Você está na página 1de 6

Curso Técnico em Logística Elementos de Custos no Processo Produtivo Profª Giulliana P. Sobral

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE ESTOQUES

No inventário periódico, o controle é feito de períodos em períodos, no momento da apuração do resultado do exercício. Esse intervalo de tempo pode

ser

semanal, quinzenal, mensal, semestral, anual etc. Um intervalo de tempo considerado adequado para se apurar resultado

em

uma empresa é o mensal, sendo que possíveis correções de planejamento e

controle podem ser efetuadas em espaço de tempo menor e conseqüentemente

diminuir situações indesejáveis de resultado ou o seu respectivo impacto. No inventário permanente o controle é feito permanentemente pela empresa, ou seja, a qualquer momento a empresa tem as informações totais

do seu estoque, por exemplo, custo da mercadoria que está sendo vendida,

total das compras, total das vendas etc. Um exemplo completo de contabilização de estoques pelo inventário periódico e a seguir pelo inventário permanente, levando em consideração alguns critérios de avaliação de estoques (PEPS, UEPS e CMP), bem como a análise dos resultados obtidos em cada um dos critérios.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOS ESTOQUES

Tendo em vista que a empresa poderá adquirir um mesmo tipo de produto em datas diferentes, pagando por ele preços variados, o custo dessas mercadorias estocadas poderá ser determinado por meio dos seguintes critérios: PEPS, UEPS e custo médio.

1. Primeiro que Entra, Primeiro que Sai – PEPS

Nesse critério, a empresa dá saída nos estoques dos produtos mais antigos, ou seja, adquiridos primeiro, permanecendo estocados os produtos de aquisição mais recente.

2. Último que Entra, Primeiro que Sai – UEPS

Adotando esse critério, a empresa dará baixa em primeiro lugar nos estoques mais recentes ficando estocado sempre os produtos mais antigos.

3. Custo Médio

Os produtos serão avaliados pela média dos custos de aquisição, sendo estes atualizados a cada compra efetuada.

Exemplo – CONTROLE DE ESTOQUE

A Cia.

01/novembro/2012: 100 pares de sapatos, com custo unitário de $20,00, totalizando $2.000,00. Operações realizadas durante o mês de

novembro/2010:

ATMB

possui

em seu estoque a seguinte composição em

Curso Técnico em Logística Elementos de Custos no Processo Produtivo Profª Giulliana P. Sobral

a) 10/11 - compra – 50 pares – custo unitário $18,00 ($900)

b) 11/11 - venda – 30 pares

c) 13/11 – venda – 80 pares

d) 18/11 – compra – 20 pares – custo unitário $21,00 ($420)

e) 25/11 – venda – 55 pares

f) estoque final: 05 pares ($21 x 5unidades = $105)

INVENTÁRIO PERIÓDICO

CMV

=

EI

+

C

EF

No final de novembro será apurado o estoque físico e atribuído o valor desse estoque sendo então calculado o custo da mercadoria vendida nesse período. O cálculo fica da seguinte forma:

CMV

= $2.000 + $1.320 – $105

CMV

= $3.215

Ou seja:

EI = $2000 (valor do início do período) C = compras do período = $900 + $420 = $1320 EF = estoque final = valor apurado extra-contábil

Os registros contábeis ficam da seguinte forma:

a conta compras será transferida no final do período para a

conta estoques

a conta compras será transferida no final do período para a conta estoques Valor apurado extra

Valor

apurado

extra

contábil

Livro Razão (razonetes)

(EI)

(3)

(EF)

contábil Livro Razão (razonetes) ( E I ) ( 3 ) (EF) Estoque Compras 2.000 3.215
Estoque Compras 2.000 3.215 (4) (1) 900 1.320 (2) 420 3.320 1320 105 1320 (3)
Estoque
Compras
2.000
3.215 (4)
(1)
900
1.320
(2)
420
3.320
1320
105
1320 (3)

Caixa/Forncedores

xxxx

900

(1)

(4)

420

(2)

INVENTÁRIO PERMANENTE

CMV 3.215 Transferido para o RE do período
CMV
3.215
Transferido
para o RE
do período

Usando os mesmos dados do exemplo anterior, faremos a contabilização do estoque pelo inventário permanente.

