Você está na página 1de 12

BEBÊ NÃO ACEITA BERÇO

CURSO SONO E ROTINA


DRA JANNUZZI
Olá! Agora vamos falar um pouco sobre uma das principais dificuldades dos pais e mães
que me procuram que é o bebê que não aceita dormir no berço, não aceita ficar sozinho
no berço quando é colocado ou quando é colocado acorda, chora muito, sofre, se
desespera. O que podemos tentar melhorar, quais são os motivos pelos quais o bebê não

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


aceita o berço. Quero começar essa aula dizendo que bebês não são robôs, não são
máquinas, não são pré-programadas e nem leem tabelas ou livros. Precisamos ter um olhar
muito mais cuidadoso, atento e carinhoso do que outros nos propõe de fora porque as
pessoas nos propõe para simplesmente treinarmos o bebê, e embora o bebê possa ser
ensinado a ter boas práticas e bons hábitos assim como qualquer pessoa, não é assim tão
preto no branco, não é tão simples. Sempre precisamos lidar com a maturidade do bebê
entendendo a fase da vida em que ele está e também dentro dos seus próprios ciclos.
Falamos dos saltos de desenvolvimento mas na verdade de bebês estão em constante
evolução e mudança, se o seu bebê hoje aceita o berço e amanhã pode ser que ele não
aceite durante um certo período de tempo (o que aconteceu na minha casa e aconteceu na
casa de tantas pessoas), a criança parar de aceitar o berço por um tempo e isso tudo ser
normal dentro do desenvolvimento da criança... então não espere um padrão linear de
sono da criança.

“Ele aprendeu a dormir no berço com 2 dias e assim ele ficará até o resto da sua vida”
Talvez isso aconteça, mas se não acontecer muito provavelmente não tem nada de errado
e é simplesmente a vida normal acontecendo.

Por que eu sempre começo as aulas falando disso? Porque temos aquelas coisas que 01
podemos modificar (que sempre discutimos sobre elas e que vão muito além do sono

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


noturno ou do berço propriamente dito) e tem as coisas que se relacionam com bebê a
idade do bebê, a maturidade, a parte do ambiente que não conseguimos modificar. Essas
coisas também vão influenciar o bebê de aceitar ou não ficar no berço ou de aceitar ficar
mais ou menos tempo, de ficar mais de boa, mais estressado... isso tudo tem que ser
avaliado. Não há uma receita de bolo. Não tenho receita de bolo para vocês, tenho
algumas dicas, algumas orientações que funcionam e que claro vão funcionar a depender
de como está esse bebê, quem é esse bebê, em que momento está da vida.
Por isso que falo que esse curso é muito mais completo do que só uma aula tem que
assistir essa aula, mas tem que assistir várias outras para entender que uma coisa
conversa com a outra, conceito de exterogestação, aprender a colocar um bom sono
diurno, aprender amarrar um sling para o bebê garantir um bom sono ao longo do dia o que
geralmente ajuda para caramba o sono noturno isso tudo precisa mudar em conjunto.

Primeiro quero começar essa aula explicando o motivo pelo qual o bebê não aceita o
berço já falamos um pouco sobre isso na aula de exterogestação e se você ainda não
assistiu porque você veio correndo assistir essa aula (já que o seu bebê não está dormindo
no berço), assista, volte nela quantas vezes for necessário. Os bebês realmente nascem
despreparados para se proteger, ou seja, eles precisam de um adulto para protegê-los,

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


eles precisam de um ser humano maior, mais experiente, mais capaz para protegê-los e
isso é comum.

Acontece com todos os bebês? Acontece com todos os bebês.

Isso vai melhorar isso? Vai melhorar, porque a criança, ao passo que começa a se
movimentar, começa a entender o mundo melhor, começa a se sentir segura com as
rotinas e os rituais da casa, começa a entender que o pai e a mãe não vão sumir (e vamos
falar um pouco mais para frente sobre a permanência do objeto)... isso faz com que o bebê
vá se sentindo seguro de ficar longe do corpo de um adulto, mas isso também é um
processo porque se eu não estou me sentindo seguro eu não vou me soltar e dormir,
não se sintam culpadas do tipo: “ah meu filho então não sente seguro porque eu não
forneço segurança” não é isso, é de dentro para fora essa maturidade que também
depende de conexões neurais e de uma série de esquemas que o bebê está montando
dentro da cabeça dele ainda, que dependem do tempo, mas aí quando o bebê se sente
seguro ele tem um sono muito mais reparador porque ele não precisa ficar semi
atento o tempo todo durante o sono quando falamos semi atento seria um sono que ao
invés de estar sempre estar em um sono profundo mais está sempre jogando para um 02
sono mais superficial e o bebê da aquela desperta, procurada no peito e ele volta dormir,

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


e depois da aquela despertada de novo.

