Você está na página 1de 11

ESCOLA PREPARATÓRIA DE CADETES DO EXÉRCITO

DISCIPLINA: QUÍMICA
TC Lúcia, Ten Serapião, Ten Mariana, Ten Meneses, Ten Reginato, Ten Daniely Godoy e Prof
Scafi

LISTA DE EXERCÍCIOS – GASES

Características do gás; pressão

GBM [06] GBO [ ]


ITEM 01. Considere duas pessoas de mesma massa em pé em uma sala. Uma está de pé de modo
normal e a outra está de pé em um dos pés. (a) Uma pessoa exerce força maior no chão do que a
outra? (b) Uma pessoa exerce pressão maior no chão do que a outra?
(a) Não (√). As forças que elas exercem no solo são exatamente iguais (√), pois F = m.a (√), sendo
que ambas possuem a mesma massa.
(b) Sim (√). A pessoa apoiando-se em um pé aplica essa força sobre uma área menor (√), exercendo
maior pressão no chão, P = F/A (√).

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 02. A altura de uma coluna de mercúrio em um barômetro em Denver, elevação de 5.000 pés,
é menor que uma coluna em Los Angeles, elevação de 132 pés. Explique.
Em Denver a pressão é menor (√) que em Los Angeles, devido estar em uma elevação muito
superior. Com isso, a pressão exercida em Denver acarreta em uma menor altura de mercúrio na
coluna, P = d.h.a (√).

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 03. Que altura uma coluna de água deve possuir para exercer pressão igual a uma coluna de
760 mm de mercúrio? A densidade da água é 1,0 g/mL, enquanto a do mercúrio é 13,6 g/ mL.
P = d.h.a
PH2O = Phg
d.h.a = d.h.a (√)
1 g/mL . hH2O = 13,6 g/mL . 760 mm
hH2O = 10336 mm = 10,3 m (√)

GBM [03] GBO [ ]


ITEM 04. Cada uma das seguintes afirmações diz respeito a um barômetro de mercúrio. Identifique
alguma afirmação incorreta e corrija-as.
(a) O tubo deve ter uma área transversal de 1 cm2.
(b) No equilíbrio, a força da gravidade por unidade de área agindo na coluna de mercúrio no nível
da coluna de mercúrio de fora é igual à força da gravidade por unidade de área agindo na atmosfera.
(c) A coluna de mercúrio é sustentada pelo vácuo no topo da coluna.
(a) O tubo pode ter qualquer área transversal (√). (b) No equilíbrio a força da gravidade por área
unitária agindo na coluna de mercúrio no nível do mercúrio externo não é igual à força da gravidade
atuando na atmosfera (√). (c) A coluna de mercúrio é mantida para cima pela pressão da atmosfera
aplicada no líquido exterior de mercúrio (√).
GBM [02] GBO [ ]
ITEM 05. Suponha que uma mulher com massa igual a 52 Kg e calçando um sapato de salto alto
coloque momentaneamente todo seu peso no salto de um dos pés. Se a área do salto é 0,0003 m2,
calcule a pressão exercida na superfície sob o salto.
F = m.a => F = 52 Kg.9,8 m/s2 => F = 509,6 N (√)

𝐹 509,6 𝑁
𝑃= => 𝑃 = => 𝑷 = 𝟏, 𝟕 𝒙 𝟏𝟎𝟔 𝑷𝒂 (√)
𝐴 0,0003𝑚2

GBM [05] GBO [ ]


ITEM 06. Se a pressão atmosférica for 0,975 atm, qual é a pressão do gás fechado em cada um dos
três casos representados no desenho?

(i) A pressão atmosférica é maior que a pressão do gás, portanto, P gás + Ph = Patm.
Ph = 520 mm Hg
1 atm ------- 760 mm Hg
Ph -------- 520 mm Hg
Ph = 0,684 atm (√)

Pgás + 0,684 atm = 0,975


Pgás = 0,291 atm (√)

(ii) A pressão do gás é maior que a pressão atmosférica, portanto, Pgás = Patm + Ph.
Ph = 67 mm Hg
1 atm ------- 760 mm Hg
Ph -------- 67 mm Hg
Ph = 0,088 atm (√)

Pgás = 0,975 + 0,088


Pgás = 1,063 atm (√)

