Você está na página 1de 14

GRUPOS CÍCLICOS

Profa. Dra. Adriana B. Aguiar Marques


POTÊNCIAS
 Definição – Seja (G, *) um grupo. Se a Є G e m é um
número inteiro, a potência m-ésima de a, ou potência de a de
expoente m, é o elemento de G denotado por am e definido da
seguinte maneira:
 Se m ≥ 0, por recorrência, da seguinte forma
a0 = e (elemento neutro de G)
am = (am – 1) * a, se m ≥ 1
 Se m < 0

am = (a–m)–1.
 A definição por recorrência no caso m ≥ 0 deve ser
interpretada assim: a1 = a1–1*a = a0*a = e*a = a; a2 = a2–1*a =
a1*a = a*a; a3 = a3–1*a = a2*a = (a*a)*a etc.
 Uma consequência imediata dessa definição é que, para todo
inteiro m, vale em=e.
POTÊNCIAS
 Proposição 11 – Seja G um grupo multiplicativo. Se m e n
são números inteiros e a Є G, então:
i. aman = am+n
ii. a–m = (am)–1
iii. (am)n = amn.
 Um corolário imediato dessa proposição é que duas potências
quaisquer de um mesmo elemento do grupo comutam entre
si. Isto é, se a Є G e m, n Є Z, então aman = anam.
POTÊNCIAS
  Da definição anterior, temos:
 Seja (G, *) um grupo. Se Є G e m é um número inteiro:

n vezes
 Vamos ver alguns exemplos:
1) Dado o grupo (Z, +):
Se , temos: .
2) Dado o grupo (Z6, +):
Se , temos: .
3) Dado o grupo (Z7, .):
Se , temos: .
GRUPOS CÍCLICOS
  Vamos observar o grupo (Z8, +):
1) Vamos determinar todas as potências do elemento 2  :

21  2
22  2  2  4
23  2 2  2  4  2  6
2 4  23  2  6  2  0
25  2 4  2  0  2  2
 Observe que quando calculamos a quinta potência nós voltamos ao valor
da primeira potência e se seguirmos adiante as potências vão se repetir.
 Podemos escrever o conjunto de todas as potências de 2:

2 n  {2,4,6,0}
GRUPOS CÍCLICOS
    Vamos chamar esse conjunto de H:
H = {2, 4, 6, 0}
 É possível perceber que H é um subgrupo de (Z8, +)?
 Temos que:
 H é subconjunto de (Z8, +);
 H é grupo aditivo.
 Temos, então, que:
 H é subgrupo de (Z8, +);
 H foi obtido a partir das potências de 2.
 Logo podemos dizer que H é o subgrupo gerado por 2.
 Notação: H = [2] ou H = <2>.

 Se é elemento de um grupo multiplicativo G, denotaremos por o


subconjunto de G formado pelas potências inteiras de , ou seja,
Z}. Esse subconjunto de G nunca é vazio, pois , o elemento neutro
de G, pertence a ele, uma vez que , e é chamado subgrupo de G
gerado por e é chamado gerador do subgrupo.
GRUPOS CÍCLICOS
  
Proposição 13 – (i) O subconjunto é um subgrupo de G; (ii) se
H é um subgrupo de G ao qual pertence, então c H.
 Demonstração:
 (i) Como já observamos,, pois .
 Sejam e elementos de . Então e , para convenientes inteiros e .
 Daí, temos que .
 Isso mostra que . De onde, concluímos que é um subgrupo de G.
 (ii) Se H, então toda potência de também pertence a H e, portanto,
c H.
 A segunda parte dessa proposição nos diz, em outras palavras,
que é o “menor” subgrupo de G que inclui o elemento .
GRUPOS CÍCLICOS

 Vamos ver mais um exemplo. Considere o grupo (Z10, +).