Quando o bebê está se sentindo tranquilo, está sentindo seguro isso não acontece,
geralmente o bebê tem sono melhor. Quando são esses casos? Bebê no colo, no sling,
dormindo na cama compartilhada. Isso significa que essas são as únicas formas de dormir?
Não, mas isso significa (e isso vemos na prática) que isso são as formas mais simples do
bebê dormir, a forma que não temos tanta dificuldade...
Aqui faço cama compartilhada mas também já coloquei minha filha para dormir no berço e
também já dormiu no meu colo ao dia e coloquei no carrinho para dormir vai depender de
como está minha vida e como eu posso atender naquele momento ou não, mas
preciso entender de onde vem a demanda dela e que é uma demanda justa até porque
conseguimos fazer algumas modificações para a criança se sentir ainda mais segura, você
não fez nada de errado, essa falta de segurança do bebê é genética, é normal, a
construção de casas com quartos separados, onde as pessoas precisam aprender
dormir cada uma no seu quarto, é uma coisa muito recente na evolução humana, mas
como nós estamos inseridos nessa sociedade nós temos — 20 a 30 anos — acreditamos
que esse é o normal mas na verdade não, há mil anos atrás as pessoas dormiam todas
perto umas da outras e se pegarmos mais tempo elas ainda dormiam perto porque isso

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


era uma forma de se proteger e as casas das pessoas normais não eram tão grandes, não
tinha tanto espaço, tantos cômodos e isso era normal, o hábito de dormir em clã também
era habitual, nós aqui hoje vivemos em uma sociedade que temos hábitos um pouco
diferente, mas eu não posso esperar que meu bebê que acabou de nascer se habitue a
isso de forma fácil.

Se isso acontecer na sua casa (o bebê se habituar a dormir sozinho facilmente) que ótimo
agradeço a Deus, o seu bebê é um bebê mais tranquilo, mas a maioria dia dos bebês
normais é normal que tenham dificuldade de aceitar. Às vezes aceita bem de noite mas
durante o dia não consegue porque o sono do dia um pouco mais picado mesmo e
ele precisa ficar um pouco mais atento porque tem mais luz, não tem a melatonina,
pode ter aquele barulho que acontece em uma casa normal pode acontecer, o que não
pode acontecer é você acreditar que você está fazendo alguma coisa errada e se frustrar
por isso, porque esse é o ponto principal do sofrimento materno, do sofrimento dos pais.
Isso não têm que acontecer. Temos que entender o que está acontecendo, acolher isso e
tentar mudar o que pode ser mudado.

É muito importante falarmos que a sensação de segurança se constrói em nós hoje que 03
sabemos que a porta está fechada e ninguém vai entrar isso também foi construído o bebê

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


não sabe, bebê ainda não sabe que a porta fechada significa segurança que a casa está
segura, que não vai entrar ninguém de estranho aqui, que nada vai atrapalhar sua
integridade física... mas essa consciência de segurança também demora para chegar
então, é necessário ter paciência.

“Ah, mas você fala muito sobre isso.” Eu falo muito sobre isso porque precisamos partir
dessa base, quem não fala sobre isso e parte só para as regrinhas milagrosas, para dicas
de ouro, para passo a passo não está permitindo que vocês entendam de fato o que está
acontecendo porque quando entendemos digerimos muito melhor o processo isso fica
muito mais tranquilo.
A questão da cama compartilhada (que acho que sempre tem que ser a primeira opção
para as famílias que querem fazer cama compartilhada segura) é maravilhosa, o bebê
sente a respiração dos pais o corpo dos pais perto e os despertares que ele tem e vai para
um sono um pouco mais superficial o bebê identifica que está tudo bem e volta a dormir, às
vezes precisa mamar um pouquinho, as vezes não, ele só dá aquela olhada e volta a
dormir, sabemos que o sono do bebê dura uns 40 minutos/1 hora de sono profundo, vai
superficial, depois volta para o fundo enfim, se ele entende que o ambiente está seguro,
ótimo. (vejam a aula de padrões de sono do bebê).

