PATRONOS DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES

EXPOSIÇÃO COLABORATIVA
Centro de Recursos POETA JOSÉ FANHA
Escola Básica da Venda do Pinheiro
José Fanha (Lisboa, 19 de fevereiro de 1951) formou-se em arquitetura, profissão que chegou a exercer. Torna-se, mais tarde, Professor efetivo do Ensino Secundário (78/09), onde lecionou diversas disciplinas ligadas às Artes Visuais. Poeta, divulgador de poesia e declamador. Como tal, desde 69, participou em milhares de sessões de animação cultural, acompanhando o grupo dos chamados baladeiros ou cantores de protesto, entre os quais José Afonso, Adriano Correia de Oliveira, Francisco Fanhais, Manuel Freire, José Jorge Letria, Carlos Alberto Moniz, etc. Dramaturgo e dramaturgista, autor de letras para canções e textos para rádio, guionista de televisão e cinema. Em 1977 tem uma participação marcante no programa “A visita da Cornélia”, na RTP. Participações pontuais como ator em teatro, televisão e cinema (“Adeus, Pai”). Desde 1970 tem uma vasta obra publicada, em domínios variados, destacando-se a literatura infanto-juvenil. Nos últimos anos dinamizou inúmeras sessões de promoção da leitura em escolas e bibliotecas de todo o país, revelando-se um comunicador nato. “Sonhamos uma escola mais feliz e mais cheia de gente a ler livros, sonhar à sombra das histórias.”

OBRA
(Algumas publicações.)

Poesia: Cantigas da dúvida e do perguntar (1970) Tempo azul (2003) José Fanha: poesia (2013) Para crianças (mas não só…): A porta (1990) Diário Inventado de um Menino já Crescido (2004) O dia em que o mar desapareceu (2005) Poemas para um dia feliz: antologia de poemas portugueses (2007) Cantigas e cantigos para formigas e formigos (2010) Mãos no chão e pé no ar (2014) Para jovens: Alex Ponto Com (2006) Missão em Happy-Cosmos (2008) Sol Negro (2009) Romance:
Autor em conjunto com Alice Vieira, João Aguiar, José Jorge Letria, Luísa Beltrão, Mário Zambujal e Rosa Lobato Faria dos romances:

José Fanha

“Os novos mistérios de Sintra” (2005) Teatro: “Baal”, de Bertolt Brecht, Versão em conjunto com João Lourenço (Ed. Barca Nova, 82). “Sweeny Todd" de Steven Sondheim, Versão em conjunto com Vera San Payo Lemos e João Lourenço (2008)

Fontes consultadas: http://www.josefanha.com/ http://www.nonio.uminho.pt/netescrita/autores/jfanha.html

Nasceu no segundo andar de um prédio no meio de Lisboa.

Publica a sua 1.ª obra e do perguntar"

de (Ed.

poesia "Cantigas da dúvida AEFCL, 70).

No dia 24/10/2005 o Centro de Recursos Poeta José Fanha foi inaugurado, contando com a presença do patrono, família e o seu grande amigo - João Aguiar. Foi a primeira biblioteca escolar a ter como patrono José Fanha, tendo a comunidade educativa aprovado esta sugestão da equipa BE dado ser um membro da comunidade local.

Mestre em Educação e Leitura pela Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação Lisboa. da Universidade de

1961

1970

2005

2007

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful