Você está na página 1de 41

Europa Século XIX e Nacionalismo

01 - (FUVEST SP/1997) Atlas Histórico, Folha de S. Paulo.


Qual dos países abaixo, não passou por nenhuma das Para que a Grã-Bretanha e a Alemanha ocupassem as
várias revoluções políticas que marcaram a Europa no posições descritas pelo texto acima, concorreram
século XIX? fenômenos tais como:
a) Itália a) a prática do chamado comércio triangular,
b) Espanha envolvendo colônias na América, na Índia e na
c) Inglaterra África, no primeiro caso; e o sucesso dos seguidos
d) Alemanha planos quinquenais do desenvolvimento industrial,
e) França praticados pelo Estado desde 1810, no outro caso.
b) a adoção de uma economia de livre mercado com
02 - (FUVEST SP/1997) estímulo à competitividade, no primeiro caso; e a
"(em) Massachussetts o espírito do capitalismo estava política de cercamento das terras comunais,
presente antes do 'desenvolvimento capitalista' ...neste gerando mão-de-obra para a indústria, no outro
caso, a relação causal é, certamente, a inversa daquela caso.
sugerida pelo ponto de vista materialista". c) a atração que o mercado financeiro britânico
[Max Weber, A Ética Protestante e o Espírito do exercia sobre os investimentos mundiais, no
Capitalismo] primeiro caso; e a moral materialista, fruto da
A afirmação: adoção, por parte do Estado, do anglicanismo como
a) valoriza a visão do materialismo sobre o religião oficial, no outro caso
desenvolvimento do capitalismo na Nova d) a tardia estruturação de um Estado-nação que
Inglaterra. possibilitou a concentração de capitais nas mãos de
b) sustenta, ao contrário do marxismo, que o espírito verdadeiros empreendedores, no primeiro caso; e
capitalista foi o criador do capitalismo moderno. o apoio financeiro e logístico recebido da França,
c) coincide com a crítica marxista ao materialismo arqui-rival da Inglaterra, no outro caso.
sobre a existência do capitalismo na Nova e) a intensa atividade mercantil desenvolvida nas
Inglaterra. relações coloniais, no primeiro caso; e a unificação
d) diverge do marxismo ao defender a existência de política que consolidou as aliança econômicas já
uma fase de acumulação primitiva de capital. praticadas entre os estados germânicos no outro
e) defende uma concepção consensual entre os caso.
historiadores sobre a origem do capitalismo.
05 - (PUC SP/1996)
03 - (FUVEST SP/1998) A “Primavera dos Povos”, como foram batizados as
O Tratado de Viena, assinado em 1815, tinha por Revoluções de 1848 na Europa, trouxe uma novidade
principal objetivo: para o panorama político europeu.
a) estabelecer uma paz duradoura na Europa, que Pela primeira vez.
impedisse as guerras e revoluções, consolidando o a) a idéia de Revolução foi conjugada com o ideal
princípio da legitimidade monárquica. liberal de uma sociedade cuja organização fosse
b) ratificar a supremacia da Prússia, no contexto fundada num pacto social.
político da Europa Ocidental, para garantir o triunfo b) o regime republicano era instaurado sob o
de uma onda contra-revolucionária. patrocínio exclusivo da burguesia, uma vez que os
c) assegurar ao Império Austro-Húngaro o controle da trabalhadores abdicaram da participação na
Europa Continental, assim como da Inglaterra, a fim reordenação política.
de impedir a expansão da Rússia. c) o proletariado fazia sua aparição política com
d) impedir a ascensão da classe média ao poder, que reinvidicações classistas e propostas de mudança
iniciara uma série de revoluções em vários países da da ordem social.
Europa Ocidental. d) o internacionalismo proletário foi experimentado,
e) criar um sistema repressivo capaz de conter as tendo sido o motivo para a simultaneidade das
primeiras vagas do movimento socialista na Europa, revoluções em toda a Europa.
através da exclusão da influência da França. e) a proposta de um centralismo democrático na
estruturação do partido Liberal foi testada, tendo
04 - (PUC SP/1996) como resultado a efetiva conquista do poder por
“Por volta de 1850, a Grã-Bretanha era a primeira entre esse grupo.
as nações industrializadas, tendo evoluído de uma
economia de base agrária para uma 06 - (UECE/2000)
predominantemente industrial. Durante a segunda Em relação ao movimento sindical europeu, no século
Revolução Industrial (a partir de 1870), continuou em XIX, o anarquismo surgiu como uma doutrina política
posição de destaque, mas a Alemanha(...) passou a que tinha como meta:
determinar o ritmo da corrida pela supremacia a) expandir a formação de sindicatos pacifistas, na 1
industrial”. busca de uma sociedade mais justa

1
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
b) apoiar os ideais marxistas através da defesa de um que, no século XIX, liderou o processo de unificação
Estado Socialista centralizado alemã.
c) condenar a greve como um meio de ação operária Sobre o processo de unificação alemã e o governo de
reivindicatória Bismarck, assinale o que for correto.
d) defender a necessidade de extinguir qualquer 01. Em meados do século XIX, duas forças disputavam
forma de Estado, prejudicial aos interesses do a hegemonia da Alemanha, dividida sob o nome de
operariado Confederação Germânica: a Prússia, da dinastia
Hohenzollern, mais industrializada e com maior
07 - (UEL PR/1999) poder econômico; e a Áustria dos Habsburgo,
As Unificações Italiana e Alemã alteraram hegemônica no parlamento da Confederação.
profundamente o quadro político da Europa no século 02. Nomeado primeiro ministro da Prússia, Bismarck
XIX, rearticulando um equilíbrio de forças que resultaria estimulou os atritos entre a burguesia industrial,
na: sobre a qual baseava seu governo, e a aristocracia
a) Primeira Guerra Mundial. rural, os “Junkers”.
b) Revolução dos Cravos. 04. Passo importante no processo de unificação foi a
c) Guerra Civil Espanhola. criação, em 1867, da Confederação Germânica do
d) Revolta dos Cipaios. Norte, sob hegemonia prussiana. A Confederação
e) Segunda Guerra Mundial. Germânica do Norte não conseguiu, porém, a
adesão da Baviera, de Baden, de Würtemberg e de
08 - (UEL PR/2001) Hesse-Darmstadt.
A respeito da revolução de 1848 na Europa, é correto 08. Em 1871, após vitória na guerra francoprussiana, foi
afirmar: constituído o Império (Segundo Reich),
a) Restringiu-se a Paris e às pequenas cidades incorporando-se os quatro Estados do Sul.
periféricas. 16. O governo Bismarck adotou um programa de
b) Contou com uma reduzida participação do legislação social, no intuito de criar barreira à
proletariado. expansão da ideologia marxista. Também suprimiu
c) Caracterizou-se pela disputa entre liberais, os sindicatos, proibiu a imprensa operária,
nacionalistas e socialistas. autorizou prisões e colocou na clandestinidade o
d) Foi marcada pelo radicalismo dos camponeses Partido Social Democrata.
republicanos.
e) Nela, os revolucionários defendiam a continuidade 11 - (UEM PR/2000)
da monarquia e de Luiz Filipe à frente do Governo. Eric Hobsbawm denominou o período que vai de 1789 a
1848 como a "Era das Revoluções".
09 - (UEL PR/2001) Sobre esse período histórico, assinale o que for correto.
Sobre a unificação da Itália (1870) e da Alemanha 01. A França revolucionária experimentou um intenso
(1871), analise as afirmativas abaixo: período de violência social, principalmente entre
I- Os movimentos liberais, que nesses países 1793 e 1794. Essa fase da revolução ficou conhecida
assumiram um aspecto fortemente nacionalista, como o período do terror ou, simplesmente, como
tiveram importante participação no processo de o terror.
unificação. 02. Na Inglaterra, a experiência revolucionária foi uma
II- A ausência de guerras ou revoltas marcou a conseqüência do processo histórico francês. Essa
unificação italiana e alemã. revolução, ocorrida nos primeiros anos do século
III- O processo de unificação acelerou o XIX (1801-1812), ficou conhecida como a Revolução
desenvolvimento do capitalismo na Alemanha e na Gloriosa.
Itália, o que resultou em disputas que 04. Com a derrota da França napoleônica, as forças
desembocaram na Primeira Guerra Mundial. conservadoras se reuniram em Viena, em 1815,
Assinale a alternativa correta. objetivando restaurar a ordem prérevolucionária.
a) Apenas a afirmativa II é verdadeira. 08. O movimento cartista constituiu-se em uma grande
b) Apenas a afirmativa III é verdadeira. agitação social ocorrida na Inglaterra, entre meados
c) Apenas as afirmativas I e II são verdadeiras. da década de 1830 e o final da década seguinte.
d) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras. Dentre as principais reivindicações desse
e) Apenas as afirmativas II e III são verdadeiras. movimento, podem ser destacados o direito ao
voto universal masculino, a abolição do voto
10 - (UEM PR/1999) sensitário para a Câmara dos Comuns e a
Embora derrotado nas recentes eleições pelo Partido remuneração dos deputados, para que os
Social Democrata, Helmuth Kohl, chanceler que representantes dos trabalhadores pudessem
comandou a reunificação da Alemanha, após a queda do participar do parlamento.
Muro de Berlim, vem tendo, não raro, seu nome 2
comparado com o de Otto von Bismarck, o chanceler

2
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
16. Em 1848, a Europa foi varrida por uma nova onda A história do século XIX europeu foi marcada pela
revolucionária que atingiu a França, a Alemanha e o emergência e pela força dos movimentos nacionalistas,
Império Austro-Húngaro, entre outros. atuantes tanto nas camadas populares quanto nas
32. Na Rússia, em 1848, ocorreram violentos combates, burocracias estatais. As duas grandes conquistas
principalmente nas ruas de São Petesburgo. Em nacionalistas do século XIX realizadas, basicamente, por
decorrência desses conflitos, Pedro, o Grande, ações estatais, foram as:
objetivando acabar com os distúrbios, decretou o a) centralizações políticas na França e na Bélgica.
fim da servidão em todo o Império. b) intervenções do Império russo nas regiões eslavas
da Europa.
12 - (UEPA/2001) c) independência das colônias inglesas e francesas da
As considerações de Bismarck, apresentadas abaixo, e América.
as contribuições da historiografia acerca do processo de d) guerras contra o imperialismo na Ásia e na África.
unificação alemã possibilitam considerar que: e) unificações da Alemanha e da Itália.

14 - (PUC RS/2000)
Considere o texto abaixo.

"Todos os movimentos, até o presente, foram realizados


por minorias ou no interesse de minorias. O movimento
proletário é o movimento autônomo da imensa maioria
no interesse da imensa maioria. O proletariado, a
camada inferior da sociedade atual, não pôde levantar-
se, erguer-se sem fazer explodir toda a superestrutura
das camadas que formam a sociedade oficial. (...). A
queda da burguesia e a vitória do proletariado são
Bismarck: “A unificação da Alemanha sob a hegemonia igualmente inevitáveis."
da Prússia. O resto é acessório.” (Manifesto Comunista, 1848).
IN: MOTA, Carlos G. História Moderna e No século XIX, surgem formas de analisar a realidade
Contemporânea. São Paulo: Moderna, 1986 do capitalismo industrial que refletem as contradições
a) a proposta de unificação dos Estados Germânicos deste sistema. Alguns acreditavam na razão como
desenvolveu-se a partir da vitória da Prússia nas fonte de progresso e liberdade inerentes ao
batalhas de Sedan e Metz, na Guerra franco- capitalismo. Outros consideravam essa estrutura
prussiana. A vitória alemã garantiu à Confederação injusta e propunham uma revolução para transformá-la
Germânica a anexação da Alsácia e da Lorena. em uma sociedade qualitativamente melhor.
b) em seu projeto de unificação dos Estados Dentre as correntes políticas que se situam nesta última
Germânicos, Bismarck defendia a retomada das linha de pensamento, representada pelo texto acima,
estratégias nacionalistas e democráticas de 1848, está:
razão pela qual apregoava uma unificação a “ferro a) o socialismo utópico.
e sangue”. b) o socialismo científico.
c) ao desenvolver seu projeto de unificação, o c) o anarquismo.
chanceler Bismarck direcionou o poder prussiano d) a doutrina social da Igreja.
contra a Áustria. Desse modo, procedeu e) a social-democracia.
inicialmente à unificação dos Estados Alemães do
Sul, em 1866. 15 - (PUC RS/2002)
d) a Prússia, em processo de industrialização desde Dentre as transformações profundas que o sistema
1850, fortaleceu-se economicamente e assim capitalista provocou, entre as décadas finais do século
procedeu à uma reforma política interna que alijou XIX e princípio do XX, na ordem interna dos países
a aristocracia dos junkers dos cargos burocráticos e hegemônicos e na sociedade internacional como um
do exército prussiano. Nesse contexto, todo, NÃO é correto apontar:
desenvolveu-se a unificação dos Estados Alemães a) o fortalecimento do militarismo, com a formação
em 1866. dos complexos industriais-militares.
e) em seu projeto unificador, Bismarck buscou b) a constituição de novos sistemas coloniais, na África
neutralizar a influência austríaca sobre os Estados e na Ásia.
Confederados Alemães, construindo uma c) o advento da Segunda Revolução Industrial,
estratégia que implicou a guerra contra a baseada na petroquímica e na eletricidade.
Dinamarca, aliança com a Itália e neutralidade da d) o enfraquecimento dos mecanismos de intervenção
França. do Estado na ordem econômica.
e) a concentração do capital, com a formação de 3
13 - (UFTM MG/2002) cartéis e trustes.

3
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
ocidental, vinculando-se, apenas, às revoluções
16 - (PUC RS/2002) atlânticas.
Na Europa da primeira metade do século XIX, como e) A Revolução Francesa não representou o processo
reação às forças conservadoras que formavam a Santa das revoluções democrático-burguesas, por não
Aliança, eclodiram, em 1830, revoluções nas quais os aceitar a hegemonia inglesa na expansão das idéias
ideais da Revolução Francesa articulavam-se aos liberais.
princípios do ________ e do ________. A essas
correntes doutrinárias viria a acrescentar-se, a partir 19 - (UFJF MG/2000)
dos movimentos de 1848, o ________. “Os efeitos causados nas vidas das pessoas foram
a) liberalismo imperialismo comunismo terríveis, quase indescritíveis. A sociedade humana
b) iluminismo nacionalismo comunismo poderia ter sido aniquilada, de fato, não fosse a
c) liberalismo nacionalismo socialismo ocorrência de alguns contramovimentos protetores que
d) iluminismo imperialismo socialismo cercearam a ação desse mecanismo autodestrutivo. “
e) liberalismo federalismo comunismo (Karl Polanyi. A grande transformação.)
O trecho acima refere-se aos impactos decorrentes da
17 - (UFAC/2001) expansão do sistema fabril e da economia de mercado
Surgimento do Império Alemão e a formação do Reino capitalista. A reação a tais impactos esteve, em boa
da Itália bem como toda uma série de conflitos pelo medida, vinculada ao movimento operário do século
controle da região dos Estreitos de Bósforo e XIX, sobre qual é INCORRETO afirmar:
Dardanelos estão inseridos no contexto daquilo que a) em algumas de suas manifestações iniciais,
ficou conhecido, no panorama político europeu de defendia a preservação dos métodos tradicionais
meados do século XIX, como a "política das de produção, recorrendo, inclusive, à destruição de
nacionalidades". A consolidação da unificação italiana e máquinas;
alemã, no entanto, somente se completaria nos anos b) o movimento cartista teve como uma de suas
1870-1871. principais reivindicações a defesa do sufrágio
O que estava por trás desses conflituosos processos de universal e a eliminação do voto censitário;
unificação? c) por meio dos partidos operários, o anarquismo
a) A afirmação de um poder aristocrático. defendia a aplicação de uma ampla legislação social
b) A vitória dos ideais políticos e econômicos do que fosse assegurada pelo Estado;
liberalismo. d) o marxismo assinalava que o Capitalismo era um
c) A consolidação do Vaticano como expressão maior sistema econômico sujeito a crises, confiando na
de poder sobre aquelas regiões. ação revolucionária do proletariado para sua
d) A derrota dos ideais de liberdade, igualdade e substituição por uma economia socialista.
fraternidade expandidos pela revolução francesa.
e) A consolidação do prestígio e poder de Napoleão III 20 - (UFLA MG/2000)
sobre aquelas regiões. Identifique a alternativa CORRETA:
a) O conjunto de doutrinas que caracterizou o
18 - (UFF RJ/2001) totalitarismo desenvolveu-se a partir da crise do
O processo das Revoluções Democrático-Burguesas que feudalismo e se estendeu ao longo do século XIX e
animou a Europa e a América nos séculos XVIII e XIX início do século XX.
contribuiu, efetivamente, para a institucionalização da b) As características da política de expansão
vida política contemporânea. assumidas pelo anarquismo e pelo imperialismo, já
Com relação ao enunciado, pode-se afirmar que: são encontradas mesmo na antigüidade, no
a) A Revolução Francesa não fez parte do processo das entanto, modernamente, o termo surge a partir de
revoluções democrático-burguesas, pois 1870.
apresentou idéias de vida social incompatíveis com c) Não é possível um rastreamento exato da
o capitalismo liberal. manifestação de movimentos históricos, uma vez
b) As revoluções democrático-burguesas, ao que ocorrem em sociedades e momentos bastante
conterem a crítica mais radical ao Antigo Regime, díspares.
desenvolveram as idéias centrais do positivismo e d) A idéia de uma sociedade livre da autoridade
do evolucionismo, contribuindo para o reforço do estatal, teria surgido ainda no decurso da formação
autoritarismo. do estado feudal, entre os séculos V e X.
c) A Revolução Francesa, movimento heterogêneo, e) O movimento doutrinário colonialista e sua política
que incluiu setores sociais descontentes com o de expansão territorial, têm início no século XX.
Antigo Regime, promoveu o desenvolvimento das
matrizes ideológicas do século XIX: liberalismo, 21 - (UFMG/1995)
socialismo e conservadorismo. Todas as alternativas apresentam conceitos que
d) A Revolução Americana, ao ser incluída nas revoluções traduzem o ideário característico do século XIX, 4
democrático-burguesas, excluiu-se do processo EXCETO:

4
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
a) Anarquismo. c) provocar mudanças nos comportamentos e valores
b) Humanismo. das sociedades ocidentais, notadamente no
c) Liberalismo. terreno da sexualidade.
d) Sindicalismo. d) recusar a ação política como meio para atingir as
e) Socialismo. transformações, na convicção de que o futuro traria
soluções.
22 - (UFMG/1999)
Leia estes trechos de relatos sobre o movimento ludista 24 - (UFMG/2002)
na Inglaterra, no início do século XIX, feitos à época: Leia estes trechos, que expressam algumas das
principais correntes de pensamento do século XIX:
"Só quebraram as armações dos que tinham reduzido o I. Ora, o que distingue a revolução francesa, e o que a
valor dos salários dos empregados; os que não tinham torna um acontecimento único na história, é que
abaixado o valor ficaram com suas armações intactas; ela é radicalmente má; nenhum elemento de bem
num estabelecimento, na noite passada, quebraram alivia o olhar do observador; é o mais alto grau de
quatro entre seis armações; as outras duas, que corrupção conhecido; é a pura impureza.
pertenciam a mestres que não tinham abaixado seus II. A essência do sistema capitalista está, pois, na
salários, não mexeram nelas." separação radical entre o produtor e os meios de
"Vieram a este local dois homens que se diziam produção. Esta separação torna-se cada vez mais
inspetores do comitê; foram às casas de todos os acentuada e numa escala progressiva, desde que o
malharistas e dispensaram-nos de trabalhar a preços sistema capitalista se estabeleceu.
que estivessem abaixo de uma lista que lhes deram. [...] III. O Estado foi sempre patrimônio de qualquer classe
Quando encontraram um bastidor operado por alguém privilegiada: classe sacerdotal, nobiliárquica, classe
que não tivesse prestado o aprendizado regular, ou por burguesa. O Estado ergue-se ou cai quase como
uma mulher, dispensavam-nos do trabalho e, se uma máquina, mas o fundamental é que, para sua
prometiam parar, fincavam um bilhete na armação com salvação e existência, haja sempre qualquer classe
essas palavras escritas: ‘Deixem ficar essa armação, social privilegiada que se interesse pela sua
removidos os inexperientes'." existência.
Os trechos I, II e III podem ser associados,
A partir das idéias contidas nesses relatos, o ludismo respectivamente,
pode ser caracterizado como um movimento que a) ao conservadorismo, ao marxismo e ao
a) lutava pelo retorno da guilda e contra a evolução anarquismo.
tecnológica do capitalismo. b) ao idealismo, ao nacionalismo e ao darwinismo.
b) resistia à industrialização e ao uso das máquinas na c) ao romantismo, ao positivismo e ao liberalismo.
indústria têxtil. d) ao cientificismo, ao saint-simonismo e ao nihilismo.
c) buscava controlar os salários e a oferta de mão-de-
obra. 25 - (PUC MG/2005)
d) pretendia a manutenção do artesanato tradicional A grave crise econômica do último quartel do século XIX
como forma de produção. resultou:
a) no enfraquecimento do movimento operário,
23 - (UFMG/2001) constrangido pela elevação do nível de
A radicalização política dos anos 60, antecipada por desemprego.
contingentes menores de dissidentes culturais e b) na reversão do processo de expansão imperialista
marginalizados sob vários rótulos, foi dessa gente levado a cabo pelas potências ocidentais.
jovem, que rejeitava o status de crianças e mesmo de c) na superação do estágio clássico do capitalismo,
adolescentes (ou seja, adultos ainda não inteiramente restringindo as estruturas da livre concorrência.
amadurecidos), negando ao mesmo tempo humanidade d) na redução do tamanho das empresas, que tiveram
plena a qualquer geração acima dos trinta anos de que reduzir sua escala de produção.
idade, com exceção do guru ocasional.
HOBSBAWM, Eric J. Era dos extremos: o breve século XX 26 - (UFMS/1999)
(1914-1991). Sobre a história da evolução do sistema capitalista na
São Paulo: Companhia das Letras, 1995. p.318. Europa e no mundo ocidental, é correto afirmar que:
A “cultura jovem” e as rebeliões juvenis dos anos 60 01. o Capitalismo Mercantil correspondeu a uma etapa
deste século caracterizaram-se por: do desenvolvimento econômico europeu que, por
a) criticar, de forma aguda, as velhas gerações, sob a volta dos séculos XVI ao XVIII, caracterizou-se pelo
acusação de terem abandonado o respeito às crescimento do uso de trabalho assalariado e pelo
tradições. predomínio das atividades mercantis sobre a
b) enrijecer as estruturas do ensino universitário, à produção e as finanças.
medida que estimularam a união dos 02. o período de desenvolvimento do Capital, no qual 5
conservadores. surgiram as grandes manufaturas, correspondeu

