P. 1
Escorva de Bomba Hidráulica

Escorva de Bomba Hidráulica

|Views: 14.723|Likes:
Publicado porThiago

More info:

Published by: Thiago on Aug 28, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/07/2013

pdf

text

original

Escorva de Bomba: É a eliminação do ar existente no interior da bomba e da tubulação de sucção.

Esta operação consiste em preencher com o fluído a ser bombeado todo o interior da bomba e todo o interior da tubulação de sucção, antes do acionamento da mesma. As bombas de líquidos e de misturas de líquido e sólidos podem perder escorva e pode ser necessária a escorva da bomba. A perda de escorva é geralmente devida à entrada de ar no interior da bomba ou da tubulação de sucção. As folgas de operação e os princípios de funcionamento das bombas usadas para líquidos faz com que, quando bombeiam vapores ou gases, não possam deslocar o ar, vapor ou gás devido à densidade muitas vezes menor destes fluidos.

Válvula de pé com crivo: Válvula de retenção colocada na extremidade inferior da tubulação de sucção para impedir que o fluído succionado retorne ao reservatório quando houver parada no funcionamento da bomba, evitando que esta trabalhe a seco. No exemplo abaixo (Figura 1.1) está instalada junto ao pé da tubulação de sucção e só irá permitir a passagem do fluido no sentido ascendente e quando houver o desligamento do motor, irá manter a carcaça da bomba e a tubulação de sucção cheia do fluido. Dizse, nestas circunstâncias, que a válvula de pé com crivo mantém a bomba escorvada. Por apresentar partes móveis, a válvula de pé é suscetível ao mau funcionamento, limitando a confiabilidade do sistema e apesar de existir em muitas instalações, ela aumenta acentuadamente a perda de carga na sucção, possui custo considerável, necessita de limpeza freqüente e representa risco em instalações com automação de partida, devido ao seu desgaste ou mau funcionamento, oriundos de partículas contidas no fluído.

Crivo: Grade ou filtro de sucção, normalmente acoplado a válvula de pé, que impede a entrada de partículas de diâmetro superior ao seu espaçamento.

Exemplos de Válvula de Pé com Crivo

Exemplo de Instalação de Bombeamento simples 1.1.

(M) - Motor de acionamento (2) - Reservatório de sucção (B) - Bomba (3) - Linha de sucção

(RE) – Redução excêntrica: Redução que liga o final da tubulação de sucção à boca de entrada da bomba, de diâmetro, normalmente, menor. Com a excentricidade visa-se evitar a formação de bolsas de ar à entrada da bomba o que estrangula a secção de entrada e dificulta o funcionamento normal da bomba. Exemplos de Reduções Excêntricas

(VR) – Válvula de retenção: Válvula também unidirecional instalada à saída da bomba e antes do registro. Tem as seguintes funções: - Impedir que o peso da coluna seja sustentado pelo corpo da bomba, pressionando-o e provocando vazamento no mesmo. - Possibilitar, caso haja algum problema com a válvula de pé e que provoque a perda da escorva que através de um recurso chamado “by-pass” faça – se a escorva automática da bomba, evidentemente, após se ter sanado o possível defeito da válvula de pé.

Exemplos de Válvulas de Retenção

Tanques de escorva: Oferecem maior garantia de escorva do que as válvulas de pé, quando dimensionados e aplicados corretamente. Geralmente, são de formato cilíndrico ou ovalados, instalados vertical ou horizontalmente. O equipamento é de fácil construção e instalação, não tem partes móveis, praticamente não sofre desgastes e o custo de aquisição é semelhante ao da válvula de pé.

Dentre as limitações que oferecem, devem ser mencionados: maior peso e tamanho do que as válvulas de pé, requerendo maior área e estrutura para sua instalação, poucos fabricantes comerciais possuem conhecimento e informações técnicas sobre seu uso. Exemplo de tanque e instalação de tanque de escorva.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->