(iii) Não sofre a influência da pressão atmosférica., portanto Pgás = Ph


Ph = 103 mm Hg
1 atm ------- 760 mm Hg
Ph -------- 103 mm Hg
Ph = Pgás = 0,136 atm (√)

GBM [03] GBO [ ]


ITEM 07. Um estudante ligou um bulbo de vidro contendo gás de neônio a um manômetro de tubo
aberto e verificou que a pressão do gás é 0,890 atm. (a) Se a pressão atmosférica é 762 Torr, que
diferença de altura entre os dois lados do mercúrio o estudante encontrou? (b) Que lado está mais
alto, o lado do manômetro ligado ao bulbo ou o lado aberto à atmosfera?
(a) 1 atm ------------- 760 mm Hg
0,890 atm -------- Pgás mm Hg
Pgás = 676,4 mm Hg

h = 762 mm Hg – 676,4 mm Hg
h = 85,6 mm (√)

(b) O lado do manômetro ligado ao bulbo está mais alto (√), devido a maior pressão
atmosférica (√) em relação ao gás.

As leis dos gases

GBM [04] GBO [ ]


ITEM 08. Suponha que haja uma amostra de gás em um recipiente com um pistão móvel como o
da ilustração. (a) Redesenhe o recipiente para mostrar como ele ficará se a temperatura do gás for
aumentada de 300 K para 500 K enquanto a pressão for mantida constante. (b) Redesenhe o recipi-
ente para mostrar como ele ficará se a pressão no pistão é aumentada de 1,0 atm para 2,0 atm en-
quanto a temperatura for mantida constante.

𝑉1 𝑉 𝑉1 𝑉 𝟓𝑽𝟏
(a) = 𝑇2 => = 5002 𝐾 => 𝑽𝟐 = (√)
𝑇1 2 300 𝐾 𝟑

(√)

(b) P1.V1 = P2.V2 => 1 atm.V1 = 2 atm.V2 => V2 = ½ . V1 (√)

(√)

GBM [03] GBO [ ]


ITEM 09. Uma quantidade fixa de gás a 23 ºC exibe pressão de 748 torr e ocupa um volume de
10,3 L. (a) Use a lei de Boyle para calcular o volume que o gás ocupará a 23 ºC se a pressão for
aumentada para 1,88 atm. (b) Use a lei de Charles para calcular o volume que o gás ocupará se a
temperatura for aumentada para 165 ºC enquanto a pressão for mantida constante.
(a) 1 atm ----- 760 torr
P ----------- 748 torr
P = 0,984 atm (√)
P1.V1 = P2.V2 => 0,984 atm.10,3 L = 1,88 atm.V 2 => V2 = 5,39 L (√)
𝑉1 𝑉 10,3𝐿 𝑉
(b) = 𝑇2 => 2
= 438𝐾 => V2 = 15,2 L (√)
𝑇1 2 296𝐾

GBM [05] GBO [ ]


ITEM 10. (a) Como a lei de volumes combinados é explicada pela hipótese de Avogadro? (b) Con-
sidere um frasco de 1,0 L contendo gás neônio e um frasco de 1,5 L contendo gás xenônio. Ambos
os gases estão à mesma pressão e temperatura. De acordo com a lei de Avogadro, o que pode ser
dito sobre a razão do nú mero de átomos nos dois frascos?
(a) Se volumes iguais de gases à mesma temperatura e pressão contêm números iguais de moléculas
reagem em proporções de pequenos números inteiros (√), segue que os volumes dos gases reagentes
estão na mesma proporções de pequenos números inteiros (√).
(b) Como os dois gases estão à mesma temperatura e pressão, a proporção dos números de átomos é
a mesma (√) que a proporção dos volumes. Existem 1,5 vezes (√) mais átomos de Xe do que átomos
de Ne.
𝑉1 𝑉 1,0𝐿 1,5𝐿
= 𝑛2 => = => 2 = ,5 1 (√)
𝑛1 2 𝑛1 𝑛2