5
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
também à intensificação das relações servis de a) As industrializações alemã e japonesa ratificam o
produção e ao predomínio do setor financeiro processo de mundialização do capitalismo e os
sobre as demais esferas das economias européias. incentivos às transformações industriais.
04. a etapa do sistema capitalista conhecida como b) As industrializações brasileira e norte-americana
Revolução Industrial correspondeu a um salto demonstram a capacidade de ampliação dos
qualitativo na produção em geral, sobretudo com a mercados produtores.
introdução de máquinas movidas a vapor nas c) As industrializações italiana e portuguesa atestam
fábricas. as novas diretrizes das nações industrializadas em
08. na época da Revolução Industrial, a Inglaterra ficou direção aos mercados africanos.
conhecida como a “oficina do mundo”, em razão do d) As industrializações indiana e francesa indicam o
seu pioneirismo na introdução de novas tecnologias declínio da hegemonia inglesa no cenário mundial.
na indústria e de novos investimentos que e) As industrializações argentina e mexicana que
privilegiaram a produção. decorrem, em parte, desses processos de
16. na segunda metade do século XIX, o sistema transformação da economia mundial, tiveram
capitalista viveu uma nova fase de sua evolução como fator decisivo a revolução agrária.
histórica a partir do crescimento de seu setor
financeiro e da hegemonia deste sobre os demais 29 - (UEL PR/2001)
setores da indústria e do comércio em âmbito A unificação da Itália está incluída na Política das
internacional, caracterizando-se também pela Nacionalidades, quando também ocorreu a unificação
concentração do Capital e pela formação de da Alemanha.
monopólios. Sobre o tema, assinale a opção correta.
a) A unificação da Itália ocorreu, devido ao orgulho
27 - (CESJF MG/2001) nacional, sem ajuda estrangeira.
O século XIX foi marcado por transformações políticas, b) A unificação da Alemanha ocorreu com
econômicas e sociais na Europa. predominância de acertos e discussões dos
Sobre o processo histórico europeu no século XIX é diplomatas, fazendo-se, pode-se dizer,
INCORRETO afirmar que: pacificamente.
a) A expansão do Império Napoleônico possibilitou a c) Valendo-se de suas vitórias militares sobre a
expansão das idéias iluministas e liberais da Áustria, Reino de Piemonte-Sardenha obteve, para
Revolução Francesa. a unificação nacional, a região da Lombardia.
b) O período que se estende de 1820 a 1850, d) A unificação da Alemanha foi liderada pelo Reino da
colaborou para a difusão e a consolidação do Prússia e planejada habilmente por Bismarck.
liberalismo. Nesse momento conturbado, quase e) O Reino de Nápoles ou das Duas Sicílias liderou a
todo continente europeu esteve envolvido em unificação da Itália.
revoltas, levantes e revoluções.
c) As unificações italiana e alemã foram marcadas 30 - (PUC PR/2001)
pelo conturbado contexto histórico europeu. Preencha as lacunas com os termos contidos nas
Todavia, podemos afirmar que o liberalismo não foi alternativas abaixo:
a base política das lutas pela unificação na Itália e
na Alemanha. A unificação da Itália foi liderada pelo Reino
d) No processo de unificação da Alemanha e da Itália, ____________, tendo sido preparada pelo ministro
podemos destacar algumas semelhanças, dentre os ____________. Contou em sua fase inicial com a ajuda
quais o interesse da burguesia nacional dos dois militar da ____________. O Reino de Nápoles ou das
países em ampliar os seus mercados internos. Duas Sicílias foi conquistado e entregue para a obra de
e) O papa Pio IX se recusou a aceitar a anexação de unificação nacional por ____________. Em 1870,
Roma como a capital do estado italiano. A questão completou-se a unificação, salvo algumas regiões em
só seria resolvida em 1929, com a criação do Estado poder do Império Austro-Húngaro, que os patriotas
do Vaticano. italianos denominaram ____________.

28 - (UFF RJ/2004) Assinale a alternativa que contém a seqüência correta:


Os processos de expansão da economia mundial no final a) Venécia - Cavour - Alemanha - Mazzini – Itália
do século XIX abriram caminho para a política Liguriana.
imperialista com reflexos em áreas que permaneciam b) Piemonte - Cavour - Espanha - Giovanni Gentile -
em regimes econômicos incompatíveis com a Itália Irredenta.
modernização industrial. c) Toscana - D’Annunzio - França - José Garibaldi -
Assinale a alternativa que melhor identifica essa nova Itália Sitiada.
situação. d) Piemonte - Cavour - França - José Garibaldi - Itália
Irredenta. 6

6
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
e) Parma - D’Annunzio - França - José Garibaldi - Itália 04. Portugal e Espanha, grandes produtores de tecidos
Cisalpina. de lã, entraram em concorrência com o algodão
inglês, colocando no mercado tecidos destinados às
31 - (UFPEL RS/2000) regiões colonizadas pelos países europeus.
Leia o texto a seguir: 08. A Inglaterra dominou os mercados mundiais, em
função de sua hegemonia naval e das
“Com a crescente expansão da industrialização do transformações internas de sua economia em
continente europeu, a partir de 1830, os pequenos direção ao processo de industrialização.
Estados italianos e alemães sentiram a necessidade de 16. Diversas e diferentes teorias econômicas foram
promover uma centralização, com o objetivo de produzidas no século XVIII: para os fisiocratas, por
conseguir equiparar-se às grandes potências, exemplo, a economia deveria seguir as leis da
principalmente França e Inglaterra. Ainda politicamente natureza.
fracas, nem a burguesia italiana nem a alemã tinham 32. No âmbito da política, o despotismo esclarecido
condições de assumir a direção do governo. Por isso, propunha uma aliança entre os princípios
aceitavam a monarquia constitucional, desde que o filosóficos iluministas e o exercício de uma forma de
Estado incentivasse o progresso econômico. governo extremamente centralizada.
Acreditavam que só assim poderiam chegar à
centralização política, sem passar necessariamente por 33 - (UFPR/2002)
mudanças estruturais que colocassem em perigo sua As tendências artísticas do último quartel do século XIX
posição de classe proprietária.” podem ser consideradas as raízes das vanguardas do
(PAZZINATO, Alceu Luiz;et alii. História Moderna e início do século XX. Todo esse período foi marcado por
Contemporânea. São Paulo: Ática, 1993,p.186). atitudes que pregavam a negação dos padrões vigentes
O texto está relacionado com: de representação, que já estavam consagrados pelo
a) as “trade-unions”, ou uniões operárias, que gosto burguês.
inicialmente eram entidades de auxílio mútuo, Sobre o contexto artístico-cultural do final do século XIX
fortemente assistencialistas, preocupadas em e do início do século XX, é correto afirmar:
ajudar trabalhadores com dificuldades econômicas 01. As vanguardas artísticas do início do século XX
e reivindicar melhores condições de trabalho. retomaram os postulados do Realismo, tendência
b) o socialismo utópico, assim chamado por acreditar marcada pela negação do cotidiano como elemento
na organização comunista das sociedades, sem de inspiração.
lutas de classe, através de reformas pacíficas e 02. O Futurismo italiano, inspirando-se em elementos
graduais. como fábricas, multidões urbanas e máquinas,
c) o socialismo científico, que criticava o capitalismo buscou a construção de uma nova sensibilidade
dominante, propondo a organização de uma para a apreensão das transformações tecnológicas
sociedade comunista, necessariamente pela luta de do início do século XX.
classes. 04. A pintura expressionista, que conheceu seu auge
d) o movimento cartista, em que os trabalhadores nas décadas iniciais do século XX, procurou atingir
ingleses promoveram agitações de rua e o público com quadros de grande intensidade
apresentaram ao Parlamento reivindicações como: dramática, enfocando o drama humano frente aos
representação igual para todas as classes, sufrágio dilemas trazidos pela industrialização.
universal restrito para os homens aos vinte e um 08. Uma das propostas do Cubismo era a redução do
anos, etc. corpo humano aos seus elementos geométricos
e) o nacionalismo, na prática representado pela básicos, como demonstra a produção artística de
unificação da Itália e da Alemanha, o qual defendia Pablo Picasso, seu grande representante.
a luta dos povos ligados por laços étnicos, 16. O Impressionismo, na tentativa de se afastar dos
lingüísticos e culturais, pela sua independência padrões acadêmicos vigentes, buscou destacar o
como nação. efeito da luz solar sobre os objetos, privilegiando a
pintura ao ar livre no lugar da pintura dos ateliês.
32 - (UFPR/2002) 32. Diferentes regimes políticos da Europa,
O século XVIII europeu foi marcado por profundas especialmente o nazismo, reconheceram a
transformações econômicas e políticas. importância da estética expressionista e adotaram-
Sobre esse período, é correto afirmar: na como veículo de seus ideais sociais.
01. Em meados do século XVIII, Portugal havia atingido
um estágio de desenvolvimento econômico que 34 - (UFRN/1999)
permitiu seu ingresso na produção industrial, com Sobre a unificação alemã no séc. XIX, Marionilde
o conseqüente abandono das atividades agrícolas. Magalhães afirma:
02. Na França, novas teorias econômicas passaram a
defender a valorização do trabalho, considerado Desde o final do século XVIII, a criação de inúmeras 7
como a verdadeira fonte de riqueza das nações. associações resultou num determinado patriotismo

7
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
cultural e popular, num território dividido em estados alfandegários entre os diferentes Estados da
feudais dominados por uma aristocracia retrógrada. Confederação Germânica."
Tais associações se dirigem à nação teuta, enfatizando o II. "O personagem-síntese do nacionalismo alemão
idioma, a cultura e as tradições comunitárias, elementos (...) não mediu meios para edificar o Segundo Reich
para a elaboração de uma identidade coletiva, alemão. (...) Após a vitória sobre a França, ao
independentemente do critério territorial. E, de fato, regressar a Berlim, o 'chanceler de ferro' foi
esse nacionalismo popular, romântico-ilustrado (uma reconhecido como fundador do novo Reich.
vez que pautado no princípio da cidadania e no direito à Ninguém, a serviço de um rei, desde Richelieu,
autodeterminação dos povos), inspirará uma boa havia tão rapidamente elevado a importância de
parcela dos revolucionários de 1848. Mas não serão eles seu soberano, ao mesmo tempo acrescendo, com
a unificar a Alemanha. Seus herdeiros precisarão tão bons resultados, sua autoridade no governo.
aguardar até 1871, quando Bismarck realiza uma (...)"
revolução de cima, momento em que, em virtude do (Alan Palmer. Bismarck, Trad. Brasília: Universidade de
poderio econômico e da força militar da Prússia, a Brasília, 1982, ln: Claúdio Vicentino - História Geral
Alemanha se unifica como Estado forte, consolidando- Os textos identificam:
se a sua trajetória rumo à modernização. a) causas da expansão neocolonialista alemã.
[adaptação] MAGALHÃES, Marionilde D. B. de. A b) fatos relacionados ao período entre-guerras.
reunificação: enfim um país para a Alemanha? c) momentos do processo de Unificação alemã.
Revista Brasileira de História. São Paulo: ANPUH/Marco d) conseqüências da Primeira Guerra Mundial.
Zero, v.14, n. 28,1994. p.102. e) Etapas da ascensão do nazismo na Alemanha.
Tendo-se como referência essas considerações, pode-se
concluir que: 37 - (UnB DF/1994)
a) o principal fator que possibilitou a unificação alemã Julgue os itens relativos às conquistas dos direitos do
foi o desenvolvimento econômico e social dos homem.
Estados germânicos, iniciado com o 00. O humanista Thomas Morus proclamou “o direito
estabelecimento do Zollverein - liga aduaneira que ao trabalho para todos os cidadãos” fugindo das
favoreceu os interesses da burguesia. fórmulas acabadas do pensamento medieval. Em
b) a unificação alemã atendeu aos interesses de uma sua obra Utopia ele combinou a sátira com o
aristocracia rural desejosa de formar um amplo imaginário, resultando em uma crítica ao sistema
mercado nacional para seus produtos, alicerçando- de poder político e religioso vigente.
se na idéia do patriotismo cultural e do 01. No início da Era Moderna, os objetivos sociais
nacionalismo popular. passaram a ser entendidos como a soma dos
c) na Alemanha, a unificação nacional ocorreu, objetivos individuais, por meio das Declarações dos
principalmente, em virtude da formação de uma Direitos do Homem, incluídas nas Constituições dos
identidade coletiva baseada no idioma, na cultura e Estados Liberais.
nas tradições comuns. 02. A forte participação da burguesia nas Revoluções
d) na Alemanha, a unificação política pôde ultrapassar de 1848 na Europa, fez com que o socialismo
as barreiras impostas pela aristocracia territorial, deixasse de ser apenas uma proposta de uma
que via no desenvolvimento industrial o caminho sociedade utópica, sendo implantado em alguns
da modernização. países, onde se tentou destruir as raízes das
desigualdades entre os homens.
35 - (UFRN/2001) 03. Somente depois da Segunda Guerra Mundial é que
No século XIX, a Europa foi sacudida por tantas a defesa dos direitos do homem passou da esfera
revoluções (1830/1848/1871) que o período foi nacional para a internacional, envolvendo todos os
designado como “Era das Revoluções”. povos.
Esses movimentos tiveram em comum:
a) imperialismo, nacionalismo e participação da 38 - (UnB DF/1994)
aristocracia territorial A respeito da Era Vitoriana, julgue os itens abaixo.
b) corporativismo, sentimento de união nacional e 00. A dinastia Tudor, surgida no início do século XVIII,
participação da burguesia teve na Rainha Vitória (1837–1901) um símbolo da
c) internacionalismo, socialismo utópico e virtude proletária e da glória inglesa, porque foi ela
participação das elites intelectuais quem instituiu a divisão bicameral do Parlamento
d) socialismo, ideal de liberdade e participação das inglês, dando oportunidades aos plebeus de
camadas populares participarem do governo.
01. Um traço marcante da sociedade inglesa no século
36 - (UFSE/2001) XIX foi o acelerado ritmo de crescimento
I. "Sob a influência da burguesia industrial, sobretudo demográfico, resultante do declínio da
da Prússia, estabeleceu-se o Zollverein, uma união mortalidade, conseqüência do progresso da 8
aduaneira com o objetivo de eliminar os impostos

8
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
medicina, da melhoria das condições de higiene e 02. As transformações econômicas e sociais, no sul d
do aumento da natalidade. Península Italiana, especialmente o
02. No plano político, o período caracterizou-se pelo desenvolvimento industrial e o crescimento das
controle afetivo do Parlamento pelas novas classes cidades, foram impulsos relevantes para a
dominantes, que receberam o apoio do nascente unificação da Itália.
movimento sindical, contra a nobreza territorial e a 03. O Império Alemão nasceu da unificação do norte
Igreja. com o sul, conseguida pela Prússia, em 1871.
03. Os traços mais gerais do imperialismo inglês do
século XIX foram, sistema colonial baseado no 41 - (UFOP MG/1995)
monopólio, manutenção do tráfico de escravos e da Com relação aos impérios coloniais europeus do final do
escravidão e transformação gradativa do império século XIX, assinale a alternativa correta.
formal em uma comunidade autônoma. a) A maior potência colonial era a Alemanha, que se
apoiou na sua força industrial para construir um
39 - (UnB DF/1995) grande império.
Leia o texto que se segue. b) Apesar de numerosas tentativas européias, o
continente asiático conseguiu se manter livre do
Quase em toda a parte, o estabelecimento do sufrágio colonialismo.
universal foi feito por etapas, mais ou menos c) Do ponto de vista europeu, as colônias eram
numerosas, mais ou menos espaçadas. O sufrágio desejadas por serem fornecedoras de produtos
universal havia sido precedido por uma experiência, manufaturados.
mais ou menos longa, de acordo com os países, do d) A Bélgica,mesmo sendo um país de menor
sufrágio limitado, que a Grã-Bretanha conhecida há importância no panorama europeu possuía uma
séculos e a França há meio século apenas. das maiores colônias na África: o Congo.
R. Remond, O século XIX. e) O colonialismo se estabelecia de maneira pacífica,
Com base no texto, julgue os itens abaixo. normalmente contando com a anuência dos povos
00. A resistência ao acesso das mulheres à vida política dominados.
foi sempre muito forte. Alegava-se que não se
deveria conceder o direito de voto àqueles que não 42 - (UFOP MG/1996)
eram independentes. As mulheres, portanto, não O nacionalismo romântico, que se opôs ao liberalismo e
eram vistas como seres independentes. Na França que orientou os processos de unificação da Itália e
e na Inglaterra, foi somente no século XX que elas Alemanha durante boa parte do passado, caracteriza-se
adquiriram o direito de votar. por uma série de traços políticos e culturais.
01. Nos primórdios do liberalismo, o direito de voto era Assinale a alternativa que não define a fase romântica
limitado aos cidadãos que tinham rendas, o que do nacionalismo, na segunda metade do século XIX:
caracterizava o sistema eleitoral como censitário. a) Elaboração da consciência de que cada povo está
02. O liberalismo transformou-se em liberal-democrata ligado à sua terra, possuindo uma história marcada
quando se estabeleceu o sufrágio universal, pois por lutas e sofrimentos em comum.
esta passou a admitir a igualdade política entre b) Afirmação de que os indivíduos que integram uma
classes socioeconômicas distinta. nação devam dirigir a ela todos os seus elevados
03. A sociedade francesa do século XIX construiu de si sentimentos de amor e fidelidade.
mesma a imagem de uma sociedade em perigo. O c) Sentimento de orgulho pelos costumes e tradições
pauperismo nas grandes cidades, o surgimento da populares da pátria, que desenvolve no indivíduo o
multidão nas ruas, tudo isso inspirava aos poderes sentido de comunidade e o espírito de auto-
públicos um sentimento de temor, que ra sacrifício por seu povo e por sua terra.
justificado pelas jornadas de julho, pela comuna de d) Criação de mitos políticos nacionais e afirmação do
Paris e outras insurreições populares. preceito de que a nação foi escolhida por Deus para
ter um destino glorioso entre os demais povos.
40 - (UnB DF/1996) e) Postura crítica em relação ao conjunto de tradições
A respeito dos processos de unificação da Itália e da e instituições cuja natureza contrariava a herança
Alemanha, julgue os itens abaixo. racional da civilização ocidental, valorizando os
00. As duas tentativas de unificação ocorreram ao direitos individuais e promovendo a paz e harmonia
mesmo tempo, por ocasião das revoluções de 1848, entre as nações européias.
sendo que os dois países só conseguirão obtê-la
entre 1870 e 1871. 43 - (UFOP MG/1996)
01. As guerras contra a Dinamarca, a Áustria e, As revoluções liberais que ocorreram por toda a Europa,
principalmente, contra a França foram os meios em 1848 tiveram início bastante promissor para a
encontrados por Bismarck para despertar o burguesia e para os trabalhadores (forças sociais
sentimento nacional germânico. comprometidas com transformações sociais e políticas). 9

