Você está na página 1de 12

CLUB MED

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

Presente nos cinco continentes em mais de 100 villages, como são conhecidos os hotéis do MED, distribuídos por 35 países, sendo o único a proporcionar tanta diversidade de destino e estilos de vida.

É considerada a maior Escola do Mundo em iniciação esportiva, atuando nos

mais diversos esportes com grande competência dos seus instrutores, material de primeira qualidade e clínicas com atletas de renome mundial, tudo isto com

a máxima segurança.

VILLAGE ITAPARICA

Primeiro empreendimento do Grupo no Brasil e na América Latina, responsável pela introdução no país, deste conceito de hospedagem. Inaugurado em 1979, o village tornou a Bahia conhecida em vários paises da Europa e, mais do que isso, transformar Itaparica em um destino desejado por milhares de brasileiros. Itaparica soube encontrar uma harmonia entre seu projeto arquitetônico e as belezas naturais do litoral baiano. Românticos

Bangalôs construidos sobre palafitas interligadas por pontes e flora exuberante fazem deste Village um dos mais belos e exóticos do Mundo. Com área total de 31 hectares, há 330 apt. com capacidade em torno de 750 hóspedes. Além de toda uma excepcional infra-estrutura de hospedagem e serviços, o Club oferece diferentes modalidades esportivas como Escola de Equitação, Vela

e Windsurf, Arco e Flecha, Club Med Fitness, Tênis com aulas e 14 quadras de utilização livre, Squash, Golfe e Escola de Circo.

A maior prova do sucesso da Empresa no Brasil foi à construção de mais dois

Villages, Rio das Pedras no Rio de Janeiro e Trancoso na Bahia.

1

da Empresa no Brasil foi à construção de mais dois Villages, Rio das Pedras no Rio

CLUB HÍPICO ITAPARICA

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

HISTÓRICO Escola de equitação instalada dentro Club Med Itaparica (desde 1986) prestando serviço exclusivo para os seus hóspedes. Temos como missão, iniciar os hóspedes na nobre arte da equitação , priorizando sobretudo as aulas, procurando mostrar ao público brasileiro, sul americano e europeu a importância e a necessidade de uma nova forma de visão do cavalo, descobrindo, conhecendo e sobretudo respeitando, fazendo com que cavalo e cavaleiro se integrem harmoniosamente como um só ser na natureza. Tendo em vista o alto nível das instalações, equipamentos, tropa e o grau de profissionalismo, formação e experiência dos seus instrutores, estes serviços oferecidos pelo Club Hípico Itaparica, não encontram similar na concorrência, já que, os mesmos não dispõem um serviço especializado. Por isto, somos considerados um grande diferencial competitivo na área da hoteleira voltada para o esporte e lazer no Brasil.

SERVIÇOS

Todas as atividades oferecidas pela Hípica

Aula de Equitação (a partir de 9 anos)

Objetivo : proporcionar ao aluno o contato com o animal, as suas principais características e peculiaridades, as partes sensíveis do cavalo, postura,

equilíbrio, trabalho de rédeas, noções básicas das técnicas do trote elevado (trote Inglês), trote sentado e galope .

Local : picadeiro Nº máximo de alunos : 4 Nível : iniciantes e intermediários Duração : 1 hora cada aula

2

galope . Local : picadeiro Nº máximo de alunos : 4 Nível : iniciantes e intermediários

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

Curso intensivo completo: 5 aulas As aulas seguem uma sequência pedagógica da iniciação básica , trote elevado ,trote sentado , terminando com o galope. A cada aula o aluno aprenderá um pouco mais e novas técnicas A metodologia seguida é da Escola Francesa As aulas são realizadas em Português, Espanhol, Italiano e Francês Os alunos realizam um passeio no final do curso Custo : R$ 50,00 hora aula

Exterior (passeios)

