Você está na página 1de 28
Aplicações de Programação CNC/ISO com Microcomputador João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

Aplicações de Programação CNC/ISO com Microcomputador

João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

Aplicações de Programação CNC/ISO com Microcomputador João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca
Aplicações de Programação CNC/ISO com Microcomputador João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca
Introdução No contexto da programação CNC é benéfica a possibilidade de trabalhar com programas que,

Introdução

No contexto da programação CNC é benéfica a possibilidade de trabalhar com programas que, dentro do possível, simulassem as aplicações de CAD/CAM. Com tal finalidade, existem os seguintes três programas para processamento de contornos 2D:

1. INTERAUT - programa de intercâmbio AutoCAD (DXF – R12) CNCIBM;

2. CNCIBM - programa para definir contornos, gerar programas em linguagem de CNC e simular a trajectória de uma fresa;

3. ISOCAM - programa para fazer simulação gráfica 3D dos programas CNC/ISO.

Aplicação INTERAUT Este programa, é executado introduzindo no prompt do DOS INTERAUT ou fazendo duplo

Aplicação INTERAUT

Este programa, é executado introduzindo no prompt do DOS INTERAUT ou fazendo duplo clique no seu nome. A sua finalidade é fazer o tratamento dos dados de um ficheiro criado no AutoCAD, do tipo “nome.DXF”, resultando um outro ficheiro “nome.CND” que poderá ser lido pelo programa CNCIBM. A versão do DXF tem de ser R12.

Obtenção do ficheiro “nome.DXF

No AutoCAD é possível a criação de ficheiros de dados, para utilização exterior a este, através do comando DXFOUT (ou pela opção Save As do menu FILE). O INTERAUT foi concebido de modo a só recolher os dados do ficheiro “nome.DXF” que estejam associados a uma determinada “layer”, por omissão “DEFGEO”.

Aplicação INTERAUT É possível definir uma nova origem , para efeitos de trabalho no CNC

Aplicação INTERAUT

É possível definir uma nova origem, para efeitos de trabalho no CNC, com a introdução de um círculo de qualquer raio, na layer DEFORI”, com centro no ponto que se pretende como nova origem. Esta definição justifica-se porque, quando se cria um desenho no AutoCAD (ou outro “software”), é necessário o posicionamento correcto da origem da folha (desenho), que geralmente não coincide com a origem pretendida na máquina CNC.

Aplicação INTERAUT O comando DXFOUT do AutoCAD tem esta caixa de diálogo. Introduzir nome (max.

Aplicação INTERAUT

O comando DXFOUT do AutoCAD tem esta caixa de diálogo.

Introduzir nome (max. 8 caracteres) Especificar o formato dxf R12
Introduzir nome
(max. 8 caracteres)
Especificar o
formato dxf R12
Aplicação INTERAUT Escolher Options no botão Tools . 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO com

Aplicação INTERAUT

Aplicação INTERAUT Escolher Options no botão Tools . 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO com

Escolher Options no botão Tools.

Aplicação INTERAUT Nas opções para o ficheiro DXF , optar pelo formato ASCII , seleccionar

Aplicação INTERAUT

Nas opções para o ficheiro DXF, optar pelo formato ASCII, seleccionar objectos e resolução superior ou igual a 4.

seleccionar objectos e resolução superior ou igual a 4 . Esta opção vai permitir seleccionar as

Esta opção vai permitir seleccionar as entidades, devendo esta selecção ser de modo sequencial, tal como se pretende que o contorno seja seguido.

tal como se pretende que o contorno seja seguido. 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO
Aplicação INTERAUT Execução do programa INTERAUT Após se chamar o programa, este irá propor: 

Aplicação INTERAUT

Execução do programa INTERAUT

Aplicação INTERAUT Execução do programa INTERAUT Após se chamar o programa, este irá propor:  Nome

Após se chamar o programa, este irá propor:

Nome do ficheiro DXF: ao que se deve responder com o nome correcto, não sendo necessária a introdução da extensão “.DXF”;

Nome da Layer a processar [DEFGEO] ? (RETURN, para o caso de ser este a layer ou o digitar o nome desejado);

(para o caso de ser

ERRO

, CONTORNO ERRADO

detectada qualquer falta de continuidade)

Carregue numa tecla ? (para fim do programa).

OBS.: Se o programa for activado por duplo clique, as mensagens de erro podem não ser visíveis.