9
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
Contudo, foram completamente derrotadas pelas c) As “ondas” revolucionárias corresponderam ao
lideranças contrárias a tais transformações. avanço dos cercamentos dos campos - os
Dentre as causas da derrota das revoluções liberais de “euclousures” - que liberaram a população
1848, assinale a alternativa incorreta: camponesa para as cidades.
a) Temor da burguesia e dos operários às ameaças de d) Os movimentos de 1848 contaram com a
excomunhão do Papa Pio IX, acabando por se participação das camadas populares e com a forte
retirarem das lutas revolucionárias por receio à influência das idéias socialistas.
condenação divina. e) Os movimentos de 1870, na Itália e na Alemanha,
b) Divisão de interesses e divergências de projetos que deixaram a questão -nacional em segundo plano,
acabaram por afastar burguesia e trabalhadores. priorizando a conquista da ordem democrática.
c) Desconfiança e temor dos liberais burgueses em
relação às reformas propostas pelas classes 46 - (UNIFICADO RJ/1995)
trabalhadoras responsáveis pela radicalização das Entre as décadas de 30 e 70 do século XIX, eclodiram
revoluções. diversos movimentos revolucionários que provocaram
d) Maior poderio militar dos governos aristocráticos diversas transformações nas nações da Europa
da Europa que, após curto período de indecisão, Ocidental.
massacraram milhares de revolucionários com Marque a opção que apresenta corretamente um
forças militares organizadas e regulares. desses movimentos.
e) Preponderância do sentimento nacionalista sobre a) A Revolução de 1830, na França, foi motivada por
as lutas contra aspectos remanescentes do idéias liberais e nacionalistas que se opunham aos
absolutismo, o que levou muitos povos europeus a objetivos restauradores do Congresso da Viena.
se mostrarem indiferentes a até mesmo a se b) A Revolução de 1848, na Itália, foi um movimento
oporem às lutas contra governos autoritários em que pregava a descentralização republicana,
vários países. provocando a queda da monarquia italiana.
c) A Revolução de 1848, na Confederação Germânica,
44 - (UFPA/1999) foi provocada pelos ideais da restauração
“Em 14 de julho de 1789, o povo em armas realizava a monárquica, propondo a unificação alemã sob a
tomada da prisão política da Bastilha, vista como Casa Real austríaca.
símbolo do absolutismo, e libertava os seus d) A Revolução de 1848, na França, proclamou o
prisioneiros” Segundo Império, instituindo uma política de
(MELO, Leonel & COSTA, Luís. História Moderna e nacionalidades ligada ao Congresso de Viena.
Contemporânea. São Paulo: Scipione, 1993, p. 109). e) A Comuna de Paris, em 1871, caracterizou-se por
ser um movimento liberal e burguês que criou a
“Em Paris, os operários que tomaram a cidade primeira experiência de autogestão democrática,
organizam um governo popular. Um comitê central se apoiada pelo governo da Terceira República
instala na prefeitura e organiza eleições populares francesa recém-instalada.
baseadas no voto universal que oficializaram o governo:
o Conselho da Comuna”. 47 - (UNIOESTE PR/2001)
(PEDRO, Antônio & CÁCERES, Florival. História Geral. São Mazzini justifica o direito dos italianos à unificação
Paulo: Editora Moderna, 1976, p. 253). política
A partir da leitura dos textos acima e dos estudos
históricos sobre as revoluções ocorridas na França no Somos um povo de 21 a 22 milhões de homens,
final do século XVIII e segunda metade do século XIX, designado há muito tempo pelo nome italiano,
identifique os movimentos revolucionários retratados encerrado nos limites naturais mais precisos que Deus
em cada texto, explicando a diferença básica entre eles. já traçou – o mar e as montanhas mais altas da Europa;
e um povo que fala a mesma língua.... e que se orgulha
45 - (UNIFICADO RJ/1994) do mais grandioso passado político, científico e artístico
A história política da Europa, durante o século XIX, foi da história européia..( ARRUDA, 1988, p. 174)
marcada por uma sucessão de “ondas” revolucionárias
caracterizadas especificamente numa das questões Podemos dizer que, segundo Mazzini,
abaixo. 01. as fronteiras da Itália foram traçadas por Deus.
Assinale-a. 02. o mar e as mais altas montanhas da Europa são
a) O Congresso de Viena representou a consolidação limites naturais.
da obra revolucionária na implantação da 04. os italianos representam um povo porque falam a
sociedade burguesa. mesma língua.
b) Os movimentos revolucionários de 1830 marcam o 08. a Itália não é unificada devido ao seu passado
processo de Restauração, liderados pela político, científica e artístico.
aristocracia. 16. o nome italiano representa um povo que deve 10
tornar-se dividido.

10
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
32. um povo que fala a mesma língua tem os mesmos a) Revolução Russa de 1917
limites naturais que a Itália. b) Crise de 1929
64. o mar e as montanhas dificultam a unificação c) Movimento de independência da América Latina
italiana. d) Unificação da Alemanha
e) Ascensão dos Estados Unidos depois da Segunda
48 - (UNIPAR PR/2002) Grande Guerra
Dentre os aspectos que marcam a ideologia socialista
desenvolvida por Karl Marx e Friedrich Engels ao longo 52 - (UNESP SP/2001)
da segunda metade do século XIX, podemos apontar “Se a economia do mundo do século XIX foi formada
corretamente: principalmente sob influência da revolução industrial
a) a defesa da livre concorrência entre os agentes britânica, sua política e ideologia foram formadas
econômicos como forma da maximizar os lucros. fundamentalmente pela Revolução Francesa.”
b) a defesa da propriedade privada dos meios de (Hobsbawm, E. J., A Era das Revoluções, 1789-1848.)
produção. Após a leitura do texto, responda.
c) o combate à intervenção do Estado na economia. a) Por que o autor denomina o período de 1789 a 1848
d) a defesa da estatização dos meios de produção de “Era das revoluções”?
como forma de distribuir a riqueza de forma b) Em relação à América Latina, como se manifestou a
igualitária. dupla revolução apontada pelo autor?
e) o combate aos movimentos populares por
provocarem a desordem e a desorganização da 53 - (UEPG PR/2000)
produção. No final do século XVIII havia várias teorias sobre a
definição dos elementos determinantes de uma
49 - (UNIRIO RJ/1995) nacionalidade, predominando a concepção de que
Os movimentos revolucionários que ocorreram em pertencer a uma nação era o desejo de viver em comum
parte da Europa, entre 1830 e 1848, foram influenciados e possuir memória e aspirações unificadas. A vida
pelo avanço de idéias: política do século XIX foi influen-ciada pelas lutas em
a) monárquicas. torno do princípio das nacionalidades, que transformou
b) socialistas. o mapa político europeu, envolvendo milhões de
c) liberais. pessoas.
d) sindicalistas. Sobre a Unificação Alemã, que faz parte deste contexto,
e) comunistas. assinale o que for correto.
01. Os interesses austríacos facilitaram o processo de
50 - (UNESP SP/1991) unificação dos territórios alemães em torno da
O desmonte do muro que dividia a cidade de Berlim e o Prússia.
recente acordo sobre a reunificação alemã são fatores 02. Em 1870 formou-se o Estado Nacional Alemão,
relevantes para a construção de uma nova Europa. No unificado em torno da Prússia e sob a liderança de
entanto, a fundação do estado moderno alemão Bismarck.
remonta ao século XIX e se relaciona com a: 04. Dois grupos sociais, os junkers e a alta burguesia,
a) cooperação abrangente entre a Prússia e a União contribuíram para o processo de unificação sem
Soviética. abrir mão de seus interesses de classe.
b) multiplicação das taxas alfandegárias, a revogação 08. O Zollverein, união alfandegária alemã, funcionou
da Liga Aduaneira, a aliança franco-prussiana e a como preliminar ao processo de unificação.
ação do Papa. 16. A Unificação Alemã foi concluída com a Guerra
c) cooperação pacífica, duradoura e estável entre Franco-Prussiana, quando os territó-rios alemães
todos os Estados da Europa. do sul aliaram-se à Prússia, contribuindo para sua
d) conhecida e inevitável neutralidade alemã na vitória.
disputa de mercados.
e) reorganização do exército prussiano e com o 54 - (UEPG PR/2001)
despertar do sentimento nacionalista de união. Na Europa, na primeira metade do século XIX, surgiram
idéias nacionalistas, como afirmação dos princípios
51 - (UNESP SP/1997) liberais aplicados à nação, entendida como um conjunto
A crença liberal no equilíbrio espontâneo do mercado de indivíduos dotados de liberdades naturais e unidos
foi reforçada em 1803 pela “lei de Say”. Formulada pelo por interesses e idioma comuns, constituindo uma
francês Jean-Baptiste Say, essa lei afirmava que toda "individualidade política" com direito a
oferta cria a sua demanda e inversamente, de tal modo autodeterminação. Na segunda metade desse século, o
que excluía a possibilidade de crise de superprodução panorama político europeu caracterizou-se pela política
no capitalismo. das nacionalidades, e nesse contexto ocorreram as
Qual, dentre os seguintes acontecimentos, constitui a unificações da Itália e da Alemanha. 11
refutação mais importante e direta da “lei de Say”? Sobre a unificação da Itália, assinale o que for correto.

11
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
01. A idéia de unificação partiu das zonas de crescente a) contribuíram para a construção de regimes
desenvolvimento industrial, correspondendo absolutistas fundados na independência dos três
basicamente aos interesses de setores da poderes;
burguesia, desejosos de constituir um amplo b) mantiveram uma relação estreita com o
mercado nacional para seus produtos. pensamento liberal, hostil à construção de um
02. O processo de unificação se desenvolveu no sentido regime político representativo;
norte/sul, a partir do Reino do Piemonte-Sardenha. c) criaram os fundamentos políticos para a construção
04. O movimento nacionalista de Mazzini foi derrotado de uma ordem política totalitária;
em 1830, mas recuperou força em 1849, com a d) contribuíram para a construção de uma ordem
fundação da República Romana. política fundada nos princípios jurídicos;
08. O caráter popular e a radicalização dos movimentos e) preservaram os costumes e a ordem política
de unificação nos anos de 1848 e 1849 levaram a tradicional fundada nos direitos políticos e sociais
burguesia a retirar o seu apoio, o que favoreceu a dos artesãos e operários.
contra-revolução.
16. Concluído o processo de unificação, dois 58 - (UNESP SP/1993)
importantes problemas permaneceram: a Questão Ao final do século passado, a dominação e a espoliação
Romana – recusa de Pio IX e seus sucessores em assumiam características novas nas áreas partilhadas e
aceitar a perda de seus territórios – e a existência neocolonizadas. A crença no progresso, o darwinismo
de minorias italianas fora do território unificado. social e a pretensa superioridade do homem branco
marcavam o auge da hegemonia européia.
55 - (UEPG PR/2002) Assinale a alternativa que encerra, no plano ideológico,
A Era Vitoriana (1837–1901) coincide com o período de certo esforço para justificar interesses imperialistas.
maior supremacia britânica no mundo. Sobre o Império a) A humilhação sofrida pela China, durante um século
Britânico, "em que o Sol nunca se punha", assinale o que e meio, é algo inimaginável para os ocidentais.
for correto. b) A civilização deve ser imposta aos países e raças
01. A indústria têxtil de algodão, que tinha Manchester onde ela não pode nascer espontaneamente.
como pólo principal, representava mais da metade c) A invasão de tecidos de algodão do Lancashire
das exportações inglesas. desferiu sério golpe no artesanato indiano.
02. O período foi marcado por um crescimento d) A diplomacia do canhão e do fuzil, a ação dos
demográfico acelerado e pelo excesso de mão-de- missionários e dos viajantes naturalistas
obra. contribuíram para quebrar a resistência cultural das
04. A organização operária, por meio de muitas lutas, populações africanas, asiáticas e latino-americanas.
avançou, conquistando o direito de greve e a e) O mapa das comunicações nos ensina: as estradas
regulamentação do horário de trabalho, entre de ferro colocavam os portos das áreas colonizadas
outros. em contato com o mundo exterior.
08. A Irlanda, de língua céltica e religião católica, reagiu
nessa fase ao domínio britânico. 59 - (UNESP SP/2001)
16. Em defesa dos interesses da burguesia industrial e Nas últimas décadas do século XIX, na Europa, dois
comercial, foram baixados Atos de Navegação para países ainda lutavam pela unidade e pela consolidação
proteger o produto nacional. de um Estado Nacional. Esses países são:
a) França e Itália.
56 - (ACAFE SC/1999) b) França e Alemanha.
A desestabilização e o conseqüente fim da União c) Itália e Espanha.
Soviética e do “bloco socialista europeu” teve seu início d) Alemanha e Itália.
no final dos anos 80. Vários acontecimentos estão e) Espanha e França.
relacionados a esse processo, EXCETO:
a) A independência das repúblicas da antiga União 60 - (UNESP SP/2002)
Soviética. As raízes da 1ª Guerra Mundial encontram-se, em
b) Os conflitos inter-étnicos na ex-Iugoslávia. grande parte, na história do século XIX. Pode-se citar
c) A derrubada do Muro de Berlim. como alguns dos fatores que deram origem ao conflito
d) O desmembramento da Tchecoslováquia. desencadeado em 1914:
e) A “Primavera de Praga”. a) a concentração da industrialização na Inglaterra e o
escasso crescimento econômico das nações do
57 - (ESCS DF/2006) continente europeu.
Sobre os movimentos constitucionalistas que marcaram b) a emergência de ideologias socialistas e revoluções
a vida política européia durante as revoluções de 1820, operárias que desajustaram as relações entre os
1830 e 1848, é correto afirmar que: países capitalistas.
12

12
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
c) a derrota militar da França pela Prússia, no d) o I apresenta os ideais que estiveram na origem da
processo de unificação alemã, e a incorporação da expansão marítima no século XV, enquanto o II
Alsácia e da Lorena à Alemanha. identifica princípios que justificavam o absolutismo.
d) o confronto secular entre a França e a Inglaterra e a e) ambos identificam os princípios do liberalismo que
crise da economia inglesa provocada pelo bloqueio influenciaram os movimentos sociais da primeira
continental. década do século XX.
e) a política do "equilíbrio europeu", praticada pelo
Congresso de Viena, e o fortalecimento militar da 64 - (UNIFOR CE/2000)
Rússia na Península Balcânica. Quanto aos movimentos liberais ocorridos na Europa no
século XIX, pode-se afirmar que a Revolução de 1848:
61 - (UNICAMP SP/2002) a) resultou das lutas sociais que vinham se
Referindo-se aos acontecimentos ocorridos em Paris no desenvolvendo em todo continente, influenciadas
ano de 1871, assim se expressou um militante socialista: pelas idéias socialistas.
“Eis o que significaram os acontecimentos de 18 de b) irradiou-se por todo continente, numa vaga
março. Eis por que esse movimento é uma revolução, eis revolucionária que passou à história como
por que todos os trabalhadores o reconhecem e "primavera dos povos".
aclamam”. c) representou a anulação das conquistas sociais e
a) A que movimento político a citação faz referência? econômicas da burguesia e do proletariado urbano
b) Explique o que foi esse movimento. no continente.
c) Qual foi sua importância para o movimento d) contou com o apoio da Santa Aliança e com o
socialista até o período inaugurado com a repúdio das igrejas protestantes em todo
Revolução Russa de 1917? continente.
e) propôs para todo o continente, o "princípio da
62 - (UNICAMP SP/2003) legitimidade" para combater o liberalismo
Referindo-se aos acontecimentos ocorridos em Paris no propagado pela Revolução Francesa.
ano de 1871, assim se expressou um militante socialista:
Eis o que significaram os acontecimentos de 18 de 65 - (ESCS DF/2006)
março. Eis por que esse movimento é uma revolução, eis “ Em 1871, ano no qual a França foi derrotada na Guerra
por que todos os trabalhadores o reconhecem e Franco-Prussiana e em que nasceu a Alemanha
aclamam. unificada, começou uma nova época nas relações
a) A que movimento político a citação faz referência? internacionais que terminaria em 1914-1918, com o
b) Explique o que foi esse movimento. auto-enfraquecimento da Europa na Primeira Guerra
c) Qual foi sua importância para o movimento Mundial.”
socialista até o período inaugurado com a (Döpke, Wolfgang. Apogeu e colapso do sistema
Revolução Russa de 1917? internacional europeu (1917-1918).
In Relações internacionais – dois séculos de história: entre a
63 - (UNIFOR CE/1998) preponderância européia
I. "...defendia o regime constitucional para assegurar e a emergência americano-soviética (1815-1945) / José Luís
a liberdade de pensamento, de culto e de imprensa, Flávio Sombra Saraiva
bem como a escolha dos representantes da Câmara (org). Brasília: IBRI, 2001, pg 105)
através do voto e não por indicação."
II. "...defendia a idéia de que cada nação deveria ser Assinale a opção que melhor expressa as relações
um Estado independente, livre de qualquer internacionais entre 1871 e 1914-18.
domínio estrangeiro. O conceito (...) estava a) há uma militarização crescente no equilíbrio de
associado à identidade de língua, religião, origem poder entre os grandes estados europeus;
étnica, cultura, passado comum ou mesmo b) o Império austríaco se manteve como potência
aspirações comuns em relação ao futuro." hegemônica na Europa a despeito da formação do
Quanto aos textos Império Alemão;
a) ambos referem-se, respectivamente, às duas c) os nacionalismos na Europa influenciaram a criação
correntes que estiveram na origem das Revoluções de uma diplomacia defensora dos direitos dos
de 1830 e 1848: o liberalismo político e o povos nas áreas periféricas do mundo;
nacionalismo. d) as relações entre os Estados europeus foram
b) o I identifica princípios que promoveram as influenciadas por uma diplomacia agressiva dos
Revoltas Camponesas do século XVIII, enquanto o II EUA;
refere-se aos princípios do liberalismo. e) o Império Turco-otomano, ao manter forte pressão
c) ambos identificam, respectivamente, correntes de política e militar sobre a Europa ocidental, alterou
pensamento que serviram de base para a o sistema de equilíbrio de poder no continente.
Revolução Russa: o nacionalismo e o socialismo. 13
66 - (UNIFOR CE/2001)

13
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
A propósito dos processos de Unificação alemã e socialistas de diversas tendências, republicanos e
italiana, pode-se afirmar que: democratas radicais, baixou decretos populares, como
a) ambos foram conduzidos pela burguesia liberal, os que estabeleciam o direito de voto às mulheres, a
instituindo-se, na Alemanha e na Itália, regimes gratuidade do ensino básico, o confisco dos bens dos que
democrático-representativos. abandonaram a cidade e a suspensão da cobrança dos
b) foram conduzidos pelos junkers prussianos e pelo impostos.
reino Sardo, porque, em virtude do (Heródoto Barbeiro, Bruna R. Cantele e Carlos A.
desenvolvimento industrial retardatário dos dois Schneeberber. Hietória: de olho no mundo do
países, a burguesia revelou-se incapaz de conduzir trabalho.
movimentos liberais vitoriosos. São Paulo: Scipione,2004. p. 327)
c) no caso da Itália, a ação de Garibaldi e seus
"camisas vermelhas" assegurou o predomínio dos O texto permite afirmar que a Comuna de Paris
socialistas no processo de unificação. a) foi o primeiro movimento político proletário com
d) por força da exaustão provocada pelos movimentos propostas de mudança na ordem social.
de unificação, Itália e Alemanha buscaram b) refletiu-se por todo o mundo, exaltando os ânimos
preservar as condições de paz e equilíbrio na das massas ansiosas por mudanças.
Europa durante um longo período, de modo a c) sepultou definitivamente as intenções
garantir o reerguimento de suas economias. restauradoras das monarquias absolutistas.
e) contribuíram para o declínio do nacionalismo na d) foi a primeira experiência do proletariado em
Europa, ao sufocar as aspirações de independência assumir o poder político na história.
dos pequenos estados. e) defendeu o ideal liberal de uma sociedade
organizada sob o ideal do pacto social.
67 - (UNIFOR CE/2001)
O estilo e os sentimentos românticos, as barricadas, as 70 - (UFTM MG/2006)
bandeiras coloridas, o ideal de liberdade – e uma grande A unificação política da Alemanha, consumada com a
dose de otimismo e mesmo de ingenuidade – foram proclamação do Segundo Reich em 1871, relaciona-se à
pontos comuns das manifestações revolucionárias de Primeira Guerra Mundial porque:
1848 conhecidas como: a) fortificou o sistema de alianças defensivas,
a) Movimento Ludista. elaborado pelo chanceler Bismarck, em busca do
b) Primavera de Praga. apoio da Itália fascista.
c) Dezoito Brumário. b) intensificou seu desenvolvimento industrial e
d) Primavera dos Povos. bélico, o que a tornou uma potência concorrente da
e) Praça da paz celestial. Grã-Bretanha.
c) permitiu que o país liderasse a corrida imperialista
68 - (UNIFOR CE/2002) e conquistasse as melhores colônias, contrariando
"A evolução da sociedade européia no século XIX a França e a Inglaterra.
propicia o surgimento de doutrinas socialistas que, ao d) acirrou o revanchismo com o Império Russo, devido
conceberem um novo tipo de economia e sociedade, à perda da região da Alsácia-Lorena, rica em minas
entraram em choque com o individualismo, liberalismo de carvão.
e capitalismo. Engels e Marx, entre outros, são os e) despertou seu interesse pela península balcânica, o
principais proponentes do assim chamado socialismo que desencadeou a oposição militar do Império
científico". Austro-Húngaro aos alemães.
Faz parte do ideário socialista científico, a:
a) proeminência da agricultura sobre o comércio e a 71 - (EFOA MG/2001)
indústria. Tão logo pisei na rua, pela primeira vez respirei o ar das
b) eliminação da propriedade privada dos meios de revoluções: o meio da via pública estava deserto, as
produção. lojas não estavam abertas [...]. As barricadas estavam
c) prioridade para um sistema de governo sendo construídas com arte e por um número pequeno
parlamentarista. de homens, que trabalhavam com muito cuidado. Não
d) economia ser dirigida através da parcial agiam como culpados, perseguidos pelo medo de serem
planificação de todas as tarefas relacionadas à flagrados em delito, mas com o aspecto de bons
solução das questões econômicas fundamentais. operários que querem completar o trabalho
e) indústria e o comércio, assim como a competição rapidamente e da melhor forma [...]. Somente o povo
comercial, serem livres. portava armas, guardava os locais públicos, vigiava,
comandava, punia. Era uma coisa extraordinária e
69 - (UNIFOR CE/2005) terrível ver, nas mãos unicamente dos que nada tinham,
Eleita pelo povo, a administração municipal, chamada toda aquela imensa cidade, cheia de tantas riquezas, ou
de Comuna de Paris, rebelou-se, expulsando os melhor, aquela grande nação, porque, graças à 14
partidários de Thiers. O movimento, que reunia

