Riscos
riscos presentes nos
8.5.2 EPIs e EPCs
processos de substituição
8.5.3
de componentes
Procedimentos e
normas
222
8.6 Segregação e
1.3 .5 Destinando os destinação de resíduos
- Interpretar os requisitos
resíduos gerados no gerados em processos de
das normas e
processo em manutenção de sistemas
procedimentos que
conformidade com de freios
estabelecem as condições
as normas e 8.7 Diagnóstico de
para a destinação de
procedimentos anomalias em sistemas
resíduos gerados em
estabelecidos de freios
processos de substituição
8.7.1 Identificação
de componentes
do veículo
8.7.2 Coleta de
dados
8.7.3
Procedimentos de
diagnóstico:
1 .4 Reparar 1.4 .1 Utilizando os
- Identificar, no manual de fluxogramas de
sistemas recursos materiais e reparação, os materiais, diagnóstico,
tecnológicos ferramentas, equipamentos inspeções, testes e
requeridos pelo
e instrumentos a serem simulações, análise
processo
utilizados na reparação do de variáveis
respectivo sistema 8.7.4 Equipamentos,
ferramentas e
- Interpretar os
instrumentos de
procedimentos que
diagnóstico em
estabelecem as condições
sistemas de freios:
de utilização dos recursos
tipos,
materiais e tecnológicos
características,
funções, formas de
uso, conservação,
1.4 .2 Seguindo os calibração
- Interpretar as normas, os 8.7.5
requisitos técnicos, procedimentos técnicos, os
Procedimentos de
procedimentos, manuais dos fabricantes e o
tempos e normas diagnóstico no
Tempo de Reparo Padrão sistema de
aplicáveis à
que estabelecem os gerenciamento
reparação em requisitos para a execução
questão eletrônico
dos serviços de reparação
8.7.6
dos respectivos sistemas Procedimentos de
diagnóstico em
sistemas de redes
de comunicação
1.4 .3 Atendendo os
- Interpretar os aplicadas a
requisitos de procedimentos de sistemas de freios
segurança indicados
segurança quanto aos 8.8 Reparação de
para o processo
requisitos a serem Sistemas de Freios
observados no uso de 8.8.1 Equipamentos,
ferramentas e equipamentos ferramentas e
empregados nas atividades instrumentos de
de reparação reparação: tipos,
características,
- Selecionar os
funções, formas de
223
equipamentos de proteção uso, conservação,
individual de acordo com os calibração
riscos presentes nos 8.8.2 Materiais e
processos de reparação insumos para
reparação de
- Reconhecer os tipos,
sistemas de freios:
características e funções
tipos,
dos equipamentos de características,
proteção coletiva
aplicações,
empregados em processos
requisitos/condições
de reparação de uso
8.8.3 Processos e
operações de
reparação de
1.4 .4 Destinando os sistemas de freios:
- Interpretar os requisitos
resíduos gerados no desmontagem,
das normas e
processo em montagem e ajustes
procedimentos que
conformidade com 8.8.4 Tempo de
estabelecem as condições
as normas e reparo
para a destinação de
procedimentos 8.8.5 Processos e
resíduos gerados em
estabelecidos operações de
processos de reparação
reparação no
sistema de
gerenciamento
1 .5 1.5 .1 Considerando eletrônico
- Interpretar as informações
Diagnosticar as informações 8.8.6 Processos e
fornecidas pelo cliente
falhas nos fornecidas pelo operações de
quanto às possíveis
sistemas e cliente reparação em
anomalias apresentadas
seus sistemas de redes
pelo veículo e que possam
componentes de comunicação
levar a um diagnóstico
aplicadas a
sistemas de freios
8.9 Substituição de
1.5 .2 Considerando Componentes de
- Interpretar as informações
as informações Sistemas de Freios
contidas na ordem de
contidas na ordem 8.9.1 Ferramentas
serviço quanto às
de serviço universais e
características da anomalia
especiais para
apresentada pelo veículo
remoção, montagem
e ajustes: tipos,
características,
1.5 .3 Realizando a - Identificar, nos aplicações, formas
proteção das de uso, conservação
procedimentos da empresa,
