Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO G. DO NORTE

´

DEPARTAMENTO DE F ISICA - CCET

Aluno:

´

´

2 a LISTA DE F ISICA MATEM ATICA I

(C´alculo Vetorial)

Professora: Nilza Pires

(1) Se r for o vetor que vai desde a origem ao ponto (x,y,z), demonstre a f´ormulas:

· r = 3;

(2) Demonstre que:

× r = 0;

( u · ∇) r = u;

2 r = 0

× (ϕ F) = ( ϕ) × F + ϕ × F

× ( F × G) = ( · G) F ( · F) G + ( G · ∇) F ( F · ∇) G

· rf(r) = 3f(r) + r

df

dr

e

· r r n = (n + 2)r n1

× (ϕ ϕ) = 0

(3) Um dipolo el´etrico de momento p est´a localizado na origem. O dipolo cria um potencial el´etrico em r dado por

Encontre o campo el´etrico,

ψ( r) =

p · r

4πε 0 r 3 .

E = − ∇ψ em r.

(4) A velocidade do fluxo bi-dimensional de um fluido ´e dado por

V = x u(x, y) y v(x, y); .

Se o l´ıquido ´e incompress´ıvel ( densidade uniforme e fluxo solenoidal) e o fluxo irrotacional mostre que

∂u

∂x =

∂v

∂y

e

∂u

∂y

= ∂v

∂x .

Estas s˜ao as chamadas condi¸c˜oes de Cauchy-Riemann (vide se¸c˜ao 6.2 do Arfken).

1

(5)

E dado que × F = × G. Mostre que F e G podem diferir por (a)

uma constante e (b) um gradiente de uma fun¸c˜ao escalar.

´

(6) Na teoria de Pauli do el´etron encontramos a express˜ao :

( p e A) × ( p e A)ψ ,

onde ψ ´e uma fun¸c˜ao escalar.

relacionado com a indu¸c˜ao magn´etica

p = i , mostre que esta express˜ao se reduz a` ie Bψ.

A ´e o potencial vetor magn´etico

Dado que

B por

B =

× A.

(7) Mostre que qualquer solu¸c˜ao da equa¸c˜ao

× ∇ A k 2 A = 0

automaticamente satisfaz a equa¸c˜ao de Helmholtz vetorial

e a condi¸c˜ao solenoidal

2 A + k 2 A = 0

· A = 0 .

Sugest˜ao : Fa¸ca ∇· operar sobre a primeira equa¸c˜ao .

(8) A teoria da condu¸c˜ao do calor leva a` um equa¸c˜ao

2 ψ = k| ∇Φ| 2 ,

onde Φ ´e um potencial que satisfaz a equa¸c˜ao de Laplace:

Mostre que uma solu¸c˜ao desta equa¸c˜ao ´e

ψ

= 1 2 kΦ 2 .

2 Φ = 0.

(9) O campo de for¸ca atuando num oscilador linear bi-dimensional pode ser descrito por

F = x kx y ky

.

Compare o trabalho feito para movimentar contra esta for¸ca quando se vai dos pontos (1, 1) `a (4, 4) pelos seguintes caminhos em linha reta:

a) (1, 1) (4, 1) (4, 4)

b) (1, 1) (1, 4) (4, 4)

2

c) (1, 1) (4, 4)ao longo dex = y . Isto significa calcular

(4,4)

(1,1)

F

· d r

ao longo de cada caminho.

(10) O vetor deslocamento el´etrico D satisfaz a equa¸c˜ao de Maxwell ∇· D = ρ onde ρ ´e a densidade de carga (por unidade de volume). Na fronteira entre dois meios existe uma densidade de carga superficial σ (por

unidade de area).´

Mostre que uma condi¸c˜ao de fronteira para D is

( D 2 D 1 ) · n = σ .

n ´e um vetor unit´ario normal `a superf´ıcie e para fora do meio 1. Sugest˜ao : Considere um cilindrinho fino como mostrado na figura.

(11) Prove a generaliz¸c˜ao do Teorema de Green:

(vLu uLv)= (v u u v) · d σ.

Aqui L ´e o operador auto-adjunto (vide se¸c˜ao 9.1 do Arfken),

L = · [p( r) ] + q( r)

e p, q, u e v s˜ao fun¸c˜oes da posi¸c˜ao , p e q tˆem as derivadas primeiras cont´ınuas, enquanto u e v tˆem as derivadas segundas cont´ınuas (este teorema aparece na & 8.7 do Arfken).

(12) Prove que

a) S × V · d σ = 0 , se S ´e uma superf´ıcie fechada .

b) u v · d λ =

v u · d λ .

c) u v · d λ = S ( u) × ( v) · d σ .

3