Você está na página 1de 2

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL “MONSENHOR MESSIAS” - CENTRO UNIVERSITÁRIO DE SETE LAGOAS – UNIFEMM

Unidade Acadêmica de Ensino de Direito – UEDI


Curso reconhecido pelo Decreto nº 74.964 de 25/11/1974
Reconhecimento Renovado pela Portaria SERES/MEC nº 623 de 25/11/2013

( ) 1ª parcial ( ) 2ª parcial ( x ) Diversas ( ) Avaliação Final ( ) Segunda Época


Disciplina: Direito Administrativo I Turma: 6 Turno: Noite
Professor(a): Carolina Rodrigues Schettino Valente
Aluno(a):

Valor da avaliação: 10 pontos Pontos obtidos: Data: 22/05/2018

QUESTÕES ABERTAS
1) O Prefeito do Município X deseja criar uma entidade da administração indireta que para prestar o
serviço de fiscalização de trânsito de forma descentralizada, com personalidade jurídica própria.
a) Aponte qual entidade ele poderia criar; (
b) analise como essa entidade seria criada e extinta; (
c) avalie quais as principais características dos seus bens; (
d) analise como seria o regime de contratação de pessoal e de compras
e) Caso algum agente dessa nova entidade causar dano a terceiro, caberá responsabilidade civil em
face de quem? Qual o tipo de responsabilidade?

2) Governador de um estado editou decreto promovendo uma ampla reformulação administrativa,


na qual foram previstas a criação, a extinção e a fusão de órgãos da administração direta e de
autarquias estaduais. Alegou o governo estadual que, além de atender ao interesse público, a
reformulação administrativa inseria-se na competência do Poder Executivo para, no exercício do
poder regulamentar, dispor sobre a estruturação, as atribuições e o funcionamento da administração
estadual.
a) Em face dessa situação, responda, de forma fundamentada, se é considerada legítima a iniciativa
do chefe do Poder Executivo estadual de, mediante decreto, promover as mudanças pretendidas.
Justifique.
b) Caberia anulação ou revogação desse ato? Aponte as principais diferenças entre anular e revogar
um ato.

3) José da Silva, fiscal da vigilância sanitária do município de X em inspeção de rotina detectou um


restaurante que descumpria a legislação acondicionado gêneros alimentícios juntamente com
material de limpeza tóxico. Além disso, o restaurante possuía inúmeros produtos vencidos em sua
despensa e não possuía refrigeração adequada para carnes e outros perecíveis. Em face das
circunstâncias José da Silva decidiu interditar o estabelecimento e autuar o estabelecimento
acercada infração correspondente ao pagamento de multa. Diante do caso exposto responda as
questões abaixo.
A) Identifique qual o poder administrativo presente no caso em comento e justifique.
B) Analise se o ato do fiscal se trata de ato vinculado ou discricionário. Justifique. (
C) Avalie quais as principais características e limites no exercício do referido poder identificado na
assertiva “A”.

4) Analise e responda as questões abaixo:


A) Aponte as principais diferenças entre as Organizações Sociais e as Organizações da Sociedade Civil
de Interesse Público (aponte no mínimo 2 diferenças); (

Av. Marechal Castelo Branco, 2.765 – Bairro: Santo Antônio | Sete Lagoas – MG | 35.701-242
(31) 2106-2105 - Prédio 1.. | site: www.unifemm.edu.br
Página 1 de 2
FUNDAÇÃO EDUCACIONAL “MONSENHOR MESSIAS” - CENTRO UNIVERSITÁRIO DE SETE LAGOAS – UNIFEMM
Unidade Acadêmica de Ensino de Direito – UEDI
Curso reconhecido pelo Decreto nº 74.964 de 25/11/1974
Reconhecimento Renovado pela Portaria SERES/MEC nº 623 de 25/11/2013

B) No decorrer de uma relação de cooperação entre o Poder Público e as entidades privadas sem fins
lucrativos, os agentes dessas entidades se sujeitam aos princípios que regem a Administração
Pública? Justifique. (
C) Buscando obter ajuda financeira do Poder Público para financiar parte de seus projetos, uma
Organização Social pretende prestar serviços públicos de saúde para um determinado Município. O
poder público municipal deverá realizar procedimento licitatório (Lei n. 8666/93) para formalizar
esse contrato? Justifique. (

5) O prefeito de um município editou ato normativo estabelecendo normas para o exercício de


comércio na feira de artesanato situada na praça central da cidade. Para isso, publicou edital de
convocação com o fim de cadastrar e regularizar os ambulantes que poderiam, mediante
autorização, desenvolver o comércio no local. Alguns ambulantes que não foram contemplados com
autorização da administração municipal ingressaram com ação judicial que objetiva a expedição de
alvará definitivo com o fim de lhes assegurar o direito de continuar exercendo o comércio, alegando
que estão há vários anos na área, tendo, por isso, direito líquido e certo de ali permanecerem. Em
face dessa situação hipotética:
A) Analise qual poder administrativo presente no caso em comento quanto a eventual legalidade de
a administração municipal adotar as providências anunciadas para regularizar o comércio na feira de
artesanato. Fundamente. (
B) Avalie, juridicamente, se é ou não possível que os ambulantes que não foram contemplados com a
autorização continuem exercer sua atividade. Em caso negativo, caberia indenização a eles?
Fundamente. (

6) Marta fiscal de tributos do município de X em inspeção de rotina detectou irregularidades na


Empresa Coxinhas Deliciosas LTDA, visto que descumpria a legislação tributária, não expedia nota
fiscal das vendas realizadas e não recolhia o imposto municipal devido. Ademais, a empresa Empresa
Coxinhas Deliciosas LTDA estava com o alvará de funcionamento vencido há mais de 2 anos. Em face
das circunstâncias Marta decidiu interditar o estabelecimento e autuar o estabelecimento acerca da
infração correspondente ao pagamento de multa. Diante do caso exposto Responda as questões de
A, B, C e D
A) Que poder(es) administrativo(s) encontram-se relacionados ao caso. Justifique. (
B) Decomponha o ato praticado por Marta, apontando cada um de seus elementos, explicando seus
conceitos e demonstrando-os no caso em questão. (
C) Analise o caso e avalie se há vícios no ato praticado e em caso positivo, como deve a
Administração Pública proceder. Justifique (

Av. Marechal Castelo Branco, 2.765 – Bairro: Santo Antônio | Sete Lagoas – MG | 35.701-242
(31) 2106-2105 - Prédio 1.. | site: www.unifemm.edu.br
Página 2 de 2