14
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
centralização, quem reina em Paris comanda a França. E Em julho de 1883, o bailado Excelsior, da Companhia de
assim, foi imenso o terror de todas as demais classes. Ópera Italiana, agitou a cidade do Rio de Janeiro. O
O texto refere-se aos movimentos democráticos de relato a seguir, de um espectador, revela um “estado de
1848 na Europa, a respeito dos quais podemos afirmar espírito” próprio da Belle Époque, que tomou conta não
corretamente que: somente da Europa no fim do século XIX e início do XX,
a) constituíram-se numa série de revoltas às quais se mas também do Brasil .
juntavam trabalhadores e burgueses contra o
Antigo Regime. O motivo do bailado é a luta da treva contra a luz. A
b) tiveram pouco significado histórico porque, além de treva (o obscurantismo) é representada por um
sua curta duração, ficaram restritos à França. cavaleiro da Idade Média, e a luz pelo gênio do
c) foram um conjunto de revoltas de iniciativa progresso (...) A Segunda parte nos mostra uma
exclusivamente popular, contra o Golpe do 18 povoação camponesa na proximidade de Bremen, à
Brumário de Napoleão Bonaparte. margem do Weser; Papin aparece então, com o
d) compuseram uma série de movimentos que primeiro bote a vapor, construído por ele; querem
eclodiram em toda a Europa, cuja reivindicação afogar Papin, mas o Gênio do Progresso aparece e o
principal era mudar a forma de governo de salva (...) A parte seguinte nos mostra o laboratório de
autocrática para democrática. Volta, em Como; ele trabalha na construção da sua
e) significaram revoluções autênticas, de inspiração pilha, e finalmente consegue fazer saltar a centelha
socialista, com ampla mobilização popular, visando elétrica; o Obscurantismo aparece, quer destruir a pilha,
à mudança da ordem social. mas recebe um choque elétrico que o perturba; o Gênio
aparece, o fundo se abre e vê-se um posto telegráfico
72 - (FUVEST SP/2006) onde centenas de gênios recebem e expedem
“Para mim, o mais absurdo dos costumes vale mais do telegramas num bailado realmente encantador. O
que a mais justa das leis. A nossa legislação alemã Obscurantismo foge e a luz triunfa uma vez mais(...)
contenta-se com evocar o espírito atual, notadamente o COSTA, A. M. da. 1890-1914: no tempo das certezas. São
espírito francês, mas não faz alusão ao espírito do Paulo: Companhia das Letras, 2000, pp. 7-8.
povo”. Essa frase do alemão William Gerlach, em 1810, a) De acordo com o texto, como podemos caracterizar
exprime uma visão: este “estado de espírito” do final do século XIX
a) liberal e democrática. europeu?
b) romântica e nacionalista. b) Retire do texto dois elementos que denotem esta
c) socialista e comunitária. “euforia modernizante” do final do século XIX.
d) teocrática e tradicionalista.
e) conservadora e realista. 75 - (UNESP SP/2004)
As unificações políticas da Alemanha e da Itália,
73 - (UFRJ/2005) ocorridas na segunda metade do século XIX, alteraram
A historiografia tradicionalmente considera a revolução o equilíbrio político e social europeu. Entre os
de 1848, na França, como um divisor de águas na acontecimentos históricos desencadeados pelos
história dos movimentos populares europeus do século processos de unificações, encontram-se:
XIX. a) a ascensão do bonapartismo na França e o levante
operário em Berlim.
b) a aliança da Alemanha com a Inglaterra e a
independência da Grécia.
c) o nacionalismo revanchista francês e a oposição do
Papa ao Estado italiano.
d) a derrota da Internacional operária e o início da
União Européia.
e) o fortalecimento do Império austríaco e a derrota
dos fascistas na Itália.

76 - (UNIFOR CE/2004)
As revoluções de 1848 foram manifestações políticas de
uma crise econômica que havia começado em 1846.
Para a massa de trabalhadores essa crise significou fome
Intensos debates na Paris de 1848 (M.
e desemprego. Além disso havia uma generalizada
Carnavalet, Paris)
insatisfação em relação aos governos liberais mas
conservadores ou francamente absolutistas. Os
Justifique tal afirmativa.
trabalhadores pobres, que aspiravam muito mais que a
74 - (UFRRJ/2005)
simples troca de governo, responderam à crise com a 15
radicalização revolucionária. Assim, a sublevação de

15
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
1848 foi feita em nome do aprofundamento da espaço físico para a implantação de uma nação
revolução e tendo por objetivo uma república que fosse forte e com a sua bandeira nacional.
ao mesmo tempo democrática e social. A burguesia 16. para os grupos de ideólogos de direita, tanto da
liberal, que ajudara a desencadear as revoluções de França quanto da Itália, o que interessava era a
1848, não demorou muito a perceber que o união dos dois países para a constituição de uma
fortalecimento da massa popular era mais perigoso do grande nação.
que a ameaça representada pelo absolutismo e pela
contra-revolução. Por isso, ela logo tratou de abandonar 78 - (UNIMONTES MG/2005)
o barco da revolução, aliou-se à repressão e apoiou o Sobre a onda revolucionária que assolou, em 1848,
massacre dos trabalhadores. diversos países europeus, podemos afirmar:
(Adaptado de Luiz Koshiba. História: origens, estruturas e
processos. S. Paulo: Atual, 2000, p.343-4) I– Foi a expressão do desejo burguês por reformas
A partir do texto e dos conhecimentos históricos pode- liberais e das crescentes reivindicações populares por
se afirmar que: justiça social.
a) as revoluções liberais européias tornaram todos os II– Foi a expressão do repúdio às soluções
homens iguais perante a lei, mas fizeram da estabelecidas pelo Congresso de Viena para a
cidadania privilégio de poucos. “problemática européia”, após a derrota de
b) o absolutismo foi revolucionário ao criar condições Napoleão Bonaparte.
para as transformações que levaram às revoluções III– Os socialistas, por não estarem organizados em
burguesa e capitalista. partidos e não terem lideranças mais efetivas,
c) a tônica principal das revoluções liberais do século permitiram que os burgueses e nacionalistas
XIX foi a luta contra a fome e pela liberdade dos estabelecessem os limites dos movimentos,
trabalhadores. frustrando os ideais operários e camponeses.
d) o liberalismo foi progressista ao se opor ao Antigo
Regime, mas tornou-se conservador ao defender os Está(ão) CORRETA(S)
interesses da burguesia. a) II e III, apenas.
e) as insurreições populares ao ameaçarem o poder b) I e III, apenas.
absolutista, substituíram a liberdade pelo medo e c) I, II e III.
abriram caminho para a reação burguesa. d) II, apenas.

77 - (UFMS/2005) 79 - (UEPG PR/2005)


Segundo o historiador Eric J. Hobsbawm, “a palavra Sobre a onda de revoluções que sacudiu a Europa, ao
‘nacionalismo’ apareceu pela primeira vez em fins do longo do ano de 1848, assinale o que for correto.
século XIX, para grupos de ideólogos de direita na 01. Explodiram quase simultaneamente na França, na
França e na Itália, que brandiam entusiasticamente a Itália, nos Estados Alemães, na Suíça, em grande
bandeira nacional contra os estrangeiros, os liberais e os parte do Império Habsburgo e, de forma menos
socialistas...” aguda na Espanha, Dinamarca, Romênia e outros.
(HOBSBAWM, Eric J. A era dos impérios: 1975-1914. 02. A França, mais uma vez, foi o exemplo
Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988, p. 203-204). revolucionário, com a fuga do Rei Luis Filipe e, após
intensa manifestação operária, a proclamação da
A partir da análise desse extrato de texto e com base Segunda República.
em seus conhecimentos sobre a história mundial, em 04. As motivações revolucionárias podem ser
especial a respeito do fenômeno do nacionalismo, atribuídas à disseminação dos argumentos
pode-se afirmar que: apresentados por Thomas Morus em relação à
01. a palavra nacionalismo só deve ser empregada injustiça social e à propriedade.
quando representar os sentimentos de todos os 08. Os diversos movimentos surgidos vão apresentar
grupos políticos de um mesmo país, incluindo, um ponto em comum: o embate entre três
nesse caso, os liberais, socialistas e extremistas de diferentes projetos sociais como o liberalismo,
direita. contrário às limitações impostas pela monarquia
02. a essência do nacionalismo, que emergia em absolutista; o nacionalismo, que procurou unir
Estados-Nação estabelecidos, era a reivindicação politicamente as populações com as mesma origem
do monopólio do patriotismo para a extrema direita e cultura e o socialismo, força nova, que pregava a
política. igualdade social e econômica através de reformas
04. o nacionalismo dos grupos e ideólogos de direita radicais.
tinha como essência a estigmatização de todos os 16. Todos esses movimentos defendiam a organização
outros grupos políticos como traidores. de uma sociedade em classes e sem a propriedade
08. a palavra nacionalismo está associada privada.
exclusivamente à definição de um determinado 16
80 - (UFG GO/2006)

16
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
A unificação italiana, no final do século XIX, ameaçou a c) Qual a importância das ferrovias na ocupação do
integridade territorial da Igreja. Esse impasse resultou: território dos EUA no século XIX?
a) no reforço dos sentimentos nacionalistas na Itália,
provocando a expropriação das terras da Igreja. 83 - (UNICAP PE/2006)
b) no envolvimento da Igreja em lutas nacionais, O século XIX foi marcado pela consolidação da
criando congregações para a expansão do sociedade e economia capitalista, com a burguesia se
catolicismo. constituindo como a nova classe dominante e a classe
c) na adoção de atitudes liberais pelo Papa Pio IX, operária como principal classe subalterna. Sobre esta
como forma de deter as forças fascistas. assertiva, podemos afirmar que:
d) na assinatura do Tratado de Latrão, em 1929, 00. a revolta liberal, na França, em 1830, dirigida pela
quando Mussolini criou o Estado do Vaticano. burguesia, derrubou Carlos X, em virtude de este
e) no Risorgimento, processo em que segmentos ter promulgado as Ordenações de Julho, que
ligados à Igreja defenderam a Itália independente. instituía a Câmara com maioria popular, o sufrágio
universal, o fim da censura à impressa e a liberdade
81 - (UFPE/2006) de organização partidária.
Os caminhos do capitalismo não eram tão sem 01. o socialismo científico, formulado por Karl Marx e
obstáculos como muitos dos liberais europeus Friedrich Engels, se contrapunha ao socialismo
pensavam. Havia oposições, descontentamentos, utópico, criticando-o por este não ter princípios
condições de vida amplamente desfavoráveis. O idealistas de crítica e por apontar para formas
movimento revolucionário intitulado A Comuna de Paris revolucionárias e irreais para superar a sociedade
representou um momento de resistência ao projeto da capitalista.
burguesia francesa, pois: 02. na Segunda Revolução Industrial, passou a ocorrer
a) inspirado nas idéias socialistas de Marx e Engels, um processo de concentração de capital,
teve uma longa atuação, ameaçando os governos caracterizado por empresas que concentravam
liberais da Europa. toda a fase de produção e comercialização, desde a
b) foi uma revolução marcada por uma forte compra da matériaprima até a distribuição e venda
repressão do governo, defensor de idéias das mercadorias.
conservadoras. 03. na Conferência de Berlim (1884-1885), organizada
c) derrubou o imperador e colocou a classe operária para resolver um litígio entre vários países
no poder por um longo período, divulgando idéias europeus sobre uma região da África Central, o
socialistas radicais. continente africano terminou por ser divido entre
d) criou uma ampla rede de articulação com forças os países da Europa, exemplificando de forma cabal
estrangeiras socialistas e abalou as forças a política neocolonialista.
conservadoras da Europa. 04. em abril de 1871, a recém instalada Comuna de
e) expressou idéias contrárias ao capitalismo, mas não Paris organizou um comitê composto por
conseguiu adesão popular, restringindo-se apenas trabalhadores, socialistas, artesãos etc., para
à divulgação dos manifestos libertários. governar Paris, que extinguiu a Guarda Nacional,
congelou os preços dos gêneros de primeira
82 - (UNICAMP SP/2006) necessidade e estabeleceu o voto universal.
O período de 1789 a 1848 foi marcado por profundas
mudanças. A primeira foi demográfica. A população do 84 - (UNIFESP SP/2006)
Reino Unido, por exemplo, quase duplicou entre 1800 e Signos infalíveis anunciam que, dentro de poucos anos,
1850. A segunda maior mudança foi nas comunicações. as questões das nacionalidades, combinadas com as
As ferrovias já tinham considerável importância prática questões sociais, dominarão sobre todas as demais no
na Grã-Bretanha, Estados Unidos, Bélgica, França e continente europeu.
Alemanha. Também devemos enfatizar o aumento da (Henri Martin, 1847.)
velocidade e da capacidade de carga assim alcançadas.
As ferrovias facilitaram as viagens e os transportes, Tendo em vista o que ocorreu século e meio depois
uniram a cidade ao campo, as regiões pobres às ricas. O dessa declaração, pode-se afirmar que o autor:
crescimento da população deveu-se muito a elas. a) estava desinformado, pois naquele momento tais
(Adaptado de Eric Hobsbawm, A era das revoluções. questões já apareciam como parcialmente
1789-1848. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982, p. 188- resolvidas em grande parte da Europa.
189.) b) soube identificar, nas linhas de força da história
a) Por que 1789 e 1848 são importantes marcos européia, a articulação entre intelectuais e
cronológicos da história política européia? nacionalismo.
b) Estabeleça duas relações importantes entre as c) foi incapaz de perceber que as forças do antigo
ferrovias e a produção industrial na primeira regime eram suficientemente flexíveis para
metade do século XIX. incorporar e anular tais questões. 17

17
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
d) demonstrou sensibilidade ao perceber que aquelas 87 - (ETAPA SP/2006)
duas questões estavam na ordem do dia e como tal “As nações modernas foram construídas de uma forma
iriam por muito tempo ficar. diferente daquela que contam suas respectivas histórias
e) exemplificou a impossibilidade de se preverem as (...). Suas origens não se perdem na noite dos tempos,
tendências da história, tendo em vista que uma das nestas épocas obscuras e heróicas que descrevem os
questões foi logo resolvida. primeiros capítulos das histórias nacionais. A lenta
constituição de territórios ao acaso das conquistas e
85 - (UFRRJ/2006) alianças não é a gênese das nações: ela não é senão a
“Qualquer historiador reconhece-a imediatamente: as história tumultuada de principados ou reinos. O
barbas, as gravatas esvoaçantes, os chapéus dos verdadeiro nascimento de uma nação é o momento em
militantes, as bandeiras tricolores, as barricadas, o que um punhado de indivíduos afirma que ela existe e
sentido inicial de libertação, de imensa esperança e em seguida começam a provar esta afirmação. Os
confusão otimista. Era a “primavera dos povos” – e, primeiros exemplos não são anteriores ao século XVIII:
como a primavera, não durou”. não há nação no sentido moderno, ou seja, no sentido
(Eric Hobsbawm Era do Capital, Paz e Terra, RJ, 1982, p.33). político, antes desta época.”
Anne-Marie Thiesse. La création des identités nationales.
As revoluções de 1848 tiveram seu início na França, em Europe XVIII e-XXe siècle.
fevereiro daquele ano, com a derrubada do “Rei Paris: Éditions du Seuil, 1999. p.11.
Burguês”, Luís Felipe, e se estenderam por diversos
Estados europeus em pouco tempo. Segundo o texto:
a) Exponha um resultado da forte participação a) as nações são produto de uma intenção política.
operária, já de base socialista, na derrubada do “Rei b) as nações foram no seu início reinos ou principados.
Burguês”. c) a formação territorial está na origem das nações.
b) Explique as palavras de Hobsbawm sobre a duração d) muitas nações remontam ao final do Império
da “primavera dos povos”. Romano.
e) as nações nasceram no século XVIII.
86 - (ETAPA SP/2006)
“Como nos outros países da Europa, uma língua comum 88 - (UFTM MG/2006)
acabaria finalmente catalisando a diversidade dialetal A unificação política da Alemanha, consumada com a
da Idade Média na Alemanha. Mas, se é possível proclamação do Segundo Reich em 1871, relaciona-se à
identificar o toscano como o ancestral do italiano ou o Primeira Guerra Mundial porque
castelhano como o do espanhol, é impossível localizar a) fortificou o sistema de alianças defensivas,
geograficamente o ancestral do alemão comum de hoje, elaborado pelo chanceler Bismarck, em busca do
que não foi uma língua falada antes de ser língua escrita. apoio da Itália fascista.
Devido à situação política da Alemanha, onde na Idade b) intensificou seu desenvolvimento industrial e
Média não existia nenhum centro comparável ao que bélico, o que a tornou uma potência concorrente da
foram Paris para o francês ou Londres para o inglês, o Grã-Bretanha.
aparecimento de uma língua comum naquele país foi c) permitiu que o país liderasse a corrida imperialista
muito mais tardio, já que cada região cultivava com e conquistasse as melhores colônias, contrariando
estima e devoção exclusivas sua própria variedade a França e a Inglaterra.
dialetal até o século XVI, ao menos no que diz respeito à d) acirrou o revanchismo com o Império Russo, devido
língua falada. A situação já era outra com a língua à perda da região da Alsácia-Lorena, rica em minas
escrita: desde a Idade Média, muito além da diversidade de carvão.
dos usos locais, houve (...) tentativas de uniformização.” e) despertou seu interesse pela península balcânica, o
Henriette Walter. – A aventura das línguas no ocidente: que desencadeou a oposição militar do Império
origem, história e geografia. Tradução de Sérgio Cunha dos Austro-Húngaro aos alemães.
Santos. São Paulo: Editora Mandarim, 1997. p. 274.
De acordo com o texto: 89 - (FGV/2007)
a) como o italiano e o espanhol, o alemão atual Até hoje se sonha com uma sociedade perfeita, justa e
originou-se de um dialeto. harmoniosa – utópica. No século XIX, o Romantismo
b) o italiano, o castelhano e o alemão foram produziu muitas utopias, que influenciaram duas
inicialmente línguas escritas. correntes ideológicas diferentes: o socialismo e o
c) o alemão atual foi inicialmente uma língua falada, nacionalismo. A partir de 1848, tais idéias passaram
depois veio a forma escrita. para o campo concreto das lutas sociais na Europa. Já
d) já na Idade Média era discernível o dialeto que nas novas áreas de domínio colonial, o nascente
originou o alemão. nacionalismo assumiu o caráter de luta contra a
e) o idioma alemão não possui um local específico de exploração e a presença estrangeira.
nascimento. 18

18
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
Respectivamente, os movimentos que exemplificam o movimento que recebeu o nome de seu líder, Ned
socialismo, o nacionalismo na Europa e o nacionalismo Ludd. Os trabalhadores acreditavam que a
contra o domínio europeu são insegurança e a miséria em que viviam eram
a) a Comuna de Paris, a unificação da Alemanha e a provocadas pelas máquinas.
Revolta dos Boxers.
b) o ludismo, a independência da Grécia e a Guerra Assinale a alternativa que menciona os tópicos corretos:
dos Cipaios. a) Apenas I, II e III estão corretos.
c) a Internacional Socialista, a Revolução do Porto e a b) Apenas I, III e IV estão corretos.
Guerra do Ópio. c) Apenas I, IV e V estão corretos.
d) a Revolução Praieira, a independência da Bélgica e d) Apenas II, III e V estão corretos.
a Guerra dos Bôeres. e) Apenas II, IV e V estão corretos.
e) o Cartismo, a unificação da Itália e a Revolução
Meiji. 92 - (UNIPAR PR/2007)
O período que vai de 1871 a 1914 ficou conhecido como
90 - (FGV/2007) “Belle Époque” para os europeus que sentiam
Diversos governos de Estados europeus e americanos confortáveis e seguros em seus grandes centros
adotaram, no século XIX, medidas de natureza política e urbanos. Todavia, a calmaria seria seguida pela grande
cultural destinadas a valorizar práticas e ideais catástrofe da Primeira Guerra. Dentre as alternativas
nacionalistas. Assinale a opção incorreta quanto à abaixo, assinale a que NÃO se refere à história européia
identificação dessas propostas. desse período:
a) a constituição de línguas nacionais específicas a) ocorreu a ascensão da Alemanha recém-unificada
b) o reconhecimento e a demarcação dos territórios sob o comando de Oto von Bismarck.
nacionais b) a assinatura de acordos militares já configurava
c) a valorização do ensino da história pátria uma preparação para a guerra considerada
d) a edificação de monumentos comemorativos de inevitável pela maioria das pessoas.
datas ou personalidades c) nas Artes, as vanguardas como o futurismo e o
e) a tolerância quanto à diversidade de credos surrealismo desafiavam os valores da burguesia em
religiosos ascensão.
d) a exploração de matérias-primas na África e Ásia
91 - (UNIOESTE PR/2007) contribuía para o crescimento industrial das
Leia com atenção os tópicos abaixo sobre movimentos principais potencias européias.
sociais europeus do século XIX: e) a aliança entre França e Alemanha isolou
militarmente a Inglaterra, forçando a intervenção
I. A Primeira Internacional, realizada em Londres, em dos EUA nos assuntos europeus.
1864, foi a primeira agremiação política que
conseguiu reunir industriais e trabalhadores da 93 - (UFPR/2007)
França, Hungria, Itália e Polônia, com uma pauta O texto a seguir narra o episódio da proclamação da
comum entre proletários e burguesia. Comuna de Paris em 1871.
II. A Segunda Internacional, realizada em Paris, em “Faz-se silêncio, as pessoas escutam. Os membros do
1889, adotou a greve geral como estratégia de luta Comitê Central e da Comuna, com o lenço vermelho a
e fixou o Primeiro de Maio como Dia Internacional tiracolo, acabam de subir ao palanque. Ranvier: ‘O
do Trabalho, exigindo ainda na ocasião uma jornada Comitê Central entrega seus poderes à Comuna.
de trabalho de 8 horas. Cidadãos, meu coração está tão transbordante de
III. O Cartismo, organizado no final da década de 1830, alegria, que não posso pronunciar um discurso. Permiti-
é considerado por alguns historiadores o primeiro me apenas glorificar o povo de Paris pelo grande
movimento completamente independente da exemplo que acaba de dar ao mundo’. [...] Os tambores
classe trabalhadora britânica a reivindicar melhores rufam. Os músicos, duzentas mil vozes, recomeçam a
condições de vida. Foi tamanha a sua força que entoar a Marselhesa, não querem mais discursos. Em
influenciou o pensamento político nos dez uma oportunidade, Ranvier mal consegue bradar: ‘Em
primeiros anos do governo da rainha Vitória. nome do povo, é proclamada a Comuna!’”
IV. Os socialistas utópicos formavam uma agremiação (LISSAGARAY, Prosper-Olivier. A História da Comuna de
de trabalhadores sonhadores e idealistas, que 1871. São Paulo: Editora Ensaio, 1991, p. 118.)
tinham a revolução como pauta principal de suas
ações políticas. Robert Owen (1771-1858), operário a) Analise o contexto histórico que permitiu a
têxtil escocês, foi o mais importante líder do proclamação da Comuna na França de 1871.
movimento. b) Discuta o desfecho da experiência revolucionária de
V. Nos primeiros tempos da Revolução Industrial, governo dos partidários da Comuna.
quando o emprego da máquina se tornara 19
generalizado na Inglaterra, surgiu o Ludismo, 94 - (UFRGS/2007)

