ST 409 – MECÂNICA DOS SOLOS - EXERCÍCIOS: 1)Tem se 1900g de solo úmido, o qual será compactado num molde, cujo

volume é de 1000 cm3. O solo seco em estufa apresentou um peso de 1705g. Sabendo-se que o peso específico dos grãos (partículas) é de 2,66g/cm3 determine: a- o teor de umidade b- a porosidade c- o grau de saturação
3 dados: γ G = 2,66 g / cm P = 1900g PG =1705g V = 1000cm3

a) w =? PH2O = P - PG
w= PH 20 x100 PG

PH2O = 1900 – 1705
w= 195 x100 1705

PH2O = 195g w = 11,4%

b) n =?
n= VV x 100 V
1705 2,66

γ G = 2,66 g / cm 3
VG = 640 ,98 cm 3

γG =

PG VG

VG =

PG

γG

VG =

como VV = V- VG V ∴ n = V x100 V c) SR =? V S R = H 20 x100 VV
195 x100 359 ,02

VV =1000 – 640,98
n=
358 , 02

VV = 359,02cm3

1000

x100

n = 35 ,90 %

VH 2O =

PH 20

γ H 2O

V H 2O =

195 1

V w =195 cm 3

SR =

S R = 54 ,31 %

2) De uma amostra genérica de solo, são conhecidos: O peso específico dos grãos;

O grau de saturação A porosidade. Substituindo VV é o mesmo que nV T então. (determinação de volume e peso). VG =VT x(1 −n) V H 20 VV Se SR = ( grau de saturação) . isto é o peso é o volume multiplicado pelo seu peso específico então. determinamos os outros índices. isto é: e (índice de vazios) Sabemos que: e = VG = T (1 −n ) . V VV VG V e que VV =n T e que por dedução VG = T − V ou V V . n .VT ) . o peso total nada mais é do que o peso da água somado ao peso dos grãos então. Determinar em função destes dados acima todos os demais índices físicos. concluímos que: VH 2O =S R x n xV T Se PH 2O =V H 2O γ ÁGUA . então podemos expressar que: PG =VT x (1 − n) xγ G Se PT = PH 2O + PG . então podemos expressar que V H 2 O = S R xV V e. PT =(( S R .O volume total da amostra. Sabendo que: n = VV VT (Porosidade do solo) VV = nxV T Então podemos deduzir que: VG =VT −VV Então podemos expressar que: VG =VT x (1 −n) Porque podemos expressar que VG =VT −nV T Que é o mesmo que multiplicar VT por (1 −n) então.γG )) Com estas equações acima.γ ÁGUA ) +(( VT (1 −n) . podemos nos expressar que: PH 2O =S R x nV T xγ ÁGUA V Se PG = G x γG porque o peso específico dos grãos nada mais é do que o volume dos grãos multiplicado pelo seu peso específico. isto é .

então podemos seguinte maneira: γ NAT = S R .Podemos nos expressar da seguinte maneira : e = finalmente concluímos que e = nV T nV T ou ainda e = então.VT .γ G Sabemos que: w = w= S R .γ H 2O + (1 − n)γ G γ S ( peso específico aparente seco) Sabemos que γ s= seguinte maneira: Pg VT e que P = (1 −n)γG .γ G .então PG S R .(1 −n) .VT .γ H 2O e PG =VT .γ H 2O (1 − n) .n . que PH 2O = S R .γ H 2O +VT (1 − n)γ G .γ H 2O +VT (1 − n)γ g VT γ NAT = S R . VT −VV VT (1 − n) nV T n e= (1 − n) VT (1 − n) w (teor de umidade) PH 2O e.VT G então podemos expressar da .VT .VT .(1 − n) . VT .γ G γ NAT ( peso específico natural) Sabemos que γ NAT = expressar da PT VT e que PT = S R .n .γ H 2O podemos expressar da seguinte maneira: w = então.n .

7 .γ H 2O VT e que PG = T (1 −n)γ G V e também que Podemos expressar da seguinte maneira: γ SAT = VT .8g .VT então.7g Peso da cápsula + areia seca = 241.8g Volume da cápsula = 100 cm3 Resolução: Considerando: Ps = Peso da cápsula ⇒ Ps = 258.γ G . 2 a) Determinar w.γ G ) + (n .γ H 2 O VT γ SAT = (1 − n . γ S .73.γ H 2O ) γ SUB ( peso específico submerso) Sabemos que γ SUB = γ NAT − γ H 2O e que podemos expressar da seguinte maneira: γ SUB = S R .γ H 2+O + (1 − n)γ G −γ H 2O γ SUB = S R . baseado em dados laboratoriais abaixo: Peso da cápsula + areia úmida = 258. γ G . PG + VV .3g Peso da cápsula = 73.γS = (1 − n) .γ G +n .VT γ S = (1 − n)γ G VT γ SAT ( peso específico saturado) Sabemos que γ SAT = VV =n . (1 − n) .γ H 2+O + (1 − n)γ G então.VT .