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 11. Determine a pressão final quando (a) 7,50 mL de criptônio sob 2,0 x 10 5 kPa é transferi-
do para um recipiente de 1,0 L. (b) 54,2 cm3 O2, sob 643 Torr, são comprimidos até 7,8 cm3. Consi-
dere a temperatura constante.
(a) P1.V1 = P2.V2 => 2,0 x 105 kPa.0,0075 L = P2.1,0 L => P2 = 1,5 x 103 kPa (√)
(b) P1.V1 = P2.V2 => 643 torr.54,2 cm3 = P2.7,8 cm3 => P2 = 4,5 x 103 torr (√)

GBM [01] GBO [ ]


ITEM 12. Uma lata de aerossol de 250 mL em 25 ºC e 1,10 atm foi lançado em um incinerador.
Quando a lata alcançou 625 ºC, ela explodiu. Qual era a pressão na lata no momento da explosão,
imaginando que a pressão era a maior possível nessa temperatura?
V = 0,250 L
T1 = 25 + 273 = 298 K
P1 = 1,10 atm
T2 = 625 + 273 = 898 K

𝑃1 𝑃2 , 0 atm 𝑃2
= => = => 𝑷𝟐 = 𝟑, 𝟑𝟏 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑇1 𝑇2 298 𝐾 898 𝐾

GBM [01] GBO [ ]


ITEM 13. Um recipiente de armazenamento para gás hidrogênio, instalado ao ar livre, tem volume
igual a 300 m3 e está sob 1,5 atm e 10 ºC às 2h. Por volta das 14h, a temperatura subiu para 30 ºC.
Qual é a nova pressão do hidrogênio no recipiente?
T1 = 10 + 273 = 283 K
P1 = 1,5 atm
T2 = 30 + 273 = 303 K

𝑃1 𝑃 1,5 atm 𝑃
= 𝑇2 => = 3032 𝐾 => 𝑷𝟐 = 𝟏, 𝟔 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑇1 2 283 𝐾
GBM [01] GBO [ ]
ITEM 14. Ao nível do mar, onde a pressão é 104 kPa e a temperatura 21,1 ºC, uma certa massa de
ar ocupa 2,0 m3. Até que volume ela se expandirá quando subir a uma altitude na qual a pressão e a
temperatura são 52 kPa e -5,0 ºC, respectivamente.
V1 = 2,0 m3
T1 = 21,1 + 273 = 294,1 K
P1 = 104 kPa
T2 = -5 + 273 = 268 K
P2 = 52 kPa

𝑃1 .𝑉1 𝑃2.𝑉2 104 𝑘𝑃𝑎.2,0 𝑚 3 52 𝑘𝑃𝑎.𝑉2


= => = => 𝑽𝟐 = 𝟑, 𝟔𝒎𝟑 (√)
𝑇1 𝑇2 294,1 K 268 𝐾

A equação do gás ideal

GBM [03] GBO [ ]


ITEM 15. Suponha que lhe sejam dados dois frascos e lhe seja dito que um contém um gás de mas-
sa molar 30, o outro um gás de massa molar 60, ambos à mesma temperatura. A pressão no frasco A
é X atm, e a massa de gás no frasco é 1,2 g. A pressão no frasco B é 0,5 X atm, e a massa de gás no
frasco é 1,2 g. Qual frasco contém o gás de massa molar 30 e qual contém o de massa molar 60?
Detalhe toda o raciocínio da explicação, indicando os cálculos.
1,2 1,2 .𝑅.𝑇
Frasco A: 𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => 𝑋. 𝑉 = 𝑀𝑀 . 𝑅. 𝑇 => 𝑀𝑀 = 𝑋.𝑉 (√)

1,2 2,4 .𝑅.𝑇


Frasco B: 𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => 0,5. 𝑋. 𝑉 = . 𝑅. 𝑇 => 𝑀𝑀 = (√)
𝑀𝑀 𝑋.𝑉

A massa molar do frasco B é o dobro do frasco A, portanto, o frasco A contém o gás de massa molar
de 30 g e o frasco B contém o gás de 60 g (√).