Por que falo isso? Porque talvez uma das possibilidades de transição do bebê para o

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


berço seja inicialmente perto dos pais, acoplar o berço ao lado da cama, colocar um
berço e abaixar a grade perto da cama e o bebê vai entender que ele está perto, está no
seu ambiente, está perto e está seguro.

Além disso tem a questão da permanência do objeto que é uma teoria de Piaget que é
bastante pertinente nesse caso que é a seguinte: nós sabemos que os bebês não sabem
que as coisas permanecem quando elas não estão ali na frente deles, o que eu quero
dizer com isso? Vou me explicar, estou aqui em uma sala e sei que o que eu não estou
vendo segue existindo minha filha está lá embaixo com meu marido sei que eles seguem
existindo e que eles estão lá embaixo em segurança, tenho certeza disso? Não, mas eu sei
consigo usar da minha imaginação para sair do meu pensamento concreto que é tudo
que vejo concretamente que faz parte da minha realidade neste momento, sair desse
pensamento concreto e dar um passo além para o pensamento abstrato no sentido de não
está na minha frente mas existe, não está na minha frente eu não estou vendo mas está
em algum lugar vai voltar, não desapareceu do mundo.

Por que falamos sobre isso e porque isso é muito importante de ser dito? Porque a
criança quando nasce, e Piaget teoriza que isso acontece por volta dos 18 meses, mas
sabemos que antes disso os bebês já têm essa aceitação melhor da ausência da mãe, do 04
pai com 9-12 meses isso costuma ser mais tranquilo alguns bebês até antes quando

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


passam daquela fase da exterogestação já estão mais seguros do mundo mesmo que
ainda não saibam que a permanência do objeto... mas enfim, o bebê ele não sabe que se
você desaparece da frente dele, sumiu, você sumiu do tipo nunca mais vai voltar. Se isso
acontece com você, se o seu bebê some da sua frente e você acha que ele nunca mais vai
voltar imagina o seu desespero. Para bebê é a mesma coisa, adicionando fato de que você
é a pessoa que dá segurança e alimento para ele então é mais complicado ainda. Isso é o
que passa na cabeça do bebê quando o pai e a mãe somem e ele se desespera.
Essa construção vai acontecer, é um processo e não dá para acelerarmos isso, claro que
dá para brincarmos de esconder, mostrarmos que o objeto está atrás depois aparece,
mas não conseguimos acelerar dessa forma, conseguimos mostrar que os objetos
permanecem, mas até o bebê abstrair que isso vai também acontecer com os pais e
durante um tempo longo e à noite requer um tempo isso é normal, essa sensação dessa
certeza de segurança elas vão acontecer no tempo delas.

“Isso significa que só vou conseguir colocar meu bebê para dormir sozinho com 12
meses?” Não, significa que você precisa observar o seu bebê, fazer as tentativas se você
quiser que ele durma sozinho porque também está tudo bem querer dormir com seu bebê,
está tudo bem de verdade, se você tiver dormindo bem, se ele tiver dormindo bem está

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


tudo certo você, se quiser você pode ir tentando e você vai obtendo mais ou menos
sucesso nessas tentativas, nessa criação do hábito do bebê. Tem que ser uma coisa muito
gentil, muito tranquila conforme ele vai amadurecendo sabendo que ali Piaget falou aos 18,
imaginamos que seja um pouco antes, o bebê vai começar a ter a permanência do objeto e
facilita para caramba essa situação toda.

Dormir sozinho no berço vai depender da maturidade do bebê como já falamos bastante
até agora, sobre o ambiente falamos em vários momentos ao longo desse curso, assista
todas as aulas porque tudo vai ficar mais claro, mas sabemos que o ambiente claro impede
a liberação de melatonina à noite que acontece depois das 17:00 horas, um ambiente
escuro totalmente escuro facilita essa liberação, produção e isso faz toda diferença porque
a melatonina está associada a um bom sono.
O ambiente é barulhento? É silencioso? Às vezes o que é silencioso para mim é
barulhento para o bebê ou às vezes barulhos que não me incomodam e nem percebo
mais como barulho da tv ligada pode atrapalhar o bebê de dormir. Se o seu ambiente
for barulhento, por exemplo, porque a rua é barulhenta assista a aula de ruído branco,
lá tem várias estratégias para usar o ruído branco, se usar, se não usar, como usar e
como não usar, dá para usar ao longo da noite inteira, não tem problema nenhum e 05
pode ajudar.

