Você está na página 1de 2

Universidade Cruzeiro do Sul Lista de Exercícios 1 – Sistemas Térmicos I Data de entrega: Data da Avaliação Parcial Nº. RGM:

Data:

/

/

Nota:

Aluno:

Curso: Engenharia Mecânica com ênfase em Mecatrônica Turma: 9A

Professor: Lincoln

Instruções para a avaliação:

1)

Utilizar 2 casas decimais para resolução das questões. Os resultados devem ser grafados a tinta.Para valores de seno, co-seno e

2)

tangente, utilizar 3 casas decimais. Adotar g = 9,8m/s 2 e π=3,14 Os resultados finais dos cálculos devem ser grafados à tinta na folha de questões no local determinado.

3)

A cada dia de atraso será descontado 1(um) ponto

4)

Entregar os exercícios com essa folha de capa.

Exercício 1

A figura representa um ciclo Diesel Padrão Ar , de 4 tempos, de 5.000 cm 3 de cilindrada unitária, taxa de compressão de

19:1, são conhecidos : calor específico a volume constante = 0,171 kcal/kgK, calor específico a pressão constante = 0,239 kcal/kgK, a constante universal para o ar é de 29,3 kgfm/kgK,a constante estequiométrica do ar 1,4 , temperatura máxima do ciclo não deve ultrapassar a 2.000ºC. Determinar:

a.

Diagramas pV e Ts com as respectivas temperaturas e pressões

b.

A massa de ar com que o ciclo opera

c.

O calor fornecido ao ciclo

d.

O calor retirado do ciclo

e.

O trabalho de expansão do ciclo

f.

O trabalho do ciclo

g.

O rendimento térmico do ciclo

h.

A pressão média do ciclo

i.

A potência do ciclo quando o motor encontra-se a 2.800 rpm.

J.

A que rotação o motor permitiria obter uma potência de 150 cv

P(kgf/cm 2 ) 60 T 3 = 2.000ºC T 1 = 27ºC 1
P(kgf/cm 2 )
60 T 3 = 2.000ºC
T 1 = 27ºC
1

Exercício 2

Para um motor Otto Padrão Ar , de 4 tempos , mono cilíndrico, de 660 cm 3 de cilindrada, taxa de compressão de 10:1, são

conhecidos : p 1 = 1 kgf/cm 2 , T 1 = 27ºC, a constante universal para o ar é de 29,3 kgf.m/(kg.K),a constante estequiométrica do ar 1,4 , temperatura máxima do ciclo não deve ultrapassar a 2.500ºC. Determinar:

a. Diagramas pV e Ts

b. A massa de ar com que o ciclo opera

c. As temperaturas e pressões para todos os pontos do ciclo

d. O calor fornecido ao ciclo

e. O calor retirado do ciclo

f. O trabalho do ciclo

g. O rendimento térmico do ciclo

h. A pressão média do ciclo

i. A potência do ciclo quando o motor encontra-se a 3.600 rpm.

Exercício 3

Descrever o princípio de funcionamento do motor de combustão interna de 4 tempos, com ignição espontânea, incluindo em cada tempo, o movimento dos pistões, situação das válvulas de admissão e escape, fluidos envolvidos e os processos que

ocorrem.

Exercício 4

Descrever o princípio de funcionamento do motor de combustão interna de 4 tempos, com ignição por centelha, incluindo em cada tempo, o movimento dos pistões, situação das válvulas de admissão e escape, fluidos envolvidos e os processos que

ocorrem.

Exercício 5

Considere um ciclo Diesel que apresenta temperatura máxima igual a 1500K. Quando o cilindro está no PMI, o ar contido na câmara apresenta temperatura e pressão iguais a 300 K e 200 kPa. Sabendo que a pressão do ar no instante em que cessou o processo de combustão é 8,0 MPa, determine a pressão máxima, o rendimento térmico e a pressão média efetiva deste ciclo.

Exercício 6

Um motor a gasolina é alimentado com ar a 290 K e 90 kPa. O processo de combustão no ciclo pode ser considerado como uma adição de calor de 1000 kJ/kg de ar e a temperatura do ar imediatamente após esta adição de calor é igual a 1050 K. Utilize as propriedades do ar a 300 K para determinar a relação de compressão do motor, o trabalho específico de compressão e a pressão máxima no ciclo.