33 cm 3 e= VV VG e= 55 .33 82 .73.5g Calculando w : P w = w x100 PG P =184 .5 +17 .3 .P =184.4 g V H 2O = PH 2O 1 VV = H 2 O +V AR V Temos: VT =VG + H 2 O +V AR V 100 =VG −17 .4 −82 .6cm 3 γ ap = Peso específico aparente: PT = γ AP VT γ AP = PG + PH 2O VG + VV PG + PH 2O −VG γ AP = (VG +VV ) =PG + PH 2 O 167 .6 1.8g Ps =167.67 .4 g VG =82 .5 W P = PS − PG W P =17 .9 −167 .849 VV = γ AP VV = VV =55 .4 g W Conceituais: γ = P V γ H 2O = PH 2 O VH 2 O γ H 2O = 1g / cm 3 PH 2 O = PFINAL −PINICIAL 3 se γ H 2O = 1g / cm e γ = P V então: PH 2 O =17 .6 e = 0.9g s P =P G TS = Peso da cápsula ⇒ Ps = 241.

γG V VG = γG PG 5.Se PG = G .γ H 2O γG .γ G . O peso específico dos grãos.w= PH 2 O x100 PG PG VG w= 17 .85 g / cm 3 3 ) Conhecidos: O Grau de Saturação.VG V 2. e . VG .4 x100 = 10.Se VT = V +VG VT = G (1 +e) V V H 2 O =S R .γ H 2 O +VG .VG .Se PH 2 O =V H 2O . bem como o volume e o peso. e .03g/cm3 82 .Se S R = VH 2O VV 4.e . e . O índice de vazios.VG .9 = = VT 100 γ S =1.5 = 2.5 167 .γ G T Determinação de teor de umidade “w” Se: w = PH 2O PG ⇔ S R .γ H 20 6.6 γG = γG = γ S ou γ NAT = PT 184 .Se e= VV VG VV =e . O volume dos grãos.γ H 2 O P = S R .VG 3.39% 167 . temos : w= S R .γ H 2O VG .Se PT = PH 2O + PG PH 2 O = S R . Determinar todos os demais índices físicos. Resolução: Correlações: 1. e .

S R . γ H 2O VG (1 + e) temos : γS = γG 1+ e Determinação do peso específico submerso γ SUB Se : γ SUB =γ NAT −γ H 2 O temos: γ SUB = e . temos : VG . γ H 2 O . foram determinados: .γ H 2 O ) ⇔ VG (1 + e) 1+e Temos: γ SAT = γ G . para a implantação de uma indústria. (1 +e) n= e (1 +e) Determinação da γ NAT Se: γ NAT = PT VT ⇔ VG . (1 + e) γ NAT = S R .γ H 2 O + γ G − γ H 2O 1+e 4-Depois de executado em aterro de areia. γ H 2O (1 + e) Determinação do peso específico aparente seco γ S Temos: γ S = PG VT ⇔ VG .Determinação da porosidade “n” Se: n = VV VT ⇔ e .VG . e .γ H 2 O PG + (VV .VG . + e . γ H 2 O + e . S R . γ H 2O + γ G (1 + e) Determinação da γ SAT Se γ SAT = VG . e . temos: VG .

7+ 1.89 e= 1. é de 0.7 1 −0. 0.1234- O teor de umidade.w Portanto: S R .65 1+e 2.65 .0 1 2 G .65 1+e γ NAT = 1.65 . e .5 0 2 1 0. 0.09 ) + 2. ±).C = 0.7 g / cm 3 W = 9% γ G = 2.w +γ g 1+e γ NAT = 1.7 0 2 0 G .γ H 20 e γG e γ NAT = Sabemos que γ H 2O = 1g / cm 3 γ G .510 1) Devemos determinar inicialmente o valor do índice de vazios: w= S R . e . O índice de vazios máximo e mínimo O grau de compactação específico no projeto.65 g / cm 3 e MAX = 0.7 1 −0.7 e = 2.7 = (2. γ G teremos S R = e γ NAT = .γ G e 1+e γ NAT = γ G . O peso específico do aterro.C = 0. e .7 1.1 9 1.89 1+e 1.700 Sabemos que: e MAX −e G .C = e MAX −e MIN 0.7 = ( 2.γ H 20 + γ G 1+e w.09 ) + 2. O peso específico dos grãos.721 e MIN = 0.5 (.7 e = 0.2 1 1 . Verificar se o Aterro está dentro da especificação: Dados: γ NAT = 1.2%.

