Você está na página 1de 2

CASO 2A – FRATURA DA CAIXA CRANIANA

1)Partes do crânio:
-Neurocrânio: fornece invólucro para o cérebro e as meninges
encefálicas, partes proximais dos nervos cranianos e vasos sanguíneos.
-Esqueleto facial: forma parte anterior do crânio, contendo as órbitas e
as cavidades nasais. Inclui maxila e mandíbula.

2)-Ossos do neurocrânio:
*frontal *Parietal(2)
*Temporal(2)
*occipital *esfenóide *etmóide
-Ossos da face:
*lacrimais *maxila *vômer
*nasal *zigomático *conchas
nasais
*mandíbula *palatino
inferiores

3)Pontos antropométricos:
*ptério – junção do esfenóide, temporal, frontal e parietal
*bregma – junção das suturas coronal e sagital
*astério – junção do parietal, occipital e lambdal
*Vértice – ponto mais alto da cabeça
*Glabela – parte da testa que se projeta anteriormente
*Násio – em cima do nariz.

Esses pontos determinam medidas no crânio e diferenciam raças, sexos.


Importante na ortodontia, antropometria e perímetro cefálico.

4)Distribuição de forças:
O formato arredondado do crânio permite distribuição e assim
minimização dos efeitos de golpe.
As linhas de força (área central e 3 faixas verticais anteriores e
posteriores) dissipam a força para a região cervical (pescoço). Essas
áreas têm maior resistência.
Os espaços entre as linhas de força são pontos débeis que o trauma é
distribuído, sendo área menos resistente. Região parietal e temporal.

5)Áreas mais propensas à fratura:


*área escamosa do temporal
*área occipital inferior
*fossa media do crânio (base do crânio) => não são completamente
preenchidas com osso esponjoso
6)Área atingida:
A artéria meninge média passa no crânio no parietal que nutre a
meninge (dura-máter). O ponto rompido foi o ptério. A artéria fica
jorrando sangue, forma hematomas que comprimem a meninge até
atingir o bulbo e pode causar uma parada cardiorespiratória.

CASO 2C – FENDA PALATINA

1)Paredes ósseas:
-Lateral: Não tem septo nasal =>frontal, nasal, maxila, palatino,
esfenóide, lacrimal, etmóide e concha nasal inferior

-Medial: Com septo nasal =>vômer, etmóide (lamina perpendicular)

-Assoalho: Processo palatino da maxila e laminas horizontais do palatino

-Teto: Etmóide, frontal e esfenóide

2)Regiões:
Ocorre no palato que se divide em:
*palato duro: teto arqueado da cavidade oral e nasal. Formado pela
maxila (processo palatino) e pelos palatinos (lâminas horizontais)
*palato mole

3)Como ocorre a fenda palatina:


A fenda palatina ocorre quando não há junção completa dos processos
palatinos. Pode ser causada por: sífilis, genética, uso de drogas, etc.

No caso de câncer, as “drogas” não conseguem diferenciar as células do


embrião e as tumorais já que ambas apresentam intensa multiplicação.
A fenda não tratada pode causar infecção na boca, problemas na fala,
dificuldade de alimentação e diminuição da auto-estima da criança,
entre outros.