P. 1
Substancias Puras e Misturas

Substancias Puras e Misturas

|Views: 818|Likes:
Publicado porVinícius Maurício

More info:

Published by: Vinícius Maurício on May 13, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2013

pdf

text

original

Substâncias Puras e Misturas Prof. Esp. Richard Pimenta Questão 1.

UNESP 2010 (Fase 1) No campo da metalurgia é crescente o interesse nos processos de recuperação de metais, pois é considerável a economia de energia entre os processos de produção e de reciclagem, alem da redução significativa do lixo metálico. E este é o caso de uma microempresa de reciclagem, na qual se desejava desenvolver um método para separar os metais de uma sucata, composta de aproximadamente 63% de estanho e 37% de chumbo, usando aquecimento. Entretanto, não se obteve êxito nesse procedimento de separação. Para investigar o problema, foram comparadas as curvas de aquecimento para cada um dos metais isoladamente com aquela mistura, todas obtidas sob as mesmas condições de trabalho. Considerando as informações das figuras, é correto afirmar que a sucata é constituída por uma: a) b) c) d) e) Mistura eutética, pois funde a temperatura constante. Mistura azeotrópica, pois funde a temperatura constante. Substância pura, pois funde a temperatura constante. Suspensão coloidal que se decompõe pelo aquecimento. Substância contendo impurezas e com temperatura de ebulição constante.

Questão 2. UNESP 2011 (Fase 1) INSTRUÇÃO: Leia o texto para as questões de números 72 e 73. Alquimia subterrânea transforma mina de carvão em mina de hidrogênio. Em uma área de mineração de carvão localizada no sul da Polônia, um grupo de cientistas está usando uma mina de carvão para avaliar experimentalmente um método alternativo para a produção de energia limpa e, assim, oferecer uma utilização para pequenos depósitos de carvão ou minas exauridas, que são tradicionalmente deixados de lado, representando passivos ambientais. Na teoria e no laboratório, a injeção de oxigênio e de vapor no carvão resulta na produção de hidrogênio. No processo, oxigênio líquido é colocado em um reservatório especial, localizado nas galerias da mina de carvão, onde se transforma em oxigênio gasoso, começando o processo denominado de gaseificação de carvão. (www.inovacaotecnologica.com.br. Adaptado) A passagem do oxigênio líquido para oxigênio gasoso é uma transformação física: a) b) c) d) e) Exotérmica, classificada como fusão. Exotérmica, classificada como ebulição. Endotérmica, classificada como liquefação. Endotérmica, classificada como evaporação. Endotérmica, classificada como sublimação.

1

água na pele. Este açúcar veio da mercearia da esquina e tampouco o fez o Oliveira. dono da mercearia Este açúcar veio de uma usina de açúcar em Pernambuco ou no Estado do Rio e tampouco o fez o dono da usina. a pesquisa tecnológica. Se essa frase fosse usada por um químico. Se um químico estivesse usando essa frase numa explanação sobre o processo de fabricação do açúcar. Mas este açúcar não foi feito por mim. reescrevendo a frase completa: secaram-no. 45. 1975. Coloque-os (todos) na seqüência certa que o químico usaria ao descrever a produção do açúcar. serão citadas algumas passagens do poema. p.Substâncias Puras e Misturas Prof. Richard Pimenta Questão 3. 1) O açúcar O branco açúcar que adoçará meu café nesta manhã de Ipanema não foi produzido por mim nem surgiu dentro do açucareiro por milagre. A preocupação do poeta não é com a química. moeram-na. a) No início o poeta fala em “branco açúcar” e depois usa “vejo-o puro”. homens de vida amarga e dura produziram este açúcar branco e puro com que adoço meu café esta manhã em Ipanema. o processo mencionado? c) Quase ao final. centrifugaram-no. através de interações intermoleculares. após a palavra “cana”. o comércio. A produção agrícola afeta relações de trabalho. e eliminaria as palavras “que viraria açúcar”. Em usinas escuras. Vejo-o puro e afável ao paladar como beijo de moça. Refletir sobre a agricultura significa colocar em questão o próprio modo de configuração de uma sociedade. muito provavelmente ele colocaria. onde não há hospital nem escola. distantes. Nas questões a serem respondidas. o poeta usa a construção: “flor que dissolve na boca”. o meio ambiente. uma seqüência de termos técnicos para descrever o processo de obtenção do açúcar. cristalizaram o açúcar. b) Mais a frente. seja lido no todo para facilitar as respostas. sugerimos. o poeta usa a expressão: “plantaram e colheram a cana e viraria açúcar”. (Ferreira Gullar. sob um ponto de vista químico. Unicamp 2007 (Fase 1) Apresentação da coletânea. Em lugares.) O poema apresentado na coletânea faz alusão ao açúcar da cana. Esp. o uso da terra. Dentro da noite veloz. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. concentraram o caldo. 2 . por que nem sempre é apropriado associar as palavras “brancas” e puras”. Justifique. que. embora passagens do poema possam permitir alguma leitura nessa área. flor que se dissolve na boca. ensacando-o. como ele justificaria. Este açúcar era cana e veio dos canaviais extensos que não nascem por acaso no regaço do vale. 44. A seguir são listadas os termos que o químico usaria. homens que não sabem ler e morrem de fome aos 27 anos plantaram e colheram a cana que viraria açúcar.