19
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
A Unificação Alemã, habilmente arquitetada por Otto Acerca das revoluções de 1848 na Europa assinale a
von Bismarck, realizou–se em torno de guerras bem– alternativa correta:
sucedidas contra potências vizinhas. a) Defendiam o retorno do Regime Absolutista, se
Assinale a alternativa correta em relação às motivações contrapondo assim aos princípios defendidos
e aos acontecimentos que desencadearam esse durante o processo revolucionário na França de
processo de unificação. 1789.
a) A fragmentação política obstaculizava o pleno b) Tiveram como ponto em comum o embate entre o
desenvolvimento comercial e industrial da região. A Liberalismo, o Nacionalismo e o Socialismo, nova
unificação promoveria um mercado ágil e ampliado, força que pregava a igualdade social e econômica.
com condições de enfrentar a concorrência inglesa c) Proporcionaram a mobilização necessária para a
através da proteção governamental revolução socialista, com a efetivação da França
b) a unificação foi liderada pela Áustria, o mais como o primeiro desafio claro à ordem burguesa,
poderoso dos Estados germânicos e sucessoras do formando um Estado Proletário com duração até o
extinto Sacro–Império, capaz de eliminar as final da Guerra Fria.
pretensões da Prússia. Aliado da França, o país d) Consolidaram as principais conquistas da Revolução
austríaco contou com seu apoio para vencer as Inglesa, a exemplo do Código Civil, as instituições
resistências germânicas doo sul republicanas e o voto censitário.
c) A constituição, redigida por Bismarck, inaugurou e) Representaram um esforço da burguesia francesa
uma era democrática nos estados alemães, sob em reestruturar o seu país no sentido de deter a
influência dos ideais da Revolução Francesa, radicalização empreendida pelos radicais sans-
baseados na soberania e na participação popular culottes.
d) As decisões do Congresso de Viena, ao
reconhecerem o direito de independência da 97 - (UECE/2008)
Alemanha, foram fundamentais para a O Movimento das Nacionalidades traz em si a concepção
consolidação da unificação, pois inibiram as de Nacionalismo e reafirma os princípios liberais
pretensões italianas aos territórios do sul da aplicados à idéia de Nação.
Alemanha Ao ressaltar elos étnicos, lingüísticos e culturais, criam o
e) O processo de unificação alemã contou com o apoio arcabouço ideológico de algumas unificações européias.
da França, que, acossada pela supremacia britânica, Dos países unificados, no século XIX, destacam-se
via no novo Estado um importante aliado na corrida a) a Itália e a Alemanha.
imperialista b) a Rússia e a Inglaterra.
c) a Áustria e a França.
95 - (UNIFESP SP/2008) d) a Prússia e a Suíça.
... a multiplicação dos confortos materiais; o avanço e a
difusão do conhecimento; a decadência da superstição; 98 - (UEMG/2008)
as facilidades de intercâmbio recíproco; o Leia, a seguir, o fragmento do romance de Victor Hugo:
abrandamento das maneiras; o declínio da guerra e do “Os vulcões arrojam pedras, as revoluções, homens.
conflito pessoal; a limitação progressiva da tirania dos Espalham-se famílias a grandes distâncias, deslocam-se
fortes contra os fracos; as grandes obras realizadas em os destinos, separam-se os grupos dispersos às
todos os cantos do globo graças à cooperação de migalhas; cai gente das nuvens, uns na Alemanha,
multidões. outros na Inglaterra, outros na América. Pasman os
(do filósofo John Stuart Mill, em 1830.) naturais dos países. Donde vêm estes desconhecidos?
Foi aquele Vesúvio, que fumega além, que os expeliu de
O texto apresenta uma concepção si. Dão-se nomes a esses aerólitos, a esses indivíduos
a) de progresso, que foi dominante no pensamento expulsos e perdidos, a esses eliminados da sorte:
europeu, tendo chegado ao auge com a belle chamam-nos emigrados, refugiados, aventureiros.”
époque. (Victor HUGO, Os Trabalhadores de Mar)
b) da evolução da humanidade, a qual, por seu caráter
pessimista, foi desmentida pelo século XX. Em todas as alternativas, abaixo, foram apresentados
c) positivista, que serviu de inspiração a Charles fatos que influenciaram o aumento de movimentos
Darwin para formular sua teoria da evolução migratórios no século XIX, EXCETO:
natural. a) O movimento pela unificação da Itália e da
d) relativista das culturas, a qual considera que não há Alemanha, conhecido por um tipo de nacionalismo
superioridade de uma civilização sobre outra. tardio em relação às demais nações européias.
e) do desenvolvimento da humanidade que, vista em b) O desenvolvimento de ideologias raciais eslavas e
perspectiva histórica, revelou-se profética. germânicas, que estavam associadas aos governos
dos Impérios Austro-Húngaro e da Rússia.
96 - (URCA CE/2007) c) A expansão do movimento operário, que 20
organizava manifestações, protestos e conflitos,

20
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
para denunciar a exploração capitalista em solo aprofundado seus conflitos de classes a partir desse
europeu. momento?
d) A concentração de terras provocada pelas políticas c) No mesmo ano em que ocorrem os levantes que
econômicas repressivas e favorecedoras dos encerram a Era das Revoluções, é publicado um
grandes conglomerados financeiros europeus. manifesto que se inicia com a seguinte frase: “Um
espectro ronda a Europa”; e termina assim:
99 - (UFAM/2008) “Proletários de todos os países, uni-vos!”. Qual é o
Ancoradas em forte nacionalismo as principais potencias ideal de sociedade defendido nesse manifesto?
européias entraram em diversos conflitos armados ao
longo do século XIX, sendo a guerra franco-prussiana um 101 - (UFOP MG/2008)
dos mais importantes. No século XIX, a Europa passou por um intenso processo
A seu respeito pode-se afirmar que: de transformações sociais que acirraram a mobilização
a) Com desenvolvimento industrial tardio, França e política. A respeito disso, assinale a alternativa correta:
Prússia passaram a disputar o controle de mercados a) A expansão do capitalismo na Europa provocou a
consumidores na África, o que ensejou a França a diminuição do número de operários nos estados
invadir a Alsácia, então sobre o controle alemão. europeus, enfraquecendo os partidos socialistas.
b) Motivada por disputas comerciais, resultou em b) No final do século XIX, a Itália conseguiu a sua
derrota francesa, com a partilha dos territórios da unificação política através de um regime
Alsácia entre os dois beligerantes. republicano de governo.
c) Frustrada pelas decisões diplomáticas do Tratado de c) Nessa época, apesar da pregação liberal, nenhum
Frankfurt, de entregar o território da Alsácia-Lorena estado europeu aderiu ao princípio do mandato
à Prússia, a França de Luis Napoleão rompeu o popular de governo.
acordo e declarou-se em guerra com a Prússia. d) O movimento socialista se fortaleceu na Europa
d) Motivada por uma seqüência de derrotas frente às através da atuação dos partidos políticos de
tropas inimigas, a população de Paris se rebela esquerda e dos sindicatos de trabalhadores.
numa comuna e expulsa o exército prussiano.
e) Resultando numa derrota humilhante da França, 102 - (FEI SP/2008)
teve entre suas motivações a oposição de Napoleão Sobre o processo de unificação da Itália e da Alemanha,
III ao avanço da unificação alemã em torno da no final do século XIX, pode-se afirmar:
Prússia.
a) Teve na Igreja Católica seu principal formulador,
100 - (UFJF MG/2008) especialmente na Itália, mas também na Alemanha.
As duas citações abaixo referem-se à Revolução b) Bismarck e Garibaldi empreenderam um acordo
Francesa, desencadeada em 1789, e às revoluções de que levou à derrota da França de Napoleão III e à
1848 (Primavera dos Povos). Elas ajudam a elucidar a unificação de Itália e Alemanha.
visão da burguesia na chamada “Era das Revoluções” c) O processo de unificação da Itália, ao contrário do
(1789-1848). Após lê-las, responda ao que se pede. ocorrido na Alemanha, foi fruto de uma mobilização
“Um padrão mais típico da burguesia é clamar por popular que desembocou na adoção da forma
liberdade, quando na oposição. E reprimi-la, uma vez no republicana para o novo Estado.
poder.” d) A unificação tardia dos dois Estados levou-os a
(BERMAN, Marshall. Tudo que é sólido desmancha no ar.) terem desvantagem na partilha colonial da África e
da Ásia, empreendida pelos Estados europeus no
“A Revolução Francesa, que aboliu todos os privilégios e século XIX.
destruiu todos os direitos exclusivos, deixou contudo e) A unificação alemã se deu sob a liderança de
subsistir um: o da propriedade. É necessário que os Bismack, que foi fundamental na construção do IIIº
proprietários não se iludam sobre a força de sua Reich, sob a liderança de Hitler.
situação e que não imaginem que o direito de
propriedade seja uma muralha intransponível (...). Logo, 103 - (FFFCMPA RS/2008)
a luta política travar–se–á entre os que possuem e os Alemanha e Itália formaram seus Estados Nacionais na
que não possuem.” segunda metade do século XIX, em plena Segunda
(TOCQUEVILLE, Aléxis. Lembranças de 1848.) Revolução Industrial e expansão capitalista da Europa.
São aspectos comuns aos dois processos de unificação:
a) Quais são os dois princípios do Liberalismo,
defendidos pela burguesia, mencionados nas I. As unificações atendiam aos interesses da elite
citações apresentadas? liberal, que procurava fortalecer suas atividades
b) Como explicar que burguesia e trabalhadores, que econômicas com a criação de um forte mercado
haviam sido coadjuvantes em diversas lutas consumidor interno que daria condições às
travadas durante a Era das Revoluções, tenham burguesias italiana e alemã se posicionar na 21

21
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
acirrada disputa pela hegemonia no continente b) assimilaram o racionalismo político, mas negaram a
europeu e no mercado mundial. importância da Ciência.
II. O apoio econômico e militar de Napoleão III foi c) privilegiaram tradições medievais, na forma de
decisivo para a concretização das unificações em vestir e de viver os sentimentos.
especial nas disputas territoriais com a Áustria que d) construíram uma concepção de mundo baseada em
exercia domínio sobre as regiões de Veneza e Rousseau e em Kant.
Baviera. e) foram revolucionários radicais, destruindo
III. Os dois processos de unificação foram realizados de argumentos dos teóricos capitalistas.
cima para baixo, através da aliança das classes
dominantes – a aristocracia e a alta burguesia – que 107 - (UFMG/2009)
procuraram neutralizar a participação política das O ano de 1848 ficou célebre em razão da onda de
camadas populares.
IV. A unificação política da Itália e Alemanha foi denominado Primavera dos Povos. O objetivo maior dos
precedida da unificação econômica com a formação revolucionários de toda parte era alcançar a liberdade e
de uniões aduaneiras que eliminaram barreiras combater a opressão; em algumas regiões, porém, as
alfandegárias entre os reinos que dinamizaram a palavras de ordem reivindicavam, também, o fim do
formação de um mercado interno. jugo estrangeiro, ou seja, demandavam autonomia para
as nações.
Quais estão corretas? Considerando-se os eventos ocorridos em 1848 e suas
a) apenas I e II. conseqüências, é CORRETO afirmar que,
b) apenas II e III.
c) apenas I e III. a) na Alemanha, se instalou, com sucesso, uma
d) apenas III e IV. República parlamentar, que aboliu as instituições
e) apenas I, II e III. imperiais e consolidou a unidade do país.
b) na França, se proclamou, outra vez, a República,
104 - (UDESC SC/2008) mas Luís Napoleão Bonaparte, o presidente eleito,
O liberalismo, o nacionalismo e o socialismo são fatores, instituiu, por meio de um golpe, o II Império.
dentre outros, que ajudam a explicar: c) na Inglaterra, uma série de greves gerais colocou
em xeque a Monarquia, que precisou recorrer à Lei
a) os movimentos revolucionários de 1848. Marcial para recobrar a ordem.
b) a reforma protestante. d) na Rússia, os revolucionários ocuparam o poder
c) a expansão marítimo-comercial européia. durante alguns meses, o que provocou reação
d) a crise do feudalismo e do trabalho servil. sangrenta e guerra civil.
e) as Cruzadas.
108 - (UFPE/2009)
105 - (UFV MG/2008) Muitas mudanças acontecidas no século XIX criaram
No continente europeu, ao longo do século XIX, expectativas de reformas sociais no capitalismo. Em
ocorreram movimentos de contestação social e 1871, a Comuna de Paris abalou politicamente a França.
revoluções de caráter nacional que coexistiram com A reação do governo da época foi de:
governos conservadores e iniciativas de unificação
política nacional “vindas de cima”. 00. aceitar as reivindicações dos rebeldes, com receio
Assinale a alternativa que indica CORRETAMENTE um de maior radicalização.
acontecimento representativo de um desses processos 01. convocar, com urgência, eleições para eleger um
indicados anteriormente: novo presidente da República.
02. organizar uma repressão violenta, com a morte de
a) Revolução Francesa. várias pessoas.
b) Unificação da Itália e da Alemanha. 03. revogar as leis conservadoras, criando condições
c) Revolução Gloriosa. para a renovação política.
d) III Internacional Comunista. 04. garantir a manutenção da força política da
burguesia, o que desfavorecia a existência de
106 - (UESPI/2009) mudanças.
O Iluminismo exaltou o pensamento racionalista, além
de ajudar a transformar modelos políticos tradicionais e 109 - (FGV/2009)
favorecer o crescimento das idéias democráticas. Mas A nova onda se propagou rapidamente por toda a
nem todos estavam envolvidos pelo Iluminismo. No Europa. Uma semana depois da queda de Luís Filipe I, o
século XIX, os românticos, com suas críticas: movimento revolucionário tomou conta de uma parte da
Alemanha e, em menos de um mês, já estava na
a) defenderam um espaço maior para viver as Hungria, passando pela Itália e pela Áustria. Em poucas 22
emoções e a imaginação. semanas, os governos dessa vasta região foram

22
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
derrubados, e supostamente se inaugurava uma nova a) a unificação da Alemanha recebeu apoio da França,
etapa da História européia, a Primavera dos Povos. que pretendia diminuir a influência econômica e a
(Luiz Koshiba, História – origens, estruturas e processos) ameaça militar da Rússia na região.
b) as burguesias nacionais da Alemanha e da Itália não
O texto faz referência apoiaram os movimentos de unificação, pois
temiam uma diminuição do mercado interno e das
a) à Belle Èpoque. exportações de seus produtos para os países
b) às Revoluções de 1848. contrários à unificação.
c) à Restauração de 1815. c) a unificação italiana ocorreu em torno da
d) à Guerra Franco-Prussiana. monarquia piemontesa, e abriu um período de
e) às Revoluções liberais de 1820. conflito intenso com o papado.
d) o processo de unificação foi sendo conduzido pelos
110 - (UDESC SC/2009) Estados mais industrializados de cada uma dessas
Assinale a alternativa correta, em relação à chamada regiões, a saber: a Sicília, na Itália, e a Prússia, na
Primavera dos Povos. Alemanha.

a) A Primavera dos Povos não influenciou a formação 113 - (Mackenzie SP/2009)


dos movimentos sociais do Século XIX. “Assim, se o sentimento nacional e a idéia nacional
b) Foi uma revolução brasileira, mas que atingiu constituíram, no século XIX, um fator decisivo, um
também outros países do Cone Sul. princípio de ação essencial contra Estados opressores,
c) Houve influência da Primavera dos Povos no Brasil eles foram também a origem da maioria dos conflitos
através do movimento dos Seringueiros. internacionais.”
d) Atribuição colocada ao movimento revolucionário René Rémond
francês em 1848, que derrubou a monarquia de Luis “O confronto entre a Rússia e a Geórgia pelo controle da
Felipe e trouxe à discussão a exploração burguesa e região separatista da Ossétia do Sul registrou ontem
a dominação política. dramática escalada, correndo o risco de se transformar
e) A influência da Primavera dos Povos se restringiu às no pior conflito entre os russos e uma força militar
preocupações francesas do período. estrangeira desde a guerra no Afeganistão, nos anos
80.”
111 - (UDESC SC/2009) Folha de São Paulo, 10/08/2008
Sobre os Movimentos Sociais, sobretudo na Europa,
formados na segunda metade do século XIX, assinale a Considerando os dois textos, é correto afirmar que:
alternativa correta.
I. o conceito de nacionalidade nos remete à realidade
a) Problemas sociais como mão-de-obra barata de povos que pertencem à mesma etnia, falam a
numerosa e jornada de trabalho de até dezesseis mesma língua, têm a mesma tradição cultural e, no
horas por dia indicavam a necessidade de entanto, por estarem separados politicamente,
organização e a criação de entidades como almejam conquistar um Estado unificado;
associações de ajuda mútua e sindicatos. II. a partir de 1870, o princípio das nacionalidades se
b) Os anarquistas foram vitoriosos em quase todas vinculou ao processo de expansão das potências
suas iniciativas de organização, e a maior expressão capitalistas, que entraram na era do imperialismo e
disso foi a formação do Estado Franco-Prussiano. do neocolonialismo, dando origem ao nacionalismo
c) Os movimentos sociais do período buscaram xenófobo, um dos responsáveis pela eclosão da
melhorar as relações tranqüilas que patrões e Primeira Guerra;
operários mantinham nas fábricas. III. tanto na região dos Bálcãs, às vésperas da Primeira
d) O trabalho infantil e a exploração da mão-de-obra Grande Guerra, quanto na atual região da Ossétia
não pertenciam mais à realidade européia no do Sul, a Rússia manifestou seu respaldo aos
período. movimentos nacionalistas e separatistas.
e) Os sindicatos criados no período receberam
imediato apoio dos patrões, preocupados com a Assinale
condição de vida de todos.
a) se somente I estiver correta.
112 - (UFV MG/2009) b) se somente III estiver correta.
Sobre o processo de unificação política e territorial da c) se somente II e III estiverem corretas.
Itália e Alemanha, ocorrido na segunda metade do d) se somente I e II estiverem corretas.
século XIX, é CORRETO afirmar que: e) se I, II e III estiverem corretas.

114 - (UNIMONTES MG/2009) 23

23
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
Na Inglaterra, se o coletor de taxas viesse cobrar taxas d) a disseminação do pensamento absolutista que
não votadas pelo Parlamento, seria expulso da casa inspirou a criação de um governo central na Itália;
pelos cidadãos. Se o cidadão fosse detido e levado a e) o interesse dos nacionalistas italianos na integração
julgamento, seria liberado pela Corte e mandado para da parte industrial do sul dos Estados Italianos com
casa com um elogio por ter resistido a uma força ilegal. a parte agrária do norte do país.
(...)
Na Prússia, era diferente. Se o cidadão prussiano 116 - (FATEC SP/2010)
expulsasse o coletor de impostos que viesse cobrar O Arco do Triunfo foi iniciado por ordem de Napoleão
taxas não aprovadas pela Dieta, ele seria arrastado ao Bonaparte em 1806, e a Paris dos boulevares (das
tribunal para receber uma sentença de prisão por avenidas) surgiu a partir da reforma urbana implantada
“resistência à autoridade legal”. pelo barão Haussmann, prefeito de Paris entre 1853 e
(Ferdinand Lassalle. Líder socialista alemão na segunda 1870, período em que a França era governada por Luís
metade do século XIX. Citado por PEDRO, Antônio; Bonaparte. A foto demonstra o resultado final dessas
LIMA, Lizânias de Souza; CARVALHO, Yone de. História duas iniciativas que representam a vitória do projeto
do mundo ocidental: ensino médio. São Paulo: FTD,
2005, p. 304).