GBM [01] GBO [ ]


ITEM 16. O Hindenburg foi um dirigível cheio com hidrogênio que explodiu em 1937. Se o Hin-
denburg comportasse 2,0 x 105 m3 de gás hidrogênio a 23 ºC e 1,0 atm, qual a massa de hidrogênio
que estaria presente?
V = 2x105 m3 = 2x108 dm3
T = 23 + 273 = 296 K
MMH2 = 2 g/mol = 2x10-3 kg/mol
𝑚 𝑚
𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => 𝑃. 𝑉 = 𝑀𝑀
. 𝑅. 𝑇 => 𝑎𝑡𝑚. 2𝑥 08 𝐿 = 2𝑥10−3 𝑘𝑔/𝑚𝑜𝑙
. 0,082 L atm 𝐾−1 𝑚𝑜𝑙−1 . 296𝐾 =>
𝒎 = 𝟏, 𝟔𝒙𝟏𝟎𝟒 𝒌𝒈 (√)

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 17. Um tanque de um aparelho de mergulhador contém 0,29 kg de O2 comprimido em um
volume de 2,3 L. (a) Calcule a pressão de gás dentro do tanque a 9 ºC. (b) Que volume esse oxigê-
nio ocuparia a 26 ºC e 0,95 atm?
(a) m = 0,29 kg
V = 2,3 L
T = 9 + 273 = 282 K
𝑚 0,29 𝑘𝑔
𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => 𝑃. 𝑉 = 𝑀𝑀
. 𝑅. 𝑇 => 𝑃. 2,3 𝐿 = 32𝑥10−3𝑘𝑔/𝑚𝑜𝑙
. 0,082 L atm 𝐾 −1 𝑚𝑜𝑙−1 . 282𝐾 =>
𝒎 = 𝟗𝟏 𝒂𝒕𝒎 (√)
(b) m = 0,29 kg
T = 26 + 273 = 299 K
P = 0,95 atm

𝑚 0,29 𝑘𝑔
𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => 𝑃. 𝑉 = . 𝑅. 𝑇 => 0,95 𝑎𝑡𝑚. 𝑉 = . 0,082 L atm 𝐾 −1 𝑚𝑜𝑙 −1 . 299 𝐾
𝑀𝑀 32𝑥 0−3 𝑘𝑔
𝑚𝑜𝑙
=> 𝑽 = 𝟐𝟑𝟒 𝑳 (√)

GBM [04] GBO [ ]


ITEM 18. O cloro é muito utilizado para purificar águas fornecidas pelos municípios e para tratar
águas de piscinas. Suponha que o volume de uma amostra, em particular de gás O 2, é 9,22 L a 1124
torr e 24 ºC. (a) Quantos gramas de Cl2 a amostra contém? (b) À qual temperatura o volume será
15,00 L se a pressão for 8,76 x 102 torr?
(a) V = 9,22 L
T = 24 + 273 = 297 K
MMCl2 = 70 g/mol

1 atm ------760 torr


P ---------- 1124 torr
P = 1,48 atm (√)
𝑚 𝑚
𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => 𝑃. 𝑉 = . 𝑅. 𝑇 => ,48 𝑎𝑡𝑚. 9,22 𝐿 = 𝑔 . 0,082 L atm 𝐾 −1 𝑚𝑜𝑙 −1 . 297 𝐾
𝑀𝑀 70 𝑚𝑜𝑙
=> 𝒎 = 𝟑𝟗, 𝟐 𝒈 (√)

(b) V = 15 L

1 atm ------ 760 torr


P ---------- 876 torr
P = 1,15 atm (√)

𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => , 5 𝑎𝑡𝑚. 5 𝐿 = 0,56 𝑚𝑜𝑙. 0,082 L atm 𝐾 −1 𝑚𝑜𝑙 −1 . 𝑇 =>


𝑻 = 𝟑𝟕𝟓 𝑲 (√)

Aplicações adicionais da equação do gás ideal

GBM [06] GBO [ ]


ITEM 19. Qual é o gás mais denso a 1,00 atm e 298 K: (a) CO2; (b) N2O ou (c) Cl2 ? Justifique sua
resposta com conceitos químicos e cálculos.
(a) (√)
dRT 44 g / mol x1,00 atm
M  d   d 1,798 g / L
P 0,0821 L atm K 1 mol 1 x 298 K
(b) (√)
dRT 44 g / mol x1,00 atm
M  d   d 1,798 g / L
P 0,0821 L atm K 1 mol 1 x 298 K
(c) (√)
dRT 70 g / mol x1,00 atm
M  d   d  2,861 g / L
P 0,0821 L atm K 1 mol 1 x 298 K
Para amostras de gás nas mesmas condições, a massa molar determina a densidade (√). Quanto
maior a massa molar, maior é a densidade (√). Dos três gases listados, o gás Cl2 tem a maior massa
molar (√).