Aplicação INTERAUT O ficheiro criado (no caso de não ter ocorrido erro de continuidade) terá

Aplicação INTERAUT

O ficheiro criado (no caso de não ter ocorrido erro de continuidade) terá o mesmo nome, só que com a extensão .CND; isto é, utilizando por exemplo o ficheiro TESTE.DXF, o novo ficheiro será TESTE.CND.

Como será de prever, o INTERAUT irá analisar as ligações das várias entidades que constituem o contorno seguindo a ordem das duas primeiras “seleccionadas” no comando DXFOUT, dentro duma determinada tolerância. Se duas entidades sucessivas estiverem separadas e a distância entre as extremidades ultrapassar o valor especificado como tolerância, o programa enviará a mensagem:

ERRO

e pára.

, CONTORNO ERRADO

Aplicação INTERAUT Exemplo: desenho ->Start / All programs Janela DOS 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de

Aplicação INTERAUT

Exemplo:

Aplicação INTERAUT Exemplo: desenho ->Start / All programs Janela DOS 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de

desenho

->Start / All programs

INTERAUT Exemplo: desenho ->Start / All programs Janela DOS 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de
Janela DOS
Janela DOS
Aplicação CNCIBM O CNCIBM é executado por duplo clique ou com a introdução de CNCIBM

Aplicação CNCIBM

O CNCIBM é executado por duplo clique ou com a introdução de CNCIBM no prompt do DOS, após o que aparece o Menu:

CALCULO SISTEMA DESENHO ROTAÇÃO LERFILE REVERSO SAIDA

1

em que:

2

3

4

5

6

7

CALCULO (1) - opção de definição de contornos, por diálogo, semelhantes aos que são definidos nos programas BASIC de cálculo de concordâncias/intersecções dos apontamentos de CFAC.

SISTEMA (2) - opção que permite a criação de programas para a máquina CNC, através de várias subopções que serão apresentadas sucessivamente, criando ficheiros que poderão ser enviados directamente via RS 232 para a respectiva máquina. O programa terá diversas extensões, tendo para o caso da opção 1 do sistema de controlo, a extensão .ISO.

Aplicação CNCIBM  DESENHO (3) - opção que permite a visualização do contorno no ecrã.

Aplicação CNCIBM

DESENHO (3) - opção que permite a visualização do contorno no ecrã.

ROTACAO (4) - opção que possibilita: rotação, deslocamento, simetria e aplicação de um factor de escala ao contorno.

LERFILE (5) - opção que executa a leitura de um ficheiro de dados, que será utilizada, no caso particular, para leitura do ficheiro criado pelo INTERAUT.

REVERSO (6) - opção possibilita a inversão do contorno com o fim de se poder, com o mesmo ficheiro de dados, optar por uma correcção à esquerda ou à direita, colocando a ferramenta do mesmo lado do contorno.

SAIDA (7) - opção que permite sair do programa ao mesmo tempo que será perguntado do interesse de se guardar os dados no estado actual.

Aplicação CNCIBM A partir da janela do explorador (duplo clique): No caso de não aparecer

Aplicação CNCIBM

A partir da janela do explorador (duplo clique):

CNCIBM A partir da janela do explorador (duplo clique): No caso de não aparecer qualquer texto

No caso de não aparecer qualquer texto é necessário alterar a compatibilidade (botão da direita do rato no nome e properties).

(botão da direita do rato no nome e properties). 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO
Aplicação CNCIBM Diálogo inicial da aplicação: Pode ser necessário seleccionar no DOS o código de

Aplicação CNCIBM

Diálogo inicial da aplicação:

Pode ser necessário seleccionar no DOS o código de página 850: Correr a batch Run.bat
Pode ser necessário seleccionar no DOS o código de página 850:
Correr a batch Run.bat antes de executar o CNCIBM pela 1ª vez.
Aplicação CNCIBM Leitura do ficheiro com o contorno (por exemplo obtido pelo Interaut ): Opção

Aplicação CNCIBM

Leitura do ficheiro com o contorno (por exemplo obtido pelo Interaut): Opção 5.

contorno (por exemplo obtido pelo Interaut ): Opção 5 . 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO
Aplicação CNCIBM Criação do programa: Opção 2 . Resposta dentro de [ ] é validada

Aplicação CNCIBM

Criação do programa: Opção 2.