Considerando o texto acima e a história, é INCORRETO


afirmar que:

a) a unificação tardia da Alemanha embotou o


desenvolvimento capitalista naquele país, como se
pode inferir do caráter autoritário do judiciário e
das arbitrariedades praticadas por coletores de
impostos. Paris – Arco do Triunfo
b) o direito de não pagar taxas impostas é coerente (http://www.linternaute.com/paris/magazine/diaporama/0
com o direito à insurreição, aceito por John Locke, 6/paris-vu-du-ciel/1950/images/2.jpg, acessado em
mais importante intelectual da Revolução Gloriosa 02.09.2009)
de fins do século XVII na Inglaterra.
c) a Prússia desempenhou papel central no processo
de formação do Estado Nacional Alemão no século a) socialista de uma cidade em que seus espaços
XIX, experiência que engendrou um modelo de devem pertencer igualmente a todos os cidadãos.
desenvolvimento autoritário, também conhecido b) burguês em que o embelezamento da cidade, os
por “modernização conservadora”. parques, novos edifícios e monumentos devem
d) a proeminência do Parlamento nas questões atender mais às necessidades da classe burguesa do
tributárias na Inglaterra, cuja origem remonta aos que às da população mais pobre.
tempos medievais, esteve no centro dos conflitos c) anarquista de uma cidade onde a população não
políticos no século XVII e foi ratificada na revolução precisaria de um órgão governamental, pois os
de 1688. próprios cidadãos a governariam.
d) neoliberal em que a economia da cidade deve ser
115 - (ESCS DF/2010) gerada não mais pelo investimento do Estado e sim
A segunda metade do século XIX ficou caracterizada pelo livre investimento das empresas privadas.
pelos processos de unificações tardios da Alemanha e da e) comunista de uma cidade moldada nas diretrizes da
Itália. O processo italiano ficou marcado pela forte Primeira Internacional Comunista.
presença da burguesia do Piemonte (norte dos Estados
Italianos) interessada na unificação do mercado da 117 - (PUC RJ/2010)
península itálica. Um fator que também contribuiu para O voto direto e universal, símbolo da democracia e da
o processo de unificação tardio da Itália foi: igualdade política, foi instituído na França em 1848,
fruto de experiências e reflexões anteriores que
a) o apoio dos Estados Pontificiais interessados na propiciaram sua conquista e sua posterior afirmação, no
possível proteção do novo Estado italiano a Igreja decorrer do século XX.
Católica na Europa; Sobre as experiências modernas e contemporâneas que
b) a ampla participação da população do sul dos contribuíram para a conquista e afirmação do sufrágio
Estados Italianos organizados em um exército universal, é CORRETO afirmar que:
popular liderado por Giuseppe Garibaldi;
c) o total interesse da França na independência a) na Revolução Gloriosa, inaugurou-se a Era dos
italiana para que a jovem nação estabelecesse uma Direitos, abrindo caminho para a eleição do
concorrência com a Inglaterra; legislativo, com o voto censitário, masculino e 24
feminino, para a Câmara dos Comuns.

24
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
b) na Revolução Americana, o ideal democrático foi populares por melhores condições de vida. Uma das
aplicado na Constituição de 1787, exemplificado experiências políticas destacada nesse período, foi a
pela abolição da escravidão e pela adoção do Comuna de Paris, que:
sufrágio universal e da eleição direta.
c) na Revolução Francesa, a doutrina da soberania a) conseguiu consolidar o domínio do liberalismo na
popular foi aplicada pelo governo jacobino a partir França e o fim do autoritarismo no governo e na
de 1793, garantindo o sufrágio universal masculino Constituição.
e a defesa da liberdade de expressão e de oposição. b) organizou um governo revolucionário para mudar a
d) na América Latina, após as revoluções de situação política do país e fazer mudanças radicais.
independência, a elite criolla preocupou-se em c) fez alianças com a burguesia mais reformista,
constituir estados nacionais e em integrar as classes mantendo-se no poder, com grande popularidade,
populares na participação política. durante uma década.
e) no Brasil republicano, em 1932, foi instituído o d) afirmou a necessidade de reformas na política,
Código Eleitoral Brasileiro, considerando eleitor o derrotando os conservadores e implantando o
cidadão maior de 21 anos, implantando-se, assim, o Socialismo.
sufrágio universal sem distinção de sexo. e) definiu o fim da monarquia constitucional, criando
condições para uma democracia como nos tempos
118 - (UFTM MG/2010) da Grécia Antiga.
Pode-se apontar como característica comum das
unificações da Alemanha e da Itália, 121 - (UFTM MG/2010)
As palavras são testemunhas que muitas vezes falam
a) a criação de uma república liberal, comanda pela mais alto que os documentos. Consideremos algumas
pequena burguesia e ligada às tradições românticas palavras que foram inventadas, ou ganharam seus
do século XIX, em especial com a música. significados modernos, substancialmente no período
b) a participação de todas as classes – em especial do 1789-1848. Palavras como indústria, industrial, fábrica,
operariado – associada à constituição de uma classe média, classe trabalhadora, capitalismo e
monarquia que respeitava as culturas regionais. socialismo. Ou ainda liberal e conservador como termos
c) o apoio militar da Áustria para efetivar os interesses políticos, nacionalidade, cientista, engenheiro,
nacionais dos povos que lutavam contra as forças proletariado e crise econômica, todas elas cunhagens
reacionárias francesas e do papado. ou adaptações deste período.
d) a ação inglesa contra as forças reacionárias que, (Eric J. Hobsbawm. A era das revoluções. Adaptado.)
apoiadas nas decisões do Congresso de Viena,
impediam a formação de novos Estados. A partir do texto, pode-se inferir que, na Europa
e) o fato de esse processo ter sido liderado pelas Ocidental, o período 1789-1848 caracterizou-se
classes dominantes de regiões de crescente
industrialização. a) pela dominação econômica da nobreza, que,
graças ao Congresso de Viena, recuperou os
119 - (UFV MG/2010) privilégios baseados no nascimento.
A expressão Risorgimento designa o conjunto de b) pelas guerras e disputas entre países capitalistas e
movimentos heterogêneos que desejaram a unificação socialistas, que procuravam obter o controle
da Itália no século XIX. A vertente vitoriosa que político do continente.
promoveu a unificação da Itália foi: c) pela irrupção de novas forças sociais e
econômicas, responsáveis pelo triunfo da ordem
a) o projeto republicano de Giuseppe Mazzini, que burguesa.
criou o movimento Jovem Itália. d) pela disputa entre os que defendiam explicações
b) o movimento popular e secreto dos Carbonários, baseadas na razão e os que seguiam os valores
que defendeu a instituição de um Estado unitário e religiosos.
laico, contra a influência da Igreja e do Império e) pela dominação da África, dividida em função dos
Austríaco. interesses políticos e econômicos dos países
c) o Papado, que defendeu a instituição de uma europeus.
monarquia teocrática com sede no Vaticano.
d) o movimento liderado pelo reino do Piemonte- 122 - (UNIMONTES MG/2010)
Sardenha, que adotou uma monarquia Acerca da Europa, de modo geral, no século XIX, é
constitucional laica e favoreceu a industrialização. INCORRETO afirmar que

120 - (UESPI/2010) a) o final do período foi marcado pela suspensão das


No século XIX, as transformações agitavam a vida disputas políticas e econômicas entre as grandes
europeia. Havia críticas ao Capitalismo, e a desigualdade potências europeias e a progressiva pacificação do 25
social era comum. Daí as tensões e as lutas das camadas continente.

25
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
b) as duas grandes escolas literárias do período trabalhadores urbanos, como é ilustrado pelo
foram o Romantismo e o Realismo que se acesso ao voto por parte de um operário.
inspiraram, entre outros, nos problemas sociais
criados pela Revolução Industrial. 124 - (UEG GO/2011)
c) a Inglaterra pode ser tomada como o modelo ideal O ano de 1870 foi marcado, na Europa, pelo início da
do capitalismo industrial nascente, pois guerra franco-prussiana e, na América do Sul, pelo fim
apresentava economia forte, poderio militar e um da Guerra do Paraguai. Essas duas guerras
Estado estável e representativo. influenciaram politicamente a
d) as pesquisas e descobertas nos campos da física e
da química tiveram aplicações práticas na a) a queda do chanceler alemão Otto von Bismark e
medicina e no desenvolvimento, entre outros, da a questão religiosa no Brasil.
fotografia e do cinema. b) a implantação do II Império Francês e a
emancipação dos escravos no Brasil.
123 - (PUC RJ/2011) c) o advento da Comuna de Paris e a criação da
A gravura abaixo foi difundida pelos revolucionários Guarda Nacional no Brasil.
franceses das barricadas de 1848 e simbolizava a sua d) unificação alemã e a Proclamação da República
principal reivindicação. brasileira.

125 - (UEPB/2011)
O nacionalismo ajudou a redesenhar o mapa da Europa
no século XIX. Movimentos políticos, ancorados em
conceitos de identidade nacional, redefiniram as
fronteiras europeias e substituíram monarquias
tradicionais por nações-Estado. Assinale V para as
alternativas verdadeiras e F para as falsas:

( ) Os países que derrotaram a França napoleônica


reuniram-se em Viena (1814) para impedir que
monarquias destronadas pelos exércitos
bonapartistas se recompusessem. O resultado foi
que Fernando VII, da Espanha, foi banido da
Europa; a Itália foi unificada e virou nação;
Noruega e Suécia foram divididas e perderam suas
coroas.
( ) Os movimentos nacionalistas europeus aceitavam
França 1848 - O voto ou o fuzil, gravura de M. -L. Bosredon depender economicamente de uma nação
(B.N., Paris). estrangeira, desde que tivessem autonomia
http://www.histoire-image.org política, e defendiam subideologias nacionalistas,
algumas limitadas à defesa de um idioma próprio.
Considerando a gravura e o debate político no qual se ( ) Otto Von Bismarck, estadista prussiano, viu um
insere, é CORRETO afirmar que: desejo de unidade nacional ao defender a
supremacia da Prússia na Europa Central. O
a) a urna eleitoral representa o sufrágio universal processo se inicia em 1864, quando Prússia e
defendido pela burguesia liberal que reconhecia o Áustria se unem para anexar ducados
papel das classes trabalhadoras nas guerras anti- dinamarqueses, e culmina em 1871 com a
absolutistas. proclamação do Império Alemão, tendo Bismarck
b) a ampliação do voto é apresentada como uma como seu Chanceler.
conquista dos setores militares positivistas, idéia ( ) A lealdade ao rei foi substituída, nos exércitos
reforçada pela presença simultânea da urna e do europeus, pela lealdade ao país - um patriotismo
fuzil. fundado no conceito de revolução social. Para
c) a defesa do sufrágio universal era um meio de os defender a pátria, a população contribuiria para a
liberais franceses restaurarem a ordem social guerra e o alistamento obrigatório foi introduzido
após as agitações da Revolução de 1789, como na Europa.
indica a deposição das armas.
d) os democratas eram a favor da soberania popular Assinale a alternativa correta:
e a identificavam com o voto universal, masculino
e feminino, tal como o demonstra a imagem. a) F, F, V, V
e) a República e a revolução social eram b) F, F, F, V 26
reivindicações de socialistas, democratas e c) V, V, F, F

26
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
d) F, V, F, V c) da Crimeia o “Segundo Reich” alemão ; EUA e
e) V, F, V, V Inglaterra
d) franco-prussiana o império alemão ; EUA e
126 - (FMABC SP/2011) Inglaterra
“A revolução social está em marcha e ninguém irá e) franco-prussiana a República Federal da
barrar seu caminho. (...) A Comuna pode salvar tudo! Alemanha ; Inglaterra e Rússia
Eu o juro! Eu o juro em nome de minhas lembranças
dolorosas e das minhas altivas esperanças. (...) A 128 - (PUC SP/2011)
burguesia poderia ajudar a nos massacrar, mas “O culpado se chama burguesia. (...) Sim, a pátria está
seríamos apenas alguns no cemitério, e ela rolaria subjugada, Paris desonrada e, amanhã, terá a canga
amanhã, criminosa e arruinada, ao abismo! Que ela se prussiana presa em seu pescoço. Mas é ela, a
junte à Comuna! Nós oferecemos isso hoje, amanhã burguesia, quem prendia as mãos da revolução e
talvez seja tarde demais. Decidam-se!” esmagava seus dedos (...).”
Jules Vallès. “Decidiam-se!”, Le cri du peuple, Jules Vallès. Le cri du peuple (1/3/1871), in Crônicas da
3/4/1871. Comuna.
Crônicas da Comuna. São Paulo: Ensaio, 1992, p. 23-24 São Paulo: Ensaio, 1992, p. 17

O texto acima foi publicado em Paris, durante a O texto, escrito no calor da luta da Comuna de Paris,
Comuna de 1871. Podemos dizer que a Comuna de relaciona o movimento
Paris
a) à revolução social proletária e à resistência contra
a) foi a primeira revolução burguesa da história a invasão estrangeira da cidade.
contemporânea e instaurou a República na b) ao nacionalismo francês e prussiano e à revolução
França. política liderada pela burguesia.
b) representou um momento de aliança da c) à reforma constitucional e à ampliação dos
burguesia e do proletariado franceses contra o mecanismos institucionais de participação
Segundo Império. política.
c) foi alimentada pelas ideias sociais do século XIX e d) ao fim do poder republicano burguês e à
pela derrota francesa na Guerra Franco- restauração do império na França.
Prussiana. e) à instalação do comunismo e à necessária
d) representou a primeira tentativa bolchevique de repressão aos anarquistas.
expandir a hegemonia soviética para fora da
Rússia. 129 - (UNESP SP/2011)
e) foi uma rápida experiência de poder burguês,
celebrada por teóricos como Karl Marx e Mikhail
Bakunin.

127 - (PUC RS/2011)


A autora francesa Josette François afirma: “depois da
humilhação de 1871, as crianças francesas passaram a
ser educadas para um único fim: a vingança necessária.
Todas as canções que se escutavam nas festas
familiares falavam da Alsácia-Lorena”. (A Liberdade guiando o povo. Museu do Louvre, Paris,
Apud SENISE, M.H.V. e PAZZINATO, A. L. . História moderna 1831.)
e contemporânea. 12 ed. São Paulo: Ática, 1998, p.
217. A tela de Eugène Delacroix celebra a revolução de julho
de 1830 na França, que derrubou o rei Carlos X e
A “humilhação” mencionada refere-se ao resultado da encerrou o período da Restauração.
guerra _________. A “vingança necessária” era contra Explique o significado do movimento de 1830 e
_________, sob cujo domínio encontrava-se a região identifique, através da análise da tela, dois elementos
mencionada. Um dos efeitos internacionais dessa que atestem sua relação com a Revolução de 1789.
posição francesa foi a assinatura, em 1907, da chamada
Tríplice Entente, com _________. 130 - (FMABC SP/2012)
“Os anos de penúria das décadas de 1830 e 1840,
a) da Crimeia a República Federal da Alemanha ; especialmente na França, só aumentaram a sensação
EUA e Inglaterra de contrastes profundos. De um lado o crescimento
b) franco-prussiana o império alemão ; Inglaterra e vertiginoso da população francesa (29 milhões em
Rússia 1816, 36 milhões em 1850), concentrada nas cidades, 27

27
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
conduzindo a um estado de mal-estar e de tensão social c) a ávida necessidade, nessas novas sociedades
que explodia em violentos motins urbanos (...).” urbanas ocidentais, de informação e de ideais,
Elias Thomé Saliba. As utopias românticas. São Paulo: como pátria e liberdade, civilização e tecnologia,
Estação capazes de unirem, em torno de um mesmo ideal,
Liberdade, 2003, p. 28. Adaptado. os diferentes grupos sociais.
d) a maior oferta de mão-de-obra especializada nos
Podemos dizer que a tensão social identificada pelo grandes centros urbanos, capaz de atender a
texto se associa demanda desse novo setor tipográfico e também
de se tornarem futuros consumidores.
a) à ampla presença de estrangeiros na França do e) a busca constante de novidades que pudessem
início do século XIX, provocada pelas ondas de aumentar as vendas no comércio, dado ao
migrações oriundas das colônias francesas do aumento expressivo da capacidade de consumo
norte da África. das classes trabalhadoras urbanas.
b) ao sucesso das reformas sociais promovidas pela
Revolução de 1789, que permitiram a ampliação 132 - (FUVEST SP/2012)
da oferta de empregos nos meios urbanos e rurais O cartaz abaixo, parte de uma campanha sindical pela
franceses. redução da jornada diária de trabalho, foi divulgado em
c) à organização de sindicatos e partidos políticos 1919 pela União Interdepartamental da Confederação
comunistas e anarquistas, que preparavam os Geral dos Trabalhadores da Região do Sena, na França.
levantes sociais de 1848 e 1871 e iniciavam a
gradual implantação do socialismo na França.
d) ao avanço da industrialização, que acelerou o
processo de evasão rural e provocou forte
concentração de trabalhadores nas grandes
cidades europeias do período.
e) à escassez de alimentos, originada pelas longas
temporadas de seca e de peste nos campos
franceses e aprofundada pelos guerras ocorridas
durante o período napoleônico.

131 - (Mackenzie SP/2012)

http://lewebpedagogique.com/ericdarrasse/category/non-
classe.

Tradução dos escritos do cartaz: “União dos Sindicatos


Na segunda metade do século XIX, em todo mundo de Trabalhadores do Sena”. “As 8 horas”. “Operário, a
ocidental, verificou-se o crescimento das elites regra foi aprovada, mas apenas sua ação a fará ser
urbanas. A existência de um público leitor urbano, com aplicada”.
determinado nível de renda e de instrução, determinou
a reformulação da linguagem visual da época, como a) Identifique um elemento visual no cartaz que
vemos nas imagens de embalagem de sabonete acima. caracterize a principal reivindicação dos sindicatos
Além das novas tecnologias introduzidas no setor e o explique.
gráfico, permitindo a produção e a veiculação em maior b) Identifique e analise a visão de luta social que a
escala de informações e de imagens, o outro fator cena principal do cartaz apresenta.
decisivo para essa expansão foi
133 - (UNESP SP/2012)
a) a mudança na relação entre comerciante e Noite após noite, quando tudo está tranquilo
consumidor que passou a depender muito mais do E a lua se esconde por trás da colina,
poder de influência da publicidade e da Marchamos, marchamos para realizar nosso desejo.
embalagem dos produtos, do que da real Com machado, lança e fuzil!
necessidade do consumidor em adquiri-los. Oh! meus valentes cortadores!
b) o apoio irrestrito dos governos nacionais, que se Os que com golpes fortes
utilizaram dessa expansão inédita de impressos e As máquinas de cortar destroem.
do consumo tipográfico pela população urbana Oh! meus valentes cortadores! (...).
para anunciar e veicular símbolos patrióticos e (Canção popular inglesa do início do século XIX. Citada por: 28
incentivar o nacionalismo. Luzia

28
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
Margareth Rago e Eduardo F. P. Moreira. O que é a) a Revolução de 1848 foi uma revolução burguesa
Taylorismo, 1986.) que instaurou uma nova organização estatal que,
posteriormente, reprimiu o movimento operário,
A canção menciona os “quebradores de máquinas”, manifestando o que Marx denominou de
que agiram em muitas cidades inglesas nas primeiras “contrarrevolução”.
décadas da industrialização. Alguns historiadores os b) a Revolução de 1848 foi uma revolução
consideram “rebeldes ingênuos”, enquanto outros os policlassista que gerou um regime socialista
veem como “revolucionários conscientes”. democrático, o que Marx considerou como
modelo e primeira experiência de via pacífica para
Justifique as duas interpretações acerca do o comunismo pluralista.
movimento. c) a Revolução de 1848 foi uma revolução proletária
que constituiu a primeira forma daquilo que Marx
134 - (PUC RJ/2013) denominou “ditadura do proletariado” e que seria
Ao longo do ano de 1848, o continente europeu passou repetida na Comuna de Paris de 1871 e na
por uma série de revoluções configurando um Revolução Russa de 1917.
momento que muitos historiadores vieram a d) o movimento cartista foi a primeira expressão
denominar de “Primavera dos Povos”. política do movimento comunista internacional e
teve em Karl Marx o seu principal ideólogo e
Sobre esses movimentos, é CORRETO afirmar que: ativista, sendo a base da criação da Associação
Internacional dos Trabalhadores.
a) as revoluções de 1848 foram movimentos em
defesa do retorno dos regimes monárquicos, uma 136 - (UFGD MS/2013)
vez que as tentativas de reformas políticas e Karl Marx e Friedrich Engels são importantes e
econômicas de caráter burguês tinham fracassado destacados autores das teses do socialismo científico,
e produzido uma grave crise econômica e social. cuja proposição se baseou
b) este conjunto de revoluções, de caráter liberal e
nacionalista, foi iniciado com demandas por a) em apontar e discutir as contradições do
governos constitucionais e, ao longo do processo, capitalismo, a partir da ideia de que seria
trabalhadores e camponeses se manifestaram necessária a ação revolucionária dos
contra os excessos da exploração capitalista. trabalhadores.
c) o movimento de 1848 deu prosseguimento às b) na perspectiva de que seria urgente a redução do
reformas religiosas estendendo o protestantismo papel do Estado na economia.
para a Europa centro-oriental e enfraquecendo a c) em redefinir o movimento sindical, por considerar
posição dos regimes autocráticos católicos em que ele estaria ultrapassado após a Revolução
países da região como a Áustria e Polônia. Russa.
d) a “Primavera dos Povos” está relacionada à d) no desenvolvimento e execução de sucessivas
publicação do Manifesto Comunista em fevereiro reformas em diferentes modelos econômicos,
de 1848 e com a organização de ações políticas visando ao aperfeiçoamento do Liberalismo.
revolucionárias de cunho anarquista, republicano e) na difusão da ideia de que a liberdade é um direito
e secular. natural, portanto, os direitos individuais e de
e) essas revoluções estavam associadas às propriedade privada deveriam ser sempre
demandas burguesas por maior integração defendidos.
comercial e pelo fim das políticas mercantilistas
intervencionistas ainda em vigor em países 137 - (UFPR/2013)
europeus dominados pela velha classe política No Brasil, desde 2011, tem havido diversas
aristocrática. comemorações dos 150 anos da Unificação Italiana,
relembrando os fortes laços culturais entre os dois
135 - (UEG GO/2013) países. Sobre a relação entre a Unificação Italiana e a
O movimento cartista (1838-1848) foi uma das imigração de italianos para as Américas, é correto
primeiras manifestações coletivas do movimento afirmar:
operário inglês. Entre suas reivindicações, estavam o
voto universal e secreto, o pagamento aos deputados e a) A Unificação Italiana foi o resultado de uma série
as eleições anuais para o Parlamento. Em fevereiro de de revoltas populares, que culminaram em 1861
1848, houve a revolução que derrubou a monarquia com a formação de uma república socialista sob a
liberal francesa e foi realizada essencialmente pela direção de Giuseppe Mazzini. A burguesia, que
burguesia e pelo proletariado. Ao relacionar estes não concordava com o novo regime, emigrou para
acontecimentos históricos com a teoria da luta de as Américas, levando capital suficiente para iniciar
classes de Karl Marx, pode-se afirmar: a industrialização em países como a Argentina, o 29
Brasil e os Estados Unidos.