Curso Técnico em Logística Elementos de Custos no Processo Produtivo Profª Giulliana P. Sobral

Primeiramente será utilizado o critério de avaliação de estoques pelo PEPS (primeiro que entra, primeiro que sai), ou seja, a primeira mercadoria a entrar no estoque pela compra, será a primeira a sair do estoque quando na baixa da venda.

1o passo: Elaboração da Ficha de Controle de Estoque - PEPS

 

FICHA DE CONTROLE DO ESTOQUE

   

EMPRESA

 

Cia SÓPÉ

 

Período:NOV/02

 

método:

P E P S
P E P S
 

ENTRADAS

 

SAÍDAS

 

SALDO

data

qtde.

vlr.unit

vlr.total

qtde.

vlr.unit

vlr.total

qtde.

vlr.unit

vlr.total

1/nov

           

100

20

2000

 
1/nov             100 20 2000  

10/nov

50

18

900

     

100

20

2000

 
             

50

18

900

             

150

 

2900

11/nov

     

30

20

600

70

20

1400

             

50

18

900

             

120

 

2300

13/nov

     

70

20

1400

     
       

10

18

180

40

18

720

       

80

 

1580

40

 

720

18/nov 20 21 420 40 18 720
18/nov
20
21
420
40
18
720
 
             

20

21

420

 
             

60

 

1140

25/nov

     

40

18

720

     
       

15

21

315

5

21

105

55 1035 5 105 1320 3215 COMPRAS CMV
55
1035
5
105
1320
3215
COMPRAS
CMV

EI

EF

2o passo: Registros Contábeis pelo Método PEPS

Livro Razão (razonetes)

(EI)

(1)

(4)

(EF)

(2)

(3)

(5)

Estoque

 

2.000

600 (2)

900

1.580 (3)

420

1035 (5)

3.320

3.215

105

 

Caixa/Forncedores

xxxx

900

420

(1)

(4)

105   Caixa/Forncedores xxxx 900 420 (1) (4) O CMV é reconhecido a cada venda realizada

O CMV é reconhecido a cada venda realizada diretamente na conta estoques

Valor transferido para o RE do período

CMV

600

1580

1035

3215

para o RE do período CMV 600 1580 1035 3215 Utilizando o critério UEPS (último que

Utilizando o critério UEPS (último que entra é o primeiro que sai), ou seja, a última mercadoria a entrar no estoque pela compra, será a primeira a sair do estoque quando na baixa da venda, o controle do estoque fica da seguinte forma:

Curso Técnico em Logística Elementos de Custos no Processo Produtivo Profª Giulliana P. Sobral

1º passo: Elaboração da Ficha de Controle de Estoque - UEPS

FICHA DE CONTROLE DO ESTOQUE EMPRESA Cia SÓPÉ período nov/02 método: UEPS ENTRADAS SAÍDAS SALDO
FICHA DE CONTROLE DO ESTOQUE
EMPRESA
Cia SÓPÉ
período
nov/02
método:
UEPS
ENTRADAS
SAÍDAS
SALDO
data
qtde.
vlr.total
qtde.
vlr.unit
vlr.total
qtde.
vlr.total
vlr.unit
vlr.unit
100
20
2000
1/nov
EI
10/nov
50
18
900
100
20
2000
50
18
900
150
2900
30
18
540
100
20
2000
11/nov
20
18
360
120
2360
20
18
360
13/nov
60
20
1200
40
20
800
80
1560
40
800
18/nov
20
21
420
40
20
800
20
21
420
60
1220
25/nov
20
21
420
35
20
700
5
20
100
55
1120
5
100
EF
1320
3220
CMV