Objetivo : Curtir a exuberante paisagem das praias da Ilha de Itaparica, conhecer uma vila típica de pescadores e vivenciar a indescritível relação com o cavalo. Nº de participantes : máximo de 10 cavaleiros (depende do nível e da ocorrência ou não de aula no mesmo horário) Passeios à beira mar com duração de 1 hora. Passeios à beira mar e trilhas no interior da ilha com duração de 2 ou 3 horas (somente para avançados) Os cavaleiros são divididos em grupos de iniciantes, médios e avançados (dois níveis podem sair em um mesmo horário, caso sejam todos conhecidos ou tenhamos dois instrutores disponíveis para este horário) Todos os passeios são conduzidos por 1 ou 2 instrutores Os horários de saída dependem da maré baixa. Podem ser 9:00 e !0:00 h ou à tarde 15:30 e !6:30 h Não é permitida a locação de animais Idade mínima para realizar passeios é de 12 anos Custo : R$ 50,00 à hora.

3

h Não é permitida a locação de animais Idade mínima para realizar passeios é de 12

Passeio Infantil (de 2 a 8 anos)

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

Objetivo : proporcionar um primeiro contato com o animal

Duração : 30 min Local : dentro do village As crianças são conduzidas (puxadas) por monitores Custo : R$ 25,00

INFRA-ESTRUTURA

A Hípica esta localizada no interior do Village, atrás do Ginásio de esportes e próximo às

quadras de Tênis. Conta com 16 baias e 02 picadeiros. Todas as medidas e cuidados são tomados com a preocupação de preservar o estado físico e atlético dos cavalos, como é natural para amantes dos animais e

prestadores de serviço de uma empresa como o Club Med.

A limpeza, a manutenção do equipamento e os cuidados com a estrutura física

do rancho também são realizados com muita eficiência.

O horário de funcionamento é de 8:00 às 11:00 h e 15:00 às 18:00 h

Tropa

Contamos em nosso plantel com 15 cavalos, sendo que 5 para aulas e 10 para passeios. A empresa compromete-se a utilizar na prestação dos serviços animais com:

Excelente estado de saúde e com qualidade.

Ficha de controle com dados sobre medicamentos, vermífugos, vacinas,

etc Acompanhamento veterinário. O profissional realiza visitas periódicas.

Cascos feitos e ferrados (mensalmente) por profissional experiente.

Todos os animais tem mais de quatro anos de idade e foram devidamente domados.

4

por profissional experiente. Todos os animais tem mais de quatro anos de idade e foram devidamente

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

A tropa é composta de cavalos para todos os níveis, de iniciante até

muito avançado. Para quem só monta em fazenda e para quem faz

equitação clássica.

Cuidados e vigilância 24/24 horas, os 7 dias da semana.

A regra é: “Para cavaleiros iniciantes, cavalos experientes e para

cavaleiros experientes, cavalos mais jovens”

Equipe

A escola conta com instrutores e funcionários treinados e qualificados para

exercerem todas as atividades pertinentes a prática da Equitação.

Todos devem estar devidamente trajados (Instrutores – Botas de montar,

culote, boné e camisa do CHI; Cavalariços – sapato ou bota de borracha,

bermuda, boné e camiseta CHI), barbeados e asseados de acordo com as

suas funções

Segue lista das funções e resumo das qualificações:

Responsável Técnico e Instrutor: João Brizola

Profissional com formação universitária na área de esportes e

lazer.(Escola Superior Ed. Física - IPA /RS) Instrutor de esportes do ®CLUB MED (desde 1982) no Brasil,

Marrocos, Espanha e México. Professor de equitação – Curso de instrutor com o cavaleiro Camille de

Wazieres (membro da Equipe Olímpica Francesa). Iniciação para mais de 13.000 alunos

Mais de 30 anos de experiência no trato com cavalos.