GBM [01] GBO [ ]


ITEM 20. Qual das seguintes afirmativas explica melhor por que um balão fechado cheio com gás
hélio sobe no ar?
(a) O hélio é um gás monoatômico, enquanto quase todas as moléculas que compõem o ar, como
nitrogênio e oxigênio, são diatômicas.
(b) A velocidade média dos átomos de hélio é maior que as velocidades médias das moléculas do ar,
e a maior velocidade das colisões com as paredes do balão o impulsionam o balão para cima.
(c) Como os átomos de hélio têm massa menor que a média das moléculas do ar, o gás hélio é me-
nos denso que o ar. O balão assim pesa menos que o ar deslocado por esse volume.
(d) Uma vez que o hélio tem menor massa molar que a média das moléculas do ar, os átomos de
hélio estão em movimento mais rápido. Isso significa que a temperatura do hélio é maior que a tem-
peratura do ar. Gases quentes tendem a subir.

GBM [01] GBO [ ]


ITEM 21. Qual das seguintes afirmativas melhor explica por que o gás nitrogênio nas CNTP é me-
nos denso que o gás Xe nas CNTP?
(a) Como Xe é um gás nobre, existe menos tendência para os átomos de Xe repelirem-se; logo, eles
se acomodam mais densamente no estado gasoso.
(b) Os átomos de Xe têm maior massa que as moléculas de N 2. Uma vez que ambos os gases nas
CNTP têm o mesmo número de moléculas por unidade de volume, o gás Xe deve ser mais denso.
(c) Os átomos de Xe são maiores que as moléculas de N2 e, portanto, tomam maior fração do espaço
ocupado pelo gás.
(d) Como os átomos de Xe são muito mais massivos que as moléculas de N2, eles movem-se mais
lentamente e, portanto, exercem menos força para cima no recipiente do gás, fazendo-o parecer
mais denso.

GBM [03] GBO [ ]


ITEM 22. Na técnica do bulbo de Dumas para determinar a massa molar de um líquido
desconhecido, você vaporiza a amostra de um líquido que entra em ebulição abaixo de 100 ºC em
um banho-maria e determina a massa de vapor necessária para encher o bulbo (veja a ilustração). A
partir dos seguintes dados, calcule a massa molar do líquido desconhecido: massa do vapor
desconhecido, 1,012 g; volume do bulbo, 354 cm3 ; pressão, 742 torr e temperatura, 99 ºC.

T = 99 + 273 = 372 K
1 atm ---------------760 torr
P -------------------- 742 torr
P = 0,976 atm (√)
𝑚 1,012 𝑔
𝑑= => 𝑑 = => 𝑑 = 2,86 𝑔 𝐿−1 (√)
𝑉 0,354 𝐿

dRT 2,86 g / L x 0,0821 L atm K -1 mol 1 x 372 K


M  M   M  89,4 g / mol
P 0,976 atm (√)

GBM [03] GBO [ ]


ITEM 23. O magnésio pode ser usado como um 'absorvedor' na evacuação de sistemas fechados,
para reagir com os últimos traços de oxigênio (o magnésio é geralmente aquecido ao se passar uma
corrente elétrica por fio ou fita do metal). Se um sistema fechado de 0,382 L tem pressão parcial de
O2 de 3,5 x 10-6 torr a 27 ºC, qual massa de magnésio reagirá de acordo com a seguinte equação?
2Mg(s) + O2(g) → 2MgO(s)

V = 0,382 L
T = 27 + 273 = 300 K
MMO2 = 32 g/mol
MMMg = 24 g/mol

1 atm ------760 torr


P ---------- 3,5 x 10-6 torr
P = 4,61 x 10-9 atm (√)
𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => 4,6 𝑥 0−9 . 0,382 𝐿 = 𝑚 32 𝑔/𝑚𝑜𝑙 . 0,0821 L atm 𝐾−1𝑚𝑜𝑙−1. 300 K =>
𝑚 = 2,29 0−9 𝑔 𝑑𝑒 𝑂2 (√)