29
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
b) O processo da Unificação Italiana contou com a b) Pela destruição das máquinas, afinal, elas
intensa participação do Império brasileiro, pois D. representavam a perda dos seus trabalhos.
Pedro II almejava estabelecer relações comerciais c) Pela defesa da via sindical.
com os italianos. É notória a participação de d) Pela tomada de consciência de sua condição de
Giuseppe Garibaldi na política brasileira do classe.
período imperial. Após a unificação, contudo, e) Pela organização de greves como principal
nem o Brasil nem os demais países aliados estratégia de luta pelos direitos trabalhistas.
conseguiram levantar a Itália de uma profunda
crise econômica, o que levou a uma grande leva 139 - (UDESC SC/2013)
emigratória para as Américas de 1880 a 1930. Sobre a segunda metade do século XIX, é correto
c) A Unificação Italiana foi um processo iniciado no afirmar.
início do século XIX, que se concluiu em 1861, com
uma monarquia constitucionalista, sob o a) Ocorreram várias mudanças nos países europeus,
comando de uma aliança entre burgueses e entre elas a formação de novos países, como a
latifundiários, que afastou os setores populares Itália e a Alemanha.
do poder. Muitos italianos camponeses e b) As relações de trabalho, na Europa, eram
trabalhadores saíram empobrecidos após a baseadas na escravidão, cujos trabalhadores se
unificação, o que estimulou uma intensa organizavam em sindicatos a fim de garantir seus
emigração para as Américas entre 1880 e 1930, direitos trabalhistas, tais como descanso semanal
engrossando fileiras de trabalhadores agrícolas e remunerado e limitação da jornada de trabalho.
operários. c) Com o desenvolvimento da industrialização em
d) A Unificação Italiana durou de 1861 a 1870, países como a Inglaterra, houve crescimento da
agregando estados independentes sob a direção participação política das mulheres, pelo voto nas
do reino de Piemonte-Sardenha. Porém, sua eleições dos governantes.
conclusão só foi possível após a Unificação Alemã, d) Na França, ocorreu a Revolução Francesa e
que marcou o fim da ingerência de Otto Von posteriormente o governo de Napoleão
Bismark na política europeia. Após esse processo, Bonaparte.
o monarca instituído perseguiu duramente seus e) Neste período, na Europa, houve uma grande
inimigos políticos, que emigraram para as migração de pessoas que deixaram as cidades, em
Américas. busca de melhores condições de vida no campo.
e) A emigração italiana para as Américas teve início
por conta de uma série de dificuldades financeiras 140 - (UECE/2013)
causadas por problemas climáticos, que, por volta O movimento político e social britânico, liderado por
de 1850, prejudicaram as colheitas. O volume de Feargus O’Connor e William Lovett, composto em sua
emigrantes intensificou-se após a Unificação em maioria por representantes da classe trabalhadora,
1861, em decorrência do fato de que o governo apresentou em 1838 à Câmara dos Comuns uma
anarquista instituído fracassou na tentativa de petição reivindicando várias reformas. Baseado nas
reerguer o país. reivindicações contidas nesse documento denominado
People's Charter (Carta do Povo), analise os seguintes
138 - (IFGO/2013) itens:
Leia o fragmento a seguir.
I. Voto secreto, para proteger o eleitor no exercício
De pé ficamos todos de seu direito, garantido a todo homem a partir
E com firmeza juramos dos vinte e um anos de idade.
Quebrar tesouras e válvulas II. Igualdade para todos e liberdade de negociação
E pôr fogo às fábricas daninhas. salarial para todos os trabalhadores ingleses.
HUBERMAN, Leo. História da riqueza do homem. III. Não obrigatoriedade de ter propriedade para
21. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1986. p. concorrer ao Parlamento, e pagamento de salário
186. ao parlamentar.

O trecho foi retirado de uma das canções entoadas Faziam parte do referido documento as reivindicações
pelos trabalhadores ligados ao movimento ludista. contidas em
Ocorridas na Inglaterra entre fins do século XVIII e início
do século XIX, as ações encaminhadas pelo movimento a) I e III apenas.
em questão caracterizaram-se: b) II e III apenas.
c) I e II apenas.
a) Por ações pacíficas, optando, assim, pela via da d) I, II e III.
negociação. 30
141 - (UFPB/2013)

30
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
Na segunda metade do século XIX, ocorreram as 1. O sentimento nacional de pertencimento à nação
unificações políticas da Itália e da Alemanha, países que é próprio à natureza humana
se atrasaram em relação às potências que se unificaram 2. O nacionalismo é uma ideologia elaborada para
séculos antes, tais como Inglaterra e França. garantir a coesão da nação.
3. A ideologia do nacionalismo levou à formação das
Sobre esses processos de unificação, pode-se afirmar: nações modernas.
4. As nações são construções políticas, assim como o
I. A península italiana estava dividida em vários sentimento nacional.
Estados submetidos à influência da Áustria. Duas
correntes políticas buscavam a unificação: os 143 - (UNIMONTES MG/2013)
monarquistas e os republicanos. O que determina o florescimento ou o esgotamento
II. A unificação da Alemanha foi comandada pela das artes em qualquer período ainda é muito obscuro.
Prússia, que era a região mais rica e Entretanto não há dúvida de que, entre 1789 e 1848, a
industrializada. Após várias guerras vitoriosas, a resposta deve ser buscada em primeiro lugar no
Alemanha foi unificada sob o comando do rei da impacto da revolução dupla. Se fôssemos resumir as
Prússia, que se tornou o Kaiser Guilherme I. relações entre o artista e a sociedade nessa época, em
III. A Áustria, grande potência da Europa Central, uma só frase, poderíamos dizer que a Revolução
adotava uma política expansionista. Ameaçados, Francesa o inspirava com seu exemplo; a revolução
os reinos do Piemonte e da Prússia se uniram e, industrial, com o seu horror, enquanto a sociedade
com apoio da França, venceram os austríacos, burguesa, que surgiu de ambas, transformava sua
fundando o Reino da Itália e o Reich alemão. própria experiência e estilos de criação. (HOBSBAWM,
IV. A França, comandada pelo Imperador Napoleão Eric. A Era das Revoluções, 1982.)
III, não desejava a unificação da Alemanha. Isso O movimento artístico e filosófico que surge, segundo
levou à Guerra Franco-Prussiana (1870-1871), Hobsbawm, na efervescência das grandes revoluções
culminando com a vitória prussiana e a unificação ocorridas na Europa é
alemã sob o comando do Kaiser Guilherme I.
a) o Modernismo.
Está(ao) correta(s) apenas: b) o Romantismo.
c) o Humanismo.
a) I d) o Simbolismo.
b) I e II
c) I, II e IV 144 - (UFMG/2012)
d) III e IV Observe este cartaz comemorativo da Comuna de
e) II, III e IV, Paris:

142 - (UFU MG/2013)


Nação em seu sentido político moderno é uma
comunidade de indivíduos, vinculados social e
economicamente, que compartilham certo território,
que reconhecem a existência de um passado comum;
que têm uma visão de futuro em comum.
GUIMARÃES. Samuel Pinheiro. Nação,
Nacionalismo, Estado. Estudos Avançados. n. 62,
jan./abr. 2008, p. 145. (Adaptado)

A finalidade última da operação política resultante na


fusão de Estado e nação é justamente a de desenvolver
o sentimento nacional, de cultivar a ideia segundo a
qual todos os habitantes de um Estado pertencem à
mesma nação e que a divisão política entre as nações é
algo justo, natural e até sagrado.
BOBBIO, Norberto, MATTEUCCI, Nicola, PAQUINO,
Gianfranco. Dicionário de Política. 5ª ed. Brasília: Ed.
UNB, 1993, p. 800-8001. (Adaptado)
Almanach de la Question Sociale, 1897. In BOITO JR. A
Os textos apresentam as concepções modernas de Comuna Republicana ou
nação e nacionalismo. Marque, para as afirmativas Comuna Operária? Revista Espaço Acadêmico, Brasil,
10 fev. 2011, p. 11. Disponível
abaixo, (V) Verdadeira, (F) Falsa ou (SO) Sem Opção. 31
em:<http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/Es

31
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
pacoAcademico/ article/view/12530/6696>. Acesso
em: 1º jun. 2011.

A partir da análise desse cartaz e considerando outros


conhecimentos sobre o assunto,

1. DESCREVA o contexto histórico que motivou a


revolta que deu origem à Comuna de Paris, em
1871.
2. CITE duas medidas adotadas pelo governo
constituído pela Comuna de Paris.
3. EXPLIQUE como cada um dos dois elementos
representados no cartaz – a mulher e os dois Observe a obra do pintor Delacroix, intitulada A
homens – se relaciona com o contexto da Comuna Liberdade guiando o povo (1830), e assinale a
de Paris. alternativa correta.

145 - (Fameca SP/2014) a) Os sujeitos envolvidos na ação política


Ao sul fica Hoxton, região de ruas de feira, malcheirosas representada na tela são homens do campo com
de fábricas, depósitos de madeira, armazéns imundos, seus instrumentos de ofício nas mãos.
de becos onde fervilham pequenas lojas e oficinas, de b) O quadro evoca temas da Revolução Francesa,
travessas infectas que levam a uma escuridão como a bandeira tricolor e a figura da Liberdade,
pestilenta; por toda parte o trabalho em suas formas mas retrata um ato político assentado na teoria
mais degradantes; as vias trovejando de carroças bolchevique.
superlotadas, as calçadas pisadas por trabalhadores da c) O quadro mostra tanto o ideário da Revolução
espécie mais grosseira, as esquinas e recantos exibindo Francesa reavivado pelas lutas políticas de 1830
a mais feia miséria. Caminhando em direção ao norte, na França quanto a posição política do pintor.
o explorador vai encontrar um ar mais limpo, ruas mais d) No quadro, vê-se uma barricada do front militar
amplas, num bairro estritamente residencial; as da guerra entre nobres e servos durante a
estradas parecem entregues aos leiteiros, vendedores Revolução Francesa, sendo que a Liberdade
de carne de gato e fruteiros. Aqui encontram-se ruas em encarna os ideais aristocráticos.
que há placas anunciando quartos para alugar em cada
janela; outras proclamam uma respeitabilidade 147 - (UNISA SP/2014)
superior, casas recuadas por trás de pequenos jardins No contexto da guerra franco-prussiana (1870-1871),
[...]. surgiu na França um movimento popular e
(George Gissing apud Raymond Williams. O campo e a revolucionário que governou Paris por mais de dois
cidade, 2011.) meses. Embora efêmero, ele ganhou importância
histórica devido à defesa da democracia e da República.
Ao descrever Londres no final do século XIX, o autor Organizado em comissões, o governo teve a
mostra que participação de operários eleitos pelo povo. O
movimento descrito diz respeito
a) a luta de classes era resquício do passado pré-
industrial da cidade. a) ao Comitê de Salvação Pública.
b) o desprezo pela riqueza das elites aumentara b) à Revolução de 1830.
entre os intelectuais. c) à Comuna de Paris.
c) o individualismo burguês contrastava com a d) à Convenção Nacional.
solidariedade dos pobres. e) às Jornadas de 1848.
d) a visão higienista favoreceu o crescimento
ordenado da metrópole. 148 - (IFGO/2014)
e) o espaço urbano refletia os contrastes de vida das Leia os fragmentos:
classes sociais.
“Por favor, leia os jornais com bastante atenção – agora
146 - (UNICAMP SP/2014) eles valem a pena de ser lidos... Esta Revolução mudará
a forma do planeta – assim deve e precisa! –
Vive La République!”
O poeta George Weerth à sua mãe, 11 de março de
1848.

“Estamos dormindo sobre um vulcão... Os senhores 32


não percebem que a terra treme mais uma vez? Sopra

32
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
o vento das revoluções, a tempestade está no b) organizou um Império de caráter despótico
horizonte.” absolutista, impôs a censura aos meios de
Pensador político francês Alexis de Tocqueville, 1848. comunicação e proclamou-se cônsul vitalício,
atitudes já realizadas por Napoleão.
Os fragmentos acima se referem ao evento histórico c) assim como Napoleão, Luís Bonaparte legitimou
conhecido como “Primavera dos Povos”, ocorrido na seu golpe por meio de um plebiscito, extinguindo
Europa, em 1848. A respeito desse processo a República até então vigente para proclamar-se
revolucionário, é correto afirmar que imperador.
d) Luís Napoleão, assim como Napoleão, a princípio
a) o proletariado envolvido nas mobilizações realizou reformas absolutistas para depois, já no
revolucionárias de 1848 em nada se identificou Império, introduzir princípios iluministas de
com os ideais socialistas. administração pública.
b) de forma geral, compuseram as massas das e) assim como seu tio, Luís Bonaparte se auto coroou
manifestações de 1848 os trabalhadores, as imperador, reduziu a interferência do alto clero no
populações sufocadas nos impérios, os governo e limitou o direito ao voto a critérios
camponeses e os despossuídos. censitários.
c) os revolucionários de 1848 lutaram na Europa
pelo retorno dos valores consagrados no Antigo 151 - (Mackenzie SP/2015)
Regime. Como a maioria dos estudiosos rigorosos, não
d) a “Primavera dos Povos” foi um movimento considero a ‘nação’ como uma entidade social
político local e restrito à França. originária ou imutável. A ‘nação’ pertence
e) ao contrário dos movimentos políticos anteriores exclusivamente a um período particular e
a 1848, as revoluções de 1848 reafirmaram o historicamente recente. (...) Por essa razão as nações
discurso liberal burguês. são, do meu ponto de vista, fenômenos duais,
construídos essencialmente pelo alto, mas que, no
149 - (ENEM/2014) entanto, não podem ser compreendidas sem ser
A Praça da Concórdia, antiga Praça Luís XV, é a analisadas de baixo, ou seja, em termos de suposições,
maior praça pública de Paris. Inaugurada em 1763, esperanças, necessidades, aspirações e interesses das
tinha em seu centro uma estátua do rei. Situada ao pessoas comuns, as quais não são necessariamente
longo do Sena, ela é a intersecção de dois eixos nacionais e menos ainda nacionalistas.
monumentais. Bem nesse cruzamento está o Obelisco Eric J. Hobsbawm. Nações e nacionalismo desde 1780.
de Luxor, decorado com hieróglifos que contam os 3ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002, pp.19-20
reinados dos faraós Ramsés II e Ramsés III. Em 1829, foi
oferecido pelo vice-rei do Egito ao povo francês e, em Na visão do autor, o conceito de “nação”
1836, instalado na praça diante de mais de 200 mil
espectadores e da família real. a) é o resultado da interação entre economia e
NOBLAT, R. Disponível em: www.oglobo.com. Acesso em: cultura sem, no entanto, significar que anseios
12 dez. 2012. populares serão levados em consideração na
elaboração de projetos nacionais, elaborados e
A constituição do espaço público da Praça da Concórdia impostos pelas elites.
ao longo dos anos manifesta o(a) b) relaciona-se à política engendrada por
governantes, que impõem ao resto da população
a) lugar da memória na história nacional. a noção de pertencimento e o sentimento de
b) caráter espontâneo das festas populares. lealdade ao país, mesmo que, para isso, guerras
c) lembrança da antiguidade da cultura local. sejam realizadas.
d) triunfo da nação sobre os países africanos. c) surge em um determinado estágio de
e) declínio do regime de monarquia absolutista. desenvolvimento dos povos e dá-se,
necessariamente, por meio de conflitos armados
150 - (Mackenzie SP/2015) contra os inimigos ou aqueles que potencialmente
Ao analisar os acontecimentos e consequências de possam se tornar empecilho ao projeto político
1848, na França, Karl Marx denominou de “18 brumário então imposto.
de Luís Bonaparte” o golpe de Estado realizado por esse d) ultrapassa o discurso político e, para ser
último. A denominação é historicamente possível, pois compreendido, é necessário que se vejam as
relações sociais, tecnológicas e culturais que
a) estendeu a ação de seu Império da França até o permitem a criação de aspectos legitimadores de
norte da África, incluindo regiões na Itália e uma unidade política, social e cultural.
Alemanha, territórios anteriormente também e) só pode ser compreendido e analisado a partir da
conquistados por seu tio. perspectiva política, pois essa permite forjar uma 33
unidade entre os povos e institui todos os outros

33
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
aspectos necessários para o desenvolvimento do com a nacionalista liberal preta, vermelha e dourada
país. (...).”
(Eric Hobsbawn. A invenção das tradições. Rio de
152 - (UEG GO/2015) Janeiro:
Quem saberá dizer quantos comunardos foram mortos Paz e Terra, 1984, p. 281)
durante a luta? Milhares foram massacrados
posteriormente [...]. Esta era a vingança do “povo “Hitler escreve a propósito da bandeira: ‘como nacional-
respeitável”. Daquele momento em diante, um rio de socialistas, vemos na nossa bandeira o nosso programa.
sangue correu entre os trabalhadores de Paris e as Vemos no vermelho a idéia social do movimento, no
“classes melhores”. E daí em diante também os branco a idéia nacionalista, na suástica a nossa missão
revolucionários sociais aprenderam o que os esperava de luta pela vitória do homem ariano e, pela mesma
se não conseguissem manter o poder. luta, a vitória da idéia do trabalho criador que como
HOBSBAWN, Eric J. A era do capital. Rio de Janeiro: Paz e sempre tem sido, sempre haverá de ser anti-semita'.”
Terra, 1988. p. 234. (Wilhelm Reich. São Paulo: Martins Fontes

No trecho citado, o historiador inglês Eric Hosbsbawn 154 - (PUC SP/2006)


descreve as consequências sofridas pelos participantes A composição das duas bandeiras a que os textos se
da Comuna de Paris, ocorrida em 1871. Esse levante referem presta-se, nos dois casos, a:
popular que cercou e estabeleceu um governo de a) representar o caráter socialista do Estado alemão
inspiração jacobina na capital francesa foi resultado moderno, daí a presença do vermelho nas duas
imediato bandeiras.
b) identificar o projeto político vitorioso e dominante
a) da derrota francesa para o exército prussiano e com o conjunto da sociedade e com o Estado
das notícias do aprisionamento de Napoleão III em alemão.
setembro de 1870. c) defender a paz conquistada após os períodos de
b) da criação da Associação Internacional dos guerra, daí a presença do branco nas duas
Trabalhadores, inspirada nas ideias de Karl Marx e bandeiras.
Frederick Engels, em setembro de 1864. d) valorizar a diversidade de propostas políticas
c) do resultado das eleições para a Assembleia existentes, caracterizando a Alemanha como país
Nacional, que elegeu em sua maioria deputados democrático e plural.
ligados aos pequenos proprietários rurais. e) demonstrar o caráter religioso e cristão do Estado
d) do enfraquecimento político dos remanescentes alemão, daí a presença do preto nas duas
do Antigo Regime que ainda ocupavam cargos bandeiras.
públicos importantes na administração de Paris.
155 - (PUC SP/2006)
153 - (USP/2015) Sobre os processos e períodos históricos mencionados
O Brasil formou-se como um Estado nacional acima, pode-se dizer que:
independente e soberano antes de muitos outros com a) o nazismo chegou ao poder por meio de um golpe
os quais, atualmente, integra um mesmo sistema de militar, em 1933, e criou o Terceiro Império
relações internacionais. Dentre esses outros, pode-se (“Reich”), iniciando um período de forte expansão
mencionar corretamente: e anexação territorial, que se manteve mesmo após
sua derrota na Segunda Guerra Mundial.
a) Chile, Inglaterra e Espanha. b) a unificação ocorreu em 1848, na chamada
b) Alemanha, México e França. “Primavera dos Povos”, quando trabalhadores se
c) Itália, França e Chile. rebelaram contra a fragmentação política da
d) Argentina, Itália e Alemanha. Confederação Germânica e se aliaram à Áustria
e) Grécia, Espanha e Estados Unidos. para conseguir a unidade nacional alemã.
c) o nazismo foi derrotado ao final da Segunda Guerra
TEXTO: 1 - Comum às questões: 154, 155 Mundial, em 1945, quando a Alemanha foi
repartida entre os vencedores e sua capacidade de
produção industrial foi destruída para que se
Atenção: Considere os textos abaixo, que se referem a tornasse um país agrícola, o “celeiro da Europa”.
dois momentos distintos da história alemã: d) a unificação envolveu diversos conflitos e fez
respectivamente, à unificação do Estado nacional, no nascer, em 1871, sob comando prussiano, o
século XIX, e ao período nazista, no século XX. Segundo Império (“Reich”), iniciando um período
de acelerada expansão econômica e militar alemã,
“O próprio Bismarck parece não ter-se preocupado que durou até a Primeira Guerra Mundial.
muito com o simbolismo, a não ser pela criação de uma e) o nazismo surgiu após a Primeira Guerra Mundial, 34
bandeira tricolor, que unia a branca e preta prussiana em 1918, e pregou a necessidade de a Alemanha

