Você está na página 1de 9

1968-2008:

Liberdade, Virtualidade, Contestação


______
Em 1968 o mundo passou por diversas mudanças comportamentais,
filosóficas e sociais. Os movimentos de contracultura – como o Beat, a
Tropicália, os Hippies etc. – passaram a exercer um novo patamar em
termos de protagonismo social e lançaram idéias que só foram
desenvolvidas posteriormente.

“Os movimentos dos anos de 1960, seja na sua


expressão mais propriamente política, seja na
contracultural, ou mesmo nos modos em que
combinaram essas expressividades, tiveram como
traço característico a transgressão de padrões de
valores estabelecidos. Transgressão não no
sentido de uma pura negatividade, ou de uma
negação absoluta dos limites estabelecidos, mas
de um movimento que os atravessa afirmando
novos limites. Em outros termos, um movimento
que é de negação de valores estabelecidos, mas
que na sua face positiva se lança no risco da
afirmação de novos valores”

CARDOSO, Irene. A geração dos anos de 1960: o peso de uma herança. Tempo Social –
Revista de Sociologia da USP, v. 17, n. 2

40 anos se passaram, as tecnologias evoluíram e o papel do profissional da


informação se transformou profundamente; ele deve ser reavaliado na
discutida Sociedade da Informação. É nesse novo mundo, em parte
germinado por uma geração inquieta que desejava levar uma mensagem
diferente da predominante, que as instituições tradicionais – a Igreja, a
família, o Estado – não têm mais o poder de outrora: o poder encontra-se
diluído, para alguns a serviço de um sistema que visa retirar a subjetividade
das pessoas, e torná-las cada vez mais peças de uma engrenagem tão bem
maquinada que esconde seus defeitos e que induz a todos à acreditarem que
seja eterna. No entanto, essa visão não é geral e muitos tendem a considerar
que a Sociedade atual, na medida em que disseminou conhecimento a
muito mais pessoas do que em qualquer época anterior, está cada vez mais
a serviço do progresso científico e social, evidente quando vemos o estágio
de nossa atual tecnologia.

Neste evento, não é necessário a procura por respostas definitivas sobre o


assunto. Apenas devemos aproveitar o momento de reavaliação dos 40 anos
de 68, e nos basearemos em algumas das sementes plantadas nesta época
para refletir sobre o nosso papel nessa mudança social e, principalmente,
incitar questionamentos sobre a inserção do profissional da informação
neste mundo dominado e permeado atualmente por este bem intangível – a
informação em si. Procura-se, pois, reflexão e proposição.

Vietnam, 1968
Eixos

Teremos três eixos que vão nortear nosso evento, relacionados a valores
relevantes da época em questão: Liberdade, Virtualidade e Contestação.
Dentro de cada um desses temas teremos apresentações, discussões e
palestras que serão permeadas por outra tríade de ramificações relacionadas
aos eixos principais: Formação, Atuação e Informação.

Liberdade
- “Fundamento ontológico da consciência individual enquanto esta se
reconhece na ação. Mediante a sua realização, a necessidade, antes cega e
inerte, é superada; a liberdade desenvolve-se, algumas vezes na criação do
homem por si mesmo através das suas obras. Inclui em si liberdades
positivas, progressistas ou revolucionárias – direito civil, liberdade política,
liberdade de expressão... – assim como os conflitos entre liberdades que
eventualmente podem surgir”.
LEGRAND, Gerard. Dicionário de Filosofia. Lisboa: Edições 70, 1983c.

Qual o significado do conceito de Liberdade no mundo atual? De que forma a


Sociedade da Informação, com seus respectivos profissionais, pode contribuir para
que tal conceito seja melhor vivenciado? Como os cursos estão preparando os novos
alunos, nesse sentido? Este é um aspecto que deveria ser melhor tratado, através das
discussões atuais sobre Copyleft, Open Source ou mesmo a Ação Cultural?

