Você está na página 1de 2

Parede xistosa

estudada

P4
P1 P2 P3

P4

E
D
C
B
A
Legenda:

P1, P2, P3, P4 - Perfis estudados


A, B, C, D e E - Segmentos definidos
em cada perfil
Questões-problema:
Ala conceptual Ala metodológica
Qual é a extensão relativa e absoluta das Filicíneas
presentes na parede xistosa do flanco Sul do vale do Juízos de valor:
Mapa de conceitos: Rio Antuã (Salreu)? !Este trabalho revelou-se muito útil, uma vez que foi encontrada uma segunda espécie
do género Adiantum (Adiantum raddianum), comummente cultivada pela população
do concelho de Estarreja como planta ornamental.
!As conclusões relativamente à relação entre o número de estomas e a distribuição das
Como se distribuem essas Filicíneas até uma altura diferentes espécies na parede xistosa carece de um estudo mais rigoroso e sistemático a
mínima de 2 m acima da base da parede xistosa? ser concretizado futuramente.

Juízos cognitivos:
Poderá o número de estomas, presente nas !A espécie com maior extensão na parede xistosa é Osmunda regalis, seguindo-se, por ordem
decrescente, Athyrium filix-femina, A. raddianum e A. capillus-veneris.
folhas, estar relacionado com essa ! A espécie Adiantum raddianum apareceu confinada às duas zonas inferiores de um único perfil
distribuição? com um número reduzido de indivíduos férteis enquanto a sua espécie aparentada foi observada num
maior número de perfis e com uma distribuição mais ampla de um maior número de indivíduos
(esporófitos), contudo jovens e estéreis; Osmunda regalis e Athyrium filix-femina ocorreram em todos os
perfis, principalmente nos segmentos mais afastados da base da parede xistosa. ocorrendo no perfil 1
como plântulas ainda ligadas aos respectivos gametófitos (O. regalis) e nos perfis 3 e 4 como esporófitos
maduros e férteis.
! É provável que o número de estomas/mm2 nas duas epidermes das folhas, pelo menos para algumas
espécies, esteja relacionado com a distribuição observada. Por exemplo Osmunda regalis, tem o menor
número de estomas na página inferior e, provavelmente, menor transpiração, podendo sobreviver em
zonas menos húmidas da parede xistosa; as folhas estudadas, provenientes dos perfis 3 (situado numa
fractura húmida e sombria da rocha) e 4 (situado numa fractura muito húmida da rocha, exposta ao Sol),
revelaram uma relação interessante entre o número de estomas da epiderme superior e da epiderme
inferior: no perfil 3, menos húmido as folhas estavam destituídas de estomas na página superior
permitindo, desse modo, maior poupança de água e no perfil 4 a relação entre o número de estomas na
página superior e na página inferior era aproximadamente de 1:2 em Athyrium filix-femina e Osmunda
regalis, o que poderá facilitar a transpiração num habitat onde a água disponível é maior.

Transformações de registos:
Extensão absoluta das Filicíneas no conjunto dos Densidade de estomas nas folhas das Filicíneas
quatro perfis

900 35
800
800

700
30
Objectos:

Nº de estomas/mm2
572,5

Extensão (cm)
600
25
500
Campo Laboratório 400 20
! Maquina fotográfica ! M.O.C. 300
Página superior
227,5
! Sacos ! Laminas e lamelas 15
Página inferior
200 136,1
! Pregos ! Bisturi
100 42,7 39
! Fio ! Agulhas 9,7
10
0
! Fita métrica ! Pinças

lis

o
s

s
ris
a

ea

ea

id
in

ga

nu
ne
! Etiquetas 5

ed
in

ín
em
Bloco de notas

re
!

ia

lic

lic
ve

lm
-f

dd
a

Fi

Fi
s-
ix

ta
ra
llu
un
fil

de

To
! Folhas de fetos

d
Martelo

m
pi
m

sm
!

ça

a
tu
ca
iu

ci
O

en
yr

an

ên
m
0

th

es
di

us
tu
! Papel milimétrico

Pr
an

A
Athyrium filix- Osmunda Adiantum Adiantum

di
A
femina regalis capillus-veneris raddianum

Acontecimentos: Adiantum capillus-veneris Osmunda regalis

Laboratório Extensão relativa das Filicíneas no conjunto dos quatro


transectos
Relação entre o número de estomas nas página
Campo ! Calculou-se a
superior e inferior nas plantas do perfil 4

! Definiram-se 4 perfis, área de campo do 40


17% 19%
divididos em cinco intervalos, M.O.C. para a
35

Nº de estomas/mm2
30
ao longo de linhas fracturadas objectiva de 40x.
4% Athyrium filix-femina
Osmunda regalis
Athyrium filix-femina 25 24 Página inferior
20
da parede xistosa (perfil 1, ! Elaboraram-se
Adiantum capillus-veneris
Adiantum raddianum 15
Página superior

sombrio e muito húmido; perfil 2 preparações


10
8
5 12
sombrio e húmido; perfil 3 sombrio 60% 4
extemporâneas das 0
e húmido e perfil 4, exposto ao Sol Athyrium filix- Osmunda regalis
durante a tarde e muito húmido). duas epidermes do femina

! Efectuaram-se contagens limbo das folhas de Adiantum raddianum


de indivíduos esporófitos de filicíneas. Distribuição pe las zonas do Perfil1 Distribuição pe las zonas do Perfil 3

Extensão (cm)

! Observou-se o
Extensão (cm)

vida livre ou associados a 0 10 20 30 40 0 10 20 30 40


Relação entre o número de estomas nas página
material biológico superior e inferior nas plantas do perfil 3
E E

gametófitos, por espécie, e D Athyrium filix-femina D Athyrium filix-femina

mediu-se a sua extensão total, ao M.O.C. e C


Osmunda regali s
Adiantum capillus-veneris
Adiantum raddianum
C
Osmunda regali s
Adiantum capillus-veneris
Adiantum raddianum
35

Nº de estomas/mm2
B B

por segmento, ao longo de cada efectuaram-se as A A


30
25
perfil. contagens na 20 Página inferior
31
objectiva de 40x. 15
Distribuição pe las zonas do Perfil 2 Distribuição pe las zonas do Perfil 4
27 Página superior
! Registou-se Extensão (cm) Extensão (cm) 10
0 1 2 3 4 5 6 0 10 20 30 40

fotograficamente os perfis e as E E
5
0
espécies estudadas. D

C
Athyrium filix-femina
Osmunda regalis
D

C
Athyrium filix-femina
Osmunda regalis Athyrium filix- Osmunda regalis
Adiantum capillus-veneris Adiantum capillus-veneris

B
Adiantum raddianum
B
Adiantum raddianum
femina
A A