1 0 0 0 O grau de compacidade especificado pelo projeto é: 2% abaixo G .5 −(0. 0.9 2 5 n= 1. teremos: 3.1 +γ G 1 +e γG = .9 2 5 Substituindo: γG =3.745 .88 +1.4 7 8 .C proj =0.11 e γ NAT = e .11 (0.γ H 2O +γ G 1+e 1.952 γ S = 1. S R . 5 .745 .952 ) γ G =2.G . γG =3.51 g / cm 3 e n= 1 +e 0.1 e = .02 .96 g / cm 3 γS = γG 1+ e γS = 2. 0. S R .C = .8 + .1 5 e 1 1 8 1 3 e =0.88 g / cm 3 Determinar: γ G .88 = e .γ H 2O w= γG então (I) γG portanto.Sabendo se que: w = 24% S R = 74. n 0.9 2 5 n =0.135 e 1 (II) Portanto substituindo (I) em (II).5) =0. 0. γ S .96 1 + 0. e .24 = e .γ H 2 O e.5% γ NAT = 1. 49 O aterro não atende a especificação.

6 ) Uma amostra arenosa. Sabendo-se que o peso específico dos grãos é de 2.Como determinar o peso da amostra: P = PAMOSTRA T +PFRASCO 1280 = PAMOSTRA + 350 PAMOSTRA = 950 g . d) O grau de saturação. a amostra passou a pesar 870g. b) A porosidade.Determinação dos pesos: . Feita a secagem em estufa à 105oC. O peso deste frasco coletor é de 350g. Resolução comentada: Dados iniciais: P =1280 g (frasco + amostra arenosa) T VT =5 4 g 9 PF = 350 g (capacidade volumétrica do frasco) (peso do frasco (tara)) 1. c) O teor de umidade. colhida em um frasco com capacidade volumétrica de 594cm3.pesou 1280g.67g/cm3 determine: a) O índice de vazios.

67 VG = 325 . trabalhamos numericamente para definir e determinar os dados de peso. era de 930g antes de secar.84 cm 3 Obs: Definidos os valores numéricos relacionados a peso e volume.Determinação do volume de vazios contidos na amostra VV . passaremos tranqüilamente a determinação dos índices físicos questionados. o volume dos grãos VG é determinável assim: VG = γG PG VG = 870 2. basta deduzirmos assim: P = PH 2 O + PG T 930 = PH 2O + 870 PH 2O = 930 − 870 PH 2O = 60 g Obs: Até aqui. Então. da seguinte maneira: P V γ = unidade -A densidade dos grãos é dada: γ G = 2.. passaremos a trabalhar numericamente para definir e determinar os dados volumétricos. passou a ser de 870g. poderemos determinar qual é o volume da fração ou porção sólida contida na amostra. para se saber qual o peso em água na amostra. isto é: g k ton = = 3 3 3 cm cm m Sendo assim. 2. Agora.Determinação dos dados volumétricos: Sabemos que a densidade é uma relação entre peso e volume.67 g / cm 3 -O peso dos grãos foi determinado: PG = 870 g então. da seguinte maneira e ordem: 3. isto quer afirmar que os pesos da fração sólida junto com a porção aquosa.Como determinar o peso da água da amostra: Sabemos que o peso da amostra após secagem em estufa.

VV = T − G .8 3 2 V e= V VG então.8 4 2 4 então: VV =268 .V V I . podemos determiná-lo da seguinte maneira: (da mesma forma utilizada anteriormente no item 2) γG Porém. V V vamos então substitui-lo: V e = T −1 VG e= VT −VG é o mesmo que: VG e= V VT − G VG VG então: II Quando não temos o valor volumétrico dos grãos VG . que para o índice de vazios é: VG = PG e= γG I = II = III T −1 V VT e= V = −1 = PG VG VG VT PG III V γG 4.84 Vamos alongar a equação: Se V e= V VG e.16 cm 3 Portanto agora poderemos determinar qual é o índice de vazios desta amostra arenosa assim: Sabemos que e =0.Como determinaremos a porosidade (n) V n= V VT VT −VG VT VG −1 VT n= ou n= .VV = T − G VV =59 −3 5 . incorremos muitas vezes na necessidade de utilizarmos fórmulas correlacionadas.16 e= 325 . 268 .

823 .90 % 6.VG PH 2 O 60 1 SR = 0.16 594 n = 0. 325 .37 % SR = γ H 2O e .84 .n= 268 .451 5.Como determinaremos o grau de saturação ( S R ) V S R = H 2O VV S R = 22 .Como determinaremos o teor de umidade (w) w= PH 2O PG w= 60 870 w = 6.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful