P. 1
Grandeza Física e Medições

Grandeza Física e Medições

|Views: 20.109|Likes:
Publicado porJosé Gonçalves
Grandeza Física e Medições de uma Grandeza Física
Grandeza Física e Medições de uma Grandeza Física

More info:

Published by: José Gonçalves on Jan 11, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
See more
See less

05/25/2013

Grandeza Física

➢ Objectivo da Física
O objectivo da Física é interpretar os fenómenos físicos, descrevendo-os através de relações quantitativas (leis da Física).

➢ Grandeza Física
Grandeza física é uma propriedade de um corpo, ou uma característica de um fenómeno, susceptível de ser medida.

➢ Medição de uma Grandeza Física
A medição é uma operação, ou conjunto de operações, destinadas a determinar o valor de uma grandeza física. O seu resultado, acompanhado da unidade conveniente, constitui a medida da grandeza. As medições podem ser directas ou indirectas: • Nas medições directas, compara-se a grandeza a medir com uma grandeza da mesma espécie, recorrendo a instrumentos que foram graduados previamente; Nas medições indirectas, recorre-se à equação de definição da grandeza, ou a outras relações matemáticas que a incluam.

Para efectuarmos a medição de uma grandeza física precisamos de conhecer a unidade correspondente. A unidade é uma grandeza particular de uma dada espécie, escolhida segundo um determinado critério, e que serve de padrão de comparação com outras grandezas da mesma espécie. Antes de efectuar uma medição é da maior conveniência efectuar um estudo prévio do instrumento a utilizar: escala, unidades, normas de utilização, alcance...

➢ Sistema Internacional (SI)
• Grandezas e Unidades de Base ou Fundamentais: Unidade de base (símbolo) metro (m) quilograma (kg)

Grandeza física de base (símbolo) comprimento (l) massa (m)

Definição da unidade de base 1 m é o comprimento do trajecto da luz, no vazio, no tempo de 1/299792458 s (1983). 1 kg é a massa do protótipo internacional do quilograma (1901).

tempo (t)

segundo (s)

intensidade de corrente eléctrica (I) temperatura (T) quantidade de matéria (n) intensidade luminosa (Iv) •

ampere (A)

kelvin (K) mole (mol)

candela (cd)

1 s é a duração de 9192631770 períodos da radiação da transição entre 2 níveis hiperfinos do estado fundamental do 133Cs (1967). 1 A é a intensidade de uma corrente constante que mantida em 2 condutores paralelos, rectilíneos, de comprimento infinito, de secção circular desprezável e à distância de 1 m, no vazio, produz uma força magnética de intensidade de 2x10 N, entre esses condutores (1948). 1 K é 1/273,16 da temperatura termodinâmica do ponto triplo da água (1967). a mole é a quantidade de matéria de um sistema contendo tantas entidades elementares quanto os átomos que existem em 0,012 kg de C (1971). 1 cd é a intensidade luminosa, numa dada direcção, da fonte que emite radiação monocromática de frequência 540x1012 Hz e cuja intensidade nessa direcção é 1/683 W.sr (1979).
-7 12 -1

Grandezas e Unidades Derivadas Grandeza física (símbolo) área (A) volume (V) período (T) frequência (f) velocidade (v) aceleração (a) massa volúmica (ρ) força (F), peso (P) trabalho (W), energia (E) potência (P) carga eléctrica (Q) potencial eléctrico, diferença de potencial ou tensão (V) força electromotriz (Ɛ) resistência eléctrica (R) potência eléctrica (P) Unidade SI (símbolo) metro quadrado (m ) metro cúbico (m ) segundo (s) hertz (Hz ou s ) metro por segundo (m s ) metro por segundo quadrado (m s ) quilograma por metro cúbico (kg m ) newton (N) joule (J) watt (W) coulomb (C)
2 3 -1 -1 -2 -3

volt (V) volt (V) ohm (Ω) watt (W)

Medição de Grandezas Físicas

A medição experimental de grandezas físicas

Podemos conhecer os valores das grandezas intensidade de corrente e diferença de potencial num circuito utilizando aparelhos que nos fornecem uma medida desses valores. A intensidade da corrente mede-se com amperímetros e a diferença de potencial com voltímetros. Também se pode utilizar, para medir estas grandezas, um aparelho designado por multímetro. Num circuito eléctrico, os voltímetros instalam-se sempre em paralelo e os amperímetros em série. Os amperímetros, voltímetros e multímetros, tal como outros aparelhos, podem ser analógicos ou digitais. - Analógicos, possuem ponteiros que giram sobre escalas graduadas. - Digitais, mostram valores medidos sobre um visor ou display.

• Leituras de escalas em multímetros analógicos Para efectuares medições em aparelhos analógicos, tens de aprender a ler as escalas e ter em atenção alguns aspectos: - As diversas escalas apresentam alcances diferentes. Deves escolher a escala adequada à ordem de grandeza da leitura que pretenderes efectuar, seleccionando os respectivos terminais; - As leituras podem efectuar-se em corrente contínua (posição -) ou corrente alternada (posição ~). No caso de corrente contínua, o pólo positivo do gerador deve estar ligado ao pólo positivo do aparelho. Para que os aparelhos não fiquem danificados, deve utilizar-se primeiro a escala de maior alcance, para se ficar a conhecer aproximadamente o valor que se pretende medir. Só então se devem utilizar as outras escalas com alcances menores. Para que a leitura seja o mais exacta possível, deve utilizar-se a escala com o alcance mais aproximado ao valor da grandeza a medir.

Antes de efectuar qualquer leitura, deves estudar a escala do aparelho. Para isso, deves atender às seguintes regras: 1º - Saber o alcance do aparelho; isto é, o valor máximo da grandeza que o aparelho pode medir. 2º - Determinar o valor da menor divisão da escala.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->