Administrador e Monitor: Ivo Nichele

Profissional com formação universitária na área de esportes e lazer.(Escola Superior Ed. Física IPA/RS) Pós-graduado em Administração Hoteleira.(SENAC/UFBA) Instrutor e coordenador de esportes do ®CLUB MED (desde 1987) no Brasil (Itaparica/BA e Rio das Pedras/RJ), Portugal, Iugoslávia, Senegal.

de esportes do ®CLUB MED (desde 1987) no Brasil (Itaparica/BA e Rio das Pedras/RJ), Portugal, Iugoslávia,
de esportes do ®CLUB MED (desde 1987) no Brasil (Itaparica/BA e Rio das Pedras/RJ), Portugal, Iugoslávia,

5

de esportes do ®CLUB MED (desde 1987) no Brasil (Itaparica/BA e Rio das Pedras/RJ), Portugal, Iugoslávia,

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

Palestrante em diversas Faculdades (Estados AM, BA, RS e MG) de Hotelaria, Turismo e Ed. Física com temas sobre Esporte, Entretenimento e Lazer na hotelaria. Professor Universitário. Mais de 20 anos de experiência no trato com cavalos

Entretenimento e Lazer na hotelaria. Professor Universitário. Mais de 20 anos de experiência no trato com
Entretenimento e Lazer na hotelaria. Professor Universitário. Mais de 20 anos de experiência no trato com

Chefe Cavalariça e Monitor: Cosme Crispim ( In Memorium)

Profissional com formação técnica

Mais de 40 anos de experiência com cavalos

Veterinária: Ruth Simões Trindade

Profissional formada em Medicina Veterinária (Universidade Federal da

Bahia) Especialização em Eqüinos

Fazendeira e criadora de cavalos

Cavalariço, Ferrador e Monitor: Carlos André (Cacau)

Cavalariço: Leandro e Maurício

Relações Públicas: Ramisla Machado (Mila)

Trato

Temos uma rotina de trato com os animais e equipamentos que seguem os

padrões rígidos seguidos pelas principais escolas do mundo.

Alimentação Diária – 6,0 Kg de ração (3 x 2,0 Kg – às 6:00 , 11:30 e as

18:00 h ) e

Capim (Anapiê) triturado na máquina em grandes porções.

Sempre são observados a cada refeição, o tempo de digestão do animal

antes voltar ao trabalho. (em torno de 3 horas de descanso)

O capim é cortado na capineira a cada 2 dias

Água em quantidade necessária - +/- 40 litros

Trabalho de no máximo 02 horas pela manhã e 02 horas à tarde com pelo

menos um dia de descanso na semana (domingo fechado).

Escovação do pêlo antes dos passeios.

6

à tarde com pelo menos um dia de descanso na semana (domingo fechado). Escovação do pêlo

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

Banho regularmente.

Crina e rabo aparados.

As baias são limpas 04 vezes ao dia

Os cavalos são colocados, em sistema de rodízio, pelo menos uma vez ao

dia no picadeiro

Os cavalos são trabalhados todos os dias, montados ou no picadeiro

Os cascos são feitos e as ferraduras são trocadas uma vez por mês

Todos os equipamentos de couro são revisados, limpos e engraxados com

cera especial aos domingos

As mantas são lavadas semanalmente

A cama (serragem) nas baias são refeitas e/ou trocadas de acordo com a

necessidade.

Periodicamente 2 a 3 cavalos são soltos em uma fazenda para combater o

stress causado pelo confinamento na baia

Material

A Escola utiliza equipamentos de qualidade e em excelente estado de conservação. Os materiais são:

Embocaduras (bridão)

Sela australiana ou Inglesa completa com loro e estribo.

Manta de tecido acolchoada

Cabeçada completa

Rédea

NÍVEL CAVALEIRO

Saber como o cavaleiro monta e sua experiência com cavalos é fundamental

para o sucesso dos nossos serviços.

Um cavalo inadequado pode decepcionar ou até mesmo colocar em risco a

integridade do nosso cliente.

