P. 1
Sistema Circulatório Resumo

Sistema Circulatório Resumo

|Views: 3.652|Likes:

More info:

Published by: Gabriel Gressler Frantz on Jul 04, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/27/2013

pdf

text

original

Sistema Circulatório - Resumo - Histologia

Bruno Müller - 77

 Sistema circulatórioSistema vascular sanguíneo + Sistema vascular linfático  A superfície interna de todos os vasos do sistema circulatório é revestida por uma única camada de células pavimentosas, originado do mesênquima, chamado de endotélio.  MacrocirculaçãoVasos com mais de 0,1 mm em diâmetro  MicrocirculaçãoVasos com menos de 0,1 mm em diâmetro, visíveis somente ao microscópio, importantes na troca de substancias entre sangue e tecidos.  Os capilares são constituídos por uma única camada de células endoteliais, com 1 a 3 células em sua constituição transversal e com 7 a 12 μm de diâmetro.  As células endoteliais dos capilares sanguíneos prendem-se umas às outras através das zônulas de oclusão, que desempenham um papel importantíssimo na fisiologia do sistema circulatório, já que apresentam permeabilidade variável a macromoléculas de acordo com o vaso sanguíneo considerado.  As junções entre as vênulas são as mais permeáveis. No processo inflamatório, há uma perda de plasma sanguíneo para todos os tecidos, levando à formação do edema.  Pericitos Células de origem mesenquimal, que envolvem porções de células endoteliais de capilares e de vênulas pós-capilares. São envolvidos por lamina basal própria e têm a função de ajudar no processo de regeneração do vaso sanguíneo.  Dependendo da continuidade da camada endotelial e de sua lamina basal, os capilares sanguíneos podem ser divididos em 4 grupos:  Contínuo ou somático: Caracterizado pela ausência de fenestras em sua parede. Encontrado em todos os tipos de tecido muscular, conjuntivo, nervoso e glândulas exócrinas. Ocorrem vesículas de pinocitose em todos esses tecidos, com exceção do nervoso.  Fenestrado ou visceral: Caracterizado pela presença de orifícios ou fenestras nas paredes das células endoteliais, as quais são obstruídas por um diafragma que é mais delgado do que a membrana plasmática da própria célula. A lâmina basal desse capilar é continua. Encontrados em tecidos onde ocorre rápida troca de substâncias, como o rim, intestino e glândulas endócrinas. Macromoléculas atravessam as fenestras.

 Fenestrado e sem diafragma: Característico do glomérulo renal. Nas fenestras, o sangue só é separado dos tecidos por uma lâmina basal muito espessa e contínua.  Sinusóide: Encontrado em órgãos hematocitopoiéticos, e no fígado, esse tipo de vaso facilita grandemente o intercambio entre o sangue e o tecido. Tem um caminho tortuoso e com diâmetro muito maior que de outros capilares (30-40μm), o que reduz a velocidade do sangue. Suas células endoteliais formam uma camada descontínua, separada por espaços amplos que contém macrófagos.  O fluxo de sangue dentro dos capilares é lento, contribuindo para a troca de substancias entre sangue e tecido.  As células endoteliais, além de terem papel fundamental nas trocas entre sangue e tecido, contribuem para:  Conversão de substancias biologicamente ativa para substancias inertes.  Lipólise de lipoproteínas em colesterol e triglicerídeos.  Produção de fatores vasoativos  Fatores de crescimento, como o VEGF.  Impedir a formação de trombos, já que separa as plaquetas do tecido conjuntivo subendotelial.