Virtualidade
- “O conceito de virtualidade com o qual a biblioteca deve dialogar prescinde,
pois, dos ambientes de realidade virtual, justamente porque não são os objetos
físicos, os livros, os periódicos, que se tornam virtuais; eles são apenas
digitalizados; virtualizam-se seus efeitos práticos e as ações dos atores
envolvidos neste processo”.
MOREIRA, Walter. Biblioteca tradicional x biblioteca virtual: modelos de
recuperação da informação. Dissertação. Pós-Graduação em
Biblioteconomia da PUC-Campinas.
De que forma as novidades tecnológicas, principalmente as associadas a Internet e a
Web 2.0, estão sendo transferidas aos conhecimentos adquiridos pelos profissionais da
informação? De que forma esse ambiente virtual de colaboração, articulação e
divulgação do conhecimento poderia ser melhor trabalhado na prática profissional em
nossa área?

Contestação
- “Por que a revolução não é feita pelos homens mais humanos?
Porque os homens mais humanos não fazem revoluções.
Eles fazem bibliotecas”
(Trecho do filme Nossa Música (2004), de Jean-Luc Godard)

Em que medida o profissional da informação pode desenvolver seu trabalho de forma a


incitar a contestação? Como ele pode provocar questionamentos críticos e construtivos
no seu ambiente? Contestação deve ser entendida apenas como um conceito que se
aproxima da política ou pode ser algo que transcenda esse universo?

Eixos Temáticos Para Trabalhos (oral e pôster)


Serão considerados todos os tipos de trabalhos que sejam pertinentes às
perguntas citadas (e das questões originadas a partir destas) junto aos três
eixos de nosso evento. Abordagens mais abertas - holísticas - serão
consideradas também.

Não se trata apenas de mostrar, mas de criar possibilidades de um real


aperfeiçoamento de nossas práticas profissionais através da experiência que
os EREBDs proporcionam. Essas ações inovadoras devem caminhar para
a contestação, e devem se originar por uma criatividade construtiva.
Prazo de envio dos trabalhos e resultados
até 30/09 : prazo para envio de pré-trabalhos
13/10: seleção e envio de considerações
até 27/10: prazo para envio dos trabalhos completos

Normas para submissão dos trabalhos


Teremos um sistema especial no site para envio dos trabalhos e
acompanhamento dos resultados dos trabalhos. Enquanto isso,
provisoriamente, os resumos podem ser enviados para o e-mail:
erebd.usp@gmail.com

Detalhes técnicos sobre envio de trabalhos


Os pré-trabalhos deverão conter:
 Título (Times New Roman, tamanho 14, em negrito, maiúscula);
 Autores: Nome completo, titulação, vinculação profissional e
acadêmica, e-mail (Times New Roman, tamanho 12);
 Eixo Temático - ou Questão Relacionada - e Forma de apresentação
pretendida (Times New Roman, tamanho 12);
 Resumo informativo (Times New Roman, tamanho 10);
 Palavras-chave: máximo 5 (Times New Roman, tamanho 10).
Os autores dos pré-trabalhos aprovados serão notificados via e-mail e
poderão consultar a página do evento, onde terão maiores informações a
respeito.

Envio de trabalhos aprovados


Aqueles que tiveram o pré-trabalho aprovado deverão enviar seus trabalhos
completos até a data limite. Os autores dos trabalhos aprovados serão
notificados via e-mail e/ou poderão consultar o resultado na página do
evento.
Os seguintes padrões devem ser seguidos na redação do texto:
 Título (Times New Roman, tamanho 14, em negrito, maiúscula);
 Autores: Nome completo, titulação, vinculação profissional e
acadêmica, e-mail. Atenção: Não haverá limite de número de autores
em cada trabalho (Times New Roman, tamanho 12);
 Eixo Temático e Forma de apresentação (Times New Roman,
tamanho 12);
 Resumo informativo (Times New Roman, tamanho 10);
 Palavras-chave: máximo 5 (Times New Roman, tamanho 10);
 Texto (Times New Roman, tamanho 12 para o corpo do texto e
Times New Roman, tamanho 12, em negrito, maiúscula para os
títulos internos) que segue o resumo deve começar no início da
segunda página);
 Notas e referências devem aparecer no final do texto;
 Normas ABNT: NBR-6022 (Apresentação de artigos em publicações
periódicas), NBR-6028 (Resumos), NBR-6023 (Referências –
elaboração) e NBR-10520 (Citações);
 A inclusão de tabelas, gráficos e ilustrações deverão ser elaboradas
seguindo as normas da ABNT correspondentes.