7

nossos serviços. Um cavalo inadequado pode decepcionar ou até mesmo colocar em risco a integridade do

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

Para efeito de padronização, adotamos no Club Hípico a seguinte divisão:

Iniciantes – pouca ou nenhuma noção. Monta eventualmente nas férias e quase sempre em cavalos muito dóceis e que seguem os outros. Intermediários – Quem tem alguma experiência. Monta algumas vezes por ano e não tem medo. Geralmente não tem técnica. Caso tenham freqüentado uma Escola de Equitação, normalmente não foi por muito tempo e nem avançaram muito na técnica. Avançados - Montam pelo menos uma vez por mês. Normalmente foram criados freqüentando fazendas desde pequeno ou fizeram Escola de Equitação por pelo menos um ano com certa assiduidade. Clientes potenciais para fazer o passeio de 2 horas.

PROCEDIMENTO DE RESERVAS

A gentileza e a disponibilidade no contato com o Hóspede, não pode

confundir-se com intimidade ou servilismo. A conduta e postura na relação funcionário/cliente será de

profissionalismo, passando a imagem da empresa, ou seja, seriedade e competência. O conhecimento sobre os serviços e funcionamento da Hípica é básico

para o sucesso das reservas. Como estratégia, procurar memorizar quem já realizou aula para propor a

seqüência das aulas e para quem já realizou um passeio, a oferta de uma outra saída, usando como argumento a possibilidade de conhecer a vila que fica do lado oposto. Para efetuar uma reserva jamais prometa aquilo que não temos ou o que

não realizamos. As reservas para equitação são feitas com um dia de antecedência. A partir das 8:00 h da manhã estão abertas às inscrições para o dia seguinte.

8

feitas com um dia de antecedência. A partir das 8:00 h da manhã estão abertas às

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

As reservas podem ser feitas por telefone R – 4045, pessoalmente na Hípica ou à noite no restaurante. Os horários de maré devem ser observados para determinar os passeios e as aulas. Tentar colocar a maioria das aulas no turno contrário dos passeios, possibilitando assim um maior aproveitamento dos cavalos Traje para montar é calça comprida ou malha de ginástica, tênis ou sapato fechado e camisa. É obrigatório o uso de capacete (fornecido pela Hípica) à menores de 14 anos. São os instrutores que escolhem os animais para os passeios levando em conta a experiência e o nível dos cavaleiros. O ritmo do passeio é ditado pelo instrutor de acordo com o nível dos cavaleiros, pois, a segurança esta em primeiro lugar. Não é permitido a duas pessoas montarem um cavalo ao mesmo tempo. Sempre que for demonstrado interesse na reserva por parte do cliente, o nível do mesmo deve ser sondado, para que, possamos adequar o melhor horário e/ ou o cavalo. Marcar em que aula o aluno encontra-se. Ex: 1º, 2º ou 3º aula e jamais misturar alunos da 1º com a 2º, pois são aulas completamente diferentes. Jamais esquecer de avisar que é uma atividade paga (a única paga no Med Itaparica), os valores e a forma de pagamento (cartão branco de consumo do Club Med, dinheiro ou cheque). Pagamento efetuado no momento da saída na própria Hípica Frisar bem o horário reservado, solicitando ao cliente que chegue 10 min. antes, pois, não podemos atrasar sob pena de prejudicar os demais clientes e os horários de alimentação dos animais. Obs: Após todos estes anos de experiência podemos afirmar com certeza que a quebra de um destes procedimentos e/ou regras aumentam consideravelmente a possibilidade de acidentes.

9

com certeza que a quebra de um destes procedimentos e/ou regras aumentam consideravelmente a possibilidade de

CICLO MARÉ

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

A maré pode ser definida como o movimento vertical das águas. As forças de

atração da lua, e, secundariamente, do sol, são responsáveis pelo fenômeno das Marés.