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


Os estímulos ao longo do dia estão adequados, e ao longos dos dias? Se tenho
uma semana corrida ao longo dos dias claro que vou ter dificuldade de dormir, ficarei
hiperexcitada e o berço não é o local mais fácil do bebê dormir sobretudo se ele não
está habituado, isso pode atrapalhar a tentarmos ensinar o bebê a dormir de forma
mais tranquila.
Onde está o berço? Lembram que falamos da respiração dos corpos dos pais? O
bebê está perto, no berço ele está perto? Ele se sente bem ficando perto, porque às
vezes não, às vezes o bebê fica melhor quando ele está dormindo no quarto dele,
quando ele está perto fica pedindo mais a presença da mãe, mas quando ele dorme
longe o sono estica. Isso tudo precisa ser testado.
As sonecas ao longo do dia como estão? Assistam as aulas de sonecas para tentar
regular as sonecas das crianças porque quem dorme bem de dia geralmente não
dorme picado a noite, se está dormindo bem de dia dorme melhor de noite e desperta
menos, tem mais qualidade, sono mais longo, colocado para dormir de forma mais
simples, recomendo sempre que vocês ajustem as sonecas antes de fazer qualquer
tentativa de colocar no berço se o seu bebê resiste a ficar no berço.

É isso, existem os motivos pelos quais o bebê não aceita o berço.

Agora uma pontuação que fazem sempre para mim é o seguinte, pode ser que no seu caso
seja ao contrário, mas é muito comum que seja assim: “O meu filho até dorme de noite no

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


berço, mas de dia ele não aceita de jeito nenhum”.
Pois é, o sono diurno tem essa questão do ambiente barulhento, dos estímulos, um sono
que é mais curto, mais picado e não é programado para durar tanto, os barulhos, a luz,
para ele ser um sono mais reparador costuma ficar perto de um cuidador geralmente da
mãe, ou o que eu gosto muito foi uma estratégia que usei aqui após os 6 meses da minha
filha, usar o carrinho porque eu ninava ela no carrinho até adormecer, colocava um ruído
branco, escurecia o ambiente colocava uma toalha cobrindo o carrinho, claro que deixava
espaço para ela respirar, depois ela conseguiu aceitar o berço com mais facilidade porque
geralmente é isso eles aceitam melhor de noite e de dia não.

Uma dica boa para quem quer que o bebê aceita o berço ao longo do dia são brincadeiras
aquáticas antes da hora de dormir, brincar na piscina, um banho mais comprido quão
maior o bebê, se ele já senta, dá para deixarmos em uma bacia e ele brincar bastante
porque a água cansa, não é para perder a janela de sono e colocar o bebê exausto que
não dormiu na hora que deveria, mas é para que ele gaste bastante energia no momento
que ele está acordado mesmo porque quando você vai colocar ele no berço ou em
qualquer lugar que não seja o colo o bebê está mais predisposto a dormir porque está
muito cansado, e se fazemos isso com alguma frequência criamos o hábito de dormir 06
naquele local sem nenhum trauma ou estresse só vamos criando aquele hábito de dormir

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


ali, acho que é uma tentativa. É possível ensinar o bebê a dormir no berço? Sim é possível,
obviamente é possível ensinar uma pessoa dormir em qualquer lugar, mas a partir de
quando? Isso depende de cada bebê, isso depende se ele está passando por um salto;
depende da maturidade dele; depende de como é a relação dele longo do dia com a casa,
com você, com a soneca, depende do desenvolvimento deles; depende da segurança
intrínseca de cada pessoa e do bebê; e do seu desejo de colocá-lo no berço, e como você
se sente em relação a isso, muitas mães falam: “aí fico com saudade quero que ele venha
para cama”, e tudo bem também.
Uma pontuação, ele precisam ser colocado acordado no berço? Não, primeiro erro
crasso de vocês que ficam tentando desesperadamente de colocar o bebê acordado no
berço porque disseram que tem que ser assim, não tem que ser assim, e a minha
primeira, segunda e terceira recomendação é que vocês façam dormir no peito e aí
coloca em um berço desde que isso esteja ok para vocês, por quê? Porque é muito mais
fácil, muito mais tranquilo fazer isso do que fazer treinar o bebê a adormecer sozinho no
berço. É possível “treinar” — no sentido de ensinar obviamente— um bebê a adormecer
sozinho no berço? Sim, é uma criação de hábito mas alguns bebês resistem a isso e se o
bebê está resistindo fica uma situação que não tem o que fazer, e se está estressante não
tem mesmo, não é para ser estressante e a criação de um hábito que envolve repetir atos,
dormir todos os dias no berço, adormecer todos os dias no berço e pode ser que alguns