1 𝑚𝑜𝑙 𝑂2 2 𝑚𝑜𝑙 𝑑𝑒 𝑀𝑔 24 𝑔 𝑑𝑒 𝑀𝑔
2,29 𝑥 0−9 𝑔 𝑂2 . . . 1 𝑚𝑜𝑙 𝑑𝑒 𝑀𝑔 = 𝟑, 𝟒 𝒙 𝟏𝟎−𝟗 𝒈 𝒅𝒆 𝑴𝒈 (√)
32 𝑔 𝑂2 1 𝑚𝑜𝑙 𝑂2

Pressões parciais

GBM [03] GBO [ ]


ITEM 24. Uma mistura contendo 0,538 mol de He(g), 0,315 mol de Ne(g) e 0,103 mol de Ar(g) é
confinada em um recipiente de 7,00 L a 25 ºC. (a) Calcule a pressão parcial de cada um dos gases
na mistura. (b) Calcule a pressão total da mistura.

𝑛𝐻𝑒 .𝑅.𝑇 0,538 𝑚𝑜𝑙.0,0821 L atm 𝐾− 𝑚𝑜𝑙− .298 𝐾


𝐻𝑒 → 𝑃𝐻𝑒 = => 𝑃𝐻𝑒 = => 𝑷𝑯𝒆 = 𝟏, 𝟖𝟖 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑉 7,00 𝐿

𝑛𝑁𝑒 .𝑅.𝑇 0,315 𝑚𝑜𝑙.0,0821 L atm 𝐾− 𝑚𝑜𝑙− .298 𝐾


𝑁𝑒 → 𝑃𝑁𝑒 = => 𝑃𝑁𝑒 = => 𝑷𝑯𝒆 = 𝟏, 𝟏𝟎 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑉 7,00 𝐿

𝑛𝐴𝑟 .𝑅.𝑇 0,103 𝑚𝑜𝑙.0,0821 L atm 𝐾− 𝑚𝑜𝑙− .298 𝐾


𝐴𝑟 → 𝑃𝐴𝑟 = => 𝑃𝐴𝑟 = => 𝑷𝑨𝒓 = 𝟎, 𝟑𝟔𝟎 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑉 7,00 𝐿

GBM [04] GBO [ ]


ITEM 25. Uma mistura de gases contém 0,75 mol de N2; 0,30 mol de O2 e 0,15 mol de CO2. Se a
pressão total é 1,56 atm, qual é a pressão parcial de cada componente?
𝑛𝑡 = 𝑛𝑁2 + 𝑛𝑂2 + 𝑛𝐶𝑂2 => 𝑛𝑡 = 0,75 𝑚𝑜𝑙 + 0,30 𝑚𝑜𝑙 + 0, 5 𝑚𝑜𝑙 => 𝑛𝑡 ,20 𝑚𝑜𝑙 (√)

𝑛𝑁2 0,75 𝑚𝑜𝑙


𝑁2 → 𝑃𝑁2 = . 𝑃𝑡 => 𝑃𝑁2 = . ,56 𝑎𝑡𝑚 => 𝑷𝑵𝟐 = 𝟎, 𝟗𝟕 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑛𝑡 1,20 𝑚𝑜𝑙
𝑛𝑂2 0,30 𝑚𝑜𝑙
𝑂2 → 𝑃𝑂2 = . 𝑃𝑡 => 𝑃𝑂2 = . ,56 𝑎𝑡𝑚 => 𝑷𝑶𝟐 = 𝟎, 𝟑𝟗 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑛𝑡 1,20 𝑚𝑜𝑙

𝑛𝐶𝑂2 0,15 𝑚𝑜𝑙


𝐶𝑂2 → 𝑃𝐶𝑂2 = . 𝑃𝑡 => 𝑃𝐶𝑂2 = . ,56 𝑎𝑡𝑚 => 𝑷𝑪𝑶𝟐 = 𝟎, 𝟐𝟎 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑛𝑡 1,20 𝑚𝑜𝑙

Teoria cinética molecular; lei de Graham

GBM [04] GBO [ ]


ITEM 26. Qual(ais) variação(ões) no estado de um gás provoca os seguintes efeitos: (a) número de
impactos por unidade de tempo na parede de determinado recipiente aumenta; (b) a energia média
do impacto das moléculas com a parede do recipiente diminui; (c) a distância média entre as molé-
culas de gás diminui; (d ) a velocidade média das moléculas na mistura de gás aumenta.
(a) O número de impactos aumenta com o aumento na temperatura a volume constante ou diminui-
ção no volume ou aumento na pressão (√).
(b) A energia diminui com a diminuição na temperatura (√).
(c) A distância diminui com a diminuição do volume e diminuição na pressão (√).
(d) A velocidade aumenta com o aumento na temperatura (√).