Formatação
 Dimensão do artigo: entre 08 (oito) e 15 (quinze) páginas, incluindo
anexos, tabelas e gráficos;
 Formatação: A4 (margem superior e esquerda 3 cm, margem inferior
e direita 2 cm), entrelinha 1,5, paginados e não colunados;
 Formato do arquivo: PDF.

Critérios de aceitação do trabalho


 Abrangência/pertinência do conteúdo em relação à temática do
EREBD;
 Abrangência e pertinência do conteúdo;
 Clareza e articulação dos conceitos e de idéias;
 Atualização dos conceitos;
 Correção, clareza e coerência de linguagem;
 Adequação e qualidade das tabelas, gráficos e ilustrações;
 Fatores como criatividade apresentada podem influir na análise;
 Estar de acordo com as normas de submissão dos trabalhos.
Formas de apresentação
A apresentação de trabalhos poderá ser feita através de comunicação oral
ou em forma de pôster.
Os trabalhos deverão ser apresentados por uma equipe de no máximo de
três (3) pessoas. No caso de trabalhos com mais de um autor, aquele que
estiver encarregado de apresentar o trabalho deverá confirmar sua
participação através de inscrição no IX EREBD, até 10 dias antes do
evento.
O autor do trabalho selecionado terá desconto na inscrição, no preço total.
Esse desconto será dado para no máximo dois autores do trabalho
selecionado.
Para cada eixo, haverá dois trabalhos orais que serão escolhidos para abrir a
apresentação das mesas-redondas. Mais trabalhos serão aprovados, de
acordo com a qualidade verificada e a possibilidade financeira, e estes
serão apresentados na tarde de sexta, conforme poderá ser visualizado na
programação final.

Comunicação Oral
 Tempo para exposição de 15 minutos, com 5 minutos para debate;
 Priorizar o problema da pesquisa, a metodologia e os resultados
obtidos.

Em breve haverá detalhes gerais sobre a infra-estrutura de apresentação.


Pretende-se, no mínimo, contar com aparelhagem de som (caso aconteça
em local aberto, não sendo um auditório) ou aparelhagem mais robusta -
PC com programas padrões (Office, Adobe Acrobat) e Internet (caso
aconteça em auditórios ou espaços fechados que possibilitem isso). O prazo
para aviso sobre as condições é previsto para, no máximo, setembro.
Pôster
 O pôster deve ser auto-explicativo, obedecendo à dimensão de
0,90cm de largura por 1,20m de altura.

Deve conter:
 Título do trabalho;
 Nome do (s) autor (es) por extenso, com os respectivos endereços
eletrônicos;
 Nome da instituição de origem, sua sigla e o nome da cidade e do
estado.

Os pôsteres serão dispostos desde o primeiro dia do evento em local a ser


definido, de fácil visualização e de máxima circulação possível. Os autores
custearão a impressão de seu pôster. No dia da apresentação oral, eles
ficarão no mesmo local para um melhor encontro entre todos os que
produziram algo neste sentido.

Avaliação
Os trabalhos serão analisados por uma comissão formada por docentes e
discentes do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da
Universidade de São Paulo. A Comissão Científica se isenta pelas opiniões
expressas nos trabalhos.

DESCONTOS para participantes que tiveram seus trabalhos


aprovados
 Trabalho Oral 50% *
 Trabalho em Pôster 25% *
* Calculados sobre o primeiro lote de inscrições.
OBSERVAÇÃO: Os alunos que apresentarem trabalhos e não forem
aprovados, têm 10 dias úteis, após a divulgação dos resultados, para fazer o
pagamento com base no valor do primeiro lote de inscrições.

Premiação
Como já afirmado, dois dos trabalhos enviados à Comissão Científica do
evento serão apresentados antes das mesas-redondas, e serão laureados com
um prêmio simbólico. Também serão selecionados (até) três trabalhos em
formato oral apresentados no dia seguinte e (até) três em formato pôster.

A comissão julgadora será composta pela Comissão Organizadora do


evento e docentes do Departamento de Biblioteconomia e Documentação
da Universidade de São Paulo. Os critérios de avaliação empregados na
submissão dos trabalhos serão verificados e analisados. Também serão
consideradas a desenvoltura na apresentação e a qualidade do trabalho.

A Comissão Científica se reserva à solução dos casos omissos.

Dúvidas, criticas, sugestões: erebd.usp@gmail.com