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


bebês resistam no começo por conta da falta de maturidade, por favor coloquem dormir no
berço.

“Ah, mas o meu filho fica 2 horas no peito”. Precisamos voltar e ver porque ele está
precisando ficar tanto tempo no peito se acalmando:
É um salto de desenvolvimento?
É porque viu TV demais ao longo do dia?
Teve muito barulho?
Está com fome?
O que está acontecendo com essa criança?
É simplesmente a necessidade de sucção não nutritiva, mais intensa nos primeiros
meses?
Isso precisa ser avaliado as vezes até junto com o pediatra. É porque meu marido chega de
noite e o bebê que estava quase dormindo o marido da aquela acordada e o bebê demora
para acalmar e depois adormecer? Porque sempre falo, o tempo que o bebê passa no
peito para dormir é composto por duas coisas: —falamos mais sobre isso na janela de
sono que recomendo que vocês assistam também— pelo tempo de fato gasto para
adormecer e do tempo que ele precisa para se acalmar, preciso pensar nesse tempo aqui 07
(se acalmar) que consigo diminuir na medida do possível para relaxar porque aí depois o

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


tempo de adormecer não é muito grande.

Existem várias possibilidades de colocarmos o bebê para dormir sozinho no


berço a noite.
Pode ser cama compartilhada a noite toda? Pode e está tudo bem. Pode ser o berço no
começo da noite e a cama compartilhada após o primeiro despertar? Pode, está tudo certo
desse jeito, se assim for com o melhor para você ou após o segundo despertar, despertar
várias vezes do jeito que você achar melhor, isso costuma facilitar muito as famílias porque
você tem um tempinho de fazer suas coisas de noite quando o bebê está dormindo, não
tem medo dele cair da cama e depois vocês fazem cama compartilhada se ele precisar
mamar e vocês adormecem juntos, amamenta deitada mesmo.
E pode ser ao contrário fazer cama compartilhada no começo e colocar no berço no final,
todas as variações são possíveis, ou berço a noite toda que seria o “ideal” para quem
acredita que berço a noite toda é o ideal eu sinceramente nem fico colocando isso
como uma meta a ser atingida por que não acho que isso seja uma meta a ser atingida,
acho que isso é uma situação se acontecer ótimo, se não acontecer também acho que
podemos
gastar nosso sofrer por outras coisas.

E a questão do bebê ser colocado dormindo é que muitas pessoas falam assim: “ah você
está criando uma associação negativa do sono, você está criando um mau hábito e que

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


você nunca vai tirar.” as crianças crescem, deixam o peito cada vez mais prematuramente
inclusive porque introduzimos bico artificial, precisamos voltar a trabalhar, um hábito que é
tão íntimo da família, dos dois, um momento que talvez seja o único momento que aquela
mãe que voltou a trabalhar tem com o bebê de noite ou algum dos únicos, poxa você fala
que é um mau hábito? Falar que está criando um mau hábito por que dorme mamando?
Não, não está criando hábito nenhum, ela não vai dormir mamando para sempre, vocês já
viram algum adulto dormindo mamando? Não, isso acontece, a criança aprende a dormir e
se você quer que ele durma no berço e se você consegue colocá-lo no berço dormindo
mas ele tem que estar em sono profundo está tudo bem identifique o sono profundo dele e
já esteja “em pezinha” perto do berço quando ele estiver em sono profundo e coloca ele no
berço.