GBM [01] GBO [ ]


ITEM 27. Qual(ais) propriedade(s) de gases você pode apontar para dar suporte à suposição de que
a maioria do volume em um gás é espaço vazio?
O fato de os gases serem facilmente compressíveis suporta a suposição de que a maioria do volume
de uma amostra de gás é espaço vazio (√).

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 28. Indique quais das seguintes afirmativas a respeito da teoria cinética molecular são
corretas. Para a alternativa falsa, formule a versão correta da afirmativa.
(a) A energia cinética média de uma coleção de moléculas de gás a determinada temperatura é
proporcional a
(b) Supõe-se que as moléculas de gás não exercem forças entre si.
(c) Todas as moléculas de um gás em determinada temperatura têm a mesma energia cinética.
(d) O volume das moléculas de gás é desprezível em comparação com o volume total no qual o gás
está contido.
A alternativa (c) está incorreta (√), pois cada molécula tem uma energia diferente (√), constituindo
uma energia cinética média.

GBM [05] GBO [ ]


ITEM 29. O recipiente A contém CO(g) a 0 ºC e 1 atm. O recipiente B contém SO2(g) a 20 ºC e 0,5
atm. Os dois recipientes têm o mesmo volume. (a) Qual recipiente contém mais moléculas? (b) Em
qual recipiente a velocidade vmq das moléculas é maior?
(a) Utilizando a fórmula P.V = n.R.T, temos:
𝑉
Frasco A: 1 atm.V = n.R.273 K => n = 273 𝑅 (√)
𝑉
Frasco B: 0,5 atm.V = n.R.293 K => 𝑛 = (√)
2 .293 .𝑅

Com isso, conclui-se que o recipiente A contém mais moléculas (√).


(b) (√)
u1 M2 64 8
    1,5
u2 M1 28 5,3
As moléculas no recipiente A têm maior velocidade média quadrática (√).
GBM [05] GBO [ ]
ITEM 30. (a) Coloque os seguintes gases em ordem crescente de velocidade molecular média a 300
K: CO2, N2O, HF, F2, H2. (b) Calcule e compare as velocidades vmq das moléculas de H2 e CO2 a
300 K.
(a) Quanto menor a massa molar, mais alta a velocidade média quadrática (√). Portanto, a ordem
crescente de velocidade média é: CO2 = N2O < F2 < HF < H2 (√).
(b) 3.R.T 3.8,314.300
(√) u    1,93x10 3 m / s
M 2 x10 3

3.R.T 3.8,314.300
(√) u   4,12 x10 2 m / s
M 44 x10 3

A molécula de H2 possui velocidade média quadrática maior que CO2 (√), indicando que efunde-se
mais rapidamente.

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 31. O hidrogênio tem dois isótopos naturais, 1H e 2H. O cloro também tem dois isótopos
naturais, 35Cl e 37Cl. Assim, o gás cloreto de hidrogênio consiste em quatro tipos distintos de molé-
culas: 1H35Cl, 1H37Cl, 2H35Cl e 2H37Cl. Coloque essas quatro moléculas em ordem crescente de taxa
de efusão.
Quanto maior a massa molar, menor é a taxa de efusão (√), portanto os gases citados seguem a or-
dem crescente descrita abaixo:
2 37
H Cl < 1H37Cl < 2H35Cl < 1H35Cl (√)

Comportamento de gás não ideal

GBM [04] GBO [ ]


ITEM 32. (a) Sob quais condições experimentais de temperatura e pressão os gases em geral se
comportam não idealmente? (b) Quais as duas propriedades ou características das moléculas de gás
fazem com que elas se comportem de forma pouco ideal?
(a) O comportamento de gás não ideal é observado em altas pressões (√) e baixas temperaturas (√).
(b) Os volumes reais (√) das moléculas de gás e as forças intermoleculares (√) atrativas entre as
moléculas fazem com que os gases comportem-se não idealmente.