estruturas internas e 8.10 Controle de
os requisitos a serem
externas do veículo considerados e atendidos qualidade pós-
que não são objeto manutenção do sistema
na proteção do veículo antes
de intervenção em de freios
do início do processo de
conformidade com o diagnóstico 8.10.1 Simulações
padrão estabelecido de comportamento
dos sistemas:
equipamentos de
224
1.5 .4 Acessando os - Interpretar os manuais diagnose; teste de
componentes e seus técnicos quanto às ações a rua
sistemas pelos serem executadas, meios a 9. MANUTENÇÃO DE
métodos e meios serem utilizados e requisitos SISTEMAS DE DIREÇÃO
tecnicamente técnicos a serem atendidos 9.1 Tipos e características
indicados para o nos procedimentos de dos sistemas de direção:
processo acesso a componentes dos assistidas e não
sistemas assistidas
9.2 Componentes: caixa
- Selecionar os de direção, terminais de
equipamentos, instrumentos direção, articulações de
e ferramentas indicados direção, coluna de
para o acesso aos direção, conjuntos
componentes do sistema hidráulicos, elétricos e
em questão, considerando eletrohidráulicos
suas características e 9.3 Funcionamento
funções 9.3.1 Sistema de
direção assistidas e
não assistidas
9.3.2 Sistemas de
1.5 .5 Efetuando
- Avaliar as grandezas e gerenciamento de
inspeções, padrões funcionais direção
simulações e testes encontrados nas inspeções, 9.3.3 Redes de
de acordo com as
simulações e testes à luz comunicação
características do
das especificações do aplicadas a
sistema e manual do fabricante sistemas de direção
tecnologias
9.4 Documentação
indicadas para o - Definir, quando for o caso,
técnica: catálogos,
diagnóstico em fluxogramas para a
manuais, tabela de tempo
questão realização de inspeções,
padrão de serviços,
simulações e testes dos
boletins técnicos, normas
sistemas
9.5 Segurança em
- Interpretar os manutenção de sistemas
procedimentos, normas e de direção
demais referências técnicas 9.5.1 Riscos
a serem considerados na 9.5.2 EPIs e EPCs
inspeção, simulação e teste 9.5.3
dos sistemas Procedimentos e
normas
- Reconhecer os princípios 9.6 Segregação e
de funcionamento dos destinação de resíduos
sistemas e as gerados em processos de
especificidades técnicas manutenção de sistemas
(parâmetros, valores de de direção
referência, ...) a serem 9.7 Diagnóstico de
observadas na análise anomalias em sistemas
diagnóstica dos mesmos de direção
9.7.1 Identificação
- Reconhecer os tipos,
do veículo
características, aplicações e
9.7.2 Coleta de
formas de uso dos
dados
225
equipamentos, instrumentos 9.7.3
e ferramentas dedicados à Procedimentos de
realização de inspeções, diagnóstico:
simulações e testes dos fluxogramas de
sistemas diagnóstico,
inspeções, testes e
simulações, análise
1.5 .6 Atendendo os de variáveis
- Selecionar os
requisitos de 9.7.4 Equipamentos,
equipamentos de proteção
segurança indicados ferramentas e
individual de acordo com os
para o processo instrumentos de
riscos presentes nos
diagnóstico em
processos de diagnóstico
sistemas de
- Reconhecer os tipos, direção: tipos,
características e funções características,
dos equipamentos de funções, formas de
proteção coletiva uso, conservação,
empregados em processos calibração
de diagnóstico 9.7.5
Procedimentos de
- Interpretar os diagnóstico no
procedimentos de sistema de
segurança quanto aos gerenciamento
requisitos a serem eletrônico
observados no uso de 9.7.6
ferramentas e equipamentos Procedimentos de
empregados nas atividades diagnóstico em
de diagnóstico sistemas de redes
de comunicação
aplicadas a
sistemas de direção
9.8 Reparação de
Sistemas de Direção
Fundamentos Técnicos Científicos
9.8.1 Equipamentos,
ferramentas e
instrumentos de
Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas reparação: tipos,
características,