O aumento e a diminuição dos níveis das águas ocorrem duas vezes a cada 24

horas. Maré Alta – também chamada de maré de enchente ou preamar – é quando a água sobe atingindo o seu nível mais alto. Maré Baixa – também chamada de maré de vazante ou baixamar – é quando a água baixa atingindo o seu nível mais baixo. Tábua de Maré – tabela com os horários e a altura das marés alta e baixa.

Como os passeios são realizados pela praia, a observação dos horários de maré

é fundamental para a organização do nosso trabalho.

As saídas só podem ocorrer nos horários em que a maré estiver baixa.

10

para a organização do nosso trabalho. As saídas só podem ocorrer nos horários em que a

GLOSSÁRIO

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

Amazona – Mulher que monta a cavalo Andadura – Forma como o cavalo se locomove. Existem 3 maneiras naturais:

passo, trote e galope. Anapiê – Espécie de capim plantada na capineira Baia – Local em que o cavalo permanece estabulado Bridão – Tipo de embocadura Cabeçada – Armação de couro colocada na cabeça do animal, em que está presa o bridão e as rédeas. Cama – É a cobertura colocada no piso da baia, para o animal deitar. Deve ser macio para não machucá-lo e poroso para filtrar a urina e as fezes, mantendo o local seco. Capacete – Proteção de fibra de vidro utilizada pelos cavaleiros. No Club Med Itaparica é obrigatório até os 14 anos. Capineira – plantação de capim Cavalariça – Conjunto de baias. Cavalariço – Funcionário que trabalha na cavalariça. Cavaleiro – Homem que monta a cavalo Culote – Calça especial para equitação Embocadura - Peça de metal colocada na boca do animal para que o cavaleiro tenha maior controle. Esta presa na cabeçada e nas rédeas. Equitação - A arte de montar e manejar bem o cavalo. Estribo - Cada uma das peças curvas, de ferro ou metal, com base horizontal que pendem de cada lado da sela, onde o cavaleiro firma os pés, quando cavalga. Freio – Tipo de embocadura. Mais utilizado em cavalos de fazenda.

11

onde o cavaleiro firma os pés, quando cavalga. Freio – Tipo de embocadura. Mais utilizado em

MANUAL CLUB HÍPICO ITAPARICA

Galope – Tipo de andadura em que o cavalo desloca-se em velocidade. Loro - Correia que, afivelada à sela, sustenta o estribo. Manta – Proteção de tecido acolchoado colocado sobre o cavalo para evitar que a sela cause traumas e lesões no animal. Perneira – Proteção de couro para as pernas. Substitui as botas de montaria. Picadeiro – Local cercado onde os cavalos são trabalhados e as aulas são feitas Polaina – Mesmo que perneira Ração – Comida concentrada com proteínas. Especial para alimentação eqüina. Utilizamos a marca Primor a 12%. Rédea – Duas correias de tecido resistente ligados ao bridão pelo qual o cavaleiro controla e dirige o seu cavalo. Sela - Arreio acolchoado que se coloca no dorso da cavalgadura e sobre o qual monta o cavaleiro. Sela australiana - Tipo de sela com um Santo Antonio na frente. Utilizada em fazendas e por quem não tem técnica. Sela inglesa – Tipo de sela utilizada nas escolas de Equitação e para quem pratica salto. Selaria – Local onde são guardados todo os equipamentos Trote – Tipo de andadura em que o cavalo da a passada em dois tempos, movendo as patas de dois em dois diagonalmente. Dianteira direita com a traseira esquerda e dianteira esquerda com a traseira direita. Trote Inglês – Movimento de levantar e sentar efetuado pelo cavaleiro quando o cavalo está realizando o trote. Trote Sentado – Movimento de quadris sem levantar-se da sela efetuado pelo cavaleiro quando o cavalo está realizando o trote.

12

– Movimento de quadris sem levantar-se da sela efetuado pelo cavaleiro quando o cavalo está realizando