Vou falar um pouquinho sobre ensinar a dormir sozinho no berço, a dormir sempre sozinho
mas sinceramente se eu fosse falar uma coisa para vocês é, precisa? Precisa mesmo?
Talvez precise, talvez o bebê, talvez para a sua realidade precise, mas na maioria das
vezes é mais uma demanda externa de que precisa ensinar a dormir sozinho do que de
fato precisar mesmo, isso é uma avaliação individual de cada família. Sobre essa questão
de adormecer sozinho existe uma estratégia que é descrita por algumas pessoas que 08
ensinam o bebê dormir sozinho no berço, não é a minha estratégia preferida, eu já fiz isso

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


na minha casa e não acho que isso caiba para todo mundo, não acho que seja necessário
para todo mundo, mas eu vou descrever aqui — obviamente a minha forma de fazer— sei
que tem gente que coloca fone de ouvido para não ouvir o bebê chorar. Eu não concordo
com isso de forma alguma, acho que o bebê nunca deve ser deixado chorando sozinho ou
deixá-lo chorando e você não fazer nada porque ele aprender e cria um ambiente de raiva,
estresse.. Não precisa disso.

A técnica é do pick up and put down, ou seja, você coloca o bebê no berço semi acordado,
acabou de mamar, mamou mamadeira ou mamou o peito da forma que você colocou ali
quase acordado, não pode colocar dormindo, já vi pessoas falando:
“o bebê tem que ser acordado para ser colocado no berço”, acho isso uma loucura, mas
nessa técnica teoricamente você não pode colocar dormindo — sinceramente eu nunca fiz
isso— se eu precisasse colocá-la no berço naquele momento e ela estivesse semi
acordada eu faria e tentava. O que acontece? A criança geralmente levanta e reclama, se
ele ficar é ótimo, mas pode ser que ele não fique e a maioria deles como não tem o hábito
de adormecer sozinho no berço vai levantar e vai reclamar e a questão é muita gente vai
falar: “deixa chorando que ele dorme” discordo completamente disso, outras pessoas vão
falar: “tira e coloca imediatamente no berço” o que eu discordo, o que acho que podemos
observar é bebê porque muito provavelmente ele vai vai reclamar, é importante que
saibamos que a reclamação é diferente de choro desesperador, reclamação: lalação, falar,
lamento que não é choro, é lamento, reclamar, e está tudo bem acontecer isso.

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


O que costumava fazer nesses casos? E recomendo que as pessoas façam: se ele estiver
chorando você obviamente tira do berço, acalma e coloca de novo quando estiver mais
calmo, pode ser que funcione na 2ª, 3ª ou mais tentativas ou nem funcione, e isso pode se
tornar uma coisa cansativa para você e você precisa pesar se vale a pena. Na minha casa
foi mais tranquilo, nos primeiros dias ela obviamente acordou um pouco, reclamou, eu
abaixava, sentava do lado dela quando eu sentia que ela só estava levantando no berço
mas não estava chorando, estressada, só levantando, eu batia no bumbum dela, deitava no
berço de novo, fazia carinho, contava uma história, fazia “xi, xi” para ver se ela adormecia.
A ideia é que você acolha o bebê se ele reclamar, mas você devolva ele para o berço
e diga para ele que é ali onde ele vai dormir, acolha o bebê e devolva ele para o
berço. É uma técnica que acho importante falar dela aqui porque muita gente ensina isso
de forma errada, “deixa chorar, deixa explodir os pulmões” e não acho que precise ser
assim, mas também acho que é importante dizer que isso pode ser cansativo para família,
pode ser cansativo para o bebê, pode ser que você não gosta disso e está tudo bem de
verdade, se o bebê está chorando muito se ele não está aceitando talvez nem seja o
momento de fazer isso com ele.
09
1. Por que você quer que ele adormeça sozinho do berço? Será que realmente não dá para

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


colocar ele dormindo para não ter problema nenhum.

2. Por que ele está tão estressado? Além de todas essas coisas será que está passando
por um salto, a soneca do dia foi ruim, será que essas coisas estão acontecendo para que
atrapalhe a tentativa de colocá-lo para dormir? Porque o ambiente tem que estar muito
redondinho.

É uma técnica que eu cito, mas é importante que se diga que é isso o bebê pode reclamar,
de forma alguma deixem o bebê chorando mas ele vai reclamar e esse reclamar vai
depender de cada bebê, vai depender de cada família, é muito individual.
Essa técnica você pega ele de novo pode dar o peito, muita gente fala para você não
dar o peito o que também acho que não faz o menor sentido e aí ele relaxou você coloca
de novo no berço semi-acordado, se o bebê chorar você retira, acalma e volta para o berço,
essa seria a sequência e teoricamente o bebê a cada dia vai se habituando mais a isso,
realmente funciona o bebê vai se habituando ao fato de adormecer no berço, mas tem esse
cansaço de você ter que tirá-lo do berço, cansaço para você e para ele também, tirá-lo do
berço, acalmá-lo, devolvê-lo para o berço, ver como é que ele vai reagir, tirá-lo do berço
acalmá-lo, tudo pode acontecer e tem que observar o bebê.