Capacidades Sociais funções, formas de
uso, conservação,
Reconhecer o seu papel como integrante de equipe nos
calibração
diferentes processos de trabalho, considerando seus pares e os
9.8.2 Materiais e
demais níveis hierárquicos
insumos para
Apresentar postura ética
reparação de
Capacidades Metodológicas sistemas de
direção: tipos,
Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da características,
organização, considerando os impactos das suas atividades nos aplicações,
resultados dos produtos e serviços da empresa requisitos/condições
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento de uso
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no 9.8.3 Processos e
226
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na operações de
própria formação reparação de
sistemas de
Capacidades Organizativas
direção:
Demonstrar profissionalismo no exercício de suas desmontagem,
responsabilidades e sintonia com os procedimentos e as montagem e ajustes
diretrizes institucionais estabelecidas 9.8.4 Tempo de
Aplicar os princípios, normas e procedimentos técnicos, de reparo
saúde, segurança e meio ambiente às atividades sob a sua 9.8.5 Processos e
responsabilidade operações de
reparação no
sistema de
gerenciamento
eletrônico
9.8.6 Processos e
operações de
reparação em
sistemas de redes
de comunicação
aplicadas a
sistemas de direção
9.9 Substituição de
Componentes de
Sistemas de Direção
9.9.1 Ferramentas
universais e
especiais para
remoção, montagem
e ajustes: tipos,
características,
aplicações, formas
de uso, conservação
9.10 Controle de
qualidade pós-
manutenção do sistema
de direção
9.10.1 Simulações
de comportamento
dos sistemas:
equipamentos de
diagnose; teste de
rua
10. INTER-RELAÇÕES ENTRE
SISTEMAS DE SUSPENSÃO,
FREIOS E DIREÇÃO
11. ALINHAMENTO
11.1 Ferramentas e
Equipamentos para
alinhamento: tipos,
características, formas de
uso, calibração
227
11.2 Software de
alinhamento
11.3 Ângulos da
geometria da suspensão
e da direção
11.4 Processos e
operações de
alinhamento
11.5 Unidades de medida
relacionadas à geometria
11.6 Segurança nas
operações de
alinhamento: riscos, EPIs,
EPCs
11.7 Documentação
técnica: procedimentos,
catálogos, manuais,
tabelas de valores
11.8 Controle de
qualidade pós-
alinhamento
11.8.1 Simulações
de comportamento
dos sistemas:
equipamentos de
diagnose; teste de
rua
12. BALANCEAMENTO DE
RODAS
12.1 Ferramentas e
Equipamentos para
balanceamento: tipos,
características, formas de
uso, calibração
12.2 Processos e
operações de
balanceamento
12.3 Unidades de medida
relacionadas a
balanceamento
12.4 Insumos para
balanceamento: tipos de
contrapeso, aplicações
12.5 Segurança nas
operações de
balanceamento: riscos,
EPIs, EPCs
12.6 Documentação
técnica: procedimentos,
catálogos e manuais
12.7 Segregação e
228
destinação de resíduos
gerados em processos de
balanceamento de rodas
12.8 Processos e
operações de
desmontagem e
montagem de pneus
12.9 Controle de
qualidade pós-
balanceamento de rodas
12.9.1 Simulações
de comportamento
dos sistemas:
equipamentos de
diagnose; teste de
rua
13. TRABALHO EM EQUIPE
13.1 Autonomia e limites
no trabalho em equipe
14. DESENVOLVIMENTO
PROFISSIONAL
14.1 Planejamento
Profissional: ascensão
profissional, formação
profissional, investimento
educacional
15. VISÃO SISTÊMICA
15.1 A percepção da
importância do seu
trabalho no contexto e nos
resultados da empresa
16. SEGURANÇA NO
TRABALHO
16.1 Procedimentos de
segurança no trabalho
16.2 Normas ambientais
aplicáveis à manutenção
automotiva
16.3 Normas de
Segurança do Trabalho
(Regulamentadoras)
17. MEIO AMBIENTE
17.1 Normas ambientais
aplicáveis à manutenção
automotiva
18. TRABALHO E
PROFISSIONALISMO
18.1 Administração do
tempo
18.2 Administração de
recursos disponíveis
229
18.3 Importância da
assertividade no trabalho