Considerando-se essas informações. que depois é condensado à temperatura ambiente e armazenado para posterior comercialização. sofrem transformações. b) A desinfecção da água é realizada por sete máquinas que transformam gás oxigênio puro em ozônio. Passado certo tempo. O volume de água de 16.000m3 desse conjunto passa por um duplo sistema de filtração e recebe um tratamento de desinfecção. uma com gelo e outra com gelo seco. No contexto dessas informações. Unicamp 2009 (Fase 2) As provas de natação da Olimpíada de Beijjing foram realizadas no complexo aquático denominado “Walter Cube”. corresponde ao copo d da situação final? Em algum dos copos. mas colocou os copos em uma mesa e não consumiu as bebidas. e foi logo perguntando: a) “Esses sólidos. quando colocados nas bebias. Estrondosa escolhia o sólido mais apropriado. onde havia dois baldes: um deles com gelo e outro com gelo seco. discuta criticamente a 3 . a concentração final de álcool ficou diferente da concentração inicial? Por quê?” Obs: Considerar a figura para responder ao item b. já que esses sólidos serão usados para resfriar as bebidas!” Para cada bebida. da situação inicial. Dina bradava aos quatro cantos: “Isso faz a festa tornar-se mais química. Qual copo. veja essas figuras e pense naqueles dois copos de uísque que nosso amigo não bebeu. Richard Pimenta Questão 4. Considerando apenas esse trecho adaptado da reportagem. mercúrio. sendo que cada mil lâmpadas só retiramos 8 gramas de mercúrio. os convidados começaram a chegar. há cerca de 21mg desse metal em uma lâmpada de 40W. o que permite a recuperação quase total da água. em média. um colega de faculdade resolveu verificar se Dina ainda era a “sabichona” de antigamente. Cada máquina é capaz de produzir cerca de 240g de ozônio por hora. Unicamp 2008 (Fase 2) Depois das 19 horas. a) Num trecho da reportagem. a) O texto cima relata um processo de separação de misturas. Questão 5. a pesquisadora afirma: O mínimo para comercialização é 1 quilo. b) Em relação à recuperação do mercúrio. Segundo a literatura. Curiosamente alguém pediu duas doses iguais de uísque. Esp. a responsável pelo projeto afirma: Essa etapa (separação do mercúrio) é realizada por um processo de sublimação do mercúrio. pó fosfórico e terminais de alumínio). identifique as transformações físicas que o mercúrio sofre e as equacione adequadamente. Que nomes são dados para essas duas transformações? E por que essas transformações fazem com que as bebidas se resfriem?” b) “Dina.Substâncias Puras e Misturas Prof. qual a massa de gás oxigênio consumida por hora no tratamento da água do complexo? Questão 6. Dê o nome desse processo e explique que tipo de mistura ele permite separar. Dina os recepcionava no bar. Unicamp 2010 (Fase 2) Na Revista n° 146 descreve-se um sistema de descontaminação e reciclagem de lâmpadas fluorescentes que separa seus componentes (vidro. tornando-os disponíveis como matériasprimas para reutilização em vários tipos de indústria. Além disso. um sistema de ventilação permite a eliminação de traços de aromas das superfícies aquáticas.