É uma estratégia, uma tentativa, experimenta. Às vezes você tenta com o seu bebê e você
acha que ele que ele ia dar um escândalo, mas na verdade levantou, reclamou ou deu uma

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


pequena chorada algo que você sabe que está tudo bem e ele voltou dormir ou ele ficou
acordado e você ficou fazendo carinho nele e ele adormeceu, experimente, veja como é
que o bebê reage e você também reage. Recomendo sempre que façam a música, o
barulhinho com a mão no bebê fazendo um “shh, shh”, tapinha no bumbum, carinho nas
costas, carinho no cabelo e manter a mão no bebê enquanto ele está adormecendo não é
acabou de dormir já tira a mão, eles sentem fica com a mão no bebê mesmo quando você
colocar o bebê dormindo no berço fica com a mãe nele, coloca ele devagarzinho mantém a
mão e vai tirando devagar, você vai diminuindo a quantidade de estímulo devagarzinho e
depois você deixa sua mão, e depois você tira sempre sentada do lado do berço uma vez
que você já está colocando o bebê para dormir ali dentro do berço sempre sentada do
lado do berço, nunca de pé porque de pé cansa para caramba e de pé faz com que o
bebê tente levantar também para ficar na sua altura sobretudo se for um bebê acima de 6
meses, sempre sentada na altura do seu rosto com o rostinho do bebê, rostinho do bebê
obviamente deitado.

É muito importante que você antes de tentar criar esse hábito de adormecer sozinho você
veja:
O bebê está resfriado? 10
Está com dor de barriga?

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


Está incomodado com algum motivo? Porque pode se irritar com isso não funcionar.
As sonecas daquele dia que você está tentando foram respeitadas? E o resto da
semana, foi uma semana tranquila?
O ambiente está escuro?
Está sem estímulos?
Tem um cuidador no ambiente?
Você apagou a luz realmente?
Está tentando mexer no seu celular enquanto faz isso?
Fez uso de eletrônicos de noite? Isso pode atrapalhar para caramba porque o bebê fica
hiperexcitado.
Teve TV de noite?
Você está se sentindo bem com isso?
Você realmente não quer colocar o bebê dormindo no berço?
É assim que avaliamos, nós fazemos essas perguntas.

Sobre a luz do quarto à noite é importante falarmos uma coisa às vezes o bebê acorda no
berço e ele fica levantando o berço, por exemplo: estou ensinando meu bebê a dormir
sozinho no berço e ele está levantando muito, ele levanta muito, ele nem está chorando
mas ele levanta muito. Aqui a Clarice era expert de fazer isso, ela levantava, sentava,
deitava de novo, e foi quando eu descobri que eu conseguia apagar a luz do meu ar
condicionado porque fica uma luz iluminando um monte de coisa no quarto e ela conseguia

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


ver um monte de coisa.

Sobre a questão de colocar dormindo no berço já falei, está tudo bem o bebê dormir no
colo e despertar no berço, tem gente que fala que isso traumatiza a criança que a criança
foi dormir em um lugar e vai acordar no outro é óbvio que não, quando foi colocar
dormindo no berço uma coisa que você tem que se atentar é que o bebê flutua nos seus
padrões de sono, ele tem como todo mundo não é só o bebê é como todo mundo, em um
sono superficial em que ele está próximo colocando aqui para cima é o despertar o sono
superficial que está mais próximo e é mais fácil de despertar, e um sono profundo em que é
mais difícil de despertar e depois ele cicla e faz um sono superficial depois num sono
profundo e assim a noite inteira, geralmente ele desperta para mamar; para ver se a mãe
está ali para interagir no sono superficial, mas em um sono profundo não.

Precisamos colocar o bebê no berço quando estiver no sono profundo e isso precisa
ser bem identificado porque no sono superficial o bebê ainda tem alguns espasmos, ainda
mexe a perninha, ainda mexe o bracinho, ainda dá aquela mamada, se ele está no peito e
você vai tirar ele do peito ele ainda pega o peito com mais vigor, e quando o bebê está em
sono profundo às vezes a boca ele está no peito, mas já está solta você tira da boca da 11
criança e não está mais mamando, esse é o sono profundo o bebê realmente fica largadão.