230
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Laboratório de Informática
Biblioteca
Ambientes Pedagógicos
Sala de aula
Laboratório de Automotiva

EPIs
Produtos para limpeza
Material Didático EPCs
Insumos para manutenção
Manuais e literaturas técnicas

Kit de verificação de pressão de direção hidráulica


Equipamento de sangria de freios
Scanner automotivo
Elevador de veículos
Equipamento para troca de óleo de direção
hidráulica
Equipamento de teste de fluido de freio
Prensa hidráulica para rolamento
Bancada com Morsa
Macaco Jacaré
Cavaletes de sustentação
Máquinas, Equipamentos, Instrumentos e Macaco Telescópio
Ferramentas Kit didático de teste de direção hidráulica
Ferramentas convencionais
Ferramentas especiais para freios, suspensão e
direção
Ferramentas para alinhamento/balanceamento
Instrumentos de medição – mecânicas e elétricas
Kit multimídia
Rampa de alinhamento
Equipamento de alinhamento
Máquina para desmontar pneus
Máquina para balanceamento de rodas
Kit de verificação de pressão de freios

231
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO III

Perfil Profissional: MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE TRANSMISSÃO DE VEÍCULOS LEVES

Carga Horária: 60h

Unidades de Competência:

UC2 : Realizar a manutenção dos sistemas de transmissão manual e automatizada de veículos leves,
considerando as normas, padrões e requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio
ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para
a execução de serviços de manutenção em sistemas de transmissão manual e automatizada de veículos leves,
considerando diagnóstico, reparação, substituição, teste e atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