GBM [01] GBO [ ]


ITEM 33. O planeta Júpiter tem massa 318 vezes à da Terra e a sua temperatura superficial é 140 K.
Mercúrio tem massa 0,05 vezes à da Terra e sua temperatura superficial está entre 600 e 700 K. Em
qual planeta a atmosfera é mais provável de obedecer à lei de gás ideal? Explique.
No planeta Mercúrio é mais provável obedecer à lei de gás ideal, por que possui temperaturas mais
elevadas (√).

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 34. Explique como a função PV/RT pode ser usada para mostrar como os gases se compor-
tam de forma pouco ideal a altas pressões.
De acordo com a lei de gás ideal, a razão PV/RT pode ser constante para determinada amostra de
gás em todas as combinações de pressão, volume e temperatura (√). Se essa razão variar (√) com o
aumento da pressão, a amostra de gás não está se comportando idealmente.

GBM [04] GBO [ ]


ITEM 35. Com base em suas respectivas constantes de van der Waals (Tabela 10.3), qual se espera
comportar-se como um gás ideal a altas pressões, Ar ou CO2? Justifique sua resposta.
Moléculas maiores, não apenas têm volumes maiores (√) como também tendem a ter forças atrati-
vas intermoleculares mais fortes (√), aumentando os desvios em relação ao gás ideal (√), portanto, o
Ar (a = 1,34, b = 0,0322) irá se comportar mais como um gás ideal (√) do que CO2 (a = 3,59, b =
0,427) a altas pressões.

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 36. Explique brevemente o significado das constantes a e b na equação de van der Waals.
A constante “a” reflete a força com que as moléculas de gás se atraem (√) e a constante “b” é uma
medida do volume real (√) ocupado por um mol de moléculas de gás.

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 37. Calcule a pressão que o CCl4 exercerá a 40 ºC se 1,00 mol ocupa 28,0 L, supondo que (a)
o CCl4 obedece à equação do gás ideal; (b) o CC14 obedece à equação de van der Waals.
Dados: a = 20,4 L2 atm mol-2 e b = 0,1383 L mol-1.
(a) 𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => 𝑃. 28,0 = ,00.0,082 . 3 3 => 𝑷 = 𝟎, 𝟗𝟏𝟖 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑛𝑅𝑇 𝑛 2𝑎 1,00 .0,0821.313 1,002 . 20,4
(b) 𝑃 = − => 𝑃 = − => 𝑷 = 𝟎, 𝟖𝟗𝟔 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑉−𝑛𝑏 𝑉2 28,0 −1,00 .0,1383 28,02

GBM [02] GBO [ ]


ITEM 38. Calcule a pressão exercida por 1,00 mol C2H6 (g) comportando-se como (a) um gás ideal;
(b) um gás de van der Waals confinado nas condições de 273,15 K e 22,414 L.
Dados: a = 5,489 L2 atm mol-2 e b = 0,06380 L mol-1.
(a) 𝑃. 𝑉 = 𝑛. 𝑅. 𝑇 => 𝑃. 22,4 4 = ,00.0,082 . 273, 5 => 𝑷 = 𝟏, 𝟎𝟎𝟎𝟓 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑛𝑅𝑇 𝑛 2𝑎 1,00 .0,0821.273,15 1,002 .5,489
(b) 𝑃 = − => 𝑃 = − => 𝑷 = 𝟎, 𝟗𝟗𝟐 𝒂𝒕𝒎 (√)
𝑉−𝑛𝑏 𝑉2 22,414 − 1,00 .0,06380 22,4142

Referências
ATKINS, P.; JONES, L. Propriedades dos gases. In_. Princípios de Química: Questionando a vida
moderna e o meio ambiente. Porto Alegre, RS: Bookman. 2006. cap.4. p. 235 – 267.
BROWN, T. L.; LEMAY JR., H. E.; BURSTEN, B. E.; BURDGE, J. R. Gases. In_. Química: A ciência
central. São Paulo, SP: Prentice Hall. 2005. cap.10. p. 335 – 374.