Aplicação CNCIBM Criação do programa: Opção 2 . Resposta dentro de [ ] é validada com
Aplicação CNCIBM Criação do programa: Opção 2 . Resposta dentro de [ ] é validada com

Resposta dentro de [ ] é validada com ENTER.

Aplicação CNCIBM Questões sobre o programa a desenvolver: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO

Aplicação CNCIBM

Questões sobre o programa a desenvolver:

Aplicação CNCIBM Questões sobre o programa a desenvolver: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO
Aplicação CNCIBM Introdução de comentários (se desejado), terminar com f/F, no programa: 2009@JST/JOF CFAC:

Aplicação CNCIBM

Introdução de comentários (se desejado), terminar com f/F, no programa:

comentários (se desejado), terminar com f/F, no programa: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO
Aplicação CNCIBM É possível visualizar a trajectória: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO com

Aplicação CNCIBM

É possível visualizar a trajectória:

Aplicação CNCIBM É possível visualizar a trajectória: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO com
Aplicação CNCIBM Sair da aplicação: Opção 7 . 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO com

Aplicação CNCIBM

Sair da aplicação: Opção 7.

Aplicação CNCIBM Sair da aplicação: Opção 7 . 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO com
Aplicação CNCIBM Exemplo de um programa ISO criado: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO com

Aplicação CNCIBM

Aplicação CNCIBM Exemplo de um programa ISO criado: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO com

Exemplo de um programa ISO criado:

Aplicação ISOCAM O ISOCAM permite a visualização 3D das trajectórias de maquinagem definidas num programa

Aplicação ISOCAM

O ISOCAM permite a visualização 3D

das trajectórias de maquinagem definidas

num programa de CNC ISO.

O ISOCAM é corrido com a introdução de

ISOCAM no prompt do DOS ou fazendo

duplo clique sobre o seu nome.

Aplicação ISOCAM Interface da aplicação (em ambiente MS WINDOWS ): 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de

Aplicação ISOCAM

Interface da aplicação (em ambiente MS WINDOWS):

ISOCAM Interface da aplicação (em ambiente MS WINDOWS ): 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO
Aplicação ISOCAM Os programas a ser considerados pelo ISOCAM têm de ser escritos num ficheiro

Aplicação ISOCAM

Os programas a ser considerados pelo ISOCAM têm de ser escritos num ficheiro não formatado (criado num editor ou num processador de texto, com a opção não formatado), com extensão obrigatória ISO. O ISOCAM faz a conversão de programas CNC para outras máquinas e cria DXF’s. No caso do programa ter subprogramas, todo o programa tem de ser escrito no mesmo ficheiro, começando, obrigatoriamente, pelo programa principal, seguindo-se depois, os subprogramas numa qualquer ordem. Este programa, geralmente envia um comentário de erro e a linha onde o encontra, quer seja por sintaxe ou má definição, por exemplo, de um arco.

Aplicação ISOCAM É necessário definir o nome do ficheiro ISO , o tipo de CNC

Aplicação ISOCAM

É necessário definir o nome do ficheiro ISO, o tipo de CNC de transcrição (escolher um qualquer), as coordenadas do ponto de vista (como no AutoCAD), os valores mínimos e máximos admitidos para X, Y e Z na trajectória.

e máximos admitidos para X , Y e Z na trajectória . 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de
Aplicação ISOCAM Z Y X (xmax, ymax, zmax) (xmin, ymin, zmin) A trajectória deve-se encontrar

Aplicação ISOCAM

Aplicação ISOCAM Z Y X (xmax, ymax, zmax) (xmin, ymin, zmin) A trajectória deve-se encontrar dentro
Z Y
Z
Y

X

(xmax, ymax, zmax)

(xmin, ymin, zmin)
(xmin, ymin, zmin)

A trajectória deve-se encontrar dentro do paralelipípedo.

No caso da trajectória não se encontrar dentro, poderá não ser visível.

Aplicação ISOCAM Visualização das trajectórias de maquinagem: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação

Aplicação ISOCAM

Visualização das trajectórias de maquinagem:

ISOCAM Visualização das trajectórias de maquinagem: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO
Aplicação ISOCAM Visualização das trajectórias de maquinagem: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação

Aplicação ISOCAM

Visualização das trajectórias de maquinagem:

ISOCAM Visualização das trajectórias de maquinagem: 2009@JST/JOF CFAC: Aplicações de Programação CNC/ISO