2 .1 Encerrar 2.1 .1
- Interpretar os
o processo Reorganizando o 1. NORMAS TÉCNICAS
procedimentos e normas
de local de trabalho nas APLICADAS À MANUTENÇÃO
que estabelecem as
manutenção condições e padrão AUTOMOTIVA
condições para a
estabelecido 2. ATITUDES E
reorganização do local de
COMPORTAMENTO ÉTICO NA
trabalho
MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA
2.1 Código de ética
profissional
2.1 .2 Efetuando os 3. VIRTUDES PROFISSIONAIS
- Reconhecer padrões,
registros relativos às NA MANUTENÇÃO
processos, normas e
manutenções AUTOMOTIVA - CONCEITOS E
procedimentos adotados
realizadas VALOR
pelas empresas para a
3.1 Responsabilidade
realização de registros de
3.2 Iniciativa
manutenções realizadas
3.3 Honestidade
- Selecionar os dados e 3.4 Sigilo
informações relevantes que 3.5 Prudência
informam sobre o 3.6 Imparcialidade
atendimento ao cliente, as 4. MANUTENÇÃO DE
manutenções realizadas e SISTEMAS DE
termos da garantia TRANSMISSÃO
4.1 Tipos e características
dos sistemas de
transmissão: Manual,
2.1 .3 Efetuando a automatizada, caixa
- Interpretar os
entrega técnica do compacta, caixa simples,
procedimentos da empresa
veículo em tração 4x2 e 4x4
quanto aos requisitos a
conformidade com 4.2 Componentes: Caixa
serem considerados e
232
as recomendações atendidos no processo de de marchas
técnicas e padrão entrega técnica do veículo (engrenagens, eixo
estabelecido primário, secundário, ...),
embreagem, diferencial,
semi árvores
2 .2 Testar 2.2 .1 Utilizando as 4.3 Funcionamento
- Reconhecer as
componentes ferramentas e 4.3.1 Transmissão
ferramentas e equipamentos
e sistemas equipamentos específicos empregados na mecânica
indicados para o realização de testes de 4.3.2 Transmissão
processo em automatizada
componentes e sistemas,
questão 4.3.3 Sistemas de
suas características
essenciais, funções, formas gerenciamento de
de uso e significado de transmissão 1.3.4
medições realizadas Redes de
comunicação
aplicadas a
sistemas de
2.2 .2 Seguindo os - Interpretar os manuais dos transmissão
requisitos técnicos, fabricantes, as normas e 4.4 Documentação
procedimentos e técnica: catálogos,
demais referências técnicas
normas aplicáveis ao manuais, tabela de tempo
que orientam a realização
processo de testes no sistema padrão de serviços,
boletins técnicos, normas
4.5 Segurança em
manutenção de sistemas
2.2 .3 Simulando o de transmissão
- Analisar as características
comportamento do 4.5.1 Riscos
de comportamento do
sistema em questão sistema por ocasião dos 4.5.2 EPIs e EPCs
com referência nas testes e simulações à luz 4.5.3
informações Procedimentos e
das informações prestadas
prestadas pelo normas
pelo cliente e referências
cliente técnicas pertinentes 4.6 Segregação e
destinação de resíduos
gerados em processos de
manutenção de sistemas
de transmissão
4.7 Diagnóstico de
2.2 .4 Atendendo os anomalias em sistemas
- Interpretar os
requisitos de de transmissão
procedimentos de
segurança indicados 4.7.1 Identificação
segurança quanto aos
para o processo do veículo
requisitos a serem
4.7.2 Coleta de
observados no uso de
dados
ferramentas e equipamentos
4.7.3
empregados nas atividades
Procedimentos de
de teste de componentes e
diagnóstico:
do sistema
fluxogramas de
- Reconhecer os tipos, diagnóstico,
características e funções inspeções, testes e
dos equipamentos de simulações, análise
proteção coletiva de variáveis
233
empregados em processos 4.7.4 Equipamentos,
de teste de componentes e ferramentas e
do sistema instrumentos de
diagnóstico em
- Selecionar os
sistemas de
equipamentos de proteção
transmissão: tipos,
individual de acordo com os
características,
riscos presentes nos
funções, formas de
processos de teste de
uso, conservação,
componentes e sistema
calibração
4.7.5
Procedimentos de
2 .3 Substituir 2.3 .1 Realizando a diagnóstico no
- Selecionar as ferramentas
componentes remoção dos sistema de
(universais e especiais)
componentes em gerenciamento
para a remoção em questão
conformidade com eletrônico
com base nas indicações do
os requisitos 4.7.6
respectivo manual
técnicos, tempos e Procedimentos de
procedimentos - Interpretar a literatura diagnóstico em
operacionais técnica e as normas sistemas de redes
estabelecidos correspondentes quanto aos de comunicação
procedimentos de remoção aplicadas a
e formas de uso das sistemas de
ferramentas a serem transmissão
observados no processo 4.8 Reparação de
Sistemas de transmissão
4.8.1 Equipamentos,
ferramentas e
instrumentos de
2.3 .2 Selecionando reparação: tipos,
- Identificar, nos respectivos
o novo componente características,
catálogos, as referências
com referência nas funções, formas de
técnicas a serem
suas especificações uso, conservação,
consideradas na seleção
técnicas, tipo e calibração
dos novos componentes do
modelo do veículo e 4.8.2 Materiais e
sistema
recomendações do insumos para