Compras

2º passo: Registros Contábeis pelo Método UEPS

Livro Razão (razonetes)

 

Estoque

 

Caixa/Forncedores

 

(EI)

2.000

540 (2)

xxxx

900

(1)

(1)

900

1.560

(3)

420

(4)

(4)

420

1.120

(5)

 

3.320

3.220

(EF)

100

 

CMV

 

(2)

540

 

(3)

1.560

(5)

1.120

3220

 

Pelo critério da MPM ou CMP (Média Ponderada Móvel ou Custo Médio Ponderado), o controle do estoque nas mesmas condições anteriormente descritas, fica da seguinte forma:

Curso Técnico em Logística Elementos de Custos no Processo Produtivo Profª Giulliana P. Sobral

1º passo: Elaboração da Ficha de Controle de Estoque - MPM

 

FICHA DE CONTROLE DO ESTOQUE

   

EMPRESA

 

Cia SÓPÉ

 

período

nov/02

método:

MPM
MPM
 

ENTRADAS

 

SAÍDAS

 

SALDO

data

qtde.

vlr.unit

vlr.total

qtde.

vlr.unit

vlr.total

qtde.

vlr.unit

vlr.total

1/nov

           

100

20

2000

 

EI1/nov             100 20 2000  

10/nov

50

18

900

     

150

19,33

2900

 

11/nov

     

30

19,33

580,00

120

19,33

2320

13/nov

     

80

19,33

1546,67

40

19,33

773,33

18/nov

20

21

420

   

60

19,89

1193,33

25/nov

     

55

19,89

1093,89

5

19,89

99,44

 

EF25/nov       55 19,89 1093,89 5 19,89 99,44  

1320 3220,56
1320
3220,56

Compras

CMV

2º passo: Registros Contábeis pelo Método MPM

Livro Razão (razonetes)

 

Estoque

 

Caixa/Forncedores

 

(EI)

2.000

580,00 (2)

xxxx

900

(1)

(1)

900

1.546,67 (3)

420

(4)

(4)

420

1093,89 (5)

 

3.320

3.220,56

(EF)

99,44

 

CMV

(2)

580,00

(3)

1.546,67

(5)

1093,89

3220,56

Resumo

dezembro/2012

de

Controle

de

Apuração

de

Estoques

Cia.

ATMB

Critério

Compras

CMV

EF

Inventário Periódico

$1.320,00

$3.215,00

$105,00

Inventário Permanente

     

PEPS

$1.320,00

$3.215,00

$105,00

UEPS

$1.320,00

$3.220,00

$100,00

MPM

$1.320,00

$3220,56

$ 99,44

Curso Técnico em Logística Elementos de Custos no Processo Produtivo Profª Giulliana P. Sobral

Outro reflexo importante da escolha do Inventário Permanente é o resultado do exercício apurado pela empresa no período determinado. Se por exemplo, a empresa tenha uma receita bruta total de $10.000 e impostos sobre vendas de $2.000, qual será o lucro bruto desse período para os diferentes critérios estudados?

 

Inventário

Inventário Permanente

Periódico

   

PEPS

UEPS

MPM

Receita Bruta

$10.000,00

$10.000,00

$10.000,00

$10.000,00

(-) Impostos Incidentes sobre Vendas

($2.000,00)

($2.000,00)

($2.000,00)

($2.000,00)

(-) CMV

($3.215,00)

($3.215,00)

($3.220,00)

($3.220,56)

(=) Lucro Bruto

$4.785,00

$4.785,00

$4.780,00

$4.779,44

Referências Consultadas:

CREPALDI, Silvio A. Curso básico de contabilidade de custos. São Paulo:

Atlas, 1999.

MARTINS, Eliseu. Contabilidade de custos. 8.ed. São Paulo: Atlas, 2001.

RIBEIRO, Osni M. Contabilidade de custos fácil. 6.ed.,5.tir. São Paulo:

Saraiva, 2005.