O excesso de fluoreto pode provocar a fluorose. PO43-. a) Escolha um íon da hidroxiapatita que pode ser substituído por fluoreto. Indique um processo físico adequado para separação dos solventes na mistura (I + II). OH. Unifesp 2007 (Conhecimentos específicos) Dois experimentos foram realizados em um laboratório de química. A proposta dos pesquisadores é uma pasta que libere pouco fluoreto. II e III. completar o volume com 50 ml da solução de cloreto de sódio. separadamente.para o meio aquoso próximo à superfície dos dentes. Unicamp 2010 (Fase 2) Um estudo divulgado na Revista n° 156 mostra as possíveis conseqüências da ingestão de pastas dentárias por crianças entre 11 meses e 7 anos de idade.Substâncias Puras e Misturas Prof. essa doença provoca porosidade nos dentes. o que facilita fraturas dos dentes e a absorção de corantes de alimentos. Qual é a diferença entre as misturas (II + III) e (I + III) durante a ebulição? Questão 9. verificou-se que os volumes dos solventes nos três frascos estavam diferentes. Levando em conta apenas o fator pH do dentifrício. já que alguns postos estavam vendendo gasolina com mais de 85% de álcool anidro. indicando a transição de fases. Richard Pimenta eficiência do processo de recuperação do mercúrio. foram preparadas três misturas binárias. após 15 minutos de repouso. Verificou-se que os três solventes eram miscíveis e que não reagiam quimicamente entre si. é feto com solução aquosa de cloreto de sódio (NaCl). 4 . Questão 7. Esp. forma deixados em uma capela (câmara de exaustão). b) Esboce uma curva de aquecimento (temperatura x tempo) para a mistura (II + III). Faça a substituição indicando o nome do íon substituído e a respectiva fórmula da substância formada. que somente a mistura (I + II) é uma mistura azeotrópica. na concentração de 10%plv (100g de sal para cada um litro de água). disposto na Resolução ANP n° 9. a dissolução da hidroxiapatita seria favorecida. Unifesp 2008 (Conhecimentos gerais) O índice de gasolina em não-conformidade com as especificações da ANP (Agência Nacional de Petróleo. ainda. considerando que todas as lâmpadas recolhidas são de 40W. quando solicitado pelo consumidor. por reação com a hidroxiapatita [Ca10(PO4)6(OH)2]. b) Considere que no equilíbrio de solubilidade. Gás Natural e Bicombustíveis) é um dado preocupante. Experimento 1: Três frascos abertos contendo. Sabe-se. Nos casos mais graves. uma doença que deixa manchas esbranquiçadas ou opacas nos dentes em formação. Todo posto de gasolina deve ter um hit para testar a qualidade da gasolina. e isso é obtido com a diminuição do pH. a) Coloque os solventes em ordem crescente de pressão de vapor. I. um sólido presente nas camadas superficiais dos dentes. de 7 de março de 2007. Experimento 2: Com os três solventes. Um dos testes mais simples. O teste consiste em colocar 50ml de gasolina numa proveta de 100ml com tampa. o “teste da proveta”. volumes iguais de três solventes. dificultada ou não sofreria alteração com a proposta dos pesquisadores? Questão 8. Após algum tempo. a hidroxiapatita libere os íons Ca2+. misturar por meio de 10 inversões e.