fabricante reparação de
sistemas de
2.3 .3 Realizando a transmissão: tipos,
- Interpretar a literatura
montagem dos características,
técnica e as normas
componentes em aplicações,
correspondentes quanto aos
conformidade com requisitos/condições
procedimentos de
os requisitos de uso
montagem e formas de uso
técnicos, tempos e 4.8.3 Processos e
das ferramentas a serem
procedimentos operações de
observados no processo
operacionais reparação de
estabelecidos - Selecionar as ferramentas sistemas de
(universais e especiais) transmissão:
para a montagem em desmontagem,
questão com base nas montagem e ajustes
indicações do respectivo 4.8.4 Tempo de
234
manual reparo
4.8.5 Processos e
operações de
reparação no
2.3 .4 Ajustando o - Interpretar o manual do sistema de
sistema com gerenciamento
fabricante quanto aos
referência nas suas eletrônico
requisitos a serem
especificações atendidos nos diferentes 4.8.6 Processos e
técnicas, tipo e ajustes requeridos pelo operações de
modelo do veículo e reparação em
sistema
recomendações do sistemas de redes
fabricante - Reconhecer as de comunicação
características, funções, aplicadas a
formas de uso e significado sistemas de
dos dados gerados pelos transmissão
instrumentos de medição e 4.9 Substituição de
equipamentos de Componentes de
diagnóstico empregados Sistemas de transmissão
nos diferentes processos de 4.9.1 Ferramentas
ajuste do sistema universais e
especiais para
remoção, montagem
e ajustes: tipos,
2.3 .5 Atendendo os - Interpretar os características,
requisitos de
procedimentos de aplicações, formas
segurança indicados
segurança quanto aos de uso, conservação
para o processo requisitos a serem 4.10 Controle de
observados no uso de qualidade pós-
ferramentas e equipamentos manutenção do sistema
empregados nas atividades de transmissão
de substituição de 4.10.1 Simulações
componentes de comportamento
dos sistemas:
- Selecionar os
equipamentos de
equipamentos de proteção
diagnose; teste de
individual de acordo com os
eficiência
riscos presentes nos
5. INTERFERÊNCIAS DO
processos de substituição
SISTEMA DE TRANSMISSÃO
de componentes
COM OUTROS SISTEMAS DO
- Reconhecer os tipos, VEÍCULO
características e funções 6. ENCERRAMENTO DE
dos equipamentos de SERVIÇOS DE
proteção coletiva MANUTENÇÃO
empregados em processos 6.1 Reorganização de
de substituição de locais de trabalho:
componentes Ferramentas da
Qualidade
6.2 Registros da
manutenção: registro de
2.3 .6 Destinando os - Interpretar os requisitos serviços realizados;
resíduos gerados no registro de peças
235
processo em das normas e substituídas
conformidade com procedimentos que 6.3 Entrega técnica de
as normas e estabelecem as condições veículos: informações de
procedimentos para a destinação de serviços realizados,
estabelecidos resíduos gerados em peças substituídas e
processos de substituição recomendações técnicas
de componentes 7. A RELAÇÃO DO
PROFISSIONAL COM O SEU
LÍDER
8. A RESILIÊNCIA NO
TRABALHO
2 .4 Reparar 2.4 .1 Utilizando os
- Identificar, no manual de 8.1 Como lidar com
sistemas recursos materiais e
reparação, os materiais, pressão, situações de
tecnológicos ferramentas, equipamentos tensão e stress no
requeridos pelo e instrumentos a serem trabalho
processo
utilizados na reparação do 9. TRABALHO EM EQUIPE
sistema 9.1 Autonomia e limites no
trabalho em equipe
- Interpretar os
10. DESENVOLVIMENTO
procedimentos que
PROFISSIONAL
estabelecem as condições
10.1 Planejamento
de utilização dos recursos
Profissional: ascensão
materiais e tecnológicos
profissional, formação
profissional, investimento
educacional
2.4 .2 Seguindo os 11. VISÃO SISTÊMICA
- Interpretar as normas, os
requisitos técnicos, 11.1 A percepção da
procedimentos técnicos, os
procedimentos, importância do seu
manuais dos fabricantes e o
tempos e normas trabalho no contexto e nos
Tempo de Reparo Padrão
aplicáveis à resultados da empresa
que estabelecem os
reparação em 12. SEGURANÇA NO
requisitos para a execução
questão TRABALHO
dos serviços de reparação
12.1 Procedimentos de
dos respectivos sistemas
segurança no trabalho
12.2 Normas de
Segurança do Trabalho
2.4 .3 Atendendo os (Regulamentadoras)
- Reconhecer os tipos,
requisitos de 13. MEIO AMBIENTE
características e funções
segurança indicados 13.1 Normas ambientais
dos equipamentos de
para o processo aplicáveis à manutenção
proteção coletiva
automotiva
empregados em processos
14. TRABALHO E
de reparação
PROFISSIONALISMO
- Selecionar os 14.1 Administração do
equipamentos de proteção tempo
individual de acordo com os 14.2 Administração de
riscos presentes nos recursos disponíveis
processos de reparação 14.3 Importância da
assertividade no trabalho
- Interpretar os
procedimentos de
236
segurança quanto aos
requisitos a serem
observados no uso de
ferramentas e equipamentos
empregados nas atividades
de reparação