 Encontre os subgrupos gerados pelos seguintes elementos:
a) 5
b) 2
c) 4
d) 3
 O que você observa em relação aos subgrupos gerados por 2 e por
4?
 Compare estes dois subgrupos ([2], [4]) com os subgrupos gerados
por 6 e por 8. O que foi possível observar?
 O que pode ser concluído do subgrupo gerado por 3?
GRUPOS CÍCLICOS

 Em relação ao grupo (Z10, +), você deve ter encontrado:


a) [5] = {0, 5}
b) [2] = {2, 4, 6, 8, 0}
c) [4] = {4, 8, 2, 6, 0}
d) [3] = {3, 6, 9, 2, 5, 8, 1, 4, 7, 0}
 O que você observa em relação aos subgrupos gerados por 2 e por
4? O subgrupo gerado por dois é igual ao subgrupo gerado por 4.
 Compare estes dois subgrupos ([2], [4]) com os subgrupos gerados
por 6 e por 8. O que foi possível observar? Os subgrupos [2], [4],
[6] e [8] são iguais.
 O que pode ser concluído do subgrupo gerado por 3? O subgrupo
gerado por 3 coincide com Z10, ou seja, o elemento 3 gera o
próprio grupo Z10.
GRUPOS CÍCLICOS
  Neste caso em que um dos elementos é um gerador do próprio
grupo, como o caso do 3 em relação ao grupo Z10, temos o tipo de
grupo chamado de grupo cíclico.
 Assim, grupo cíclico é um grupo que coincide com o subgrupo
gerado por um de seus elementos.
 Definição 9 – Um grupo multiplicativo G será chamado grupo
cíclico se, para algum elemento , se verificar a igualdade . Nessas
condições, o elemento é chamado gerador do grupo G.
 Dizer que um grupo G é cíclico significa dizer que G = { | Є Z},
para algum Є G.
 Como vimos nos exemplos anteriores, o fato de ser variável no
conjunto Z, que é infinito, não quer dizer que seja infinito.
 Veremos, que um grupo cíclico pode ter mais do que um gerador.
GRUPOS CÍCLICOS

  Exemplo 1: Quais são os geradores do grupo (Z8, +)?


 Para responder a essa pergunta, precisamos encontrar os
subgrupos gerados por cada um dos elementos.
 Vamos observar os subgrupos de cada elemento e de seu
respectivo simétrico:
 [2] = {2, 4, 6, 0} Z8  [2] não é gerador de Z8.
 Agora vamos ver o subgrupo gerado pelo simétrico do 2:
 [6] = {6, 4, 2, 0} Z8  [2] não é gerador de Z8. Além disso, [6]=[2].
 Subgrupo gerados por 4:
 [4] = { 4, 0} Z8  [4] não é gerador de Z8.
 Vamos encontrar agora os subgrupos gerados por 7 e pelo seu
simétrico, 1:
GRUPOS CÍCLICOS

 Vamos encontrar agora os subgrupos gerados por 7 e pelo seu


simétrico, 1:
 [7] = {7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, 0} = Z8  [7] é gerador de Z8.
 [1] = {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 0} = Z8  [1] é gerador de Z8.
 Ainda mais: [1] = [7].
 Por fim, vamos encontrar os subgrupos gerados por 3 e pelo seu
simétrico, 5:
 [3] = {3, 6, 1, 4, 7, 2, 5, 0} = Z8  [3] é gerador de Z8.
 [5] = {5, 2, 7, 4, 1, 6, 3, 0} = Z8  [5] é gerador de Z8.
 Ainda mais: [3] = [5].
 Não encontramos o subgrupo gerado pelo 0, pois todas as
potências de zero são, por definição, iguais ao zero – elemento
neutro de (Z8, +).
GRUPOS CÍCLICOS

   partir dos subgrupos gerados por cada elemento do grupo (Z8,


A
+), concluímos que:
 Z8 é um grupo cíclico gerado por 1, 7, 5 e 3.
 [2] = [6]; [3] = [5]; [1] = [7].
 A partir deste exemplo, temos:
O subgrupo de G gerado por G é igual ao subgrupo gerado pelo
simétrico de a: .
 Se é um gerador do grupo cíclico G, então seu simétrico também é
gerador de G.
EXERCÍCIOS:

1) Construa os seguintes subgrupos:


a) [–1]+ em (Q, +);
b) [3]+ em (Z, +);
c) [3] em (Q, .);
d) [ i ] em (C, .).
2) Mostre que todo grupo de ordem 2 ou 3 é cíclico.