FUVEST 2009 (Fase 1) 5 . para cada mudança de estado físico que ocorre na IV. que é recolhido no estado líquido.2) + 1. a) b) c) Aquecimento do minério com oxigênio (do ar atmosférico). se ela é exotérmica ou endotérmica. Richard Pimenta fazer a leitura da fase aquosa. na segunda etapa do processo. do óxido de zinco. O cálculo do teor de álcool é determinado pela expressão: T = (A. FUVEST 2008 (Fase 2) Um dos métodos industriais de obtenção de zinco. com carvão. da fase aquosa obtida quando o teste foi realizado corretamente com a amostra X foi: a) 76 b) 53 c) 40 d) 26 e) 24 Questão 10. a partir da blenda de zinco. Represente. Tratamento. O volume. A equação não balanceada que representa essa transformação é: H2 (g) + N2 (g) →NH3 (g) Outra maneira de escrever essa equação química. é: Questão 11. resultando na formação de zinco e monóxido de carbono. Purificação do zinco por destilação fracionada. ZnS. por meio de equação química balanceada. resultando na formação de óxido de zinco e dióxido de enxofre. IV. Esp. a alta temperatura. III. Justifique. O teste aplicado em uma amostra X de gasolina de um determinado posto indicou o teor de 53%. II. Questão 12. Ao final da destilação. Indique. Indique o elemento que sofreu oxidação e o elemento que sofreu redução. a primeira etapa do processo. envolve quatro etapas em seqüência: I. em ml. e A: aumento em volume da camada aquosa (álcool e água). Resfriamento do zinco formado. o zinco líquido é despejado em moldes. onde T: teor de álcool na gasolina. nos quais se solidifica.Substâncias Puras e Misturas Prof. FUVEST 2008 (Fase 1) Hidrogênio reage com nitrogênio formando amônia. mas agora a balanceando e representando as moléculas dos três gases.

sempre a 2cm da base da folha. Um esquema do processo de purificação é: Em que as etapas B. Verde. Vermelha. o 6 . laranja e marrom. precisa ser purificada. d) Filtração grosseira. FUVEST 2011 (Fase2) Recentemente. b) Decantação. Amarela. A água. FUVEST 2011 (Fase 1) Os confeitos de chocolate de determinada marca são apresentados em seis cores. Esp. Questão 13. D e F são: B – adição de sulfato de alumínio e óxido de cálcio. neutralização e decantação. cloração e decantação. A seguir. quando a água havia atingido o topo da folha. foi feito o seguinte experimento. Assim sendo. c) Cloração. cloração e filtração grosseira. à expansão da atividade industrial e à poluição. de modo a deixar amostras dos corantes em pontos igualmente espaçados. Após algum tempo. sem que o líquido tocasse os pontos coloridos. uma vez captada. e) Neutralização. Quando a solução resultante é aquecida. Questão 14. amarela e marrom. as etapas A. verde e laranja. destinado a separar os corantes utilizados em sua fabricação: confeitos de cada uma das seis diferentes cores foram umedecidos com água e pressionados contra uma folha de papel especial. decantação e cloração.Substâncias Puras e Misturas Prof. respectivamente: a) Filtração grosseira. às mudanças climáticas. quando misturado com água saturada de gás carbônico. forma-se uma solução que contém o íon B. D – filtração em areia. C e E devem ser. Com eles. aqui simbolizadas por diferentes formas e tamanhos: Os confeitos em cuja fabricação é empregado um corante amarelo são dos de cor: a) b) c) d) e) Vermelha. azul e marrom. de forma a mergulhar somente a base da folha de papel na água. neutralização e filtração grosseira. o que é feito nas estações de tratamento. F – Fluoretação. a folha foi colocada em um recipiente com água. amarela e verde. Vermelha. No entanto. observou-se a formação de manchas de diferentes cores. foi preparado um composto A que é insolúvel em água. Richard Pimenta A obtenção de água doce de boa qualidade está se tornando cada vez mais difícil devido ao adensamento populacional.

Essas transformações reversíveis podem ser representadas pela seguinte equação química: O composto A está sendo testado em um novo processo de extração do óleo de soja. Richard Pimenta gás carbônico é eliminado. 7 . é vantajoso evitar a destilação do solvente hexano. b) Explique por que. No processo atual. o hexano é separado do óleo de soja por destilação. O novo processo. Em seguida. Esp. uma de água e outra de composto A. e se formam duas camadas. formando uma solução. no processo de extração do óleo de soja.Substâncias Puras e Misturas Prof. utilizando o composto A em vez de hexano. pode ser representando pelo seguinte esquema: a) Descreva o que deve ser feito nas etapas X e Y para se obter o resultado mostrado no esquema. utiliza-se hexano para extrair o óleo dos flocos de soja.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->