2.4 .4 Destinando os - Interpretar os requisitos


resíduos gerados no
das normas e
processo em
procedimentos que
conformidade com estabelecem as condições
as normas e
para a destinação de
procedimentos
resíduos gerados em
estabelecidos processos de reparação

2 .5 2.5 .1 Considerando - Interpretar as informações


Diagnosticar as informações
fornecidas pelo cliente
falhas nos fornecidas pelo
quanto às possíveis
sistemas e cliente anomalias apresentadas
seus pelo veículo e que possam
componentes
levar a um diagnóstico

2.5 .2 Considerando
- Interpretar as informações
as informações contidas na ordem de
contidas na ordem
serviço quanto às
de serviço
características da anomalia
apresentada pelo veículo

2.5 .3 Realizando a - Identificar, nos


proteção das
procedimentos da empresa,
estruturas internas e
os requisitos a serem
externas do veículo considerados e atendidos
que não são objeto
na proteção do veículo antes
de intervenção em
do início do processo de
conformidade com o diagnóstico
padrão estabelecido

2.5 .4 Acessando os - Interpretar os manuais


componentes e seus técnicos quanto às ações a
sistemas pelos
237
métodos e meios serem executadas, meios a
tecnicamente serem utilizados e requisitos
indicados para o técnicos a serem atendidos
processo nos procedimentos de
acesso a componentes do
sistema

- Selecionar os
equipamentos, instrumentos
e ferramentas indicados
para o acesso aos
componentes do sistema
em questão, considerando
suas características e
funções

2.5 .5 Efetuando
- Reconhecer os tipos,
inspeções,
características, aplicações e
simulações e testes formas de uso dos
de acordo com as equipamentos, instrumentos
características do
e ferramentas dedicados à
sistema e
realização de inspeções,
tecnologias simulações e testes no
indicadas para o
sistema
diagnóstico em
questão - Avaliar as grandezas e
padrões funcionais
encontrados nas inspeções,
simulações e testes à luz
das especificações do
manual do fabricante

- Reconhecer os princípios
de funcionamento do
sistema e as
especificidades técnicas
(parâmetros, valores de
referência, ...) a serem
observadas na análise
diagnóstica do mesmo

- Definir, quando for o caso,


fluxogramas para a
realização de inspeções,
simulações e testes no
sistema

- Interpretar os
procedimentos, normas e
demais referências técnicas

238
a serem considerados na
inspeção, simulação e teste
do sistema

2.5 .6 Atendendo os
- Selecionar os
requisitos de equipamentos de proteção
segurança indicados individual de acordo com os
para o processo
riscos presentes nos
processos de diagnóstico

- Interpretar os
procedimentos de
segurança quanto aos
requisitos a serem
observados no uso de
ferramentas e equipamentos
empregados nas atividades
de diagnóstico

