Você está na página 1de 22

Tecidos

• Grupos de células similares quanto à


estrutura, função e origem embrionária.
• São mantidas juntas por quantidade variada
de material intercelular.
• São quatro os tecidos fundamentais:

• Tecido epitelial
• Tecido conjuntivo
• Tecido muscular
• Tecido nervoso
Características principais dos quatro tipos básicos de tecidos

Tecido Célula Matriz extra celular Funções principais

Epitelial Células poliédricas Pequena quantidade. Protege as superfícies e


justapostas. reveste as cavidades
corporais, os órgãos
ocos e os ductos (tubos)
além de formar as
glândulas.

Conjuntivo Vários tipos de células Abundante Protege e sustenta o


fixas e migratórias. corpo e seus órgãos,
mantém unidos os
órgãos, armazena
energia em forma de
gordura e oferece
imunidade.
Muscular Células alongadas Quantidade moderada. Gera força necessária
contráteis. para movimentar as
estruturas corporais.

Nervoso Longos prolongamentos. Nenhuma Detecta e transmite as


mudanças dentro e fora
do corpo. Inicia e
transmite os impulsos
nervosos
TECIDO EPITELIAL

• Formas e características
• Especializações da superfície livre da
célula epitelial
• Tipos de epitélios
• Biologia dos tecidos epiteliais
Formas e características

● FORMAS

• O núcleo reproduz,
aproximadamente a forma da célula.
›› núcleo arredondado: célula cúbica
›› núcleo elíptico ou ovóide: célula
cilíndrica
›› núcleo achatado: célula
pavimentosa
Características
• Células geralmente
poliédricas (justapostas).
• Pouca substância
extracelular
• Funções: - revestimento,
- absorção,
- excreção,
- secreção,
- proteção,
- sensorial.
• Avascular.
 Células unidas firmemente umas às outras formando
camadas contínuas mantidas através de complexos
juncionais.
E
P
I
D Epi / télio = sobre, mamilo Tecido
E epitelial
R
M
E

Membrana
basal D Pequenas
E papilas de
R tecido
M conjuntivo
E
Tecido Conjuntivo

Vasos sanguíneos
Tecido Epitelial

• Encontramos este
tecido de duas
formas:
– Epitélios que
cobrem todo o corpo
externamente e
revestem o corpo
internamente.
– Glândulas que se
originam das células
epiteliais.
Tecido Epitelial

• Apoiado numa
camada de tecido
conjuntivo.
• Ligado a este pela
membrana basal,
que é sintetizada
pelas células
epiteliais.
• O tecido conjuntivo
contém os vasos
sangüíneos que
nutrem o epitélio por
Danos ao tecido epitelial

• Erosão – perda células


ou camadas do epitélio
sem romper a
membrana basal.

• Úlcera – perda das


camadas de células,
rompendo a
membrana basal.

• Câncer invasor –
invasão da membrana
basal.
Junções celulares
• Ocorrem em todos
tecidos, mas são
especialmente
importantes no epitelial.
• Células epiteliais
caracterizam-se por
estar em íntimo contato
umas com as outras e
são extremamente
aderidas entre si.
• O cálcio e o glicocálix
são os primeiros
elementos a participar
da coesão celular.
– Células benignas mantêm-
se aderidas em folhetos.
– Células malignas perdem
• Junções impermeáveis (Tight) junções de
oclusão. Intestino delgado e vias urinárias / ocorre fusão das
membranas.

• Junções de ancoragem:
ligadas a filamentos actinícos:
cel/cel cintos de adesão
cel/matriz contato focal
ligadas a filamentos intermediários:
cel/cel desmossomos (cadeirinas)
cel/matriz hemidesmossomos
(integrinas)
• Junções comunicantes (GAP): São mediadoras
de sinais elétricos e químicos através das conexinas (Ms.
Cardíaco)
Junções celulares

ancoragem

impermeáveis

comunicantes
Especializações da membrana
celular
• Cílios: dotados de movimentos dependentes da
proteína dineína (traquéia, fossas nasais e tubas
uterínas)

• Estereocílios: não possuem movimentos e são


encontrados nas células epiteliais que revestem o
ducto deferente. Aumentam a superfície celular.

• Flagelos: prolongamentos longos e únicos dotados


de movimentos (espermatozóides)

• Microvilos: projeções observadas ao ME. Aumentam


a superfície de absorção. (intestino delgado e tubos
contorcidos proximais dos rins)
Glicocálix

• Cobertura formada por carbohidratos ligados a


proteínas e lipídios da membrana plasmática
formando glicoproteínas e glicolipídeos que
participam:
● da adesão celular;
● do reconhecimento celular;
● da determinação de grupos sangüíneos;
● da inibição por contato (determina o crescimento dos
órgãos);
● proteção da superfície celular às lesões
mecânicas e e químicas.
Cílios microvilos

microvilos filamentos

Especializações
Da
glicocálix
Membrana
celular
Classificação dos epitélios de
revestimento

– Quanto ao – Quanto a forma


número de da célula
camadas • Pavimentosas
• Simples • Cúbicas
• Estratificados • Cilíndricas.
Tecido epitelial pavimentoso
simples
Alvéolos pulmonares
Alça de Henle
Folheto parietal da cápsula de Bowma
Ouvido médio e interno
Vasos sanguíneos e linfáticos
Cavidade pleural e peritonial
Pericárdio

Uma só camada de células apoiadas sobre uma lâmina


basal.
Mesotélio:
epitélio que
reveste as
cavidades
corpóreas.

Endotélio: epitélio que


reveste os vasos.

Tecido epitelial pavimentoso simples


Tecido epitelial cúbico simples

Ductos de muitas glândulas


Revestimento do ovário
Formação de túbulos renais
Tecido epitelial cilíndrico simples

Seios paranasais
Ovidutos
Ductos eferentes do testículo
Útero
Pequenos brônquios
Grande parte do tubo digestivo
Vesícula biliar
Grandes ductos de algumas glândulas
Tecido epitelial pseudo-
estratificado cilíndrico ciliado
Grande parte da traquéia
Brônquios primários
Epidídimo
Ducto deferente
tuba auditiva
Parte da cavidade timpânica
cavidade nasal
Saco lacrimal
uretra masculina
Ductos excretores grandes.

ulas com núcleos em diferentes alturas, porém todas tocando a lâmina b


Tecido epitelial pavimentoso
estratificado não queratinizado
• As células da camada
basal possuem forma
cúbica.
• As localizadas no meio
do epitélio
(intermediárias) são
polimorfas.
• As da superfície
(pavimentosas ou
escamosas) são
achatadas.
• As células da
superfície são
nucleadas.
• As mucosas Boca
geralmente são Epiglote
umedecidas, revestem Esôfago
a boca, a orofaringe, o Cordas vocais
esôfago e a vagina. Vagina