 Túnica média  Composta por células musculares lisas.  Os vasos sanguíneos são constituídos pelas camadas:  Túnica intima  Uma camada de células endoteliais apoiada em tecido conjuntivo frouxo. Realizam a vasoconstrição. Metarteríolas Ramificações das arteríolas que formam a rede capilar. os corpos carotídeos. . Nas artérias. a túnica média é separada da adventícia pela lamina elástica externa. Na aorta.  Nas grandes artérias elásticas. Vasa vasorum são mais freqüentes em veias que em artérias. que nutrem com metabólitos as camadas mais externas.  Vasos de grande calibre possuem em sua camada adventícia os vasa vasorum. existem estruturas semelhantes a essas. Artérias de músculos esqueléticos recebem uma provisão de terminações nervosas vasodilatadoras.  Tecidos com alta taxa metabólicaRede capilar abundante  Tecidos com baixa taxa metabólicaRede capilar pequena. a qual pode conter músculo liso. a túnica média consiste numa série de laminas elásticas perfuradas. como a aorta.  A túnica adventícia é muito delgada nas arteríolas e artérias pequenas. Torna-se gradualmente continua com o tecido conjuntivo do órgão pelo qual passa. a túnica intima é separada da média pela lâmina elástica interna. cujo neurotransmissor é a acetilcolina.  Túnica adventícia  Composta por colágeno I e fibras elásticas.  Fibras não-mielínicas da inervação simpática podem inervar vasos sanguíneos que possuem músculos lisos (nervos vasomotores). cujo neurotransmissor é a noradrenalina. colágeno III. proteoglicanos e glicoproteínas. Nas artérias. chamada de camada subendotelial. cujo numero aumenta com idade da pessoa. as quais não conseguem obter nutrição diretamente do sangue circundante dentro do vaso.  Na bifurcação da artéria carótida comum.  Os seios carotídeos são pequenas dilatações das carótidas internas e estão envolvidos na detecção de variação de pressão sanguínea. as artérias têm seu numero de fibras elásticas diminuídas e um aumento de células musculares lisas. existem quimiorreceptores de CO2 e O2.  À medida que se distanciam do coração. Regulam a circulação capilar. Essas lâminas ajudam a manter o fluxo de sangue e a pressão arterial uniforme. chamadas corpos aórticos. envoltas por uma camada descontinua de músculo liso. fibras e lamelas elásticas.

Possuem um ou dois núcleos centrais e citoplasma rico em mitocôndrias.  O epicárdio corresponde ao folheto visceral do pericárdio.  Tanto o sistema simpático como o parassimpático participam da inervação do coração. . nervos e ramos do sistema de impulso do coração (células de Purkinje).  As células do nodo atrioventricular são parecidas com a do nodo sinoatrial. O feixe atrioventricular penetra no miocárdio dos ventrículos e com isso torna possível que o estimulo alcance as regiões mais profundas da musculatura. Essas vênulas pericíticas participam em processos inflamatórios.  As células do sistema gerador e condutor do impulso estão conectadas por junções comunicantes. porém possuem projeções citoplasmáticas em várias direções. que contém veias.  As grandes veias possuem uma túnica intima bem desenvolvida. como exercícios fisiológicos ou emoções. A média é muito fina. Eles contribuem para a modificação do ritmo cardíaco em situações especiais. chamada da camada subendocardial.  Por todo o miocárdio encontramos um sistema próprio de geração de estímulos. composto pelo nodo sinoatrial.  A parede das arteríolas é mais espessa que a parede das vênulas. fusiformes e menores que as células musculares do átrio. com poucas células musculares lisas e abundante tecido conjuntivo e a mais espessa e bem desenvolvida das túnicas é a adventícia.  Conectando o miocárdio à camada subendotelial. As vênulas pós-capilares possuem diâmetro muito pequeno. em forma de meia lua. são formadas por uma camada de células endoteliais envoltas por células pericíticas contráteis.  As fibras de Purkinje constituem o feixe atrioventricular em sua porção mais distal. O controle em situações normais está a cargo do nodo sinoatrial.  O endocárdio é constituído por um endotélio que repousa sobre uma camada subendotelial delgada de tecido conjuntivo frouxo que contem fibras elásticas e colágenas.  O nodo sinoatrial é uma massa de células especializadas. além de ser o local de origem e inserção das células musculares cardíacas. formando uma rede.  Epicárdiomiocárdiocamada subendocardialcamada subendotelialendocárdio.  O esqueleto fibroso do coração serve de ponto de apoio para as válvulas. nodo atrioventricular e pelo feixe atrioventricular. que se origina pelo nodo atrioventricular e se espalha pelos 2 ventrículos. São constituídas por tecido conjuntivo rico em fibras elásticas e são revestidas em ambos os lados por endotélio.  As válvulas consistem em dobras da túnica intima. já que a histamina altera a permeabilidade vascular destes vasos para as células de defesa.  O coração produz um hormônio chamado de fator natriurético atrial. existe uma camada de tecido conjuntivo. bem como algumas células lisas.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->