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


Tentem na medida do possível estar perto do berço do bebê quando ele estiver em sono
profundo porque às vezes estamos em cima da cama, na poltrona de amamentação com
bebê no colo e ele adormeceu eu vi que ele está em sono profundo eu vou levantar para
colocar no berço com esse movimento o bebê já dá uma semi despertada e você já não vai
estar colocando ele no berço no sono profundo já vai estar colocando em um sono
superficial e pode ser que ele acorde, o que eu fazia? Identifiquei que ela já está dormindo
no sono superficial eu ia levantando, ninando bem devagarzinho, sem pressa até ela entrar
em sono profundo e quando ela entrava eu colocava ela no berço deixava minha mão em
cima dela e não tirava de imediato, tirava a mão devagar para que a transição fosse mais
tranquila, costuma ser melhor do que simplesmente colocar no berço em sono superficial
sair correndo e deixar a criança chorando.

Vejam como o bebê reage, coloquei no berço e ele acordou? Sente do ladinho dele, abaixa
e fica ninando, bate no bumbum, faz um "shh,shh,” imensa maioria das vezes ele pode
reclamar um pouquinho como se tivesse sido colocado acordado no berço, mas ele já
estava dormindo ele vai dormir de novo e você continua fazendo carinho, isso tudo é
tentativa, tem que estar com vontade de tentar, pode ser que de errado? Pode e você
acolhe o bebê faça cama compartilhada, entenda, veja se ele já tem maturidade para isso,
vê como é que estão as coisas e experimenta de novo depois. E sobre a tal da associação
negativa do sono, não existe, já falamos um pouquinho sobre isso mais cedo o que causa

Licensed to Patrícia Aguiar Amorim - patyaguiaramorim@gmail.com - 009.967.232-42


associação negativa do sono é o tempo que o bebê está precisando para acalmar,
assistam aulas de janela de sono e entenda que às vezes nós perdemos mesmo a janela
de solo e o bebê precisa se acalmar para depois dormir e aí que ele vai ficar muito tempo
no peito, ou muito tempo sendo ninado ou muito tempo tendo que passear com ele no
carrinho.

O sono muda, o sono do bebê vai variar com a idade, e com os estímulos se o padrão do
sono do bebê mudou pode ser um salto de desenvolvimento interno, mas também pode ter
alguma coisa externa uma mudança da rotina externa, pode ser uma mudança que às
vezes para você nem foi uma mudança mas para o bebê foi, chegou alguém diferente em
casa, mudou o horário de alguma refeição importante, tem alguma coisa alguma coisa no
ar, uma pandemia por exemplo que as pessoas estão mais estressadas e o nível de tensão
na casa está mais estressada o bebê sente tudo isso e o sono bebê vai variando.
“Como é que sabemos que o bebê sente?”

Aposto com vocês que o bebê de vocês começou a atrapalhar o sono dele antes de vocês
voltarem ao trabalho, é clássica essa história, uma semana antes da mulher voltar ao
trabalho o sono do bebê piora, é porque você voltou trabalho? Não, é porque você já 12
mudou no sentido de tensão e o bebê sente isso, mesmo que eles não estejam

ABJ LAGOEIRO LTDA - DIREITOS RESERVADOS


desenvolvimento ele sente isso e pode atrapalhar o sono, dente, resfriado tudo pode
atrapalhar o sono da criança porque é sensível mesmo, seja sensível com você, seja gentil
com você e seja gentil com ele que pode demorar mais do que o esperado para ele
aprender a dormir sozinho, pode demorar mais do que o bebê da vizinha, pode demorar
mais do que o bebê da amiga o importante é você seguir um fluxo, se antes meu bebê só
dormia mamando durante 3 horas agora eu consigo colocar ele do lado minha cama ele
virar e adormecer já estou ganhando alguma coisa mesmo que não consigo colocar ele no
berço ainda, poxa se antes ele só dormia na minha cama agora consigo colocá-lo o
dormindo no berço, mas quando eu tento que colocar acordado ele esperneia já é um
avanço, e é assim que avançamos dentro da maturidade do bebê e das nossas
possibilidades, e é isso.