- Reconhecer os tipos,
características e funções
dos equipamentos de
proteção coletiva
empregados em processos
de diagnóstico

Fundamentos Técnicos Científicos

Capacidades Sociais, Organizativas e Metodológicas

Capacidades Organizativas

Demonstrar profissionalismo no exercício de suas


responsabilidades e sintonia com as diretrizes institucionais
estabelecidas
Aplicar princípios, normas e procedimentos de saúde, segurança
e meio ambiente relativos às atividades sob a sua
responsabilidade

Capacidades Sociais

Apresentar postura ética


Reconhecer o seu papel como gestor de equipes e processos
de trabalho, considerando seus pares e os demais níveis
hierárquicos

Capacidades Metodológicas

239
Situar o papel e a importância do seu trabalho no contexto da
organização, considerando os impactos das suas atividades nos
resultados dos produtos e serviços da empresa
Avaliar as oportunidades de crescimento e desenvolvimento
profissional, considerando o próprio potencial, as mudanças no
mercado de trabalho e as necessidades de investimento na
própria formação

240
Ambientes pedagógicos, com relação de equipamentos, máquinas, ferramentas, instrumentos e
materiais

Laboratório de informática
Sala de aula
Ambientes Pedagógicos
Biblioteca
Laboratório de Automotiva

Produtos para limpeza


EPCs
Material Didático Insumos para manutenção
Manuais e literaturas técnicas
EPIs

Suporte para sustentação de motores


Ferramentas convencionais
Ferramentas especiais para transmissão
Instrumentos de medição – mecânicas e elétricas
Kit multimídia
Década resistiva
Máquinas, Equipamentos, Scanner automotivo
Instrumentos e Ferramentas Elevador de veículos
Equipamento para troca de óleo de transmissão manual e automatizada
Prensa hidráulica
Bancada com Morsa
Macaco Jacaré
Cavaletes de sustentação
Macaco Telescópio

Nas condições de infraestrutura, serão asseguradas as condições de


acessibilidade instrumental e arquitetônica, reconhecendo a
especificidade e a peculiaridade do aluno com deficiência, levando-se em
Observações/recomendações
conta a(s) Norma(s) Regulamentadora(s) da ocupação, NBR nº 9050, Lei
nº 13.146/2015, a LDB nº 9394/96 e a legislação específica em vigência
da deficiência em questão, quando for o caso

241
Detalhamento das Unidades Curriculares

Módulo: ESPECÍFICO IV

Perfil Profissional: MECÂNICO DE VEÍCULOS LEVES

Unidade Curricular: MANUTENÇÃO DE MOTORES CICLO OTTO

Carga Horária: 120h

Unidades de Competência:

UC3 : Realizar a manutenção de motores ciclo Otto e seus sistemas, considerando as normas, padrões e
requisitos técnicos, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente

Objetivo Geral: Desenvolver as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para
a execução de serviços de manutenção de motores ciclo Otto de veículos leves e seus sistemas, considerando
diagnóstico, reparação, substituição, teste e atividades correlatas

CONTEÚDOS FORMATIVOS

Elemento de Padrão de Capacidades Técnicas Conhecimentos


Competência Desempenho

3 .1 Encerrar 3.1 .1 Reorganizando


- Interpretar os procedimentos e
o processo o local de trabalho nas 1. NORMAS TÉCNICAS
normas que estabelecem as
de condições e padrão APLICADAS À
condições para a reorganização
manutenção estabelecido MANUTENÇÃO
do local de trabalho
AUTOMOTIVA
2. ATITUDES E
COMPORTAMENTO
3.1 .2 Efetuando os ÉTICO NA
- Reconhecer padrões,
registros relativos às MANUTENÇÃO
processos, normas e
manutenções AUTOMOTIVA
procedimentos adotados pelas
realizadas 2.1 Código de ética
empresas para a realização de
profissional