34
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
lutar contra comunistas e judeus, “inimigos do fim do tráfico de escravos, ambas relativas ao
internos”, mas aliar-se a países vizinhos de Brasil, além da influência na criação do Uruguai, o
população branca e ariana, como França e “algodão entre cristais” (Brasil e Argentina).
Inglaterra.
TEXTO: 3 - Comum à questão: 157
TEXTO: 2 - Comum à questão: 156

A guerra franco-prussiana de 1870 inspirou


No auge de seu poder, a Grã-Bretanha governou mais romances de diferentes categorias. A obra, porém, de
da metade dos muçulmanos do mundo, e alguns maior fôlego sobre o tema foi sem dúvida o romance La
historiadores acreditam que ela desenvolveu um medo Débâcle, de Émile Zola. Este autor documentou-se
profundo de que o islamismo radical pudesse abalar as antes de escrever sobre a derrota do exército francês. O
raízes de seu império desde a Índia até o Sudão – medo iniciador da literatura naturalista consultou diversas
que foi exacerbado pelas guerras santas proclamadas testemunhas do conflito. No século XIX, a história não
contra os britânicos, que iam de Cartum até Cabul. Após representava mais simplesmente um pano de fundo
a Segunda Guerra Mundial, o império britânico para os romances, mas se tornava protagonista.
começou a se desengajar à medida que uma nova (www.linhaseveredas.blogspot.com. Ana Luiza Bedê,
ordem mundial começava a emergir. EM 1947, Grã- 01/07/2010)
Bretanha baixou, pela última vez, sua bandeira na Índia
e no Paquistão recém-criado. Em 1948, o fim do 157 - (PUCCamp SP/2011)
mandato de 26 anos da Grã-bretanha sobre a palestina A derrota do exército, a que o texto de Ana Luiza Bedê
abriu caminho para a fundação de Israel. A História não faz referência, foi responsável pela consolidação da
libera seus arquitetos com a facilidade com que eles unificação alemã. A partir desse momento, o
enrolam suas bandeiras. Hoje, a Grã-bretanha de Tony desenvolvimento industrial da Alemanha tornou-se
Blair está de volta a algumas das arenas de sua antiga mais rápido e intenso, assumindo características
supremacia – mas desta vez como parceria secundária. próprias, como
Allan Cowell, Lições do Império Britânico. In: O estado de S.
Paulo, 7/4/2002, p. A25 (com adaptações). a) as inovações tecnológicas, adequadamente
aproveitadas pelo Estado, que criaram as
156 - (UnB DF/2002) condições essenciais para que o capitalismo
A partir do texto, julgue os itens seguintes, relativos ao industrial, baseado na produção em massa, se
imperialismo e à força do Islamismo. desenvolvesse.
01. As “guerras santas” identificadas com o “islamismo b) uma vasta rede fluvial navegável e os
radical”, segundo o texto, estão presentes já no investimentos privados na construção de bons
nascedouro do Islão, no século VII, com o profeta portos, favoreceram o escoamento da produção e
Maomé. Entre outros, foi esse o princípio que, estimularam o seu desenvolvimento industrial.
ideologicamente bem conduzido, possibilitou a c) a introdução de novas técnicas agrícolas que
montagem do extenso império árabe que, partindo propiciaram o aumento da produção de alimentos
da Ásia, conquistou o litoral mediterrâneo da África e, ao expulsarem o trabalhador do campo,
e chegou à Europa. forneceram mão de obra abundante às industrias.
02. Tendo penetrado na Península Ibérica na primeira d) a presença do Estado como gestor do
metade do século VIII, os árabes dela foram desenvolvimento econômico e a aliança entre
definitivamente expulsos somente ao final do banqueiros e industriais que foram decisivas para
século XV. Essa longa presença moura em terras que o país empreendesse sua arrancada
portuguesas e espanholas seguramente deitou industrial.
fortes raízes culturais, cujos efeitos também se e) uma forte estabilidade política que reforçou as
fizeram sentir nas colônias ibéricas situadas na ligações do Estado com suas colônias asiáticas e
América. garantiu a obtenção de matérias-primas
03. A Paz Britânica correspondeu, grosso modo, ao necessárias para o avanço do processo industrial.
período entre a queda de Napoleão Bonaparte
(1814) e a Primeira Guerra Mundial (1914). Pioneira TEXTO: 4 - Comum à questão: 158
da Revolução Industrial e “senhora absoluta dos
mares”, a Inglaterra teve presença ativa no
comércio mundial nesse período. A partir de 1830, uma onda de movimentos liberais
04. A presença do imperialismo britânico na América varre a Europa. Associados a estes ideais (democracia,
Latina, ao longo do século XIX, correspondeu ao seu república, monarquia constitucional, socialismo)
poderio e à abrangência de seus interesses, visível, intensificam-se os anseios e as lutas em prol do
entre tantas outras situações, na imposição de princípio das nacionalidades: todo povo que se 35
tratados comerciais vantajosos e na determinação considere uma nacionalidade deve constituir um Estado

35
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
independente, livre de qualquer domínio estrangeiro. E
todas as partes de uma mesma nação devem constituir
um só Estado. A noção de nacionalidade dependerá de
identidades de língua, religião, cultura ou vida
econômica. Mais frequentemente, porém, a
nacionalidade repousa em comunhão de tradições
históricas (um mesmo passado) e de aspirações
materiais e espirituais (um mesmo futuro).
(Idel Becker. Pequena História da Civilização
Ocidental. São Paulo:
Companhia Editora Nacional, 1980, 11. ed. p. 484)

158 - (PUCCamp SP/2013)


A afirmação de que a nacionalidade repousa em
comunhão de tradições históricas deve justificar-se, no
caso da literatura brasileira,

a) pelo empenho com que os poetas árcades


brandiram seus versos contra a escravatura.
b) pelo sarcasmo com que Gregório de Matos
investiu contra os “fidalgos caramurus”.
c) pela idealização romântica com que Gonçalves
Dias realçou nossas raízes indígenas.
d) pela convicção com que Manuel Antônio de
Almeida enalteceu nossa típica cordialidade.
e) pela intensidade com que os pré-românticos
recuperaram a base de nossa religiosidade.

36

36
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
GABARITO:
30) Gab:D
1) Gab: C
31) Gab: E
2) Gab: B
32) Gab: FFFVVV
3) Gab: A
33) Gab: FVVVVF
4) Gab: E
34) Gab: A
5) Gab: C
35) Gab: D
6) Gab:D
36) Gab: C
7) Gab: A
37) Gab: VFFV
8) Gab: C
38) Gab: FVVF
9) Gab: D
39) Gab: VVVV
10) Gab: 29
40) Gab: VVFV
11) Gab: 29
41) Gab: D
12) Gab: E
42) Gab: E
13) Gab: E
43) Gab: A
14) Gab: B
44) Gab:
15) Gab: D A Revolução Francesa, ocorrida em fins do século XVIII,
caracteriza-se como uma revolução burguesa, embora
16) Gab: C compreenda outros movimentos e experiências
revolucionárias. Com a Revolução Francesa dá-se o
17) Gab: B processo de destruição do Absolutismo e a construção
do processo de hegemonia burguesa.
18) Gab:C A Comuna de Paris caracterizava-se como movimento
revolucionário de questionamento do Antigo Regime,
19) Gab: C porém sua orientação revolucionária era de base
essencialmente proletária. A Comuna de Paris, ocorrida
20) Gab: B na década de 1870, constituiu-se na primeira
experiência revolucionária de inspiração socialista da
21) Gab:B história ocidental, eclodindo no contexto da 1ª
Internacional, quando do término da Guerra Franco-
22) Gab: C Prussiana.

23) Gab: C 45) Gab: D

24) Gab: A 46) Gab:A

25) Gab: C 47) Gab: 07

26) Gab: 29 48) Gab: D

27) Gab: C 49) Gab:C

28) Gab: A 50) Gab: E


37
29) Gab: D 51) Gab: D

37
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
deve se referir a posicionamentos políticos de seus
52) Gab: participantes como: governo revolucionário,
a) Porque o período, especialmente na Europa orientação anarquista/socialista, primeiro governo
Ocidental, sofre o impacto de duas importantes socialista, influência marxista; ou ainda a
revoluções: a Revolução Industrial na Inglaterra e a reivindicações estabelecidas pelos revolucionários
Revolução Francesa. A destruição das estruturas como: proteção do trabalho, reformas sociais; ou
políticas, econômicas e sociais do Antigo Regime, aos acontecimentos revolucionários como: povo
associada às transformações igualmente em armas, barricadas; e mesmo à repressão que
importantes com a implantação do sistema fabril, colocou fim ao movimento.
abalou a ordem estabelecida e deu origem a um c) Debates que tomaram a Comuna como marco,
ciclo de revoluções que chegaram a ultrapassar as símbolo, exemplo, ou mesmo experiência de
fronteiras européias, como, por exemplo, os movimento revolucionário, na medida em que
movimentos de emancipação política das Américas. houve uma tomada e ocupação efetiva, ainda que
O alvo das revoluções, de uma maneira geral, é temporária, do governo da cidade de Paris.
contra formas absolutistas de governo, contra a
economia fundada em corporações e o regihistória 63) Gab: A
me de monopólios. Propõem-se, entre outros
aspectos, formas representativas de governo, a 64) Gab: B
abolição de privilégios e a igualdade de todos
perante a lei. Dentre as revoluções do período, 65) Gab: A
destacam-se ainda os movimentos liberais e
nacionais de 1820, 1830 e 1848. 66) Gab: B
b) Manifestou-se na luta contra o regime de
monopólios, por práticas de livre-comércio e pela 67) Gab: D
emancipação política das colônias em relação às
suas respectivas metrópoles. 68) Gab: B

53) Gab: 30 69) Gab: D

54) Gab: 31 70) Gab: B

55) Gab: 15 71) Gab: E

56) Gab:E 72) Gab: B

57) Gab: D 73) Gab:


O candidato deverá desenvolver a questão a partir da
58) Gab:B idéia de que, na seqüência dos acontecimentos de
1848, os trabalhadores apresentaram uma pauta
59) Gab: D própria de reivindicações (direito à organização em
sindicatos, redução da jornada de trabalho, sufrágio
60) Gab: C universal masculino, criação de uma república
democrática etc), ou seja, não mais submetida às
61) Gab: propostas da chamada burguesia.
a) À Comuna de Paris.
b) Grande insurreição socialista ocorrida em Paris, 74) Gab:
após a derrota da França na Guerra Franco- a) O candidato deverá mencionar a euforia
Prussiana, e sangrentamente reprimida pelo em torno da ciência e do progresso, em
governo da III República Francesa. conseqüência da prosperidade econômica que
c) Constituiu o símbolo da possibilidade de vitória da caracterizou o período, bem como de forma mais
revolução proletária, que conduziria à formação do geral, a própria sucessão de novidades científicas,
Estado Socialista. cada uma estimulando novas descobertas em
diferentes campos do conhecimento.
62) Gab: b) O candidato poderá citar dois dos seguintes itens: o
a) Comuna de Paris (ou Comuna Parisiense). uso e a difusão da eletricidade, dos telégrafos, o
b) Oposição entre monarquistas e republicanos, surgimento do bote a vapor.
vitória monarquista em 1871, queda de Napoleão
III, rendição francesa na Guerra Franco-Prussiana, 75) Gab: C 38
início da Terceira República Francesa; ou então

38
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
76) Gab: D “oficinas nacionais”, onde se buscava a garantia de
emprego para trabalhadores urbanos.
77) Gab: 06 b) A ”primavera dos povos” varreu a Europa
continental, derrubando diversos governos
78) Gab: C conservadores em poucos meses, mas depois de
não mais de seis meses, novos (ou antigos)
79) Gab: 11 governantes conservadores (re) tomaram o poder.

80) Gab: D 86) Gab: E

81) Gab: B 87) Gab: A

82) Gab: 88) Gab: B


a) Porque o ano de 1789 assinala o início da Revolução
Francesa (1789-1799) e o ano de 1848, as chamadas 89) Gab: A
Revoluções Liberais, com forte caráter social,
nacional e mesmo democrático, ocorridas em várias 90) Gab: E
regiões da Europa, como por exemplo na França,
que pôs um fim ao regime de monarquia 91) Gab: D
constitucional e deu origem à chamada Segunda
República Francesa (1848-1851). 92) Gab: E
b) As ferrovias foram importantes meios de
transporte de matérias-primas, produtos 93) Gab:
manufaturados e passageiros. Elas articularam a) Os Alemães haviam tomado Paris, e a Comuna se
centros de produção e de consumo bem como levantou como manifesto social e nacionalista.
áreas fornecedoras de matérias-primas, b) Embora tenha durado pouco mais de 70 dias, a
contribuindo desta forma para ampliar Comuna de Paris evidenciou os anseios do
espacialmente a economia de mercado. As proletariado por revolução, mudanças, por
ferrovias foram também, por si próprias, produtos cidadania, sob influência do manifesto Comunista,
da Revolução Industrial e posteriormente objeto de tendo irradiado essa possibilidade pela Europa.
investimentos onde eram aplicados excedentes de Posteriormente (início do século XX) nota-se a
capitais. formação dos Partidos Comunistas e os avanços do
c) As ferrovias tornaram possível articular e ligar movimento.
geograficamente centros de produção e áreas de
consumo, além de consolidarem a expansão e 94) Gab: A
ocupação do território, interligando o litoral
Atlântico ao litoral Pacífico. Durante o século XIX, a 95) Gab: A
história dos Estados Unidos foi marcada pela
expansão para o Oeste. Em 1869 era inaugurada a 96) Gab: B
Ligação Ferroviária Transcontinental, ligando o
Atlântico ao Pacífico numa extensão de 2 700 km. 97) Gab: A
Valorizavam-se regiões com estradas de ferro, que
passaram a cortar o país em todas as direções. A 98) Gab: B
imigração aumentou exponencialmente, levando a
um aumento da população e da capacidade 99) Gab: E
produtiva do país. Os Estados Unidos tornaram-se
uma grande potência mundial, agrícola, industrial e 100) Gab:
comercial. a) Liberdade e prosperidade.
b) Porque mesmo atuando em conjunto com os
83) Gab: FFVVV trabalhadores e em nome de uma mesma causa – a
derrocada da aristocracia e seus privilégios –, ao
84) Gab: D assumir o poder a burguesia tende a alijar os
antigos parceiros e governar sozinha, em nome de
85) Gab: seus interesses e em detrimento do ideal de
a) O governo provisório surgido com a revolução de igualdade defendido pelos trabalhadores.
fevereiro de 1848 contou com representantes c) Comunismo (admite-se também socialismo e
(mesmo em minoria) do pensamento socialista. igualdade)
Esse curto governo colocou em prática as chamadas 39
101) Gab: D

39
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
tra as tentativas de Carlos X no sentido de restaurar o
102) Gab: D absolutismo. A deposicao desse rei pos fim ao periodo
de retorno dos Bourbons ao trono frances (Restau
103) Gab: C racao) e elevou ao poder Luis Felipe d’Orleans, que
contava com a simpatia da classe burguesa.
104) Gab: A
Elementos presentes na tela de Delacroix que atestam
105) Gab: B sua relacao com a Revolucao de 1789:

106) Gab: A – participacao das camadas populares, represen -


tadas pela turba em segundo plano, com destaque para
107) Gab: B as figuras do garoto parisiense e do negro;
– participacao da burguesia, simbolizada pelo per -
108) Gab: FFVFV sonagem com cartola;
– alusao a liberdade, que foi um tema recor rente nos
109) Gab: B dois movimentos revolucionarios;
– a presenca do barrete frigio, simbolo da liberdade
110) Gab: D adotado pelos inssuretos de 1789 e utilizado ate os dias
de hoje.
111) Gab: A
130) Gab: D
112) Gab: C
131) Gab: A
113) Gab: E
132) Gab:
114) Gab: A a) Entre os elementos visuais presentes no cartaz,
podemos citar o relógio marcando 8 horas, “As 8
115) Gab: B horas” (Les 8 Heures) e trabalhadores e patrões
lutando pela aplicação da lei. No início da
116) Gab: B Revolução Industrial, a exploração do trabalho era
feita de forma desregulamentada, o que justifica
117) Gab: E as lutas trabalhistas e a formação dos sindicatos
naquele período. O cartaz também alerta o
118) Gab: E trabalhador que ele deve atuar para que as
conquistas trabalhistas sejam efetivamente
119) Gab: D aplicadas.
b) A imagem do cartaz apresenta o Movimento
120) Gab: B Operário francês no século XX, no contexto da
reconstrução francesa após a 1ª Guerra Mundial.
121) Gab: C Estava em pauta a aplicação da lei da jornada de
trabalho de 8 horas, já aprovada, porém não
122) Gab: A aplicada na prática.
A luta social em questão envolve operários e
123) Gab: E patrões (representando a antiga luta entre Capital
e Trabalho), como pode ser notado pelos grupos
124) Gab: D de pessoas que puxam os ponteiros do relógio. As
da esquerda representam os operários e lutam
125) Gab: A pela aplicação da lei, enquanto as da direita
representativas da burguesia tentam evitar a
126) Gab: C implementação da medida.

127) Gab: B 133) Gab:


A canção faz referência aos chamados quebradores de
128) Gab: A máquinas ou luditas, movimento de trabalhadores
surgido na Inglaterra em decorrência do avanço do
129) Gab: processo de industrialização.
A Revolucao de 1830 na Franca foi o epicentro de um Eles são considerados por alguns historiadores como
movimento que se espalhou por outros paises euro - “rebeldes ingênuos” devido, principalmente, à crença 40
peus. Em Paris, ela constituiu uma reacao liberal con - de que seria possível deter pela força o processo de

40
www.historiaemfoco.com.br
Europa Século XIX e Nacionalismo
mecanização, industrialização e avanço das relações 3. A mulher
capitalistas, sendo possível citar também a ausência de A mulher, no imaginário político do século XIX,
projeto político revolucionário e de ideologia. representava os valores legados pela Revolução
Outros historiadores enxergam os luditas como Francesa, especialmente a Liberdade, a Igualdade,
“revolucionários conscientes”, capazes de identificar e a Justiça , a Democracia, a República, entre outros.
agir efetivamente contra as mudanças nas relações de No cartaz da Comuna, salientam-se os discursos
trabalho e contra o controle do capital sobre os meios libertários e igualitários do movimento, que
de produção. propunha o fim da opressão da classe operária
explorada pela burguesia industrial.
134) Gab: B Os homens
Eles representam a própria classe operária,
135) Gab: A celebrando, com os símbolos que carregam, a
vitória da insurreição, que acabou de mostrando
136) Gab: A efêmera. Os traços do cartaz relembram também
as ações populares durante as barricadas
137) Gab: C ocorridas na Revolução Francesa e nos
movimentos revolucionários de 1830 e 1848.
138) Gab: B
145) Gab: E
139) Gab: A
146) Gab: C
140) Gab: A
147) Gab: C
141) Gab: C
148) Gab: B
142) Gab: FVNV
149) Gab: A
143) Gab: B
150) Gab: C
144) Gab:
1. A Comuna de Paris estourou em março de 1871, 151) Gab: D
resultante, em grande parte, dos desdobramentos
negativos da Guerra Fraco – Prussiana para a 152) Gab: A
população francesa. Os operários, influenciados
pelo socialismo e pelo anarquismo, muitos deles 153) Gab: D
membros da AIT (Internacional Comunista) , já
insatisfeitos com a exploração decorrente do 154) Gab: B
avanço da Segunda Revolução Industrial no país,
ficaram ainda mais revoltados com a derrota 155) Gab: D
humilhante para a Prússia e a consequente
mutilação do território nacional em função da 156) Gab: CCCC
entrega da Alsácia – Lorena aos vencedores. A
insatisfação se fez ainda maior com a ascensão de 157) Gab: D
um governo burguês após a abdicação do então
Imperador Napoleão III, levando os comunnards a 158) Gab: C
assaltar o governo parisiense, estabelecendo
aquilo que foi considerado por muitos como a
primeira experiência do operariado no poder.
2. Entre as medidas que poderiam ser citadas estão:
– A entrega da direção das indústrias – muitas
abandonadas em função da própria Guerra Franco
- Prussiana – aos próprios operários.
– A ampla reforma educacional, tornando o
ensino laico, público, profissionalizante e
obrigatório.
– A dissolução do exército e criação de milícias
operárias.
– A decretação do salário dos funcionários 41
públicos igual ao salário médio dos operários.

41
www.historiaemfoco.com.br